GRUNDFOS ACADEMIA. Programa de formação Grundfos. A fórmula para o seu Sucesso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GRUNDFOS ACADEMIA. Programa de formação Grundfos. A fórmula para o seu Sucesso"

Transcrição

1 GRUNDFOS ACADEMIA Programa de formação Grundfos A fórmula para o seu Sucesso

2 O objectivo dos cursos de formação Grundfos é a valorização dos seus parceiros, apoiando-os com os meios necessários para que possam prestar um serviço de qualidade com elevado nível de profissionalismo, baseado em conhecimentos técnicos actualizados. Com uma componente teórica e prática, os cursos de formação Grundfos facultam-lhe informações sobre os conceitos essenciais a todos os profissionais cuja actividade está relacionada com equipamentos de bombeamento. Os cursos de formação têm lugar na Academia Grundfos, um edifício construído de raiz para proporcionar aos formandos as condições ideais para a sua formação. Para este efeito a Academia Grundfos dispõe de um vasto conjunto de equipamentos de demonstração e de salas de formação integrados numa área de 230m 2, na sede da Grundfos, em Paço de Arcos. Os responsáveis pela formação na Grundfos são profissionais com experiência no mercado de bombas, actualizando os seus conhecimentos nesta área com regularidade no centro de formação internacional da Grundfos: a Academia Poul Due Jensen, na Dinamarca. Todos os cursos de formação são compostos por uma componente teórica e outra prática. A formação teórica consiste na apresentação das soluções Grundfos e respectivas aplicações, selecção e dimensionamento bem como outros temas relevantes tais como a eficiência energética. Consulte o nosso Programa de Formação e veja qual deles é que se adequa às suas necessidades.

3 Informações gerais 3 HORÁRIO DOS CURSOS DE FORMAÇÃO: > das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30 O VALOR DOS CURSOS INCLUI: > Documentação > Material de apoio > Almoço > Certificado de participação LOCAL DE REALIZAÇÃO DOS CURSOS: > Bombas Grundfos Portugal, S.A. R. Calvet de Magalhães, Paço de Arcos LAT N LONG W PARA PARTICIPAR NOS CURSOS DE FORMAÇÃO: > Inscreva-se através do > Deve indicar o tema do Curso que pretende frequentar, a referência do curso e a data em que pretende frequentar o curso. > Quando efectuar a sua inscrição deverá mencionar o modo de pagamento pretendido: através de transferência bancária (NIB ) ou cheque ( à ordem de Bombas Grundfos Portugal, S.A.). > A inscrição só será considerada válida após o respectivo pagamento. A Grundfos poderá alterar as datas referidas, garantindo, nessa situação, o aviso antecipado a todos os inscritos.

4

5 Programa de Formação > Conceitos de hidráulica e teoria de bombas > Programa de selecção e dimensionamento WinCAPS > Aquecimento doméstico e água quente sanitária > Abastecimento de água doméstica > Águas residuais domésticas e estações elevatórias > Sistemas de pressurização de águas em edifícios > Sistemas de supressão de incêndio > Industrial pump school - módulo 1 > ETAR - Estação de tratamento de águas residuais > Dimensionamento de estações elevatórias de águas residuais > Noções básicas e práticas para o tratamento de águas > Tratamento de águas em edifícios > Sistemas de tratamento de águas para consumo e águas residuais > Sistemas eléctricos em bombeamento - módulo 1 > Sistemas eléctricos em bomb. > Accionamento de motores - módulo 2 > Sistemas eléctricos em bombeamento > Instrumentação - módulo 3 > Eficiência energética > Iniciação > Eficiência energética > Análise de instalações > Eficiência energética > Cálculo > Eficiência energética > Optimização

6 Referência do curso: ALL_01 6 Conceitos de hidráulica e teoria de bombas 06 de Setembro de Outubro de Novembro de Janeiro de Março 2013 > Dotar os formandos dos conhecimentos básicos sobre conceitos de hidráulica e teoria de bombas para selecção e cálculo de bombas e circuitos hidráulicos > Divulgação das potencialidades do programa de selecção e dimensionamento WinCAPS e WebCAPS > Conceitos físicos fundamentais > Caudal, velocidade e diâmetro da tubagem > Equação de Bernoulli s (Equação de energia) > Perdas de Carga em sistemas de tubagens > Bombas centrifugas > Instaladores e Revendedores > Projectistas > Estudantes Universitários > Florindo Maia Conceitos de hidráulica e teoria de bombas > 200,00 euros

7 Referência do curso: ALL_02 Programa de selecção e dimensionamento WinCAPS 30 de Outubro de Dezembro de Fevereiro > Dotar os formandos de um conhecimento avançado de utilização do software WinCAPS e WebCAPS, de forma a garantir a autonomia na selecção e dimensionamento de equipamentos de bombeamento PRÉ-REQUISITOS > Conhecimentos mínimos de informática ao nível do utilizador > Os formandos deverão trazer o seu computador pessoal > Instalação da aplicação WinCAPS / Acesso ao WebCAPS > Configurações iniciais > Estrutura do programa > Catálogo - Gamas/áreas de aplicação (equipamentos) - Selecção / dimensionamento de equipamentos > Dimensionamento - Assistente de configuração por aplicações - Selecção / dimensionamento de equipamentos > Equivalência (Selecção de bombas de substituição) > Serviço Pós-Venda (Selecção de peças de substituição) > Projecto (Preenchimento de campos) > Desenhos (Livraria CAD) > Literatura (Documentação técnica dos equipamentos) > Definição de campos com dados pretendidos para impressão > Exercícios práticos de selecção/dimensionamento > Projectistas > Revendedores > Todos aqueles que pretendam adquirir conhecimentos sobre selecção e dimensionamento de equipamentos via o Software WinCAPS. > Herlander Pinheiro > 150,00 euros Programa de selecção e dimensionamento WinCAPS

8 Referência do curso: DBS_01 8 Aquecimento doméstico e água quente sanitária 20 de Setembro de Janeiro 2013 > Dotar os formandos de conhecimentos básicos sobre os principais sistemas de aquecimento doméstico e produção de água quente sanitária. > Princípios básicos (Teoria Geral de Bombas) > Directiva Eup > Cálculo de perdas de carga > Gama de aplicações tipos de instalações > Dimensionamento dos principais tipos de sistemas > Selecção de equipamento - WinCAPS > Exercícios práticos > Técnicos de instalação de aquecimento, painéis solares, piso radiante > Revendedores > Empresas de manutenção/reparação equipamento de AVAC > Estudantes universitários > Pedro Antunes Aquecimento doméstico e água quente sanitária > 180,00 euros

9 Referência do curso: DBS_02 Abastecimento de água doméstica 23 de Outubro de Fevereiro > Dotar os formandos de conhecimentos básicos sobre as principais aplicações de abastecimento de água doméstica bem como respectiva selecção e dimensionamento de produtos. > Princípios Básicos (Teoria Geral de Bombas) > Cálculo Perdas de Carga > Gama de aplicações tipos de instalações > Dimensionamento dos principais tipos de sistemas > Selecção de equipamentos de pressurização via WinCAPS > Exercícios práticos > Técnicos de Instalação de bombas de furo e abastecimento > Canalizadores > Revendedores > Técnicos de empresas de manutenção/reparação de equipamentos de abastecimento doméstico > Estudantes universitários > Pedro Antunes > 180,00 euros Abastecimento de água doméstica

10 Referência do curso: DBS_03 10 Águas residuais domésticas e estações elevatórias 13 de Novembro 2012 > Dotar os formandos de conhecimentos básicos sobre os principais sistemas domésticos para águas residuais e pluviais > Princípios básicos (Teoria Geral de Bombas) > Cálculo de perdas de carga > Gama de aplicações tipos de instalações > Dimensionamento de sistema (poço e acessórios) > Estações compactas Vs Estações convencionais > Selecção equipamento de águas residuais e pluviais - WinCAPS > Exercício prático > Técnicos de Instalação de redes domésticas de esgotos e águas pluviais > Canalizadores > Revendedores > Estudantes Universitários > Empresas de manutenção/reparação equipamento de elevação de águas residuais A guas residuais domésticas e estaço es elevato rias > Pedro Antunes > 180,00 euros

11 Referência do curso: CBS_01 Sistemas de pressurização de águas em edifícios 09 de Outubro de Dezembro de Fevereiro > Dotar os formandos de conhecimentos sobre abastecimento predial > Selecção e cálculo de grupos e centrais hidropressoras > Dimensionamento de centrais no WinCAPS > Perfil de consumo/perfil de carga > Rendimentos, eficiência energética > Custo do Ciclo de Vida > Abastecimento em edifícios de grande altura > Focalização na higiene (colectores e testes) > Centrais hidropressoras sem variação e com variação de velocidade > Instalações e aplicações tipo > Dimensionamento e selecção de equipamentos. Exercícios práticos em centrais (parametrização e testes) > WinCAPS/WebCAPS > Instaladores de abastecimento predial > Projectistas > Estudantes universitários > José Azeredo > 180,00 euros Sistemas de pressurização de águas em edifi cios

12 Referência do curso: CBS_02 12 Sistemas de supressão de incêndio 11 de Setembro de Outubro de Janeiro 2013 > Dotar os formandos de conhecimentos sobre redes de incêndio, legislação existente, normas de centrais de bombeamento para incêndio, requisitos da instalação > Dimensionamento e selecção de centrais de incêndio > Conceitos de hidráulica e de incêndio > Legislação sobre incêndio > Normas de Incêndio > Principais componentes > Requisitos da instalação > Tipos de centrais de incêndio > Dimensionamento e selecção de centrais de incêndio > Testes em central de incêndio > Instaladores de redes de incêndio > Projectistas > Estudantes universitários > José Azeredo > 200,00 euros Sistemas de supressão de ince ndio

13 Referência do curso: IND_01 Industrial pump school - módulo 1 25 de Setembro de Novembro de Fevereiro Dotar os formandos de conhecimentos: > Em teoria de bombas de forma a serem capazes de compreenderem e decidirem sobre as melhores soluções de bombeamento para cada situação > Em variação de velocidade e eficiência energética, de forma a possuírem capacidades técnicas para fazer as melhores opções energéticas > Em Custo do Ciclo de Vida útil de um equipamento, de forma a compreenderem os custos que envolvem a aquisição de um equipamento > Teoria de bombas - Versão menos extensa da teoria de bombas - Empanques mecânicos (maior focalização) > Workshop - Desmontagem e montagem de empanques (CR vs NK) > Variação de frequência e controlo - Aplicações e soluções de controlo - Optimização energética > Workshop - Custo do Ciclo de Vida útil (Cost of ownership) > Técnicos ligados ao projecto, operação e manutenção de sistemas de redes de fluidos na industria e/ou outras áreas de actividade > Técnicos ligados ao projecto e auditorias energéticas > Estudantes com interesse na área que pretendam adquirir uma perspectiva mais prática de bombas e sistemas de bombeamento > Rui Faínha > 150,00 euros NOTA: O Módulo 2 do Cursos de Formação Industrial Pump School realizar-se-á apartir do segundo semestre de Industrial pump school - mo dulo 1

14 14 ETAR - Estação de tratamento de águas residuais 02 e 03 de Outubro e 08 de Março 2013 Referência do curso: WU_01 > Esta formação tem como objectivo transmitir noções básicas de todos os processos unitários físicos, químicos e biológicos envolvidos no tratamento de águas residuais. Abordará todos os processos, respectivos equipamentos e breves noções de dimensionamento PRÉ-REQUISITOS > Conhecimento básico de hidráulica geral e teoria geral de bombas > Princípios básicos > Características das águas residuais > Tratamento mecânico - Caso prático > Tratamento biológico - Caso prático > Tratamento terciário - Caso prático > Tratamento de lamas - Caso prático ETAR - Estação de tratamento de águas residuais > Projectistas > Empreiteiros > Instaladores de sistemas de transporte e tratamento de águas residuais > Francisca Soares > 2 dias > 320,00 euros

15 Referência do curso: WU_02 Dimensionamento de estações elevatórias de águas residuais 18 de Outubro de Janeiro de Março > O objectivo desta acção de formação é transmitir noções básicas de dimensionamento de estações elevatórias e respectivo equipamento electromecânico estando excluído o projecto de estrutura > Princípios básicos (Teoria Geral de Bombas) e legislação > Cálculo de caudal de ponta > Cálculo de perdas de carga > Selecção de equipamento de bombeamento - Caso prático (WinCAPS) > Dimensionamento do poço e acessórios > Estações compactas Vs Estações convencionais > Projectistas > Empreiteiros > Instaladores de sistemas de transporte e tratamento de águas residuais > Francisca Soares > 180,00 euros Dimensionamento de estaço es elevato rias de águas residuais

16 16 Noções básicas e práticas para o tratamento de águas 12 de Setembro de Dezembro de Fevereiro 2013 Referência do curso: DOS_01 > Dotar os formandos de conhecimentos básicos sobre os diferentes tipos de tratamento de água para as várias aplicações: consumo, águas quentes sanitárias, industriais, piscinas, AVAC, fertirrega, outras PRÉ-REQUISITOS > Pratica em sistemas de tratamento (dimensionamento ou obras), noções de electromecânica > Abordagem aos aspectos gerais que distinguem os diferentes equipamentos incluindo noções de tratamento > Critérios de selecção e dimensionamento de equipamentos e sua electromecânica > Análise de casos reais (soluções) - demonstração prática de um sistema de tratamento com controlo e telegestão > Profissionais do sector de tratamento e desinfecção de água > Profissionais ligados ao tratamento (ou à dosagem de químicos) na área industrial > Todos aqueles que pretendem actualizar e/o reforçar conhecimentos nesta área Noço es básicas e práticas para o tratamento de águas > Vincenzo Rocca > 180,00 euros

17 Referência do curso: DOS_02 Tratamento de águas em edifícios 25 de Outubro > Dotar os formandos de conhecimentos básicos dos principais sistemas de tratamento de água utilizados em edifícios PRÉ-REQUISITOS > Conhecimentos básicos dos sistemas de abastecimento de água e AVAC > Tratamento de água de abastecimento: - Tipos de desinfectantes - Recloragem de água em reservatórios > Tratamento de água quente sanitária: - Legionella - Principais tipos de tratamento da Legionella - Tratamento com dióxido de cloro versus choque térmico > Tratamento de água de circuitos fechados: - Descalcificação - Condicionamento químico > Tratamento de água de torres de refrigeração: - Principais problemas - Tipos de tratamentos efectuados > Projectistas > Empreiteiros > Instaladores de sistemas de tratamento de água > Élio Ribeiro > 180,00 euros Tratamento de águas em edifi cios

18 18 Sistemas de tratamento de águas para consumo e águas residuais 24 e 25 de Janeiro 2013 Referência do curso: DOS_03 > Dotar os formandos dos conhecimentos básicos sobre soluções de tratamento de águas para consumo e águas residuais PRÉ-REQUISITOS > Conhecimentos básicos dos sistemas de abastecimento de água e de tratamento de águas residuais Sistemas de tratamento de águas para consumo e águas residuais > Principais desinfectantes utilizados: Cloro, Dióxido de Cloro, Ozono e UV > Tratamento de água de abastecimento: - Cloragem: Sistemas de dosagem de hipoclorito Sistemas de medição e controlo - Sistemas de desinfecção por cloro gás Principio de funcionamento de um sistema de cloro gás, Dimensionamento de um sistema de cloro gás Riscos e cuidados a ter com uma instalação de cloro gás > Sistemas de desinfecção por dióxido de cloro > Sistemas de desinfecção por ultravioletas > Tratamento de águas residuais: - Sistemas de dosagem de químicos - Sistemas de dosagem e preparação de polielectrólitos - Sistemas de desinfecção por ultravioletas > Projectistas > Empreiteiros > Instaladores de sistemas de tratamento de água RESPONSAVEL > Élio Ribeiro e Vincenzo Rocca > 2 dias > 300,00 euros

19 Referência do curso: KAM_01 Sistemas eléctricos em bombeamento - módulo 1 19 de Setembro de Novembro de Janeiro de Março > Dotar os formandos de conhecimentos gerais sobre sistema e equipamentos eléctricos > Dotar os formandos de conhecimentos específicos sobre quadros de bombeamento > Enquadramento normativo da execução de instalações eléctricas PRÉ-REQUISITOS > Conhecimentos básicos de electricidade > Conceitos básicos sobre quadros de bombeamento (O que é?) > Esgoto, pressurização, trasfega, incêndio, e doseamento > Conceitos sobre motores eléctricos > Conceitos sobre protecção eléctrica > Tipos de relés de controlo de bombeamento > Legislação e regulamentação aplicável à construção e instalação de quadros > Aspectos construtivos dos quadros > Técnicos de instalação > Revendedores > Técnicos de manutenção > Vitor Francisco > 220,00 euros KAM Sistemas 02 eléctricos > Sistemas eléctricos bombeamento em bombeamento - mo dulo 1 > Accionamento de motores - mo dulo 2

20 Referência do curso: KAM_02 20 Sistemas eléctricos em bombeamento > Accionamento de motores - módulo 2 16 de Janeiro de Março 2013 > Dotar os formandos de conhecimentos específicos sobre as técnicas de arranque de motores monofásicos e trifásicos e sobre variação de velocidade > Abordagem aos diferentes tipos de variadores utilizados em bombeamento > Sensibilização quanto às vantagens e desvantagens da variação de velocidade em bombeamento PRÉ-REQUISITOS > Frequência do módulo 1 Sistemas eléctricos em bombeamento Sistemas eléctricos em bombeamento > Accionamento de motores - mo dulo 2 > Tipos de arranques de motores > Teoria do arranque S/D > Teoria do arranque por SS: princípio e tecnologia associada > Teoria da variação de velocidade > Ruído eléctrico e filtragem > Eficiência energética do accionamento de velocidade variável > Técnicos de instalação > Revendedores > Técnicos de manutenção > Projectistas > Estudantes > Vitor Francisco > 220,00 euros

21 Referência do curso: KAM_03 Sistemas eléctricos em bombeamento > Instrumentação - módulo 3 26 de Março > Dotar os formandos de conhecimentos específicos sobre a técnica e tecnologia da aquisição de sinais > Focalização nos sensores e transmissores utilizados em bombeamento PRÉ-REQUISITOS > Frequência do módulo 1 Sistemas eléctricos em bombeamento > Abordagem à teoria da aquisição de sinais > Detectores > Sensores passivos e activos > Transdutores e condicionadores de sinal > Transmissores de medidas > Referência a: Pt100, Pt100, RTD, sonda hidrostática, sonda de pressão, ultra-sónico, caudalímetro, pressostato, fluxostato, sonda água no óleo, clixon etc.. > Técnicos de instalação > Revendedores > Técnicos de manutenção > Projectistas > Estudantes universitários > Vitor Francisco > 220,00 euros Sistemas eléctricos em bombeamento > Instrumentação - mo dulo 3

22 Referência do curso: SEE_01 22 Eficiência energética > Iniciação 18 de Setembro de Fevereiro 2013 > Facultar o conhecimento base que possibilita a execução de auditorias de desempenho aos sistemas de bombeamento > Enquadramento das análises de eficiência energética em sistemas de bombeamento > Factores que influenciam a eficiência - A instalação - Os equipamentos - A manutenção - A operação/exploração > Da fonte de energia ao trabalho - A alimentação eléctrica - O motor eléctrico - As transmissões - A bomba > A hidráulica da instalação - Curva da instalação - Curva da bomba - Curvas do sistema de bombeamento > Sistemas de comando e controlo - Controlos de Pressão Pressão em sistema on-off Pressão constante Pressão proporcional linear Pressão proporcional quadrática - Controlos de temperatura Controlo de temperatura de entrada Controlo de temperatura de saída - Controlos de caudal Controlo de caudal constante Eficie ncia energética > Iniciação > Arquitectos, Engenheiros, Engenheiros Técnicos > Peritos Qualificados RCCTE, RSECE Energia > Responsáveis de manutenção de Instalações > Outros técnicos a trabalharem em eficiência energética > Filipe Almeida > 220,00 euros

23 Referência do curso: SEE_02 Eficiência Energética > Análise de instalações 04 de Outubro de Março > Facultar os conhecimentos necessários para a definição da forma de recolha de dados para análise dos diversos tipos de instalações > Princípios de sistemas de bombeamento e controlo > Informação necessária a recolher na auditoria > Tipologia de sistemas - Sistemas de abastecimento Sistema de trasfega de volumes Sistemas de pressurização da rede Sistemas mistos - Sistemas de AVAC Redes primárias Redes secundárias com válvulas de 2 e 3 vias - Sistemas de drenagem Redes águas residuais Redes águas pluviais > Sistemas e condicionantes de recolha de dados > Limitações da informação recolhida e gestão de dados > Conclusões > Arquitectos, Engenheiros, Engenheiros Técnicos > Peritos Qualificados RCCTE, RSECE Energia > Responsáveis de manutenção de Instalações > Outros técnicos a trabalharem em eficiência energética > Filipe Almeida > 220,00 euros Eficie ncia energética > Análise de instalaço es

24 24 Eficiência energética > Cálculo 27 e 28 de Setembro e 06 de Março 2013 Referência do curso: SEE_03 > Facultar os conhecimentos que permitem a análise dos dados recolhidos em auditoria assim como o tratamento dos mesmos para obtenção de conclusões > Fundamentos do cálculo de eficiência > Bases dos sistemas analisados > Cálculo com base em medições casuísticas > Cálculo com base em universos de dados - Validação e selecção dos dados - Princípios dos estudos estatísticos Estudo segundo distribuições normais Estudos da distribuição verificada > Comparação com resultados expectáveis > Conclusões > Arquitectos, Engenheiros, Engenheiros Técnicos > Peritos Qualificados RCCTE, RSECE Energia > Responsáveis de manutenção de Instalações > Outros Técnicos a trabalharem em eficiência energética > Filipe Almeida > 2 dias > 400,00 euros Eficie ncia energética > Cálculo

25 Referência do curso: SEE_04 Eficiência energética > Optimização 16 de Outubro de Março > Facultar o conhecimento necessário para a definição de soluções eficientes nas diversas situações > Definição dos objectivos de optimização > Análise de condicionantes > Cálculo com base em medições casuísticas > Cálculo com base em universos de dados - Validação e selecção dos dados - Princípios dos estudos estatísticos; Estudo segundo distribuições normais Estudos da distribuição verificada > Comparação com resultados expectáveis > Análise de impacto na instalação > Cálculo de recuperação de investimento e ciclo de vida > Conclusões > Arquitectos, Engenheiros, Engenheiros Técnicos > Peritos Qualificados RCCTE, RSECE Energia > Responsáveis de manutenção de Instalações > Outros Técnicos a trabalharem em eficiência energética > Filipe Almeida > 220,00 euros Eficie ncia energética > Optimização

26 Calendário de Formações > Conceitos de hidráulica e teoria de bombas > Programa de selecção e dimensionamento WinCAPS > Aquecimento doméstico e água quente sanitária > Abastecimento de água doméstica > Águas residuais domésticas e estações elevatórias > Sistemas de pressurização de águas em edifícios > Sistemas de supressão de incêndio > Industrial pump school - módulo 1 > ETAR - Estação de tratamento de águas residuais > Dimensionamento de estações elevatórias de águas residuais > Noções básicas e práticas para o tratamento de águas > Tratamento de águas em edifícios > Sistemas de tratamento de águas para consumo e águas residuais > Sistemas eléctricos em bombeamento - módulo 1 > Sistemas eléctricos em bomb. > Accionamento de motores - módulo 2 > Sistemas eléctricos em bombeamento > Instrumentação - módulo 3 > Eficiência energética > Iniciação > Eficiência energética > Análise de instalações > Eficiência energética > Cálculo > Eficiência energética > Optimização ALL_01 ALL_02 DBS_01 DBS_02 DBS_03 CBS_01 CBS_02 IND_01 WU_01 WU_02 DOS_01 DOS_02 DOS_03 KAM_01 KAM_02 KAM_03 SEE_01 SEE_02 SEE_03 SEE_04

27 Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março e e e e e

28 BGP - 10/2012 Bombas GRUNDFOS Portugal, S.A. Sede: Rua Calvet de Magalhães, Paço de Arcos Tel.: Fax: Filial: Rua da Ranha, 320 e Porto Tel.: Fax:

GRUNDFOS ACADEMIA. NOVO Programa 2013/2014. Programa de formação Grundfos 2013/2014 A fórmula para o seu Sucesso

GRUNDFOS ACADEMIA. NOVO Programa 2013/2014. Programa de formação Grundfos 2013/2014 A fórmula para o seu Sucesso GRUNDFOS ACADEMIA NOVO Programa 2013/2014 Programa de formação Grundfos 2013/2014 A fórmula para o seu Sucesso O objectivo dos cursos de formação Grundfos é a valorização dos seus parceiros, apoiando-os

Leia mais

distribuição de água fiável e

distribuição de água fiável e GRUNDFOS WATER UTILITY DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA distribuição de água fiável e ECONÓMICA Reduza fugas optimizando sistemas de bombeamento. 1 DAr continuidade à experiência comprovada Distribuição de água fiável

Leia mais

Grundfos equipa hotel galardoado com prémio de turismo sustentável

Grundfos equipa hotel galardoado com prémio de turismo sustentável GRUNDFOS CASE STORY Grundfos equipa hotel galardoado com prémio de turismo sustentável A Grundfos foi o fornecedor principal de soluções de bombeamento para o Hotel Real Marina, em Olhão, galardoado em

Leia mais

Cursos Sistemas Vapor 2015

Cursos Sistemas Vapor 2015 Cursos Sistemas Vapor 2015 Acção de formação para: Directores de produção Desenhadores de instalações Gerentes de fábrica Engenheiros de processo Engenheiros de projecto Instaladores Gestores de energia

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO HOSPITAL DOUTOR MANOEL CONSTÂNCIO INSTALAÇÕES TÉCNICAS. Mestrado em Manutenção Técnica de Edifícios

RELATÓRIO DE ESTÁGIO HOSPITAL DOUTOR MANOEL CONSTÂNCIO INSTALAÇÕES TÉCNICAS. Mestrado em Manutenção Técnica de Edifícios RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTALAÇÕES TÉCNICAS HOSPITAL DOUTOR MANOEL CONSTÂNCIO Mestrado em Manutenção Técnica de Edifícios Fernando Jorge Albino Varela de Oliveira Abrantes Dezembro 2014 ÍNDICE Objectivos

Leia mais

Tirar o melhor partido da sua água de refrigeração com a ProMinent Soluções completas para o tratamento da água de refrigeração

Tirar o melhor partido da sua água de refrigeração com a ProMinent Soluções completas para o tratamento da água de refrigeração Tirar o melhor partido da sua água de refrigeração com a ProMinent Soluções completas para o tratamento da água de refrigeração Printed in Germany, PT PM 009 04/06 P MT23 0 04/06 P B Tratamento da água

Leia mais

Equipamento de manutenção de pressão e separação da Grundfos

Equipamento de manutenção de pressão e separação da Grundfos Equipamento de manutenção de pressão e separação da Grundfos Grundfos: Mais do que um Fornecedor de bombas Ao optimizar a eficiência dos seus sistemas de aquecimento e de refrigeração, a Grundfos disponibiliza

Leia mais

Edifícios. Variação de Velocidade com o PumpDrive. Eficiência em Acção.

Edifícios. Variação de Velocidade com o PumpDrive. Eficiência em Acção. Edifícios Variação de Velocidade com o PumpDrive. Eficiência em Acção. 2 Vantagens Bombas controladas - planeamento controlado. Com o PumpDrive da KSB. Nos anos mais recentes as exigências profissionais

Leia mais

índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11

índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11 A sua energia solar índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11 A sua energia solar.rigsun. A Rigsun é a nova marca nacional de sistemas solares térmicos.

Leia mais

Índice. Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores. Aquecimento Central e A.Q.S.

Índice. Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores. Aquecimento Central e A.Q.S. PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2013 Índice ENTRADA DO CENTRO DE FORMAÇÃO - AVEIRO Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores E1 Águas Quentes Sanitárias 04

Leia mais

Rega mais eficiente com bombas de velocidade variável

Rega mais eficiente com bombas de velocidade variável GRUNDFOS REGA Rega mais eficiente com bombas de velocidade variável A pensar na agricultura moderna Quando os tempos assim o exigiram, a agricultura moderna sempre conseguiu adoptar novas técnicas com

Leia mais

- Enquadramento Legal Abordagem genérica das questões associadas à QAI; Enquadramento Legal.

- Enquadramento Legal Abordagem genérica das questões associadas à QAI; Enquadramento Legal. Cursos de atualização profissional para revalidação da credenciação técnica (nº 6, art. 22º DL79/2006 de 4 Abril) Referenciais mínimos aprovados pela Comissão Tripartida Revalidação da Credenciação a TIM

Leia mais

DIRECÇÃO-GERAL DE GEOLOGIA E ENERGIA PERFIL PROFISSIONAL DE TÉCNICO INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS

DIRECÇÃO-GERAL DE GEOLOGIA E ENERGIA PERFIL PROFISSIONAL DE TÉCNICO INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS DIRECÇÃO-GERAL DE GEOLOGIA E ENERGIA PERFIL PROFISSIONAL DE TÉCNICO INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS CÓDIGO - ERG-OO4 ÁREA DE ACTIVIDADE ENERGIA OBJECTIVO GLOBAL - Programar, organizar, coordenar

Leia mais

\ BOAS PRÁTICAS NA ENERGIA A Gestão de Energia como Ferramenta de Gestão Empresarial

\ BOAS PRÁTICAS NA ENERGIA A Gestão de Energia como Ferramenta de Gestão Empresarial \ BOAS PRÁTICAS NA ENERGIA A Gestão de Energia como Ferramenta de Gestão Empresarial Workshop Eficiência Energética e Sustentabilidade Ambiental nas empresas CTCV 25 de Fevereiro de 2014 \ BOAS PRÁTICAS

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Diploma de Estudos Avançados Engenharia Sanitária e Gestão Integrada de Resíduos. 1º Período

Faculdade de Ciências e Tecnologia Diploma de Estudos Avançados Engenharia Sanitária e Gestão Integrada de Resíduos. 1º Período 1. Plano de estudos: Faculdade de Ciências e Tecnologia Diploma de Estudos Avançados Engenharia Sanitária e Gestão Integrada de Resíduos 1º Período QUADRO N.º 2-Engenharia Sanitária e Gestão Integrada

Leia mais

Assunto: Módulos na área de Instalações Técnicas em Edifícios Prazos de inscrição alargados.

Assunto: Módulos na área de Instalações Técnicas em Edifícios Prazos de inscrição alargados. Diversos Circular n.º 30/2009 3 de Abril de 2009 Assunto: Módulos na área de Instalações Técnicas em Edifícios Prazos de inscrição alargados. Caro Associado: Para Vosso conhecimento, vimos por este meio

Leia mais

Plano de Formação - 2011. Form + Lab. 2 Semestre

Plano de Formação - 2011. Form + Lab. 2 Semestre Plano de Formação - 2011 Form + Lab 2 Semestre Form + Lab O que é? O Form + Lab é um serviço de formação criado para apoiar os laboratórios na valorização e formação dos seus colaboradores dando resposta

Leia mais

Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013

Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013 Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013 www.festo.pt O melhor computador do mundo é o Homem, e é o único que pode ser produzido em massa por mão de obra não especializada. Wernher von Braun 1912-1977

Leia mais

GRUNDFOS isolutions TPE3 TPE3 BOMBEAMENTO INTELIGENTE EM IN-LINE PARA UM DESEMPENHO MELHORADO DO SISTEMA

GRUNDFOS isolutions TPE3 TPE3 BOMBEAMENTO INTELIGENTE EM IN-LINE PARA UM DESEMPENHO MELHORADO DO SISTEMA BOMBEAMENTO INTELIGENTE EM IN-LINE PARA UM DESEMPENHO MELHORADO DO SISTEMA GRUNDFOS isolutions UM AVANÇO EXTRAORDINÁRIO NO BOMBEAMENTO IN LINE A PROPORCIONA UMA EFICIÊNCIA INCOMPARÁVEL E UMA VASTA GAMA

Leia mais

Esquema de Certificação Técnicos de Instalação e Manutenção de Sistemas de Climatização

Esquema de Certificação Técnicos de Instalação e Manutenção de Sistemas de Climatização Esquema de Certificação Técnicos de Instalação e Manutenção de Sistemas de Climatização 1. Introdução 1.1. O presente documento, descreve os requisitos particulares referentes à certificação de técnicos

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DESENHADOR(A) DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO

PERFIL PROFISSIONAL DESENHADOR(A) DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL DESENHADOR(A) DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL Desenhador/a de Sistemas de Refrigeração e Climatização Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA

Leia mais

AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E

AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E CALDEIRAS MURAIS DE CONDENSAÇÃO AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E Índice Gama Aquastar Green Condensação: Vantagens e características NOVO A nova caldeira mural de condensação Aquastar

Leia mais

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe.

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Case Study Boavista Golf Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Introdução Portugal é considerado, por muitos especialistas, um dos melhores lugares para

Leia mais

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada ventilação Tempérys caixa de insuflação com revestimento duplo e bateria de aquecimento eléctrico Pack Tempérys caixa de insuflação + caixa de extracção com revestimento duplo, sistema de comando e de

Leia mais

Equipamento: Chiller

Equipamento: Chiller Equipamento: Chiller Limpeza/lavagem de condensadores Medições e registos de temperatura e pressões de água Medição e registo de consumos dos compressores, reajustes dos térmicos, medições e registos de

Leia mais

CENTRO ESCOLAR DAS LAGOAS PONTE DE LIMA

CENTRO ESCOLAR DAS LAGOAS PONTE DE LIMA CENTRO ESCOLAR DAS LAGOAS PONTE DE LIMA Projeto Energia Construção Sustentável www.cezero.pt / www.cezero.com.br CENTRO ESCOLAR DAS LAGOAS PONTE DE LIMA PROJETO Arquitetura e sistemas construtivos Maximização

Leia mais

Apresentação Wintek.Center... 4. Programa das Ações de Formação... 3. Básico de Refrigeração e Climatização... 6

Apresentação Wintek.Center... 4. Programa das Ações de Formação... 3. Básico de Refrigeração e Climatização... 6 ÍNDICE Apresentação Wintek.Center... 4 Programa das Ações de Formação... 3 Básico de Refrigeração e Climatização... 6 Automação, Controlo e Instrumentação... 7 Electricidade de Sistemas de Refrigeração

Leia mais

Descubra o nosso portefólio de produtos

Descubra o nosso portefólio de produtos Descubra o nosso portefólio de produtos Tecnologia de regulação para sistemas solares térmicos e de aquecimento Reguladores Estações solares Acessórios para VBus www.resol.com REGULADORES SOLARES O portefólio

Leia mais

GESTÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS. José dos Santos Santiago (*)

GESTÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS. José dos Santos Santiago (*) GESTÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS José dos Santos Santiago (*) RESUMO: Apresenta-se, neste artigo, a metodologia a seguir para gerir, tratar a reutilizar os efluentes industriais,

Leia mais

Soluções de Energia Solar. Março de 2007. www.senso.pt

Soluções de Energia Solar. Março de 2007. www.senso.pt Soluções de Energia Solar Março de 2007 www.senso.pt ENERGIA E CONSTRUÇÃO Crescente aplicação de energias renováveis Mudança do modelo energético Símbolo de distinção para construções de qualidade Resposta

Leia mais

Plano de Formação 2009

Plano de Formação 2009 ENQUADRAMENTO Com a portaria nº 461/2007 de 5 de Junho, o sistema de certificação energética e da qualidade do ar interior nos edifícios (SCE) ganhou um novo impulso, ficando abrangidos pela certificação

Leia mais

As Auditorias Energéticas e a Gestão da Energia como fator de competitividade

As Auditorias Energéticas e a Gestão da Energia como fator de competitividade As Auditorias Energéticas e a Gestão da Energia como fator de competitividade Artur Serrano CTCV Sistemas de Energia 1 ÍNDICE DOS ASSUNTOS Sistemas de Energia do CTCV - Actividades Objectivos das Auditorias

Leia mais

Centrais Elevatórias de Efluentes

Centrais Elevatórias de Efluentes Centrais Elevatórias de Efluentes Série Ambibox A P L I C A Ç Õ E S Elevação para a rede pública de colectores Indústria Povoações Loteamentos habitacionais Parques de Campismo Garagens Caves, etc... C

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2013

PLANO DE FORMAÇÃO 2013 PLANO DE FORMAÇÃO 2013 código Designação da acção PF1 ENSAIOS EM ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS PF2 CÁLCULO DE INCERTEZAS EM ENSAIOS DE ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS PF3 MEDIÇÃO E INCERTEZAS EM ENSAIOS DE RUÍDO LABORAL

Leia mais

FROM THE INVENTOR OF DIGITAL TM DOSING

FROM THE INVENTOR OF DIGITAL TM DOSING GRUNDFOS ALLDOS Digital DOSING SINCE 1999 GRUNDFOS ALLDOS Digital Dosing SINCE 1999 GRUNDFOS ALLDOS Digital DOSING SINCE 1999 FROM THE INVENTOR OF DIGITAL TM DOSING SMART Digital Já é tempo de quebrar

Leia mais

Se acha que as bombas são caras, pense em quanto custa mantê-las em funcionamento

Se acha que as bombas são caras, pense em quanto custa mantê-las em funcionamento Se acha que as bombas são caras, pense em quanto custa mantê-las em funcionamento Sabia que 85% dos custos do ciclo de vida útil das bombas estão relacionados com o funcionamento diário das bombas? E que

Leia mais

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo Bomba como bomba de água potável altamente eficiente Calio-Therm S Folheto do modelo Ficha técnica Folheto do modelo Calio-Therm S Todos os direitos reservados. Os conteúdos aqui disponibilizados não podem

Leia mais

II Curso de E-learning

II Curso de E-learning Associação Portuguesa dos Técnicos de Natação Complexo de Piscinas Municipais de Rio Maior Estradas das Marinhas 2040 Rio Maior II Curso de E-learning O Técnico de Manutenção de Piscinas de Uso Colectivo

Leia mais

ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO

ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO SECÇÃO I: ENTIDADE ADJUDICANTE I.1) DESIGNAÇÃO, ENDEREÇOS E PONTOS DE CONTACTO Designação Oficial: ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. Endereço postal: RUA

Leia mais

FreziPUMP Com Sol, tenha Água!

FreziPUMP Com Sol, tenha Água! FreziPUMP Com Sol, tenha Água! A Frezite apresenta uma vasta gama de equipamentos para captação e gestão da água, o que permite escolher a melhor solução para o seu projeto. Apostamos em soluções autónomas

Leia mais

e-hm AMPLIAÇÃO DE GAMA, MELHOR EFICIÊNCIA DO SEGMENTO E VÁRIAS OPÇÕES DISPONÍVEIS

e-hm AMPLIAÇÃO DE GAMA, MELHOR EFICIÊNCIA DO SEGMENTO E VÁRIAS OPÇÕES DISPONÍVEIS e-hm AMPLIAÇÃO DE GAMA, MELHOR EFICIÊNCIA DO SEGMENTO E VÁRIAS OPÇÕES DISPONÍVEIS Cat_eHM_port.indd 1 29/07/13 10.55 Em casa todos quere Onde está ela? Água? Não, a água! Piscina das crianças Para beber

Leia mais

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água A água aquecida que retorna do processo ingressa no DryCooler e ao sair é recolhida em um reservatório, sendo bombeada de volta ao processo já na temperatura

Leia mais

Referencial do Curso de Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra- Incêndios (Extintores e SADI) 1. MÓDULOS:

Referencial do Curso de Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra- Incêndios (Extintores e SADI) 1. MÓDULOS: Referencial do Curso Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra-Incêndios (Extintores e SADI) [2011] 1. MÓDULOS: Unidade 1 - Introdução e enquadramento da actividade de Técnico de Equipamento

Leia mais

sistema sp fiabilidade resistência e eficiência

sistema sp fiabilidade resistência e eficiência SISTEMA GRUNDFOS SP SP, MS/MMS, controlos e monitorização Meet the energy challenge N W www.grundfos.com/energy sistema sp fiabilidade resistência e eficiência be think innovate Sistema de Bombeamento

Leia mais

VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar

VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar VIESMANN VITOSOLIC Controlador para sistemas de energia solar Nº de referência e preços: ver lista de preços VITOSOLIC 100 Controlador electrónico por diferença de temperatura Para sistemas com produção

Leia mais

Reabilitar Portugal, 12 de Fevereiro 2015

Reabilitar Portugal, 12 de Fevereiro 2015 Reabilitar Portugal, 12 de Fevereiro 2015 Quem somos Cultura de empresa enraizada e com 90 anos de história 2 300 Colaboradores em todo o mundo Facturação de 450 M de Euros Anuais Quem somos Estamos presentes

Leia mais

A excelência ao serviço do cliente

A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE é uma resposta de excelência para as necessidades de empresas, instituições e particulares em tecnologias e soluções de engenharia, energia e

Leia mais

ETAR de Ermesinde e Alfena. Capacidade de Tratamento: Breve descrição do tratamento:

ETAR de Ermesinde e Alfena. Capacidade de Tratamento: Breve descrição do tratamento: ETAR de Ermesinde e Alfena A ETAR de Ermesinde foi projectada para tratar os efluentes urbanos provenientes da zona poente do Concelho de Valongo, abrangendo as freguesias de Ermesinde e Alfena. Esta ETAR

Leia mais

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Gama 04 Gama de 2013 O que é Therma V? 06 O que é Therma V? Vantagens Therma V 08 Elevada Eficiência Energética 10 Programação Semanal 12 Instalação

Leia mais

Estrutura da ERI. Administração. Direção Geral. Qualidade, Ambiente e Segurança. Comercial & Marketing. Departamento de Compras

Estrutura da ERI. Administração. Direção Geral. Qualidade, Ambiente e Segurança. Comercial & Marketing. Departamento de Compras At tud p rm t! ERI Engenharia SA A ERI Engenharia S.A. é uma empresa que está no mercado desde 1995. A nossa estratégia de actuação pauta-se pela flexibilidade e ajustamento face às necessidades e exigências

Leia mais

MJK Automation O SEU PA RCEIRO DE INS T RU M EN TAÇ ÃO EM T R ATA M EN TO DA ÁGUA BROCHURE PT 1.00 PRODUKT BROCHURE 1401

MJK Automation O SEU PA RCEIRO DE INS T RU M EN TAÇ ÃO EM T R ATA M EN TO DA ÁGUA BROCHURE PT 1.00 PRODUKT BROCHURE 1401 A MJK tem 35 anos de experiência como fabricante e fornecedor de equipamentos de medição e controlo para estações de tratamento de água potável e de águas residuais. A nossa rede de vendas está espalhada

Leia mais

IGA Investimentos e Gestão da Água, S.A.

IGA Investimentos e Gestão da Água, S.A. Levantamento e Cadastro de Infra-estruturas associadas aos Sistemas de Abastecimento de Água e de Tratamento e Drenagem de Águas Residuais e Pluviais Ricardo Freitas 3 Objectivos Elaboração do cadastro

Leia mais

TOP 50, 65, 80, 100, 150. Estações elevatórias "chave na mão"

TOP 50, 65, 80, 100, 150. Estações elevatórias chave na mão FLYGT TOP 50, 65, 80, 100, 150 Estações elevatórias "chave na mão" Escolha TOP para fiabilidade, segurança e eficiência Soluções pré-fabricadas chave na mão A ITT Flygt oferece-lhe a melhor solução em

Leia mais

BOMBAS DE CALOR AR/ÁGUA CLIMAECO

BOMBAS DE CALOR AR/ÁGUA CLIMAECO BOMBAS DE CALOR AR/ÁGUA CLIMAECO SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Bombas de Calor Ar/Água. Uma tecnologia de futuro Sistema de climatização integrado e eficiente 03 Serviços de Apoio ao Cliente 04 Princípio

Leia mais

GRUNDFOS OEM - INDÚSTRIA. Grundfos seu parceiro ideal SOLUÇÕES OEM. be think innovate

GRUNDFOS OEM - INDÚSTRIA. Grundfos seu parceiro ideal SOLUÇÕES OEM. be think innovate GRUNDFOS OEM - INDÚSTRIA Grundfos seu parceiro ideal SOLUÇÕES OEM be think innovate TRABALHANDO COM A GRUNDFOS Sua parceria com a Grundfos possui três benefícios valiosos > Cooperação A Grundfos está totalmente

Leia mais

Ficha de Inscrição Cursos de Formação 2016

Ficha de Inscrição Cursos de Formação 2016 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2016 Ficha de Inscrição Cursos de Formação 2016 Para que a proposta de inscrição nos Cursos de Formação da Vulcano seja válida, é obrigatório o preenchimento de todos os campos de

Leia mais

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos Catálogo de Serviços de Assistência Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos ABB em Portugal A nossa organização Power Products Power Systems Discrete Automation & Motion Low Voltage Products

Leia mais

TÉCNICOS. CURSO de TÉCNICAS DE GESTÃO DE ENERGIA

TÉCNICOS. CURSO de TÉCNICAS DE GESTÃO DE ENERGIA TÉCNICOS CURSO de TÉCNICAS DE GESTÃO DE ENERGIA A utilização racional de energia (URE) visa proporcionar o mesmo nível de produção de bens, serviços e níveis de conforto através de tecnologias que reduzem

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA (nova edição)

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA (nova edição) CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA (nova edição) MÓDULO RCCTE OBJECTIVOS Formação de peritos qualificados no âmbito da Certificação Energética de Edifícios no que respeita à aplicação do novo Regulamento das Características

Leia mais

Datas: Curso: 20, 21, 27 e 28 de Março de 2015 Exame: 19 de Junho de 2015 (exame mundial agendado pelo Passivhaus Institut)

Datas: Curso: 20, 21, 27 e 28 de Março de 2015 Exame: 19 de Junho de 2015 (exame mundial agendado pelo Passivhaus Institut) oficial do Passivhaus Institut. Permite o reconhecimento como Certified Passive House Tradesperson. Local: Coimbra - Departamento de Arquitectura da FCTUC Datas: : 20, 21, 27 e 28 de Março de 2015 Exame:

Leia mais

CURSO DE ECO-EFICIÊNCIA DOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

CURSO DE ECO-EFICIÊNCIA DOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CURSO DE ECO-EFICIÊNCIA DOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO 13 de Dezembro 2011 Sabóia Estoril Hotel Adquira os conhecimentos fundamentais para uma construção mais sustentável Este curso permite a obtenção de

Leia mais

CALDEIRA MURAL A GÁS CM ACUMULAÇÃ DINÂMICA Conforto inteligente Agora com H-MD Alta modulação para um maior conforto e poupança Novo Acumulação dinâmica melhorada para o utilizador de água quente mais

Leia mais

CAUDALÍMETROS ULTRA-SÓNICOS

CAUDALÍMETROS ULTRA-SÓNICOS EQUIPAMENTOS - SERVIÇOS - REFERÊNCIAS TUBAGENS PARCIALMENTE CHEIAS - TUBAGENS CHEIAS - RIOS - CANAIS Rua do Proletariado 15-B - 2795-648 CARNAXIDE tel. 214 203 900 fax 214 203 901 e-mail industria@contimetra.com

Leia mais

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha Para produzir a cerâmica Majolica são necessárias duas semanas. O resultado é um produto exclusivo que não desgasta e tem propriedades termo condutoras. As imperfeições minusculas, tais como as micro pepitas,

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA ÁGUAS DO VOUGA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA ÁGUAS DO VOUGA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA ÁGUAS DO VOUGA Tiago PARENTE 1 Fausto OLIVEIRA 2, RESUMO A promoção pela eficiência energética tem sido uma das medidas impostas pelas actuais políticas europeias com o objectivo

Leia mais

GUIA DE PROJECTO E OBRA

GUIA DE PROJECTO E OBRA GUIA DE PROJECTO E OBRA Processos Prediais Direcção de Engenharia 2010 ÍNDICE 1. Âmbito de Aplicação e Objectivos... 3 2. Competências e Responsabilidades... 3 2.1 Projectista... 3 2.2 ÁGUAS DO SADO...

Leia mais

Guia de declaração para equipamentos de AVAC&R. (Aplicação dos DL 230/2004 e 132/2010)

Guia de declaração para equipamentos de AVAC&R. (Aplicação dos DL 230/2004 e 132/2010) (Aplicação dos DL 230/2004 e 132/2010) ÍNDICE 1 Objectivo... 3 2 Porquê esta legislação?... 3 3 Quem está abrangido?... 3 4 Quais os equipamentos abrangidos?... 3 5 Dúvidas frequentes... 5 5.1 Equipamentos

Leia mais

2. O Artigo 7.º do DL 78/20006, Exercício da função de perito qualificado, estabelece:

2. O Artigo 7.º do DL 78/20006, Exercício da função de perito qualificado, estabelece: Assunto: SCE Certificação de Competências 1. O Decreto Lei n.º 78/2006, de 4 de Abril, transpõe parcialmente para a ordem jurídica nacional a directiva n.º 2002/91/CE, do parlamento Europeu e do Conselho,

Leia mais

Plano de Formação 2015 Criar conhecimento

Plano de Formação 2015 Criar conhecimento Plano de Formação 2015 Criar conhecimento Perguntas. Respostas! Caros amigos e parceiros, Boas respostas começam com as perguntas certas. Por esta razão, a Hager ouve as sugestões dos seus clientes há

Leia mais

GUIA RÁPIDO CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA

GUIA RÁPIDO CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA GUIA RÁPIDO CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA 2015 CONTADORES DE ENERGIA CONTADOR DE ENERGIA DIRETO CONTECA cat. 01111 SÉRIE 7554 Contabilização para utilização doméstica ou centralizada Leitura local e/ou centralizada

Leia mais

A C E S S I B I L I D A D E S O L U Ç Õ E S D E D O M U S L I F T O Domuslift é o elevador ideal para moradias (novas ou existentes) proporcionando estilo e comodidade de vida, podendo também ser utilizado

Leia mais

PPEC 2013-2014 Plano de Promoção da Eficiência Energética no Consumo de Energia Eléctrica. Auditoria Energética para Escolas

PPEC 2013-2014 Plano de Promoção da Eficiência Energética no Consumo de Energia Eléctrica. Auditoria Energética para Escolas PPEC 2013-2014 Plano de Promoção da Eficiência Energética no Consumo de Energia Eléctrica Auditoria Energética para Escolas Objectivo da Medida As Auditorias Energéticas para Escolas faz parte de um conjunto

Leia mais

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal.

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. VISÃO & MISSÃO VISÃO O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. MISSÃO Actuar junto de empresas industriais, de serviços, estabelecimentos de ensino, empresas

Leia mais

O Solar- Térmico na Melhoria da Eficiência Energética. www.kleanenergie.c om www.selfenergysolu tions.eu 1

O Solar- Térmico na Melhoria da Eficiência Energética. www.kleanenergie.c om www.selfenergysolu tions.eu 1 O Solar- Térmico na Melhoria da Eficiência Energética www.kleanenergie.c om www.selfenergysolu tions.eu 1 Áreas de Actividade Fornecedor Equipamentos de Energias Renováveis a Escolas. Fornecedor Equipamento

Leia mais

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA. arlindo.louro@iep.pt

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA. arlindo.louro@iep.pt SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA arlindo.louro@iep.pt Instalações instituto electrotécnico português Matosinhos Rua de S. Gens, 3717 4460-409 Senhora da Hora Tel.: 229570000/15 Fax: 229530594 e-mail:com@iep.pt

Leia mais

PROGRAMA DE CURSOS 2012

PROGRAMA DE CURSOS 2012 PROGRAMA DE CURSOS 2012 CENTRO DE FORMAÇÃO CALENDÁRIO PROGRAMA DE CURSOS 2012 CURSOS INSTALAÇÃO DE SOLUÇÕES SOLARES TÉRMICAS DOMÉSTICAS Sistemas autónomos e em circulação forçada: Termossifão STS Autocalor

Leia mais

Certificação e Monitorização de Edifícios Públicos Municipais em Cascais

Certificação e Monitorização de Edifícios Públicos Municipais em Cascais Certificação e Monitorização de Edifícios Públicos Municipais em Cascais TECNOFIL Workshop Municípios e Certificação Energética de Edifícios Lisboa, 18 Junho 2009 Objectivos A Agência Cascais Energia é

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER 1234567/2007 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE SERVIÇOS Morada / Situação: Localidade Concelho Data de emissão do certificado Nome

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Segurança e Higiene no Trabalho Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO

Leia mais

Série R RTAC 500-1500 kw Valor incomparável entre os chillers arrefecidos a ar com eficiência de classe A

Série R RTAC 500-1500 kw Valor incomparável entre os chillers arrefecidos a ar com eficiência de classe A Série R RTAC 500-1500 kw Valor incomparável entre os chillers arrefecidos a ar com eficiência de classe A Chillers de condensação por ar RTAC da Volte-se para a gama Trane de chillers arrefecidos a ar

Leia mais

Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento

Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento A Empresa Sediada na Trofa há mais de 25 anos, somos uma empresa dinâmica que oferece uma gama de soluções que

Leia mais

A importância da marca

A importância da marca A importância da marca Vantagens dos compressores BOGE Eficiência energética, optimização de custos e fiabilidade Todos os compressores e acessórios BOGE são desenhados para obter a melhor relação qualidade

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

Anexo ao Mapa de Pessoal 2010

Anexo ao Mapa de Pessoal 2010 Serviços Municipalizados de Peniche Anexo ao Mapa de Pessoal 2010 Conteúdos Funcionais Divisão Administrativa e Financeira Tesouraria Assistente Técnico Anexo ao Mapa de Pessoal 2010 Conteúdos Funcionais

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS DE ÁGUAS E ESGOTOS EM EDIFÍCIOS ALTOS

SISTEMAS PREDIAIS DE ÁGUAS E ESGOTOS EM EDIFÍCIOS ALTOS VI ENCONTRO TÉCNICO DA ECOSERVIÇOS SISTEMAS PREDIAIS DE ÁGUAS E ESGOTOS EM EDIFÍCIOS ALTOS LÉLIO BARATA FÉLIX PONTA DELGADA, 8 DE MAIO DE 2003 1 INSTALAÇÕES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA (fria / quente / incêndio)

Leia mais

Curriculum de Mecânica dos Fluidos

Curriculum de Mecânica dos Fluidos Curriculum de Mecânica dos Fluidos A Nível I Introdução à Mecânica dos Fluidos (30 horas) A.1 - Princípios e grandezas físicas em Mecânica dos Fluidos A1.1 Conceitos físico-matemáticos elementares A.1.1.1

Leia mais

MECÂNICO(A) DE APARELHOS DE GÁS

MECÂNICO(A) DE APARELHOS DE GÁS PERFIL PROFISSIONAL MECÂNICO(A) DE APARELHOS DE GÁS ÁREA DE ACTIVIDADE - ENERGIA OBJECTIVO GLOBAL - Executar a instalação, a conversão e a reparação de aparelhos de queima de gás e executar soldaduras

Leia mais

Projecto de Sistemas Solares Térmicos

Projecto de Sistemas Solares Térmicos 10 páginas sobre Projecto de Sistemas Solares Térmicos Observe intensamente a Natureza e então perceberá tudo melhor [Albert Einstein] palavras-chave ENERGIA SOLAR SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS PROJECTO SST

Leia mais

PROJECTO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

PROJECTO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PROJECTO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA CONSTRUÇÃO DE ARRUAMENTO DESDE A ROTUNDA DANMARIE - LÉS - LYS À AV. ENGº CASTRO CALDAS - A2 ARCOS DE VALDEVEZ ÍNDICE 1) Planta de Localização 2) Termo de Responsabilidade

Leia mais

Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável

Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável Campo de rendimentos hidráulicos extra efficient: extra eficiente A hidráulica recentemente concebida da e-sv TM, combinada com um

Leia mais

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento Linha Booster Booster ESTAÇÃO PRESSURIZADORA TIPO BOOSTER MOVÉL As Estações Pressurizadoras IMBIL do tipo Booster Móvel são utilizadas nos segmentos de Saneamento, Empresas Estaduais, Municipais, SAAEs,

Leia mais

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito.

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito. Ecologicamente correto Economicamente viável Socialmente justo Culturalmente aceito. ENERGIA SEGURANÇA ETE FIBRA-ÓTICA DADOS TELEFONIA PAVIMENTAÇÃO VIAS PROJETADAS GÁS ETA SINALIZAÇÃO EQUIP. URBANOS ACESSIBILIDADE

Leia mais

E.S.T. Barreiro Barreiro, 15 de Dezembro 2014

E.S.T. Barreiro Barreiro, 15 de Dezembro 2014 E.S.T. Barreiro Barreiro, 15 de Dezembro 2014 Quem somos Cultura de empresa enraizada e com 90 anos de história 2 300 Colaboradores em todo o mundo Facturação de 450 M de Euros Anuais Quem somos Estamos

Leia mais

Frezite Energia e Ambiente é uma empresa especializada em soluções autónomas para fornecimento de energia.

Frezite Energia e Ambiente é uma empresa especializada em soluções autónomas para fornecimento de energia. Frezite Energia e Ambiente é uma empresa especializada em soluções autónomas para fornecimento de energia. Áreas de actuação da Frezite Energia e Ambiente Bombagem Iluminação Energia Cercas/Cancelas Bombagem

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL

Leia mais

Universidade Eduardo Mondlane FACULDADE DE ENGENHARIA Departamento de Engª Mecânica

Universidade Eduardo Mondlane FACULDADE DE ENGENHARIA Departamento de Engª Mecânica Universidade Eduardo Mondlane FACULDADE DE ENGENHARIA Departamento de Engª Mecânica Tema: Dimensionamento de uma instalação combinada de energia solar e eólica Autor: Quintino, Bernardo Supervisor: Dr.

Leia mais

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ CÂMARA MUNICIPAL MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ CÂMARA MUNICIPAL PROGRAMA PRELIMINAR CENTRO ESCOLAR DE S.JULIÃO/TAVAREDE PROJECTOS DE ESPECIALIDADES 1 1. Introdução Pretende a Câmara Municipal da Figueira da Foz, desenvolver

Leia mais

AULA 23 ÓRGÃOS ESPECIAIS EM SISTEMAS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS. SANEAMENTO Aula 23 - Sumário

AULA 23 ÓRGÃOS ESPECIAIS EM SISTEMAS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS. SANEAMENTO Aula 23 - Sumário SANEAMENTO Aula 23 - Sumário AULA 23 ÓRGÃOS ESPECIAIS EM SISTEMAS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS Sifões invertidos, descarregadores e instalações elevatórias. Saneamento [A23.1] SIFÕES INVERTIDOS (Artº

Leia mais

Serviços Tecno Consultores em Formação. Serviços Tecnológicos MAPFRE Consultores em Engenharia e Formação

Serviços Tecno Consultores em Formação. Serviços Tecnológicos MAPFRE Consultores em Engenharia e Formação Serviços Tecno Consultores em Formação Consultores em Engenharia e Formação Plano de Formação 2014 Índice Curso Intensivo sobre Segurança no Trabalho para atualização de CAP s 4 Curso Intensivo sobre Segurança

Leia mais