Ciências atuariais aplicadas à previdência

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ciências atuariais aplicadas à previdência"

Transcrição

1 Ciências atuariais aplicadas à previdência Máris Caroline Gosmann Prof. Coordenadora do Curso de Ciências Atuariais da UFRGS Atuária, Economista e Nutricionista Mestre em Atuária

2 PESQUISAS CEGOV: Centro de Estudos Sobre Governo GT: Políticas Públicas em Trabalho, Emprego e Previdência RPPS como parceiro na gestão de políticas públicas para Planejamento Estratégico da Força de Trabalho: o caso do Poder Executivo do Governo Federal Risco de longevidade e conceitos de risco com evolução no tempo

3 Estrutura do Sistema Previdenciário Brasileiro

4 Fonte: OCDE

5 ESTUDO DIAGNÓSTICO MAPEANDO AS APOSENTADORIAS NA FORÇA DE TRABALHO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL (APF) PREVISTAS PARA OCORRER ENTRE 2013 E 2023

6 SITUAÇÃO ATUAL DAS APOSENTADORIAS Evolução Quantitativa % por tido de aposentadoria Proventos Proventos Ano Aposentadorias Proporcionai Compulsória Invalidez Integrais s ,30% 44,30% 3,80% 21,60% ,80% 34,10% 6,00% 28,00% ,70% 23,60% 5,00% 21,60% ,30% 9,00% 9,00% 26,70% ,50% 5,80% 6,40% 18,30% ,50% 3,50% 4,90% 13,10% ,50% 1,70% 2,50% 8,30% ,30% 1,30% 2,40% 6,90% ,30% 1,30% 2,00% 5,50% ,00% 1,20% 4,40% 4,40% Fonte: Boletim Estatístico de Pessoal Ministério do Planejamento, jan/2013

7 Aspectos relevantes Alteração no perfil do tipo de aposentadoria: constatado a partir da alteração significativa dos percentuais correspondentes a cada tipo de aposentadoria. Os níveis alteram-se de 50% por proventos integrais e 50% para proventos proporcionais, compulsórios e invalidez, no início dos anos 2000 para o nível de 90% por proventos integrais e 10% para os demais tipos no início dos anos 2010.

8 SITUAÇÃO ATUAL DAS APOSENTADORIAS Fonte: Boletim Estatístico de Pessoal Ministério do Planejamento, jan/2013

9 Levantamento histórico Com base no levantamento histórico ( ) das aposentadorias do serviço público federal, verificou-se uma alteração nas modalidades de aposentadoria da força de trabalho da APF. Com a entrada em vigor da Emenda Constitucional nº 20/1998, o percentual de aposentadorias com proventos proporcionais decresceu constantemente, de tal modo que poucos servidores optam por esse tipo de modalidade atualmente. Essa redução é consequência das dificuldades impostas pela reforma previdenciária brasileira, a qual introduziu a exigência de idade mínima, o fim da paridade entre proventos de ativos e inativos, pedágios e redutores sobre os proventos proporcionais, entre outras medidas.

10 Situação atual por sexo Sexo Masculino Feminino

11 Evolução por faixa etária 2002

12 Evolução por faixa etária 2012

13 Situação atual por escolaridade cargo

14 Aspectos relevantes Os últimos três anos ( ) apresentam uma tendência de estabilização e manutenção dos percentuais por tipo de aposentadoria. A pressão demográfica sobrevinda do processo de envelhecimento da população brasileira tem exercido influência sobre o padrão de idades de aposentadorias (PINHEIRO, 2005). Esta alteração no perfil de aposentadoria abrange aspectos de idades de aposentadoria e tipo de aposentadoria, em especial, no serviço público federal.

15 Cálculo da previsão de aposentadorias Para servidores que ingressaram antes de 16/12/1998 (EC 20/98) regra de transição idade de 53 anos para homens, 48 anos para as mulheres tempo de contribuição de 35 anos para homens, 30 anos para mulheres 5 anos no cargo em que se dará a aposentadoria. Além da regra de transição, a EC 20/98 estabelece como requisitos para a aposentadoria.

16 Cálculo da previsão de aposentadorias Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata este artigo serão aposentados, calculados os seus proventos a partir dos valores fixados na forma do 3º: I - por invalidez permanente, sendo os proventos proporcionais ao tempo de contribuição, exceto se decorrente de acidente em serviço, moléstia profissional ou doença grave, contagiosa ou incurável, especificadas em lei; II - compulsoriamente, aos setenta anos de idade, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição;

17 Cálculo da previsão de aposentadorias III - voluntariamente, desde que cumprido tempo mínimo de 10 anos de efetivo exercício no serviço público e 5 anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria, observadas as seguintes condições: a) 60 anos de idade e 35 de contribuição, se homem, e 55 anos de idade e 30 de contribuição, se mulher; b) 65 anos de idade, se homem, e 60 anos de idade, se mulher, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição.

18 Cálculo da previsão de aposentadorias A Emenda Constitucional nº 47/2005 garante proventos integrais para ingressantes no serviço público até 16/12/1998 preenchendo os requisitos de 60 anos de idade e 35 de contribuição, se homem, e 55 anos de idade e 30 de contribuição, se mulher; 25 anos de efetivo Serviço Público; 15 anos na carreira e 5 anos no cargo em que se dará a aposentadoria.

19 Cálculo da previsão de aposentadorias Um servidor que possui cargo cuja remuneração é composta por vencimento e gratificação sendo que só acrescentará a respectiva remuneração em seus proventos de aposentadoria se preencher determinados requisitos: 10 anos de função e 25 anos de serviço público, dependendo a que legislação ele atende. No entanto, o servidor só receberá na aposentadoria 50% da referida gratificação, o que induz o servidor a permanecer na ativa e tem efeito de postergar a aposentadoria do servidor público.

20 Mapeamento de aposentadorias Uma das principais finalidades do mapeamento das aposentadorias na força de trabalho da APF é a de prever a saída efetiva de servidores. Essa capacidade auxilia o governo na escolha do perfil desejável de entrada e de reposição (ou não) com habilidades específicas desejadas como atributo da força de trabalho da APF, permitindo sua reestruturação,assim como auxilia na identificação de adequações necessárias no formato das aposentadorias do poder executivo federal. Além disso, a projeção de saídas efetivas serve de insumo na proposição de criação de políticas visando a retenção de servidores especializados e a melhoria dos processos de recrutamento e de treinamento de novos servidores,visando uma transição mais tranquila. Desse modo, com o intuito de auxiliar a APF no planejamento estratégico da força de trabalho, este relatório apresenta as conclusões que seguem.

21 Aposentadorias na FT da APF Fonte: elaboração pelos autores a partir de estimação, SIAPE: Banco de Dados (extrator), 2013.

22 Aspectos relevantes Total da Força de Trabalho em dez/2012: Aposentadorias na FT entre : Percentual de aposentadorias na FT entre : 31% Média por ano: Desvio padrão: Percentil 25: Percentil 50: Percentil 75: Mediana:

23 4,6% 4,6% 1,6% 6,2% 1,8% 2,1% 2,4% 2,5% 2,8% 3,0% 3,3% 3,4% 3,2% 8,0% 10,1% 12,5% 15,0% 17,8% 20,8% 24,1% 27,6% 30,7% Percentual anual e acumulado de aposentadorias Fonte: elaboração pelos autores a partir de estimação, SIAPE: Banco de Dados (extrator), 2013.

24 Aspectos relevantes No triênio % serão de aposentadorias na força de trabalho da administração pública federal. Em 6 anos, ou seja, de 2013 a 2018 serão 15% de aposentadorias na força de trabalho da administração pública federal. Em 11 anos, ou seja, de 2013 a 2023 serão 31% de aposentadorias na força de trabalho da administração pública federal. Média por ano: 2,8% Desvio padrão: 0,8%

25 Aposentadorias por sexo Fonte: elaboração pelos autores a partir de estimação, SIAPE: Banco de Dados (extrator), 2013.

26 Aspectos relevantes Média M Desvio Padrão M Média F Desvio Padrão F Total da Força de Trabalho em dez/2012: homens; 47% dentre o total de aposentadorias mulheres; 53% dentre o total de aposentadorias. Apesar do número de homens ( %) ser maior que o número de mulheres na ( %) força de trabalho da administração pública federal, há uma previsão no mapa de aposentadorias que em números absolutos e relativos as mulheres se aposentem mais.

27 Aposentadorias por escolaridade do cargo em quantidades NÍVEL AUXILIAR NÍVEL INTERMEDIÁRIO NÍVEL SUPERIOR

28 Aposentadorias por escolaridade do ocupante em quantidades DOUTORADO MESTRADO ENSINO SUPERIOR ENSINO SUPERIOR INCOMPLETO ENSINO MÉDIO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL INC.-4A. SERIE COMPLETA ENSINO FUNDAMENTAL INC.-ATE A 4A.SERIE INCOMP. ALFABETIZADO SEM CURSOS REGULARES

29 Aposentadorias por escolaridade do ocupante em percentuais 60% DOUTORADO 50% MESTRADO ENSINO SUPERIOR 40% ENSINO SUPERIOR INCOMPLETO ENSINO MÉDIO 30% ENSINO MÉDIO INCOMPLETO 20% 10% 0% ENSINO FUNDAMENTAL ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL INC.-4A. SERIE COMPLETA ENSINO FUNDAMENTAL INC.-ATE A 4A.SERIE INCOMP. ALFABETIZADO SEM CURSOS REGULARES

30 Conclusões relevantes Na contemporaneidade, uma das mais importantes transformações em relação ao trabalho é a adaptação às consequências do aumento da expectativa de vida, que prolongaram a permanência em atividade seja no serviço público, seja no mercado de trabalho privado (BRESSAN, 2013). Soma-se a isso o aumento do tempo que as pessoas vivem dependentes da aposentadoria, no caso específico do governo, como fator limitador financeiro que exerce pressão no planejamento e domínio das aposentadorias.

31 Conclusões relevantes A criação da FUNPRESP-EXE não deve, no curto e médio prazo, modificar essa tendência no perfil de aposentadorias da força de trabalho da APF, mas vislumbra-se a possibilidade de impacto nas aposentadorias do poder executivo no longo prazo, caso haja a adesão maciça dos servidores que entraram no serviço público federal após a entrada em vigor da lei que institui essa previdência complementar. Conforme Amaral, Giambiagi e Caetano (2013, p ) demostram, a previsão dos proventos das aposentadorias devem ser ligeiramente inferiores aos atuais, a não ser que o servidor continue na ativa ou aumente sua alíquota de contribuição para 11%. Desse modo, a nova legislação cria incentivos para o prolongamento do tempo de serviço da força de trabalho.

32 Conclusões relevantes O abono permanência funciona como uma ferramenta de retenção da força de trabalho da APF. Por meio do mapeamento, verificou-se que a média de anos de permanência na ativa percebendo o abono, após atingir os requisitos para aposentadoria integral, foi de dois anos para os homens e quatro anos para as mulheres, resultando em uma idade média aposentadoria de 62 anos para os homens e 59 anos para as mulheres. Esta diferença de idade, apesar de também ser fruto de escolhas no nível individual, deve-se à diferença de cinco anos da idade mínima de aposentadoria da mulher em comparação ao homem, sugerindo a possibilidade de diminuir da diferença, através de mais um passo na reforma previdenciária, entre os requisitos para os sexos masculino e feminino, no longo prazo, de cinco para três anos.

33 Conclusões relevantes O governo federal do Brasil tem uma oportunidade única para mudar a composição da sua força de trabalho e fazer realocações em setores por meio de um bom planejamento da mão de obra. (OCDE, 2010, pg. 105). O planejamento de futuros recrutamentos se torna especialmente importante para modernizar os sistemas e prestar sons serviços, dado que o governo contratará um grande número de servidores que provavelmente permanecerão no governo ao longo das suas carreiras. Será necessário um planejamento da força de trabalho com medidas específicas para reter o pessoal sênior, preparar uma boa transição entre a saída e a entrada de servidores, identificar as áreas onde haverá lacunas de competências para direcionar os concursos de forma a atrair bons jovens graduados, além do desenvolvimento de carreiras de promoção rápida para preencher lacunas na gestão e nos cargos administrativos.

34 Máris Caroline Gosmann

REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS APOSENTADORIA Os servidores serão aposentados e terão os seus proventos calculados e revistos, na forma prevista na Constituição Federal, observadas as normas gerais de previdência estabelecidas em lei

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TRE/TO

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TRE/TO DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TRE/TO Prof. Jean Pitter O CONCURSO Data prevista: A definir Vagas: 9 vagas + Cadastro de reserva Lotações: Tocantins Remuneração inicial: Nível Médio: R$ 7.044,75

Leia mais

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação Pequeno Glossário da Previdência As Formas de aposentadoria Voluntária por tempo de contribuição:

Leia mais

R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social

R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social O fim de um modelo ou um ajuste cíclico? Construção do Modelo de RPPS Aspectos Constitucionais Construção do Modelo de RPPS Aspectos Constitucionais 1824

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40-A, DE 2003, QUE "MODIFICA OS ARTS. 37, 40, 42, 48, 96, 142 E 149 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, O ART. 8º DA

Leia mais

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS Fabiana Martins Maia Advogada Pós-graduanda em Direito Público Assessora Jurídica da Asscontas Em virtude das Emendas Constitucionais que

Leia mais

Reforma da Previdência e o Impacto nos Municípios

Reforma da Previdência e o Impacto nos Municípios Secretaria de Previdência Ministério da Fazenda Subsecretaria dos Regimes Próprios de Previdência Social FORMAÇÃO EM FINANÇAS PÚBLICAS E EDUCAÇÃO FISCAL PARA PREFEITURAS Reforma da Previdência e o Impacto

Leia mais

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias REGRAS PARA APOSENTADORIA IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias Regras de aposentadoria com funções de magistério HOMEM: 55 ANOS DE IDADE 30 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul

Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto

Leia mais

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO CENTRO DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO APOSENTADORIA BOAS VINDAS... MSG APOSENTADORIA Objetivo do treinamento Fortalecer o conhecimento das formas mais empregadas de aposentadoria

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO

PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO 1 REGIME PRÓPRIO: ABRANGÊNCIA DOS MEMBROS DA MAGISTRATURA Art. 40. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos

Leia mais

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema.

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema. Em decorrência do grande número de dúvidas dos servidores sobre a concessão de aposentadorias voluntárias, o Departamento de Aposentadorias, Pensões e Benefícios, da DiAPe/ProGPe, achou por bem relacionar

Leia mais

Seminario Plano Carreira Educadores

Seminario Plano Carreira Educadores Seminario Plano Carreira Educadores 1_ PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DEPOIS DA REFORMA PREVIDENCIÁRIA DE 2013 Por Ludimar Rafanhim 2_ PALESTRA SOBRE A TABELA SALARIAL ATUAL E PROPOSTA DA PMC

Leia mais

Modalidades de aposentadorias dos servidores públicos amparados por Regimes Próprios de Previdência Social com seus respectivos fundamentos

Modalidades de aposentadorias dos servidores públicos amparados por Regimes Próprios de Previdência Social com seus respectivos fundamentos REGRA PERMANENTE redação dada pela EC 41/2003 Proventos: Cálculo pela média dos salários de contribuição no RPPS (REGIME PROPRIO DE PREVIDENCIA SOCIAL) e no RGPS (REGIME GERAL PREVIDENCIA SOCIAL). Reajuste

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 1. NOVAS REGRAS PARA OS SERVIDORES QUE INGRESSAREM NO SERVIÇO PÚBLICO APÓS A PROMULGAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA EC Nº 41/03. a) Principais Características. - fim da paridade

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO 1. Requerimento do servidor. 2. Mapa do tempo de contribuição.

DOCUMENTAÇÃO 1. Requerimento do servidor. 2. Mapa do tempo de contribuição. DEFINIÇÃO É um incentivo pago ao servidor que já preencheu todos os requisitos para se Aposentar, mas opta por permanecer na ativa. Deferido o abono, o servidor continua recolhendo a contribuição previdenciária,

Leia mais

Sínteses da Reforma da Previdência

Sínteses da Reforma da Previdência Sínteses da Reforma da Previdência 1 Sumário Tipos de Aposentadoria e Proventos do Servidor Público... 04 Regra atual...04 Regra do Substitutivo da Comissão Especial...05 Críticas à Proposta do Substitutivo

Leia mais

Federal e dispositivos da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, e dá outras providências.

Federal e dispositivos da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, e dá outras providências. 40862 Sexta-feira 12 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Dezembro de 2003 O SR. PRESIDENTE (José Sarney) Encerrada a votação: Votaram SIM 27 Srs. Senadores; e NÃO, 48. Não houve abstenção. Total: 75 votos. As emendas

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO O QUE É O IPRC? O Instituto de Previdência do Município de Rio Claro IPRC nasceu em 20 de setembro de 2007, através da Lei Complementar Municipal 023/2007. É uma Autarquia Municipal

Leia mais

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PALESTRA: A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL MINISTRANTE: JANE BERWANGER SÃO PAULO 08/02/2017 1. Aposentadoria do Servidor no texto original da Constituição Federal de 1988 : Servidor

Leia mais

REGRAS DE APOSENTADORIA

REGRAS DE APOSENTADORIA REGRAS DE APOSENTADORIA REGRAS PERMANENTES São aplicadas aos servidores públicos, segundo os requisitos elencados no Art. 40, 1, I, II, III alíneas a e b da CF/88. São essas as seguintes hipóteses: Aposentadoria

Leia mais

Previdência e sua reforma Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

Previdência e sua reforma Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação XXXVII ENDP Encontro Nacional dos Dirigentes de Pessoas das IFE Previdência e sua reforma Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação A PEC287/2016 na versão do substitutivo Arthur

Leia mais

RESUMO DAS REGRAS PARA APOSENTADORIA NO REGIME PRÓPRIO - PSS/UFRN

RESUMO DAS REGRAS PARA APOSENTADORIA NO REGIME PRÓPRIO - PSS/UFRN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PRÓREITORIA DE RECURSOS HUMANOS PRH DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP RESUMO DAS S PARA APOSENTADORIA NO REGIME PRÓPRIO PSS/UFRN DE DIREITO ADQUIRIDO

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da Constituição Federal e dispositivos

Leia mais

Fernando F. Calazans

Fernando F. Calazans Primeiras impressões do Substitutivo à PEC 287/2016 após aprovação pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados Fernando F. Calazans fernandocalazans@adv.oabmg.org.br 22 de junho de 2017 Sumário 1. Principais

Leia mais

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE 28.08.2000 (D.O.U. 29.08.2000) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U. - 17.12.98) O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, no uso da atribuição

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 c Publicada no DOU 31-12-2003. Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da Constituição

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999.

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. Estabelece orientação aos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini REFORMA DA PREVIDÊNCIA Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini 1 PEC 287/2016 Altera os artigos 37, 40, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição,

Leia mais

Rioprevidência com você. Novembro de 2015

Rioprevidência com você. Novembro de 2015 Rioprevidência com você Novembro de 2015 O principal objetivo desta apresentação é levar aos servidores do Estado do Rio de Janeiro a Educação Previdenciária, ampliando os conhecimentos dos seus direitos

Leia mais

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Regime Próprio de Previdência Social Legislação Básica C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Constitucional

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 8 Brastra (4376 bytes) Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 As MESAS da CÂMARA DOS DEPUTADOS e do SENADO

Leia mais

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO «DESCONTO PREVIDENCIÁRIO INFOMATIVO FÓRUM DAS SEÇÕES SINDICAIS DO ANDES SN DAS IEES PARANAENSES» APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS EC. Ns. 41/2003 E 47/2005 - quebra

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 R EFO R M A D A P R EV ID ÊN C IA P EC 287 EC 20/98 fim da aposentadoria proporcional, criação do 85/95 para o servidor público EC 41/03 Aposentadoria por

Leia mais

Veja a análise comparativa da Reforma da Previdência; destaques serão votados na terça (9) Ter, 09 de Maio de :54

Veja a análise comparativa da Reforma da Previdência; destaques serão votados na terça (9) Ter, 09 de Maio de :54 A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) marcou a votação dos 12 destaques que faltam para a aprovação do texto na terça-feira, 9. O presidente da comissão, deputado Carlos Marun (PMDB-MS),

Leia mais

Emenda Constitucional nº 41 e o impacto nos Regimes Próprios de Previdência

Emenda Constitucional nº 41 e o impacto nos Regimes Próprios de Previdência MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Previdência Social Emenda Constitucional nº 41 e o impacto nos Regimes Próprios de Previdência FORTALEZA/CE,, ABRIL DE 2004 MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO

Leia mais

Rioprevidência com Você SEAERJ. Coordenadoria de Aposentadoria

Rioprevidência com Você SEAERJ. Coordenadoria de Aposentadoria Rioprevidência com Você SEAERJ Coordenadoria de Aposentadoria Levar aos servidores do Estado do Rio de Janeiro a Educação Previdenciária, ampliando os conhecimentos dos seus direitos e deveres como servidor

Leia mais

Direito Previdenciário e Infortunístico

Direito Previdenciário e Infortunístico Direito Previdenciário e Infortunístico (o presente texto representa apenas anotações para exposição do autor sem validade para citação) 8º tema Previdência Social para os Servidores Públicos. Desde 1990,

Leia mais

PEC 287/ REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGRAS APLICÁVEIS AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

PEC 287/ REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGRAS APLICÁVEIS AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PEC 287/2016 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGRAS APLICÁVEIS AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL 29º SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DA ABIPEM FLORIANÓPOLIS - SC - 08 DE MARÇO DE 2017 Regras

Leia mais

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na quarta-feira (9). Para conhecer o parecer do relator, deputado

Leia mais

Grupo de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Recursos Humanos Secretaria de Saúde Governo do Estado de São Paulo

Grupo de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Recursos Humanos Secretaria de Saúde Governo do Estado de São Paulo Grupo de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Recursos Humanos Secretaria de Saúde Governo do Estado de São Paulo APOSENTADORIA Aposentar-se é uma mudança radical na vida do trabalhador e é essencial se

Leia mais

AMPARO LEGAL PARA CONCESSÃO DE APOSENTADORIAS A PARTIR DA EC 47/2005 MODALIDADE REGRA REQUISITOS DISPOSITIVOS PROVENTOS

AMPARO LEGAL PARA CONCESSÃO DE APOSENTADORIAS A PARTIR DA EC 47/2005 MODALIDADE REGRA REQUISITOS DISPOSITIVOS PROVENTOS TABELA DE REGRAS E MODALIDADES DE APOSENTADORIA PARA BENEFÍCIOS CONCEDIDOS A PARTIR DA EC 47/2005 - Elaborada pelos servidores da 7ª Controladoria Técnica do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo

Leia mais

A Regulamentação da Reforma da Previdência no Setor Público

A Regulamentação da Reforma da Previdência no Setor Público A Regulamentação da Reforma da Previdência no Setor Público Reforma da Previdência Dispositivos Auto Aplicáveis Aplicação do Teto Remuneratório (Art. 37, XI da CF ) Concessão de Abono de Permanência (Art.

Leia mais

Desafios da Previdência. FGV Rio de Janeiro, Março 2016

Desafios da Previdência. FGV Rio de Janeiro, Março 2016 Desafios da Previdência FGV Rio de Janeiro, Março 2016 Evolução da Razão de Dependência de Idosos 2000-2060 IBGE 45 40 35 30 25 20 15 10 5 8 Despesa RGPS como % do PIB 1995-2015 7.5 7.4 7 6.5 6.4 6.7 6.9

Leia mais

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal.

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. Pontos de interesse da área de RH sobre o RPPS e migração de regime REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL RPPS RGPS RPC Regimes de

Leia mais

CARTILHA DA PREVIDÊNCIA

CARTILHA DA PREVIDÊNCIA CARTILHA DA PREVIDÊNCIA O servidor público federal do Poder Executivo e as alterações do seu regime previdenciário José Luis Wagner Luciana Inês Rambo Flavio Alexandre Acosta Ramos Agosto de 2013 1 1 A

Leia mais

APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR REGRAS DE TRANSIÇÃO

APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR REGRAS DE TRANSIÇÃO APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR REGRAS DE TRANSIÇÃO 1 O que é? 1.1 É a passagem voluntária do servidor para a inatividade por ter cumprido os requisitos mínimos para a aposentadoria, conforme previsto no

Leia mais

Regras APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO INTEGRAL DE CONTRIBUIÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - SP

Regras APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO INTEGRAL DE CONTRIBUIÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - SP Regras APOETADORIA VOLUTÁRIA POR TEMPO ITEGRAL DE COTRIBUIÇÃO ERVIDOR PÚBLICO ETADUAL - P REGRA PREVIÃO ORMATIVA IGREO ER. PÚBL IDADE TEMPO DE COTRIBUIÇÃO TEMPO DE ERVIÇO PÚBLICO TEMPO O CARGO EFETIVO

Leia mais

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Pró - Reitoria de Gestão de Pessoal Coordenadoria de Administração de Pessoal

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Pró - Reitoria de Gestão de Pessoal Coordenadoria de Administração de Pessoal Aposentadoria Passagem do servidor da atividade para a inatividade, com proventos integrais ou proporcionais ao tempo de contribuição, observadas as regras específicas para cada situação. Pode ser concedida

Leia mais

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS INGRESSO NO SERVIÇO PÚBLICO ATÉ 19 DE DEZEMBRO DE 2003 Professora por tempo

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações:

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações: PROJETO DE LEI Nº Altera, revoga e acrescenta dispositivos das Leis nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, que dispõe sobre a estrutura do Grupo Ocupacional do Magistério da Educação Básica MAG e instituiu

Leia mais

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público.

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público. Rolando Rubens Malvásio Júnior. Coordenador Geral da FASUBRA Sindical. rolando@fasubra.org.br 0XX 61 9271.5042 Breve histórico para entendimento: A EC nº 41/03 introduziu quatro regimes normativos de aposentação,

Leia mais

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Previdência no Serviço Público ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Outubro/2016 1. Regimes Previdenciários do Brasil; 2. RPPS RS; 3. Cenários; 4. Regime de Previdência Complementar; 5. Riscos 1.

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ANTES DE QUALQUER COISA, É PRECISO ESCLARECER QUE: APOSENTADOS E PENSIONISTAS TAMBÉM SERÃO PREJUDICADOS COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O Governo

Leia mais

REGRAS DE TRANSIÇÃO PEC 287

REGRAS DE TRANSIÇÃO PEC 287 TEXTO ORIGINAL DA PEC Art. 2º Ressalvado o direito de opção à aposentadoria pelas normas estabelecidas no art. 40 da Constituição, o servidor da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ANTES DE QUALQUER COISA, É PRECISO ESCLARECER QUE: APOSENTADOS E PENSIONISTAS TAMBÉM SERÃO PREJUDICADOS COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O Governo

Leia mais

Asscontas Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais / Artigos Acesse: ABONO DE PERMANÊNCIA

Asscontas Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais / Artigos Acesse:  ABONO DE PERMANÊNCIA ABONO DE PERMANÊNCIA O Abono de Permanência, instituto criado pela Emenda Constitucional 41, de 19 de dezembro de 2003 (EC 41/03), consiste em uma restituição, feita pelo Estado ao servidor, do valor que

Leia mais

Histórico Previdenciário período: 1998 à 2011.

Histórico Previdenciário período: 1998 à 2011. Rolando Rubens Malvásio Júnior. Coordenador Geral da FASUBRA Sindical. rolando@fasubra.org.br 0XX 61 9271.5042 Argumentos para o surgimento da EC 20? Inúmeros foram os argumentos apresentados pelo governo

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 CÂMARA LEGSLATA DO DSTRTO FEDERAL Texto atualizado apenas para consulta. LE Nº 5.187, DE 25 DE SETEMBRO DE 2013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Reestrutura a tabela de vencimentos da carreira Atividades

Leia mais

BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Aposentadoria Redação original, EC nº 20/98, EC nº 41/03 e EC nº 47/05 Artigo 40 da CF Redação Original Regra aplicável ao servidor que tenha implementado

Leia mais

Situação previdenciária do Estado do RS. Darcy Francisco Carvalho dos Santos março/2016

Situação previdenciária do Estado do RS. Darcy Francisco Carvalho dos Santos março/2016 Situação previdenciária do Estado do RS Darcy Francisco Carvalho dos Santos março/2016 O estado mínimo O comprometimento alto e crescente da receita com gastos previdenciários social é o que, de fato,

Leia mais

QUEREM O FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL PARA POLICIAIS

QUEREM O FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL PARA POLICIAIS QUEREM O FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL PARA POLICIAIS Juntando-se a multidão de servidores em todo o Brasil, o SINTELPOL e demais entidades classistas da Polícia Civil, Polícia Federal e servidores públicos

Leia mais

IPREMFEL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE FELIXLÂNDIA/MG

IPREMFEL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE FELIXLÂNDIA/MG IPREMFEL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE FELIXLÂNDIA/MG MANUAL PREVIDENCIÁRIO DO SERVIDOR PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE FELIXLÂNDIA JANEIRO/2011 APRESENTAÇÃO No contexto atual, cada vez mais é necessário

Leia mais

SEPREV SERVIÇO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL DOS FUNCIONÁRIOS MUNICIPAIS DE INDAIATUBA CARTILHA DA PREVIDÊNCIA MUNICIPAL

SEPREV SERVIÇO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL DOS FUNCIONÁRIOS MUNICIPAIS DE INDAIATUBA CARTILHA DA PREVIDÊNCIA MUNICIPAL SEPREV SERVIÇO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL DOS FUNCIONÁRIOS MUNICIPAIS DE INDAIATUBA CARTILHA DA PREVIDÊNCIA MUNICIPAL 2015 APRESENTAÇÃO Os regimes de previdência foram criados para proteger e

Leia mais

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário Jose Luis Wagner Luciana Inês Rambo Flavio Alexandre Acosta Ramos Junho de 2011 1 1. Introdução Desde

Leia mais

A REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO

A REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO APOSENTADORIA NAS REGRAS PERMANENTES ART. 40 DA CF/88 Por incapacidade permanente para o trabalho, no cargo em que estver CÁLCULO NAS REGRAS PERMANENTES 2º DO

Leia mais

Diretoria de Gestão de Pessoas. Imposto de Renda (Dependentes)

Diretoria de Gestão de Pessoas. Imposto de Renda (Dependentes) Diretoria de Gestão de Pessoas Imposto de Renda (Dependentes) - Documentação Exigida de Dependentes para Fins de Imposto de Renda - Formulário de Declaração de Dependentes para Fins de Imposto de Renda

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei. De 14 de dezembro de 2005 LEI N 316/05 Dispõe sobre o Plano de Carreiras e Remuneração dos Profissionais da Educação do Município de Seropédica. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS I

DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS I DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS I CF, art. 37, I Podem ocupar cargo, emprego e função pública Norma constitucional de eficácia contida I - Brasileiro Deve preencher os requisitos estabelecidos na lei Requisitos

Leia mais

REGRAS DE APOSENTADORIAS

REGRAS DE APOSENTADORIAS REGRAS DE APOSENTADORIAS Cartilha elaborada para reunião com professores da E.M. Barão do Rio Branco - Vianópolis - 02/Agosto/2014 O IPREMB O IPREMB é uma autarquia que operacionaliza e administra o Regime

Leia mais

PROJETO DE LEI 4.689/2010

PROJETO DE LEI 4.689/2010 PROJETO DE LEI 4.689/2010 Fixa o subsídio das carreiras do Grupo da Educação Básica do Poder Executivo Estadual e do pessoal civil da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais e dá outras providências.

Leia mais

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação Pequeno Glossário da Previdência As Formas de aposentadoria Voluntária por tempo de contribuição:

Leia mais

CIRCULAR GEPE Nº 004/2004 ABONO DE PERMANÊNCIA

CIRCULAR GEPE Nº 004/2004 ABONO DE PERMANÊNCIA 1 CIRCULAR GEPE Nº 004/2004 De: Para: Gerência de Administração de Pagamento de Pessoal Gerências da GEPE, Gerências Regionais de Recursos Humanos e unidades de pessoal das demais Secretarias ABONO DE

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016

LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016 LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016 Altera a Lei Municipal n. 1.554, de 04 de julho de 2005 que Reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social do Município de Barra do Bugres/MT e, dá

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini REFORMA DA PREVIDÊNCIA Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini 1 PEC 287/2016 Altera os artigos 37, 40, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição,

Leia mais

Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial. 1-As mudanças previstas para os servidores públicos

Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial. 1-As mudanças previstas para os servidores públicos Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial 1-As mudanças previstas para os servidores públicos 1-1-Artigo 40 da Constituição Federal e a PEC 287/2016 continua valendo para

Leia mais

Regimes Próprios de Previdência Social

Regimes Próprios de Previdência Social Ministério da Previdência Social Secretaria de Políticas de Previdência Social Regimes Próprios de Previdência Social Consolidação da Legislação Federal Atualizada até 2 de maio de 2012 SUMÁRIO Capítulo

Leia mais

SINASEFE NACIONAL PERDAS HISTÓRICAS DOS DIREITOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS LEANDRO MADUREIRA SILVA. Brasília, 1º de novembro de 2017.

SINASEFE NACIONAL PERDAS HISTÓRICAS DOS DIREITOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS LEANDRO MADUREIRA SILVA. Brasília, 1º de novembro de 2017. SINASEFE NACIONAL PERDAS HISTÓRICAS DOS DIREITOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS LEANDRO MADUREIRA SILVA SUBCOORDENADOR DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO ESCRITÓRIO ROBERTO CALDAS, MAURO MENEZES & ADVOGADOS. Brasília,

Leia mais

FAÇO SABER, que a CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO VELHO, aprovou e eu sanciono a seguinte:

FAÇO SABER, que a CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO VELHO, aprovou e eu sanciono a seguinte: LEI COMPLEMENTAR Nº 271, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2006. Altera a estrutura organizacional básica do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho IPAM e dá outras providências.

Leia mais

Seção Especial Em Poucas Palavras

Seção Especial Em Poucas Palavras Seção Especial Em Poucas Palavras Abono Permanência do Servidor Público MARCELO ROQUE ANDERSON MACIEL ÁVILA Advogado no Rio de Janeiro, Membro Efetivo do Instituto dos Advogados Brasileiros IAB, Pós-Graduado

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 287, de 2016

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 287, de 2016 PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 287, de 2016 Altera os arts. 37, 40, 109, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição, para dispor sobre a seguridade social, estabelece regras de transição e dá outras

Leia mais

Seguridade do Servidor Federal Lei 8112/1990

Seguridade do Servidor Federal Lei 8112/1990 Seguridade do Servidor Federal Lei 8112/1990 - Lei 8122/1990, arts. 183 a 230 Professora Claudete Pessôa SEGURIDADE SOCIAL DO SERVIDOR A União manterá Plano de Seguridade Social para o servidor e sua família

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES

MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES A PREVIDÊNCIA SOCIAL É uma forma de seguro coletivo de caráter contributivo em que todos contribuem com uma parcela de seu salário e de filiação obrigatória.

Leia mais

As novas regras de aposentadoria na PEC 287/2016. Magadar Rosália Costa Briguet Agosto 2017

As novas regras de aposentadoria na PEC 287/2016. Magadar Rosália Costa Briguet Agosto 2017 As novas regras de aposentadoria na PEC 287/2016 Magadar Rosália Costa Briguet Agosto 2017 Substitutivo do Relator à PEC 287, de 2016 Readaptação status constitucional Art. 37... 13. O servidor titular

Leia mais

O ANALISTA-TRIBUTÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA REFORMA PREVIDENCIÁRIA

O ANALISTA-TRIBUTÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA REFORMA PREVIDENCIÁRIA O ANALISTA-TRIBUTÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA REFORMA PREVIDENCIÁRIA PEC 287/2016 DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL TRIÊNIO 2017-2019 Revisada em Agosto/2017 DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL 1 DIRETORIA

Leia mais

COMO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA IMPACTARÁ A VIDA DO SERVIDOR PÚBLICO

COMO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA IMPACTARÁ A VIDA DO SERVIDOR PÚBLICO COMO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA IMPACTARÁ A VIDA DO SERVIDOR PÚBLICO Prezado servidor, Preparamos esta cartilha para você tomar ciência da proposta de reforma da previdência apresentada pelo Presidente da

Leia mais

PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015

PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015 PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO E REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 17 DE ABRIL DE 2015 POLÍTICA REMUNERATÓRIA 1. PISO DO MAGISTÉRIO 1.1. Reajuste de 31,78% no vencimento

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL (RGPS-INSS) REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS (RPPS) TEMAS Proposta do Governo

Leia mais

(CAPA) CARTILHA DA PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL. Londrina-Pr

(CAPA) CARTILHA DA PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL. Londrina-Pr (CAPA) CARTILHA DA PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL Londrina-Pr 1 O melhor plano para sua vida Missão Oferecer segurança e bem estar aos segurados, buscando a excelência na prestação de serviços

Leia mais

MUD U A D NÇA DE D E REGIME

MUD U A D NÇA DE D E REGIME MUDANÇA DE REGIME PRAZO Após a aprovação no CONSU, haverá um prazo fixado (provavelmente 180 dias) para os interessados fazerem a opção pela mudança de regime. CONTRATO Não haverá rescisão contratual,

Leia mais

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO BOCA PAULISTA ELETRÔNICO São Paulo, 4 de janeiro de 2017 - nº 1 A PEC DA PREVIDÊNCIA - I De acordo com o RH Em Números, do Depes, de novembro/2016, o Banco Central do Brasil possuía 4.060 servidores ativos,

Leia mais

Fontes das Normas Previdenciárias

Fontes das Normas Previdenciárias Fontes das Normas Previdenciárias Constituição Federal / Emendas Leis Complementares Leis Ordinárias e Medida Provisória Decretos legislativos Atos infraconstitucionais Proposta de Emenda a Constituição

Leia mais

O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário. Wagner Advogados Associados

O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário. Wagner Advogados Associados O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário Wagner Advogados Associados www.wagner.adv.br wagner@wagner.adv.br 1 REGRAS VIGENTES PARA APOSENTADORIA DOS SERVIDORES - Aposentadoria com

Leia mais

BOLETIM LEGISLATIVO Nº 21, DE 2015

BOLETIM LEGISLATIVO Nº 21, DE 2015 BOLETIM LEGISLATIVO Nº 21, DE 2015 ANÁLISE DA MP Nº 664, DE 2014: ALTERAÇÕES NA PENSÃO POR MORTE E NO AUXÍLIO-DOENÇA Pedro Fernando Nery 1 Fernando Meneguin 2 1. INTRODUÇÃO A pensão por morte (PPM) é o

Leia mais

TERMO DE OPÇÃO. Base de cálculo pela média salarial apurada desde a competência de julho/94

TERMO DE OPÇÃO. Base de cálculo pela média salarial apurada desde a competência de julho/94 TERMO DE OPÇÃO Eu, (nome do(a) servidor(a)), declaro, para fins de aposentadoria voluntária, que estou ciente das possibilidades de enquadramentos abaixo descritas e opto por ser aposentado (a), conforme

Leia mais

PEC nº 287/2016 PROPOSTA DE REFORMA DE PREVIDÊNCIA 4º ENCONTRO DE GESTORES DE RPPS DO ESTADO DO MATO GROSSO - CUIABÁ - 07 DE DEZEMBRO DE 2016

PEC nº 287/2016 PROPOSTA DE REFORMA DE PREVIDÊNCIA 4º ENCONTRO DE GESTORES DE RPPS DO ESTADO DO MATO GROSSO - CUIABÁ - 07 DE DEZEMBRO DE 2016 PEC nº 287/2016 PROPOSTA DE REFORMA DE PREVIDÊNCIA 4º ENCONTRO DE GESTORES DE RPPS DO ESTADO DO MATO GROSSO - CUIABÁ - 07 DE DEZEMBRO DE 2016 PARTE 1 REFORMA - LINHAS GERAIS Razões para a Reforma Evolução

Leia mais

Regras de Aposentadorias e Pensões

Regras de Aposentadorias e Pensões Seguridade Social: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e

Leia mais