SQL. Structured Query Language

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SQL. Structured Query Language"

Transcrição

1 SQL Structured Query Language

2 Construções básicas Junção de Tabelas Join O uso da operação JOIN numa cláusula FROM especifica como se deseja que as tabelas sejam vinculadas. Use INNER JOIN para associar somente os tuplas coincidentes de ambas as tabelas. O OUTER JOIN liga as linhas de tabelas, mas não necessariamente precisam casar entre si. Desta forma, mesmo as linhas que não se encontrou referência no cruzamento das tabelas aparecerá no Resultado de Dados. Existem tipos de OUTER JOIN:

3 Construções básicas LEFT JOIN usado para associar todas as tuplas da primeira tabela com apenas as coincidentes na segunda tabela. O SQL retorna com valor nulo para as tuplas que não coincidem na segunda tabela. RIGHT JOIN usado para associar todas as tuplas da segunda tabela com apenas as coincidentes na primeira tabela

4 Construções básicas SELECT Nome_Tabela.nome_campo FROM Tabela1 LEFT OUTER JOIN Tabela2 ON Tabela1.chave_primaria = Tabela2.chave_estrangeira SELECT Nome_Tabela.nome_campo FROM Tabela1 RIGHT OUTER JOIN Tabela2 ON Tabela1.chave_primaria = Tabela2.chave_estrangeira

5 Construções básicas SELECT nome_da_tabela1.nome_do_campo, nome_da_tabela2.nome_do_campo FROM nome_da_tabela1 inner join nome_da_tabela2 on nome_da_tabela1.nome_da_chaveprimaria1= nome_da_tabela2.nome_da_chave_estrangeira

6 Conversão de dados A função CONVERT permite converter um tipo de dado para outro. A sua forma geral de uso é: CONVERT(tipo_de_dados, valor) SELECT convert(char(10), pri_nome) + ' '+ convert(char(10), sobrenome) FROM clientes

7 Casamento de padrões O operador LIKE [como] faz casamento de padrões. Um padrão é uma string contendo caracteres que podem ser combinados com parte de outra string. O caractere % em um padrão representa qualquer caracter. Por exemplo, para obter todos os autores cujo (primeiro) nome começa com A, use: SELECT prinome, sobrenome FROM clientes WHERE prinome LIKE 'A%'

8 Casamento de padrões (cont.) Para obter todos os nomes que contém as letras 'en' no meio (ou no início ou no fim), use: SELECT prinome, sobrenome FROM clientes WHERE sobrenome LIKE '%en%'

9 Like '%en%'

10 Casamento de padrões (cont.) Outro caractere para usar em padrões é o sublinhado (_). Ele combina com um único caractere. Por exemplo, se nos seus dados existem pessoas com nome 'Sousa' ou 'Souza', você pode usar: LIKE '%sou_a%'. Também é possível usar os colchetes para combinar com uma determinada faixa de caracteres. Por exemplo, LIKE '[CK]%' encontra os nomes que iniciam com C ou K e LIKE '[A- E]%' os que começam com as letras de A até E. Já LIKE '[^V]%' encontra os nomes que não começam com V (o caractere ^ indica não).

11 LIKE '%sou_a%'

12 Like ck

13 LIKE [A-E] %

14 LIKE '[^V]%'

15 Casamento de padrões (cont.) Note que as comparações feitas com LIKE dependem da ordem de classificação [sort order] escolhida durante a instalação do SQL Server. Se foi usada a ordem "accent-insensitive", como foi recomendado, ele consegue procurar ignorando acentos. Por exemplo, LIKE guimaraes' vai encontrar também ' Guimarães '.

16 LIKE guimaraes'

17 Alias Para simplificar a qualificação de colunas, pode-se usar um apelido [alias] de tabela, um nome colocado imediatamente após o nome da tabela. SELECT c.cadger_nome AS NomePessoa, p.numprontuario AS [Nº Prontuario] FROM Cadastro_Pessoa c INNER JOIN CadPessoaProntUnico p ON c.cadger_codender = p.codpessoa WHERE (c.cadger_nome LIKE N'%GUIMARAES%') ORDER BY c.cadger_nome

18

19 Sem Alias SELECT Cadastro_Pessoa.cadger_nome, CadPessoaProntUnico.NumProntuario FROM Cadastro_Pessoa INNER JOIN CadPessoaProntUnico ON Cadastro_Pessoa.cadger_codender = CadPessoaProntUnico.CodPessoa WHERE (Cadastro_Pessoa.cadger_nome LIKE N'%GUIMARAES%') ORDER BY Cadastro_Pessoa.cadger_nome

20

21 Alias (cont.) Note que os aliases podem ser usados na lista do SELECT ou nas condições de junção (ou em outros lugares, como numa cláusula WHERE).

22 Integridade Declarativa de Dados Integridade de dados é a maneira de dizer que os dados que estão na sua base são confiáveis. Existem dois tipos de implementar integridade de dados no SQL Server: declarativa e procedural. Declarativa diz respeito ao uso das constraints e das rules. Procedural diz respeito ao uso de Stored Procedures e Triggers.

23 Constraint Uma restrição [constraint] é uma propriedade de uma coluna usada para reforçar a integridade de dados.

24 Constraint DEFAULT Serve para indicar um valor padrão para um campo, quando o mesmo não for especificado. Exemplo: se a tabela TESTE possui três campos, COD, NOME e UF, e para o campo UF existe uma constraint DEFAULT de valor SP criada, ao inserirmos dados nesta tabela podemos somente fornecer o conteúdo do campo COD e NOME, pois o conteúdo do campo UF será automaticamente preenchido com o valor definido na constraint DEFAULT.

25 Constraint DEFAULT Não podemos criar constraints em campos com o tipo de dados rowversion e campos que possuem uma propriedade IDENTITY definida.

26 Constraints (cont.) CHECK CHECK constraints reforça a integridade do domínio através da limitação de valores aceitos por essa coluna. São similares às chaves estrangeiras (FOREIGN KEY), que controlam os valores aceitos para uma coluna. A diferença está na forma como esses valores são validados. FOREIGN KEY constraints obtém a lista de valores possíveis em outra tabela enquanto o CHECK constraints determina os valores válidos por uma expressão lógica que não está baseada em nenhuma outra coluna.

27 Constraint CHECK Por exemplo: é possível limitar a faixa salarial da coluna salario através da criação de uma CHECK constraint, estipulando intervalos de 500 a Isso evita que salários sejam entrados fora dessa faixa salarial. Podemos criar uma CHECK constraint com qualquer expressão lógica (Boolean) que retorna TRUE ou FALSE baseada em operadores lógicos (=; >=;<=). O CHECK para o exemplo anterior é a expressão lógica salario >= 500 AND salario <=

28

29 Constraints (cont.) PRIMARY KEY Esta constraint serve para definirmos um ou mais campos como chaves primárias. Uma chave primária é o atributo de um ou mais campos que identifica unicamente um registro em uma tabela. Podemos criar somente uma constraint PRIMARY KEY por tabela e não podemos colocar o valor NULL nos campos que compõem a chave primária.

30 Constraint PRIMARY KEY Quando esta constraint é criada na tabela, um índice também é automaticamente criado sobre as colunas que fazem parte da chave primária.

31

32 Constraints (cont.) UNIQUE Esta constraint faz a validação de valores únicos em uma ou mais colunas de uma tabela. Se um campo estiver definido com a constraint UNIQUE nenhum valor repetido poderá ser fornecido para esta campo. Podemos colocar várias constraints UNIQUE por tabela mas para cada campo que tem uma constraint UNIQUE podemos somente inserir o valor NULL uma vez.

33

34 Constraint UNIQUE Quando esta constraint é criada na tabela, um índice também é automaticamente criado sobre a coluna sobre a qual a constraint está definida.

35 Constraints (cont.) FOREIGN KEY Esta constraint é utilizada para implementar o conceito de chave estrangeira e serve para indicar que o conteúdo de um campo deve se referenciar a um outro campo que se encontra em outra tabela que seja chave primária ou uma UNIQUE.

36 Constraint FOREIGN KEY Quando o campo que está sendo referenciado residir na mesma tabela, não precisamos utilizar a palavra-chave FOREIGN KEY, podendo somente utilizar REFERENCES. Esta constraint também pode ser desabilitada, para o caso de uma grande inserção de dados na tabela Podemos programar eventos em cascata utilizando as cláusulas ON DELETE e ON UPDADE.

37

38 Ferramentas de Administração

39 Ferramentas O SQL Server vem com várias ferramentas de administração: Enterprise Manager: gerencia vários servidores, permitindo executar qualquer tarefa relacionada ao SQL Server, ele roda dentro MMC (Microsoft Management Console). Service Manager(SQLMANGR.EXE): permite iniciar, pausar, continuar e parar ("finalizar") os serviços do SQL Server.

40

41

42 Ferramentas Query Analyzer(ISQLW.EXE): permite administrar diretamente o SQL Server usando comandos Transact-SQL. Os comandos SQL podem ser executados interativamente, ou podem ser executados de procedimentos armazenados ou scripts. Profiler (SQLTRACE.EXE): permite monitorar toda a atividade do servidor e registrar essa atividade em arquivos de log, incluindo comandos SQL executados pelo servidor.

43

44

45 Ferramentas ClientNetwork Utility (CLICONFG.EXE): configura o software de acesso cliente numa estação. Performance Monitor (SQLCTRS.PMC: integra o Performance Monitor ("Desempenho do Sistema") do Windows NT com o SQL Server, para monitorar o desempenho do sistema.

46

47

48 Ferramentas Server Network Utility (SRVNETCN.EXE): permite adicionar, remover ou configurar as Net-libraries, que são os protocolos aceitos para comunicação do cliente com o servidor. SQL Server Books Online: toda a documentação do SQL Server, para consultar online. Permite fazer pesquisas de texto na documentação.

49

50

51 Diagramas São os Diagramas Entidades Relacionamentos. Refletem o Modelo Entidade Relacionamento, só que agora já estruturado sobre o SGBD escolhido. É a ferramenta gráfica do SQL Server que permite que sejam feitos os relacionamentos entre tabelas do mesmo Banco de Dados. Permitem que sejam quebrados por assunto para facilitar o entendimento e visualização

52 DIAGRAMAS

53

54

55

56

57 Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Um sistema gerenciador de banco de dados (SGBD) como o SQL Server é responsável por armazenar dados de forma confiável e permitir fácil recuperação e atualização desses dados. Um SGBD relacional armazena dados de forma relacional, isto é na forma de linhas e colunas.

58 Conceitos Relacionais Um registro [record] ou linha [row] é um grupo de variáveis com tipos de dados diferentes, que armazenam dados relacionados. Um campo [field] ou coluna [column] é um dos itens de informação dentro de uma linha da tabela, como a descrição da informação. Uma tabela [table] é um conjunto de linhas (registros) com a mesma estrutura (coluna), armazenados de forma permanente em disco. Um banco de dados [database] é um conjunto de tabelas que contêm dados relacionados.

59 Conceitos Relacionais Um índice [index, plural 'indexes' ou 'indices'] é um mecanismo que permite pesquisar rapidamente por linhas em uma tabela, dado o valor de uma determinada coluna (ou algumas colunas) da tabela. Um índice primário ou chave primária define um valor único, que não pode ser repetido em outras linhas da tabela. Uma consulta [query] é um pedido de pesquisa no banco de dados, que permite obter todo um subconjunto da tabela ou de várias tabelas, especificando as condições de seleção.

60 SQL Server Os itens de menu importantes são Action, View e Tools: Action te permite fazer coisas tais como registrar um novo servidor ou um novo grupo (conforme visto na seção de instalação). Views te fornece uma lista dos diferentes tipos de visões disponíveis. Você pode selecionar as visões grande, pequeno, detalhe ou lista dos ícones e suas propriedades associadas. O menu Tools lista todas as ferramentas e assistentes do SQL Server. Você pode fazer backup de um banco de dados; parar, iniciar e configurar a replicação; e iniciar ferramentas como o Query Analyzer (Analisador de consultas), entre outras.

61 Visões [Views]

62 Visões Uma visão [view] é uma forma alternativa de olhar os dados contidos em uma ou mais tabelas. Para definir uma visão, usa-se um comando SELECT que faz uma consulta sobre as tabelas. A visão aparece depois como se fosse uma tabela. Visões têm as seguintes vantagens: Uma visão pode restringir quais as colunas da tabela que podem ser acessadas (para leitura ou para modificação), o que é útil no caso de controle de acesso.

63 Visões Uma consulta SELECT que é usada muito freqüentemente pode ser criada como visão. Com isso, a cada vez que ela é necessária, basta selecionar dados da visão. Visões podem conter valores calculados ou valores de resumo, o que simplifica a operação. Uma visão pode ser usada para exportar dados para outras aplicações.

64 Stored Procedures

65 Stored Procedures Um procedimento armazenado é um conjunto de comandos SQL que são compilados e armazenados no servidor. Ele pode ser chamado a partir de um comando SQL qualquer. Um procedimento armazenado é compilado em tempo de execução como qualquer outro comando Transact-SQL. O SQL Server mantém planos de execução para todos os comandos SQL na cache de procedimentos.

66 Stored Procedures A vantagem de usar procedimentos armazenados é que eles podem encapsular rotinas de uso freqüente no próprio servidor, e estarão disponíveis para todas as aplicações. Parte da lógica do sistema pode ser armazenada no próprio banco de dados, em vez de ser codificada várias vezes em cada aplicação.

67 Stored Procedures Os Procedimentos Armazenados não seriam úteis se não pudessem aceitar argumentos. Procedimentos Armazenados são implementados como funções, aceitando um ou mais argumentos e retornando um ou mais valores. Também retornam um ou mais cursores. Um cursor é o equivalente a um conjunto de registros. Os argumentos devem ser declarados imediatamente após a instrução CREATE PROCEDURE. Aparecem como uma lista separada por vírgulas após o nome do procedimento e antes da palavra AS.

68 Stored Procedures Sintaxe: CREATE PROCEDURE tipo2,... [OUTPUT] AS SELECT... O argumento que será retornado para o procedimento é marcado com a palavra-chave OUTPUT significa que é a variável usada para saída (retorno da execução do procedimento). Para retornar cursor, não especifique saída.

69 Stored Procedures A palavra INPUT é o padrão, por isso você não precisa especificá-lo explicitamente. Ex. CREATE PROCEDURE int OUTPUT AS = COUNT(OrderID) from Orders WHERE OrderDate

70 Stored Procedures datetime datetime = '1/1/2006' = 1/31/2006' int @ordercount OUTPUT PRINT 'THERE WERE ' + + 'ORDERS PLACED IN THE CHOSEN INTERVAL

71 TRIGGERS

72 Triggers São tipos especiais de procedimentos armazenados muito usados para tarefas administrativas. Desempenham um importante papel na programação do SQL porque é um Procedimento Armazenado que o SQL chama automaticamente quando determinadas ações ocorrem. Ex. um Procedimento Armazenado que é executado automaticamente quando uma linha da tabela é excluída. Você pode pensar nos gatilhos como manipuladores de eventos do VB para os eventos onupdate, ondelete, oninsert.

73 Triggers Os gatilhos são comumente usados para acompanhar as alterações ocorridas no banco de dados. Sintaxe: CREATE TRIGGER nome_gatilho ON tabela [WITH ENCRYPTION] FOR [DELETE] [,] [INSERT] [,] [UPDATE] [NOT FOR REPLICATION] AS Bloco de instruções T-SQL

74 Triggers Cada gatilho possui um nome e é definido para uma tabela específica e para uma ou mais ações específicas. A palavra [WITH ENCRYPTION] é para armazenar o gatilho de forma criptografada a fim de que usuários não possam acessá-lo. A palavra [NOT FOR REPLICATION] indica que o gatilho não deve ser executado quando um processo de replicação modifica a tabela envolvida no gatilho. O mesmo gatilho pode ser aplicado para várias ações. Para distinguir entre elas, sintaxe:

75 Triggers Os Triggers são usados para realizar tarefas relacionadas com validações, restrições de acesso, rotinas de segurança e consistência de dados; desta forma estes controles deixam de ser executados pela aplicação e passam a ser executados pelos Triggers em determinadas situações: Mecanismos de validação envolvendo múltiplas tabelas Criação de conteúdo de uma coluna derivada de outras colunas da tabela Realizar análise e e atualizações em outras tabelas com base em alterações e/ou inclusões da tabela atual

76 Triggers Um Trigger é bloco de comandos Transact- SQL que é automaticamente executado quando um comando INSERT, DELETE ou UPDATE for executado em uma tabela do banco de dados. A criação de um Trigger envolve duas etapas : Um comando SQL que vai disparar o Trigger ( INSERT, DELETE, UPDATE) A ação que o Trigger vai executar ( Geralmente um bloco de códigos SQL )

77 Triggers TRIGGER UPDATE EM CASCATA EX. Create Trigger CascadeImovel_TerritorialUpdate On dbo.lote For Update As float float from inserted from deleted UPDATE Imovel_Territorial SET CadTerNumLote WHERE CadTerNumLote TRIGGER DELETE EM CASCATA Ex. Create Trigger CascadeManualItensDelete On dbo.matmanual For Delete As int from deleted DELETE FROM MatManualItens where

78 Triggers Como não poderia deixar de ser, existem certas limitações na utilização de um Trigger: Não é possível criar um Trigger para uma visão O resultado da execução de um Trigger é retornado para a aplicação que o chamou. O comando WRITETEXT não ativa um Trigger O comando TRUNCATE TABLE não pode ser reconhecido por um Trigger

79

80

81 Projeto Para verificação do aprendizado, fazer a análise, o documento de requisitos, o MER e a criação do banco de dados em SQL. O tema do Projeto é: Controle de Animais (Zoonoses) Municipal.

82 Projeto O Controle de Animais municipal se dá pelo cadastro dos animais do município, seu endereço, suas apreensões e suas retiradas, quando essas ocorrem.

UNISA Universidade de Santo Amaro. http://www.unisa.br. Material de Estudo. Módulo I: Básico Banco de dados SQL Server. http://www.unisa-sis.

UNISA Universidade de Santo Amaro. http://www.unisa.br. Material de Estudo. Módulo I: Básico Banco de dados SQL Server. http://www.unisa-sis. UNISA Universidade de Santo Amaro http://www.unisa.br Material de Estudo Módulo I: Básico Banco de dados SQL Server http://www.unisa-sis.info Junho/2010 Objetivo do Workshop Compartilhar e apresentar

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Operação de União JOIN

Operação de União JOIN Operação de União JOIN Professor Victor Sotero SGD 1 JOIN O join é uma operação de multi-tabelas Select: o nome da coluna deve ser precedido pelo nome da tabela, se mais de uma coluna na tabela especificada

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) SQL Histórico Structured Query Language (SQL) Foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language) para suas primeiras tentativas

Leia mais

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL 1. O que é Linguagem SQL 2. Instrução CREATE 3. CONSTRAINT 4. ALTER TABLE 5. RENAME TABLE 6. TRUCANTE TABLE 7. DROP TABLE 8. DROP DATABASE 1 1. O que é Linguagem SQL 2. O SQL (Structured Query Language)

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

2008.1. A linguagem SQL

2008.1. A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas SQL Autor: Renata Viegas A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua

Leia mais

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável.

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. SQL (Structured Query Language) SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. Além de permitir a realização de consultas, SQL possibilita: definição

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Apostila 3 Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 30/09/2011 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Exclusão de registros Consultas por Dados de Resumo Group by / Having Funções

Leia mais

Integridade dos Dados

Integridade dos Dados 1 Integridade dos Dados Integridade dos Dados Melissa Lemos melissa@inf.puc-rio.br A integridade dos dados é feita através de restrições, que são condições obrigatórias impostas pelo modelo. Restrições

Leia mais

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida UFCD 787 Administração de base de dados Elsa Marisa S. Almeida 1 Objectivos Replicação de base de dados Gestão de transacções Cópias de segurança Importação e exportação de dados Elsa Marisa S. Almeida

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas:

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas: Álgebra Relacional Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída operação (REL 1 ) REL 2 operação (REL 1,REL 2 ) REL 3 Operações básicas: seleção projeção

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 INTRODUÇÃO PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 Leonardo Pereira leonardo@estudandoti.com.br Facebook: leongamerti http://www.estudandoti.com.br Informações que precisam ser manipuladas com mais segurança

Leia mais

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Banco de Dados I Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Plano de Aula SQL Definição Histórico SQL e sublinguagens Definição de dados (DDL) CREATE Restrições básicas em SQL ALTER DROP 08:20 Definição de

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Modelo de Dados Relacional Restrições de um Banco de Dados Relacional

Modelo de Dados Relacional Restrições de um Banco de Dados Relacional Modelo de Dados Relacional e as Restrições de um Banco de Dados Relacional Modelo de Dados Relacional Conceitos do Modelo Relacional Representa o banco de dados como uma coleção de relações. Comparação

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

Fundamentos do Sistema Gerenciador de Banco de Dados

Fundamentos do Sistema Gerenciador de Banco de Dados Fundamentos do Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cláudio Luís V. Oliveira Janeiro de 2010 Definição "Um sistema cujo objetivo principal é gerenciar o acesso, a correta manutenção e a integridade dos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 03 AT03 Diversos II Page 1 of 25 Indice EXEMPLOS COM GROUP BY E COM A CLÁUSULA HAVING - TOTALIZANDO DADOS... 3 GROUP BY... 3 Cláusula HAVING com GROUP BY... 5 ENTENDENDO

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

1. Domínio dos Atributos

1. Domínio dos Atributos Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Domínio dos Atributos Por domínio, ou tipo, pode-se entender como a maneira como determinado atributo (ou campo, se tratando

Leia mais

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015 SQL - Banco de Dados 1 Disciplina: Banco de Dados Professor: José Antônio 2 Tópicos de discussão Criando um banco de dados Incluindo, atualizando e excluindo linhas nas tabelas Pesquisa básica em tabelas

Leia mais

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela Certamente você já ouviu falar muito sobre triggers. Mas o quê são triggers? Quando e como utilizá-las?

Leia mais

Regras de Integridade. Profa. Késsia Marchi

Regras de Integridade. Profa. Késsia Marchi Regras de Integridade Restrições de Integridade Integridade refere-se a precisão ou correção de dados em um banco de dados; Restrição refere-se a impor uma condição para qualquer atualização. Antes de

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

SQL. Hélder Antero Amaral Nunes

SQL. Hélder Antero Amaral Nunes SQL Hélder Antero Amaral Nunes 2 Introdução Desenvolvida pelo departamento de pesquisa da IBM na década de 1970 (System R); Linguagem padrão de BD Relacionais; Apresenta várias padrões evolutivos: SQL86,

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language)

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language) SQL BÁSICO Prof. Suelane Garcia Introdução 2 Linguagem SQL (Structured Query Language) Linguagem de Consulta Estruturada padrão para acesso a Banco de Dados. Usada em inúmeros Sistemas de Gerenciamento

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados II

Laboratório de Banco de Dados II Laboratório de Banco de Dados II Esquema de um banco de dados relacional Em aulas anteriores, vocês implantaram um projeto físico de banco de dados com todos os seus elementos, inclusive tratando do projeto

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL Banco de Dados Exercícios SQL 1 TRF (ESAF 2006) 32. Analise as seguintes afirmações relacionadas a Bancos de Dados e à linguagem SQL: I. A cláusula GROUP BY do comando SELECT é utilizada para dividir colunas

Leia mais

Linguagem SQL (Parte II)

Linguagem SQL (Parte II) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte II Introdução

Leia mais

Introdução ao SQL. O que é SQL?

Introdução ao SQL. O que é SQL? Introdução ao SQL 1 O que é SQL? Inicialmente chamada de Sequel, SQL (Structured Query Language), é a linguagem padrão utilizada para comunicar-se com um banco de dados relacional. A versão original foi

Leia mais

SQL DDL. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DDL. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DDL Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Introdução Modelo relacional encontra-se padronizado pela indústria de informática. Ele é chamado de padrão SQL (Structured Query Language)

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS CLAUDIO RIBEIRO DA SILVA MARÇO 1997 2 1 - CONCEITOS GERAIS DE 1.1 - Conceitos Banco de Dados - Representa

Leia mais

O que são Bancos de Dados?

O que são Bancos de Dados? SQL Básico Liojes de Oliveira Carneiro professor.liojes@gmail.com www.professor-liojes.blogspot.com O que são Bancos de Dados? É o software que armazena, organiza, controla, trata e distribui os dados

Leia mais

Introdução à linguagem SQL

Introdução à linguagem SQL Introdução à linguagem SQL 1 Histórico A linguagem de consulta estruturada (SQL - Structured Query Language) foi desenvolvida pela empresa IBM, no final dos anos 70. O primeiro banco de dados comercial

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 13/11/2009 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Passos para a instalação do SQL Server O MS SQL Server Conceitos relacionais Bancos de dados

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

Treinamento sobre SQL

Treinamento sobre SQL Treinamento sobre SQL Como Usar o SQL Os dois programas que você mais utilizara no SQL Server são: Enterprise Manager e Query Analyzer. No Enterprise Manager, você pode visualizar e fazer alterações na

Leia mais

Banco de dados 1. Linguagem SQL DDL e DML. Professor: Victor Hugo L. Lopes

Banco de dados 1. Linguagem SQL DDL e DML. Professor: Victor Hugo L. Lopes Banco de dados 1 Linguagem SQL DDL e DML Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda: Introdução à linguagem de dados; DDL; DML; CRUD; Introdução à linguagem SQL. 2 Por que precisamos da linguagem SQL? A algebra

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

Tarefa Orientada 19 Triggers

Tarefa Orientada 19 Triggers Tarefa Orientada 19 Triggers Objectivos: Criar triggers AFTER Criar triggers INSTEAD OF Exemplos de utilização Os triggers são um tipo especial de procedimento que são invocados, ou activados, de forma

Leia mais

BANCO DE DADOS Parte 4

BANCO DE DADOS Parte 4 BANCO DE DADOS Parte 4 A Linguagem SQL Introdução Desenvolvida pelo depto de pesquisa da IBM na década de 1970 (System R) Linguagem padrão de BD Relacionais; Apresenta várias padrões evolutivos: SQL86,

Leia mais

PROGRAMA. Objectivos Gerais :

PROGRAMA. Objectivos Gerais : PROGRAMA ANO LECTIVO : 2005/2006 CURSO : ENGENHARIA MULTIMÉDIA ANO: 2.º DISCIPLINA : SISTEMA DE GESTÃO DE BASE DE DADOS DOCENTE RESPONSÁVEL PELA REGÊNCIA : Licenciado Lino Oliveira Objectivos Gerais :

Leia mais

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL Linguagem SQL Sub-linguagem DDL A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language para suas

Leia mais

SQL - Criação de Tabelas

SQL - Criação de Tabelas SQL - Criação de Tabelas André Restivo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto February 24, 2012 André Restivo (FEUP) SQL - Criação de Tabelas February 24, 2012 1 / 25 Sumário 1 Introdução 2 Tabelas

Leia mais

Projeto de Banco de Dados: Empresa X

Projeto de Banco de Dados: Empresa X Projeto de Banco de Dados: Empresa X Modelo de negócio: Empresa X Competências: Analisar e aplicar o resultado da modelagem de dados; Habilidades: Implementar as estruturas modeladas usando banco de dados;

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL Helena Galhardas Bibliografia Raghu Ramakrishnan, Database Management Systems, Cap. 3 e 5 1 1 Sumário Restrições de Integridade (RIs) em SQL Chave

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

Gabarito - Banco de Dados SQL - 30/07/2013 AULA 01

Gabarito - Banco de Dados SQL - 30/07/2013 AULA 01 Gabarito - Banco de Dados SQL - 30/07/2013 AULA 01 1 1- Bancos de dados compreendem desde agendas telefônicas até sistemas computadorizados. (Sim) 2- Só podemos instalar o SQL Server Express se tivermos

Leia mais

Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD

Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD 2 1 Características dos SGBDs Natureza auto-contida de um sistema de banco de dados: metadados armazenados num catálogo ou dicionário de

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) (Structured Query Language) I DDL (Definição de Esquemas Relacionais)... 2 I.2 Domínios... 2 I.3 Criação de Tabelas... 2 I.4 Triggers... 4 II DML Linguagem para manipulação de dados... 5 II.2 Comando SELECT...

Leia mais

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação. O Departamento de Pesquisas da IBM desenvolveu a SQL como forma de interface para

Leia mais

SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL

SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL Criar uma base de dados (criar um banco de dados) No mysql: create database locadora; No postgresql: createdb locadora Criar

Leia mais

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 BASES DE DADOS I LTSI/2 Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 A Linguagem SQL As raízes da linguagem SQL remontam a 1974, altura em que a IBM desenvolvia

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA. Banco de Dados II. Integridade. Carlos Eduardo Portela Serra de Castro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA. Banco de Dados II. Integridade. Carlos Eduardo Portela Serra de Castro UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA Banco de Dados II Integridade Carlos Eduardo Portela Serra de Castro * Integridade Introdução Restrições de Integridade de Domínio de Relação Asserções Procedimentos-gatilho

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br INTRODUÇÃO AO SQL Ferramentas brmodelo Ferramenta Case PostgreSQL versão 8 ou superior SGBD Em 1986 o American

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

SQL. Structured Query Language. Copyright 2003 2014 Prof. Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.

SQL. Structured Query Language. Copyright 2003 2014 Prof. Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti. SQL Structured Query Language Copyright 2003 2014 Prof. Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.br Sumário 1.CREATE TABLE... 5 1.1. Sintaxe... 5 1.2. A instrução CREATE TABLE

Leia mais

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL Objetivos Revisando a sintaxe SQL SELECT, UPDATE, INSERT, DELETE Manipulando expressões Funções matemáticas, etc Condições de Pesquisa Funções de Agregação

Leia mais

O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma:

O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma: 1 CREATE TABLE O comando CREATE TABLE cria a tabela solicitada e obedece à seguinte forma: CREATE TABLE (), (

Leia mais

Formação em Banco de Dados. Subtítulo

Formação em Banco de Dados. Subtítulo Formação em Banco de Dados Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras

Leia mais

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Universidade Federal da Paraíba UFPB Centro de Energias Alternativas e Renováveis - CEAR Departamento de Eng. Elétrica DEE BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Isaac Maia Pessoa Introdução O que é um BD? Operações

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM SQL CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS E OTIMIZAÇÃO DE CONSULTAS

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM SQL CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS E OTIMIZAÇÃO DE CONSULTAS Esclarecimento Licenciamento de Uso Este documento é propriedade intelectual 2012 da NRSYSTEM COMÉRCIO E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA-ME, consiste de uma compilação de diversos materiais entre livros,

Leia mais

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server SGBD SQL Server Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server Criação da Ligação ao SGBD Entrar no Microsoft SQL Server / Enterprise Manager Criar

Leia mais

Consistem num conjunto de apontadores para instâncias especificas de cada relação.

Consistem num conjunto de apontadores para instâncias especificas de cada relação. Mecanismo usado para mais fácil e rapidamente aceder à informação existente numa base de dados. Bases de Dados de elevadas dimensões. Consistem num conjunto de apontadores para instâncias especificas de

Leia mais

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com SQL Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com Material dos professores Ana Carolina Salgado, Fernando Foncesa e Valéria Times (CIn/UFPE) SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta

Leia mais

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello Banco de Dados Maurício Edgar Stivanello Agenda Conceitos Básicos SGBD Projeto de Banco de Dados SQL Ferramentas Exemplo Dado e Informação Dado Fato do mundo real que está registrado e possui um significado

Leia mais

Capitulo 2. Prof.º Espc. Fábio Margarito Martins de Barros - Tecnologia de banco de dados

Capitulo 2. Prof.º Espc. Fábio Margarito Martins de Barros - Tecnologia de banco de dados Capitulo 2 1. MODELO LÓGICO DE BANCO DE DADOS... 2 1.1 Definição... 2 1.2 Mapeando o modelo conceitual para o modelo lógico... 2 1.2 Dicionário de dados... 3 2. MODELO FÍSICO DO BANCO DE DADOS... 4 2.1

Leia mais

SQL Server - Arquitectura Cliente/Servidor

SQL Server - Arquitectura Cliente/Servidor MS - SQL Server Índice SQL Server - Arquitectura Cliente/Servidor... 3 SQL Server - Arquitectura da Base de Dados... 4 SQL Server - SQL Server Enterprise Manager... 8 SQL Server - Criar uma base de dados...

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

CREATE TABLE AUTOR ( cod_autor int not null primary key, nome_autor varchar (60) )

CREATE TABLE AUTOR ( cod_autor int not null primary key, nome_autor varchar (60) ) TADS Exercício Laboratório I Analise o modelo de banco de dados abaixo: MUSICA FAIXA Codigo_Musica: INTEGER Nome_Musica: VARCHAR(60) Duracao: NUMERIC(6,2) Codigo_Musica: INTEGER (FK) Codigo_CD: INTEGER

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

MySQL - Operações com SQL básico

MySQL - Operações com SQL básico MySQL - Operações com SQL básico Para testar se o MySQL esta instalado corretamente, execute a seguinte linha no prompt do DOS: c:\mysql\bin\mysql Se tudo estiver nos seus devidos lugares você vai receber

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL (86); SQL-2 (92); SQL-3 (99) e SQL:2003 não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere...

Leia mais

SQL SQL BANCO DE DADOS 2. Componentes do SQL (1) Componentes do SQL (2) DDL Criação de banco de dados. Padrões de SQL

SQL SQL BANCO DE DADOS 2. Componentes do SQL (1) Componentes do SQL (2) DDL Criação de banco de dados. Padrões de SQL BANCO DE DADOS 2 SQL (CREATE TABLE, CONSTRAINTS, DELETE, UPDATE e INSERT) Prof. Edson Thizon SQL SQL ( structured query language ) é uma linguagem comercial de definição e manipulação de banco de dados

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Modelagem e Projeto de Banco de Dados Especialização em Tecnologia da Informação - Ênfases Março- 2009 1 Modelo Físico Introdução

Leia mais

Exemplos de Vistas SQL. Tipos em SQL. Linguagem de Definição de Dados (DDL) CREATE VIEW todososclientes As

Exemplos de Vistas SQL. Tipos em SQL. Linguagem de Definição de Dados (DDL) CREATE VIEW todososclientes As Exemplos de Vistas SQL Considere-se a vista (com o nome todososconsumidores) contento os nomes das agências e seus clientes CREATE VIEW todososclientes As Π nomebalcao,nomecliente (temconta conta) Π nomebalcao,nomecliente

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL- (86); SQL- (9); SQL- (99) não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere... Base

Leia mais

Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08

Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08 Exercícios Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08 1. A linguagem SQL apresenta uma série de comandos que permitem a definição dos dados, chamada de DDL (Data Definition Language). Assinale a alternativa

Leia mais

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Apesar do QUERY no nome, não é apenas de consulta,

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS Exemplos de Scripts SQL (PostgreSQL) Pizzaria 1 2 Criação de BANCO DE DADOS CREATE DATABASE nome_do_banco; CREATE DATABASE pizzaria; Criação de TABELAS SOMENTE COM CHAVE PRIMÁRIA CREATE TABLE nome_da_tabela

Leia mais

Gatilhos (Triggers) Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com. Elaborado por Maria Lígia B. Perkusich

Gatilhos (Triggers) Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com. Elaborado por Maria Lígia B. Perkusich Gatilhos (Triggers) Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Elaborado por Maria Lígia B. Perkusich O que é um gatilho (trigger)? Um gatilho é um tipo especial de procedimento armazenado

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL-1 (86); SQL- (9); SQL- (99) não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere... Base

Leia mais

Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você

Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você por Cristóferson Guimarães Magalhães Bueno e Odilon Corrêa da Silva 1 O objetivo deste artigo é demonstrar como criar um sistema

Leia mais

Linguagem SQL. Comandos Básicos

Linguagem SQL. Comandos Básicos Linguagem SQL Comandos Básicos Caetano Traina Júnior Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.sc.usp.br Comando

Leia mais

FAPLAN - Faculdade Anhanguera Passo Fundo Gestão da Tecnologia da Informação Banco de Dados II Prof. Eder Pazinatto Stored Procedures Procedimento armazenados dentro do banco de dados Um Stored Procedure

Leia mais