INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MILITARES DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MILITARES DO ESTADO DE MINAS GERAIS"

Transcrição

1 PORTARIA DG Nº. 280, de 8 de julho de 2011 Regulamenta o recadastramento anual de pensionistas do IPSM. O Diretor-Geral do Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais - IPSM, tendo em vista o disposto no artigo 10-B da Lei nº , de 28 de dezembro de 1990, e no uso da atribuição que lhe confere o artigo 7º, inciso I, do Decreto Nº , de 11/09/03, e considerando: I - a imposição legal e regulamentar de atualização cadastral permanente dos beneficiários que recebem pensões à conta dos recursos do Instituto, II - a necessidade de aperfeiçoamento dos mecanismos de controle de pensões, III - a dificuldade, de alguns pensionistas, de locomoção ou de acesso a cartórios de registro civil localizados em cidade diversa daquela em que residem, RESOLVE: Art. 1º É obrigatório o recadastramento anual de pensionistas, mediante a apresentação de: I - original da certidão de casamento ou nascimento, com data de expedição recente (máximo 90 dias); II - declaração, no caso de ex-cônjuge ou ex-companheiro, de que não vive em regime de companheirismo ou união estável, nos termos do Anexo A ; III - declaração, no caso de filha maior de vinte e um anos de idade, cujo direito tenha sido adquirido sob a égide de legislação anterior, de estado civil e de dependência econômica, nos termos dos anexos B ou C, conforme a data de falecimento do instituidor da pensão. 1º Será feito no mês do respectivo aniversário o recadastramento dos pensionistas: a) maiores de dezoito anos; b) sob tutela ou curatela; c) menores de dezoito anos, cujo representante legal não seja pensionista. 2º Os documentos relativos aos pensionistas menores de dezoito anos serão apresentados juntamente com os do pensionista titular, no mês do aniversário deste. 3º Os tutores e curadores de pensionistas deverão apresentar, quando do recadastramento, cópia do termo de tutela ou curatela, expedido pelo Juízo que a deferiu, bem como a sua averbação na certidão de nascimento ou casamento. 4º - É permitido, no caso de pensionistas com idade igual ou superior a sessenta anos ou que demonstrem incapacidade de locomoção, que tenham recadastramento feito por membro da família ou pessoa de confiança. Art. 2º Caberá à Divisão de Previdência comunicar ao pensionista, no mês que anteceder seu aniversário, o prazo para apresentação dos documentos. Art. 3º Excepcionalmente, as certidões de casamento e nascimento exigidas para o recadastramento poderão ser substituídas por declaração prestada por Oficial da Polícia Militar - PMMG ou do Corpo de Bombeiros Militar - CBMMG que não tenha impedimento legal, conforme modelo do anexo D. 1º - A declaração será acompanhada, para conferência, de fotocópia do documento de identidade do declarante. 2º Não serão aceitas declarações de oficiais cujo vencimento ou provento não comporte eventual desconto decorrente da responsabilidade assumida em razão da declaração prevista neste artigo.

2 3º Fica limitado a duas o número de declarações a serem fornecidas por um mesmo oficial, no decurso de um ano. Art.4º O recadastramento será feito: I - junto à Divisão de Previdência do IPSM, através de comparecimento pessoal do pensionista titular ou de seu representante legal, devidamente identificado, munido da documentação a que se refere o art. 1º; ou II - através de encaminhamento da documentação via correio, com Aviso de Recebimento - AR, postada com antecedência suficiente para seu recebimento dentro do período estabelecido. Art. 5º Caberá à Divisão de Previdência: I - receber, examinar e arquivar a documentação relativa ao cadastramento; II - notificar - diretamente via correios, com Aviso de Recebimento-AR e por edital publicado no Minas Gerais - os pensionistas que no período e termos desta Portaria, não se tenham recadastrado, assentando-lhes prazo de sessenta dias para regularização de seu cadastro, sob pena de retenção do benefício, até que seja a situação regularizada. Art. 6º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. Art. 7º Revoga-se a Portaria DG nº. 004/99, de 09 de fevereiro de Belo Horizonte, 8 de julho de Eduardo Mendes de Sousa, Cel PM QOR Diretor-Geral

3 Anexo "A" à Portaria DG Nº 280/11 (Art. 1º, II, da Portaria nº 280/11) RECADASTRAMENTO DE CÔNJUGE OU COMPANHEIRO(A) DECLARAÇÃO, (nome do(a) pensionista) beneficiário(a) de pensão legada pelo(a) (posto ou graduação) (nome do ex-segurado) _, DECLARA, sob as penas da lei, para fim de recadastramento junto ao IPSM, com vistas à continuidade de recebimento do benefício, que não vive em regime de companheirismo ou união estável. Por ser verdade, firma a presente Declaração. Anexa: Certidão de registro civil do(a) declarante, com data de emissão recente (no máximo há noventa dias.), / / (Localidade) (Data) (Assinatura do(a) pensionista)

4 Anexo "B" à Portaria DG Nº 280/11 (Art. 1º, III, da Portaria nº 280/11) RECADASTRAMENTO DE FILHA SOLTEIRA MAIOR DE 21 ANOS DECLARAÇÃO (Modelo relativo a pensionistas de segurados falecidos entre 6/3/80 e 1/10/82), (nome da pensionista) beneficiária, na condição de filha solteira maior de 21 (vinte e um) anos, de pensão legada pelo(a), (posto ou graduação) (nome do ex-segurado) _, DECLARA, sob as penas da lei, para fim de recadastramento junto ao IPSM, com vistas à continuidade de recebimento do benefício, que: Não vive em regime de companheirismo ou união estável Não ocupa cargo ou emprego público em órgão da Administração Direta ou Indireta da União, de Estado ou de Município. OBSERVAÇÕES: (preencher apenas se a declarante não satisfizer uma das condições acima) Anexa: Certidão de nascimento da declarante, com data de emissão recente (no máximo há noventa dias)., / / (Localidade) (Data) (Assinatura da pensionista)

5 Anexo "B" (Verso) INFORMAÇÃO (preenchimento a cargo do IPSM) O segurado faleceu em / /, período no qual a concessão de pensão previdenciária era regida pela Lei nº 7.290, de 04/07/1978, regulamentada pelo Decreto nº , de 05/03/1980. DISPOSIÇÃO REGULADORA DA DISPOSIÇÃO REGULADORA DA CONCESSÃO DE PENSÃO PERDA DA CONDIÇÃO DE PENSIONISTA LEI Nº 7.290, de 04/07/1978: LEI Nº 7.290, de 04/07/1978 Art. 9º O Poder Executivo regulamentará esta Lei, ficando autorizado a estabelecer: rá esta Lei, ficando autorizado a estabelecer: Art. 9º O Poder Executivo regulamenta- I -... I -... III - o regime previdencial e o plano de III - o regime previdencial e o plano de benefícios; benefícios; IV -... IV -... DECRETO Nº , de 5 de março de 1980: DECRETO Nº , de 5 de março de 1980: Art. 7º Perderá o direito à prestação o cônjuge que tenha abandonado o lar conjugal, Art. 5º Considera-se dependente do segurado, para os efeitos deste Regulamento: direito a alimento, reconhecidas essas situa- sem justa causa, ou o que tenha perdido o I - a esposa; o marido inválido, a companheira mantida há mais de cinco (5) anos; o Art. 20. A quota de pensão extinguir-seções por sentença transitada em julgado. filho de qualquer condição, menor de dezoito á: (18) anos ou inválido e a filha, de qualquer I - por morte do pensionista; condição, solteira, que não ocupe cargo ou II - pelo casamento de pensionista do emprego público em órgão da Administração sexo feminino; Direta ou Indireta da União, de Estado e de III - para a filha, de qualquer condição, Município; solteira, quando vier a ocupar cargo ou emprego público em órgão da Administração Di- II - a pessoa designada que, se do sexo masculino, só poderá ser menor de dezoito reta ou Indireta da União, de Estado e de Município; (18) anos, maior de sessenta (60) anos, ou inválida; III - para a irmã quando, não sendo inválida, completar 21 (vinte e um) anos de idade; III - a mãe; IV - o pai inválido; IV - para o filho ou irmão quando, não V - o irmão, de qualquer condição, menor de dezoito (18) anos ou inválido; a irmã V - para a pessoa do sexo masculino sendo inválido, completar dezoito (18) anos; solteira, de qualquer condição, menor de vinte designada na forma do inciso II do artigo 5º, e um (21) anos ou inválida. quando completar dezoito (18) anos de idade; VI - para o pensionista inválido, se cessar a invalidez. (identificação do funcionário responsável)

6 Anexo "C" à Portaria DG Nº 280/11 (Art. 1º, III, da Portaria nº 280/11) RECADASTRAMENTO DE FILHA SOLTEIRA MAIOR DE 21 ANOS DECLARAÇÃO (Modelo relativo a pensionistas de segurados falecidos entre 2/10/82 e 29/9/84), (nome da pensionista) beneficiária, na condição de filha solteira maior de 21 (vinte e um) anos, de pensão legada pelo(a), (posto ou graduação) (nome do ex-segurado) _, DECLARA, sob as penas da lei, para fim de recadastramento junto ao IPSM, com vistas à continuidade de recebimento do benefício, que: Não vive em regime de companheirismo ou união estável Não exerce atividade remunerada nem possui rendimento próprio. OBSERVAÇÕES: (preencher apenas se a declarante não satisfizer uma das condições acima) Anexa: Certidão de nascimento da declarante, com data de emissão recente (no máximo há noventa dias)., / / (Localidade) (Data) (Assinatura da pensionista)

7 Anexo "C" (Verso) Informação (preenchimento a cargo do IPSM) O segurado faleceu em / /, período no qual a concessão de pensão previdenciária era regida pela Lei nº 8.284, de 1º/10/1982. DISPOSIÇÃO REGULADORA DA CONCESSÃO DE PENSÃO LEI Nº 8.284, de 1º de outubro de 1982: Art. 11. Consideram-se dependentes do segurado, para fins de prestação previdenciária: Classe I - a esposa, o marido inválido, a companheira com quem venha convivendo por mais de 5 (cinco) anos; o filho e o enteado, solteiros, menores de 18 (dezoito) anos ou inválidos; a filha e a enteada, solteiras, sem atividade remunerada ou rendimentos próprios; o menor de 18 (dezoito) anos que, por determinação legal, se encontre sob sua guarda ou tutela e não possua recursos suficientes para o próprio sustento e educação; Classe II - o pai inválido e a mãe. Classe III - o irmão solteiro, menor de 18 (dezoito) anos ou inválido e a irmã solteira, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválida, sem atividade remunerada ou rendimentos próprios. DISPOSIÇÃO REGULADORA DA PERDA DA CONDIÇÃO DE PENSIONISTA LEI Nº 8.284, de 1º de outubro de 1982: Art. 15. Perderá a condição de dependente para fins de prestação previdenciária: I - o cônjuge culpado ou o que renunciar ou dispensar alimentos em processo judicial, com sentença transitada em julgado; II - a companheira que deixar de conviver com o segurado, e que dele não receber prestação alimentícia; III - o inválido que recuperar sua capacidade física ou mental; IV - o menor, quando cessar a determinação legal de guarda ou tutela, em relação ao segurado; V - o dependente do sexo feminino que se casar. (identificação do funcionário responsável)

8 Anexo "D" à Portaria DG Nº 280/11 (Art 3º da Portaria nº 280/11) DECLARAÇÃO DE VIDA E RESIDÊNCIA Eu, nº, posto, residente na cidade de, DECLARO, de conhecimento próprio, perante o Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais, sob as penas impostas no artigo 299 do Código Penal Brasileiro, que o/a Sr(ª), viúvo(a) companheira(o) filho(a) do nº posto/graduação nome, residente na Av / Rua, nº, bairro, cidade de, Estado de, CEP, não contraiu novas núpcias nem vive em regime de companheirismo ou união estável, preenchendo os requisitos legais para usufruir dos benefícios previdenciários e de assistência à saúde do IPSM, estabelecidos em leis e normas reguladoras vigentes; no caso de filha solteira maior de 21 anos, que não exerce atividade remunerada nem possui rendimentos próprios. DECLARO ainda que os dependentes abaixo: são solteiros e não vivem em regime de companheirismo. ASSUMO pessoal responsabilidade, inclusive pecuniária, pela declaração acima, e autorizo o IPSM a promover, junto à respectiva unidade pagadora, desconto, em meu contracheque, de eventuais prejuízos decorrentes de alterações não notificadas ao IPSM, relacionadas a qualquer situação atestada no presente documento. Assinatura OBS: Acompanha esta declaração, necessariamente, fotocópia do documento de identidade do declarante, contendo sua assinatura, conforme disposto no Art. 3º, 1º, da Portaria DG nº 280/11.

REQUERIMENTO DE PENSÃO

REQUERIMENTO DE PENSÃO Versão 9 REQUERIMENTO DE PENSÃO SEGURADO (A) Segurado(a): CPF nº: Cargo: Órgão de origem: DATA DO ÓBITO: / / Ativo: ( ) Inativo: ( ) NOME DEPENDENTES PREVIDENCIÁRIOS Data de Nascimento Parentesco Estado

Leia mais

NITERÓI PREV. ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO

NITERÓI PREV. ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO IMPORTANTE O recadastramento é obrigatório e seu descumprimento poderá acarretar as sanções previstas no Decreto Municipal nº 12.248, de 14 de abril

Leia mais

REQUERIMENTO DE PENSÃO

REQUERIMENTO DE PENSÃO Versão 12 REQUERIMENTO DE PENSÃO SEGURADO (A) Segurado(a): CPF nº: Cargo: Órgão de origem: DATA DO ÓBITO: / / Ativo: ( ) Inativo: ( ) NOME DEPENDENTES PREVIDENCIÁRIOS Data de Nascimento Parentesco Estado

Leia mais

de todas as pessoas da unidade familiar CPF

de todas as pessoas da unidade familiar CPF Após concluir a sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA). Seguem documentos necessários a serem apresentados na

Leia mais

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS 2ª chamada de aprovados no SISU 2013/01 DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: Dias 01, 04 e 05 de fevereiro de 2013. Horário: 10 horas às 11 horas e das 14horas às 20 horas. Local: Coordenação

Leia mais

Dependentes para fins de Imposto de Renda

Dependentes para fins de Imposto de Renda Dependentes para fins de Imposto de Renda 318 - Quem pode ser dependente de acordo com a legislação tributária? Podem ser dependentes, para efeito do imposto sobre a renda: 1 - companheiro(a) com quem

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MANUAL DO SERVIDOR

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MANUAL DO SERVIDOR Página de 5 PLANO DE SAÚDE - GEAP DEFINIÇÃO Ingresso: benefício que compreende a assistência médica, hospitalar, odontológica, psicológica e farmacêutica prestada pela operadora GEAP, visto que esta possui

Leia mais

Data de Nascimento Naturalidade Relação de Parentesco c/ titular

Data de Nascimento Naturalidade Relação de Parentesco c/ titular Nome do(a) Requerente: DADOS DO(A) REQUERENTE - PENSIONISTA Sexo ( ) M ( ) F Inválido ( ) SIM ( ) NÃO R.G. (Identidade) Data de Expedição Órgão Expedidor CPF do(a) Requerente Data de Nascimento Naturalidade

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ RESOLUÇÃO Nº 490 (11 DE JUNHO DE 2012)

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ RESOLUÇÃO Nº 490 (11 DE JUNHO DE 2012) TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ RESOLUÇÃO Nº 490 (11 DE JUNHO DE 2012) Dispõe sobre o instituto da dependência econômica no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará. O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL

Leia mais

Apresentação... 3. Quem pode solicitar pensão por morte junto ao INSS... 5. Procedimentos INSS - Cônjuge... 6

Apresentação... 3. Quem pode solicitar pensão por morte junto ao INSS... 5. Procedimentos INSS - Cônjuge... 6 Apresentação... 3 Quem pode solicitar pensão por morte junto ao INSS... 5 Procedimentos INSS - Cônjuge... 6 -OBSERVAÇÕES -PARA REQUERIMENTO DE PENSÃO POR MORTE JUNTO A INSS -DOCUMENTAÇÃO -COMPROVAÇÃO DE

Leia mais

PMESP MENOR DE IDADE FUNC PÚBLICO MILITAR DA ATIVA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PESSOAL DIVISÃO DE SELEÇÃO E ALISTAMENTO

PMESP MENOR DE IDADE FUNC PÚBLICO MILITAR DA ATIVA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PESSOAL DIVISÃO DE SELEÇÃO E ALISTAMENTO NOME RG IDADE PMESP MENOR DE IDADE FUNC PÚBLICO MILITAR DA ATIVA DIRETORIA DE PESSOAL DIVISÃO DE SELEÇÃO E ALISTAMENTO EDITAL: N.º DE INSCRIÇÃO: NOME: ENDEREÇO: Nº BAIRRO: CIDADE: UF CEP: - TEL. CEL. (

Leia mais

ITENS PENDENTES PARA O BENEFÍCIOS DA ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL (BAE)

ITENS PENDENTES PARA O BENEFÍCIOS DA ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL (BAE) ITENS PENDENTES PARA O BENEFÍCIOS DA ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL (BAE) EDITAL Nº 38/2015 Exercício 2016 MATRÍCULA 02030123 02030138 02030145 02030146 SITUAÇÃO DO BAE Informação dos dados bancários da aluna

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO. 2. Original dos seguintes documentos, solicitados no local de residência do candidato:

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO. 2. Original dos seguintes documentos, solicitados no local de residência do candidato: TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO DOCUMENTAÇÃO PARA A POSSE 1. 3 (três) fotos recentes, tamanho 3X4 2. Original dos seguintes documentos, solicitados no local de residência do candidato: a) Certidão

Leia mais

O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO MARANHÃO, no exercício de suas atribuições legais e regimentais.

O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO MARANHÃO, no exercício de suas atribuições legais e regimentais. RESOLUÇÃO CRCMA Nº 520/2014 REGULAMENTA DO ARTIGO 96, INCISO IV DO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO MARANHÃO APROVADO COM RESOLUÇÃO 491/2010. O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE

Leia mais

Processo Seletivo Renovação de Bolsa Filantropia

Processo Seletivo Renovação de Bolsa Filantropia REQUERIMENTO PARA A RENOVAÇÃO E CONCESSÃO DE BOLSA FILANTROPIA DA FACULDADE PADRE JOÃO BAGOZZI Nome: Curso: período atual: Telefone residencial: telefone celular: Email: Importante: - Não serão recebidos

Leia mais

1º PASSO: Acessar o site CHN SOCIAL www.cnhsocial.es.gov.br

1º PASSO: Acessar o site CHN SOCIAL www.cnhsocial.es.gov.br ATENÇÃO Siga cuidadosamente todas as orientações deste Manual durante o processo de inscrição online 1º PASSO: Acessar o site CHN SOCIAL www.cnhsocial.es.gov.br Essa é a página inicial do Sistema. Para

Leia mais

AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO É o registro do tempo de serviço/contribuição

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CAMPUS SANTA INGRESSO NOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS SANTA EDITAL Nº 03 DE 10 DE MARÇO DE 2015 O Diretor-Geral do Campus Santa Teresa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

PENSÃO POR MORTE. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 201, inciso V, da CF; Artigos 74 a 79 da Lei 8.213/91 (LB); Artigos 105 a 115 do Decreto 3.

PENSÃO POR MORTE. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 201, inciso V, da CF; Artigos 74 a 79 da Lei 8.213/91 (LB); Artigos 105 a 115 do Decreto 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 201, inciso V, da CF; Artigos 74 a 79 da Lei 8.213/91 (LB); Artigos 105 a 115 do Decreto 3.048/99; e Artigos 364 a 380, da IN 77. CONCEITO A pensão por morte é o benefício previdenciário

Leia mais

... 2 ... 2 ... 3 ... 3 ... 3 ... 3 ... 3 ... 5 ... 6 ... 6

... 2 ... 2 ... 3 ... 3 ... 3 ... 3 ... 3 ... 5 ... 6 ... 6 ... 2... 2... 5... 6... 6 Este documento apresenta as informações necessárias para que os beneficiários de pensão por morte possam dar entrada no pedido do benefício. Prazos, documentos, locais, formulários

Leia mais

Análise de questão pensão por morte Adriana Menezes

Análise de questão pensão por morte Adriana Menezes Análise de questão pensão por morte Adriana Menezes (Questão elaborada) - Veja a situação hipotética apresentada e analise as questões abaixo. Carlos e Patrícia são casados há 05 anos e trabalham na mesma

Leia mais

ORIENTAÇÕES ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR. A assistência à Saúde Suplementar é o Subsídio oferecido pela União, conforme Portaria

ORIENTAÇÕES ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR. A assistência à Saúde Suplementar é o Subsídio oferecido pela União, conforme Portaria ORIENTAÇÕES ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR A assistência à Saúde Suplementar é o Subsídio oferecido pela União, conforme Portaria Normativa/SRH-MP nº 5 de 11/10/2010, para o custeio das despesas com o

Leia mais

DECRETO Nº 30.348 DE 1 DE JANEIRO DE 2009

DECRETO Nº 30.348 DE 1 DE JANEIRO DE 2009 DECRETO Nº 30.348 DE 1 DE JANEIRO DE 2009 Estabelece novos procedimentos para o cumprimento do Código de Ética da Administração Municipal. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições

Leia mais

Relação de documentos exigidos para processo de Bolsa de Estudo FAPCOM 2014

Relação de documentos exigidos para processo de Bolsa de Estudo FAPCOM 2014 Relação de documentos exigidos para processo de Bolsa de Estudo FAPCOM 2014 IMPORTANTE: esta é uma ótima oportunidade para obter uma Bolsa de Estudo na FAPCOM e, para tanto, solicitamos sua atenção para

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA DER ADAMANTINA Tutorial para inscrição Bolsa Universidade

PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA DER ADAMANTINA Tutorial para inscrição Bolsa Universidade 1º Passo Acesso ao Site: http://escoladafamilia.fde.sp.gov.br 2º Passo Acesse a pagina para a inscrição 3º Passo Acesso a inscrição 4º Passo Início da inscrição Fone (18) 3502-2333 E-mail: familiadamantina@hotmail.com

Leia mais

Considerando o disposto na Instrução Normativa nº 15, de 10 de janeiro de 2013, que

Considerando o disposto na Instrução Normativa nº 15, de 10 de janeiro de 2013, que PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 075/2014. (Referendada e alterada pela RA nº 088/2014) Dispõe sobre o reconhecimento e o registro de união estável e sobre o instituto da dependência econômica em relação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos ANEXO I

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos ANEXO I ANEXO I DA COMPROVAÇÃO DE RENDA DO CANDIDATO CLASSIFICADO EM VAGAS RESERVADAS DE QUE TRATA O INCISO I DO ART. 3º DA PORTARIA NORMATIVA Nº 18 DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Todos os procedimentos para comprovação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11/2004

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11/2004 Ver também IN 01/05 Revogada pela IN 7/09 Altera a Instrução Normativa n. 12/2002, que dispõe sobre a remessa de processos de aposentadoria, reforma e pensão da Administração

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES (Lei nº 8.429/92 e Decreto nº 5.483/05) Declaração de Ingresso Preencher os itens 1, 2, 8, 9, 11 e 12 Declaração

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO BAAE I AUXÍLIO ALUGUEL AUXÍLIO ESTÁGIO MORADIA ESTUDANTIL

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO BAAE I AUXÍLIO ALUGUEL AUXÍLIO ESTÁGIO MORADIA ESTUDANTIL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO BAAE I AUXÍLIO ALUGUEL AUXÍLIO ESTÁGIO MORADIA ESTUDANTIL Não serão aceitos documentos originais, somente CÓPIAS! DOCUMENTOS REFERENTES AO PERFIL DO ALUNO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DO FIES - CONFERÊNCIA DA DOCUMENTAÇÃO

PROCESSO SELETIVO DO FIES - CONFERÊNCIA DA DOCUMENTAÇÃO PROCESSO SELETIVO DO FIES - CONFERÊNCIA DA DOCUMENTAÇÃO Data da entrega da documentação: / / Data limite para apresentar a documentação a CPSA: / / Curso:Número de Matrícula: Nome do Acadêmico:_ Possui

Leia mais

Documentos necessários para o Candidato e Grupo Familiar quando Préselecionado (apresentar original e xerox de todos os documentos).

Documentos necessários para o Candidato e Grupo Familiar quando Préselecionado (apresentar original e xerox de todos os documentos). CRONOGRAMA DE INSCRIÇÕES FUNDAPLUB - 2007.2 Inscrições: 06 a 20 de Agosto Listagem dos Pré-selecionados: 23 de Agosto Entrega da Documentação: 24, 27, 28 e 29 de Agosto até às 20HS Entrega do novo boleto

Leia mais

ANEXO V RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº

ANEXO V RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº UFRB ANEXO V RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº 18/2012) Para cada membro do núcleo familiar colocado no formulário DECLARAÇÃO DE

Leia mais

FORMULÁRIO PARA BOLSA DE ESTUDO -COLÉGIO 2014. Se menor de 18 anos, informar o CPF do responsável:

FORMULÁRIO PARA BOLSA DE ESTUDO -COLÉGIO 2014. Se menor de 18 anos, informar o CPF do responsável: FORMULÁRIO PARA BOLSA DE ESTUDO -COLÉGIO 2014 Dados Pessoais do (a) CANDIDATO (A): Nome: Nº Matrícula e/ou inscrição Data de nascimento: Sexo: Naturalidade: Endereço Residencial: Nacionalidade: Nº Bairro:

Leia mais

Guarda e suas implicações sobre os regimes previdenciários

Guarda e suas implicações sobre os regimes previdenciários Guarda e suas implicações sobre os regimes previdenciários Adalgisa Wiedemann Chaves Promotora de Justiça Promotoria de Justiça de Família e Sucessões Duas análises possíveis: 1. Guarda no Eixo Parental

Leia mais

Instruções para Matrícula

Instruções para Matrícula As matrículas dos candidatos das listas de espera NÃO podem ser realizadas por e-mail. O candidato selecionado deverá comparecer à UFCSPA ou enviar procurador para realizar matrícula. A procuração é simples,

Leia mais

Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados.

Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados. Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados. O cadastramento tem por finalidade vincular o candidato à UFCG, confirmando sua pretensão de frequentar o curso em que obteve classificação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47 EDITAL DE CREDENCIAMENTO - N.º 006/2011 Secretaria Municipal de Saúde A Secretaria Municipal da Saúde de Rio Negro torna público que estará recebendo em sua sede, situada na Travessa Sete de Setembro,

Leia mais

ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO:

ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO: ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO: Dia 29-07-2014 De 9 as 18h; Dia 30-07-2014 De 9 as 18h; INFORMAÇÕES, RELAÇÃO

Leia mais

Termo de Acordo Gratuito Conceito:. (

Termo de Acordo Gratuito Conceito:. ( Aliança Termo de Acordo Gratuito: Conceito: Acordo cuja execução não envolve transferência de recursos entre os partícipes. (Portaria Interministerial MP/MF/CGU nº 127, de 29 de maio de 2008, com fundamento

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REQUERER: PENSÃO VITALÍCIA OU TEMPORÁRIA DIREITOS DEIXADOS VIÚVAS (OS):

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REQUERER: PENSÃO VITALÍCIA OU TEMPORÁRIA DIREITOS DEIXADOS VIÚVAS (OS): PENSÃO VITALÍCIA OU TEMPORÁRIA DIREITOS DEIXADOS VIÚVAS (OS): Certidão de Casamento - atualizada com data máxima de 6 meses antes do óbito (tirar 2ª via no cartório em que casou); CPF, RG e Título Eleitoral

Leia mais

A SISTEMÁTICA DA CONCESSÃO DE PENSÃO POR MORTE NO SUPSEC. SEPLAG- CPREV Coordenador: Sergio Lage Palestrante: Amaury Reis F. Filho

A SISTEMÁTICA DA CONCESSÃO DE PENSÃO POR MORTE NO SUPSEC. SEPLAG- CPREV Coordenador: Sergio Lage Palestrante: Amaury Reis F. Filho A SISTEMÁTICA DA CONCESSÃO DE PENSÃO POR MORTE NO SUPSEC SEPLAG- CPREV Coordenador: Sergio Lage Palestrante: Amaury Reis F. Filho QUEM SÃO OS BENEFICIÁRIOS? O inciso II, do ART. 331 da Constituição Estadual

Leia mais

*Deverão ser apresentados originais e cópias simples dos documentos, em tamanho A4, folhas individuais e sem recortá-los.

*Deverão ser apresentados originais e cópias simples dos documentos, em tamanho A4, folhas individuais e sem recortá-los. *Deverão ser apresentados originais e cópias simples dos documentos, em tamanho A4, folhas individuais e sem recortá-los. RELAÇÃO DE DOCUMENTOS DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR Documento de Identificação

Leia mais

Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira - IMIP Escola de Pós-Graduação em Saúde Materno Infantil Instituição Civil Filantrópica

Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira - IMIP Escola de Pós-Graduação em Saúde Materno Infantil Instituição Civil Filantrópica EDITAL O Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira IMIP em parceria com a Faculdade Pernambucana de Saúde FPS tornam público que será realizada, SELEÇÃO DE TÍTULOS para vagas dos Programas

Leia mais

PROCURADORIA A GERAL DO ESTA T DO DE SÃO PA P ULO

PROCURADORIA A GERAL DO ESTA T DO DE SÃO PA P ULO PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DE SÃO PAULO V Curso de Aperfeiçoamento e Prática Forense dos Estagiários da Procuradoria Judicial da Capital 06/11/2014 PREVIDENCIÁRIO DE PENSÃO POR MORTE CONCEDIDO EM DESCONFOMIDADE

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Documentos do vendedor Pessoa Física Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

Ano 2014. É educando. Não: Endereço:... Série 2014:... Identificação do

Ano 2014. É educando. Não: Endereço:... Série 2014:... Identificação do Formulário de Solicitação de d Bolsa de Estudos Ano 2014 É educando (a) matriculado (a) no Colégio Passionista São Paulo da Cruz? Sim: Não: Código Educando (a): Identificação do (a) Educando (a) Data de

Leia mais

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo;

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; Instrução SP-PREVCOM / TJ nº 04/2013. Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; A Fundação de Previdência Complementar

Leia mais

Regulamento. Setor de Processos Revisão 5

Regulamento. Setor de Processos Revisão 5 Regulamento Setor de Processos Revisão 5 Suma rio 1. OBJETIVO... 2 2. SOLICITAÇÃO... 2 2.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA... 2 3. CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DO UNIMAIS... 4 4. LIMITE DE VAGAS... 5 5. COMUNICAÇÃO

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE INSCRIÇÃO DE CASAS POPULARES

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE INSCRIÇÃO DE CASAS POPULARES ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE INSCRIÇÃO DE CASAS POPULARES 1 - Configurações para iniciar o cadastro. Ao acessar o programa, abrirá mensagem inicial de orientação de cadastramento. Caso apareça a mensagem

Leia mais

DECRETO Nº 3739-12/11/2008

DECRETO Nº 3739-12/11/2008 DECRETO Nº 3739-12/11/2008 Publicado no Diário Oficial Nº 7848 de 12/11/2008 Súmula: Dispõe sobre o regulamento da promoção para os servidores ativos, das Carreiras do Quadro Próprio do Poder Executivo-QPPE...

Leia mais

Secretaria-Executiva Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos

Secretaria-Executiva Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos Secretaria-Executiva Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos Caro (a) Servidor (a) A Coordenação-Geral de Recursos Humanos deseja-lhe boas vindas.

Leia mais

Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro

Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro Conte conosco! O Itaú está à sua disposição e sabe a importância de oferecer a você o apoio necessário neste momento. Por isso, preparamos este material

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS. Endereço Residencial (Rua, Avenida, etc.) Nº Complemento. Bairro Cidade UF País CEP

INFORMAÇÕES GERAIS. Endereço Residencial (Rua, Avenida, etc.) Nº Complemento. Bairro Cidade UF País CEP FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA CITIBANK DTVM S.A. Código Investidor Nome do Titular INFORMAÇÕES GERAIS CPF Telefone 1 (DDD e Nº) Celular 1 (DDD e Nº) Fax 1 (DDD e Nº) E-mail 1 Telefone 2 (DDD e Nº) Celular

Leia mais

1) Qual a resolução que dispõe sobre a notificação da autuação e defesa da autuação?

1) Qual a resolução que dispõe sobre a notificação da autuação e defesa da autuação? Diante da veiculação e circulação de e-mails falsos, o DER/MG esclarece que não faz uso de correio eletrônico para notificar sobre a existência de multas. 1) Qual a resolução que dispõe sobre a notificação

Leia mais

ANEXO I ENDEREÇO (RUA, AV) N.º COMPLEMENTO DADOS DO VEÍCULO

ANEXO I ENDEREÇO (RUA, AV) N.º COMPLEMENTO DADOS DO VEÍCULO ANEXO I AUTORIZATÁRIO ESCOLAR PESSOA NATURAL Solicito ao Presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem/MG- Transcon, o credenciamento como Autorizatário serviço de Escolar como

Leia mais

CIRCULAR Nº 1.528. É obrigatório o preenchimento de ficha-proposta que registre:

CIRCULAR Nº 1.528. É obrigatório o preenchimento de ficha-proposta que registre: CIRCULAR Nº 1.528 Comunicamos que a Diretoria do Banco Central do Brasil, em sessão realizada em 23.08.89, tendo em vista o disposto na Resolução n 1.631, de 24.08.89, decidiu estabelecer as normas que

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 748, DE 2 JULHO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 748, DE 2 JULHO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº 748, DE 2 JULHO DE 2015. Disciplina o pagamento do Abono Salarial referente ao exercício de 2015/2016. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador - CODEFAT, no uso das atribuições

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE MUNICÍPIO DE PARELHAS Palácio Severino da Silva Oliveira GABINETE DO PREFEITO EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE Nº 001/2016:

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE MUNICÍPIO DE PARELHAS Palácio Severino da Silva Oliveira GABINETE DO PREFEITO EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE Nº 001/2016: EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE Nº 001/2016: O PREFEITO MUNICIPAL DE PARELHAS, Estado do Rio Grande do Norte, FRANCISCO ASSIS DE MEDEIROS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município;

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CENTRAL DE COMPRAS SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO E/OU RENOVAÇÃO. À Comissão Permanente de Cadastro de Fornecedores;

DEPARTAMENTO DE CENTRAL DE COMPRAS SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO E/OU RENOVAÇÃO. À Comissão Permanente de Cadastro de Fornecedores; SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO E/OU RENOVAÇÃO À Comissão Permanente de Cadastro de Fornecedores;, requer sua Inscrição/Renovação no Cadastro Central de Fornecedores do CNPJ nas especialidades abaixo apresentado

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO ENTRE O NOVO CÓDIGO CIVIL, O CÓDIGO CIVIL DE 1916 E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE QUANTO A ADOÇÃO.

QUADRO COMPARATIVO ENTRE O NOVO CÓDIGO CIVIL, O CÓDIGO CIVIL DE 1916 E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE QUANTO A ADOÇÃO. 1 QUADRO COMPARATIVO ENTRE O NOVO CÓDIGO CIVIL, O CÓDIGO CIVIL DE E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE QUANTO A ADOÇÃO. Artigo 1618 Só a pessoa maior de 18 (dezoito) anos pode adotar. Artigo 368 -

Leia mais

c) o Juiz civil, o Auditor, o Advogado de Ofício, o Escrivão e demais funcionários da Justiça Militar do Estado de Minas Gerais;

c) o Juiz civil, o Auditor, o Advogado de Ofício, o Escrivão e demais funcionários da Justiça Militar do Estado de Minas Gerais; LEI Nº 8.284, de 1º de outubro de 1982 (1) Dispõe sobre a Caixa Beneficente da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais CBPM Art. 1º - A Caixa Beneficente da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais

Leia mais

São beneficiários da pensão temporária:

São beneficiários da pensão temporária: A pensão pela morte do servidor público, inclusive aposentado, pode ser vitalícia ou temporária. As pensões vitalícias somente se extinguem, ou se revestem para outro pensionista, com a morte do beneficiário.

Leia mais

RESOLUÇÃO SMA Nº 1653 DE 11 DE MARÇO DE 2011

RESOLUÇÃO SMA Nº 1653 DE 11 DE MARÇO DE 2011 RESOLUÇÃO SMA Nº 1653 DE 11 DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre a concessão de licença para tratamento de saúde aos servidores municipais, por prazo não superior a 90 (noventa) dias. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE

Leia mais

Professor Fernando Aprato 1

Professor Fernando Aprato 1 RECURSOS DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Prova de Técnico do Seguro Social do INSS - Modelo 1 - Caderno de prova B02 - Tipo 002 Questão nº 29 Prova tipo 002 29. João fora casado com Maria, com quem teve três

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO

GUIA PRÁTICO SUPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO GUIA PRÁTICO SUPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/9 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Suplemento Especial de Pensão (7017-A v4.13) PROPRIEDADE

Leia mais

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DO IDOSO

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DO IDOSO TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DO IDOSO NUCLEO DE APOIO TÉCNICO DO IDOSO MINISTÉRIO PUBLICO DE GOIÁS TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DO IDOSO Sumário 1. Fundamentos Legais 2. Disposições Legais 3. Considerações 4.

Leia mais

BANCO AGÊNCIA CONTA CORRENTE

BANCO AGÊNCIA CONTA CORRENTE 1. IDENTIFICAÇÃO: NOME: NOME DA MÃE: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO AUXÍLIO EMERGENCIAL CAPER/DAES/PRAE/UFRR -PNAES/2015.2 NASCIMENTO: NATURALIDADE: ESTADO CIVIL: SEXO: / / MASC. (

Leia mais

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF DECRETO Nº 33.564, DE 09 DE MARÇO DE 2012. Regulamenta as hipóteses de impedimento para a posse e exercício na administração pública direta

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2011 Processo nº 23223.000581/2011-21 Assunto: Inscrição de profissionais formados em comunicação, publicidade ou marketing, ou que atuem em uma dessas áreas, com o

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.975/2011 (Publicada no D.O.U. de 29 de julho de 2011, Seção I, p. 336-337) Revogada pela Resolução CFM nº 1979/2011 Fixa os valores das anuidades e taxas

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO- SEDUC

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO- SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO- SEDUC EDITAL DE CONCURSOS PÚBLICOS N 1/013 DIVULGA O PRAZO E LOCAL DE ENTREGA DOS DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA A PROVA DE TÍTULOS E PRESTA OUTROS ESCLARECIMENTOS O Secretário

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO Assunto: Inscrição de profissionais formados em comunicação, publicidade ou marketing, ou que atuem em uma dessas áreas, objetivando constituir subcomissão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 002/2011 Processo seletivo para Admissão de Professores em Caráter Temporário. ODENIR FELIZARI, Prefeito de Rio do Oeste, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PARA SELEÇÃO DE PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PARA SELEÇÃO DE PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL Universidade Federal de Viçosa Pró Reitoria de Assuntos Comunitários QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PARA SELEÇÃO DE PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL FOTO 3X4 1 MARQUE OS AUXÍLIOS QUE DESEJA CONCORRER SERVIÇO

Leia mais

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física...

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... ÍNDICE 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015.... 2 2. Exemplos Práticos... 3 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... 3 2.2. Declarante 2 Rendimento pago ao exterior Fonte pagadora pessoa

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 8 de janeiro de 2016. Série. Número 3

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 8 de janeiro de 2016. Série. Número 3 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 Série 3.º Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Despacho n.º 2/2016 Aprova as tabelas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GABINETE DO SECRETÁRIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GABINETE DO SECRETÁRIO EDITAL N 006/2011 Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de cargos em caráter temporário, para compor a Rede Municipal de Saúde, com fulcro na Lei n 4.302/1994 alterada pela Lei nº 6.690/2005,

Leia mais

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT ROTEIRO DE CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DOS EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT ROTEIRO DE CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DOS EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS PÚBLICO ALVO Servidores celetistas que recebam pelo Correio. Atenderemos somente os servidores que possuam acima de 90 dias de admissão, pois até este período os colaboradores estão em fase de experiência,

Leia mais

ANEXO II - MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2013 SEGPLAN/GOIÁS TURISMO

ANEXO II - MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2013 SEGPLAN/GOIÁS TURISMO ANEXO II - MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2013 SEGPLAN/GOIÁS TURISMO LISTA DE MODELOS Modelo 1 - Carta de encaminhamento de documentação de habilitação

Leia mais

BOLSAS ACEITAS NA FCH

BOLSAS ACEITAS NA FCH BOLSAS ACEITAS NA FCH BOLSA DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE Procedimento: Inscrições: Dezembro, no site ou na própria PBH. No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar cópia dos seguintes documentos:

Leia mais

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ GABINETE DO DELEGADO GERAL PORTARIA Nº 001/2006-DPC

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ GABINETE DO DELEGADO GERAL PORTARIA Nº 001/2006-DPC PORTARIA Nº 001/2006-DPC O DELEGADO GERAL DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições legais e regulamentares, CONSIDERANDO a edição do Estatuto do Desarmamento, aprovado pela Lei Federal

Leia mais

Carência para o recebimento do benefício pensão por morte?

Carência para o recebimento do benefício pensão por morte? 1 Carência para o recebimento do benefício pensão por morte? A MP 664 de dezembro de 2014 previu uma carência de 24 meses para a obtenção do benefício pensão por morte. Depois de muita discussão no Congresso

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO DE LAR

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO DE LAR Manual de GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO DE LAR INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/9 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Subsídio de Lar (4007 v4.14) PROPRIEDADE Instituto da

Leia mais

Atraso de Bagagem. - Notas Fiscais originais da compra dos itens de primeira necessidade com relação dos itens adquiridos;

Atraso de Bagagem. - Notas Fiscais originais da compra dos itens de primeira necessidade com relação dos itens adquiridos; Atraso de Bagagem - Cópia RG e CPF ou CNH do(s) segurado(s) reclamante(s); - Cópia Comprovante de Residência (Qualquer comprovante atual em nome do(s) segurado(s) reclamante(s). Na ausência deste, enviar

Leia mais

-Médico. -Advogado. -Contador

-Médico. -Advogado. -Contador -Médico Poderão ser considerados beneficiários titulares, todos os médicos e acadêmicos de Medicina associados à Associação Baiana de Medicina (ABM) em dia com suas obrigações junto ao ABM BA e desde que

Leia mais

AUXÍLIO- RECLU L SÃO

AUXÍLIO- RECLU L SÃO LEGISLAÇÃO Artigo 201, IV, CF; Artigo 80, Lei 8213/91; Artigos 116 a 119 do Decreto 3048/99; e Artigo 381 a 395, da IN 77. CONCEITO É o benefício previdenciário pago aos dependentes do segurado que for

Leia mais

Lei Complementar Nº 12, de 23 de junho de 1999 (D.O.E. de 28/06/99) A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ

Lei Complementar Nº 12, de 23 de junho de 1999 (D.O.E. de 28/06/99) A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ Lei Complementar Nº 12, de 23 de junho de 1999 (D.O.E. de 28/06/99) Dispõe sobre a instituição do Sistema Único de Previdência social dos Servidores Públicos Civis e Militares, dos Agentes Públicos e dos

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EDITAL N 019/2015 Dispõe sobre os procedimentos de matrícula e rematrícula para atualização de dados dos alunos e abre as inscrições para as novas matrículas na rede pública municipal de ensino para o

Leia mais

PAGAMENTO DE AUXÍLIO-FUNERAL

PAGAMENTO DE AUXÍLIO-FUNERAL PAGAMENTO DE AUXÍLIO-FUNERAL (NOTA INFORMATIVA N 321-CPEx, de 24 de setembro de 2001) 1. FINALIDADE Orientar as Unidades Administrativas acerca dos procedimentos a serem observados por ocasião do pagamento

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos.

RESOLUÇÃO N 2.025. Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3211. 1º As contas de depósitos de que trata este artigo:

RESOLUÇÃO Nº 3211. 1º As contas de depósitos de que trata este artigo: RESOLUÇÃO Nº 3211 Altera e consolida as normas que dispõem sobre a abertura, manutenção e movimentação de contas especiais de depósitos à vista e de depósitos de poupança. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na

Leia mais

LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO

LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES PROCEDIMENTO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Licença concedida em decorrência de dano físico ou

Leia mais

Quem tem direito a receber o abono pré-natal?

Quem tem direito a receber o abono pré-natal? O que é o abono de família pré-natal? É um apoio em dinheiro, pago mensalmente, às mulheres grávidas que tenham atingido a 13ª semana de gravidez. Quem tem direito a receber o abono pré-natal? As grávidas

Leia mais

EDITAL Nº 027/2016 INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS ASSISTENCIAL 2016/1

EDITAL Nº 027/2016 INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS ASSISTENCIAL 2016/1 EDITAL Nº 027/2016 INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS ASSISTENCIAL 2016/1 Prof. Me. João Batista Gomes de Lima, Magnífico Reitor do Centro Universitário São Camilo, Campus Ipiranga, inscrito no CNPJ nº 58.250.689/0012-45,

Leia mais

( ) Professor Educação Infantil: Formação Completa em Pedagogia ou Curso Normal Superior com Habilitação em Educação Infantil.

( ) Professor Educação Infantil: Formação Completa em Pedagogia ou Curso Normal Superior com Habilitação em Educação Infantil. Check List para entrega de documentos Obs: trazer os documentos na ordem que segue abaixo FOTOCÓPIAS: ( ) Comprovação da idade mínima de 18 (dezoito) anos completados até a data de nomeação; ( ) (2) Cópias

Leia mais

MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015

MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015 MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015 A Prefeitura Municípal de Erechim/RS, no uso de suas atribuições legais, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2013 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 3 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das APMs - Associações de Pais e Mestres de Escolas Estaduais

Leia mais

INSTRUÇÃO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO INSS. Data de atualização 26/04/2016

INSTRUÇÃO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO INSS. Data de atualização 26/04/2016 INSTRUÇÃO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO INSS Data de atualização Público-alvo Atendidos: Aposentados e pensionistas que recebem benefício das espécies mencionadas abaixo: Público-alvo Não atendidos: Aposentados

Leia mais

1. DO PROCESSO SELETIVO

1. DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PTB Nº 26/2016 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) Excel Intermediário - IFSP - CÂMPUS PIRITUBA O Câmpus Pirituba do Instituto Federal de Educação,

Leia mais