vencedora UFSM PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "vencedora UFSM PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012-2013 UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR"

Transcrição

1 vencedora UFSM PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR

2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI Santa Maria, RS, abril de 2012.

3 DILMA VANA ROUSSEFF Presidenta da República ALOIZIO MERCADANTE Ministro de Estado da Educação LUIZ CLÁUDIO COSTA Secretário de Educação Superior UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA FELIPE MARTINS MÜLLER Reitor DALVAN JOSÉ REINERT Vice-Reitor MARIA ALCIONE MUNHOZ Chefe de Gabinete do Reitor JOÃO PILLAR PACHECO DE CAMPOS Secretário Geral PRÓ-REITORIAS: ANDRÉ LUIS KIELING RIES Pró-Reitor de Administração UBIRATAN TUPINAMBÁ DA COSTA Pró-Reitor de Assuntos Estudantis JOÃO RODOLPHO AMARAL FLÔRES Pró-Reitor de Extensão VALMIR BRONDANI Pró-Reitor de Infraestrutura ORLANDO FONSECA Pró-Reitor de Graduação CHARLES JACQUES PRADE Pró-Reitor de Planejamento HELIO LEÃES HEY Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa VANIA DE FÁTIMA BARROS ESTIVALETE Pró-Reitor de Recursos Humanos PAULO ROBERTO MARIA DE BRUM Procurador-Geral ATHOS RENNER DINIZ Auditor-Chefe

4 EQUIPE TÉCNICA: Pró-Reitor de Planejamento: Charles Jacques Prade Pró-Reitor de Administração: André Luis Kieling Ries Diretor do Centro de Processamento de Dados: Fernando Bordin da Rocha Coordenadora: Profª. Drª. Lúcia Rejane da Rosa Gama Madruga Ass. Adm. Cristina Izabel Moraes Bolzan Adm. Marcia Helena do Nascimento Lorentz Analista de TI Marcelo Lopes Kroth Analista de TI Fernando Pires Barbosa Analista de TI Sergio João Limberger Adm. Neiva Maria Cantarelli Adm. Paulo Roberto Langwinski Consultores: Prof. Raul Ceretta Nunes e Prof. Mauri Leodir Löbler Revisor de Texto: Alcione Manzoni Bidinoto

5 LISTA DE QUADROS

6 LISTA DE TABELAS

7 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS CAPES Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CC Campus Camobi CCRE Coordenadoria de Concessões e Registros CGU Controladoria Geral da União CLR Comissão de Legislação e Regimentos CNPq Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico COBIT Control Objectives For Information and Related Technology (guia de boas práticas voltado para a gestão de tecnologia da informação) COPLEC Coordenadoria de Planejamento Econômico CPD Centro de Processamento de Dados CT-INFRA Fundo de Infraestrutura EAD Educação a Distância e-gov Governo Eletrônico (www.governoeletronico.gov.br) EGTI Estratégia Geral de Tecnologia da Informação FINEP Financiadora de Estudos e Projetos GT Grupo de Trabalho IFES Instituições Federais de Ensino Superior IN Instrução Normativa ITIL Information Technology Infrastructure Library Biblioteca de Infraestrutura de Tecnologia da Informação MCT Ministério da Ciência e Tecnologia

8 MCTI Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação ME identifica o grupo de processos de COBIT relacionados a Medir e Avaliar MEC Ministério de Educação MPOG Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão OC Outros campi PDCA Planejar, Executar, Verificar e Agir PDI Plano de Desenvolvimento Institucional PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PETI Plano Estratégico de Tecnologia da Informação PNE Plano Nacional de Educação PO identifica o grupo de processos do COBIT relacionados a Planejar e Organizar PRA Pró-Reitoria de Administração PROINFRA Pró-Reitoria de Infraestrutura PROPLAN Pró-Reitoria de Planejamento PRRH Pró-Reitoria de Recursos Humanos PSPB Portal do Software Público Brasileiro RN Riscos Negativos RP Riscos Positivos SI Sistemas de Informações SIE Sistema de Informação para o Ensino SIGES Sistema Integrado de Gestão da Educação Superior

9 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática SLTI Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação TI Tecnologia da Informação TIC Tecnologias de Informação e Comunicação TIER Padrão TIER é um modelo usado para mensurar o nível da infraestrutura de um local destinado ao funcionamento de um centro de processamento de dados UFSM Universidade Federal de Santa Maria VoIP Voz sobre IP

10 LISTA DE ANEXOS ANEXO 1 Inventário da situação atual da área de TI ANEXO 2 Projetos identificados no PDI ANEXO 3 Pesquisa com Unidades/Subunidades ANEXO 4 Necessidades de Capacitação ANEXO 5 Demandas de Sistemas de Informação ao CPD: ANEXO 6 Demandas oriundas das propostas do CT-INFRA nos editais 01/2009 e 02/2010 ANEXO 7 Demandas oriundas das recomendações da EGTI ANEXO 8 Demandas oriundas das recomendações da CGU ANEXO 9 Metas x Necessidades ANEXO 10 Processos COBIT

11 APRESENTAÇÃO O Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI foi elaborado com a finalidade de prover a UFSM de um instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos da Tecnologia da Informação. A sua institucionalização como mais um instrumento de gestão foi prevista no PDI como uma das metas da Área de Administração, de modo que a elaboração deste documento representa um significativo avanço no desenvolvimento institucional. A implementação do PDTI começará a ser articulada a partir de sua aprovação no Conselho Universitário. O plano deverá promover mudanças na forma como a gestão de TI vem se desenvolvendo na UFSM ao longo dos anos. Destaca-se que uma das principais premissas em que o documento está alicerçado é proporcionar a evolução da área de TI, fazendo com que esta saia da condição de apoio operacional e passe à condição de apoio estratégico à gestão. Considera-se a sua elaboração e implementação como um processo dinâmico e evolutivo no qual a comunidade universitária deverá estar inserida. Felipe Martins Müller, Reitor.

12 SUMÁRIO 1. Introdução Documentos de referência Princípios e Diretrizes Metodologia Estrutura Organizacional da TI Alinhamento com a estratégia Levantamento das Necessidades e Plano de Metas Levantamento das Necessidades Relação entre Objetivos, Metas e Necessidades Objetivos, Metas e Ações Estratégicas Objetivo 1 Promover a Melhoria da Qualidade dos Serviços de TI Objetivo 2 Aprimorar o Processo de Desenvolvimento e da Priorização de Demandas no Sistema de Informações Objetivo 3 Promover o Alinhamento das Ações da Área de TI com os Processos de Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão Objetivo 4 Aumentar a Conformidade das Ações Internas da TI com Padrões Recomendados pela SLTI Objetivo 5 Promover a ampliação e a melhoria da infraestrutura e conectividade de TI Objetivo 6 Adequar a gestão da área de TI às novas exigências de governança Área de Gestão de Pessoas Plano de Investimentos em Equipamentos e Serviços Plano de Gestão de Riscos Análise dos Riscos Riscos Negativos... 60

13 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Riscos Positivos (Oportunidades) Considerações Finais... 63

14 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Introdução De acordo com a Instrução Normativa N. 04/2010, Art 2º, inciso XXII Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI é um instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de TI que visa a atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade para um determinado período. O planejamento de TI deve estar alinhado e integrado com o planejamento estratégico da Instituição e tem como objetivo estabelecer metas e ações da área de TI. Além disso, é uma exigência governamental que tem como fundamento o Decreto Lei N. 200/67, a Constituição Federal, além de diversos acórdãos do Tribunal de Contas da União. A tecnologia da informação apoia as instituições em suas atividades administrativas e acadêmicas, planejando, gerindo e flexibilizando sua infraestrutura, permitindo gerar informações necessárias para a gestão institucional. O PDTI da UFSM é válido para o período com revisão prevista para novembro de O processo de elaboração do plano durou três meses e envolveu uma equipe multidisciplinar nomeada por meio da Portaria N /2012. A equipe foi formada por membros da Pró-Reitoria de Administração, Pró-Reitoria de Planejamento e Centro de Processamento de Dados, contou ainda com a consultoria do Vice-Diretor do Centro de Ciências Sociais e Humanas e do Pró-Reitor de Graduação Adjunto. A elaboração do plano levou em consideração, além das referências legais, o Plano de Desenvolvimento Institucional da UFSM, a Estratégia Geral de TecnoIogia da Informação do Governo Federal EGTI, os questionários aplicados às unidades e subunidades da instituição, além de outras fontes de informação disponíveis. O plano deve atender a todas as unidades e subunidades da UFSM, incluindo os seus campi e o Hospital Universitário de Santa Maria.

15 Plano Diretor de Tecnologia da Informação É importante referir que o PDTI 2012/2013 incorpora o Plano Estratégico de TI PETI da Instituição, uma vez que apresenta tanto os objetivos estratégicos quanto o seu detalhamento em metas, ações e indicadores de acompanhamento.

16 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Documentos de referência No Quadro 1 estão apresentados os documentos de referência utilizados para a elaboração do PDTI. Estatuto da UFSM Documento Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática SLTI/MP Formulário para Apresentação de Propostas Chamada Pública MCT/FINEP/CT-INFRA PROINFRA 01/2009 e 02/2010 Guia Prático para Contratação de Soluções de Tecnologia da Informação SLTI/MP 2011 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia de Informação Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática SLTI/MP Plano de Desenvolvimento Institucional UFSM PDI /UFSM Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI , do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Plano Nacional de Educação PNE Relatório de Levantamento de Necessidades de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos e Docentes da Universidade Federal de Santa Maria Regimento Geral da UFSM/2011 Descrição Documento que estabelece princípios, normas gerais, macro-estrutura e funcionalidade da Instituição. Instrumento base para que os órgãos do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática (SISP) elaborem os seus Planos Diretores de Tecnologia da Informação. Proposta para obtenção de apoio financeiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia/Financiadora de Estudos e Projetos. Guia que descreve os processos, atividades e artefatos do MCTI, com o objetivo de apoiar os profissionais na realização de contratações de soluções de TI. Documento elaborado pela equipe da SLTI com a finalidade de auxiliar na elaboração do PDTI. O modelo propõe a estrutura para o documento de PDTI e seus principais conteúdos, levando em consideração as normas e diretrizes vigentes na Administração Pública Federal, proporcionando, assim, segurança ao gestor de TI. O PDI registra a proposta de desenvolvimento institucional da Universidade Federal de Santa Maria para os próximos cinco anos. Documento que apresenta o PDTI do CNPq. Apresenta dez diretrizes objetivas e vinte metas, seguidas das estratégias específicas de concretização. O texto prevê formas de a sociedade monitorar e cobrar cada uma das conquistas previstas Documento elaborado pela Pró-Reitoria de Recursos Humanos com o objetivo de realizar levantamento de necessidades de capacitação dos servidores nas diferentes unidades e subunidades da UFSM. Documento que disciplina a organização e o funcionamento dos órgãos da Instituição, nos planos didático-científicos, administrativos, disciplinar e de

17 Plano Diretor de Tecnologia da Informação gestão financeira e patrimonial. PDTIs de órgãos públicos consultados UFLA, CNPq, UNB, UFPR, UFG, UFABC, UNIPAMPA Quadro 1 Documentos de Referência O Quadro 2 sintetiza a legislação consultada para a elaboração do PDTI. Documento Decreto N , de 7 de julho de 1997 Decreto N , de 11 de outubro de 2011 Decreto N , de 13 de junho de 2000 Instrução Normativa SLTI/MP N. 04, de 12 de novembro de 2010 Lei N , de 21 de junho de 1993 Legislação Pertinente Descrição Dispõe sobre a contratação de serviços pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. Dispõe sobre o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação SISP, do Poder Executivo Federal. Institui a Política de Segurança da Informação nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal. Dispõe sobre o processo de contratação de Soluções de Tecnologia da Informação pelos órgãos integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática SISP, do Poder Executivo Federal. Institui normas para licitações e contratos da Administração Pública. Quadro 2 Legislação Consultada

18 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Princípios e Diretrizes Os princípios e diretrizes que nortearam a elaboração do PDTI o planejamento estratégico da área de TI foram: instituir o planejamento estratégico da área de TI; elevar a área de TI ao nível de apoiadora da estratégia da Instituição; obter e manter uma estrutura de recursos humanos de TI adequada em termos quantitativos e qualitativos, que atenda as necessidades institucionais; absorver a tecnologia dos sistemas críticos para a organização, de modo a reduzir, na medida do possível e estrategicamente desejável, a dependência de terceiros; e propor estratégias com base no diagnóstico da situação atual a fim de eliminar o desperdício de recursos públicos e apoiar a gestão administrativa institucional no que se refere à área de tecnologia de informação.

19 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Metodologia A metodologia utilizada para elaboração do PDTI foi baseada no modelo de referência do SISP e inspirada na estrutura de metas da EGTI. Algumas das práticas previstas no modelo de referência do SISP foram mantidas tal como propostas originalmente no modelo, enquanto outras foram adaptadas para se adequar ao modelo da EGTI e à realidade da UFSM. O aspecto central do PDTI da UFSM é um plano contendo seis objetivos estratégicos e 23 metas. Cada uma das metas possui indicadores de acompanhamento e um conjunto de ações previstas para serem executadas. Este plano é o resultado de um trabalho amplo de análise e planejamento, que se desenvolveu de janeiro a março de 2012 e pode ser dividido em três fases: (i) preparação; (ii) diagnóstico e (iii) planejamento, conforme ilustrado na Figura 1. Figura 1 Processo de elaboração do PDTI A preparação foi iniciada por uma reunião da Administração Central que definiu a abrangência e o período do PDTI para dois anos, 2012 a 2013, com a necessidade de revisão ao final do primeiro ano. Nesta reunião, que ocorreu no dia 12 de dezembro de O PDTI foi apresentado como tema estruturante pela Pró- Reitoria de Administração PRA.

20 Plano Diretor de Tecnologia da Informação A Administração Superior da UFSM solicitou às Pró-Reitorias de Administração e de Planejamento, que constituíssem Grupo de Trabalho (GT), para a elaboração do PDTI, com prazo para encaminhamento ao Conselho Universitário, no mês de abril de Na sequência, foi instituído o GT, designado pela portaria N , de 23 de janeiro de Ainda durante o processo de preparação, o GT elaborou o Plano de Trabalho, aprovado pela Administração Superior da UFSM, em 16 de janeiro de 2012, e reuniu os documentos de referência, utilizados como base para a estruturação do documento. A segunda etapa do trabalho foi a realização do diagnóstico sobre a situação atual quanto aos serviços, pessoal e infraestrutura. Para a sua realização, foram utilizadas as seguintes fontes de informações: (i) Plano Nacional de Educação e PDI /UFSM; (ii) projetos apresentados nas chamadas públicas MCT/FINEP/CT-INFRA PROINFRA nos editais 01/2009 e 02/2010; (iii) Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; (iv) Relatório de Levantamento de Necessidades de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos e Docentes da Universidade Federal de Santa Maria, do ano de 2010; (v) pesquisa junto aos gestores das unidades/subunidades e (vi) demandas da comunidade já planejadas pela área de TI; (vii) recomendações da Controladoria Geral da União e (viii) PDTIs de outros órgãos públicos. O diagnóstico possibilitou também a identificação das necessidades e demandas. A seguir, estão apresentadas cada uma dessas fontes de informações com os respectivos prazos e a sistemática de trabalho utilizada para levantamento das informações em cada uma delas. Em todos os casos o GT consolidou as informações, categorizando-as em: (i) sistemas de informações; (ii) serviços e (iii) infraestrutura.

21 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Janeiro/2012: PNE e PDI /UFSM Levantamento de todas as ações/projetos/programas do PDI com ligação com a área de TI, das quais foram selecionadas 82. Projetos apresentados nas chamadas públicas MCT/FINEP/CT-INFRA PROINFRA/ 2010 e 2011 Janeiro/2012: Os projetos foram analisados para a identificação das demandas por serviços e infraestrutura de TI. Janeiro/2012: Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI Análise da EGTI para identificar as estratégias gerais a serem incorporadas no PDTI da UFSM. Relatório de Levantamento de Necessidades de Capacitação dos Servidores Técnico- Administrativos e Docentes UFSM Janeiro/2012: Utilizado como referência para identificar as necessidades de capacitação na área de TI, apontadas pela comunidade universitária. Janeiro e Fevereiro/2012: Pesquisa junto aos gestores das unidades/subunidades Pesquisa realizada com a finalidade de identificar as necessidades globais das unidades e subunidades assim como ter uma primeira percepção quanto à satisfação dos usuários com os serviços de TI.

22 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Levantamento das demandas da comunidade já planejadas pela área de TI Fevereiro /2012: Levantamento interno realizado pela área de TI com a finalidade de identificar as demandas já existentes e que já fazem parte do planejamento do CPD para atendimento no decorrer dos próximos anos. Janeiro e Fevereiro /2012: Controladoria Geral da União As recomendações da CGU atendem a exigência do planejamento de todos os investimentos realizados em recursos de informação e de informática nos órgãos públicos do governo federal. Janeiro e Fevereiro /2012: PDTIs de outros órgãos públicos Consulta a diversos PDTIs de outros órgãos públicos, buscando subsídios quanto ao formato, estrutura e conteúdo. Após a categorização das demandas e necessidades identificadas no diagnóstico, o GT realizou o planejamento, projetando a situação desejada para a UFSM no período de vigência do PDTI. Assim, foram estabelecidos os objetivos; definidas as metas e ações; e organizados os indicadores para o seu acompanhamento. Com a finalização do planejamento, foi elaborado o documento de referência do PDTI, o qual foi analisado por dois consultores, um da Tecnologia e outro das Sociais e Humanas, docentes da área de TI, antes de ser submetido à análise por parte dos dirigentes de unidades e subunidades. A seguir estão apresentadas as etapas subsequentes ao processo de elaboração do documento referência do PDTI.

23 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Março/2012: Análise e consolidação do documento pelos dirigentes O documento referência foi encaminhado para a análise dos dirigentes de unidades e subunidades e suas sugestões foram incorporadas antes de ser encaminhado ao Conselho Universitário. Submissão do documento ao Conselho Universitário para aprovação Abril/2012: O documento foi encaminhado com antecedência a todos os conselheiros para que contribuíssem com sugestões a serem incorporadas antes da reunião do conselho. Publicação do PDTI Maio/2012: O PDTI foi publicado e distribuído às unidades e subunidades da UFSM. Maio/2012: Constituição do Comitê Estratégico de TI Publicação da portaria designando os membros do Comitê Estratégico de TI Maio/2012 a Dezembro/2013: Implementação e acompanhamento do PDTI O período previsto para a implementação do PDTI é maio de 2012 a dezembro de 2013, passando por uma atualização ainda durante o ano de 2012 a fim de incorporar necessidades e/ou demandas que não tenham sido contempladas nesta versão.

24 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Estrutura Organizacional da TI A organização administrativa e acadêmica da Universidade Federal de Santa Maria está prevista no seu Estatuto, atualizado pelo Parecer N. 105/2010 CLR, na 717ª Sessão Extraordinária do Conselho Universitário, realizada no dia 26 de novembro de 2010, e regulamentada pelo seu Regimento Geral, aprovado na 722ª Sessão do Conselho Universitário, pelo Parecer N. 031/2011, de 15 de abril de Esses dois documentos embasaram a elaboração deste capítulo. A Universidade Federal de Santa Maria é constituída pela Administração Superior, Unidades Universitárias e Unidades de Educação Básica, Técnica e Tecnológica. Conta ainda com Órgãos Suplementares Centrais e Setoriais, que proporcionam a assistência e o apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão. A Pró-Reitoria de Administração, órgão de direção e assessoramento, tem a competência de coordenar, fiscalizar, supervisionar e dirigir os serviços administrativos da Universidade. A estrutura desta pró-reitoria é composta de uma Coordenadoria Administrativa. Encontram-se vinculados a esta pró-reitoria, para fins de supervisão administrativa, o Departamento de Material e Patrimônio, o Departamento de Contabilidade e Finanças, o Departamento de Arquivo Geral, o Centro de Processamento de Dados, a Imprensa Universitária e a Biblioteca Central. O Centro de Processamento de Dados coordena a execução dos principais serviços de TI na Instituição e apresenta a arquitetura tecnológica descrita no Anexo 1. A estrutura organizacional desse órgão suplementar central está ilustrada no organograma da Figura 2.

25 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Figura 2 Organograma da UFSM De acordo com o Regimento Geral da UFSM, o Centro de Processamento de Dados tem como competências: I propor e contribuir para a efetivação de políticas institucionais referentes à Tecnologia da Informação;

26 Plano Diretor de Tecnologia da Informação II prestar serviços de atendimento e suporte à comunidade universitária para a plena utilização dos recursos computacionais e de sistemas de informação no âmbito institucional; III coordenar o desenvolvimento, a implantação e a utilização do sistema informatizado de gestão da UFSM; IV administrar o banco de dados institucional, garantindo integridade, segurança e disponibilidade de acesso; V desenvolver atividades e serviços para proporcionar conectividade à comunidade universitária, permitindo acesso direto à rede corporativa e indireto a redes externas e a Internet; VI estabelecer ações para o tratamento de incidentes de segurança da informação em conformidade com normas e diretrizes definidas pela participação em redes interinstitucionais; VII prover infraestrutura de informática para apoio aos eventos institucionais; e VIII desenvolver conhecimento tecnológico, por meio de projetos, convênios e parcerias, na busca de soluções inovadoras na área de Tecnologia de Informação, para melhoria da qualidade dos serviços prestados à UFSM.

27 Plano Diretor de Tecnologia da Informação A Figura 3 demonstra a estrutura organizacional do CPD 1.. Figura 3 Organograma do Centro de Processamento de Dados 1 O CPD reformulou sua estrutura organizacional em setembro de 2005, criando a Divisão de Relacionamento com o objetivo de estar cada vez mais próximo dos usuários do SIE. Esta subunidade é responsável por implantar o SIE, e também aprimorar o relacionamento do CPD com os usuários de cada módulo do SIE, visando à satisfação dos mesmos e a melhoria contínua da qualidade dos serviços prestados.

28 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Alinhamento com a estratégia O PDTI foi elaborado tomando como uma de suas principais referências o Plano de Desenvolvimento Institucional, no qual consta como um dos projetos estratégicos da Administração da UFSM. A UFSM desenvolveu o seu PDI em um processo participativo que durou dezoito meses, onde foram identificados seis eixos estratégicos, incluindo a revisão da missão, visão e valores institucionais. A Figura 4 contém o mapa estratégico da UFSM, com os seis Eixos Estratégicos divididas em eixos temáticos. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA INSTITUCIONAL RELAÇÃO COM A SOCIEDADE Visão Missão Ser reconhecida como uma Construir e difundir conhecimento, instituição de excelência na comprometida com a formação de construção e difusão do pessoas capazes de inovar e contribuir conhecimento, comprometida com com o desenvolvimento da sociedade o desenvolvimento da sociedade de de modo sustentável. modo inovador e sustentável. Valores Comprometer-se com a educação e o conhecimento, pautado nos seguintes valores: Liberdade Democracia Ética Justiça Respeito à identidade e à diversidade Compromisso social Inovação Responsabilidade Desenvolver ações de ensino, pesquisa, extensão e gestão com foco na inovação e na sustentabilidade Promover a ampliação de ações de inclusão, acesso e acessibilidade, de cooperação e de inserção social AMBIENTE EXTERNO EXCELÊNCIA ACADÊMICA Qualificar as atividades acadêmicas Promover a expansão qualificada da UFSM APRENDIZADO ORGANIZACIONAL Buscar a valorização das pessoas Otimizar a gestão institucional Figura 4 Mapa Estratégico da UFSM

29 Plano Diretor de Tecnologia da Informação A elaboração do PDTI levou em consideração o mapa estratégico e também as ações/projetos/programas previstos no PDI /UFSM, proporcionando condições para que a TI se transforme em uma área estratégica de apoio para o desenvolvimento institucional.

30 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Levantamento das Necessidades e Plano de Metas O levantamento das necessidades de TI da UFSM foi realizado a partir de várias fontes de informações, com o objetivo de obter a maior abrangência possível dentro do prazo estabelecido institucionalmente para a elaboração desta primeira versão do PDTI. O levantamento evidenciou uma demanda significativa de novos serviços e sistemas de informação, bem como de infraestrutura básica de TI. Tomando como base as necessidades identificadas, foram desenvolvidos objetivos estratégicos que deverão orientar a gestão de TI da UFSM pelos próximos dois anos. O resumo do processo de levantamento de necessidades e das fontes de informação utilizadas está descrito na seção 7.1 e a seção 7.2 contém o Plano de Metas e os Objetivos Estratégicos Levantamento das Necessidades A UFSM é uma instituição que preza pelo trabalho participativo com estrutura de gestão descentralizada, possuindo unidades relacionadas com as mais diversas áreas de conhecimento, com significativa autonomia orçamentária, estando, algumas delas, em outras cidades fora do campus central. A estratégia elaborada para coletar as necessidades de TI levou em consideração esse contexto e contou com sete fontes de informações distintas, descritas a seguir e complementadas nos anexos 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8. Projetos identificados no PDI: o Plano de Desenvolvimento Institucional da UFSM possui 611 ações/projetos/programas estratégicos. Considerando o documento como um referencial para a gestão da UFSM, validado institucionalmente, as suas ações foram analisadas com o intuito de identificar aquelas que demandam projetos diretamente relacionados à tecnologia de informação. Foram identificados 82 ações/projetos/programas estratégicos, os quais foram classificados e catalogados de acordo com a Unidade/Subunidade em: Infraestrutura, Informação e Serviço de TI. O PDI serviu de base para a elaboração do plano de metas do PDTI (ANEXO 2).

31 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Demandas oriundas das propostas do CT-INFRA nos editais 01/2009 e 02/2010: Os recursos do CT-INFRA têm sido fundamentais para financiar a infraestrutura de pesquisa da Instituição. Importantes projetos tem sido financiados para implementar a infraestrutura de TI por meio destes recursos. Considerando que sistematicamente a UFSM prepara projetos de infraestrutura de TI, submetidos aos editais do CT- INFRA, as propostas enviadas em 2009 e 2010 foram consideradas como referencial para prover informações sobre a infraestrutura de TI, subsidiando o planejamento e a definição dos objetivos estratégicos do PDTI. Foi realizado levantamento de ações específicas da área de TI no projeto CT-INFRA-PROINFRA-02/2010, criado para viabilizar a modernização e ampliação da infraestrutura e dos serviços de apoio à pesquisa (ANEXO 3). Demandas oriundas das recomendações da EGTI: A EGTI (Estratégia Geral de Tecnologia da Informação) é uma referência recomendada para elaboração do PDTI para todos os órgãos da Administração Pública e exigida na sua aplicação pelos órgãos superiores de controle. A EGTI é um documento balizador das diretrizes estratégicas e metas de aprimoramento institucional do SISP (Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação), visando orientar o aprimoramento da governança de Tecnologia da Informação dos órgãos do SISP. A UFSM é um órgão seccional pertencente ao SISP e por meio da sua unidade de TI, é realizada a coordenação, desenvolvimento programático, normativo e diretivo das ações de TI. O SISP está vinculado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão através da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação SLTI (ANEXO 4). Necessidades de Capacitação: foi utilizado o Relatório de Necessidades de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação, elaborado pela Pró-Reitoria de Recursos Humanos, em 2010, a partir de uma pesquisa com os servidores da UFSM. Percebe-se que a grande demanda por capacitações na área de TI foi um dos destaques desse relatório (ANEXO 5).

UFSM UFSM PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012-2013. vencedora MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR

UFSM UFSM PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012-2013. vencedora MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR vencedora UFSM PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012-2013 UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA

Leia mais

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI O PDTI como ferramenta de Gestão da TI Fernando Pires Barbosa, Gustavo Chiapinotto, Sérgio João Limberger, Marcelo Lopes Kroth, Fernando Bordin da Rocha, Giana Lucca Kroth, Lucia Madruga, Henrique Pereira,

Leia mais

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Planejamento de TI em universidades: relato dos primeiros anos do PDTI na UFSM

Planejamento de TI em universidades: relato dos primeiros anos do PDTI na UFSM Planejamento de TI em universidades: relato dos primeiros anos do PDTI na UFSM Fernando Pires Barbosa a, Marcelo Lopes Kroth b, Gustavo Chiapinotto da Silva b, Sérgio João Limberger b, Fernando Bordin

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

Modelo de Referência 2011-2012

Modelo de Referência 2011-2012 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI Modelo de Referência 2011-2012 Plano Diretor de Tecnologia de Informação Ministério do Planejamento,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

A Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação (STI) foi criada a partir da Resolução do Conselho Diretor nº 44, de 31 de outubro de 2008.

A Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação (STI) foi criada a partir da Resolução do Conselho Diretor nº 44, de 31 de outubro de 2008. 1 PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 001/2009 1.0 Introdução A Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação (STI) foi criada a partir da Resolução do Conselho Diretor nº 44, de 31

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

Universidade de Brasília Sistema de Planejamento Institucional Secretaria de Planejamento Decanato de Administração

Universidade de Brasília Sistema de Planejamento Institucional Secretaria de Planejamento Decanato de Administração Anexo T Projetos Estratégicos Institucionais 1 Projetos Estratégicos da UnB 1 O processo de modernização da gestão universitária contempla projetos estratégicos relacionados à reestruturação organizacional

Leia mais

Proposta de Criação de Escritório de Governança de TIC do Centro de Computação Eletrônica da UFPR

Proposta de Criação de Escritório de Governança de TIC do Centro de Computação Eletrônica da UFPR Proposta de Criação de Escritório de Governança de TIC do Centro de Computação Eletrônica da UFPR PRA Pró-Reitoria de Administração Curitiba, setembro de 2014 Equipe de Elaboração da Proposta Amarílio

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

Reunião Comitê de TI. Acompanhamento do PDTI 08 de agosto de 2012

Reunião Comitê de TI. Acompanhamento do PDTI 08 de agosto de 2012 Reunião Comitê de TI Acompanhamento do PDTI 08 de agosto de 2012 Agenda Aprovação da Ata PDTI: Andamento do PDTI Apresentação de Novas Metas Definições/encaminhamentos sobre Metas Deliberações Assuntos

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Relatório de Gestão 2011/2012 Centro de Gerenciamento de Informações e Concursos - CGIC Introdução A principal finalidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº 022/2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM 09 DE OUTUBRO DE 2015 Dispõe sobre o

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 27, DE 15 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 27, DE 15 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 27, DE 15 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 16/01/2014 (nº 11, Seção 1, pág. 26) Institui o Plano Nacional de

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI PDTI 2 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática Decreto nº 1.048, de 21 de janeiro

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 33/2012 Autoriza a criação do Comitê de Gestão e Tecnologia da Informação (CGTI), da Universidade Federal da

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Planejamento de TI. Joyce Belga - SLTI/MP

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Planejamento de TI. Joyce Belga - SLTI/MP Planejamento de TI Joyce Belga - SLTI/MP Reunião com a Empresa Brasil de Comunicação - EBC 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI no SISP 2 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI no SISP 3 SISP Decreto

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

&&&'( '$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$

&&&'( '$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$ &&&'( '$!" Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$ Governança Corporativa - conjunto de boas práticas para melhoria do desempenho organizacional; - nasce da necessidade

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Vinicius Eloy dos Reis Tiago Chaves Oliveira Introdução O Brasil

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Relatório de Gestão DGTI

Relatório de Gestão DGTI Relatório de Gestão DGTI 1.Contextualização Histórico Administrativa Com o projeto de expansão do Governo Federal que criou os Institutos Federais em todo o Brasil, o antigo Centro Federal de Educação

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC UFMA 2012-2014 2012 2014 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Aprovado pela Resolução CONSAD nº 132/2013 São Luís/MA 2012 PDTIC UFMA 2012-2014 Fundação Universidade Maranhão Avenida

Leia mais

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação O que é um comitê de TI? Porque devemos ter? O comitê do MinC Atribuições Composição Agenda Ratificação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

Gestão de Serviços de TI com ITIL: resultados da implantação no CPD da UFSM

Gestão de Serviços de TI com ITIL: resultados da implantação no CPD da UFSM Gestão de Serviços de TI com ITIL: resultados da implantação no CPD da UFSM Fernando Pires Barbosa, Carlos Roberto Gressler, Marcio Andre Dell Aglio Frick, Daniel Michelon de Carli, Giséli Bastos, Henrique

Leia mais

PDTI 2012-2015. Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI 2012-2015. Plano Diretor de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Viçosa Comissão de Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação Portaria nº 1094/2011/RTR PDTI 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Viçosa MG 2013 Aprovado

Leia mais

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DE RELATORIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E DE AVALIAÇÃO EXTERNA PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES Introdução A questão dos recursos humanos na área de Tecnologia da Informação é assunto de preocupação permanente no Colégio de

Leia mais

PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DO PCCTAE

PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DO PCCTAE PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DO PCCTAE Ministério da Educação Novembro de 2013 1 SUMÁRIO 1. Apresentação 1.1 Introdução 1.2 Base Legal 1.3 Justificativa 2.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Secretaria Geral RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho

Leia mais

NOTA TÉCNICA 44 2013 A POLÍTICA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA EM SAÚDE E SEU PLANO OPERATIVO

NOTA TÉCNICA 44 2013 A POLÍTICA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA EM SAÚDE E SEU PLANO OPERATIVO NOTA TÉCNICA 44 2013 A POLÍTICA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA EM SAÚDE E SEU PLANO OPERATIVO Brasília, 28 de outubro de 2013 A POLÍTICA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA EM SAÚDE E SEU PLANO

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Renata Assunção Farias Introdução Em 2007, após pesquisa com órgãos da Administração Pública Federal (APF), o TCU atestou

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

Documento de Referência

Documento de Referência P r ó - R e i t o r i a d e D e s e n v o l v i m e n t o I n s t i t u c i o n a l - I F A M 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna - PAINT

Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna - PAINT MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL AUDITORIA INTERNA Plano Anual de Atividades de Auditoria

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

1.2 - Como você avalia a divulgação dos resultados da autoavaliação institucional para a comunidade universitária da sua unidade/subunidade?

1.2 - Como você avalia a divulgação dos resultados da autoavaliação institucional para a comunidade universitária da sua unidade/subunidade? Informações do Questionário Programa Autoavaliação Institucional - UFSM - 2014 Questionário Questões Gerais Descrição do Programa A aplicação do instrumento de autoavaliação é fundamental para toda instituição

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CED REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CED REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS RESOLUÇÃO CONSU Nº. 06/2015, DE 24 DE MARÇO DE 2015 O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PETI MPMA 2015 2016 Procuradora Geral de Justiça VERSÃO 1.0 SÃO LUIS MA, 2014 Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor Geral Luís Gonzaga Martins Coelho

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

Governança de TI em Instituições Federais de Ensino Superior

Governança de TI em Instituições Federais de Ensino Superior Governança de TI em Instituições Federais de Ensino Superior Aluno: Mauro André Augusto Leitão Orientador: Asterio Kiyoshi Tanaka Co-Orientadora: Renata Mendes Araujo Programa de Pós-Graduação em Informática

Leia mais

Desenvolvimento de um Planejamento Estratégico de Tecnologia de Informação: o caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior

Desenvolvimento de um Planejamento Estratégico de Tecnologia de Informação: o caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior Desenvolvimento de um Planejamento Estratégico de Tecnologia de Informação: o caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior Ângela F. Brodbeck (Escola de Administração) Jussara I. Musse (Centro de

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 (Síntese da Matriz estratégica) Texto aprovado na 19ª Reunião Extraordinária do CONSUNI, em 04 de novembro de 2013. MISSÃO Ser uma Universidade que valoriza

Leia mais

Status: Ativo. Natureza: Aberto. Revisado por: GCMIG

Status: Ativo. Natureza: Aberto. Revisado por: GCMIG Referência: CPA-075-2008 Versão: 1.0 Status: Ativo Data: 09/julho/2008 Natureza: Aberto Número de páginas: 10 Origem: GCMIG e GEOPI Revisado por: GCMIG Aprovado por: GCMIG Título: Proposta para a promoção

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30 de junho de 2011, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 16 e pelo

Leia mais

CONTAS CONTROLADAS. Sede do TCU em Brasília R I S K M A N A G E M E N T R E V I E W 1 9 DIVULGAÇÃO

CONTAS CONTROLADAS. Sede do TCU em Brasília R I S K M A N A G E M E N T R E V I E W 1 9 DIVULGAÇÃO CONTAS CONTROLADAS TCU adota modelo de governança de TI no ambiente interno alinhando com seu plano estratégico para realizar o controle externo das contas da União com maior eficiência COMO ÓRGÃO RESPONsável

Leia mais

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ME FACULDADE INTEGRADA DE SANTA MARIA PRELIMINARES POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA Santa Maria, RS Junho - 2010 1 SUMÁRIO 1. POLÍTICA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO... 1 2. POLÍTICAS DE ENSINO

Leia mais

Política de Segurança da informação e Comunicação

Política de Segurança da informação e Comunicação Política de Segurança da informação e Comunicação 2015-2017 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autores 28/04/2015 1.0 Elementos textuais preliminares Jhordano e Joilson 05/05/2015 2.0 Elementos

Leia mais

Planejamento Estratégico de. Tecnologia da Informação

Planejamento Estratégico de. Tecnologia da Informação Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012-2014 Coordenadoria de Tecnologia da Informação Pró-reitoria de Planejamento Universidade

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Plano de Governança de Tecnologia de Informação

Plano de Governança de Tecnologia de Informação Plano de Governança de Tecnologia de Informação Julho/2012 Junho/2014 1 Universidade Federal Fluminense Superintendência de Tecnologia da Informação Fernando Cesar Cunha Gonçalves Superintendência de Tecnologia

Leia mais

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014.

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. Dispõe sobre aprovação da Política de Segurança da Informação do IFMG. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS, no uso

Leia mais

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment Cláudio Muniz Machado Cavalcanti claudio.cavalcanti@planejamento.gov.br

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006.

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES O MINISTRO

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Palestra UNICEUB Estratégia utilizada para implantação da Governança

Leia mais

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional Osvaldo Casares Pinto Pró-Reitor Des. Institucional José Eli S. Santos Diretor Dep. Planej. Estratégico junho de 2015 Plano de Desenvolvimento Institucional

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA OS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DESTA UNIVERSIDADE 1. APRESENTAÇÃO O Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP),

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2010-2015 - EIXO X EIXO X

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2010-2015 - EIXO X EIXO X UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA EIXO X CONSIDERAÇÕES E ASPECTOS PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL EIXO X - CONSIDERAÇÕES E ASPECTOS PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 10. Considerações e Aspectos

Leia mais

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados E77p Espírito Santo. Tribunal de Contas do Estado. Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados / Tribunal de Contas do Estado. Vitória/ES: TCEES, 2015. 13p. 1.Tribunal

Leia mais

Aberta e a Distância - CEAD, da UNIFAL-MG.

Aberta e a Distância - CEAD, da UNIFAL-MG. RESOLUÇÃO Nº 023/2011, DE 28 DE ABRIL DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel 1 Missão Prover soluções de TI, com qualidade, à comunidade da UFPel. 2 Visão Ser referência em governança de TI para a comunidade da UFPel até 2015.

Leia mais

GESTÃO DE RISCOS DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

GESTÃO DE RISCOS DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES Número da Norma Complementar Revisão Emissão Folha ICMBio Instituto Chico Mendes De Conservação da Biodiversidade Diretoria de Planejamento, Administração e Logística ORIGEM COTEC - Coordenação de Tecnologia

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011)

RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011) RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011) Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30/10/2014, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Artigo 19, Inciso XVII do

Leia mais