Testes de acessibilidade no Moodle 2.5

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Testes de acessibilidade no Moodle 2.5"

Transcrição

1 Testes de acessibilidade no Moodle 2.5 Janeiro, 2014 UED com o apoio da ESTG 1, do iact 2 e do CRID 3 (Relatório elaborado por: Manuela Francisco e Cláudio Esperança, com a colaboração de Daniel Vieira, Nelson Nunes, Norberto Sousa, Vitor Rodrigues, Rita Cadima e Vitor Távora) Sumário Um dos aspetos focados por Martin Dougianas (2013) relativamente às melhorias do Moodle 2.5 diz respeito à acessibilidade e usabilidade. Segundo o cofundador do Moodle estas melhorias pretendem tornar mais eficiente a navegação nas páginas e as funcionalidades da aplicação. Considerando que um dos fatores fundamentais da acessibilidade é responder às necessidades dos diferentes perfis de utilizadores, procurámos, no IPLeiria, validar estas melhorias com utilizadores que apresentam necessidades específicas: navegação por teclado, navegação pela iris, navegação pelo movimento da cabeça e utilização de leitor de ecrã. Após a instalação, configuração e personalização da plataforma Moodle no servidor do IPLeiria, a Unidade de Ensino a Distância (UED) realizou testes de validação e pertinência das novas funcionalidades. Desenhou-se a unidade curricular (UC) Testes de Acessibilidade, onde foram disponibilizadas ferramentas de comunicação, diferentes tipos de recursos e diferentes tipos de atividades. Elaborou-se um guião com várias tarefas a realizar em diferentes páginas e foi disponibilizada uma lista de verificação das WCAG 2.0, elaborada a partir da Check list disponibilizada pelo W3C (2006) e adaptada aos testes da plataforma de elearning (Moodle). 1 Escola Superior de Tecnologia e Gestão 2 Núcleo de investigação Inclusão e Acessibilidade em Ação 3 Centro de Recursos para a Inclusão digital 1

2 Os testes foram realizados, autonomamente, por 2 estudantes do 2º ano do curso de Engenharia de Informática da ESTG - Escola Superior de Tecnologia e Gestão, um membro do núcleo de investigação iact inclusão e acessibilidade em ação, do IPLeiria, que utilizaram diferentes leitores de ecrã. Além destes testes foram ainda realizados testes com recurso ao apontador de cabeça SmartNAV (navegação através do movimento da cabeça) por um técnico da Unidade de Ensino a Distância. A usabilidade da plataforma foi também testada com dispositivos móveis sem apesentar problemas de navegação e de conteúdos. Os resultados obtidos permitiram detetar diversas barreiras à acessibilidade, pelo que propomos um conjunto de sugestões para os docentes, que visam ultrapassar algumas destas barreiras. Palavras-chave: elearning, Moodle 2.5, acessibilidade, leitor de ecrã, SmartNAV, validação manual e automática. 1. Introdução O Instituto Politécnico de Leiria tem vindo a afirmar a sua preocupação com as questões da acessibilidade e inclusão de pessoas com diferentes perfis e necessidades, não só na comunidade académica mas também na vida social. Dispõe do Centro de Recursos para a Inclusão digital (CRID) disponível ao público com necessidades especiais. Criou o Serviço de Apoio ao Estudante (SAPE) que pretende contribuir para a promoção do sucesso escolar e combate ao abandono no IPLeiria. Desenvolve investigação na área da inclusão tendo sido criado um núcleo de investigação para este efeito Inclusão e Acessibilidade em Ação (iact). Mas as preocupações com a acessibilidade não se refletem apenas a nível orgânico. Um dos pilares do modelo de ensino a distância é a acessibilidade, onde se procura adaptar materiais e ferramentas para que sejam acessíveis ao maior número de pessoas. E para que estas preocupações não se vejam restritas aos departamentos ou modelos teóricos, é fundamental que toda a comunidade académica seja envolvida. Sensibilizar e mudar atitudes tem sido uma aposta ativa do IPLeiria. E é neste sentido que o ano letivo de foi assumido pela instituição como o ano temático da inclusão através do projeto IPL+Inclusivo. Em consonância com a postura adotada pelo IPLeiria, a legislação tem vindo a reforçar medidas que visam mais acessibilidade e inclusão nos diversos domínios, nomeadamente na web. De acordo com a Lei nº 36/2011 (2011) e a RCM nº 91/2012 (2012), a Administração 2

3 Pública está obrigada a cumprir o nível "A" das WCAG para a informação disponibilizada na internet e o nível "AA" para os serviços disponibilizados na internet, pelo que deverá ser garantida a acessibilidade nos serviços disponibilizados na web pelo IPLeiria. Conscientes que o termo inclusão é muito vasto e os conceitos acessibilidade e usabilidade não são estanques, os mesmos devem ser clarificados no contexto deste trabalho (web e educação no ensino superior). Embora existam muitas definições, consideramos que, neste contexto, se aplica o conceito de acessibilidade proposto pelo consórcio W3C (2005)] Web accessibility means that people with disabilities can use the Web. More specifically, Web accessibility means that people with disabilities can perceive, understand, navigate, and interact with the Web, and that they can contribute to the Web. Para o conceito de usabilidade consideramos a definição de Jackob Nielson (2012): Usability is a quality attribute that assesses how easy user interfaces are to use. The word "usability" also refers to methods for improving ease-of-use during the design process. Face a estes pressupostos, a Unidade de Ensino a Distância, ao atualizar a sua plataforma de elearning, considerou fundamental analisar a acessibilidade, não só do novo interface mas também das novas funcionalidades do Moodle 2.5. Para avaliar o nível de acessibilidade da plataforma de elearning, em particular dos recursos e atividades é necessário recorrer a uma validação manual visto que os validadores automáticos não são garantia de uma efetiva acessibilidade, conforme referido por Sousa & Francisco (2014): Apesar dos validadores reconhecerem se uma imagem contém descrição, este não consegue interpretar se é a descrição adequada ou se se trata apenas de um conjunto de algarismos. Embora os validadores identifiquem se a estrutura hierárquica dos cabeçalhos está correta, não consegue identificar se os cabeçalhos estão definidos no sítio e com o nível hierárquico certo ou se existem títulos que não estão definidos como cabeçalho. Estando conscientes que cada utilizador tem necessidades específicas e que, em pouco tempo, não é possível validar todos os perfis, optou-se por fazer testes de acessibilidade à plataforma, com utilizadores que navegam por teclado, utilizam leitor de ecrã ou ampliador de ecrã ou navegam com recurso ao movimento da cabeça ou da iris. Estas especificidades abrangem vários perfis de utilizadores, nomeadamente os que apresentam dificuldades motoras e incapacidade visual. Considerando que a usabilidade (eficiência) será testada ao longo do primeiro semestre, por docentes e estudantes, optou-se por validar antes do início do ano letivo, a acessibilidade da plataforma no perfil de estudante. O resultado destes testes permite uma correção atempada de erros que poderão melhorar a acessibilidade e a usabilidade da plataforma. 3

4 Neste relatório apresentam-se os procedimentos utilizados, as tarefas propostas, as ocorrências registadas pelos utilizadores, as respostas obtidas na lista de verificação e os resultados da validação automática. Com base na análise dos dados obtidos é feita uma síntese da acessibilidade das funcionalidades testadas e é proposto um conjunto de sugestões para os docentes. 2. Procedimentos para a validação manual Para a validação manual foi desenhado um guião de atividades, disponível numa UC da plataforma de elearning, criada para o efeito. Esta validação foi realizada por 3 utilizadores de leitor de ecrã que navegam por teclado. Inicialmente foi proposto apenas a dois utilizadores U1 e U2, estudantes do IPLeiria. Contudo, como algumas situações apontadas não permitiram compreender os erros efetivos, solicitou-se a colaboração de mais um utilizador de leitor de ecrã U3. Após estes testes foi utilizado o equipamento disponível no CRID - Centro de Recursos para a Inclusão Digital, do IPLeiria, por um técnico da UED, que seguiu as tarefas propostas no guião com recurso ao apontador de cabeça SmartNav. Como complemento à validação manual foi feita a análise automática, obtida pelos validadores examinator e AccessMonitor. 2.1 Testes com leitor de ecrã Foi solicitado aos utilizadores que realizassem um conjunto de tarefas e fossem registando num ficheiro de texto os seus comentários, falhas, melhorias e outras ocorrências que pudessem melhorar a eficiência da plataforma e dos conteúdos. O utilizador 1 (U1) utilizou o navegador Safari e o Leitor de ecrã: VoiceOver 6.0 O utilizador 2 (U2) utilizou o navegador Internet Explorer 10 e o Leitor de ecrã Jaws 13.0 O utilizador 3 (U3) utilizou o navegador Internet Explorer 10 e os leitores de ecrã NVDA e Jaws versões 10, 14 e 15. Este utilizador realizou um conjunto de tarefas que foram propostas posteriormente na UC Testes de Acessibilidade: escolha de grupo, entrega de trabalho, Teste e consulta da pauta de notas. 4

5 As tarefas propostas no guião baseiam-se no acesso a diferentes tipos de recursos e na realização de algumas atividades foram apenas consideradas as atividades do Moodle mais utilizadas pelos docentes, em particular no ensino a distância. Tarefas 1. A primeira tarefa consiste no acesso à plataforma e autenticação, com o novo layout, conforme mostra a figura 1. Figura 1: Página de entrada 5

6 2. Após a autenticação entra-se na Minha página principal (Figura 2) onde foi solicitado a edição do perfil para preenchimento do campo descrição e carregamento de uma fotografia. Figura 2: Minha página principal 3. Por último foi solicitado um conjunto de tarefas a realizar na UC Testes de acessibilidade (Figura 3). Esta UC está estruturada por área de navegação e área de conteúdo. À esquerda encontram-se os blocos de navegação: Menu, Configurações e Participantes. A área de conteúdo está estruturada por tópicos: bloco principal e 3 tópicos. No bloco principal foi disponibilizado o guião. Neste bloco foi também disponibilizada a lista de verificação em 2 versões para que os estudantes optassem pela versão mais acessível. No tópico 1 encontram-se as 6

7 ferramentas de comunicação, no tópico 2 estão os tipos de recursos mais utilizados pelos docentes e no tópico 3 estão tipos de atividades mais comuns. Figura 3: UC Testes de Acessibilidade 7

8 2.2 Testes com o SmartNav A navegação com o apontador de cabeça SmartNav funciona por meio de um refletor que comunica com um emissor de infravermelhos colocado no ecrã. Os movimentos da cabeça permitem a escrita através de teclado virtual e as operações realizadas pelo rato: clique, duplo clique e arrastar. O refletor foi colocado nos óculos, acima do nariz. De acordo com o guião, foi realizado a tarefa de autenticação na Página de entrada, edição do perfil na Minha página principal e o acesso aos recursos e atividades disponíveis na UC Testes de acessibilidade. Por não se terem verificado dificuldades que mereçam destaque, não foi preenchida a lista de verificação. 3. Resultados 3.1. Guião de testes e ocorrências com os leitores de ecrã Para a realização dos testes foi solicitado a colaboração de alguns estudantes e colaboradores do IPL que utilizam tecnologias/produtos de apoio. Apenas 2 estudantes mostraram disponibilidade para realizar os testes antes do início do ano letivo. Após a realização dos testes por estes estudantes, contámos com a participação de um investigador do iact, também utilizador de tecnologias de apoio, que realizou outras tarefas que não foram apresentadas no guião inicial. Foi elaborado um documento Guião de testes - com indicações para os utilizadores relativamente às tarefas e procedimentos a realizar. Foram definidas tarefas para as páginas: Entrada, Minha página principal, UC Testes de acessibilidade. Este documento poi enviado por no final do mês de julho, tendo os estudantes realizado as tarefas no mês de agosto. Após uma breve análise aos resultados, houve necessidade de testar outras funcionalidades da plataforma que foram realizadas pelo colaborador do iact no mês de outubro. Os resultados dos testes realizados em cada página realização de tarefas e ocorrências registadas, são apresentados nas tabelas seguintes. 8

9 3.1.1 Página de entrada Tarefas Ocorrências U1 (Safari e VoiceOver 6.0) Ocorrências U2 (IE 10 e Jaws 13) Autenticar-se com os seus dados de acesso à plataforma. ok ok Tabela 1: Ocorrências na Página de entrada Minha página principal Tarefas No bloco configurações selecione Editar perfil, coloque na descrição o curso que está a frequentar e, caso ainda não tenha, coloque uma foto sua. No bloco Menu aceda aos ficheiros privados e carregue um ficheiro qualquer e grave as alterações. No bloco Menu entre em Unidades curriculares, escreva a palavra testes na caixa de pesquisa e selecione procurar. Irá surgir a UC Testes acessibilidade que deve selecionar e inscreva-se utilizando a senha ued. Tabela 2: Ocorrências na Minha página principal Ocorrências U1 (Safari e VoiceOver 6.0) Não recebo qualquer indicação do tipo de controlo ou do que fazer com o item "Meu perfil". Consigo clicar-lhe, e expandir um menu onde encontro a opção "Editar perfil", mas creio que seria útil fornecer informação sobre o item referido. Sou incapaz de fazer upload de uma foto para o meu perfil. Encontro um botão designado "Fotografia do utilizador". Clico nele, e aparece-me um menu onde encontro vários links tais como "Add_file adicionar ficheiro" e vários links designados "Fotografia do utilizador", que eu não consigo perceber o que fazem, ou o que são. Quando clico em "adicionar ficheiro", ele abre-me penso que um popup, mas não consigo carregar qualquer ficheiro. Encontro um texto chamado "selecionar ficheiro", mas nem com o teclado, nem mesmo colocando o rato sobre este texto, consigo clicar-lhe. Clico e nada acontece. De novo deparo-me com o mesmo problema. Sou incapaz de carregar qualquer ficheiro, tendo o mesmo problema exposto no ponto anterior. ok Ocorrências U2 (IE 10 e Jaws 13) Não foi possível carregar a fotografia. Não foi possível carregar ficheiro. ok 9

10 3.1.3 UC Testes acessibilidade Tarefas No tópico Ferramentas de comunicação aceda ao Fórum de apresentações e realize as tarefas: crie um novo tópico e faça uma breve apresentação sua (quem é e o que faz) e anexe um ficheiro qualquer, por exemplo uma foto sua; responda à mensagem da Manuela Francisco onde são apresentadas mais 3 tarefas: 1- responder a esta mensagem confirmando se acedeu ao ficheiro anexo; 2- editar a sua mensagem (tem 30 minutos para o fazer após envio da mensagem para o fórum) avalie uma mensagem de um colega. No tópico Ferramentas de comunicação aceda ao Chat, entre na sala e escreva algo. Regresse à página inicial da UC. No tópico Tipos de recursos: aceda ao item Ficheiro incorporado e regresse ao tópico. aceda ao item Ficheiro para descarregar e regresse ao tópico. Verifique qual das opções é mais eficiente para si: se a opção de gravar o ficheiro no seu computador ou ler o ficheiro incorporado na plataforma. No tópico Tipos de recursos aceda ao item Pasta com ficheiros e verifique se o acesso aos ficheiros organizados em pasta é eficiente e regresse ao tópico tipos de recursos. No tópico Tipos de recursos verifique se após os recursos ficheiros teve a perceção da existência do seguinte texto: separador-linha de texto. No tópico Tipos de recursos aceda ao item Página com vídeo e verifique se acede ao vídeo incorporado. Regresse ao tópico Ocorrências U1 (Safari e VoiceOver 6.0) Consigo criar um novo tópico sem problemas. Contudo, o mesmo problema com o envio de ficheiros volta a ocorrer. As restantes tarefas foram efetuadas sem qualquer problema. Contudo, para regressar ao tópico ferramentas de comunicação, não foi fácil encontrar os links com os diferentes tópicos, uma vez que me são lidos depois dos tópicos do fórum. Nota: o meu leitor de ecrã não me fornece qualquer feedback se eu já li determinada mensagem. Na realização desta tarefa, tive que utilizar a versão mais acessível do chat, uma vez que o meu leitor de ecrã saltava entre elementos sozinho na versão comum do chat. Não consigo voltar para o tópico "Tipos de recursos", não encontro link para tal. Não encontro forma de abrir o ficheiro para descarregar na plataforma. Ao clicar nesse link, o meu programa de leitura de pdf do Mac OSX é aberto automaticamente. Sim, a navegação utilizada funciona perfeitamente com o meu leitor de ecrã. Sim, este texto é identificado pelo meu leitor de ecrã. Sim, consigo aceder ao vídeo das duas formas. Pessoalmente, gostei mais da opção de usar o player original embutido na página, visto que é totalmente acessível (caso se Ocorrências U2 (IE 10 e Jaws 13) Não foi possível carregar ficheiro. ok Gosto mais de ficar com o ficheiro no pc, até porque ao abrir no navegador não consegui depois voltar atrás para continuar a navegação na plataforma. ok ok ok 10

11 Tarefas tipos de recursos. No tópico Tipos de recursos aceda ao item Exemplo de livro e verifique se consegue navegar nas diversas páginas através do índice e aceder ao conteúdo das páginas. Regresse ao tópico tipos de recursos. No tópico Tipos de recursos aceda ao site do IPL+inclusivo e regresse ao tópico tipos de recursos. No tópico tipos de atividades aceda ao item Base dados inclusão e adicione um novo registo (não se preocupe com o que escreve, a ideia é testar a acessibilidade da ferramenta). Regresse ao tópico tipos de atividades. No tópico Tipos de atividades aceda ao item Glossário inclusão e adicione um novo termo (não se preocupe com o que escreve). Regresse ao Tópico tipos de atividades. No tópico tipos de atividades aceda ao item Diário de estudante e escreva o dia e hora em que acedeu. Regresse ao tópico tipos de atividades. No tópico tipos de atividades aceda ao item Entrega de trabalho submeta um ficheiro qualquer. Ocorrências U1 (Safari e VoiceOver 6.0) utilize o youtube na sua versão html5, que é o meu caso. Se estivermos perante um computador que utilize a versão flash os controlos do vídeo não serão acessíveis tanto no player embutido como na própria página do youtube). Sim, a navegação dentro do livro através do índice funciona sem qualquer problema para mim. ok Consegui realizar a tarefa sem problemas, contudo, as caixas de texto de palavras chave, link, etc, apesar de terem presentes labels indicativas, quando navego pelas caixas de texto com a tecla tab, a label não me é anunciada. Tarefa realizada sem problemas. Neste caso as labels eramme anunciadas quando navegava com a tecla tab entre as diferentes caixas de texto. Sou incapaz de efectuar a tarefa. Entro na wiki diário do estudante, mas não consigo alterar o conteúdo da caixa de texto. Fica sempre escrito "Reflexões". De novo sou incapaz de submeter um ficheiro, pelos problemas expostos acima. Ocorrências U2 (IE 10 e Jaws 13) ok ok ok ok ok Não foi possível escolher o ficheiro Tabela 3: Ocorrências nas páginas da UC Testes de acessibilidade Análise dos testes realizados por U1 e U2 Como se verifica nas ocorrências, nenhum dos utilizadores conseguiu carregar ficheiros nas diferentes tarefas onde tal procedimento era solicitado. Se analisarmos a figura 4, são necessários 3 passos (indicados com cor vermelho) para carregar um ficheiro: Passo 1 - Na janela de ficheiros, clicar no link Adicionar ficheiro que abre uma nova janela; 11

12 Passo 2 Clicar no botão Procurar; Passo 3 Clicar no botão Enviar este ficheiro. Para quem tem acesso visual a estas janelas, o procedimento é relativamente simples e intuitivo. Além disso, é possível ficar pelo passo 1 e arrastar os ficheiros para a janela de ficheiros e gravar as alterações. Contudo, para quem não tem acesso visual, não tem a perceção, que na janela que surge após o Passo 1, existe um botão procurar que corresponde ao Passo 2. Assim, a sequência lógica de navegação com o leitor de ecrã é selecionar nesta janela o link Enviar ficheiro (indicado na imagem como Passo 2 em cor azul), que efetivamente não encaminha o utilizador para mais nenhuma opção. Figura 4: Janelas para carregar um ficheiro 12

13 3.1.5 Análise dos testes realizados por U3 Após esta análise, foi solicitado ao utilizador 3 que realizasse mais umas tarefas onde foram dadas indicações relativamente ao carregamento de ficheiros. Tarefas Ocorrências U3 (IE+ NVDA e Jaws) No item Entrega de trabalho submeta um ficheiro ok qualquer. Para isso deve-se seguir os passos: 1 - selecionar o item Entrega de trabalho Sucesso. Numa primeira abordagem, dificuldade em encontrar o Link através de navegação sequencial, ou seja, com as setas, porque a primeira informação a ser lida é o Alt da imagem "trabalho" e não o texto do Link "Entrega de trabalho". 2- botão enviar trabalho Sucesso. Atenção à informação em inglês após o botão enviar: Make changes to your submission 3 - adicionar ficheiro Sucesso. 4 - botão escolher ficheiro (selecione um qualquer no Insucesso. Na primeira tentativa com qualquer versão dos leitores de ecrã: Jaws e NVDA. seu computador Com o Jaws 15 consegui chegar ao formulário de envio de ficheiro após ter pressionado os Links Adicionar ficheiro e enviar ficheiro. Depois de pressionar o botão: Browse finalmente apareceu a caixa de diálogo do Windows para escolher o ficheiro. Apesar de não ser intuitivo e fácil fazer aparecer o formulário de procura do ficheiro, é "acessável" o processo de enviar um segundo ficheiro utilizando NVDA ou diferentes versões do Jaws. 5 - botão enviar este ficheiro Sucesso. Facilmente encontrado depois das dificuldades apontadas no passo anterior. No item Teste: responder às 4 questões que são apresentadas de forma diferente. Cada pergunta aparece numa nova página pelo que deverá selecionar o botão seguinte para responder à próxima questão. No final das 4 questões, submeta o teste e confirme a submissão. Indique se consegue responder aos 4 tipos de perguntas e se conseguiu submeter o mesmo. No bloco lateral "Configurações" Aceda ao item Pauta e verifique se consegue ver a nota que obteve no teste. Insucesso. As primeiras perguntas foram fáceis de navegar e responder, na última pergunta o cursor fica preso na caixa de edição e não se consegue ler a pergunta porque não se consegue sair da caixa, nem com as setas, nem com Tab. Nas perguntas o cabeçalho deveria ser o próprio texto da pergunta e não a informação "Texto da pergunta" Atenção ao Feedback em inglês: Your answer is correct. Insucesso. Tabela não é amigável à navegação em particular com o NVDA pois não permite uma navegação lógica. Com o Jaws a navegação é perturbada pelo facto de haver células em branco para efeitos de layout e a linha da categoria desformata a tabela, ou seja passa para uma tabela de 2 colunas e logo a seguir passa para uma tabela com o nº de colunas lido inicialmente quando se entra na pauta do aluno. Não permite uma navegação consistente pelo que um utilizador menos expedito na navegação por tabelas não conseguirá perceber onde está a nota correspondente a cada item de avaliação. 13

14 No item escolha de grupo, inscrever-se no grupo Atividades Sucesso. Contudo quando se entra no item escolha de grupo o texto Escolha e inscrição automática deveria estar como cabeçalho. Tabela 4: Ocorrências registadas pelo utilizador U3 nas diversas páginas O radio botão para marcar o grupo não enuncia o nome do grupo quando a navegação é feita com as setas. Após a realização das tarefas propostas ao utilizador U3, confirmou-se que o carregamento de ficheiros é uma operação complexa para os utilizadores de leitor de ecrã. Identificou-se ainda que algumas funcionalidades da própria plataforma tornam-se ruído para o utilizador em vez de ser uma mais-valia, uma vez que torna a informação redundante, como é o caso das imagens dos itens dos vários tópicos que podem ser consideradas imagens decorativas, e.g. ítem trabalho: Alt Trabalho + texto do Link: Entregar trabalho; ou os Links para ocultar/expandir os blocos, funcionalidades que poderiam ser incluídas no próprio cabeçalho do bloco. Relativamente ao teste, os 4 tipos de questões apresentadas foram: 1- escolha múltipla, 2- texto curto, 3- verdadeiro/falso, 4- texto longo. Não houve qualquer problema com as 3 primeiras questões, porém quando o utilizador passa para a 4ª questão o leitor de ecrã não lê a pergunta e passa diretamente para a caixa de edição (resposta à questão). Outro problema apontado refere-se à existência de um cabeçalho oculto com a informação: texto da pergunta em vez de conter a própria pergunta. No que diz respeito à pauta de notas, apesar de ter sido configurado para aparecerem só as colunas - Itens de avaliação, Pesos, Notas, Feedback - a tabela que é mostrada ao estudante é complexa (tem dentro da tabela principal outras tabelas) dificultando a navegação. Foi apontado pelo utilizador U3 que existe uma coluna com células em branco para efeitos de Layout mas que é lida pelo leitor de ecrã Lista de verificação Após a realização das tarefas propostas para cada página, os utilizadores preencheram a lista de verificação disponível nas versões do Moodle e do Lime Survey. Ambos optaram pela versão do Moodle (realizada com a ferramenta questionário). Na lista de verificação foi considerada a escala de 1 a 4 considerando: 1 para sim, 2 para não, 3 para parcial, 4 para não se aplica. 14

15 Nas tabelas seguintes apresentam-se as respostas a cada uma das questões. São apresentadas 4 tabelas, de acordo com os 4 princípios das WCAG 2.0: Percetível, Operável, Compreensível e Robusto. As diretrizes constantes em cada princípio foram adaptadas aos testes realizados no Moodle e ao perfil de utilizadores que iriam participar nos testes. Percetível Questões Resposta U1 Resposta U2 Resposta U3 Existe alternativa textual para as imagens, botões e outros elementos gráficos Os quadros e tabelas apresentam título As tabelas apresentam sumário Os títulos estão identificados como cabeçalhos Existe uma estrutura lógica de navegação A navegação é intuitiva As instruções não dependem de informação visual ou sonora A cor não é o único método utilizado para transmitir conteúdo ou distinguir elementos visuais A página é legível e funcional quando o tamanho do texto é aumentado As cores utilizadas para o texto e para o fundo facilitam a leitura Tabela 5: Resultados para o princípio Percetível 15

16 Operável Questões Resposta U1 Resposta U2 Resposta U3 Todas as funcionalidades podem ser acedidas por teclado Existem teclas de atalho para operações fundamentais As funcionalidades e conteúdos não têm limites ou restrições de tempo O utilizador continua a atividade que estava a desenvolver sem perder os dados, (por exemplo, quando a sessão autenticada expira e existe necessidade de nova autenticação). Existem links para saltar grandes blocos de informação, como a navegação e outros elementos que se repetem em todas as páginas Existe um link para saltar para a área de conteúdo Cada página tem um título descritivo e informativo A ordem de navegação dos links, elementos de formulário, etc. é lógica e intuitiva Finalidade dos links é facilmente determinada pelo seu texto Links com o mesmo texto que direcionam para locais diferentes estão contextualizados Estão disponíveis várias formas para encontrar as páginas no site (lista de páginas, mapa do site, etc.) Os cabeçalhos, títulos ou etiquetas não estão repetidos, ou no caso de existir repetição, estes estão devidamente agrupados e contextualizados O foco do teclado é visualmente percetível Tabela 6: Resultados para o princípio Operável 16

17 Compreensível Questões Resposta U1 Resposta U2 Resposta U3 O idioma da página está identificado O conteúdo com idioma diferente do da página está identificado As palavras ambíguas e abreviaturas têm texto explicativo Quando um elemento da página recebe o foco, não existe uma mudança gráfica substancial da estrutura da página que confunda ou desoriente o utilizador. Links de navegação repetidos em diferentes páginas mantêm a mesma ordem de navegação. Elementos que têm a mesma funcionalidade nas diferentes páginas mantêm a mesma identificação Os erros são apresentados de maneira eficiente, intuitiva e acessível Estão disponíveis etiquetas ou instruções Existem sugestões e instruções contextualizadas Existe informação para correção e prevenção de erros A ajuda disponível é acessível e intuitiva A submissão de formulários permite validação, alteração e confirmação Tabela 7: Resultados para o princípio Compreensível 17

18 Robusto Questões Resposta U1 Resposta U2 Resposta U3 Indique qual o browser ou browsers que utilizou e com que produto ou produtos de apoio, indicando as respetivas versões. Tabela 8: Resultados para o princípio Robusto Safari e VoiceOver 6.0 Internet explorer 10, jaws 13.0 IE10, Jaws 14, 15 e NVDA Fazendo uma análise dos resultados obtidos, verifica-se que existem alguns problemas na estrutura de navegação e clarificação de termos/ links. Na lista seguinte apresentam-se os itens da lista de verificação que foram destacados como não estando em conformidade: Links com o mesmo texto que direcionam para locais diferentes estão contextualizados Estão disponíveis várias formas para encontrar as páginas no site (lista de páginas, mapa do site, etc.) Os cabeçalhos, títulos ou etiquetas não estão repetidos, ou no caso de existir repetição, estes estão devidamente agrupados e contextualizados. O conteúdo com idioma diferente do da página está identificado. As palavras ambíguas e abreviaturas têm texto explicativo. Quando um elemento da página recebe o foco, não existe uma mudança gráfica substancial da estrutura da página que confunda ou desoriente o utilizador. Links de navegação repetidos em diferentes páginas mantêm a mesma ordem de navegação. 3.3 Resultados com o SmartNav Conforme já foi referido, não se verificaram grandes dificuldades na realização das tarefas propostas para cada página. Os campos de autenticação na Página de entrada apresentam uma dimensão que facilita a seleção e escrita, as tarefas propostas para a Minha página 18

19 principal também não ofereceram dificuldades de execução, assim como a maioria dos recursos e atividades apresentados na UC Testes de acessibilidade, tendo sido realizadas todas as tarefas propostas. Contudo, nos blocos laterais da Minha página principal e na UC Testes de acessibilidade, como os links estão muito próximos (figura 5), torna-se difícil selecionar o que se pretende, sendo necessário alguma destreza e controle do movimento da cabeça para selecionar o link ou opção que se pretende. Figura 5: Bloco Menu na Minha página principal e na UC Testes de acessibilidade 19

20 Também na Atividade Teste, as questões de escolha múltipla e de verdadeiro/falso, por apresentarem as opções na vertical muito próximas, isto é, pouco espaçamento entre linhas, dificultam a seleção da opção pretendida (figura 6). Figura 6: Opção de escolha múltipla da atividade Teste. Assim, para este sistema de navegação é fundamental uma estrutura de navegação com poucos cliques, espaçamento entre links e tamanho de texto, icones e botões de navegação grandes. 20

21 3.4. Validação automática Como complemento da validação manual, o URL das Página de entrada, Minha página principal e UC Testes de acessibilidade foram submetidas a uma validação automática examinator (WCAG 1.0) Com este validador obtiveram-se os resultados por página, apresentados nas tabelas seguintes. Página de entrada A validação desta página com o examinator obteve uma pontuação de 8,5 em 10, tendo sido identificados três problemas apresentados na tabela 9. Prioridade Descrição do problema Justificação técnica 1 Inexistência de conteúdo alternativo para scripts presentes no corpo da página Este código é gerado de forma automática pelos mecanismos internos do Moodle pelo que a resolução deste problema implica alterações no funcionamento interno do sistema 2 Utilização de medidas absolutas 3 Carateres por omissão em controlos Apesar de estas medidas não serem utilizadas na página inicial, como alguns componentes internos do sistema utilizam medidas absolutas e estas definições estão presentes nas folhas de estilo comuns (mesmo quando não estão em uso), este aviso é gerado. Para esta página inicial recorreu-se alguns atributos HTML5 para especificar o texto por omissão de alguns controlos. Como este validador automático ainda não suporta esta funcionalidade, foi emitido este aviso. No entanto alguns leitores de ecrã nas suas versões mais recentes suportam sem problemas esta funcionalidade. Tabela 9: Resultados qualitativos do examinator da Página de entrada 21

22 Minha página principal A página principal de cada utilizador é personalizável pelo mesmo podendo ser escolhidos os blocos e funcionalidades presentes nesta página. A validação do código-fonte gerado obteve um índice de 7,8 em 10 com a identificação de 4 problemas conforme se apresenta na tabela 10. Prioridade Descrição do problema Justificação técnica 1 Inexistência de conteúdo alternativo para scripts presentes no corpo da página Este código é gerado de forma automática pelos mecanismos internos do Moodle pelo que a resolução deste problema implica alterações no funcionamento interno do sistema 2 Utilização de cabeçalhos mas a sua estrutura não é válida (não existe nenhum cabeçalho de nível 1) Esta é uma situação que pode ser resolvida diretamente no tema através da redefinição da estrutura de cabeçalhos 2 Existência de hiperligações com o mesmo texto mas que apontam para destinos diferentes São hiperligações que dependem do contexto e que são repetidas para cada uma das unidades curriculares existentes. Possivelmente esta situação terá de ser revista através da redefinição dos métodos internos que geram estas hiperligações 2 Utilização de medidas absolutas Estas medidas absolutas são herdadas a partir de alguns componentes internos que podem não estar a ser utilizados mas são detetados com o validador automático Tabela 10: Resultados qualitativos do examinator da Minha página principal 22

23 UC Testes de acessibilidade A página inicial da unidade curricular de Testes de acessibilidade utilizada pelos utilizadores na avaliação da acessibilidade e usabilidade da plataforma obteve um índice de 6,9 em 10 pelo examinator. No global foram identificados 6 problemas, numa das páginas mais complexas apresentadas aos utilizadores. Prioridade Descrição do problema Justificação técnica 1 2 Inexistência de conteúdo alternativo para scripts presentes no corpo da página Utilização de manipuladores de eventos direcionados a um tipo de dispositivos Problema semelhante ao identificado nas outras páginas Esta é uma limitação do validador pois, apesar de se utilizarem estes manipuladores específicos a funcionalidade é mantida para todos os outros utilizadores através da ativação das hiperligações aos quais estes eventos estão associados. 2 Problemas na estrutura de cabeçalhos na página A situação terá de ser analisada e revista (se possível) 2 Existência de hiperligações com o mesmo texto mas que apontam para destinos diferentes As hiperligações são repetidas em contextos/blocos diferentes que podem estar ativos ou não. É uma redundância comum a vários perfis de utilização que não pode ser facilmente eliminada 2 Utilização de medidas absolutas Esta situação poderá ser retificada dado que o texto associado a esta medida pertence a uma imagem 3 Links adjacentes a outros links sem separação através de carateres imprimíveis Situação a ser analisada Tabela 11: Resultados qualitativos do examinator da página UC Testes de acessibilidade 23

24 3.4.2 AccessMonitor (WCAG 2.0) Utilizando este validador, os resultados foram os seguintes: Página de entrada A validação da página de entrada do sistema em teste no AccessMonitor obteve um índice de 10 em 10, com a emissão de alguns avisos para execução de verificações manuais. Figura 7: Índice 10 na Página de entrada Minha página principal O AccessMonitor atribuiu um índice de 7,1 em 10 para esta página. Figura 8: Índice 7.1 na Minha página principal 24

25 Foram identificados os seguintes problemas: Prioridade Descrição do problema Justificação técnica 1 Constatou-se que não existem cabeçalhos marcados na página 3 1 Foram localizados links com o mesmo texto que apontam destinos diferentes Foram encontrados links em que o conteúdo é composto apenas por uma imagem não legendada Tabela 12: Resultados qualitativos do AccessMonitor da Minha página principal Esta é uma situação que pode ser resolvida diretamente no tema através da redefinição da estrutura de cabeçalhos Este problema foi também identificado pelo outro validador utilizado e carece de uma análise mais cuidada para resolução do problema sem efetuar alterações ao core do Moodle Este é, mais uma vez, um problema relacionado como alguns componentes internos do Moodle foram construídos. Terá de se proceder à análise e identificação dos problemas para elaboração de uma solução UC Testes de acessibilidade A avaliação desta página obteve um índice de 8,5 em 10. Figura 9: Índice 8.5 na UC Testes de acessibilidade 25

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

Adaptação de materiais digitais. Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com

Adaptação de materiais digitais. Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com Adaptação de materiais digitais Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com Plano da sessão Tópicos Duração Documentos acessíveis: porquê e para quem. Diretrizes de acessibilidade Navegabilidade, legibilidade

Leia mais

ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria BlackBoard - Moodle Guia rápido

ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria BlackBoard - Moodle Guia rápido ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria BlackBoard - Guia rápido ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Unidade de Ensino a Distância Equipa Guia

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Manual de Utilização do Moodle

Manual de Utilização do Moodle Manual de Utilização do Moodle Alexandre Barras Baptista a.baptista@isegi.unl.pt 1 Índice Moodle... 3 Aceder ao Moodle SuGIK... 4 Login... 4 Disciplinas... 5 Estrutura da disciplina... 5 Edição da Disciplina...

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Página 1 Índice Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 1 O que é o EasyReader? 4 Abrir um livro 5 Abrir um novo livro de um CD/DVD 5 Abrir um novo livro

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico LNDnet Lançamento de notas pelos docentes Portal académico A base para elaboração do presente manual foi o manual da Digitalis (SIGES.11.0.0 Manual de Utilizador) ao no qual foram registada as adaptações

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento Configurar o Word FIGURA 1.26 Serviços ligados 1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento O Microsoft Office 2013 apenas tem disponíveis ligações a serviços de armazenamento proprietários da Microsoft.

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Manual do Ambiente Virtual Moodle

Manual do Ambiente Virtual Moodle Manual do Ambiente Virtual Moodle versão 0.3 Prof. Cristiano Costa Argemon Vieira Prof. Hercules da Costa Sandim Outubro de 2010 Capítulo 1 Primeiros Passos 1.1 Acessando o Ambiente Acesse o Ambiente Virtual

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor Guião de utilização da plataforma moodle para Professor http://elearning.up.ac.mz http://www.ceadup.edu.mz E-mail: up.cead@gmail.com info@ceadup.edu.mz Maputo, 2013 Introdução Há alguns anos atrás, para

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR. Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva

Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR. Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva http://teleduc.cefetmt.br Edição 2006/2 Curso de Especialização em Educação

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA V SEMINÁRIO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE Patric da Silva Ribeiro patricribeiro@unipampa.edu.br Maicon Isoton maiconisoton@gmail.com Potencialidades Tecnológicas

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor

20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor 20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor Versão 1.0 Índice I. Começar a utilizar o 20 Aula Digital... 4 1. Registo... 4 2. Autenticação... 4 2.1. Recuperar palavra-passe... 5 II. Biblioteca...

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

LeYa Educação Digital

LeYa Educação Digital Índice 1. Conhecer o 20 Aula Digital... 4 2. Registo no 20 Aula Digital... 5 3. Autenticação... 6 4. Página de entrada... 7 4.1. Pesquisar um projeto... 7 4.2. Favoritos... 7 4.3. Aceder a um projeto...

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Criação e Desenvolvimento de Cursos Online via Moodle Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Adenda R4. Entidades Adjudicantes. Uma Empresa Certificada ISO 9001 e ISO 27001

Adenda R4. Entidades Adjudicantes. Uma Empresa Certificada ISO 9001 e ISO 27001 Adenda R4 Entidades Adjudicantes Uma Empresa Certificada ISO 9001 e ISO 27001 Índice 1. Introdução 2. Novas Funcionalidades anogov R4 3. Novas Abordagens anogov R4 4. Novas Soluções anogov R4+ 5. Índice

Leia mais

TUTORIAL. TP - Versão 3.1

TUTORIAL. TP - Versão 3.1 TUTORIAL TP - Versão 3.1 Criação: Andréia Rauber 1, Anabela Rato 2, Denise Kluge 3 e Giane Santos 4 Desenvolvimento: Marcos Figueiredo 5 O TP (Teste/Treinamento de Percepção) é um aplicativo de software

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

Manual de Utilização Moodle@ISPAB

Manual de Utilização Moodle@ISPAB Manual de Utilização Moodle@ISPAB [Estudante] Pedro Valente Gabinete de Avaliação e Qualidade (GAQ) gaq@ispab.pt Criado em: 07/10/2014 Última alteração em: 07/10/2014 Versão: 0.9 1 Sumário O manual de

Leia mais

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Tecnologia Assistiva CONCEITO: conjunto de artefatos disponibilizados às PNEs, que

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress TUTORIAL Como criar um blogue/página pessoal no WordPress Índice Criar o blogue... 3 Alterar as definições gerais... 4 Alterar tema... 6 Criar Páginas... 7 Colocar Posts (citações)... 9 Upload de ficheiros...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

e Campus do ISPA Instituto Universitário

e Campus do ISPA Instituto Universitário e Campus do ISPA Instituto Universitário Manual de utilização do Moodle Perfil utilizador: Docente Versão: Agosto 2010 Índice Índice... 2 Índice de Figuras... 3 Introdução... 4 1. Primeiros passos... 5

Leia mais

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Fernando Ferreira 1. Iniciação do Frontpage Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. É Nos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Manual de Utilização Site Manager Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Índice 1. Acesso ao Site Manager...3 2. Construção/Alteração do Menu Principal...4 3. Inserção/ Alteração de Conteúdos...7 4. Upload

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

Office Web Apps para Professores Passo-a-passo

Office Web Apps para Professores Passo-a-passo Office Web Apps para Professores Passo-a-passo Usar o Office Web Apps no Windows Live Para usar o Office Web Apps no Windows Live precisa de ter uma conta Microsoft, Windows Live ou Office 365 um endereço

Leia mais

HeadMouse. Grupo de Investigação em Robótica. Universidade de Lérida

HeadMouse. Grupo de Investigação em Robótica. Universidade de Lérida HeadMouse Grupo de Investigação em Robótica Universidade de Lérida Manual de utilização e perguntas frequentes O que é o HeadMouse? O HeadMouse é um programa gratuito desenhado para substituir o rato convencional.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO MINDELO. Unidade de Gestão de Investigação Desenvolvimento e Inovação UG I+D+i MANUAL DE UTILIZAÇÃO MOODLE PARA ALUNOS

UNIVERSIDADE DO MINDELO. Unidade de Gestão de Investigação Desenvolvimento e Inovação UG I+D+i MANUAL DE UTILIZAÇÃO MOODLE PARA ALUNOS UNIVERSIDADE DO MINDELO Unidade de Gestão de Investigação Desenvolvimento e Inovação UG I+D+i MANUAL DE UTILIZAÇÃO MOODLE PARA ALUNOS Apresentação e Utilização Rápida da Plataforma Versão Zero Março de

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

Plataforma de Benefícios Públicos Acesso externo

Plataforma de Benefícios Públicos Acesso externo Índice 1. Acesso à Plataforma... 2 2. Consulta dos Programas de Beneficios Públicos em Curso... 3 3. Entrar na Plataforma... 4 4. Consultar/Entregar Documentos... 5 5. Consultar... 7 6. Entregar Comprovativos

Leia mais

e-learning manuais de iniciação moodle@fctunl a sua cadeira em 10 minutos

e-learning manuais de iniciação moodle@fctunl a sua cadeira em 10 minutos e-learning manuais de iniciação moodle@fctunl a sua cadeira em 10 minutos 00. índice 01. Apresentação do Moodle@FCTUNL a. Bem vindos. 02. Criação de página da disciplina a. Preciso de uma página no Moodle!

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

FSDB VIRTUAL. Tutorial do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da FSDB Versão para docentes

FSDB VIRTUAL. Tutorial do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da FSDB Versão para docentes FSDB VIRTUAL Tutorial do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da FSDB Versão para docentes Abril de 2015 2 3 SUMÁRIO 1. O Moodle... 5 2. Acesso à Plataforma... 5 3. Meus Componentes Curriculares... 6

Leia mais

Manual do Utilizador. PowerPoint 2013. Carlos Diniz

Manual do Utilizador. PowerPoint 2013. Carlos Diniz Manual do Utilizador PowerPoint 2013 Carlos Diniz Índice 1. Acerca do PowerPoint 2013... 3 1.1. Principais caraterísticas do PowerPoint 2013... 3 2. Trabalhar no interface do PowerPoint 2013... 3 2.1.

Leia mais

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível SIEP / RENAPI Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Setembro de 2009 Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Cuidados em geral Separar adequadamente

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 1 Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 2015 2 Sumário Acessando o UNICURITIBA Virtual... 4 Conhecendo o UNICURITIBA Virtual... 5 1. Foto do Perfil... 5 2. Campo de Busca...

Leia mais

Tutorial para Professores

Tutorial para Professores Tutorial para Professores Revisão 2.2 Suporte de Informática 21/01/2014 suporte@faccentro.com.br Diego Weiland Sumário O que é Moodle?... 4 Para que serve o Moodle?... 4 Como acessar o Moodle?... 5 Tela

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

MANUAL. Perfil de Professor

MANUAL. Perfil de Professor MANUAL Perfil de Professor Índice 1. Acesso 1.1. Acessando o Canal do Norte... 03 2. Disciplinas 2.1. Acessando Disciplinas... 07 3. Recursos 3.1. Adicionando Recursos... 10 3.2. Página de texto simples...

Leia mais

Sumário. Acessando a Sala Virtual...3. Acessando a Disciplina...3. Boxes Laterais...4. Usuários...4. Mensagens...5. Usuários Online...

Sumário. Acessando a Sala Virtual...3. Acessando a Disciplina...3. Boxes Laterais...4. Usuários...4. Mensagens...5. Usuários Online... Sumário Acessando a Sala Virtual...3 Acessando a Disciplina...3 Boxes Laterais...4 Usuários...4 Mensagens...5 Usuários Online...6 Suporte Técnico...6 Tutores Online...6 Calendário...6 Buscar nos Fóruns...7

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Manual de Utilização do Easy Reader Versão 6

Manual de Utilização do Easy Reader Versão 6 Manual de Utilização do Easy Reader Versão 6 Página 1 Conteúdo Manual de Utilização do Easy Reader Versão 6... 1 O que é o EasyReader?... 4 Atalhos Gerais do Windows... 5 Teclas de Atalho para Windows...

Leia mais

Label Editor. For Windows. Guia do utilizador. Leia este documento com atenção para utilizar o produto de forma segura e correcta.

Label Editor. For Windows. Guia do utilizador. Leia este documento com atenção para utilizar o produto de forma segura e correcta. Label Editor For Windows Guia do utilizador Leia este documento com atenção para utilizar o produto de forma segura e correcta. 2013 Seiko Epson Corporation. All rights reserved. Introdução Obrigado por

Leia mais

Moodlerooms Instructor Essentials

Moodlerooms Instructor Essentials Moodlerooms Instructor Essentials [Type the company address] 2015 Moodlerooms Índice VISÃO GERAL DO BOLETIM JOULE... 4 Benefícios do Boletim Joule... 4 Documentação do professor no Boletim Joule... 4 Acesso

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Guião Páginas WWW com o editor do Microsoft Office Word 2003 1. Introdução. 2. Abrir uma página Web. 3. Guardar

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet...

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet... internet 1 http://www.uarte.mct. internet...... pag.. 2 abrir o programa...... pag.. 3 ecrã do internet explorer... pag.. 4 ligações...... pag.. 5 escrever um endereço de internet... pag.. 6 voltar à página

Leia mais

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle O Moodle dispõe de uma variedade de ferramentas que podem aumentar a eficácia de um curso online. É possível facilmente compartilhar materiais de estudo,

Leia mais

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Manual de utilização - Docentes DSI Outubro 2014 V2.6 ÍNDICE 1 OBJETIVO DESTE

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site...

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... 2 Gerir Notícias no Site... 4 Inserir uma Notícia no Site...

Leia mais

Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno

Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno Maio 2008 Conteúdo 1 Primeiros passos...4 1.1 Tornando-se um usuário...4 1.2 Acessando o ambiente Moodle...4 1.3 O ambiente Moodle...4 1.4 Cadastrando-se

Leia mais

ferramentas e funcionalidades básicas

ferramentas e funcionalidades básicas ferramentas e funcionalidades básicas MOODLE - Tipos de Actividades Núcleo Minerva da Universidade de Évora Referendo A actividade Referendo permite ao professor fazer, por exemplo, uma sondagem de opinião

Leia mais

EXCEL TABELAS DINÂMICAS

EXCEL TABELAS DINÂMICAS Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL TABELAS DINÂMICAS (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina Wanzeller

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES DIGITAIS NEAD

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES DIGITAIS NEAD 0 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES DIGITAIS NEAD ORIENTAÇÕES SOBRE USO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM (MOODLE) PARA DISPONIBILIZAÇÃO

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk.

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Instalação O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Certifique-se de que o computador está ligado à Internet. Em seguida, ligue a unidade de memória

Leia mais

Gestores e Provedores

Gestores e Provedores PORTAL 2010 Manual do Portal 15 Gestores e Provedores Publicação descentralizada As informações, produtos e serviços disponibilizados no Portal são publicados e atualizados pelas próprias unidades do

Leia mais

Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas

Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas Análise de dados através de tabelas dinâmicas. Conceitos teóricos As Tabelas Dinâmicas são tabelas interactivas que resumem elevadas quantidades de dados, usando estrutura

Leia mais

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos 2015 Sumário Acessando o UNICURITIBA Virtual... 3 Conhecendo o UNICURITIBA Virtual... 4 1. Foto do Perfil... 4 2. Campo de Busca... 5 3. Bloco

Leia mais

Capítulo 12 Criando Páginas Web

Capítulo 12 Criando Páginas Web Guia do Iniciante Capítulo 12 Criando Páginas Web Salvando documentos como arquivos HTML Direitos Autorais Este documento é protegido por Copyright 2010 por seus contribuidores listados abaixo. Você pode

Leia mais

3 Acrescentar Recursos

3 Acrescentar Recursos 2010 1 publicar o nome, sua descrição, a data de publicação, a duração e sua repetição. Funcionará como a agenda do professor, a qual os estudantes não terão acesso. Para finalizar, selecione o Tipo de

Leia mais

A Plataforma de e-learning da Faculdade de Farmácia UL

A Plataforma de e-learning da Faculdade de Farmácia UL 2012 A Plataforma de e-learning da Faculdade de Farmácia UL Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ACESSO... 3 3. A UTILIZAÇÃO... 5 3.1 O MENU... 5 3.2 AS DISCIPLINAS... 6 4. ATIVAR/UTILIZAR A CONTA DE EMAIL CAMPUS@UL...

Leia mais

Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq

Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq A pesquisa Web nos oferece duas principais possibilidades, a saber: 1) Pesquisa simples e 2) Pesquisa avançada 1) Pesquisa simples O interface da pesquisa

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

GUIA PARA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS ACESSÍVEIS

GUIA PARA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS ACESSÍVEIS GUIA PARA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS ACESSÍVEIS Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia da Universidade de Aveiro Breve tutorial com um conjunto de orientações técnicas para a produção

Leia mais