Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software For evaluation only.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only."

Transcrição

1 122 que caracterizou a decoração soteropolitana no nosso período de estudo: a Correia Ribeiro e a Móveis Ralf. Única a vender móveis modernos, a Loja Ralf, cujo nome se origina, segundo o arquiteto Pasqualino Magnavita (2006, informação verbal) das iniciais dos seus donos, René Pedro, Aloise, Levy (Smarcevsk) e Francis, iniciou suas atividades vendendo móveis pés - de - palito, tidos como muito frágeis (Informação verbal, 2006). Nas décadas seguintes a Ralf continuou trabalhando com móveis de desenho inovador como os fabricados pela Forma - Knoll Internationale, Arredamento, L Atelier, Mobilínea (Figura 163), OCA e Probjeto, muito dos quais utilizados, segundo o arquiteto Neilton Dórea (informação verbal, 2005) apenas em escritórios (Figura 165) ou em residências muito modernas como, por exemplo, a cadeira Diamante de Henri Bertoia (Figura 166). A Correia Ribeiro ao contrário, trabalhava com móveis tradicionais, como veremos mais adiante. Apesar desse mercado florescente, até os anos 80, as lojas soteropolitanas esperavam mais de um mês para receber do sul as encomendas de móveis e objetos decorativos, conforme atesta depoimento da decoradora Sizininha Simões (17 fev. 2005, informação verbal): Em Salvador não tinha nada. De prego sem cabeça, a cúpulas de abajur, tudo vinha do Rio e São Paulo. Apesar do impulso inicial dado ao setor moveleiro nacional pela construção de Brasília (MOVELEIRO, 1990, p. 46), a década de 60 foi de recessão em decorrência do plano de combate a inflação do regime militar, voltando à economia a se reaquecer, como vimos, apenas na década de 70, no ritmo do Brasil Grande e na trilha do Milagre Brasileiro. Amplia - se então em Salvador no nosso período de estudo o mercado de Decoração com o surgimento das lojas Mobília e Interiores Ltda, Maison Móveis Ltda, Quatro Paredes (Figuras 168 e 169) e A Norma 54, e até lojas tradicionais como Correia 54 Surgida em Salvador na década de 70 A Norma tinha filiais por toda a cidade sendo as principais as da Avenida Sete (A Norma Avenida, 1973) e do Shopping Iguatemi (A Norma Iguatemi, 1977) e segundo o arquiteto Pasqualino Magnavita (Informação oral, 2006), reciclava móveis tradicionais inserindo elementos inovadores como o aço escovado.

2 123 Ribeiro e A Suprema Móveis, se rendem aos móveis de design, representando a Probjeto e a Forma (Figura 164). Assim como no Mappin, em São Paulo e na Mesbla, no Rio de Janeiro, em Salvador, além das lojas já mencionadas, os móveis eram vendidos, juntamente com objetos de decoração (lustres, tapetes, tecidos) e eletrodomésticos, em grandes magazines como Ipê, Arapuã, (MOVELEIRO, 1990), Sadel, A Norma, Slooper e Casa da Música (informação verbal, 2005), cujos grandes depósitos resolviam o problema de estoque e transporte, viabilizando a pronta entrega. Fig. 163 e 164. A Loja Ralf representava a Mobilínea e A Suprema Móveis a Forma. Brasil, Figuras 165 e 166. Móveis de design revendidos pela Loja Ralf: cadeira de escritório de Jorgen Rasmussen da Knoll Internationale e poltrona Diamante de Harry Bertoia, versão com banqueta e revestimento em couro.

3 124 Com o boom do móvel em série, espalham - se também pelo país as franquias e em Salvador encontramos várias Lojas com representações de móveis do sul do país como os da Mobília Contemporânea, Arredamento (figuras 167 a 169), Forma, Cavilha, Anatom, Escriba e Mobilínea, o que comprometia o serviço mais artesanal desenvolvido pelas pequenas marcenarias e pelo Liceu de Artes e Ofícios como podemos observar desse depoimento do Mestre Geral, Sr. José Inácio dos Santos: Os móveis hoje em dia são muito explorados, e o freguês não classifica o trabalho. Apesar de lidarmos com o melhor material cedro, ipê e jacarandá só trabalhamos internamente, não fazemos móveis em residências ou sem encomenda anterior e isto nos tem colocado em posição de desigualdade perante as fábricas de móveis do comércio em geral. (JORNAL DA BAHIA, 1971, p. 08). Figuras 167 e 168. Fábricas de móveis com representação em Salvador, década de 70. Fig Loja Quatro Paredes, representante da Arredamento, 1973.

4 125 Apesar desse mercado de importação de móveis industrializados e mesmo depois do surgimento de indústrias como Bérgamo, Dell Ano e Todeschini, Salvador continuará produzindo móveis artesanais tanto em madeireiras (Figura 170), quanto em fábricas tradicionais como as da Ralf e da Correia Ribeiro Industrial, ambas surgidas, como vimos, na década de 50. (Figura 171 e 172). Fig Anúncio de jornal. Salvador, Fig Cozinha Ralf, catálogo da década de 70. Fig. 172.Cozinha Correia Ribeiro, (Observar ambientação com móveis em acrílico)

5 126 Assim, a Loja Ralf, com fábrica na Cidade Baixa e loja na Avenida Sete, continuava na década de 70 a criar e revender móveis modernos, além de desenvolver projetos de cozinhas e de decoração para residências, bancos e hotéis (Pasqualino Magnavita, 2006, informação verbal), ao tempo que a Correia Ribeiro permanecia fabricando cozinhas e a produzindo móveis de estilo, tanto nacional quanto estrangeiro (Figuras 173 e 174), escolhidos, segundo a Sra Lúcia Oliveira (informação oral, 2006) em catálogo, sendo os preferidos pela classe média soteropolitana, como veremos mais adiante. Figuras 173 e 174. Arca e cadeira em estilo, confeccionadas pela Correia Ribeiro. Durante a década de 70 as lojas de móveis e decoração vão deixar a área central de Salvador, deslocando - se primeiramente para a Barra e depois em direção a Pituba, Iguatemi e Itaigara, acompanhando o deslocamento habitacional do seu público alvo em direção ao norte. Mas, além das lojas de móveis, que como vimos, em maior ou menor proporções, comercializavam o que era tendência nacional, a decoração das residências soteropolitanas foi também resultante da participação de alguns profissionais, como passaremos a mencionar.

6 PROFISSIONAIS ATUANTES Como vimos no primeiro capítulo dessa dissertação, a Decoração jamais gozou do prestígio da Arquitetura ou do Desenho Industrial, havendo sempre a tendência de considerá - la como pertencente um pouco ao mundo frívolo da moda e da costura (MASSEY, 1996, p. 124), o que pode explicar que se tenha deixado, desde a sua origem, o exercício daquela atividade como campo livre para a atuação das mulheres. Encontramos como pioneira na formação de decoradoras a Sociedade das Artes Decorativas, criada em 1877 em Nova York, pela desenhista de tecidos Candance Wheeler ( ) (MASSEY, 1991, p. 124). O desenvolvimento da sociedade americana nas décadas de 20 e 30 do século XX e a maior rigidez das convenções e códigos de boas maneiras, transformaram um papel doméstico em status social, começando a profissão a se organizar por todo o mundo. No Brasil, Regina Graz foi à pioneira no trabalho e ensino da Decoração, participando em abril de 1930 da decoração da Casa Modernista de Warchavchik em São Paulo (Figura 10) e ministrando, a um número reduzido de alunas, cursos para a feitura de abajures, almofadas, colchas e tapetes (SEMANA DE 22, 1972). Encontramos também referência à atuação no mesmo período do primeiro decorador brasileiro, Henrique Liberal que, como veremos, terá grande influência no estilo adotado pelo decorador baiano José Pedreira, e que, entre outras inovações, contrariava o antigo preceito de não misturar estilos, conforme relato do antiquário carioca Paulo Afonso: Sem pertencer a nenhuma escola, de um talento enorme e espontâneo, Henrique Liberal foi realmente o primeiro decorador brasileiro. Sua capacidade inventiva é digna de menção e muitas de suas criações são ainda hoje válidas. Muito viajado e tendo vivido na França durante anos, seu gosto é o que se pode chamar de cosmopolita. Se primeiro usou entre nós o decapé, no mobiliário em estilo Luís XVI, também trouxe para o Brasil o conceito de living - room americano, uma sala de visitas para ser vivida e não para viver fechada, à espera de datas especiais. Em seus trabalhos usou estofados em pelica, zuarte e também chintz, programando até - cúmulo da ousadia - cortinas de lona. Os santos barrocos foram por ele tirados dos oratórios, vindo a freqüentar as salas como adorno. Fragmentos de talhas de retábulos e altares de igrejas demolidas foram aplicados nas paredes, como decoração. O jacarandá, lavado dos vernizes que o escureciam, surge em forma de móveis tradicionais brasileiros: e a cor aparece

7 128 nos interiores, antes sempre muito discretos. Contrariando o antigo preceito de não misturar estilos, reúne ele, nas salas de jantar, mesa de uma origem, complementada por cadeiras de outra época realmente uma temeridade... A iluminação usada tem inspiração Diretório e Império, com as luminárias bouilottes em evidência. Foi com Liberal que se iniciou, no Rio e em São Paulo, a moda de morar em apartamento e que se deu maior ênfase ao conforto. São suas criações os abajures com base em abacaxi e frutas douradas, bem como a adição de iluminação especial para lustres de cristal, com canaletas douradas. (CASA & JADIM 25 ANOS, 1980, p.40 42) (grifo nosso). Apesar desses pioneiros, a profissão de Decorador nas décadas de 50 e 60, não estava estabelecida, sendo comum por parte da população brasileira, a escolha pessoal da mobília, vendida pelas lojas, segundo a decoradora Sizininha Simões (Informação oral, 2005), em conjuntos para quarto e grupos para sala de visitas (um sofá, duas poltronas e mesa de centro), de acordo com a produção industrial a que já nos referimos. Como exceção, existiam algumas lojas de móveis e confecção de cortinas, que contavam com consultores, responsáveis pela orientação da compra e arrumação dos móveis na casa do cliente, e em menor número ainda, as que possuíam desenhistas, especializados na cópia de móveis de estilo, tanto nacional quanto estrangeiro ou no design de peças modernas, a exemplo das soteropolitanas, Correia Ribeiro e da Ralf, às quais já nos referimos. Dessa forma, a contratação do decorador era um luxo que denotava status social, o que, ao lado da inexistência de muitos cursos profissionalizantes no país, fez com que a atividade continuasse a ser exercida na década de 70 menos por decoradores do que por pessoas de bom gosto, artistas plásticos e arquitetos, a exemplo do que aconteceu em Salvador, como veremos OS PIONEIROS EM SALVADOR. José de Souza Pedreira (Figura 175), ou simplesmente Pedreira, como ficou conhecido, nasceu em Itaparica em 1923, vindo a falecer em 1981.

8 129 Decorador desde a década de 50, Pedreira foi também antiquário, crítico de arte e especialista em santos antigos e peças baianas, tendo intensa participação na vida cultural soteropolitana, fatos referidos em periódico nacional da década de 70: José Pedreira é um dos nomes mais conhecidos na velha São Salvador. Seu gosto refinado por peças antigas, seus conhecimentos artísticos e sua imagem cativante fazem dele um personagem antes de um decorador.(casa & JARDIM, 1974, p. 47). No bar Anjo Azul, reduto da intelectualidade baiana na década de 50 e do qual foi proprietário (Figura 176), já podemos detectar o estilo de decoração que o acompanharia em toda sua carreira: clássico, com utilização constante de móveis antigos e de peças sacras, de coleções particulares dos seus clientes ou comprados em antiquários. Fig O decorador José Pedreira. Fig.176. Interior do Anjo Azul, década de 50. Além das residências dos mais abastados, José Pereira também decorou as de classe média, através do seu trabalho nas Lojas Correia Ribeiro, onde recriava de forma simplificada os móveis de estilo (Figuras 173 e 174) e Old Bahia, de propriedade da depois decoradora Lucy Carvalho, onde atuava como consultor na colocação de cortinas e disposição dos móveis adquiridos (Informação oral. 2005).

9 130 Trabalhando também com decoração comercial e de serviços, Pedreira decorou a Clínica Odontopediíátrica da Graça 55 e em virtude da sua erudição e trânsito entre vários setores culturais da cidade, assumiu na década de 70 a Direção do Museu de Arte da Bahia, por indicação do então Governador Antônio Carlos Magalhães. A decoração sóbria, ou pouco colorida, como definiu sua contemporânea, Sizininha Simões (informação verbal, 2005) e o apego à tradição cultural baiana, era encontrada não apenas nos seus projetos como também na própria residência. (Figuras 177 e 178). Fig Quarto de José Pedreira. Fig Sala estar da residência de José Pedreira. Podemos citar ainda como exemplo da atuação do decorador José Pedreira em Salvador na década de 70, aquelas intervenções realizadas em 1974 em um casarão no centro da cidade (Figuras 179 e 180) e no duplex de cobertura no Corredor da Vitória (Figura 181 e 182), na Casa de Solange Vianna no Centro da cidade (perto do Museu de arte Sacra) em 1977(Figuras 183) e no Palácio Residencial de Ondina do Governo da Bahia, então ocupado pelo casal Arlete e Antônio Carlos Magalhães, em data não identificada. (Ilustrações 184 e 185) 55 Entrevista com Vanda Nascimento, em 05 abr

10 131 Fig. 179 e 180. Casarão em pleno centro. Salvador, Fig. 181 e 182. Apartamento duplex de cobertura na Vitória, Quarto de menino, com cama um autêntico catre antigo e lustre é uma lanterna sueca. Banheiro com azulejos coloniais do Recife. Figura 183. Residência de Solange Viana, Sala com conjunto em couro, mesa de centro em vinhático, chão em tábuas corridas e tapetes rústicos.

11 132 Figuras 184 e 185. Residência do Governo da Bahia em Ondina, com objetos da coleção de arte sacra do Governador Antônio Carlos Magalhães. Ao lado de José Pedreira, encontramos atuando no nosso período de estudo a pioneira da Decoração soteropolitana a Senhora Sizininha Simões, já referida em algumas passagens acima. Perfeita representante da relação entre o gênero feminino e a decoração a que já nos referimos, Sizininha, mesmo oriunda de família tradicional baiana 56, optou pelo caminho da profissionalização, numa época em que isso não era muito comum. Auto - didata, com cursos no Rio, São Paulo e Paris inicia, ainda na década de 50 e juntamente com o italiano Georgette, suas atividades como cortineira 57, aprendida em curso na Singer (Informação oral, 2005). Seu primeiro trabalho como decoradora autônoma aconteceu em 1957 na residência da Sra Graziela T. Bittencourt e a partir daí, nunca mais parou, trabalhando na década de 70 para particulares e instituições como a ASPEB / Associação de Poupança do Estado da Bahia, para a qual decorou apartamentos em Conjuntos Habitacionais na Calçada, Cabula, Bonocô e Politema (Edifício Minhocão ). 56 Nascida em 1929, é filha do dono da Firma Magalhães, construtora no final da década de 30 do Edifício Oceania, localizado em frente ao Farol da Barra e marco da arquitetura soteropolitana. 57 Nos nossos estudos podemos constatar que aqui em Salvador a atividade de cortineiro (a) antecedia ou era concomitante com a de decorador (a), tendo como exemplo dessa afirmação os seguintes profissionais: Antenor, da Antenor Decorações, localizada na Avenida Sete de setembro, Ciro, que trabalhava na Rua Carlos Gomes e Luci Carvalho, senhora da sociedade, casada com José Joaquim de Carvalho e proprietária da Loja Old Bahia.

12 133 Segundo suas próprias palavras, define o seu estilo de decoração na década de 70 como sendo prático : Penso na decoração como um vestido chemise e depois coloco os detalhes, botões, rendas [...] conforme a dona da casa, o dinheiro disponível e a localização do imóvel. Em entrevista a nós concedida em 17 de fevereiro de 2005, a decoradora ressalta ainda a importância da profissão e o respeito que se deve ter ao gosto pessoal dos clientes - Você tem que fazer a casa para a pessoa... mas podemos educar o cliente - que, segundo ela, aqui em Salvador, são muito apegados a heranças de família. Proprietária entre os anos 70 e 2000 da Loja de artigos de decoração As Pandoras, teve ações inovadoras na área de Decoração, como a criação do projeto de out door tridimensional (Figura 186), que, instalado no segundo semestre de 1991 em via pública no bairro do Rio Vermelho, constituía -se em um espaço de 10,00 m. ² onde eram feitas ambientações diferentes a cada semana e por distintos profissionais baianos. Esse projeto inovador é até hoje referência quando se discutem aspectos relacionados à divulgação e valorização da profissão de Decorador, causa abraçada desde sempre por Sizininha Simões. Fig A Decoradora Sizininha Simões, em frente ao outdoor. Rio Vermelho, 1991.

13 134 Além de Pedreira e Sizininha, podemos ainda citar Clara Melro e Alfred Brito 58 como integrantes de uma minoria que se autodenominava ou era reconhecida como de decoradores, dentro de um universo de atuação dominado na década de 70 por artistas plásticos e arquitetos, como podemos constatar a seguir UMA ATUAÇÃO INTERDISCIPLINAR Como vimos anteriormente, além da consultoria na escolha de móveis, objetos e complementos, duas lojas de Salvador tinham em seus quadros profissionais responsáveis pelo desenho de móveis, modernos, no caso da Ralf e tradicionais, no caso da Correia Ribeiro. E se o decorador José Pedreira trabalhou para a Correia Ribeiro, a Loja Ralf contou com a atuação de dois arquitetos: Lev Smarchevsky ( ) e Pasqualino Magnavita. De origem russa, Lev Smarchevsky chegou na Bahia em 1942, tornando - se, segundo o Arquiteto Roberto Cortizo (Informação oral, 2004) sócio da loja Ralf na década seguinte. Lev Smarchevsky possuía uma multiplicidade de dons, que variavam de velejador a escritor, passando pelo pintor, desenhista de móveis e projetista de carros (LEV..., 2004, p.04), realizando também muitas obras como arquiteto, entre as quais o antigo prédio da Petrobrás na Jequitaia. Pai do Arquiteto Ivan Smarcevski, que também atuou em Salvador no nosso período de estudo, como veremos mais adiante, Lev Smarchevsky procurou durante toda a vida preservar a memória dos saveiros, tendo deixado nessa área um importante legado através do o livro Gramino: A alma do saveiro, publicado em 1996 e no qual constam 200 desenhos de sua autoria detalhando todas as partes do barco. (LEV..., 2004, p.04). 58 Entrevista com Sizininha Simões em

14 135 Com igual diversidade de talentos, encontramos também outro arquiteto, Pasqualino Romano Magnavita, que segundo entrevista a nós concedida em 22 de julho de 2006, iniciou sua incursão na área de design de móveis com o trabalho de meio turno na Loja Ralf entre 1959 e 1963, onde desenhava estantes, armários, consoles, bancos, biombos e outros elementos decorativos. É de sua autoria as divisórias batizadas de optical palhinha e optical treliça (Figura 191), confeccionadas com palhinha ou com treliça de madeira, ambas com espelhos ao fundo e instaladas respectivamente, em um consultório médico em Salvador e no Cine Bahia 59, em cuja ambientação também usou as cadeiras Barcelona. Depois de um Doutorado na Itália retorna em 1965 a Salvador e implanta na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia a Disciplina Composição Decorativa / Arquitetura de Interiores. É desse período à decoração do Palácio de Ondina para o Governador Lomanto Júnior, onde colocou outra peça de sua autoria, a mesa Gamela (Figura 192), que tem como ponto de partida objeto da cultura popular, rodeada por quatro Poltronas Mole de Sérgio Rodrigues (Figura 193), ícone do design moderno, proposta que bem exemplifica a mistura de estilos que, como veremos mais adiante, foi muito utilizada na decoração soteropolitana no período de estudo. Fig. 191; Optical treliça. Figura 192. Mesa Gamel. Fig Poltrona Mole Segundo Geraldo leal (1977, p. 251), no Cine Bahia, inaugurado em 08 de março de 1968, a arquitetura interior coube aos arquitetos Pasqualino Magnavita e Antônio Pithon.

15 136 O próprio Arquiteto fez referência a essa opção ao mencionar em sua entrevista que, quando realizava seus projetos arquitetônicos costumava indicar tanto elementos tradicionais quanto modernos, podendo utilizar tanto objetos da cultura popular quanto da erudita, peças coloniais adquiridas em antiquários ou cadeiras de design, nacional e estrangeiro, a exemplo da Barcelona (1929), Diamante (década 50), Tulipa (1955) e Modelo 670 (1956) (Figuras 187 a 190). Figuras 187 a 190. Cadeiras do Design Histórico Sua vinculação ao ensino universitário, sua ideologia e atuação política fez com que Pasqualino Magnavita, mesmo continuando a desenvolver projetos arquitetônicos 60, se afastasse da decoração na década de 70, pois segundo suas próprias palavras, decoração era coisa de burguesia. (Informação oral, 2006). Só muito recentemente retomou sua atividade de designer de móveis, tendo recebido em 1999, o Prêmio Liceu de Design na modalidade profissional, por sua cadeira Oxossi (Figura 193). Figura 194. Cadeira Oxossi, Durante a elaboração dessa dissertação, no ano de 2005, foi demolida para dar lugar a um edifício de apartamentos, uma bela casa moderna da década de 70, de sua autoria, e que abrigava o Clube de Britsch no bairro da Graça.

16 137 Além dos designers e decoradores, anteriormente mencionados, também atuavam na área de Decoração em Salvador na década de 70, alguns artistas plásticos como Genaro de Carvalho, Carlos Bastos e Juarez Paraíso. De curta e profícua vida, ( ) Genaro de Carvalho, ficou conhecido nacional e internacionalmente como tapeceiro (Figura 195), sendo objeto de textos e reportagens nos mais diversos meios de comunicação (Arte no Brasil, 1979, v. 2, p. 875; Revista 04 Rodas, 1969, p. 68) e até em Enciclopédias (Conhecer, Nº 164, vol 11, 1971, p. 680). Fig Genaro de Carvalho e um dos seus trabalhos, De temperamento irrequieto e versátil, percorreu vários caminhos no campo estético, desenvolvendo além da tapeçaria, pinturas e murais como o do Hotel da Bahia e a partir de 1952, dedicou - se também à Decoração de Interiores.(FOI O CRIADOR , p.1). Quanto ao seu estilo na decoração, não há unanimidade, tendo sido encontradas tanto referências a desenhos de móveis modernos em estilo funcional, assim como os realizados pelos arquitetos Lev Smarcevsky e Antônio Rebouças (ibid), quanto àqueles outros que eram cópias de móveis clássicos, europeus e coloniais brasileiros, desenhados para O LAR (Loja da Correia Ribeiro) (ÚLTIMO ADEUS , p. 1). Por ocasião da sua morte, num jornal local, o crítico de Arte Clarival do Prado Valadares (ibid) assim referiu - se a aquele talentoso artista:

17 138 Não se pode reconhecer em Genaro somente a condição de tapeceiro, teríamos então que considerá - lo noutros méritos. Teríamos que mencioná - lo como pintor e também como incentivador desse capítulo da decoração interior no Brasil, pois antes dele tal interesse não havia. Cabe esclarecer, entretanto, que esse pioneirismo e incentivo à decoração brasileira, não pode ser confirmado nem negado no presente estudo, por não terem sido encontradas outras informações a respeito, nem imagens de projetos de sua autoria. Integrante da segunda geração de artistas modernos da Bahia e também grande incentivador das novas formas de expressão plásticas, Juarez Paraíso, entre suas inúmeras atividades (desenhista, pintor, escultor, muralista, cenógrafo, escritor, ator), também teve incursões na área de Decoração, através dos seus murais em residências (Figuras 196 a 199) e clínicas 61. Numa parceria com arquitetos como Pasqualino Magnavita, Antônio Pithon e Katsuki, realizou belas intervenções, respectivamente no Cine Bahia, Cine Tupi (Figuras 06 e 07) e no Edifício Monsenhor Marques no largo da Vitória, trabalhando também, como coordenador de uma equipe multidisciplinar, na confecção de decorações de Carnaval em Salvador em 1965, 1977 (Figura 198), 1978 e Fig Edifício Maria Alice, Barra, Fig Residência Francisco Pithon, Entrevista com Vanda Nascimento em 05 de abril de 2006.

18 139 Fig Teto Residência Antônio Limoeiro, Fig 199. Praça Municipal, Carnaval Outro artista plástico que também atuou na área de decoração em Salvador foi Carlos Bastos, mais especificamente em ambientações para lojas e festas 62. Assim como José Pedreira, usou seu talento de decorador na sua própria residência, tendo sido a mesma, objeto de matéria em revista de decoração em dois momentos, 1972 (Figura 200 e 201) e 1977 (Figura 202), além de ter uma ambientação de sua autoria (um banheiro), publicada em dezembro de 1971 (Figura 203). Sobre a profissão Carlos Bastos se pronunciou em 1977, tendo como referência a sua casa na Pedra do Sal que ele mesmo decorou e que foi objeto de reportagem nacional na Revista Casa & Decoração (1977, p. 10): Sou mais cenarista do que decorador. [...] Nada é definitivo. Casa para mim é muito importante. Mas ser decorador é muito difícil, por que casa é pessoal. E acho que cada um deve decorara a sua. Acredito na eternidade do belo, daí a mistura de estilos. 62 Entrevista com Sizininha Simões, 07 fevereiro 2005.

19 140 Figuras 200 e 201. Quarto do Artista Plástico Carlos Bastos, No quarto de Carlos Bastos, pintor baiano, o esquema cromático é bem outro, com lilases e azuis se equilibrando à perfeição, combinação das mais difíceis que só um artista talentoso consegue a bom termo. Com o lilás das paredes como fundo, o azul surge nas cortinas e no estampado tipo caxemira da colcha da cama, laqueada de branco. Uma composição de quadros substitui a clássica cabeceira e, na parede lateral, a nota marcante de uma gravura. Figura 202. Sala de estar de Carlos Bastos. Setembro Piso em lajota, teto em telha - vã, mesa de centro em mármore rosa, peças antigas e cadeiras de junco feitas na Bahia mesmo.

20 141 Figura 203. Banheiro social, com papel de parede devidamente protegido, nas áreas molhadas e bancada em mármore e laminado plástico no armário sobre a pia, Dezembro Como já mencionamos, a Decoração Soteropolitana não tinha espaço nas revistas especializadas na década de 70, e se Carlos Bastos obteve esse privilégio, acreditamos ter sido mais pela sua fama nacional como artista plástico do que como decorador e também pelo fato de estar se iniciando uma linha editorial que, com as edições especiais da Revista Amiga em meados da década, passava a divulgar a intimidade dos artistas, cantores e atores, através de suas casas. (NOVAES, 2005, p. 407). Dentro desse mesmo espírito e sem crédito do responsável pela decoração, foram também fotografadas as residências dos Artistas Plásticos Hansen Bahia (Figura 204) e Luiz Jasmim (Figuras 205 e 206) e do Escritor Jorge Amado (Figuras 224 e 225).

21 142 Figura 204. Casa de Hansen Bahia, jan Projeto Gilberto Chaves. O interior, amplo, é decorado com simplicidade, peças rústicas, imagens do folclore baiano e peças da Europa e África. Observar revestimento de parede e piso em lajota e tijolinho aparente e ainda aparador em jacarandá e lustre com cúpula de vidro tipo candeeiro. Figura Sala de estar na casa / atelier de Luis Jasmim, em Piatã. Janeiro Observar poltronas e cama tipo catre em jacarandá, utilizada como sofá.

22 143 Figura 206. Sala de estar de Luís Jasmim. Setembro Observar a manutenção das duas cadeiras antigas representadas na foto de 1974 e os anjos barrocos na parede. Em virtude da inexistência de cursos específicos de formação e diante do espírito modernista, a que já nos referimos e que ainda vigorava na arquitetura baiana, acreditamos, mesmo diante da inexistência de documentação nesse sentido, que foram os arquitetos os principais responsáveis pela decoração soteropolitana na década de 70, na medida em que a mesma era pensada como algo não dissociado da arquitetura. Além de Pasqualino Magnavita e Levy Smarcevsky, a que já nos referimos, podemos citar ainda Gilberbert Chaves, responsável pelo projeto das residências de Jorge Amado (Figuras 228 e 229), de Hansen Bahia (Figura 204) e de Genaro de Carvalho (Figura 207), Assis Reis (Figura 208) e Alberto Fiúza (e arquitetos associados) (Figura 209), um dos mais atuantes no setor, até sua morte em Muitos desses arquitetos trabalhavam em dupla, a exemplo de Fernando Peixoto e Ivan Smarcevscki (Figuras 210 e 231), o primeiro dos quais ficaria nacionalmente conhecido pelas intervenções na paisagem urbana da cidade através das suas fachadas coloridas e de Luiz Humberto e Neilton Dórea que, em entrevista a

23 144 nós concedida em maio de 2005, afirmou que quando começaram a atuar no final da década de 70, foram os primeiros a usarem móveis de escritório, tipo Bauhaus em residências, pois até então os mesmos ficavam na seção de escritório das lojas em Salvador (informação verbal), escolha que pode ser atestada nas duas ilustrações reproduzidas nessa dissertação (Figuras 211 e 112). Assim como hoje, havia também profissionais de outros Estados que trabalharam em Salvador, a exemplo do Escritório de Arquitetura carioca formado por Sílvio Dodsworth e Gilles Jacquard, que em 1975 decorou o hotel Meridien da Bahia (CASA E JARDIM, 1980, p. 176) e David Largman, que também carioca, fixou residência em Salvador (Figura 213) atuando em decoração de interiores (Figuras 241 e 242). Com base em alguns dos depoimentos, podemos ainda citar os arquitetos Itamar Batista e Wilson Andrade como atuantes na área de decoração, apesar de tal afirmação não ser corroborada por nenhum dos documentos por nós levantados. Além dos profissionais aqui referidos, a decoração residencial soteropolitana na década de 70 foi também realizada pelos próprios moradores, inclusive arquitetos como Silvio Robatto (Figura 214) e Chico Mota (Figura 230), numa configuração que representava um maior ou menos apego ao estilo tradicional, como poderemos observar na próxima seção, após as ilustrações que se seguem. Figura 207. Sala de estar de Genaro de Carvalho em Ipitanga. Projeto de Gilberto Chaves. Piso em lajota e teto em telha - vã. Luminária e tapeçaria de autoria do artista. Dezembro 1969

24 145 Figura 208. Casa no Farol de Itapoá, Projeto Assis Reis Figura Projeto de Alberto Fiúza, 1974.

25 146 Figura 210. Fernando Peixoto. Piso de lajota encerada, tetos em tábua corrida. Dezembro, Fig Ambientação de Neilton Dórea e Luiz Humberto. Mobília em aço, cristal e couro, piso e teto em madeira. Dezembro 1979.

DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre a atualização do artigo 1º, da Lei da Lei Complementar nº 241 de 24 de Fevereiro de 2015, onde trata da Tabela nº 05, Anexo II - Planta Genérica

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

monotonia Longe da Primeira morada do casal, este apartamento expressa um jeito de viver jovem e descolado 78 casa&construção

monotonia Longe da Primeira morada do casal, este apartamento expressa um jeito de viver jovem e descolado 78 casa&construção Longe da monotonia Primeira morada do casal, este apartamento expressa um jeito de viver jovem e descolado texto GABRIELA MESCHINI fotos MARIANA ORSI / DIVULGAÇÃO 78 casa&construção Sem limites Algumas

Leia mais

SofiSticação despojada

SofiSticação despojada [ D E C O R A Ç Ã O ] Sofá na cor uva ganha destaque em meio à decoração sóbria com cores neutras e poucos modismos, apartamento de jovem casal ganha requinte na medida certa A busca do casamento perfeito

Leia mais

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO É dito no ditado popular que os olhos de uma pessoa são as janelas de sua alma, trazendo este pensamento para uma residência, podemos entender que as janelas

Leia mais

Mais amarelo na sala de jantar, no assento das Side Chairs (1952), de Harry Bertoia, da Knoll, e no cocar indígena, de uma tribo do Amazonas,

Mais amarelo na sala de jantar, no assento das Side Chairs (1952), de Harry Bertoia, da Knoll, e no cocar indígena, de uma tribo do Amazonas, tropical chic Apaixonado pelo Brasil, onde viveu sua infância, e pelo design dos anos 1950 e 1960, o francês Serge Cajfinger, presidente e diretor artístico da grife Paule Ka, mesclou as duas inspirações

Leia mais

Apartamentos Disponíveis em Salvador

Apartamentos Disponíveis em Salvador Apartamentos Disponíveis em Salvador Não é surpresa que um apartamento em Salvador seja a escolha de muitos compradores que querem viver ou investir nessa linda cidade litorânea. Tem tudo o que um investidor

Leia mais

com 45 mil De roupa nova Antes antes e depois

com 45 mil De roupa nova Antes antes e depois antes e depois Texto: M.N.Nunes Fotos: divulgação (antes)/jomar Bragança (depois) De roupa nova com 45 mil A ardósia deu lugar ao porcelanato e ao mármore, as esquadrias de ferro desapareceram e o vidro

Leia mais

Leveza para morar MORAR VISITE O DECORADO. Luptat alit nullaor periure mincip eugait ipit dolesto ipsusciliasas ectet periure mincip

Leveza para morar MORAR VISITE O DECORADO. Luptat alit nullaor periure mincip eugait ipit dolesto ipsusciliasas ectet periure mincip MORAR VISITE O DECORADO Leveza para morar Além de três quartos, sala ampliada e muito espaço para a interação, o apê tem área de churrasco e delicadezas por todos os ambientes TEXTO DOUGLAS GALAN FOTOS

Leia mais

PROJETO RFU. Chácara prática, com área social integrada e íntima preservada, para uma jovem família descontraída.

PROJETO RFU. Chácara prática, com área social integrada e íntima preservada, para uma jovem família descontraída. PROJETO RFU 1. Tema Chácara prática, com área social integrada e íntima preservada, para uma jovem família descontraída. 2. Contexto Casal com uma filha que moram na cidade e tem uma chácara para lazer.

Leia mais

Alocalização não poderia ser

Alocalização não poderia ser %HermesFileInfo:F-6:20130714: 6 interiores Em meio à agitação de Nova York, arquiteta imprime luminosidade rara ao cotidiano familiar Cheio de luz Marcelo Lima / REPORTAGEM Alocalização não poderia ser

Leia mais

Nossos internautas: São bem formados e informados. Frequentadores assíduos do site 58% 52% 53%

Nossos internautas: São bem formados e informados. Frequentadores assíduos do site 58% 52% 53% Audiência Nossos internautas: São bem formados e informados Frequentadores assíduos do site Usam a internet para pesquisar preços e fazer compras Têm renda própria 58% 52% dizem que o site faz parte de

Leia mais

EMPREENDIMENTO SUL 1

EMPREENDIMENTO SUL 1 EMPREENDIMENTO SUL 1 LOCALIZAÇÃO: Endereço: Av. Juca Batista nº 9742, nas proximidades do melhor condomínio de alto padrão de Porto Alegre, TERRA VILLE BELÉM NOVO GOLF CLUB. PRAZO DE ENTREGA: A previsão

Leia mais

soluções ++ Escorrega!

soluções ++ Escorrega! soluções ++ Escorrega! Por: Luciana Porfírio Imagens: Eric Laignel e David Hotson Um tobogã dentro de um luxuoso apartamento? Sim, isso é possível no projeto criado por David Hotson e Ghislane Viñas em

Leia mais

José Elias, 141. Conceito:

José Elias, 141. Conceito: Conceito: menu No meio do jardim tem um escritório. Na beira da janela, uma floreira. Na alma,inspiração. Nasce no ponto mais valorizado do Alto da Lapa o único projeto comercial que leva o verde para

Leia mais

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio www.casa.com.br/cursodedecoracao2012 aula 10 Por Tania Eustáquio Reformas Para mostrar como é possível fazer interferências na arquitetura de um imóvel sem dor de cabeça com obras, prazos e orçamento,

Leia mais

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Trabalhar em Casa Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Como Começar? Primeiro você deve escolher o tipo de trabalho que

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

ANEXO VI CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO VI CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO VI CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETIVO O presente Termo de Referência estabelece as orientações necessárias ao edital de Chamamento Público SECIDADES Nº 001/2011 para credenciamento

Leia mais

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo O Mercado Municipal de São Paulo é uma construção histórica localizada na região central da capital. Obra projetada pelo arquiteto Franscisco de Paula Ramos de

Leia mais

Totalmente erguida em alvenaria estrutural, Obra racionalizada ARQUITETURA

Totalmente erguida em alvenaria estrutural, Obra racionalizada ARQUITETURA ARQUITETURA Obra racionalizada A alvenaria estrutural reduziu os custos da construção deste sobrado, que, apesar do método construtivo, tem cômodos integrados, no maior estilo contemporâneo POR CÍNTIA

Leia mais

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS 1 TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS Profa. Teresa Cristina Melo da Silveira (Teca) E.M. Professor Oswaldo Vieira Gonçalves SME/PMU 1 Comunicação Relato de Experiência Triangulação de Imagens foi o nome escolhido

Leia mais

Uma do norte e outra do sul 3. Glória e Lúcia moram em partes diferentes da cidade. Depois de ouvi-las, complete as lacunas.

Uma do norte e outra do sul 3. Glória e Lúcia moram em partes diferentes da cidade. Depois de ouvi-las, complete as lacunas. Rio, de norte a sul Aproximando o foco: atividades Moradores da Zona Norte e da Zona Sul O din-dim 1. Ouça Kedma e complete as lacunas: Quem mora na Zona Norte na Zona Sul é quem tem mais. Na Zona Su na

Leia mais

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL 57 5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL O conjunto arquitetônico da residência de Antônio de Rezende Costa, que hoje abriga a Escola Estadual Enéas de Oliveira Guimarães foi pelos autores do presente

Leia mais

VIZINHANÇA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE

VIZINHANÇA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE VIZINHANÇA A Solo Incorporações é uma empresa nova, com idéias inovadoras. Ela surgiu da fusão de duas incorporadoras que perceberam sua convergência de idéias na questão de oferecer produtos diferenciados

Leia mais

carta da editora Taissa Buescu Diretora de redação

carta da editora Taissa Buescu Diretora de redação MÍDIA KIT 2015 carta da editora CASA VOGUE é a revista de maior prestígio do Brasil em decoração, design, arquitetura e lifestyle. Mais do que entreter, Casa Vogue fornece informações de ponta: as últimas

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Cantinhos de fé. arquitetura decoração texto: Paula Ignacio. Ambientações do arquiteto João Mansur

Cantinhos de fé. arquitetura decoração texto: Paula Ignacio. Ambientações do arquiteto João Mansur casa arquitetura decoração texto: Paula Ignacio Fotos: Beto Riginik/Divulgação Ambientações do arquiteto João Mansur Cantinhos de fé De santinhos católicos a anjos, velas, flores, sinos e outros símbolos,

Leia mais

Palácio de Versailles. Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti

Palácio de Versailles. Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti Palácio de Versailles Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti O Palácio de Versalhes (em francês Château de Versailles) é um château real localizado na cidade de Versalhes, uma aldeia

Leia mais

SEJAM BEM VINDOS AO NOSSO JARDIM, E APRECIEM AS NOSSAS MAIS BELAS FLOWERS.

SEJAM BEM VINDOS AO NOSSO JARDIM, E APRECIEM AS NOSSAS MAIS BELAS FLOWERS. A natureza é sempre contemplativa em qualquer época do ano. Nosso irmão sol, nosssa irmã lua, água fonte de vida, e a mãe terra com inúmeras espécies de flores. Flores agraciadas e perfumadas, no quarto,

Leia mais

6D Estúdio. promessa de ir além das 3 dimensões. Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso

6D Estúdio. promessa de ir além das 3 dimensões. Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso 6D Estúdio promessa de ir além das 3 dimensões Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso ao design em movimento, em vídeo ou internet. Eles unem diferentes conhecimentos técnicos

Leia mais

Máxima Nova Classe Média autoestima 33%

Máxima Nova Classe Média autoestima 33% Máxima é a primeira revista mensal totalmente voltada para os desejos e as necessidades da mulher da Nova Classe Média. Sua missão é ajudá-la a resolver as questões do seu dia a dia e ser fonte de inspiração

Leia mais

Revista Lilica & Tigor

Revista Lilica & Tigor filhos família moda Revista Lilica & Tigor Lilica & Tigor é a revista produzida para o Grupo Marisol S.A., uma das maiores indústrias nacionais no segmento de vestuário, que hoje detém como marcas Lilica

Leia mais

Amelia Peláez & Genaro de Carvalho. Jerusa Pires Ferreira. Para Carlos Venegas. arte

Amelia Peláez & Genaro de Carvalho. Jerusa Pires Ferreira. Para Carlos Venegas. arte arte Painel de Genaro de Carvalho no Hotel Tropical de Salvador, antigo Hotel da Bahia Comparando o comparável: Amelia Peláez & Genaro de Carvalho Jerusa Pires Ferreira Para Carlos Venegas 96 REVISTA USP

Leia mais

Visita a Cortiços em São Paulo Uma Experiência Didática

Visita a Cortiços em São Paulo Uma Experiência Didática Visita a Cortiços em São Paulo Uma Experiência Didática Valéria Grace Costa ***, Antônio Cláudio Moreira Lima e Moreira, Suzana Pasternak, Maria de Lourdes Zuquim, Simone Cotic Clarissa Souza, Letícia

Leia mais

A paz do campo. NAdA MELhOR do que viver EM uma MORAdA tranquila E ROdEAdA POR MuitO verde

A paz do campo. NAdA MELhOR do que viver EM uma MORAdA tranquila E ROdEAdA POR MuitO verde 40 A paz do campo NAdA MELhOR do que viver EM uma MORAdA tranquila E ROdEAdA POR MuitO verde Abrir A janela e contemplar A natureza, que parece não ter fim. Barulho quase não existe, a não ser o canto

Leia mais

Residencial. Poucos móveis e muito espaço: minimalista, a casa aposta em espaço para circulação

Residencial. Poucos móveis e muito espaço: minimalista, a casa aposta em espaço para circulação Residencial Poucos móveis e muito espaço: minimalista, a casa aposta em espaço para circulação 22 outono NAS CORES DO Casa de 230m² é aposta em tons terrosos, integração de ambientes e muita iluminação

Leia mais

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um momento de ruptura que dividiu a arte brasileira entre academicismo e modernismo. Não foi, porém, uma unanimidade nacional e gerou

Leia mais

Alegria. Internacional. que contagia

Alegria. Internacional. que contagia Internacional Texto Patricia Galleto Fotos divulgação ARte Beth Nito Alegria que contagia O estilo remete ora ao shabby chic, ora ao contemporâneo. O resultado dessa mistura é uma casa cheia de vida, incrementada

Leia mais

O Barroco no Brasil. Capitulo 11

O Barroco no Brasil. Capitulo 11 O Barroco no Brasil Capitulo 11 O Barroco no Brasil se desenvolveu do século XVIII ao início do século XIX, época em que na Europa esse estilo já havia sido abandonado. Um só Brasil, vários Barrocos O

Leia mais

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno 3.3 O Largo do Carmo e seu entorno O Largo do Carmo, como ainda é conhecido o espaço público na frente das igrejas da Ordem Primeira e Terceira do Carmo, e ao lado do Teatro Vasques. Seu entorno conserva

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Tipologia Construtiva Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. TIPOLOGIA CONSTRUTIVA 1 SUB HABITAÇÃO 1.1- Sub-habitação Compostos

Leia mais

Deguste. com os olhos

Deguste. com os olhos 2 ARQUITETURA & DECORAÇÃO Especial A&D Projeto MAINA HARBOE Por Por Fernanda Pinho Fotos Marcelo Stammer Deguste com os olhos Quente, sofisticado e atemporal. Características que podem ser atribuídas ao

Leia mais

Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira. Entrada do restaurante. Restaurante

Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira. Entrada do restaurante. Restaurante Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira Entrada do restaurante Banca para máquina de registar em madeira com 1 prateleira Relógio de parede com caixa em madeira 2 Apliques

Leia mais

diferente Um book as preparações para cerimônia, cabelo, maquiagem, acessórios, e

diferente Um book as preparações para cerimônia, cabelo, maquiagem, acessórios, e Um book diferente Aproveite o casamento para tirar fotos com características de arte: nas ruas, praças, avenidas, próximas ao mar e até mesmo em ruínas Ensaio nas ruínas da Lagoinha foto: Leonardo Gali

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Janeiro 2015 OPORTO. serviced apartments

Janeiro 2015 OPORTO. serviced apartments Janeiro 2015 OPORTO serviced apartments Índice Página 1 Apresentação 3 2 Localização 8 3 Projeto 10 4 Tabela de Preços 24 5 Contatos 27 OPORTO serviced apartments 1 Apresentação OPORTO serviced apartments

Leia mais

A soma será feita da seguinte forma:

A soma será feita da seguinte forma: TESTE VOCACIONAL Teste sua vocação Testes vocacionais não fazem milagres, não têm poder de apontar uma única profissão a ser seguida, mas são um bom norte acerca de aptidões e interesses. O questionário

Leia mais

Dicas de decoração de residencial de alto padrão

Dicas de decoração de residencial de alto padrão Dicas de decoração de residencial de alto padrão Como decorar apartamentos amplos, de 130 e 157m 2, sem exagerar e aproveitar todos os espaços de maneira funcional? Brookfield Incorporações e Anastassiadis

Leia mais

em evidência Arte e design INTERNACIONAL nova york. EUA

em evidência Arte e design INTERNACIONAL nova york. EUA INTERNACIONAL nova york. EUA Arte e design em evidência Decoração minimalista, peças contemporâneas, pitadas do estilo retrô e móveis e acessórios assinados compõem o décor Projeto: Carol Egan Texto: Érika

Leia mais

Recreio dos Bandeirantes. Fotos Ilustrativas

Recreio dos Bandeirantes. Fotos Ilustrativas Praia, sol e mar inspirando seus negócios e suas férias. No Heritage você terá um belíssimo cartão postal na sua janela e serviços de primeira classe ao seu alcance. Ande descalço, sinta a leveza do mar,

Leia mais

Perfil do artista LOURES. pintor & escultor. Revista Nós Cultura, Estética e Linguagens v.01 n.01-2016 ISSN 2448-1793

Perfil do artista LOURES. pintor & escultor. Revista Nós Cultura, Estética e Linguagens v.01 n.01-2016 ISSN 2448-1793 216 Perfil do artista LOURES pintor & escultor 217 Perfil escrito por José Loures Mestre em Arte e Cultura Visual 218 Loures, perfil biográfico José Rodrigues Loures, ou simplesmente Loures, nasceu em

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL REVISTA UTILITÀ DELIVERY DE MARCAS CINTA

PROPOSTA COMERCIAL REVISTA UTILITÀ DELIVERY DE MARCAS CINTA av. das américas 16.579, sala 201 recreio, 22790-701, rio de janeiro-rj tel: 21 2437 4222 21 2437 2669 www.utilitaonline.com.br PROPOSTA COMERCIAL REVISTA UTILITÀ DELIVERY DE MARCAS CINTA QUEM SOMOS Tudo

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY Os seis passos para a modernidade Chegada da Família Real Portuguesa (1808); Missão Artística Francesa; Academia Imperial

Leia mais

NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto

NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto 38 a. ASSEMBLEIA & 1º FORUM ANUAL 21 de Maio de 2010 NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto Arquiteta Ana Maria de Biazzi Dias de Oliveira anabiazzi@uol.com.br

Leia mais

Decor Store. Interiores. Loja de Decorações de Interiores. Cristiane Dal Prá Designer de Interiores

Decor Store. Interiores. Loja de Decorações de Interiores. Cristiane Dal Prá Designer de Interiores Decor Store Interiores Loja de Decorações de Interiores Cristiane Dal Prá Designer de Interiores Quem somos A Decor Store Interiores é uma loja que agrega em um único espaço vários itens relacionados a

Leia mais

Urban View. Urban Reports. É velho, mas está novo: retrofit e requalificação urbana

Urban View. Urban Reports. É velho, mas está novo: retrofit e requalificação urbana Urban View Urban Reports É velho, mas está novo: retrofit e Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Qual é a mudança mais rápida e barata que

Leia mais

FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE

FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE RESUMO A reconstituição e o resgate da memória do centro de histórico da cidade foi o audacioso trabalho que a franquia O Boticário

Leia mais

Clarissa é uma mulher apaixonada pela beleza e sua Sala de Estar. não poderia deixar de ser um local onde fotos e quadros de arte

Clarissa é uma mulher apaixonada pela beleza e sua Sala de Estar. não poderia deixar de ser um local onde fotos e quadros de arte Clarissa é uma mulher apaixonada pela beleza e sua Sala de Estar não poderia deixar de ser um local onde fotos e quadros de arte estivessem presentes. A Sala de Estar de Clarissa, vamos entrar? sala de

Leia mais

QUEM SOMOS intercâmbio

QUEM SOMOS intercâmbio Inglaterra Mini Programa HIGH SCHOOL QUEM SOMOS intercâmbio O Number One Intercâmbio possui mais de 15 anos de mercado oferecendo as melhores opções de viagem para você e sua família, seja a lazer, trabalho

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

MORAR a casa é sua. Apê cosmopolita

MORAR a casa é sua. Apê cosmopolita MORAR a casa é sua Apê cosmopolita Das cores à mobília, são claras as referências extraídas de cidades como Paris e Londres destino favorito do morador na decoração moderna e fluida de seu apartamento

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações Edição: 5132010 Litoral Paulista, sexta-feira, 20 de agosto Página: 1 Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações w w w. u s i m i n a s.

Leia mais

Associação Lar do Neném

Associação Lar do Neném Criança Esperança 80 Associação Lar do Neném Recife-PE Marília Lordsleem de Mendonça Abraço solidário Todas as crianças são de todos : esse é o lema do Lar do Neném, uma instituição criada há 26 anos em

Leia mais

Referência FAMILIAR. Situada no Estoril, esta moradia, projeto. sob medida projetos

Referência FAMILIAR. Situada no Estoril, esta moradia, projeto. sob medida projetos sob medida projetos Referência FAMILIAR A decoração desta moradia, no Estoril, ficou a cargo das arquitetas de interiores Maria Ana Franco e Teresa Matos Correia, da Fusion. TEXTO: patrícia ROCHA PRODUÇÃO:

Leia mais

estão em evidência hoje?

estão em evidência hoje? estão em evidência hoje? delas. Muito antes de entender quem eram e como pensavam as mulheres, percebemos que era fundamental identificar as diferenças comportamentais entre homens e mulheres. Afinal,

Leia mais

Itália - Família italiana descobre tesouro arqueológico durante reforma de banheiro

Itália - Família italiana descobre tesouro arqueológico durante reforma de banheiro Itália - Família italiana descobre tesouro arqueológico durante reforma de banheiro Em Lecce, aqui no sul da Itália, em qualquer lugar que você escava, pode encontrar um pedaço de história. Faggiano encontrou

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Móveis Antigos. Baú de Madeira Restaurado. Maio 2011 pag 3

Móveis Antigos. Baú de Madeira Restaurado. Maio 2011 pag 3 Os preços e valores constantes deste catálogo substituem os apresentados nas versões anteriores. Visite o nosso site: http://coisasantigas.webnode.com.br/ Catálogo Maio/2.011 Móveis Antigos...3 Baú de

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

O programa de urbanização de favelas da prefeitura de São Paulo um estudo de caso da favela de Heliópolis

O programa de urbanização de favelas da prefeitura de São Paulo um estudo de caso da favela de Heliópolis O programa de urbanização de favelas da prefeitura de São Paulo um estudo de caso da favela de Heliópolis Fabiana Cristina da Luz luz.fabiana@yahoo.com.br Universidade Cruzeiro do Sul Palavras-chave: Urbanização

Leia mais

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning)

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) DISCURSOS 1, 2, 3 e 4 sem mensagem de raça ou classe (o texto do discurso é para ser lido duas vezes por cada ator,

Leia mais

Mercado Imobiliário 2

Mercado Imobiliário 2 2 Mercado Imobiliário Lecran Lagoa é um projeto inovador da Brookfield Construtoras oferecem empreendimentos versáteis, sem esquecer do charme e da sofisticação Por Rebecca Ramos Luxo entre e 4 paredes

Leia mais

Missões para os índios americanos

Missões para os índios americanos Missões para os índios americanos Em busca do Nobre Selvagem A história de missões ameríndias é intrigante: Iniciada pela igreja Católica; Despertou o interesse dos protestantes. Depois de muito zelo e

Leia mais

JUQUEHY S I N G U L A R, C O M O V O C Ê.

JUQUEHY S I N G U L A R, C O M O V O C Ê. JUQUEHY S I N G U L A R, C O M O V O C Ê. Foto do local FRONT BEACH JUQUEHY. UM BRINDE AO SEU MELHOR MOMENTO. Contemplar o mar, o nascer e o pôr do sol. Sentir a brisa do oceano tocar o seu corpo. Pisar

Leia mais

Decoração de inverno. Hora de mudar o visual da casa, preparando-a para receber o frio

Decoração de inverno. Hora de mudar o visual da casa, preparando-a para receber o frio Foto Sérgio Israel Com a chegada da estação fria, vem também a oportunidade de tirar do armário os tapetes felpudos, as mantas de tricô e as almofadas de veludo. É o período do ano em que a casa se torna

Leia mais

A Imagem do Nosso Canto.

A Imagem do Nosso Canto. A Imagem do Nosso Canto. Esta Cartilha foi desenvolvida dentro do Projeto Canto que Canto, pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo durante o 2º Semestre de 2002 pela Profª e Regente Coral SUSANA ROSA.

Leia mais

22 BANCADAS. Estilosas. Apê de solteiro. Green Home. Madeira certificada. Entre, a casa é sua! Água cristalina

22 BANCADAS. Estilosas. Apê de solteiro. Green Home. Madeira certificada. Entre, a casa é sua! Água cristalina OBRA MAIS BARATA: APOSTE NA ALVENARIA ESTRUTURAL E ECONOMIZE ATÉ 30% NA CONSTRUÇÃO Estilosas 22 BANCADAS QUE FAZEM TODA A DIFERENÇA NOS BANHEIROS Apê de solteiro 3 PROJETOS QUE MOSTRAM O MODO COMO OS DONOS

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

CLIENTE ENTREVISTA. H: Opine as possibilidades que podemos fazer em meu conforto, my favorite place, também conhecido como meu quarto.

CLIENTE ENTREVISTA. H: Opine as possibilidades que podemos fazer em meu conforto, my favorite place, também conhecido como meu quarto. Hugo Dellasta, 17 Anos Estudante. CLIENTE ENTREVISTA H: Opine as possibilidades que podemos fazer em meu conforto, my favorite place, também conhecido como meu quarto. K: Então, gostaria de saber o que

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Escrito por Administrator Qua, 21 de Outubro de 2009 00:29 - Última atualização Qua, 05 de Maio de 2010 01:17

Escrito por Administrator Qua, 21 de Outubro de 2009 00:29 - Última atualização Qua, 05 de Maio de 2010 01:17 O filme O Diabo Veste Prada, dirigido por David Frankel e baseado no livro de Lauren Weisberger, mostra a história de uma jovem jornalista Andrea. Recém formada em uma das melhores universidades dos Estados

Leia mais

Curta. metragem. escritório vencedor. Por deborah apsan (visual) e lara muniz (texto) Projeto superlimão studio Fotos maíra acayaba

Curta. metragem. escritório vencedor. Por deborah apsan (visual) e lara muniz (texto) Projeto superlimão studio Fotos maíra acayaba escritório vencedor 2012 Curta metragem Andando de bicicleta rumo ao trabalho, Alexandre viu a casa de vila, hoje com 120 m 2, onde moraria com a mulher. No meio do projeto, a surpresa: Thomaz estava a

Leia mais

PADRÃO PLÁSTICO TOM.

PADRÃO PLÁSTICO TOM. PADRÃO PLÁSTICO TOM. Os princípios de dinâmica de um padrão tonal são muito parecidos com o que vimos em relação aos da linha. Ao colocarmos algumas pinceladas de preto sobre um campo, eles articulam uma

Leia mais

SURFWEAR: UM MERCADO EM EXPANSÃO. Jheniffer Oliari; Graziela Morelli Centro Universitário de Brusque - Unifebe

SURFWEAR: UM MERCADO EM EXPANSÃO. Jheniffer Oliari; Graziela Morelli Centro Universitário de Brusque - Unifebe Trabalho 001 SURFWEAR: UM MERCADO EM EXPANSÃO Jheniffer Oliari; Graziela Morelli E-mail: jhenifferoliari@ig.com.br Palavras-chave: Surfwear; Surf; Vestuário A indústria surfwear é um dos segmentos da indústria

Leia mais

Doce abrigo. ninho decoração. Texto Stéphanie Durante Realização Nuria Uliana Fotos Edu Castello

Doce abrigo. ninho decoração. Texto Stéphanie Durante Realização Nuria Uliana Fotos Edu Castello Fachada Com estrutura de toras de eucalipto citriodora e detalhes de pedras da região de Luminosa, MG, a cabana fica em terreno alto na Serra da Mantiqueira. A claraboia ilumina a sala de estar Doce abrigo

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

Os sindicatos de professores habituaram-se a batalhar por melhores salários e condições de ensino. Também são caminhos trilhados pelas lideranças.

Os sindicatos de professores habituaram-se a batalhar por melhores salários e condições de ensino. Também são caminhos trilhados pelas lideranças. TEXTOS PARA O PROGRAMA EDUCAR SOBRE A APRESENTAÇÃO DA PEADS A IMPORTÂNCIA SOBRE O PAPEL DA ESCOLA Texto escrito para o primeiro caderno de formação do Programa Educar em 2004. Trata do papel exercido pela

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Juliana Malacarne de Pinho No. USP 7166759 Curso ECA: Jornalismo Dados do Intercâmbio Universidade: Universidade NOVA de Lisboa Curso: Comunicação Social Período:

Leia mais

apartamento A sala foi ampliada com vidros e uma caixa de madeira que emoludura o ambiente. Tudo para garantir a vista panorâmica da cidade

apartamento A sala foi ampliada com vidros e uma caixa de madeira que emoludura o ambiente. Tudo para garantir a vista panorâmica da cidade apartamento São Paulo. SP A sala foi ampliada com vidros e uma caixa de madeira que emoludura o ambiente. Tudo para garantir a vista panorâmica da cidade Projeto: Maurício Karam Por: Nathália Braga Fotos:

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: Quando os portugueses chegaram ao Brasil, em 1500, observaram que os índios expressavam-se através da pintura em seus corpos, em objetos e em paredes. A arte

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar

Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar A U A U L L A Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar o lugar em que vivemos na superfície da Terra. Vamos verificar que os lugares são agrupados em grandes conjuntos chamados de continentes,

Leia mais

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA:

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Fundo Perpétuo de Educação PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Os depoimentos, ensinamentos e metas dos participantes mais bem sucedidos. A escolha da escola fez a diferença na sua colocação

Leia mais

A RottaEly é uma construtora focada em oferecer o melhor para os clientes, com exclusividade e inovação. Desde a localização do empreendimento até os

A RottaEly é uma construtora focada em oferecer o melhor para os clientes, com exclusividade e inovação. Desde a localização do empreendimento até os capa A RottaEly é uma construtora focada em oferecer o melhor para os clientes, com exclusividade e inovação. Desde a localização do empreendimento até os menores detalhes, a empresa busca em seus projetos

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

Reunião de junho na Sede da Associação

Reunião de junho na Sede da Associação Ano 1 Lagedo, Domingo, 03 de agosto de 2014 N o 3 Reunião de junho na Sede da Associação Reunião na Sede da Associação. foto: Mirene Moraes, 29/06/2014. A reunião estava marcada para ter início as 13:00h.

Leia mais

Levantamento Histórico

Levantamento Histórico Praça Roosevelt Levantamento Histórico Até o final do século XIX, o local onde se encontra a Praça Roosevelt era a chácara de Dona Veridiana Prado. Este local teve diversos usos durante este período, desde

Leia mais

depois do sucesso de vendas do village caribe, a fmac Engenharia lança o village caribe ii. aproveite, pois algumas oportunidades nunca voltam.

depois do sucesso de vendas do village caribe, a fmac Engenharia lança o village caribe ii. aproveite, pois algumas oportunidades nunca voltam. depois do sucesso de vendas do village caribe, a fmac Engenharia lança o village caribe ii. aproveite, pois algumas oportunidades nunca voltam. mapa meramente ilustrativo com distâncias alteradas uma localização

Leia mais