Apresentação das Casas da Cidade Residências Sénior. Lisboa, Janeiro de 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação das Casas da Cidade Residências Sénior. Lisboa, Janeiro de 2013"

Transcrição

1 Apresentação das Casas da Cidade Residências Sénior Lisboa, Janeiro de 2013

2 O Grupo Espírito Santo Saúde Casas da Cidade Residências Sénior Unidade de estimulação funcional e da memória

3 Posicionamento do Grupo Espírito Santo no Sector da Saúde Vida, Não vida 60 delegações e rede de agentes a nível nacional Sexta companhia Ibérica Gestão da prestação Actividade seguradora O Grupo Espírito Santo possui uma combinação única de activos estratégicos para se afirmar no sector da saúde Não Vida (Canal bancário) Prestação de cuidados de saúde Plataforma de gestão de planos/seguros de saúde Rede médica convencionada para o seguro de saúde (Modelo PPO) com cerca de 1300 prestadores (médicos, clínicas e hospitais) Holding autónoma dedicada à prestação de cuidados de saúde e à oferta de residências vocacionadas para a população sénior

4 Principais Linhas Estratégicas do Grupo Espírito Santo Saúde Criação de uma rede integrada de prestação de cuidados de saúde que incorpora: unidades hospitalares, clínicas ambulatórias e hospitais residenciais. Desenvolvimento da oferta residencial especialmente vocacionada para a população sénior: residências sénior com serviços. Ser um operador de referência no mercado português de prestação de cuidados de saúde Estabelecimento de Parcerias com o sector público e instituições não lucrativas, nomeadamente para a concepção, construção e gestão de hospitais.

5 Modelo Organizativo e Principais Áreas de Desenvolvimento SGPS - SA Hospitais e Clínicas Ambulatórias Hospitais Residenciais Residências vocacionadas para a população sénior Parcerias Público-Privadas Hospital Beatriz Ângelo 14 unidades 2 unidades 2 unidades 1 unidade

6 Unidades do Grupo Espírito Santo Saúde Hospital da Arrábida Clínica do Foco Clipóvoa Hospital Privado Clipóvoa Clínica de V. N. de Cerveira Clipóvoa Clínica de Amarante Cliria Cliria Centro Médico de Águeda Cliria Clínica de Oiã Clube de Repouso Casa dos Leões Hospital de Santiago Hospital Beatriz Ângelo Hospital da Miseric. de Évora Cliria Pólo II H. Luz Centro Clínico da Amadora Clínica Parque dos Poetas Hospital da Luz Principais Dados ES Saúde (2012E) Camas: Trabalhadores: BO s: 42 Área Const: 167,900 m 2 Hospital do Mar IRIO Camas UCI / Cuid. Intermédios: 65 Proveitos: 337M Consultas: 1,83 milhões Cirurgias: 45 mil MCDT: 5,7 milhões Casas da Cidade Residências Sénior

7 O Grupo Espírito Santo Saúde Casas da Cidade Residências Sénior Unidade de estimulação funcional e da memória

8 Enquadramento do Complexo Integrado de Saúde de Lisboa Complexo Integrado de Saúde de Lisboa Centro Comercial Colombo Estádio da Luz Quinta da Granja Localização urbana central Bons acessos Inserção junto de área verde protegida e ambiente tranquilo

9 Clientes Hospital da Luz e Casas da Cidade - Residências Sénior - Lisboa Clientes Casas da Cidade - Residências Sénior (115 unidades) Apartamentos vocacionados para utilização por indivíduos seniores Hospital da Luz (~200 camas) Hospital generalista com enfoque em especialidades diferenciadas como a oncologia Clientes Campus integrado de saúde Hospital Residencial (~50 camas) Unidade integrada no Hospital da Luz e especializada em cuidados de média duração e reabilitação, incluindo: Cuidados pós-agudos Cuidados continuados Cuidados paliativos Centro de medicina física e reabilitação com terapia ocupacional

10 Casas da Cidade Distribuição dos apartamentos Ala Norte Piso 0 a 5: 46 Apartamentos Ala Nascente Piso 0: Áreas comuns de apoio e lazer e 5 Apartamentos Piso 1: 10 Apartamentos Ala Poente Piso 0: Áreas comuns de apoio e lazer e 5 Apartamentos Piso 1: 10 Apartamentos Ala Sul Piso 0: Áreas comuns de apoio e lazer Piso 1 a 5: 39 Apartamentos

11 Principais características arquitectónicas Apartamentos De diversas tipologias (T0, T1 e T2) para utilização por pessoas séniores independentes ou com um pequeno grau de dependência Com boas áreas úteis privativas, varanda e logradouro (os localizados no piso térreo) Totalmente equipados para garantir a independência dos residentes Diversas áreas e serviços para apoio e lazer, disponíveis para utilização pelos residentes e convidados Soluções arquitectónicas e equipamentos concebidos para acolher situações de alguma dependência física (p.ex. ao nível das instalações sanitárias e circulações) e para proporcionar um nível elevado de segurança, comodidade e conforto

12 Áreas comuns disponíveis* Portaria e recepção Bar/cafetaria 3 salas independentes de restauração Hotelaria e Lazer 3 esplanadas de apoio às salas de restauração e ao bar/cafetaria 3 salas de estar com diferentes ambientes 1 sala multiusos para realização de eventos e actividades diversas Cabeleireiro Estacionamentos cobertos Arrecadações individuais 2 grandes jardins interiores (~1.200m2) Apoio e Saúde Ginásio e respectivos vestiários de apoio Gabinete médico Gabinete de enfermagem * As áreas comuns funcionarão numa lógica de Clube aberto ao exterior para permitir que não residentes (p.ex. amigos e familiares dos residentes) possam usufruir das áreas e serviços disponibilizados

13 Serviços disponíveis* Serviços de portaria, recepção e telefonista Serviços de segurança Limpeza, higiene e conforto dos apartamentos e das áreas interiores e exteriores Hotelaria e Lazer Tratamento de roupa Restauração completa Serviço de room-service Cabeleireiro e serviços de estética Organização de actividades culturais e ocupacionais diversas Ginástica e manutenção Suporte de rotina de enfermagem (diário) Apoio e Saúde Acompanhamento médico periódico Suporte de assistentes especializados (p.ex. para apoio personalizado em actividades de vida diária) Acesso em condições especiais a todos os serviços de saúde oferecidos pelo Hospital da Luz (p.ex. consultas, exames e reabilitação) * Alguns serviços estão incluídos na mensalidade e outros são opcionais e para serem adquiridos conforme o interesse ou necessidades de cada residente em cada momento

14 Casas da Cidade Planta do Piso 0 Sala multiusos Entrada, recepção e zona administrativa Apartamentos Áreas comuns Logradouros Zona de restauração 3 salas refeições esplanada Jardim interior Jardim interior Logradouros Bar/cafetaria e esplanada Esplanada 3 salas de estar para residentes Cabeleireiro/ podólogo Ginásio, vestiários, gabinete médico, gabinete enfermagem Apartamentos

15 Modalidades de Adesão ILUSTRAÇÃO NÃO EXAUSTIVA Modalidade Pagamento 2) Para 65 anos Direito de Utilização Vitalícia ("DUV") 1) Valor de admissão Mensalidade de Utilização Valor de admissão varia de acordo com idade Vocacionado para estadias de longa duração Direito de Utilização Temporária ("DUT") Apenas Mensalidade de Utilização Para 65 anos Vocacionado para estadias de curta duração ou para quem prefere pagar apenas mensalidades Notas 1) O "DUV" confere ao seu titular o direito à utilização vitalícia da unidade habitacional por si e pelo cônjuge. 2) Existem diversos pagamentos opcionais (p.ex. lugar de estacionamento coberto, mobiliário padrão do empreendimento e outros serviços extra não incluídos na mensalidade).

16 Definições Direito de Utilização Vitalícia "DUV" A aquisição de um "DUV" confere ao seu titular o direito à utilização vitalícia da unidade habitacional, por si e pelo cônjuge Mensalidade A mensalidade de utilização inclui: refeições diárias explicitadas em menu (de acordo com o pacote pretendido) utilização dos espaços comuns e respectivos equipamentos interiores e exteriores Valor de Admissão limpeza, higiene e conforto dos espaços interiores e exteriores lavagem de roupa do apartamento e roupa interior pessoal 1 consulta médica de rotina (mensal) suporte de rotina de enfermagem suporte permanente de assistentes especializados serviços de segurança permanentes, recepção e telefonista Opções 1 lugar de estacionamento coberto mobiliário padrão para as várias tipologias Mensalidade de lugar de estacionamento Room service Pacote ADL (apoio nas actividades de vida diária)

17 Preçário Direito de Utilização Vitalícia (DUV); valores em euros Área Privativa Direito de Utilização Vitalícia (DUV) Tipologia (m 2 ) 65+ anos 70+ anos 75+ anos 80+ anos T0 T1 T2 Médio 48, Mínimo 38, Máximo 82, Médio 69, Mínimo 63, Máximo 94, Médio 106, Mínimo 87, Máximo 132,

18 Preçário (2013) Mensalidades (DUV e DUT); valores em euros Mensalidades DUV Mensalidades DUT Tipologias Pacote 1 Pacote 2 Pacote 3 Pacote 1 Pacote 2 Pacote 3 T0 1º residente º residente T1 1º residente º residente T2 1º residente º residente Notas: Pacote 1: Pacote 2: Pacote 3: 2 refeições ligeiras (pequeno almoço e lanche) + 2 refeições completas (almoço e jantar) 2 refeições ligeiras (pequeno almoço e lanche) + 1 refeição completa (almoço ou jantar) 2 refeições ligeiras (pequeno almoço e lanche)

19 Preçário (2013) Diárias DUT; valores em euros Tipologias Pacote 1 Pacote 2 Pacote 3 Pacote 1 Pacote 2 Pacote 3 T0 1º residente º residente T1 Diárias DUT 1 Diárias DUT 2 1º residente º residente T2 1º residente º residente Notas: 1) Para estadias sup a 7 e inf a 30 dias 2) Para estadias inferiores a 7 dias Pacote 1: Pacote 2: Pacote 3: 2 refeições ligeiras (pequeno almoço e lanche) + 2 refeições completas (almoço e jantar) 2 refeições ligeiras (pequeno almoço e lanche) + 1 refeição completa (almoço ou jantar) 2 refeições ligeiras (pequeno almoço e lanche)

20 Condições especiais de acesso às unidades de saúde do Grupo para residentes das Casas da Cidade Descontos significativos (até 50%) no Hospital da Luz, Clínica Parque dos Poetas e Hospital do Mar Exemplo no Hospital da Luz Preço Privado Preço Residente Diferença (%) Consulta % Consulta urgência (AMP) % Ecografia % TAC % R. Magnética % Diária internamento % Honorários cirúrgicos (K) 6,5 3,5 46% Acompanhamento personalizado na marcação de consultas e exames e no acompanhamento no Hospital se necessário

21 Plantas de alguns apartamentos tipo T0-A: área privativa (1) de 38,8m2 (16,9m2 de logradouro) T0-B: área privativa (1) de 40,4m2 (16,9m2 de logradouro) (1) Área aproximada (privativa interior, varanda e logradouro quando exista)

22 Plantas de alguns apartamentos tipo (1) T1-A: área privativa (1) de 63,7m2 (+34,1m2 de logradouro se existir) T1-Á: área privativa (1) de 64,6m2 (1) Área aproximada (privativa interior, varanda e logradouro quando exista)

23 Plantas de alguns apartamentos tipo (1) T2-C: área privativa (1) de 113m2 a 124 m2 T2-D: área privativa (1) de 87,6m2 (+22,3 m2 de logradouro se existir) (1) Área aproximada (privativa interior, varanda e logradouro quando exista)

24 O Grupo Espírito Santo Saúde Casas da Cidade Residências Sénior Unidade de estimulação funcional e da memória

25 Unidade de Estimulação Funcional e da Memória - Conceito e Destinatários Solução residencial dirigida e adaptada a pessoas com demência mas sem necessidades clínicas permanentes e/ou diferenciadas; Oferta de apoio residencial, de cuidados de apoio às actividades de vida diária e apoio especializado de neuroestimulação. A quem se destina A pessoas com deficit cognitivo reconhecido, sem necessidades médicas permanentes e/ou diferenciadas e que possam beneficiar de: Cuidados com competência técnica e relacional; Programas de neuroestimulação A pessoas que necessitem de cuidados médicos ou hospitalares, ou que exijam cuidados de enfermagem permanente por: A quem não se destina Serem portadores de sonda nasogástrica (SNG) e gastrostomia percutânea endoscopica (PEG); Apresentarem doença crónica em fase de agudização; Apresentarem doença aguda; Estarem em fase paliativa com necessidades de cuidados especializados; Apresentarem estado psíquico potencialmente perturbador dos restantes residentes (p.ex. gritarem)

26 Unidade de Estimulação Funcional e da Memória Localizada no piso 2 das Casas da Cidade, a unidade dispõe de: 11 quartos individuais ou duplos com boas áreas úteis privativas e varanda Zonas de apoio e serviço: Sala de estar / refeições com varanda Sala de estimulação Sala de trabalho da equipa Zona de deambulação Quartos com IS privativa equipados e decorados de modo a permitir um ambiente seguro, confortável e acolhedor; Serviços hoteleiros e administrativos prestados pela equipa das Casas da Cidade; Enfermeiros e serviços técnicos das Casas da Cidade (Auxiliares, Terapeuta ocupacional, Animadora especializada), formados e com supervisão técnica do Hospital do Mar; Apoio médico prestado por médicos do Hospital da Luz e do Hospital do Mar.

27 Unidade de Estimulação Funcional e da Memória - Preçário (2013) Diária Mensalidade Quarto individual 120, ,00 Quarto individual com WC partilhado 115, ,00 Quarto duplo 100, ,00 Serviços incluídos na diária: 4 refeições diárias com ementas de acordo com as necessidades dietéticas de cada residente; Apoio e suporte personalizado nas Actividades de Vida Diária; Acompanhamento médico periódico; Acompanhamento diário de rotina de enfermagem; Participação nas actividades lúdico ocupacionais e de estimulação funcional de acordo com o plano individual de cuidados (neuroestimulação e terapia ocupacional de manutenção); Limpeza, higiene e conforto do quarto; Lavandaria de roupa interior do residente e roupa da unidade (cama e casa de banho). Notas: 1) Valor da diária exclui os medicamentos, pensos complexos e respectivos consumos farmacêuticos, consumíveis e patologia clínica 2) Os preços das diárias são calculados ao dia e facturados mensalmente ou à data da saída da unidade

28 Unidade de Estimulação Funcional e da Memória - Preçário (2013) Serviços e produtos não incluídos na diária: Terapia ocupacional com prescrição médica Fisioterapia Lavandaria de roupa pessoal (para além da roupa interior) Serviços de interesse individual (cabeleireiro/barbeiro, manicure, pedicure) Consumíveis clínicos (resguardos, fraldas, manápulas de lavagem e outros consumíveis)

29 Unidade de Estimulação Funcional e da Memória - Imagens

A PENSAR EM SI. MONTEPIO RESIDÊNCIAS. Serviços de Saúde

A PENSAR EM SI. MONTEPIO RESIDÊNCIAS. Serviços de Saúde A PENSAR EM SI. MONTEPIO RESIDÊNCIAS Serviços de Saúde Residência Montepio Breiner, cidade do Porto. COMO SOU ASSOCIADA DO MONTEPIO TENHO CONDIÇÕES ESPECIAIS. MAS, QUALQUER PESSOA PODE ESCOLHER VIVER NO

Leia mais

CENTRO DE DIA REGULAMENTO INTERNO

CENTRO DE DIA REGULAMENTO INTERNO CENTRO DE DIA REGULAMENTO INTERNO 1 - ADMISSÃO Os utentes são admitidos no Centro de Dia pelo responsável da área social do Lar e Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia de Machico, em conformidade

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Artigo 1º. Denominação e Fim

REGULAMENTO INTERNO. Artigo 1º. Denominação e Fim REGULAMENTO INTERNO Artigo 1º Denominação e Fim 1. A Casa de Repouso e Saúde de S. Brás (adiante designada por CRSS) é um equipamento privado de prestação de serviços de geriatria, titular do Alvará número

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre PRIMEIRO OUTORGANTE..., portador do B.I. n.º.., emitido em. /. /. pelo Arquivo de Identificação de, contribuinte n.º...., residente em... SEGUNDO OUTORGANTE: Casa

Leia mais

REGULAMENTO LAR DE IDOSOS DO SBSI SAMS

REGULAMENTO LAR DE IDOSOS DO SBSI SAMS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-SOCIAL LAR DE IDOSOS SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO SUL E ILHAS REGULAMENTO LAR DE IDOSOS DO SBSI SAMS Lar de Idosos. Rua de Lisboa 431, 2995-566 Brejos de Azeitão. Telefone

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Artigo 1º. Denominação e Fim. Artigo 2º. Processo de Admissão

REGULAMENTO INTERNO. Artigo 1º. Denominação e Fim. Artigo 2º. Processo de Admissão REGULAMENTO INTERNO Artigo 1º Denominação e Fim 1. A Casa de Repouso e Saúde de S. Brás (adiante designada por CRSS) é um equipamento privado de prestação de serviços de geriatria, titular do Alvará número

Leia mais

Manual de Orientação ao Cliente

Manual de Orientação ao Cliente Manual de Orientação ao Cliente Prezado Cliente O Hospital IGESP reúne em um moderno complexo hospitalar, os mais avançados recursos tecnológicos e a excelência na qualidade do atendimento prestado por

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9 ÁREA DE ACTIVIDADE - SAÚDE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS)

Leia mais

1. O QUE GARANTE O VALOR SAÚDE... 4. 2. A REDE DE PRESTADORES... 5 2.1. Em Portugal... 5 2.2. Em Espanha... 6 3. O CARTÃO DE SAÚDE...

1. O QUE GARANTE O VALOR SAÚDE... 4. 2. A REDE DE PRESTADORES... 5 2.1. Em Portugal... 5 2.2. Em Espanha... 6 3. O CARTÃO DE SAÚDE... GUIA Valor Saúde ÍNDICE 1. O QUE GARANTE O VALOR SAÚDE... 4 2. A REDE DE PRESTADORES... 5 2.1. Em Portugal... 5... 6... 7... 7... 7 4.2. Assistência Médica Hospitalar... 8 4.3. Assistência Médica Ambulatória...

Leia mais

Instituições. Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade. Disciplina Ação Social VAS - 2014/15

Instituições. Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade. Disciplina Ação Social VAS - 2014/15 Instituições Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade Disciplina Ação Social VAS - 2014/15 Instituições O que é uma instituição? Estabelecimento de utilidade pública, organização ou fundação Organização

Leia mais

PROTOCOlOINSTlTUCIONAl

PROTOCOlOINSTlTUCIONAl Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Mundo dos Cuidados Serviço de Apoio Domiciliário Local: Viseu Serviços/Produtos: Companhia ao Domicílio, Ajuda ou apoio nas tarefas domésticas de higiene

Leia mais

Ficha de Protocolo. Aplicável a: Sócios/as e respetivos familiares, ascendentes e descendentes (cônjuge, filhos, pais e sogros)

Ficha de Protocolo. Aplicável a: Sócios/as e respetivos familiares, ascendentes e descendentes (cônjuge, filhos, pais e sogros) Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Miminho aos Avós Unidade de Torres Vedras Local: Área da Grande Lisboa Serviços/Produtos: Apoio domiciliário e cuidados geriátricos, bem como acesso aos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Regulamento Interno

REGULAMENTO INTERNO. Regulamento Interno REGULAMENTO INTERNO 1 Capítulo I Natureza, Âmbito de Aplicação e Objetivos Natureza, Denominação e Morada 1. A Conquista Contínua, Lda Serviços de Apoio Domiciliário, adiante designada por + Cuidados é

Leia mais

Informação sobre funcionamento e garantias do serviço! Central de Marcação de Consultas!

Informação sobre funcionamento e garantias do serviço! Central de Marcação de Consultas! Informação sobre funcionamento e garantias do serviço! Através da linha de atendimento permanente o cliente poderá solicitar informações sobre o produto ou solicitar esclarecimentos quanto aos procedimentos.!

Leia mais

INSTITUTO DE GESTÃO SOCIAL DO TERCEIRO SETOR

INSTITUTO DE GESTÃO SOCIAL DO TERCEIRO SETOR INSTITUTO DE GESTÃO SOCIAL DO TERCEIRO SETOR 1 Normas de Convivência e manual operacional Breve apresentação do IGES 2 IGES - é uma instituição sem fins lucrativos, certificada como OSCIP que tem por finalidade,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. A Casa de Repouso Vale O Bem Viver rege-se pelo seguinte Regulamento Interno: Artigo 1º. Natureza e Regime Jurídico

REGULAMENTO INTERNO. A Casa de Repouso Vale O Bem Viver rege-se pelo seguinte Regulamento Interno: Artigo 1º. Natureza e Regime Jurídico REGULAMENTO INTERNO A Casa de Repouso Vale O Bem Viver rege-se pelo seguinte Regulamento Interno: Artigo 1º Natureza e Regime Jurídico 1- A Casa de Repouso é uma instituição privada e destina-se ao alojamento

Leia mais

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE OEIRAS LAR DE IDOSOS REGULAMENTO

CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE OEIRAS LAR DE IDOSOS REGULAMENTO CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE OEIRAS LAR DE IDOSOS REGULAMENTO Artigo 1º CAPÍTULO I Disposições Gerais Âmbito O Centro Social Paroquial de Oeiras é uma Instituição Particular de Solidariedade Social com cariz

Leia mais

Manual de Acolhimento. Lar de Idosos. Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo

Manual de Acolhimento. Lar de Idosos. Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo Manual de Acolhimento Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo Rua Professor Augusto Monjardino 9700-020 Angra do Heroísmo Telefone:

Leia mais

Regulamento de Funcionamento Interno da Residência Sénior LIATRIS, Ldª.

Regulamento de Funcionamento Interno da Residência Sénior LIATRIS, Ldª. Regulamento de Funcionamento Interno da Residência Sénior LIATRIS, Ldª. Capítulo I Natureza / Fins e Âmbito de Aplicação A Ldª., é um estabelecimento com fins lucrativos, com sede em Vales do Rio - Covilhã,

Leia mais

Contratualização em Cuidados Continuados

Contratualização em Cuidados Continuados Um Outro Olhar sobre o Hospital Contratualização em Cuidados Continuados João Amado Santa Casa da Misericórdia de Portimão RNCCI o início O Decreto-Lei nº 101/2006 criou a Rede Nacional de Cuidados Continuados

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO (SAD) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA 1ª ÃMBITO DE APLICAÇÃO

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO (SAD) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA 1ª ÃMBITO DE APLICAÇÃO REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO (SAD) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA 1ª ÃMBITO DE APLICAÇÃO A Associação Betesda, Esperança e Vida é uma Instituição Particular de

Leia mais

Guia do paciente. Leia com atenção e tenha uma estadia mais agradável. Mais recursos para seu médico, mais segurança e conforto para você.

Guia do paciente. Leia com atenção e tenha uma estadia mais agradável. Mais recursos para seu médico, mais segurança e conforto para você. Guia do paciente Leia com atenção e tenha uma estadia mais agradável. Mais recursos para seu médico, mais segurança e conforto para você. Apresentação O Hospital São Francisco se tornou referência em

Leia mais

Caixa Geral de Depósitos

Caixa Geral de Depósitos Fevereiro 8 Grupo Caixa Geral de Depósitos Companhia de Seguros FidelidadeMundial, S.A. Largo do Calhariz, 30 1249001 Lisboa Portugal Tel: 213 237 000 Fax: 213 238 001 www.fidelidademundial.pt NIPC e Matrícula

Leia mais

Cap. I Disposições Gerais

Cap. I Disposições Gerais 1 Cap. I Disposições Gerais Art.º 1 Âmbito de Aplicação 1. A Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim é uma Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos, cujos estatutos se encontram

Leia mais

CONSTRANGIMENTOS DOS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS NA ADMISSÃO DE PESSOAS IDOSAS DO FORO MENTAL

CONSTRANGIMENTOS DOS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS NA ADMISSÃO DE PESSOAS IDOSAS DO FORO MENTAL CONSTRANGIMENTOS DOS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS NA ADMISSÃO DE PESSOAS IDOSAS DO FORO MENTAL Associação Amigos da Grande Idade Inovação e Desenvolvimento Posição Institucional 1 LARES DE IDOSOS Desde inicio

Leia mais

CASA DE REPOUSO DE SANTO ANTÓNIO

CASA DE REPOUSO DE SANTO ANTÓNIO CASA DE REPOUSO DE SANTO ANTÓNIO REGULAMENTO INTERNO LAR DE IDOSOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA I Âmbito de Aplicação O presente tem por finalidade dotar o lar de idosos designado por Casa de Repouso

Leia mais

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL 1252 Diário da República, 1.ª série N.º 42 2 de março de 2015 ANEXO Montantes dos apoios a atribuir à «Manutenção e recuperação de galerias ripícolas» (a que se refere o n.º 1 do artigo 13.º) Escalões

Leia mais

A Direcção, Dora Dias Susana Silva

A Direcção, Dora Dias Susana Silva A Mais Família é uma empresa recente, sediada no centro de Matosinhos. Somos uma empresa de APOIO DOMICILIÁRIO, tutelada pelo Instituto da Segurança Social, com o alvará nº 23/2011, prestando assistência

Leia mais

ALBUFEIRA SOL HOTEL APARTAMENTO & SPA ****

ALBUFEIRA SOL HOTEL APARTAMENTO & SPA **** Cadeia de hotéis: Conforhoteis Tema Hotel: All Inclusive & Beach Hotel Rua da Corcovada, Areias de São João 8200-664 Albufeira Coordenadas GPS: 37.093595, -8,222262 Telefone: +351 289 587 496 Fax: +351

Leia mais

Guia de Orientação ao Paciente

Guia de Orientação ao Paciente Guia de Orientação ao Paciente Esse guia foi desenvolvido especialmente para melhor atendê-lo durante a permanência no HSR. Aqui encontrará informações sobre nosso funcionamento, serviços e práticas que

Leia mais

Regulamento das Consultas Externas. Índice

Regulamento das Consultas Externas. Índice Índice CAPÍTULO I...4 DISPOSIÇÕES GERAIS...4 ARTIGO 1º...4 (Noção de Consulta Externa)...4 ARTIGO 2º...4 (Tipos de Consultas Externas)...4 ARTIGO 3º...4 (Objectivos do Serviço de Consulta Externa)...4

Leia mais

Centro Social Paroquial da Santíssima Trindade da Tabua Regulamento interno do Lar de idosos

Centro Social Paroquial da Santíssima Trindade da Tabua Regulamento interno do Lar de idosos Centro Social Paroquial da Santíssima Trindade da Tabua Regulamento interno do Lar de idosos Capítulo I Natureza e objectivos Artigo 1º Caracterização e localização O Centro Social e Paroquial da Santíssima

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais Desporto

Leia mais

Direcção-Geral da Solidariedade e Segurança Social

Direcção-Geral da Solidariedade e Segurança Social Direcção-Geral da Solidariedade e Segurança Social Janeiro/2004 INTRODUÇÃO A experiência da acção social no âmbito da intervenção e acompanhamento das famílias em situação de grande vulnerabilidade social,

Leia mais

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia Dentro da Multicare O seu seguro Viva Melhor dá-lhe acesso a uma vasta lista de prestigiados médicos, clínicas, laboratórios, de todo o país a custos reduzidos. Pode consultar a lista em www.multicare.pt

Leia mais

Viver com Saúde vantagens e benefícios

Viver com Saúde vantagens e benefícios ÍNDICE 1. Seja bem-vindo! 2. Planos de Saúde MEDICARE 3. Plano de Saúde MEDICARE Silver 4. Plano de Saúde MEDICARE Dental Prestige 5. Plano de Saúde MEDICARE Platinium 6. Plano de Saúde MEDICARE SÉNIOR

Leia mais

Guia do Paciente. Leia com atenção e tenha uma estadia mais agradável.

Guia do Paciente. Leia com atenção e tenha uma estadia mais agradável. Guia do Paciente Leia com atenção e tenha uma estadia mais agradável. Apresentação O Hospital São Francisco é referência em diversas especialidades médicas, oferecendo à comunidade alta tecnologia hospitalar,

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DO CARTÃO VITALidade + ECONOMISTAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DO CARTÃO VITALidade + ECONOMISTAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DO CARTÃO VITALidade + ECONOMISTAS ENTRE: A ORDEM DOS ECONOMISTAS, com sede na Rua da Estrela, nº 8, 1200-669 em Lisboa, Pessoa Colectiva nº 500 978 905, neste

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS APÓLICE Nº 0001960563

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS APÓLICE Nº 0001960563 MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS APÓLICE Nº 0001960563 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de

Leia mais

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Alentejo 08 a 10 de Abril 2016 Itinerário 1º Dia 08 de Abril (Sex.) LISBOA / TRÓIA / CASTRO VERDE Em hora e local a combinar, partida

Leia mais

PROJETO CRESCE CAMPO DE FÉRIAS PARA CRIANÇAS COM DOENÇA RENAL ORGANIZAÇÃO

PROJETO CRESCE CAMPO DE FÉRIAS PARA CRIANÇAS COM DOENÇA RENAL ORGANIZAÇÃO PROJETO CRESCE CAMPO DE FÉRIAS PARA CRIANÇAS COM DOENÇA RENAL 2015 ORGANIZAÇÃO O que é o PROJETO CRESCE O Projeto CRESCE, que será organizado pela APIR Associação Portuguesa de Insuficientes Renais pela

Leia mais

FISCO. Saúde. Programa de Atenção. Domiciliar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Programa de Atenção. Domiciliar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Programa de Atenção Domiciliar GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Para facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o

Leia mais

beneficiando da localização privilegiada do equipamento. Número de utentes: Lar 30 utentes Número de postos de trabalho a criar: 22

beneficiando da localização privilegiada do equipamento. Número de utentes: Lar 30 utentes Número de postos de trabalho a criar: 22 CASA DE SARRAZOLA Caracterização do imóvel: Edificação datada dos anos sessenta do séc. XIX, com cerca de 313 m2 de área coberta e 1638 m2 de quintal, doada a esta Misericórdia pela senhora drª Glória

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 PLANO NÃO COMPLEMENTAR ALUNOS Manual válido para o período de 01/09/2013 a 30/09/2014 O presente manual não substitui as Condições Gerais,

Leia mais

SERVIÇO: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA PESSOAS ADULTAS

SERVIÇO: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA PESSOAS ADULTAS SERVIÇO: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA PESSOAS ADULTAS DESCRIÇÃO: Modalidade: Centro Dia para pessoa Idosa Serviço voltado para o atendimento, regime parcial, de pessoas idosas de 60 anos ou mais, de

Leia mais

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL Índice 1. Turismo no espaço rural: tipologias.2 2. Exploração e funcionamento.... 5 3. Legislação aplicável.17 Bibliografia. 18 1 1.Turismo no espaço rural: tipologias

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS ESPÍRITO SANTO SAÚDE CONDIÇÕES Check-Up Hospital da Luz / Clínica Parque dos Poetas / Centro Clínico da Amadora Consultas > 45 anos < 45 anos Menopausa > 38 anos < 38 anos Consulta de Oftalmologia Consulta

Leia mais

HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS

HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS Lista Telefónica HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS Polo de Lisboa Fev-14 LISTA TELEFÓNICA DO HFAR/PL Central de Atendimento (24 Horas) SERVIÇOS Extensão DDI 508 777 508 729 217519777 Call Center de Marcação

Leia mais

FUNÇÕES DA AJUDANTE DE LAR E CENTRO DE DIA

FUNÇÕES DA AJUDANTE DE LAR E CENTRO DE DIA FUNÇÕES DA AJUDANTE DE LAR E CENTRO DE DIA COZINHA Colabora na tarefa da alimentação, nomeadamente na preparação de refeições ligeiras e distribuição de dietas do regime geral e terapêutico: Confecção

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Aveiro REGULAMENTO INTERNO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

Santa Casa da Misericórdia de Aveiro REGULAMENTO INTERNO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO INTERNO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA I Âmbito de Aplicação A Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, designada por S.C.M.A., com acordo de cooperação para

Leia mais

Temos planos para a sua saúde

Temos planos para a sua saúde Grupo Caixa Geral de Depósitos Companhia de Seguros Fidelidade-Mundial, S.A. Largo do Calhariz, 30 1249-001 Lisboa Portugal Tel: 213 237 000 Fax: 213 238 001 www.fidelidademundial.pt NIPC e Matrícula 500918880

Leia mais

Dados Pessoais. Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - E - mail: Outros contactos:

Dados Pessoais. Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - E - mail: Outros contactos: Errata Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E - mail: Outros contactos: 1 Edição Instituto da Segurança Social, I.P. Coordenação e Supervisão Técnica Departamento

Leia mais

Manual de Orientação. ao cliente. Tudo uma. por. cód FR 333. porque a vida humana é sagrada

Manual de Orientação. ao cliente. Tudo uma. por. cód FR 333. porque a vida humana é sagrada Manual de Orientação ao cliente por Tudo uma porque a vida humana é sagrada cód FR 333. Prezado (a) Cliente: O Hospital São Francisco de Assis coloca-se inteiramente à sua disposição e de seus familiares

Leia mais

Maior coordenação. Maior. Maior motivação. Produtividade. Maior. capacitação

Maior coordenação. Maior. Maior motivação. Produtividade. Maior. capacitação Maior coordenação Maior motivação Maior Produtividade Maior capacitação Apostar na qualidade de vida dos funcionários transformou-se numa estratégia para as empresas obterem melhores resultados O objectivo

Leia mais

GUIA DE CLIENTE. Activcare PARA QUEM QUER SABER TUDO SOBRE O SEU ACTIVCARE

GUIA DE CLIENTE. Activcare PARA QUEM QUER SABER TUDO SOBRE O SEU ACTIVCARE Activcare PARA QUEM QUER SABER TUDO SOBRE O SEU ACTIVCARE ÍNDICE BEM-VINDO(A) 03 ACTIVCARE 04 MODALIDADES DISPONÍVEIS 04 COMO UTILIZO O MEU ACTIVCARE 05 COMO PAGO OS SERVIÇOS QUE UTILIZO 05 COMO USAR A

Leia mais

Hospitalização 15 000,00 100% 250,00 e) 50% Limite de k: 7,00. Acesso à Rede IMA

Hospitalização 15 000,00 100% 250,00 e) 50% Limite de k: 7,00. Acesso à Rede IMA Pagina 1 rocedimentos Manual de Utilizador Mutuelle des Professionnels de L Education Proteção Solidariedade Transparência O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais e Particulares

Leia mais

Guia do Cliente PLANO DE SAÚDE

Guia do Cliente PLANO DE SAÚDE Guia do Cliente PLANO DE SAÚDE Índice 5. Seja bem-vindo! 6. Plano de Saúde SAÚDEGLOBAL 7. Cartão SAÚDEGLOBAL Light 10. Cartão SAÚDEGLOBAL Dental 11. Cartão SAÚDEGLOBAL Premium 14. Características Diversos

Leia mais

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE E DA SEGURANÇA SOCIAL

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE E DA SEGURANÇA SOCIAL 1324 Diário da República, 1.ª série N.º 58 21 de março de 2012 MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE E DA SEGURANÇA SOCIAL Portaria n.º 67/2012 de 21 de março O Despacho Normativo n.º 12/98, de 25 de fevereiro,

Leia mais

A PERSPECTIVA EMPRESARIAL ENQUADRAMENTO DO TERMALISMO

A PERSPECTIVA EMPRESARIAL ENQUADRAMENTO DO TERMALISMO A PERSPECTIVA EMPRESARIAL ENQUADRAMENTO DO TERMALISMO João Pinto Barbosa 23.10.2007 Enquadramento do Termalismo Termalismo: Que tipologia de organizações prosseguem a actividade? Autarquias Outros organismos

Leia mais

Montepio Rainha D. Leonor

Montepio Rainha D. Leonor Montepio Rainha D. Leonor Projecto co-financiado por: GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Montepio Rainha D. Leonor N.º Colaboradores

Leia mais

Janeiro 2015 OPORTO. serviced apartments

Janeiro 2015 OPORTO. serviced apartments Janeiro 2015 OPORTO serviced apartments Índice Página 1 Apresentação 3 2 Localização 8 3 Projeto 10 4 Tabela de Preços 24 5 Contatos 27 OPORTO serviced apartments 1 Apresentação OPORTO serviced apartments

Leia mais

Serviços de Apoio Domiciliário

Serviços de Apoio Domiciliário Direcção-Geral da Acção Social Núcleo de Documentação Técnica e Divulgação Catarina de Jesus Bonfim Sofia Mercês Veiga Serviços de Apoio Domiciliário (Condições de implantação, localização, instalação

Leia mais

ALOJAMENTO AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL 59,00 65,00

ALOJAMENTO AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL 59,00 65,00 AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL O Axis Porto Business & SPA Hotel, é o novo hotel de 4 estrelas do Grupo AXIS, situado em pleno pólo universitário, numa das zonas de melhor acessibilidade à Invicta, junto

Leia mais

CRUZ VERMELHA PORTUGUESA

CRUZ VERMELHA PORTUGUESA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA A Ordem dos Advogados (OA) e a Cruz Vermelha Portuguesa decidiram estabelecer por comum acordo, em Abril de 2012, um protocolo de parceria, de âmbito nacional (incluindo ilhas

Leia mais

VOLUNTARIADO CÁRITAS EXCLUSÃO SOCIAL

VOLUNTARIADO CÁRITAS EXCLUSÃO SOCIAL EXS 01/2013 Acompanhamento do utente EXS 02/2013 Acompanhamento do utente EXS 03/2013 Acompanhamento/visita ao utente EXS 04/2013 Auxiliar de atividades externas EXS 05/2013 Animador EXS 06/2013 Animador/Dinamizador

Leia mais

Hotel 4 estrelas + Moradias em Malanje -Estudo Prévio

Hotel 4 estrelas + Moradias em Malanje -Estudo Prévio Tendo como base o programa fornecido, o presente estudo tem como objectivo dar a conhecer as intenções da nossa proposta para a elaboração do projecto para um Hotel 4 estrelas, mais moradias em Malanje

Leia mais

Programa 1º Workshop Posicionar o Planeamento e Controlo de Gestão no Hospital. 6-7 Maio 2009 4ªf-5ªf

Programa 1º Workshop Posicionar o Planeamento e Controlo de Gestão no Hospital. 6-7 Maio 2009 4ªf-5ªf Programa 1º Workshop Posicionar o Planeamento e Controlo de Gestão no Hospital 6-7 Maio 2009 4ªf-5ªf A crescente relevância que as áreas do planeamento e controlo de gestão têm assumido na gestão das organizações

Leia mais

CAPITULO I. Artigo 1º. (Definição)

CAPITULO I. Artigo 1º. (Definição) REGULAMENTO INTERNO DO LAR DE IDOSOS ESTRELA DO PARAÍSO CAPITULO I Artigo 1º (Definição) 1 O Lar residencial sénior - ESTRELA DO PARAÍSO, é uma instituição privada de apoio social destinada ao alojamento

Leia mais

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR HOME CARE Ajudar o paciente a resgatar a qualidade de vida em sua própria residência, é o compromisso do NADH. O atendimento personalizado é

Leia mais

Índice. Para ver o canal Fisioclinic na Tv, prima o botão verde do comando MEO e insira o número 870772.

Índice. Para ver o canal Fisioclinic na Tv, prima o botão verde do comando MEO e insira o número 870772. Guia do Utilizador Índice 1. Cartão Fisioclinic Saúde Desporto 1.1. Como funciona o cartão 1.2. Onde utilizar o cartão 2. s Para ver o canal Fisioclinic na Tv, prima o botão verde do comando MEO e insira

Leia mais

LAR JACINTO FALEIRO. Regulamento da Estrutura Residencial Para Idosos Pólo II. Âmbito de Aplicação

LAR JACINTO FALEIRO. Regulamento da Estrutura Residencial Para Idosos Pólo II. Âmbito de Aplicação LAR JACINTO FALEIRO Regulamento da Estrutura Residencial Para Idosos Pólo II Âmbito de Aplicação 1 - A Estrutura Residencial para idosos, visa a protecção dos cidadãos na velhice e invalidez, bem como

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 19 28 de Janeiro de 2010 257

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 19 28 de Janeiro de 2010 257 Diário da República, 1.ª série N.º 19 28 de Janeiro de 2010 257 MINISTÉRIO DA SAÚDE Decreto-Lei n.º 8/2010 de 28 de Janeiro Os problemas de saúde mental, aliados a situações de demência que, em parte,

Leia mais

Nossa História e Filosofia PREVENT SENIOR

Nossa História e Filosofia PREVENT SENIOR Sejam bem vindos a Nossa História e Filosofia Antes da Lei Nº 9656/98 Constatação: Dificuldade da continuidade da internação pelos limites de dias; Não coberturas de procedimentos; Ausência de suporte

Leia mais

ALOJAMENTO - VII CIDU Porto, 24 a 27 Junho

ALOJAMENTO - VII CIDU Porto, 24 a 27 Junho AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL O Axis Porto Business & SPA Hotel, é o novo hotel de 4 estrelas do Grupo AXIS, situado em pleno pólo universitário, numa das zonas de melhor acessibilidade à Invicta, junto

Leia mais

o encontro da medicina com a conveniência.

o encontro da medicina com a conveniência. o encontro da medicina com a conveniência. O Rio acaba de ganhar um novo Centro Médico, preparado para receber clínicas e consultórios de variadas especialidades. Um lugar único na Zona Sul, com diversas

Leia mais

Regulamento Interno dos Serviços de Apoio Domiciliário. Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º

Regulamento Interno dos Serviços de Apoio Domiciliário. Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Regulamento Interno dos Serviços de Apoio Domiciliário Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º A Humanize Cuidados de Saúde Lda., é uma instituição privada com fins lucrativos, com o capital social de

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO PIAZITO PARK HOTEL

REGULAMENTO INTERNO DO PIAZITO PARK HOTEL REGULAMENTO INTERNO DO PIAZITO PARK HOTEL O presente regulamento rege as relações jurídicas entre o prestador de serviços PIAZITO PARK HOTEL e o(s) hóspede. As condições descritas neste regulamento também

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONVENÇÃO ADSE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONVENÇÃO ADSE MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONVENÇÃO ADSE Versão 1-09-2014 1 Conteúdo CONVENÇÃO SAMSPICS - ADSE... 3 O que é a Convenção ADSE?... 3 UNIDADES COM CONVENÇÃO COM A ADSE... 4 Acesso aos beneficiários ADSE...

Leia mais

APRESENTAÇÃO ACORDO COMERCIAL

APRESENTAÇÃO ACORDO COMERCIAL APRESENTAÇÃO ACORDO COMERCIAL A CP LONGO CURSO celebra Acordos Comerciais para venda de bilhetes em regime de tarifário especial, proporcionando aos colaboradores e associados das Entidades a aquisição

Leia mais

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Atendimento Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Pra facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o FISCO SAÚDE

Leia mais

Terapias Complementares e Não Medicamentosas

Terapias Complementares e Não Medicamentosas Curso de Pós-graduação Terapias Complementares e Não Medicamentosas Organização Colaboração ESCOLA NACIONAL DE EQUITAÇÃO INDICE INDICE 2 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO E ENTIDADES QUE O PROMOVEM 3 2. ENQUADRAMENTO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 DO 9-E, de 12/1/01 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria SAS/MS nº 224, de

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO (11) 4414-6072. Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO (11) 4414-6072. Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO Tel.: (11) 4414-6000 - Ramal: 6420 (11) 4414-6072 Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h Seja bem-vindo ao nosso

Leia mais

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia Multicare O seu seguro Viva Melhor dá-lhe acesso a uma vasta lista prestigiados médicos, clínicas, laboratórios, todo o país a custos reduzidos. Po consultar a lista em www.multicare.pt ou acer através

Leia mais

PROJECTO PROGRAMA CONSTRUÇÃO DA VALÊNCIA LAR DE IDOSOS PROJECTO MODELO

PROJECTO PROGRAMA CONSTRUÇÃO DA VALÊNCIA LAR DE IDOSOS PROJECTO MODELO PROJECTO PROGRAMA CONSTRUÇÃO DA VALÊNCIA LAR DE IDOSOS PROJECTO MODELO RMSF PROJECTO LAR MODELO CLASSE MÉDIA/MÉDIA JUNHO 2008 1. PRESSUPOSTOS Este projecto é fundamentalmente um exercício para encontrar

Leia mais

Resumo. As nossas prestações para si

Resumo. As nossas prestações para si Resumo As nossas prestações para si Seguro de saúde obrigatório BASIS Seguro básico Tratamentos ambulatoriais Medicina complementar Promoção da saúde Prevenção Implantes Por médicos, quiropráticos e pessoal

Leia mais

Experiências de sucesso na relação da Universidade e Formação Profissional o caso CESPU

Experiências de sucesso na relação da Universidade e Formação Profissional o caso CESPU Experiências de sucesso na relação da Universidade e Formação Profissional o caso CESPU 1 O sistema educativo português Estrutura organizacional do Grupo CESPU Grupo CESPU ENSINO SAÚDE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

FUNDAÇÃO D. BELCHIOR CARNEIRO LAR D. BELCHIOR CARNEIRO REGULAMENTO INTERNO. R.I. Lar D. Belchior Carneiro 2012 1 / 12

FUNDAÇÃO D. BELCHIOR CARNEIRO LAR D. BELCHIOR CARNEIRO REGULAMENTO INTERNO. R.I. Lar D. Belchior Carneiro 2012 1 / 12 FUNDAÇÃO D. BELCHIOR CARNEIRO LAR D. BELCHIOR CARNEIRO REGULAMENTO INTERNO R.I. Lar D. Belchior Carneiro 2012 1 / 12 1. NATUREZA E ÂMBITO DE APLICAÇÃO O Lar D. Belchior Carneiro, situado na Rua da Cooperativa

Leia mais

Normas de participação

Normas de participação Verão com desafios 2015 Normas de participação I. Apresentação e objetivos 1. Entidade promotora e organizadora - Município de Loures 1 a) O programa de Ocupação de Tempos Livres Verão com Desafios é promovido

Leia mais

ENFERMAGEM E SAÚDE NA EUROPA

ENFERMAGEM E SAÚDE NA EUROPA Suíça França Alemanha Seminário Internacional Saída BRA Chegada SUI 12/09 13/09 Saída ALE Chegada BRA 2015 19/09 20/09 Público alvo Alunos de graduação, pós graduação e profissionais da área de saúde e

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar Manual válido para o período de 01/10/2014 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

BOLETIM ESCLARECIMENTOS Anuidade de 01.Abril.2013 a 31.03.2014

BOLETIM ESCLARECIMENTOS Anuidade de 01.Abril.2013 a 31.03.2014 BOLETIM ESCLARECIMENTOS Anuidade de 01.Abril.2013 a 31.03.2014 Plano Base oferecido pelo OTOC O que é este seguro? Este seguro de saúde foi negociado em 2007 pela OTOC com o Grupo Espírito Santo (Banco

Leia mais

Exames Complementares de Diagnóstico: Cirurgia de Ambulatório em Ambiente. - Meios Invasivos de Diagnóstico e Terapêutica Serviços de Ambulatório:

Exames Complementares de Diagnóstico: Cirurgia de Ambulatório em Ambiente. - Meios Invasivos de Diagnóstico e Terapêutica Serviços de Ambulatório: Multicare O seu seguro Viva Melhor dá-lhe acesso a uma vasta lista prestigiados médicos, clínicas, laboratórios, todo o país a custos reduzidos. Po consultar a lista em www.multicare.pt ou acer através

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar Manual válido para o período de 01/10/2014 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

ORIGEM OBJECTIVOS: Iniciado em 2004, por um desafio lançado ado pelo Governo Português, para o Campeonato Europeu de Futebol. MISSÃO: Criar e desenvolver, em contínuo, nuo, uma Rede de Estabelecimentos

Leia mais

Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA

Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA Diárias incluem café da manhã com toques da cozinha baiana, Reserva de sofá no UXUA Praia Bar, Wi-Fi, Fitness Center e Estacionamento concedidos em

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR 1. DA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR: 1.1. A assistência domiciliar caracteriza-se pela prestação de serviços médicos e terapias adjuvantes na residência do paciente

Leia mais

BOLETIM ESCLARECIMENTOS II A partir de 01 Agosto 2010

BOLETIM ESCLARECIMENTOS II A partir de 01 Agosto 2010 BOLETIM ESCLARECIMENTOS II A partir de 01 Agosto 2010 Plano Base oferecido pelo OTOC O que é este seguro? Este seguro de saúde foi negociado em 2007 pela OTOC com o Grupo Espírito Santo (Banco Espírito

Leia mais

Enquadramento técnico normativo

Enquadramento técnico normativo Este Guião pretende, por um lado dar visibilidade ao serviço de SAD promovido pelas IPSS, e por outro servir de inspiração para todas as instituições. Não é um documento fechado, antes uma base de trabalho

Leia mais