o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL, pelos Pracuradores da Republica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL, pelos Pracuradores da Republica"

Transcrição

1 %~~1~j/ ~~~ / , / , / , / , / e outros. o, pelos Pracuradores da Republica signatarios, no exercicio de suas atribui90es constitucionais e legais, com fulcra nos arts. 127,129, inciso II, III da Constitui980 Federal, c/c os arts. 1,2,5, inciso I, "h", II, "d", III, "d", art. 6, VII, "a" e "b",xiv, "f' e XX da Lei Complementar no75/93, e CONSIDERANDO que 0 Ministerio Publico e institui980 permanente, essencial a fun980 jurisdicional do Estado, incumbindo-ihe a defesa da ordem juridica, do regime democratico e dos interesses socia is e individuais indisponiveis, conforme preceitua 0 art. 127, caput da CF/88; CONSIDERANDO que a Constitui980 Federal, em seu art. 129, inciso II, estabelece ser fun980 institucional do Ministerio Publico: "zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Publicos e dos servir;os de relevancia publica aos direitos assegurados nesta Constituir;ao, promovendo as medidas necessarias a sua garantia ", notadamente a A980 Civil Publica para prate980 do patrim6nio publico e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e coletivos, conforme artigo 129, incisos II e III, da Constitui980 Federal;

2 ~~. CONSIDERANDO que 0 Ministerio Publico possui a incumbencia de defender os interesses sociais e individuais indisponiveis, alem dos direitos coletivos e difusos, dentre os quais, 0 direito ao meio ambiente; CONSIDERANDO que a Constitui<;ao da Republica estabelece que todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de usa comum do provo e essencial a sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Publico e a coletividade preserva-io para as presentes e futuras gera<;oes (art. 225, caput) a dever de CONSIDERANDO que uma expressao sobremaneira relevante do bem juridico meio ambiente consubstancia-se nas areas de preserva<;ao permanentes - APP's situadas no entorno dos rios, reservat6rios d'agua etc. CONSIDERANDO que 0 C6digo Florestal (Lei no4.771/65) define como area de preserva<;ao de permanente aquelas protegidas nos termos de seus arts. 2 Q e 3 Q, cobertas ou nao por vegetac;;ao nativa, com a fun<;ao ambiental de preservar os recursos hfdricos, a paisagem, a estabilidade geol6gica, a biodiversidade, a fluxo genico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar 0 bem-estar das popula<;oes humanas. CONSIDERANDO que 0 C6digo Florestal (Lei no4.771/65) estabelece como de preserva<;ao permanente, pelo s6 efeito dele, as florestas e demais formas de vegetac;;aonatural situadas ao longo dos rios au de qualquer curso d'agua desde a seu nivel mais alto em faixa marginal cuja largura minima sera de 500 (quinhentos) metros para as cursos d'agua que tenham largura superior a 600 (seiscentos) metros; (Incluido pela Lei no7.803 de ) CONSIDERANDO que tramitam nesta Procuradoria da Republica os Inqueritos Civis Publicos no / , / , / , / , alem de outros, todos visando a apurar notfcia de ocupac;;ao irregular em area de preserva<;ao permanente (artigos 2 e 3 do C6digo Florestal) na faixa marginal do Rio Sao Francisco, nos Munidpios de Petrolina e Juazeiro;

3 CONSIDERANDO que referidos locais estao situados em area de preservac;ao permanente, n 4.771/65; definida como area protegida nos termos dos artigos 2 e 3 da Lei CONSIDERANDO que a Informac;ao Tecnica deste 6rgao ministerial da conta da existencia de diversas construc;6es localizadas nas areas de preservac;ao permanente em questao, fato que representa grave dano ambiental; CONSIDERANDO que constitui infrac;ao administrativa ambiental toda ac;ao ou omissao que viole as regras juridicas meio ambiente. de usa, gozo, promoc;ao, protec;ao e recuperac;ao do CONSIDERANDO que constitui ato de improbidade administrativa aquele que atenta contra as princfpios da administrac;ao publica, notadamente quando praticado visando fim proibido par lei au regulamento, par forc;a do art. 11 da Lei no8.429/92 CONSIDERANDO que a Lei no9.605/98 tipifica como crime, entre outras, a ac;ao de impedir au dificultar a regenerac;ao natural de florestas e demais formas de vegetac;ao A(artigo 48) e a ac;ao de construir, reformar, ampliar, instalar ou fazer funcionar, em qualquer parte do territ6rio nacional, estabelecimentos, obras au servic;os potencial mente poluidores, sem licenc;a au autorizac;ao dos 6rgaos ambientais competentes, au contrariando as normas legais e regulamentares pertinentes (artigo 60); CONSIDERANDO que as concessionarias de servic;o publico estao igualmente obrigadas a observar os prindpios e obrigac;6es que norteariam a prestac;ao do servic;o pelo ente concedente e que, portanto, estao obrigadas a igualmente zelar pelo meio ambiente, bem como pelo cumprimento das normas ambientais;

4 ~:I MINISTERIO PlJBLICO FEDERAL CONSIDERANDO que as concessionarias que exploram economicamente os serviyos de fornecimento de agua e energia eletrica sac responsaveis pelas alterayoes ambientais para as quais contribuiram, estando obrigadas a recuperayao do meio ambiente; CONSIDERANDO que a prestayao dos serviyos de energia eletrica e fornecimento de esgotamento sanitario e agua potavel nas referidas areas facilita a expansao irregular das ocupayoes; CONSIDERANDO a necessidade de adoyao de medidas visando a propiciar a contenyao da expansao das ocupayoes desordenadas existentes e, ainda, obstar a formayao de novas ocupayoes irregulares em areas de preservayao permanente, bem como nas insuscetfveis de ocupayao CONSIDERANDO que e atribuiyao do Ministerio Publico Federal expedir recomendayoes, visando a melhoria dos serviyos publicos e os de relevelncia publica, bem como 0 respeito aos interesses, direitos e bens cuja defesa Ihe cabe promover, a teor do disposto no art. 6, XX, da Lei Complementar n. 75/93; RESOLVE RECOMENDAR a Companhia de Energia Eletrica do Estado da Bahia e ao Servi90 Aut6nomo de Agua e Esgoto do Municipio de Juazeira que nao efetuem novas ligayoes de energia eletrica e agua potavel, exceto religayoes e aumentos de carga, em im6veis situados em areas de preservayao permanente do Rio Sao Francisco, definida nos artigos 2 e 3 do C6digo Florestal, (a faixa marginal de 500 metros a contar do nfvel mais alto do rio Sao Francisco), ressalvadas as hip6teses de interesse publico e social previstas no C6digo Florestal, devidamente reconhecidas pelo 6rgao ambiental competente em procedimento administrativo pr6prio no qual devera ser tambem examinada a falta de alternativa locacional e tecnica ao empreendimento, conforme previsto no art. 4 do C6digo Florestal. Com fulcra no artigo 8, 5, da Lei Complementar 75/93, fixamos 0 prazo de 10 (dez) dias uteis para a apresentayao de informa9ao sobre 0 cumprimento da medida

5 ~~' recomendada, ou as raz6es para justificar 0 seu nao atendimento, sob pena de adoc;;ao das medidas judiciais cabfveis, entre elas 0 ajuizamento de ac;;aocivil publica visando a garantir a adequada protec;;ao do meio ambiente. 0 decurso do prazo sem res posta sera considerado como negativa de cumprimento das providencias recomendadas, para fins de adoc;;ao das providencias cabfveis. Junte-se c6pia desta recomendac;;ao em todos os procedimentos que tem por objetos a apurac;;ao de ocupac;;6es irregulares em APP. Encaminhe-se Publico Federal para ciencia. c6pia a 4 3 Camara de Coordenac;;ao e Revisao do Ministerio Petrolina/PE, 23 de fevereiro de 2011 ALFREDOckGONZAGA FALCAo

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2017. Procuradores da República que assinam ao final, no exercício de suas

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2017. Procuradores da República que assinam ao final, no exercício de suas Notícia de Fato 1.20.006.000024/2017-17 RECOMENDAÇÃO Nº 01/2017 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por meio dos Procuradores da República que assinam ao final, no exercício de suas atribuições constitucionais

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso Promotoria de Justiça de Água Boa

Ministério Público do Estado de Mato Grosso Promotoria de Justiça de Água Boa NOTIFICANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO NOTIFICADO: PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ÁGUA BOA, Sr. MAURO ROSA DA SILVA NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA Nº 03/2016 (Simp nº 002493-005/2013) O MINISTÉRIO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO RECOMENDAÇÃO MPF/PRSP Nº 32/2008 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, nos autos do procedimento administrativo n.º 1.34.001.002555/2008-16 que apura a demora excessiva na entrega de diploma pela Instituição Educacional

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado da Bahia RECOMENDAÇÃO Nº 01/2006

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado da Bahia RECOMENDAÇÃO Nº 01/2006 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado da Bahia RECOMENDAÇÃO Nº 01/2006 CONSIDERANDO que cabe ao Ministério Público Federal a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos

Leia mais

ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. Londrina, 06 de julho de 2016.

ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. Londrina, 06 de julho de 2016. ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA Londrina, 06 de julho de 2016. AS ATRIBUIÇÕES CONSTITUCIONAIS DO MINISTÉRIO PÚBLICO Artigo 127, da Constituição Federal: O Ministério Público é instituição

Leia mais

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA Meio ambiente na CF/88 A Constituição Federal reconhece e declara: O meio ambiente ecologicamente equilibrado é essencial à sadia qualidade de

Leia mais

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos Direito Ambiental Constitucional Inclui Princípios constitucionais correlatos Constituição de 1988 Conceito jurídico de meio ambienteconstituição Art. 3º. Para os fins previstos nesta Lei, entende-se por:

Leia mais

Ministério Público DO ESTADO DE MATO GROSSO 1ª Promotoria de Justiça Cível da Comarca de Barra do Bugres

Ministério Público DO ESTADO DE MATO GROSSO 1ª Promotoria de Justiça Cível da Comarca de Barra do Bugres SIMP nº. 000954-033/2016 NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA nº 002/2016 O Promotor de Justiça, oficiante na Comarca de Barra do Bugres/MT, no uso de suas atribuições legais e constitucionais, na defesa do patrimônio

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República em Cáceres Mato Grosso RECOMENDAÇÃO N. 12/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República em Cáceres Mato Grosso RECOMENDAÇÃO N. 12/2014 IC n. 1.20.001.000104/2011-27 RECOMENDAÇÃO N. 12/2014 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, nos autos dos Inquérito Civil nº 1.20.001.000104/2011-27, pelo Procurador da República signatário, no cumprimento de

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 1ª Promotoria de Justiça Cível de Barra do Bugres-MT

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 1ª Promotoria de Justiça Cível de Barra do Bugres-MT NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA nº 003/2015 Considerando o teor de fls. 17/19, o Sr. José Damião é o locador do imóvel em questão, e o Sr. José Limeira da Silva Filho é o locatário, o Promotor de Justiça, oficiante

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO DO SUL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO DO SUL PORTARIA DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO Nº 156/2011/PR-MS, DE 15 DE JULHO DE 2011 Classificação Temática: 3ª CCR Ordem

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Legislação Ambiental para Engenharia Ambiental e Sanitária - UFJF

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Legislação Ambiental para Engenharia Ambiental e Sanitária - UFJF SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Rolfe Pinho Dias - SUPRAM - NRRA - Juiz de Fora 1 Regularização Ambiental Rolfe Pinho Dias Técnico Ambiental SUPRAM -Zona da Mata NRRA Juiz

Leia mais

Resolução Conjunta IBAMA/SEMA/IAP nº 005, de 28 de março de 2008.

Resolução Conjunta IBAMA/SEMA/IAP nº 005, de 28 de março de 2008. Resolução Conjunta IBAMA/SEMA/IAP nº 005, de 28 de março de 2008. Define critérios para avaliação das áreas úmidas e seus entornos protetivos, normatiza sua conservação e estabelece condicionantes para

Leia mais

Deliberação Normativa COPAM nº., de XX de janeiro de 2010

Deliberação Normativa COPAM nº., de XX de janeiro de 2010 Deliberação Normativa COPAM nº., de XX de janeiro de 2010 Disciplina o procedimento para regularização ambiental e supressão de vegetação em empreendimentos de parcelamento de solo, inclusive dentro dos

Leia mais

Lei Complementar n 140/11. Competências: Licenciamento e Fiscalização

Lei Complementar n 140/11. Competências: Licenciamento e Fiscalização Lei Complementar n 140/11 Competências: Licenciamento e Fiscalização Características Iniciais Fixou normas, nos termos dos incisos III, VI e VI do caput e do parágrafo único do artigo 23 da CF. Cooperação

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2016

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2016 Procedimento Investigatório Criminal nº 1.30.002.000194/2015-23 RECOMENDAÇÃO Nº 01/2016 Ao: Ministério da Saúde O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelo Procurador da República signatário, no exercício de suas

Leia mais

RECOMENDAÇÃO nº 03/2014

RECOMENDAÇÃO nº 03/2014 Autos nº 1.14.009.000349/2014-24 Espécie: Procedimento Preparatório PP Assunto: Recomenda ao Município de Guanambi a instalação de instrumentos que permitam o controle social do horário de atendimento

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso

Ministério Público do Estado de Mato Grosso Ato de Instauração de Inquérito Civil. PORTARIA Nº 08/2015 O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, por seu representante legal com atuação na Promotoria de Justiça de Jauru/MT, no uso das atribuições

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO Portaria nº 08/2014 Parquet Web n. 2014001010026297 DEFESA DA PROBIDADE EMENTA: INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO. ATUAÇÃO EXTRAJUDICIAL DO PARQUET. OBJETIVO DEFESA DA PROBIDADE. POSSÍVEL

Leia mais

O Ministério Público e seu papel na Constituição da República

O Ministério Público e seu papel na Constituição da República Escola Paulista de Direito EDP O Ministério Público e seu papel na Constituição da República Hugo Nigro Mazzilli dez. 2012 1 Este material www.mazzilli.com.br Notas breves 2 www.mazzilli.com.br Manual

Leia mais

RECOMENDAÇÃO/1º OFÍCIO/PRM/STM Nº 4, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2013.

RECOMENDAÇÃO/1º OFÍCIO/PRM/STM Nº 4, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2013. RECOMENDAÇÃO/1º OFÍCIO/PRM/STM Nº 4, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2013. O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelos Procuradores da República signatários, no regular exercício de suas atribuições institucionais, com base

Leia mais

Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários. Victor Bassetti Martinho 20ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários. Victor Bassetti Martinho 20ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários Victor Bassetti Martinho 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP Curriculum vitae 2 Victor Bassetti Martinho Engenheiro Ambiental graduado

Leia mais

ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP -

ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP - ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP - Área de Preservação Permanente - APP (definição do Código Florestal-Lei 4771/65) Área protegida nos termos dos arts. 2º e 3º desta Lei, COBERTA OU NÃO POR VEGETAÇÃO

Leia mais

Ministério Público Federal Procuradoria da República no Estado do Tocantins

Ministério Público Federal Procuradoria da República no Estado do Tocantins Ministério Público Federal Procuradoria da República no Estado do Tocantins Recomendação nº /2017/PRTO/PRDC Inquérito Civil nº 1.36.000.000018/2014-15 Recomendação dirigida ao Governador do Estado do Tocantins

Leia mais

2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE PARANAGUÁ/PR

2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE PARANAGUÁ/PR Destinatários: a) Prefeito Municipal de Paranaguá Sr. Edison de Oliveira Kersten b) Coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social Sra. Jussara Ferreira das Neves c) Secretária

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N. 24/2014/PR-AC/5º OFÍCIO

RECOMENDAÇÃO N. 24/2014/PR-AC/5º OFÍCIO RECOMENDAÇÃO N. 24/2014/PR-AC/5º OFÍCIO Ementa: necessidade de manutenção e reformas na estrutura física das escolas. O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL e o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO ACRE, nos autos do

Leia mais

Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória

Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória São Paulo, 25 de fevereiro de 2015 1 CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE APP RESERVA LEGAL RL PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO

Leia mais

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DIREITO AMBIENTAL HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO Período Pré-Colonial e Colonial 1500/1530 Exploração do Pau-Brasil e Tráfico de Animais Silvestres

Leia mais

Treinamento: Gestão Ambiental da Propriedade Rural Cód. 294

Treinamento: Gestão Ambiental da Propriedade Rural Cód. 294 Código Ambiental Atualizado Santa Catarina Santa Catarina é o primeiro estado brasileiro em aprovar e fazer virar lei um código ambiental independente da legislação federal (é importante salientar que

Leia mais

Estado de Mato Grosso MINISTÉRIO PÚBLICO 2ª Promotoria de Justiça Cível de Alta Floresta/MT

Estado de Mato Grosso MINISTÉRIO PÚBLICO 2ª Promotoria de Justiça Cível de Alta Floresta/MT ASSUNTO: RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL ACERCA DO USO DE APARELHOS ELETRÔNICOS EM SALA DE AULA NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA Nº. 03/2014 O DO ESTADO DE MATO GROSSO, por intermédio da Promotora de Justiça titular

Leia mais

Papel do Município no Licenciamento Ambiental

Papel do Município no Licenciamento Ambiental Papel do Município no Licenciamento Ambiental Vivian do Carmo Bellezzia Advogada Mestranda em Direito Ambiental pela ESDHC Especialista em Direito Público pela PUC-MINAS Especialista em Filosofia pela

Leia mais

Mapeamento de APP e Reserva Legal APP de corpos d água

Mapeamento de APP e Reserva Legal APP de corpos d água 1/53 Mapeamento de APP e Reserva Legal APP de corpos d água Técnicas de mapeamento: exercícios práticos Eng. Allan Saddi Arnesen Mestre em Sensoriamento Remoto - INPE 2/53 Conteúdo programático: Capitulo

Leia mais

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior Direito Ambiental OAB Prof. Rosenval Júnior REVISÃO DE 30 MINUTOS 18 de novembro de 2017 Revisão de Direito Ambiental para o Exame de Ordem Prof. Rosenval Júnior Facebook -> Opção SEGUIR no perfil pessoal

Leia mais

o Ministério Público Federal, por meio do Procurador da República Leonardo

o Ministério Público Federal, por meio do Procurador da República Leonardo / MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Ref.: Inquérito Civil n. 1.26.001.000099/2014-81 MINUTA DE TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA o Ministério Público Federal, por meio do Procurador da República Leonardo Cervino

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 35/2013 MPF/RR

RECOMENDAÇÃO Nº 35/2013 MPF/RR MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE RORAIMA RECOMENDAÇÃO Nº 35/2013 MPF/RR REFERÊNCIAS: inquéritos civis n. 08125.000123/98-51; 1.32.000.000243/2010-69; 1.32.000.000702/2013-57

Leia mais

Responsabilidade Civil e Criminal nas Ações Ambientais. João Emmanuel Cordeiro Lima

Responsabilidade Civil e Criminal nas Ações Ambientais. João Emmanuel Cordeiro Lima Responsabilidade Civil e Criminal nas Ações Ambientais João Emmanuel Cordeiro Lima Responsabilidade jurídica ambiental. - Responsabilidade jurídica é dever resultante de uma violação a um norma jurídica

Leia mais

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO UNIDADES DE CONSERVAÇÃO As florestas e demais formas de vegetação são reconhecidas no Brasil como bens de interesse comum a todos os habitantes do país, sendo que algumas destas áreas, legalmente determinadas

Leia mais

11º GV - Vereador Floriano Pesaro

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 576 /2013 Institui o Projeto Calçada Limpa no âmbito das subprefeituras, e dá outras providências. A Câmara Municipal de São Paulo DECRETA: Art. 1º A presente Lei institui o Projeto Calçada

Leia mais

Fiscalização e Autuação Ambiental: Como agir? FIEMG-JF, 12 de agosto de 2014

Fiscalização e Autuação Ambiental: Como agir? FIEMG-JF, 12 de agosto de 2014 Fiscalização e Autuação Ambiental: Como agir? FIEMG-JF, 12 de agosto de 2014 Quem pode fiscalizar e autuar Ente federal: IBAMA Ente estadual: Em Minas, SEMAD, IEF, FEAM, IGAM, Polícia Militar (Dir. de

Leia mais

Atribuições da FATMA no município de Florianópolis

Atribuições da FATMA no município de Florianópolis Seminário de Condicionantes Ambientais e Capacidade de Suporte IPUF / Prefeitura Municipal de Florianópolis Atribuições da FATMA no município de Florianópolis ELAINE ZUCHIWSCHI Analista Técnica em Gestão

Leia mais

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos Lei nº 6.938/81 SINOPSE: a) Meio ambiente é PATRIMÔNIO PÚBLICO, devendo ser protegido, tendo em vista o uso coletivo; b) Planejar, fiscalizar e racionalizar o uso dos recursos ambientais; c) Proteger os

Leia mais

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP)

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP) AKVO = Água I - Projeto Akvolernigi (Material preparado para o Curso) LERNIGI = Ensinar, I - Aspectos Legislativos e Instrumentos de Gestão Aprender e Fazer a) Princípios Gerais do Direito Ambiental b)

Leia mais

Resolução CONSEPA nº 7 DE 17/11/2015 Norma Estadual - Rondônia Publicado no DOE em 24 nov 2015

Resolução CONSEPA nº 7 DE 17/11/2015 Norma Estadual - Rondônia Publicado no DOE em 24 nov 2015 Resolução CONSEPA nº 7 DE 17/11/2015 Norma Estadual - Rondônia Publicado no DOE em 24 nov 2015 Define a tipologia das atividades que causam ou possam causar impacto ambiental de âmbito local, nos termos

Leia mais

RECOMENDAÇÃO nº 16/2016

RECOMENDAÇÃO nº 16/2016 Autos nº 1.14.012.000020/2012-42 Espécie: Inquérito Civil Público ICP Assunto: Recomenda ao Município de Irecê a adoção de medidas e a instalação de instrumentos que permitam o controle social do horário

Leia mais

~êunara Setorial, Bovinocultura Bubalinocultura. Mato Grosso do Sul

~êunara Setorial, Bovinocultura Bubalinocultura. Mato Grosso do Sul ~êunara Setorial, Bovinocultura Bubalinocultura Mato Grosso do Sul o comércio nacional e internacional de carnes requer dos seus fornecedores a implantação de processos de controle de qualidade, para certificar

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL

CADASTRO AMBIENTAL RURAL CADASTRO AMBIENTAL RURAL - Quais os conceitos que ainda deixam dúvidas - Como proceder em caso de desmembramento - Reserva Legal em área de expansão urbana - Dúvidas quanto à Reserva Legal averbada - Regeneração

Leia mais

Recomendação MPF/SP nº 60/2016

Recomendação MPF/SP nº 60/2016 Recomendação MPF/SP nº 60/2016 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelo procurador da República que esta subscreve, no exercício de suas funções constitucionais e legais, em especial o artigo 129, III, da Constituição

Leia mais

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira São Paulo, 1 de agosto de 2016 ROTEIRO Instituições e Atribuições do Estado Quem faz o que? Constituição Federal Competências

Leia mais

FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA: DEFENSORIA PÚBLICA E

FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA: DEFENSORIA PÚBLICA E FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA: MINISTÉRIO PÚBLICO, DEFENSORIA PÚBLICA E ADVOCACIA Profª Me. Érica Rios erica.carvalho@ucsal.br MINISTÉRIO PÚBLICO Definição: instituição permanente e essencial à função jurisdicional

Leia mais

PORTARIA Nº 045, DE 5 DE ABRIL DE 2013.

PORTARIA Nº 045, DE 5 DE ABRIL DE 2013. M I N I S T É R I O P Ú B L I C O F E D E R A L Procuradoria da República no Amazonas PORTARIA Nº 045, DE 5 DE ABRIL DE 2013. O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelo Procurador da República signatário, com

Leia mais

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro Marcelo Leoni Schmid marcelo@indexflorestal.com.br Aula 03 Responsabilidade administrativa e penal no Direito Ambiental

Leia mais

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc.

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc. RESERVA LEGAL FLORESTAL Aspectos jurídicos Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc. O QUE É A RESERVA LEGAL FLORESTAL? Segundo o Código Florestal (Lei 4.771/65), é a área localizada no interior de uma propriedade

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO ESTADO DO TOCANTINS, neste ato representado pela Promotora de Justiça Titular da ### Promotoria de Defesa do Consumidor,

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE 1. INTRODUÇÃO 1.1. A Constituição Federal, promulgada em 05 de outubro de 1988, foi o primeiro texto constitucional brasileiro a mencionar a palavra meio ambiente.

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural CAR. Eng.ª Karine Rosilene Holler - AMVALI

Cadastro Ambiental Rural CAR. Eng.ª Karine Rosilene Holler - AMVALI Cadastro Ambiental Rural CAR Eng.ª Karine Rosilene Holler - AMVALI Legislação Lei Federal n 12.651/2012 - Código Florestal; Decreto Federal n 7.830/2012 - Dispõe sobre o Sistema de Cadastro Ambiental Rural;

Leia mais

LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995

LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995 LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995 Dispõe sobre o Regime de Concessão e Permissão da Prestação de Serviços Públicos previsto no art. 175 da Constituição Federal, e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes Públicos Contratos Administrativos Entes da Administração Pública...

Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes Públicos Contratos Administrativos Entes da Administração Pública... Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO... 15 1. Agentes Públicos... 15 2. Controle da Administração Pública... 24 3. Contratos Administrativos... 51 4. Entes da Administração Pública... 61 5. Improbidade Administrativa...

Leia mais

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FIESP. Grupo de Estudos de Direito Ambiental

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FIESP. Grupo de Estudos de Direito Ambiental www.buzaglodantas.adv.br Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FIESP Grupo de Estudos de Direito Ambiental Marcelo Buzaglo Dantas Advogado. Membro das Comissões de Direito Ambiental da OAB/RJ

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM GOIÁS PROCURADORIA REGIONAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM GOIÁS PROCURADORIA REGIONAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS Autos nº: 1.18.000.000170/2009-41 Espécie: PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO RECOMENDAÇÃO Nº 27, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2009 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por intermédio

Leia mais

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Roteiro da Apresentação 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Evolução Histórica da Legislação Brasileira Período Colonial (século XVI a XIX) contrabando de animais (rota marítima

Leia mais

Legislação Ambiental Aplicada a Parques Eólicos. Mariana Torres C. de Mello

Legislação Ambiental Aplicada a Parques Eólicos. Mariana Torres C. de Mello Legislação Ambiental Aplicada a Parques Eólicos Mariana Torres C. de Mello marianatcm@yahoo.com.br CAPÍTULO 3 Lei nº 9.605/98 - Crimes Ambientais Mariana Torres C. de Mello - marianatcm@yahoo.com.br Responsabilidade

Leia mais

Avaliação de risco e legislação ambiental

Avaliação de risco e legislação ambiental VII Seminário Internacional sobre Remediação e Revitalização de Áreas Contaminadas Avaliação de risco e legislação ambiental Ana Luiza Silva Spínola 21 de outubro de 2010 Contextualização Planejamento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOVERNADOR VALADARES - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOVERNADOR VALADARES - MG Requerente: Hercílio Araújo Diniz Filho. CPF: 458.698.206-34. Endereço: Fazenda Vila Rica, continuação da Av. Minas Gerais s/n, bairro Cidade Nova, Governador Valadares MG. Contato: Eliane. Endereço: Avenida

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS

GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS FAPESB - 31 de outubro de 2011 Foto: Nilton Souza Artigo 225 CF-1988: Foto: Nilton Souza

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA INQUÉRITO CIVIL N : INTERESSADOS: COMPROMISSÁRIO E POPULAÇÃO EM GERAL OBJETO: MANUTENÇÃO DE PÁSSARO DA FAUNA SILVESTRE EM CATIVEIRO. TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA No dia de de, compareceu

Leia mais

Regularização Fundiária em São Mateus

Regularização Fundiária em São Mateus Regularização Fundiária em São Mateus Legislações Pertinente: Lei 6.015/73 Lei 6.766/79 Lei 9.785/99 Lei 10.257/01 Lei 11.977/09 Lei 12.424/11 Legislações Municipais Regularização Fundiária Conceito -

Leia mais

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências.

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências. Da Ordem Social: do Meio Ambiente e dos Índios. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Ambiental Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Do meio ambiente A CF de 1988 consagra o direito

Leia mais

Regularização Fundiária em Área de Preservação Permanente na

Regularização Fundiária em Área de Preservação Permanente na Regularização Fundiária em Área de Preservação Permanente na forma da Lei n.º 11.977/09 Gustavo Burgos de Oliveira, Assessor Jurídico do MP/RS. Porto Alegre, 14 de dezembro de 2010. Regularização Fundiária:

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 225, CF: Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial

Leia mais

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável.

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Sustentabilidade Economicamente viável Ambientalmente correto

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Promotoria de Justiça Cível de Lucas do Rio Verde

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Promotoria de Justiça Cível de Lucas do Rio Verde PORTARIA N.º 040/2011/1ªPJCIV/MPE/LRV O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por seu Promotor de Justiça signatário, no uso das atribuições institucionais que lhe são conferidas pelo artigo 129,

Leia mais

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS Ricardo Carneiro APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS HIDRÁULICOS APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Gustavo Nascimento Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Desenvolvimento sustentável Histórico do conceito de desenvolvimento sustentável A Revolução Industrial foi um marco importante na humanidade

Leia mais

RECOMENDAÇÃO 3/2017/PFDC/MPF

RECOMENDAÇÃO 3/2017/PFDC/MPF PA: 1.000.000.10758/2017-57 PP: 1.16.000.002353/2017-85 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RECOMENDAÇÃO 3/2017/PFDC/MPF O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no regular exercício de suas atribuições institucionais, com

Leia mais

SNUC - SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

SNUC - SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Prof. Dr. Thiago Leite Engenheiro Florestal (UnB-DF) Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais com ênfase em Educação Ambiental (UnB-DF) Doutorado em Ciências Florestais com ênfase em Agroecologia (UnB-DF)

Leia mais

NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA

NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA INQUÉRITO CIVIL N. 27/2014/SIMP 000277-002/2014 NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA Nº 12/2014 NOTIFICADO: VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE CUIABÁ (SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE) DESTINATÁRIO: ILUSTRÍSSIMO SECRETARIO MUNICIPAL

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Nº, de de Dispõe sobre as audiências públicas no âmbito do Ministério Público da União e dos Estados.

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Nº, de de Dispõe sobre as audiências públicas no âmbito do Ministério Público da União e dos Estados. PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Nº, de de 2012. Dispõe sobre as audiências públicas no âmbito do Ministério Público da União e dos Estados. O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício da competência

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR DECRETA:

A CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR DECRETA: PROJETO DE LEI Nº 403/09 Dispõe sobre a responsabilidade dos produtores de embalagens plásticas e outras embalagens que não sejam biodegradáveis pela destinação final ambientalmente adequada de seus produtos

Leia mais

MINUTA DECRETO Nº, DE_ DE_ DE 2010. ALBERTO GOLDMAN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais,

MINUTA DECRETO Nº, DE_ DE_ DE 2010. ALBERTO GOLDMAN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, MINUTA DECRETO Nº, DE_ DE_ DE 2010. Cria o Parque Estadual Restinga de Bertioga, a Área de Relevante Interesse Ecológico Itaguaré e dá providências correlatas ALBERTO GOLDMAN, Governador do Estado de São

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL NO COMBATE À CORRUPÇÃO. Brasília, 21/03/2012

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL NO COMBATE À CORRUPÇÃO. Brasília, 21/03/2012 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011-2020 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL NO COMBATE À CORRUPÇÃO Brasília, 21/03/2012 Organização do MPF Início da mudança: Lançamento do Projeto em 2010 Objetivos e Desafios: Aproximar-se

Leia mais

Marcos Recentes o Lei Complementar 140/11 o Leis Florestais o Federal: /12 o Estadual: /13

Marcos Recentes o Lei Complementar 140/11 o Leis Florestais o Federal: /12 o Estadual: /13 Perspectivas para o licenciamento ambiental no Estado de Minas Gerais Germano Vieira Assessor SEMAD Subsecretaria de Gestão e Regularização Ambiental Integrada SEMAD Introdução Dinâmica da legislação ambiental

Leia mais

Os Efeitos das Alterações do Código Florestal no Meio Urbano. Beto Moesch

Os Efeitos das Alterações do Código Florestal no Meio Urbano. Beto Moesch Os Efeitos das Alterações do Código Florestal no Meio Urbano Beto Moesch Advogado, Ambientalista, Consultor Ambiental e Secretário do Meio Ambiente de Porto Alegre - 2005/08 Direito ambiental-surge para

Leia mais

RECOMENDAÇÃO n 1/2016

RECOMENDAÇÃO n 1/2016 PRM-RVD-GO-00001404/2016 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO MUNICÍPIO DE RIO VERDE/GO 1 OFÍCIO RECOMENDAÇÃO n 1/2016 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício de suas atribuições

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos PRINCÍPIOS PARA PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS BÁSICOS MEIO AMBIENTE PERÍCIA AMBIENTAL Meio ambiente: é o conjunto de todos os fatores que afetam diretamente o metabolismo ou o comportamento dos seres vivos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA LEI Nº 559/2015 DATA: 12 DE FEVEREIRO DE 2015 INSTITUI A COBRANÇA DE TAXA DE SERVIÇOS SOBRE ATIVIDADES DE LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE CLÁUDIA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO DA FUMAÇA Rua 20 de Maio, Centro MORRO DA FUMAÇA-SC CNPJ: /

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO DA FUMAÇA Rua 20 de Maio, Centro MORRO DA FUMAÇA-SC CNPJ: / LEI Nº 1329/2009 "CRIA A TAXA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL TLAM E A TAXA DE CONTROLE E FISCALIZAÇAO AMBIENTAL MUNICIPAL TCFAM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. " BALTAZAR PELLEGRIN, Prefeito Municipal de Morro

Leia mais

PROPEDÊUTICA DO DIREITO AMBIENTAL

PROPEDÊUTICA DO DIREITO AMBIENTAL SUMÁRIO Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Capítulo 1 PROPEDÊUTICA DO DIREITO AMBIENTAL... 17 1. Conceito de Direito Ambiental... 17 2. Objetivo do direito ambiental...

Leia mais

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Rede de ONGs da Mata Atlântica RMA Apoio: Funbio e MMA Papel do Município no meio ambiente Constituição Federal Art 23 Competência Comum,

Leia mais

DA CONVERSÃO DE CAMPO NATIVO E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL WELLINGTON PACHECO BARROS

DA CONVERSÃO DE CAMPO NATIVO E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL WELLINGTON PACHECO BARROS DA CONVERSÃO DE CAMPO NATIVO E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL WELLINGTON PACHECO BARROS Desembargador aposentado do TJ/RS, professor da ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA e do I - UMA, entre outros, advogado

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre

Leia mais

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre o Fundo Municipal de Meio Ambiente do Município de Paranatinga. CAPÍTULO I Do Fundo Municipal de Meio Ambiente Art. 1º Fica instituído o Fundo Municipal de

Leia mais

TERMO DE RECOMENDAÇÃO Nº 013/2012

TERMO DE RECOMENDAÇÃO Nº 013/2012 TERMO DE RECOMENDAÇÃO Nº 013/2012 Ementa: RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL. CONDICOES PRECÁRIAS DO EDIFICIO ESCOLAR. GRAVES RISCOS À SEGURANCA DA COMUNIDADE ESCOLAR. O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RORAIMA através

Leia mais

PHA 3001 ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE. Prof. Dr. Theo Syrto Octavio de Souza

PHA 3001 ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE. Prof. Dr. Theo Syrto Octavio de Souza PHA 3001 ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE Prof. Dr. Theo Syrto Octavio de Souza (theos@usp.br) Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano (Conferência de Estocolmo) 1972, Estocolmo, Suécia 113

Leia mais

Marcelo Augusto de Barros 1 Janeiro 2010 I. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL

Marcelo Augusto de Barros 1 Janeiro 2010 I. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Supressão de vegetação para edificação em área urbana no Estado de São Paulo aplicação a loteamentos Biomas Cerrado e Mata Atlântica - Quadro comparativo Marcelo Augusto de Barros 1 marcelo@fortes.adv.br

Leia mais

Politica Ambiental e os municípios da Costa Rica. Erika Linares Orozco Presidenta Executiva

Politica Ambiental e os municípios da Costa Rica. Erika Linares Orozco Presidenta Executiva Politica Ambiental e os municípios da Costa Rica Erika Linares Orozco Presidenta Executiva Costa Rica A Costa Rica é um país da América Central. Sua capital e centro econômico e político de San Jose. A

Leia mais

COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS. Luciano Cota Diretor de Meio Ambiente Azurit Engenharia e Meio Ambiente

COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS. Luciano Cota Diretor de Meio Ambiente Azurit Engenharia e Meio Ambiente COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS Luciano Cota Diretor de Meio Ambiente Azurit Engenharia e Meio Ambiente POR QUE COMPENSAR? COMPENSAR (verbo transitivo direto) Equilibrar; balancear o efeito de uma coisa com outra;

Leia mais

Gestão ambiental e gerenciamento de resíduos. Prof. ª Karen Wrobel Straub

Gestão ambiental e gerenciamento de resíduos. Prof. ª Karen Wrobel Straub Gestão ambiental e gerenciamento de resíduos Prof. ª Karen Wrobel Straub MEIO AMBIENTE De acordo com a definição contida na norma NBR ISO 14001:1996- Sistemas de Gestão Ambiental Meio ambiente é a circunvizinhança

Leia mais

SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES

SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES 1. Direitos de terceira geração 1.1 Introdução 1.2 Direitos difusos 1.3 Direitos coletivos stricto sensu 1.4 Direitos individuais homogêneos 2. Meio ambiente: definição e

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8 S UMÁRIO Capítulo 1 Meio Ambiente...1 1. Doutrina e Legislação...1 1.1. Conceito de meio ambiente... 1 1.2. Classi icação didática do meio ambiente... 3 1.3. O meio ambiente no art. 225 da CF/88... 4 Questões...6

Leia mais