OFICINA 1. Contato: Alexandre Direne

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OFICINA 1. Contato: Alexandre Direne E-mail: alexd@inf.ufpr.br"

Transcrição

1 OFICINA 1 Material de apoio da formação de professores das escolas do Projeto Piloto UCA (UFPR) Contato: Alexandre Direne 1 Objetivos e contexto deste material Este material deve ser utilizado como base contextual para o trabalho específico a ser realizado nos momentos presenciais das oficinas da formação do projeto piloto UCA. Recomendase a leitura e a repetição passo-a-passo dos itens deste texto, adaptando-os à sua situação pessoal de conta eletrônica do Google Docs (ou Gmail). Para agilizar o real trabalho dos momentos presenciais das oficinas, é muito importante que a repetição seja feita bem antes do dia marcado para a sua oficina. Cabe ainda lembrar que este material é um complemento aos conteúdos dos módulos mais teóricos da formação que já estão disponíveis no abiente virtual Moodle. O objetivo geral deste material se concentra na apresentação de aspectos teóricos e aprofudamento de conceitos práticos sobre o campo denominado mobilidade tecnológico-educacional. Figuram ainda como objetivos específicos os seguintes itens: ampliar as habilidades interativas do cursista com relação a aspectos meta-cognitivos envolvidos com as tarefas típicas de ensino e aprendizagem (tanto do cursista como de seus alunos das escolas); enfatizar a utilização de novos materiais disponíveis na web, cujo acesso dependerá de conexão permanente do laptop com a internet para que os arquivos de conteúdos não sejam guardado fisicamente no interior do laptop; levar a uma nova dimensão a comunicação professor-aluno por meio de extensões da sala de aula no mundo virtual das redes digitais e arquivos de conteúdo compartilhado; investigar abordagens que tornem o ensino mais próximo da aprendizagem dos alunos, tanto em sala de aula como fora dela; preparar as bases para uma mudança gradual da rotina pedagógica da escola de tal maneira a delegar, cada vez mais, as responsabilidades escolares para aprendizagem por parte do aluno; 1

2 disseminar o conhecimento alcançado em publicações produzidas no próprio ambiente escolar. É importante você adquirir tais conhecimentos para que o ambiente escolar tire proveito de todo o potencial didático-pedagógico da chamada cultura digital, também referida como cybercultura por Pierre Lévy. Veja detalhes diretamente em: Vivendo a cultura digital, você terá ampla mobilidade pessoal sobre meios tecnológicos mais modernos para dinamizar e articular os conteúdos curriculares de sua matéria específica a qualquer hora e em qualquer lugar. Isso será útil tanto para seu crescimento profissional como para facilitar sua relação pedagógica com os alunos, dando a eles muito mais autonomia na aprendizagem e fazendo com que o tempo em sala de aula seja mais produtivo e racionalmente dividido. 2 Apresentação A desenvolvimento dos seres humanos depende do aperfeiçoamento de suas criações tecnológicas há dezenas de milhares de anos. Em muitos aspectos, esse aperfeiçoamento teve como centro de interesses científicos as seguintes dimensões comuns: miniaturização do aparato tecnológico (e.g., redução de tamanho e peso de um instrumento de caça); portabilidade do aparato (e.g., facilidade de ser transportado junto ao corpo ou de ser enviada por algum meio de transporte); mobilidade do corpo humano (e.g., possibilidade de aproximação ou mesmo afastamento da presa, aumentando a segurança pessoal sem prejuízo do resultado da caçada). Vale notar que os exemplos de cada dimensão do aperfeiçoamento não são exclusivos de armas de caça e, mesmo em tempos pré-históricos, foram também aplicados à predição de épocas de plantio e colheita por meio da criação de relógios e calendários móveis a partir de observatórios astronômicos primitivos. Em uma escala maior, pode-se pensar nas três dimensões de aperfeiçoamento como alavancas intelectuais a serem aplicadas desde cedo na rotina da educação escolar. Pierre Lévy chama tais alavancas de tecnologias da inteligência e, por meio delas, o autor mostra como é possível organizar toda uma estrutura de inteligência coletiva. Para ler mais sobre o assunto, visite o endereço web abaixo e leia o artigo que o segue: Em particular, apesar de serem muito recentes, as tecnologias digitais são as que apresentam as melhores condições de serem consideradas essas tecnologias da inteligência. Isso ocorre porque, com seu potencial expressivo, as tecnologias digitais permitem atingir um elevado padrão da comunicação, mantendo ainda os aspectos da mobilidade humana. Veja mais sobre isso no seguinte artigo científico: Essa característica é estimulante pois convida os profissionais da educação a descobrirem novas metodologias pedagógicas baseadas no conceito de mobilidade tecnológico-educacional. Veja mais sobre isso em: 2

3 Finalmente, como a web está cheia de ricos conteúdos educacionais, o desafio de um nevegador do mundo virtual passa a ser agora o domínio dos recursos tecnológicos. Em outras palavras, isso significa fazem uso de dispositivos físicos como laptops e tablets apenas como veículos de comunicação e não mais como um repositórios de arquivos e programas de computador. 3 Conteúdo principal A internet não é uma entidade abstrata: ela é concretamente possuída e operada pelo Departamento de Comércio dos EUA. Por meio da internet, várias empresas oferecem seus serviços por meio de um modelo chamado de commputação por nuvens. Cada nuvem também é uma entidade concreta, que possui nome e endereço no mundo virtual da internet. A Google, é uma típica empresa que opera por meio da internet e seu endereço é: Todavia, para um usuário comum, a internet possui muitos serviços gratuitos. Utilizaremos os serviços oferecidos pela empresa Google, a qual disponibiliza os serviços - ou ferramentas - como o Gmail, um serviço de , ou como o Google Docs, um conjunto de ferramentas para edição e compartilhamento de documentos. Ao contrário dos cursos anteriores, tudo que será abordado aqui depende de você estar com seu laptop permanentemente conectado à internet. Em outras palavras que já são populares nos dias de hoje, é preciso estarmos on-line para nos beneficiarmos do imenso potencial que a mobilidade tecnológicoeducacional oferece! O primeiro passo para você ter acesso aos serviços Google é gerar uma conta Google. Caso você ainda não tenha uma, ensinaremos aqui como criá-la. Caso você já tenha, pode pular o item Conta Google e passar para o item Google Docs. 3.1 Conta Google Existem duas formas de obter uma conta Google. A primeira é criando um endereço de no serviço Gmail (que é um dos serviços do Google). Com isso, além de um , você já recebe automaticamente uma conta Google. A segunda forma é utilizando um endereço de já existente. Entretanto, aconselhamos que você tenha uma conta de Gmail, pois ela facilitará as atividades que realizaremos aqui. Dessa forma, adotaremos aqui a primeira forma de obter uma conta Google, criando um no serviço Gmail. Para isso, acesse o seguinte site: Uma tela parecida com a apresentada pela Figura 1 deve surgir. Esta é a tela de acesso para autenticação no serviço Gmail, ou seja, a tela para uma pessoa entrar (ou logar) no ambiente virtual do Gmail. Caso você já tenha um Gmail, basta preencher os campos Nome de usuário e Senha, que você já terá acesso ao seu . Se você não tem, ensinaremos aqui como criar um novo . Para isso, clique no botão Criar uma conta (Figura 2). O processo seguirá com o aparecimento da tela de cadastro (Figura 3). Nela, você preenche alguns dados pessoais para a criação da conta. Não se preocupe quanto à privacidade de seus dados. O Google garante sigilo. De qualquer forma, você pode utilizar dados fictícios. Neste material criaremos uma conta no Gmail cujo endereço completo de é o seguinte (também chamado de login): Essa conta (ou login) serve apenas para fins didáticos dos exemplos que trabalharemos aqui no curso. Crie a sua própria conta (diferente dessa), preenchendo os campos com seus dados pessoais. Ela será útil nos seus estudos e nas oficinas presenciais. Entre os campos a serem preenchidos está o de Verificação de palavras. Nele você deve digitar as letras que aparecem na figura apresentada. Este é apenas um sistema de segurança para que o cadastro não seja feito por máquinas, e sim por pessoas. A Figura 5 mostra um 3

4 Figura 1: Tela inicial do serviço Gmail. exemplo do preenchimento deste campo. Lembre-se, as letras apresentadas na Figura 5 são diferentes das que você terá que digitar durante seu cadastro. Elas mudam a cada vez que você tenta criar um novo endereço de . Para terminar a criação do , basta ler o termo de serviço e, se estiver de acordo, clicar em Aceito. Criar minha conta. Após o clique, você verá uma tela de confirmação. Com isso, agora você já possui um endereço de no Gmail e, automaticamente, uma conta Google. Daqui para frente, sempre que você usar o seu login para acessar algum serviço Google, apenas preencha os campos Nome de usuário com o login e a Senha com os mesmos dados que você utilizou para cadastrar o seu novo Google Docs Nesta parte, abordaremos principalmente o uso do serviço Google Docs. Essa ferramenta permite a criação e o compartilhamento de documentos diretamente nas nuvens, ou seja, no Google. É importante notar que nenhuma cópia dos documentos tratados aqui será mantida no laptop em si. Antes de tudo, o serviço Google Docs funciona como um repositório para seus documentos criados a partir dele, ou para documentos existentes localmente em seu laptop e que você tenha subido para o serviço (veremos mais adiante como realizar isso). Dessa forma, seus documentos existentes no Google Docs estão disponíveis, nas nuvens, para você acessar a partir de qualquer computador, de qualquer lugar e a qualquer momento. Os documentos criados podem ser de vários formatos, entre eles: texto, planilha eletrônica, apresentação de slides e desenho. Para entender melhor o que é, e como funciona, o serviço Google Docs, vamos abri-lo em nosso navegador. Para isso, entre no seguinte site: Alternativamente, utilize o item Documentos no menu da barra preta superior presente em qualquer página web de serviço Google. Caso você ainda não tenha se autenticado em algum serviço Google, como o Gmail, será solicitado que você insira seu Nome de usuário e sua Senha. Basta inserir os mesmo dados utilizados para acessar seu (Figura 6). Perceba que você pode selecionar a opção Permanecer Conectado. Se esta opção for selecionada, a próxima vez que você ligar o computador e tentar acessar algum serviço Google, 4

5 Figura 2: Botão para criar uma conta no Gmail. não será necessário realizar a autenticação novamente. Seu login de usuário será automaticamente carregado. Se você está acessando os serviços Google a partir de um computador pessoal, ao qual nenhuma outra pessoa terá acesso além de você, fique à vontade para selecionar essa opção de Permanecer Conectado. Após entrar com seus dados e autenticar sua conta com sucesso, a tela inicial do Google Docs será aberta, como mostra a Figura 7. Lembre-se que essa tela pode ser um pouco diferente de um computador para outro. A função dessa tela inicial é permitir um acesso aos documentos existentes em seu repositório nas nuvens. Como ainda não temos nenhum documento em nosso repositório neste momento inicial, a lista aparece vazia. Nesta tela podemos perceber 3 partes importantes. Na direita, ocupando o maior espaço, está localizada a lista, por enquanto vazia, de documentos. O menu de opções está localizado na esquerda e serve para criar novos documentos ou subir documentos do seu laptop para as nuvens. Na parte superior, temos a caixa de texto da busca. Veremos em mais detalhes cada uma dessas partes. A figura a seguir apresenta essas partes destacadas. Primeiramente vamos entender como funciona a criação de um documento simples de texto. 3.3 Documentos de Texto Para criar um novo documento, a partir da tela inicial, clique no botão vermelho Criar. Uma lista de opções será exibida como mostra a Figura 8. Nessa lista é possível selecionar o tipo de documento a ser criado. Selecione, então, a primeira opção Documento, que se refere a documentos de texto. Uma nova guia (alguns chamam de aba ou mesmo de tab) será então aberta em seu navegador, contendo uma tela parecida com esta da Figura 9: A tela mostra um ambiente muito parecido com os editores de texto comuns. Você pode criar seu documento de texto livremente, acessando as opções do menu e da barra de ferramentas, exatamente como é feito em um editor de texto. Para alterar o nome do documento, basta clicar uma vez sobre o título do documento, no caso Documento sem título no canto superior esquerdo da tela. Adicionar dica para visualizar melhor o site Na Figura 11, estamos alterando o nome do documento para Primeiro documento de texto. Você pode alterar para qualquer nome que desejar. 5

6 Figura 3: Tela de cadastro de conta no Gmail. Trabalhe um pouco com essa tela, e crie um texto com algumas linhas. Vale notar que o documento vai sendo salvo à medida que você o altera, ou seja, se por acaso seu navegador fechar, ou seu computador ficar sem bateria e desligar, seu texto estará salvo em seu repositório nas nuvens. Agora, feche a guia onde está o editor de texto e retorne à guia onde a tela inicial do Google Docs está aberta. Como mostra a figura a seguir, sua lista já deve conter um documento (caso o documento não esteja presente, tente atualizar a página). Para abrir novamente o documento e continuar a edição, basta clicar sobre o nome do documento. Pronto, você acabou de criar e editar seu primeiro documento de texto no Google Docs. Este documento estará disponível para você a qualquer instante, a partir de qualquer computador. Crie novos documentos de texto para exercitar. Tente, também, criar documentos de outros tipos para entender como eles funcionam. 3.4 Subir Arquivos (ou fazer upload) Além de permitir a criação de documentos on-line, o serviço Google Docs também possibilita que você suba para as nuvens os documentos em arquivos que, por alguma razão, estão guardados apenas em seu laptop. Assim, os arquivos enviados ao serviço que está nas nuvens também estarão disponíveis pela internet, exatamente como o documento que acabamos de criar no tópico anterior. Como já foi explicado antes, em caso de defeito ou de indisponibilidade do seu laptop por qualquer outro motivo, basta utilizar qualquer outro computador, fixo ou portátil, pois os seus arquivos estão preservados nas nuvens, tais como foram deixados desde o último acesso. Dentro do serviço Google Docs, exitem duas formas diferentes de subir arquivos e documentos localizados em seu laptop. A primeira é por meio da inclusão de arquivos aos seus documentos já existentes no serviço Google Docs. Por exemplo, isso ocorre quando se adiciona uma imagem local ao laptop (tirada com a própria câmera do seu laptop) dentro de um documento de texto que já está nas nuvens. A segunda é apenas subir para as nuvens um arquivo local do seu laptop que contém um documento qualquer. Nessa segunda forma, o documento adicionado irá aparecer na lista de documentos na sua página inicial do Google Docs, juntamente com os demais. Neste material iremos descrever a primeira forma. Primeiramente vamos inserir uma figura em um documento de texto. Para que o processo 6

7 Figura 4: Exemplo de preenchimento dos dados do usuário fictício ucateste. fique mais interessante, utilizaremos a câmera do laptop para tirarmos uma foto e, em seguida, incluiremos essa foto em um documento de texto. Para criar a foto, acesse o aplicativo Câmera que está na área de trabalho do seu laptop. Porém, antes de capturar a imagem, temos que fazer uma rápida alteração na configuração do aplicativo. Sendo assim, acesse o menu Configurações e depois clique na opção Preferências. Na janela que surgir, clique no botão Arquivos. Feito isso, no quadro intitulado Gravação de fotos, clique no botão Escolha. Finalmente, na janela que surgir, altere o campo nome de imagem.tif, para imagem.jpg. Selecione salvar e retorne ao aplicativo Câmera. Pronto, agora você já pode criar a sua foto apenas clicando no botão representado por uma pequena câmera. Seja criativo! Tirada a foto, agora crie um novo documento de texto no serviço Google Docs, ou abra o que criamos no tópico anterior. Na tela do documento de texto temos um menu muito parecido com editores de texto comuns. Neste menu, encontramos a opção Inserir. Clicando nessa opção, um outro menu contendo opções de inserção é apresentado. Entre as opções está a inserção de imagens, como mostra a Figura 12. Clique nessa opção. Uma nova tela é apresentada (ver Figura 13). Na esquerda, encontramos 4 opções, são elas: Upload, URL, Pesquisas de imagens do google e Álbuns de web do Picasa. Vamos nos concentrar nas duas primeiras, Upload e URL. A opção Upload permite subir para as nuvens algum arquivo localizado no seu laptop, tal como o da foto que acabamos de criar. Por outro lado, a opção URL permite adicionar uma imagem existente em algum site da internet a partir do endereço completo desta figura. Como dito anteriormente, utilizaremos a primeira opção para subir a foto que acabamos de tirar. Para isso, selecione a opção Upload no menu da esquerda e, à direita, você observará o aparecimento de um botão para a escolha de um arquivo. Clique no botão e uma nova janela aparecerá, como a da Figura 14. Essa nova janela permite que você escolha um arquivo em seu computador para que a operação em questão (neste caso é subir para as nuvens) seja executada sobre o mesmo. Se seu laptop mantém a configuração padrão, a foto que criamos deve estar no diretório: Pasta Pessoal (ou home) Imagens. Selecione o arquivo da foto e clique em Abrir. Após clicar, o Google Docs realizará o processo de upload automaticamente. Apenas aguarde alguns instantes até que a imagem seja carregada completamente. Terminado o processo, a tela do editor de textos será restaurada e a foto já fará parte do texto, como na Figura 16. 7

8 Figura 5: Exemplo de preenchimento do campo Verificação de palavras. Com isso, acabamos de subir um arquivo de imagem para dentro do nosso texto. Agora podemos trabalhar com a figura como em um editor de textos comum. Explore um pouco mais o serviço Google Docs, suba mais imagens e teste as configurações. Fique à vontade para explorá-lo pois, afinal, ele é um espaço seu. 3.5 Compartilhamento de Documentos Uma funcionalidade muito interessante disponibilizada pelo serviço Google Docs é o compartilhamento de documentos. Com ela, é possível que documentos sejam compartilhados entre diferentes pessoas através da internet. Por exemplo, você pode escolher algumas pessoas para terem acesso a um certo documento da sua lista. Você pode definir, também, quais dessas pessoas podem alterar seu documento e quais podem apenas vê-los. Inclusive, é possível que duas pessoas alterem um mesmo documento ao mesmo tempo, como se elas estivessem usando o mesmo computador, vendo o mesmo documento. Outra possibilidade é permitir que seu documento esteja disponível para qualquer pessoa na internet, sem restrições. Antes de testarmos o compartilhamento de documentos do sistema Google Docs, vamos entender um pouco mais como funcionam as configurações de compartilhamento de um documento. A configuração de acesso de um documento nada mais é do que a definição de como as pessoas terão acesso ao documento. Por exemplo, você pode definir que apenas você pode acessar e alterar um certo documento da sua lista, ou você pode definir que qualquer pessoa da internet pode visualizar seu documento. Primeiramente, analisaremos o conceito de visibilidade. A visibilidade de um documento define como ele estará visível para as outras pessoas na internet. Mas o que isso significa de fato? Isto significa de que modo outras pessoas, conectadas na internet, podem encontrar seu documento. No sistema Google Docs existem 3 tipos diferentes de visibilidade. O primeiro, chamado de Público na web, permite a qualquer pessoa na internet encontrar e acessar o documento. O segundo, Qualquer pessoa com o link, permite que apenas as pessoas em posse do link, ou seja, do endereço do documento, tenham acesso a ele. Assim, pessoas não poderão encontrar o documento em mecanismos de busca na internet, diferentemente da opção Público na web. O último tipo, chamado de Particular, permite que apenas pessoas que constam em uma lista tenham o direto de visualizar e/ou alterar o documento. Dessa forma, dizemos que se uma pessoa tem visibilidade a um documento, estamos dizendo que ela pode acessar o documento através da internet. 8

9 Figura 6: Tela de login do serviço Google Docs. No serviço Google Docs também é possível definir quais pessoas terão visibilidade e quais delas poderão alterar o documento. Assim, uma pessoa com visibilidade a um documento pode visualizá-lo (ler), porém só pode alterá-lo se isso for explicitamente permitido. Vamos realizar o compartilhamento de um de nossos documentos para entendermos melhor como todo esse processo funciona. Para isso, crie um documento de texto novo, ou abra um já existente em sua lista. Observe que na aba que se abre existe um botão azul no canto superior direito, chamado Compartilhar. Através desse botão podemos alterar as configurações de compartilhamento do documento e, consequentemente, de sua visibilidade. Ao clicar sobre o botão Compartilhar, uma nova tela aparecerá, como na Figura 17. Dica para visualizar a tela (Não cabe na tela do laptop) Esta tela informa o estado atual das configurações de compartilhamento e permite que essas configurações sejam alteradas. Primeiramente, entenderemos essa tela em mais detalhes. Basicamente essa tela é composta por duas partes (ver Figura 18): a primeira é uma lista de pessoas na parte de cima da tela ao passo que a segunda é um quadro que permite a inserção de novas pessoas nessa lista. Focaremos inicialmente na primeira parte (Figura 19). Essa lista tem por objetivo informar qual é a visibilidade atual do documento e quais pessoas estão na lista de quem pode acessar o documento. A primeira linha da lista informa exatamente a visibilidade do documento. Para alterá-la, basta clicar no botão Alterar.... Uma nova tela irá surgir (Figura 20), possibilitando a escolha de um dos 3 tipos de visibilidade tratados anteriormente. Caso um dos dois tipos de visibilidade Público na web ou Qualquer pessoa com o link sejam selecionados, uma nova opção surge no fim da tela (Figura 21). Esta opção permite informar se as pessoas com visibilidade poderão ou não alterar o documento. Nesse exemplo, vamos deixar a opção Particular selecionada. Esta opção é a padrão para novos documentos. Para concluir as configurações de visibilidade, clique em Salvar. Após clicar, retornaremos automaticamente para a tela de configurações de compartilhamento. As demais linhas da lista indicam quais pessoas terão acesso ao documento em questão. Por enquanto só existe uma pessoa nessa lista, que é você, o proprietário do documento. Agora analisaremos a segunda parte da tela de configurações de compartilhamento (Figura 22). 9

10 Figura 7: Tela inicial do serviço Google Docs. Nesta parte é apresentado um quadro que permite a inserção de pessoas na lista. Para inserir uma nova pessoa, basta colocar o dela na caixa de texto. Ao lado da caixa de texto é possível selecionar, também, o que essa pessoa poderá fazer no documento. As opções são: Pode editar, Pode comentar ou Pode Visualizar. Para esse exemplo, selecione Pode editar. Outras opções, como notificar a pessoa por , também estão disponíveis. Para terminar o compartilhamento basta clicar em Compartilhar e salvar. E pronto! A pessoa cujo foi fornecido já terá a visibilidade escolhida no nosso documento. No caso, essa pessoa poderá alterar o documento compartilhado, inclusive ao mesmo tempo em que você estiver fazendo uma alteração. Ainda na tela de configurações de compartilhamento, logo acima do botão Concluído existe, mais uma opção. A seguinte frase está escrita: Os editores terão permissão para adicionar pessoas e alterar as permissões. [Alterar]. Isso significa que as pessoas que você adicionar na lista também poderão adicionar outras pessoas a essa mesma lista. Para alterar esse comportamento, basta clicar em Alterar. Uma outra tela aparecerá, contendo as opções possíveis. Para retornar, clique em Salvar. Em seguida, para retornar ao documento e concluir as configurações de compartilhamento, clique em Concluído. 4 Referências bibliográficas Lévy, Pierre. As tecnologias da Inteligência: O futuro do pensamento na era da informática. São Paulo, editora 34, Lévy, Pierre. O que é o Virtual?. São Paulo, editora 34,

11 Figura 8: Menu Criar. Figura 9: Tela inicial de um documento de texto. 11

12 Figura 10: Exemplo de documento de texto. Figura 11: Tela para renomear um documento de texto. 12

13 Figura 12: Menu Inserir. Figura 13: Tela de inserção de imagem. 13

14 Figura 14: Tela de escolha de arquivo para subir. Figura 15: Tela de escolha de arquivo, com arquivo selecionado. 14

15 Figura 16: Documento de texto com a foto carregada. Figura 17: Tela de configurações de compartilhamento. 15

16 Figura 18: Tela de configurações de compartilhamento (Partes 1 e 2). Figura 19: Tela de configurações de compartilhamento (Parte 1). 16

17 Figura 20: Tela de configuração de visibilidade do documento. Figura 21: Tela de configuração de visibilidade do documento com opção Qualquer pessoa com o link selecionada. 17

18 Figura 22: Tela de configurações de compartilhamento (Parte 2). 18

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

TUTORIAL GOOGLE DRIVE

TUTORIAL GOOGLE DRIVE TUTORIAL GOOGLE DRIVE Armazenar e compartilhar arquivos ou pastas no google drive. Para compartilhar e armazenar arquivos no google drive é necessário ter uma conta google ou conta no gmail. Após criar

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS 1 SUMÁRIO Funcionamento dos Cursos... 03 Guia de Percurso... 05 Manual Acadêmico... 07 Ambiente Virtual de Aprendizagem... 09 Edição do Perfil... 12 Acessando as Atividades... 14 Iniciando o Semestre...

Leia mais

Sistema de Registro das Atividades do RT - Tutorial de utilização

Sistema de Registro das Atividades do RT - Tutorial de utilização Sistema de Registro das Atividades do RT - Tutorial de utilização Acesso WEB 1. Primeiro acesso Para acessar o sistema, abra seu navegador de internet e vá até o site http://sistemart.crmv pr.org.br. Você

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Manual do Google agenda. criação e compartilhamento de agendas

Manual do Google agenda. criação e compartilhamento de agendas Manual do Google agenda criação e compartilhamento de agendas 1 O que é o Google Agenda? Google Agenda é um serviço de agenda on line gratuito do Google, onde você pode anotar compromissos e tarefas, organizando

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES DIGITAIS NEAD

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES DIGITAIS NEAD 0 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES DIGITAIS NEAD ORIENTAÇÕES SOBRE USO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM (MOODLE) PARA DISPONIBILIZAÇÃO

Leia mais

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1 Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1) O acesso ao sistema é realizado através do link: http://www.semarhtemplate.go.gov.br/sistema/ obs.: após o lançamento do

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

Página de Login. Manual para gestão de conteúdo no Portal da Ouvidoria do Senado Federal

Página de Login. Manual para gestão de conteúdo no Portal da Ouvidoria do Senado Federal Portal da Ouvidoria Manual Para Gestão de Conteúdo do Portal da Ouvidoria 2013 Página de Login a. Insira /login na url da ouvidoria http://www12hml:10002/senado/ouvidoria/login b. Preencha o seu nome de

Leia mais

Oficina de Inclusão Tecnológica Windows Live Skydrive

Oficina de Inclusão Tecnológica Windows Live Skydrive 1 Windows Live Skydrive Fonte imagem: blogaomobile.org Ementa: O windows Live Skydrive apresenta a possibilidade da computação em nuvem, que permite ao usuário armazenar arquivos online, de forma a não

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno 1 MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno Acessando o sistema 1- Para acessar a Faculdade Interação Americana Virtual digite o seguinte endereço: http://ead.fia.edu.br/

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT.

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. PÁGINA: 2 de 21 Nenhuma parte deste documento pode ser utilizado ou reproduzido, em qualquer meio

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2010 1 1. INTRODUÇÃO Administradores públicos defrontam-se diariamente com grandes dificuldades para fazer com que processos administrativos, documentos, pareceres e informações

Leia mais

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Cloud Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

Guia de auxílio aos responsáveis

Guia de auxílio aos responsáveis Guia de auxílio aos responsáveis SUMÁRIO FEED DE NOTÍCIAS... 3 DOWNLOAD DE IMAGENS... 4 PENDÊNCIA:... 5 EDIÇÃO DE DADOS PESSOAIS... 6 ALTERAÇÃO DE SENHA... 7 ESQUECEU SUA SENHA?... 7 AGENDA... 8 2 FEED

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS

Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS 1 2 Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS Login é a área de autenticação do sistema. Por questões de segurança, é necessário que o usuário se identifique, impedindo a entrada de pessoas

Leia mais

1.1) Acesse o site da faculdade: http://www.unirio.br/cch/filosofia. Esse é o mesmo endereço que um visitante usaria para navegar normalmente no site.

1.1) Acesse o site da faculdade: http://www.unirio.br/cch/filosofia. Esse é o mesmo endereço que um visitante usaria para navegar normalmente no site. 1) ACESSO AO SITE NO MODO EDIÇÃO 1.1) Acesse o site da faculdade: http://www.unirio.br/cch/filosofia. Esse é o mesmo endereço que um visitante usaria para navegar normalmente no site. 1.2) No canto superior

Leia mais

Manual de Uso da Agenda Digital

Manual de Uso da Agenda Digital Manual de Uso da Agenda Digital SUMÁRIO FEED DE NOTÍCIAS... 3 DOWNLOAD DE IMAGENS... 4 RELATÓRIO DIÁRIO... 5 PENDÊNCIA:... 6 CHAT... 7 EDIÇÃO DE DADOS PESSOAIS... 8 ALTERAÇÃO DE SENHA... 9 ESQUECEU SUA

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Criação e Desenvolvimento de Cursos Online via Moodle Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0 CAPÍTULO 18 INSTALANDO E CONFIGURANDO O MICROSOFT OFFICE PROJECT SERVER 2003 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0 Antes de começar a instalação do Microsoft Office Project Server 2003

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Em um computador baseado no Windows, você pode compartilhar arquivos entre usuários remotos (outro computador). Os usuários remotos se conectam

Leia mais

CONHECENDO A ÁREA DE TRABALHO DO WINDOWS 7

CONHECENDO A ÁREA DE TRABALHO DO WINDOWS 7 CONHECENDO A ÁREA DE TRABALHO DO WINDOWS 7 A Área de trabalho é a principal área exibida na tela quando se liga o computador e faz logon no Windows. É onde se exibe tudo o que é aberto (programas, pastas,

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

Manual PAINT.NET de imagens

Manual PAINT.NET de imagens Manual PAINT.NET de imagens 1. Instalação 1.1 - Para instalar o programa paint.net, o primeiro passo é baixá-lo do endereço a seguir e salvá-lo em seu computador. http://ww2.prefeitura.sp.gov.br/paint_net/paint.net.3.36.exe

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

Manual do Ambiente Virtual Moodle

Manual do Ambiente Virtual Moodle Manual do Ambiente Virtual Moodle versão 0.3 Prof. Cristiano Costa Argemon Vieira Prof. Hercules da Costa Sandim Outubro de 2010 Capítulo 1 Primeiros Passos 1.1 Acessando o Ambiente Acesse o Ambiente Virtual

Leia mais

Manual de Uso Wordpress

Manual de Uso Wordpress Manual de Uso Wordpress Olá! Seja bem vindo ao igual. Agora você pode transmitir todas as notícias importantes da sua comunidade de forma mais simples e eficiente. Mas para que isso aconteça, primeiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira. Manual de Uso. Sistema Interno (Professores)

E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira. Manual de Uso. Sistema Interno (Professores) E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira Manual de Uso Sistema Interno (Professores) Desenvolvido por Six Interfaces www.6i.com.br Telefone: (54) 3232.8486 Suporte: contato@6i.com.br Sumário Acessar

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual do Usuário 2013

Manual do Usuário 2013 Manual do Usuário 2013 MANUAL DO USUÁRIO 2013 Introdução Um ambiente virtual de aprendizagem é um programa para computador que permite que a sala de aula migre para a Internet. Simula muitos dos recursos

Leia mais

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Agosto/2012 Versão 1.0 1. ACESSANDO O PORTAL Acesse o site do TJ no endereço www.tjrn.jus.br Observação: utilize

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Zimbra Versão 8.0.2 Sumário ACESSANDO O EMAIL... 1 ESCREVENDO MENSAGENS E ANEXANDO ARQUIVOS... 1 ADICIONANDO CONTATOS... 4 ADICIONANDO GRUPOS DE CONTATOS... 6 ADICIONANDO

Leia mais

Treinamento Plone. Unirio

Treinamento Plone. Unirio Treinamento Plone Unirio Autenticando no Site Ao abrir o site Plone, no canto superior direito você verá a aba acessar. Clique nela. Autenticando no Site Autenticando no Site Ao clicá-la, abrirá uma janela

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Tutorial Plone 4 Manutenção de Sites Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Sumário Introdução 1 Como fazer a autenticação do usuário 1.1 Através do

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Módulo 1 Configuração de Cursos. Robson Santos da Silva Ms.

Módulo 1 Configuração de Cursos. Robson Santos da Silva Ms. Módulo 1 Configuração de Cursos Robson Santos da Silva Ms. Olá! Estamos iniciando o Módulo 1. Nele, aprenderemos a configurar um novo curso no MOODLE. Além disso, identificaremos os dispositivos e ferramentas

Leia mais

Backup (cópia de segurança) e restauração de informações no

Backup (cópia de segurança) e restauração de informações no Backup (cópia de segurança) e restauração de informações no Pag.2 Backup (cópia de segurança) Após acessar a Intranet da Unimep, para abrir o Ambiente Virtual de Aprendizagem-Moodle, clique sobre seu link

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013.

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013. Curso de atualização Educação Integral e Integrada Tutorial Moodle Belo Horizonte, 2013. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ACESSANDO O AMBIENTE... 4 3. CONHECENDO O AMBIENTE... 5 3.1. CAIXAS DE UTILIDADES... 5 4.

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

TUTORIAL GOOGLE DRIVE

TUTORIAL GOOGLE DRIVE TUTORIAL GOOGLE DRIVE A fim de fortalecer e dinamizar o diálogo com os Irmãos da Província La Salle Brasil-Chile, a Direção Provincial passa a disponibilizar comunicados oficiais de modo online em uma

Leia mais

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo Manual Sistema MLBC Manual do Sistema do Módulo Administrativo Este documento tem por objetivo descrever as principais funcionalidades do sistema administrador desenvolvido pela MLBC Comunicação Digital.

Leia mais

DOWNLOAD DO APLICATIVO: INSTALAÇÃO DO APLICATIVO

DOWNLOAD DO APLICATIVO: INSTALAÇÃO DO APLICATIVO DOWNLOAD DO APLICATIVO: O aplicativo deve ser baixado pelo endereço: http://www.estudeadistancia.com/avamobile/ A partir do dia 03/06 será disponibilizado dois links para download: 1 download do aplicativo

Leia mais

NewAgent enterprise-brain

NewAgent enterprise-brain Manual NewAgent enterprise-brain Configuração Manual NewAgent enterprise-brain Configuração Este manual de uso irá ajudá-lo na utilização de todas as funções administrativas que a NewAgent possui e assim,

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN S U M Á R I O 1Tela de Login...2 2 Painel......3 3 Post...4 4 Ferramentas de Post...10 5 Páginas...14 6 Ferramentas de páginas...21 7 Mídias...25 8 Links......30 1 1- TELA DE LOGIN Para ter acesso ao wordpress

Leia mais

Dicas de uso para Cloud Computing

Dicas de uso para Cloud Computing Dicas de uso para Cloud Computing Este material tem o objetivo de auxiliar você, usuário do acesso cloud, antes porém vamos apenas reforçar o que é o Cloud Computing, este também chamado de computação

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

Como incluir artigos:

Como incluir artigos: Como incluir artigos: O WordPress é uma ferramenta muito flexível, com muitas variações e ajustes que podem torná-lo algo muito simples e também muito sofisticado conforme os recursos que são configurados

Leia mais

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!!

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!! Apresentação Este manual é uma orientação para os participantes de cursos no ambiente Moodle do INSTITUTO PRISMA. Tem como objetivo orientar sobre as ações básicas de acesso e utilização do ambiente virtual

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

Manual Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.1. Copyright GVT 2014. https://backuponlinegvt.com.br

Manual Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.1. Copyright GVT 2014. https://backuponlinegvt.com.br Manual do Usuário Backup Online Versão 1.0.1 Copyright GVT 2014 https://backuponlinegvt.com.br 1 1 Backup Online... Erro! Indicador não definido. 2 Instalação do Backup Online... 4 3 Configuração e uso

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

MANUAL E DICAS ASSISTENTE VIRTUAL (AV) ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 POR

MANUAL E DICAS ASSISTENTE VIRTUAL (AV) ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 POR MANUAL E DICAS DO ASSISTENTE VIRTUAL (AV) POR ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 ÍNDICE Introdução...3 Requisitos e Restrições do Assistente...3 Diferenças da Versão

Leia mais

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário TIM PROTECT BACKUP. Versão 1.0.0. Copyright TIM 2014. http://timprotect.com.br

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário TIM PROTECT BACKUP. Versão 1.0.0. Copyright TIM 2014. http://timprotect.com.br Manual do Usuário TIM PROTECT BACKUP Versão 1.0.0 Copyright TIM 2014 http://timprotect.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 TIM PROTECT BACKUP...Erro! Indicador não definido. 2.1 Instalação do TIM PROTECT

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.1. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.1. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.1 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 1 Nextel Cloud... 3 2 Instalação do Nextel Cloud... 4 3 Configuração e uso dos componentes Nextel Cloud... 7 3.1

Leia mais

Manual do Ambiente Moodle para Alunos

Manual do Ambiente Moodle para Alunos UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Manual do Ambiente Moodle para Alunos Versão 1.0b Setembro/2011 Direitos Autorais: Essa apostila está licenciada sob uma Licença Creative Commons 3.0 Atribuição de

Leia mais

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@)

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NO CEARÁ Núcleo Seccional da ESMAFE - 5ª Região no Ceará Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) AMBIENTAÇÃO NA PLATAFORMA 1. Cadastro 2. Preenchimento

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Configuração de assinatura de e-mail

Configuração de assinatura de e-mail Configuração de assinatura de e-mail Este manual irá lhe auxiliar a configurar a sua assinatura de E-mail no Microsoft Outlook (Desktop) e no Outlook Web App (Webmail). Gerando a sua assinatura de e-mail

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline):

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): Sumário 1 - EDOutletOffline (sem internet):... 1 2 EDOutlet (com internet)... 7 2.1 DIGITANDO AS REFERÊNCIAS:... 9 2.2 IMPORTAÇÃO DE PEDIDOS:... 11 3 ENVIANDO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 1 Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 2015 2 Sumário Acessando o UNICURITIBA Virtual... 4 Conhecendo o UNICURITIBA Virtual... 5 1. Foto do Perfil... 5 2. Campo de Busca...

Leia mais

PASSO A PASSO GOOGLE DOCS - FORMULÁRIOS GOOGLE DOCS

PASSO A PASSO GOOGLE DOCS - FORMULÁRIOS GOOGLE DOCS CEEBJA - PALOTINA CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA PARA JOVENS E ADULTOS NRE- Toledo MUNICÍPIO: PALOTINA PASSO A PASSO GOOGLE DOCS - FORMULÁRIOS GOOGLE DOCS O Google Docs é uma das recentes ferramentas

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores

Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores 1 2 2015 Sumário 1 Texto introdutório... 3 2 Como Acessar o UNICURITIBA VIRTUAL... 3 3 Tela inicial após login... 3 3.1) Foto do perfil... 4 3.2) Campo de busca...

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

Moodle - CEAD Manual do Estudante

Moodle - CEAD Manual do Estudante Moodle - CEAD Manual do Estudante Índice Introdução 3 Acessando o Ambiente 4 Acessando o Curso 5 Navegando no Ambiente do Curso 5 Box Participantes 5 Box Atividades 5 Box Buscar nos Fóruns 5 Box Administração

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais