UNOCHAPECÓ Artes Visuais 6º período Conteúdo e Métodos II. Profª Me. Márcia Moreno

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNOCHAPECÓ Artes Visuais 6º período Conteúdo e Métodos II. Profª Me. Márcia Moreno"

Transcrição

1 UNOCHAPECÓ Artes Visuais 6º período Conteúdo e Métodos II Profª Me. Márcia Moreno 1

2 Conhecendo o Louvre... Foi no fim do século XII que Filipe Augusto mandou construir um castelo num local já chamado Louvre. Quase dois séculos mais tarde, esta austera fortaleza é remodelada em residência real pelo arquiteto Carlos V, Raymond du Temple, que o transforma em "palácio gracioso e vivo como um esmalte". 2

3 Castelo do Louvre 1190, fundado por Philippe II Era como uma fortaleza para defender Paris em seu oeste de encontro aos ataques dos Vikings 3

4 Fundações das Torres 4

5 5

6 Mas a guerra dos Cem Anos e os castelos à beira do Loire mantêm os reis seguintes longe do Louvre, que se transforma então em arsenal e prisão. Quando Francisco I decide viver mais freqüentemente na sua "boa vila e cidade de Paris", empreende grandes obras que o vão converter num verdadeiro palácio da Renascença, obras que prosseguirá o seu sucessor, Henrique II. 6

7 Gradual desenvolvimento do Louvre 7

8 É um outro projeto, também real, que modificará de maneira duradoura o futuro arquitetônico do Louvre: com efeito, o novo palácio das Tulherias que Catarina de Médicis manda edificar a partir de 1564, a seiscentos metros do Louvre, dá a idéia de reunir ambos os palácios; é o que se chama o "grande desenho". 8

9 Planta Baixa 9

10 Fachada do Louvre 10

11 Começa então um período de abandono em que o Louvre é literalmente invadido por todo o tipo de pessoas: os artistas, evidentemente, que moravam aí desde os tempos de Henrique IV; ou as instituições, mas também comerciantes com barracas instaladas por toda a parte. 11

12 Claude Perrault (um dos três arquitetos). Face leste do Louvre, Paris

13 Mais detalhes... O pintor Charles Lebrun tornou-se supervisor de todos os projetos artísticos do rei. Como principal donatário do patrocínio real às artes, Lebrun teve tanto poder que, para todos os propósitos práticos, transformou-se no ditador das artes na França. O controle centralizado sobre as Artes Visuais foi exercido por ele não apenas através do poder do dinheiro, mas incluía também um novo sistema de educar os artistas conforme o estilo oficialmente aprovado. 13

14 Assim foi a Academia Real de Pintura e Escultura de Paris, fundada em 1648; quando Lebrun passou a dirigi-la, em 1663, estabeleceu um rígido currículo de instrução prática e teórica obrigatória, baseado em um sistema de "normas"; foi esse o modelo do qual derivaram todas as academias posteriores, inclusive suas modernas sucessoras, as atuais escolas de arte. 14

15 Charles Lebrun, 1676 Terracota 15

16 No fim do século XVIII, a história arquitetônica do Louvre torna-se indissociável da idéia de museu. Com efeito, em toda a Europa, fala-se cada vez mais de expor ao público as grandes coleções dos príncipes e papas. Nesta tendência, o conde de Angiviller, à cabeça dos Edifícios Reais, decide, em 1776, transformar a Grande Galeria em Museu: é verdade que desde há muitos anos, a Academia de Pintura, que se encontrava no Louvre, expunha regularmente as obras dos seus membros na Grande Galeria. 16

17 A abertura do Museu foi impedida pela Revolução, mas a Constituinte retomou as idéias de Angiviller e criou oficialmente o Museu Central das Artes em 6 de Maio de 1791, que é inaugurado em 10 de Agosto de Parte do palácio real do Louvre foi aberta primeiramente ao público como um museu em 8 de Novembro de 1793, durante a Revolução Francesa. 17

18 Mas, em 1871, a Comuna incendeia as Tulherias: a III República decide destruir completamente esta residência real. Com o seu desaparecimento, os dois grandes braços do Louvre abrem-se doravante para uma grande perspectiva que dá para o jardim das Tulherias, a Concórdia e o Arco do Triunfo. O Museu do Louvre se encontra no centro de Paris, entre o rio Sena e a Rue de Rivoli 18

19 Paris - França 19

20 Torre Eiffel 20

21 Paris vista da Torre Eiffel 21

22 Louvre ao lado do Rio Sena 22

23 Louvre externamente 23

24 Em 1981, François Mitterrand decide dedicar todo o Louvre às obras de arte: a ala Richelieu, que era utilizada pelo Ministério das Finanças, será então liberada. O arquiteto Ieoh Ming Pei concebe então um projeto de grande envergadura, em que a pirâmide no centro do pátio Napoleão é apenas um indício exterior. No interior, todas as coleções são redistribuídas por espaços renovados. O maior museu do mundo pode agora receber os seus cinco milhões de visitantes por ano. 24

25 Planta Baixa 25

26 Depois de quatro séculos e de várias reformas, inclusive a polêmica pirâmide de vidro, está agora mais completo do que nunca, com uma das mais importantes coleções do mundo Ao começar pela sua entrada pela Pirâmide com 21 metros de altura e 200 toneladas de vidro e vigas.existe um robô, que se encarrega de efetuar a limpeza da pirâmide semanalmente. 26

27 27

28 Entrada do Louvre 28

29 29

30 Detalhe interno 30

31 Parte Interna 31

32 Vista Noturna do Louvre 32

33 Só a coleção do Barão Edmond de Rothschild ( ), doada ao Louvre em 1935, preenche uma sala de exposição, contendo mais de gravuras, cerca de desenhos e 500 livros ilustrados.. Além da arte, o Louvre tem mais exposições sobre diversos assuntos, tais como arqueologia, história e arquitetura. 33

34 Conhecendo o Louvre detalhadamente... 34

35 35

36 36

37 37

38 38

39 Referências... JANSON, H. W. e JANSON, Anthony E. Iniciação à História da Arte. São Paulo: Martins Fontes, DISPONÍVEL em: s/louvre.htm opedia.asp?title=museu_do_louvre#o_museu 39

MUSEU DO LOUVRE. REVISTA LOUVRE Museus de Arte

MUSEU DO LOUVRE. REVISTA LOUVRE Museus de Arte REVISTALOUVRE MuseusdeArte MUSEU DO LOUVRE O"Castelo do Louvre" foi fundado pelo rei Filipe II em 1190, como uma fortaleza para defender Paris a oeste contra os ataques dos Vikings. No século XIV, o rei

Leia mais

Museu Nacional da Arte Antiga

Museu Nacional da Arte Antiga Museu Nacional da Arte Antiga Índice 1. Horários e localização: 2. Ingresso 3. História do museu 4. Informações acerca do museu 5. As 10 obras de referência do MNAA 6. Coleções 1 - Horário e Localização

Leia mais

Louvre Paris, França

Louvre Paris, França Louvre Paris, França Pyramide du Louvre: trabalho original de I. M. Pei Musée du Louvre, Dist RMN/ Olivier Ouadah -O Louvre O Louvre, nas suas muitas e variadas formas, dominou a cidade de Paris desde

Leia mais

Acadêmicos: Erick Carbone Gabriel Gonçalves

Acadêmicos: Erick Carbone Gabriel Gonçalves Acadêmicos: Erick Carbone Gabriel Gonçalves História da Arquitetura 2008 O Concurso O Grand Palais começou a ser construído em 1897 para abrigar a Exposição Universal de 1900, envolvendo um complexo processo

Leia mais

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo O Mercado Municipal de São Paulo é uma construção histórica localizada na região central da capital. Obra projetada pelo arquiteto Franscisco de Paula Ramos de

Leia mais

10 pontos turísticos em Paris

10 pontos turísticos em Paris POR: RIVA E UELYN 10 pontos turísticos em Paris Foto: Shutterstock.com Não existe turista no mundo que não tenha vontade de conhecer Paris. A cidade recebe cerca de 30 milhões de visitantes por ano, que

Leia mais

Ampliando o olhar sobre a Arte

Ampliando o olhar sobre a Arte Ampliando o olhar sobre a Arte A Arte reflete a história da humanidade. Desde as primeiras expressões artísticas (Arte rupestre) até os dias de hoje, podemos compreender o desenvolvimento do homem em cada

Leia mais

Resgate da Memória ANO 2, Nº 4. ABR.2015

Resgate da Memória ANO 2, Nº 4. ABR.2015 116 A história de uma cidade pode ser contada de diversas maneiras: por meio de livros, vídeos, sons e a partir de histórias passadas de gerações em gerações. Nesta seção, a Revista buscou uma maneira

Leia mais

GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS

GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS 1960 01 GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS HISTÓRIA 02 O edifício Metrópole e Centro Metropolitano de Compras, projetado pelos arquitetos Salvador Candia e Gian Carlo Gasperini, é um importante

Leia mais

NACIONALIDADE: PIS (ou número de Inscrição do Contribuinte Individual junto a Previdência Social):

NACIONALIDADE: PIS (ou número de Inscrição do Contribuinte Individual junto a Previdência Social): EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARTES VISUAIS PARA REALIZAÇÃO DE EXPOSIÇÕES NA GALERIA DE ARTES DO SESC LONDRINA 2013 FICHA DE INSCRIÇÃO NOME COMPLETO/RAZÂO SOCIAL: REPRESENTANTE LEGAL: NOME ARTÍSTICO:

Leia mais

Pontos turísticos e suas verdades

Pontos turísticos e suas verdades Pontos turísticos e suas verdades Terceira e última parte em que você pode ver melhor as viagens aos monumentos históricos e ambientes paradisíacos. Por um ângulo, pois no outro verá a realidade. Santorini

Leia mais

M A. Projeto Exposições 2010. Museu Universitário de Arte

M A. Projeto Exposições 2010. Museu Universitário de Arte M A Museu Universitário de Arte Projeto Exposições 2010 Termos para inscrições de artistas, curadores e demais interessados em participar do calendário de exposições do ano de 2010/2011 do Museu Universitário

Leia mais

Palácio de Versailles. Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti

Palácio de Versailles. Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti Palácio de Versailles Amanda Mantovani Douglas Gallo Gilberto Nino Julia Coleti O Palácio de Versalhes (em francês Château de Versailles) é um château real localizado na cidade de Versalhes, uma aldeia

Leia mais

Viagem Turística a França

Viagem Turística a França Viagem Turística a França Setembro 2009 Página de Rosto Aluna: Ano/Turma: 12º ano do curso profissional de Secretariado Escola: Secundaria/3 De Paços de Ferreira Disciplina: Técnicas de Secretariado Prof:

Leia mais

Memorial do Imigrante

Memorial do Imigrante Memorial do Imigrante www.memorialdoimigrante.sp.gov.br Juca Martins/Olhar Imagem Localizado no edifício da antiga Hospedaria dos Imigrantes, construída entre 1886 e 1888 para receber os imigrantes recém-chegados

Leia mais

Diário Oficial do Município 28 DIVERSOS

Diário Oficial do Município 28 DIVERSOS Diário Oficial do Município 28 DIVERSOS EDITAL SMC Nº 008/2015 PROJETO MEMÓRIA E PATRIMÔNIO CARRO DE BOI - DIFERENTES CARGAS E OLHARES, DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL PROPRESERV,

Leia mais

Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 1 Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura Normas de Participação 1.Objetivo 1.1.O CRIATIVA - Encontro de Criadores

Leia mais

XXXIV Encuentro Arquisur. XIX Congreso: CIUDADES VULNERABLES. Proyecto o incertidumbre

XXXIV Encuentro Arquisur. XIX Congreso: CIUDADES VULNERABLES. Proyecto o incertidumbre XXXIV Encuentro Arquisur. XIX Congreso: CIUDADES VULNERABLES. Proyecto o incertidumbre La Plata 16, 17 y 18 de septiembre. Facultad de Arquitectura y Urbanismo Universidad Nacional de La Plata EJE: Investigación

Leia mais

A arquitetura dos memoriais

A arquitetura dos memoriais PARTE 01: Conteúdo para a prova A arquitetura dos memoriais Você já ouviu falar em memorial ou já visitou um espaço arquitetônico destinado à memória de alguma personalidade, de um povo ou de algum fato

Leia mais

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX Neoclassicismo ou Academicismo: * Últimas décadas do século XVIII e primeiras do XIX; * Retoma os princípios da arte da Antiguidade grecoromana; * A

Leia mais

EDITAL DE OCUPAÇAO DA GALERIA JENNER AUGUSTO SALA 2

EDITAL DE OCUPAÇAO DA GALERIA JENNER AUGUSTO SALA 2 EDITAL DE OCUPAÇAO DA GALERIA JENNER AUGUSTO SALA 2 APRESENTAÇÃO A Sociedade de Estudos Múltiplos, Ecológica e de Artes Sociedade Semear, através da Diretoria de Cultura e Arte, torna público que estão

Leia mais

Entre o século XI e o início do século XIV houve a retomada do crescimento demográfico na Europa Ocidental. Os dados permitem uma visão mais clara

Entre o século XI e o início do século XIV houve a retomada do crescimento demográfico na Europa Ocidental. Os dados permitem uma visão mais clara ARQUITETURA GÓTICA O período conhecido por Baixa Idade Média, que se estendeu dos séculos X ao XV, foi marcado por profundas transformações na sociedade, as quais conduziram à superação das estruturas

Leia mais

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte P I N T U R A 12 12 2013 22 02 2014 Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte I N F O R M A Ç Õ E S [Patente] Galeria de Exposições da Biblioteca Municipal de Vila

Leia mais

Relatório da Visita da Comissão ao. Museu Nacional UFRJ. 5 de agosto de 2011

Relatório da Visita da Comissão ao. Museu Nacional UFRJ. 5 de agosto de 2011 Relatório da Visita da Comissão ao Museu Nacional UFRJ 5 de agosto de 2011 Bruno de Cerqueira Luiz da Motta Recepção Fomos recebidos de maneira extremamente cordial pela diretora do Museu Nacional, Profª.

Leia mais

Escrito por Blanco Dom, 02 de Maio de 2010 01:34 - Última atualização Dom, 23 de Maio de 2010 02:09

Escrito por Blanco Dom, 02 de Maio de 2010 01:34 - Última atualização Dom, 23 de Maio de 2010 02:09 Gustave Eiffel Alexandre Gustave Eiffel (Dijon, 15 de Dezembro de 1832 Paris, 27 de Dezembro de 1923) foi um engenheiro francês que participou da construção da Estátua da Liberdade em Nova Iorque e da

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DA ARTE LICENCIATURA E MESTRADO EM HISTÓRIA DA ARTE DOCENTE: PROFESSOR DOUTOR CARLOS MOURA VIAGEM A MADRID:

Leia mais

NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto

NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto 38 a. ASSEMBLEIA & 1º FORUM ANUAL 21 de Maio de 2010 NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto Arquiteta Ana Maria de Biazzi Dias de Oliveira anabiazzi@uol.com.br

Leia mais

História da Arquitetura

História da Arquitetura História da Arquitetura Subdivisão da História da Arte - estudo da evolução histórica da arquitetura. Seus princípios Idéias Realizações História da arte Evolução das expressões artísticas, a constituição

Leia mais

Horários: 10h30 12h30 / 15h00 20h00 (com marcação prévia)

Horários: 10h30 12h30 / 15h00 20h00 (com marcação prévia) MUSEU DO CARRO ELÉTRICO Inaugurado em 1992, o Museu do Carro Elétrico nasceu da dedicação e voluntarismo de um pequeno grupo de entusiastas e apaixonados por este meio de transporte coletivo, impulsionados

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º /XI

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º /XI Grupo Parlamentar PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º /XI RECOMENDA AO GOVERNO A SUSPENSÃO DE TODAS AS ACÇÕES RELATIVAS À TRANSFERÊNCIA DE MUSEUS E À CRIAÇÃO DE NOVOS MUSEUS NO EIXO AJUDA/BELÉM, ATÉ À ELABORAÇÃO

Leia mais

Viagem ao Salão Equip Auto 2015

Viagem ao Salão Equip Auto 2015 Viagem ao Salão Equip Auto 2015 Paris - 15 a 18 outubro de 2015 Em parceria com a Agência Abreu Salão Equip Auto 2015 A 22ª edição da Equip Auto 2015, Salão Internacional Bienal dos Equipamentos e Serviços

Leia mais

Cronologia do Mosteiro de S. Bento da Saúde

Cronologia do Mosteiro de S. Bento da Saúde Cronologia do Mosteiro de S. Bento da Saúde 1 1545 1563 Concílio de Trento. 2 1567 Fundação da Congregação de S. Bento no reino de Portugal. 3 1569 O Mosteiro beneditino de São Martinho de Tibães torna-se

Leia mais

CHÂTELET, A.-M. La naissance de l architecture scolaire. Lês écoles élémentaires parisiennes de 1870-1914. Paris: Honoré Champion, 1999.

CHÂTELET, A.-M. La naissance de l architecture scolaire. Lês écoles élémentaires parisiennes de 1870-1914. Paris: Honoré Champion, 1999. CHÂTELET, A.-M. La naissance de l architecture scolaire. Lês écoles élémentaires parisiennes de 1870-1914. Paris: Honoré Champion, 1999. Ana Paula Pupo Correia* O livro de Anne-Marie Châtelet, 1 O nascimento

Leia mais

ARTEBR EXPOSIÇÃO DE FERNANDO VILELA CIDADES GRÁFICAS

ARTEBR EXPOSIÇÃO DE FERNANDO VILELA CIDADES GRÁFICAS ARTEBR EXPOSIÇÃO DE FERNANDO VILELA CIDADES GRÁFICAS A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria

Leia mais

O diretor-presidente da COPASA, Ricardo Simões, tem o prazer de convidá-lo para a abertura da. de Daniel Neto e Elenir tavares.

O diretor-presidente da COPASA, Ricardo Simões, tem o prazer de convidá-lo para a abertura da. de Daniel Neto e Elenir tavares. O diretor-presidente da COPASA, Ricardo Simões, tem o prazer de convidá-lo para a abertura da exposição Entre Silêncio e Paisagem, de Daniel Neto e Elenir tavares. Abertura 23 de outubro, às 19 horas.

Leia mais

Amarílis Maria de Medeiros Chaves

Amarílis Maria de Medeiros Chaves Amarílis Maria de Medeiros Chaves Amarílis Chaves nasceu em Belo Horizonte, onde muito cedo despertou para as Artes Plásticas, nunca mais tendo parado este percurso, sempre na procura do traço certo, da

Leia mais

Antropocentrismo (do grego anthropos, "humano"; e kentron, "centro") é uma concepção que considera que a humanidade deve permanecer no centro do

Antropocentrismo (do grego anthropos, humano; e kentron, centro) é uma concepção que considera que a humanidade deve permanecer no centro do ARTE GÓTICA A Arte Gótica se desenvolveu na Europa entre os séculos XII e XV e foi uma das mais importantes da Idade Média, junto com a Arte Românica. Ela teve grande influencia do forte Teocentrismo (O

Leia mais

José Elias, 141. Conceito:

José Elias, 141. Conceito: Conceito: menu No meio do jardim tem um escritório. Na beira da janela, uma floreira. Na alma,inspiração. Nasce no ponto mais valorizado do Alto da Lapa o único projeto comercial que leva o verde para

Leia mais

Engenharia e Arquitetura no século XIX

Engenharia e Arquitetura no século XIX AUH0154 História e Teorias da Arquitetura III Engenharia e Arquitetura no século XIX Camilla Bernal P. L. Mendes - 6817461 Fernanda Adams Domingos - 6816870 Fernanda Nogueira Ribeiro - 6816932 Guilherme

Leia mais

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa:

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa: Neoclassicismo Questão 01 De acordo com a tendência neoclássica, uma obra de arte só seria perfeitamente bela na medida em que imitasse não as formas da natureza, mas as que os artistas clássicos gregos

Leia mais

Um lugar de muitas Histórias

Um lugar de muitas Histórias Texto publicado no site Arqueologia e Pré-História: http://arqueologiaeprehistoria.com/2015/02/06/um-lugar-de-muitas-historias-o-museuarqueologico-do-rio-grande-do-sul/ Luísa d Avila 1 (Fevereiro de 2015)

Leia mais

RÁDIO ESCOLAR: UMA AÇÃO MULTIDISCIPLINAR COM ARTE E ENGENHARIA

RÁDIO ESCOLAR: UMA AÇÃO MULTIDISCIPLINAR COM ARTE E ENGENHARIA RÁDIO ESCOLAR: UMA AÇÃO MULTIDISCIPLINAR COM ARTE E ENGENHARIA Área Temática: Tecnologia e Produção Prof. Reginaldo da Nóbrega Tavares 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Prof. Reginaldo da Nóbrega Tavares

Leia mais

REGULAMENTO DO 44º SALÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA LUIZ SACILOTTO

REGULAMENTO DO 44º SALÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA LUIZ SACILOTTO REGULAMENTO DO 44º SALÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA LUIZ SACILOTTO O Secretário de Cultura e Turismo no uso de suas atribuições legais e considerando as disposições da Lei Municipal nº 5.901/82 e posteriores

Leia mais

Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Federal do Ceará, atua no mercado há mais de 10 anos com projetos de arquitetura e interiores

Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Federal do Ceará, atua no mercado há mais de 10 anos com projetos de arquitetura e interiores Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Federal do Ceará, atua no mercado há mais de 10 anos com projetos de arquitetura e interiores comerciais e residenciais. Com formação eclética, seu escritório

Leia mais

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens Jean Baptiste Debret nasceu em Paris, na França, em 18 de abril de 1768. Formado pela Academia de Belas Artes de Paris, Debret foi um dos membros da Missão

Leia mais

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno 3.3 O Largo do Carmo e seu entorno O Largo do Carmo, como ainda é conhecido o espaço público na frente das igrejas da Ordem Primeira e Terceira do Carmo, e ao lado do Teatro Vasques. Seu entorno conserva

Leia mais

ISSN 2236-0719. Organização Ana Maria Tavares Cavalcanti Maria de Fátima Morethy Couto Marize Malta

ISSN 2236-0719. Organização Ana Maria Tavares Cavalcanti Maria de Fátima Morethy Couto Marize Malta ISSN 2236-0719 Organização Ana Maria Tavares Cavalcanti Maria de Fátima Morethy Couto Marize Malta Universidade Estadual de Campinas Outubro 2011 Apresentação de Mesa-Redonda - 5 Carlos Gonçalves Terra

Leia mais

Concreto Aparente no Rio de Janeiro. e Museu de Arte Moderna. O Concreto Aparente mais antigo do Rio de Janeiro.

Concreto Aparente no Rio de Janeiro. e Museu de Arte Moderna. O Concreto Aparente mais antigo do Rio de Janeiro. Concreto Aparente no Rio de Janeiro Monumento aos Mortos da II Guerra e Museu de Arte Moderna Prof.. Eduardo C. S. Thomaz Notas de aula O Concreto Aparente mais antigo do Rio de Janeiro. O concreto aparente

Leia mais

O FIM DO FEUDALISMO E A CENTRALIZAÇAO POLÍTICA

O FIM DO FEUDALISMO E A CENTRALIZAÇAO POLÍTICA O FIM DO FEUDALISMO E A CENTRALIZAÇAO POLÍTICA O sistema feudal entra em crise com o advento das cidades e a expansão do comércio, somados a outros fatores. 1) Necessidade de moedas, crescimento das cidades

Leia mais

1. Descrição da Cidade

1. Descrição da Cidade 1. Descrição da Cidade 2. Top Atrações da Cidade 2.1 - Atração Cook'n With Class 2.2 - Atração O Chateau - Paris Wine Tasting 2.3 - Atração Obelisco de Luxor 2.4 - Atração Pathéon (Paris) 2.5 - Atração

Leia mais

QUESTÃO 1. 1. a Certificação de Habilidade Específica de 2011 Prova de Habilidades Específicas Arquitetura e Urbanismo 1

QUESTÃO 1. 1. a Certificação de Habilidade Específica de 2011 Prova de Habilidades Específicas Arquitetura e Urbanismo 1 QUESTÃO 1 Desenho de Observação A mão desenhava. Mas não desenhava em uma superfície plana. Gravar era desenhar em três dimensões. Era cavar ou criar um relevo. Ver o volume. E o volume tanto era interno

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa Informações importantes para o Contador da Empresa É a lei que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura PRONAC, visando à captação de recursos para investimentos em projetos culturais. As pessoas

Leia mais

Neoclássico. França: Panteão de Paris (Soufflot) Brasil: Casa França (Montigny) Bruno Maxwel 5715682 Franciele Santana 5935510 Lucas Calixto 5847264

Neoclássico. França: Panteão de Paris (Soufflot) Brasil: Casa França (Montigny) Bruno Maxwel 5715682 Franciele Santana 5935510 Lucas Calixto 5847264 Neoclássico França: Panteão de Paris (Soufflot) Brasil: Casa França (Montigny) Bruno Maxwel 5715682 Franciele Santana 5935510 Lucas Calixto 5847264 Definição Neoclássico Movimento cultural dado no século

Leia mais

Rota dos 3 Castelos. 2.ºAbrantes. 3.º Belver. 1.ºAlmourol. Monte da Várzea Almourol. 38 km. Almourol Abrantes. 20 Km. Abrantes Belver.

Rota dos 3 Castelos. 2.ºAbrantes. 3.º Belver. 1.ºAlmourol. Monte da Várzea Almourol. 38 km. Almourol Abrantes. 20 Km. Abrantes Belver. 2.ºAbrantes 1.ºAlmourol 3.º Belver Monte da Várzea Almourol 38 km Rota dos 3 Castelos Almourol Abrantes 20 Km Abrantes Belver 30 Km Belver Monte da Várzea 11 Km Partida: Casa Branca, Monte da Várzea 2

Leia mais

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 2CTDAMT06.P METODOLOGIAS DE INVENTÁRIO PARA RESTAURO DE EDIFICAÇÕES DE VALOR PATRIMONIAL Carolina Marques Chaves (2) ; Maria Berthilde Moura Filha (3) Centro de Tecnologia/Departamento de Arquitetura e

Leia mais

Almandrade. (Antônio Luiz M. Andrade)

Almandrade. (Antônio Luiz M. Andrade) (Antônio Luiz M. Andrade) Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano, poeta e professor de teoria da arte das oficinas de arte do Museu de Arte Moderna da Bahia e Palacete das Artes. Participou

Leia mais

GRUPO CASAMENTO BUFFRY BASE 20 CLIENTES PAGANTES

GRUPO CASAMENTO BUFFRY BASE 20 CLIENTES PAGANTES GRUPO CASAMENTO BUFFRY BASE 20 CLIENTES PAGANTES Dia 29/06/15 - Chegada a Paris TRASLADO DE CHEGADA (Informar horario da chegada) Cruzeiro + Visita de Paris Noturna Uma escapada noturna imperdível no coração

Leia mais

LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO

LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO O Conselheiro Leonardo Caetano de Araújo, nasceu em Parada de Gatim, Vila Verde (Braga), a 11 de Maio de 1818, quatro anos antes da independência do Brasil, e faleceu com 85

Leia mais

ANNA PAULA ALMEIDA. Rosa Melo MOSAICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ANNA PAULA ALMEIDA. Rosa Melo MOSAICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ANNA PAULA ALMEIDA Rosa Melo SALVADOR, 2012.1 MOSAICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CONCEITO Mosaico ou arte musiva, é palavra de origem alemã, embora a técnica seja antiquíssima. É um embutido de pequenas peças

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO / MANTENEDORA FEBASP SOCIEDADE CIVIL ASSUNTO SP UF Autorização (Projeto) para funcionamento do curso de Tecnologia da Embalagem,

Leia mais

EDITAL PARA EXPOSIÇÃO ARTE + ARTE: LIBERDADE CONTEMPORÂNEA

EDITAL PARA EXPOSIÇÃO ARTE + ARTE: LIBERDADE CONTEMPORÂNEA EDITAL PARA EXPOSIÇÃO ARTE + ARTE: LIBERDADE CONTEMPORÂNEA A Associação Riograndense de Artes plásticas Francisco Lisboa e o Instituto Estadual de Artes Visuais apresentam o regulamento para seleção de

Leia mais

SETE MILÊNIOS EM SETE MINUTOS Sob a luneta arquitetônica

SETE MILÊNIOS EM SETE MINUTOS Sob a luneta arquitetônica SETE MILÊNIOS EM SETE MINUTOS Sob a luneta arquitetônica Prof. Marco Pádua O período conhecido como pré-história, ou seja, sem registro dos acontecimentos, situa-se a partir de 8.000 a.c. Chamado de Neolítico

Leia mais

AS CIDADES ITALIANAS DA RENASCENÇA

AS CIDADES ITALIANAS DA RENASCENÇA AS CIDADES ITALIANAS DA RENASCENÇA O novo modelo de projeção estabelecido no início do século XV se aplica teoricamente a todo gênero de objetos, desde os artefatos menores à cidade e ao território. Mas

Leia mais

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA A nível mundial, o primeiro papel moeda surgiu na China, no séc. VII, na dinastia Tang, para facilitar aos comerciantes o transporte de grandes quantidades de moeda de metal,

Leia mais

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26 j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE OBRAS EMEROENCIAIS NA COBERTURA DO PALACETE ( 996 à jui/997). Impermeabilização do terraço e torres 2 3 4 5 6 7 s 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 2 22 23 24 23 26.2 instalações Elétricas

Leia mais

MODERNISMO. História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012)

MODERNISMO. História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012) MODERNISMO História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012) O século XX inicia-se no Brasil com muitos fatos que vão moldando a nova fisionomia do país. - progresso técnico - novas fábricas surgidas

Leia mais

Casa do Mundo Rural de Prados

Casa do Mundo Rural de Prados Casa do Mundo Rural de Prados A Casa do Mundo Rural de Prados, pretende retratar uma época em que a agricultura, associada à pastorícia eram as principais actividades económicas da população, praticando

Leia mais

Vice-Presidência de Engenharia e Meio Ambiente Instrução de trabalho de Meio Ambiente

Vice-Presidência de Engenharia e Meio Ambiente Instrução de trabalho de Meio Ambiente Histórico de Alterações Nº de Revisão Data de Revisão Alteração Efetuada 1-Foi alterado o texto do item 2, onde foram suprimidas as referências anteriores e referenciada a PGR-4.3.2 e ao IPHAN. 2-No item

Leia mais

EDITAL PARA INTERVENÇÕES NA RECEPÇÃO DO PIVÔ DENTRO PROGRAMA HELLO.AGAIN

EDITAL PARA INTERVENÇÕES NA RECEPÇÃO DO PIVÔ DENTRO PROGRAMA HELLO.AGAIN EDITAL PARA INTERVENÇÕES NA RECEPÇÃO DO PIVÔ DENTRO PROGRAMA HELLO.AGAIN Como parte do programa Hello. Again, em que propostas artísticas ocupam a fachada e recepção do espaço, um artista será selecionado

Leia mais

BIBLIOGRAFIA BÁSICA: ARGAN, Giulio Carlo. La Arquitectura Barroca em Italia. Traducción Victor Magno Boyé. Buenos Aires: Nueva Visión, 1960. BENEVOLO, Leonardo. História da Cidade. Tradução Sílvia Mazza.

Leia mais

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União Brasileira I Vol. de vários autores; Brasileira II Vol. de vários autores; Brasileira III Vol. de vários autores; Brasileira IV Vol. de vários autores; Brasileira V Vol. de vários autores; Editions du

Leia mais

Neoclassicismo, Romantismo e Realismo

Neoclassicismo, Romantismo e Realismo 2º ano - ENSINO MÉDIO Aula dia 20/02/15 Neoclassicismo, Romantismo e Realismo Professora Alba Fim do século XVIII e início do século XIX. Período complexo e inquietante de profundas mudanças. A Revolução

Leia mais

Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981

Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981 Maria de Betânia Corrêa de Araújo Recife, Pernambuco 1957 Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981 Pós graduação de Economia da Cultura Universidade Federal

Leia mais

Território Modular ARTE CONTEMPORÂNEA RUA PAULO BARRETO 77, BOTAFOGO 22280-010 RIO DE JANEIRO RJ BRASIL T +55 (21) 2541 4935 WWW.LURIXS.

Território Modular ARTE CONTEMPORÂNEA RUA PAULO BARRETO 77, BOTAFOGO 22280-010 RIO DE JANEIRO RJ BRASIL T +55 (21) 2541 4935 WWW.LURIXS. Território Modular 1 Coletivo MUDA TERRITÓRIO MODULAR 23 de agosto a 04 de outubro de 2013 2 Em movimento Felipe Scovino Para essa primeira exposição do MUDA em uma galeria comercial, uma questão importante

Leia mais

Casas-Museu dos Médicos em Portugal

Casas-Museu dos Médicos em Portugal Casas-Museu dos Médicos em Portugal O MÉDICO QUE SÓ SABE DE MEDICINA NEM DE MEDICINA SABE Prof. Doutor Abel Salazar AUGUSTO MOUTINHO BORGES, CLEPUL, Academia Portuguesa da História Apresentação Após a

Leia mais

PARIS - SIGHTSEEING TOURS 2014-15

PARIS - SIGHTSEEING TOURS 2014-15 Verão: de 01 de Abril a 31 de Outubro Nome do Tour PARIS - SIGHTSEEING TOURS 2014-15 Validade: 01 de Abril de 2014 a 31 de Março de 2015 Inverno: de 01 de Novembro a 31 de Março Pontos de : Pyramides:

Leia mais

Paris e Londres - 7 noites/8 dias Excursão com Guia - Somente Terrestre

Paris e Londres - 7 noites/8 dias Excursão com Guia - Somente Terrestre Paris e Londres - 7 noites/8 dias Excursão com Guia - Somente Terrestre Serviços Incluídos: - Serviço Assistência Telefônica 24 HORAS - Ônibus turístico. - Guia acompanhante em espanhol - Traslados de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU FUNDAÇÃO CULTURAL DE BLUMENAU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU FUNDAÇÃO CULTURAL DE BLUMENAU EDITAL Nº 02/14 - EXPOSIÇÔES TEMPORÁRIAS DO MAB - ANO 2015 A Fundação Cultural de Blumenau comunica que estarão abertas no período de 03/11/2014 a 23/01/2015 as inscrições para Exposições Temporárias do

Leia mais

1) EXPOSIÇÃO: pinturas

1) EXPOSIÇÃO: pinturas º 1) EXPOSIÇÃO: pinturas KANDINSKY: TUDO COMEÇA NUM PONTO Local: CCBB BH : Praça da Liberdade Período: de 15 de abril a 22 de junho [segunda, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo - 9h às 21h]. Entrada

Leia mais

HOTEIS IMPERDÍVEIS EM PARIS 0 1- LE MAURICE

HOTEIS IMPERDÍVEIS EM PARIS 0 1- LE MAURICE 0 1- LE MAURICE Nossa primeira dica é um hotel ideal para quem tem dinheiro e bom gosto. Com um serviço excelente, decoração clássica francesa impecável e um restaurante com três estrelas no guia Michelin,

Leia mais

PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES

PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES Técnicos Superiores de Conservação e Restauro: Isabel dos Santos Filipe Pereira (2013/2014)

Leia mais

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos Porto Alegre, 18 de junho de 2012. A Assembleia Legislativa do RS Porto Alegre, RS REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores

Leia mais

PEDRO SOUSA VIEIRA. Galeria Belo-Galsterer Rua Castilho 71, RC, Esq. 1250-068 Lisboa - Portugal

PEDRO SOUSA VIEIRA. Galeria Belo-Galsterer Rua Castilho 71, RC, Esq. 1250-068 Lisboa - Portugal PEDRO SOUSA VIEIRA Galeria Belo-Galsterer Rua Castilho 71, RC, Esq. 1250-068 Lisboa - Portugal www.belogalsterer.com galeria.belogalsterer@gmail.com +351-213815914 VITA Pedro Sousa Vieira Nasceu no Porto,

Leia mais

A arte no Egito. ~1ll!DI Visão frontal e visão. A arquitetura. o mais antigo documento egípcio é esse pedaço de estela

A arte no Egito. ~1ll!DI Visão frontal e visão. A arquitetura. o mais antigo documento egípcio é esse pedaço de estela 14 Ca ítulo 2 A arte no Egito civilizações da Antiguidade e nos deixou uma produção cultural riquíssima. OEgito Temosdesenvolveu informações uma detalhadas das principais sobre essa cultura graças à sua

Leia mais

Túnel das Glicínias, Kawachi Fuji, Japão. História do Paisagismo

Túnel das Glicínias, Kawachi Fuji, Japão. História do Paisagismo Túnel das Glicínias, Kawachi Fuji, Japão História do Paisagismo Mesopotâmia Construídos em 800 a.c. Terraços arborizados e Arquitetura em patamares Irrigados artificialmente Fontes e espelhos d água Egito

Leia mais

Arte e Cinema pelos posters. Convocatória

Arte e Cinema pelos posters. Convocatória Arte e Cinema pelos posters Convocatória Posters de filmes sempre foram uma referência sobre costumes, moda, design, tipologia. Narram, dessa forma, aspectos da cultura do período histórico em que foram

Leia mais

Torre Montparnasse: A melhor e imperdível - vista de Paris

Torre Montparnasse: A melhor e imperdível - vista de Paris Torre Montparnasse: A melhor e imperdível - vista de Paris A Torre Montparnasse é o ponto ideal para se admirar Paris e seus mais belos monumentos. Situado na parte central da capital francesa, o arranha-céu

Leia mais

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa 18 Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva APRESENTAÇÃO Instalado no Palácio

Leia mais

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS 1 TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS Profa. Teresa Cristina Melo da Silveira (Teca) E.M. Professor Oswaldo Vieira Gonçalves SME/PMU 1 Comunicação Relato de Experiência Triangulação de Imagens foi o nome escolhido

Leia mais

ANÁLISE DE OBRAS ARQUITETÔNICAS DA PRAÇA DOS GIRASSÓIS, PALMAS/TO COM ÊNFASE NA RELAÇÃO ENTRE A ARQUITETURA E A GEOMETRIA.

ANÁLISE DE OBRAS ARQUITETÔNICAS DA PRAÇA DOS GIRASSÓIS, PALMAS/TO COM ÊNFASE NA RELAÇÃO ENTRE A ARQUITETURA E A GEOMETRIA. ANÁLISE DE OBRAS ARQUITETÔNICAS DA PRAÇA DOS GIRASSÓIS, PALMAS/TO COM ÊNFASE NA RELAÇÃO ENTRE A ARQUITETURA E A GEOMETRIA. Érica CARDOSO (1); Kamila Cristina de SOUZA (2); Thaíssa Fernandes Santana MACENA

Leia mais

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões As oportunidades de trabalho e as novas profissões ligadas à arte contemporânea têm crescido muito nos últimos anos, impulsionadas

Leia mais

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Palácio Nacional da Ajuda Lisboa

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Palácio Nacional da Ajuda Lisboa Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009 Palácio Nacional da Ajuda Lisboa Palácio Nacional da Ajuda APRESENTAÇÃO O Real Paço de Nossa Senhora da Ajuda, iniciado em 1796, veio substituir

Leia mais

Índice. ficha técnica. 3...origem do nome. 4...locais para isitar. 5...locais de repouco. 6...locais de lazer. 7...locais de alimentação

Índice. ficha técnica. 3...origem do nome. 4...locais para isitar. 5...locais de repouco. 6...locais de lazer. 7...locais de alimentação Cascais Índice 3...origem do nome 4...locais para isitar 5...locais de repouco 6...locais de lazer 7...locais de alimentação ficha técnica Director: Catarina Lagareiro Director adjunto: Susana Gonçalves

Leia mais

DAS ARTES. 1º semestre / 2012. Aula 4. Prof. a M. a Marcela Provinciatto Siscão. masiscao@hotmail.com

DAS ARTES. 1º semestre / 2012. Aula 4. Prof. a M. a Marcela Provinciatto Siscão. masiscao@hotmail.com ESTÉTICA TICA E HISTÓRIA DAS ARTES 1º semestre / 2012 Aula 4 Prof. a M. a Marcela Provinciatto Siscão masiscao@hotmail.com 1 ANTIGUIDADE OCIDENTAL ARTE ANTIGA: ROMANA 2 Roma Antiga Extensão máxima território

Leia mais

Jesuítas : Arte e Ciência: o legado da Companhia de Jesus na América Latina

Jesuítas : Arte e Ciência: o legado da Companhia de Jesus na América Latina Jesuítas : Arte e Ciência: o legado da Companhia de Jesus na América Latina Simpósio Nacional : Bicentenário da Restauração da Companhia de Jesus (1814-2014) Parte II Prof. Dr. Percival Tirapeli Instituto

Leia mais

1995/1996 - EAV. Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Teoria da Imagem Multipla com George Kornis.

1995/1996 - EAV. Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Teoria da Imagem Multipla com George Kornis. Ileana Hochmann Currículum Vitae Ileana Hochmann 1996 - EAV. Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Teoria da Arte com Fernando Cocchiaralle; Teoria da Arte com Reynaldo Roels Jr. 1995/1996 - EAV. Escola

Leia mais

15º Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos

15º Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos PREFEITURA DE GUARULHOS SECRETARIA DE CULTURA DEPARTAMENTO DE ATIVIDADES CULTURAIS SEÇÃO ADMINISTRATIVA DE ARTES VISUAIS 15º Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos Regulamento O Secretário de Cultura,

Leia mais

I CONCURSO DE ARTE IMPRESSA CONTEMPORÂNEA GOETHE-INSTITUT PORTO ALEGRE

I CONCURSO DE ARTE IMPRESSA CONTEMPORÂNEA GOETHE-INSTITUT PORTO ALEGRE I CONCURSO DE ARTE IMPRESSA CONTEMPORÂNEA GOETHE-INSTITUT PORTO ALEGRE 1.OBJETO DA SELEÇÃO 1.1. Dando destaque à gravura, campo de forte tradição no Brasil e na Alemanha, foi criado o I Concurso de Arte

Leia mais

Locais a Visitar na Vila de Almodôvar

Locais a Visitar na Vila de Almodôvar Locais a Visitar na Vila de Almodôvar Igreja Matriz de Almodôvar A matriz é o monumento mais visitado do Concelho de Almodôvar e é dedicada a Santo Ildefonso, sendo que D. Dinis doou-a à Ordem de Santiago,

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA. MOVIMENTO BURGUÊS França antes da revolução TEVE APOIO DO POVO Monarquia absolutista Economia capitalista.(costumes feudais) sociedade estamental. 1º Estado-

Leia mais