ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica"

Transcrição

1 ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora Março, 10

2 MECATRÓNICA 1 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

3 Comunicar Assegurar a Qualidade COMPETÊNCIAS INVESTIGAR (Enunciar) GERIR (Organizar) GERIR (Planear) EXECUTAR (Construir) EXECUTAR (Operar) GRELHA DE ACTOS PROFISSIONAIS Técnico de Mecatrónica Nível 3 I Projecto (Fase de Desenvolvimento) I - 1.Analisar e Interpretar 1.1. Esquemas de circuitos digitais Lógica discreta Lógica programável, incluindo programas 1.2. Esquemas de electrónica analógica Fontes de alimentação Circuitos de amplificação a transístores, IC e Válvulas Condicionamento e aquisição de sinal Comando de actuadores 1.3. Projectos em ECAD de placas de circuito impresso (Esquemas e Layout) 1.4. Esquemas de instalações eléctricas Electricidade ITED Telefones e Televisão 1.5. Sistemas de comando baseados em PLC 1.6. Sistemas baseados em microcontroladores Microcontroladores genéricos Microcontroladores de processamento de sinal 1.7. Sistemas baseados em automatismos electromecânicos Automatismos utilizados em domótica Sistemas de alarme e actuadores associados Controlo de motores AC e DC 1.8. Sistemas automatizados de produção Redes de dados industriais Estruturação e planeamento de sistemas de produção CNC Redes de sensores e aquisição de dados Esquemas de produção CIM 1.9. Cadernos de encargos e orçamentos Para a produção/aquisição de sistemas eléctricos e electrónicos Para a produção/aquisição de consumíveis para a produção de peças utilizando tecnologia CNC Tabelas de controlo de custos e aprovisionamento Sistemas de produção CIM Desenho e modelos 3D de peças Desenho e medição de peças 3D Utilização de sofwtare CAD 3D para modelação de peças I 2. Calcular 2.1. Tolerâncias em peças maquinadas manualmente e por métodos CNC 2.2. Quantidade de material e características dos materiais necessário para a produção de peças 2.3. Características das máquinas necessárias à produção de peças 2.4. Características dos componentes electrónicos e lista de equivalentes Em circuitos analógicos Em circuitos digitais 2.5.Do número de Entradas/Saídas e suas características num circuito baseado em PLCs 2.6 Quantidade de material necessário para uma instalação eléctrica de acordo com normas legislativas 2.7 Quantidade e características do material necessário para a implementação de redes de dados 2.8 Dimensionamento de componentes em sistemas de controlo e redes electropneumáticas 2.9. Mapa de quantidades com base nas peças desenhadas, caderno de encargos e condições técnicas especiais e gerais I 3. Planear 3.1. Metodologias de implementação e exploração de sistemas eléctricos, electrónicos e comando 3.2. Requisitos de sistemas de electrónica, automação e comando 3.3. Tecnologias existentes versus requisitos especificados II Desenvolvimento de Projectos (Fase de Implementação/Execução) II 1. Construir 1.1. Peças utilizando maquinação tradicional 1.2. Peças utilizando maquinação CNC 1.3. Circuitos Electropneumáticos 1.4. Circuitos de controlo baseados em métodos analógicos Fontes de alimentação Circuitos de amplificação a transístores, IC e Válvulas Condicionamento e aquisição de sinal Comando de actuadores 1.5. Circuitos de controlo baseados em métodos digitais Utilizando lógica discreta Utilizando lógica programável 1.6. Redes de dados em sistemas de produção CIM 1.7. Desenhos e modelos 3D em software específico CAM 1.8. Redes de dados em sistemas de produção CIM 1.9. Sub-sistemas electropneumáticos Soldadura e montagem de circuitos impresso Parametrização em sistemas instalados Sistemas baseados em PLC e cartas de expansão de acordo com a necessidade do cliente Alteração de sistemas instalados II 2. Elaborar 2.1. Desenho de circuitos/sub circuitos em projectos de electrónica analógica e digital de substituição/adaptação 2.2 Desenho e substituição de blocos software e hardware em sistemas de controlo baseados em PLC 2 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

4 EXECUTAR (Inspeccionar) INVESTIGAR (Enunciar) EXECUTAR (Manter) INSPECCIONAR INVESTIGAR (Experimentar) LIDERAR (Dinamizar) 2.3. Esquemas de planeamento e ensaio de blocos/totalidade do projecto instalado 2.4. Programas para maquinação de uma peça utilizando tecnologia CNC 2.6. Desenho de peças em software CAD e CAM 2.7. Alterações e melhorias a projectos instalados II 3. Ensaiar, Testar e Explorar com aparelhagem de medida e teste 3.1. Instalações eléctricas 3.2. Instalações de automação e comando 3.3. Sistemas de automatização electro-pneumática 3.4 Relatórios e medição utilizando instrumentos de medida de precisão mecânica II 4. Efectuar 4.1. Análise e revisão de preços 4.2. Rectificação e adaptação das peças/componentes a exigências especificas no local do projecto 4.3. Desenho e relatório nas necessidades de alteração (necessidades especificas, erros, omissões) detectadas após instalação do projecto 4.4. Diagnóstico e elaboração relatórios em respeito a segurança, funcionamento e fiabilidade do sistema 4.5. Medições de potência instalada, balanceamento de carga, e segurança de redes eléctricas III Manutenção (Fase de Aferição) III-1. Diagnosticar 1.1. Falhas e avarias em sistemas electrónicos de automação e comando 1.2. Deficiências em sistemas eléctricos, electrónicos instalados 1.3. Incompatiblidade/Desalinhamentos em peças CNC quando instaladas 1.4. Preencher dados em checklist no âmbito das diferentes certificações exigidas em redes eléctricas 1.5. Elaboração de relatórios com identificação dos defeitos da peça/sistema acabada obtidos através de medições de precisão III-2. Auditar 2.1. A qualidade de serviço (QoS) dos sistemas automação e comando 2.2. A segurança dos sistemas de automação e comando 2.3. Potência instalada, balanceamento de carga, segurança de redes eléctricas 2.4. Qualidade do acabamento de maquinação 2.5. Relatórios de soldadura convencional e SMD III-3. Organizar e desenvolver 3.1. Acções de prevenção e de protecção contra riscos provocados por sobrecarga e sobretensão 3.2. Acções de prevenção e de protecção contra riscos próprios em centros de maquinação 3.3. Regras de higiene e saúde especificas para ambiente de trabalho com sistemas eléctricos, electrónicos e de automação e comando e centros de maquinação IV Técnicas comerciais (Fase de comercialização) IV-1. Executar 1.1. Recolha de requisitos operacionais, funcionais e técnicos dos sistemas e equipamentos eléctricos, electrónicos e automação junto dos clientes 1.2. Acções de orçamentação e medida 1.3. Actividades de markting e divulgação 1.4. Gestão de produto 1.5. Tarefas de promoção técnica 1.6. Propostas de soluções técnicas 3 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

5 GRELHA DE EVIDÊNCIAS Mecatónica - Nível 3 ACTOS PROFISSIONAIS Estrutura Curricular/Módulos % I PROJECTO (FASE DE DESENVOLVIMENTO) I - 1. ANALISAR E INTERPRETAR 1.1. Esquemas de circuitos digitais Lógica discreta 1.1. Corrente contínua Circuitos combinatórios Circuitos sequenciais Transístores Lógica programável, incluindo programas 1.2. Esquemas de electrónica analógica Fontes de Alimentação Circuitos de amplificação a transístores, IC e Válvulas Condicionamento e aquisição de sinal Comando de Actuadores 1.3. Projectos em ECAD de placas de circuito impresso (Esquemas e Layout) 1.4. Esquemas de Instalações Eléctricas Electricidade ITED Telefones e Televisão 1.5. Sistemas de Comando baseados em PCL 1.8. Circuitos combinatórios 1.9. Circuitos sequenciais 1.1. Corrente contínua 1.2. Análise de Circuitos em Corrente Contínua Magnetismo e Electromagnetismo Corrente Alternada Monofásica Semicondutores Fontes de Alimentação Transístores Amplificadores Operacionais Electrónica de potência e aplicações Corrente contínua Análise de Circuitos em Corrente Contínua Aplicações de Microcontroladores Electrónica de potência e aplicações Aplicações de Microcontroladores Máquinas Eléctricas I Corrente contínua Circuitos Lógicos Circuitos combinatórios Circuitos sequenciais Semicondutores Transístores Amplificadores Operacionais Electrónica de potência e aplicações Fabrico de Circuitos Impressos Automatismos Electromecânicos Desenho de Projecto Complementos de Desenho 5 FCT Projecto Tecnológico Instalações Eléctricas Máquinas Eléctricas II 2.2. Instalações Eléctricas Electropneumática Projectos Autómatos Programáveis Autómatos Projectos Robótica 2.3. Aplicações de Microcontroladores 4 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

6 3.3. Automatismos Electromecânicos 10 FCT Projecto Tecnológico FCT PAP Sistemas baseados em Microcontroladores Autómatos Programáveis Microcontroladores Genéricos 3.6. Robótica Higiene e Segurança no Trabalho 2.3. Aplicações de Microcontroladores Microcontroladores de Processamento de Sinal 1.7. Sistemas baseados em Automatismos Electromecânicos Automatismos utilizados em Domótica Sistemas de Alarme e actuadores associados Controlo de Motores AC e DC 1.8. Sistemas Automatizados de Produção Redes de dados industriais Estruturação e planeamento de sistemas de produção CNC Redes de sensores e aquisição de dados Esquemas de Produção CIM 1.9. Cadernos de Encargos e Orçamentos Para a produção /aquisição de sistemas eléctricos e electrónicos Para a produção /aquisição de consumíveis para a produção de peças utilizando tecnologia CNC Tabelas de controlo de custos e aprovisionamento Autómatos Programáveis Robótica Higiene e Segurança no Trabalho Aplicações de Microcontroladores Autómatos Projectos Robótica 2.2. Instalações Eléctricas 3.3. Automatismos Electromecânicos Autómatos Projectos 3.6. Robótica 2.2. Instalações Eléctricas 3.3. Automatismos Electromecânicos Máquinas Eléctricas I Máquinas Eléctricas II Tecnologia CNC Autómatos Projectos Processos de fabrico Aplicações de Microcontroladores Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento 2.5. Programação CNC - Fresagem 1.1. Corrente contínua Magnetismo e Electromagnetismo Circuitos lógicos Circuitos combinatórios Circuitos sequenciais Semicondutores Tecnologia CNC Corrente contínua 5 5 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

7 Sistemas de produção CIM Desenho e modelos 3D de peças Desenho e medição de peças 3D Utilização de software CAD 3D para modelação de peças I - 2. CALCULAR 2.1. Tolerâncias em peças maquinadas manualmente e por métodos CNC 2.2. Quantidade de material e características dos materiais necessários para a produção de peças 2.3. Características das máquinas necessárias à produção de peças 1.3. Magnetismo e Electromagnetismo Circuitos lógicos Circuitos combinatórios Circuitos sequenciais Semicondutores Tecnologia CNC Tecnologia CNC Metrologia Processos de fabrico Desenho de Projecção Complementos de Desenho Desenho Assistido por Computador (CAD) Processos de fabrico Desenho de Projecção Complementos de Desenho Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Tecnologia dos Materiais Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Metrologia Tecnologia CNC 2.4. Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Tecnologia dos Materiais Tecnologia CNC Características das máquinas necessárias à produção de peças 1.1. Corrente contínua Análise de Circuitos em Corrente Contínua Magnetismo e Electromagnetismo 1.4. Corrente Alternada Monofásica Circuitos sequenciais 2.1. Semicondutores 2.2. Transístores Em circuitos analógicos 2.4. Fontes de Alimentação Osciladores Electrónica de Potência e Aplicações 1.2. Metrologia Instalações Eléctricas Corrente Alternada Trifásica Circuitos combinatórios Em circuitos digitais 1.9. Circuitos sequenciais Electrónica de Potência e Aplicações 1.2. Metrologia Número de Entradas/Saídas e suas características num circuito baseado em 3.4. Autómatos Programáveis 80 PCLs 3.5. Autómatos - Projectos Quantidade de material necessário para uma instalação eléctrica de acordo com normas legislativas 2.2. Instalações Eléctricas 90 6 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

8 2.7.Quantidade e características do material necessário para a implementação de redes de dados 2.8. Dimensionamento de componentes de sistemas de controlo de redes electropneumáticas 2.9. Mapa de quantidades com base nas peças desenhadas, caderno de encargos e condições técnicas especiais e gerais I 3. Planear 3.1. Metodologias de Implementação e exploração de sistemas eléctricos, electrónicos e comando 3.2. Requisitos de sistemas de electrónica automação e comando 3.3. Tecnologias existentes versus requisitos especificados 3.2. Electropneumática Electropneumática - Projectos Tecnologia dos Materiais Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento 2.5. Programação CNC - Fresagem 1.2. Metrologia 1.3. Processos de fabrico 1.4. Processos e Técnicas de Ligação Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Máquinas Eléctricas I 3.2. Máquinas Eléctricas II 3.3. Automatismos Electromecânicos 3.3. Electropneumática - Projectos Autómatos Programáveis Autómatos - Projectos 2.2. Tecnologia dos Materiais Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) 10 II DESENVOLVIMENTO DE PROJECTOS (Fase de Implementação/Execução) II - 1. CONSTRUIR 1.1. Peças utilizando maquinação tradicional 1.5. Maquinação Convencional Peças utilizando maquinação CNC 2.4. Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Circuitos Electropneumáticos Electrónica de Potência e Aplicações Electropneumática Circuitos de controlo baseados em métodos analógicos 1.1. Corrente contínua 1.2. Análise de Circuitos em Corrente Contínua Magnetismo e Electromagnetismo Fontes de alimentação 1.4. Corrente Alternada Monofásica Semicondutores Fontes de Alimentação Condicionamento e aquisição de 2.2. Transístores 50 sinal 2.3. Amplificadores Operacionais Electrónica de Potência e Aplicações Condicionamento e aquisição de sinal Comando de actuadores 1.1. Corrente contínua Análise de Circuitos em Corrente Contínua Aplicações de Microcontroladores Electrónica de Potência e Aplicações Aplicações de Microcontroladores 50 7 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

9 3.1. Máquinas Eléctricas I Circuitos de controlo baseados em métodos digitais 1.1. Corrente contínua Utilizando lógica discreta 1.8. Circuitos combinatórios Circuitos sequenciais Transístores Utilizando lógica programável 1.9. Circuitos sequenciais 2.2. Transístores Tecnologia CNC Programação Assistida por Computador (CAM) Redes de dados em sistemas de produção CIM 3.5. Autómatos - Projectos Processos de fabrico Aplicações de Microcontroladores Desenhos e modelos 3D em software específico CAM 1.8. Redes de dados em sistemas de produção CIM 1.9. Sub-sistemas electropneumáticos Soldadura e montagem de circuitos impresso Parametrização em Sistemas Instalados Sistemas baseados em PCL e cartas de expansão de acordo com a necessidade do cliente Alteração de sistemas instalados 2.4. Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Tecnologia CNC Autómatos - Projectos Processos de fabrico Aplicações de Microcontroladores Electropneumática Electropneumática - Projectos Processos de fabrico Processos e Técnicas de Ligação Fabrico de Circuitos Impressos Fontes de Alimentação Autómatos Programáveis Robótica Autómatos Programáveis Autómatos - Projectos 90 8 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

10 II - 2. ELABORAR 2.1. Desenho de Circuitos/sub circuitos em projectos de electrónica analógica e digital de substituição/adaptação 2.2. Desenho e substituição de blocos software e hardware em sistemas de controlo baseados em PCL 2.3. Esquemas de planeamento e ensaio de blocos/totalidade do projecto instalado 2.5. Fontes de Alimentação Osciladores 3.4. Autómatos Programáveis Robótica Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica 2.6. Fontes de Alimentação 3.4. Autómatos Programáveis Robótica Desenho Assistido por Computador (CAD) Autómatos Programáveis Autómatos - Projectos Fontes de Alimentação 9 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

11 2.4. Programas para maquinação de uma peça utilizando tecnologia CNC 2.5. Desenho de peças em software CAD e CAM 2.6. Alterações e melhorias a projectos instalados 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Fontes de Alimentação 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) 60 II - 3. ENSAIAR, TESTAR E EXPLORAR COM APARELHAGENS DE MEDIDA E TESTE 3.1. Instalações Eléctricas 2.2. Instalações Eléctricas Máquinas Eléctricas II 3.1. Electrónica de Potência e Aplicações Instalação de automação e comando 3.2. Electropneumática Autómatos - Projectos Sistemas de automatização electropneumática 3.2. Electropneumática Electropneumática - Projectos Relatórios e medição utilizando instrumentos de medida de precisão mecânica 1.2. Metrologia Processos e Técnicas de Ligação Desenho de Projecção Desenho Assistido por Computador (CAD) GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

12 II - 4. EFECTUAR 4.1. Análise e revisão de preços 4.2. Rectificação e adaptação das peças /componentes a exigências específicas no local do projecto 4.3. Desenho e relatório das necessidades de alteração (necessidades específicas, erros, omissões) detectadas após instalação do projecto 4.4. Diagnóstico e elaboração de relatórios em respeito a segurança, funcionamento e fiabilidade do sistema 3.5. Autómatos - Projectos 30 FCT Projecto Tecnológico Fontes de Alimentação 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) Fontes de Alimentação 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

13 4.5. Medições de potência instalada, balanceamento de carga e segurança de redes eléctricas III MANUTENÇÃO (Fase de Aferição) III - 1. DIAGNOSTICAR 1.1. Falhas e avarias em sistemas electrónicos de automação e comando 1.2. Deficiências em sistemas eléctricos e electrónicos instalados 1.3. Incompatibilidade/Desalinhamentos em peças CNC quando instaladas 1.4. Preencher dados em checklist no âmbito das diferentes certificações exigidas em redes eléctricas 1.5. Elaboração de relatórios com identificação dos defeitos da peça/sistema acabada obtidos através de medições de precisão III - 2. AUDITAR 2.1. A qualidade de serviço (QoS) dos sistemas automação e comando Fontes de Alimentação 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) Corrente Alternada Monofásica Corrente Alternada Trifásica Electrónica de Potência e Aplicações Higiene e Segurança no Trabalho Instalações Eléctricas Electrónica de Potência e Aplicações Electropneumática Autómatos - Projectos Corrente Alternada Monofásica Corrente Alternada Trifásica Electrónica de Potência e Aplicações Higiene e Segurança no Trabalho Instalações Eléctricas Tecnologia dos Materiais Tecnologia CNC Desenho Assistido por Computador (CAD) Corrente Alternada Monofásica Corrente Alternada Trifásica Electrónica de Potência e Aplicações Higiene e Segurança no Trabalho Instalações Eléctricas Metrologia Processos e Técnicas de Ligação Desenho de Projecção Desenho Assistido por Computador (CAD) Electrónica de Potência e Aplicações Electropneumática Autómatos - Projectos GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

14 2.2. A segurança dos sistemas de automação e comando 2.3. Potência Instalada, balanceamento de carga, segurança de redes eléctricas 2.4. Qualidade do acabamento de maquinação 2.5. Relatórios de soldadura convencional e SMD III - 3. ORGANIZAR E DESENVOLVER 3.1. Acções de prevenção e de protecção contra riscos provocados por sobrecarga e sobretensão 3.2. Acções de prevenção e de protecção contra riscos próprios em centros de maquinação 3.3. Regras de higiene e saúde específicas para ambiente de trabalho com sistemas eléctricos, electrónicos e de automação e comando e centros de maquinação IV TÉCNICAS COMERCIAIS (Fase de Comercialização) IV - 1. EXECUTAR 1.1. Recolha de requisitos operacionais, funcionais e técnicos dos sistemas e equipamentos eléctricos, electrónicos e automação junto dos clientes 3.1. Electrónica de Potência e Aplicações Electropneumática - Projectos Autómatos Programáveis Autómatos - Projectos Higiene e Segurança no Trabalho Corrente Alternada Monofásica Corrente Alternada Trifásica Electrónica de Potência e Aplicações Higiene e Segurança no Trabalho Instalações Eléctricas Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) Metrologia Processos de fabrico Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Processos de fabrico Processos e Técnicas de Ligação Fabrico de Circuitos Impressos Electrónica de Potência e Aplicações 1.1. Higiene e Segurança no Trabalho Máquinas Eléctricas I 3.2. Máquinas Eléctricas II 2.3. Tecnologia CNC Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) Electrónica de Potência e Aplicações Higiene e Segurança no Trabalho Maquinação Convencional Tecnologia CNC 2.4. Programação CNC - Torneamento Programação CNC - Fresagem Programação Assistida por Computador (CAM) Higiene e Segurança no Trabalho Desenho Assistido por Computador (CAD) Desenho Aplicado à Mecânica Fontes de Alimentação 13 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

15 1.2. Acções de orçamentação e medida 1.3. Actividades de marketing e divulgação 1.4. Gestão de produto 1.5. Tarefas de promoção técnica 1.6. Propostas de soluções técnicas 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) Fontes de Alimentação 1.3. Desenho Assistido por Computador (CAD) GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

16 15 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS 1 GIPE - Gabinete de

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES PLANO DE ESTUDOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES PLANO DE ESTUDOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Componente de Formação Sociocultural Português (b) Língua Estrangeira I ou II (c) Área de

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELECTRÓNICA, ÁUDIO, VÍDEO E TV PLANO DE ESTUDOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELECTRÓNICA, ÁUDIO, VÍDEO E TV PLANO DE ESTUDOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELECTRÓNICA, ÁUDIO, VÍDEO E TV PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Componente de Formação Sociocultural Português (b) Língua Estrangeira I ou II (c) Área de Integração

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL

Leia mais

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando Ensino Secundário Diurno Cursos Profissionais Técnico de Electrónica, Automação e Comando PERFIL DE DESEMPENHO À SAÍDA DO CURSO O Técnico de Electrónica, Automação e Comando é o profissional qualificado

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES Publicação e actualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de

Leia mais

Técnico/a Especialista de Automação, Robótica e Controlo Industrial Nível 4

Técnico/a Especialista de Automação, Robótica e Controlo Industrial Nível 4 TÉCNICO/A ESPECIALISTA DE AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E CONTROLO INDUSTRIAL CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL Conceber, programar, planear e coordenar

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL -

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS) -

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED 1º MED DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I Especificação de elementos que compõem projetos; técnicas de desenho técnico e de representação gráfica correlacionadas com seus fundamentos matemáticos e geométricos;

Leia mais

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico;

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico; EMENTA DE CONTEÚDOS Eletricidade Conceitos fundamentais da eletricidade; Circuitos elétricos de corrente contínua; Tensão alternada; Gerador de funções; Operação do osciloscópio; Tensão e corrente alternadas

Leia mais

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO QUADRO RESUMO FORMAÇÃO UFCD (H) Análise de circuitos em corrente contínua 6008 25 Corrente alternada 6010 25 Eletrónica industrial 6023 25 Instalações elétricas - generalidades 6075

Leia mais

Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424 AUTOMAÇÃO E COMANDO,12ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL

Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424 AUTOMAÇÃO E COMANDO,12ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL COMANDO AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELETRÓNICA AUTOMAÇÃO E Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 GESTÃO 1 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica COMUNICAR

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Área Profissional: Indústria Habilitação Profissional: Ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 235, DE 2 DE JUNHO DE 2014 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 1 GIPE - Gabinete

Leia mais

041 - ETEC PROFESSOR BASILIDES DE GODOY

041 - ETEC PROFESSOR BASILIDES DE GODOY ETEC PROFESSOR BASILIDES DE GODOY São Paulo AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO,

Leia mais

SEW-EURODRIVE PORTUGAL. Programas de Formação Técnica

SEW-EURODRIVE PORTUGAL. Programas de Formação Técnica SEW-EURODRIVE PORTUGAL Programas de Formação Técnica ÍNDICE Curso Página Accionamentos Electromecânicos 3 Accionamentos ATEX 6 Conversor de Frequência MOVITRAC 31C 9 Conversor de Frequência MOVITRAC 07

Leia mais

Escola Técnica Estadual Professor Basilides de Godoy

Escola Técnica Estadual Professor Basilides de Godoy Escola Técnica Estadual Professor Basilides de Godoy - São Paulo AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL

Leia mais

CAPÍTULO 1 MEDIÇÃO E O ERRO DE MEDIÇÃO

CAPÍTULO 1 MEDIÇÃO E O ERRO DE MEDIÇÃO CAPÍTULO 1 MEDIÇÃO E O ERRO DE MEDIÇÃO 1.1. Definições do Vocabulário Internacional de Metrologia (VIM) Metrologia: Ciência das medições [VIM 2.2]. Medição: Conjunto de operações que têm por objectivo

Leia mais

José Novais (1997), Método sequencial para automatização electro-pneumática, 3ª Edição, Fundação

José Novais (1997), Método sequencial para automatização electro-pneumática, 3ª Edição, Fundação AUTOMAÇÃO (M323/3073) CAPÍTULO I Introdução à Automação 2013/2014 Bibliografia José Novais (1997), Método sequencial para automatização electro-pneumática, 3ª Edição, Fundação Calouste Gulbenkian Curtis

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec:PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

- COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO):

- COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO): AVISO DE REABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 041/01/2013 de 22/08/2013. Processo

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular PlanoCurricular

Plano Curricular Plano Curricular PlanoCurricular Área de formação 522. Eletricidade e Energia Curso de formação Técnico/a de Instalações Elétricas Nível de qualificação do QNQ 4 Componentes de Sociocultural Duração: 775 horas Científica Duração: 400

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 NOVEMBRO/2012 1) CURSOS OFERTADOS: Automação Industrial Eletrônica Eletrotécnica* Informática Informática para Internet* Mecânica* Química* Segurança do Trabalho* * Cursos

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Componente de Formação Sociocultural Português (b) Língua Estrangeira I ou II (c) Área de Integração

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte)

CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte) CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte) SESTINFO-2008 São Bernardo do Campo/março/2008 Áreas da Tecnologia que estão definindo nosso Futuro

Leia mais

AUDITORIAS TECNOLÓGICAS

AUDITORIAS TECNOLÓGICAS AUDITORIAS TECNOLÓGICAS ÀS EMPRESAS ETF PROCESSO MUITO DISCUTIDO E MUITO ALTERADO EPERIÊNCIAS DE REALIZAÇÃO DE AUDITORIAS TECNOLÓGICAS NO PASSADO SOB O TEMA DA TECNOLOGIA ERA SOLICITADA E TRATADA MUITA

Leia mais

Os Sistemas Electrónicos

Os Sistemas Electrónicos Os Sistemas Electrónicos Helena Sarmento 1 Sistema Electrónico Equipamento Electrónico Componentes Electrónicos Placa de Circuito Impresso Transístor Lei de Moore Sumário Projecto de Sistemas Electrónicos

Leia mais

Conceitos Básicos de Automação. Exemplo Motivador

Conceitos Básicos de Automação. Exemplo Motivador Conceitos Básicos de Automação Prof. Jeferson L. Curzel 2011/02 Exemplo Motivador Para uma furação manual o operador usava os olhos, o tato e a contração de seus braços para avaliar a evolução do furo

Leia mais

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação.

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação. Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processo Industrial Habilitação

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec:PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Id: 49691 (22 years)

Id: 49691 (22 years) Ver foto Id: 49691 (22 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 10/06/1993 País: Mozambique, Região: Maputo, Cidade: Maputo Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Objectivo:

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE DOMINGOS SEQUEIRA Ano Lectivo 2006/2007

ESCOLA SECUNDÁRIA DE DOMINGOS SEQUEIRA Ano Lectivo 2006/2007 Ano Lectivo 006/007 Ano º Turma K Curso Tecnológico de Eletrotecnia e Electrónica Apresentação do programa da disciplina ª SEA Texto Lírico Fernando Pessoa e seus heterónimos 6 ºP Português ª SEA Texto

Leia mais

Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h)

Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de O curso tem como objectivos específicos, dotar os participantes de conhecimentos que lhes permitam: Obter a RENOVAÇÃO da CERTIFICAÇÃO reconhecida pela ANACOM como técnico de projecto

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA PLANIFICAÇÃO. 1- Manutenção de Sistemas Electrónicos. Grupo Disciplinar Electrotecnia-540

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA PLANIFICAÇÃO. 1- Manutenção de Sistemas Electrónicos. Grupo Disciplinar Electrotecnia-540 1- Manutenção de Sistemas Electrónicos 1.1. Noção de Sistema. Blocos funcionais típicos Princípios da manutenção Tipos de manutenção: preventiva e correctiva Vantagens de uma manutenção adequada (relação

Leia mais

PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO

PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO CURSO: MECÂNICO DE AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO - PRONATEC 200 horas ÁREA: AUTOMOTIVA MODALIDADE: QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE(S) HABILITADA(S): CT PALMAS Plano de Curso

Leia mais

Software comercial para planeamento da distribuição

Software comercial para planeamento da distribuição Software comercial para planeamento da distribuição Existe uma grande variedade de software comercial para planeamento e análise de sistemas eléctricos de distribuição (ver tabela). Muitas das empresas

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 MULTIMÉDIA 1 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica Comunicar

Leia mais

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de MELECT ESTRUTURA DA PROVA Disciplina Capítulo Nº de questões Automação 01 3 02 2 03 2 01 1 Instalações Eléctricas 03 1 04 1 05 1 06 1

Leia mais

FORMAÇÃO. PROFISSIONAIS de electricidade. pour PARA les professionnels. de l ÉleCTRICITÉ

FORMAÇÃO. PROFISSIONAIS de electricidade. pour PARA les professionnels. de l ÉleCTRICITÉ pour PARA les professionnels PROFISSIONAIS de electricidade de l ÉleCTRICITÉ FORMAÇÃO Corte e Protecção Concepção e certificação de quadros e armários eléctricos até 400 A Curso ref. M.11.001.12 Objectivos

Leia mais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Tecnologia e Gestão

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Listagem de UC por curso Semestre * 2013-14 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Administração Pública Direito Administrativo Contabilidade Financeira Introdução aos Estudos das Organizações Fundamentos

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 APOIO À INFÂNCIA 1 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica

Leia mais

A pós graduação em eletrónica e automação desenvolve se em dois semestres letivos.

A pós graduação em eletrónica e automação desenvolve se em dois semestres letivos. NOME DO CURSO PÓS GRADUAÇÃO EM ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO DATA INICIO/DATA FIM 1 de outubro de 2015 APRESENTAÇÃO A pós graduação em eletrónica e automação desenvolve se em dois semestres letivos. Com esta

Leia mais

O que é um PLC (autómato)? Centro de Formação

O que é um PLC (autómato)? Centro de Formação O que é um PLC (autómato)? Centro de Formação 1 O que é um PLC (Autómato)? Sumário Histórico PLC Hardware Entrdas/Saídas Modo de Funcionamento do PLC Linguagens de programação Comunicação O que é necessário

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Indústria Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico de Técnico

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL II

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL II PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL II 3º Ano Regime: 2º Semestre Ano Lectivo: 2006/2007 Carga Horária: 2TP+2P Docente responsável: Eng.º Toni Alves Total de horas de contacto: 60 Corpo Docente:

Leia mais

As disciplinas de Sistemas CNC garantem ao educando subsídios para o entendimento das técnicas de utilização e programação das máquinas CNC.

As disciplinas de Sistemas CNC garantem ao educando subsídios para o entendimento das técnicas de utilização e programação das máquinas CNC. I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Mecatrônica Industrial Disciplina Sistemas CNC Professor Rogério Campos Semestre / Módulo 5º semestre Período Noturno Módulo 3FM5A Carga Horária Semanal: 4

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. 2 REFERENCIAL DE FORMAÇÃO O r g a n i z a ç ã o e m U n i d a d e s C a p i t a l i z á v e i s Área de Formação 523. Electrónica e Automação Itinerário de Formação 52301. Instalação e Reparação de Computadores

Leia mais

OFERTA FORMATIVA- CFPM. Anualmente o CFPM desenvolve os seguintes cursos de formação:

OFERTA FORMATIVA- CFPM. Anualmente o CFPM desenvolve os seguintes cursos de formação: OFERTA FORMATIVA- CFPM Anualmente o CFPM desenvolve os seguintes cursos de formação: FORMAÇÃO INICIAL: AUTOMAÇÃO E MANUTENÇÃO ELECTROMECÂNICA Duração: 1200 Horas É o profissional que está apto a desenvolver

Leia mais

João Pereira 1. Laboratórios de Engenharia Automóvel

João Pereira 1. Laboratórios de Engenharia Automóvel João Pereira 1 Laboratórios de Engenharia Automóvel Engenharia Automóvel João Pereira 2 Laboratórios de Engenharia Automóvel [1] - Motores e Mecânica Automóvel Engenharia Automóvel [2] - Diagnóstico e

Leia mais

Motores Lineares Industriais

Motores Lineares Industriais Motores Lineares Industriais Sistema de accionamento puramente eléctrico Controlo de posição livre ao longo de todo o curso Para tarefas de posicionamento precisas e dinâmicas Vida útil maior com a tecnologia

Leia mais

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Mecatrônica

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Mecatrônica Habilitação: Mecatrônica Aviso: Este catálogo é constantemente atualizado pelo Centro Paula Souza para obter informações atualizadas consulte o site: www.cpscetec.com.br/crt Mecatrônica Aplicativos Informatizados

Leia mais

Plano de Curso Eletrônica de Máquinas

Plano de Curso Eletrônica de Máquinas PLANO DE CURSO MSOBRFDETM08 PAG1 Plano de Curso Eletrônica de Máquinas Justificativa do curso As máquinas e equipamentos modernos tem recebido tecnologias cada vez mais modernas e sofisticadas, utilizam

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Electrónica, Automação e Computadores PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Automação e Computadores Escolas Proponentes / Autores E

Leia mais

Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL CONVÊNIO COM O SENAI Matriz Curricular válida para os acadêmicos

Leia mais

Sistemas de Accionamento Electromecânico

Sistemas de Accionamento Electromecânico Sistemas de Accionamento Electromecânico Comando e protecção de motores Introdução SISTEMAS de ACCIONAMENTO ELECTROMECÂNICO, O que são? Sistemas capazes de converter energia eléctrica em energia mecânica

Leia mais

SEW-EURODRIVE PORTUGAL

SEW-EURODRIVE PORTUGAL SEW-EURODRIVE PORTUGAL Programas de Formação Técnica Edição Julho 2015 2 Acionamentos Eletromecânicos 3 Acionamentos ATEX 6 Conversor de Frequência MOVITRAC 31C 9 Conversor de Frequência MOVITRAC 07 12

Leia mais

Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.03.2013 Processo /2013

Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.03.2013 Processo /2013 Etec Professor Horácio Augusto da Silveira Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.03.2013 Processo /2013 Para a Inscrição no Processo Seletivo, é necessário uma

Leia mais

Colégio Internato dos Carvalhos

Colégio Internato dos Carvalhos Colégio Internato dos Carvalhos Apresentação dos Cursos Secundários Científico -Tecnológicos No final do 9º Ano depara-se a todos os alunos, bem como aos pais e encarregados de educação, um dilema no que

Leia mais

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação (do latim Automatus, que significa mover-se por si) ; Uso de máquinas para controlar e executar suas tarefas quase sem interferência humana, empregando

Leia mais

Cronograma da Disciplina de Automação Industrial- Aulas Teóricas

Cronograma da Disciplina de Automação Industrial- Aulas Teóricas Cronograma da Disciplina de Automação Industrial- Aulas Teóricas Aula Sumário das Aulas Teóricas Sem. T1 Introdução aos objectivos e tipos da Automação Industrial Introdução à disciplina. Objectivos da

Leia mais

Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2015 Pág. 1 de 9 FISTA 2015. http://fista.iscte-iul.pt/

Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2015 Pág. 1 de 9 FISTA 2015. http://fista.iscte-iul.pt/ Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2015 Pág. 1 de 9 Propostas de Workshops para Escolas Secundárias (10º, 11º e 12º anos) no âmbito do (Forum of ISCTE-IUL School of Technology and

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Electrónica, Automação e Computadores PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Automação e Computadores Escolas Proponentes / Autores E.

Leia mais

1 O que é um computador? Definição uma máquina que lê dados, efectua cálculos e fornece resultados.

1 O que é um computador? Definição uma máquina que lê dados, efectua cálculos e fornece resultados. 1 O que é um computador? Definição uma máquina que lê dados, efectua cálculos e fornece resultados. 1.1 - Processos básicos do computador Entrada de dados ler ou receber os valores iniciais ou constantes

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Engenharia Licenciatura Engenharia e Gestão Industrial Unidade Curricular Automação Industrial Semestre: 5 Nº ECTS: 6,0 Regente Pedro Miguel Pinto Reis Gomes Assistente

Leia mais

O empregador deve assegurar ao trabalhador condições de segurança e de saúde em todos os aspectos do seu trabalho.

O empregador deve assegurar ao trabalhador condições de segurança e de saúde em todos os aspectos do seu trabalho. Guia de Segurança do Operador PORTUGAL: Lei n.º 102/2009 de 10 de Setembro Regime Jurídico da Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho O empregador deve assegurar ao trabalhador condições de segurança

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Ensino Secundário ANO LECTIVO 0/0 Disciplina: Praticas Oficinais 0.º Ano Turma C Total de Aulas Previstas (45 min) 00 º Período SET / 7 DEZ 78 º Período 0 JAN / 4 MAR 58 º Período 04 ABR / 4 JUN 4. Unidade

Leia mais

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO EM VIGOR. 523. Electrónica e Automação. 523229 - Técnico/a Especialista em Automação, Robótica e Controlo Industrial

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO EM VIGOR. 523. Electrónica e Automação. 523229 - Técnico/a Especialista em Automação, Robótica e Controlo Industrial REFERENCIAL DE FORMAÇÃO EM VIGOR Área de Educação e Formação Código e Designação do Referencial de Formação 523. Electrónica e Automação 523229 - Técnico/a Especialista em Automação, Robótica e Controlo

Leia mais

Esquema de Certificação Técnicos de Instalação e Manutenção de Sistemas de Climatização

Esquema de Certificação Técnicos de Instalação e Manutenção de Sistemas de Climatização Esquema de Certificação Técnicos de Instalação e Manutenção de Sistemas de Climatização 1. Introdução 1.1. O presente documento, descreve os requisitos particulares referentes à certificação de técnicos

Leia mais

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 19 Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 A Comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina, de acordo com as normas

Leia mais

Controle universal para motor de passo

Controle universal para motor de passo Controle universal para motor de passo No projeto de automatismos industriais, robótica ou ainda com finalidades didáticas, um controle de motor de passo é um ponto crítico que deve ser enfrentado pelo

Leia mais

Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2016 Pág. 1 de 9 FISTA 2016

Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2016 Pág. 1 de 9 FISTA 2016 Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2016 Pág. 1 de 9 Propostas de Workshops para Escolas Secundárias (10º, 11º e 12º anos) no âmbito do (Forum of ISCTE-IUL School of Technology and

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Electrónica e Telecomunicações PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Electricidade e Electrónica Escolas Proponentes / Autores E P Mariana

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral.

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Ementas: Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Desenho Mecânico 80hrs Normalização; Projeções; Perspectivas;

Leia mais

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural Agrupamento de escolas de Coruche CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural Componente de formação: Sócio-cultural: Total de horas (a) (ciclo de formação) Português Língua

Leia mais

MÓDULOS A LECCIONAR. 1 Criação de Páginas Web 25/33. 2 Aquisição e Tratamento de Imagem Estática 25/34. 1º Ano. Componente de formação: Sociocultural

MÓDULOS A LECCIONAR. 1 Criação de Páginas Web 25/33. 2 Aquisição e Tratamento de Imagem Estática 25/34. 1º Ano. Componente de formação: Sociocultural E L E N C O M O D U L A R A N U A L 2012-13 CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ANÁLISE LABORATORIAL 1º Ano CICLO DE FORMAÇÃO 2012/2015 Componente de formação: Sociocultural Disciplina: TIC Nº total de módulos:

Leia mais

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos Catálogo de Serviços de Assistência Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos ABB em Portugal A nossa organização Power Products Power Systems Discrete Automation & Motion Low Voltage Products

Leia mais

Áreas de aplicação das TIC TIC TIC. Burótica. Telemática. Computador. Tecnologias da Informação. Comunicação. Controlo e Automação

Áreas de aplicação das TIC TIC TIC. Burótica. Telemática. Computador. Tecnologias da Informação. Comunicação. Controlo e Automação Áreas de aplicação das Áreas de aplicação das Tecnologias da Informação Computador Controlo e Automação Áreas de aplicação das Computador Tecnologias da Informação Controlo e Automação Áreas de aplicação

Leia mais

Electrónica Industrial

Electrónica Industrial XIX CAMPEONATO REGIONAL DAS PROFISSÕES E l e c t r ó n i c a I n d u s t r i a l Índice 1. Equipamentos/ferramentas 2. Matriz da prova E l e c t r ó n i c a I n d u s t r i a l 1. Equipamentos/ferramentas

Leia mais

Estrutura Curricular do 2º Ciclo do Mestrado integrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores (MIEEC)

Estrutura Curricular do 2º Ciclo do Mestrado integrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores (MIEEC) Estrutura Curricular do 2º Ciclo do Mestrado integrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores (MIEEC) No segundo Ciclo do Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores (MIEEC), i.e, 7º a 10º

Leia mais

Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I. Fev. 2008

Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I. Fev. 2008 Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I Fev. 2008 Medeiros genda 1. Áreas de negócio Martifer; 2. Martifer Energia Equipamentos para energia S.A.; 3. Certificações Obtidas 4. Porquê IDI? 5. Objectivo

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DESENHADOR(A) DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO

PERFIL PROFISSIONAL DESENHADOR(A) DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL DESENHADOR(A) DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL Desenhador/a de Sistemas de Refrigeração e Climatização Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA

Leia mais

Área 521 Metalurgia e Metalomecânica CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL. Serralheiro(a) Mecânico(a) Júnior de Cunhos e Cortantes

Área 521 Metalurgia e Metalomecânica CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL. Serralheiro(a) Mecânico(a) Júnior de Cunhos e Cortantes Área 521 Metalurgia e Metalomecânica CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DE Serralheiro(a) Mecânico(a) Júnior de Cunhos e Cortantes GUIA DE CURSO 1/6 Curso Serralheiro(a) Mecânico(a) Júnior de Cunhos e

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: TÉCNICO EM MECATRÔNICA

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação: Outubro de 2005 Data de Revisão: Outubro 2005

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação: Outubro de 2005 Data de Revisão: Outubro 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 16 Data de Aprovação: Outubro de 2005 Data de Revisão: Outubro 2005 A comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina, de acordo com as

Leia mais

1 Apresentação da Empresa

1 Apresentação da Empresa 1 Apresentação da Empresa 1.1 Identificação da Empresa - Denominação Social: Famikron Fábrica de Cortantes, Moldes e Peças de precisão, Lda., - Endereço: Rua Santo António, 285 4760 485 Fradelos Vila Nova

Leia mais

Anexo ao Mapa de Pessoal 2010

Anexo ao Mapa de Pessoal 2010 Serviços Municipalizados de Peniche Anexo ao Mapa de Pessoal 2010 Conteúdos Funcionais Divisão Administrativa e Financeira Tesouraria Assistente Técnico Anexo ao Mapa de Pessoal 2010 Conteúdos Funcionais

Leia mais

Sistemas de Automação

Sistemas de Automação Sistemas de Automação Introdução Walter Fetter Lages w.fetter@ieee.org Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Elétrica Programa de Pós-Graduação em Engenharia

Leia mais

Engenharia Eletrônica

Engenharia Eletrônica Engenharia Eletrônica Contribuíram para esta apresentação: Prof. Euler de Vilhena Garcia Prof. Edson Mintsu Hung Prof. Sandro Augusto Pavlik Haddad A PARTIR DA ESTRUTURA DE DESIGN DE INSTRUMENTAÇÃO A PARTIR

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS O diodo de junção possui duas regiões de materiais semicondutores dos tipos N e P. Esse dispositivo é amplamente aplicado em circuitos chaveados, como, por exemplo, fontes de

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Eletricidade, Máquinas e Medidas Elétricas: 1.1. Princípios da Eletrodinâmica: Tensão Elétrica, Corrente Elétrica, Resistores Elétricos, Potência Elétrica e Leis de OHM; 1.2. Circuitos

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Electrónica Fundamental Escolas Proponentes / Autores ETP Zona

Leia mais

Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013

Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013 Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013 www.festo.pt O melhor computador do mundo é o Homem, e é o único que pode ser produzido em massa por mão de obra não especializada. Wernher von Braun 1912-1977

Leia mais

para cargas críticas.

para cargas críticas. 50 anos NO-BREAKS & ESTABILIZADORES DE TENSÃO Soluções em sistemas de pura ENERGIA para cargas críticas. www.amplimag.com.br EMPRESA Amplimag Controles Eletrônicos Ltda. Empresa 100% Nacional, desde 1962

Leia mais