Seminario Plano Carreira Educadores

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seminario Plano Carreira Educadores"

Transcrição

1 Seminario Plano Carreira Educadores 1_ PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DEPOIS DA REFORMA PREVIDENCIÁRIA DE 2013 Por Ludimar Rafanhim 2_ PALESTRA SOBRE A TABELA SALARIAL ATUAL E PROPOSTA DA PMC NO SEMINÁRIO DO SISMUC SOBRE PCCV DOS EDUCADORES Sandro Silva Economista - Dieese-PR

2 SERVIDOR PÚBLICO LUDIMAR RAFANHIM PLANOS DE CARREIRA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DEPOIS DA REFORMA PREVIDENCIÁRIA DE 2003 Os novos planos de carreiras devem criar institutos que acelerem o crescimento durante os primeiros seis ou sete anos, que correspondem a 20% do tempo mínimo de contribuição para adquirir o direito a se aposentar, de forma que estabilizem um valor que será a base da aposentadoria. Durante o restante da carreira os servidores públicos precisam ter crescimentos mais freqüentes, mesmo que menores, para acrescentar valores àquele já conquistado no primeiro período pois precisam continuar sendo estimulados a se aperfeiçoarem e prestar serviço de melhor qualidade. A contar do ano de 1998, podemos dizer que carreiras e vencimentos dos servidores públicos, ocorreram três grandes e importantes mudanças no importante instrumento de gestão e valorização dos regime previdenciário dos servidores públicos brasileiros mesmos. levadas a cabo pela Emenda Constitucional 20 de 1998, A elaboração de planos de carreiras dos servidores Emenda Constitucional 41, de 31 de dezembro de 2003, públicos tem previsão constitucional, conforme se verifica Emenda Constitucional 47/2005, Lei Federal 11301/2006 e a seguir, a partir do artigo 39 da Carta. Emenda Constitucional 70, de 29 de março de As emendas constitucionais 20 e 41 suprimiram Art. 39. A União, os Estados, o Distrito Federal e os muitos direitos dos servidores públicos e criaram restrições Municípios instituirão conselho de política de à integralidade das aposentadorias, bem como a paridade administração e remuneração de pessoal, integrado por com servidores ativos, instituíram contribuição servidores designados pelos respectivos Poderes. 1º A previdenciária para os servidores aposentados, a fixação dos padrões de vencimento e dos demais possibilidade de fundos complementares de previdência componentes do sistema remuneratório observará: I - a com estabelecimento de teto a ser pago por regimes natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade dos próprios, vinculação de idade e tempo de contribuição para cargos componentes de cada carreira; II - os requisitos para concessão de aposentadorias. a investidura; III - as peculiaridades dos cargos. Todas as questões, embora muitas ainda sequer tenham sido plenamente compreendidas pela maioria dos O artigo 39 da Constituição Federal aplica-se a servidores públicos, têm sido objeto de reflexões por entes todos os servidores públicos civis, mas outros artigos e leis públicos, servidores e entidades sindicais, mas uma esparsas cuidaram de grupos específicos de servidores. O questão da qual não tem se falado é objeto da análise que artigo 67 da Lei Federal 9394/1996 Lei de Diretrizes e aqui se apresenta. Refere-se a um ponto da Emenda 41 e Bases da Educação, com fulcro no inciso V do artigo 206 da sua relação com a elaboração de planos de carreiras dos Constituição Federal, tratou do plano de carreiras dos servidores públicos, qual seja, o cálculo da aposentadoria profissionais da educação como instrumento de pela média aritmética das 80% maiores remunerações, não valorização profissional. podendo o benefício ter valor superior à última remuneração. Art. 67 Os sistemas de ensino promoverão a valorização dos A essa regra estão submetidos todos os servidores profissionais da educação, assegurando-lhes, inclusive nos que ingressaram no serviço público a partir do dia 1 de termos dos estatutos e dos planos de carreira do magistério janeiro de 2004, dos que se aposentarem por idade, na público: I - ingresso exclusivamente por concurso público de compulsória, pela regra de transição do pedágio ou, provas e títulos; II - aperfeiçoamento profissional mesmo tendo ingressado no serviço público até 31 de continuado, inclusive com licenciamento periódico dezembro de 2003, no momento da aposentadoria não remunerado para esse fim; III - piso salarial profissional; IV - tenham 20 anos de serviço público, 10 na carreira e 5 no progressão funcional baseada na titulação ou habilitação, cargo. ou na avaliação do desempenho; Todos os mencionados servidores se aposentarão pela média aritmética das 80% maiores remunerações, e Se a LDB tratou do plano de carreiras dos isso nos leva à cuidadosa reflexão sobre os planos de cargos profissionais da Educação, a Lei Federal 8142/1990, em seu

3 SERVIDOR PÚBLICO LUDIMAR RAFANHIM artigo 4º, disse que os servidores públicos da saúde também e inativos e dos pensionistas, observados critérios que precisam ter um plano de cargos, carreiras e vencimentos preservem o equilíbrio financeiro e atuarial e o disposto neste próprio. artigo. 1º Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata este artigo serão aposentados, Art. 4 Para receberem os recursos, de que trata o art. 3 calculados os seus proventos a partir dos valores fixados na desta lei, os Municípios, os Estados e o Distrito Federal forma dos 3º e 17: deverão contar com: VI - Comissão de elaboração do Plano de 3º Para o cálculo dos proventos de aposentadoria, por Carreira, Cargos e Salários (PCCS), previsto o prazo de dois ocasião da sua concessão, serão consideradas as anos para sua implantação. remunerações utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência de que tratam este A partir das citadas previsões constitucionais e artigo e o art. 201, na forma da lei. legais, municípios, estados e a União organizaram planos de 17. Todos os valores de remuneração considerados para o carreiras para seus servidores, com estrutura muito parecida cálculo do benefício previsto no 3 serão devidamente nos diferentes entes públicos. atualizados, na forma da lei. Os planos de carreira, em regra, são formados por capítulos de princípios, conceitos, instrumentos de O artigo 201 da Constituição Federal é o que trata do movimentação na carreira, mecanismos de implantação do Regime Geral de Previdência onde todos os benefícios são novo plano, tabela de vencimentos e disposições gerais. Em calculados pela média aritmética das 80% maiores regra, os crescimentos na carreira contemplam tempo de remunerações e aplica-se o Fator Previdenciário. É o artigo serviço, desempenho e mérito, incluída a titulação superior à 1º da Lei Federal /2004 que regulamentou o cálculo exigida para o ingresso no cargo. da aposentadoria dos servidores públicos efetivos a partir da Na concepção vigente de planos de carreiras eles Emenda Constitucional 41. existem como instrumento de valorização profissional, mas também como instrumento de gestão, pois por meio dele Art. 1o No cálculo dos proventos de aposentadoria dos pode a Administração Pública induzir o servidor à servidores titulares de cargo efetivo de qualquer dos Poderes qualificação que dele se espera para bem prestar o serviço da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, público e manter o servidor constantemente motivado, uma incluídas suas autarquias e fundações, previsto no 3o do vez que sempre poderá pleitear um melhor posicionamento art. 40 da Constituição Federal e no art. 2o da Emenda na tabela de vencimentos com consequente melhor Constitucional no 41, de 19 de dezembro de 2003, será remuneração. considerada a média aritmética simples das maiores Com o objetivo de cumprir suas funções precípuas, remunerações, utilizadas como base para as contribuições os planos de carreiras são organizados de maneira que o do servidor aos regimes de previdência a que esteve servidor ganha menos no início da carreira e vinculado, correspondentes a 80% (oitenta por cento) de progressivamente aumenta sua remuneração para no todo o período contributivo desde a competência julho de momento da aposentadoria estar no topo da carreira e 1994 ou desde a do início da contribuição, se posterior àquela desfrutá-la com valores melhores. competência. A premissa anterior era totalmente verdadeira até 31 de dezembro de 2003, pois os servidores públicos, em regra, se aposentavam com base na última remuneração, portanto, chegavam ao final da carreira e com esse valor se aposentavam. A Emenda Constitucional 41, de 31 de dezembro de 2003, mudou essa lógica e, mesmo o servidor estando no final da carreira, pode se aposentar com valor bem inferior, pois a ele se aplicará a média aritmética e não a última remuneração. Vejamos como trata da questão o artigo 40 da Constituição, com a redação dada pela Emenda Constitucional 41. "Art. 40. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, incluídas suas autarquias e fundações, é assegurado regime de previdência de caráter contributivo e solidário, mediante contribuição do respectivo ente público, dos servidores ativos Posta a questão previdenciária, vejamos com mais precisão a sua repercussão nos planos de carreiras dos servidores públicos. Até 31 de dezembro de 2003, o sistema previdenciário respondia plenamente às expectativas dos servidores públicos de fazer uma carreira e ao final se aposentar com a maior remuneração alcançada. Essa é a lógica que orientou a organização dos planos de carreiras dos diferentes segmentos dos servidores públicos da União, dos estados e municípios. O Plano de Carreiras do quadro próprio dos servidores do Estado do Paraná, Lei 13666/2002, por exemplo, tem essa lógica, sendo assim também a Lei Complementar do Estado do Paraná 103 que instituiu o plano de carreiras do magistério estadual do Paraná e a Lei Federal /2005 que instituiu o Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, no âmbito das Instituições Federais de Ensino vinculadas ao Ministério da Educação.

4 SERVIDOR PÚBLICO LUDIMAR RAFANHIM Partem das mesmas premissas as leis que instituem carreira ao longo dos primeiros 20% do tempo da carreira, de planos de carreiras nos demais estados brasileiros e nos mais forma que contribuam para a previdência sobre esses de cinco mil e quinhentos municípios. É compreensível que valores durante o período de 80% da carreira pois sobre esse assim fossem os planos de carreiras quando a regra geral era período será feita a média aritmética. da aposentadoria com base na última remuneração e com Os novos planos de carreiras devem criar institutos paridade em relação aos servidores ativos, o que perdurou que acelerem o crescimento durante os primeiros seis ou até a data da promulgação da Emenda Constitucional 41, 31 sete anos, que correspondem a 20% do tempo mínimo de de dezembro de Para ilustrar o que até aqui foi dito contribuição para adquirir o direito a se aposentar, de forma tomemos o exemplo de dois servidores públicos vinculados a que estabilizem um valor que será a base da aposentadoria. um mesmo plano de carreiras que assegura promoções com Durante o restante da carreira os servidores públicos ganho de 15% a cada nível, sendo que o plano tem 4 níveis e é precisam ter crescimentos mais freqüentes, mesmo que possível crescer a cada 5 anos. menores, para acrescentar valores àquele já conquistado no O servidor que ingressou no serviço público até dia primeiro período pois precisam continuar sendo 31 de dezembro de 2003 e no momento que se aposentar estimulados a se aperfeiçoarem e prestar serviço de melhor tiver 20 anos de serviço público, 10 anos na carreira e 5 no qualidade. cargo se aposentará com a integralidade da última Para evitar que a nova lógica se constitua em remuneração, portanto, não importa se chegou ao final da instrumento de acomodação dos servidores públicos, face à carreira um mês antes de se aposentar. falta de expectativa de carreira, outros instrumentos devem O outro, que ingressou no serviço público a partir de ser utilizados considerando que a remuneração não é o único 1 de janeiro de 2004 ou ingressou antes mas não tem os três estímulo ao aperfeiçoamento profissional e boa prestação requisitos anteriormente mencionados, se aposentará com de serviço. base na média aritmética das 80% maiores remunerações, Para manter o servidor público motivado pode-se atualizadas mês a mês, portanto, os ganhos recebidos por investir em sua formação, concessão de licenças para curto período de tempo desaparecerão ao ser calculada a estudos, mudanças de área de atuação, designação para média. atividades de coordenação, supervisão e direção, criar Por todo o exposto até aqui, parece que os planos de ambiente adequado de trabalho, valorização dos carreiras em seu modelo tradicional não mais servem, pois conhecimentos e outros mais. eles garantirão o recebimento de valores integrais somente Não se está pregando o que poderia ser considerado enquanto em atividade, o que leva os servidores a até enriquecimento ilícito da Administração Pública ao retardarem ao máximo a aposentadoria para melhorar a aproveitar conhecimentos e habilidades dos servidores sem média e ter um provento melhor, portanto, forma-se uma possibilitar novos crescimentos na carreira. Ao contrário, geração de servidores que está sendo induzida a se defende-se o aproveitamento do tempo de serviço e novos aposentar compulsoriamente aos 70 anos de idade. conhecimentos e habilidades para crescer na carreira, mas Deve-se registrar que o retardo das aposentadorias e com plena consciência de que os impactos nos benefícios o pagamento de valores mais baixos e sem paridade foram os previdenciários serão menores, pois no primeiro período já principais objetivos das últimas reformas previdenciárias e, se atingiu um bom patamar médio para o valor do provento. sob essa ótica, os planos de carreiras podem continuar como Todos os fundamentos e dúvidas aqui colocados eram pois induzirão os servidores públicos a não se destinam-se a abrir um importante debate na Administração aposentar, mas dessa forma os planos de carreiras serão Pública, pois o mesmo continua latente, mesmo a Emenda apenas um instrumento de gestão previdenciária e não Constitucional 41 completando 10 anos em 2013, e planos instrumento de valorização profissional e qualificação do de cargos carreiras e vencimentos continuam sendo serviço público. elaborados como se a regra da integralidade ainda existisse Por tudo pode parecer que não há mais sentido para os novos servidores. existirem planos de carreiras para os servidores públicos pois farão carreira e se aposentarão de forma indigna. Deve-se discordar dessa concepção exageradamente pessimista e mudar a lógica de carreira, superando a ideia de que um servidor público pode começar sua vida funcional ganhando Ludimar Rafanhim, advogado em Curitiba, assessor jurídico de sindicatos de servidores públicos, pouco pois ao final terá melhores vencimentos e uma consultor em Previdência e planos de carreiras de servidores aposentadoria digna. públicos. Integra a sociedade de A nova ordem jurídica previdenciária exige que os advogados Rafanhim Souza e servidores públicos iniciem sua carreira com boa Rosa Advogados Associados. remuneração e que cheguem a posições mais elevadas na Mestre em Educação pela UFPR.

5 TABELA SALARIAL SANDRO SILVA PALESTRA SOBRE A TABELA SALARIAL ATUAL E PROPOSTA DA PMC NO SEMINÁRIO DO SISMUC SOBRE PCCV DOS EDUCADORES Sandro Silva Economista - Dieese-PR Curitiba-PR 26/04/2014 Crescimento no PCCV atual Nº de referências por nível ocupacional e nível Parte Nível I Nível II Nível III Nível IV Especial Nível Ocupacional Básico Nível Ocupacional Médio Nível Ocupacional Médio - Educador Nível Ocupacional Médio - Guarda Nível Ocupacional Superior - Magistério Nível Ocupacional Superior Crescimento horizontal: mudança de referência (2,80%), a cada 2 anos e com limitação de vagas; Crescimento vertical: mudança de nível (15,00%), a cada 2 anos e com limitação de vagas Anotações

6 TABELA SALARIAL SANDRO SILVA Tabela Salarial dos Educadores nov/2013 Tabela Salarial - Cargos: EDUCADOR e EDUCADOR SOCIAL - novembro/2013 Parte Especial Fundamental Parte Especial Médio Parte Permanente Nível I Parte Permanente Nível II Parte Permanente Nível III Pad/Ref A B C D E F G H I , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,40 Negociação da Tabela Salarial ü ü Proposta inicial Tabela Salarial com 1 classe, com avanço anual; Com 2 propostas de tabela, ambas com amplitude de 98,0%, sendo uma com 15 referências e percentual de 5% e outra com 18 referências com percentual de 4,1%; Última proposta p/ o Magistério Tabela Salarial com 4 classes (Graduação, Especialização, Mestrado e Doutora), possibilidade de aumento de 72,50% (atual 52,09%); Com 25 referências com percentuais de 2,1% e 2 gatilhos de 10% e 20%, amplitude de 108,52% (atual 47,20% e 55,56%), que com avanços nas classes pode chegar a 259,69% (atual pode chegar a 123,87% e 133,58%). Anotações

7 TABELA SALARIAL SANDRO SILVA Simulação do impacto da proposta da PMC para o Magistério municipal Simulação do impacto da proposta do PCCV do Magistério de Curiiba - abr/2014 Atual Proposta PMC Comparação Percentual Número Total Percentual Número Total proposta / atual Avanço horizontal (a cada 2 anos p/ anual) 2, ,20 2, ,97-10,0 1 10,00-20,0 1 20,00 - Total 47,20 108,52 41,66 Avanço vertical (Especialização, Mestrado e Doutorado) 15,0 1 15,00 15,0 1 15,00-15,0 1 15,00 20,0 1 20,00-15,0 1 15,00 25,0 1 25,00 - Total 52,09 72,50 13,42 Total 123,87 259,69 60,67 Simulação do impacto da proposta da PMC para o Magistério municipal Simulação do impacto da proposta do PCCV dos Educadores de Curiiba - abr/2014 Atual Proposta PMC Comparação Percentual Número Total Percentual Número Total proposta / atual Avanço horizontal (a cada 2 anos para anual) 2, ,20 2, ,97-10,0 1 10,00-20,0 1 20,00 - Total 47,20 108,52 41,66 Avanço vertical (Graduação, Especialização e Mestrado) 15,0 1 15,00 25,0 1 25,00-15,0 1 15,00 15,0 1 15,00-20,0 1 20,00 - Total 32,25 72,50 30,43 Total 94,67 259,69 84,77

8 TABELA SALARIAL SANDRO SILVA Simulação impacto na Tabela Salarial dos Educadores Tabela Salarial com 4 classes, atual tem 3 níveis, e 25 referências ü Classes: poderia se pensar em 4, mantendo a lógica construída no Magistério (percentuais), apenas substituindo a de Doutorado pela de Graduação, sendo a seguinte ordem, Graduação (25%), Especialização (15%) e Mestrado (20%), possibilidade de aumento de 72,50% (atual 32,25%); ü Referência: manter as mesmas 25 referências proposta para o Magistério, com percentuais de 2,1% e 2 gatilhos de 10% e 20%, amplitude de 108,52% (atual 47,20% e 55,56%), que com avanços nas classes pode chegar a 259,69% (atual pode chegar a 94,67% e 105,72%). Anotações Simulação do impacto da proposta para o Magistério Grupo Ocupacional Médio - Educador e Educador Social Inicial Final Aumento Pad/Ref. Vencimento Nível Sexo Pad/Ref. Vencimento possível Situação atual - entre níveis de 2,8% a cada 2 anos e entre níveis de 15% 145 A 1.839,32 Nível I Mulheres 146 F 2.707,45 47,20 Homens 146 H 2.861,19 55,56 Nível II Mulheres 149 F 3.113,57 69,28 Homens 149 H 3.290,37 78,89 Nível III Mulheres 152 F 3.580,61 94,67 Homens 152 H 3.783,93 105,72 Proposta PMC - Tabela com 25 níveis - entre níveis 2,10% anual e entre classes 25%, 15% e 20% ,32 Classe I ,28 108,52 Classe II ,11 160,65 Classe III ,22 199,74 Classe IV ,87 259,69 Fonte: PMC Elaboração: DIEESE/ER-PR Nota: Com relação aos avanços, está sendo considerado 14 avanços para as mulheres e 16 para os homens.

PLANO DE CARREIRAS SEMINÁRIO SISMUC

PLANO DE CARREIRAS SEMINÁRIO SISMUC PLANO DE CARREIRAS SEMINÁRIO SISMUC CURITIBA 26 DE ABRIL DE 2014 PCCV x ESTATUTO PODEM ESTAR JUNTOS OU EM LEIS SEPARADAS SEMPRE SE COMUNICARÃO ESTATUTO: INGRESSO, DIREITOS, DEVERES, ESTÁGIO PROBATÓRIO,

Leia mais

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO «DESCONTO PREVIDENCIÁRIO INFOMATIVO FÓRUM DAS SEÇÕES SINDICAIS DO ANDES SN DAS IEES PARANAENSES» APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS EC. Ns. 41/2003 E 47/2005 - quebra

Leia mais

Hoje finalizaremos Vacância de Cargo Público, estudando Aposentadoria e Acumulação de Cargo Público.

Hoje finalizaremos Vacância de Cargo Público, estudando Aposentadoria e Acumulação de Cargo Público. Turma e Ano: Flex B Matéria / Aula: Administrativo aula 6 Monitora: Luiza Jungstedt Professor: Luíz Oliveira Castro Jungstedt Hoje finalizaremos Vacância de Cargo Público, estudando Aposentadoria e Acumulação

Leia mais

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares Plano de Carreira TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas

Leia mais

Data de Ingresso no Serviço Público

Data de Ingresso no Serviço Público Data de Ingresso no Serviço Público A data de ingresso no serviço público é variável que determina as regras de aposentadoria voluntária que podem ser elegíveis pelo servidor, considerando a sucessão das

Leia mais

QUEREM O FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL PARA POLICIAIS

QUEREM O FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL PARA POLICIAIS QUEREM O FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL PARA POLICIAIS Juntando-se a multidão de servidores em todo o Brasil, o SINTELPOL e demais entidades classistas da Polícia Civil, Polícia Federal e servidores públicos

Leia mais

Ciências atuariais aplicadas à previdência

Ciências atuariais aplicadas à previdência Ciências atuariais aplicadas à previdência Máris Caroline Gosmann Prof. Coordenadora do Curso de Ciências Atuariais da UFRGS Atuária, Economista e Nutricionista Mestre em Atuária PESQUISAS CEGOV: Centro

Leia mais

Federal e dispositivos da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, e dá outras providências.

Federal e dispositivos da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, e dá outras providências. 40862 Sexta-feira 12 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Dezembro de 2003 O SR. PRESIDENTE (José Sarney) Encerrada a votação: Votaram SIM 27 Srs. Senadores; e NÃO, 48. Não houve abstenção. Total: 75 votos. As emendas

Leia mais

Reforma da Previdência (PEC 06/2019)

Reforma da Previdência (PEC 06/2019) SÉRIE SINJUS EXPLICA Reforma da Previdência (PEC 06/2019) o que mudará para os servidores públicos se as novas regras forem aprovadas Abelardo Sapucaia MARÇO / 2019 APRESENTAÇÃO Levamos às mãos dos servidores

Leia mais

PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015

PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015 PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015 POLÍTICA REMUNERATÓRIA 1. PISO DO MAGISTÉRIO 1.1. Reajuste de 31,78% no vencimento

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO

PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO 1 REGIME PRÓPRIO: ABRANGÊNCIA DOS MEMBROS DA MAGISTRATURA Art. 40. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO 1. Requerimento do servidor. 2. Mapa do tempo de contribuição.

DOCUMENTAÇÃO 1. Requerimento do servidor. 2. Mapa do tempo de contribuição. DEFINIÇÃO É um incentivo pago ao servidor que já preencheu todos os requisitos para se Aposentar, mas opta por permanecer na ativa. Deferido o abono, o servidor continua recolhendo a contribuição previdenciária,

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

MANUAL DE DIREITO ADMINISTRATIVO - ED. MÉTODO/GEN PROF. GUSTAVO MELLO KNOPLOCK MATERIAL COMPLEMENTAR REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR - RPPS

MANUAL DE DIREITO ADMINISTRATIVO - ED. MÉTODO/GEN PROF. GUSTAVO MELLO KNOPLOCK MATERIAL COMPLEMENTAR REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR - RPPS REGIME DE PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR O capítulo 40 da Constituição Federal dispõe sobre o regime de previdência dos servidores efetivos da Administração Direta, autárquica e fundacional em todos os entes

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40-A, DE 2003, QUE "MODIFICA OS ARTS. 37, 40, 42, 48, 96, 142 E 149 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, O ART. 8º DA

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 CÂMARA LEGSLATA DO DSTRTO FEDERAL Texto atualizado apenas para consulta. LE Nº 5.187, DE 25 DE SETEMBRO DE 2013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Reestrutura a tabela de vencimentos da carreira Atividades

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS E MUNICIPAIS CONTINUAM INCLUÍDOS NA REFORMA DA PREVIDÊNCIA Os servidores públicos ocupantes de cargo efetivo na

Leia mais

R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social

R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social O fim de um modelo ou um ajuste cíclico? Construção do Modelo de RPPS Aspectos Constitucionais Construção do Modelo de RPPS Aspectos Constitucionais 1824

Leia mais

Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial. 1-As mudanças previstas para os servidores públicos

Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial. 1-As mudanças previstas para os servidores públicos Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial 1-As mudanças previstas para os servidores públicos 1-1-Artigo 40 da Constituição Federal e a PEC 287/2016 continua valendo para

Leia mais

CONTRAREFORMA DA PREVIDÊNCIA PEC 287/2016. Ludimar Rafanhim

CONTRAREFORMA DA PREVIDÊNCIA PEC 287/2016. Ludimar Rafanhim CONTRAREFORMA DA PREVIDÊNCIA PEC 287/2016 REFORMA DE 1988 Reforma foi em 1988 quando disse que todos têm direitoit à previdência, i aposentadoria, proteção social, aposentadoria rural, saúde do trabalhador,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações:

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações: PROJETO DE LEI Nº Altera, revoga e acrescenta dispositivos das Leis nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, que dispõe sobre a estrutura do Grupo Ocupacional do Magistério da Educação Básica MAG e instituiu

Leia mais

Solicitamos o obséquio de suas providências para emissão de parecer relativo à seguinte questão:

Solicitamos o obséquio de suas providências para emissão de parecer relativo à seguinte questão: Dúvida: Solicitamos o obséquio de suas providências para emissão de parecer relativo à seguinte questão: Funcionária admitida como Professora em autarquia municipal pelo regime celetista durante o período

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 287, de 2016

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 287, de 2016 PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 287, de 2016 Altera os arts. 37, 40, 109, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição, para dispor sobre a seguridade social, estabelece regras de transição e dá outras

Leia mais

Regras APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO INTEGRAL DE CONTRIBUIÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - SP

Regras APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO INTEGRAL DE CONTRIBUIÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - SP Regras APOETADORIA VOLUTÁRIA POR TEMPO ITEGRAL DE COTRIBUIÇÃO ERVIDOR PÚBLICO ETADUAL - P REGRA PREVIÃO ORMATIVA IGREO ER. PÚBL IDADE TEMPO DE COTRIBUIÇÃO TEMPO DE ERVIÇO PÚBLICO TEMPO O CARGO EFETIVO

Leia mais

PEC 287-A. Palestrante: Celso Colacci Fone: (61)

PEC 287-A. Palestrante: Celso Colacci   Fone: (61) PEC 287-A Palestrante: Celso Colacci E-mail: celso@inova10.com Fone: (61) 981491212 www.inova10.com Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata este artigo serão aposentados: I - voluntariamente,

Leia mais

MODIFICAÇÕES DA ÚLTIMA PROPOSTA APRESENTADA PELO GOVERNO emenda aglutinativa global

MODIFICAÇÕES DA ÚLTIMA PROPOSTA APRESENTADA PELO GOVERNO emenda aglutinativa global MODIFICAÇÕES DA ÚLTIMA PROPOSTA APRESENTADA PELO GOVERNO emenda aglutinativa global Não será exigida idade mínima para pessoas com deficiência, mais será exigida CONTRIBUIÇÃO, 35 anos de contribuição (deficiência

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE REMUNERAÇÃO DE CARGOS, EMPREGOS OU FUNÇÕES COM PROVENTOS DE APOSENTADORIA E PENSÕES

ACUMULAÇÃO DE REMUNERAÇÃO DE CARGOS, EMPREGOS OU FUNÇÕES COM PROVENTOS DE APOSENTADORIA E PENSÕES ACUMULAÇÃO DE REMUNERAÇÃO DE CARGOS, EMPREGOS OU FUNÇÕES COM PROVENTOS DE APOSENTADORIA E PENSÕES Alex Sandro Lial Sertão Assessor Jurídico TCE/PI Introdução A Reforma da Previdência no Serviço Público

Leia mais

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema.

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema. Em decorrência do grande número de dúvidas dos servidores sobre a concessão de aposentadorias voluntárias, o Departamento de Aposentadorias, Pensões e Benefícios, da DiAPe/ProGPe, achou por bem relacionar

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO DO PARANÁ. Plenária do Sindijus/PR Abril/2016

PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO DO PARANÁ. Plenária do Sindijus/PR Abril/2016 PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO DO PARANÁ Plenária do Sindijus/PR Abril/2016 DIRETRIZES PARA ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA: ISONOMIA DO QUADRO DE SERVIDORES; ISONOMIA SALARIAL

Leia mais

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público.

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público. Rolando Rubens Malvásio Júnior. Coordenador Geral da FASUBRA Sindical. rolando@fasubra.org.br 0XX 61 9271.5042 Breve histórico para entendimento: A EC nº 41/03 introduziu quatro regimes normativos de aposentação,

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO O QUE É O IPRC? O Instituto de Previdência do Município de Rio Claro IPRC nasceu em 20 de setembro de 2007, através da Lei Complementar Municipal 023/2007. É uma Autarquia Municipal

Leia mais

O país vem passando por um processo acelerado de envelhecimento populacional, em função da queda da taxa de fecundidade e do aumento da expectativa

O país vem passando por um processo acelerado de envelhecimento populacional, em função da queda da taxa de fecundidade e do aumento da expectativa O país vem passando por um processo acelerado de envelhecimento populacional, em função da queda da taxa de fecundidade e do aumento da expectativa de sobrevida que ocorreu, principalmente, por conta das

Leia mais

Rioprevidência com Você SEAERJ. Coordenadoria de Aposentadoria

Rioprevidência com Você SEAERJ. Coordenadoria de Aposentadoria Rioprevidência com Você SEAERJ Coordenadoria de Aposentadoria Levar aos servidores do Estado do Rio de Janeiro a Educação Previdenciária, ampliando os conhecimentos dos seus direitos e deveres como servidor

Leia mais

PEC 287-A. Palestrante: Celso Colacci Fone: (61) whatsapp

PEC 287-A. Palestrante: Celso Colacci   Fone: (61) whatsapp PEC 287-A Palestrante: Celso Colacci E-mail: celso@inova10.com Fone: (61) 981491212 - whatsapp www.inova10.com Requisitos/Concessão: 1º - Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata

Leia mais

"Dispõe sobre reajuste salarial para Professores da Rede Municipal de Ensino, Nível l, de provimentos efetivos do município.

Dispõe sobre reajuste salarial para Professores da Rede Municipal de Ensino, Nível l, de provimentos efetivos do município. nº 119/2015. Pugmil/TO, 16 de junho de 2015. Excelentíssimo Senhor Vereador HELIO MOTA Presidente da Câmara Municipal de Pugmil Nesta. Assunto: Encaminha Projeto de Lei. Senhor Presidente, Encaminho à

Leia mais

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Regime Próprio de Previdência Social Legislação Básica C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Constitucional

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

Bruno Sá Freire Martins

Bruno Sá Freire Martins Bruno Sá Freire Martins SISTEMA PREVIDENCIÁRIO BRASILEIRO RGPS REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL TRABALHADORES DO SETOR PRIVADO E SERVIDORES PÚBLICOS COMISSIONADOS, TEMPORÁRIOS E CELETISTAS Administrado

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da Constituição Federal e dispositivos

Leia mais

Rioprevidência com você. Novembro de 2015

Rioprevidência com você. Novembro de 2015 Rioprevidência com você Novembro de 2015 O principal objetivo desta apresentação é levar aos servidores do Estado do Rio de Janeiro a Educação Previdenciária, ampliando os conhecimentos dos seus direitos

Leia mais

Projeto de Lei Nº 1.592, de 2003 Do Sr. CARLOS ABICALIL

Projeto de Lei Nº 1.592, de 2003 Do Sr. CARLOS ABICALIL Projeto de Lei Nº 1.592, de 2003 Do Sr. CARLOS ABICALIL Estabelece os princípios e as diretrizes dos planos de carreira para os profissionais da educação básica pública, em conformidade com o art. 5º,

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ANTES DE QUALQUER COISA, É PRECISO ESCLARECER QUE: APOSENTADOS E PENSIONISTAS TAMBÉM SERÃO PREJUDICADOS COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O Governo

Leia mais

Fundação Universidade de Cruz Alta

Fundação Universidade de Cruz Alta FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CONSELHO CURADOR RESOLUÇÃO Nº 01/2010 Dispõe sobre a aprovação do plano de Carreira do Corpo Técnico Funcional, ======================= O Conselho Curador, em reunião

Leia mais

Regras válidas para o servidor na Reforma da Previdência

Regras válidas para o servidor na Reforma da Previdência Regras válidas para o servidor na Reforma da Previdência Por Antônio Augusto de Queiroz (*) O texto do relator da reforma da previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB/SP), aprovado na comissão especial

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ANTES DE QUALQUER COISA, É PRECISO ESCLARECER QUE: APOSENTADOS E PENSIONISTAS TAMBÉM SERÃO PREJUDICADOS COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O Governo

Leia mais

Palestra sobre a Reforma da Previdência (Substitutivo PEC 287) na reunião da Diretoria do Simec

Palestra sobre a Reforma da Previdência (Substitutivo PEC 287) na reunião da Diretoria do Simec Palestra sobre a Reforma da Previdência (Substitutivo PEC 287) na reunião da Diretoria do Simec SANDRO SILVA ECONOMISTA - DIEESE-PR CURITIBA-PR 05/06/2017 REFORMA AMPLA, PROFUNDA E PREJUDICIAL 1. Atinge

Leia mais

Ações Judiciais Relevantes para os RPPS em trâmite no STF e seus impactos para os Entes Federativos A necessidade de gerenciamento de riscos

Ações Judiciais Relevantes para os RPPS em trâmite no STF e seus impactos para os Entes Federativos A necessidade de gerenciamento de riscos Ações Judiciais Relevantes para os RPPS em trâmite no STF e seus impactos para os Entes Federativos A necessidade de gerenciamento de riscos judiciais nos planos de benefícios dos RPPS Brasília/DF, 05

Leia mais

CARTILHA PREVIDENCIÁRIA

CARTILHA PREVIDENCIÁRIA CARTILHA PREVIDENCIÁRIA Servidor visite o nosso site: www.ipmu.com.br Página 1 de 10 Prezado Servidor, O Instituto de Previdência Municipal de Ubatuba - IPMU, sediado a Rua Paraná nº 408 Centro Ubatuba

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.129, DE 2015 (Da Sra. Clarissa Garotinho)

PROJETO DE LEI N.º 3.129, DE 2015 (Da Sra. Clarissa Garotinho) *C0056396A* C0056396A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.129, DE 2015 (Da Sra. Clarissa Garotinho) Altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. DESPACHO: ÀS COMISSÕES DE: EDUCAÇÃO E

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 419, DE 31 DE MARÇO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 419, DE 31 DE MARÇO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 419, DE 31 DE MARÇO DE 2010. Dispõe sobre o Plano de Cargos e Remunerações da Fundação José Augusto e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 R EFO R M A D A P R EV ID ÊN C IA P EC 287 EC 20/98 fim da aposentadoria proporcional, criação do 85/95 para o servidor público EC 41/03 Aposentadoria por

Leia mais

RECURSO HIERÁRQUICO PROCESSO N RECORRENTE: MÔNICA BLÓRIS NABUCO, T.A.J. RELATOR: DES. MARCUS BASÍLIO

RECURSO HIERÁRQUICO PROCESSO N RECORRENTE: MÔNICA BLÓRIS NABUCO, T.A.J. RELATOR: DES. MARCUS BASÍLIO RECURSO HIERÁRQUICO PROCESSO N. 0000211-41.2014.8.19.0810 RECORRENTE: MÔNICA BLÓRIS NABUCO, T.A.J. RELATOR: DES. MARCUS BASÍLIO RECURSO ADMINISTRATIVO HIERÁRQUICO. SERVIDORA APOSENTADA POR INVALIDEZ COM

Leia mais

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PALESTRA: A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL MINISTRANTE: JANE BERWANGER SÃO PAULO 08/02/2017 1. Aposentadoria do Servidor no texto original da Constituição Federal de 1988 : Servidor

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes públicos e Lei 8.112 de 1990 Regime Previdenciário Parte 1 Prof. Thamiris Felizardo -RPPS -Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003.

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003. EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003. (Publicada no D.O.U. de 31/12/2003) Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3 o do art. 142

Leia mais

Direito Previdenciário e Infortunístico

Direito Previdenciário e Infortunístico Direito Previdenciário e Infortunístico (o presente texto representa apenas anotações para exposição do autor sem validade para citação) 8º tema Previdência Social para os Servidores Públicos. Desde 1990,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016

LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016 LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016 Altera a Lei Municipal n. 1.554, de 04 de julho de 2005 que Reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social do Município de Barra do Bugres/MT e, dá

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL (RGPS-INSS) REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS (RPPS) TEMAS Proposta do Governo

Leia mais

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS Fabiana Martins Maia Advogada Pós-graduanda em Direito Público Assessora Jurídica da Asscontas Em virtude das Emendas Constitucionais que

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 711, de 2.9.2013. D.O.E. de 4.9.2013 Alterada pela LC nº 738, de 23.12.2013 DOE 24.12.2013.

LEI COMPLEMENTAR Nº. 711, de 2.9.2013. D.O.E. de 4.9.2013 Alterada pela LC nº 738, de 23.12.2013 DOE 24.12.2013. LEI COMPLEMENTAR Nº. 711, de 2.9.2013. D.O.E. de 4.9.2013 Alterada pela LC nº 738, de 23.12.2013 DOE 24.12.2013. Institui o regime de previdência complementar no âmbito do Estado do Espírito Santo, fixa

Leia mais

Direito Constitucional Gran Dicas PM-SP. Professor Wellington Antunes

Direito Constitucional Gran Dicas PM-SP. Professor Wellington Antunes Direito Constitucional Gran Dicas PM-SP Professor Wellington Antunes wellington.antunes@globo.com VUNESP - 2015 - TJ-SP - Escrevente Técnico Judiciário 1-É correto afirmar que a Constituição Federal a)

Leia mais

PEC 287/ REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGRAS APLICÁVEIS AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

PEC 287/ REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGRAS APLICÁVEIS AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PEC 287/2016 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGRAS APLICÁVEIS AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL 29º SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DA ABIPEM FLORIANÓPOLIS - SC - 08 DE MARÇO DE 2017 Regras

Leia mais

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal.

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. Pontos de interesse da área de RH sobre o RPPS e migração de regime REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL RPPS RGPS RPC Regimes de

Leia mais

REGRAS DE APOSENTADORIA

REGRAS DE APOSENTADORIA REGRAS DE APOSENTADORIA REGRAS PERMANENTES São aplicadas aos servidores públicos, segundo os requisitos elencados no Art. 40, 1, I, II, III alíneas a e b da CF/88. São essas as seguintes hipóteses: Aposentadoria

Leia mais

Regimes Próprios de Previdência Social

Regimes Próprios de Previdência Social Ministério da Previdência Social Secretaria de Políticas de Previdência Social Regimes Próprios de Previdência Social Consolidação da Legislação Federal Atualizada até 2 de maio de 2012 SUMÁRIO Capítulo

Leia mais

RELATOR: Francisco Humberto Simões Magro, Atuário MIBA n 494

RELATOR: Francisco Humberto Simões Magro, Atuário MIBA n 494 ASSUNTO: Proposta de inclusão na base de cálculo do benefício previdenciário de parcelas temporárias para os servidores segurados do Sistema Municipal de Previdência Social SIMPS de Coronel Bicaco - RS.

Leia mais

REFORMA DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA

REFORMA DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA REFORMA DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA Análise do texto publicado na imprensa em 04/02/2019 Rogério Viola Coelho Guilherme Pacheco Monteiro DESCONSTITUCIONALIZAÇÃO A proposta delega à lei complementar

Leia mais

Nota Técnica. Brasília/DF, 27 de novembro de 2017.

Nota Técnica. Brasília/DF, 27 de novembro de 2017. Nota Técnica. Brasília/DF, 27 de novembro de 2017. Objetivo Assunto: Alterações trazidas pela Proposta de Emenda à Constituição n.º PEC 287/2016. Trata-se de nota técnica elaborada no sentido de esclarecer

Leia mais

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na quarta-feira (9). Para conhecer o parecer do relator, deputado

Leia mais

REGRAS DE TRANSIÇÃO PEC 287

REGRAS DE TRANSIÇÃO PEC 287 TEXTO ORIGINAL DA PEC Art. 2º Ressalvado o direito de opção à aposentadoria pelas normas estabelecidas no art. 40 da Constituição, o servidor da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,

Leia mais

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO CENTRO DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO APOSENTADORIA BOAS VINDAS... MSG APOSENTADORIA Objetivo do treinamento Fortalecer o conhecimento das formas mais empregadas de aposentadoria

Leia mais

REGRAS DE APOSENTADORIA

REGRAS DE APOSENTADORIA REGRAS DE APOSENTADORIA REGRAS PERMANENTES São aplicadas aos servidores público, segundo os requisitos elencados no Art. 40, 1, I, II, III alíneas a e b da CF/88. São essas as seguintes hipóteses: Aposentadoria

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 8 Brastra (4376 bytes) Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 As MESAS da CÂMARA DOS DEPUTADOS e do SENADO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO FUNDO MUNICIPAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMODORO-PREVI CONTROLADORIA MUNICIPAL Lei Municipal nº /2018

ESTADO DE MATO GROSSO FUNDO MUNICIPAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMODORO-PREVI CONTROLADORIA MUNICIPAL Lei Municipal nº /2018 1 Processo nº. 2019.04.17609P Interessada: ANGELA MARIA ANDRADE DE SOUZA Assunto: APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO PARECER TÉCNICO Nº. 41/2019 I. DA PRELIMINAR Considerando as atribuições da Controladoria

Leia mais

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação Pequeno Glossário da Previdência As Formas de aposentadoria Voluntária por tempo de contribuição:

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 c Publicada no DOU 31-12-2003. Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da Constituição

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: NECESSÁRIA? EM QUAIS ASPECTOS?

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: NECESSÁRIA? EM QUAIS ASPECTOS? REFORMA DA PREVIDÊNCIA: NECESSÁRIA? EM QUAIS ASPECTOS? Os debates sobre a necessidade de uma reforma da previdência com relação ao RGPS- Regime Geral de Previdência Social, administrado pelo INSS, e com

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS LEI N o 2.019, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2013. O PREFEITO DE PALMAS Dispõe sobre o reajuste do vencimento-base dos servidores públicos ativos, inativos e pensionistas da Administração Direta e Indireta do Poder

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Altera a Lei nº 5.343/2008 e a Lei nº 6.328/2012, para aperfeiçoar a carreira docente da UERJ, e dá outras providências. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso da competência que lhe atribui

Leia mais

O servidor na regra de transição da reforma de previdência

O servidor na regra de transição da reforma de previdência O servidor na regra de transição da reforma de previdência Por Antônio Augusto de Queiroz (*) A Proposta de Emenda à Constituição 6/19, encaminhada ao Congresso pelo governo Jair Bolsonaro no dia 20 de

Leia mais

Reforma da Previdência e o Impacto nos Municípios

Reforma da Previdência e o Impacto nos Municípios Secretaria de Previdência Ministério da Fazenda Subsecretaria dos Regimes Próprios de Previdência Social FORMAÇÃO EM FINANÇAS PÚBLICAS E EDUCAÇÃO FISCAL PARA PREFEITURAS Reforma da Previdência e o Impacto

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 1. NOVAS REGRAS PARA OS SERVIDORES QUE INGRESSAREM NO SERVIÇO PÚBLICO APÓS A PROMULGAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA EC Nº 41/03. a) Principais Características. - fim da paridade

Leia mais

NOTA JURÍDICA Nº 9/2014

NOTA JURÍDICA Nº 9/2014 Brasília, 4 de novembro de 2014. NOTA JURÍDICA Nº 9/2014 Assunto: Submissão dos Fiscais Federais Agropecuários ingressos após a instituição do regime de previdência complementar, que detinham cargo público

Leia mais

Saiba mais em

Saiba mais em Saiba mais em www.dieese.org.br PEC 287 A (SUBSTITUTIVO): A MINIMIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA 1º SEMINÁRIO: OS IMPACTOS DA REFORMA TRABALHISTA NAS RELAÇÕES DE TRABALHO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES Mantém o salário

Leia mais

Previdência e sua reforma Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

Previdência e sua reforma Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação XXXVII ENDP Encontro Nacional dos Dirigentes de Pessoas das IFE Previdência e sua reforma Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação A PEC287/2016 na versão do substitutivo Arthur

Leia mais

LEI Nº , DE 18 DE JUNHO DE 2004 (DOU DE )

LEI Nº , DE 18 DE JUNHO DE 2004 (DOU DE ) LEI Nº 10.887, DE 18 DE JUNHO DE 2004 (DOU DE 21.06.2004) Dispõe sobre a aplicação de disposições da Emenda Constitucional no 41, de 19 de dezembro de 2003, altera dispositivos das Leis nos 9.717, de 27

Leia mais

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal.

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. Pontos de interesse da área de RH sobre o RPPS e migração de regime REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL RPPS RGPS RPC Regimes de

Leia mais

REFORMA PREVIDENCIÁRIA Quadro Comparativo

REFORMA PREVIDENCIÁRIA Quadro Comparativo DIAP Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar www.diap.org.br REFORMA PREVIDENCIÁRIA Quadro Comparativo 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados,

Leia mais

POLÍTICAS DE VALORIZAÇÃO DOCENTE: AVANÇOS NA MELHORIA DA QUALIDADE EDUCACIONAL

POLÍTICAS DE VALORIZAÇÃO DOCENTE: AVANÇOS NA MELHORIA DA QUALIDADE EDUCACIONAL POLÍTICAS DE VALORIZAÇÃO DOCENTE: AVANÇOS NA MELHORIA DA QUALIDADE EDUCACIONAL Eixo 8: Educação, políticas públicas e gestão educacional Modalidade:Pôster Flávia Paula Nogueira Aranda 1 Elisangela Alves

Leia mais

Reforma da Previdência

Reforma da Previdência Reforma da Previdência LEI Nº 10.887, DE 18 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a aplicação de disposições da Emenda Constitucional no 41, de 19 de dezembro de 2003, altera dispositivos das Leis nos 9.717, de

Leia mais

AS MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO DA PREVIDÊNCIA OFICIAL E COMPLEMENTAR

AS MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO DA PREVIDÊNCIA OFICIAL E COMPLEMENTAR Apresentação - Paulo Cesar Chamadoiro Martin Correio eletrônico - pmartin@petros.com.br Conselheiro Deliberativo eleito da Petros Diretor da FUP Rio de Janeiro - RJ, 07.08.06 Roteiro da Apresentação Constituição

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Aprova a proposição de alteração da Lei nº 5.343/2008 e a Lei nº 6.328/2012, para aperfeiçoar a carreira docente da UERJ, e dá outras providências. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso

Leia mais

A delimitação do termo "efetivo exercício no serviço público" para efeito de aposentadoria voluntária do servidor titular de cargo efetivo

A delimitação do termo efetivo exercício no serviço público para efeito de aposentadoria voluntária do servidor titular de cargo efetivo A delimitação do termo "efetivo exercício no serviço público" para efeito de aposentadoria voluntária do servidor titular de cargo efetivo Villy Lopes Leal Monteiro de Almeida 1 1 INTRODUÇÃO O presente

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.887, DE 18 DE JUNHO DE 2004. Dispõe sobre a aplicação de disposições da Emenda Constitucional n o 41, de 19 de dezembro

Leia mais

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias REGRAS PARA APOSENTADORIA IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias Regras de aposentadoria com funções de magistério HOMEM: 55 ANOS DE IDADE 30 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO

Leia mais

OPÇÃO AO FUNPRESP SAIBA COMO DECIDIR SOBRE A SUA APOSENTADORIA

OPÇÃO AO FUNPRESP SAIBA COMO DECIDIR SOBRE A SUA APOSENTADORIA OPÇÃO AO FUNPRESP SAIBA COMO DECIDIR SOBRE A SUA APOSENTADORIA SAIBA COMO DECIDIR Esta cartilha visa esclarecer e simplificar, através de um resumo didático, o entendimento sobre o Regime de Previdência

Leia mais

Regras de aposentadoria constantes da redação original da CF/88 foram alteradas pelas Emendas Constitucionais: - 20/98-41/03-47/05

Regras de aposentadoria constantes da redação original da CF/88 foram alteradas pelas Emendas Constitucionais: - 20/98-41/03-47/05 Agosto 2014 Regras de aposentadoria constantes da redação original da CF/88 foram alteradas pelas Emendas Constitucionais: - 20/98-41/03-47/05 1) voluntária, por tempo de serviço, com proventos integrais;

Leia mais

Eduardo Tanaka. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Eduardo Tanaka. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Eduardo Tanaka Pós-graduado em Direito Constitucional. Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Graduado em Odontologia pela USP. Auditor

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

REFORMA DA PREVIDÊNCIA REFORMA DA PREVIDÊNCIA o que muda para os servidores públicos? Proposta de Emenda à Constituição nº 06 de 2019 Por Sarah Campos, assessoria jurídica do Apubh REGRAS ATUAIS VIGENTES DE ACORDO COM A CONSTITUIÇÃO

Leia mais