Curriculum Vitae. Identificação. Nome profissional: Joana Lança. Experiencia Profissional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curriculum Vitae. Identificação. Nome profissional: Joana Lança. Experiencia Profissional"

Transcrição

1 Curriculum Vitae Identificação Nome profissional: Joana Lança Experiencia Profissional Desde 2014 Associada Sénior da Área de Prática de Direito Fiscal de PLMJ A. M. PEREIRA,SÁRAGGA LEAL, OLIVEIRA MARTINS, JÚDICE E ASSOCIADOS, SOCIEDADE DE ADVOGADOS,R.L Advogada Associada da Área de Prática de Direito Fiscal deplmj A. M.PEREIRA, SÁRAGGA LEAL, OLIVEIRA MARTINS, JÚDICE E ASSOCIADOS, SOCIEDADE DEADVOGADOS, R.L Consultora fiscal da ERNST & YOUNG, LDA.. Experiência nas áreasde International Tax e Corporate Tax. Consultoria fiscal empresarial, com especial incidência nas áreas de IRC e de tributação internacional e também de IRS e Segurança Social, na tributação de expatriados. Educação e formação Frequência de Curso Intensivo sobre a Tributação das Reorganizações e Reestruturações Empresariais, IDEFF Frequência de curso de Pós-graduação em Contabilidade e Fiscalidade, IDEFE/ ISEG Frequência de curso de Pós-graduação Avançada em Direito Fiscal sobre O Novo Sistema de Normalização Contabilística e o Código do IRC IDEFF 2004 Curso de Contabilidade para não especialistas Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais, da Universidade Católica Portuguesa Pós graduação em Gestão Fiscal, Overgest/ ISCTE

2 Licenciatura em Direito Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa. Média quantitativa de fim de curso: bom 4 (escala de 0 a 6). Área de Especialização: Empresarial Instrução primária, ensino básico e secundário na Academia de Música de Santa Cecília (ensino musical integrado); quadro de honra do 5.º ao 12.º ano; agrupamento 4 (humanidades), com média final de 17 (dezassete) valores. INTERVENÇÃO EM CONFERÊNCIAS E ARTIGOS 2014 Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre O regime dos residentes fiscais não habituais em Portugal ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre A Contribuição (extraordinária) sobre o sector energético ; Co-elaboração de Comentário ao Regime Jurídico e Fiscal das Sociedades Desportivas Anotado e Comentado Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o Regime de Segurança Social dos Trabalhadores independentes ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre A Tributação Autónoma dos bónus e outras remunerações variáveis pagas a Administradores, gerentes ou gestores ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o O novo regime de contabilidade de caixa em sede de IVA ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Dupla tributação em sede de IS sobre as propriedades de luxo ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Isenção de retenção na fonte no pagamento de juros e royalties ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Tributação de indemnização por cessação de vínculo laboral e outros ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre As taxas de exibição de publicidade nos meios audiovisuais ;

3 Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Proposta de lei do Orçamento de Estado para o ano de 2014 ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Proposta de lei da Reforma do IRC ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o Regime excepcional de regularização de dívidas fiscais e à segurança social Co-elaboração de brochura PLMJ sobre o Orçamento de Estado para o ano de 2012; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre A Tributação Autónoma de 2008 ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o Imposto sobre as transacções financeiras ; Co-elaboração de brochura PLMJ sobre a proposta de lei do Orçamento de Estado para o ano de Co-elaboração de brochura PLMJ sobre o Orçamento de Estado para o ano de 2011; Participação como oradora na Conferência das Parcerias Nacionais de PLMJ sobre O Código dos Regimes Contributivos da Segurança Social, realizada no Hotel Açores Atlântico, em Ponta Delgada, São Miguel, Açores; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre As Associações Mutualistas e as IPSS no OE 2011 ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre Deduções de Prejuízos fiscais dependentes de certificação de ROC ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre A Troika e as medidas de política fiscal ; Co-elaboração da Brochura PLMJ sobre a proposta de lei do Orçamento de Estado para o ano de Co-elaboração da brochura PLMJ sobre o Orçamento de Estado para o ano de 2010; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o IVA nas empreitadas de beneficiação em habitação própria ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre Liberdades comunitárias, não discriminação e tributação em Portugal ;

4 Co-elaboração da Brochura PLMJ sobre a proposta de lei do Orçamento de Estado para o ano de Participação na Conferência PLMJ Novidades Fiscais Relevantes, realizada no Hotel Pestana Palace, em Lisboa; Co-elaboração de Newsletter PLMJ Impacto sobre as regras de tributação do rendimento das Liberdades Comunitárias e proibição da discriminação que delas decorre ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Compensação de créditos fiscais ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Dupla Tributação Internacional emportugal ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre Incentivos Fiscais ao Desenvolvimento ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre Os não residentes temporários e os residentes não habituais ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre Novo regime contributivo da Segurança Social ; Participação como oradora na Conferência PLMJ/ MERCER sobre o Novo Código Contributivo ; Co-elaboração de brochura de PLMJ sobre a proposta de Lei de Orçamento de Estado Co-elaboração de brochura PLMJ sobre o Orçamento do Estado para 2008 ; Co-elaboração de brochura PLMJ sobre as Linhas Gerais dos Sistemas Fiscais em Angola, Moçambique e Cabo Verde; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre As novas avaliações pagas ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre As novas informações vinculativas ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre OE 2009 impulsiona arrendamento habitacional ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre As medidas fiscais anticíclicas ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre os Benefícios fiscais à interioridade ;

5 Co- elaboração de brochura PLMJ sobre a proposta de Lei de Orçamento de Estado Participação como oradora no Ciclo de Conferências PLMJ Poderes da Administração Tributária e Garantias dos Contribuintes, com o tema A derrogação Fiscal do Sigilo Bancário, realizado no Hotel Real Palácio, em Lisboa e na NERLEI Associação Empresarial de Leiria, em Leiria; Co-elaboração de Newsletters PLMJ sobre a Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2007 e o Orçamento do Estado para 2007 ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre as Medidas de Simplificação Fiscal ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o IVA nas empreitadas de beneficiação em habitação própria ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o Benefício fiscal da criação de emprego para jovens ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre a Tributação de dividendos distribuídos por Sociedade residente em Portugal, sujeita e não isenta de IRC ; Co-elaboração de Newsletter PLMJ sobre o Planeamento fiscal abusivo ; Co-elaboração de brochura PLMJ sobre Proposta de Lei de Orçamento de Estado 2008.

Manuel Ramirez Fernandes. Advogado CURRICULUM VITAE

Manuel Ramirez Fernandes. Advogado CURRICULUM VITAE Manuel Ramirez Fernandes Advogado CURRICULUM VITAE 2009 DADOS PESSOAIS Nome: Manuel Ramirez Colaço Fernandes Data de nascimento: 1 de Agosto de 1965 Céd. profissional de advogado nº 9270 L Dom. profissional:

Leia mais

CÓDIGO DO IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLETIVAS E LEGISLAÇÃO CONEXA 233

CÓDIGO DO IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLETIVAS E LEGISLAÇÃO CONEXA 233 Índice 5 ÍNDICE CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 11 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA (Artigos selecionados) 12 LEI GERAL TRIBUTÁRIA 25 DECRETO-LEI N.º 398/98, DE 17 DE DEZEMBRO (Aprova a lei geral

Leia mais

FISCALIDADE DAS COOPERATIVAS

FISCALIDADE DAS COOPERATIVAS FISCALIDADE DAS COOPERATIVAS naguiar@ipb.pt Lisboa, 04-06-2015 Constituição da República Portuguesa Artigo 85º 1. O Estado estimula e apoia a criação e a actividade de cooperativas. 2. A lei definirá os

Leia mais

Fiscalidade do Terceiro Sector IPSS 4 de Junho de 2015

Fiscalidade do Terceiro Sector IPSS 4 de Junho de 2015 www.pwc.pt IPSS 4 de Junho de 2015 Filipa Moreira Ribeiro Universidade Católica Portuguesa, Lisboa Agenda 1. IPSS Problemáticas Fiscais 2. Conclusão 2 IPSS Problemáticas Fiscais 3 Enquadramento fiscal

Leia mais

PRINCÍPIOS DA FISCALIDADE

PRINCÍPIOS DA FISCALIDADE PRINCÍPIOS DA FISCALIDADE 1. Objectivos Gerais O programa da presente disciplina tem por objectivo dar a conhecer aos alunos o conjunto de normas e princípios que regulam o nascimento, desenvolvimento

Leia mais

CURRICULUM VITAE RICARDO MIGUEL GOMES PEDRO. IDEFF Instituto de Direito Económico, Financeiro e Fiscal Pós-Graduação Avançada em Direito Fiscal

CURRICULUM VITAE RICARDO MIGUEL GOMES PEDRO. IDEFF Instituto de Direito Económico, Financeiro e Fiscal Pós-Graduação Avançada em Direito Fiscal CURRICULUM VITAE de RICARDO MIGUEL GOMES PEDRO HABILITAÇÕES LITERÁRIAS De Nov/07 a Jul/08 IDEFF Instituto de Direito Económico, Financeiro e Fiscal Pós-Graduação Avançada em Direito Fiscal De Out/04 a

Leia mais

Perspectivas e Oportunidades de Investimento em Angola

Perspectivas e Oportunidades de Investimento em Angola Perspectivas e Oportunidades de Investimento em Angola PART Angola: Indicadores de Relevo 1 Angola: Indicadores de Relevo Informação Global * Angola 2010 População 18,5M Capital Luanda (aprox. 6 M habitantes)

Leia mais

Your Partner in Business

Your Partner in Business Your Partner in Business PT PERFIL A Finpartner é uma sociedade especializada na prestação de serviços de contabilidade, fiscalidade e consultoria a nível nacional e internacional. A actuação da Finpartner

Leia mais

2004 Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Empresarial (INEDEM) Curso de Contabilidade e Análise de Balanços

2004 Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Empresarial (INEDEM) Curso de Contabilidade e Análise de Balanços Amândio Fernandes Silva 15 de novembro de 1975. Formação e Percurso Académico 2015 Instituto Politécnico de Lisboa Título de Especialista em Direito Fiscal e Fiscalidade 2014 (em curso) Doutorando em Ciências

Leia mais

A revolução dos trabalhadores independentes

A revolução dos trabalhadores independentes Curso Intensivo sobre o Código Contributivo 2.ª edição A revolução dos trabalhadores independentes Gustavo Lopes Courinha 30 Novembro 2010 O Direito da Segurança Social - a vertente contributiva A importância

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física...

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... ÍNDICE 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015.... 2 2. Exemplos Práticos... 3 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... 3 2.2. Declarante 2 Rendimento pago ao exterior Fonte pagadora pessoa

Leia mais

Gil Fernandes, Sónia Martins Reis

Gil Fernandes, Sónia Martins Reis Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Gil Fernandes, Sónia Martins Reis Experiência profissional Tipo de empresa ou sector Tipo de empresa ou sector Desde 10/2012

Leia mais

Relatório Anual de Transparência Ano de 2015

Relatório Anual de Transparência Ano de 2015 Relatório Anual de Transparência Ano de 2015 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Estrutura jurídica e da Propriedade... 3 3. Estrutura de governação... 4 4. Sistema interno de controlo de qualidade... 4 5.

Leia mais

CONFERÊNCIAS NO ÂMBITO DO MESTRADO DE CONTABILIDADE E FINANÇAS. Ano letivo: 2011/2012

CONFERÊNCIAS NO ÂMBITO DO MESTRADO DE CONTABILIDADE E FINANÇAS. Ano letivo: 2011/2012 CONFERÊNCIAS NO ÂMBITO DO MESTRADO DE CONTABILIDADE E FINANÇAS Dia 3 de Outubro de 2011 Ano letivo: 2011/2012 Professor Adjunto da ETGS do IPS Título da conferência: Impostos Diferidos Horário: 16,30 18,00

Leia mais

PASSAPORTE PARA ANGOLA

PASSAPORTE PARA ANGOLA PASSAPORTE PARA ANGOLA Ana Pinelas Pinto 27 de Maio 2011 QUESTÕES FISCAIS NA EXPATRIAÇÃO 27 de Maio 2011 Principais Dificuldades/ Riscos Criação de EE para a entidade empregadora não residente Dupla tributação

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA INTEGRADA EXERCÍCIO 2015

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA INTEGRADA EXERCÍCIO 2015 01 Legislativa 12.481.878,92 455.614.427,68 468.096.306,60 01 031 Ação Legislativa 0,00 186.049.391,21 186.049.391,21 01 031 3282 ATUAÇÃO LEGISLATIVA 0,00 186.049.391,21 186.049.391,21 01 032 Controle

Leia mais

manual prático de retenção na fonte

manual prático de retenção na fonte manual prático de retenção na fonte imposto de renda, cide, csll, pis/pasep, cofins, previdência e iss Contador e consultor tributário Pós-graduado em Gestão de Controladoria, Auditoria e Tributos pela

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome SOUTELINHO, SUSANA TERESA BAPTISTA NUNES CIRERA EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Datas Desde Janeiro de 2008 Leite de Campos, Soutelinho & Associados,

Leia mais

Coimbra, Portugal, Julho de 1988. Universidade Católica, Porto, 2014. Lisboa, Curso de Actualização em Arbitragem, Lisboa, 2012.

Coimbra, Portugal, Julho de 1988. Universidade Católica, Porto, 2014. Lisboa, Curso de Actualização em Arbitragem, Lisboa, 2012. Curriculum Vitae 1. Identificação Nuno Albuquerque 2. Habilitações Académicas 1. Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, Portugal, Julho de 1988 2. MCIArb - Curso Superior

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Doutoramento em Educação Especialização: Administração e Política Educacional (Regime Intensivo) 16 17 Edição Instituto de Educação

Leia mais

Esse futuro é hoje com a mobilidade elétrica.

Esse futuro é hoje com a mobilidade elétrica. Imagine um futuro para a sua empresa, em que as deslocações são feitas de forma inovadora, económica, sem emissões e totalmente adequada às suas necessidades. Esse futuro é hoje com a mobilidade elétrica.

Leia mais

Consultoria fiscal, ao nível do IRS, IRC, IVA, IMI, IMT, Imposto do Selo e benefícios fiscais;

Consultoria fiscal, ao nível do IRS, IRC, IVA, IMI, IMT, Imposto do Selo e benefícios fiscais; DADOS BIOGRÁFICOS: Nome: MARLA ROSA DA SILVA BRÁS. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: Sócia Fundadora da ALBINO JACINTO & ASSOCIADOS, SOCIEDADE DE ADVOGADOS RL, desde Setembro de 2010. Ao nível da legislação portuguesa,

Leia mais

Guia Prático Redução de taxa contributiva Apoio à contratação a termo de trabalhadores mais velhos e públicos específicos

Guia Prático Redução de taxa contributiva Apoio à contratação a termo de trabalhadores mais velhos e públicos específicos GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA APOIO À CONTRATAÇÃO A TERMO DE TRABALHADORES MAIS VELHOS E PÚBLICOS ESPECÍFICOS INSTITUTO DA

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CONTABILIDADE E FISCALIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO CONTABILIDADE E FISCALIDADE PÓS-GRADUAÇÃO CONTABILIDADE E FISCALIDADE 2 PÓS-GRADUAÇÃO CONTABILIDADE E FISCALIDADE COORDENAÇÃO Prof. Doutor Eduardo Barbosa do Couto Mestre António Samagaio APRESENTAÇÃO Este curso de Pós-Graduação

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE CONTABILIDADE ANALÍTICA E GESTÃO ORÇAMENTAL

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE CONTABILIDADE ANALÍTICA E GESTÃO ORÇAMENTAL PROGRAMA DA DISCIPLINA DE CONTABILIDADE ANALÍTICA E GESTÃO ORÇAMENTAL LICENCIATURA BI-ETÁPICA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ANO LECTIVO 2006/2007 3.º ANO ANUAL DOCENTE: Equiparado a Assistente do 1.º Triénio

Leia mais

Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria

Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia  - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia www.denisalcidesrezende.com.br - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria Funções Organizacionais Privadas ou Públicas As macroatividades

Leia mais

(3.3.3.1) - Trimestral e Anual - Estimativa e Balanço de Suspensão e Redução.

(3.3.3.1) - Trimestral e Anual - Estimativa e Balanço de Suspensão e Redução. Programa Apuração do lucro presumido e lucro arbitrado. Introdução. (01) - Conceito. (02) - Pessoas Jurídicas autorizadas a optar. (03) - Formas de Tributação. (3.1) - Lucro Presumido. (3.2) - Lucro Arbitrado.

Leia mais

abatimentos e deduções em IRS

abatimentos e deduções em IRS TERTÚLIA 18 de Novembro de 2004 abatimentos e deduções em IRS afinal, quanto é preciso investir? não casados casados benefício investimento benefício investimento Seguros de vida... do sujeito passivo

Leia mais

Europass curriculum vitae

Europass curriculum vitae Europass curriculum vitae DADOS E INFORMAÇÕES PESSOAIS Nome: João Paulo do Nascimento Pereira da Silva HABILITAÇÕES ACADÉMICAS Curso Superior de Contabilidade e Administração Fiscal (Ano letivo 1999/2000)

Leia mais

APONTAMENTOS. Contraordenação Fiscal Coima (1) (2) compensatórios (3)

APONTAMENTOS. Contraordenação Fiscal Coima (1) (2) compensatórios (3) APONTAMENTOS COIMAS E JUROS FISCAIS ANO 2015 1 Apresentam-se de seguida as principais coimas devidas por contraordenações fiscais. Os valores indicados aplicam-se a pessoas coletivas, a título de negligência.

Leia mais

Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial

Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial COMPETIR + O Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial tem por objetivo promover o desenvolvimento sustentável da economia regional,

Leia mais

Calendário Fiscal 2016

Calendário Fiscal 2016 1224455645 45 46 456 4 45 345 8990 4322 344445 5666 2 2121 212 477 7 35 578997896 2345 345 45 6 65 3 24 6 76 7 1 168 1 5 95 64966 883 55 7 9 0 4564576 3 5345345 66345343 1223 576 7 8888 24 76868 123234

Leia mais

BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008

BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 CÓDIGO CONTAS ACTIVO ANO ACTIVO BRUTO AMORTIZAÇÃO ACUMULADA ANO-ACTIVO LIQUIDO ANO ANTERIOR 10 01 Caixa e Disponibilidades 70.895,07 70.895,07 114.143,22 12 02 Disponib.à

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 13 de maio de 2016. Série. Número 88

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 13 de maio de 2016. Série. Número 88 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 13 de maio de 2016 Série 2.º Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO Despacho n.º 204/2016 Nomeia, em regime de comissão de serviço por

Leia mais

O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO

O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO PALOP E TIMOR-LESTE ANTÓNIO MORÃO DIAS DIRECTOR-GERAL DO ENSINO SUPERIOR Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2010 DIRECÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

Impacto do VPT nos Impostos sobre o Rendimento

Impacto do VPT nos Impostos sobre o Rendimento www.pwc.com Impacto do VPT nos Impostos sobre o Rendimento 16 de janeiro de 2013 O que é o Valor Patrimonial Tributário (VPT)? VPT = Vc x A x Ca x Cl x Cq x Cv Vc Valor de base dos prédios edificados (valor

Leia mais

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nº ÁREA SOCIAL 01 GESTÃO DO SUAS - SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 495 HORAS 02 INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL 495 HORAS 03 PEDAGOGIA SOCIAL E ELABORAÇÃO DE

Leia mais

B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS

B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS ASSOCIADOS AOS IMPOSTOS MUNICIPAIS E APOIOS E INCENTIVOS FINANCEIROS À REABILITAÇÃO 38 39 B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS ASSOCIADOS AOS IMPOSTOS MUNICIPAIS E APOIOS E

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: DIREITO E LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA Código: Série: 3ª Obrigatória (X ) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 80h Período Letivo: 2015 Obs: Objetivos Garantir que o aluno

Leia mais

ÚLTIMAS OFERTAS À BIBLIOTECA

ÚLTIMAS OFERTAS À BIBLIOTECA ÚLTIMAS OFERTAS À BIBLIOTECA 20 de Abril de 2016 PORTUGUESES SILVA, José Manuel Braz da Parcerias público-privadas. Coimbra: Almedina, 2016, 317 p., ISBN 978-972-40-6114-6. Reg. 40 476 GONÇALVES, Pedro

Leia mais

V - LISTA DE CONTAS PARAMETRIZADA CLASSE 3 - RECURSOS ALHEIOS 30 - RECURSOS DE INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO NO PAÍS

V - LISTA DE CONTAS PARAMETRIZADA CLASSE 3 - RECURSOS ALHEIOS 30 - RECURSOS DE INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO NO PAÍS Anexo à Instrução nº 4/96 V - LISTA DE CONTAS PARAMETRIZADA CLASSE 3 - RECURSOS ALHEIOS TABELAS 30 - RECURSOS DE INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO NO PAÍS 300 - Banco de Portugal 3000 - Mercado monetário interbancário

Leia mais

Cód. Validação: 3450-C0607-2 2015-05-31 PERÍODO DE TRIBUTAÇÃO ÁREA DA SEDE, DIREÇÃO EFETIVA OU ESTAB. ESTÁVEL

Cód. Validação: 3450-C0607-2 2015-05-31 PERÍODO DE TRIBUTAÇÃO ÁREA DA SEDE, DIREÇÃO EFETIVA OU ESTAB. ESTÁVEL MODELO EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO DE 05 0 PERÍODO DE TRIBUTAÇÃO EXERCÍCIO De 0-0-0 a 0-- 0 0 R. P. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS IRC MODELO SERVIÇO

Leia mais

1. Nome da Empresa. 2. Sector de Actividade. 3. Responsável pelo preenchimento do questionário. 4. Formação/Habilitações literárias. Page 1.

1. Nome da Empresa. 2. Sector de Actividade. 3. Responsável pelo preenchimento do questionário. 4. Formação/Habilitações literárias. Page 1. Outro Projecto do Mestrado em Ambiente, Saúde e Segurança IMPLEMENTAÇÃO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE AMBIENTE E DE SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO AO NÍVEL DAS GRANDES EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

Leia mais

inedem Instituto de Estudos Para o Desenvolvimento Empresarial PORTO

inedem Instituto de Estudos Para o Desenvolvimento Empresarial PORTO inedem Instituto de Estudos Para o Desenvolvimento Empresarial PORTO Julho 2009 COACHING PARA A DIRECÇÃO DE PESSOAS 15 Horas O coaching está na moda entre os líderes empresariais porque revela as capacidades

Leia mais

Constituição de Empresas e Fiscalidade em Cabo Verde. João Afonso Fialho

Constituição de Empresas e Fiscalidade em Cabo Verde. João Afonso Fialho Constituição de Empresas e Fiscalidade em Cabo Verde João Afonso Fialho Sociedades Comerciais O potencial investidor externo pode constituir uma sociedade optando por qualquer tipo de sociedade previsto

Leia mais

Concordata de 2004. Artigo 26

Concordata de 2004. Artigo 26 Concordata de 2004 Artigo 26 1. A Santa Sé, a Conferência Episcopal Portuguesa, as dioceses e demais jurisdições eclesiásticas, bem como outras pessoas jurídicas canónicas constituídas pelas competentes

Leia mais

RENDIMENTOS E RETENÇÕES A TAXAS LIBERATÓRIAS

RENDIMENTOS E RETENÇÕES A TAXAS LIBERATÓRIAS R. P. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO (Art. 119.º, N.º 12, do CIRS) RENDIMENTOS E RETENÇÕES A TAXAS LIBERATÓRIAS MODELO 39 1 NÚMERO DE IDENTIFICAÇÃO FISCAL NÚMERO DE

Leia mais

Curriculum vitae. Área Funcional. Educação Ambiental. Gestão Ambiental. Formação. Eng.º Marco Ferraz

Curriculum vitae. Área Funcional. Educação Ambiental. Gestão Ambiental. Formação. Eng.º Marco Ferraz Área Funcional Educação Ambiental Gestão Ambiental Formação Curriculum vitae Eng.º Marco Ferraz Nome Correio electrónico Marco Alexandre dos Santos Ferraz Morada Praça Artur Santos Silva nº88, 5ºD, 4200-534

Leia mais

Lei n.º 55-A/2010, de 31 de Dezembro:

Lei n.º 55-A/2010, de 31 de Dezembro: Lei n.º 55-A/2010, de 31 de Dezembro: A lei que aprova o Orçamento de Estado para 2011 (daqui em diante LOE 2011), publicada na passada sexta-feira, introduz importantes alterações aos códigos tributários

Leia mais

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS carreira O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS O site RelGov em Foco, que mantém uma página no Facebook, em parceria com a ABRIG, a associação nacional da categoria, fez uma pesquisa com

Leia mais

Maria Salomé dos Santos Costa Rua Elias Garcia, n.º 55 1º B 3880.213 Ovar salome.costa@sapo.pt. Ovar, 2 de Agosto de 2012 Exmos Srs

Maria Salomé dos Santos Costa Rua Elias Garcia, n.º 55 1º B 3880.213 Ovar salome.costa@sapo.pt. Ovar, 2 de Agosto de 2012 Exmos Srs Maria Salomé dos Santos Costa Rua Elias Garcia, n.º 55 1º B 3880.213 Ovar salome.costa@sapo.pt Ovar, 2 de Agosto de 2012 Exmos Srs O meu nome é Salomé Costa e obtive recentemente aprovação na prova oral

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO

GUIA PRÁTICO SUPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO GUIA PRÁTICO SUPLEMENTO ESPECIAL DE PENSÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/9 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Suplemento Especial de Pensão (7017-A v4.13) PROPRIEDADE

Leia mais

GUIA PRÁTICO ENTIDADES CONTRATANTES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO ENTIDADES CONTRATANTES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO ENTIDADES CONTRATANTES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P TÍTULO Guia Prático Entidades Contratantes (2034 v1.05) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR Departamento de Prestações

Leia mais

GUIA PRÁTICO MEDIDA EXCECIONAL DE APOIO AO EMPREGO - REDUÇÃO DE 0,75% DA TAXA CONTRIBUTIVA A CARGO DA ENTIDADE EMPREGADORA

GUIA PRÁTICO MEDIDA EXCECIONAL DE APOIO AO EMPREGO - REDUÇÃO DE 0,75% DA TAXA CONTRIBUTIVA A CARGO DA ENTIDADE EMPREGADORA GUIA PRÁTICO MEDIDA EXCECIONAL DE APOIO AO EMPREGO - REDUÇÃO DE 0,75% DA TAXA CONTRIBUTIVA A CARGO DA ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático 2035 Medida

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido (s) / Nome (s) próprio (s) Endereço (s) de correio electrónico Morada (s) Rua Augusto Simões, Nº 768 4ºB 4470-147 Maia Portugal Telemóvel 919918916

Leia mais

Implementação do Processo de Bolonha a nível nacional. Grupos por Área de Conhecimento DIREITO

Implementação do Processo de Bolonha a nível nacional. Grupos por Área de Conhecimento DIREITO Implementação do Processo de Bolonha a nível nacional Grupos por Área de Conhecimento DIREITO Coordenador: Prof. Doutor Jorge Miranda Dezembro de 2004 2 Processo de Bolonha Relatório respeitante a Direito

Leia mais

2.º SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças PARTE C. Segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 Número 9

2.º SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças PARTE C. Segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 Número 9 II SÉRIE Segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 Número 9 ÍNDICE 2.º SUPLEMENTO PARTE C Ministério das Finanças Gabinete do Ministro: Despacho n.º 796-B/2013: Despacho que aprova as tabelas de retenção na

Leia mais

GUIA PRÁTICO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pagamento de Contribuições Entidade Empregadora (2015 v4.05) PROPRIEDADE

Leia mais

CRESCIMENTO ECONÓMICO POTENCIAÇÃO DO CRÉDITO À ECONOMIA XXIII ENCONTRO DE LISBOA

CRESCIMENTO ECONÓMICO POTENCIAÇÃO DO CRÉDITO À ECONOMIA XXIII ENCONTRO DE LISBOA 1 CRESCIMENTO ECONÓMICO POTENCIAÇÃO DO CRÉDITO À ECONOMIA XXIII ENCONTRO DE LISBOA 2 Sumário da Apresentação 1. Objectivos. Principais Constrangimentos ao Crescimento do Crédito Bancário em Angola. Conclusões

Leia mais

Mónica Respício Gonçalves

Mónica Respício Gonçalves C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Nome Profissional Mónica Respício Gonçalves FORMAÇÃO ACADÉMICA Ensino Secundário e complementar Ensino Superior Frequência do Ensino Secundário na

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO LEI Nº 1735, DE 06 DE JULHO DE 2007. "DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL DE SÃO GOTARDO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" Art. 1º. Fica criado o Conselho Municipal da

Leia mais

PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS NÍVEIS DA REFORMA PRINCÍPIOS GERAIS. Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos

PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS NÍVEIS DA REFORMA PRINCÍPIOS GERAIS. Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos PRINCÍPIOS GERAIS Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos Funções Operacionais 30-03-2006 1 30-03-2006 2 PRINCÍPIOS GERAIS Apoio à Governação (em todos os Ministérios) Serviços de planeamento,

Leia mais

Isabel Raposo INAG, I.P.

Isabel Raposo INAG, I.P. Isabel Raposo INAG, I.P. E se no futuro não tivermos água? O Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água (PNUEA) aprovado em 2005, pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 113/2005, de 30 de Junho,

Leia mais

MAPA I RECEITAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, POR CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA. [Alínea a) do n.º 1 do artigo 1.º] DESIGNAÇÃO DAS RECEITAS RECEITAS CORRENTES

MAPA I RECEITAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, POR CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA. [Alínea a) do n.º 1 do artigo 1.º] DESIGNAÇÃO DAS RECEITAS RECEITAS CORRENTES MAPA I RECEITAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA [Alínea a) do n.º 1 do artigo 1.º] CAPÍ- IMTÂNCIAS EM EUROS GRU CAPÍ RECEITAS CORRENTES 01 IMTOS DIRECTOS 01 Sobre o Rendimento 01 Imposto

Leia mais

Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial PORTO 12/11/2014

Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial PORTO 12/11/2014 Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial PORTO 12/11/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES Medellin Cali Barranquila

Leia mais

MAPA I RECEITAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, POR CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA. [Alínea a) do n.º 1 do artigo 1.º] DESIGNAÇÃO DAS RECEITAS

MAPA I RECEITAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, POR CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA. [Alínea a) do n.º 1 do artigo 1.º] DESIGNAÇÃO DAS RECEITAS MAPA I RECEITAS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS, CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA [Alínea a) do n.º 1 do artigo 1.º] CAPÍ- IMTÂNCIAS EM EUROS GRU ARTI CAPÍ RECEITAS CORRENTES 01 IMTOS DIRECTOS 01 Sobre o Rendimento 01

Leia mais

REGIÕES AUTÓNOMAS 01 N.º DE IDENTIFICAÇÃO FISCAL (NIF) 02 PERÍODO REGIÕES AUTÓNOMAS REPARTIÇÃO DO VOLUME ANUAL DE NEGÓCIOS

REGIÕES AUTÓNOMAS 01 N.º DE IDENTIFICAÇÃO FISCAL (NIF) 02 PERÍODO REGIÕES AUTÓNOMAS REPARTIÇÃO DO VOLUME ANUAL DE NEGÓCIOS MODELO EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO DE 2015 03 R P MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO D E RENDIMENTOS Volume global de negócios não isento REGIÕES AUTÓNOMAS 01 Nº DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Tem início a 1 de maio e termina a 31 de

Tem início a 1 de maio e termina a 31 de RENDIMENTOS IMÓVEIS Tem início a 1 de maio e termina a 31 de maio a entrega da declaração de rendimentos para efeitos de IRS Imposto sobre o rendimento das Pessoas Singulares que aufiram, entre outros,

Leia mais

Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2009. Principais alterações

Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2009. Principais alterações Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2009 Principais alterações A PricewaterhouseCoopers presta serviços profissionais de auditoria, fiscalidade e assessoria de gestão orientados por indústria,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PARA ÁREA DE CONSULTORIA CONTABILÍSTICA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PARA ÁREA DE CONSULTORIA CONTABILÍSTICA NIF 5417381993 Contacto: 924 29 53 28 / 912 84 45 69 / 944340808 E-mail: franconsulting30@gmail.com Address: Av. Rua Principal do Patriota Sede Patriota, Luanda Angola. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO

Leia mais

Escolas de Condução - CAE 85530

Escolas de Condução - CAE 85530 O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL Escolas de Condução CAE 85530 ÂMBITO Ensino da

Leia mais

NCRF-ESNL. Tributação das ESNL: enquadramento nos principais impostos

NCRF-ESNL. Tributação das ESNL: enquadramento nos principais impostos NCRF-ESNL Tributação das ESNL: enquadramento nos principais impostos 1 Tributação das ESNL: enquadramento nos principais impostos As ESNL no âmbito do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas

Leia mais

ÍNDICE. Capítulo III Procedimentos Técnico-Contabilísticos de Fim de Exercício

ÍNDICE. Capítulo III Procedimentos Técnico-Contabilísticos de Fim de Exercício EC,4.ªed - I:EC-I.qxd 08-09-2011 15:49 Página 5 Nota Prévia..................................................... 13 Capítulo I A Importância da Informação Contabilística 1. As necessidades de Informação

Leia mais

Private Clients: O Regime fiscal dos Residentes não habituais. Belo Horizonte, 29 de Abril de 2014. Escritório Coimbra & Chaves

Private Clients: O Regime fiscal dos Residentes não habituais. Belo Horizonte, 29 de Abril de 2014. Escritório Coimbra & Chaves LISBOA PORTO FUNCHAL SÃO PAULO LUANDA MAPUTO PRAIA MACAU DILI SÃO TOMÉ LISBOA PORTO FUNCHAL SÃO PAULO LUANDA MAPUTO PRAIA MACAU DILI SÃO TOMÉ PEQUIM SHANGAI Private Clients: O Regime fiscal dos Residentes

Leia mais

Sumário. Questões CAPÍTULOS I E II... 43 1. Questões comentadas... 43 2. Questões de concurso... 47

Sumário. Questões CAPÍTULOS I E II... 43 1. Questões comentadas... 43 2. Questões de concurso... 47 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 11 Capítulo I DIREITO TRIBUTÁRIO, TRIBUTO E SUAS ESPÉCIES... 13 1. Breve introdução ao Direito Tributário... 13 2. Tributo... 14 3. Espécies tributárias... 16 3.1. Impostos...

Leia mais

4ª feira 2 de setembro

4ª feira 2 de setembro Hora 2ª feira 3ª feira 1 de setembro 4ª feira 2 de setembro 5ª feira 3 de setembro 6ª feira 4 de setembro TURISMO E TÉCNICAS DE GESTÃO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL 1- Organização biológica da célula

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS MAIO / 2016 SUMÁRIO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 1.1. Objetivo... 3 1.2. Princípios Gerais... 3 1.3. Metodologia... 3 1.4. Diretor e Organograma da Área de Risco... 6

Leia mais

JORGE PEREIRA DA SILVA

JORGE PEREIRA DA SILVA JORGE PEREIRA DA SILVA FUNÇÃO Assistente CONTACTOS Tel. +351 217 214 170 Fax +351 217 214 177 Palma de Cima, 1649-023 Lisboa Portugal jmpsilva@netcabo.pt www.fd.lisboa.ucp.pt ÁREAS DE INTERESSE Direito

Leia mais

A melhor no que faz. Número de vagas: 50 (cinqüenta) vagas para cada curso.

A melhor no que faz. Número de vagas: 50 (cinqüenta) vagas para cada curso. A melhor no que faz CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM: CONTABILIDADE E CONTROLADORIA GOVERNAMENTAL; CONTABILIDADE E CONTROLADORIA EMPRESARIAL; EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO; E GESTÃO DE PESSOAS E ASSESSORIA GERENCIAL.

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA NAS FREGUESIAS DA REGIÃO CENTRO. A cooperação técnica e financeira entre a CCDRC e as Freguesias da Região Centro.

GESTÃO FINANCEIRA NAS FREGUESIAS DA REGIÃO CENTRO. A cooperação técnica e financeira entre a CCDRC e as Freguesias da Região Centro. GESTÃO FINANCEIRA A cooperação técnica e financeira entre a CCDRC e as Freguesias da Região Centro NAS FREGUESIAS DA REGIÃO CENTRO CCDRCentro 2011 Matriz da acção de formação O MODELO FINANCEIRO DAS FREGUESIAS

Leia mais

FORMAÇÃO APLICADA DIREITO FISCAL

FORMAÇÃO APLICADA DIREITO FISCAL FORMAÇÃO APLICADA DIREITO FISCAL a) A designação da ação: Formação Aplicada em Direito Fiscal b) A identificação do tipo de ação: Formação Aplicada c) A integração da ação no projeto educativo da UPT:

Leia mais

O N O V O C Ó D I G O D O I M P O S T O S O B R E O R E N D I M E N T O D O T R A B A L H O

O N O V O C Ó D I G O D O I M P O S T O S O B R E O R E N D I M E N T O D O T R A B A L H O i N º 3 7 / 1 4 O N O V O C Ó D I G O D O I M P O S T O S O B R E O R E N D I M E N T O D O T R A B A L H O INTRODUÇÃO Em 22 de Outubro passado, no âmbito do projecto da Reforma Tributária angolana, foi

Leia mais

GUIA PRÁTICO DISPENSA DE PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO E DESEMPREGADO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO DISPENSA DE PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO E DESEMPREGADO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO DISPENSA DE PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO E DESEMPREGADO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Dispensa de Pagamento de Contribuições 1º

Leia mais

Sobretaxa extraordinária

Sobretaxa extraordinária Sobretaxa extraordinária Por Elsa Marvanejo da Costa Departamento de Consultoria da OTOC Atualizado em 29 09 2011 Nota: Agradece-se que coloque qualquer dúvida ou sugestão através da sua Pasta TOC ou para

Leia mais

INICIATIVAS DO PLANO NACIONAL

INICIATIVAS DO PLANO NACIONAL REUNIÃO ANUAL COM AS COMISSÕES DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO INICIATIVAS DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA 2015 13 de maio de 2016 INICIATIVAS DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA - 2015 Educação

Leia mais

LANDLAB WWW.LANDLAB.PT CURSO IMPERMEABILIZAÇÃO PAREDES VERDES COBERTURAS AJARDINADAS. 30 e 31 DE MAIO 2013 MAIA, QUINTA DA GRUTA 1

LANDLAB WWW.LANDLAB.PT CURSO IMPERMEABILIZAÇÃO PAREDES VERDES COBERTURAS AJARDINADAS. 30 e 31 DE MAIO 2013 MAIA, QUINTA DA GRUTA 1 CURSO IMPERMEABILIZAÇÃO PAREDES VERDES COBERTURAS AJARDINADAS 30 e 31 DE MAIO 2013 MAIA, QUINTA DA GRUTA 1 NOTA: A REALIZAÇÃO DESTE CURSO ESTÁ SUJEITO AO NÚMERO DE INSCRITOS Para efeitos de Admissão na

Leia mais

Constituem ainda elementos indicadores da qualificação, em termos substanciais, de uma locação como financeira,

Constituem ainda elementos indicadores da qualificação, em termos substanciais, de uma locação como financeira, ÍNDICE 1. NCRF 9 2. Regime Contabilístico 3. Regime Fiscal 4. IVA 5. Quadro Resumo 6. Exemplos 1. NORMA CONTABILÍSTICA E DE RELATO FINANCEIRO ( NCRF ) 9 Na sequência da publicação do Decreto-Lei n.º 158/2009,

Leia mais

OE 2013 O QUE ESTÁ EM CAUSA PARA TRABALHADORES NO ATIVO E PARA APOSENTADOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA?

OE 2013 O QUE ESTÁ EM CAUSA PARA TRABALHADORES NO ATIVO E PARA APOSENTADOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA? OE 2013 O QUE ESTÁ EM CAUSA PARA TRABALHADORES NO ATIVO E PARA APOSENTADOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA? UMA BREVE SÍNTESE DAS PRINCIPAIS DISPOSIÇÕES DO CAPÍTULO III DA LEI Nº 66-B/2012, DE 31 DE DEZ. (ARTºS

Leia mais

http://www.webx.ubi.pt/~fantunes Contabilidade Financeira I Francisco Antunes

http://www.webx.ubi.pt/~fantunes Contabilidade Financeira I Francisco Antunes Aula 03 http://www.webx.ubi.pt/~fantunes Início Património Definições: Luís Fontela e Pinheiro Henriques: Entende-se por património todo o conjunto de valores que se destinam a determinado fim e estão

Leia mais

ÍNDICE GERAL. CP-cp 1:CP-cp 1.qxd 08-09-2011 15:59 Página 5 1. CONTABILIDADE PÚBLICA... 13

ÍNDICE GERAL. CP-cp 1:CP-cp 1.qxd 08-09-2011 15:59 Página 5 1. CONTABILIDADE PÚBLICA... 13 CP-cp 1:CP-cp 1.qxd 08-09-2011 15:59 Página 5 1. CONTABILIDADE PÚBLICA...................................... 13 1.1 Características......................................... 15 1.2 Princípios contabilísticos..................................

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO CARACTERIZAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO 1.

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO CARACTERIZAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO 1. FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Código da publicitação do procedimento Código de candidato CARACTERIZAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO Carreira Categoria

Leia mais

IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS

IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS QUADRO DE BENEFÍCIOS E INCENTIVOS À REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS NAS ÁREAS DE REABILITAÇÃO URBANA DO CONCELHO DE VILA FRANCA DE XIRA BENEFÍCIOS FISCAIS RELATIVOS AOS IMPOSTOS MUNICIPAIS SOBRE O PATRIMÓNIOP

Leia mais

Aviação, Ambiente e Custos Energéticos

Aviação, Ambiente e Custos Energéticos Aviação, Ambiente e Custos Energéticos 6 e 7 de Dezembro de 2010 ENTIDADES ORGANIZADORAS A LOGISTEL S.A. é uma Sociedade Anónima de que são Accionistas o Grupo Barraqueiro, a TAAG Linhas Aéreas de Angola,

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Missão A missão do curso é formar profissionais em Ciências Contábeis com elevada competência técnica, crítica, ética e social, capazes de conceber

Leia mais

Pós- Graduação em Fisioterapia Dermatofuncional 1ª EDIÇÃO

Pós- Graduação em Fisioterapia Dermatofuncional 1ª EDIÇÃO Pós- Graduação em Fisioterapia Dermatofuncional 1ª EDIÇÃO 1 CORPO DOCENTE: COORDENAÇÃO Isabel Coutinho (EstesL-IPL) Pedro Rebelo (EstesL-IPL) Jackeline Rangel (+EstesL) Patrícia Melo (+EstesL) Jackeline

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 54/2014 de 14 de Março de 2014

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 54/2014 de 14 de Março de 2014 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 54/2014 de 14 de Março de 2014 Considerando o Decreto Legislativo Regional n.º 2/2014/A, de 29 de janeiro, que aprovou o Orçamento da Região

Leia mais

INTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

INTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO APOIO À CONTRATAÇÃO DE JOVENS, DE DESEMPREGADOS DE LONGA DURAÇÃO E DE DETERMINADOS PÚBLICOS INTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL,

Leia mais

PPR SÉNIOR - 2ª Série

PPR SÉNIOR - 2ª Série Plano Poupança Reforma TIPO DE CLIENTE Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. SEGMENTO-ALVO Destina-se essencialmente a Clientes, com perfil conservador, com idade igual ou superior a 55 anos,

Leia mais

EVT002 PT: AO: MZ:

EVT002  PT: AO: MZ: Seminário Fiscalidade Financeira AO + MZ + PT A Gestão Fiscal é considerada hoje uma das vertentes fundamentais da gestão empresarial. A formação de quadros médios e superiores das áreas contabilística

Leia mais