Ficha de Inscrição Cursos de Formação 2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ficha de Inscrição Cursos de Formação 2016"

Transcrição

1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2016

2 Ficha de Inscrição Cursos de Formação 2016 Para que a proposta de inscrição nos Cursos de Formação da Vulcano seja válida, é obrigatório o preenchimento de todos os campos de uma forma correta e com letra maiúscula e legível. Para mais informações, utilizar um dos seguintes meios: tel fax Área Profissional EMPRESA PROPONENTE Cliente nº Nome Vendedor Vulcano Empresa Responsável Morada Código Postal Localidade Telefone Fax FORMANDOS Nome Completo Telefone B.I.C.C. Data de Validade do B.I.C.C. Data de Nascimento Nacionalidade Nome Completo Telefone B.I.C.C. Data de Validade do B.I.C.C. Data de Nascimento Nacionalidade Nome Completo Telefone B.I.C.C. Data de Validade do B.I.C.C. Data de Nascimento Nacionalidade CURSOS FORMAÇÃO MÓDULO CURSO DURAÇÃO LISBOA AVEIRO DATA PRETENDIDA ESQUENTADORES E TERMOACUMULADORES E1 Águas Quentes Sanitárias 14h AQUECIMENTO CENTRAL E A.Q.S. A1 Caldeiras Murais 14h SOLAR S1 Soluções Solares Térmicas 28h AC1 Ar Condicionado 14h BOMBAS DE CALOR BC1 Bombas de Calor para Águas Quentes Sanitárias 7h D1 Climatização e Águas Quentes Sanitárias 14h D2 Dimensionamento de Sistemas Solares Térmicos 14h DIMENSIONAMENTO Notas: 1 A participação na ação pretendida está sujeita à confirmação prévia por parte da Vulcano. 2 Os formandos deverão fazer-se acompanhar dos documentos de identificação, para efeitos de emissão do certificado. 3 Para frequentar o curso de Dimensionamento de Sistemas Solares Térmicos, o material necessário é uma máquina de calcular científica. 4 O Regulamento da Formação está disponível para consulta na área Profissionais do website

3 Índice Formação Vulcano 03 Resultados Formação Vulcano 04 Programa de Formação Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores E1 Águas Quentes Sanitárias 06 Aquecimento Central e A.Q.S. A1 Caldeiras Murais 06 Solar S1 Soluções Solares Térmicas 07 Ar Condicionado AC1 Ar Condicionado 08 Bombas de Calor BC1 Bombas de Calor para A.Q.S. 08 Dimensionamento D1 Climatização e Águas Quentes Sanitárias 09 D2 Dimensionamento de Sistemas Solares Térmicos 09 Calendarização dos Cursos

4 RADIADORES E TOALHEIROS Programa de Formação 2016 FORMAÇÃO VULCANO e AR CONDICIONADO CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO SALA TÉCNICA SOLAR ESQUENTADORES SALA TEÓRICA CALDEIRAS MURAIS E DEPÓSITOS COFFEE BREAK PLANTA SALA PRÁTICA AVEIRO Na Vulcano procuramos prestar sempre um Apoio Total, não só aos nossos clientes finais, como também a cada parceiro, através de uma aposta na sua formação. É por isso que temos investido continuamente no desenvolvimento dos nossos centros de formação em e disponibilizando um programa com múltiplos cursos, adaptados a diferentes necessidades e que valorizam tanto a componente teórica, como a componente prática. Desta forma, é possível analisar e simular várias soluções, mais interativas e apelativas, em múltiplas áreas como: Energia solar; Aquecimento de águas sanitárias por acumulação e instantâneas; Aquecimento Central por Radiadores; Exaustão forçada e natural; Ar Condicionado; Outros. O Departamento de Formação Vulcano adicionou aos cursos de formação, um capítulo dedicado à ErP, de modo a apoiar todos os técnicos e profissionais do setor. Através de um vasto e exigente programa de cursos, sempre em atualização, os nossos clientes e colaboradores obtêm uma maior valorização profissional que lhes permite desempenhar as suas funções com a maior qualidade. Venha descobrir quais as formações que temos à sua disposição este ano. 03

5 RESULTADOS FORMAÇÃO VULCANO 2015 Na Vulcano disponibilizamos um programa muito abrangente que possibilita o desenvolvimento das competências, tanto dos nossos colaboradores e parceiros de negócio, como de professores e alunos de outras instituições ou entidades formadoras. Paralelamente, temos desenvolvido ações ao nível das Certificações e Credenciações de profissionais, para apoiar os nossos parceiros de negócio no cumprimento dos mais recentes requisitos normativos e legislativos. INSTALADORES COMERCIAIS PROJETISTAS 96% 2% 2% VOLUME DE FORMAÇÃO Com cerca de 1000 formandos profissionais entre projetistas, comerciais e instaladores a frequentarem os nossos cursos em 2015, verificou-se que a temática da Instalação foi novamente a mais procurada pelos parceiros de negócio, com 96% do volume total de formação. Em parceria com outras entidades formadoras, foram promovidos, em 2015, Cursos de Credenciação ou de preparação para a Certificação dos Técnicos, dos quais destacamos o Curso de Preparação para o Exame de Gases Fluorados e o Curso de Credenciação de Técnico de Gás. Destacamos também, os Cursos específicos sobre as Novas Diretivas Europeias ErP e ELD. É esta aposta constante na valorização e na qualificação dos recursos humanos, que faz da Vulcano uma marca de referência. AQS 46% CM 24% AC 16% SOL 8% ErP 6% ÁREAS DE FORMAÇÃO AQS Esquentadores, Termoacumuladores e Bombas de Calor CM Caldeiras Murais AC Ar Condicionado SOL Termossifão e Sistemas Forçados ErP Novas Diretivas: Conceção e Etiquetagem Ecológica Com formações disponíveis em múltiplas áreas de negócio, foi possível constatar que em 2015 o Curso da Vulcano com maior procura foi o de A.Q.S. Além disso, o curso de Caldeiras Murais continua a suscitar grande interesse por parte dos parceiros de negócio, sendo de salientar a procura por maiores conhecimentos na área sobre as Novas Diretivas ErP e ELD. EXCELENTE 75% BOM 25% ACEITÁVEL 0% QUALIDADE DA FORMAÇÃO Para conseguirmos oferecer níveis de qualidade cada vez maiores nos nossos cursos, é fundamental para a Vulcano determinar o grau de satisfação de cada parceiro de negócio no final de cada formação. Assim sendo, constatamos que 75% dos nossos formandos classificaram de Excelente as ações de formação que tiveram em

6 Programa de Formação 2016 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2016 CENTRO DE FORMAÇÃO - AVEIRO SALA TEÓRICA SALA PRÁTICA - ESQUENTADORES SALA PRÁTICA - AQUECIMENTO CENTRAL E A.Q.S. SALA PRÁTICA - EXTERIOR - ZONA SOLAR A Vulcano atualizou o programa de formação de 2015, destinado a Instaladores ou Projetistas, disponibilizando este ano os seguintes módulos: Esquentadores e Termoacumuladores Aquecimento Central e A.Q.S. Solar Térmico Ar Condicionado Bombas de Calor para A.Q.S. Dimensionamento Cada um destes módulos é composto por várias tecnologias e todos os formandos terão disponibilizada documentação, nomeadamente catálogos, visualização de filmes e, em algumas formações em, é ainda proporcionada uma visita às instalações fabris. 05

7 E ESQUENTADORES E TERMOACUMULADORES E1 ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS Esquentadores Convencionais Esquentadores Termostáticos Esquentadores de Condensação Termoacumuladores Duração: 14 Horas Teoria: 7 horas : 7 horas Instaladores de Sistemas de Águas Quentes Sanitárias Conceitos de calor e energia Combustíveis gasosos Conceitos de combustão Classificação dos aparelhos Identificação dos aparelhos Princípio de funcionamento dos Esquentadores Gama de Esquentadores e Termoacumuladores Seleção e instalação dos equipamentos Diretivas Europeias ErP e ELD Aquisição de conhecimentos básicos inerentes ao aquecimento de água e sobre toda a gama de Esquentadores e Termoacumuladores. Conhecer as características técnicas dos aparelhos e os requisitos necessários para a correta seleção e adequação dos aparelhos às condicionantes da instalação. Fazer uma boa adequação dos equipamentos às necessidades do cliente. Instalar um aparelho e realizar as afinações de gás e de água para uma operação correta e eficiente. Efetuar um correto diagnóstico de anomalias relacionadas com má exaustão ou com deficiente alimentação de gás ou de água. Instalação de aparelhos e medição dos valores de: pressão de água e gás; caudal e temperatura de água; CO. A AQUECIMENTO CENTRAL E A.Q.S. A1 CALDEIRAS MURAIS Caldeiras de Condensação Duração: 14 Horas Teoria: 7 horas : 7 horas Instaladores de Aquecimento Central Requisitos de uma instalação Componentes de uma Caldeira Programação e conteúdos da Eletrónica Heatronic III e IV Ligação dos termóstatos ambiente e programadores Conceitos de condensação Modelos Aquastar Green, Lifestar Green e Eurostar Green Funcionamento no serviço de águas quentes sanitárias e aquecimento Ajustes de potência Evacuação dos gases de combustão Diretivas Europeias ErP e ELD Identificação dos componentes de uma Caldeira Mural de Condensação e o seu princípio de funcionamento. Saber escolher o equipamento que melhor se adequa a cada instalação. Saber como programar e adequar o funcionamento das Caldeiras Murais de Condensação da gama de produto Vulcano a uma instalação de aquecimento (A.Q.S. eou Aquecimento Central). Saber como efetuar os corretos procedimentos para a instalação e arranque das Caldeiras Murais de Condensação. Saber distinguir e instalar a gama de Controladores das Caldeiras. Operações a efetuar nas Caldeiras Murais de Condensação: ajuste de potência, ligação de termóstatos e programadores, monitorização dos valores acedendo ao menu de configuração da Caldeira, pressão de água e gás, caudal e temperatura da água, medições de CO, simulação de avarias e identificação de componentes. 06

8 Programa de Formação 2016 S SOLAR S1 SOLUÇÕES SOLARES TÉRMICAS Circulação Forçada Termossifão Duração: 28 Horas Teoria: 13 horas : 15 horas Instaladores de Aquecimento Central e Sistemas Solares Térmicos Introdução Conceitos solares Sistemas Termossifão Sistema Forçado Planeamento de um Sistema Solar Arranque e manutenção de um Sistema Solar Térmico Esquemas hidráulicos de princípio Sistemas LSSD-I Sistemas LSSD-A Ligações hidráulicas entre linhas e campo de coletores Controlador B-Sol e MS 200 Conhecimento da gama de produtos solares, sua aplicação e manutenção, em sistemas domésticos unifamiliares e multifamiliares. Saber aplicar corretamente, de acordo com os manuais de instalação, um sistema solar doméstico unifamiliar e multifamiliar. Saber aplicar o protocolo de manutenção preventiva. Saber realizar a configuração e arranque de um Controlador Solar. Selecionar e interpretar um esquema hidráulico de um sistema solar doméstico. Efetuar o protocolo de arranque (enchimento, purga e afinação) e manutenção de um sistema solar doméstico. Montagem de estruturas para sistema Termossifão e Forçado. Programação dos controladores B-Sol e MS 200. Esquematizar um sistema solar coletivo. Calibração do campo de coletores de acordo com a tipologia do mesmo. Afinação do sistema solar e sistema de distribuição. 07

9 AC AC1 Mono-Splits Multi-Splits Duração: 14 Horas Teoria: 7 horas : 7 horas Instaladores de Ar Condicionado Definir os principais conceitos de refrigeração Identificar os refrigerantes utilizados em sistemas de Ar Condicionado e refrigeração doméstica e suas características Descrever um circuito frigorífico, seus componentes e funções Modo de funcionamento Requisitos Experiência na área Formação na área da refrigeração Fases da instalação Identificar avarias e consequências da faltaexcesso de refrigerante Identificar as ferramentas utilizadas em refrigeração Conhecer a gama de produto Identificar a carga de fluido, distância mínimamáxima para cada unidade Conhecimento dos princípios básicos de funcionamento dos sistemas de refrigeração; a gama de produto de Ar Condicionado e suas principais características; desenvolver conhecimentos para aplicar na sua atividade (na área da refrigeração; ao nível da instalação de equipamentos). Definir os principais conceitos de refrigeração; identificar os fluidos utilizados em sistemas de Ar Condicionado e refrigeração doméstica e suas características; descrever um circuito frigorífico, componentes e funções: modo de funcionamento; fases da instalação; identificar avarias e consequências da faltaexcesso de refrigerante; identificar ferramentas utilizadas em refrigeração. Identificar características da gama de Ar Condicionado; conhecer a gama de produto; indicar a carga de gás, distância mínimamáxima para cada unidade; efetuar o abocardamento num tubo de cobre; efetuar o procedimento de vácuo e carga de R410A; medir a pressão baixaalta. Efetuar o abocardamento num tubo de cobre. Efetuar os procedimentos de vácuo e carga de gás R410a. Medir a pressão baixaalta. Identificar as características da gama de Ar Condicionado. Procedimento de arranque de um sistema de Ar Condicionado. Procedimento de arranque de um sistema de Ar Condicionado mono-split e multi-split. BC BOMBAS DE CALOR BC1 BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. Monobloco Split Duração: 7 Horas Teoria: 3 horas : 4 horas Instaladores de Aquecimento Central Introdução Conceitos de refrigeração Circuito frigorífico Gama de produto: AquaSmart e AquaSmart Split Características técnicas dos equipamentos Diretivas Europeias ErP e ELD Conhecimento da gama de Bombas de Calor para A.Q.S., assim como das suas características técnicas. Saber instalar, de acordo com o manual de instalação, a Bomba de Calor, e programar corretamente o Controlador. Aplicações s. Programação de Controladores. 08

10 Programa de Formação 2016 D DIMENSIONAMENTO D1 CLIMATIZAÇÃO E ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS Águas Quentes Sanitárias Climatização Duração: 14 Horas Teoria: 7 horas : 7 horas Arquitetos, Engenheiros e Projetistas Aquecimento Central aplicando Caldeiras: cálculo da necessidade térmica; emissores térmicos e acessórios hidráulicos; redes hidráulicas; gama de Caldeiras Águas Quentes Sanitárias aplicando CaldeirasEsquentadores Dimensionamento de sistemas de aquecimento e A.Q.S. Climatização e Águas Quentes Sanitárias aplicando Bombas de Calor Fatores climatéricos no território nacional Climatização aplicando Ar Condicionado gama de produto; distâncias de tubagem, cargas de gás, cotas e consumos das máquinas; combinações das máquinas multi-split Dimensionamento do vaso de expansão, válvula de segurança, tubagem, circulador e chaminés Exemplos práticos Conhecimento da gama de produtos Vulcano e saber aplicá-los a uma instalação de climatização. Saber calcular e escolher os equipamentos e acessórios (Caldeiras, Esquentadores, Bombas de Calor e Ar Condicionado, vaso de expansão, tubagem) necessários a uma instalação de climatização e A.Q.S. Conhecer a legislação em vigor. Dimensionamento e escolha de equipamentos e acessórios para uma instalação de climatização e A.Q.S. D2 DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS Sistemas Solares Térmicos Duração: 14 Horas Teoria: 7 horas : 7 horas Arquitetos, Engenheiros e Projetistas Gama de produto Procedimento de dimensionamento de A.Q.S. Legislação solar em vigor Características técnicas dos equipamentos Fatores climatéricos no território nacional Métodos de dimensionamento, software existente Constituintes de um sistema solar Esquemas de princípio Conhecimento e aplicação do método de cálculo para Sistemas Solares Térmicos para A.Q.S. Conhecer a legislação existente para energia solar térmica. Conhecer a gama solar. Conhecer o software para dimensionamento de Sistemas Solares Térmicos. Saber aplicar os conhecimentos adquiridos em exercícios teórico-práticos. Saber dimensionar as necessidades de A.Q.S. e o número de painéis solares para essas necessidades, de acordo com a legislação em vigor. Dimensionar os componentes necessários para uma instalação solar térmica. Saber adequar a gama de produtos em função das necessidades de uma instalação através de um planeamento. Dimensionamento de uma instalação solar. Calcular o vaso de expansão, circulador, tubagem, número de painéis, volume de A.Q.S., tópicos de manutenção de um Sistema Solar Térmico, Termossifão e Forçado. Exercícios práticos. 09

11 CALENDARIZAÇÃO DOS CURSOS 2016 e - 1º Semestre 2016 LOCAL JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO ESQUENTADORES E TERMOACUMULADORES E1 ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS 1-2ª f 2-3ª f 4-2ª f 5-3ª f 14-2ª f 15-3ª f 2-2ª f 3-3ª f AQUECIMENTO CENTRAL E A.Q.S. A1 CALDEIRAS MURAIS 25-2ª f 26-3ª f 29-2ª f 15-2ª f 16-3ª f 1-3ª f 4-2ª f 5-3ª f 2-2ª f 3-3ª f SOLAR S1 SOLUÇÕES SOLARES TÉRMICAS 14-2ª f 15-3ª f 21-2ª f 22-3ª f 16-2ª f 17-3ª f 23-2ª f 24-3ª f 11-2ª f 12-3ª f 18-2ª f 19-3ª f AC1 15-2ª f 16-3ª f 18-2ª f 19-3ª f 6-2ª f 7-3ª f 7-2ª f 8-3ª f 9-2ª f 10-3ª f BOMBAS DE CALOR BC1 BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. 13-2ª f DIMENSIONAMENTO D1 CLIMATIZAÇÃO E ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS 20-2ª f 21-3ª f D2 DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS 11-2ª f 12-3ª f Nota: Para obtenção do certificado de presença o formando deverá frequentar 85% das horas de formação. 10

12 CALENDARIZAÇÃO DOS CURSOS 2016 e - 2º Semestre 2016 LOCAL JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO ESQUENTADORES E TERMOACUMULADORES E1 ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS 12-2ª f 13-3ª f 7-2ª f 8-3ª f 17-2ª f 18-3ª f 14-2ª f 15-3ª f AQUECIMENTO CENTRAL E A.Q.S. A1 CALDEIRAS MURAIS 4-2ª f 5-3ª f 26-2ª f 27-3ª f 26-2ª f 27-3ª f 17-2ª f 18-3ª f 2-3ª f 3-4ª f SOLAR S1 SOLUÇÕES SOLARES TÉRMICAS 3-2ª f 4-3ª f 10-2ª f 11-3ª f 5-2ª f 6-3ª f 12-2ª f 13-3ª f AC1 14-2ª f 15-3ª f 4-2ª f 5-3ª f BOMBAS DE CALOR BC1 BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. 5-2ª f 11-2ª f 19-2ª f DIMENSIONAMENTO D1 CLIMATIZAÇÃO E ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS 24-2ª f 25-3ª f D2 DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS 19-2ª f 20-3ª f 11

13 VULCANO Departamento Comercial Av. Infante D. Henrique, lotes 2E e 3E tel fax Instalações Fabris E.N Km 3, Cacia fevereiro A informação constante deste catálogo pode ser alterada sem aviso prévio. Bosch Termotecnologia, S.A. - Sede: Av. Infante D. Henrique, Lotes 2E e 3E Portugal Capital social: EUR NIPC: PT CRC:

Índice. Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores. Aquecimento Central e A.Q.S.

Índice. Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores. Aquecimento Central e A.Q.S. PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2013 Índice ENTRADA DO CENTRO DE FORMAÇÃO - AVEIRO Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores E1 Águas Quentes Sanitárias 04

Leia mais

SERVIÇOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

SERVIÇOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE SERVIÇOS Índice Um grau de Inovação e Liderança tecnológica que transcende os Produtos 03 Website Vulcano: www.vulcano.pt 04 Documentação 06 Gabinete de Estudos e Dimensionamento 07 Formação 08 Contratos

Leia mais

SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Bombas de Calor para A.Q.S. AQUAECO SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Bombas de Calor para A.Q.S. Uma tecnologia de futuro Sistema eficiente de aquecimento de águas 03 Serviços de Apoio ao Cliente 04 Bomba

Leia mais

PROGRAMA DE CURSOS 2016 Centro de Formação

PROGRAMA DE CURSOS 2016 Centro de Formação PROGRAMA DE CURSOS 2016 Centro de Formação a nova climatização C M Y CM MY CY CMY K CENTRO DE FORMAÇÃO PROGRAMA DE CURSOS 2016 CENTROS DE FORMAÇÃO A sociedade em que vivemos, altamente tecnológica e competitiva,

Leia mais

Índice SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE. Esquentadores - Tecnologia, poupança, conforto e conectividade 03. Inovação e Evolução Tecnológica 04

Índice SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE. Esquentadores - Tecnologia, poupança, conforto e conectividade 03. Inovação e Evolução Tecnológica 04 ESQUENTADORES Índice Esquentadores - Tecnologia, poupança, conforto e conectividade 03 Inovação e Evolução Tecnológica 04 Serviços de Apoio ao Cliente 05 Como escolher um Esquentador 06 Condições de Instalação

Leia mais

ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Em português, Esquentador diz-se Vulcano 03 Inovação e Evolução tecnológica 04 Serviços de Apoio ao Cliente 05 Como escolher um Esquentador 06 Condições de

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR CONNECT

ESQUENTADORES SENSOR CONNECT ESQUENTADORES SENSOR CONNECT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Um dia todos os esquentadores serão assim 03 Saiba sempre a classificação energética do seu equipamento Vulcano 04 Ligue-se ao conforto 06 Tecnologia,

Leia mais

ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE ESQUENTADORES Sensor Compacto SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Sensor Compacto O novo grau de exigência Tecnologia, conforto e poupança Há um novo grau de exigência na gama de esquentadores Vulcano: o Sensor Compacto.

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR ATMOSFÉRICO

ESQUENTADORES SENSOR ATMOSFÉRICO ESQUENTADORES SENSOR ATMOSFÉRICO SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE SENSOR ATMOSFÉRICO Controlo total da temperatura. Conforto e Ecologia O esquentador Sensor Atmosférico é uma grande evolução para o seu conforto.

Leia mais

WEBSITE SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

WEBSITE SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE WEBSITE SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Novo Website Vulcano 03 Descubra toda a informação do website Vulcano 04 Área de acesso profissional 06 E-Newsletter Vulcano também com nova imagem 07 02 SOLUÇÕES

Leia mais

ESQUENTADORES ESQUENTADORES COMPACTOS EXAUSTÃO NATURAL. But/Pro-7702431708 121003047. But/Pro-7703431740 121003073

ESQUENTADORES ESQUENTADORES COMPACTOS EXAUSTÃO NATURAL. But/Pro-7702431708 121003047. But/Pro-7703431740 121003073 ESQUENTADORES ESQUENTADORES COMPACTOS EXAUSTÃO NATURAL Gama Click! Modelo Referência GásCódigo Capacidade Exaustão Pr. Unitário WRDB 11 B31 But/Pro7701431613 121003046 WRDB 11 B23 7701331710 WRDB 14 B31

Leia mais

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa.

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa. Mais Questões Isildo M. C. Benta, Assistência Técnica Certificada de Sistemas Solares Quanto poupo se instalar um painel solar térmico? Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da

Leia mais

Albaenergy Solutions, Lda. Ar Condicionado

Albaenergy Solutions, Lda. Ar Condicionado Ar Condicionado Recorrendo à movimentação do ar estes equipamentos permitem, num curto espaço de tempo, climatizar um determinado espaço. Com estes sistemas podemos aquecer ou arrefecer o ambiente por

Leia mais

BOMBAS DE CALOR AR/ÁGUA CLIMAECO

BOMBAS DE CALOR AR/ÁGUA CLIMAECO BOMBAS DE CALOR AR/ÁGUA CLIMAECO SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Bombas de Calor Ar/Água. Uma tecnologia de futuro Sistema de climatização integrado e eficiente 03 Serviços de Apoio ao Cliente 04 Princípio

Leia mais

conforto inteligente Programa de Cursos 2015 Centro de Formação o novo aquecimento

conforto inteligente Programa de Cursos 2015 Centro de Formação o novo aquecimento conforto inteligente Programa de Cursos 2015 Centro de Formação o novo aquecimento CENTRO DE FORMAÇÃO PROGRAMA DE CURSOS 2015 CENTROS DE FORMAÇÃO A sociedade em que vivemos, altamente tecnológica e competitiva,

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Grupos de Circulação AGS. www.vulcano.pt. (AGS 5, AGS 10, AGS 20 e AGS 50) Agosto 2013

FICHA TÉCNICA. Grupos de Circulação AGS. www.vulcano.pt. (AGS 5, AGS 10, AGS 20 e AGS 50) Agosto 2013 Departamento Comercial e Assistência Técnica: Av. Infante D. Henrique, lotes 2E-3E - 1800-220 LISBOA * Tel.: +351. 218 500 300 Agosto 2013 FICHA TÉCNICA (AGS 5, AGS 10, AGS 20 e AGS 50) www.vulcano.pt

Leia mais

DEPÓSITOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

DEPÓSITOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE DEPÓSITOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Depósitos Solução de acumulação para Águas Quentes Sanitárias 03 Gama de Depósitos Vulcano Conforto garantido. Resumo 04 Depósitos de uma serpentina Simplicidade

Leia mais

BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. AQUASMART AQUASMART SPLIT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. AQUASMART AQUASMART SPLIT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. AQUASMART AQUASMART SPLIT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Bombas de Calor para A.Q.S. Um novo grau de eficiência Sistemas eficientes de aquecimento de águas 03 Serviços de Apoio

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR GREEN

ESQUENTADORES SENSOR GREEN ESQUENTADORES SENSOR GREEN SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice A eficiência na produção de água quente em grandes quantidades 03 Aplicações e Utilizações 05 Benefícios para o Instalador 06 Líder em Tecnologia

Leia mais

Tecnologia dos Esquentadores Termostáticos. Outras soluções para aquecimento de água

Tecnologia dos Esquentadores Termostáticos. Outras soluções para aquecimento de água Tecnologia dos Esquentadores Termostáticos. Outras soluções para aquecimento de água 2 ÍNDICE Grupo Bosch no Mundo Bosch Termotecnologia Tendências Produtos Vulcano 3 2. Bosch Termotecnologia 2.5. Centros

Leia mais

DEPÓSITOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

DEPÓSITOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE DEPÓSITOS SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Depósitos Solução de acumulação para Águas Quentes Sanitárias 03 Gama de Depósitos Vulcano Conforto garantido 04 Depósitos de uma serpentina Simplicidade e conforto

Leia mais

"A nova legislação do desempenho energético dos edifícios

A nova legislação do desempenho energético dos edifícios XI SIMPÓSIO LUSO-ALEMÂO DE ENERGIA "A nova legislação do desempenho energético dos edifícios Lisboa, 26 de maio 2014 ADENE Pedro Mateus A nova regulamentação de eficiência energética em edifícios 1. Sistema

Leia mais

PROGRAMA DE CURSOS 2012

PROGRAMA DE CURSOS 2012 PROGRAMA DE CURSOS 2012 CENTRO DE FORMAÇÃO CALENDÁRIO PROGRAMA DE CURSOS 2012 CURSOS INSTALAÇÃO DE SOLUÇÕES SOLARES TÉRMICAS DOMÉSTICAS Sistemas autónomos e em circulação forçada: Termossifão STS Autocalor

Leia mais

Índice. Ar Condicionado. A temperatura perfeita, com frio ou calor 03. Benefícios 04. Serviços de Apoio ao Cliente 05. Princípio de Funcionamento 06

Índice. Ar Condicionado. A temperatura perfeita, com frio ou calor 03. Benefícios 04. Serviços de Apoio ao Cliente 05. Princípio de Funcionamento 06 R CONDICIONDO Índice r Condicionado temperatura perfeita, com frio ou calor 03 Benefícios 04 Serviços de poio ao Cliente 05 rincípio de Funcionamento 06 Modos de Funcionamento e Funções 07 Escolher um

Leia mais

EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO

EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO EDIFÍCIOS DE HOJE OS SISTEMAS SOLARES CONVERTERAM-SE EM MAIS UMA PARTE DAS INSTALAÇÕES DE ÁGUA QUENTE. O DESAFIO ACTUAL E FUTURO É CONTINUAR A CONCEBER EQUIPAMENTOS E SISTEMAS QUE PROPORCIONEM O MÁXIMO

Leia mais

Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados

Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados Sistemas de grandes instalações para 3 - x unidades habitacionais LSS-DA, LSS-DI LSS-DA LSS-DI DHW DHW DHW DHW DCW

Leia mais

AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E

AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E CALDEIRAS MURAIS DE CONDENSAÇÃO AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E Índice Gama Aquastar Green Condensação: Vantagens e características NOVO A nova caldeira mural de condensação Aquastar

Leia mais

TABELA DE PREÇOS BOMBAS DE CALOR DE AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E AQS ENERGIA SOLAR TÉRMICA TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS ACUMULADORES

TABELA DE PREÇOS BOMBAS DE CALOR DE AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E AQS ENERGIA SOLAR TÉRMICA TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS ACUMULADORES 2014 TABELA DE PREÇOS.. BOMBAS DE CALOR DE AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E AQS.. ENERGIA SOLAR TÉRMICA.. TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS.. ACUMULADORES ATLANTIC PORTUGAL DISTRIBUIDORES DELEGAÇÕES ATLANTIC 2 GROUPE

Leia mais

A escolha. natural DAIKIN ALTHERMA BOMBA DE CALOR DE BAIXA TEMPERATURA AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E ÁGUA QUENTE SANITÁRIA

A escolha. natural DAIKIN ALTHERMA BOMBA DE CALOR DE BAIXA TEMPERATURA AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E ÁGUA QUENTE SANITÁRIA A escolha natural DAIKIN ALTHERMA BOMBA DE CALOR DE BAIXA TEMPERATURA AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E ÁGUA QUENTE SANITÁRIA 2 A escolha natural 3 em1: aquecimento, arrefecimento e água quente sanitária O

Leia mais

// catálogo de FOrmaçãO

// catálogo de FOrmaçãO // catálogo de FOrmaçãO 2010 /2011 AF_cataĺogo_final.indd 1 // índice 3 CFT - CENTRO DE FORMAÇÃO TÉCNICA 5 Formação é peça fundamental! 6 ENERGIA SOLAR TÉRMICA (Profissionais de Distribuição) 7 ENERGIA

Leia mais

FORMAÇÃO - LEIRILIS. Calendário e Programas

FORMAÇÃO - LEIRILIS. Calendário e Programas FORMAÇÃO - LEIRILIS Calendário e Programas O Plano de Formação da Leirilis e os cursos que integram o programa, garantem à oficina os conhecimentos técnicos e práticos necessários para dominar o diagnóstico

Leia mais

Água Quente. Supraeco W Supraeco W OS. Bombas de calor Ar - Água para produção de A.Q.S. julho 2014. Conforto para a vida

Água Quente. Supraeco W Supraeco W OS. Bombas de calor Ar - Água para produção de A.Q.S. julho 2014. Conforto para a vida Supraeco W Supraeco W OS Bombas de calor Ar - Água para produção de A.Q.S. Água Quente julho 0 Conforto para a vida Bombas de calor SUPRAECO energia água quente ar-água confortopoupança eficiênciacop calor

Leia mais

Instalações de climatização e térmicas

Instalações de climatização e térmicas Instalações de climatização e térmicas é responsável pela instalação de equipamentos de produção e distribuição de energias térmicas: aquecimento central, água quente sanitária e climatização. Instalações

Leia mais

Nota de Imprensa. Buderus aposta nas energias renováveis

Nota de Imprensa. Buderus aposta nas energias renováveis Nota de Imprensa Buderus aposta nas energias renováveis Painéis solares, caldeiras, pellets, bombas de calor reversíveis para aplicações geotérmicas e aerotérmicas e até uma estação de produção de a.q.s.

Leia mais

GAMA DE TURBINAS EÓLICAS COMFORT 220

GAMA DE TURBINAS EÓLICAS COMFORT 220 Sede Rua G - Lote 51 Zona Industrial Tomar 2305-127 Asseiceira - Tomar Tel.: 249310540 Fax: 249310549 afrizal@afrizal.pt GAMA DE TURBINAS EÓLICAS COMFORT 220 N O V E M B R O 2 0 0 7 DADOS TÉCNICOS Principio

Leia mais

Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções. Sertã, 06 de Junho 2011

Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções. Sertã, 06 de Junho 2011 Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções Promover a eficiência energética É tornar o mundo melhor e mais assustentável tá e ADENE Agência para a Energia Paulo Nogueira Auditório

Leia mais

ACADEMIA ADENE REGULAMENTO DE EXAMES PARA TÉCNICOS DO SCE TIM-II. Regulamento Exames TIM-II 1 / 9 Versão 1.0

ACADEMIA ADENE REGULAMENTO DE EXAMES PARA TÉCNICOS DO SCE TIM-II. Regulamento Exames TIM-II 1 / 9 Versão 1.0 ACADEMIA ADENE REGULAMENTO DE EXAMES PARA TÉCNICOS DO SCE TIM-II Regulamento Exames TIM-II 1 / 9 Índice 1. OBJETIVO... 3 2. DESTINATÁRIOS... 3 3. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS... 3 4. CONDIÇÕES E MÉTODOS DE

Leia mais

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Apresentação do Aviso 12 Requalificação de Sistemas Solares Térmicos 2015 FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (FEE) Decreto-Lei nº 50/2010, de 20 Maio O Fundo de Eficiência Energética

Leia mais

No topo da Eficiência. julho 2015. Conheça a nova Diretiva Energética. ErP. Conforto para a vida

No topo da Eficiência. julho 2015. Conheça a nova Diretiva Energética. ErP. Conforto para a vida No topo da Eficiência Conheça a nova Diretiva Energética julho 2015 ErP Conforto para a vida 1. Informação geral sobre a Diretiva Europeia ErP-EuP A partir de 26 de setembro de 2015, as Diretivas de Ecodesign

Leia mais

O DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS Misturadoras e redutoras de pressão

O DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS Misturadoras e redutoras de pressão Parte 1/2 FOCO TÉCNICO O DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS Misturadoras e redutoras de pressão CRITÉRIOS DE CÁLCULO DO CAUDAL DE PROJETO O principal objetivo do dimensionamento de uma rede hídrica é assegurar,

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada MONTE STO ANTONIO - CASA FELIZ, CAIXA POSTAL 2010P, Localidade BENSAFRIM

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada MONTE STO ANTONIO - CASA FELIZ, CAIXA POSTAL 2010P, Localidade BENSAFRIM Válido até 04/11/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada MONTE STO ANTONIO - CASA FELIZ, CAIXA POSTAL 2010P, Localidade BENSAFRIM Freguesia BENSAFRIM E BARÃO DE SÃO JOÃO Concelho LAGOS GPS 37.157682, -8.742078

Leia mais

AR CONDICIONADO. Soluções integrais para arrefecimento e aquecimento

AR CONDICIONADO. Soluções integrais para arrefecimento e aquecimento AR CONDICIONADO AR CONDICIONADO. Soluções integrais para arrefecimento e aquecimento Índice A temperatura perfeita, com frio ou calor 03 Benefícios 04 Serviços de Apoio ao Cliente 04 Princípio de Funcionamento

Leia mais

O Solar- Térmico na Melhoria da Eficiência Energética. www.kleanenergie.c om www.selfenergysolu tions.eu 1

O Solar- Térmico na Melhoria da Eficiência Energética. www.kleanenergie.c om www.selfenergysolu tions.eu 1 O Solar- Térmico na Melhoria da Eficiência Energética www.kleanenergie.c om www.selfenergysolu tions.eu 1 Áreas de Actividade Fornecedor Equipamentos de Energias Renováveis a Escolas. Fornecedor Equipamento

Leia mais

Oilon ChillHeat. Desempenho otimizado na refrigeração e aquecimento

Oilon ChillHeat. Desempenho otimizado na refrigeração e aquecimento Oilon ChillHeat Desempenho otimizado na refrigeração e aquecimento As bombas de calor oferecem energia econômica e ecologicamente correta Calor residual de baixa temperatura contém energia valiosa A indústria

Leia mais

Reabilitação Sustentável

Reabilitação Sustentável Reabilitação Sustentável APRESENTAÇÃO 4 A empresa QUEM SOMOS 5 A nossa visão, missão e valores SOLUÇÕES 6 À sua medida REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEL 7 O próximo desafio ARQUITETURA 8 Deixe que as suas ideias

Leia mais

www.felixtermica.pai.pt www.felixtermica.com

www.felixtermica.pai.pt www.felixtermica.com www.felixtermica.pai.pt www.felixtermica.com Empresa Desde quando marcamos História... Empresa de elevada competência e fiabilidade no campo de climatização e canalização que já conta com mais de 25 anos

Leia mais

Domitop MISTA INSTANTÂNEA. Domitop H SÓ AQUECIMENTO MEMBRO DE FEGECA

Domitop MISTA INSTANTÂNEA. Domitop H SÓ AQUECIMENTO MEMBRO DE FEGECA Domitop MISTA INSTANTÂNEA Domitop H SÓ AQUECIMENTO MEMBRO DE FEGECA CALDEIRA MURAL DOMITOP R A Férroli desenvolveu e lança uma nova gama de caldeiras murais a gás DOMITOP. Caldeiras mistas para e produção

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO AREAL, 35, 1.º DRT.º TRÁS Localidade TRAVASSÔ

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO AREAL, 35, 1.º DRT.º TRÁS Localidade TRAVASSÔ Válido até 08/08/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO AREAL, 35, 1.º DRT.º TRÁS Localidade TRAVASSÔ Freguesia TRAVASSÔ E ÓIS DA RIBEIRA Concelho AGUEDA GPS 40.592482, -8.504090 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

1. Qual a legislação que se aplica em matéria de gases fluorados com efeito de estufa na Região?

1. Qual a legislação que se aplica em matéria de gases fluorados com efeito de estufa na Região? Perguntas Frequentes Gases com Efeito de Estufa 1. Qual a legislação que se aplica em matéria de gases fluorados com efeito de estufa na Região? O Decreto-Lei nº 56/2011, de 21 de abril, que assegura a

Leia mais

Aquecimento Doméstico

Aquecimento Doméstico Aquecimento Doméstico Grande variedade de escolha Dos cerca de 4.000 kwh de energia consumidos por uma família portuguesa durante o ano, 15% é destinado ao aquecimento ambiente. A zona climática, o tipo

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DA CARAPINHEIRA, 14 E 16, Localidade CARAPINHEIRA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DA CARAPINHEIRA, 14 E 16, Localidade CARAPINHEIRA Válido até 05/05/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DA CARAPINHEIRA, 14 E 16, Localidade CARAPINHEIRA Freguesia CARAPINHEIRA Concelho MONTEMOR-O-VELHO GPS 40.206620, -8.649000 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. COMBATENTES 15, RCH DRT,, Localidade SESIMBRA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. COMBATENTES 15, RCH DRT,, Localidade SESIMBRA Válido até 08/05/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. COMBATENTES 15, RCH DRT,, Localidade SESIMBRA Freguesia SESIMBRA (SANTIAGO) Concelho SESIMBRA GPS 38.444432, -9.105156 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Circular nº 36/2014. 06 de Outubro de 2014. Caros Associados,

Circular nº 36/2014. 06 de Outubro de 2014. Caros Associados, Circular nº 36/2014 06 de Outubro de 2014 Assunto: Quadro Técnico das empresas de construção: enquadramento dos Técnicos de Manuseamento de gases fluorados com efeito de estufa face à Portaria n.º 16/2004,

Leia mais

Potência útil A.Q.S. Potência útil A.Q.S. Características básicas Gama PLATINUM MAX (Condensação com micro-acumulação eficiente. Potência útil A.Q.S.

Potência útil A.Q.S. Potência útil A.Q.S. Características básicas Gama PLATINUM MAX (Condensação com micro-acumulação eficiente. Potência útil A.Q.S. Características básicas Gama (Condensação) de Caudal instantâneo Modelo kcal/h kw kcal/h kw l/min com (Δt=25 C) e Água Quente instantânea 2/2 F 5.88 / 17.200 6,8 / 20 20.60 2 13,8 CL.5 28/28 F 7.82 / 20.60

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 522

www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 522 Apresentação... 3 Como Empresa... 3 A nossa Visão... 3 A nossa Missão - A SUA VALORIZAÇÃO, A NOSSA MISSÃO!... 3 Os nossos Valores... 3 Porquê fazer um MINI-MBA de Especialização?... 4 Formação Certificada...

Leia mais

SOLUÇÕES DE AQUECIMENTO

SOLUÇÕES DE AQUECIMENTO SOLUÇÕES DE AQUECIMENTO Escolha o sistema de aquecimento que melhor se adapta a sua casa, deve ter em conta a utilização que vai ter, a área a aquecer, assim assim como a energia que cada aparelho consome

Leia mais

Bioenergia Portugal 2015 Portalegre, 28/05/2015. Biomassa para a Energia. importância da qualidade na cadeia de valor

Bioenergia Portugal 2015 Portalegre, 28/05/2015. Biomassa para a Energia. importância da qualidade na cadeia de valor Biomassa para a Energia importância da qualidade na cadeia de valor Teresa Almeida Cláudia Mendes BIOENERGIA PORTUGAL 2015 Portalegre, 28 de Maio de 2015 O CBE Associação científica e técnica de direito

Leia mais

Sistema de aquecimento solar Bosch. Tecnologia de alta eficiência para aquecimento de água.

Sistema de aquecimento solar Bosch. Tecnologia de alta eficiência para aquecimento de água. Sistema de aquecimento solar Bosch. Tecnologia de alta eficiência para aquecimento de água. 2 Sistema Solar Bosch Aquecimento solar com a confiabilidade da marca Bosch O Grupo Bosch há mais de 100 anos

Leia mais

LANÇAMENTO VALORIZE SEU MOMENTO DE LAZER. AQUECIMENTO DE ÁGUA. O novo grau de conforto. LINHA BOMBA DE CALOR PARA PISCINA

LANÇAMENTO VALORIZE SEU MOMENTO DE LAZER. AQUECIMENTO DE ÁGUA. O novo grau de conforto. LINHA BOMBA DE CALOR PARA PISCINA LANÇAMENTO VALORIZE SEU MOMENTO DE LAZER. AQUECIMENTO DE ÁGUA LINHA BOMBA DE CALOR PARA PISCINA O novo grau de conforto. EFICIÊNCIA COMPROVADA, SATISFAÇÃO GARANTIDA. EFICIÊNCIA Ventilador com alta efi

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação

Certificado Energético Edifício de Habitação Válido até 22/07/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada TRAVESSA DOS GALINHEIROS, 17, 2ºDIR Localidade GANDRA PRD Freguesia GANDRA Concelho PAREDES GPS 41.186242, -8.449825 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL Conservatória

Leia mais

CALDEIRAS Winter 201 5

CALDEIRAS Winter 201 5 CALDEIRAS 201 Winter 5 CALDEIRAS LENHA 43 54 Lenha SZM W 35 kw Lenha SZM W 35 kw VISTA EM CORTE FRONTAL DA CALDEIRA DE LENHA E PRINCIPAIS COMPONENTES ÁGUA AR 1 ENTRADA DE AR PARA COMBUSTÃO 5 2 MATERIAL

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA 1840 Diário da República, 1.ª série N.º 50 12 de março de 2014 Artigo 33.º Contribuição das empresas de seguros 1 A adesão ao mecanismo de compensação de sinistralidade é efetuada para a totalidade dos

Leia mais

Cursos Sistemas Vapor 2015

Cursos Sistemas Vapor 2015 Cursos Sistemas Vapor 2015 Acção de formação para: Directores de produção Desenhadores de instalações Gerentes de fábrica Engenheiros de processo Engenheiros de projecto Instaladores Gestores de energia

Leia mais

ErP ( Energy related products) ELD ( Energy labelling Directive)

ErP ( Energy related products) ELD ( Energy labelling Directive) ErP ( Energy related products) ELD ( Energy labelling Directive) 1 Índice: 1. Introdução: 20:20:20 2. Directiva ErP-EuP 2.1 Diretiva ErP: 2.1.1 Explicação da ErP 2.1.2 Produtos incluídos: LOTs 2.1.3 Calendário

Leia mais

EXAME TEÓRICO. EXAME TIPO e resolução. 1:30:00 início do exame. 0:00:00 fim do exame. Junho 2015 FORMAÇÃO AVANÇADA. marcador de questões a rever

EXAME TEÓRICO. EXAME TIPO e resolução. 1:30:00 início do exame. 0:00:00 fim do exame. Junho 2015 FORMAÇÃO AVANÇADA. marcador de questões a rever EXAME TIPO e resolução 1:30:00 início do exame 0:00:00 fim do exame marcador de questões a rever marcador de questões a rever, assinalado a verde, número de questões já respondidas Pág 1/21 1:28:10 1 /

Leia mais

2016 Calendário de Treinamentos

2016 Calendário de Treinamentos 2016 Calendário de Treinamentos Excelente oportunidade para o seu Crescimento Profissional O Instituto Superior de Vapor oferece grandes oportunidades para o seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Leia mais

CURSO DE SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR

CURSO DE SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR CURSO DE SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR Presencial Sábado e domingo de 08:00h às 18:00h - Carga horária: 20 h Local: Belo Horizonte - MG E3R Eficiência em Engenharia de Energia Renovável. Av. Cristiano Machado,

Leia mais

Curriculum de Mecânica dos Fluidos

Curriculum de Mecânica dos Fluidos Curriculum de Mecânica dos Fluidos A Nível I Introdução à Mecânica dos Fluidos (30 horas) A.1 - Princípios e grandezas físicas em Mecânica dos Fluidos A1.1 Conceitos físico-matemáticos elementares A.1.1.1

Leia mais

O calor é o nosso elemento. Climatização e a.q.s. de alta eficiência com energia inesgotável

O calor é o nosso elemento. Climatização e a.q.s. de alta eficiência com energia inesgotável Bombas de calor reversíveis para aplicações geotérmicas e aerotérmicas Climatização e a.q.s. de alta eficiência com energia inesgotável Logatherm WPS Logatherm WPL O calor é o nosso elemento A geotermia

Leia mais

SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE SOLAR Térmico Índice Soluções Solares Soluções integrais com Inovação e Segurança 03 O Sol, presença constante em Portugal 04 Porque deve aproveitar a energia solar com soluções Vulcano? 05 Mais Vantagens

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2.B.. WRD 14-2.B.. WRD 18-2.B.. Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento,

Leia mais

INSTALAÇÕES DO EDIFÍCIO (Solar térmica) Manual do Utilizador

INSTALAÇÕES DO EDIFÍCIO (Solar térmica) Manual do Utilizador 2 IMPORTANTE: ESTE TEXTO REQUER A SUA ATENÇÃO E A SUA LEITURA A informação contida neste documento é propriedade da Ingenieros, S.A. e nenhuma parte dela pode ser reproduzida ou transferida sob nenhum

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2 KME... WRD 14-2 KME... WRD 17-2 KME... Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho

Leia mais

Projetista de REH/RECS

Projetista de REH/RECS Projetista de REH/RECS Enquadramento: A certificação energética tem vindo a inserir-se no quotidiano de forma progressiva, tendo-se integrado por completo a 1 de Janeiro de 2009. Assim, com o crescente

Leia mais

S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E

S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E ESQUENTADORES S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E Índice Em português, Esquentador diz-se Vulcano 03 Inovação e Evolução tecnológica 04 Serviços de Apoio ao Cliente 05 Escolher um Esquentador 06 Tipos

Leia mais

estudo paramétrico para otimização do projeto térmico de pequenos edifícios parte ii

estudo paramétrico para otimização do projeto térmico de pequenos edifícios parte ii 39_ 43 projeto térmico estudo paramétrico para otimização do projeto térmico de pequenos edifícios parte ii Albano Neves e Sousa Professor Auxiliar do Departamento de Engenharia Civil Arquitetura e Georrecursos

Leia mais

Certificação energética dos edifícios existentes

Certificação energética dos edifícios existentes Certificação energética dos edifícios existentes Metodologias simplificadas, vantagens, dificuldades e inconvenientes Helder Gonçalves e Laura Aelenei 8ª Jornadas de Climatização Lisboa, 15 de Outubro

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AVª FONTES PEREIRA DE MELO, 51 A 51-G, 8º ESQ Localidade LISBOA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AVª FONTES PEREIRA DE MELO, 51 A 51-G, 8º ESQ Localidade LISBOA Válido até 19/01/2015 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AVª FONTES PEREIRA DE MELO, 51 A 51-G, 8º ESQ Localidade LISBOA Freguesia AVENIDAS NOVAS Concelho LISBOA GPS 39.700000, -8.000000 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

REGULAMENTO DA QUALIDADE DE SERVIÇO DO SETOR DO GÁS NATURAL

REGULAMENTO DA QUALIDADE DE SERVIÇO DO SETOR DO GÁS NATURAL REGULAMENTO DA QUALIDADE DE SERVIÇO DO SETOR DO GÁS NATURAL Abril 2013 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Rua Dom Cristóvão da Gama n.º 1-3.º 1400-113 Lisboa Tel: 21 303 32 00 Fax: 21 303 32

Leia mais

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL Válido até 05/08/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA JOSÉ GUSTAVO PIMENTA, LOJA N.º 15, RC NORTE Localidade ÁGUEDA Freguesia ÁGUEDA E BORRALHA Concelho AGUEDA GPS 40.576546, -8.447543 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 2º B Localidade PAREDE

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 2º B Localidade PAREDE Válido até 11/06/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 2º B Localidade PAREDE Freguesia CARCAVELOS E PAREDE Concelho CASCAIS GPS 38.688617, -9.434011 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Sistemas Solares Térmicos

Sistemas Solares Térmicos Sistemas Solares Térmicos Tecnologia, Oportunidades de Intervenção e de Integração Bosch Termotecnologia, SA - Aveiro - I&D - Fabrico e Comercialização - Consultoria e Aconselhamento - Formação TECNOLOGIA

Leia mais

BOMBAS DE CALOR DE ÁGUA QUENTE SANITÁRIA. Conforto, Economia e Avançada Tecnologia.

BOMBAS DE CALOR DE ÁGUA QUENTE SANITÁRIA. Conforto, Economia e Avançada Tecnologia. BOMBAS DE CALOR DE ÁGUA QUENTE SANITÁRIA Conforto, Economia e Avançada Tecnologia. OCHSNER PRODUÇÃO DE ÁGUA QUENTE Benefícios convincentes Records de Eficiência Confirmados COP Auditado mais elevado de

Leia mais

Secador por refrigeração Série TG-TI

Secador por refrigeração Série TG-TI Secador por refrigeração Série TG-TI Caudal de 30,8 a 90 m³/min. Série TGTI Os económicos secadores por refrigeração de baixo consumo energético A maioria das aplicações de ar comprimido requer ar comprimido

Leia mais

G PE AR I. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 03 março 2011

G PE AR I. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 03 março 2011 Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 03 março 2011 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios. Janeiro/Fevereiro 2008

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios. Janeiro/Fevereiro 2008 Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Janeiro/Fevereiro 2008 Sistema de Certificação Energética e de QAI Contexto nacional energético e ambiental Transposição

Leia mais

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO.

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. AQUECIMENTO 14 ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. LOJA ONLINE DISPONÍVEL NA PÁGINA WEB WWW.SINUTA4SUN.PT PRODUTOS CHAVE NA MÃO POSSIBILIDADE :VARIEDADE DE DE PRODUTOS: COMPRA COM UMA

Leia mais

melhoria do desempenho energético global e a redução de custos para a empresa, numa perspetiva de médio prazo.

melhoria do desempenho energético global e a redução de custos para a empresa, numa perspetiva de médio prazo. 4 5 índice nota prévia NOTA PRÉVIA INTRODUÇÃO O projeto Plano de Dinamização e Disseminação de Boas Práticas Eficiência Energética no Sector Empresarial Enquadramento A eficiência energética no contexto

Leia mais

ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento!

ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento! ROTEX Monopex : O aquecimento pelo chão de baixa temperatura. ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento! Conforto todo

Leia mais

CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID. Página 1

CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID. Página 1 CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID Página 1 Índice Caldeiras a Lenha - Todo o conforto com a máxima economia Uma solução de aquecimento eficiente 03 Principais Características 04 Componentes e Benefícios 05 Princípio

Leia mais

CATÁLOGO CATÁLOGO. 03/2011 Caldeiras a gás e tecnologia de condensação

CATÁLOGO CATÁLOGO. 03/2011 Caldeiras a gás e tecnologia de condensação CATALOGUE CATÁLOGO CATÁLOGO 03/2011 Caldeiras a gás e tecnologia de condensação ÍNDICE BOMBAS DE CALOR AUDAX bombas de calor ar/água, monofásicas, com inversão de ciclo NOVO p. 6 Integrador de sistemas,

Leia mais

A etiquetagem energética de produtos e sistemas de aquecimento

A etiquetagem energética de produtos e sistemas de aquecimento Este projeto recebe financiamento da União Europeia no âmbito do programa de investigação e inovação Horizonte 2020, sob o contrato No649905 A etiquetagem energética de produtos e sistemas de aquecimento

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA Válido até 16/01/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA Freguesia ÁGUEDA E BORRALHA Concelho AGUEDA GPS 40.577121, -8.439516 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO MOLHE, 113, R/C ESQ.º Localidade PORTO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO MOLHE, 113, R/C ESQ.º Localidade PORTO Válido até 28/09/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO MOLHE, 113, R/C ESQ.º Localidade PORTO Freguesia ALDOAR, FOZ DO DOURO E NEVOGILDE Concelho PORTO GPS 41.160004, -8.682547 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Centro de Seleção/UFGD Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração.

Centro de Seleção/UFGD Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração. Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração. (A) O movimento de energia de frio dentro de um espaço onde ele é necessário. (B) A remoção de calor

Leia mais

Guia completo para o profissional sobre a nova Directiva de etiquetagem energética ErP

Guia completo para o profissional sobre a nova Directiva de etiquetagem energética ErP Guia completo para o profissional sobre a nova Directiva de etiquetagem energética ErP Sistemas de aquecimento Sistemas industriais Sistemas de refrigeração Directiva ErP A directiva ErP introduz a etiquetagem

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE53106823 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (NOVO) Morada / Localização Vila Utopia,

Leia mais

POUPE 1879 EM 10 ANOS

POUPE 1879 EM 10 ANOS Com o apoio do programa Energia Inteligente da Europa, da Comissão Europeia POUPE 1879 EM 10 ANOS 10 Proteste 375 janeiro 2016 Sala virada para o calor EM Usar aquecedor elétrico, ar condicionado, caldeira

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA RECUPERAÇÃO DE CALOR 31/05/2011 www.cofely-gdfsuez.pt Sumário COFELY Portugal Referências Serviços para Indústria: IFMS Projectos Recuperação de calor em caldeira de

Leia mais

Ensino Básico. Regulamento da Competição

Ensino Básico. Regulamento da Competição ESCOLA + Promoção de Eficiência Energética entre Escolas do 1º Ciclo de O Projeto Escola + Ensino Básico Regulamento da Competição Ano Letivo 2014-2015 O Projeto «Escola +» é uma iniciativa da Lisboa E-Nova

Leia mais