Programa de Identidade Visual Manual Completo para uso da Marca. Brasília, 2011.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Identidade Visual Manual Completo para uso da Marca. Brasília, 2011."

Transcrição

1 Programa de Identidade Visual Manual Completo para uso da Marca Brasília, 2011.

2

3 Sumário Apresentação... 5 Sobre o Manual... 7 Elementos Estruturais... 8 Proporções e Modulação Proteções e Afastamentos Reduções Alfabeto Tipográfico Padrão Cromático Monocromático Tons de Cinza Uso Idevido da Marca Papelaria e Brindes Cartão de Visitas Envelope Papel Timbrado Etiqueta Pasta Crachá Bloco de Notas Caneta Folder - Capa Folder - Miolo Relatório - Capa Relatório - Miolo Publicação - Capa Publicação - Miolo Folheto Banner Cartaz Faixa ou Testeira de mesa Apresentação em Slides Bolacha de CD e DVD Encarte de CD Encarte de DVD Envelope / Caixa Slim para CD Marcador de Livro

4 Fundo de Brindes - Pasta de Lona para Eventos Brindes - Pasta de PVC para Eventos Brindes - Pasta de Couro Porta-Bloco Brindes - Bloco de Notas de Couro Brindes - Caneta Brindes - Broche de Lapela Cuide bem da Marca

5 Apresentação A necessidade de propagar ideias e conceitos emerge de questões como: Quem sou eu? Como penso, sinto e ajo? Quem deve saber disso e por quê? Permitir as interações propostas por essas perguntas aconteçam de forma clara e imediata têm sido o contínuo desafio da área de comunicação. Ações comunicativas têm maior probabilidade de dar certo quando observado e aplicado um princípio fundamental: indivíduos, organizações e comunidades expressam valores e evidenciam atuação através de sua identidade. A humanidade sempre usou símbolos para expressar individualidade, orgulho, lealdade ou propriedade. Os casos em que o símbolo gera diferenciação, memória e valor normalmente são os mais bem sucedidos. Um símbolo que funciona é uma marca. A marca é uma promessa que vai de encontro às expectativas do indivíduo sobre os produtos ou serviços de uma organização. Seu poder reside na capacidade de síntese comunicativa: uma simples forma pode instantaneamente recuperar uma lembrança, despertar uma emoção ou propagar uma idéia. Enquanto marca simboliza uma abstração, um conceito, e com isso informa corações e mentes, identidade visual é um sistema tangível de regras que apela para os sentidos. Uma identidade visual desperta percepção e permite associações com certa marca exatamente porque a visão, mais que qualquer outro sentido, provê informações imediatas sobre o mundo. A velocidade da vida, a competitividade 5

6 das organizações, o tempo e espaço comprimidos nas mídias comunicacionais, a necessidade crescente de informar e divulgar demanda que ideias, produtos e serviços sejam cada vez mais sintetizados por elementos visuais, símbolos ou marcas. Enquanto os meios de comunicação se tornam mais complexos, o comportamento das empresas, o nome social, os sinais visuais e produtos seguem o caminho de uma simplificação natural. A necessidade de rápida percepção na leitura, respondendo ao acelerado ritmo da sociedade atual, leva designers, profissionais empresariais e de comunicação a reconhecer que simplicidade é um valor e que às vezes o menos é mais.observa-se que as expressões verbais e visuais repletas de informações conflitantes interferem na ne cessária rapidez de percepção de seu principal significado. Se não identificadas com a acelerada evolução técnica, essas expressões perdem, gradualmente, seu poder de referência. Identidade visual ou corporativa é exatamente isso: a expressão gráfica de conceitos, valores e práticas de uma instituição/projeto/produto. Geralmente se vale de uma marca e de um conjuntos de regra de uso e aplicação especialmente desenvolvidas para bem representá-la. Quando esse sistema de informações visuais é compreensível e, sobretudo, identificável pelo leitor como pertencente àquela instituição/projeto/produto, tem-se um Programa de Identidade Visual que cumpriu seu propósito. WOLLNER, Alexandre Design Visual 50 Anos 6

7 Sobre o Manual A normatização de um projeto de identidade visual se dá por meio do manual de identidade visual, em que estão dispostos todos os estudos de construção e aplicações da marca. O objetivo do manual é fornecer recursos para que os elementos estruturais do projeto de identidade visual sejam aplicados corretamente em todos os níveis de informação nos quais a instituição/projeto/produto o utiliza. É importante que todas as normas estabelecidas no manual sejam seguidas corretamente para que os elementos visuais da identidade tenham consistência de aplicação. As recomendações, especificações e normas geralmente tratam de:»»»»»» Explicar a lógica construtiva da marca e dos elementos que a compõem. Estabelecer variações formais da marca (assinaturas vertical/horizontal). Explicar a organização dos elementos que compõem a marca em cada variação formal (símbolo, logotipo e designações). Estabelecer as dimensões mínimas de reprodução para preservar a legibilidade em função de cada um dos diversos meios de reprodução gráfica, assim como nas diversas mídias disponíveis no mercado. Indicar as especificações técnicas das cores utilizadas na marca, para garantir a fidelidade da cor em cada um dos diversos meios de reprodução. Demonstrar algumas situações de aplicação da marca a serem evitadas. 7

8 Elementos Estruturais Símbolo Sinal gráfico cujo objetivo é representar visualmente a marca de uma instituição/projeto/produto. De natureza figurativa ou abstrata, geralmente configura uma forma sintética, para facilitar a assimilação e reforçar a mensagem da marca. Tipograma Considera-se tipograma a expressão verbal e visual composta com base em signos tipográficos existentes e agrupados de forma particular. Por seu comportamento, uniformidade, destaque e constância de uso, serve como referência visual de uma empresa, instituição, corporação e produtos. WOLLNER, Alexandre Design Visual 50 Anos Texto de Apoio Slogan ou frase utilizada para complementar informações a serem passadas pela marca. 8

9 Assinatura Horizontal (Uso recomendado) Assinatura Vertical 9

10 Proporções e Modulação O sistema modular é a espinha dorsal da identidade visual. É a base geométrica que dá sustentação, unifica e organiza de forma coerente todos os elementos estruturais do projeto. Adaptável aos mais diversos sistemas de medição (metro, polegada, ponto tipográfico, pixel), o sistema de módulos possibilita a construção e combinação dos elementos da identidade de maneira flexível e dinâmica. 10

11 Estabelecer o módulo padrão é o passo inicial para a definição das corretas relações entre os componentes do símbolo e, a partir desta definição, estruturar todo o comportamento das expressões visuais da marca. WOLLNER, Alexandre Design Visual 50 Anos 11

12 A base do sistema modular é o quadrado. Com ele, podese estabelecer um módulo padrão (x) e assim criar uma estrutura para a construção de todos os diagramas da identidade. O quadrado pode ser dividido em 5 5 módulos iguais, onde cada módulo pode ser dividido em 5 submódulos e assim sucessivamente. x 6x 6x 6x 24x 12

13 x 6x 11x 6x 6x 20x 13

14 Proteções e Afastamentos Com o intuito de preservar a integridade da assinatura, foi estabelecida uma medida para a área de proteção margem de segurança que a protege de interferências causadas por outros elementos posicionados próximos. Deve-se respeitar uma área livre em volta da assinatura, equivalente a dois módulos ou 1/3 da altura do símbolo. Esta regra é válida para todas as versões da assinatura. 2x x 2x 2x 14 2x

15 2x x 2x 2x 2x 15

16 Reduções A redução demasiada de qualquer marca dificulta a sua leitura e/ou o seu reconhecimento. No entanto, a determinação de limites de redução estará sujeita ao processo empregado, à qualidade do original utilizado e à qualidade de reprodução obtida. Para a Identidade Visual do projeto Modernização da Gestão Pública Cooperação Brasil-Espanha são recomendadas as medidas especificas a seguir. Redução além desse limite comprometerá sua leitura. 4 cm 1 cm 3,5 cm 2 cm 16

17 Alfabeto Tipográfico A tipografia é um elemento fundamental para a consolidação de qualquer sistema de identidade visual. Sua função é dar ordem estrutural e formal à comunicação textual. A especificação de uma família tipográfica e suas aplicações constituem a forma de como a linguagem escrita deve ser representada visualmente em um sistema de identidade. Da construção das marcas nominativas à composição de textos em publicações e documentos, a tipografia é o meio de representação do conteúdo textual. É por meio de um sistema tipográfico bem construído que se consegue uma uniformidade em todas as representações textuais da identidade. Tipograma: Inlove Light Texto de Apoio: UnB Pro Light abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ Tipografia complementar para publicações e afins: Myriad Pro abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ Adobe Garamond Pro abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ 17

18 Padrão Cromático A padronização de cores é de suma importância para a consolidação de uma identidade visual. Por meio de um código cromático, pode-se estabelecer um sistema de cores elementar, cuja função é fazer com que as aplicações de cores mantenham-se uniformes em toda a identidade visual. PANTONE 336 M PANTONE 334 M BLACK - PRETO CINZA CMYC: C 100 M 0 Y 67 K 47 RGB: R 0 G 106 B 81 Hexa: # CMYC: C 100 M 0 Y 60 K 3 RGB: R 0 G 163 B 137 Hexa: # CMYC: C 0 M 0 Y 0 K 100 RGB: R 0 G 0 B 0 Hexa: # CMYC: C 0 M 0 Y 0 K 80 RGB: R 79 G 76 B 77 Hexa: #

19 Tons de Cinza CINZA 1 CMYC: C 0 M 0 Y 0 K 80 RGB: R 128 G 130 B 133 Hexa: # CINZA 2 CMYC: C 0 M 0 Y 0 K 80 RGB: R 79 G 76 B 77 Hexa: # BLACK - PRETO CMYC: C 0 M 0 Y 0 K 100 RGB: R 0 G 0 B 0 Hexa: # Monocromático 19

20 Quando não utilizada em fundo de cor branca, deve-se aplicar a assinatura em versão monocromática. Para tons escuros ou que contenham mais de 50% de escala de preto, deve se usar a versão monocromática branca, e para tons claros com menos de 50% de escala de preto, a versão monocromática preta. A todo momento a legibilidade da Marca deve ser preservada. 20

21 x x x x x x x x 21

22 Uso Idevido da Marca Este Manual apresenta aspectos técnicos relacionados à identidade visual do Projeto Modernização da Gestão Pública Cooperação Brasil-Espanha, e traz orientações básicas sobre seu uso e aplicação. Porém, nem sempre estas informações são suficientes pra garantir um uso uniforme da marca e suas assinaturas. Em se tratando de aspectos visuais, por vezes, as exceções são mais freqüentes que as regras. A existência de orientações estritas estabelece um panorama mínimo de uso, mas não garante que a coerência visual seja mantida em contextos nãoabordados por aquelas regras. Manter a uniformidade da marca é aspecto primordial para seu adequado desempenho. Para evitar sua descaracterização, seguem a seguir exemplos de erros mais comuns:» Modificar o ângulo de inclinação da Marca, tanto para a direita quanto para esquerda. 22» Modificar uma das proporções lineares da Marca, tanto no sentido horizontal quanto no vertical.

23 » Descaracterizar a Marca desmontando-a ou utilizando apenas parte de seus elementos.» Aplicar efeitos de reflexão, transparência, textura ou sombreamento. 23

24 » Trocar as cores, utilizar cores diferntes das especificadas ou unificá-las.» Modificar o sentido de orientação da Marca em relação ao seu Tipograma e vice-versa. Inovação na Inovação na» Aplicar efeitos tridimensionais de perspectiva, relevo, extrusão ou chanframento.» Descaracterizar o Tipograma e o Texto de apoio trocando a família tipográfica, redesenhando-as ou reinterpretando-as. 24

25 » Criar versões alternativas com contornos, sem preenchimento ou elementos supérfluos.» Modificar a relação de proporcionalidade especificada para Símbolo e Tipograma. 25

26 Papelaria e Brindes Cartão de Visitas José da Silva Analista Técnico (61) Ministério do Planejamento Esplanada dos Ministérios - Bloco K - Sala 474 José da Silva Analista Técnico (61) Ministério do Planejamento Esplanada dos Ministérios - Bloco K - Sala

27 Envelope 27

28 28 Papel Timbrado

29 Etiqueta 29

30 Pasta Frente Pasta aberta tamanho A3 - dobrada tamanho A4. Verso 30

31 Crachá José da Silva Analista Técnico José da Silva Analista Técnico Crachá para evento Tamanho 10 x 13 cm Crachá para Paticipante do Projeto Tamanho 7 x 10 cm 31

32 Bloco de Notas Capa Papel Timbrado - Bloco de Notas Contracapa - Verso Tamanho 10 x 13 cm 32

33 Caneta 33

34 Folder - Capa Título do Folder Descrição do Folder 34

35 Folder - Miolo 1. APRESENTAÇÃO Este documento visa definir ações de comunicação interna e externa para todas as etapas do projeto Modernização da Gestão Pública, buscando promover e gerenciar o relacionamento do projeto com seus públicos. As propostas desse Plano de Comunicação estão em consonância com as linhas gerais do documento Plano de Trabalho. As informações apresentadas neste documento devem ser norteadoras para as ações de comunicação do projeto, a fim de estabelecer uma linguagem sistêmica e uniforme pela qual a imagem da Modernização da Gestão Pública seja reconhecida por todos os seus públicos. Para realização de uma efetiva divulgação, a Diretoria Nacional utilizará os meios mais adequados para disseminação das diversas ações realizadas pelo projeto Modernização da Gestão Pública. Entre eles, sistematização das informações constantes na base de dados administrada pela Secretaria de Gestão (SEGES) com produtos e informações relevantes; criação de press kit contendo informações de forma organizada e estruturada e em formato jornalístico para ser utilizado em eventos; criação de manual de identidade visual com a definição de uma logomarca para aplicação em folders, banners, canetas, blocos de anotação e outros materiais; mapeamento, melhoria e redação de textos para a página web do projeto Modernização da Gestão Pública; e entrevistas com os gestores e/ou consultores para a coleta de informações sobre os principais produtos que compõem as diversas ações da cooperação entre o Brasil e a Espanha. 2. OBJETIVOS DA POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO 2.1. Objetivos Primários Estabelecer canais de comunicação das ações do projeto Modernização da Gestão Pública utilizando os meios de comunicação disponíveis, com o intuito de fornecer informações aos seus públicos interno e externo. Realizar trabalho especializado para a construção de uma imagem positiva dos produtos desenvolvidos no escopo do projeto Modernização da Gestão Pública. Destacar ações relevantes do projeto para torná-lo referência nos temas alusivos à gestão pública. Dar visibilidade às ferramentas e serviços públicos relacionados ao projeto. Padronizar a linguagem a ser utilizada nos canais de comunicação disponibilizados pela Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) a. Estabelecer parceria com a Coordenação de Comunicação Organizacional e Eventos da Secretaria de Gestão e a Assessoria de Comunicação do MP para a divulgação de sugestões de pauta, contato com a imprensa, envio de informações via mailing list, envio de notícias para compor o boletim Informaseges, notícias e atualizações na página web do projeto, aprovação de todo o material impresso como publicações periódicas de caráter técnico e informativo, folders, cartazes, banners, entre outros. 35

36 Relatório - Capa Título do Relatório Subtítulo do Relatório Descrição do Relatório Descrição do Relatório Descrição do Relatório Descrição do Relatório Título do Relatório Subtítulo do Relatório Descrição do Relatório Descrição do Relatório Descrição do Relatório Descrição do Relatório 36

37 Relatório - Miolo 1. APRESENTAÇÃO do projeto Modernização da Gestão Pública, buscando promover e gerenciar o relaciona- mento do projeto com seus públicos. As propostas desse Plano de Comunicação estão em consonância com as linhas gerais do documento Plano de Trabalho. As informações apresentadas neste documento devem ser norteadoras para as ações de co- imagem da Modernização da Gestão Pública seja reconhecida por todos os seus públicos. Para realização de uma efetiva divulgação, a Diretoria Nacional utilizará os meios mais adequados para disseminação das diversas ações realizadas pelo projeto Modernização da Gestão Pública. Entre eles, sistematização das informações constantes na base de dados administrada pela Secretaria de Gestão (SEGES) com produtos e informações relevantes; criação de press kit contendo informações de forma organizada e estruturada e em formato jornalístico para ser utilizado em eventos; criação de manual de identidade visual com a folders, banners, canetas, blocos de anotação e outros materiais; mapeamento, melhoria e redação de textos para a página web do projeto Modernização da Gestão Pública; e entrevistas com os gestores e/ou consultores para a co leta de informações sobre os principais produtos que compõem as diversas ações da coop eração entre o Brasil e a Espanha. 2. OBJETIVOS DA POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO 2.1. Objetivos Primários Estabelecer canais de comunicação das ações do projeto Modernização da Gestão Pública utilizando os meios de comunicação disponíveis, com o intuito de fornecer informações aos seus públicos interno e externo. Estabelecer parceria com a Coordenação de Comunicação Organizacional e Eventos da Secretaria de Gestão e a Assessoria de Comunicação do MP para a divulgação de sugestões de pauta, contato com a imprensa, envio de informações via mailing list, envio de notícias para compor o boletim Informaseges, notícias e atualizações na página web do projeto, aprovação de todo o material impresso como publicações periódicas de caráter técnico e informativo, folders, cartazes, banners, entre outros. 3. PUBLICAÇÕES 3.1. Publicações de caráter técnico e informativo Descrição Periodicidade Operacionalização Implantação Responsável direto - - Publicações elaboradas com o objetivo de divulgar o conteúdo proveniente de relatórios das ações do projeto Modernização da Gestão Pública Corrente 3.2. Portfolio do Projeto Descrição Periodicidade publicação dos relatórios das ações realizadas pelo projeto No decorrer das etapas do projeto Diretoria Nacional do projeto; AECID; CCOE Publicação de apresentação das ações do projeto Modernização da Gestão Pública produzida em material impresso, vídeo, CD-ROM/DVD, na qual constarão as ações relacionadas à cooperação realizada entre o Brasil e a Espanha, com dados de maior perenidade que permitam uma vida útil maior do produto Corrente Realizar trabalho especializado para a construção de uma imagem positiva dos produtos desenvolvidos no escopo do projeto Modernização da Gestão Pública. Destacar ações relevantes do projeto para torná-lo referência nos temas alusivos à gestão pública. Dar visibilidade às ferramentas e serviços públicos relacionados ao projeto. Padronizar a linguagem a ser utilizada nos canais de comunicação disponibilizados pela Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP)a. Operacionalização Implantação Responsável direto layout, tiragem, edição e distribuição dirigida. O conteúdo do folder deverá estar de acordo com o texto publicado na página web do projeto Na 2ª fase do projeto Diretoria Nacional do projeto; AECID; CCOE 37

38 Publicação - Capa Título da Publicação - Subtítulo da Publicação Título da Publicação Subtítulo da Publicação 38

39 Publicação - Miolo 1. APRESENTAÇÃO do projeto Modernização da Gestão Pública, buscando promover e gerenciar o relaciona- mento do projeto com seus públicos. As propostas desse Plano de Comunicação estão em consonância com as linhas gerais do documento Plano de Trabalho. As informações apresentadas neste documento devem ser norteadoras para as ações de co- imagem da Modernização da Gestão Pública seja reconhecida por todos os seus públicos. Para realização de uma efetiva divulgação, a Diretoria Nacional utilizará os meios mais adequados para disseminação das diversas ações realizadas pelo projeto Modernização da Gestão Pública. Entre eles, sistematização das informações constantes na base de dados administrada pela Secretaria de Gestão (SEGES) com produtos e informações relevantes; criação de press kit contendo informações de forma organizada e estruturada e em formato jornalístico para ser utilizado em eventos; criação de manual de identidade visual com a folders, banners, canetas, blocos de anotação e outros materiais; mapeamento, melhoria e redação de textos para a página web do projeto Modernização da Gestão Pública; e entrevistas com os gestores e/ou consultores para a co leta de informações sobre os principais produtos que compõem as diversas ações da coop eração entre o Brasil e a Espanha. 2. OBJETIVOS DA POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO 2.1. Objetivos Primários Estabelecer canais de comunicação das ações do projeto Modernização da Gestão Pública utilizando os meios de comunicação disponíveis, com o intuito de fornecer informações aos seus públicos interno e externo. Estabelecer parceria com a Coordenação de Comunicação Organizacional e Eventos da Secretaria de Gestão e a Assessoria de Comunicação do MP para a divulgação de sugestões de pauta, contato com a imprensa, envio de informações via mailing list, envio de notícias para compor o boletim Informaseges, notícias e atualizações na página web do projeto, aprovação de todo o material impresso como publicações periódicas de caráter técnico e informativo, folders, cartazes, banners, entre outros. 3. PUBLICAÇÕES 3.1. Publicações de caráter técnico e informativo Descrição Periodicidade Operacionalização Implantação Responsável direto - - Publicações elaboradas com o objetivo de divulgar o conteúdo proveniente de relatórios das ações do projeto Modernização da Gestão Pública Corrente 3.2. Portfolio do Projeto Descrição Periodicidade publicação dos relatórios das ações realizadas pelo projeto No decorrer das etapas do projeto Diretoria Nacional do projeto; AECID; CCOE Publicação de apresentação das ações do projeto Modernização da Gestão Pública produzida em material impresso, vídeo, CD-ROM/DVD, na qual constarão as ações relacionadas à cooperação realizada entre o Brasil e a Espanha, com dados de maior perenidade que permitam uma vida útil maior do produto Corrente Realizar trabalho especializado para a construção de uma imagem positiva dos produtos desenvolvidos no escopo do projeto Modernização da Gestão Pública. Destacar ações relevantes do projeto para torná-lo referência nos temas alusivos à gestão pública. Dar visibilidade às ferramentas e serviços públicos relacionados ao projeto. Padronizar a linguagem a ser utilizada nos canais de comunicação disponibilizados pela Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP)a. Operacionalização Implantação Responsável direto layout, tiragem, edição e distribuição dirigida. O conteúdo do folder deverá estar de acordo com o texto publicado na página web do projeto Na 2ª fase do projeto Diretoria Nacional do projeto; AECID; CCOE 39

40 MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA COOPERAÇÃO BRASIL-ESPANHA Folheto organização facilita a criação dos conhecimentos estratégicos para atingir a excelência. Podemos já vislumbrar o modo pelo qual a complexidade dos estudos efetuados estende o alcance e a importância das novas proposições. No mundo atual, a consolidação das estruturas possibilita uma melhor visão global dos níveis de motivação departamental. Por conseguinte, a consulta aos diversos militantes não pode mais se dissociar das diversas correntes de pensamento. No entanto, não podemos esquecer que a valorização de fatores subjetivos agrega valor ao estabelecimento de alternativas às soluções ortodoxas. Todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se o aumento do diálogo entre os diferentes setores produtivos nos obriga à análise do impacto na agilidade conta dos métodos utilizados na avaliação de resultados. Título do Folheto mundiais assume importantes posições no estabelecimento. Sistema de participação geral. - cação aponta para a melhoria dos procedimentos normalmente adotados. A nível organizacional, o entendimento das metas propostas auxilia a preparação e a composição das regras de conduta normativas. Gostaria de enfatizar que o comprometimento entre as equipes obstaculiza a apreciação da importância do sistema de formação de quadros que corresponde às necessidades. Pensando mais a longo prazo, a necessidade de renovação Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto Descrição do Folheto O empenho em analisar a constante divulgação das informações garante a contribuição de um grupo importante na determinação dos paradigmas corporativos. Ainda assim, existem dúvidas a respeito de como o surgimento do comércio virtual promove a alavancagem das posturas dos órgãos dirigentes com relação às suas atribuições. Desta maneira, o início da atividade geral de formação de atitudes ainda não demonstrou convincentemente que vai participar na mudança do processo de comunicação como um todo. Frente Verso Tamanho: 22 x 30 cm 40

41 Banner Nome do Evento Descrição do Evento Data do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Programação do Evento - Programação do Evento Tamanho Sugerido: 180 x 100 cm ou qualquer medida proporcional. 41

42 Cartaz Nome do Evento Descrição do Evento Data do Evento Tamanho Sugerido: A3 (29,7 x 42 cm) ou qualquer medida proporcional. 42

43 Faixa ou Testeira de mesa Tamanho Sugerido: 200 x 30 cm ou qualquer medida proporcional. 43

44 Apresentação em Slides Título do Evento Título da Apresentação Tópico 1 Tópico 2 Tópico 3 44

45 Bolacha de CD e DVD Título do CD Subtítulo ou Descrição do CD Título do DVD Subtítulo ou Descrição do DVD Bolacha de CD Tamanho 12 x 12 cm Bolacha de DVD Tamanho 12 x 12 cm 45

46 Encarte de CD Título do CD Subtítulo ou Descrição do CD Verso Frente Tamanho do Encarte Aberto: 25 x 12,5 cm. Tamanho Fechado: 12,5 x 12,5 cm. 46

47 Encarte de DVD Título do DVD - Subtítulo ou Descrição do DVD Título do DVD Subtítulo ou Descrição do DVD Verso Frente Tamanho do Encarte Aberto: 27,5 x 18,5 cm. Tamanho Fechado: 13 x 18,5 cm. Lombada do DVD: 1,5 cm 47

48 Envelope / Caixa Slim para CD Título do CD Subtítulo ou Descrição do CD Envelope Aberto - Frente - Tamanho 12,5 x 17,5 cm Envelope Fechado - Verso - Tamanho 12,5 x 12,5 cm 48

49 Marcador de Livro Frente Verso Tamanho 17,5 x 4 cm 49

50 50 Fundo de

51 Brindes - Pasta de Lona para Eventos Os materiais promocionais (canetas, pastas de lona, blocos de nota, agendas, porta-cartões, porta-bloco em couro, pastas de PVC, broches de lapela, etc.) estarão sujeitos à cotação de menor valor. As imagens impressas são apenas sugestões possíveis para a criação de modelos mais elaborados de brindes. 51

52 Brindes - Pasta de PVC para Eventos Os materiais promocionais (canetas, pastas de lona, blocos de nota, agendas, porta-cartões, porta-bloco em couro, pastas de PVC, broches de lapela, etc.) estarão sujeitos à cotação de menor valor. As imagens impressas são apenas sugestões possíveis para a criação de modelos mais elaborados de brindes. 52

53 Brindes - Pasta de Couro Porta-Bloco Os materiais promocionais (canetas, pastas de lona, blocos de nota, agendas, porta-cartões, porta-bloco em couro, pastas de PVC, broches de lapela, etc.) estarão sujeitos à cotação de menor valor. As imagens impressas são apenas sugestões possíveis para a criação de modelos mais elaborados de brindes. Nos materiais em couro, a sugestão é que a assinatura seja aplicada em baixo relevo no próprio material. Assinatura Visual em baixo relevo 53

54 Brindes - Bloco de Notas de Couro Assinatura Visual em baixo relevo Os materiais promocionais (canetas, pastas de lona, blocos de nota, agendas, porta-cartões, porta-bloco em couro, pastas de PVC, broches de lapela, etc.) estarão sujeitos à cotação de menor valor. As imagens impressas são apenas sugestões possíveis para a criação de modelos mais elaborados de brindes. Nos materiais em couro, a sugestão é que a assinatura seja aplicada em baixo relevo no próprio material. 54

55 Brindes - Caneta Os materiais promocionais (canetas, pastas de lona, blocos de nota, agendas, porta-cartões, porta-bloco em couro, pastas de PVC, broches de lapela, etc.) estarão sujeitos à cotação de menor valor. As imagens impressas são apenas sugestões possíveis para a criação de modelos mais elaborados de brindes. 55

56 Brindes - Broche de Lapela Pin - Aplicação da Assinatura Visual em material metálico. Broche horizontal - Plástico 56 Os materiais promocionais (canetas, pastas de lona, blocos de nota, agendas, porta-cartões, porta-bloco em couro, pastas de PVC, broches de lapela, etc.) estarão sujeitos à cotação de menor valor. As imagens impressas são apenas sugestões possíveis para a criação de modelos mais elaborados de brindes.

57 Cuide bem da Marca Consolidar uma imagem não é tarefa simples. Requer trabalho, compromisso e paciência. Um padrão de identidade visual se justifica não para maquiar uma situação ou simular uma nova realidade, mas para evidenciar algo que a instituição/projeto/produto já construiu ou possui. O reconhecimento não vem fácil, às vezes tudo que se precisa é de abertura, espaço, para iniciar a apresentação. Numa realidade em que todos também desejam demonstrar quem são, ou o que de melhor sabem fazer, é que se percebe o quanto este espaço é reduzido. A marca representa o todo e traz consigo um conjunto de significados. Seu fortalecimento se dá com o uso. Para usar é preciso acreditar, valorizar. Ë onde entra o trabalho, o compromisso e a paciência. Trabalho de divulgá-la corretamente nos meios e espaços de comunicação pertinentes. Compromisso de internalizar seu conceito e potencializar em sua função. Paciência para observar seus resultados. A construção do valor de uma marca, e de uma imagem, começa internamente. E é preciso que todos os participantes do projeto se envolvam para construir uma boa imagem. A marca do projeto Modernização da Gestão Pública Cooperação Brasil-Espanha está a seu dispor. Seja como recurso de apoio, ferramenta de trabalho ou estandarte do controle. Como bem coletivo, também está sob sua responsabilidade. Cuide bem dela e use sem moderação. 57

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Os símbolos são usados pela humanidade desde o início dos tempos como representações que fortalecem a comunicação ao despertar emoções. Entre esses, encontram-se as marcas.

Leia mais

MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA

MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA ÍNDICE 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 APRESENTAÇÃO DEFESA DA MARCA FAMÍLIA TIPOGRÁFICA PADRÃO CROMÁTICO APLICAÇÕES E VERSÕES LIMITES DE REDUÇÃO

Leia mais

Aplicações da Logomarca Logomarca Preferencial - Assinatura Horizontal - Secretaria Logomarca Preferencial - Assinatura Vertical - Secretaria

Aplicações da Logomarca Logomarca Preferencial - Assinatura Horizontal - Secretaria Logomarca Preferencial - Assinatura Vertical - Secretaria Índice 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 Apresentação A logomarca da Prefeitura de Palmas Proporções e medições Zona de exclusão Redução mínima Variantes de cor Cores

Leia mais

TRANSBRASILEIRO CARGAS & MUDANÇAS

TRANSBRASILEIRO CARGAS & MUDANÇAS Manual de Identidade Visual INTRODUÇÃO AO MANUAL Respeitar às orientações deste manual significa respeitar a imagem da empresa, dentro e fora de sua corporação, e mostra como é importante a apresentação

Leia mais

ÍNDICE. 1. Marca 1.1 Valores 1.2 Conceito visual

ÍNDICE. 1. Marca 1.1 Valores 1.2 Conceito visual 09.05.2013 ÍNDICE 1. Marca 1.1 Valores 1.2 Conceito visual 2. Elementos Visuais 2.1 Construção 2.2 Área de protecção 2.3 Dimensão mínima 2.4 Tipografia 2.5 Cores 2.6 Marca Registada 3. Assinatura 3.1 Conceito

Leia mais

manual de identidade visual

manual de identidade visual manual de identidade visual manual-perpart2.indd 1 índice 02 03 Apresentação A Marca 20 Papelaria Institucional Cartão de Visita I 04 A Marca 21 Cartão de Visita II 05 Logotipo 22 Envelope Ofício 06 Símbolo

Leia mais

Manual de Identidade Visual CDL Celular

Manual de Identidade Visual CDL Celular Manual de Identidade Visual CDL Celular Índice Sistema... 03 Marca Símbolo... 04 Configuração Básica... 05 Sistema de Cores... 06 Uso Inadequado... 07 Identificação de Praças... 09 Aplicações - Promocional...

Leia mais

seguros IASA manual de identidade visual

seguros IASA manual de identidade visual manual de identidade visual Sumário A marca Sobre a Marca... 03 Assinaturas da Marca... 04 Versões da Marca... 05 Padrão Cromático... 06 Mallha Construtiva... 07 Limite de Redução... 08 Área de Proteção...

Leia mais

Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca

Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca Manual de Identidade Visual - 1 Um projeto de identidade visual tem o propósito de desenvolver a marca e os elementos gráficos que constituem

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Você tem um nome e gosta de ser tratado por ele da forma CORRETA.

APRESENTAÇÃO. Você tem um nome e gosta de ser tratado por ele da forma CORRETA. APRESENTAÇÃO Este é um manual que determina a utilização correta da marca da Universidade Católica de Pelotas, orientando sobre as regras que devem ser seguidas na aplicação e reprodução em todos os materiais

Leia mais

Apresentação 3. Conceitos Básicos 4. Conceito da Marca 6

Apresentação 3. Conceitos Básicos 4. Conceito da Marca 6 Sumário Apresentação 3 Conceitos Básicos 4 O Clube 5 Conceito da Marca 6 Versões da Marca Assinatura Principal 7 Assinatura Secundária 8 Escala de Cinza 9 Colorida 9 Preto e Branco positivo 9 Preto e Branco

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Agência LaPP

Manual de Identidade Visual. Agência LaPP Manual de Identidade Visual Agência LaPP Sumário Sumário 12 Memorial Descritivo 03 1. A Marca 04 3. Aplicações 16 1.1 Apresentação da marca...05 1.2 Padrão cromático... 06 1.3 Padrão tipográfico... 08

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual IMPORTANTE Na impossibilidade de resolver de antemão todos os possíveis problemas relativos ao universo de aplicações da marca Golfran, cabe a este manual fornecer o máximo

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL SUMÁRIO Introdução. 3 Símbolo. 4 Assinatura. 5 Malha Construtiva. 6 Padrão Tipográfico. 7 Cores. 8 Negativo e Positivo. 9 Aplicações Monocromáticas. 10 Redução. 11 Área de Proteção.

Leia mais

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa, através dos tempos, portar-se institucionalmente de um

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa, através dos tempos, portar-se institucionalmente de um Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa, através dos tempos, portar-se institucionalmente de um modo que justifique e reafirme o seu lugar na vanguarda.

Leia mais

Manual de Identidade Visual Cotrijuc

Manual de Identidade Visual Cotrijuc Manual de Identidade Visual Cotrijuc Índice Padrão cromático Monocromia Negativo e Positivo Tons de cinza PB Malha Construtiva Dimensionamentos Limite de redução Aplicações sobre fundos Margem de segurança

Leia mais

Curso Relações Públicas. Material de Apoio. Manual de Identidade Visual. Produção Gráfica II UNISA

Curso Relações Públicas. Material de Apoio. Manual de Identidade Visual. Produção Gráfica II UNISA Curso Relações Públicas Material de Apoio Manual de Identidade Visual Produção Gráfica II UNISA 1 Identidade visual é o conjunto de elementos formais que representa visualmente, e de forma sistematizada,

Leia mais

Manual de Identidade Junho de 2011

Manual de Identidade Junho de 2011 Manual de Identidade Junho de 2011 Índice Identidade Visual... 2 O que é a Identidade Visual... 2 Objectivos do Manual de Identidade Visual... 2 Marca... 3 Versão Preferencial... 4 Versão Auxiliar... 4

Leia mais

Introdução. Identificação da Empresa. Desenvolvimento do Projeto Gráfico

Introdução. Identificação da Empresa. Desenvolvimento do Projeto Gráfico Introdução A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios. É por meio dela que uma instituição transmite visualmente seus valores, sua filosofia, torna-se visível e reconhecida

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1 MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA O conjunto marca/logotipo é o elemento gráfico e visual pelo qual somos reconhecidos nos diversos meios em que atuamos. As suas formas foram concebidas

Leia mais

MANUAL APLICAÇÃO LOGOTIPO LINTEC

MANUAL APLICAÇÃO LOGOTIPO LINTEC SUMÁRIO INTRODUÇÃO 03 APRESENTAÇÃO 04 VERSÃO INSTITUCIONAL 05 VERSÃO VERTICAL E HORIZONTAL 06 PRETO E BRANCO 07 PADRÕES CROMÁTICOS 08 MALHA CONSTRUTIVA 09 ÁREA DE PROTEÇÃO 10 REDUÇÃO MÁXIMA 11 APLICAÇÕES

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Normas e padrões de utilização Versão 1.3 Alterada em 13/11/2014 Alteração: inclusão do elemento de marca registrada, após a concessão do registro da marca pelo INPI. Sumário

Leia mais

Manual de Identidade Corporativa

Manual de Identidade Corporativa Manual de Identidade Corporativa Identidade Corporativa O que é Identidade Corporativa Identidade Corporativa é o conjunto de imagens, símbolos, logotipos, cores, fontes e padrões gráficos que são definidos

Leia mais

A ETIAM Etiquetadora Amaral Ltda. pretende através deste documento, consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode ter: sua marca.

A ETIAM Etiquetadora Amaral Ltda. pretende através deste documento, consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode ter: sua marca. INTRODUÇÃO Ter uma identidade visual, que passe uma mensagem de qualidade e segurança aos clientes é fundamental para o sucesso da empresa. A identidade visual é a imagem ou, em outras palavras, a roupa

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual sumário Manual de Identidade Visual EBSERH Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares 3 a marca 4 malha construtiva 5 cores institucionais 6 aplicações em fundo colorido 7

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Laboratório de Experimentação Remota INE/CTC/UFSC

Manual de Identidade Visual. Laboratório de Experimentação Remota INE/CTC/UFSC Manual de Identidade Visual Laboratório de Experimentação Remota INE/CTC/UFSC 14 de maio de 2002 Este manual foi criado e desenvolvido por Guilherme Corrêa Meyer guilhermecmeyer@hotmail.com - 9121 9171

Leia mais

Manual pra quê? O que move uma marca? Ela é movida pela CONFIANÇA E PERCEPÇÃO DE VALOR POR SEUS CONSUMIDORES.

Manual pra quê? O que move uma marca? Ela é movida pela CONFIANÇA E PERCEPÇÃO DE VALOR POR SEUS CONSUMIDORES. Manual pra quê? O que move uma marca? Ela é movida pela CONFIANÇA E PERCEPÇÃO DE VALOR POR SEUS CONSUMIDORES. E a marca HEAVYLOAD transmite essa confiança e, também, cria essa percepção! Em cada momento

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Sumário Apresentação 3 Logotipo - Versões Cromáticas 4 Diagrama de Construção, Área de Reserva e Redução 5 Convivência com Outras Marcas 6 Patrocínio 7 Aplicações sobre Fundos 8 Aplicações Incorretas 9

Leia mais

Índice. Manual de Aplicação da Marca

Índice. Manual de Aplicação da Marca Índice MPF...2 Por que utilizar uma marca?...3 Por que utilizar uma sigla?...4 Definição tipo de letra...5 Aplicação para as unidades...6 Marca...7 Grid de construção...8 Tipografia...11 Reserva de integridade...12

Leia mais

MANUAL. de Identidade Visual

MANUAL. de Identidade Visual MANUAL de Identidade Visual ÍNDICE APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS Gráficos Logomarca...04 Malha Construtiva e Arejamento...05 Escala de Cores...06 USO da Marca 2 3 Material de Divulgação Institucional...08 Material

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL VERSÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL SÍMBOLO CHAPADO

SUMÁRIO INTRODUÇÃO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL VERSÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL SÍMBOLO CHAPADO SUMÁRIO INTRODUÇÃO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL VERSÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL SÍMBOLO CHAPADO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA VERTICAL VERSÕES DA ASSINATURA VERTICAL SÍMBOLO

Leia mais

A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios.

A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios. Apresentação A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios. É por meio dela que uma instituição apresenta, seus valores, sua filosofia, sua postura profis-sional, torna-se visível

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual 2 Índice Apresentação A Marca Criação da Marca Elementos Tipografia Cores Redução Máxima Área de Proteção Grid de Construção Versão Monocromática Aplicação Aplicação - Fundo Preto Aplicação - Fundo Especial

Leia mais

Manual de Padronização

Manual de Padronização Manual de Padronização das Marcas EBC e seus veículos Novembro de 2013 1. Marca da EBC 4 1.1 Reduções mínimas 5 1.2 Aplicações da marca 6 1.3 Tipografia 7 1.4 Cor da marca 8 1.5 Usos Indevidos 9 2. Marca

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA A identidade visual é um importante instrumento para a construção e consolidação da imagem de uma instituição perante o público. É através dela

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Í n d i c e Apresentação........................................................................................ Uso do Manual.....................................................................................

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 5 Apresentação da Marca A marca completa, com slogan, deve ser a versão utilizada preferencialmente. Já a versão marca simplificada, sem o slogan, só será utilizada quando não

Leia mais

ARII. Manual de Identidade Visual

ARII. Manual de Identidade Visual ARII Manual de Identidade Visual ARII Assessor Prof. Naziano Filizola Jornalista responsável: Aldinéa de Paula Redação: Aldinéa de Paula e Analy Bertazzo Ramos. Projeto Gráfico e edição: Analy Bertazzo

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Manual de Identidade Visual Normas padrão para construção e uso correto da marca. Todas informações são desenvolvidas de acordo com a necessidade da empresa. Agência yep! -

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA FAPERJ

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA FAPERJ MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA FAPERJ ÍNDICE A marca FAPERJ 01 Malha de construção geométrica 02 Cor institucional 03 Cores monocromáticas 04 Versão preto e branco/negativo 05 Fonte tipográfica padrão 06

Leia mais

Uso correto da Marca ONS. versão 1.0 dezembro 2012

Uso correto da Marca ONS. versão 1.0 dezembro 2012 Uso correto da Marca ONS versão 1.0 dezembro 2012 O ONS desempenha com eficiência e eficácia seu papel no setor elétrico. A Marca ONS identifica e representa a organização e todos que a formam. Este documento

Leia mais

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa portar-se institucionalmente, através dos tempos, de um

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa portar-se institucionalmente, através dos tempos, de um Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa portar-se institucionalmente, através dos tempos, de um modo que justifique e reafirme o seu lugar na vanguarda.

Leia mais

Manual de Uso e Aplicação da Marca do Centro Universitário Newton Paiva

Manual de Uso e Aplicação da Marca do Centro Universitário Newton Paiva Manual de Uso e Aplicação da Marca do Centro Universitário Newton Paiva O Manual de Utilização da Logomarca do Centro Universitário Newton Paiva tem o objetivo de cuidar do maior cartão de visitas de uma

Leia mais

2013: Ano da Contabilidade no Brasil. Manual de aplicação da marca

2013: Ano da Contabilidade no Brasil. Manual de aplicação da marca Apresentação A profissão contábil é um ofício antigo, que evoluiu e continua evoluindo, mas a sociedade não tem consciência dessa visão histórica, nem mesmo da importância dessa profissão para os dias

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 1. MARCA Definições de Interesse... 03 Conceito... 04 Desenho... 06 Cores... 07 Tipografia... 08 Uso Incorreto da Marca... 09 Redução da Marca... 10 Versões Monocromáticas...

Leia mais

manual de identidade visual instituto fonte

manual de identidade visual instituto fonte manual de identidade visual instituto fonte por quê um manual de identidade visual é importante para o instituto fonte? Por uma razão de sentido. Faz sentido para nós conseguir comunicar, em um conjunto

Leia mais

THE BRAND GUIDE BOOKLET

THE BRAND GUIDE BOOKLET THE BRAND GUIDE BOOKLET APRESENTAÇÃO 1ª Edição Março de 2015 A experiência de uma pedalada perfeita só pode ser intensificada por uma bicicleta perfeita. Audax foi criada por almas aventureiras que entendem

Leia mais

REDE MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

REDE MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Índice Apresentação Logomarca Grid de construção Reserva de integridade Positivo / negativo / monocromia Cores institucionais Tipografia Material de expediente Apresentações

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Manual de identidade 2013 - Solidariedade

Manual de Identidade Visual. Manual de identidade 2013 - Solidariedade Manual de Identidade Visual Manual de identidade 2013 - Solidariedade É com muita satisfação que apresentamos, neste Guia, a nova identidade visual do Solidariedade, contendo o logotipo e suas aplicações,

Leia mais

FORA DA ESCOLA NÃO PODE. Cada criança e adolescente tem o direito de aprender. Manual de Aplicação de Marcas

FORA DA ESCOLA NÃO PODE. Cada criança e adolescente tem o direito de aprender. Manual de Aplicação de Marcas NÃO PODE Cada criança e adolescente tem o direito de aprender Manual de Aplicação de Marcas Sumário p1 Apresentação p15 Banners p2 Assinatura Principal p19 Faixa p3 Variações da Marca p20 Outdoor p4 Cores

Leia mais

Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011

Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011 Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011 Apresentação 3 Elementos da marca 4 Versões de uso preferencial 5 Cores 6 Aplicação em substrato metalizado 7 Versão degradê 8 Versões em P&B 9 Área de não interferência

Leia mais

Manual de Identidade Visual da Marca Fiat

Manual de Identidade Visual da Marca Fiat Manual de Identidade Visual da Marca Fiat Conceito A construção de um logo...é Em última instância o reflexo da integração da empresa que simboliza. Seu efeito depende consideravelmente da sua exposição

Leia mais

A extensa região territorial que abrange a estrutura multicampi da Unoesc é fator de orgulho

A extensa região territorial que abrange a estrutura multicampi da Unoesc é fator de orgulho Manual de Marca Apresentação A marca da Unoesc foi desenvolvida a partir de um estudo baseado no perfil histórico representativo da instituição Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), tomando

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA Este manual foi desenvolvido através de estudos e pesquisas visando orientar de forma coerente e objetiva a correta utilização da Marca USE. Você verá, detalhadamente, todos

Leia mais

Manual de Identidade Visual Corporativa

Manual de Identidade Visual Corporativa Manual de Identidade Visual Corporativa Apresentação O Manual de Identidade Visual Corporativa, é um documento técnico que reúne as especificações, recomendações e normas essenciais para a preservação

Leia mais

Enap. Manual de uso da marca

Enap. Manual de uso da marca Manual de uso da marca O símbolo transmite seriedade, objetividade e contemporaneidade compatíveis com a instituição e também continuidade em relação ao sinal de identificação anteriormente usado. O desenho

Leia mais

Manual de Uso da Marca do Governo Federal. SECOM / PR Novembro de 2011

Manual de Uso da Marca do Governo Federal. SECOM / PR Novembro de 2011 SECOM / PR 1.1 Introdução 3 1.2 Logomarca do Governo Federal 4 1.3 Proporções e medições 5 1.4 Zona de eclusão 6 1.5 Reduções mínimas 7 1.6 Variantes de cor 8 1.7 Cores da logomarca 9 1.8 Aplicação sobre

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS CONTEÚDOS 01 RENOVAÇÃO DA MARCA 02 CONSTRUÇÃO DA MARCA 03 DIMENSÕES MÍNIMAS MARGEM MÍNIMA DE SEGURANÇA 04 05 06 CORES COMPORTAMENTOS SOBRE FUNDOS TIPOGRAFIA E RESPETIVOS ESTILOS

Leia mais

A marca de uma empresa é construída ao longo de sua existência e inclui seu nome, sua logomarca e identidade visual, suas peças de comunicação, seu

A marca de uma empresa é construída ao longo de sua existência e inclui seu nome, sua logomarca e identidade visual, suas peças de comunicação, seu A marca de uma empresa é construída ao longo de sua existência e inclui seu nome, sua logomarca e identidade visual, suas peças de comunicação, seu relacionamento com todos os públicos de interesse, seus

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual APRESENTAÇÃO :::... A Associa ção Horizontes, apresenta seu manual de aplicação de marca e com ele pretende consolidar o bem mais valioso que uma empresa ou instituição possui:

Leia mais

Manualde. Identidade. Guia para Orientação e Aplicação da Identidade Visual - 2011

Manualde. Identidade. Guia para Orientação e Aplicação da Identidade Visual - 2011 Manualde Identidade demarca Guia para Orientação e Aplicação da Identidade Visual - 2011 Sumário Manual de Identidade de Marca Editorial: Cliente: Grupo Baratão Mercado: Nacional Agência: Is Branding Results

Leia mais

Manual de Uso da Marca

Manual de Uso da Marca Manual de Uso da Marca Manual de Uso da Marca versão 2.0 ESPÍRITO SANTO ESPÍRITO SANTO Coordenadoria de Comunicação Social Índice Instituto Federal do Espírito Santo Manual de Uso da Marca 2 1. O Instituto

Leia mais

Manual de Identidade Visual RIO +20

Manual de Identidade Visual RIO +20 Manual de Identidade Visual RIO +20 ÍNDICE Introdução 1. O selo 2. Aplicação principal 2.1. Construção 2.2. Aplicação em cores sólidas 2.3. Tons de cinza 2.4. Versões monocromáticas 2.5. Redução máxima

Leia mais

Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais. Manual de Identidade Visual junho 2010

Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais. Manual de Identidade Visual junho 2010 1 Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais Manual de Identidade Visual junho 2010 Sumário 2 A marca 3 Introdução 4 Comunicação através de Símbolos

Leia mais

Sumário. conceito... apresentação... paleta de cores... escala de cinza... traço (p/b)... traço (cor)... tipologia... grid... redução máxima...

Sumário. conceito... apresentação... paleta de cores... escala de cinza... traço (p/b)... traço (cor)... tipologia... grid... redução máxima... manual da marca Sumário conceito... apresentação... paleta de cores... escala de cinza... traço (p/b)... traço (cor)... tipologia... grid... redução máxima... assinatura conjunta... aplicação sobre fundo

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Marca Sumário 1. Apresentação 03 2. Uso do Manual 04 3. Componentes do Design 05 4. Logomarca 06 5. Assinatura 09 6. Área de Proteção 10 7. Alinhamento 11 8. Grade de Construção 12 9. Tipologia

Leia mais

MANUAL. de Identidade Visual FACULDADE DE INFORMÁTICA DE PRESIDENTE PRUDENTE

MANUAL. de Identidade Visual FACULDADE DE INFORMÁTICA DE PRESIDENTE PRUDENTE MANUAL de Identidade Visual ÍNDICE APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS Gráficos Marca...04 Malha Construtiva e Arejamento...05 Escala de Cores...06 USO da Marca 2 3 Material de Divulgação Promocional...07 Aplicação

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Apresentação A marca é o maior patrimônio de uma empresa. Nela estão depositadas toda sua força e história. A forma como você escreve essa marca, acrescentando características

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1. Versão preferencial com decodificador 1.1 Versão padrão Versão de uso preferencial. Deve-se usar a logomarca na cor apresentada sobre fundo branco. No caso do fundo totalmente

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Normas e padrões de utilização

Manual de Identidade Visual. Normas e padrões de utilização Manual de Identidade Visual Normas e padrões de utilização Institucional Assinatura institucional DEFINIÇÃO A logomarca é a assinatura institucional da Venax. REGRAS DE USO É a principal assinatura da

Leia mais

Manual de Identidade Visual. FACEPE Manual de Identidade Visual 1

Manual de Identidade Visual. FACEPE Manual de Identidade Visual 1 Manual de Identidade Visual FACEPE Manual de Identidade Visual 1 1. MARCA Apresentação Aplicação Cores Institucionais Família Tipográfica Reprodução da Marca Usos Incorretos Redução Área de Respiro Aplicação

Leia mais

Manual de Normas Gráficas. namorar portugal all about love

Manual de Normas Gráficas. namorar portugal all about love Manual de Normas Gráficas namorar portugal all about love 03 namorar portugal all about love 04 Índice 05 cumprimento de regras logótipo conceito logomarca identidade corporativa economato possíveis aplicações

Leia mais

PRIMEIRA IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL DE BRASÍLIA PRIMEIRA IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL DE BRASÍLIA MANUAL DE MARCA

PRIMEIRA IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL DE BRASÍLIA PRIMEIRA IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL DE BRASÍLIA MANUAL DE MARCA MANUAL DE MARCA APRESENTAÇÃO Este manual apresenta e normatiza a utilização da marca da Primeira Igreja Evangélica Congregacional de Brasília. A marca é elemento essencial para a construção da identidade

Leia mais

IT- MKT-001-COM Data: 28/01/2015 versão: 04. Manual de aplicação da marca

IT- MKT-001-COM Data: 28/01/2015 versão: 04. Manual de aplicação da marca Manual de aplicação da marca IT- MKT-001-COM Data 15/08/2014 versão 02 SumárioApresentação 3 A marca 4 Memorial descritivo... 5 Versão preferencial... 6 Padrões cromáticos... 7 Versões positiva/negativa...

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL VOLUME 1 - SISTEMA BÁSICO MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL GUIA PARA APLICAÇÃO DA IDENTIDADE VISUAL DO PROJETO TARAMANDAHY - FASE 2 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL SISTEMA BÁSICO 2 REDESENHO DA MARCA TARAMANDAHY

Leia mais

Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul todos pelo rio grande É com muita satisfação que apresentamos a nova forma de expressão do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Daqui

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. MARCA Apresentação... 04 Cores Institucionais... 05 Família Tipográfi ca... 06 Construção... 07 Versões... 08 Fantasia... 09 Grayscale... 10 Uma Cor... 11 Assinaturas...

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual A Marca Caminhos do Cuidado é a marca criada para o projeto de formação em saúde mental (ênfase em crack, álcool e outras drogas) voltado a agentes comunitários de saúde e auxiliares

Leia mais

Manual de uso da marca do Governo Federal. SECOM / PR Janeiro de 2015

Manual de uso da marca do Governo Federal. SECOM / PR Janeiro de 2015 Manual de uso da marca do Governo Federal SECOM / PR Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 Introdução 3 1.2 Logomarca do Governo Federal 4 1.3 Proporções e medições 5 1.4 Zona de eclusão 6 1.5

Leia mais

Apresentação. Identidade Visual

Apresentação. Identidade Visual Apresentação Identidade Visual É o conjunto de elementos gráficos que compõem o universo da marca. Neste manual, apresentamos regras e orientações para utilizá-los de maneira coerente e consistente, transmitindo

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Aplicações Papelaria Cartão de Visita Envelope Papel Carta Pasta Publicidade Banners Anúncios Eventos Conjuntos Sinalização Placa Tótem Uniforme Camiseta Boné Material

Leia mais

REVESTIMENTOS DE ALTO DESEMPENHO. Manual de Identidade Visual

REVESTIMENTOS DE ALTO DESEMPENHO. Manual de Identidade Visual SUMÁRIO 1.0 A MARCA 03 3.0 Aplicações 17 1.1 Introdução 1.2 Apresentação da marca 1.3 Padrão cromático gradiente 1.4 Padrão cromático alternativa 1.5 Padrão tipográfico 1.6 Marca em tons de cinza / p&b

Leia mais

Manual de uso da marca do Governo Federal

Manual de uso da marca do Governo Federal Manual de uso da marca do Governo Federal SECOM / PR - 2011 Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 2.2 Introdução Logomarca Governo Federal 2.1.1 Reduções Mínimas 2.1.2 Variantes do Logo 2.1.3 Cores

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Sumá rio 1. Construç ã o da Logomarca - 06 1.1 A Logomarca - 06 1.2 Estrutura Gráfica - 07 1.3 Padrão Cromático - 08 1.4 Alfabeto Padrão - 09 1.5 Versão Monocromática - 10 1.6

Leia mais

ni t núcleo de inovação tecnológica Manual de Identidade Visual NIT Mantiqueira

ni t núcleo de inovação tecnológica Manual de Identidade Visual NIT Mantiqueira ni t Manual de Identidade Visual NIT Mantiqueira março de 2015 Introdução A marca é o elemento central de uma identidade visual. Quando bem utilizada, torna-se o item primário para o reconhecimento de

Leia mais

Manual de uso da marca do Governo Federal

Manual de uso da marca do Governo Federal Manual de uso da marca do Governo Federal SECOM / PR - 2011 Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 Introdução 03 1.2 Logomarca do Governo Federal 04 1.3 Proporções e medições 05 1.4 Zona de eclusão

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Logomarca da CBC / Logo de Formação de Atletas Comunicação & Marketing Índice 1 Logomarca da CBC 1.1 Elementos da Logomarca 1.2 Significado 1.3 A Marca 1.4 Variantes de cor

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Confiabilidade Confiabilidade será nossa palavra-chave: todas as nossas ações serão no sentido de conquistar o reconhecimento da OniSat como uma grande empresa na área de rastreamento.

Leia mais

Manual de Produção Editorial MDA

Manual de Produção Editorial MDA Manual de Produção Editorial MDA República Federativa do Brasil Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Luiz Inácio Lula da Silva Presidente da República

Leia mais

Manual de Uso da. identidade visual. Atualização: julho/2015

Manual de Uso da. identidade visual. Atualização: julho/2015 Manual de Uso da identidade visual Atualização: julho/2015 TRABALHO EDITORIAL Revisão e atualização: Daniela Cairo Otávio Filho Projeto gráfico e editoração: Ricardo Martins Francisco Junior. Bahia. Ministério

Leia mais

Identidade Visual Manual de Aplicação

Identidade Visual Manual de Aplicação Identidade Visual Manual de Aplicação Apresentação Aqui estão dispostas em breves linhas algumas indicações sobre a nova identidade da SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO, elaborada com a finalidade de

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. Marca 1.1 Apresentação 1.2 Versões de assinatura 1.2.1 Recomendações 1.3 Negativo e positivo 1.4 Escala de cinza 1.5 Versão não cromia 1.6 Área de proteção 1.7 Redução

Leia mais

manual de normas gráficas Centro de Informação Europeia Jacques Delors

manual de normas gráficas Centro de Informação Europeia Jacques Delors manual de normas gráficas Centro de Informação Europeia Jacques Delors índice Eurocid logótipos de marcas associadas conceito p.2 normas de utilização p.3 construção margens de segurança dimensões cores

Leia mais

Manual UnivFumec.qxd 29/10/2004 16:49 Page 1

Manual UnivFumec.qxd 29/10/2004 16:49 Page 1 Manual UnivFumec.qxd 29/10/2004 16:49 Page 1 1 Manual UnivFumec.qxd 29/10/2004 16:49 Page 2 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL UNIVERSIDADE F U M E C 2 Manual UnivFumec.qxd 29/10/2004 16:49 Page 3 O maior patrimônio

Leia mais

I D E N T I D A D E V I S U A L

I D E N T I D A D E V I S U A L IDENTIDADE VISUAL A percepção realiza ao nível sensório o que no domínio do raciocínio se conhece como entendimento. Ver é compreender. Rudolf Arnheim, sociólogo SUMÁRIO Apresentação...3 Conceito visual...4

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Apresentação 5 A Marca 7 Criação da Marca 8 Elementos 9 Tipografia 10 Cores 11 Redução Máxima 12 Área de Proteção 13 Grid de Construção 14 Versão Monocromática 15 Aplicação

Leia mais

Manual de uso das marcas do pronac

Manual de uso das marcas do pronac Manual de uso das marcas do pronac (programa nacional de apoio à cultura) Mecanismos da lei 8.313/91 (Lei Rouanet) Este manual estabelece as regras de aplicação e orienta o uso das marcas do Programa Nacional

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Universidade Federal de Santa Maria Santa Maria - RS

Manual de Identidade Visual. Universidade Federal de Santa Maria Santa Maria - RS Manual de Identidade Visual Faculdade de Informática Santa Maria - RS Sumário Sumário I Memorial descritivo... 04 1. A Marca Apresentação da marca... Padrão cromático... Padrão tipográfico... Marca em

Leia mais

Manual de identidade visual. Normas padrão para construção e uso correto da marca. fotografia

Manual de identidade visual. Normas padrão para construção e uso correto da marca. fotografia Manual de identidade visual Normas padrão para construção e uso correto da marca. 3 Palavra do design 4 Identidade visual 5 Marca 6 Memorial descritivo 7 Assinatura visual 8 Versão auxiliar 9 Família tipográfica

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Uso e aplicação do logotipo

Manual de Identidade Visual. Uso e aplicação do logotipo Manual de Identidade Visual Uso e aplicação do logotipo 2 Apresentação O Manual de Identidade Visual da Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo, FapUnifesp, é um documento técnico, elaborado

Leia mais