António Rocha Nuno Melo e Castro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "António Rocha Nuno Melo e Castro"

Transcrição

1 António Rocha Nuno Melo e Castro

2 ! Transact-SQL (T-SQL) Extensão ao SQL Permite controlo do fluxo de execução Permite comandos DDL (contrariamente ao PLSQL) T-SQL combina: poder de manipulação de dados do SQL com poder de processamento das linguagens procedimentais

3 #$%#$ Variáveis Tipos de dados escalares Controlo do fluxo de execução Funções integradas Gestão de cursores Processamento de excepções Código armazenado na base de dados "

4 '%( A unidade de programação é semelhante ao já visto para PL/SQL, podendo ter: Blocos de código sem nome scripts. Normalmente são construídos dinamicamente e executados apenas uma vez. Blocos com nome Procedures e functions - são guardados na BD. Este blocos normalmente não são alterados depois de construídos e são executados várias vezes. Os subprogramas são executados explicitamente via uma chamada a um procedure ou function. Triggers: São também guardados na BD. Este blocos normalmente não são alterados depois de construídos e são executados várias vezes. Os Triggers são executados implicitamente quando acontecem determinados eventos na BD (Insert, Update e Delete) &

5 '%( DECLARE --Definição de variáveis. BEGIN --Acções executáveis END Contrariamente ao PL/SQL, não existe propriamente o conceito de bloco. Um bloco em T/-SQL é um script. Os elementos BEGIN e END não são obrigatórios e delimitam o conjunto de acções a efectuar. Como não existe o conceito de bloco, DECLARE não define uma secção de declaração de variáveis. É opcional e é utilizada para definir objectos de T-SQL, tais como as variáveis. É possível também ter tratamento de excepções, e definir acções a tomar quando estas ocorrem. Contrariamente ao PL/SQL não é necessário terminar as instruções com ponto e vírgula. )

6 *+ Syntax DECLARE DECLARE [AS] data_type, [ n] } BIT

7 *+,$ Contrariamente ao PL/SQL, o T-SQL não permite no momento da definição: Inicializar Ter defaults Constantes Definir tipos de dados com base no tipo de outras variáveis Definir tipos de dados com base na estrutura de uma tabela

8 %-,%$(.%$ O T-SQL tem o conceito de variáveis globais: Não podem ser definidas pelo utilizador, são do sistema Distinguem-se das locais por terem no início os símbolos Ex. SELECT

9 Muito semelhante ao já visto para o PL/SQL: As instruções podem, se necessário, passar de uma linha para a outra, mas as palavras-chave não podem ser divididas. As unidades léxicas (identificadores, operadores, etc) podem ser separadas por um ou mais espaços ou por outros limitadores que não se confundam com a unidade léxica. Não se podem usar palavras reservadas como identificadores, excepto se entre aspas. Os identificadores têm que começar por uma letra e as variáveis locais Os valores literais do tipo caracter ou data têm que ser indicados entre plicas. Os comentários podem ser incluídos entre os símbolos /* e */ quando o comentário engloba várias linhas, ou então após - quando o comentário é apenas uma linha. /

10 0$.-$%#$ + - * / IS NULL, LIKE, BETWEEN, IN, =, >, <, <>,!=, ^=, <=, >= = + NOT AND OR Adição Subtracção Multiplicação Divisão Comparação Atribuição Concatenação Negação lógica Conjunção Disjunção

11 %1%$ ( ) ; [] : -- /* */ Expressão ou lista Expressão ou lista Fim de instrução Cadeia de caracteres Identificador Etiqueta Comentário Comentário Comentário

12 *1%$.2#$ Contrariamente ao PL/SQL o domínio de Y estende-se desde a sua definição até ao final. Não existindo o conceito de bloco, não é possível declarar variáveis com o mesmo nome dentro do mesmo script (mesmo estando declaradas antes de BEGIN END)

13 $ $# 3 IF-ELSE IF condition1 statement1 ELSE IF condition2 statement2 Para colocar mais do que uma instrução dentro do IF, é ncessário usar o Begin / End IF condition1 begin statement11 statement12 end ELSE IF condition2 statement2 "

14 0 $1$#4#56 BEGIN...END BREAK GOTO label IF...ELSE RETURN WHILE Other Transact-SQL statements that can be used with control-of-flow language statements are: /*...*/ (Comment) -- (Comment) CASE Keyword DECLARE local_variable Defines a statement block. Exits the innermost WHILE loop. Continues processing at the statement following the label as defined by label. Defines conditional, and optionally, alternate execution when a condition is FALSE. Exits unconditionally. Repeats statements while a specific condition is TRUE. EXECUTE PRINT RAISERROR Description &

15 # %. %!,$,%-,%$ varchar(50) BEGIN = VPosto = Posto FROM Empregado WHERE NumEmp = 5 END Caso a query retorne mais do que um registo as variáveis ficam com o valor do último registo seleccionado (não dá erro). Este comando é feito no PL/SQL com o INTO. )

16 $ Os registos retornados por uma instrução SQL podem ser manipulados através de um cursor. Um cursor é semelhante a uma lista de valores, sendo possível percorrer e posicionar em qualquer um dos registos. Os cursores são semelhantes aos já vistos para o PL/SQL. No entanto o T-SQL tem muito menos possibilidades de tratamento.

17 $$ #$$%# O processo típico da utilização de um cursor é : 1. Declarar variáveis para guardar os valores retornados pelo cursor 2. Declarar um cursor com o comando Declare e associar-lhe um Select 3. Usar o comando Open para executar o Select e abrir o cursor 4. Utilizar instruções de posicionamento do cursor - Fetch 5. Fechar o cursor com a instrução Close, para libertar a memória dos resultados do cursor, e possivelmente utilizar a instrução Deallocate se não for necessário usar novamente o cursor. - Permite testar o status do fetch, se diferente de zero, ocorreu um erro.

18 $ 7$$%#%1 Utilizar instruções de posicionamento do cursor Fetch First - Avança para o primeiro registo do cursor. Fetch Next - Avança para o registo seguinte. Fetch Prior - Avança para o registo anterior. Fetch Last - Avança para o último registo do cursor. Fetch Absolute n - Avança para posição n do cursor. Fetch Relative n - Avança n registos a partir do registo actual do cursor. Para utilizar os comandos de fetch (à excepção do Next) é necessário declarar um cursor do tipo SCROLL.

19 $ $89 Syntax básica: DECLARE cursor_name CURSOR [FORWARD_ONLY SCROLL] [LOCAL GLOBAL] FOR select_statement [FOR UPDATE [OF column_name [,...n]]] Para abrir OPEN nome_cursor Buscar valores FETCH NEXT FROM nome_cursor INTO lista_variaveis Para fechar CLOSE nome_cursor Para retirar o Declare DEALLOCATE nome_cursor /

20 $ 91 DECLARE Cursor_Cli CURSOR FOR SELECT ClienteID, Nome FROM Clientes varchar(50) OPEN Cursor_Cli FETCH NEXT FROM WHILE = 0 BEGIN FETCH NEXT FROM END CLOSE Cursor_Cli DEALLOCATE Cursor_Cli

21 +%. $# $$%1#%$ Atributos de cursores implícitos: retornam informação sobre o resultado da última instrução INSERT, DELETE, UPDATE ou SELECT executada. São acedidos através de variáveis globais: retorna o número de registos afectados por uma instrução INSERT, DELETE, UPDATE ou SELECT o número do erro da última instrução executada, ou zero se não existir.

22 # Sintaxe básica: CREATE PROC[EDURE] procedure_name [;number] [ data_type} [VARYING] [= default] [OUTPUT] ] [,...n] AS sql_statement [...n]

23 # 91 CREATE PROC Varchar(40) AS BEGIN SELECT * FROM CLIENTES WHERE ClienteID AND Nome LIKE END Para invocar a procedure EXEC Cli 2, 'A' OU EXEC = "

24 # 91 ALTER PROC int OUTPUT AS BEGIN = COUNT(*) FROM CLIENTES WHERE ClienteID AND Nome LIKE END Para invocar a procedure int EXEC Cli 1, OUTPUT PRINT 'Numero de registos = ' + AS Varchar(10)) &

25 3 #%$ A utilização de funções é vantajosa em determinadas circunstâncias : Podem ser utilizados para encapsular e centralizar a lógica das regras de negócio. Podem ser utilizadas numa query, contrariamente as Stored procedures e podem ser passados parâmetros, contrariamente às Views. Nos casos em que o resultado é uma tabela, esta pode ser usado na cláusula FROM como uma tabela normal. Nas situações em que o resultado é um único valor, as funções podem ser usadas na cláusula SELECT como uma função normal do SQL. Pode ser usada, por exemplo, para cálculos de valores ou formatação. )

26 3 #%$ No T-SQL existem 3 tipos de funções: 1. Scalar Functions - São funções que retornam unicamente um valor. Exemplo: CREATE FUNCTION QtStock Smallint) RETURNS Smallint AS BEGIN = 0 END Para invocar : SELECT dbo.qtstock(-3)

27 3 #%$ 2. Inline Table - São funções que têm como resultado uma tabela de valores que é resultado de uma única instrução de select. Exemplo: CREATE FUNCTION AnivMes Tinyint) RETURNS TABLE AS RETURN (SELECT ClienteID, Nome FROM Clientes WHERE Month(DataNasc) Para invocar: SELECT Nome From AnivMes(1)

28 3 #%$ 3. Multi-statement Table - São funções que retornam tabelas definidas e trabalhadas pelo utilizador. Exemplo: CREATE FUNCTION ArtVendasAno Int) TABLE (ArtigoID int, Descricao Nvarchar(40), Vendas Int) AS BEGIN SELECT ArtigoID, Descricao, (Select SUM(Quant) FROM Facts, linhasfact WHERE LinhasFact.ArtigoID = Artigos.ArtigoID AND LinhasFact.FactID = Facts.FactID = YEAR(Data)) FROM Artigos RETURN END Para invocar: SELECT * FROM ArtVendasAno(2006) WHERE Vendas > 1

Bases de Dados 2007/2008. Aula 8

Bases de Dados 2007/2008. Aula 8 Bases de Dados 2007/2008 Aula 8 1. T-SQL 2. VARIÁVEIS 3. CURSORES 4. PROCEDIMENTOS 5. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências www.mysql.com MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures)

Leia mais

Oracle PL/SQL Overview

Oracle PL/SQL Overview Faculdades Network Oracle PL/SQL Overview Prof. Edinelson PL/SQL Linguagem de Programação Procedural Language / Structured Query Language Une o estilo modular de linguagens de programação à versatilidade

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSORS. Profº Erinaldo Sanches Nascimento

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSORS. Profº Erinaldo Sanches Nascimento UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSORS Profº Erinaldo Sanches Nascimento Introdução Cursor é usado para percorrer um conjunto de linhas retornadas por uma consulta

Leia mais

Hugo Pedro Proença, 2007

Hugo Pedro Proença, 2007 Stored Procedures À medida que a complexidade dos sistemas aumenta, torna-se cada vez mais difícil a tarefa de integrar o SQL com as aplicações cliente. Além disto, é necessário que todas as aplicações

Leia mais

O dono de uma livraria cuja base de dados é administrada por si pediu-lhe para efectuar as seguintes alterações ao preço dos livros:

O dono de uma livraria cuja base de dados é administrada por si pediu-lhe para efectuar as seguintes alterações ao preço dos livros: - Necessidade O dono de uma livraria cuja base de dados é administrada por si pediu-lhe para efectuar as seguintes alterações ao preço dos livros: Os livros que custarem mais de 10, devem ver o seu preço

Leia mais

Oracle 10g: SQL e PL/SQL

Oracle 10g: SQL e PL/SQL Oracle 10g: SQL e PL/SQL PL/SQL: Visão Geral Enzo Seraphim Visão Geral Vantagens de PL/SQL Suporte total à linguagem SQL Total integração com o Oracle Performance Redução da comunicação entre a aplicação

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9 Bases de Dados 2007/2008 Aula 9 1. T-SQL TRY CATCH 2. TRATAMENTO ERROS RAISERROR 3. TRIGGERS 4. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

Introdução às funções e procedimentos. SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos

Introdução às funções e procedimentos. SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos Bases de Dados Stored procedures e triggers Introdução às funções e procedimentos SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos p.ex. objectos geométricos, imagens intersecção

Leia mais

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Agregada em SQL-92 As ferramentas têm nomes para suas linguagens SQL procedurais/embutidas Oracle : PL/SQL Postgres PL/Pgsql SQL Server

Leia mais

PL/SQL. Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri. Laboratório de Bases de Dados PL/SQL

PL/SQL. Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri. Laboratório de Bases de Dados PL/SQL PL/SQL Laboratório de Bases de Dados PL/SQL Program Language SQL linguagem de programação da Oracle que permite processar dados armazenados no banco de dados Exemplos de operações permitidas alterar, remover,

Leia mais

Tarefa Orientada 20 Cursores

Tarefa Orientada 20 Cursores Tarefa Orientada 20 Cursores Objectivos: Declarar cursores Utilizar cursores Utilizar funções do sistema para trabalhar com cursores Actualizar dados através de cursores Um cursor é um objecto da base

Leia mais

Logado no OracleXE vamos acessar a opção:

Logado no OracleXE vamos acessar a opção: Tutorial PL/SQL O PL/SQL é uma linguagem procedural que roda diretamente no núcleo do SGBD Oracle. O objetivo deste tutorial é mostrar a criação de funções e procedimentos em PL/SQL, interagindo com comandos

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 10 - PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS - STORED PROCEDURES 1. INTRODUÇÃO Em muitas situações será necessário armazenar procedimentos escritos com a finalidade de se utilizar recursos como loop, estruturas

Leia mais

Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados

Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados Objectivos: Criar Procedimentos armazenados Chamar procedimentos armazenados Utilizar parâmetros de entrada e de saída Um procedimento armazenado representa

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia. Manual referência PostgreSQL

Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia. Manual referência PostgreSQL Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers em PostgreSQL Helena Galhardas Bibliografia Manual referência PostgreSQL http://www.postgresql.org/docs/9.2/static/ plpgsql.html http://www.postgresql.org/docs/9.2/static/

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL 1) Visão Geral A PL/pgSQL é uma linguagem de programação procedural para o Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

FUNCTION ) RETURNS INTEGER AS $$ DECLARE

FUNCTION ) RETURNS INTEGER AS $$ DECLARE PERFORM O comando PERFORM permite a execução de um comando SELECT desprezando o resultado do comando. PERFORM query; A variável especial FOUND é definida como verdadeiro se a instrução produzir pelo menos

Leia mais

Bancos de Dados I. Integridade semântica

Bancos de Dados I. Integridade semântica Bancos de Dados I PUC-Rio Departamento de Informática (DI) Eng./Ciência da Computação e Sist. Informação Contrôle de Integridade em SGBDs: procedimentos armazenados, gatilhos e funções Prof. sergio@inf.puc-rio.br

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados Prof. Marcelo Siedler Objetivos do documento: Apresentar os conceitos de stored procedutes e funções. Exercícios. Referência: http://dev.mysql.com/doc/refman/4.1/pt/stored-procedures.html

Leia mais

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures)

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) 1. Introdução Stored Procedure é um conjunto de comandos, ao qual é atribuído um nome. Este conjunto fica armazenado no Banco de Dados e pode ser chamado a

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Rules and Triggers André Restivo Sistemas de Informação 2006/07 Rules e Triggers Nem todas as restrições podem ser definidas usando os mecanismos que estudamos anteriormente: - CHECK

Leia mais

Banco de Dados II. Triggers e Functions. Prof. Moser Fagundes. Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas

Banco de Dados II. Triggers e Functions. Prof. Moser Fagundes. Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas Banco de Dados II Triggers e Functions Prof. Moser Fagundes Curso TSI Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) Campus Charqueadas Sumário da aula Functions (funções) Triggers (gatilhos) Atividades Functions

Leia mais

Tarefa Orientada 19 Triggers

Tarefa Orientada 19 Triggers Tarefa Orientada 19 Triggers Objectivos: Criar triggers AFTER Criar triggers INSTEAD OF Exemplos de utilização Os triggers são um tipo especial de procedimento que são invocados, ou activados, de forma

Leia mais

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL SQL TGD/JMB 1 Projecto de Bases de Dados Linguagem SQL SQL TGD/JMB 2 O que é o SQL? SQL ("ess-que-el") significa Structured Query Language. É uma linguagem standard (universal) para comunicação com sistemas

Leia mais

PL/pgSQL por Diversão e Lucro

PL/pgSQL por Diversão e Lucro PL/pgSQL por Diversão e Lucro Roberto Mello 3a. Conferência Brasileira de PostgreSQL - PGCon-BR Campinas - 2009 1 Objetivos Apresentar as partes principais do PL/pgSQL Apresentar casos de uso comum do

Leia mais

Triggers e mais... Instituto Militar de Engenharia IME 1o. Semestre/2005 Triggers Propósito mais amplo que restrições Restrições onde se explicita o evento Regras event-condition-action (ECA) Eventos:

Leia mais

SQL Gatilhos (Triggers)

SQL Gatilhos (Triggers) SQL Gatilhos (Triggers) Laboratório de Bases de Dados Gatilho (trigger) Bloco PL/SQL que é disparado de forma automática e implícita sempre que ocorrer um evento associado a uma tabela INSERT UPDATE DELETE

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE

FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE Formando: Dyckson Dyorgio Dolla Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl Julho / 2001 ROTEIRO DA

Leia mais

SQL Server - Arquitectura Cliente/Servidor

SQL Server - Arquitectura Cliente/Servidor MS - SQL Server Índice SQL Server - Arquitectura Cliente/Servidor... 3 SQL Server - Arquitectura da Base de Dados... 4 SQL Server - SQL Server Enterprise Manager... 8 SQL Server - Criar uma base de dados...

Leia mais

Laboratório 4. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 4. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 4 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 4: Programação em Transact-SQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures) - cont. - Exercícios

Leia mais

2008.1. A linguagem SQL

2008.1. A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

Linguagem PL/SQL e Triggers

Linguagem PL/SQL e Triggers TECNOLOGIA DE BASES DE DADOS Linguagem PL/SQL e Triggers António Manuel Silva Ferreira UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA asfe@di.fc.ul.pt Sumário Linguagem PL/SQL

Leia mais

Create Sequence Cria uma sequence. Uma sequence é um objeto que permite vários usuários gerarem valores inteiros sem repetição.

Create Sequence Cria uma sequence. Uma sequence é um objeto que permite vários usuários gerarem valores inteiros sem repetição. Conceitos PL/Sql Create Sequence Cria uma sequence. Uma sequence é um objeto que permite vários usuários gerarem valores inteiros sem repetição. Sintaxe CREATE SEQUENCE [schema.]sequence [INCREMENT BY

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger A tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

Monitoria GDI Aula Prática. DML + PL/SQL parte 1

Monitoria GDI Aula Prática. DML + PL/SQL parte 1 Monitoria GDI Aula Prática DML + PL/SQL parte 1 DML linguagem de manipulação de dados SQL Estrutura básica de uma consulta SQL SELECT Coluna1[,Coluna2[,Coluna3[,...]]] FROM Tabela1[,Tabela2[,...]] WHERE

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger a tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

SQL consulta com operadores

SQL consulta com operadores A empresa Virtual Data Comunication Ltda. Deseja fazer uma simulação de aumento de salário em R$ 100,00 sobre o salário de cada funcionário SELECT NOME, SALARIO + 100 FROM cadfun; Esta forma de apresentação

Leia mais

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela Certamente você já ouviu falar muito sobre triggers. Mas o quê são triggers? Quando e como utilizá-las?

Leia mais

Manual do Sistema de Notificação 1

Manual do Sistema de Notificação 1 Manual do Sistema de Notificação 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) SQL Histórico Structured Query Language (SQL) Foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language) para suas primeiras tentativas

Leia mais

INE 5336. Banco de Dados II. Sumário

INE 5336. Banco de Dados II. Sumário INE 5336 Banco de Dados II Ronaldo S. Mello 2004/2 1 SQL Embutida Sumário 2 Processamento de Consultas 3 Introdução a Transações 4 Recuperação de Falhas 5 Controle de Concorrência 6 Banco de Dados Distribuído

Leia mais

FAPLAN - Faculdade Anhanguera Passo Fundo Gestão da Tecnologia da Informação Banco de Dados II Prof. Eder Pazinatto Stored Procedures Procedimento armazenados dentro do banco de dados Um Stored Procedure

Leia mais

Oracle 10g Dicas de PL/SQL. Conteúdo

Oracle 10g Dicas de PL/SQL. Conteúdo Oracle 10g Dicas de PL/SQL Conteúdo Objetivos... 2 Comentários... 2 Declarações... 2 Conversões de variáveis... 2 DDL Criar, alterar ou apagar tabelas Create, Alter or Drop table... 3 Restrições na criação

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 1. Referências

Bases de Dados 2007/2008. Aula 1. Referências Bases de Dados 2007/2008 Aula 1 Sumário 1. SQL Server 2000: configuração do acesso ao servidor. 1.1. SQL Server Service Manager. 1.2. SQL Server Enterprise Manager. 1.3. SQL Query Analyzer. 2. A base de

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados II Aula 1. Stored Procedures

Laboratório de Banco de Dados II Aula 1. Stored Procedures Laboratório de Banco de Dados II Aula 1 Stored Procedures Stored procedures Uma seqüência de comandos SQL pode ser agrupada, formando uma stored procedure A sua execução é comandada, invocando-se o nome

Leia mais

Introdução ao SQL. O que é SQL?

Introdução ao SQL. O que é SQL? Introdução ao SQL 1 O que é SQL? Inicialmente chamada de Sequel, SQL (Structured Query Language), é a linguagem padrão utilizada para comunicar-se com um banco de dados relacional. A versão original foi

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

DSS 08/09. Camada de Dados - JDBC. Aula 1. António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jfc}@di.uminho.

DSS 08/09. Camada de Dados - JDBC. Aula 1. António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jfc}@di.uminho. Universidade do Minho Departamento de Informática Camada de Dados - JDBC Aula 1 António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jfc}@di.uminho.pt 2 Camada de Dados A camada

Leia mais

Consultoria e Treinamento em Bancos de Dados Relacionais

Consultoria e Treinamento em Bancos de Dados Relacionais Tabela de conteúdos CREATE TABLE AS...1 CREATE DOMAIN...1 Funções de dados...2 Funções de data e hora...2 Funções de agregação...3 Expressões condicionais...4 CASE...4 COALESCE...4 NULLIF...4 Controle

Leia mais

PL/pgSQL. Introdução. Introdução. Introdução

PL/pgSQL. Introdução. Introdução. Introdução Introdução PL/pgSQL Banco de Dados II Prof. Guilherme Tavares de Assis PL/pgSQL (Procedural Language for the PostgreSQL) é uma linguagem procedural carregável desenvolvida para o SGBD PostgreSQL, que possui

Leia mais

trigger insert, delete, update

trigger insert, delete, update 1 Um trigger é um conjunto de instruções SQL armazenadas no catalogo da BD Pertence a um grupo de stored programs do MySQL Executado quando um evento associado com uma tabela acontece: insert, delete,

Leia mais

GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Funções e Gatilhos no PostgreSQL

GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Funções e Gatilhos no PostgreSQL GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Funções e Gatilhos no PostgreSQL Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM/BCC Página 2 Prgrama Teórico/Prático - SQL Linguagem

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 03 AT03 Diversos II Page 1 of 25 Indice EXEMPLOS COM GROUP BY E COM A CLÁUSULA HAVING - TOTALIZANDO DADOS... 3 GROUP BY... 3 Cláusula HAVING com GROUP BY... 5 ENTENDENDO

Leia mais

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas SQL Autor: Renata Viegas A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua

Leia mais

Motivação. Aplicações precisam acessar o BD Linguagens BD X Linguagens Programação. paradigmas diferentes (impedance mismatch)

Motivação. Aplicações precisam acessar o BD Linguagens BD X Linguagens Programação. paradigmas diferentes (impedance mismatch) Sumário 1 Introdução ao Processamento de Consultas 2 Otimização de Consultas 3 Plano de Execução de Consultas 4 Introdução a Transações 5 Recuperação de Falhas 6 Controle de Concorrência 7 Fundamentos

Leia mais

Tarefa Orientada 10 Obter informação a partir de uma tabela

Tarefa Orientada 10 Obter informação a partir de uma tabela Tarefa Orientada 10 Obter informação a partir de uma tabela Objectivos: Consultar dados de uma tabela Utilizar operadores aritméticos, relacionais, lógicos, de concatenação de cadeias de caracteres, LIKE

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma:

O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma: 1 CREATE TABLE O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma: CREATE TABLE (), (

Leia mais

Programação com ODBC 3

Programação com ODBC 3 Programação com ODBC 3 Ambiienttes de Desenvollviimentto Avançados Engenharia Informática Instituto Superior de Engenharia do Porto Alexandre Bragança 1998/99 3 Programação com ODBC 3.1 Estrutura de uma

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada (SQL)

Linguagem de Consulta Estruturada (SQL) Linguagem de Consulta Estruturada (SQL) Conceitos sobre a versão ANSI da SQL, a sublinguagem de definição de dados (DDL) e a sublinguagem de manipulação de dados (DML) Prof. Flavio Augusto C. Correia 1

Leia mais

SQL. Structured Query Language

SQL. Structured Query Language SQL Structured Query Language Construções básicas Junção de Tabelas Join O uso da operação JOIN numa cláusula FROM especifica como se deseja que as tabelas sejam vinculadas. Use INNER JOIN para associar

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL OBJECTIVOS Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL O objecto DOCMD Este objecto permite o acesso a todas as operações sobre todos os objectos

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 11-1. INTRODUÇÃO TRIGGERS (GATILHOS OU AUTOMATISMOS) Desenvolver uma aplicação para gerenciar os dados significa criar uma aplicação que faça o controle sobre todo ambiente desde a interface, passando

Leia mais

Operação de União JOIN

Operação de União JOIN Operação de União JOIN Professor Victor Sotero SGD 1 JOIN O join é uma operação de multi-tabelas Select: o nome da coluna deve ser precedido pelo nome da tabela, se mais de uma coluna na tabela especificada

Leia mais

Triggers e Regras. Fernando Lobo. Base de Dados, Universidade do Algarve

Triggers e Regras. Fernando Lobo. Base de Dados, Universidade do Algarve Triggers e Regras Fernando Lobo Base de Dados, Universidade do Algarve 1 / 14 Triggers Um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre.

Leia mais

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE BANCO DE DADOS II Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@ifrn.edu.br Curso de Tecnologia

Leia mais

Principais Comandos SQL Usados no MySql

Principais Comandos SQL Usados no MySql Principais Comandos SQL Usados no MySql O que é um SGBD? Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (como no Brasil) ou Sistema Gestor de Base de Dados (SGBD) é o conjunto de programas de computador (softwares)

Leia mais

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com Linguagem de Programação de Banco de Dados Triggers em PostgreSQL Todos os bancos de dados comerciais possuem uma linguagem procedural auxiliar para a

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) (Structured Query Language) I DDL (Definição de Esquemas Relacionais)... 2 I.2 Domínios... 2 I.3 Criação de Tabelas... 2 I.4 Triggers... 4 II DML Linguagem para manipulação de dados... 5 II.2 Comando SELECT...

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Triggers. um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre.

Triggers. um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre. Triggers um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre. o evento pode ser INSERT, UPDATE, ou DELETE. o trigger pode ser accionado imediatamente

Leia mais

IEC Banco de Dados I Aula 11 Técnicas de Programação SQL

IEC Banco de Dados I Aula 11 Técnicas de Programação SQL IEC Banco de Dados I Aula 11 Técnicas de Programação SQL Turmas: Sistemas de Informação Professora: André Luiz da Costa Carvalho E- mail: andre@icomp.ufam.edu.br Site: hjp://bdufam.wordpress.com Sumário

Leia mais

Procedimentos armazenados

Procedimentos armazenados Procedimentos armazenados Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Material da Profª Maria Lígia B. Perkusich Procedimentos armazenados (i) Definição Um procedimento armazenado (stored procedure)

Leia mais

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais.

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. A instrução SELECT As consultas a uma base de dados relacional fazem-se

Leia mais

DSS 09/10. DSS 09/10 Que métodos é que fazem parte de cada camada? Aplicações Multi-camada JDBC. Aula 3 DSS 09/10

DSS 09/10. DSS 09/10 Que métodos é que fazem parte de cada camada? Aplicações Multi-camada JDBC. Aula 3 DSS 09/10 Universidade do Minho Departamento de Informática Aplicações Multi-camada JDBC Aula 3 António Nestor Ribeiro /António Ramires Fernandes/ José Creissac Campos {anr,arf,jose.campos@di.uminho.pt 2 Programação

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

Javascript 101. Parte 2

Javascript 101. Parte 2 Javascript 101 Parte 2 Recapitulando O Javascript é uma linguagem de programação funcional Os nossos scripts são executados linha a linha à medida que são carregados. O código que está dentro de uma função

Leia mais

Regras de Negócios é com o Elefante!

Regras de Negócios é com o Elefante! Regras de Negócios é com o Elefante! HARDWARE SOFTWARE Pesquisa Quantas camadas? Regras na Aplicação? Regras numa Camada Intermediária? Regras no Banco de Dados? Explain / Plano de Consulta? E as minhas

Leia mais

SQL: Definição de tabelas, Modificações à Base de Dados

SQL: Definição de tabelas, Modificações à Base de Dados SQL: Definição de tabelas, Modificações à Base de Dados Fernando Lobo Base de Dados, Universidade do Algarve 1 / 24 Definição do esquema da base de dados O esquema da BD é composto pelas definições de

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO BANCO DE DADOS

RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO BANCO DE DADOS RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO BANCO DE DADOS No Instituto Federal do Paraná tounou-se necessário o armazenamento de certas informações para controle de pessoal. Para armazenar tais dados é necessário saber que:

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

poder de manipulação de dados do SQL com poder de processamento das lp procedimentais

poder de manipulação de dados do SQL com poder de processamento das lp procedimentais PL/SQL Extensão ao SQL Estruturada em blocos Permite controlo do fluxo de execução Permite integração entre diferentes ferramentas Oracle Não permite comandos DDL PL/SQL combina: poder de manipulação de

Leia mais

Introdução ao SQL. Aécio Costa

Introdução ao SQL. Aécio Costa Aécio Costa A linguagem SQL é um padrão de linguagem de consulta comercial e possui as seguintes partes: Linguagem de definição de dados (DDL) Linguagem interativa de manipulação de dados (DML) Definição

Leia mais

Laboratório 5. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 5. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 5 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 4: Programação em Transact-SQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Triggers (gatilhos). - Exercícios 1. Conceito. - Os Stored Procedures permitem

Leia mais

BD II (SI 587) Procedimentos Armazenados

BD II (SI 587) Procedimentos Armazenados BD II (SI 587) Procedimentos Armazenados Josenildo Silva jcsilva@ifma.edu.br MOTIVAÇÃO Contexto: Sistemas em 2 camadas Contexto: Sistemas em 3 camadas Problema 1: Alto volume de dados na rede Como reduzir

Leia mais

MYSQL BÁSICO. 12 Horas Instrutor: Antonio Itamar Júnior

MYSQL BÁSICO. 12 Horas Instrutor: Antonio Itamar Júnior MYSQL BÁSICO 12 Horas Instrutor: Antonio Itamar Júnior BANCO DE DADOS - O que é MySQL - Criar bando de dados - Nomenclatura de banco de dados - Tipos de dados SQL - Atributos SQL - Criar Tabela - Inserir,

Leia mais

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER Gerenciando Tabelas: DDL - DATA DEFINITION LANGUAG Criando uma tabela: CREATE TABLE CLIENTES ID VARCHAR4 NOT NULL, NOME VARCHAR30 NOT NULL, PAGAMENTO DECIMAL4,2 NOT NULL;

Leia mais