Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009"

Transcrição

1 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures) - Exercícios 1. Conceito. - Stored Procedures são semelhantes a subrotinas ou subprogramas desenvolvidos noutras linguagens de programação (p.e. C, Pascal, Basic, Java, etc.), mas que são guardados no servidor. - Aceitam parâmetros de entrada e retornam resultados. Isto é, como qualquer subprograma, um procedimento permite a passagem de parâmetros de entrada e de saída, aceitando valores e devolvendo algum tipo de resultado à entidade que o invocou, que pode ser um outro procedimento, um gatilho ou mesmo uma aplicação externa cliente. - Retornam um valor de status indicando se aconteceu um erro, e qual foi. - São basicamente blocos de instruções SQL compiladas num único plano de execução. 2. Propósitos/Vantagens. - Diminuição do tráfego na rede. A execução destes programas no seio de um servidor permite reduzir substancialmente o tráfego de rede provocado por aplicações que solicitem ao servidor a execução de instruções SQL. O servidor passa a ser assim não só servidor de dados, mas também servidor de programas para a manipulação dos dados. - Programação por módulos. Um stored procedure após ser guardado na BD, pode ser invocado várias vezes num programa. Pode também ser alterado sem que haja necessidade de alterar em todos os lados.

2 - Execução mais rápida. Se uma operação tem muitas instruções T-SQL e/ou é executada muitas vezes, os stored procedures conseguem ser mais rápidos, pois são compilados e optimizados no momento da sua criação. - Segurança. Pode ser dada permissão aos utilizadores para executar um stored procedure, mesmo que não tenham permissão para utilizar o mesmo código directamente através de um editor. 3. Exemplos. Exemplo 1: CREATE PROC Cli SELECT * FROM CLIENTE EXEC cli Exemplo 2: ALTER PROC int SELECT * FROM CLIENTES WHERE ClienteID EXEC Cli 1 4. Sintaxe. CREATE PROC[EDURE] procedure_name [;number] [ data_type} [VARYING] [= default] [OUTPUT] ] [,...n] [WITH { RECOMPILE ENCRYPTION RECOMPILE, ENCRYPTION } ] [FOR REPLICATION] sql_statement [...n]

3 4.1. Argumentos procedure_name Is the name of the new stored procedure. Procedure names must conform to the rules for identifiers and must be unique within the database and its owner. Local or global temporary procedures can be created by preceding the procedure_name with a single number sign (#procedure_name) for local temporary procedures and a double number sign (##procedure_name) for global temporary procedures. The complete name, including # or ##, cannot exceed 128 characters. Specifying the procedure owner name is optional. ;number Is an optional integer used to group procedures of the same name so they can be dropped together with a single DROP PROCEDURE statement. For example, the procedures used with an application called orders may be named orderproc;1, orderproc;2, and so on. The statement DROP PROCEDURE orderproc drops the entire group. If the name contains delimited identifiers, the number should not be included as part of the identifier; use the appropriate delimiter around procedure_name Is a parameter in the procedure. One or more parameters can be declared in a CREATE PROCEDURE statement. The value of each declared parameter must be supplied by the user when the procedure is executed (unless a default for the parameter has been defined). A stored procedure can have a maximum of 1,024 parameters. Specify a parameter name using an at sign as the first character. The parameter name must conform to the rules for identifiers. Parameters are local to the procedure; the same parameter names can be used in other procedures. By default, parameters can take the place only of constants; they cannot be used in place of table names, column names, or the names of other database objects. data_type Is the data type of the parameter. All data types, including text and image, can be used as a parameter for a stored procedure. However, the cursor data type can be used only on OUTPUT parameters. When you specify a data type of cursor, the VARYING and OUTPUT keywords must also be specified VARYING Specifies the result set supported as an output parameter (constructed dynamically by the stored procedure and whose contents can vary). Applies only to cursor parameters. default Is a default value for the parameter. If a default is defined, the procedure can be executed without specifying a value for that parameter. The default must be a constant or it can be NULL. It can include wildcard characters (%, _, [], and [^]) if the procedure uses the parameter with the LIKE keyword.

4 4.2. Parâmetros É possível passar parâmetros para um stored procedure, que podem ser utilizados como variáveis dentro do stored procedure. Os stored procedures também podem retornar valores. Para cada parâmetro é necessário definir o nome, o tipo de dados, o fluxo (entrada ou saída) e o valor por omissão (opcional). Exemplo 3 (de parâmetros de entrada) ALTER PROC Varchar(40) SELECT * FROM CLIENTES WHERE ClienteID AND Nome LIKE EXEC Cli 2, 'A' ou EXEC = Exemplo 4 (de parâmetros de saída): ALTER PROC int OUTPUT = COUNT(*) FROM CLIENTES WHERE ClienteID AND Nome LIKE int EXEC Cli 1, OUTPUT PRINT 'Numero de registos = ' + Varchar(10))

5 Exemplo 5 (de parâmetro de resultado): ALTER PROC int OUTPUT BEGIN = COUNT(*) FROM CLIENTES WHERE ClienteID AND Nome LIKE RETURN END int = Cli 1, OUTPUT <> 0 Print 'Ocorreu um erro!' ELSE PRINT 'Numero de registos = ' + Varchar(10)) 5. Criação. Há 2 formas de criar procedimentos no servidor Microsoft SQL Server: Server Management Studio Instruções Transact-SQL

6 EXERCÍCIOS I (base de dados Livro&Livro) Exercício 1. Crie um procedimento para inserir um novo autor na tabela Autores da bases de dados Livro&Livro carregada na aula prática anterior. O nome do procedimento é aquele sugerido pelo SQL Server, i.e.: insert_autores_1 Será que existem parâmetros de entrada? Quais são? Exercício 2. Execute o procedimento anterior insert_autores_1 e verifique o que acontece em termos de output e na tabela Autores que foi afectada. Os dados de entrada são os seguintes: 1000 e Tiago Pereira A instrução de execução é a seguinte: EXECUTE insert_autores_1 1000, Tiago Pereira Exercício 3. Escreva um procedimento chamado Livros_Nao_Disponiveis que permita obter uma lista dos livros não disponíveis ou esgotados. Esta lista deve conter o Código, Designação e Preço de Venda de todos os livros cujo stock real é Procedimento que nos fornece uma lista com os livros esgotados; existência em stock igual a 0 CREATE PROCEDURE [Livros_Nao_Disponiveis] SELECT Código, Designação, [Preço-Venda] FROM livros WHERE [Stock-Real]=0 Todo o processo de criação de um procedimento é semelhante ao de criação duma inquirição (query). A única, e grande, diferença é que depois de executar o comando CREATE PROCEDURE, o SQL Server armazena o procedimento para que possa mais tarde a ser executado. Exercício 4. Execute o procedimento do exercício anterior. USE Livro&Livro EXECUTE Livros_Nao_Disponiveis Questões: - O que é que acontece se não usarmos USE Livro&Livro? - Quantos parâmetros de entrada tem este procedimento? - Quantos parâmetros de saída tem este procedimento?

7 Exercício 5. Crie um procedimento que nos forneça o total de vendas por livro, para uma dada colecção e ano de vendas. Vamos supor que a colecção é a A e que o ano é o Estratégia. - Vamos começar por por seleccionar na tabela Vendas os registos que correspondem às vendas de livros correspondentes às vendas do ano Ao mesmo tempo, aproveitamos para fazer a combinação das tabelas Vendas e Vendas-Detalhes através duma operação de junção, mais concretamente uma equijunção. Desta operação, obtemos todos os livros vendidos, assim como a restante informação relacionada com os valores das vendas de livros para o ano pretendido. - De seguida, e agora com base na tabela Livros, seleccionamos todos os livros que pertençam à colecção indicada e continuamos o processo de cálculo, combinando os resultados obtidos nas duas etapas anteriores novamente através duma equijunção. - Por fim, agrupamos a informação obtida por livro, de forma a ser possível calcular o total de vendas por livro, ordenando a lista de livros alfabeticamente. -- Procedimento que fornece a relação das vendas -- referentes á colecção A do ano 2000, ordenadas por livro CREATE PROCEDURE VendasLivrosColecçãoAAno2000 SELECT VD.Livro, L.Designação, SUM(VD.Total) Total FROM (SELECT D.Livro, V.Total FROM Vendas As V, [Vendas-Detalhes] D WHERE SUBSTRING(CONVERT(nvarchar(22),V.Data,111),1,4)= 2000 VD, (SELECT Código, Designação, Colecção FROM Livros p WHERE Colecção = A ) L WHERE L.Código = VD.Livro GROUP BY VD.Livro, L.Designação ORDER BY VD.Livro C

Laboratório 4. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 4. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 4 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 4: Programação em Transact-SQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures) - cont. - Exercícios

Leia mais

António Rocha Nuno Melo e Castro

António Rocha Nuno Melo e Castro António Rocha Nuno Melo e Castro ! Transact-SQL (T-SQL) Extensão ao SQL Permite controlo do fluxo de execução Permite comandos DDL (contrariamente ao PLSQL) T-SQL combina: poder de manipulação de dados

Leia mais

Laboratório 5. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 5. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 5 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 4: Programação em Transact-SQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Triggers (gatilhos). - Exercícios 1. Conceito. - Os Stored Procedures permitem

Leia mais

Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados

Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados Objectivos: Criar Procedimentos armazenados Chamar procedimentos armazenados Utilizar parâmetros de entrada e de saída Um procedimento armazenado representa

Leia mais

Hugo Pedro Proença, 2007

Hugo Pedro Proença, 2007 Stored Procedures À medida que a complexidade dos sistemas aumenta, torna-se cada vez mais difícil a tarefa de integrar o SQL com as aplicações cliente. Além disto, é necessário que todas as aplicações

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9 Bases de Dados 2007/2008 Aula 9 1. T-SQL TRY CATCH 2. TRATAMENTO ERROS RAISERROR 3. TRIGGERS 4. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Agregada em SQL-92 As ferramentas têm nomes para suas linguagens SQL procedurais/embutidas Oracle : PL/SQL Postgres PL/Pgsql SQL Server

Leia mais

Oracle PL/SQL Overview

Oracle PL/SQL Overview Faculdades Network Oracle PL/SQL Overview Prof. Edinelson PL/SQL Linguagem de Programação Procedural Language / Structured Query Language Une o estilo modular de linguagens de programação à versatilidade

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 8

Bases de Dados 2007/2008. Aula 8 Bases de Dados 2007/2008 Aula 8 1. T-SQL 2. VARIÁVEIS 3. CURSORES 4. PROCEDIMENTOS 5. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

Procedimentos armazenados

Procedimentos armazenados Procedimentos armazenados Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Material da Profª Maria Lígia B. Perkusich Procedimentos armazenados (i) Definição Um procedimento armazenado (stored procedure)

Leia mais

Tarefa Orientada 19 Triggers

Tarefa Orientada 19 Triggers Tarefa Orientada 19 Triggers Objectivos: Criar triggers AFTER Criar triggers INSTEAD OF Exemplos de utilização Os triggers são um tipo especial de procedimento que são invocados, ou activados, de forma

Leia mais

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE BANCO DE DADOS II Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@ifrn.edu.br Curso de Tecnologia

Leia mais

SQL. Structured Query Language

SQL. Structured Query Language SQL Structured Query Language Construções básicas Junção de Tabelas Join O uso da operação JOIN numa cláusula FROM especifica como se deseja que as tabelas sejam vinculadas. Use INNER JOIN para associar

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados II Aula 1. Stored Procedures

Laboratório de Banco de Dados II Aula 1. Stored Procedures Laboratório de Banco de Dados II Aula 1 Stored Procedures Stored procedures Uma seqüência de comandos SQL pode ser agrupada, formando uma stored procedure A sua execução é comandada, invocando-se o nome

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

FAPLAN - Faculdade Anhanguera Passo Fundo Gestão da Tecnologia da Informação Banco de Dados II Prof. Eder Pazinatto Stored Procedures Procedimento armazenados dentro do banco de dados Um Stored Procedure

Leia mais

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures)

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) 1. Introdução Stored Procedure é um conjunto de comandos, ao qual é atribuído um nome. Este conjunto fica armazenado no Banco de Dados e pode ser chamado a

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados Prof. Marcelo Siedler Objetivos do documento: Apresentar os conceitos de stored procedutes e funções. Exercícios. Referência: http://dev.mysql.com/doc/refman/4.1/pt/stored-procedures.html

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger A tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

trigger insert, delete, update

trigger insert, delete, update 1 Um trigger é um conjunto de instruções SQL armazenadas no catalogo da BD Pertence a um grupo de stored programs do MySQL Executado quando um evento associado com uma tabela acontece: insert, delete,

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 10 - PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS - STORED PROCEDURES 1. INTRODUÇÃO Em muitas situações será necessário armazenar procedimentos escritos com a finalidade de se utilizar recursos como loop, estruturas

Leia mais

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL SQL TGD/JMB 1 Projecto de Bases de Dados Linguagem SQL SQL TGD/JMB 2 O que é o SQL? SQL ("ess-que-el") significa Structured Query Language. É uma linguagem standard (universal) para comunicação com sistemas

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

CREATE TABLE AUTOR ( cod_autor int not null primary key, nome_autor varchar (60) )

CREATE TABLE AUTOR ( cod_autor int not null primary key, nome_autor varchar (60) ) TADS Exercício Laboratório I Analise o modelo de banco de dados abaixo: MUSICA FAIXA Codigo_Musica: INTEGER Nome_Musica: VARCHAR(60) Duracao: NUMERIC(6,2) Codigo_Musica: INTEGER (FK) Codigo_CD: INTEGER

Leia mais

PL/pgSQL por Diversão e Lucro

PL/pgSQL por Diversão e Lucro PL/pgSQL por Diversão e Lucro Roberto Mello 3a. Conferência Brasileira de PostgreSQL - PGCon-BR Campinas - 2009 1 Objetivos Apresentar as partes principais do PL/pgSQL Apresentar casos de uso comum do

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 11-1. INTRODUÇÃO TRIGGERS (GATILHOS OU AUTOMATISMOS) Desenvolver uma aplicação para gerenciar os dados significa criar uma aplicação que faça o controle sobre todo ambiente desde a interface, passando

Leia mais

Slides_Java_1 !"$ % & $ ' ' Output: Run java. Compile javac. Name of program. Must be the same as name of file. Java source code.

Slides_Java_1 !$ % & $ ' ' Output: Run java. Compile javac. Name of program. Must be the same as name of file. Java source code. Slides_Java_1!"#$!" $ % & $ Sistemas Informáticos I, 2005/2006 ( Java source code Compile javac Java bytecode Run java Output:!"#) %& Name of program. Must be the same as name of file.!"#$!"$ % & $ Where

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Rules and Triggers André Restivo Sistemas de Informação 2006/07 Rules e Triggers Nem todas as restrições podem ser definidas usando os mecanismos que estudamos anteriormente: - CHECK

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL 1) Visão Geral A PL/pgSQL é uma linguagem de programação procedural para o Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

Gatilhos (Triggers) Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com. Elaborado por Maria Lígia B. Perkusich

Gatilhos (Triggers) Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com. Elaborado por Maria Lígia B. Perkusich Gatilhos (Triggers) Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Elaborado por Maria Lígia B. Perkusich O que é um gatilho (trigger)? Um gatilho é um tipo especial de procedimento armazenado

Leia mais

Oracle 10g: SQL e PL/SQL

Oracle 10g: SQL e PL/SQL Oracle 10g: SQL e PL/SQL PL/SQL: Visão Geral Enzo Seraphim Visão Geral Vantagens de PL/SQL Suporte total à linguagem SQL Total integração com o Oracle Performance Redução da comunicação entre a aplicação

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Introdução às funções e procedimentos. SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos

Introdução às funções e procedimentos. SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos Bases de Dados Stored procedures e triggers Introdução às funções e procedimentos SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos p.ex. objectos geométricos, imagens intersecção

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger a tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

2008.2. Stored Procedures. Renata Viegas

2008.2. Stored Procedures. Renata Viegas Renata Viegas Definição Conjunto de comandos SQL que são compilados e armazenados no servidor Características Podem ser armazenados no banco de dados e acionados por qualquer programa aplicativo que tenha

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Apostila 3 Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 30/09/2011 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Exclusão de registros Consultas por Dados de Resumo Group by / Having Funções

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

SQL Gatilhos (Triggers)

SQL Gatilhos (Triggers) SQL Gatilhos (Triggers) Laboratório de Bases de Dados Gatilho (trigger) Bloco PL/SQL que é disparado de forma automática e implícita sempre que ocorrer um evento associado a uma tabela INSERT UPDATE DELETE

Leia mais

Tipos de dados complexos e objectos Tipos de dados estruturados e herança em SQL Herança de tabelas Matrizes e multi-conjuntos em SQL Identidade de

Tipos de dados complexos e objectos Tipos de dados estruturados e herança em SQL Herança de tabelas Matrizes e multi-conjuntos em SQL Identidade de Capítulo 8: BDs Objecto-Relacional Tipos de dados complexos e objectos Tipos de dados estruturados e herança em SQL Herança de tabelas Matrizes e multi-conjuntos em SQL Identidade de Objectos e Referência

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSORS. Profº Erinaldo Sanches Nascimento

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSORS. Profº Erinaldo Sanches Nascimento UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSORS Profº Erinaldo Sanches Nascimento Introdução Cursor é usado para percorrer um conjunto de linhas retornadas por uma consulta

Leia mais

O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma:

O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma: 1 CREATE TABLE O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma: CREATE TABLE (), (

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER Gerenciando Tabelas: DDL - DATA DEFINITION LANGUAG Criando uma tabela: CREATE TABLE CLIENTES ID VARCHAR4 NOT NULL, NOME VARCHAR30 NOT NULL, PAGAMENTO DECIMAL4,2 NOT NULL;

Leia mais

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela Certamente você já ouviu falar muito sobre triggers. Mas o quê são triggers? Quando e como utilizá-las?

Leia mais

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente Departamento de Engenharia Informática 2010/2011 Bases de Dados Lab 1: Introdução ao ambiente 1º semestre O ficheiro bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo

Leia mais

LICENCIATURA EM ENG. DE SISTEMAS E INFORMÁTICA Redes e Serviços de Banda Larga. Laboratório 4. OSPF Backbone

LICENCIATURA EM ENG. DE SISTEMAS E INFORMÁTICA Redes e Serviços de Banda Larga. Laboratório 4. OSPF Backbone Laboratório 4 OSPF Backbone Equipamento necessário: Três OmniSwitches Objectivo: Este laboratório tem como objectivo familiarizar os alunos com as configurações RIP em comutadores OmniSwitch. Sintaxe dos

Leia mais

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL 1. O que é Linguagem SQL 2. Instrução CREATE 3. CONSTRAINT 4. ALTER TABLE 5. RENAME TABLE 6. TRUCANTE TABLE 7. DROP TABLE 8. DROP DATABASE 1 1. O que é Linguagem SQL 2. O SQL (Structured Query Language)

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO BANCO DE DADOS

RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO BANCO DE DADOS RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO BANCO DE DADOS No Instituto Federal do Paraná tounou-se necessário o armazenamento de certas informações para controle de pessoal. Para armazenar tais dados é necessário saber que:

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL Helena Galhardas Bibliografia Raghu Ramakrishnan, Database Management Systems, Cap. 3 e 5 1 1 Sumário Restrições de Integridade (RIs) em SQL Chave

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

Bancos de Dados I. Integridade semântica

Bancos de Dados I. Integridade semântica Bancos de Dados I PUC-Rio Departamento de Informática (DI) Eng./Ciência da Computação e Sist. Informação Contrôle de Integridade em SGBDs: procedimentos armazenados, gatilhos e funções Prof. sergio@inf.puc-rio.br

Leia mais

Monitoria GDI Aula Prática. DML + PL/SQL parte 1

Monitoria GDI Aula Prática. DML + PL/SQL parte 1 Monitoria GDI Aula Prática DML + PL/SQL parte 1 DML linguagem de manipulação de dados SQL Estrutura básica de uma consulta SQL SELECT Coluna1[,Coluna2[,Coluna3[,...]]] FROM Tabela1[,Tabela2[,...]] WHERE

Leia mais

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados EXERCÍCIOS PRÁTICOS Banco de Dados Introdução ao uso do SQL Structured Query Language, considerando tanto DDL Data Definition Language quanto DML Data Manipulation Language. Banco de Dados selecionado:

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 03 AT03 Diversos II Page 1 of 25 Indice EXEMPLOS COM GROUP BY E COM A CLÁUSULA HAVING - TOTALIZANDO DADOS... 3 GROUP BY... 3 Cláusula HAVING com GROUP BY... 5 ENTENDENDO

Leia mais

BD Oracle. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD Oracle. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD Oracle SGBD Oracle Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD Oracle Introdução aos SGBD Base de Dados Colecção de dados que descrevem alguma realidade Sistema de

Leia mais

Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados

Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados Objectivos: Criação de tabelas teste Comando INSERT INTO Inserção de dados Comando INSERT Actualização de dados Comando UPDATE Eliminação de dados Comando DELETE

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

DSS 08/09. Camada de Dados - JDBC. Aula 1. António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jfc}@di.uminho.

DSS 08/09. Camada de Dados - JDBC. Aula 1. António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jfc}@di.uminho. Universidade do Minho Departamento de Informática Camada de Dados - JDBC Aula 1 António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jfc}@di.uminho.pt 2 Camada de Dados A camada

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 1. Referências

Bases de Dados 2007/2008. Aula 1. Referências Bases de Dados 2007/2008 Aula 1 Sumário 1. SQL Server 2000: configuração do acesso ao servidor. 1.1. SQL Server Service Manager. 1.2. SQL Server Enterprise Manager. 1.3. SQL Query Analyzer. 2. A base de

Leia mais

Bases de Dados 1º semestre

Bases de Dados 1º semestre DepartamentodeEngenhariaInformática 2008/2009 BasesdeDados1ºsemestre Lab1:Introduçãoaoambiente O ficheiro create bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dadosdeexemploilustradanafigura1.

Leia mais

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente. Figura 1. Base de dados de exemplo

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente. Figura 1. Base de dados de exemplo Departamento de Engenharia Informática 2014/2015 Bases de Dados Lab 1: Introdução ao ambiente 1º semestre O ficheiro bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia. Manual referência PostgreSQL

Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia. Manual referência PostgreSQL Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers em PostgreSQL Helena Galhardas Bibliografia Manual referência PostgreSQL http://www.postgresql.org/docs/9.2/static/ plpgsql.html http://www.postgresql.org/docs/9.2/static/

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) (Structured Query Language) I DDL (Definição de Esquemas Relacionais)... 2 I.2 Domínios... 2 I.3 Criação de Tabelas... 2 I.4 Triggers... 4 II DML Linguagem para manipulação de dados... 5 II.2 Comando SELECT...

Leia mais

Banco de Dados II. Triggers e Functions. Prof. Moser Fagundes. Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas

Banco de Dados II. Triggers e Functions. Prof. Moser Fagundes. Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas Banco de Dados II Triggers e Functions Prof. Moser Fagundes Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas Sumário da aula Functions (funções) Triggers (gatilhos) Atividades Functions

Leia mais

O dono de uma livraria cuja base de dados é administrada por si pediu-lhe para efectuar as seguintes alterações ao preço dos livros:

O dono de uma livraria cuja base de dados é administrada por si pediu-lhe para efectuar as seguintes alterações ao preço dos livros: - Necessidade O dono de uma livraria cuja base de dados é administrada por si pediu-lhe para efectuar as seguintes alterações ao preço dos livros: Os livros que custarem mais de 10, devem ver o seu preço

Leia mais

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010 BANCO DE DADOS: SQL UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Departamento de Ciências da Computação. 27 de janeiro de 2010 índice 1 Introdução 2 3 Introdução SQL - Structured Query Language

Leia mais

Bases de Dados. O ficheiro create-bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo ilustrada na figura 1.

Bases de Dados. O ficheiro create-bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo ilustrada na figura 1. Departamento de Engenharia Informática 2008/2009 Bases de Dados Lab 1: Introdução ao ambiente 1º semestre O ficheiro create-bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br PostgreSQL www.postgresql.org André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br Características Licença BSD (aberto, permite uso comercial) Multi-plataforma (Unix, GNU/Linux,

Leia mais

Tarefa Orientada 16 Vistas

Tarefa Orientada 16 Vistas Tarefa Orientada 16 Vistas Objectivos: Vistas só de leitura Vistas de manipulação de dados Uma vista consiste numa instrução de SELECT que é armazenada como um objecto na base de dados. Deste modo, um

Leia mais

Tipos de dados complexos e objectos Tipos de dados estruturados e herança em SQL Herança de tabelas Matrizes e multi-conjuntos em SQL Identidade de

Tipos de dados complexos e objectos Tipos de dados estruturados e herança em SQL Herança de tabelas Matrizes e multi-conjuntos em SQL Identidade de Capítulo 8: BDs Objecto-Relacional Tipos de dados complexos e objectos Tipos de dados estruturados e herança em SQL Herança de tabelas Matrizes e multi-conjuntos em SQL Identidade de Objectos e Referência

Leia mais

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Objectivos: Funções de agregação Agrupamento e sumário de dados Funções de agregação Nesta tarefa orientada iremos formular consultas que sumariam os

Leia mais

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015 SQL - Banco de Dados 1 Disciplina: Banco de Dados Professor: José Antônio 2 Tópicos de discussão Criando um banco de dados Incluindo, atualizando e excluindo linhas nas tabelas Pesquisa básica em tabelas

Leia mais

Projeto de Banco de Dados: Empresa X

Projeto de Banco de Dados: Empresa X Projeto de Banco de Dados: Empresa X Modelo de negócio: Empresa X Competências: Analisar e aplicar o resultado da modelagem de dados; Habilidades: Implementar as estruturas modeladas usando banco de dados;

Leia mais

Tarefa Orientada 17 Scripts

Tarefa Orientada 17 Scripts Tarefa Orientada 17 Scripts Objectivos: Declaração de variáveis escalares Declaração de variáveis do tipo tabela Tabelas temporárias Estruturas Condicionais Estruturas de Repetição Tratamento de erros

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br INTRODUÇÃO AO SQL Ferramentas brmodelo Ferramenta Case PostgreSQL versão 8 ou superior SGBD Em 1986 o American

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 28/8/2015 Índices Para os testes com os índices criaremos uma tabela chamada tteste com o comando teste=> CREATE TABLE tteste (id int4);

Leia mais

Linguagem SQL. Comandos Básicos

Linguagem SQL. Comandos Básicos Linguagem SQL Comandos Básicos Caetano Traina Júnior Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.sc.usp.br Comando

Leia mais

SQL. Hélder Antero Amaral Nunes

SQL. Hélder Antero Amaral Nunes SQL Hélder Antero Amaral Nunes 2 Introdução Desenvolvida pelo departamento de pesquisa da IBM na década de 1970 (System R); Linguagem padrão de BD Relacionais; Apresenta várias padrões evolutivos: SQL86,

Leia mais

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com Linguagem de Programação de Banco de Dados Triggers em PostgreSQL Todos os bancos de dados comerciais possuem uma linguagem procedural auxiliar para a

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

Operação de União JOIN

Operação de União JOIN Operação de União JOIN Professor Victor Sotero SGD 1 JOIN O join é uma operação de multi-tabelas Select: o nome da coluna deve ser precedido pelo nome da tabela, se mais de uma coluna na tabela especificada

Leia mais

Triggers e mais... Instituto Militar de Engenharia IME 1o. Semestre/2005 Triggers Propósito mais amplo que restrições Restrições onde se explicita o evento Regras event-condition-action (ECA) Eventos:

Leia mais

PostgreSQL 8.0. Diogo Biazus

PostgreSQL 8.0. Diogo Biazus PostgreSQL 8.0 Diogo Biazus PostgreSQL 7.X Totalmente ACID MVCC Tipos e operadores customizáveis Diversas linguagens procedurais Hot backup Código aberto (BSD) Facilidade de extensão PL/pgSQL, PL/Python,

Leia mais

Figura 1: VHDL - Exemplo de uso do construto generic: componente mult_se_neg com valor default de n=16 bits.

Figura 1: VHDL - Exemplo de uso do construto generic: componente mult_se_neg com valor default de n=16 bits. OBJETIVOS: Projeto de componentes em VHDL. Projeto e simulação de uma biblioteca de componentes em VHDL no ambiente Quartus II Altera para construção de um caminho de dados (ou bloco operacional) e de

Leia mais

Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União

Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União Objectivos: Junção externa (Outer JOIN) Junção externa à esquerda (LEFT Outer JOIN) Junção externa à direita (RIGHT Outer JOIN) Junção externa completa

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais 1 LINGUAGEM SQL SQL Server 2008 Comandos iniciais SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação.

Leia mais

SQL CREATE DATABASE. MySQL, SQL Server, Access, Oracle, Sybase, DB2, e outras base de dados utilizam o SQL.

SQL CREATE DATABASE. MySQL, SQL Server, Access, Oracle, Sybase, DB2, e outras base de dados utilizam o SQL. LINGUAGEM SQL SQL CREATE DATABASE MySQL, SQL Server, Access, Oracle, Sybase, DB2, e outras base de dados utilizam o SQL. SQL CREATE TABLE SQL NOT NULL O valor NOT NULL obriga que o campo contenha sempre

Leia mais

SQL DDL ALTERAÇÃO DA ESTRUTURA DE TABELAS - ALTER TABLE - ALTER TABLE NOME_TABELA ADD [COLUMN] NOME_COLUNA TIPO_COLUNA RESTRIÇÕES

SQL DDL ALTERAÇÃO DA ESTRUTURA DE TABELAS - ALTER TABLE - ALTER TABLE NOME_TABELA ADD [COLUMN] NOME_COLUNA TIPO_COLUNA RESTRIÇÕES ALTERAÇÃO DA ESTRUTURA DE TABELAS - ALTER TABLE - 1. Alterar tabela a. Adicionar coluna: ADD [COLUMN] NOME_COLUNA TIPO_COLUNA RESTRIÇÕES Obs.: a palavra COLUMN, opcional no padrão SQL, não pode ser usada

Leia mais

8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito)

8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito) 8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito) Nos itens anteriores vimos transações do tipo explícitas, ou seja, aquelas que iniciam com BEGIN TRANSACTION. As outras

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

Banco de Dados. StructuredQuery Language- SQL. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.

Banco de Dados. StructuredQuery Language- SQL. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo. Banco de Dados StructuredQuery Language- SQL Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 A Origem Em 1970, Ted Codd (pesquisador da IBM) publicou o primeiro

Leia mais