A BIBLIOTECA DE BENJAMIN VICUÑA MACKENNA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A BIBLIOTECA DE BENJAMIN VICUÑA MACKENNA"

Transcrição

1 A BIBLIOTECA DE BENJAMIN VICUÑA MACKENNA A Biblioteca de Benjamín Vicuña Mackenna é o único vestígio original da Casa Quinta, que superava os limites do atual Museu. Victoria Subercaseaux, sua esposa, tentou manter a casa, mas a família não teve recursos para a restauração e o campo foi vendido, restando hoje em dia apenas parte do Museu e o seu escritório. Este foi o lugar de trabalho de Benjamín Vicuña Mackenna. A biblioteca foi construída em 1872 pelo arquiteto que fez a pequena igreja do Morro Santa Luzia, Andrés Staimbuck, tendo sido declarada monumento nacional em Em seus muros, pintados de cor roxa, há balas da Guerra do Chile contra a Espanha e duas pedras redondas: uma pedra indígena e uma wuaca, pedra inca usada durante os rituais para agricultura. A piscina em frente à biblioteca foi construída juntamente com a piscina que está na colina Santa Luzia. O mobiliário do hall de entrada é a continuação do mobiliário francês do quarto dois, dando seguimento à historia de Juana de Arco com um porco-espinho no centro em referência ao rei Luis XII da França. O escritório de Benjamín Vicuña Mackenna foi decorado com móveis e pinturas que pertenciam à sua família, por isso não se encontraram fotografias ou testemunhos sobre o lugar. Foi o refúgio de Benjamín Vicuña Mackenna, que o utilizada quando ele queria escrever, sobretudo quando sua família tinha visitas ou conversas. É possível encontrar pinturas e uma parte da sua biblioteca pessoal com livros escritos em francês, inglês e espanhol. No segundo andar é possível apreciar o dormitório de Vicuña Mackenna, onde descansava depois do trabalho. É possível apreciar a cama que Benjamín ocupava durante sua infância e juventude, além de diferentes móveis e pinturas da época. Neste quarto há outro escritório, com fotografias da namorada de Benjamín Vicuña Mackenna e de suas filhas, bem como duas jaquetas usadas pelos guerreiros da Guerra do Pacífico. Mobiliário de nogueira em estilo francês, continuação do mobiliário do quarto dois, com a vida de Juana de Arco e um porco-espinho representando o rei Luis XII da França, com a inscrição em latim cominus et eminus, que significa de mãos dadas e distantes. Escrivaninha de Benjamín Vicuña Mackenna. Sofá de estilo francês. Pinturas de Benjamín Vicuña Mackenna quando ele tinha 21 e 42 anos de idade. Cópia do retrato de Luis Eugenio Lemoine. Pintura de Herminia Arrate Ramirez representando a Casa Quinta original. Pintura de Martín Hidalgo representando a Praça Benjamín Vicuña Mackenna, que fica ao lado da colina Santa Luzia. Pintura Ermita Sepulcro del cerro Santa Lucía de Manuel Nuñez. Pintura Parque del Chalet de Vicuña Mackenna, de Enrique Swimburn. Pintura de Dolores Vicuña, irmã de Benjamin Vicuña Mackenna, representando uma paisagem noturna. Livros da biblioteca pessoal de Benjamín Vicuña Mackenna. Cama de Benjamín durante sua infância e juventude. Mobiliário da sua época: cômodas, armário para a roupa, cadeira de couro, todos trazidos da França.

2 Braseiro. Fotografias das três filhas de Vicuña Mackenna e sua esposa com sua filha Eugenia. Duas jaquetas usadas pelos guerreiros da Guerra do Pacífico, doados a Benjamín Vicuña Mackenna.

3 QUARTO 1 PREFEITO DE SANTIAGO ( ) Benjamín Vicuña Mackenna foi nomeado prefeito de Santiago pelo Presidente do Chile Federico Errázuriz Zañartu, e governou de 1872 até Sua ambição era transformar Santiago na Paris da América, idéia amadurecida durante suas viagens de juventude. O prefeito queria mudar urbanisticamente a cidade; para isso, propôs vinte medidas, incluindo a canalização do rio Mapocho, a criação de praças, a construção de escolas, a pavimentação das ruas e a organização de uma nova polícia. A obra mais destacada de sua administração foi a urbanização e embelezamento do Cerro Santa Lucía, com o fim de transformá-lo numa praça pública mais ampla, mais higiênica y mais bonita. O morro, local de fundação da cidade, ficava no centro e tinha uma superfície rochosa, servindo como refúgio para ladrões e cemitério clandestino. A remodelação começou em junho de Em cerca de dois anos, o trabalho de diversos profissionais e presos recrutados para o empreendimento transformou o morro num passeio com jardins, fontes e monumentos, entre os quais se destacam a fortaleza de Hidalgo, o jardim circular e uma pequena igreja, onde estão os restos mortais de Benjamín Vicuña Mackenna, sua esposa e três de seus filhos. Alguns dos ornamentos de mármore que estavam no morro encontram-se hoje no Museu. A obra teve um custo de pesos da época, obtidos por doações e dinheiro do próprio Prefeito. Outro grande projeto realizado por Benjamín Vicuña Mackenna foi a criação do Camino de Cintura ou Via Circular, gerando um limite urbano para separar a cidade do mundo rural e manter epidemias controladas, evitando a expansão urbana sem planejamento. O Prefeito também combateu os locais ilegais de entretenimento, tabernas em mau estado onde as pessoas bebiam e dançavam, substituindo-os por casas de diversões públicas. Também realizou uma expedição ao Cajón del Maipo, para encontrar novas fontes de abastecimento de água para a cidade. Outras realizações incluíram a ampliação de ferrovias, iluminação pública a gás, a criação de novas praças e a restauração do Teatro Municipal. Tudo isso e muito mais o convertem numa referencia obrigatória para os estudos sobre o desenvolvimento urbanístico de Santiago. Ferramenta usada por Benjamín Vicuña Mackenna para inaugurar obras durante o seu mandato. Pedaço de pano do prefeito, azul e vermelho. Menu em Francês, impresso em seda, de um banquete em homenagem a Benjamín Vicuña Mackenna. Óleo do francês Luis Eugenio Lemoine, representando a Benjamín Vicuña Mackenna quando era prefeito aos 42 anos de idade. Ao fundo é possível observar o Cerro Santa Lucía. Modelo do Cerro Santa Lucía, em Pintura da vista de Santiago da época, desde o Cerro Santa Lucía. Textos de Benjamín Vicuña Mackenna quando foi prefeito de Santiago. Tinteiro de metal. Álbum titulado Exploración de las Lagunas Negra y del Encañado en las Cordilleras de San José y del Valle del Yeso. Fragmento do barco da expedição.

4 QUARTO DOIS VIAGENS E VIDA FAMILIAR Benjamín Vicuña Mackenna nasceu no dia 25 de agosto de Foi o último dos dezessete filhos do casal Félix Vicuña Aguirre e Carmen Mackenna Vicuña. Descendia de importantes membros da elite chilena, como seu avô materno Juan Mackenna O`Reilly, herói da independência do Chile, e seu avô paterno Francisco Ramón Vicuña Larraín, ex-presidente da Republica. Sua posição social permitiu lhe ocupar um lugar na elite daquela época. Casou se com Victoria Subercaseaux Vicuña, com quem teve oito filhos. Dos seis mulheres e dois homens, apenas quatro sobreviveram à juventude: Blanca, Benjamín (Tatín), Maria Magdalena e Eugenia. A vida da família decorreu em suas duas casas: a propriedade de Santa Rosa de Colmo, perto de Con-Cón (região de Valparaíso), e a Casa Quinta em Santiago, que originalmente era maior que o museu que a sucedeu. Da casa de Benjamín Vicuña Mackenna apenas conserva se seu escritório, hoje chamado Biblioteca Histórica, que pode ser visitado. Este quarto contém parte do mobiliário de Benjamín Vicuña Mackenna e sua família. Os objetos, feitos na Europa, têm estilos diferentes. O armário, por exemplo, em estilo gótico, foi adquirido na França e suas esculturas representam a vida de Joana D Arc e a coroação do rei francês Charles VII. Benjamín Vicuña Mackenna fez numerosas viagens; durante a juventude conheceu a América do Norte, a América do Sul e a Europa. O contato com variadas culturas, pessoas e visões de mundo, assim como diferentes cidades, o ajudou a consolidar suas idéias sobre a cidade de Santiago. Em 1870 Vicuña Mackenna esteve em París, onde pôde observar de perto a remodelação conduzida pelo Barão Haussmann, fonte de inspiração para sua posterior atuação como Prefeito de Santiago. Modelo das casas de Benjamín Vicuña Mackenna: à esquerda, sua propriedade de Santa Rosa de Colmo e à direita a biblioteca da Casa Quinta. Jogo dourado dos avós de Benjamín Vicuña Mackenna. Óleo de Lattanzi mostrando Victoria Subercaseaux de luto. Fotografia da Casa Quinta. Fotografia de Benjamín Vicuña Mackenna aos 21 anos, com sua namorada. Fotografia de Victoria Subercaseaux, de José Santos Dumont, no dia 19 de março de Fotografia de Benjamín Vicuña Mackenna, ao lado do general Baquedano e um menino, em sua propriedade de Santa Rosa de Colmo. Armário de nogueira. Mobiliário espanhol de madeira e tapeçaria, com o escudo da familia Vicuña Subercaseaux Vitrine para cerâmica de estilo francês. Cadeirão de madeira de mogno, estofado em veludo cor de vinho, pés em forma de pata de leão. Óleo de W. H. Walton, de 1886, mostando Benjamín Vicuña Mackenna. Fotografias dos pais de Benjamín Vicuña Mackenna. Óleo mostrando Victoria Subercaseaux, obra de Dora Alcalde. Óleo de Ricardo Rischon-Brunon, de 1902, mostrando Benjamín Vicuña Subercaseaux (Tatín), filho de Vicuña Mackenna. Jaqueta diplomática e chapéu de Benjamín Vicuña Subercaseaux (Tatín). Óleo de Raymond Monvoisin, representando a morte do pai de Benjamín, com seu falecido irmão Ignácio.

5 Bastões: um bastão de madeira de México, motivos astecas; um bastão de marfim; um bastão de madeira de ébano com punho de ouro; um bastão de bambu chinês. Rosário de marfim que pertenceu à avó de Benjamín Vicuña Mackenna. Cafeteira de bronze e louça branca. Objeto de marfim com que Benjamín Vicuña Mackenna presenteou sua esposa, em agosto de Leque de encaixe preto, que tem o escudo da família Vicuña Subercaseaux e um desenho do Cerro Santa Lucía. Bolsa de couro preto para viagens e uma carteira para caminhar, objetos de Victoria Subercaseaux. Leque de papel com um desenho da vida da época. Óculos de Benjamín Vicuña Mackenna. Medalha representando a Benjamín Vicuña M. Retrato da sua sogra.

6 QUARTO 3 BENJAMÍN VICUÑA MACKENNA: POLÍTICO, HISTORIADOR E AMERICANISTA Benjamín Vicuña Mackenna, juntamente com outros liberais, lutou durante sua juventude contra os conservadores, que estiveram no poder desde 1831 até Foi secretário da Sociedade da Igualdade, criada em 1850 para integrar as pessoas mais necessitadas à política. Em seu governo, o Presidente Manuel Bulnes dissolveu a Sociedade da Igualdade e declarou estado de sítio, razão pela qual, em 1851, os liberais começaram uma guerra civil contra os conservadores. Durante o Motim de Urriola, Vicuña Mackenna foi preso e condenado à morte, mas conseguiu escapar e sair do país. Retornou ao Chile em 1855 em virtude de uma lei de anistia e continuou na luta política, participando de diversas manifestações até ser preso e exilado à Inglaterra um ano depois. O futuro prefeito também foi historiador, escrevendo durante seus 54 anos mais de cem livros sobre diferentes temas, como as guerras civis que vivenciou no Chile, a confederação americana, a história urbana, a Guerra do Pacífico, a conquista do Chile, vários personagens históricos, entre outros. Fez parte de diferentes instituições da capital do Chile. Foi voluntário na Terceira Companhia de Bombeiros, criada em Santiago depois do incêndio da Igreja da Companhia em 1863 que causou a morte de 1800 pessoas, tendo sido nomeado diretor até Fundou também a Sociedade Protetora de Animais em 1876 por conta dos maus-tratos e descuidos dos cavalos. Foi muito elogiado após a sua morte por conta das suas ações. No entanto, enquanto esteve vivo, foi objeto de numerosas sátiras e críticas. Uma delas foi a do jornal El Charivari, escrita após a sua permanência nos Estados Unidos em 1865: o governo do Chile enviou-lhe para aquele país para conseguir o apoio contra a intervenção espanhola na América, porém teve que retornar depois de dez meses, com alguns navios mas sem a ajuda dos Estados Unidos. Criou, porém, o jornal A Voz da América, por meio do qual tentou convencer as pessoas acerca das suas idéias de amizade e companheirismo americano. Junto com ilustres personagens chilenos, decidiu formar uma Confederação Americana, ideia desenvolvida desde 1862, com vistas a estabelecer uma união entre os povos sulamericanos em defesa da sua independência para o enfrentamento do inimigo colonialista. Como deputado, em 1868 Benjamín Vicuña Mackenna expressou sua opinião sobre os territórios mapuche na Araucanía, pretendendo reduzi-los através de uma forte presença militar. Benjamín Vicuña Mackenna também foi jornalista e escreveu mais de mil artigos em vários jornais, especialmente durante os períodos políticos mais agitados. Durante 33 anos, escreveu para o jornal El Mercurio del Valparaíso, fundado por seu pai, no qual publicou um artigo muito à frente do seu tempo sobre os direitos das mulheres, tendo sustentado que se uma mulher trabalhava em sua casa, poderia conduzir o país. Depois de ser prefeito de Santiago, demitiu-se para ser candidato dissidente à presidência pelo Partido Liberal Democrático. O seu programa foi apresentado num Manifesto e a sua turnê eleitoral iniciou-se com visitas às províncias do sul, ficando conhecida como a Campanha dos Povos. A sua campanha causou muita emoção nas aldeias mas não agradou o Presidente da Republica, que o obrigou a deixar a candidatura. Benjamín Vicuña Mackenna passou seus últimos anos de vida em sua propriedade de Santa Rosa de

7 Colmo, onde morreu no dia 25 de janeiro de Busto cinza de Marta Colvin, destacada artista chilena, representando Benjamín Vicuña Mackenna. Modelo do dia 20 de abril de 1851, o Motim de Urriola. Livros escritos por Benjamín Vicuña Mackenna sobre a conjuntura política nos anos de Medalhão de bronze representando Benjamín Vicuña Mackenna, obra de José Miguel Blanco. Retrato de lápis de Benjamín Vicuña Mackenna em sua juventude, obra de Francisco Huneeus Salas. Obras de Francisco Bilbao, companheiro de Benjamín Vicuña Mackenna na Sociedade da Igualdade (1850). Pintura de Luis Eugenio Lemoine (1886) representando Benjamín Vicuña Mackenna como prefeito. Homenagem póstuma a Benjamín como historiador, no jornal El Padre Badilla, em Reprodução do diploma de membro da Academia Imperial de Historia e Geografia do Japão outorgado a Benjamín Vicuña Mackenna. Selo metálico de couro com o monograma de Benjamín Vicuña Mackenna. Tinteiro de cristal com tampa metálica dourada de Benjamín. Caricatura sobre a missão nos Estados Unidos de Benjamín Vicuña Mackenna no ano de 1865, em O Charivari. Escrivaninha de Juan Mackenna O`Reilly, óleo que o representa e sua cadeira. Óleo do pintor chileno Marcel Plaza Ferrand (1909), representando Benjamín. Óleo de Francisco Ramón Vicuña y Larraín feito por Aristodemo Lattanzi Borghini. Busto de bronze de Andrés Bello, fundador da Universidade do Chile e professor de Direito de Benjamín Vicuña Mackenna, e busto de mármore de Juanario Ovalle Vicuña, primo de Benjamín Vicuña. Livros da biblioteca pessoal de Benjamín Vicuña Mackenna, em espanhol, inglês e francês. Maleta de madeira de mogno envernizado de Benjamín Vicuña Mackenna. Selo de bronze da Biblioteca Americana de Benjamín Vicuña Mackenna. Medalha baixo relevo de Benjamín Vicuña Mackenna, esculpida por Miguel Blanco Gavilán. Pintura de Benjamín Vicuña Mackenna durante a Guerra do Pacífico, autor desconhecido. Projeto de La Maquete de Rodin para o monumento de Benjamín Vicuña Mackenna. Diploma de sócio honorário dado pela Sociedade de Sapateiros em Pergaminho assinado pelos veteranos da Guerra do Pacífico em razão da Victoria Subercaseaux em Modelo do discurso de Benjamín Vicuña Mackenna, em Concepción, no ano de 1876, durante a Campanha dos Povos.

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

CONFEITARIA COLOMBO. Rio de Janeiro

CONFEITARIA COLOMBO. Rio de Janeiro CONFEITARIA COLOMBO Rio de Janeiro A Confeitaria Colombo é a memória viva da belle époque do Rio de Janeiro antigo, situada na rua Gonçalves Dias e foi fundada em 1894 pelos portugueses Joaquim Borges

Leia mais

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens Jean Baptiste Debret nasceu em Paris, na França, em 18 de abril de 1768. Formado pela Academia de Belas Artes de Paris, Debret foi um dos membros da Missão

Leia mais

Palácio de Versailles. Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti

Palácio de Versailles. Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti Palácio de Versailles Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti O Palácio de Versalhes (em francês Château de Versailles) é um château real localizado na cidade de Versalhes, uma aldeia

Leia mais

OITAVO ANO ESINO FUNDAMENTAL II PROFESSORA: ROSE LIMA

OITAVO ANO ESINO FUNDAMENTAL II PROFESSORA: ROSE LIMA OITAVO ANO ESINO FUNDAMENTAL II PROFESSORA: ROSE LIMA http://plataformabrioli.xpg.uol.com.br/historiaresumo/2ano/epopeialusitana.pdf http://blog.msmacom.com.br/familia-real-portuguesa-quem-e-quem-na-monarquia/

Leia mais

CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG

CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG POVOS PRÉ-COLOMBIANOS ASTECAS MAIAS INCAS Principais fontes para estudo dos povos americanos: 1º Fontes

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Profª. Maria Auxiliadora 3º Ano

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Profª. Maria Auxiliadora 3º Ano Profª. Maria Auxiliadora 3º Ano Contradições entre o sistema colonial e as propostas liberais a partir do século XVIII Guerra de sucessão do trono espanhol (1702-1713) Luís XIV conseguiu impor seu neto

Leia mais

América: a formação dos estados

América: a formação dos estados América: a formação dos estados O Tratado do Rio de Janeiro foi o último acordo importante sobre os limites territoriais brasileiros que foi assinado em 1909, resolvendo a disputa pela posse do vale do

Leia mais

Amarílis Maria de Medeiros Chaves

Amarílis Maria de Medeiros Chaves Amarílis Maria de Medeiros Chaves Amarílis Chaves nasceu em Belo Horizonte, onde muito cedo despertou para as Artes Plásticas, nunca mais tendo parado este percurso, sempre na procura do traço certo, da

Leia mais

A América Espanhola.

A América Espanhola. Aula 14 A América Espanhola. Nesta aula, trataremos da colonização espanhola na América, do processo de independência e da formação dos Estados Nacionais. Colonização espanhola na América. A conquista

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 8 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Elabore um texto utilizando as palavras do quadro. França Napoleão Bonaparte Egito 18 Brumário guerra Constituição 2. Sobre

Leia mais

MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL

MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL A MUDANÇA DA POLÍTICA COLONIAL ESPANHOLA SE DEU EM FUNÇÃO: DO ENVOLVIMENTO DA ESPANHA NAS GUERRAS EUROPEIAS; DA DECADÊNCIA DA MINERAÇÃO; DAS DIFICULDADES QUE

Leia mais

UNOCHAPECÓ Artes Visuais 6º período Conteúdo e Métodos II. Profª Me. Márcia Moreno

UNOCHAPECÓ Artes Visuais 6º período Conteúdo e Métodos II. Profª Me. Márcia Moreno UNOCHAPECÓ Artes Visuais 6º período Conteúdo e Métodos II Profª Me. Márcia Moreno 1 Conhecendo o Louvre... Foi no fim do século XII que Filipe Augusto mandou construir um castelo num local já chamado Louvre.

Leia mais

Quem Foi Pablo Picasso?

Quem Foi Pablo Picasso? FICHA Nº3 Pablo PICASSO Quem Foi Pablo Picasso? Você está para conhecer como surgiram os desenhos, pinturas e esculturas de Picasso. Quem foi esse homem? Picasso era um homem baixinho, gordo e muito inteligente.

Leia mais

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise Lista de Recuperação de Arte 6º ANO Nota: 1) A arte fez parte da vida do homem desde a pré-história ( período anterior ao surgimento da escrita ) que

Leia mais

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA Profª Regina Brito Fonseca Quando os europeus chegaram ao Continente Americano, no final do século XV, já o encontraram ocupado por vários povos. Alguns deles desenvolveram

Leia mais

Os Móveis da Casa Reis

Os Móveis da Casa Reis Os Móveis da Casa Reis 1 Este texto tem como objectivo dar a conhecer os móveis que fazem parte da riqueza da Ourivesaria Reis, no Porto. Foi fundada em 1880 por António Alves dos Reis, pai de Seraphim

Leia mais

Período pré-colonial

Período pré-colonial CHILE Período pré-colonial O navegador português Fernão de Magalhães, a serviço do rei da Espanha, foi o primeiro europeu a visitar a região que hoje é chamada de Chile. Os mapuches, grande tribo indígena

Leia mais

ATIVIDADE DE ESTUDOS SOCIAIS 3ª S SÉRIES A-B-C-D

ATIVIDADE DE ESTUDOS SOCIAIS 3ª S SÉRIES A-B-C-D Nome: n.º 3ª série Barueri, / / 2009 Disciplina: ESTUDOS SOCIAIS 1ª POSTAGEM ATIVIDADE DE ESTUDOS SOCIAIS 3ª S SÉRIES A-B-C-D Querido aluno, segue a orientação para esta atividade. - Ler com atenção, responder

Leia mais

LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO

LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO O Conselheiro Leonardo Caetano de Araújo, nasceu em Parada de Gatim, Vila Verde (Braga), a 11 de Maio de 1818, quatro anos antes da independência do Brasil, e faleceu com 85

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril Descobrimento do Brasil. Pintura de Aurélio de Figueiredo. Em 1500, há mais de 500 anos, Pedro Álvares Cabral e cerca de 1.500 outros portugueses chegaram

Leia mais

Perfil do artista LOURES. pintor & escultor. Revista Nós Cultura, Estética e Linguagens v.01 n.01-2016 ISSN 2448-1793

Perfil do artista LOURES. pintor & escultor. Revista Nós Cultura, Estética e Linguagens v.01 n.01-2016 ISSN 2448-1793 216 Perfil do artista LOURES pintor & escultor 217 Perfil escrito por José Loures Mestre em Arte e Cultura Visual 218 Loures, perfil biográfico José Rodrigues Loures, ou simplesmente Loures, nasceu em

Leia mais

Em 2016, viaje até aos Paradores mais apreciados pelos Amigos de Paradores em 2015

Em 2016, viaje até aos Paradores mais apreciados pelos Amigos de Paradores em 2015 Em 2016, viaje até aos Paradores mais apreciados pelos Amigos de Paradores em 2015 Segunda, 25 Janeiro, 2016 Paradores Parador de Santo Estevo Parador de Santiago de Compostela Parador de Melilla Parador

Leia mais

A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Palavras-Chaves: Território Sustentabilidade- Bem Viver.

A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Palavras-Chaves: Território Sustentabilidade- Bem Viver. A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Este trabalho tem o objetivo de discutir a sustentabilidade do território A uwe- Marãiwatsédé, mediada pelas relações econômicas,

Leia mais

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL BASES COMUNS DO SISTEMA COLONIAL PACTO-COLONIAL Dominação Política Monopólio Comercial Sistema de Produção Escravista ESTRUTURA SOCIAL DAS COLONIAS ESPANHOLAS Chapetones

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

Cabral Moncada Leilões. LEILÃO DE PINTURA, ANTIGUIDADES, OBRAS DE ARTE, PRATAS E JÓIAS LEILÃO 102 15, 16 e 17 de Dezembro de 2008

Cabral Moncada Leilões. LEILÃO DE PINTURA, ANTIGUIDADES, OBRAS DE ARTE, PRATAS E JÓIAS LEILÃO 102 15, 16 e 17 de Dezembro de 2008 LEILÃO DE PINTURA, ANTIGUIDADES, OBRAS DE ARTE, PRATAS E JÓIAS LEILÃO 102 15, 16 e 17 de Dezembro de 2008 Pintura 452 "CENA DA PAIXÃO DE CRISTO", óleo sobre tela, moldura em madeira pintada de negro e

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

Cubismo. 9º Ano 2015 1º Bimestre Artes Prof. Juventino

Cubismo. 9º Ano 2015 1º Bimestre Artes Prof. Juventino Cubismo 9º Ano 2015 1º Bimestre Artes Prof. Juventino Guernica Cidade... Loucura... Ou...Arte? Pablo Picasso Nome: Pablo Picasso Nascimento : Andaluzia 1881 Filho de: José Ruiz Blasco E de: Maria Picasso

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA NOME OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA ESTABELEÇO RELAÇÕES DE PARENTESCO : avós, pais, irmãos, tios, sobrinhos Quem pertence à nossa família? Observa as seguintes imagens. Como podes observar, nas imagens estão

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Independência da América Espanhola

Independência da América Espanhola Independência da América Espanhola Nossa América No início do século XIX a América hispânica, inspirada nas idéias liberais do Iluminismo, travou sua guerra de independência vitoriosa contra o colonialismo

Leia mais

Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário). O ditador costuma exercer os três poderes.

Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário). O ditador costuma exercer os três poderes. Ditadura: É uma forma de governo em que o governante (presidente, rei, primeiro ministro) exerce seu poder sem respeitar a democracia, ou seja, governa de acordo com suas vontades ou com as do grupo político

Leia mais

SÉRIE 6: MODOS DE VIDA

SÉRIE 6: MODOS DE VIDA 23 The Bridgeman Art Library SÉRIE 6: MODOS DE VIDA Gustave Caillebotte Esboço para Paris, um dia chuvoso 1877 Óleo sobre tela. 24 Ministério da Cultura e Endesa Brasil apresentam: Arteteca:lendo imagens

Leia mais

San Félix 1421, Vitacura, Santiago, Chile (56 9) 76951819 info@chilerelocationagency.cl www.chilerelocationagency.cl

San Félix 1421, Vitacura, Santiago, Chile (56 9) 76951819 info@chilerelocationagency.cl www.chilerelocationagency.cl Nós faremos com que seu executivo sinta o Chile como seu novo lar. Coloque-o em nossas mãos. San Félix 1421, Vitacura, Santiago, Chile (56 9) 76951819 info@chilerelocationagency.cl Quem Somos Chile Relocation

Leia mais

Móveis Antigos. Baú de Madeira Restaurado. Maio 2011 pag 3

Móveis Antigos. Baú de Madeira Restaurado. Maio 2011 pag 3 Os preços e valores constantes deste catálogo substituem os apresentados nas versões anteriores. Visite o nosso site: http://coisasantigas.webnode.com.br/ Catálogo Maio/2.011 Móveis Antigos...3 Baú de

Leia mais

Artesãos de Sorocaba resistem à época em que as imagens davam significado ao silêncio

Artesãos de Sorocaba resistem à época em que as imagens davam significado ao silêncio Artesãos de Sorocaba resistem à época em que as imagens davam significado ao silêncio Daniela Jacinto Fotos: Bruno Cecim A Wikipedia define bem o tema desta reportagem: arte tumular ou arte funerária é

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico).

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1º. Trimestre - Conteúdo Avaliativo: Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Períodos Artísticos: Pré-História/Idade Antiga

Leia mais

Trecho do Hino nacional do Chile

Trecho do Hino nacional do Chile misionconosur.com Puro, Chile, es tu cielo azulado, puras brisas te cruzan también, y tu campo de flores bordado es la copia feliz del Edén. Majestuosa es la blanca montaña que te dio por baluarte el Señor,

Leia mais

UNIFICAÇÃO Ã DA D ITÁLIA

UNIFICAÇÃO Ã DA D ITÁLIA UNIFICAÇÃO DA ITÁLIA SUIÇA PENÍNSULA ITÁLICA ÁUSTRIA ESLOVENIA UNIFICAÇÃO DA ITÁLIA Localizada no centro-sul da Europa. Ao norte, faz fronteira com França, Suíça, Áustria e Eslovênia ao longo dos Alpes.

Leia mais

Nomes: Marcelo Lauer, Mariana Matté, Matheus Fernandes, Raissa Reis e Nadine Siqueira

Nomes: Marcelo Lauer, Mariana Matté, Matheus Fernandes, Raissa Reis e Nadine Siqueira Escritor brasileiro Dados de Identificação: Nomes: Marcelo Lauer, Mariana Matté, Matheus Fernandes, Raissa Reis e Nadine Siqueira Turma: 201 Professora: Ivânia Lamb Romancista brasileiro nascido em São

Leia mais

Fundador da Comunidade Judaica do Porto

Fundador da Comunidade Judaica do Porto Fundador da Comunidade Judaica do Porto Arthur Carlos de Barros Bastos nasceu a 18 de Dezembro de 1887 em Amarante e faleceu no Porto a 8 de Março de 1961. Foi um militar de carreira, mas também um escritor

Leia mais

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo O Mercado Municipal de São Paulo é uma construção histórica localizada na região central da capital. Obra projetada pelo arquiteto Franscisco de Paula Ramos de

Leia mais

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES A GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ANTECEDENTES SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES NESSA ÉPOCA

Leia mais

ATIVIDADE 02 A PRESERVAÇÃO DO NOSSO PATRIMÔNIO CULTURAL

ATIVIDADE 02 A PRESERVAÇÃO DO NOSSO PATRIMÔNIO CULTURAL ATIVIDADE 02 A PRESERVAÇÃO DO NOSSO PATRIMÔNIO CULTURAL O patrimônio cultural de uma comunidade é o conjunto de referências que compõem o seu dia-a-dia e fazem com que ela tenha uma memória e uma história

Leia mais

Agora é só com você. Geografia - 131

Agora é só com você. Geografia - 131 Geografia - 131 3 Complete: O espaço da sala de aula é um domínio delimitado por um(a)..., que é sua fronteira. Ainda em grupo faça o seguinte: usando objetos como lápis, palitos, folhas e outros, delimite

Leia mais

4 de julho 1776 PROF. ROBERTO BRASIL

4 de julho 1776 PROF. ROBERTO BRASIL 4 de julho 1776 PROF. ROBERTO BRASIL A Revolução Americana é um movimento de ampla base popular, a burguesia foi quem levou esta revolução avante. O terceiro estado (povo e burguesia) conseguiu a independência

Leia mais

CEMENTERIO DE LA RECOLETA A ELEGANTE CIDADE DOS MORTOS

CEMENTERIO DE LA RECOLETA A ELEGANTE CIDADE DOS MORTOS CEMENTERIO DE LA RECOLETA A ELEGANTE CIDADE DOS MORTOS LARA ALINE AC EQUIPE CEMITERIOSP O Cemitério da Recoleta está localizado em um bairro homônimo e nobre em Buenos Aires. Neste bairro estão os principais

Leia mais

Newton Bignotto. Maquiavel. Rio de Janeiro

Newton Bignotto. Maquiavel. Rio de Janeiro Newton Bignotto Maquiavel Rio de Janeiro Introdução No ano em que nasceu Maquiavel, 1469, Florença vivia um período agitado. Embora ainda fosse formalmente uma república, a cidade era de fato administrada

Leia mais

readquire a alegria de viver. O incrível universo do jardim fortalece a amizade entre as crianças e traz de volta o sorriso ao rosto do senhor Craven.

readquire a alegria de viver. O incrível universo do jardim fortalece a amizade entre as crianças e traz de volta o sorriso ao rosto do senhor Craven. O JARDIM SECRETO Introdução ao tema Mais que um simples romance sobre a descoberta de um lugar proibido, O jardim secreto revela o fascínio dos primeiros contatos com a natureza e a importância que ela

Leia mais

A arte na Grécia. Capítulo 3

A arte na Grécia. Capítulo 3 A arte na Grécia Capítulo 3 Por volta do século X a. C, os habitantes da Grécia continental e das ilhas do mar Egeu formavam pequenas comunidades, distantes umas das outras, e falavam diversos dialetos.

Leia mais

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207 OLHAR GLOBAL Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas A poeira do renascimento 36 Fotografe Melhor n o 207 Olivier convida pessoas que encontra na rua ou na internet para posarem

Leia mais

Rio de Janeiro (RJ) - Hotel comprado por Eike sofre com abandono e é alvo de furto

Rio de Janeiro (RJ) - Hotel comprado por Eike sofre com abandono e é alvo de furto Rio de Janeiro (RJ) - Hotel comprado por Eike sofre com abandono e é alvo de furto Para morador do bairro, Hotel Glória virou retrato da decadência do ex-bilionário. Foto: Milton Teixeira / Divulgação

Leia mais

Provão. História 5 o ano

Provão. História 5 o ano Provão História 5 o ano 61 Os reis portugueses governaram o Brasil à distância, até o século XIX, porém alguns acontecimentos na Europa mudaram essa situação. Em que ano a família real portuguesa veio

Leia mais

HISTÓRIA DO PAISAGISMO

HISTÓRIA DO PAISAGISMO 1 EMENTA Introdução. Aspectos relacionados ao mercado de flores no Brasil; métodos de propagação de flores e plantas ornamentais. Cultivo de flores de corte e vaso (gladíolo, crisântemo, violeta, rosa,

Leia mais

Os aparelhos de GPS (Sistema de Posicionamento Global) se tornaram

Os aparelhos de GPS (Sistema de Posicionamento Global) se tornaram GPS Os aparelhos de GPS (Sistema de Posicionamento Global) se tornaram ferramentas importantes para nos localizarmos com mais facilidade. Agora imagine que você pudesse ter um GPS que, além de lhe fornecer

Leia mais

Faculdade Cásper Líbero História Contemporânea Prof. Dr. José Augusto Dias Jr. 1º JO D

Faculdade Cásper Líbero História Contemporânea Prof. Dr. José Augusto Dias Jr. 1º JO D Faculdade Cásper Líbero História Contemporânea Prof. Dr. José Augusto Dias Jr. 1º JO D História Oral de Jayme Leão Celeste Mayumi Fernanda Alcântara Luciana Reis História Oral de Jayme Leão Ao chegarmos

Leia mais

Concurso Planear Estarreja (orientações para a implementação)

Concurso Planear Estarreja (orientações para a implementação) (orientações para a implementação) Escolas Programa de Regeneração Urbana da Cidade de Estarreja Fases do Fase 1. Diagnóstico Fase 2. Estratégia e Plano de Ação 2 Exercícios para preparação de diagnóstico

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

XiloBoletim. Boletim do Museu Casa da Xilogravura. Junho de 2010. (N 2, ano 1, série digital) GRANDE ARTISTA FRANCÊS NA TEMPORADA DE INVERNO 2010

XiloBoletim. Boletim do Museu Casa da Xilogravura. Junho de 2010. (N 2, ano 1, série digital) GRANDE ARTISTA FRANCÊS NA TEMPORADA DE INVERNO 2010 XiloBoletim Boletim do Museu Casa da Xilogravura Junho de 2010 (N 2, ano 1, série digital) GRANDE ARTISTA FRANCÊS NA TEMPORADA DE INVERNO 2010 De 1 de julho a 27 de setembro de 2010, o Museu Casa da Xilogravura

Leia mais

Nº 14 - Set/15. PRESTA atenção. egresso

Nº 14 - Set/15. PRESTA atenção. egresso Nº 14 - Set/15 PRESTA atenção egresso! Apresentação Após passar anos dentro de uma penitenciária, finalmente chega o momento de liberdade. Ao mesmo tempo que o corpo é tomado por uma alegria, é também

Leia mais

Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira. Entrada do restaurante. Restaurante

Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira. Entrada do restaurante. Restaurante Inventário dos bens do Município de Guimarães afetos à Pousada da Oliveira Entrada do restaurante Banca para máquina de registar em madeira com 1 prateleira Relógio de parede com caixa em madeira 2 Apliques

Leia mais

Coordenadoria de Educação CADERNO DE REVISÃO-2011. Matemática Aluno (a) 5º ANO

Coordenadoria de Educação CADERNO DE REVISÃO-2011. Matemática Aluno (a) 5º ANO CADERNO DE REVISÃO-2011 Matemática Aluno (a) 5º ANO Caderno de revisão FICHA 1 COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO examesqueiros Os Números gloriabrindes.com.br noticias.terra.com.br cidadesaopaulo.olx... displaypaineis.com.br

Leia mais

Igreja!de! Nossa!Senhora!do!Carmo! Da!Antiga!Sé!

Igreja!de! Nossa!Senhora!do!Carmo! Da!Antiga!Sé! AtransferênciadaCorteeainstalaçãodaFamíliaRealno Rio de Janeiro, em 1808, marcam uma nova etapa na história do País. A capital do ViceMReino passa a ser a sededogovernoedaadministraçãodoimpériolusoe experimentará

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

Os principais produtos artísticos da África tropical são máscaras e esculturas em madeira. Esses objetos têm forma angulosa, assimétrica e

Os principais produtos artísticos da África tropical são máscaras e esculturas em madeira. Esses objetos têm forma angulosa, assimétrica e Os principais produtos artísticos da África tropical são máscaras e esculturas em madeira. Esses objetos têm forma angulosa, assimétrica e distorcida. Para os membros da sociedade africana, eram objetos

Leia mais

Município de Ascurra (Processo Seletivo 03/2013) Data: 19/01/2014 GABARITO OFICIAL

Município de Ascurra (Processo Seletivo 03/2013) Data: 19/01/2014 GABARITO OFICIAL Município de Ascurra (Processo Seletivo 03/2013) Data: 19/01/2014 CARGO Atendente de Educação Infantil (72) GABARITO OFICIAL QUESTÃO ALTERNATIVA CORRETA 01 B 02 C 03 B 04 A 05 C 06 B 07 C 08 C 09 B 10

Leia mais

Prova bimestral. história. 1 o Bimestre 5 o ano. 1. Leia o texto a seguir e responda

Prova bimestral. história. 1 o Bimestre 5 o ano. 1. Leia o texto a seguir e responda Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 1 o Bimestre 5 o ano história Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia o texto a seguir e responda Na

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes A independência foi o processo político e militar que afetou todas as regiões situadas entre os vicereinados da Nova Espanha e do Rio da

Leia mais

Museu Nacional de Soares dos Reis Porto

Museu Nacional de Soares dos Reis Porto Museu Nacional de Soares dos Reis Porto 4 Museu Nacional de Soares dos Reis APRESENTAÇÃO O Museu ocupa, desde 1940, o Palácio dos Carrancas, construído nos finais do séc. XVIII para habitação e fábrica

Leia mais

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS 1 CARTA DA TERRA A Carta da Terra é uma declaração de princípios fundamentais para a construção de uma sociedade que seja justa, sustentável e pacífica. Ela diz o que devemos fazer para cuidar do mundo:

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY Os seis passos para a modernidade Chegada da Família Real Portuguesa (1808); Missão Artística Francesa; Academia Imperial

Leia mais

A vinda da família real e o governo joanino no Brasil

A vinda da família real e o governo joanino no Brasil A vinda da família real e o governo joanino no Brasil A Europa no século XIX Napoleão realizou uma série de batalhas para a conquista de novos territórios para a França. O exército francês aumentou o número

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

A América Central continental Guatemala, Costa Rica, Honduras, Nicarágua e El Salvador já foram parte do

A América Central continental Guatemala, Costa Rica, Honduras, Nicarágua e El Salvador já foram parte do p. 110 A América Central continental Guatemala, Costa Rica, Honduras, Nicarágua e El Salvador já foram parte do México até sua independência a partir de 1823; Em 1839 tornam-se independentes fracasso da

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL WWF Brasil Maio/ 2003 OBJETIVOS: Levantar informações para subsidiar o planejamento e a avaliação da comunicação da WWF Brasil. Gerar conhecimentos relevantes

Leia mais

paraíso Casa no litoral gaúcho reúne o que há de melhor para um fim de semana de descanso com a família e amigos

paraíso Casa no litoral gaúcho reúne o que há de melhor para um fim de semana de descanso com a família e amigos sierra móveis/fábia vilela paraíso Pedaço do Casa no litoral gaúcho reúne o que há de melhor para um fim de semana de descanso com a família e amigos Nãoexistecaminhoousegredoparaencontrarafelicidade,mashápequenos

Leia mais

A GLOBALIZAÇÃO UM MUNDO EM MUDANÇA

A GLOBALIZAÇÃO UM MUNDO EM MUDANÇA A GLOBALIZAÇÃO UM MUNDO EM MUDANÇA Que dimensões sociológicas existem numa passeio ao supermercado? A variedade de produtos importados que costumamos ver nos supermercados depende de laços econômicos

Leia mais

Três grandes impérios, além de dezenas de outros povos, que encontravam-se subjugados aos grandes centros populacionais, viviam nas regiões almejadas

Três grandes impérios, além de dezenas de outros povos, que encontravam-se subjugados aos grandes centros populacionais, viviam nas regiões almejadas América Espanhola O que os Espanhóis encontraram aqui na América... Três grandes impérios, além de dezenas de outros povos, que encontravam-se subjugados aos grandes centros populacionais, viviam nas regiões

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo II: Conselhos dos Direitos no Brasil

Leia mais

ARTE PRÉ-HISTÓRICA. IDADE DOS METAISaproximadamente 5.000 a 3.500 a.c. aparecimento de metalurgia; invenção da roda;

ARTE PRÉ-HISTÓRICA. IDADE DOS METAISaproximadamente 5.000 a 3.500 a.c. aparecimento de metalurgia; invenção da roda; ARTE PRÉ-HISTÓRICA PALEOLÍTICO INFERIOR aproximadamente 5.000.000 a 25.000 a.c.; controle do fogo; e instrumentos de pedra e pedra lascada, madeira e ossos: facas, machados. PALEOLÍTICO SUPERIOR instrumentos

Leia mais

Relatório: Campanha Ajuda à Serra

Relatório: Campanha Ajuda à Serra Relatório: Campanha Ajuda à Serra De janeiro a junho de 2011 Sumário Introdução pág. 3 Origem das Doações pág. 4 Destino das Doações pág. 5 Atuação Move Rio pág. 6 Vale do Cuiabá, Petrópolis pág. 6 Santa

Leia mais

Arte Cristã Primitiva

Arte Cristã Primitiva Arte Cristã Primitiva 1º Ano 1º Bimestre 2015 A clandestinidade Dois Momentos 1º - Clandestino e perseguidos pelos romanos 2 - Aceitação da religião cristã Os primeiros cristãos de origem humilde, reuniam-se

Leia mais

caderno de atividades

caderno de atividades caderno de atividades A sociedade brasileira Índios, nossos primeiros habitantes Página 10 Para atender à causa desses povos, existem leis que garantem o direito à terra, delimitando espaços para reservas

Leia mais

Arte Pré Histórica Bisão da Gruta de Altamira Bisão da Gruta de Altamira Réplica Museu Arqueológico Nacional da Espanha Espanha

Arte Pré Histórica Bisão da Gruta de Altamira Bisão da Gruta de Altamira Réplica Museu Arqueológico Nacional da Espanha Espanha Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

Barroco Local / Espaço, Versalhes

Barroco Local / Espaço, Versalhes Barroco Local / Espaço, Versalhes O local Os palcos: a corte, a igreja, a academia O palco no reinado de Luís XIV Os palcos : a Corte, a Igreja e a Academia. A morada do rei - A Corte - tornou-se por isso

Leia mais

ISSN 2236-0719. Organização Ana Maria Tavares Cavalcanti Maria de Fátima Morethy Couto Marize Malta

ISSN 2236-0719. Organização Ana Maria Tavares Cavalcanti Maria de Fátima Morethy Couto Marize Malta ISSN 2236-0719 Organização Ana Maria Tavares Cavalcanti Maria de Fátima Morethy Couto Marize Malta Universidade Estadual de Campinas Outubro 2011 Apresentação de Mesa-Redonda - 5 Carlos Gonçalves Terra

Leia mais

HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA

HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA INDEPENDÊNCIA DO Colonização: espanhola até 1697, posteriormente francesa. Produção açucareira. Maioria da população:

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 9 o ano Unidade 8

Sugestões de avaliação. Geografia 9 o ano Unidade 8 Sugestões de avaliação Geografia 9 o ano Unidade 8 Nome: Unidade 8 Data: 1. Sobre a Oceania, marque V (verdadeiro) ou F (falso) nas sentenças a seguir. ( ) a colonização da Oceania promoveu o domínio da

Leia mais

A Imagem do Nosso Canto.

A Imagem do Nosso Canto. A Imagem do Nosso Canto. Esta Cartilha foi desenvolvida dentro do Projeto Canto que Canto, pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo durante o 2º Semestre de 2002 pela Profª e Regente Coral SUSANA ROSA.

Leia mais

A Quinta do Anjinho faz parte de uma história que ainda poucos conhecem. O imóvel que é actualmente a sede da Escola Nacional de Bombeiros foi

A Quinta do Anjinho faz parte de uma história que ainda poucos conhecem. O imóvel que é actualmente a sede da Escola Nacional de Bombeiros foi AH i s t ó r i ad a Qu i n t ad oan j i n h o A Quinta do Anjinho faz parte de uma história que ainda poucos conhecem. O imóvel que é actualmente a sede da Escola Nacional de Bombeiros foi outrora o refúgio

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Literatura DI CAVALCANTI Introdução Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um importante

Leia mais

Roma Roteiro de 5 dias

Roma Roteiro de 5 dias Roma Roteiro de 5 dias Primeiro Dia Chegando a Roma, dirija-se ao hotel para efetuar o check-in e você poderá começar o dia com uma visita ao VATICANO, onde não deve perder os Museus do Vaticano, sugerimos

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: Quando os portugueses chegaram ao Brasil, em 1500, observaram que os índios expressavam-se através da pintura em seus corpos, em objetos e em paredes. A arte

Leia mais

CASA DA CULTURA natural Pouso Alegre Minas Gerais

CASA DA CULTURA natural Pouso Alegre Minas Gerais CASA DA CULTURA Situado à Rua Tiradentes n.º 264, fazendo esquina com Rua Dr. Licurgo Leite, o casarão dos Leite, como era chamada a atual Casa da Cultura, foi construído aproximadamente no final da década

Leia mais

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas 10 de Junho de 2010

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas 10 de Junho de 2010 INTERVENÇÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Dr. Isaltino Afonso Morais Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas 10 de Junho de 2010 LOCAL: Figueirinha, Oeiras REALIZADO

Leia mais

A História de azzeittum

A História de azzeittum A História de azzeittum Azeitão é palavra derivada de azzeittum, vocábulo de origem árabe, que refere os extensos olivais encontrados quando aquele povo chegou a esta região. A primeira delimitação que

Leia mais