Conselho Curador: Diretoria Executiva:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho Curador: Diretoria Executiva:"

Transcrição

1 1

2 Conselho Curador: Presidente: Prof. Eliseu Martins Membros: Prof. Ariovaldo dos Santos Prof. Diogo Toledo do Nascimento Prof. Edgard Bruno Cornachione Jr. Prof. Fábio Frezatti Prof. Gerlando Augusto Sampaio Franco de Lima Prof. Geraldo Barbieri Prof. Gilberto de Andrade Martins Prof. Lázaro Plácido Lisboa Prof. Márcio Luiz Borinelli Profa. Marina Mitiyo Yamamoto Prof. Masayuki Nakagawa Prof. Reinaldo Guerreiro Profa. Roberta Carvalho de Alencar Prof. Sérgio de Iudícibus Diretoria Executiva: Diretor Presidente: Prof. Iran Siqueira Lima Diretor Administrativo: Financeiro: Prof. Carlos Alberto Pereira Diretor de Pesquisas: Prof. L. Nelson Carvalho Diretor de Cursos: Prof. Luiz Paulo Lopes Fávero Conselho Fiscal: Prof. Edison Castilho Prof. João Domiraci Pacez Prof. Nelson dos Santos Prof. José Roberto Kassai Prof. Luís Eduardo Afonso Profa. Tânia Regina Sordi Relvas membro efetivo - Presidente membro efetivo membro efetivo membro suplente membro suplente membro suplente 2

3 APRESENTAÇÃO Ao findar o ano de 2012, é com muito orgulho que a FIPECAFI traz ao conhecimento daqueles que convivem com esta Entidade e com os participantes do mercado, em especial as associações de classe que congregam os profissionais de diversas áreas que tão bem têm contribuído para o aprimoramento do mercado financeiro brasileiro e outros segmentos da economia brasileira, com os quais esta Fundação tem interagido nos últimos anos, mais especificamente no ano de 2012, este Relatório de Atividades. No último ano, a FIPECAFI procurou atingir as metas fixadas por seu Conselho Curador, algumas das quais merecem destaque a seguir: a) cumprir rigorosamente o orçamento fixado para o exercício; b) continuar cumprindo o objetivo para o qual esta Entidade foi constituída, qual seja a de apoiar institucional e financeiramente o Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP. Por outro lado, convém esclarecer que o exercício de 2012 foi ainda marcado por uma série de ações, no âmbito de sua área de treinamento, principalmente para continuar a atender a uma enorme gama de profissionais, quer na área contábil quer na área de finanças, com vistas a capacitá-los a um melhor entendimento da nova sistemática contábil a ser adotada pelas empresas brasileiras, conforme as Normas Internacionais de Contabilidade (International Financial Reporting Standards IFRS), emitidas pelo International Accounting Standars Board (IASB) e também de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil (BRGAAP). Nesse sentido, continuou a dar cumprimento ao convênio firmado com o Conselho Federal de Contabilidade, por intermédio do qual mantemos a perspectiva de treinamento de, aproximadamente, (quatrocentos e cinquenta mil) profissionais da área contábil e outros tantos profissionais de diversas categorias, como por exemplo advogados, economistas, atuários, administradores e engenheiros, a FIPECAFI acabou por desenvolver programas de treinamento em diferentes modalidades de ensino quer de curto, longo prazo e à distância (e-learning), devendo destacar a enorme atividade deste último tipo de treinamento, em especial pela facilidade que tal aprendizado proporciona aos diversos interessados. Na modalidade elearning, a FIPECAFI colocou à disposição do mercado um curso de média duração, 152 horas (4 módulos) sobre IFRS, o qual teve enorme aceitação, estando previsto, já para os primeiros meses de 2013, o oferecimento de módulos do referido curso, a saber: Instrumentos Financeiros (16 horas) e Grupo de Empresas (20 horas). A FIPECAFI continuou, no ano de 2012, a procurar novas áreas de treinamento, atuando no segmento de previdência complementar, cujo público alvo abrange Administradores Estatutários Tecnicamente Qualificados (AETQ), Membros de Conselhos Deliberativo e Fiscal, Diretores Executivos, demais Profissionais de Órgãos Estatutários e Outros 3

4 Profissionais, por meio do curso de extensão Gestão de Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) - Fundos de Pensão. A atuação no segmento de previdência complementar continuou a acarretar o relacionamento da FIPECAFI com os órgãos reguladores, notadamente, Secretaria de Políticas de Previdência Complementar (SPPC) e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC), ligadas ao Ministério da Previdência Social (MPS) e a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), ligada ao Ministério da Fazenda. Nesse mesmo sentido, e com vistas a contribuir com a formação de maior número de interessados, a FIPECAFI continuou, no ano de 2012, a oferecer ao mercado um curso à distância (e-learning) para os profissionais da área de relação com investidores, treinamento este elaborado em conjunto com o Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (IBRI), entidade com a qual a FIPECAFI possui convênio de cooperação técnica e operacional, firmado há mais de 10 (dez) anos. Dentro dessa filosofia de a FIPECAFI ampliar o máximo possível suas atividades, deu prosseguimento a diversas atividades em decorrência da importante parceria com a ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas), bem como e não menos importante, idêntico procedimento com a ABRAPP (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Fechada). Ressalte-se, ainda, que no ano de 2012, a FIPECAFI completou 38 anos de existência e esse período continuou a ser marcado por significativas atividades, dentre as quais merece destaque o início das atividades do curso de Ciências Contábeis, em horário integral da Faculdade FIPECAFI, com base em autorização outorgada pelo MEC Ministério da Educação e Cultura, curso este, bastante diferenciado do que já existe no mercado, pois será em período integral, com vistas a proporcionar aos alunos uma sólida formação teórica e prática. Os alunos farão seus estágios em empresas previamente selecionadas pela FIPECAFI, e cada um deles terá, para atingir o objetivo almejado, um orientador acadêmico e um executivo da empresa onde será realizado o estágio, que supervisionará as atividades deles na empresa em que o estiver realizando. No ano de 2012, teve continuidade o Projeto para a Internacionalização do Programa de Pós- Graduação do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, com o apoio da FIPECAFI, que tem como objetivo principal propiciar condições para que a pós-graduação alcance uma rápida inserção no mundo acadêmico internacional. Os pontos a serem perseguidos são os seguintes: a) forte acréscimo do intercâmbio de professores com as melhores escolas do mundo, incluindo receber e serem recebidos como visiting professors; b) participação com trabalhos em eventos internacionais de primeiro nível; c) obtenção do grau de doutoramento e pós-doutoramento no exterior para vários dos docentes do Departamento; d) geração de oportunidades para alunos do Programa de Pós que tenham chance de vir a fazer parte, futuramente, do corpo docente do EAC; e) estrutura e incentivos maiores para participação em projetos com parceiros internacionais; f) publicações nas revistas de mais 4

5 alto nível fora do Brasil; e g) demais atividades necessárias a essa completa internacionalização. Por outro lado, continuou em plena atividade o e/learning FIPECAFI que foi, como já colocado em outras ocasiões, estruturado durante o segundo semestre de 2005 para oferecer, a partir do primeiro semestre de 2006, cursos de curta duração online que, mais do que educação à distância, propõe o conceito de aprendizado à distância, ou seja, nesse contexto o aluno é o principal ator. O formato do curso, centrado no aluno adulto da área de negócios, além de estimular a troca de informações e experiência do grupo, estimula o desenvolvimento da postura ativa de aprendizagem. No ano de 2012, continuaram a ser firmados convênios e parcerias, com vistas à maior disseminação desse tipo de curso. Continuamos, no ano de 2012, a realizar várias palestras, as quais, pela necessidade de conhecer as mudanças das normas contábeis brasileiras para a sua harmonização com as normas internacionais, tornaram esse tipo de evento mais atraente e mais procurado por todos aqueles que atuam, principalmente, nas áreas contábil e financeira. A exemplo do ano anterior, a visitação mensal ao site da Fundação mostrou crescimento, tanto em termos quantitativos quanto qualitativos. Mais visitas de um público que acessa um número maior de páginas e por mais tempo, o que tem resultado em maior número de novos alunos. No exercício de 2012, trabalhou-se para incluir outras áreas de cursos, enquanto que continuou a ser dada atenção especial às áreas de Educação Executiva e e-learning, cujos resultados obtidos devem ser bastante comemorados. Vale salientar, novamente, que os cursos de MBA, de Especialização, de Educação Executiva e de e-learning são credenciados no Programa de Educação Continuada do Conselho Federal de Contabilidade, cujo objetivo é atualizar e aprimorar o conhecimento de contadores que atuam no mercado na qualidade de auditores independentes. Referido programa utiliza sistema de pontuação para classificar atividades como cursos de extensão ou pós-graduação, seminários, docência e outros, de acordo com o tipo e o número de horas, permitindo que esses profissionais possam satisfazer aos segmentos mínimos de educação continuada, tão importante e necessária para o exercício de suas atividades profissionais. Por outro lado, o Centro de Estudos e Pesquisas do Mercado Financeiro CMF, um dos laboratórios de pesquisa do EAC/FIPECAFI, continuou suas atividades, sendo as mesmas apoiadas institucional e financeiramente pela FIPECAFI. Referido Centro de Pesquisa continuou a perseguir o objetivo para o qual foi criado, qual seja, de avaliar, divulgar e promover amplo debate sobre o desempenho e a funcionalidade do mercado de capitais brasileiro, no cumprimento de sua missão de mobilizar recursos de poupança financeira e direcioná-los para financiar a economia, bem como identificar as propostas que devem ser incorporadas ao Plano Diretor de Mercado de Capitais, visando à superação dos obstáculos 5

6 existentes. Referido projeto é coordenado pelos professores Carlos Antonio Rocca e Iran Siqueira Lima. Merece, ainda, destaque a continuidade da participação da FIPECAFI na qualidade de Membro do Comitê de Premiação do Prêmio ABRASCA de Criação de Valor, que se juntará, desse modo, aos atuais componentes desse importante Comitê, a saber: INI, AMEC, ABRAPP, IBGC, BM&FBOVESPA, IBRACON, IBEF, IBRI, APIMEC, ANCOR, ANBIMA, ANEFAC e ADEVAL. Relevante mencionar o convênio de Cooperação Técnico-Científica firmado com o CEA Centro de Estudos Aplicados da Católica-Lisbon School of Business and Economics, da Universidade Católica Portuguesa, com o objetivo da conjugação de esforços para o desenvolvimento de projetos ligados às áreas de Contabilidade, Finanças, Atuária e correlatas, podendo envolver: a) a realização e a promoção decursos, seminários, workshops, simpósios, fóruns e outros eventos educacionais, inclusive envolvendo a educação executiva sobre as oportunidades do mercado brasileiro para empresas e instituições de Portugal; b) pesquisas e atividades de extensão universitária, incluindo a realização de atividades de assessoria e consultoria; c)estudos técnicos e pesquisas, bem como a sua divulgação por meio de artigos, periódicos, livros e outros meios; d) a criação de prêmios, concursos e outras ações de estímulo; e) o intercâmbio de conhecimentos técnicos, bem como de professores, alunos e demais profissionais, a fim de aprimorar as atividades acadêmicas e a prestação de serviços desenvolvidos pelas Partícipes; e f) a aproximação das pesquisas desenvolvidas pelo Observatório das Parcerias Público- Privadas em Portugal (OPPP Católica), do CEA, com as atividades correlatas desenvolvidas no âmbito da FIPECAFI. As linhas de pesquisa estabelecidas pelo Conselho Curador da FIPECAFI, condizentes com as metas aprovadas tanto pelo Conselho do EAC quanto pela Congregação da FEA, para o ano de 2012, tiveram seu foco nas seguintes áreas do conhecimento, de competência do campo das Ciências Contábeis: Controladoria e Contabilidade Gerencial Contabilidade Aplicada para Usuários Externos Mercados Financeiros (de Crédito e de Capitais) Pesquisa e Ensino da Contabilidade Dentro dessas linhas de pesquisa, um grande número de trabalhos foi produzido e isso está refletido nas participações em congressos e seminários, nacionais e internacionais, na produção de livros e na publicação de artigos em revistas especializadas, também nacionais e internacionais. Importante destacar que o apoio oferecido pela FIPECAFI não esteve restrito, apenas, ao corpo docente do EAC, mas também se beneficiaram desse apoio os 6

7 pesquisadores e o corpo discente (alunos de graduação e de pós-graduação do EAC/FEA/USP). No exercício de 2012, a FIPECAFI deu continuidade à celebração de diversos convênios de cooperação técnico-operacional, com vistas a aumentar uma maior interação da Fundação com vários setores da economia brasileira. Dentre os convênios celebrados, merecem destaque os seguintes: ABRACEM Associação Brasileira de Consultores Independentes AES TIETE AMBEV A. LOPES MUNIZ CASAS PERNAMBUCANAS CONSTRUTORA FERREIRA GUEDES S/A DEMAREST DEMASTER BLENDERS ERNST & YOUNG GRANT THORTON LM CONSULTORIA MHM ADVOGADOS NESTLÊ OWENS ILLINOIS PHILIPS DO BRASIL TOYOTA UNILEVER VOTGORANTIM SIDERURGIA O objetivo desses convênios foi, também, a aproximação das empresas com a Fundação, para divulgação dos cursos MBA, Educação Executiva, Especialização e e-learning (educação à distância), aos colaboradores dessas organizações, com o intuito de angariar alunos para os cursos oferecidos pela FIPECAFI. Do ponto de vista específico da Fundação, o ano de 2012 pode ser marcado pelos seguintes pontos: a) a continuação da filosofia de marketing voltada para a busca de novos alunos e novos segmentos de mercado, dentro de uma estratégia de priorizar a área de cursos, mediante a celebração de diversos convênios e parcerias com entidades de classes, conselhos profissionais e entidades públicas e privadas; b) do ponto de vista de resultados, a FIPECAFI, embora a receita tenha crescido 20%, em termos nominais, passando de R$ para R$ , apesar da frustração de parcela significativa do que era esperado nos cursos de longa duração, acabou gerando resultado operacional positivo. Assim, o resultado final do exercício acabou por apresentar, de acordo com as práticas 7

8 contábeis adotadas no Brasil, BRGAAP, um superávit da ordem de R$ e, quando se consideram os efeitos inflacionários nas demonstrações contábeis, de R$ c) a continuação de medidas para a simplificação e desburocratização das atividades exercidas pela FIPECAFI, visando à redução de custos e melhoria na sua eficácia administrativo-financeira. O patrimônio social, apurado ao final do exercício de 2012, foi de R$ , pelas práticas contábeis adotadas no Brasil, BRGAAP e de R$ , em moeda de poder aquisitivo constante. As demonstrações contábeis referentes ao exercício de 2012 foram analisadas e aprovadas, na forma do parecer emitido pela Baker Tilly Brasil Auditores Independentes S.S, as quais, juntamente com o Parecer do Conselho Fiscal, fazem parte deste Relatório de Atividades. As perspectivas para 2013 são promissoras no sentido de que diversos cursos continuam com demanda acima da média dos últimos anos, enquanto outros estão sendo remodelados para atender a anseios de novos alunos e do mercado que pretende continuar tendo oferta de mão de obra qualificada, devendo ser oferecido ao Mercado o Curso de Graduação em Ciências Contábeis à distância, conforme documentação já apresentada ao Ministério da Educação. Nesse sentido, a diretoria da FIPECAFI continua atenta para o rigoroso controle de seus cursos e constante avaliação de iniciativas que aperfeiçoem suas atividades, e já se vislumbra uma significativa procura por serviços da área de consultoria e de emissão de pareceres técnicos que, de certo, caso se torne realidade, terá peso preponderante para atingir ou mesmo superar a meta de resultado estabelecida para Com base nessas premissas, foi elaborado o orçamento para o ano de 2013, de forma conservadora, onde se evidencia o equilíbrio econômico-financeiro da FIPECAFI. Resumo dessa peça orçamentária também faz parte deste relatório de atividades. Dentro dessa linha de ação e com vistas a aumentar as suas condições de competitividade com outras entidades do gênero, a FIPECAFI, desde novembro de 2004, está credenciada junto ao MEC Ministério da Educação, para oferecer cursos MBA, estando, no momento, preparando a documentação necessária para solicitar ao MEC a autorização para ministrar os cursos MBA na modalidade e-learning e, ainda, para começar a oferecer ao mercado, tão logo obtida a autorização do MEC, consoante pedido que nesse sentido está sendo encaminhado àquele Ministério, os Mestrados Profissionalizantes em Gestão de Negócios e Ciências Atuariais. Em face dos objetivos que foram alcançados no ano de 2011, a Diretoria da FIPECAFI aproveita o ensejo para agradecer a todos que contribuíram para que as determinações do Conselho Curador pudessem ter sido cumpridas, merecendo destaque o empenho dos funcionários, professores, consultores e pesquisadores, além do grande apoio recebido dos membros da Diretoria e Conselhos Diretor do IPECAFI, Fiscal da FIPECAFI, do Chefe do 8

9 Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, do Diretor da FEA/USP, dos demais órgãos da Universidade de São Paulo, da grande compreensão do Exmo. Sr. Curador de Fundações, Dr. Airton Grazzioli, das necessidades e dificuldades enfrentadas por uma fundação de direito privado para cumprir sua missão e atingir suas metas, a despeito das oscilações da economia brasileira. Professor Eliseu Martins Presidente do Conselho Curador da FIPECAFI Professor Iran Siqueira Lima Diretor Presidente da FIPECAFI 9

10 1 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EM 2012 FIPECAFI 1.1 PUBLICAÇÃO E LABORATÓRIOS Revista Contabilidade & Finanças: é uma publicação quadrimestral do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, gratuita e que conta com o suporte financeiro da FIPECAFI. Seu objetivo é a divulgação de artigos/trabalhos de professores, pesquisadores e alunos (de pós-graduação e graduação) de todo o país, assim como do exterior, sendo as opiniões emitidas nos artigos de inteira responsabilidade de seus autores. A Revista é uma continuação do Caderno de Estudos, publicado pela FIPECAFI-FEA/USP desde A missão da Revista Contabilidade & Finanças é a divulgação de produção científica relevante nas áreas de Contabilidade, Controladoria, Atuária e Finanças, selecionada exclusivamente com base em qualidade e efetiva contribuição para o desenvolvimento do conhecimento nesses campos. Em 2009, a Revista sofreu radicais mudanças em seu projeto editorial e gerenciamento, visando a sua modernização. Alguns exemplos: O projeto editorial foi reformulado para estar em consonância com os principais periódicos internacionais; Passou a utilizar a plataforma SciELO Submission para o gerenciamento de todo o processo de recepção e publicação de artigos; Obteve mais uma indexação internacional: Galé Cengage Learning e está sendo avaliada pela base Redalyc; Teve uma proposta para obtenção de ajuda financeira aprovada pelo CNPq; Obteve o credenciamento do Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da USP. A revista é coordenada pelo Professor Doutor Fábio Frezatti e é disponibilizada também em meio eletrônico (site: TECSI - Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação: Existente desde 1995 foi criado e é coordenado pelo Professor Doutor Edson Luiz Riccio. Conta com a colaboração de professores, pesquisadores e alunos estagiários da FEA/USP, bem como Mestres e Doutores formados pela USP. Com uma visão multidisciplinar, o TECSI tem como objetivos: contribuir para o desenvolvimento da sociedade, realizando pesquisas sobre a gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação (TI) e os seus efeitos sobre as organizações; estudar a TI e os Sistemas de Informação na sua interseção com os domínios fundamentais de outras áreas de estudo como Administração, Controladoria, Contabilidade, Educação, Custos, Auditoria, Planejamento e Controle, Estratégia e Informação; prestar serviços de consultoria e assessoria nas áreas mencionadas. Os domínios dessas áreas são examinados em um 10

11 contexto universal e as pesquisas são dirigidas ao estudo da realidade brasileira e comparadas com outros países. Destacam-se como principais atividades do TECSI: - Manter páginas específicas para acesso dos alunos de graduação, pós-graduação (Mestrado e Doutorado) e Extensão, com local para os alunos enviarem e retirarem via download, material de estudo. Como principais serviços à comunidade destacam-se: - Revista Online RGTSI/JISTEM: Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação; - CONTECSI Congresso Internacional de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação International Conference on Information Systems and Technology Management; - Banco de Dados para consultas online sobre toda a produção científica em Contabilidade no Brasil; - Congressos e Eventos Acadêmicos nacionais e internacionais nas áreas de Contabilidade, Administração e TI, para consultas online; - Seminários de curta duração nas suas áreas de atuação. O TECSI oferece oportunidade de estágio e pesquisa para alunos de graduação e de pós-graduação da FEA/USP e possui hoje os seguintes grupos de pesquisa: Relatórios Financeiros pela Internet XBRL, ERP Sistemas de Informações Empresariais, Ciência da Informação, Sistemas de Custos e Sistemas Econômicos Financeiros, Compliance/Auditoria de Sistemas / COBIT, Certificação de Processos e Educação e Pesquisa e Auditoria Contínua. LABIN - Laboratório de Contabilidade Internacional: Visa o constante acompanhamento das normas contábeis brasileiras e das normas internacionais emitidas pelo International Accounting Standards Board IASB. O objetivo principal de tal acompanhamento é o de desenvolver pesquisas a fim de detectar e estudar semelhanças, diferenças e tendências relevantes em função de aspectos econômicos e institucionais. O processo de elaboração de normas emitidas pelo IASB é acompanhado e suas normas são constantemente estudadas e discutidas, em face, principalmente, da decisão tomada pelo país no sentido da convergência contábil internacional. As pesquisas do Laboratório, que é coordenado pelos Professores Doutores Lázaro Plácido Lisboa e Nelson Carvalho, têm gerado teses, dissertações e artigos publicados em periódicos e congressos nacionais e internacionais de reconhecida qualidade. Participam das pesquisas do Laboratório os Professores Doutores Alexsandro Broedel Lopes, Bruno Meirelles Salotti, Fernando Dal Ri Múrcia, Flávia Z. Dalmácio, Joanilia de Sales Neide Cia, Nahor Plácido Lisboa, Roberta Carvalho de Alencar e Tânia Regina Sordi Relvas, bem como membros do corpo discente (doutorandos e mestrandos) sob a coordenação do doutorando Carlos Henrique Silva do Carmo. O laboratório de contabilidade internacional colaborou com a elaboração do livro Manual de Normas Internacionais de Contabilidade (Editora Atlas), com a publicação IFRS 1º ano em parceira com os auditores Ernst & Young Terco, e os pesquisadores que compõem o laboratório ministraram um grande número de aulas presenciais em cursos de IFRS, bem como gravaram aulas a este respeito para os cursos de e-learning da FIPECAFI. Vários trabalhos acadêmicos 11

12 foram originados dessas pesquisas, e apresentados em congressos nacionais e internacionais. O professor titular Alexsandro Broedel Lopes atuou e continua atuando como membro do IFRS Advisory Council em Londres assim como permanece membro do Comitê de Pronunciamentos Contábeis CPC, fortalecendo a união entre normas internacionais e normas nacionais convergentes. CMF Centro de Estudos e Pesquisas do Mercado Financeiro: Objetiva analisar as entidades que interagem no mercado financeiro (de crédito e de capitais), bem como os seus respectivos produtos e operações. O CMF tem elaborado estudos comparativos das instituições e seus respectivos produtos e serviços, tanto no mercado nacional quanto internacional; corporificados em artigos submetidos a Congressos em nível nacional e internacional; têm apresentado sugestões aos órgãos reguladores do mercado financeiro nacional, como resultado de pesquisas realizadas, inclusive adaptações das práticas adotadas pelas regulamentações existentes; tem analisado as normas baixadas, tanto pelas autoridades brasileiras como pelas internacionais e apresentado sugestões quanto à sua melhoria. Com base nas pesquisas desenvolvidas pelo CMF, várias dissertações e teses têm sido elaboradas. O CMF é coordenado pelos Professores Doutores Iran Siqueira Lima, L. Nelson Carvalho e Marina Mitiyo Yamamoto. Firmou importante parceria com o IBMEC e ANDIMA, parceria essa que deu início ao projeto CEMEC, sob a direção técnica do Professor Carlos Antonio Rocca e coordenação do Professor Iran Siqueira Lima, contando ainda com uma equipe composta de: Professora Joanilia Neide de Sales Cia, Professor Gerlando Augusto Sampaio Franco de Lima, Jorge de Souza Bispo, René Coppe Pimentel e Edna Ferreira Peres. O referido projeto tem como objetivo principal avaliar, divulgar e promover amplo debate sobre o desempenho e a funcionalidade do mercado de capitais brasileiro, no cumprimento de sua missão de levantar recursos de poupança financeira e direcioná-los para o financiamento da economia, bem como identificar as propostas que devem ser incorporadas ao Plano Diretor de Mercado de Capitais, com vistas à superação dos entraves existentes. LOGICON Centro de Pesquisas em Logística Integrada à Controladoria e Negócios: O LOGICON, criado em 2000, sob a coordenação do Professor Doutor Sérgio Rodrigues Bio, dedica-se à geração e aprofundamento de conhecimentos sobre modelos avançados de Gerenciamento de Cadeias de Suprimentos (GCS) e Logística. O foco é compreender estrategicamente o papel de tais modelos na competitividade, o gerenciamento dos custos a eles associados e os impactos nos resultados econômicofinanceiros das empresas. No campo acadêmico, o LOGICON prosseguiu coordenando, apoiando e/ou participando de pesquisas, dissertações, teses e artigos relacionados ao seu escopo de atuação, com alguns destes trabalhos publicados em 2011 no Brasil e no Exterior. Laboratório para Desenvolvimento de Sistemas de Informação para Gestão Estratégica de Custos (CMS-Lab): O CMS Lab é um núcleo de estudos e pesquisas ligado ao Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, apoiado 12

13 pela FIPECAFI. Foi instituído em 1989, por iniciativa do Professor Doutor Masayuki Nakagawa, precursor do CMS/ABC/ABM no Brasil, e é coordenado pelo Professor Doutor Welington Rocha. Possui vínculo institucional com o Consortium for Advanced Manufacturing International (CAM-I), entidade norte-americana voltada para a pesquisa e divulgação de tópicos gerenciais contemporâneos em empresas de tecnologia avançadas. O CMS-Lab dedica-se ao desenvolvimento de sistemas de informações para gestão estratégica de custos e visa estimular e dar apoio à pesquisa orientada a temas como Determinantes de Custos, Direcionadores de Custos, Gestão e Custeio Baseados em Atividades (ABC/ABM), Custeio por Ciclo de Vida, Custeio-Alvo, Análise de Custos de Cadeias de Valor, Gestão de Custos Inter organizacionais, Análise de Custos de Concorrentes, Análise do Custo Total para os Consumidores, Gestão e Mensuração de Custos e Benefícios da Qualidade e outros tópicos ligados à Gestão Estratégica de Custos. Está em constante interação com as organizações, levando a elas o produto dos conhecimentos de ponta desenvolvidos durante o ano de Laboratório de Contabilometria e Atuária: Tem por objetivo dar suporte ao desenvolvimento de modelos com a aplicação de Métodos Quantitativos e destinados a suprir as necessidades das áreas de Controladoria e Atuária no que se refere às disciplinas: Contabilometria, Métodos Quantitativos Aplicados à Contabilidade e Tópicos de Pesquisa em Contabilidade. O Laboratório é utilizado para produção de trabalhos científicos, preparação de cursos, seminários, palestras, desenvolvimento de modelos com a aplicação de Métodos Quantitativos nas áreas de Controladoria, Contabilidade e Atuária, elaboração de livros didáticos sobre Métodos Quantitativos para os cursos de graduação e pós-graduação em Contabilidade e Administração de Empresas. O Laboratório visa atender: a) aos docentes e alunos dos cursos de pós-graduação do Departamento de Contabilidade e Atuária da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade; b) a outras instituições de ensino e pesquisa e, também, às necessidades da comunidade. O Laboratório tem como coordenador o Professor Doutor Luiz João Corrar. Laboratório de Pesquisas em Auditoria e Perícia Contábil: Tem como missão a realização de pesquisas científicas para identificar os conhecimentos humanos e os meios eficazes para ampliar e disseminar conceitos e técnicas de auditoria e perícia contábil, capazes de contribuir para a ética, resolução de conflitos e para a responsabilidade social no ambiente de negócios. Os principais objetivos do Laboratório são: a) identificar, coletar e registrar de forma ordenada e eficaz os conhecimentos pertinentes às atividades de auditoria e perícia contábil; b) analisar e promover reflexões nos meios acadêmicos e profissionais sobre o estado da arte dos conhecimentos pesquisados; c) desenvolver e propagar conceitos e técnicas de auditoria e perícia contábil para a comunidade; d) proporcionar oportunidades de experimentações práticas para os alunos de graduação e pós-graduação da FEA/USP; e) subsidiar com material didático, incluindo casos práticos, as disciplinas pertinentes dos programas de graduação e pós-graduação da FEA/USP e de eventuais outras universidades e faculdades requerentes, mediante parcerias previamente definidas; f) estimular o desenvolvimento e ampliação desses campos de conhecimento humano no âmbito da 13

14 FEA/USP e de outras comunidades acadêmicas, consolidando-os como vertente relevante das Ciências Contábeis. O Laboratório desenvolve investigações científicas em consonância com as linhas de pesquisas do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, substancialmente nos segmentos de mercado financeiro, de crédito e de capitais e de contabilidade para usuários externos. A coordenação do Laboratório está a cargo dos Professores Doutores L. Nelson Carvalho e Jerônimo Antunes e conta com a colaboração da Professora Doutora Elionor Farah Jreige Weffort. Laboratório de Pesquisa sobre Práticas Gerenciais: Visa a proporcionar conhecimento sobre o desenvolvimento do controle gerencial, tanto no que se refere aos artefatos como na atuação das pessoas nas entidades estruturadas. Isso se dá pelo desenvolvimento de projetos de pesquisa que geram artigos publicados em periódicos internacionais, nacionais, congressos, nacionais e internacionais, disciplinas da pósgraduação, na graduação, especialização e palestras. Os artigos desenvolvidos pelos membros do Laboratório são disponibilizados no site. Suas estratégias são identificar, desenvolver e disseminar referencial teórico para sustentação das atividades, congregar pesquisadores, docentes e alunos interessados em tratar os temas. Desenvolver relacionamento com entidades de fomento, obtenção de recursos financeiros e legitimação de projetos. Seu coordenador é o Professor Doutor Fábio Frezatti e tem como pesquisadores a Professora Doutora Tânia Regina Sordi Relvas, o Professor Doutor Andson Braga de Aguiar e os pesquisadores Emanuel Junqueira e Amaury José Rezende. Laboratório de Controladoria e Contabilidade Pública: Sob coordenação do Professor Doutor Valmor Slomski, o Laboratório de Controladoria e Contabilidade Pública agrega professores, alunos de pós-graduação (mestrado e doutorado), alunos de graduação e profissionais que têm interesse no desenvolvimento de pesquisas na área pública governamental e não governamental (Terceiro Setor). Além de promover a pesquisa acadêmica, o Laboratório tem realizado cursos e palestras na área pública. Alguns temas que têm sido objeto de estudo dos pesquisadores: o resultado econômico em entidades públicas; o planejamento plurianual estratégico; a governança na gestão pública e a governança no terceiro setor; a contabilidade aplicada ao terceiro setor etc. Laboratório de Pesquisa - GECON Gestão Econômica: Dedica-se ao estudo, pesquisa e desenvolvimento desse modelo gerencial utilizado para administração por resultados econômicos que incorpora um conjunto de conhecimentos integrados visando à eficácia empresarial. O GECON é estruturado dentro de uma concepção holística e compreende a integração dos seguintes elementos: a) modelo de gestão (princípios, crenças e valores que orientam e impactam as diversas variáveis empresariais, notadamente o processo de tomada de decisão); b) modelo de decisão (relativo ao processo de tomada de decisão); c) modelo de mensuração do resultado (relativo ao processo de mensuração física e monetária dos eventos decorrentes de decisões planejadas e realizadas); e d) modelo de informação (relativo ao processo de geração de informações gerenciais). O Laboratório GECON é supervisionado pelo Professor Doutor Armando Catelli e conta com uma equipe de pesquisadores. 14

15 CESPA Centro de Estudos em Seguros, Previdência e Atuária: Tem como objetivos: 1) sistematizar o conhecimento atuarial do EAC; 2) pesquisar e investigar assuntos e temas relacionados à Atuária; 3) produzir material acadêmico e profissional da área, divulgar a profissão e o núcleo por meio de participação em eventos; 4) prestar assessoria e consultoria na área atuarial; e 5) integrar o curso de Ciências Atuariais do EAC. O CESPA conta com a participação de quatro Professores Doutores do EAC: Alexsandro Broedel Lopes, Gilberto de Andrade Martins, Iran Siqueira Lima e Luiz João Corrar, e a Professora Doutora Rachel Sztajn, da Faculdade de Direito da USP. Colaboram, também, com o Centro, as pesquisadoras Betty Lílian Chan e Fabiana Lopes da Silva. Em 2012, o CESPA realizou reuniões de estudos e discussões sobre Atuária, Seguros e Previdência. Laboratório de Estudos em Controladoria e Gestão Tributária: Sob a coordenação do Professor Doutor Carlos Alberto Pereira, o Laboratório de Estudos em Controladoria e Gestão Tributária agrega professores, alunos de pós-graduação (mestrado e doutorado), alunos de graduação e profissionais que têm interesse no desenvolvimento de pesquisas na área tributária. Além de promover a pesquisa acadêmica, o Laboratório tem realizado cursos, palestras e consultorias na área tributária. Alguns temas que têm sido objeto de estudo dos pesquisadores: estratégias para redução dos custos tributários nas empresas; mensuração da carga tributária sobre setores econômicos, cadeias produtivas e empresas; planejamento tributário; impactos das mudanças da legislação tributária sobre os resultados e a competitividade das empresas; estruturação da área de tributos na controladoria; impactos dos tributos na formação de preços; reestruturação societária; desenvolvimento de modelos de decisão para escolha de regimes de tributação, localização, forma jurídica etc. Laboratório de Governança Corporativa O CEG - Centro de Estudos em Governança Corporativa realiza atividades de pesquisa, consultoria e educação continuada em governança corporativa. O CEG possui uma abordagem multidisciplinar e foi constituído com o objetivo de ser o centro mais avançado de estudos acadêmicos e geração de conteúdo sobre governança corporativa do Brasil. O CEG tem como coordenador o Professor Doutor Alexandre Di Miceli da Silveira. 15

16 1.2 PROJETOS FIPECAFI Melhores e Maiores Empresas do Brasil: No mês de julho de 2012 foi publicada mais uma edição da Revista Exame Melhores e Maiores, compilada segundo a análise técnica da equipe FIPECAFI. Sob a coordenação dos Professores Nelson Carvalho e Ariovaldo dos Santos, esse trabalho consiste numa pesquisa realizada todos os anos por uma equipe de 20 profissionais que seleciona as maiores empresas do Brasil, pelo critério do desempenho em vendas em dólares, excluídas as empresas do setor financeiro. O projeto inclui uma pontuação de diversos ângulos da excelência empresarial (Rentabilidade do Patrimônio, Liquidez Corrente, Riqueza Criada por Empregado, Crescimento de Vendas e Liderança de Mercado), pelos quais são escolhidas as melhores empresas de diversos setores da economia. Além dos pontos obtidos nesses cinco indicadores, a empresa pode somar bônus por ter se destacado em outro anuário de EXAME (Guia Exame de Sustentabilidade e Guia EXAME As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar). A parceria Revista Exame/FIPECAFI vem desde 1995 e une o alto rigor técnico da pesquisa à liderança da Revista Exame como revista de negócios de excelência. Prêmio ANEFAC/FIPECAFI/SERASA EXPERIAN 2012 Troféu Transparência A entrega dos prêmios aconteceu em setembro de A escolha da companhia premiada é feita pela FIPECAFI e pela ANEFAC Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade, com o apoio da SERASA EXPERIAN. Esse prêmio - concedido para companhias abertas e fechadas - é promovido com o objetivo de incentivar as empresas a apresentar suas demonstrações contábeis anuais com mais transparência sobre suas atividades, divulgando informações que superem o mínimo exigido pela legislação brasileira. Essa iniciativa de premiar quem simplesmente produziu boas demonstrações contábeis, levando em conta apenas critérios do volume adequado e de qualidade das suas informações, e não a saúde financeira da empresa, já é um grande sucesso e está absolutamente consagrada. Para o ano de 2012, relativo às demonstrações contábeis de 2011, partiu-se de um banco de dados de aproximadamente empresas. O processo de julgamento inicia-se com os alunos de Mestrado em Controladoria e Contabilidade da FEA-USP, selecionando as demonstrações contábeis que melhor atendem aos critérios da premiação e as encaminham para a comissão julgadora, que é 16

17 composta por professores da FEA-USP, representantes da FIPECAFI e da ANEFAC. Nessa segunda fase, são selecionadas pela comissão julgadora as demonstrações contábeis mais transparentes das empresas com faturamento acima de R$ 5 bilhões, até R$ 5 bilhões e fechadas. A fase final compreende a eleição pela comissão dos três grandes destaques dentre as empresas abertas e fechadas, o que ocorre no dia da festa de premiação. Os critérios básicos de seleção das empresas consistem em: qualidade e grau das informações contidas nas demonstrações e notas explicativas; transparência das informações prestadas; qualidade do relatório da administração e sua consistência com as informações divulgadas; aderência aos Princípios Contábeis; ressalvas no parecer dos auditores independentes, levando-se em conta suas naturezas; apresentação da divulgação quanto a layout, legibilidade, concisão, clareza etc.; divulgação de aspectos relevantes, não exigidos legalmente, mas importantes para o negócio. Os prêmios concedidos são um tributo à transparência, ao cumprimento do dever de bem informar, não só aos acionistas e sócios das empresas, credores e empregados, mas também à toda a sociedade que quer saber como seus recursos são utilizados. Elaboração, em parceria com a Ernst & Young, da 2ª edição do Manual de Normas Internacionais de Contabilidade, atualizada conforme pronunciamentos emitidos em 2011 pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). Estudo sobre as Práticas Contábeis Brasileiras e as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) apresenta ao mercado um estudo elaborado pela Ernst & Young Brasil, com revisão da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi). Esse estudo é uma referência importante no processo de adoção dos princípios internacionais de contabilidade, ao comparar, de forma detalhada e fundamentada, as normas emitidas pelo International Accounting Standard Board (IASB) com as regras contábeis brasileiras. O estudo identifica e propõe soluções para as possíveis barreiras que a adoção integral do IFRS representa para o Brasil, indicando as também possíveis ações regulatórias para cada uma delas. O material contempla um comparativo de 26 temas contábeis considerados relevantes para o processo de convergência com as normas internacionais no Brasil. O estudo apresenta ainda uma comparação das práticas de divulgação em balanços de 50 empresas brasileiras listadas na Bovespa, com outros 50 balanços de empresas europeias de capital aberto que reportam em IFRS, tendo como referência demonstrações relativas ao 17

18 exercício de O objetivo foi identificar as diferenças e similaridades nas práticas de divulgação de empresas dos setores mais relevantes da economia. Os resultados da comparação das práticas de divulgação estão inseridos nos 26 temas abordados pelo estudo. Além de relatórios conclusivos sobre a comparação entre as normas internacionais e as normas e práticas contábeis brasileiras, o estudo também inclui anexos com comparações detalhadas das normas, que serão úteis para consulta. Os anexos detalham as normas internacionais nas línguas inglesa e portuguesa (de Portugal) e os pronunciamentos, normas e práticas contábeis existentes na legislação brasileira, academias ou mesmo em regulamentos de entidades relevantes do setor, como FIPECAFI, IBRACON e a própria CVM, entre outros. Pareceres Técnicos de Natureza Contábil, Atuarial e Financeira em Processos de Negócios e Demandas Judiciais A FIPECAFI conta com um corpo de professores de notório saber e com ampla experiência na realização de pareceres técnicos em questões como reorganização societária, planejamento tributário, conflito de interesses societários, alternativa de captação de recursos, elaboração de análises e projetos para o setor público e demais assuntos nas áreas do conhecimento de Contabilidade, Atuária e Finanças. Os departamentos jurídicos das organizações, os escritórios de advocacia, investidores, entre outros, podem contar com o conhecimento da FIPECAFI desde o início do processo de análise e dimensionamento das questões, garantindo um alto grau de eficácia em suas abordagens e decisões. Pareceres Técnicos FIPECAFI: -Aquisições, fusões e incorporações Avaliação de empresas - Avaliação do patrimônio líquido dos acionistas - Avaliação de bens, direitos e obrigações - Dissolução de sociedades e dissidências de acionistas - Fundo de Comércio (Goodwill) - Investimentos - Operações financeiras e Operações comerciais - Avaliação de ativos em términos de contratos de Concessão ou PPP - Reequilíbrio Econômico-Financeiro de Contratos de Concessão ou PPP FIPECAFI Escuta - O serviço chamado, que é um canal de comunicação de alunos e outros interessados com a direção da Fundação, continua sendo bastante procurado e, todos aqueles que se utilizaram desse canal em 2012 para contatar a Fundação, receberam respostas às suas questões. Implantação do Sistema de Gestão Acadêmica SOPHIA: O Sistema de Gestão Acadêmica existente na FIPECAFI, denominado SGA, era mantido pela equipe de TI da Fundação, tendo atendido plenamente as exigências de controle acadêmico desde sua implantação no ano de

19 A FIPECAFI, como qualquer empresa, experimentou crescimento de suas atividades com a consequente expansão do número de alunos e do portfolio de cursos de curta e longa duração. Para atender essa nova fase, havia necessidade de atualização do sistema de gestão acadêmica, que após um período de avaliação e realização de estudos aprofundados, optou-se por uma solução de mercado denominado SOPHIA, para proporcionar, além do controle acadêmico, integração com os demais intervenientes do negócio, Atendimento, Comercial, Comunicação e Marketing e Controladoria. As turmas de MBA e Especialização iniciadas em 2012 já são tratadas no Sistema SOPHIA. As informações acadêmicas da Faculdade FIPECAFI também são geridas por esse sistema. Atualizações de sistemas demandam esforço adicional de toda equipe na fase inicial de implantação, pois implicam em alterações de rotinas de trabalho e fluxos operacionais. Reuniões periódicas ao longo do 2º semestre de 2012, com a presença de membros das equipes do Atendimento, Comercial, Secretaria Acadêmica, TI e também da Diretoria Executiva, na figura de seu Diretor Presidente Prof. Iran Siqueira Lima, foram fundamentais para a conclusão com êxito da migração de sistemas, inclusive com a racionalização de processos. Esse modelo de acompanhamento de projetos foi incorporado nas Melhores Práticas de gestão da FIPECAFI. Implantação da Gestão Eletrônica de Documentos - GED: Um sistema de Gestão Eletrônica de Documentos envolve o conceito de otimização do acesso às informações corporativas, proporcionando buscas mais rápidas e seguras, como podemos comprovar pelo sucesso da utilização do Google em nível mundial, além de mitigar riscos de perdas das informações físicas em decorrência de sinistros. O processo de implantação do GED na FIPECAFI envolveu a análise de fornecedores dessas soluções ao longo do 1º semestre de O objetivo era encontrar uma solução que atendesse à agilidade na busca por meio de um sistema via WEB, mas, também, que realizasse a digitalização do legado (numa 1ª fase o estoque de documentos de alunos que efetuaram cursos na Fundação). Após esse período de análise optou-se pela empresa MURAH Technologies Representações e Serviços Ltda., a qual é detentora de um software gerenciador de documentos digitais arquivados e mantidos em um datacenter, além de possuir expertise junto a empresas de renome (Caixa Econômica Federal, Editora Abril, Tribunais de Justiça em São Paulo etc.). O legado foi executado pela empresa Exportfile do Brasil Gestão de Arquivos Ltda. A contratação da solução atendeu requisitos de segurança tanto para realizar o trabalho de digitalização dos documentos dos alunos, quanto para o armazenamento das informações digitais, atualmente alocadas em um dos maiores datacenters do Brasil, inclusive, com periódicos back-up em outros servidores, além de mídia magnética stand-alone. A 1ª fase da implantação envolveu os documentos de alunos que estavam sob a guarda e manuseio da Secretaria Acadêmica e deverá ser, gradativamente, estendida às demais áreas da Fundação: Atendimento, Comercial, Comunicação e Marketing, Consultoria, Controladoria, RH e Secretaria. A consulta aos documentos de alunos e ex-alunos agora ocorre de maneira ágil e segura, proporcionando ganho de imagem para a FIPECAFI 19

20 pela transmissão da ideia de modernidade e respostas rápidas aos questionamentos de seus públicos de relacionamento. Os novos alunos terão seus documentos digitalizados e arquivados diretamente no Sistema SOPHIA, que possui ambiente apropriado vinculado à matrícula do aluno. 20

Fundada em 1º de Agosto de 1974 por professores do EAC, como órgão de apoio institucional do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP

Fundada em 1º de Agosto de 1974 por professores do EAC, como órgão de apoio institucional do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP Bem-vindos! Histórico Fundada em 1º de Agosto de 1974 por professores do EAC, como órgão de apoio institucional do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP Executou inúmeros projetos para a CVM

Leia mais

FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil

FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) foi fundada

Leia mais

Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras - FIPECAFI

Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras - FIPECAFI Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras - FIPECAFI A Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi), que dá apoio ao Departamento de Contabilidade

Leia mais

35 Anos. Relatório de Atividades

35 Anos. Relatório de Atividades 35 Anos Relatório de Atividades 2008 CONSELHO CURADOR Presidente: Prof. Sérgio de Iudícibus Membros: Prof. Armando Catelli Prof a. Cecília A. Kobata Chinen Prof. Diogo Toledo do Nascimento Prof. Geraldo

Leia mais

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI)

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ ORIGEM e COMPOSIÇÃO O Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) foi idealizado a partir da união de esforços e comunhão de objetivos das seguintes entidades: -ABRASCA: Presidente - ANTONIO DUARTE CARVALHO

Leia mais

FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade

FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e o CFC (Conselho Federal de Contabilidade)

Leia mais

FIPECAFI oferece curso elearning Tópicos de Contabilidade Internacional com foco em IFRS

FIPECAFI oferece curso elearning Tópicos de Contabilidade Internacional com foco em IFRS FIPECAFI oferece curso elearning Tópicos de Contabilidade Internacional com foco em IFRS A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) abre inscrições para o curso elearning:

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

Especialização em Investment Banking

Especialização em Investment Banking Especialização em Investment Banking Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

I Encontro Mackenzie de Controladoria

I Encontro Mackenzie de Controladoria I Encontro Mackenzie de Controladoria Aprimorando a Comunicação entre a Academia e as Empresas Haroldo R. Levy Neto Coordenador do CODIM Vice-coordenador de Relações Institucionais do CPC 18/agosto/2010

Leia mais

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC)

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS

MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o cenário

Leia mais

MBA CONTROLLER (Parceria ANEFAC)

MBA CONTROLLER (Parceria ANEFAC) MBA CONTROLLER (Parceria ANEFAC) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

MBA GESTÃO TRIBUTÁRIA

MBA GESTÃO TRIBUTÁRIA MBA GESTÃO TRIBUTÁRIA Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o cenário Contábil,

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA

GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA Os valores que lastreiam as práticas da Companhia são: transparência, prestação de contas, conformidade e equidade. Transparência refere-se em particular às informações que têm reflexo

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DO IBRI - INSTITUTO BRASILEIRO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES, REALIZADA EM 27 DE OUTUBRO DE 2009, ÀS

ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DO IBRI - INSTITUTO BRASILEIRO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES, REALIZADA EM 27 DE OUTUBRO DE 2009, ÀS ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DO IBRI - INSTITUTO BRASILEIRO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES, REALIZADA EM 27 DE OUTUBRO DE 2009, ÀS 18h30, VIA TELECONFERÊNCIA. PARTICIPANTES: Geraldo Soares, Ricardo

Leia mais

MBA BPM - Business Process

MBA BPM - Business Process MBA BPM - Business Process Management BPM - Business Process Management O curso busca fundamentar o profissional na gestão de processos, provendo-lhe uma visão geral dos conceitos e princípios do que é

Leia mais

Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas

Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas Conhecimento essencial em Gestão de Controladoria Depois de sucessivas crises econômicas, os investidores pressionam cada vez mais pela

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

IFRS A nova realidade de fazer Contabilidade no Brasil

IFRS A nova realidade de fazer Contabilidade no Brasil Ano X - Nº 77 - Julho/Agosto de 2014 IFRS A nova realidade de fazer Contabilidade no Brasil Profissionais da Contabilidade deverão assinar prestações de contas das eleições Ampliação do Simples Nacional

Leia mais

ENCONTRO GAÚCHO SOBRE A NOVA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO EDIÇÃO 2013

ENCONTRO GAÚCHO SOBRE A NOVA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO EDIÇÃO 2013 ENCONTRO GAÚCHO SOBRE A NOVA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO EDIÇÃO 2013 Tendências de pesquisa acadêmica na área de Gestão Pública e Fontes de Informação para Pesquisa Foco em CASP Prof. Ariel

Leia mais

Ano XI - nº 169- Edição de 29 de setembro de 2010

Ano XI - nº 169- Edição de 29 de setembro de 2010 Ano XI - nº 169- Edição de 29 de setembro de 2010 IBRI tem alteração na Superintendência Após mais de seis anos no IBRI, o Sr. Salim Ali se desligou do cargo de Superintendente rumo a novos desafios em

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO LUCRO 1

DISTRIBUIÇÃO DO LUCRO 1 DISTRIBUIÇÃO DO LUCRO 1 Gillene da Silva Sanses 2 O artigo apresenta a nova realidade em que se inserem, sob a perspectiva de critério para cálculo, deliberação e distribuição aos sócios, dos lucros. O

Leia mais

HAFRA Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica. Apresentação de Serviços Profissionais

HAFRA Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica. Apresentação de Serviços Profissionais HAFRA Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica Apresentação de Serviços Profissionais SOBRE A Hafra Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica tem atuação no mercado empresarial do Rio de Janeiro e

Leia mais

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1.1. Diretoria Executiva (DEX) À Diretora Executiva, além de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar as atividades da Fundação, bem como cumprir e fazer cumprir

Leia mais

MBA CONTABILIDADE ESTRATÉGICA E GESTÃO DE NEGÓCIOS

MBA CONTABILIDADE ESTRATÉGICA E GESTÃO DE NEGÓCIOS MBA CONTABILIDADE ESTRATÉGICA E GESTÃO DE NEGÓCIOS Apresentação MBA desenvolvido por uma das mais reconhecidas e respeitadas Universidades do país UFRJ Universidade Federal do Rio de Janeiro, com tradição

Leia mais

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL?

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? 8 REVISTA RI Setembro 2013 É o mercado de capitais brasileiro que precisa das pequenas e médias

Leia mais

Relatório de Atividades 2014/2015

Relatório de Atividades 2014/2015 Relatório de Atividades 2014/2015 02/04/2015 Relatório de Atividades 2014 Sumário 1. Institucional... 3 1.1 Sobre a FACPC... 3 1.2 Sobre o CPC Comitê de Pronunciamentos Contábeis... 3 1.3 Organograma e

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria A Íntegra é uma empresa de auditoria e consultoria, com 25 anos de experiência no mercado brasileiro. Cada serviço prestado nos diferentes

Leia mais

A Contabilidade e o Profissional Contábil nas Pequenas e Médias Empresas

A Contabilidade e o Profissional Contábil nas Pequenas e Médias Empresas A Contabilidade e o Profissional Contábil nas Pequenas e Médias Empresas Irineu De Mula Março/2011 Primeira Fase do Processo de Convergência (Lei 11.638 e 11.941/08) Direito Positivo Brasileiro Alteram

Leia mais

Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis - ANPCONT. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis - ANPCONT. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis - ANPCONT Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

Credenciamento/entrega de material aos congressistas

Credenciamento/entrega de material aos congressistas 24 de agosto domingo 12h 19h 21h Credenciamento/entrega de material aos congressistas Sessão Solene de Abertura Coquetel de Boas-vindas 25 de agosto segunda-feira PAINEL Nº 1: Empreendedorismo no Setor

Leia mais

MBA em IFRS (Normas Internacionais de Contabilidade)

MBA em IFRS (Normas Internacionais de Contabilidade) MBA em IFRS (Normas Internacionais de Contabilidade) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

MBA TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E GERENCIAMENTO TURMAS JUNDIAÍ

MBA TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E GERENCIAMENTO TURMAS JUNDIAÍ MBA TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E GERENCIAMENTO TURMAS JUNDIAÍ Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus

Leia mais

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL.

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL. CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL. Autores: Marcus Vinicius Passos de Oliveira Elisangela Fernandes dos Santos Esaú Fagundes Simões Resumo Esta pesquisa tem

Leia mais

Comunicamos ainda, que o Curso terá início em março de 2005 e as inscrições já se encontram abertas no nosso site: www.eac.fea.usp.

Comunicamos ainda, que o Curso terá início em março de 2005 e as inscrições já se encontram abertas no nosso site: www.eac.fea.usp. São Paulo, 13 de setembro de 2004 Prezado (a) Senhor (a) É com prazer que comunicamos o lançamento da 5ª Turma do MBA - Finanças, Comunicação e Relações com Investidores, organizado pela FIPECAFI - Fundação

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

São Paulo, 15 de abril de 2013. Discurso do presidente Alexandre Tombini, durante o International Financial Reporting Standards (IFRS).

São Paulo, 15 de abril de 2013. Discurso do presidente Alexandre Tombini, durante o International Financial Reporting Standards (IFRS). São Paulo, 15 de abril de 2013. Discurso do presidente Alexandre Tombini, durante o International Financial Reporting Standards (IFRS). 1 Boa tarde a todos! Em primeiro lugar, gostaria de agradecer, em

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

Ano XI - nº 171- Edição de 09 de novembro de 2010

Ano XI - nº 171- Edição de 09 de novembro de 2010 Ano XI - nº 171- Edição de 09 de novembro de 2010 IBRI realiza Workshop IR Magazine Awards As Melhores Práticas de RI no próximo dia 18 O IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores), a Revista

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

ALTERAÇÕES DA LEI DAS SOCIEDADES POR AÇÕES MARCELO CAVALCANTI ALMEIDA

ALTERAÇÕES DA LEI DAS SOCIEDADES POR AÇÕES MARCELO CAVALCANTI ALMEIDA ALTERAÇÕES DA LEI DAS SOCIEDADES POR AÇÕES MARCELO CAVALCANTI ALMEIDA Sócio da Deloitte e autor de livros da Editora Atlas 1 EVOLUÇÃO Instrução CVM n 457/07 Demonstrações financeiras consolidadas a partir

Leia mais

O Comitê de Pronunciamentos - CPC. Irineu De Mula Diretor da Fundação Brasileira de Contabilidade - FBC

O Comitê de Pronunciamentos - CPC. Irineu De Mula Diretor da Fundação Brasileira de Contabilidade - FBC O Comitê de Pronunciamentos - CPC Irineu De Mula Diretor da Fundação Brasileira de - FBC Objetivo: O estudo, o preparo e a emissão de Pronunciamentos Técnicos sobre procedimentos de e a divulgação de informações

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

Relatório de Atividades 2015

Relatório de Atividades 2015 Relatório de Atividades 2015 10/03/2016 Relatório de Atividades 2015 Sumário 1. Institucional... 3 1.1 Sobre a FACPC... 3 1.2 Sobre o CPC Comitê de Pronunciamentos Contábeis... 3 1.3 Organograma e Composição

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

2.1. Nesse contexto, o Pronunciamento visa a contribuir para as melhores práticas concernentes:

2.1. Nesse contexto, o Pronunciamento visa a contribuir para as melhores práticas concernentes: CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO AO MERCADO (ABRAPP - ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD - ANEFAC APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) Proposta de Texto Final PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO

Leia mais

Governança Tributária é tema de palestra na FIPECAFI

Governança Tributária é tema de palestra na FIPECAFI Governança Tributária é tema de palestra na FIPECAFI O Prof. Dr. Jorge de Souza Bispo realizou palestra de abertura do MBA Gestão Tributária da FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais

Leia mais

MBA CONTROLLER CONCENTRADO

MBA CONTROLLER CONCENTRADO MBA CONTROLLER CONCENTRADO Atuação Produzir e difundir conhecimento contábil, atuarial e financeiro; Dar apoio institucional ao Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP; Realizar pesquisas nas

Leia mais

ESTUDO SOBRE A APURAÇÃO DO SPREAD DA INDÚSTRIA BANCÁRIA

ESTUDO SOBRE A APURAÇÃO DO SPREAD DA INDÚSTRIA BANCÁRIA FUNDAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISAS CONTÁBEIS,ATUARIAIS E FINANCEIRAS Órgão de apoio institucional ao Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP RESUMO ESTUDO SOBRE A APURAÇÃO DO SPREAD DA INDÚSTRIA

Leia mais

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

BREVÍSSIMA HISTÓRIA DA CONTABILIDADE INTERNACIONAL

BREVÍSSIMA HISTÓRIA DA CONTABILIDADE INTERNACIONAL 1. Introdução CONTABILIDADE INTERNACIONAL BREVÍSSIMA HISTÓRIA DA CONTABILIDADE INTERNACIONAL Até recentemente (cerca de 50 anos atrás, o que é relativamente diminuto em termos da história econômica mundial),

Leia mais

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA 1 1. APRESENTAÇÃO Esta política estabelece os princípios e práticas de Governança Cooperativa adotadas pelas cooperativas do Sistema Cecred, abordando os aspectos de

Leia mais

Por que abrir o capital?

Por que abrir o capital? Por que abrir capital? Por que abrir o capital? Vantagens e desafios de abrir o capital Roberto Faldini Fortaleza - Agosto de 2015 - PERFIL ABRASCA Associação Brasileira de Companhias Abertas associação

Leia mais

Abertas inscrições para o MBA em IFRS da FIPECAFI

Abertas inscrições para o MBA em IFRS da FIPECAFI Abertas inscrições para o MBA em IFRS da FIPECAFI A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) está com as inscrições abertas para a primeira turma do MBA em IFRS (Normas

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) CAPÍTULO I - DO NEPEC E SEUS OBJETIVOS Artigo 1º - O presente Regulamento disciplina as atribuições,

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 14/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Marketing

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Marketing Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Marketing Apresentação Em uma economia globalizada e extremamente competitiva, torna-se cada vez mais imprescindível a visão estratégica

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL E AS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA

EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL E AS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA 1 EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL E AS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA RESUMO O objetivo geral do estudo é avaliar a relação da evidenciação contábil e as práticas de governança corporativa adotado pelas empresas

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PGT- Programa de Gestão da Inovação e Projetos Tecnológicos Educação Continuada em Gestão de Projetos: a Experiência da FIA/FEA/USP Prof. Roberto Sbragia rsbragia@usp.com.br

Leia mais

DURAÇÃO DO CURSO O Curso de Ciências Contábeis, bacharelado poderá ser integralizado em um período de no mínimo 8 (oito) semestres e no máximo 16

DURAÇÃO DO CURSO O Curso de Ciências Contábeis, bacharelado poderá ser integralizado em um período de no mínimo 8 (oito) semestres e no máximo 16 DURAÇÃO DO CURSO O Curso de Ciências Contábeis, bacharelado poderá ser integralizado em um período de no mínimo 8 (oito) semestres e no máximo 16 (dezesseis) semestres. PERFIL DO EGRESSO O perfil desejado

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores Os resultados da 5ª Pesquisa sobre o perfil e a área de Relações com Investidores no Brasil divulgado

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI)

CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº xx, de XX de XXXXXXX de 2011.

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Ciências Contábeis 7ª série Controladoria e Sistemas de Informações Contábeis A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido

Leia mais

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil A 6ª Pesquisa sobre a área e os profissionais de Relações

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Credenciais da 2Finance -Rápida análise da situação da empresa, elaborando relatórios que permitam ao empreendedor e seus dirigentes compreenderem a real situação da empresa

Leia mais

Brasília, 9 de maio de 2012

Brasília, 9 de maio de 2012 Brasília, 9 de maio de 2012 Discurso do presidente Alexandre Tombini em evento no Sebrae para lançamento do Plano de Ação para Fortalecimento do Ambiente Institucional para a Adequada Inclusão Financeira

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012.

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012. CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRAPP ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD ANEFAC APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Missão A missão do curso é formar profissionais em Ciências Contábeis com elevada competência técnica, crítica, ética e social, capazes de conceber

Leia mais

O IMPACTO DA LEI 11.638/07 NO MUNDO CONTÁBIL. Débora Cristina Dala Rosa¹, José César de Faria²

O IMPACTO DA LEI 11.638/07 NO MUNDO CONTÁBIL. Débora Cristina Dala Rosa¹, José César de Faria² O IMPACTO DA LEI 11.638/07 NO MUNDO CONTÁBIL Débora Cristina Dala Rosa¹, José César de Faria² ¹Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação, Avenida Shishima Hifumi,

Leia mais

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL a) formulação, implantação e avaliação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico e

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Dispõe sobre o Modelo Integrado de Gestão do Poder Executivo do Estado de Pernambuco. Faço saber que a Assembléia

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Qualidade Gestão O tecnólogo em Gestão da Qualidade é o profissional que desenvolve avaliação sistemática dos procedimentos, práticas e rotinas internas e externas de uma entidade, conhecendo e aplicando

Leia mais

gestão de recursos Sobe e desce de taxas

gestão de recursos Sobe e desce de taxas Sobe e desce de taxas 14 Capital Aberto Julho 2010 Enquanto os juros menores e a concorrência comprimem as taxas de administração dos fundos DI e de renda fixa, os multimercados se sofisticam e sobem de

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Credenciais da 2Finance -Rápida análise da situação da empresa, elaborando relatórios que permitam ao empreendedor e seus dirigentes compreenderem a real situação da empresa

Leia mais

Programa de Mestrado em Ciências Contábeis

Programa de Mestrado em Ciências Contábeis A filosofia do Programa de Mestrado Profissional da Fucape Business Schol é voltada expressamente às necessidades de mercados específicos e sua prioridade reside na formação profissional dos alunos, sem

Leia mais

ANÁLISE DE CUSTOS. Prof. Dr. Armando Catelli

ANÁLISE DE CUSTOS. Prof. Dr. Armando Catelli Universidade de São Paulo Mestrado em Controladoria e Contabilidade ANÁLISE DE CUSTOS MODELO CONCEITUAL DE DECISÃO RELATIVO AO EVENTO MANTER / ELIMINAR / REORG. ATIVIDADES Prof. Dr. Armando Catelli Orientador

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - Encalso Participações em Concessões S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - Encalso Participações em Concessões S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Fundação de Apoio a Pesquisa - FUNAPE. Plano de Gestão. Plano de Trabalho e Proposta Orçamentária. Aprovado pelo CD em 29/10/2015

Fundação de Apoio a Pesquisa - FUNAPE. Plano de Gestão. Plano de Trabalho e Proposta Orçamentária. Aprovado pelo CD em 29/10/2015 Fundação de Apoio a Pesquisa - FUNAPE Plano de Gestão 2016 Plano de Trabalho e Proposta Orçamentária Aprovado pelo CD em 29/10/2015 Sumário 1 Apresentação 3 2 Metodologia 4 3 Plano de Trabalho_2016 5 3.1

Leia mais