Até que enfim! ASAE ataca restaurantes da lampreia. Jorge Custódio: Fábrica de Fiação. Novo centro escolar de Casais com acesso esburacado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Até que enfim! ASAE ataca restaurantes da lampreia. Jorge Custódio: Fábrica de Fiação. Novo centro escolar de Casais com acesso esburacado"

Transcrição

1 DIRECTOR: JOSÉ GAIO M. DIAS ANO XXII N.º 6 7 DE MARÇO DE SEMANÁRIO PREÇO:,8 (IVA inc.) Tel.: 9 7 Até que enfim! Novo centro escolar de Casais com acesso esburacado Págs. e Jorge Custódio: Fábrica de Fiação é um monte de ruínas ASAE ataca restaurantes da lampreia

2 . 7 de Março de Finalmente Tomar: homem que vivia nos sanitários já tem casa nova Após alguma resistência à mudança, José Carlos já dormiu na terça-feira, dia 5, na sua nova casa no bairro.º de Maio. Ao fim de quatro anos e cinco meses, a Câmara de Tomar finalmente realojou o homem que ocupava as antigas casas de banho públicas ao lado da capela de S. Gregório e em frente ao hotel dos Templários. Um caso chocante que motivou uma campanha do nosso jornal para alertar consciências e apelar às autoridades no sentido de resolverem o problema. José Carlos Sousa, o homem de 6 anos, que ali vivia, passou a manhã de segunda-feira na polícia e, depois de alguma resistência inicial, aceitou ficar alojado numa casa As casas de banho foram entaipadas no bairro.º de Maio. Na manhã de segunda-feira uma equipa dos serviços de higiene e limpeza da Câmara de Tomar retirou cinco carradas de lixo que se amontoava naqueles sanitários e zona envolvente. A acompanhar estiveram a técnica de serviço social da Câmara, Isabel Figueiredo, o presidente da junta de S. João, Augusto Barros, o comandante da PSP, Gonçalo Simões, e técnicos da Câmara. Foi separado aquilo que era considerado lixo de documentos, roupa boa e outros bens. Após a retirada do lixo, uma equipa do departamento de obras da Câmara entaipou as casas de banho com tijolos para que não voltem a ser ocupadas ou tenham utilização indevida. Era aqui que José Carlos dormia

3 7 de Março de. Novos vizinhos de José Carlos garantem: Ele vem para uma boa rua José Carlos (de costas) junto à sua nova casa Os novos vizinhos de José Carlos, no Bairro º de Maio, em Tomar, garantem que vem para uma boa rua. Esta segunda-feira, dia, aquele homem de 6 anos de idade, foi realojado pelos Serviços Sociais da Câmara Municipal de Tomar numa habitação que, garantem os vizinhos, é muito jeitosa. Tem uma marquise, dois quartos, uma sala, uma casa-de-banho com banheira, um quintal e um alpendre, descreve Luísa Madeira, uma vizinha de 8 anos de idade. Nos últimos quatro anos e meio José Carlos ocupou as casas-de-banho junto à Capela de S. Gregório até que esta segunda-feira o espaço foi limpo e entaipado pelos serviços de higiene e limpeza da Câmara Municipal, numa acção conjunta com a PSP e serviços sociais da autarquia. Aos 6 anos de idade José Carlos vai para uma rua, em que a maioria das pessoas já tem alguma idade, comenta Fernanda Amorim, 6 anos de vida, a morar ali há anos. Ele vem para o céu. Aqui não há conflitos, é uma das ruas mais calmas do bairro, concordam as vizinhas, explicando o sentimento de protecção que ali existe. Quando alguém a partir de determinada hora vê ou escuta movimentações pouco habituais, todos ficam de sobressalto. Aliás, a prevenção e relação de proximidade é uma das características daquela via. Ele vem para cá mas não está só, acrescenta Fernanda. Foi na segunda-feira, pelas. horas que vieram trazer as coisas dele lá para casa, diz Maria Luísa Madeira. Os vizinhos advertem, no entanto, que José Carlos não pode deixar a porta aberta, como aconteceu algumas vezes naquela segunda-feira. Tão pouco fazer da habitação um depósito de lixo. Contudo, garantem os vizinhos, será recebido de braços abertos por todos. Fernanda Amorim e Maria Luísa Madeira concordam que o novo vizinho vivia em condições que não eram humanas e que tem aqui uma grande oportunidade para recomeçar, assim a saiba aproveitar. Na habitação onde agora vive José Carlos, já habitou um senhor que faleceu e depois outra moça com quatro ou cinco filhos, lembram Fernanda Amorim e Maria Luísa Madeira. Há mais de um ano que o espaço se encontrava desabitado. Primeira noite passada ao relento Apesar de ter sido atribuída uma nova habitação a José Carlos, a primeira noite acabou por ser passada nas arcadas do Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal. Isto depois de lhe ter sido negada a hipótese de pernoitar, outra vez, junto aos sanitários. Passavam poucos minutos das 8. horas de segunda-feira quando José Carlos regressou aos sanitários, agora entaipados para não poderem ser reocupados. Na sua bicicleta, carregada com um colchão, mantas e lençóis, em poucos instantes montou a cama do lado de fora, ao relento, apenas protegido da chuva pelo alpendre do edifício. Dizia estar em protesto por não terem dado os documentos e muito do material que diz lhe terem retirado, depois de passar o dia quase todo na polícia. Disseram que meteram tudo na nova casa, foto Na primeira noite, José Carlos voltou para junto da capela mas nem metade, apontou. Questionado se gostou ou não da nova habitação foi lesto a responder: isso é outra questão. Só vou para lá quando me devolverem as coisas. Ainda assim, lá soltou que se trata de um espaço com condições. Mas ainda naquela noite a PSP regressou às casasde-banho para falar com José Carlos e este acabou por pernoitar junto ao edifício onde funciona o Departamento de Urbanismo. José Carlos ainda passou uma noite nas arcadas do departamento urbanístico da Câmara

4 . 7 de Março de Clube da Sabacheira comemorou Dia da Mulher Republicanices J. A. Godinho Granada Participaram cerca de 6 mulheres Cerca de 6 mulheres participaram no convívio do dia da mulher organizado pelo Clube Recreativo e Cultural da Freguesia da Sabacheira. A ementa foi confeccionada e servida por um grupo de homens pertencentes aos corpos gerentes da colectividade. Seguiu-se um baile durante a tarde com o Grupo de Concertinas da Conceição, Ourém. Cabazes de solidariedade A Associação Cultural e Educativa de Solidariedade Social Templários de Tomar tem vindo a doar um cabaz alimentar por mês a uma família carenciada de Tomar. A iniciativa surgiu na sequência da distribuição efectuada a famílias carenciadas de Tomar dos cabazes alimentares, constituídos pelos alimentos doados pelos associados no almoço de Natal. Esta associação convida todos os associados, ou não associados, que desejem, de alguma forma, contribuir para a continuação e desenvolvimento deste projecto, a contactarem a direcção da associação ou o jornal O Templário. Rectificação Na reportagem fotográfica sobre o Dia da Mulher no Todos os meses uma família carenciada recebe um cabaz Paço da Comenda, freguesia de Madalena, Tomar, importa rectificar o local de realização da festa das mulheres. Apesar de ser organizada pela Associação do Paço da Comenda, a festa teve lugar no restaurante Mariano que continua a marcar pontos na qualidade da comida e do serviço. Regressei a Lisboa em quarta-feira de cinzas com a boa recordação de uns dias agradáveis na formosa aldeia da Póvoa, cabeça da famosa freguesia tomarense de Além da Ribeira. Era dia de tomada de posse do Presidente desta República reeleito para segundo mandato de um país gravemente enfermo. Tardia a hora do almoço, ainda assim o restaurante se mostrava anormalmente cheio. As duas televisões, em lados opostos da sala transmitiam, a partir de São Bento, o início do cerimonial. No largo fronteiro ao Palácio a força militar em parada, aguardava a comitiva presidencial para as honras da praxe. Da longa fila de automóveis que iam chegando, saiam os barões do regime e a turba dos dependentes distribuindo saudações mais ou menos efusivas, consoante a craveira social e política dos interlocutores, logo acedendo aos passos perdidos. Algures, três comentadores encartados da televisão oficial transmitiam urbi et orbi visões descritivas e opinativas do que sucedia em redor. Os ruídos do restaurante não permitiam ouvir o que diziam, mas pelos jogos fisionómicos e pela exuberante gesticulação, adivinhava-se que ora estavam de acordo, ora em contradita, ora estendendo as mãos como para receber algo, ora voltando-as com as palmas para cima como para embalar menino aconchegado ao peito, ora voltando-as para os espectadores como para afastar algo maligno, ora descrevendo movimentos circulares como quem dá voltas a imaginária manivela. Na tranquilidade caseira acompanhei o resto do evento e ao longo do dia e da noite, as renhidas disputas em todos os canais, em defesa de tantas interpretações quantos os intervenientes, divergindo consoante a hermenêutica dos interesses. Em associação de ideias revivi, em espírito, os tempos longínquos em que, concluído o secundário no Colégio Nun Álvares de Tomar, rumei a Coimbra levando na bagagem tantas recomendações familiares, como escasso orçamento de sobrevivência. Lá chegado, encontrei asilo numa casa particular da Couraça dos Apóstolos que recebia estudantes, onde já se albergavam um escolar de medicina, outro de ciências, outro de letras e três de direito. Quando ainda corria o primeiro período, todos nos apercebemos de que o nível de conforto e de passadio andava longe do valor das mensalidades. E logo ali, em convergência de vontades, se decidiu o êxodo. Assim, no regresso das férias natalícias, o grupo encaminhou-se para a Rua da Matemática onde se instalou num velho prédio de três andares que logo passou a ostentar bandeira e uma vistosa tabuleta na fachada onde se identificava a Real República dos Inkas. Pouco depois era outorgado o estatuto da praxe com o apadrinhamento da vizinha República dos Galifões. Dias depois solenizava-se a oficialização com opíparo banquete estando representadas todas as repúblicas coimbrãs, discursando o Inka Mor e o Galifão Mor, tudo culminando em longa serenata noite fora. E no fim, ao contrário do evento da Casa da Democracia, mais conhecida por Parlamento, onde a discussão é permanente e a concórdia nula, o nosso evento teve convergência unânime de opiniões quanto a tudo, destacando a excelência da doçaria confeccionada e oferecida pelas colegas dos lares académicos próximos, a elevada qualidade dos vinhos oferecidos pelas caves da Mealhada e os primores das iguarias vindas a fiado da vizinha mercearia do Manuel Inteligente. Que diferença entre a decrépita república de Lisboa na ostentação perdulária de São Bento que o fisco e os fundos de Bruxelas vão suportando levando-nos os olhos da cara e a minha velha república da Rua da Matemática, que realizando a quadratura do círculo entre a realeza e a republicanice, honradamente e sem coacção, se limitou a impingir a dívida ao Manuel Inteligente sem prazo de pagamento e sem juros. De que ele acabou por se ressarcir, um ano depois, com a manha sagaz dos futricas da Lusa Atenas. Por essas e por outras, é que os de Coimbra adoptaram a denominação de repúblicos nunca querendo ser republicanos. Acontecendo que, em questões de associação de ideias e de coçar, o que custa é começar, vem à colação a república tomarense instalada nas retretes de São Gregório de que se não conhece oficialização ou título legal. Isto assente e sendo apodítico que do nada resulta sempre o nada e segundo é expressamente aceite, desde Lavoisier, que neste nosso mundo nada se cria e nada se perde porque tudo se transforma, torna-se evidente o interesse da gente nabantina no processo de transformação das retretes públicas de São Gregório em residência privada. Cabe indagar do título constitutivo da posse e da respectiva acta de outorga. Sem o que continuaremos na triste ignorância de quem outorgou, testemunhou e confirmou. Conhecimento que não é de interesse menor para o bom e cabal entendimento da história recente e da vivência administrativa da cidade. É que, mesmo ao lado, encontra-se uma vetusta capela de invocação de São Gregório em versão de reconstrução quinhentista, imóvel de interesse público desde 9 de Setembro de 98, por força do decreto 77. E em frente, existe um hotel, fruto de vultoso investimento de tomarenses, que honra a cidade. Para que possa definir-se para onde vai a situação, importa que se saiba de onde é que ela vem. Dão-se alvíssaras republicanas a quem possa prestar informações credíveis. Texto escrito em ortografia portuguesa.

5 7 de Março de.5 ASAE fiscaliza restaurantes que vendem lampreia Várias equipas de inspectores da ASAE Autoridade de Segurança Alimentar e Económica acompanhados por fiscais das Finanças e elementos da GNR estiveram na sexta-feira, dia, em Tomar numa acção de fiscalização aos restaurantes aderentes à Mostra da Lampreia. O objectivo principal da acção foi o de fiscalizar a proveniência da lampreia e a legalidade da compra desta espécie. Para isso os fiscais pediam as respectivas facturas e verificavam se correspondia à quantidade existente contando também o dinheiro em caixa. Pelo que apurámos a ASAE ordenou o encerramento do restaurante Mister Grill, na Venda Nova, devido à existente de bolor numa parede. A empresária Emília Silva explica que já tinha falado com o pintor para resolver o problema mas o inverno não é a altura indicada para pinturas. Além disso havia ainda uma divergência com a companhia de seguros uma vez que a infiltração se deveu aos estragos provocados pelo tornado. Argumentos que não convenceram as inspectoras da ASAE que determinaram o encerramento do restaurante. O problema da pintura foi resolvido no próprio dia da inspecção, data em que foi enviado um fax para os serviços da ASAE de Santarém a dar conta das obras e a pedir nova fiscalização para poderem reabrir. Passou-se o fim de semana e no dia de fecho desta edição do jornal, dia 6, a ASAE ainda não se tinha deslocado ao restaurante para verificar a reparação dos problemas e levantar a ordem de encerramento. Emília Silva, proprietária do Mister Grill, garante que foto de arquivo A ASAE não dá descanso aos empresários dos restaurantes em relação ao estado de conservação dos alimentos e à higiene tudo estava dentro dos parâmetros exigidos. Outro restaurante inspeccionado e mandado encerrar foi o Retiro da Águia, no Falagueiro, freguesia de Asseiceira. O empresário Silvério Homem teve de substituir alguns equipamentos e instalar outros novos bem como pintar algumas paredes que tinha problemas de humidade. A ASAE regressou ao restaurante na quarta-feira, dia 6, e depois de confirmar a resolução dos problemas autorizou a reabertura do restaurante. A parte de café e bebidas manteve-se a funcionar. As inspectoras da ASAE e restantes fiscais e guardas visitaram ainda o restaurante Lúria (Chico da Beca) na Portela de S. Pedro e o Ninho do Falcão, na Quinta do Falcão, mas estes estabelecimentos mantiveramse a funcionar. Os empresários da restauração lamentam a passividade da Câmara de Tomar neste processo uma vez que não manifestou solidariedade nem tomou qualquer posição pública. Tanto mais que os restaurantes estão a dinamizar uma acção organizada pela autarquia, a Mostra da Lampreia, que decorreu de 6 de Fevereiro a de Março em 8 restaurantes. Tendo em conta o que se passou, nos próximos anos, alguns restaurantes não vão aderir à Mostra da Lampreia. Outro aspecto que criticam é o aparato das operações que foram realizadas à hora do almoço. A presença de guardas da GNR com cães foi motivo de crítica por parte de alguns empresários.

6 6. 7 de Março de De 7 a de Março - Festas de S. José em Santarém. Sexta-feira, dia 8 h Assembleia de accionistas da Prado Karton e Companhia de Papel do Prado Sexta-feira, dia 8 h - Concurso de Talentos III na Escola Secundária Santa Maria do Olival (ESSMO) em Tomar. Sexta-feira, dia 8 9h Vigília promovida pela Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo, frente à Extensão de Saúde de Lamarosa, Torres Novas. Sexta-feira, dia 8 h - Espectáculo de Solidariedade no Pavilhão Municipal de Tomar organizado pelos alunos e encarregados de educação do 9º C da Escola Gualdim Pais de Tomar Sábado, dia 9 9h-h - Recolha de sangue no Centro de Dia de Além da Ribeira pela Liga dos Amigos dos Bombeiros de Tomar Sábado, dia 9 - Feriado municipal em Santarém. Sábado, dia 9 5.ª Festa os Zés do Coito no restaurante Forno dos Leitões, freguesia de S. Pedro de Tomar. Sábado, dia 9 Dia do Pai (dia de S. José) Sábado, dia 9 Feriado municipal em Santarém. Sábado, dia 9 h - Mostra de Vinhos do Tejo na Casa do Campino em Santarém. Sábado, dia 9 Festejos do padroeiro do Lar de S. José nas instalações do Carrascal. Sábado, dia 9 Eleições na Associação Cultural, Recreativa e de Melhoramentos Tempo Livre de Marmeleiro e Capela, freguesia de Madalena, Tomar. Sábado, dia 9 5h Inauguração da exposição da pintora holandesa Unamore no Convento de Cristo em Tomar. Sábado, dia 9 5h Reunião dos Grupos de Trabalhos do Congresso Distrital do PSD na Quinta das Pratas, no Cartaxo Sábado, dia 9.º Encontro de Tunas de Abrantes Sábado, dia 9 7h Concerto pela Banda Juvenil da Escola de Música da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais e pela Banda de Ourém no Cine-Teatro de Tomar. Sábado, dia 9 h Noite de fados a favor das vítimas do tornado na sede da Associação da Venda Nova, Casais (Tomar). Dias 9 e de Março Projecto Limpar Portugal Domingo, dia 8h.ª maratona BTT Cidade de Tomar organizado pela Câmara e DropZone. Domingo, dia 9h Comemoração do Dia da Árvore pela Associação Cultural e Recreativa de Linhaceira no campo de jogos Domingo, dia ª Caminhada "Por Pontes e Fontes" organizada pela Sociedade Musical da Pedreira. Domingo, dia h Almoço de aniversário da Associação Cultural e Recreativa da Póvoa, Além da Ribeira, Tomar. Domingo, dia Reabertura ao trânsito da ponte D. Luis I na EN, em Santarém. Domingo, dia de Março h - (concerto) 5º Aniversário Filarmónica Paialvense Paialvo (Sede da Soc. Fil. Paialvense) Domingo, dia Assembleia Geral da Sociedade Musical da Pedreira e homenagem ao maestro Mário Moura. Domingo, dia 7.º Passeio Vila de Mação (todo-o-terreno) para motas e quads em Mação Domingo, dia 6h - Assembleia Geral da Associação Recreativa Filarmónica Frazoeirense Domingo, dia 6h - Assembleia Geral do Centro Recreativo e Cultural da Freguesia de Carregueiros Segunda-feira, dia - Dia mundial da Poesia FUNDADO EM DE DEZEMBRO DE 95 EDITORA E PROPRIETÁRIA: Intermagia Comunicação, Unipessoal, Lda - N.P.C.: Redacção: Rua José Raimundo Ribeiro, TOMAR - Telefone: 97 - Fax: Di- rector: José Gaio Martins Dias Cart. Prof. TE 89 Direc- tor Adjunto: José Barros Simões, Cart. Prof. TE Secretariado: Marta Monteiro - Redacção: André Dias Pereira, Cart. Prof Desporto: Nelson Ferreira - Colaboradores: Alexandre Marques, Ana Freitas, Appio Sottomayor, António de Sousa, Aurora Duarte, Carlos Carvalheiro, Casimiro Serra, Ernesto Jana, Fátima Nascimento, Fernanda Leitão, Fernando Rodrigues, Fernando Santos Marques, Guilherme Duarte, Hélder Henriques, Hugo Costa, Joaquim Francisco, José Soares, José Faria, José Sarmento, J. A. Godinho Granada, João Henriques Simões, José Tama-gnini, Luís Tomáz, Ludovico Rosa, Luís-Maria Graça, Manuel António, Margarida Pardal, Manuel Soares Traquina, Pedro Pires César, Paulina Silva, Paulo Graça Rodri-gues, Pedro Silva, Rui Sant' Ovaia, Sérgio Martins, Sílvio Brito - Composição e pagi-nação: Ana Peixoto - Impressão: Imprejornal - Sociedade de Impressão, SA. Loures - Lisboa N.º do registo do título:.56; ISSN Nº do De- pósito Legal: 95/9 Alpeso oferece comida para cães do canil Joana Sousa e Maria de Fátima Rodrigues Os funcionários da empresa de construção civil Alpeso de Tomar entregou ao canil do Flecheiro, da Associação Protectora de Animais do Ribatejo (APAR), cerca de quilos de ração, cobertores, lençóis, toalhas, champôs, paletes, um esquentador e uma vassoura. A iniciativa dos funcionários surgiu através da F.A.D.A. - Fundo Alimentar para Defesa Animal. Joana Sousa, arquitecta da Alpeso, teve a ideia e envolveu e motivou todos os funcionários da empresa a trazerem os bens para os animais. No dia procedeu-se à entrega dos bens no canil na presença da presidente da associação, Maria de Fátima Rodrigues, que agradeceu o gesto e apelou a que outras empresas sigam o exemplo. Quando do tornado de 7 de Dezembro a empresa também ajudou algumas vítimas. Centro de Assistência Social de Tomar ConvoCATóriA ASSembleiA GerAl ordinária De acordo com o Artigo º, nº., alínea b), dos Estatutos deste Centro, convoco uma Assembleia Geral, a reunir no dia de MArço de, eplas. horas, no Lar de S. José (Carrascal-Alvito), com a seguinte ordem de trabalhos: - Discussão e votação do Relatório e Contas de Gerência referentes ao ano de, bem como do parecer do Conselho Fiscal; - Informações de ordem geral a serem prestadas pela Direcção. Nos termos dos mesmos Estatutos, não comparecendo a maioria dos sócios à hora indicada para a reunião, esta funcionará uma hora depois com qualquer número de associados. Tomar, de MArço de Actualmente o canil do Flecheiro, que funciona em instalações precárias, acolhe cães. Seria excelente que mais empresas seguissem este fantástico exemplo de solidariedade para com os animais dizem os dinamizadores do Fundo Alimentar para Defesa Animal. O Presidente da Assembleia Geral Pedro Alexandre Ramos Marques

7 7 de Março de.7 Adaga dos Templários premiada em encontro de coleccionadores Cerca de 5 coleccionadores reuniram-se no sábado, dia, no Pavilhão Municipal de Tomar para participar º encontro nacional de coleccionismo. Ao longo de dois dias, foram muitos os que ali se deslocaram para comprar ou simplesmente ver os artigos em exibição. E havia de tudo. Livros, chávenas, calendários, pacotes de açúcar, entre outros, naquela que foi, igualmente, o primeiro encontro internacional de coleccionadores, com participações de Espanha e França. Uma adaga dos Templários foi considerada a melhor peça em exibição, apresentada pelo stand da Bela Ocasião, um espaço de compra e venda de artigos usados na Nabância. A adaga é uma espécie de punhal que o proprietário, José Carlos, acredita ter sido utilizado no tempo dos cavaleiros Templários. O objecto, com uma estrela na base e o símbolo dos Templários gravado na lâmina, foi descoberto na Feira da Ladra, há dez anos, no meio de coisas antigas, explicam José Carlos e Anabela Pimpão. Estava tão suja que nem se conhecia, depois limpei-a, referem. Apesar de ser a segunda vez que a Bela Ocasião participa neste encontro de coleccionadores foi a primeira que a adaga esteve em exibição. José Carlos explica que já pesquisou mais pormenores na internet, mas não há muita informação. Sabe apenas que os cavaleiros usavam habitualmente três facas semelhantes àquela no seu traje. Ventura Pimentel, de Paris, França, viu a sua mesa ser reconhecida como a melhor de todas em exibição. Victor Domingos, dos Amigos do Coleccionismo de Tomar, entidade organizadora, faz um balanço positivo de mais esta iniciativa, pois, sustenta, que se trata de uma actividade que mobiliza muita gente, cerca de duas mil pessoas, entre participantes, familiares e visitantes. A equipa da Bela Ocasião com a peça premiada O encontro reuniu cerca de 5 coleccionadores

8 8. 7 de Março de Iria Caetano abre presente dos funcionários do Convento Presidente do IGESPAR no jantar de homenagem Iria Caetano na hora da despedida A cafetaria do Convento de Cristo abriu as suas portas na passada sexta-feira, dia, para um jantar de homenagem a Iria Caetano que acabou de deixar o cargo de Directora do Convento de Cristo por motivos de aposentação. Foi uma iniciativa dos funcionários do Convento que desta forma pretenderam demonstrar o seu carinho pela ex-directora. O jantar contou com a presença de altos responsáveis do IGESPAR, entre eles o presidente, Gonçalo Couceiro, funcionários, a Directora do Museu de Arte Popular, Andreia Galvão, Francisco Berger, investigador da Universidade Técnica de Lisboa, e o Embaixador Pinto da França, entre outras figuras O jantar foi aberto a todos quanto quiseram participar, tendo registado a presença de várias figuras ligadas a instituições de Tomar, entre as quais o presidente da Câmara de Tomar, Corvelo de Sousa, os vereadores José Vitorino e Rosário Simões, o presidente do Instituto Politécnico de Tomar, Eugénio de Almeida e Pires da Silva, expresidente. Participaram ainda professores do Agrupamento Escolar da Escola D. Nuno Alvares Pereira, que tem vindo a realizar projectos culturais em parceria com o Convento de Cristo (A Máquina do Tempo). Esta iniciativa contou ainda com a presença de vários amigos de Iria Caetano, entre os quais Luís Graça, António Lourenço, Carlos Carvalheiro, encenador do Fatias de Cá, Ludovico Rosa e João Patrício. O Presidente do IGESPAR proferiu um breve discurso, no qual salientou a dedicação e empenho de Iria Caetano, enquanto directora do monumento. Outros testemunhos foram apresentados, que comoveram a homenageada tendo afirmado que mais importante que o reconhecimento do seu trabalho era a presença dos seus amigos, que passará a visitá-los mais vezes em Lisboa. Disse ainda estar consciente que a nova Directora saberá desempenhar com competência e profissionalismo o cargo que acaba de deixar. A nova Directora, Paula Carvalho, também participou no jantar manifestando o seu reconhecimento a Iria Caetano. Presidente do IGESPAR elogia o trabalho de Iria Caetano Câmara e Politécnico de Tomar representados pelos seus respectivos presidentes Embaixador Pinto da França à conversa com António Lourenço Professores de vários estabelecimentos de ensino marcaram presença Funcionários e amigos em amena cavaqueira

9 7 de Março de.9 Câmara admite limitar isenções no Cine-Teatro e Biblioteca O executivo municipal de Tomar admite redefinir os regimes de excepção nas isenções prestadas às colectividades que utilizem espaços públicos como o auditório da Biblioteca Municipal e o Cine-Teatro Paraíso. Na reunião do executivo de sexta-feira, dia, foram vários os pedidos de isenção retirados da ordem do dia para posterior análise. Apenas os que requeriam os equipamentos para actividades nos próximos dias e semanas viram os pedidos aprovados, Entre as colectividades que mais requerem pedidos Bruno Graça lembra que há colectividades a usar regularmente equipamentos municipais sem pagar A Câmara já começou a cortar nas borlas de isenção encontra-se a Gualdim Pais. Das datas que aquela associação tinha solicitado, apenas quatro foram aprovadas. Para os dias 9 e 7 de Março, bem como para e 5 de Abril. Na base desta decisão esteve, entre outros argumentos, o custo de euros que acarretaria à Câmara Municipal a cedência dos espaços em todos estes dias. A Gualdim Pais viu assim ser aprovada a cedência do Cine-Teatro para um concerto da Banda de Palmela, a 9 de Março, e um concerto da banda sinfónica da GNR, a 7 de Março. Em Abril o espaço ficou igualmente isento de taxas para a realização de um concerto de aniversário pela banda Gualdim Pais, no dia, e para o concerto de Primavera também daquele grupo, no dia 5. O vereador Pedro Marques, dos Independentes por Tomar, foi peremptório ao considerar que a regra de utilização sem custos tem que acabar. O autarca foi mais longe no caso da Gualdim Pais e referiu que o auditório é uma extensão daquela colectividade, admitindo que em regra geral deveria ceder-se uma vez por ano e o resto pagar uma taxa. A hipótese colheu alguma abertura por parte dos restantes membros do executivo. O socialista José Vitorino apontou, de resto, como hipótese a utilização de quotas por parte das associações, situação que, considera, as obrigaria a cumprir um número mínimo de actividades. O Presidente da Câmara, Corvêlo de Sousa, apelou ao equilíbrio na avaliação das situações, mas admitiu a possibilidade de que se possa rever os regimes de excepção a aplicar. No caso da Gualdim Pais, o presidente lembrou que as actividades são de interesse para o concelho e que será difícil encontrar uma alternativa uma vez que aquela associação não tem outras hipóteses para a realização de eventos de natureza cultural. Deixar o Cine-Teatro para actividades pontuais é pouco mas também não pode ser um anexo das associações, rematou, frisando que os custos efectivos não poderão deixar de ser pagos. Também o agrupamento de escolas Gualdim Pais viu ser retirado o pedido de isenção para o dia 6 Dezembro, tal como a Rádio Hertz para o dia 9 de Abril. Contactado por O Templário, o presidente da Gualdim Pais, Bruno Graça, admitiu que se for para pagar é preferível fazer as actividades em outros concelhos, lembrando que todas as quintas-feiras se realizam espectáculos para toda a população e a Câmara não paga um tostão. Aquele dirigente associativo realça também o facto de haver colectividades que desenvolvem actividades regulares em equipamentos municipais e não pagarem as devidas taxas de ocupação.

10 . Mercado do Vídeo muda de instalações 7 de Março de Gualdim Pais promove concertos Desde o dia de Fevereiro que o Mercado do Vídeo, único videoclube de Tomar, está a funcionar na estrada do Barreiro, depois de, durante alguns anos ter permanecido na rua Lopo Dias de Sousa. Segundo explicou a O Templário o proprietário Mário Oliveira a mudança devese ao facto de ficar numa zona mais movimentada e com maior visibilidade, mas também porque fica mais próximo das escolas. É que, para além do serviço de aluguer de vídeos, o espaço disponibiliza igualmente venda de gomas, bebidas, gelados e terá ainda uma máquina de pipocas quentes como no cinema. Em aberto está a possibilidade de se ampliar o leque de opções, com um outro tipo de negócio dentro do mesmo espaço, bem como serviço de payshop. Com 5 anos de idade, Mário Oliveira encontra-se ligado a este ramo há. O proprietário admite que actualmente com os downloads ilegais, que permitem, através da internet, assistir a filmes ainda antes destes entrarem no circuito dos videoclubes e, em alguns casos até, dos cinemas nacionais, veio mudar a rotina de muitos clientes. No entanto, acrescenta, reeduquei-me e reorganizei-me, baixando as despesas no sentido de saber viver com os clientes que têm consciência do que fazem. O segredo, considera, está na mentalidade e forma de estar individual. E dá como exemplo de alguém que anda na estrada. Para andar de carro basta ter um. No entanto, todos se preocupam em ter licenças e cartas para não serem multados, compara, defendendo a ideia de que independentemente de a Internet ser um domínio público, é importante haver regras. O Mercado do Vídeo funciona todos os dias, incluindo fins-de-semana e feriados, entre as horas e as horas. Mário Oliveira está no ramo há anos Em mês de aniversário a Sociedade Filarmónica Gualdim Pais vai realizar vários concertos nos próximos fins de semana em Tomar. Já neste sábado, dia 9, pelas 7 horas, actuam a Banda Juvenil da Escola de Música da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais e a Banda de Ourém no Cine- Teatro de Tomar. No domingo, dia 7, pelas 6 horas é a vez de actuar a Banda Sinfónica da GNR no Cine-Teatro de Tomar. A colectividade realiza a sessão solene comemorativa do seu.º aniversário segunda-feira, dia 8, à noite na Biblioteca Municipal de Tomar. Santa Casa da misericórdia de Thomar ConvoCATóriA Nos termos do n.º do art.º 8º do Compromisso, convoco uma Assembleia Geral Ordinária da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Tomar, a realizar no dia de Março de, pelas. horas, (ª Convocatória), na sede da Instituição, sita na Rua Infantaria Quinze, 9 E - º Andar - Tomar, com a seguinte Ordem de Trabalhos: º - Apreciação e votação do Relatório e Conta de gerência do Exercício de e Partecer do Definitório. º - Outros assuntos julgados de interesse para a Instituição. Se na hora marcada não houver número legal de irmãos, a Assembleia Geral Ordinária terá lugar uma hora depois, em ª Convocatória, com qualquer número de Irmãos presentes, nos termos do n.º do artº º do Compromisso. Tomar, 7 de março de. O Presidente da Assembleia Geral Fernando Rui Linhares Corvêlo de Sousa

11 7 de Março de. Carta do Canadá Vai indo Fernanda Leitão País enorme, o segundo maior depois da China, onde vivem milhões de pessoas oriundas de 6 países, o Canadá é uma terra de intenso e próspero comércio. Que, como se calcula, tem de ser criativo e de qualidade, servido por profissionais simpáticos, porque a concorrência é feroz. Fazer compras é, para o canadiano, um desporto agradável. Vou hoje dizer-vos do chamado comércio étnico, aquele que é praticado pelas várias comunidades imigrantes, sobretudo na área da restauração e da indústria alimentar. Os imigrantes têm tendência a viverem perto uns dos outros e assim se foram criando na cidade bairros de portugueses, sul americanos, italianos, gregos, chineses, indianos, de gente do leste europeu e dos balcãs, do Médio Oriente, de filipinos e por ai fora. Bairros com as suas lojas, mercados, restaurantes, cafés, padarias, cinemas e escolas, igrejas e templos. Em todos eles moram, por gosto ou porque têm ali perto o seu trabalho, pessoas doutras origens. Assim sendo, uma pessoa pode, em cada dia que passa, provar a cozinha dos mais variados países. E, às vezes, que cozinha! Este é um dos encantos de Toronto que todos os anos, no verão, atrai à cidade milhões de turistas dos Estados Unidos que vêm assistir ao esplêndido cortejo das Caraíbas e à garantida rebalderia da Parada Gay. O que faz as delícias do município e do comércio, porque o dinheiro corre em regato caudaloso. Nos bairros onde vivem os portugueses, que são mais de mil na área da Grande Toronto (sendo 6 mil em todo o país), o Mercado da Saudade é um facto. É ali que a gente lusa se vai abastecer de tudo quanto lhe enche a mesa e a alma: desde o azeite até ao arroz carolino, passando pelas carnes fumadas e o peixe, a doçaria e a couve portuguesa para o bacalhau do Natal, e até, na entrada do verão, os manjericos. Há de tudo e com fartura. É um negócio próspero. Os vinhos, esses só os podem comprar nas lojas do estado, em determinado horário, porque anda vigora a Lei Seca do tempo do Al Capone. E há, por vezes, mistérios. Um deles foi o Cerelac nunca mais ter aparecido e nós não sabermos porquê. Pôr produtos portugueses à venda nas grandes superfícies canadianas, isso é que tem sido mais complicado. Os italianos e os gregos vendem grandes carregamentos de azeite, queijos e castanhas, enquanto nós não o fazemos. O mesmo se passa com grandes marcas de vinhos portugueses. Enorme foi a minha surpresa, comovida surpresa, quando há anos encontrei, num supercado canadiano, a pera rocha. Passei uma semana regalada a matar saudades dessas peras, mas depois nunca mais as vi. Até já me lembrei de pedir à minha (virtual) amiga Sandra Geada, que no Oeste trabalha na expansão desse fruto, que arranje maneira de umas toneladas virem para Toronto anualmente. Calhando, é preciso meter cunha, à portuguesa. Recentemente, num dos maiores supermercados canadianos, passaram a ser vendidos a água do Luso, a água das Pedras, os papo-secos e o pão de milho. É pouco, mas é um começo. Não sei se este meio abandono se deve apenas ao facto de Portugal estar completamente focado na União Europeia, se as razões serão outras. Enfim, a venda de produtos portugueses por estas paragens vai indo. Devagar, mas vai indo. CIRE no Continente Um grupo de utentes do CIRE Centro de Integração e Reabilitação de Tomar realizou trabalhos ao vivo no primeiro dia do Continente (antigo Modelo) nesta cidade. Esta superfície comercial tem colaborado com o CIRE e desta forma a organização quis retribuir esse apoio. Foi também uma forma de mostrar as várias valências do CIRE aos clientes do Continente. No dia seguinte o CIRE recebeu uma visita de responsáveis do Ministério da Educação que vieram tomar contacto com o Programa Escolhas que ali está a ser desenvolvido. Os técnicos ficaram bem impressionados com o que viram, garante-nos um elemento da direcção do CIRE. O CIRE mostrou as suas valências

12 . 7 de Março de Apoio às vítimas do tornado Campanha solidária recolhe mil euros A campanha solidária de angariação de fundos para apoiar as vítimas do tornado, organizada por um grupo de cidadãos, e que culminou com um concerto no Pavilhão Municipal de Tomar a de Março, recolheu cerca de mil euros, mais concretamente. 957, euros. O valor resulta das receitas provenientes das chamadas de valor acrescentado, dos donativos no banco Montepio Geral e do concerto solidário. Os números foram apresentados em conferência de imprensa na segunda-feira, dia, pelo grupo de cidadãos organizador, concretamente, Garcia Esparteiro, Joaquim Segorbe, José Maria Marques, Américo Freire e José António Fernandes. O balanço feito pela organização foi considerado positivo, salientando o espírito solidário de Tomar, apesar do período de crise. Por isso, agradeceram a todos os que contribuíram e apoiaram o evento. A grande aposta desta campanha prendia-se com a existência de uma linha de valor acrescentado (76 6 6) que se mantém ainda activa, ao que tudo indica, até ao período da Páscoa. O valor recolhido O grupo promotor apresentou os resultados neste âmbito foi de.6,8 euros, fruto de 876 chamadas que surgiram durante cerca de cinco minutos quando a RTP, fruto de uma parceria feita, passou o número em rodapé. As expectativas eram altas mas o número não passou tanta vez quanto esperávamos, sublinhou Garcia Esparteiro, mantendo-se na expectativa de que o número possa ainda ser apresentado na televisão e rádio mais algumas vezes. O concerto, por onde naquela tarde de de Março passaram José Cid, Dina, músicos da Operação Triunfo, entre outros, foi a cereja no topo do bolo de toda a iniciativa. Para os próximos dias está prevista uma reunião entre os membros da organização com o padre Mário Duarte, em representação da paróquia de Tomar, e Corvêlo de Sousa, Presidente da Câmara, no sentido de distribuir o dinheiro para com os mais carenciados. Segundo explicaram os membros da organização, serão os serviços sociais da autarquia e a paróquia a identificar os casos mais prementes sendo que o dinheiro será distribuído em forma de pagamento de facturas. Vai-se ao local, manda-se fazer a obra, apresentam-nos as facturas e nós pagamos, explicou Joaquim Segorbe. O único encargo que esta iniciativa teve foi o pagamento dos direitos de autor que cobraram a taxa mínima legal, explicou Garcia Esparteiro, concretizando o valor de 8 euros. Entretanto, quem pretender ajudar pode ainda prestar o seu donativo igualmente através do Montepio Geral na conta Os membros da organização explicam que a conta não será fechada enquanto houver dinheiro e a campanha só terminará quando se justificar. Fundos angariados Linha de valor acrescentado -.6,8 euros Donativos entregues no Montepio Geral - 9 euros Espectáculo do dia Março -.7, euros - Bilhetes vendidos: x5 euros -.55 euros - Receita do bar do Sp. Tomar - 9, 6 euros - Donativos oferecidos na venda de bilhetes -.,5 euros Despesa: Pagamento dos direitos de autor - 8,9 euros Total angariado.957, euros Cruz Vermelha recolhe bens Para assinalar a fusão das marcas Modelo e Continente numa única marca realizou-se na terça-feira, dia 5, a acção Juntos Damos Mais de recolha de bens essenciais para distribuir por pessoas/famílias carenciadas, em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa. A Delegação de Tomar aderiu a esta iniciativa e esteve das 9 às horas com voluntários nas lojas Continente de Tomar e Torres Novas. O contributo dos clientes foi extraordinário, espelhando bem a sensibilidade para a solidariedade e ajuda ao próximo, havendo inclusivamente pessoas referenciadas como carenciadas que não deixaram de fazer o seu donativo, refere um dirigente. Num período de dificuldades económicas evidentes a par da resposta aos eventos solidários sobre o tornado de 7 de Dezembro de, que poderia denotar alguma saturação e desgaste, os tomarenses e amigos de Tomar ainda conseguiram dizer neste dia sim, eu ajudo. Assenta perfeitamente a expressão de que ninguém é tão rico que não precise, nem tão pobre que não tenha para dar. Uma das particularidades desta iniciativa consiste em o montante de bens angariados (alimentares, higiene e material de cozinha) ser duplicado pelo Continente, permitindo alargar o apoio a mais carenciados. Os bens recolhidos vão ser entregues às pessoas e famílias do concelho de acordo com o levantamento feito pela acção social da Câmara Municipal de Tomar. Os bens recolhidos em Torres Novas deveriam ser distribuídos naquele concelho, mas por falta de resposta da Câmara local reverteram a favor do concelho de Tomar. Alguns dirigentes e voluntários da Cruz Vermelha em Tomar

13 7 de Março de. Bloco de Esquerda Situação política na Câmara de Tomar é insustentável de interesses mas é um casamento com violência doméstica encapotada ironizou António Godinho referindo-se às constantes picardias entre dirigentes e autarcas do PSD e PS que continuam a alimentar uma coligação que não funciona. Para Carlos Trincão a actual situação no Executivo é pantanosa e politicamente insustentável. Para o BE, a coligação não passa de um casamento de interesses Para o Núcleo do Bloco de Esquerda em Tomar, os eleitos da coligação PSD-PS na Câmara deveriam colocar o lugar à disposição na sequência da aprovação na Assembleia Municipal de uma moção de censura ao Executivo. Os bloquistas defendem que a aprovação da moção de censura deveria ter consequências. Moral e eticamente deviam colocar o lugar à disposição uma vez que a Assembleia Municipal passou um cartão vermelho Para dar conta desta posição, Carlos Trincão, António Godinho, Paulo Mendes, Jorge Gonçalves e Paulo Reis realizaram uma conferência de imprensa no domingo, dia. Recorde-se que a Assembleia Municipal de Tomar aprovou no dia 8 de Fevereiro uma moção de censura contra o executivo municipal. A moção foi apresentada pelo Bloco de Esquerda que critica a política camarária iniciada pelo PSD nos mandatos de António Paiva com recurso sistemático ao betão muitas vezes em profundo desrespeito pela memória colectiva. Anteriormente o BE já tinha apresentado outra moção contra o vereador do PS Luís Ferreira, na sequência do caso Lobo Antunes, que foi aprovada com o voto de qualidade do presidente da Assembleia, Miguel Relvas. Essa moção teve efeitos práticos e o presidente da Câmara retirou pelouros ao vereador socialista. Quanto à moção mais recente, o BE esperava que também tive consequências. O ensurdecedor silêncio que sobrevive à moção de censura e os assobios para o lado por parte daqueles que querem fazer de conta que a censura não lhes toca bem como o estado deplorável a que Tomar chegou, o estado deplorável da pseudo-coligação de governo municipal, o estado a que os Eleitos com Poder Executivo deixam Tomar chegar, levam os bloquistas a tomar uma posição pública. A coligação PSD-PS surgiu por um casamento

14 . 7 de Março de Crise faz crescer feira de velharias A Feira de Artes e Velharias, que acontece em Tomar no segundo domingo de cada mês, tem registado nos últimos meses um aumento do número de vendedores. Um facto ao qual não será alheia a actual crise que estamos a atravessar conforme reconhece o presidente da Associação Cultural de Artesãos e Artistas Plásticos da Região dos Templários (ACAART), Humberto Godinho Calado. Esta feira mensal começou há cerca de anos, primeiro nas arcadas do mercado municipal de Tomar. Tempos depois mudou para a Corredoura, rua onde tem decorrido sempre que haja bom tempo. Sempre que esteja a chover, a feira realiza-se nas arcadas sul da Alameda Um de Março e da rua Amorim Rosa. Humberto Calado anuncia como objectivo que a feira passe a realizar-se sempre na Alameda Um de Março uma vez que é um local mais central, mais espaçoso e com mais possibilidades de estacionamento. Um assunto que pensa abordar em breve com o presidente da Câmara. No último domingo o repórter do jornal O Templário percorreu a feira e lá encontrou à venda de tudo um pouco, desde livros, discos, relógios, artesanato e todo o tipo de velharias. Eram ao todo vendedores. Os sócios efectivos da associação organizadora só pagam a quota anual. Os que participam na feira pontualmente pagam três euros por cada presença. Humberto Calado refere que têm surgido novos vendedores e dá como exemplo um casal que vem de Gaia, ela advogada, ele engenheiro, deslocam-se a Tomar para venderem objectos em prata. Há vendedores que vêm de Bragança, Porto e Vila do Conde, só para dar alguns exemplos. Do lado dos compradores as proveniências também são variadas, como Lisboa, Borba e Estremoz. Há clientes fiéis, normalmente proprietários de lojas de velharias, que se deslocam, a Tomar para comprarem objectos que sabem ter procura. O número de vendedores está a aumentar Humberto Calado gostava que a feira ficasse na Alameda

15 7 de Março de.5 O construtor de noras Pelos caminhos da Pedreira A Sociedade Musical da Pedreira vai realizar a ª Caminhada "Por Pontes e Fontes" no domingo, dia de Março. Esta Caminhada tem um percurso com grau de dificuldade média e estende-se por quilómetros em caminhos e trilhos de terra batida das freguesias da Pedreira, Além da Ribeira, Casais e Santa Maria dos Olivais. A concentração será pelas 8hm na sede da sociedade, haverá assistência e reabastecimentos ao longo do percurso e no final um almoço convívio. As inscrições podem ser feitas na sede da SRMP ou pelo telemóvel Esta iniciativa é apoiada pela Fundação INA- TEL. Na próxima Assembleia Geral da sociedade marcada para o dia de Março vai realizar-se uma homenagem ao maestro Mário Moura pelo trabalho desenvolvido na reactivação e desenvolvimento da Banda Filarmónica. Esta homenagem vai culminar com a colocação de uma fotografia sua na sede da colectividade. Serralheiro reformado, José Vaz dedica-se ao artesanato José Vaz, 65 anos, foi serralheiro durante toda a sua vida profissional. Agora que está reformado dedica-se à construção de noras (também designados por engenhos de tirar água) em miniatura. Um trabalho meticuloso e feito com muita perfeição ou não fosse feito por alguém que fazia as mesmas peças mas em tamanho normal. É na oficina que tem na sua casa no Coito, arredores de Tomar, que se dedica a fazer estas noras e outras peças de serralharia. José Vaz diz que sempre gostou muito de trabalhar na forja, apesar de já começarem a faltar as forças para martelar as peças. Mesmo assim agora já tem uma forja eléctrica dispensando o velho fole que ajudava a acender as brasas para trabalhar o metal. Procura fazer as noras o mais original possível evitando as soldaduras. Feito previamente só compra os parafusos. Tudo o resto surge das suas mãos num trabalho artesanal cada vez mais raro. Cada nora custa entre a 5 euros mas a sua construção demora duas semanas e meia a três semanas. O artesão tem participado todos os meses na feira de velharias onde demonstra como funcionam os tradicionais engenhos de tirar água que hoje em dia já não se utilizam. E quem não conhece, sobretudo os mais novos, ficam fascinados a olhar para aquele sistema primitivo de elevar a água dos poços.

16 6. 7 de Março de Finalistas em festa Centenas de pessoas participaram no baile de finalistas da Escola Secundária Santa Maria do Olival em Tomar, no sábado, dia. Com o salão polivalente cheio, a festa começou com uma breve actuação dos FH5 seguida da distribuição de diplomas a todos os alunos finalistas, turma a turma. Seguiu-se a actuação de Mico da Câmara Pereira e novamente os FH5. A noite continuou com a prestação dos DJ Kenny e L&M Connection e prolongouse pela noite dentro já na discoteca Rio bar.

17 7 de Março de.7

18 8. 7 de Março de Casa do Concelho de Tomar em Lisboa fez 68 anos O presidente da instituição sublinhou as actividades desenvolvidas de Junho. Preconiza este enérgico sacerdote que durante o período em que não há Festa dos Tabuleiros se reviva um pouco o espírito da Festa por alturas do Pentecostes com o apoio da Comissão Central e da própria autarquia. O embaixador José Manuel Arsénio chamou a atenção para os fluxos migratórios internos que permitiram a constituição de numerosas casas de comarcas, de distritos, de cidades e de concelhos como é o caso da do Concelho de Tomar. Acabam por ter um papel agregador de vontades e formam um forte espírito de solidariedade que aliás se observou por alturas do tornado. Por último, o Presidente da Câmara, Corvelo de Sousa, tomou a palavra para salientar a forte ligação existente entre os tomarenses, o seu espírito de entreajuda e a forte vivência dos tomarenses fora da sua Tomar. Não esqueceu de mencionar que muitos dos presentes neste jantar foram realizadores de obra, muita dela naquela zona da cidade de Lisboa. Ernesto Jana Decorreu no passado dia de Março um jantar destinado a celebrar os 68 anos desta instituição. Aproveitou-se o ensejo de mudar a zona da entrada colocando uma bela foto da autoria de Carlos Silva naquela vista tão clássica mas tão bonita e que é a visão da Ponte Velha tirada a partir da Rua Marquês de Pombal. Ainda se vislumbra a Casa Vieira Guimarães, o rio, a Corredoura e a Avenida Marquês de Tomar. À frente desta imagem manequins representando o Cortejo dos Rapazes e o Cortejo Principal. Aproveitei, enquanto iam chegando os convidados, para ver a zona administrativa da casa onde pude observar pelas paredes algumas serigrafias e originais assinados mostrando a nossa linda cidade. O Presidente da Câmara, o Provedor da Misericórdia e o Mordomo da Festa dos Tabuleiros figuravam entre os convidados que estavam entretidos em conversas bem dispostas e intermináveis. Escutei, um pouco malandramente uma converseta sobre aspectos funcionais da Festa dos Tabuleiros mas que o recato impede de divulgar mas que mostram bem a preocupação permanente e as atenções que a festa recebe por parte de João Victal. Iniciado o jantar, servido pela casa Pingo de Mel, logo as conversas seguiram para as recordações do passado e as alegrias próximas da Festa. O Presidente da Casa do Concelho, José Manuel Graça, no seu curto mas estruturado discurso enalteceu dois sócios com mais de 5 anos de vida associativa e que são Carlos Alberto Barreira (sócio 99) e José Cardoso da Silva (sócio ). Lembrou ainda, de forma comovida, a memória do sócio José dos Santos, recentemente falecido e que foi quem cedeu o terreno para a construção da presente sede além de ter servido por bastas vezes a direcção e vários corpos gerentes. Foi ainda relembrado o tornado em que a Casa do Concelho conseguiu reunir a soma de 8 mil euros tendo já sido usados 6 mil euros. Dada a situação de muitas famílias vai continuar aberta uma conta solidária. Foi ainda manifestado o apoio à organização da Festa dos Tabuleiros na pessoa de João Victal. O Padre Mário Duarte relembrou a generosidade dos tomarenses a residir fora da sua terra natal. Não esquece que quando foram necessários fundos para a obra da Igreja dos Casais apareceram mil euros o que permitiu pagar mais cedo as obras de recuperação. E agora, aquando do tornado apareceram os já citados 8 mil euros. Deu como novidade que conseguiu a autorização do bispo de Santarém para a realização da Festa do Corpo de Deus (ou Corpus Christi) que irá já este ano percorrer as ruas de Tomar. Esta festa costuma ocorrer 6 dias depois da Páscoa e a uma quinta-feira pelo que este ano acontecerá a O jantar reuniu dezenas de associados, amigos e convidados

19 7 de Março de.9 Jorge Custódio: Fábrica de Fiação é um monte de ruínas Jorge Custódio, especialista em arqueologia industrial e ex-director do Convento de Cristo, defendeu a importância da Fábrica da Fiação como importante património industrial de Tomar, numa palestra que teve lugar na quinta-feira, dia 9, no Instituto Politécnico de Tomar (IPT). Fábrica de Fiação de Tomar: Memória de uma ruína. O significado cultural de uma incapacidade política foi o nome da palestra apresentada pelo actual director do museu Ferroviário, que reuniu algumas dezenas de pessoas, ente os quais alunos e docentes do IPT. Jorge Custódio explicou, aos presentes, a história da Fábrica da Fiação e a importância que teve não só para a região, como também para o país. Não é uma fábrica sem história. Representa a identidade de Tomar no século XIX e século XX, frisou o especialista, lembrando, entre outras coisas, o papel relevante que teve na divulgação da Festa dos Tabuleiros e no apoio aos seus empregados. Os tomarenses não podiam esquecer socialmente a Fábrica, considera Jorge Custódio alguns dos legados deixados, entre os quais o açude, onde havia uma comunhão com a população. A Fábrica da Fiação foi a primeira do seu género em Portugal atraindo a nata dos industriais de Tomar. Foi a primeira unidade a introduzir electricidade em Tomar e onde trabalhou o filho do inventor da revolução industrial francesa. Jorge Custódio sugere António Ventura, Jorge Custódio e João Coroado que a Fábrica não é preciso ser museu, mas podia ser um lugar habitado em vez de um monte de ruínas. O especialista recordou ainda os inúmeros prémios ganhos pela Fábrica. A sessão contou ainda com as presenças de António Ventura, docente do IPT, e João Coroado, presidente da Escola Superior de Tecnologia. António Martiniano Ventura fez uma apresentação de fotografia e vídeo intitulada Um Dia de Chuva (na Fabrica de Fiação de Tomar) com música de Jorge Custódio é especialista em arqueologia industrial Miguel Urbano. As imagens fotográficas e videográficas foram recolhidas na Fábrica da Fiação de Tomar em conjunto com sonorizações de um dia de chuva e uma banda sonora produzida para o efeito, com o propósito de, reconstituir a possível ambiência técnica e humana daquele espaço.

20 . 7 de Março de Bandas Filarmónicas associam-se para combater dificuldades Das onde bandas fundadoras quatro são de Tomar: Pedreira, Gualdim Pais, Nabantina e Paialvo Onze bandas filarmónicas do distrito de Santarém decidiram unir sinergias e constituir-se em associação para transformar as dificuldades numa oportunidade. A iniciativa não é inédita, uma vez que já existe uma federação distrital, mas segundo explica Joaquim Góis, da Sociedade Musical da Pedreira, esta não funcionou havendo ainda um espaço por preencher. Assim, na sexta-feira, dia, foi constituída a Associação de Bandas Filarmónicas Caminhada em Porto Mendo O CCD de Porto Mendo, freguesia de Madalena, Tomar, vai realizar a III Caminhada no dia de Abril. Até dia estão abertas as inscrições ( euros) que podem ser feitas na sede, por telefone 956 ou pelo A 5 de Maio começa o Torneio de Futebol 7 de dois escalões diferentes (Seniores e Veteranos), para o qual as inscrições estão abertas até dia 6 de Maio. do Distrito de Santarém ABFDS. Da comissão instaladora, constituída por onze bandas filarmónicas, fazem parte as quatro de Tomar: Gualdim Pais, Nabantina, Pedreira e Payalvense. Como o apoio ao associativismo não vinha falámos entre nós pois achámos que ainda havia um espaço por preencher. Quisemos alargar esta ideia, falámos com outras bandas filarmónicas do distrito. Fizemos uma primeira reunião na Pedreira e outra mais formal na Nabantina, começou por explicar Joaquim Góis. Para além das bandas tomarenses juntaram-se à causa a União Ribeirense (Torres Novas), União Maçaense (Mação), Gançaria (Alcanea), Vilar de Prazeres, Ouriense e Academia Banda de Ourém. Conforme acrescentou Joaquim Góis esta é uma forma de, em conjunto, identificar dificuldades, aproveitar oportunidades e fundos comunitários. Maria Júlia Filipe, da Sociedade Marcial Nabantina, reitera que as bandas no distrito de Santarém estão a atravessar um período difícil e isso reflecte-se em tudo. Juntos podemos ganhar mais força, argumenta. A sede da associação recém-constituída vai funcionar em Tomar, estando por definir se nas instalações da Sociedade Musical da Pedreira ou da Nabantina. Mas, conforme acrescentam os membros, tal não impede que as reuniões não possam ter lugar noutros locais. Paialvense festeja 5 anos A Sociedade Filarmónica Paialvense "Manoel de Mattos" vai comemorar o seu 5.º aniversário no domingo, dia, na sede da colectividade. As actividades começam às. horas com actuações da banda aniversariante e da Banda do Xartinho. Miséria Sérgio Martins Os portugueses vão de PEC de austeridade em PEC de austeridade até à miséria final. PEC significa Plano de Estabilidade e Crescimento, e não de austeridade. Os países da União Europeia são obrigados a apresentar periodicamente um PEC em Bru-xelas. Como a economia vive sempre em desequi- líbrio há que explicar quais as medidas a serem tomas para conseguir não só a estabilidade como o crescimento, e qual o contributo que cada país dará para o desenvolvimento da integração europeia. Por isso, ligar o PEC à austeridade é uma negação do seu objectivo, mas que se adapta à maneira de ser portuguesa, que não procura o desenvolvimento mas sim o empobrecimento; sempre se disse que os portugueses são pobretes, mas alegretes. Conforme já o dizemos há muito, a situação portuguesa é estrutural e histórica. Nos anos 6 do século passado, André Marchal, no seu livro de 67 páginas intitulado "Sistemas e Estruturas Económicas", um clássico mundial, dá grande atenção ao atavismo português. Escreve ele que Portugal naquela altura era visto, pelos portugueses, "apesar das desigualdades e das condições de vida, que são duras para muitos, como um oásis de calma", onde o povo tinha as necessidades essenciais "frugalmente satisfeitas" e não imaginava "outras de ordem material", concluindo: "Mas pode-se viver fora do seu tempo?" Os portugueses continuaram e continuam a viver fora do seu tempo, por isso têm o empobrecimento por destino. Em 8, quando o Governo do PS disse que tinha resolvido o problema do déficite das contas do Estado, afirmei numa televisão e em diversos lugares que, ao mínimo solavanco, o déficite voltaria a disparar, como aconteceu. Naquela altura, a BBC realçou que a redução do déficite do Estado fora feito à custa dos pensionistas. As medidas de empobrecimento, não de austeridade, para e, como as anteriores, voltam a aprofundar a miséria dos idosos e comprometem o futuro de todas as outras gerações, e o futuro nacional. Com este governo ou com os próximos cem governos futuros, partidários ou de salvação nacional, não haverá desenvolvimento, só austeridade, empobrecimento e miséria, porque o País não cria, nem cria- rá, rendimento para pagar o que deve quanto mais para se sustentar. O Dr. Mário Soares, aquando Pre-sidente da República, defendeu "o direito à indi-gnação", afirma no Diário de Notícias de de Março último que "a indignação sem mais nada é um grito, mas é preciso fazer mais". Que Portugal precisa de fazer mais já todo o mundo o viu à séculos, menos os portugueses. Portugal, como sempre o defendi, tem se reorganizar totalmente. Não só em termos económicos, mas também políticos, sociais, autárquicos, e de consciência. Uma reestruturação que será dolorosa. Portugal ou se reestrutura, ou só terá por futuro a dependência externa indigna e a miséria. Este tempo é de globalização e de guerra económica. Portugal tem de passar a viver dentro do seu tempo, mas, com estes políticos?

21 7 de Março de. Alunos saem à rua para anunciar Artec Uma forma inovadora de promover o Artec Queremos alertar a população de Tomar que estão a chegar tubarões, anunciavam no domingo, pela cidade, os alunos do curso de design tecnológico e artes gráficas do Instituto Politécnico de Tomar (IPT). Com um megafone em punho e várias secretárias em forma de tubarão instaladas nas arcadas do edifício dos Paços do Concelho, na Praça da República, os jovens, todos alunos finalistas, encontraram esta forma para promover a ª edição do Artec, que se realiza entre os dias e 5 de Abril. Trata-se de um evento anual que reúne no IPT profissionais de reconhecida reputação - os denominados tubarões -, alunos e curiosos das Artes Gráficas e do Design. Este ano Simbiose foi o tema escolhido para debate e segundo o porta-voz João Augusto tem por objectivo fazer a ligação entre as várias áreas do design. Ao longo dos três dias serão desenvolvidos debates de empreendedorismo para além de acções de partilha de experiências com antigos alunos que já se encontram no mercado de trabalho. Paralelamente estará patente uma exposição na Casa dos Cubos, a partir de dia, intitulada Exposição.

22 . 7 de Março de Decorreu no passado dia de Março o XIII Festival de Folclore, organizado pelo Rancho Folclórico Os Camponeses da Peralva, na Freguesia de Paialvo, Tomar. Actuaram, além do rancho anfitrião, os ranchos das Pedreiras Porto de Mós, Cancioneiro de Folgozinho Beira Alta; Alegria de Alqueidão e de Avis Alentejo. Os grupos foram recebidos na sede do Turismo em Tomar onde houve lugar às boas vindas da Câmara Municipal de Tomar, do mordomo da Festa dos Tabuleiros, dos representantes locais da Federação do Folclore e Associação da Defesa do Folclore e outras individualidades. Seguidamente dirigiramse para a sede da Freguesia de Paialvo onde, a convite do Executivo da Junta, foram recebidos por esta e por elementos da Assembleia de Freguesia. O Presidente da Junta, Luís Peralva promoveu festival de folclore Os grupos foram recebidos no turismo Antunes, agradeceu a visita e reconheceu o bom trabalho que nos últimos anos os elementos do Rancho Folclórico Os Camponeses da Peralva fizeram pela divulgação da cultura popular da freguesia. Após o jantar no Salão Paroquial de Carrazede os ranchos actuaram perante uma sala com lotação esgotada que aplaudiu todos os grupos. A propósito de geração à rasca Guilherme Duarte Sem contestar as razões que deram origem aos protestos do passado sábado, tenho que dizer com toda a clareza que geração à rasca foi a minha. Senão vejamos: nasci numa pequena aldeia sem água canalizada, sem electricidade, nem casas de banho. O acesso era um caminho de cabras, por onde também circulavam burros e carroças puxadas por muares. A escola na sede da freguesia distava mais de três quilómetros. O percurso era feito a pé com chuva ou com sol. Nos primeiros dois anos as aulas foram numa casa que tinha sido habitação, mas que já tinha ruído em parte, sendo protegida com fardos de palha. Escusado será dizer que também aí não existia casa de banho nem tão pouco água. Quando o tempo o permitia, antes de partir para a escola apascentava durante cerca de uma hora um rebanho de ovelhas e, quando regressava, ia novamente guardar o gado até à noite. Se queria estudar alguma coisa era tarde à luz de uma candeia de azeite ou na melhor das hipóteses de um candeeiro a petróleo. Continuar a estudar não me foi permitido porque tinha de trabalhar no campo. Foi por estas razões que eu com menos de anos contra a vontade dos pais rumei a Lisboa com alguns queijos e chouriços que palmei lá em casa, dentro de um saco de serapilheira. Com alguns sacrifícios e sobretudo com trabalho nas obras, consegui vencer. Eu só falo de mim porque me dói, mas todos os meus colegas passaram pelo mesmo, excepto em relação ao trabalho antes e depois da escola. Na casa dos meus pais trabalhava-se muito mas havia comida. A minha geração era à rasca mas na dos meus pais era muito mais à rasca, segundo eles me informaram e que eu não ponho em dúvida.

23 7 de Março de.

24 . 7 de Março de Quem é quem na Comissão Central Feliciano Nunes: o mordomo dos jogos populares Feliciano Duarte Nunes, 57 anos de idade, nasceu no concelho de Tomar, freguesia de Casais, actualmente trabalha na firma Tonera Lda. Com 6 anos de casa foi o último trabalhador da Fundição Tomarense. É torneiro mecânico de profissão há anos. Começou a trabalhar com anos e à noite estudava ( naquele tempo os que estudavam durante o dia eram privilegiados, desabafa). Refere que apesar da Fundição Tomarense ter fechado, na sua profissão não tem dificuldade em arranjar trabalho. Já teve várias ofertas. Esteve um ano em Vila Velha de Rodão, onde o convidaram a ficar, mas optou pela empresa tomarense. É sócio fundador do CALMA e foi treinador durante anos da Federação Portuguesa de Badminton. A sua última passagem foi no Sporting de Tomar. Fez parte da Federação das Colectividades de Cultura e Recreio do Distrito de Santarém. Refira-se que a sua vida sempre esteve ligada ao associativismo. Hoje não tanto devido à vida profissional. Tem uma filha e dois netos, e toda a família participa activamente na Festa dos Tabuleiros. Espera que o neto, com cerca de quatro anos, venha a integrar o Cortejo dos Rapazes. Confessa que gostava de ver o menino trajado a participar. Feliciano Duarte Nunes, integra a Comissão Central da Festa dos Tabuleiros e é o responsável pela organização dos Jogos Tradicionais, que integram o programa da Festa. O homem dos jogos populares A Festa dos Tabuleiros é lindíssima, diz Feliciano Nunes Conta-nos que faz parte da Festa dos Tabuleiros há mais de anos. Desde 97, morava numa rua do centro histórico, na Rua Dr. Joaquim Jacinto e sempre acompanhou os trabalhos de decoração da rua. Em 986, há anos, entrou para a organização dos Jogos Tradicionais da Festa dos Tabuleiros a convite do professor Fernando Graça. Entretanto este afastou-se e Feliciano acabou por assumir a realização destes jogos tradicionais. Sobre os jogos, refere que se trata de uma tradição e assim sendo tem que ser cumprida tal como as gerações antigas a faziam. São jogos baseados em fainas agrícolas, que exigem determinado tipo de solo, terra batida, e que nalgumas freguesias já começa a ser difícil de se encontrar o piso adequado à prática dos jogos. Há que espetar estacas e em vez de terra, encontramos alcatrão, situações que considera normais, porque os tempos evoluíram. Independentemente destes pequenos obstáculos percorreram, nas últimas festas, as 6 freguesias para apurarem as equipas para a grande final, que se realiza por tradição na cidade. Final que chega a durar desde das da tarde até às 9 horas da noite. Até à penúltima festa a final fazia-se no Estádio Municipal, um espaço lúdico, por excelência, para uma final dos Jogos Tradicionais da Festa dos Tabuleiros, mas agora já não é possível, desde que foi submetido a obras e substituíram a relva por piso sintético. À volta, na pista de tartan não podem passar os burros e as carroças, que eram um dos jogos mais atractivos deste conjunto de jogos tradicionais. Em busca de um espaço Na última festa, a final realizou-se no Parque de Campismo, uma vez que o mesmo se encontrava encerrado ao público. Desabafa: estava em péssimo estado, com erva e mato alto que tiveram que desbastar para a realização dos jogos. Não sendo o melhor sítio, foi o local possível, as sobras ajudaram a criar um ambiente favorável. Depois também não se distanciava muito do estádio Municipal, onde era habitual a concentração de concorrentes e público depois de integrarem o cortejo, desde o tribunal até ao estádio. Seguia tudo em grupo. Como recentemente reabriu o parque de campismo, a questão do local para a realização dos Jogos Tradicionais levantase de novo. Até ao momento, diz-nos Feliciano Nunes não há um local definido. Há dois espaços que estão em análise, mas desde já digo que não vai ser fácil chegar-se a um consenso que agrade a todos, ressalva. Os elementos do grupo dos jogos tem vindo a perguntar, estão entusiasmados, mas para já ainda não está definido o local. Certamente que iremos encontrar a melhor solução possível. Os jogos tradicionais têm que se realizar em terra batida porque em alcatrão corta-se com a tradição. Para a realização dos jogos tradicionais, Feliciano Nunes conta com o apoio precioso de um grupo de elementos ligado ao CAL- MA e também na sua filha Tânia Marisa e em Nuno Mendes, entre outros. Nas edições anteriores percorreram as 6 freguesias, umas mais participativas de que outras, mas de uma maneira geral havia sempre participação. Conta-nos que faz parte do regulamento a possibilidade de os presidentes de junta nomearem concorrentes quando os que foram seleccionados por qualquer motivo não podem estar na final. Acontece que na última festa houve equipas que foram totalmente substituídas, e pergunta afinal

25 7 de Março de.5 o que estivemos lá a fazer? Mas mesmo assim garante que não se arrepende de ter percorrido todas as freguesias. Os jogos tradicionais são uma forma de divulgar a Festa dos Tabuleiros nas freguesias, à semelhança do que acontece com a saída das coroas. Jogos só na cidade Este ano, em princípio, não vão realizar-se os jogos nas freguesias. Vai propor aos presidentes de Junta que nomeiem os representantes para integrarem as equipas. Não é uma decisão sua, acha que tem de ser tomada em reunião, em grupo. Diz ainda que acarreta despesa para a Comissão Central e Câmara Municipal que tem que disponibilizar motorista e transporte para os materiais. Sobre a hipótese dos jogos acabarem, refere que todos os mordomos são de opinião que se devem realizar. Nenhum quer acabar com esta vertente no seu mandato. Deixam a decisão para quem venha a seguir. No caso de João Victal, tem toda a vontade de apoiar os jogos. Conclui que percorrer todas as freguesias é muito desgastante. Hoje as freguesias têm menos jovens e os que lá habitam têm outras solicitações que antigamente não havia, por exemplo o futebol, os computadores... Feliciano Nunes gosta particularmente dos Jogos Populares Tradicionais. Diznos com orgulho que já levou alguns dos jogos aos quatro cantos do mundo. Durante uma década integrou uma delegação internacional de desportos para todos, dedicada aos jogos tradicionais, no âmbito da sua ligação ao CALMA. Esteve na Alemanha, Bélgica, Colômbia, Tailândia e Austrália. Estas iniciativas tinham o apoio do Instituto Nacional do Desporto e com o apoio de várias instituições divulgavam a nossa cultura no campo dos Jogos Populares Tradicionais no estrangeiro. Hoje já é mais difícil. Conta-nos que o último encontro que se realizou foi Feliciano Nunes entrou para a organização dos Jogos Tradicionais há anos no Canadá e de Portugal só esteve o Grupo de Jogos Tradicionais da Guarda. Sobre a Festa dos Tabuleiros diz: é o expoente máximo das festas que conheço. Já corri o mundo inteiro já vi muitas festas, talvez por ser a minha festa dos tabuleiros, é uma festa que me toca muito. Acho uma festa lindíssima. Quando era garoto vivia na aldeia e contava os dias todos para vir à Festa dos Tabuleiros. Eu via uma fotografia dos meus pais que levaram tabuleiro no início da década de 5 e eu sonhava com a Festa dos Tabuleiros, exclama emocionado. Por último conta-nos um episódio tocante: Em Banguecoque, no final de uma demonstração de jogos onde estavam representados 7 países, cada um poderia levar o seu traje regional. Eu e a minha filha trajávamos com um fato dos tabuleiros e quando entrámos na sala, no jantar de gala, fomos aplaudidos de pé. Foi um momento profundamente marcante, recorda-se. A propósito da actual Comissão Central, diz que João Victal foi um mordomo muito bem escolhido. É uma pessoa dialogante, trabalhadora e sobretudo modesto. Não é mordomo do penacho, refere. Quando vai à sede sente um ambiente de trabalho e vê gente muito empenhada. Há milhares de pessoas a trabalharem para a festa, a maioria gente anónima, que sem ela a Comissão Central pouco ou nada poderia fazer. Os Jogos Tradicionais Corrida de Cântaros, Corrida de Sacos, Corrida de Púcaras, Carregamento de Cestos, Chinquilho, Corte de Tronco a Serrote, Corte de Tronco a Machado, Subida ao Mastro, Corrida de Pipas, Tracção da Corda em Linha. Ainda não há local definido para os jogos populares

26 6. 7 de Março de Centro Escolar de Casais abre sem arranjos exteriores O Centro Escolar de Casais, o primeiro construído de raiz no concelho de Tomar, foi inaugurado na sexta-feira, dia, mas a zona envolvente ainda não está totalmente concluída. O acesso principal, do lado nascente, ainda não está a funcionar porque falta pavimentar e criar ali uma bolsa de estacionamento. Desde o dia que os cerca de alunos das escolas e jardins de infância de Venda Nova, Casais, Alviobeira e Torre já se encontram instalados no novo edifício. Na presença das crianças, pais e convidados os quatro oradores, Luísa Oliveira, directora do Agrupamento de escolas Gualdim Pais, o presidente da junta, Jaime Lopes, o presidente da Câmara, Corvêlo de Sousa, e o padre Sérgio Santos elogiaram as novas instalações. Luísa Oliveira começou por elogiar o autarca de Não faltaram elogios à obra Casais, Jaime Lopes pelo empenho e envolvimento na obra, bem como todas as pessoas que ajudaram para que a inauguração fosse possível. Espaço super-acolhedor, belíssimas instalações, de qualidade, foram alguns dos adjectivos que usou para caracterizar o novo centro escolar. Visivelmente emocionado, Jaime Lopes disse estar a viver um momento de felicidade depois de tanto sonhar e lutar. É por obras como esta que vale a pena ser presidente de junta, afirmou alertando para a necessidade de se concretizar o que falta fazer no plano de pormenor nomeadamente a nova estrada de acesso. Lembrou as dificuldades que houve que enfrentar para se concretizar a obra revelando-se um equipamento moderno e funcional. Terminou a sua intervenção com um beijo à sua mãe, Maria da Graça, que aos 86 anos ali estava presente. Corvêlo de Sousa disse ser aquele um dia de festa, um dia de alegria realçando a qualidade das instalações. Durante a cerimónia actuou o grupo de música Os Gualdins, constituído por alunos da escola Gualdim Pais. A bênção coube ao padre Sérgio Santos. Rosário Simões, vereadora da educação disse estar muito feliz pelas crianças reforçando a ideia da significativa melhoria das condições de ensino e actividades extra-curriculares. Das oito salas do.º ciclo, cinco estão ocupadas. Há ainda três salas com crianças do pré-escolar. Quanto ao destino a dar às velhas escolas que ficam vazias, a autarca defende que, as que estão em condições, deviam ser vendidas para habitação. As restantes, mais velhas, deviam ser demolidas. A festa de inauguração terminou com um lanche oferecido pela junta de freguesia. A obra custou mais de dois milhões e meio de euros.

27 7 de Março de.7 A população aderiu à festa inaugural Em falta Se, no interior, as obras do novo Centro Escolar de Casais, estão concluídas, o mesmo já não se pode dizer do exterior. Aqui fica o diagnóstico de alguns problemas a resolver: - Alcatroamento da estrada de acesso - Arranjo do parque de estacionamento - Arranjo e pavimentação do acesso principal - Reforço da segurança no exterior com passeios e passadeiras. O grupo de música Os Gualdins actuou na festa Para as crianças agora tudo é novidade O acesso está neste estado

28 8. 7 de Março de Centro de reunião e Convívio do povo da Zona dos brasões AlmoÇo Convivio º AniverSário Dia de Abril de Pelas Horas Ementa: Sopa, Carne de Porco à Alentejana, Sobremesa, Café Lanche pelas 7 Horas Preço: Adultos: 7 (Sete Euros) Até Anos:,5 (Três Euros e Meio) Durante a tarde haverá actuação do Pé da Música e Matiné Dançante com o nosso querido amigo Luís Gaspar. Nota: Inscrições no Bar até // espectáculo de SolidAriedAde Convida-se toda a comunidade educativa a assistir ao Espectáculo de Solidariedade no Pavilhão Municipal de Tomar, dia 8 de Março, às h. Bilhetes à venda na Papelaria da escolasede do Agrupamento de Escolas Gualdim Pais de Tomar. Organização: Organização: Alunos e Encarregados de Educação do 9º C, Directora de Turma: Angelina Macedo e Direcção do Agrupamento de Escolas Gualdim Pais de Tomar ASSoCiAÇão de Apoio So- CiAl da FreGueSiA de S.pedro de TomAr - TomAr ASSembleiA GerAl ConvoCATóriA Nos termos dos estatutos desta Associação, convoco a Assembleia Geral para uma reunião no dia 6 de Março de, pelas, horas ou / hora depois se não houver número legal de sócios, a ter lugar na sede da desta Associação, com a seguinte ordem de trabalhos:. Discussão e aprovação do Relató-rio e Contas referentes ano de e do Relatório do Conselho Fiscal. Informações de carácter geral da Associação Poderão assistir todas as pessoas, mas só poderão votar os sócios com as quotas em dia. S. Pedro de Tomar, de Março de O Presidente da Mesa da A. Geral António M. Vicente Rectificação: Na última edição, a propósito da gravação do videoclip do single Vai e sê feliz, dos Quinta do Bill, no Theatro Bar, em Tomar, referimos, por lapso, que o vídeo representava um dia, em D, na vida de uma pessoa. Na verdade não é em D mas sim na perspectiva do olhar de uma pessoa. Além disso o nome correcto do tema é Vai e sê feliz. Ficam a rectificações. Associação de dadores benévolos de Sangue do Hospital de Tomar Apelo Ao CidAdão O Hospital de Tomar passa por dificuldades de não haver nos seus stocks sangue de todos os grupos sanguíneos de RH- (negativos). Por isso, a Associação de Dadores Benévolos de Sangue do Hospital de Tomar apela a todos os dadores que sejam RH-negativos mais uma vez a sua soliadriedade e ajudem os nossos doentes nesta fase difícil. Bem hajam Você pode salvar vidas. Dê sangue O serviço está aberto todos os dias úteis das 9 às horas. Areias Ferreira do Zêzere Chuva não afastou amantes do TT Os participantes enfrentaram alguns obstáculos Decorreu no dia a.ª edição do Passeio TT de Areias, Ferreira do Zêzere, organizado pela Associação Cultural e Desportiva Areense. Apesar da chuva que teimou marcar presença ao longo do dia, foram cerca de 5 os participantes oriundos de vários pontos da região. O dia começou com passeio pelos caminhos sinalizados para o efeito num percurso de cerca de quilómetros. Após o almoço tardio seguiu-se a já habitual demonstração de habilidades: trialeira. A organização agradece ao Jornal O Templário a divulgação, bem como à Autarquia Local e Câmara Municipal os apoios à realização da actividade. Por fim a Associação Cultural e Desportiva Areense mostra apreço às pessoas que em solidariedade ajudaram na orientação do Passeio bem como às que ajudaram na confecção das refeições. CenTro bem estar SoCiAl recreativo CulTurAl e desportivo - valdonas Tomar ASSembleiA GerAl ConvoCATóriA Convoca-se a Assembleia Geral de Sócios deste Centro, para reunir na sua Sede no próximo dia 7 de Março de, pelas horas e minutos, com a seguinte ordem de trabalhos: Apreciação do Relatório, Balanço e Contas da Direcção. Parecer do Conselho Fiscal Outros assuntos. NOTA: Se à hora marcada não comparecerem a maioria absoluta de Sócios, de acordo com o estipulado nos Estatutos, a Sessão terá lugar hora depois, com qualquer número de Sócios e com a mesma Ordem de Trabalhos. Valdonas, de Março de A Mesa da Assembleia Geral O Presidente José Martins da Silva I R S - A B R I L M A I O - TOC-LICENCIADO. PREENCHIMENTO NET. MANUAL-BAIXO PREÇO ( /5 ) TELEMÓVEL: vende-se vivenda totalmente restaurada, como nova, sita na rua egas moniz, em tomar, composta por três quartos e um escritório, casas de banho, cozinha, garagem, logradouro, pré-instalação de ar condicionado e painéis solares. permuta-se. tel INDICADOR, LDA. IRS NOVOS PRAZOS DE ENTREGA SUPORTE PAPEL: - ª FASE MARÇO - ª FASE ABRIL VIA INTERNET: - ª FASE ABRIL - ª FASE MAIO PREENCHEMOS O SEU FAx: 9 97 RUA DOS ARCOS, N.º 57, º ESq. -57 TOMAR

29 7 de Março de.9 No almoço participaram cerca de 5 pessoas Charneca da Peralva tem associação há anos Cerca de 5 pessoas participaram no almoço convívio de comemoração do.º aniversário do Centro de Cultura e Recreio da Charneca da Peralva, na freguesia de Paialvo, Tomar, no domingo, dia. Trata-se de uma colectividade com amplas instalações e que envolve a juventude não só da localidade mas de aldeias vizinhas. Ali é visível a dinâmica que os jovens imprimem à associação por exemplo através do clube criado para a prática do cicloturismo (meia pedalada). Antero Maia, presidente do Centro, no seu discurso referiu-se e agradeceu o apoio dado pela juventude e pelas senhoras na confecção e serviço de mesa durante o almoço de aniversário. O presidente da Junta, Luís Antunes, disse estar orgulhoso por ter todas as colectividades da freguesia a funcionar e deu os parabéns à associação pelo dia de festa. O presidente da Câmara encerrou a série de discursos. Corvêlo de Sousa, que reside na freguesia, salientou o ambiente saudável que se sente na colectividade e alertou para os tempos que se avizinham com os anunciados cortes orçamentais. A festa foi animada pelo organista Armindo Lopes. O presidente da colectividade agradeceu a presença dos sócios CIRE CENTRO DE INTEGRAÇÃO E REABILITAÇÃO DE TOMAR PUBLICITAÇÃO DE OFERTA DE EMPREGO Tipo de oferta Nível orgânico Serviço Função a desempenhar Requisitos habilitacionais Método de Selecção Duração do contrato Apresentação e formalização da candidatura Documentos a apresentar Prazo Contacto Contrato de Trabalho a Termo Certo Cire Centro de Integração e Reabilitação de Tomar Valência Centro Actividades Ocupacionais Travessa Jácome Ratton Motorista de Serviço Público Escolaridade Obrigatória Com base nos Critérios de Admissão e Política de Recrutamento da Instituição. Um ano Nos Serviços Administrativos, durante o horário de atendimento ao público (das 9: às 5:) - Curriculum Vitae - Qualificações Escolares e Profissionais Até dia 5 de Março Telefone 9, Fax 9 9 Centro de Integração e Reabilitação de Tomar, 8 de Março de O Presidente da Direcção António Antunes da Cruz

30 . 7 de Março de hondistas em Ferreira do Zêzere Foi a poucos metros do espelho de água do Zêzere que decorreu a ª edição deste ano do Airfield Challenge, uma iniciativa que reuniu no Aeródromo Municipal de Ferreira do Zêzere, no domingo, dia, amantes dos automóveis Honda. Um evento promovido pela Oeste JDM Squad, à qual se juntaram na organização alguns ferreirenses. O dia foi preenchido com várias actividades desde a viagem em caravana e as provas com direito a prémios para os mais rápidos a percorrer metros de pista. Adrenalina, alegria e convívio foram objectivos alcançados neste encontro de âmbito nacional que desta vez se realizou em solo ferreirense num escolha da organização que imediatamente foi aceite pelo município. O encontro decorreu no aeródromo A O Templário um dos elementos da organização explicou que o motivo da escolha do local se deveu às excelentes condições pa-ra o pretendido. Tem sido feito um esforço enorme pe-lo crescimento do gosto da cultura JDM (Japanese Domestic Market), em Portugal. Para os interessados sobre esta área podem ace-der ao s i t e A organização faz questão de agradecer à Câmara, em especial ao Presidente todo o apoio dado PdS Mais um cliente do mês A empresa Rações Zêzere, atribuiu o prémio de Cliente do Mês de Março a Jorge Carrrilho, da zona de Portalegre. Este cliente visitou o stand da empresa na Feira Nacional de Agricultura em Santarém e desde essa altura manifestou a vontade de trabalhar no novo projecto da nova unidade fabril de ruminantes. O empresário agradece o prémio que considera ser também do pessoal da fábrica, armazém, escritório, comerciais, etc.

31 7 de Março de. F. Zêzere: novo centro escolar abre no próximo ano lectivo O novo Centro Escolar de Ferreira do Zêzere deverá ficar concluído em Maio mas depois é necessário instalar o equipamento pelo que a inauguração está prevista para o início do próximo ano lectivo. Esta é das maiores obras realizadas no concelho com um orçamento que ronda os milhões e 8 mil euros. Sobre ela colocámos algumas questões ao presidente da Câmara, Jacinto Lopes. O Templário - O prazo de construção do Centro Escolar está a ser cumprido? Jacinto Lopes - A calendarização programada encontra-se a decorrer dentro do previsto. A obra teve o seu inicio em Maio de, com um prazo de execução de 5 meses. No entanto foi reprogramada para apenas meses, reduzindo o prazo de execução em três meses, algo pouco, ou mesmo nada, habitual em Portugal. Em quanto foi orçada esta obra? É possível que haja alguma haverá derrapagem orçamental? A obra encontra-se adjudicada por.577.7,5 euros + IVA. Quanto a saber se no final haverá ou não derrapagem, aquilo que poderei dizer é que até agora as obras encontramse a decorrer a bom ritmo, a calendarização encontrase dentro do previsto e, como tal, ainda será prematuro tomar uma posição sobre essa matéria. No entanto sabemos desde já que existem algumas alterações que introduzimos ao projecto, pelo que existirão trabalhos adicionais. Também, e decorrente da própria lei, temos as revisões de preço que numa obra com este valor representaram largas dezenas de milhares de euros. Para quando está prevista a conclusão das obras? A conclusão encontra-se prevista para o final do próximo mês de Maio. O objectivo da Câmara é que o mesmo comece a funcionar já no início do próximo ano lectivo. O objectivo é inaugurar o edifício na última sexta-feira antes do início do ano lectivo. Serão criados novos postos de trabalho ou os trabalhadores das escolas a fechar a serem transferidos para o este Centro Escolar serão suficientes? Haverá necessidade de contratar algumas pessoas, pois as pessoas transferidas não são suficientes para cumprir os rácios que nos são impostos pela lei. Queremos também que as crianças se sintam acompanhadas e seguras. É esse o compromisso que assumimos perante os pais e vamos cumprir. Com a abertura deste Centro Escolar encerram-se as escolas primárias O presidente da Câmara concedeu uma entrevista ao nosso jornal O edifício é composto por salas de aula além de outros espaços Sobre esta matéria, aquilo que se encontra previsto com a entrada em funcionamento do Centro Escolar de Ferreira do Zêzere é que todas as escolas ainda a funcionar encerrassem. No entanto, devido às medidas entretanto tomadas por este executivo, existe um acréscimo significativo de alunos, pelo que será necessário manter a Escola e o Jardim de Águas Belas em funcionamento. As escolas que vão encerrar são: Beco, Carril, Cruz dos Canastreiros, Ferreira do Zêzere (transferidos para o Centro escolar), Paio Mendes, bem como os Jardins de Infância de Beco, Carril, A obra custa cerca de milhões e 8 mil euros Ferreira do Zêzere, Paio Mendes e Cruz dos Canastreiros. Qual o destinos dos edifícios dessas escolas primárias? Algumas escolas vão ser cedidas a associações do Concelho para aí se instalarem e desenvolverem as suas actividades. Já está escolhida a designação do novo Centro Escolar? O Centro Escolar ainda não tem nome, no entanto posso já adiantar que em reunião do passado dia de Março foi feita uma proposta no sentido de lhe ser atribuído o nome de alguém que muito trabalhou em prol deste concelho. Paulina da Silva O centro escolar em números O novo centro escolar de Ferreira do Zêzere ocupa uma área total de cerca de 7. m e tem uma capacidade máxima de alunos, de acordo com a legislação em vigor. A obra foi adjudicada por.577.7,5 euros + IVA. O equipamento é composto por salas de aula, com dimensão adaptada ao ensino básico (nove salas) e pré-escolar (cinco salas). No exterior, além do campo polidesportivo, do anfiteatro e das zonas cobertas de recreio exterior, estão previstos ainda parques infantis com vários equipamentos e horta pedagógica. Todos os espaços quer interiores quer exteriores são adaptados a utentes com mobilidade condicionada. Para além das salas de aula existem ainda os gabinetes do director, de professores e de trabalho, a secretaria, a biblioteca, ateliers de educação plástica e área de recursos.

32 . 7 de Março de A estupidez, o acordo ortográfico e a dívida externa (II) (continuação da anterior edição) A grande novidade do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (99) [AO] em relação aos que o precederam é a generalização de facultatividades gráficas. O peregrino critério da grafia dupla é justificado na Nota Explicativa do Acordo Ortográfico, a propósito da acentuação gráfica, assim: «optou-se por fixar a dupla acentuação gráfica como a solução menos onerosa para a unificação ortográfica da língua portuguesa.» (NE, 5..) Escreveu a Sr.ª Professora Isabel Pires de Lima, ex-ministra da Cultura, que «o princípio da facultatividade excessiva (...) vai contra o próprio conceito normativo da ortografia» (Diário de Notícias, /6/8): quem leu o Acordo não pode deixar de pensar de modo semelhante. O estabelecimento generalizado da grafia dupla nos domínios da acentuação, das consoantes mudas e da utilização de maiúsculas, minará a estabilidade do ensino da Língua Portuguesa (ferramenta que, convém lembrar, abre a porta a todas as outras disciplinas) e porá em causa a integridade do uso e da difusão internacional da língua portuguesa, valores que a Constituição consagra (Art.º 9.º. al. f) A possibilidade de se escrever de forma alternativa uma quantidade enorme de palavras e de expressões complexas deixa ao arbítrio de cada utilizador individual a estrutura da "sua" ortografia pessoal. Imagine o leitor o que seria se cada um de nós pudesse pôr em uso a sua versão personalizada do Código de Processo Penal ou do Código da Estrada! Continuando num exercício de imaginação, vislumbre, então, o leitor a tarefa titânica que será, num futuro talvez não muito distante de nós, a correcção de uma prova/exercício de Língua Portuguesa, quando cada professor tiver de conhecer (e bem!) todas as grafias possíveis da ortografia unificada da lusofonia para determinar o que está certo e errado. A aplicação da facultatividade na acentuação e nas consoantes ditas mudas resultará em grafias múltiplas, não apenas duplas, ou seja, numa heterografia generalizada. O adjectivo electrónico, por exemplo, passa a poder ter quatro formas: electrónico, eletrónico, electrônico, eletrônico. Por exemplo, também as designações de arruamentos, logradouros públicos e edifícios também podem ser opcionalmente maiusculizadas (AO, Base XIX,.º, i). Assim, «Rua de Santo António» terá oito formas correctas na ortografia unificada : Rua de Santo António, Rua de Santo Antônio, Rua de santo António, Rua de santo Antônio, rua de Santo António, rua de Santo António, rua de santo António, rua de santo Antônio. Se se considerar termos e expressões complexas encontramos também multigrafias correctas. Um termo como «perspectiva cónica» passa a ter quatro formas correctas, perspectiva cónica, perspectiva cônica, perspetiva cónica, perspetiva cônica. Mas um termo como «dactiloscopia electrónica» terá oito: dactiloscopia electrónica, dactiloscopia electrônica, dactiloscopia eletrónica, dactiloscopia eletrônica, datiloscopia electrónica, datiloscopia electrônica, datiloscopia eletrónica, datiloscopia eletrônica. O impacto da multigrafia unificada do português na estabilidade e integridade dos vocabulários e terminologias de especialidade, nomeadamente, de áreas científicas e tecnológicas, é completamente desconhecido mas, previsivelmente, catastrófico. O acordo consigna, ainda, que, quando as consoantes não são articuladas, não se escrevem, independentemente de haver outras palavras da mesma família em que essa consoante é articulada e, portanto, se escreve. Com esta disposição, vão ocorrer, por exemplo, as seguintes situações: escrever-se-á Egito (sem p, porque não se pronuncia), mas egípcio (porque este p se pronuncia); caráter, mas caracterizável e característico (porque o c se pronuncia); noturno, mas noctívago; epilético, mas epilepsia; lácteo (porque o c se articula), mas laticínio. Outro aspecto diz respeito à supressão de consoantes em Portugal, porque são mudas, mas à sua manutenção no Brasil, porque são articuladas. Acontecerá, assim, por exemplo, que em Portugal se escreverá cato e no Brasil cacto (porque o c é pronunciado), em Portugal, conceção, receção, rececionista, recetivo; no Brasil, concepção, recepção, recepcionista, receptivo (porque o p se pronuncia). Estas situações, além de irem contra todas as reservas que assentam na tradição ortográfica e na defesa da manutenção tanto quanto possível de traços da etimologia, ferem a congruência gráfica. O acordo consigna que, nas sequências consonânticas cc, cç, ct, pc, pç e pt, sejam suprimidas as consoantes que não se articulam, como se pode ver nos exemplos que se seguem. cc: colecionador, confecionar, fracionar, lecionar, transacionar; cç: ação, coleção, contração, correção, deteção, direção, distração, extração, fração, infração, injeção, objeção, proteção, reação, seleção; ct: ator, atual, adjetivo, afeto, arquitetura, arquiteta, coletivo, correto, detetar, direto, diretor, elétrico, espetáculo, exatamente, letivo, objetivo, objeto, projeto, refletir, teto (parte superior e interna de casa); pc: dececionante, excecional, rececionista; pç: aceção, adoção, conceção, deceção, interceção, receção pt: Egito, adotar, batismo, ótimo, otimismo No caso de as referidas consoantes se articularem, elas manter-se-ão na grafia, como, por exemplo, faccioso, ficcional, friccionar; convicção, ficção, fricção, sucção, bactéria, compacto, convicto, facto, intelectual, invicta, néctar, octógono, pacto; núpcias, opcional; corrupção, interrupção, opção; adepto, apto, eucalipto, rapto. Esta simplificação é muito criticada, dado o valor etimológico dessas consoantes, considerado indispensável à boa compreensão das palavras. Este argumento tem alguma pertinência e validade, pois são sempre úteis os elementos que podem levar os alunos e os leitores em geral a uma melhor compreensão dos vocábulos e da história da Língua. Repare o leitor que a língua inglesa irá conservar uma matriz latina em palavras como act ou fact e que o português (língua românica) irá fugir dessa matriz. Tudo menos coerente O Acordo tem o gravíssimo defeito de admitir grafias facultativas para a língua portuguesa em toda João Esperança Barroca* a sua extensão, sem quaisquer restrições além da existência (onde quer que seja) de uma "pronúncia culta" que as sancione. Segundo a sua letra, passam a ser legítimas onde quer que se fale português todas as variantes gráficas dos seguintes pares (entre muitos outros): fenómeno/fenômeno, aritmética/ arimética, amnistia/anistia, amígdalas/amídalas, súbdito/súdito, visitamos (ontem)/visitámos (ontem), espectadores/espetadores, intersecção (de conjuntos)/interseção (de conjuntos). Bastam estes exemplos para se perceber o caos em que, se corroborada, a interpretação literal do Acordo, que tem sido assumida pelos seus opositores e não refutada pelos defensores, lançaria a língua portuguesa. Custa-me a crer que o entendimento dos autores do documento admita que, em Portugal, dois alunos portugueses (ou brasileiros, no Brasil, etc.) sentados lado a lado ou dois professores em salas contíguas possam usar livremente as grafias alternativas. Tal entendimento, deixando, em última análise, ao livre arbítrio de cada cidadão a escolha da grafia, é a nosso ver completamente absurdo, pondo em causa a função da língua escrita como factor de coesão social. E ainda se lê por aí (até nalguma imprensa regional) que a aprendizagem da ortografia se irá simplificar. Deve ser uma nova forma de humor A ideia vagamente sugerida é a de que a unificação ortográfica é importante por razões políticas e estratégicas, para fomentar a afirmação da língua portuguesa no mundo. No documento Perguntas e Respostas sobre o Acordo Ortográfico, divulgado pelo jornal PÚBLICO e da responsabilidade da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, podese ler que "existem quatro grandes línguas (Inglês, Francês, Português e Espanhol) e que o Português é a única com duas grafias oficiais". Em primeiro lugar, isto é falso, dado que os ingleses escrevem "sceptic" e "colour", por exemplo, e os americanos "skeptic" e "color". Mas, mais importante, e em segundo lugar, nunca se explica exactamente qual seria o problema de ter duas ortografias. Por que temos de ir a correr imitar os espanhóis ou os franceses, ou seja quem for? A menos que nos expliquem cuidadosamente que efeito positivo tem uma só ortografia, há aqui qualquer coisa que não bate certo. Vejamos: lê-se no referido documento que "o número de palavras cuja ortografia seria alterada não ultrapassaria os dois por cento! Pouco mais de palavras num Universo de.". Esta afirmação parece demolir a própria necessidade do acordo. Como é que duas mil palavras em mais de cem mil podem impedir a implantação internacional da língua portuguesa? E como é que a eliminação dessas duas mil diferenças ortográficas vai tornar a língua portuguesa equiparável à espanhola ou à francesa? Como é óbvio, não é a unificação ortográfica legislativa que unificará as diferentes maneiras de falar e escrever o português, nem seria tal unificação legislativa que daria força à língua. A força de uma língua não reside na unidade ortográfica ou lexical, mas sim na produção cultural. A língua francesa ou espanhola (castelhana, mais correctamente) são mais importantes do que o mandarim, que tem muitos mais falantes, porque a produção cultural influente, original e universal, em francês e castelhano é muitíssimo superior à do mandarim. No entanto, há cerca de mil milhões de falantes do mandarim e apenas cerca de quatrocentos milhões de falantes do espanhol. Repare o leitor nos seguintes excertos: Atualmente, é um fato político que qualquer ato público que seja objeto dos mais singulares adjetivos, apenas serve para faturar dividendos que se anteveem lucrativos. Ou: Os espetadores aplaudiram os espetadores. Estranho? Confuso? Não! É a língua portuguesa no seu novo esplendor. A pergunta a fazer é só esta: dado que não serve os interesses de quem usa a língua portuguesa, que interesses serve realmente e quanto custa o acordo? Professor de língua portuguesa Palestra nas Olalhas Sandra Sousa e Sebastião Santos foram os oradores numa palestra sobre "Educação para a Saúde", realizada na sexta-feira, dia, na sede da Junta de Freguesia de Olalhas, por iniciativa da Associação de Pais e Escola EB Olalhas, que pertence ao Agrupamento de Escolas Gualdim Pais. Os temas em destaque foram a alimentação e a actividade física. A sessão prolongou-se até muito perto da meia-noite com uma plateia composta e bastante activa revelando um grande interesse pelos temas em debate. Recolha de sangue em Além da Ribeira O Núcleo de Dadores de Sangue da Liga dos Amigos dos Bombeiros de Tomar realiza no sábado, dia 9 de Março, uma recolha de sangue no Centro de dia de Além da Ribeira juntamente com os técnicos do Instituto Português de Sangue de Lisboa. A acção decorre entre as 9. e as horas. Os promotores lembram que a sua presença da máxima importância para salvar uma vida. Dar sangue é um acto de amor. CAnTo Firme de TomAr ASSoCiAÇão de CulTurA ASSembleiA GerAl ConvoCATóriA Ao abrigo do nº, alínea b) do Artigo nº dos Estatutos desta Associação, convoca-se a Assembleia Geral Ordinária, a realizar na sua Sede, pelas H5, no dia 8 de Abril de, com a seguinte Ordem de Trabalhos:. Apreciação e votação do Relatório e contas da Direcção do ano de, bem como o parecer do Conselho Fiscal.. Formalização da constituição da Escola de Artes e aprovação do Regimento Interno do respectivo Conselho Geral. Outros assuntos. NOTA: Se à hora marcada nesta convocatória, não se encontrarem presentes o número legal de associados previsto nos estatutos, esta reunir-se-á uma hora depois, em segunda convocação, com qualquer número de associados (Artigo º dos Estatutos). Tomar, 5 de Março de Pedro Manuel Moura Saraiva Presidente da Mesa da Assembleia Geral

33 7 de Março de.» Divisão Principal Torres Novas mais perto do líder»divisão Principal U. Tomar vence no Pego e afasta-se da despromoção O Torres Novas não foi além de um empate no reduto do Mação (-), mas acabou por ser o mais beneficiado com a conjuntura de resultados da ª jornada da Divisão Principal. Isto porque o líder Ouriense perdeu em Fazendas de Almeirim e o Cartaxo foi surpreendido em casa pelo Alcanenense. À entrada para a quarta ronda apenas quatro pontos distam o comandante do quinto classificado. Está, pois, tudo em aberto e as atenções este domingo, dia, centram-se nos jogos que opõem Ouriense ao Cartaxo e Fazendense ao Torres Novas. No grupo da manutenção o U. Tomar deu um passo importante para se distanciar dos lugares de despromoção, ao vencer no reduto do Pego por -. Nuno Veríssimo, autor de dois golos, acabou ser decisivo numa partida em que a equipa do concelho de Abrantes jogou reduzida a dez +unidades por expulsão do guarda-redes João Rosa. Os tomarenses estão agora no terceiro lugar do grupo com cinco pontos de vantagem sobre o Ouriquense, quinto classificado. A equipa de Vila Chã de Ourique subiu um lugar na classificação, por troca com o Samora Correia, clube a quem ganhou no domingo por -. Já o Benavente, que venceu em Amiais de Baixo, segue tranquilamente no comando, com nove pontos de vantagem sobre os lugares de despromoção. Apuramento de campeão Fazendense-Ouriense...- Cartaxo-Alcanenense...- Mação-Torres Novas...- Classificação Ouriense T. Novas Fazendense Cartaxo Alcanenense Mação Próxima Jornada (/): Ouriense-Cartaxo; Fazendense- Torres Novas; Alcanenense; Mação. Classificação Benavente Amiense U. Tomar Pego Ouriquense S. Correia J J V V E E D D G G P 5 9 Grupo da manutenção Pego-U. Tomar...- Amiense-Ouriquense...- S. Correia-Benavente...- P Próxima Jornada (/): S. Correia-U. Tomar; Ouriquense-Pego; Benavente-Amiense» Divisão Secundária Linderança repartida jmoçarriense, F. Entroncamento e Salvaterrense entraram a vencer na segunda fase da Divisão Secundária. Curiosamente, nesta ronda todos os resultados terminaram com o mesmo marcador: -. F. Entroncamento foi, porém, a única equipa que venceu em casa. Apuramento de campeão Mindense-Moçarriense...- Entoncamento-P.Alto...- Abrantina-Salvaterrense...- Classificação Salvaterrense Moçarriense F. Entronc. Abrantina Porto Alto Mindense J V E D G P Nuno Veríssimo faz neste lance o seu segundo golo no jogo O U. Tomar somou no domingo a primeira vitória na segunda fase da Divisão Principal. Ao vencer no reduto do Pego, por -, a equipa nabantina deu um passo importante para assegurar, o mais rapidamente possível, a manutenção no principal escalão distrital. A jogar em casa, o Pego tentou tirar partido do campo pelado, o único do campeonato, mas isso não foi suficiente. Sobretudo porque o U. Tomar revelou eficácia na forma como chegou ao -. O Pego entrou no jogo com algum ascendente, mas na primeira vez que teve ocasião para marcar, André Ferreira não desaproveitou dando vantagem à equipa nabantina. O golo não fez esmorecer as ambições do Pego, que chegou à igualdade por Nuno Mateus aos 6 minutos, resultado com que se chegou ao intervalo. O jogo mantinha algum equilíbrio até que chegou o momento do jogo. O guarda-redes João Rosa defendeu uma bola fora da área com as mãos e recebeu ordem de expulsão por parte do árbitro. Mesmo com menos uma unidade em campo, o Pego dispôs de algumas ocasiões para marcar, porém, foi o U. Tomar a fazer o segundo golo, num lance em que Nuno Veríssimo deu o melhor seguimento a um cruzamento de China. O mesmo jogador viria a fixar o resultado em -, aproveitando uma perda de bola por parte de Vitinho, já perto do final da partida. Pego, U. Tomar, Estádio Árbitro Jogaram pelo U. Tomar: Ricardo, João Marinheiro, Sopas, Pedro Figueiredo, Quim, Paulo Godinho, Rui Ferreira, Fred (Mauro), Nuno Veríssimo, China (Joca) e André Ferreira (Melo).

34 . 7 de Março de» Hóquei em patins ª Divisão Sp. Tomar, Juv. Ouriense e Tigres disseram adeus Santa Cita resiste e segue em frente! Santa Cita continua a resistir na Taça de Portugal e segue em frente na prova como única representante do distrito de Santarém, após vencer (6-) o Sobreira na quarta eliminatória, no passado sábado. Isenta na primeira eliminatória, Santa Cita iniciou a participação na Taça com nota saliente, ao receber e vencer a Sanjoanense (ª Divisão) por 8-7, foi ganhar, depois, a casa da Académica (ª Divisão) por - e mantém-se na competição com terceira vitória consecutiva, agora sobre o terceiro classificado na Zona Norte da ª Divisão. Sp. Tomar, Tigres de Almeirim e Juv. Ouriense não conseguiram passar os obstáculos que tinham pela frente, numa ronda que não se antevia fácil para os três clubes. O Sp. Tomar não passou da primeira eliminatória em que entraram as equipas da ª Divisão. A equipa tomarense recebeu e perdeu (-) com a Oliveirense, mas manda a verdade dizer que saiu de cabeça erguida pela forma como se bateu, obrigando a equipa segunda classificada na divisão principal a arregaçar as mangas, como tinha feito, aliás, no sábado anterior, em Oliveira de Azeméis, em jogo para o campeonato, do qual os leões nabantinos saíram vencidos (5-7) queixando-se de erros da arbitragem. Os Tigres de Almeirim e o Juv. Ouriense, como os outros clubes da ª Divisão, entraram na prova na segunda eliminatória e começaram por vencer o Sintra e o Oeiras, também do escalão secundário, respectivamente por 5- e 5-, sendo que a equipa almeirinense actuou na condição de visitada e os ourienses como visitantes. Na terceira eliminatória, os Tigres foram ganhar a casa do Nafarros por 6-5 e o Juv. Ouriense venceu o Castrense (ª Divisão), por -, no reduto da equipa alentejana. A quarta eliminatória ditou o fim da participação destas duas equipas. Os Tigres deslocaramse a Paço de Arcos e perderam (-6) frente a um adversário directo na disputa dos primeiros lugares na Zona Sul da ª Divisão. O Juv. Ouriense, por sua vez, viajou até ao Minho para defrontar o Riba d Ave, segundo classificado na Zona Norte da divisão secundária, a um ponto apenas do líder Infante de Sagres, que tem mais um jogo realizado. A equipa ouriense perdeu pela diferença mínima de um golo (5-6), deixando boa impressão. Quanto ao U. Entroncamento, recorde-se, teve falta de comparência no jogo da primeira eliminatória, com o U. Micaelense, nos Açores. Não chegou, por isso a iniciar a participação na prova. M. G. Segunda parte decisiva em S. Cita Em Santa Cita, o treinador Luís Miguel Cunha, fez alinhar de início pela equipa da casa: Renato Godinho, Eliseu Raimundo (), Nuno Nobre (), David Vieira () e Rui Nunes (). Também jogaram: Rui Oliveira (), Tiago Pereira e Tiago Barreiro. Santa Cita entrou bem no jogo e chegou à vantagem de - no primeiro quarto de hora, por Nuno Nobre ( ) e Eliseu Raimundo ( ), mas a partir daí afrouxou um pouco e passou a usar mais as jogadas individuais. Aos 9 minutos, o Sobreira ganhou uma perda de bola e num contra-ataque rápido reduziu a diferença no marcador para -, através de Pedro Miguel, fixando o resultado da primeira parte. O segundo tempo começou com o empate por parte do Sobreira, ia decorrido apenas um minuto. Santa Cita reagiu rápido e no minuto seguinte voltou de novo a adiantar-se no marcador (-), por intermédio do capitão Rui Oliveira. Mas o Sobreira não desarmou e dois minutos depois repôs o empate (-), por Pedro Miguel. Com o jogo a desenrolar-se numa toada de parada e resposta, a emoção foi crescendo. Santa Cita, aos poucos, tomou conta das operações, com uma actuação mais homogénea e trocando melhor a bola, o que lhe valeu colocar-se outra vez na frente do marcador, aos minutos, por David Vieira, concluindo uma bonita jogada de ataque. Oito minutos depois, Rui Nunes aumentou a vantagem para dois golos e reforçou a esperança nas hostes locais, mas estas ainda sofreram um susto quando Pedro Miguel encurtou o resultado para 5-, aos minutos, numa grande penalidade. Entretanto, o guarda-redes Renato Godinho transmitiu, depois, mais ânimo à equipa da casa ao defender um livre directo. E com três minutos para jogar, Rui Oliveira confirmou a passagem, merecida, de Santa Cita à eliminatória seguinte, fixando o resultado final em 6-. R. N. Sp. Tomar entrou a ganhar Sp. Tomar bateu-se bem perante adversário superior Rui Oliveira foi o mais certeiro A expectativa gerada em redor da recepção do Sp. Tomar à Oliveirense, para um segundo jogo entre as duas equipas no espaço de uma semana, um para o campeonato outro para a Taça, não foi iludida. Quem se deslocou ao Pavilhão Jacome Ratton não terá dado o tempo por mal empregue, à parte o custo dos bilhetes. O Sp. Tomar perdeu, por -, perante uma Oliveirense reconhecidamente superior, porque investiu mais na formação da sua equipa, mas deve dizer-se, em abono da verdade, que a equipa tomarense saiu do jogo e da Taça com dignidade, batendo-se bem dentro das quatro linhas e poderia ter conseguido, pelas oportunidades que teve para marcar, um resultado mais nivelado, pela diferença mínima. Na semana anterior, no jogo para o campeonato, disputado em Oliveira de Azeméis, a Oliveirense também venceu pela diferença de dois golos (7-5), mas aí as incidências foram diferentes, com os responsáveis tomarenses a reclamarem por alegados erros de arbitragem que terão favorecido os oliveirenses. Desta vez, o Sp. Tomar não perdeu por culpa do árbitro. Perdeu porque a Oliveirense marcou mais dois golos e porque o seu treinador conta com mais soluções no banco a que pode recorrer sem prejuízo do rendimento em campo. Mas o certo, também, é que o Sp. Tomar, como já se disse, bateuse bem e foi um digno vencido. Sob a arbitragem de Joaquim Pinto (Porto) as equipas apresentaram: Sp. Tomar Fábio Guerra, Nuno Domingues, Gonçalo Santos (), Ivo Silva, Gonçalo Favinha, João Lomba e Esteves. Treinador: Nuno Lopes. Oliveirense Domingos Pinho, Nuno Resende, Tó Silva (), Tó Neves (), Diogo Silva, Tiago Santos, Nuno Araújo, Nelson Pereira () e Francisco Silva. Treinador: Tó Neves. Dizer que o Sp. Tomar, onde Nuno Domingues terá sido o jogador que rematou mais vezes e o guarda-redes Fábio Guerra se cotou como outra figura em destaque no jogo, entrou a ganhar pode parecer um pouco exagerado, mas não foi por acaso que marcou primeiro, aos 8 minutos, por intermédio do capitão Gonçalo Santos, numa grande iniciativa atacante. Foi porque fez por isso. Fábio Guerra mostrou atenção e segurança, pouco depois, num remate de Tiago Santos, à boca da baliza. Um bom começo da equipa tomarense, a que a Oliveirense respondeu com o empate, aos minutos, por Tó Silva. Quatro minutos depois, Nelson Pereira fez - para a equipa visitante, que foi subindo apoiada num jogo mais trabalhado e recurso a substituições mais frequentes. Mas o Sp. Tomar continuava a dar boa conta de si e esteve quase a empatar a dois minutos do intervalo, num remate de Nuno Domingues, que Domingos Pinho defendeu quase por instinto. O - que se registava ao intervalo, manteve-se até aos minutos, quando Tó Silva fez - num contra ataque rápido. Entre o segundo e o terceiro golos da equipa visitante 8 minutos, tempo durante o qual o Sp. Tomar teve oportunidades para dar expressão diferente ao marcador. E acabou por ser a Oliveirense numa situação de power play a marcar de novo por Tó Neves, aos 7, minutos. Estava encontrado o vencedor. Mas o Sp. Tomar não deitou a toalha ao chão e Gonçalo Favinha fixou o resultado final em -, aos 9 minutos, concluindo uma boa assistência de Esteves, depois do próprio Gonçalo Favinha ter desperdiçado pouco antes um livre directo. Tigres pouco felizes Os Tigres de Almeirim alimentaram esperanças até perto do fim num resultado melhor em Paço de Arcos. Num desafio muito disputado por duas boas equipas que mostraram qualidade para disputar a ª Divisão, o Paço de Arcos foi mais feliz e saiu para o intervalo na situação de vencedor por -. No recomeço do jogo, os Tigres deram a volta ao marcador através de David Abreu, mas à passagem dos 5 minutos o Paço de Arcos fez dois golos e decidiu a eliminatória, com o resultado de 6-. Jogaram pelos Tigres: Ivo Ribeiro, Bruno Ribeiro, Carlos Trindade, David Abreu (), Bruno Januário (cinco inicial), Rui Cova (), Ricardo Silva e João Silva. Destaque, no Paço de Arcos, para Rui Ribeiro, autor de cinco dos seis golos da equipa vencedora. Juv Ouriense diferença mínima O Juv. Ouriense esteve à beira de cometer uma surpresa na deslocação a casa do Riba d Ave. A equipa ouriense foi eliminada, ao perder pela diferença mínima (5-6) com adversário do mesmo escalão, mas candidato à subida de divisão na Zona Norte. Os ourienses estiveram a ganhar por duas vezes (- e -). O Riba d Ave fez -, no entanto a equipa treinada por Hélder Santos continuou a bater-se de igual para igual e chegou perto do final empatada (5-5), mas o Riba d Ave foi quem desempatou, através de Tó Cruz, autor de quatro dos golos dos minhotos. João Filipe Silva (), Filipe Almeida e João Capitolino foram os marcadores ourienses. Nos outros jogos, registo para o facto do FC Porto ter de ir a prolongamento para vencer o Limianos, por -, após empate a dois golos nos 5 minutos. Destaque, por outro lado, para a vitória (5-) do Carvalhos (ª Divisão) sobre o Cascais (ª Divisão). Santa Cita e Sporting, que eliminou (9-6) o Mealhada (ª Divisão), são as únicas equipas da ª Divisão ainda em prova. M. G.

35 7 de Março de.5 Regresso dos campeonatos promete emoções fortes Os Campeonatos Nacionais de hóquei em patins estão de volta este sábado. Na ª Divisão disputam-se apenas três jogos, sendo um deles Sp. Tomar-Valongo. Trata-se de um desafio muito importante para as duas equipas, que estão empatadas na classificação. A equipa tomarense, se vencer, poderá ultrapassar o Gulpilhares, uma vez que o 8º classificado, que conta mais dois pontos, só joga quartafeira e vai deslocar-se a casa do Benfica. Na ª Divisão, o Paço de Arcos volta a receber os Tigres de Almeirim, num jogo da maior importância para as duas equipas, pois vão estar frente a frente o primeiro e o segundo classificados na Zona Sul, separados por um ponto. Na primeira volta, os Tigres venceram por 5-, mas perderam, no passado sábado, em Paço de Arcos, por -6, para a Taça de Portugal. Jorge Godinho, treinador da equipa almeirinense, promete que os Classificação FC Porto Benfica Oliveirense Candelária HC Braga Barcelos Porto Santo Gulpilhares Valongo Física Ac. Espinho Sp. Tomar Cascais Juv. Viana Limianos Ac. Cambra Taça de Portugal ª eliminatória: EL Azeméis-Ac. Cambra...-8 Riba d Ave-Juv. Ouriense Sporting-Mealhada Santa Cita-Sobreira Limianos-FC Porto Alenquer-Física.. -6 Gulpilhares-Benfica..6-9 Cucujães-Ac. Espinho...-9 Vasco da Gama-Biblioteca...- HC Braga-Porto Santo...- Sp. Tomar-Oliveirense...- CD Póvoa-Candelária Turquel-Juv. Viana Valongo-Barcelos.. 6- Paço de Arcos-Tigres Carvalhos-Cascais O sorteio dos oitavos-de-final realiza-se na próxima segunda feira, dia, pelas 8 horas, na sede da Federação de Patinagem de Portugal. Os jogos da eliminatória estão marcados para o dia de Abril. ª Divisão J V E 5 5 D G P Próxima jornada, 9 Março: Sp. Tomar-Valongo, Ac. Cambra-Barcelos, Limianos-Juv. Viana; Março: Cascais- Oliveirense, Porto Santo-Física, Benfica-Gulpilhares, Candelária-FC Porto e Ac. Espinho- HC Braga. Tigres farão tudo para realizar uma boa exibição e espera que o resultado seja diferente. Interessado no desfecho deste jogo está, igualmente, o Turquel, terceiro classificado, a um ponto dos Tigres e a dois do Paço de Arcos. Na ª Divisão, destaque, na Zona Centro, para a recepção de Santa Cita ao U. Entroncamento. O primeiro classificado recebe o terceiro. Uma vitória de Santa Cita representará quase a subida de divisão, pois a equipa líder do campeonato ficará com vantagem de oito pontos sobre o rival. Nas quatro jornadas seguintes, Santa Cita joga fora com o Sp. Marinhense, faz depois dois jogos seguidos em casa com o Arazede e o Odivelas e termina o campeonato fora com o HC Lourinhã. A Académica, ª classificada, a três pontos de Santa Cita, desloca-se este sábado a casa do Vialonga. M. G. ª Divisão - Zona Sul Classificação Paço Arcos T. Almeirim Turquel Oeiras Juv. Ouriense Biblioteca Sintra Sesimbra Liga Algés Alenquer C. Ourique Ac. Amadora Parede Nafarros Santa Clara Stella Maris J V E 6 5 D G P Próxima jornada, 9 Março: Biblioteca-Juv. Ouriense, Santa Clara-Oeiras, C. Ourique-Turquel, Alenquer-Nafarros, Ac. Amadora-Parede, Sesimbra- Liga Algés, Paço de Arcos-Tigres e Stella Maris-Sintra. ª Divisão Zona 7ª Jornada: Odivelas-Sp. Marinhense.7-. Classificação Santa Cita Ac. Coimbra U. Entronc. Marrazes Ol. Hospital HC Lourinhã Lobinhos Odivelas Vialonga Sp. Marinhense Arazede Bom Sucesso J V E 6 D G P Próxima jornada, 9 Março: Arazede-Sp. Marinhense, Santa Cita-U. Entroncamento, HC Lourinhã-B. Sucesso, Vialonga- Ac. Coimbra, Lobinhos-Marrazes e Ol. Hospital-Odivelas. Artes Marciais Vale Tudo procura espaço autónomo Mestre Ricardo Silva apresentou projecto junto da Câmara Municipal no sentido de criar centro de artes marciais e desportos de combate em Tomar Existe no concelho de Tomar desde 9 e desde então que o mestre, Ricardo Silva, tem procurado, até hoje sem sucesso, um espaço que responda às necessidades de quem quer praticar MMA Artes Marciais Mistas. Trata-se de um desporto de combate com metodologias de treino que adopta as técnicas mais eficazes de entre as várias artes marciais. É por isso mais comum ser conhecido como Vale Tudo. Actualmente a modalidade é praticada no Pavilhão Municipal de Tomar. Já chegou a ter quinze alunos assíduos, mas este mês houve uma quebra maior, explica o mestre, de 5 anos de idade, natural de Tomar, que iniciou o seu percurso nas artes marciais em 99, no Karaté, por intermédio do mestre Careca. Em 9 e depois de passagem pelo Taekwondo, avançou para a constituição da modalidade MMA em Tomar. Primeiro em Carvalhos de Figueiredo e agora no Pavilhão Municipal a grande dificuldade tem sido em encontrar um espaço com autonomia para que possa ser devidamente equipado. É preciso um local para fixar sacos de boxe, tatamis e fixar cordas de ringue. Mas se o segundo problema é ultrapassado da forma possível com colchões, o primeiro não tem ainda solução à vista. Para ultrapassar a questão Ricardo Silva fez um levantamento de todas as modalidades ligadas a desportos de combate e artes marciais apresentando um projecto junto da Câmara Municipal para criação de um espaço que a todas desse resposta. No fundo, seria criar um centro de artes marciais e desportos de combate devidamente equipado, com material próprio e adequado onde se possa realizar eventos desportivos sem ter que recorrer a terceiros. Em Tomar Ricardo Silva enumerou onze disciplinas praticadas em Tomar por um número elevado de jovens: Judo, Ju-Jutso, Aikido, Kickboxing, Boxe, Kung Do Te,/Full Contact, Karate Shotocan, Ninjutso, Tai Chi Chuan,/Chi Kung e MMA. O investimento previsto ronda os 65 euros na aquisição de material como ringue novo, sacos de boxe, suportes para o saco e tatamis (6 unidades). Torres Novas e......os Templários De acordo com Ricardo Silva, o ginásio da Nabância reúne as condições essenciais para a prática de desportos de combate. Entre as vantagens apontadas pelo projecto encontramse a realização de estágios e seminários mas também a possibilidade de trabalhar com as associações e federações das diferentes modalidades. Como exemplo, Ricardo Silva deu o evento internacional de artes marciais que se realiza em Torres Novas e reúne anualmente cerca de 5 mil participantes, de mais de três dezenas de países. Nota curiosa apontada pelo mestre é o facto de ser sob o desígnio dos Cavaleiros dos Templários que a prova é anunciada. ICCK Worldwide Championships Torres Novas Portugal Home of Night Templars (Campeonato do Mundo ICCK Torres Novas Portugal A casa dos Cavaleiros Templários). O mestre não tem dúvidas que, aproveitando este filão, a prova poderia ser realizada em Tomar e obter vantagens para o turismo. Tiago Duarte vice-campeão em prova internacional Tiago Duarte, da equipa Full-Contact MMA de Tomar, conquistou o segundo lugar no segundo campeonato internacional ADC II Warriors Path, organizado pela Arte do Combate no passado dia 6 de Fevereiro em Vila do Conde. O tomarense alcançou o segundo lugar internacional na categoria +9 Kg, acompanhado por Flávio Bruno e o treinador da modalidade, Ricardo Silva. A de Outubro tinham participado no primeiro evento desta organização, sendo os primeiros atletas tomarenses a representar Tomar numa competição de artes marciais mistas, alcançando, também aí, o segundo lugar na categoria -7Kg e o terceiro lugar em - 9Kg. MMA é praticado no Pavilhão Municipal de Tomar Ricardo Silva

36 6. 7 de Março de» Judo Raquel Costa vice-campeã nacional de cadetes A judoca Raquel Costa (- 7Kg), da Gualdim Pais, conquistou a medalhas de prata no campeonato nacional de cadetes que decorreu em Sangalhos no passado fim-de-semana. A prova define os representantes da selecção nacional para e contou com a participação de cinco representantes da Gualdim Pais. Ao ficar no segundo lugar, Raquel Costa mantém o lugar na equipa nacional que ocupa há quatro anos. Em relação aos restantes elementos, Fábio Carvão, em -6Kg e Rui Costa em -66Kg, classificaram-se ambos na sétima posição. Já Diogo Simão, em -55Kg, apesar de ter obtido uma primeira» Canoagem vitória, foi afastado já na repescagem. Open FPJ Ainda em Sangalhos, decorreu também o Open FPJ que contou com a participação de Igor Sampaio e Renato Inácio, da Gualdim Pais. Nenhum dos dois conseguiu ir além da primeira vitória o que impediu a ida a repescagem, numa prova que era para ambos de classificativa individual. Com estes judocas a Gualdim Pais prepara agora o apuramento para o Campeonato Nacional de sub- a realizar já no próximo dia de Abril. Nabância terceira no nacional de slalom A secção de canoagem da Nabância classificou-se, colectivamente, em terceiro lugar na primeira prova do circuito nacional de slalom que se realizou na pista do Penedo do Açuca, rio Tâmega, em Amarante. A organização pertenceu ao Aventura Marão Clube, Associação de Clubes de Canoagem do Porto e Federação Portuguesa de Canoagem. Os canoistas da Nabância obtiveram as seguintes classificação: K Infantis Pedro Lopes, 5º lugar; K Cadetes Luís Antunes, 7º lugar e Afonso Antunes, 9º lugar; K Junior: Miguel Matos, º lugar; K veteranos A Vítor Pereira, º lugar; K Veteranos B: Artur Matos, º lugar. TARóLOGA, CARTOMANTE, CONSELHEIRA ESTá FARTO(A) DA VIDA, TUDO CORRE MAL? CASAMENTO, UNIõES, EMPREGO, AMOR, SAúDE, NEGóCIOS. ACABO COM TODOS OS TRABALHOS, MAGIA NEGRA, SIGILO ABSOLUTO. NãO SOU MELHOR, NãO SOU PIOR, SOU DIFERENTE A LIVRá-LO(A) DOS SEUS PROBLEMAS, TUDO FAçO PARA ISSO. ATENDO HOMENS E SENHORAS. DESLOCO-ME A CASA DOS CLIENTES Raquel Costa liderou nas medalhas da Gualdim Pais» Futebol Veteranos do U. Tomar foi quarto em Santarém O U. Tomar ficou em quarto lugar no torneio futebol de veteranos organizado pelo U. Santarém e que vai na XVIII edição. Para além da equipa da casa e dos nabantinos a prova contou ainda com o V.Guimarães e Bragança. O torneio teve lugar no estádio Chã das Padeiras, que se apresentava em muito mau estado. No jogo inicial o U. Tomar defrontou a equipa da casa, o U. Santarém e com alguma injustiça, acabou por sair derrotado por -, num jogo com pouco qualidade, mas com mais pendor ofensivo para os tomarenses. Com esta derrota o U. Tomar disputou o jogo de atribuição de º e º lugares perante o Bragança, que tinha perdido com o Guimarães por -. Entrou melhor o U. Tomar, marcando cedo e dominando quase todo o jogo. No final alguma falta de sorte aliada a alguma quebra física permitiram ao Bragança empatar o jogo, vencendo depois na lotaria dos» Ginástica penalties por 5-. No final houve lugar a um jantar-convívio no refeitório da Câmara Municipal de Santarem, onde foram entregues os prémios. O U. Tomar levou para casa o prémio de melhor marcador, por Alexandrino Campos, que marcou apenas um golo mas era o mais velho entre todos os goleadores. Jogaram pelo U. Tomar: Saco, Martins, Tapadas, Roberto e Zé da Fruta; Mesquita, Molesa e Xavier; Rui Pinto, Eduardo Fortes e Alexandrino. Suplentes utilizados: Paulo Santos, João Santos, Cajada, Toni, Zé Tó, Ferreirita, Lino e Porfírio. Treinador: Tótoi. Resultados U. Santarém U. Tomar...- Guimarães Bragança... - U. Tomar Bragança...- (-5 gp) U. Santarém Guimarães..- Encontro na Gualdim Pais A Secção de Ginástica-Trampolins da Soc. Gualdim Pais organizou o III Encontro Ginástica e Amizade /, que se realizou no Pavilhão daquela colectividade no sábado, dia. Este encontro contou com a participação de delegações de ginastas e treinadores do Futebol Clube Goleganense, Clube de Trampolins de Salvaterra e Clube Futebol Estevense, para além da Gualdim Pais. O objectivo era proporcionar aos ginastas mais jovens, classes de Saltitões (dos aos 5 anos), Cangurus (dos 6 aos 8 anos), Infantis (9/ anos) e níveis, uma oportunidade para mostrarem em ambiente de convívio, o seu desenvolvimento no âmbito da ginástica e dos trampolins. Estes eventos desportivos decorrem desde 9 como forma de possibilitar aos ginastas envolvidos mais convívios e competições amigáveis, uma vez que o seu quadro competitivo nacional/ regional prevê a realizações de poucos eventos. Para além dos ginastas, treinadores e dirigentes, marcaram presença muitos familiares. Foi uma manhã de sábado, plena de alegria e boa disposição, em que os cerca de 6 ginastas puderam divertirse e demonstrar as suas habilidades gímnicas, acompanhados pelos seus treinadores, monitores, ginastas de classes mais avançadas que fizeram questão de participar neste convívio desportivo.

37 7 de Março de.7» Futsal Riachense perde terreno O Riachense perdeu terreno na liderança da fase de apuramento de campeão ao perder os primeiros pontos desta fase, na recepção à Sabacheira (- ). O Carvalhos de Figueiredo está agora a apenas um ponto do líder da prova, depois da vitória por - sobre a Conforlimpa. Logo a seguir surgem Fátima e Sandoeirense com sete pontos, um claro sinal da competitivadade e equilíbrio da série, quando ainda vamos apenas a caminho da quinta jornada, que nos reserva mais alguns encontros escaldantes, com destaque para o Sandoeirense-Riachense. Liderança repartida no apuramento da ª Divisão Na fase de apuramento da ª Divisão a liderança está repartida entre quatro equipas, Juv. Ouriense, Tramagal, CB Golegã e UDP Cabiçalva, todas com seis pontos, estando por isso, ainda tudo em aberto. Apuramento Campeão Riachense-Sabacheira...- Fátima-Sandoeirense C. Figueiredo-Conforlimpa...- DNO-Achete...- Classificação Riachense C. Figueiredo Fátima Sandoeirense Achete Sabacheira Conforlimpa DNO Classificação Ouriense Tramagal C.B. Golegã UDP Cabiçalva C. Ferroviária Azinhaga V.C.Santarém Rib. Fárrio Louriceirense J J V V E E D D G Apuramento ª Divisão G P Próxima Jornada (9/): Fátima-DNO; Conforlimpa-Sabacheira; Achete-C. Figueiredo; (/): doeirense-riachense San. UDP Cabiçalva-Louriceirense.8-5 Azinhaga-VC Santarém...7- Juv. Ouriense-C. Ferroviária..- Rib. Fárrio-CB Golegã...- Folgou: Tramagal P Próxima Jornada (9/): VC Santarém-UDP Cabiçalva; Golegã-Juv. Ouriense; Tramagal-Azinhaga; Louriceirense- Rib. Fárrio Folga: C. Ferroviária Hugo 'Sonae' garantiu vitória O Carvalhos de Figueiredo obteve no sábado, uma vitória bem conseguida na recepção à Conforlimpa. A equipa liderada por Paulo Simões venceu a partida com três golos sem resposta, recuperando assim da melhor forma do desaire da semana anterior que a deixou fora da Final Four da Taça Ribatejo. O - pode parecer que se tratou de uma vitória fácil, mas, não foi o caso. O início de jogo foi equilibrado, com o C. Figueiredo a parecer mais esclarecido, mas, também mais nervoso. Do outro lado a Conforlimpa revelou-se uma equipa bem organizada e muito coesa, sem grandes individualidades, destacando-se o colectivo, o que obrigou o C. Figueiredo a trabalhos redobrados. O primeiro golo do encontro surgiu já em cima do intervalo, depois de uma fase em que o C. Figueiredo estava mais pressionante, mas, tinha visto uma bola embater na baliza à guarda de Décio. O golo foi obtido pelo jovem Guilherme a quem Paulo Simões tem dado cada vez mais minutos. Luís Marques ganhou na 'raça' ao defesa adversário e cruzou para a área onde Guilherme surgiu para inaugurar o marcador. No segundo tempo o ritmo de jogo continuou elevado e neste período há a destacar as boas prestações de Décio que se revelou um obstáculo intransponível para a equipa visitante e Hugo Sonae que apontou os golos que selaram a vitória da sua equipa. O defesa Hugo 'Sonae' fundamental na vitória do C. Figueiredo demonstrou estar a atravessar um bom momento de forma, dando uma preciosa ajuda à sua equipa, que continua no segundo posto da classificação, com nove pontos. Este sábado o C. Figueiredo visita o Achete. C. Figueiredo, Conforlimpa, A Sabacheira foi a primeira equipa a conseguir roubar pontos ao líder Riachense na fase de apuramento de campeão. Depois de duas derrotas nas duas últimas partidas, a equipa liderada por Marco Duarte demonstrou ainda estar em jogo ao empatar com o Riachense a quatro bolas, numa partida em que Tiago Costa 'Palhaço' voltou a ser o principal destaque ao ter apontado os quatro golos da sua equipa. A Sabacheira entrou a todo o gás no encontro, surpreendendo o adversário, prova disso o - registado no marcador ao intervalo. A Sabacheira efectuou uma primeira parte de grande nível, onde se conseguiu superiorizar ao adversário que talvez tenha pago a factura de algum excesso de confiança motivado pela fase menos boa que a formação do concelho de Tomar vinha a atravessar. No segundo tempo o Riachense entrou com outra atitude e conseguiu igualar a partida. Palhaço' marcou quatro golos Do outro lado a Sabacheira reagiu bem e voltou para a frente do marcador, no entanto, por pouco tempo, pois o Riachense voltou a empatar. O jogo estava vivo e recheado de Pavilhão de C. Figueiredo Árbitro: Amâncio Sequeira Intervalo: - C. Figueiredo: Décio, Márcio, Simões, Bruno Ferreira e Ruben Suplentes utilizados: Ricardo Freitas, Guilherme, Luís Marques e Hugo Sonae Golos: Guilherme e Hugo 'Sonae' () Treinador: Paulo Simões Sabacheira trava líder com 'Palhaço' em grande emoção, com a Sabacheira a voltar para a frente do marcador e quando parecia perto de garantir a vitória, que não seria motivo de espanto pela boa atitude apresentada em campo, o Riachense ainda alcançou o - final. Este sábado a Sabacheira volta a jogar fora de portas, desta feita, com a Comforlimpa. Riachense, Sabacheira, Pavilhão Municipal de Riachos Árbitro: Filipe Rpdrigues Intervalo: - Sabacheira: Cobra, Moutinho, Capela, Tiago Costa 'Palhaço', Capela e Marco Ferreira Suplentes utilizados: Mário Silva, Mandioca, Sérgio Vaz e Seca Golos: Tiago Costa 'Palhaço' () Treinador: Marco Duarte Agora em Tomar, o seu stand de automóveis, com semi-novos e usados de confiança VIATURAS GASOLINA CITROEN C. AIR DREAM - Mar. -.75, CITROEN C. Sx c/ac Mar.8 8.5, CITROEN C. C/ Sx A/C - Mar. 8-9,5, FIAT GRAND PUNTO. Free Mar.8 9.5, FORD FOCUS. Trend Jul.7.5, FORD FIESTA.5 First Edition - Mar , HONDA CIVIC IMA - Abr , NISSAN MICRA. - JUN , NISSAN PRIMERA.6 Elegance Mar..5, OPEL CORSA. Enjoy Jul , OPEL CORSA. Enjoy - Set. -.5, PEUGEOT 6. Color Line - Jul , RENAULT CLIO. Dinamique Fev.7 8.9, RENAULT CLIO. Dinamique Mar.7 8.9, RENAULT CLIO. Dinamique - Jul , RENAULT SCENIC. - Abr , ROVER 5 Classic c/ AC Jan. 5.9, SEAT IBIZA. Style c/ AC Jun.9.5, SEAT IBIZA. Reference c/ac Jun.7 9.5, SEAT IBIZA. Reference c/ac Mar , SKODA ROOMSTER. STYLE - JUN , SMART FORTWO 7CV Mar , SMART FORTWO PASSION Dez , TOYOTA Iq. Jul.9.75, VOLKSWAGEN GOLF. 6v Abr. 6.75, VOLKSWAGEN POLO. C/ AC Mai , VOLKSWAGEN POLO. C/AC - Jun , VIATURAS GASóLEO AUDI A Avant. TDI cv Nov.8.9, BMW D Touring Out.7 5.9, BMW 55 D Touring , CITROEN C. HDI - Abr , CRYSLER C CRD - Fev , FORD C-MAx.6 TDCI - Jul , FORD C-MAx.6 TDCI - Jul , FORD FOCUS.6 TDCI - Jul , FORD FIESTA TDCI - Nov , KIA PICANTO CRDI - Jun , OPEL ASTRA CARAVAN. CDTI - 7.9, OPEL CORSA. CDTI Ecoflex Fev.8.9, OPEL CORSA. CDTI Ecoflex Jun.8.5, OPEL CORSA. CDTI Silver Mar.6 9.9, R. LAGUNA Break.9 DCI Set..75, R. MEGANE Break.5 DCI - Mai. -.5, R. MEGANE BREAK.5 DCI - Jun , R. MEGANE.5 DCI 85cv- Jan , R. MEGANE BREAK -.5 DCI Nov , SEAT LEON.9 TDI ECOMOTIVE - Mai , SEAT IBIZA. TDI STYLE Abr.8.9, SEAT IBIZA. TDI Reference Mar.7.5, SKODA SUPERB.9 TDI Abr. 5.9, TOYOTA YARIS. Mai. 6.5, VW GOLF. TDI - Jun , WV POLO. TDI Play & Go Jun.7.5, WV POLO. TDI ConfortLine Set.7.9, WV POLO TDI Jan. 7.9, VIATURAS TODO O TERRENO NISSAN TERRANO.7 TDI VIATURAS COMERCIAIS CITROEN Berlingo.9 D.5, OPEL CORSA. CDTI - Jun , PEUGEOT 6. HDI - Set , SEAT IBIZA. TDI C/AC - Mar. -.9, VW POLO. TDI - Ago , VW CANDY. C/AC - Jul , MONOVOLUMES CRYSLER VOYAGER.5.75, MITSUBISHI GRANDIS. - Jan , SEAT ALHAMBRA.9 TDI - SET , VIATURAS DESCAPOTAVEIS MERCEDES-BENZ SLK Ago.7.5, NISSAN MICRA. Accenia , MOTO YAMAHA TDM - -.5, Viaturas s/garantia PEUGEOT Mai , AUDI 8.9 TDI - Dez , VW GOLF. - Dez , Em Tomar Estrada Nacional, Venda Nova Tel.: 9 55 ou 9 Também em Lisboa, Loures e Cascais

38 8. 7 de Março de O Templário n.º 6-7// RITA MAGALHãES NOTÁRIA CerTiFiCo Para efeitos de publicação que, por escri-tura de Justificação, lavrada aos dois de Março do ano de dois mil e onze, de folhas quarenta e sete a folhas quarenta e oito verso do Livro de Notas número Cento e Oitenta e Um-A, no meu Cartório Notarial, sito na Rua Galileu Saúde Correia, número nove-c, Pragal, em Almada: FRANCISCO MARIA LOPES, natural da freguesia de Carregueiros, concelho de Tomar, e mulher MARIA NARCISA ROS- DRIGUES LOPES, natural da freguesia de Moitas Venda, concelho de Alcanena, casados sob o regime da comunhão geral de bens, residentes na Rua Moniz Barreto, n.º6, cave esquerda, Lisboa, NIFs e , intitularam-se donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do prédio urbano, composto de rés do chão, destinado a habitação, com três casas assoalhadas, uma cozinha, uma casa de banho, um corredor e uma varanda, com a área coberta de noventa e nove metros e setenta e cinco decímetros quadrados e com a área descoberta, destinada a logradouro, com mil quinhentos e oitenta metros e vinte e cinco decímetros quadrados, sito no lugar de Brazões, freguesia de Carregueiros, concelho de Tomar, confinando a norte com Eurico Luíz, Sul e Nascente com Valentim Lopes Plácido, e Poente com Estrada Pública, inscrita na matriz urbana da dita freguesia em nome do ora justificante varão, sob o artigo seiscentos e quarenta e seis, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Tomar. Que, no princípio no ano de mil novecentos e setenta e dois, entraram na posse de uma parcela de terreno para construção com a área de mil seiscentos e oitenta metros quadrados por tradição, face ao pagamento integral do preço que ajustaram por contrato de compra e venda verbal que celebraram com os primeiros ante possuidores, VALENTIM LOPES PLá- CIDO e mulher LEONILDE DO ROSáRIO, casados sob o regime da comunhão geral de bens, e residentes em Brazões, freguesia de Carregueiros, concelho de Tomar. Que, os primeiros ante possuidores, haviam iniciado a posse sobre a dita parcela de terreno para construção por volta do ano de mil novecentos e setenta por a haverem adquirido por contratro de compra e venda verbal que ajustaram com o segundo ante possuidor, ABÍLIO AU- GUSTO FARIA, divorciado, residente em Brazões, da dita freguesia e concelho. Que, ainda no ano de mil novecentos e setenta e dois, os ora justificantes mandaram inciar a construção da casa de rés do chão supra identificada para sua habitação, que ocuparam no início do ano de mil novecentos e oitenta e três. Que têm exercido a posse deste prédio urbano, desde da indicada data, usando e fruindo de todas as suas utilidades, fazendo a sua conservação e benfeitorias, pagando os impostos devidos, em termos ininterruptos e exclusivos, tendo adquirido e mantido a sua posse sem a menor oposição de quem quer que fosse e com o conhecimento de toda a gente, agindo sempre pela forma correspondente ao exercício do direito de propriedade, tendo por isso uma posse pública, pacífica, contínua e de boa fé, que dura há mais de vinte anos, pelo que adquiriram por usucapião, não tendo, todavia dado o modo de aquisição, documento algum que lhes permita fazer a prova do seu direito de propriedade para efeito de registo na competente Conservatória do Registo Predial. Que, apesar das buscas efectuadas nos Cartórios mais próximos, não conseguiram obter qualquer documento formalmente válido que lhes permitisse efectuar o registo na Conservatória do Registo Predial. Que, pelos factos supra invocados, outorgaram a escritura de justificação notarial de aquisição por usucapião da propriedade do dito prédio urbano, que lhes permita efectuar o resgisto na Conservatória do Registo Predial. É certificado que fiz extrair e está conforme o orignal. Almada, aos dois de Março de dois mil e onze R A Notária Rita Magalhães. O Templário n.º 6-7// JUNTA DE FREGUESIA DE SãO PEDRO DE TOMAR edital nº 6 ANTóNIO MARQUES VICENTE, PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE SãO PEDRO DE TOMAR: FAZ SABER que ao concluir cinco anos após a data de inumação, se irá proceder à exumação das ossadas dos cadáveres inumados nos covatos abaixo mencionados do cemitério Paroquial de São Pedro de Tomar a seguir discriminados: Secção Norte N.º Covato Letra C D B E F F J N Q Q A G R A A- A- A- B L V X Y Y Z Z F I L L M O V Nome Maria da Conceição Maria Ana Banha Secção Sul Leopoldina de Jesus Rosa Maria Gonçalves Fernandes Manieis Emília de Jesus Percilio Ludovina Maria José da Silva Marques Gabriel Ferreira Martins Manuel António Lopes Ferreira Fernando Ferreira Cotovio Manuel Lourenço Martins Belmira Maria G. Catarino Abílio Tomás Manuel da Conceição Brites Maria do Carmo Manuel Luis Antónia Olinda Manuel da Silva Perninha Manuel Alves Alda Faustino Domingos Manuel António de Matos Serôdio Armindo Almeida Manso Ludovina Maria Ferreira Rita Maria Mário Dionísio Rosa Garcia José António Marques Manuel José de Matos Maria Olinda Baptista José Antunes Catarino Maria Narcisa Salvador António Secção Centro Assim, nos termos do art.º alínea a) do regulamento do Cemitério, pelo presente são os interessados convidados a, no prazo de trinta dias após a publicação, acordarem com os serviços desta Junta, à exumação ou conservação de ossadas, e uma vez recebido o requerimento, a comparecer no cemitério no dia e hora que vier a ser fixado para esse fim. Mais se torna público que findo o referido prazo sem que os interessados promovam qualquer diligência no sentido de acordar as exumações, serão estas efectuadas de acordo com o regulamento, sendo inumadas nas próprias sepulturas. E, para constar, se publica o presente edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares do costume, sendo ainda publicado na Imprensa Local. São Pedro, 6 de Março de O Presidente da Junta de Freguesia de São Pedro de Tomar Antonio Marques Vicente PRECISA-SE DE PEDREIROS CONTACTO: Morada Portela Alverangel Bairrada Maxieira - Cantinho de Stª Maria Coito Casalinho Quinta do Falcão Alverangel Coito Quinta do Falcão Marianaia Casal Velho Sintra Coito Vale Florido Vermoeiros Pesqueira Marianaia Maxieira Torre de Cima Bairrada Vermoeiros Casalinho Coito Bairrada Portela Casal Deus Bairrada Alverangel Nossa Sr.ª de Fátima Lisboa Bemposta Cardelas Data Falecimento Jornal o Templário wwww.otemplario.pt Tel.: 97

39 7 de Março de.9 Jovens de Paialvo em passeio Por iniciativa da Junta de Freguesia de Paialvo um grupo de jovens visitou no dia 9 o Centro de Ciência Viva Parque de Astronomia em Constância e o Parque Ambiental de Santa Margarida.

40 . 7 de Março de Construir saúde mental Introdução O Templário n.º 6-7// Alunos do.º mestrado em enfermagem, saúde mental e psiquiatria do IP Leiria Fisioterapia O processo de construção de saúde mental inicia-se logo no útero materno e estende-se ao longo do ciclo de vida terminando, naturalmente, com a morte. A entrada para o infantário, para a escola primária, a adolescência, a faculdade, a inserção no mercado de trabalho, a menopausa/andropausa, a reforma são acontecimentos de vida que, se não forem vividos saudavelmente ou se falharem mecanismos de adaptação, as pessoas poderão desenvolver doença mental. O combate à violência e à discriminação (identidade sexual, etnia, género, religião, política, estatuto social, doenças) são uma responsabilidade pessoal e colectiva que também visa a prevenção da doença mental. As políticas de saúde mental envolvem sectores da saúde, sociais, educação, emprego, habitação, ambiente, cultura, comunicação social e justiça. A implementação de programas de promoção de saúde mental nas escolas, locais de trabalho, instituições da.ª idade é de extrema importância, pois é onde as pessoas passam grande parte das suas vidas. A nível dos recursos humanos é fundamental incluir na formação de base das profissões de cariz social e educacional temáticas relacionadas com a promoção da saúde mental. As competências adquiridas pela informação através dos meios de comunicação social são fulcrais para a adopção de estilos de vida saudáveis, assim como, ajudam a diminuir o estigma da doença mental e a marginalização de pessoas. A promoção e patrocínio de actividades desportivas e culturais, nomeadamente práticas desportivas adequadas à faixa etária e demonstrações públicas (espectáculos) das mesmas, dança, teatro, cinema, música e exposições, são uma forma salutar de promover a saúde mental e a igualdade de oportunidades. Tendo em conta que a infância e a adolescência são a base de sustentação da saúde mental é fundamental investir fortemente no desenvolvimento harmonioso e feliz nestas etapas da vida, com repercussões positivas a longo prazo. Muitas doenças mentais têm o seu inicio nesta fase do ciclo de vida e agravam-se na idade adulta. Existem estudos que referem que mais de 5% das doenças mentais começam na adolescência. Estas doenças trazem encargos financeiros e sociais muito pesados para a própria pessoa, sua família e comunidade. Em suma, os conhecimentos fazem com que as pessoas estejam mais despertas para atitudes e comportamentos compatíveis com doença mental, assim como, tenham mais potencial para adoptarem estilos de vida mais saudáveis, promotores de saúde mental. Os leitores que quiserem apresentar dúvidas ou sugestões sobre o tema poderão fazê-lo para o Prótese da anca A prótese da anca (PA) consiste na substituição total ou parcial da articulação da anca por uma peça metálica. Existem movimentos que podem luxar a sua prótese, ou seja, a prótese pode sair do lugar, e para que isso não ocorra é muito importante seguir um programa de fisioterapia adequado e as orientações dadas pelo fisioterapeuta, a fim de ter uma recuperação mais rápida e alcançar uma boa qualidade de vida. Siga alguns conselhos após a cirurgia: Para se sentar e levantar da cadeira estique a perna operada para a frente, apoiando-se nos braços. Não cruze as pernas. Quando dormir para o lado são coloque uma almofada entre as pernas. Não rode o corpo sem mexer os pés. Não se sente em cadeiras baixas. Entre e saia do carro com movimentos lentos. Evite apanhar objectos do chão. Cláudia Ferreira Mendes Evite conduzir ou fazer viagens prolongadas. Evite transportar pesos ou fazer actividades que sobrecarreguem a anca. Tome banho no «poliban», evitando usar a banheira pois torna-se difícil entrar e sair da mesma. Para ajudar na sua recuperação o doente deve: Seguir os conselhos dados pelo fisioterapeuta. Fazer os exercícios que o fisioterapeuta ensina. Caminhar tal como lhe foi ensinado a fazer. Alertar o fisioterapeuta para qualquer alteração que possa surgir. Fisioterapeuta MUNICÍPIO DE TOMAR DEPARTAMENTO DE ORDENAMENTO E GESTãO DO TERRITóRIO AviSo nº / RELATóRIO DE PONDERAÇãO DOS RESULTADOS DA DISCUSSãO PÚBLICA DO PLANO DE PORMENOR DO PARqUE DESPORTIVO DO AÇUDE DE PEDRA Fernando Rui Linhares Corvêlo de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Tomar, em cumprimento e para os efeitos do disposto no n.º 8 do artigo 77.º do Decreto-Lei n.º 8/99 de de Setembro, com a redacção conferida pelo Decreto-Lei n.º 6/9, de de Fevereiro, torna pública a PONDERAçãO DOS RESULTADOS DA DISCUSSãO PúBLICA DO PLANO DE PORMENOR DO PARQUE DESPORTIVO DO AçUDE DE PEDRA, analisada e homologada pelo executivo municipal, em reunião de de Fevereiro de. A proposta de plano de pormenor, foi analisada e objecto de parecer favorável, emitido pela Comissão Técnica de Acompanhamento, na CCDRLVT, em 8 de Outubro de 9. Em de Setembro de, a Câmara Municipal de Tomar deliberou submeter a discussão pública a proposta de Plano de Pormenor do Parque Desportivo do Açude de Pedra, fixando um prazo de dias úteis, com início a partir do 5.º dia útil após a publicação de aviso de abertura do respectivo aviso no Diário da República. A discussão pública e o respectivo modo de participação, foram divulgados através do Diário da República II série 9 de Setembro de, jornais nacionais, Correio da Manhã de de Setembro de, Diário Noticias de de Setembro, Sol de de Outubro de, jornal local, Cidade de Tomar de de Outubro de, página da Internet da Câmara Municipal de Tomar, Boletim Municipal e através de avisos afixados nas Juntas Freguesia de Santa Maria dos Olivais, Pedreira e S. João Baptista. Durante o período de discussão pública a proposta de plano encontrouse disponível nos serviços da Divisão de Planeamento Físico, situados no Edifício Escavação, Rua Marquês de Tomar. Foram disponibilizadas, peças escritas e desenhadas da proposta de plano. Os avisos acima publicitados, continham a indicação do período de discussão pública, os locais em que os munícipes podiam proceder à consulta e os respectivos elementos disponíveis. Durante o período de discussão pública os interessados apresentaram as suas reclamações, observações, sugestões e pedidos de esclarecimentos por escrito devidamente fundamentados e no local de consulta. Foram apresentadas três participações escritas, através das quais os exponentes, referiram questões enquadradas no âmbito de eventuais direitos subjectivos. Duas, foram objecto de parecer jurídico, homologado pelo executivo em reunião pública de de Fevereiro de, não tendo sido consideradas. Todas as exposições apresentadas foram objecto da devida resposta, nos termos do n.º 6 do art. 77º do diploma acima indicado. Paços do Município, de Março de. O Presidente da Câmara Municipal Fernando Rui Linhares Corvêlo de Sousa

41 7 de Março de. - Psicologia Clínica - Psicoterapia de grupo - Pedagogia terapêutica - Psicopedagogia - Terapia Mindstation (Hiperactividade Dislexia) - Terapia Sacro-craniana - Yoga para crianças - Iridiologia - Espaço Família (Gratuito) - Terapia Ocupacional - Consultoria Psicopedagógica para a Educação - Terapia da Fala Promind, Lda Rua general Fernando Oliveira, 7-95 Tomar Tlf.: Tlm.: Unhas de Gel aplicação ManUtenção 5 contacto: 9959 SoCiedAde recreativa CurvACeirenSe A Direcção desta colectividade nada tem a ver com a carta anónima escrita em nosso nome a caluniar de caloteiro o nosso sócio n.º, sr. Constantino Bernardo, por ter em atraso as suas quotas, as quais até já estão liquidadas até ao ano de. Lamentamos profundamente o sucedido. O Presidente, António Branco Largo do Forno - Casais da Igreja 5-7 Assentiz MEDICINA GERAL E FAMILIAR Dr. João Moura Drª. Ana Gonçalves CLÍNICA DENTÁRIA E IMPLANTOLOGIA Dr. Pedro Pombo Dr. José Maria Maltez PSICOLOGIA CLÍNICA Drª. Joana Neves TERAPIA DA FALA Drª. Sara Reis ACUPUNCTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Dr. Basílio Pereira MASSAGEM TERAPÊUTICA Rute Mazza ANÁLISES CLÍNICAS Lab. Fernanda Galo.Lda. MARCAÇÕES: DAS 9H às h e das h às 8h ou pelo telefone V í t o r V i a n a E c o n o m i s t a / c o n s u l t o r E s t u d o s E c o n ó m i c o s f i n a n c E i r o s. c o n t a b i l i d a d E E f i s c a l i d a d E ( t o c ). a u d i t o r i a / a c o m p a n h a m E n t o à g E s t ã o t m : 9 w w w. V i t o r - V i a n a. c o m F R A N C I S C O C R U Z oftalmologista Tel Fax CDT - Centro de Diagnóstico e Tratamento de Tomar, Lda. Av. Ângela Tamagnini, - º Tomar L U Í S M AT E U S Neurocirurgião Assistente Hospitalar Consultas por marcação C.D.T - Tomar R. Ângela Tamagnini, n.º - Tel.: arrenda-se CaSaS De HaBitaÇÃo e armazém em CaBeÇaS telem.: PAULO VASCO Médico Urologista (Rins e Vias Urinárias) Consultas por marcação TELEFONE e 9 Rua António Joaquim Araújo, -555 Tomar

42 . 7 de Março de C E D E - S E P A P E L A R I A COM RECHEIO, VENDA DE jornais, REVISTAS, fotocópias, TABACO E LIVROS ESCOLARES. CONTACTO: Casa do benfica em Tomar ASSembleiA GerAl ConvoCATóriA Nos termos e para os efeitos do disposto do Artº. 8 dos estatutos, convoco os senhores associados para comparecerem na reunião da Assembleia Geral, que se vai realizar na Sede Social (Rua Professor Andrade, 9- em Tomar) no dia de Abril de, pelas. horas, com os seguintes pontos de Ordem de Trabalhos: - Apresentação do Relatório de Contas relativo ao ano de - Eleição dos Orgãos Sociais para o biénio - - Outros assuntos. Nota: se à hora agendade não houver número legal de sócios que assegure a efectivação da reu-nião, a mesma iniciar-se-á uma hora depois, independentemente do número de sócios presentes. Tomar -- O Presidente da mesa da Assembleia Geral Dr. Alexandre Correia Leal Sociedade recreativa e musical da pedreira ASSembleiA GerAl ConvoCATóriA Ao abrigo dos Estatutos, artigo 9º, parágrafo, alínea b), e da Lei, convoco uma Assembleia Geral ordinária para o dia de Março de, domingo, pelas 5H, na sede sita em Pedreira, com a seguinte Ordem de Trabalhos: Discussão e votação do relatório e contas da Direcção do ano de, bem como do parecer do Conselho Fiscal Homenagem ao maestro Mário de Oliveira Moura, com colocação de fotografia Outros assuntos de interesse único) Se à hora marcada não estiverem presentes mais de metade dos associados, reunirá a Assembleia trinta minutos depois, com qualquer número de associados presentes. Pedreira, de Março de O Presidente da Assembleia Geral José Henriques Mendes Clube de Caça e pesca da Zona dos Templários ASSembleiA GerAl ConvoCATóriA Nos termos do artigo º do capitulo IV dos estatutos do Clube de Caça e Pesca da Zona dos Templários, venho convocar a Assembleia Geral or- dinária, para o dia 5 de Março (sexta-feira) pelas horas, na sede do clube, em Casas de Além, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto : Apresentação, discussão e votação do relatório de contas de gerência referente ao ano anterior e parecer do conselho fiscal. Ponto : Discussão da proposta de aumento do valor da quota anual de sócio. Ponto : Outros assuntos de interesse para a vida do Clube. Nota: se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos sócios a Assembleia reunirá mais tarde com o número de sócios prentes. Tomar, 9 de Março de O Presidente da Assembleia-Geral António Joaquim Almeida Veloso HOMEM DE 9 ANOS PROCURA SENHORA PARA ASSUNTO SÉRIO. IDADE DE 5 A 55. NÃO TENHA MEDO DE RESPONDER AO ANÚNCIO. NÃO SOU RICO, MAS SOU HONESTO. QUERO PARTILHAR O RESTO DA MINHA VIDA COM UMA SENHORA, PODER AMÁ-LA. LIGUE JÁ. T.: ACEITAM-SE PESSOAS IDOSAS PARA MAIS INfORMAÇõES CONTACTE: 9 79 Jornal o Templário wwww.otemplario.pt Tel.: 97 precisa-se pintores para a CoNStruÇÃo Civil CoNtaCto: ENFERMEIRO SERVIÇOS DE SAÚDE AO DOMICÍLIO Serviços de Enfermagem -Tratamento ferida crónica e cirúrgica; -Injectáveis, Algaliações, Entubações nasogástricas; -Preparação domicílio para reabilitação- pós doença; Ensinos manutenção de saúde, Etc Tlm vende-se moradia Em CurvaCEiras Tomar assoalhadas, cozinha, sala, wc, terraço, terreno 6 m. bom preço contacto: Vende-se ViVenda Usada, como nova, sita na choromela, composta por cinco quartos, três casas de banho, cozinha, dispensa, sala, GaraGeM com portões automatizados e logradouro com anexo. permuta-se. tel p i n t o r d e c o n s t r U ç ã o c i V i l executa trabalhos de pintura em tomar e arredores. orçamentos Grátis ; 99 6 w w w. o t e m p l a r i o. p t

43 7 de Março de. ClASSiFiCADoS TÉCNICA OFICIAL DE CONTAS AceitA contabilidade empresas/empresários experiência em AnAlíticA e controlo de Gestão Possibilidade do trabalho ser executado nas instalações do cliente contacto: arrendam-se Casas Com assoalhadas. ConTaCTo: Tel.: Fax: a c e i ta M-se i d o s o s em casa de acolhimento. boas condições. ÓptiMas referências. com preços acessíveis (zona de tomar) contacto: A LU G A - S E A R M A Z É M m, 5m pédireito, escritório e wc, bons acessos, tomar. valor: euros contacto: vende-se Firma De taxi em tomar TOMAR SENHORA DIVORCIADA, MEIGA, SIMPÁTICA, FAZ CONVÍVIO EM PRIVADO, COM POSSIVEL DESLOCAÇÃO procura-se SerralHeiroS para Ferro, a tempo inteiro ou parcial. CoNtaCto: casa de costura casa de costura - JUnto à caixa de crédito agrícola (Mata dos se-te Montes) aceita todo o tipo de encomendas para confecção de Vestidos e trajes para qualquer festa (festa dos tabuleiros). aberto das 8h às horas e das h às 8h. contacto: 9 9 SR. RECOLHA Se não tiver onde depositar os seus electrodomésticos velhos em fim de vida ou outros tipos de sucata, no concelho de Tomar, telefone para o n.º 9569 que eu vou buscar. ARRENDA-SE DOIS T, UM MOBILADO COM AqUECIMENTO CENTRAL E OUTRO SEM MOBíLIA. T COM MOBíLIA. junto à IgREjA DE S. PEDRO CONTACTOS: 999, 9696 V e n d e - s e terreno plano c/. M em alvaiázere p/ construção de casa de Madeira. com bons acessos água e luz..5 contactar: 96 8 VENDE-SE MORADIA R/C, PARA RECONSTRUIR ARREDORES DE ferreira DO ZêZERE ZONA SOSSEgADA, COM quintal. PREÇO: MIL EUROS. CONTACTO: 96 8 w w w. o t e m p l a r i o. p t

44 . 7 de Março de Para todas as idades Esta secção baseia-se na ironia e deve ser lida apenas por pessoas com espírito de humor Está visto que o O Templário é um jornal para todas as idades. Na colectividade de Aboboreiras apanhámos seniores e crianças a lerem o nosso jornal. Boa escolha! CROMOS DE COLECçãO Sem silicone Um Três anúncios leitor nas páginas fez-nos do jornal O Templário de chegar há anos. Três empresas esta de foto Tomar que desapareceram. antiga As que do vão sobrevivendo tempo seguem o lema dos que Templários: se resistir, ia persistindo. de carroça para o Nas inúmeras festas do Dia Mundial da Mulher realizadas na nossa região houve de tudo um pouco. Repescamos o tema para mostrar um bolo sugestivo numa dessas festas. Garantem as promotoras que não tinha silicone Esta secção, feita pelos leitores, destina-se à pu-blicação de fotografias tiradas com telemóvel. Para participar basta que nos envie as suas imagens por para ou para o telemóvel Uma simpática leitora enviou-nos por mms esta imagem do seu gatinho refastelado a dormir no quentinho da lareira. Há gatos com sorte Cita? A localidade de Santa Cita está um pouco escondida

45 7 de Março de.5 Dança com pratos Na colectividade da Charneca da Peralva a festa de aniversário foi tão animada que até uma simpática cozinheira pôs-se a dançar com um prato AniversAriAntes da semana 8 de Março - Maria da Luz Lopes (técnica do Convento de Cristo) 5 anos 9 de Março - Valdemar Garcias (proprietário da Casa Wladival em Dornes, Ferreira do Zêzere) anos 9 de Março - Pedro David (DJ e voz off - locutor) - 8 anos de Março - Manuel Gonçalves (advogado Tomar) 56 anos de Março - Padre Carlos Alberto Dias (pároco em Torres Novas) anos de Março - Júlio Oliveira (músico líder do Grupo de Gaiteiros de Carregueiros) 76 anos de Março - Paulo Henriques Silva (bombeiro e acordeonista) - 8 anos de Março - Diamantino dos Santos (encadernador, antigo atleta do CALMA) - 8 anos A todos, O Templário deseja muitos parabéns e longa vida com saúde. Tesouro? Num destes dias entre sol e chuva surgiu um arco-íris sobre Tomar. Dizem que há um tesouro onde acaba o arco-íris Continuemos a procurar Está dito, Está dito! Porque é que esta inauguração (do centro escolar de Casais) aconteceu assim à pressa e de forma quase envergonhada? E que coisa foi esta tão original (será para fazer moda?) de fazer uma inauguração sem convidar as entidades que efectivamente decidiram a política que levou à construção da obra e... que a pagaram?! Hugo Cristóvão -- A justiça está extremamente cara, ainda por cima com uma vigarice do Estado. Tenho que pagar as custas como se o processo fosse decidido no dia seguinte, como se o trabalho estivesse todo feito. O Estado tem na sua mão duas vezes o custo daquele processo que só vai ser decidido daí a cinco ou seis anos. José Martins Leitão O Mirante, -- Quase tudo o que disse Cavaco Silva é merecedor de aplauso colectivo: no diagnóstico, nos recados, no apelo e no rumo traçado. Joaquim Duarte O Ribatejo, -- O melhor que se pode oferecer à Galp é uma guerrazinha no Médio Oriente, ou no Norte de África, de preferência em países produtores de petróleo. E, com esse pretexto, vale tudo. José Niza Idem Arma? Os ladrões que se preparem porque a partir de agora os guarda-nocturnos vão estar armados com apitos. Isto nas cidades onde os há, porque em Tomar nem guarda-nocturnos nem apitos O Governo por indesculpável omissão nada fez até agora para disciplinar os preços dos combustíveis e impedir a escalada galpista. Mas se esta inacção governativa se deve ao facto de quanto mais altos forem os preços maior será o valor da cobrança de impostos, então estamos perante uma conivência objectiva que terá de ser punida em eleições. Idem A actual crise económica provocou novas formas de pobreza escondida, que se tornaram por vezes dramáticas. Bispo Manuel Pelino Domingues --9 À rasca andamos todos. Mas uns lutam e outros encolhem-se e encostamse... Uns são homens e mulheres da luta, outros vivem à sombra dos que lutam por eles... João José Baptista -- Com as medidas de ontem, o PS parece disposto a jogar ao ataque e a forçar o PSD a decidir-se por eleições. Editorial Público, -- Não há razões para que PS, PSD e CDS não possam fazer acordos, nem diferenças ideológicas tão vastas que os impeçam. José Pacheco Pereira Idem

46 6. 7 de Março de GDR Sabacheira festejou Dia da Mulher CArneiro / a / Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana:Cavaleiro de Espadas, que significa Guerreiro, Cuidado. Amor: Sentir-se-á muito alegre e bem disposto. Saúde: Esteja mais atento às suas necessidades fisiológicas. Dinheiro: Assuma com responsabilidade os seus compromissos profissionais. Pensamento positivo: Não desanimo perante as dificuldades nem desisto dos meus sonhos! Números da Sorte:, 8,,,, 9 Dia mais favorável:sexta-feira balança /9 a / Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: 8 de Ouros, que significa Esforço Pessoal. Amor: Procure passar mais tempo com a sua família. Saúde: Tendência para algum mau humor e irritabilidade. Faça exercícios de auto-controlo. Dinheiro:Aprenda a ser um bom gestor das suas poupanças. Pensamento positivo: Eu sei que todos os dias são bons dias, por isso esforço-me diariamente para melhorar. Números da Sorte: 7,, 8, 5, 7, 8 Dia mais favorável: domingo Participaram dezenas de mulheres Touro / a /5 Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: Valete de Espadas, que significa Vigilante e Atento. Amor: Fomente o entendimento com a sua cara-metade. Aposte no diálogo e na compreensão para revigorar a sua relação. Saúde: Consuma alimentos ricos em ferro. Dinheiro: Poderá enfrentar uma situação difícil no seu ambiente laboral. Pensamento positivo: eu sei que o momento mais importante da minha vida é o agora. Números da Sorte: 6,, 6,, 5, 8 Dia mais favorável: quarta-feira Gémeos GémeoS /5 a /6 Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: 6 de Ouros, que significa Generosidade. Amor:Torne os seus sonhos em realidade, declarando o seu amor à pessoa que preenche o seu coração. Saúde: Semana sem grandes problemas ao nível da saúde. Dinheiro: Avalie bem as suas potencialidades, pois as mudanças de ocupação estão favorecidas. Pensamento positivo: Agradeço a Deus a graça da Vida que se renova a cada dia. Números da Sorte: 7,, 9,, 5, 8 Dia mais favorável: segunda-feira CArAnGuejo /6 a /7 Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: de Espadas, que significa Afeição, Falsidade. Amor: Contribua para a harmonia familiar com uma boa base de compreensão. Saúde: Avalie o seu estado de saúde de uma forma consciente. Dinheiro: O seu desempenho profissional será recompensado mas não monetariamente. Pensamento positivo: Agradecer é sempre a melhor maneira de merecer! Números da Sorte: 8, 7,,, 9, Dia mais favorável: terçafeira leão /7 a /8 escorpião / a / Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana:Cavaleiro de Ouros, que significa Pessoa Útil, Maturidade Amor: Opte pela tolerância para resolver os seus problemas afectivos. Saúde: Faça uma alimentação mais equilibrada. Dinheiro:Semana muito favorável sob o ponto de vista profissional. O seu trabalho será reconhecido. Preocupe-se em ser bom e justo pois será feliz! Pensamento positivo: procuro ser tolerante para com todas as pessoas que me rodeiam. Números da Sorte:, 6, 7, 8, 9, Dia mais favorável: terça-feira SAGiTário / a / Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana:Rei de Ouros, que significa Inteligente, Prático. Amor:Evite conflitos com familiares por causa de assuntos financeiros. Saúde: Sentir-se-á cheio de energia e vitalidade. Aproveite para praticar exercício físico. Dinheiro: Procure não exigir tanto dos outros, quando não dá o melhor exemplo aos seus subordinados. Pensamento positivo: sei usar a minha inteligência para alcançar os meus objectivos. Números da Sorte:, 8,, 6, 7, 9 Dia mais favorável: quinta-feira CApriCórnio / a 9/ Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: Ás de Ouros, que significa Harmonia e Prosperidade. Amor: Trabalhe mais o seu lado espiritual. Saúde: Procure fazer uma vida mais saudável. Alie a alimentação equilibrada à prática de exercício físico. Dinheiro: Uma promoção poderá recompensar o seu esforço. Pensamento positivo: Procuro criar harmonia na minha vida todos os dias. Números da Sorte:7,, 7, 9,, 6 Dia mais favorável: segunda-feira A equipa que serviu as mulheres É já uma tradição em algumas colectividades e o Grupo Desportivo da Sabacheira não foge à regra. Para festejar o Dia Internacional da Mulher a associação promoveu um jantar exclusivamente para mulheres, que nesse dia foram servidas por homens. Coube também aos homens a confecção do almoço no qual participaram dezenas de mulheres de todas as idades em confraternização e convívio. As damas foram recebidas com rosas e a festa prolongou-se durante a tarde com animação musical a pensar nelas, isto enquanto os homens batalhavam com a enorme quantidade de loiça para lavar. O Presidente da Direcção, Rui Subtil, em dia de aniversário, foi surpreendido pelos parabéns de todas as mulheres com um bolo e a respectiva prenda, uma iniciativa que muito o sensibilizou. Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: Rei de Espadas, que significa Poder, Autoridade. Amor:Combine um jantar onde possa reunir todas as pessoas que são importantes para si. Saúde: Evite abusar do café, pois pode provocar-lhe fortes dores abdominais. Dinheiro: Mostre o que vale e será bem sucedido. Pensamento positivo: Tenho o poder de corrigir os meus erros, porque sei que tudo tem solução. Números da Sorte:, 7,, 8,, 5 Dia mais favorável:quinta-feira virgem /8 a /9 Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: de Ouros, que significa Dificuldade/ Indolência. Amor: Entenda os pontos de vista do seu par e procure entender que cada pessoa tem a sua própria personalidade. Saúde: Viverá momentos de grande agitação mental. Dinheiro: Dê mais valor às relações entre os colegas. Pensamento positivo: Eu venço as dificuldades com determinação e coragem, eu sei que sou capaz! Números da Sorte:, 8, 7,, 9, 8 Dia mais favorável: sábado Aquário / a 8/ Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: de Copas, que significa Amor. Amor:Os laços familiares fortalecer-se-ão e a paixão vai tomar conta de si. Saúde: Ingira bastantes líquidos. Dinheiro: Ren-tabilize o seu dinheiro e invista em algo que lhe garanta amealhar alguns lucros. Pensamento po-sitivo: O Amor alegra o meu coração. Números da Sorte: 5, 5, 6,, 7, 9 Dia mais favorável: sábado peixes 9/ a / Horóscopo Diário Ligue já! Carta da Semana: 9 de Paus, que significa Força na Adversidade. Amor: Um pequeno desentendimento poderá fazer com que ponha em risco uma amizade de longa data. Saúde: O seu descontentamento com a sua silhueta levá-lo-á a pensar, seria-mente, em fazer uma dieta. Dinheiro: A sua força de vontade será determinante para ultrapassar um desafio profissional. Pensamento positivo: Acredito que tenho força para vencer todos os desafios. Números da Sorte:,,, 9,, 6 Dia mais favorável:quinta-feira

47 7 de Março de Necrologia.7 AlviobeirA poço redondo olalhas O nosso fã número um! GrACindA da SilvA N:8//95 F:// Filhos, nora, genro e netos agradecem reconhecidos a todos que acompanharam o funeral da sua querida mãe, sogra e avó ou que de outra forma tenham manifestado pesar pelo seu falecimento. Bem hajam. Agência Fernando Mendes Tel.:9 79 Tlm.: maria da ConCeiÇão rodrigues Viúva de Sr. José Rodrigues N:/8/9 F:7// Sua familia expressa a mais profunda gratidão por todas as manifestações de pesar pelo falecimento da sua ente querida. A todos muito bem hajam. Agência Fernando Mendes Tel.:9 79 Tlm.: Ao longo destes anos de existência, há pessoas que marcaram a história deste grupo, e que se tornaram para nós pessoas especiais. Hoje queremos falar do Sr. António Dias e da sua esposa, a D. Emília. Desde o início do Rancho e durante muitos anos, acompanharam-nos em todas as actuações que fizemos. Quando chegávamos ao local da actuação já lá estava o Sr. António e a sua esposa, sentados na primeira fila para assistirem à nossa actuação. Uma certeza estava garantida, nunca iríamos ficar sem aplausos, pois os seus eram garantidos. E assim foi, durante muitos anos, habituamo-nos a ver os seus rostos ali mesmo à nossa frente, atentos a tudo o que se passava no palco. Só mesmo a idade e a sua impossibilidade de conduzir, os afastou da primeira fila da nossa assistência. Tiveram também um papel muito importante no Museu Rural de Alviobeira, onde participaram activamente. Neste fim-de-semana, tivemos uma triste notícia, perdemos o nosso fã número um. O Sr. António Dias já não está entre nós, faleceu na sexta-feira ( de Março), no entanto acreditamos que onde quer que esteja continuará na primeira fila a aplaudir-nos! Rancho Folclórico e Etnográfico de Alviobeira SerrA de baixo SAbACHeirA - TomAr FervenÇA - Além da ribeira - TomAr CASAl das mousinhas TomAr ASSenTiZ TorreS novas TomAr enxofral ASSenTiZ TorreS novas manuel josé N://9 F:// 87 Anos A família participa a todos o seu falecimento. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam à sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 AlviobeirA TomAr leopoldino HenriqueS N:7//9 F:// 97 Anos É com profunda saudade e amor que sua esposa, filhos, noras, netos e restante família participam a todos o falecimento do seu ente querido. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam á sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 jesuina do rosário GrAÇA N://95 F:9// 75 Anos Seus filhos, nora, genros, netos e restante família participam a todos o seu falecimento. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim a acompanharam á sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 CAndido SouSA rosa N:5//9 F:// 86 Anos Sua esposa, filhos, genros, nora, netos e restante família participam a todos o falecimento do seu ente querido. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam à sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 josé jesus rito N://96 F:9// 7 Anos A família participa a todos o falecimento do seu ente querido. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam á sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 CArvAlHoS de FiGueiredo TomAr FrAnCiSCo rodrigues SeGuro N://95 F:// 76 Anos Sua esposa, filhas, genros, netos e restante família participam a todos o falecimento do seu ente querido. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam à sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 FrAnÇA TomAr porto mendo madalena - TomAr SAnTA CiTA TomAr TomAr AnTónio HenriqueS dias N:6//99 F:// 9 Anos É com profunda saudade e amor que sua esposa, filho, nora, netos e restante família participam a todos o falecimento do seu ente querido. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam á sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. Este agradecimento é extensivo ao Hospital de Tomar Medicina Poente, Médicos, Enfermeiros e Auxiliares, também ao Lar Rosenweis, por todo o apoio e carinho que lhe prestaram. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 eugénio de AlmeidA Feijão GéniTo N:5//9 F:// 7 Anos Sua esposa, filhas, genros e netos cumprem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente querido que ocorreu em França, após doença prolongada. Foi cremado em França onde foi feita a cerimónia religiosa. Paz à sua Alma. Tel.: 9 7 jaime pinto FernAndeS N:5/9/9 F:// 76 Anos A família participa a todos o falecimento do seu ente querido. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam á sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 AnTónio vicente FrAnCo (esgalhão) N:5//95 57 Anos A família e amigos participa a todos o seu falecimento. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim o acompanharam á sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 AlexAndrinA emilia delgado SilvA N:8/5/96 F:8// 7 Anos Seus filhos, noras, genros, netos e restante família participam a todos o falecimento da sua ente querida. Por esta forma agradecemos a todos os que nos acompanharam nestas horas de grande dor e que por fim a acompanharam à sua eterna morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9 josé HenriqueS da SilvA N:/6/98 F:// 7 Anos A família participa a todos o seu falecimento. Por esta forma agradecemos a todos os que o acompanharam à sua ultima morada ou que por qualquer outra forma lhes manifestaram pesar. A todos a nosso profundo agradecimento. A Nova Agência Funerária de Tomar - Tel/Fax: 9

48 7 DE MARÇO DE Tel.: Formandos protestam em Tomar Os alunos contestam os cortes nos subsídios Um grupo de formandos que frequentam cursos no Pólo de Torres Novas do Centro de Formação Profissional de Tomar deslocaram-se na quarta-feira, dia 6, a Tomar para se manifestarem contra os cortes nas verbas que recebem pela formação. Não se mudam as regras a meio do jogo lia-se num dos cartazes que os formandos ostentavam. Referiam-se ao facto de terem assinado um contrato de formação em Junho de que definia os montantes que recebiam pela formação e que agora, a meio do curso, sofrem cortes que não estavam previstos no início. Quem ganhava cerca de 5 euros de financiamento passa a receber 56 euros. E refira-se que enquanto decorrem as acções de formação os alunos não podem ter outra actividade profissional remunerada. Os cortes afectam os subsídios de transporte e de acolhimento, o que causa mais prejuízos aos formandos de fora. Há o caso de um formando que vem do Pego (Abrantes) para Torres Novas frequentar o curso e que não ganha para as deslocações e dentro de semanas, para as portagens. Os lesados defendem que os cortes só deveriam afectar os novos cursos e não os que começaram antes. É injusto, diz Vera Pires, uma das formandas recebidas pelo director do Centro de Formação Profissional de Tomar, Jorge Reis, no dia 6. Segundo lhe foi dito, apesar de o director não concordar com os cortes, as directrizes vêm de Lisboa e aplicam-se a nível nacional. Outra das críticas é que os formandos foram avisados dos cortes de uma semana para a outra. Mostram-se preocupados com a situação tanto mais que, se quiserem desistir do curso têm de pagar o que já receberam desde o início. Os formandos queixamse também de falta de material e equipamento nas suas acções de formação. Tomar: Modelo passa a Continente O grupo Sonae fundiu as marcas Modelo e Continente, ficando apenas esta última com o objectivo de concentrar esforços e criar sinergias. Desde terça-feira que, em todo o país, o Continente Modelo substitui as lojas Modelo, hipermercados de proximidade com uma área de mil metros quadrados. As antigas lojas Modelo Bonjour (cerca de 8 metros quadrados) passam a Continente Bom Dia. Neste processo de fusão o grupo Sonae investiu cerca de dez milhões de euros. Para assinalar a mudança o antigo Modelo de Tomar confeccionou um De Modelo a Continente bolo gigante que foi sendo distribuído às fatias aos clientes. David Milheiros, director da loja, com uma funcionária junto ao bolo gigante

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 03/05/2002 (Contém folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos Paços

Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos Paços ACTA N.º 08/10 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE VARZIM DE 19 DE ABRIL DE 2010 Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos

Leia mais

CONVÍVIO. M a r ç o 2 0 1 4. N ú m e r o 5 7. Associação de Apoio Social Nossa Senhora das Neves - IPSS NESTA EDIÇÃO:

CONVÍVIO. M a r ç o 2 0 1 4. N ú m e r o 5 7. Associação de Apoio Social Nossa Senhora das Neves - IPSS NESTA EDIÇÃO: CONVÍVIO N ú m e r o 5 7 M a r ç o 2 0 1 4 Associação de Apoio Social Nossa Senhora das Neves - IPSS Praceta da Saudade, 22 Manique de Baixo 2645-614 Alcabideche Telefones: 21 444 12 34 21 445 80 94 E-mail:

Leia mais

ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de

ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de Valdevez, reuniu, em sessão ordinária, a Assembleia Municipal

Leia mais

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor O bispo da diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes, procedeu à bênção oficial da

Leia mais

XII Feira Gastronómica do Porco

XII Feira Gastronómica do Porco XII Feira Gastronómica do Porco Boticas -, e Janeiro Dossier de Imprensa DOSSIER DE IMPRENSA XII Feira Gastronómica do Porco O PORCO VOLTA A SER REI EM Nos próximos dias, e de Janeiro, Boticas promete

Leia mais

Relatório de atividades 2012

Relatório de atividades 2012 Associação Nacional de Proprietários Propriedade e Liberdade. Relatório de atividades 2012 Direção da ANP 9-Mai-2013 Para cumprimento da alínea h) do art.º 25.º dos Estatutos, apresentamos o Relatório

Leia mais

INFORMAÇÃO DO PRESIDENTE À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE SANTA MARINHA 19 DE DEZEMBRO DE 2007

INFORMAÇÃO DO PRESIDENTE À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE SANTA MARINHA 19 DE DEZEMBRO DE 2007 INFORMAÇÃO DO PRESIDENTE À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE SANTA MARINHA 19 DE DEZEMBRO DE 2007 De acordo com a alínea o) do nº 1 do artigo 17º da Lei 169/99, de 18 de Setembro com as alterações introduzidas

Leia mais

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Despacho n.º 1/93, de 19 de março publicado no Diário da Assembleia da República, II Série C, n.º 22 de 22 de

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004 MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Acta n.º3/2004 Aos dez dias do mês de Maio do ano de 2004, no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, reuniu o Conselho Municipal de Educação do Concelho

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Senhor Presidente e do Vereador Senhor Eng.º Sérgio Manuel

Leia mais

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2014 MISSÃO 2014 Renovar a imagem da associação Melhorar a qualidade dos serviços prestados Restabelecer as ações de carácter cultural, desportivo e recreativo Promover

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 mod. EXP 14.1 Aos vinte e sete dias do mês de Abril do ano de dois mil e nove, reuniu no Salão Nobre dos Paços do

Leia mais

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SINES RELATÓRIO DE GESTÃO

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SINES RELATÓRIO DE GESTÃO SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SINES RELATÓRIO DE GESTÃO 2014 1 INTRODUÇÃO Nos dias de hoje, qualquer Instituição ou Entidade tem como dever a apresentação de contas, sendo esta apresentação da responsabilidade

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA 1 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 26/2006 - DEZEMBRO --- DATA DA REUNIÃO: Sete de Dezembro de dois mil e seis. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

dezembro/2015 ALBUFEIRA/ AGENDA albufeira.pt 1ª QUINZENA DESTAQUE Guia Natal Rua General Humberto Delgado, Guia

dezembro/2015 ALBUFEIRA/ AGENDA albufeira.pt 1ª QUINZENA DESTAQUE Guia Natal Rua General Humberto Delgado, Guia dezembro/2015 albufeira.pt ALBUFEIRA/ AGENDA 1ª QUINZENA DESTAQUE Guia Natal Rua General Humberto Delgado, Guia Programa: Presépio de Rua 28 de novembro a 6 de janeiro Percurso entre a Ermida de Nossa

Leia mais

CPCCRD FOLHA INFORMATIVA INICIOU OS TRABALHOS C DO CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO ORGANIZADORA EDITORIAL

CPCCRD FOLHA INFORMATIVA INICIOU OS TRABALHOS C DO CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO ORGANIZADORA EDITORIAL FOLHA INFORMATIVA CPCCRD www.confederacaodascolectividades.com facebook.com/confederacao.colectividades CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DAS COLECTIVIDADES DE CULTURA, RECREIO E DESPORTO Fundada em 31 de Maio de

Leia mais

A Participação Cívica dos Jovens

A Participação Cívica dos Jovens A Participação Cívica dos Jovens 2 Parlamento dos Jovens 2009 Nos dias 25 e 26 de Maio de 2009, realizou-se em Lisboa, no Palácio de São Bento, a Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens 2009 do Ensino

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO ACTA NÚMERO CINCO Aos quatro dias do mês de Março de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006 -----------------------------------ACTA N.º 6/2006 ------------------------------------------ --------Aos vinte e dois dias do mês de Março de dois mil e seis, pelas quinze horas, no Salão Nobre dos Paços

Leia mais

"Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios"

Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios "Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios" Oferecer o que temos, somos e fazemos como produto turístico Vasco Estrela Presidente da Câmara Municipal de Mação Cultura e Turismo

Leia mais

Fls. 1. Departamento de Administração Geral tel.: 351 + 253 + 51 51 23 / 33 fax: 351 + 253 + 51 51 34 e-mail: camaraguimaraes@mail.telepac.

Fls. 1. Departamento de Administração Geral tel.: 351 + 253 + 51 51 23 / 33 fax: 351 + 253 + 51 51 34 e-mail: camaraguimaraes@mail.telepac. Fls. 1 EDITAL ANTÓNIO MAGALHÃES, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUIMARÃES, FAZ SABER, em cumprimento do disposto no art.º 91º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, alterada e republicada pela Lei 5-A/2002,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 17/10/2001 (Contém 6 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

Ano V N.º 4. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010

Ano V N.º 4. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010 Ano V N.º 4 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010 Foi atribuído em 2006, pela Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, um Diploma

Leia mais

LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO

LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO LEONARDO CAETANO DE ARAÚJO O Conselheiro Leonardo Caetano de Araújo, nasceu em Parada de Gatim, Vila Verde (Braga), a 11 de Maio de 1818, quatro anos antes da independência do Brasil, e faleceu com 85

Leia mais

Newsletter. Editorial

Newsletter. Editorial Newsletter Editorial Inverno 2009 Há mais de uma dúzia de anos que faço a manutenção do carro numa estação de serviço de Braga, onde fui sempre muito bem atendido. Com o passar dos anos acabei por desenvolver

Leia mais

ALGARVE COMUNICADO N.º 6 11/05/2014

ALGARVE COMUNICADO N.º 6 11/05/2014 ALGARVE COMUNICADO N.º 6 11/05/2014 Foco do dia Mendes Bota, candidato da Coligação Aliança Portugal, foi recebido ontem com bastante simpatia pela população da sua terra natal, Loulé. Numa ação de campanha

Leia mais

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 PRESENÇAS PRESIDENTE : ESTÊVÃO MANUEL MACHADO PEREIRA VEREADORES : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA MANUEL

Leia mais

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Ano VI N.º 22 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Bandeira Azul Hasteada na Ribeira Quente A Praia do Fogo da Ribeira Quente recebeu no dia 28 de

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8 ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8 Aos vinte dias do mês de Abril do ano de dois mil e sete, reuniu a Assembleia de freguesia de Enxames não se registando nenhuma falta. Ao iniciar a sessão

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. 8ª Reunião Ordinária

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. 8ª Reunião Ordinária CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 8ª Reunião Ordinária Aos onze dias de Maio de dois mil e doze, pelas catorze horas e quarenta e cinco minutos, reuniu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Conselho Municipal

Leia mais

ACTA N.º6. Assembleia de Agricultores do Regadio do Açafal

ACTA N.º6. Assembleia de Agricultores do Regadio do Açafal ACTA N.º6 Assembleia de Agricultores do Regadio do Açafal Aos cinco dias do mês de Março do ano de dois mil e treze, pelas catorze horas e trinta minutos, reuniu a Assembleia de Agricultores do Regadio

Leia mais

InfoContab n.º 11/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli

InfoContab n.º 11/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli Página 1 de 6 Infocontab De: "Infocontab.com.pt" Enviado: terça-feira, 18 de Abril de 2006 17:38 Assunto: InfoContab n.º 11/2006 InfoContab n.º 11/2006 (Nota Informativa) Luca

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 244/IX ELEVAÇÃO DA POVOAÇÃO DE SÃO JOÃO DA TALHA À CATEGORIA DE VILA. 1 - Localização. 2 - Razões de ordem histórica

PROJECTO DE LEI N.º 244/IX ELEVAÇÃO DA POVOAÇÃO DE SÃO JOÃO DA TALHA À CATEGORIA DE VILA. 1 - Localização. 2 - Razões de ordem histórica PROJECTO DE LEI N.º 244/IX ELEVAÇÃO DA POVOAÇÃO DE SÃO JOÃO DA TALHA À CATEGORIA DE VILA 1 - Localização A povoação de São João da Talha localiza-se no concelho de Loures, na zona oriental do concelho

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta dos Vereadores Senhores Dr. José Polido, Alberto

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 PRESIDÊNCIA: DR. FRANCISCO RODRIGUES DE ARAÚJO VEREADORES PRESENTES: DR. JOÃO MANUEL DO AMARAL ESTEVES

Leia mais

ACTA N.º 30 SESSÃO ORDINÁRIA DE 30 DE JUNHO DE 2004

ACTA N.º 30 SESSÃO ORDINÁRIA DE 30 DE JUNHO DE 2004 ACTA N.º 30 SESSÃO ORDINÁRIA DE 30 DE JUNHO DE 2004 Aos trinta dias do mês de Junho do ano de dois mil e quatro reuniu no edifício da Junta de Freguesia de Santa Marinha, no seu Salão Nobre, a Assembleia

Leia mais

Das conclusões da 10.ª Assembleia de Crianças:

Das conclusões da 10.ª Assembleia de Crianças: Das conclusões da 10.ª Assembleia de Crianças: Ouvir as crianças lutar pelo fim da escravatura de crianças no mundo 41.ª ASSEMBLEIA-GERAL Braga, 28 de Março de 2015 Relatório de Atividades - 2014 INTRODUÇÃO

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO ACTA N.º 24/2009 DA REUNIÃO ORDINÁRIA PÚBLICA DO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2009 (Contém seis folhas) MEMBROS PRESENTES: PRESIDENTE Dra. Andreia Martins Cardoso da Costa

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DE CAPARICA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO GERAL. Acta número nove

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DE CAPARICA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO GERAL. Acta número nove ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DE CAPARICA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO GERAL Acta número nove Aos oito dias do mês de Setembro, do ano de dois mil e onze, realizou-se a nona reunião ordinária do Conselho

Leia mais

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 507978153 ACTA Nº 16 ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE QUIAIOS, DE 28 DE

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 507978153 ACTA Nº 16 ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE QUIAIOS, DE 28 DE ACTA Nº 16 ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE QUIAIOS, DE 28 DE JUNHO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE Local - Sala de Sessões da Junta de Freguesia de Quiaios -------------------------------------

Leia mais

NEWSLETTER. Contra a Fome. Nesta Edição. Coimbra. ...a pergunta mais urgente que se pode fazer nesta vida é: O que fiz hoje pelos outros?

NEWSLETTER. Contra a Fome. Nesta Edição. Coimbra. ...a pergunta mais urgente que se pode fazer nesta vida é: O que fiz hoje pelos outros? A R O NEWSLETTER BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME - COIMBRA Outubro 2014...a pergunta mais urgente que se pode fazer nesta vida é: O que fiz hoje pelos outros? - Martin Luther King 6º Encontro dos Bancos

Leia mais

Relatório de Atividades e Contas referentes ao ano de 2013

Relatório de Atividades e Contas referentes ao ano de 2013 1 Relatório de Atividades e Contas referentes ao ano de 2013 Dando cumprimento ao disposto na alínea C do artº. 20º dos estatutos, vem a Direção da Associação CCRDT da CCAM da submeter, à Assembleia Geral,

Leia mais

Acta da Assembleia Geral Ordinária da Federação Portuguesa de Bridge de 27 de Novembro de 2011

Acta da Assembleia Geral Ordinária da Federação Portuguesa de Bridge de 27 de Novembro de 2011 1 FPB Instituição de Utilidade Pública Acta da Assembleia Geral Ordinária da Federação Portuguesa de Bridge de 27 de Novembro de 2011 Pelas 15 horas e 30 minutos do dia 27 de Novembro de 2011, numa sala

Leia mais

Lista A: Juntos conseguimos! Todos temos um papel a desempenhar!

Lista A: Juntos conseguimos! Todos temos um papel a desempenhar! Edital Março, já cheira a primaveraaa! E a primavera, significa mudança, a Canitos Associação vai a votos no dia 17 de Abril de 2015, estão a votos apenas uma lista, nomeada Lista A. Lista A: Juntos conseguimos!

Leia mais

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 O Agrupamento de Escolas N.º2 de Abrantes tem como um dos seus objetivos a plena integração na comunidade de que faz parte. Surge assim como natural a divulgação das

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO ATA Nº 106

CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO ATA Nº 106 CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO ATA Nº 106 (4ª Reunião Extraordinária 03/ Março / 2015) De acordo com a deliberação nº2 do Conselho de Gestão, de 28 de outubro de 2010, o Conselho Técnico-Científico da ESSA

Leia mais

Relatório sobre a. Escola EB 23 da. Trafaria

Relatório sobre a. Escola EB 23 da. Trafaria Relatório sobre a Escola EB 23 da Trafaria Trabalho Realizado por: Andreia Fonseca Gonçalo Heleno Joana Costa LEFQ Objectivos Este trabalho tem como principais objectivos Conhecer a organização da escola

Leia mais

ATA DA VIGÉSIMA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE BASTO, REALIZADA NO DIA 14 DE OUTUBRO DE 2014.

ATA DA VIGÉSIMA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE BASTO, REALIZADA NO DIA 14 DE OUTUBRO DE 2014. ATA DA VIGÉSIMA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE BASTO, REALIZADA NO DIA 14 DE OUTUBRO DE 2014. ------------------------------------------ Aos Catorze dias do mês de outubro

Leia mais

CARTA DO ASSOCIATIVISMO DA ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE ESTREMOZ ANEXOS

CARTA DO ASSOCIATIVISMO DA ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE ESTREMOZ ANEXOS Carta do Associativismo da Acção Social 2007 - Anexos CARTA DO ASSOCIATIVISMO DA ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE ESTREMOZ ANEXOS 2007 Carta do Associativismo da Acção Social 2007 - Anexos CARTA DO ASSOCIATIVISMO

Leia mais

Festas, Feiras e Romarias

Festas, Feiras e Romarias Festas, Feiras e Romarias Feira de Velharias Feira de Velharias de Olhos de Água Data: 1.º domingo de cada mês Local: Junto ao Mercado Municipal de Olhos de Água Contato: Junta de Freguesia de Albufeira

Leia mais

Acta número quatro de 2010

Acta número quatro de 2010 Acta número quatro de 2010 Ao vigésimo nono dia do mês de Dezembro do ano de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas, por convocatória individual de vinte de Dezembro de dois mil e dez e edital afixado

Leia mais

Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 23 de Setembro em Barcelos

Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 23 de Setembro em Barcelos Em 2011 foi a Maratona com maior participação das provas da FPC Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 23 de Setembro em Barcelos A oitava edição da Maratona BTT 5 Cumes foi apresentada na última quinta-feira

Leia mais

----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.---------------------------------------------------------------

----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.--------------------------------------------------------------- ACTA Nº 2/2011 ----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.--------------------------------------------------------------- ----- Aos 28 dias do mês de Janeiro

Leia mais

Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 10 a 19 de outubro de 2015

Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 10 a 19 de outubro de 2015 0 a 9 de outubro de 05 Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social * I Descrição do Projeto O Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social (AECPES), celebrado em 00, teve como objetivo reafirmar

Leia mais

ANEXO 2 - GUIA DE RECURSOS LOCAIS. No âmbito do Programa Rede Social, a elaboração do Guia de Recursos Locais

ANEXO 2 - GUIA DE RECURSOS LOCAIS. No âmbito do Programa Rede Social, a elaboração do Guia de Recursos Locais ANEXO 2 - GUIA DE RECURSOS LOCAIS No âmbito do Programa Rede Social, a elaboração do Guia de Recursos Locais do Concelho de Vouzela, pretende ser um instrumento facilitador da articulação entre os recursos

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE ACTA Nº. 4 Ao dia nove de Setembro do ano dois mil e nove, nesta Vila de Castelo de Vide, reuniu na Biblioteca Municipal pelas 10,00 horas, o Conselho

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa MODELO 1 Compreensão da Leitura e Expressão Escrita Parte 1 Questões 1 20 O Luís enviou cinco mensagens através do telemóvel. Leia as frases 1 a 5. A cada frase corresponde uma mensagem enviada pelo Luís.

Leia mais

Ata nº2/7 de fevereiro2014 Página 1 / 7

Ata nº2/7 de fevereiro2014 Página 1 / 7 ----------------------------- ATA N.º 2/7 fevereiro 2014 ----------------------------------- ----- Aos sete dias do mês de fevereiro de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas e trinta minutos, no

Leia mais

nova Entrada Principal

nova Entrada Principal nova Entrada Principal Refeitório Salas de Aulas Ginásios Campo Coberto Sala Polivalente Biblioteca Serviços Editorial Estamos em crer não restarem dúvidas aos nossos associados,, que teimosamente continuam

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014 UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014 12/11/2014 (Executivo) Aos doze dias do mês de Novembro de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas, na Sede da União

Leia mais

Câmara Municipal de Almeirim

Câmara Municipal de Almeirim Câmara Municipal de Almeirim Programa de Adesão SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE 16 a 22 de Setembro de 2007 P r o g r a m a 1 - Aderindo à ECOTROCA ganhe viagens nos TUA (durante toda a semana): - Aderindo

Leia mais

NEWSLETTER. Nesta Edição. Não pode haver maior dom do que o de dar o próprio tempo e energia para ajudar os outros, sem esperar nada em troca.

NEWSLETTER. Nesta Edição. Não pode haver maior dom do que o de dar o próprio tempo e energia para ajudar os outros, sem esperar nada em troca. A R O NEWSLETTER BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME - COIMBRA JANEIRO 2014 Após algum tempo, reaparece hoje o órgão de informação do Banco Alimentar Contra a Fome Coimbra, A BROA. Tendo em conta a generalização

Leia mais

500 ANOS DE HISTÓRIA DAS MISERICÓRDIAS CONGRESSO INTERNACIONAL

500 ANOS DE HISTÓRIA DAS MISERICÓRDIAS CONGRESSO INTERNACIONAL 500 ANOS DE HISTÓRIA DAS MISERICÓRDIAS CONGRESSO INTERNACIONAL Braga, 21 e 22 de novembro de 2013 Auditório São Marcos 500 ANOS DE HISTÓRIA DAS MISERICÓRDIAS APRESENTAÇÃO O Congresso Internacional 500

Leia mais

ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS

ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS Aos preços da Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais

Leia mais

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA NOME OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA ESTABELEÇO RELAÇÕES DE PARENTESCO : avós, pais, irmãos, tios, sobrinhos Quem pertence à nossa família? Observa as seguintes imagens. Como podes observar, nas imagens estão

Leia mais

ser difundida para a população: ainda há esperança. Somos capazes de alterar o destino das gerações futuras, dar-lhes um futuro melhor.

ser difundida para a população: ainda há esperança. Somos capazes de alterar o destino das gerações futuras, dar-lhes um futuro melhor. Um futuro melhor Várias vezes me questiono se algum dia serei capaz de me sentir completamente realizada, principalmente quando me encontro entregue somente aos meus pensamentos mais profundos. E posso

Leia mais

22 e 23 de Setembro de 2014 Funchal

22 e 23 de Setembro de 2014 Funchal 22 e 23 de Setembro de 2014 Funchal Apoios Instituto de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (IDT) Empresa de Electricidade da Madeira ACIF - Associação Comercial e Industrial

Leia mais

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA ESPECIAL DE RUIDO E DE PROLONGAMENTO DE HORÁRIO RATIFICAÇÃO.

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014 I Apresentação O BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME DE VIANA DO CASTELO, continuou em 2014 a sua política interna para fazer mais, com menos, prestando um serviço público, contratualizado

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL

CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Denominação, Sede e Âmbito 1. O Conselho Local de Acção Social do Concelho de

Leia mais

Espaço escolar. Transporte escolar. ATL centro lúdico

Espaço escolar. Transporte escolar. ATL centro lúdico Como em anos anteriores, continuamos a dar todo o nosso apoio, possível, no dia à dia da comunidade escolar, nas suas atividades e com a proximidade da quadra do Natal, fizemos questão de dar a toda a

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E

REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E INSTITUIÇÕES DE ENSINO DO CONCELHO Aprovado na 3.ª Reunião Ordinária

Leia mais

Maria Cavaco Silva defende «Casas do Avô» de Norte a Sul do país

Maria Cavaco Silva defende «Casas do Avô» de Norte a Sul do país Page 1 of 6 Restaurantes Contactos A equipa RSS Receba por email Pesquisar Submeter consulta Home Actualidade As suas notícias Cultura Desporto Educação Entrevista Fotos Negócios Opinião Região Saúde Últimas

Leia mais

Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011

Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011 Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011 INICIO: 11 de Fevereiro de 2011 COORDENAÇÃO: Dr. Paulo Morgado de Carvalho / Prof. Doutor Júlio Vieira Gomes Com a participação

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta da Vice-Presidente, Senhora Dr.ª Felícia Maria Cavaleiro

Leia mais

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA N.º 27/2014

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA N.º 27/2014 ATA N.º 27/2014 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 23 DE DEZEMBRO DE 2014. ----------------------------------------------------------------------- ----- Aos vinte e três dias do mês

Leia mais

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande 11.MARÇO.2013 25 anos da elevação a cidade APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande turismo industrial Marinha Grande www.cm-mgrande.pt MARÇO 2013 AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL DESTAQUE

Leia mais

Divisão de Desenvolvimento Económico e Social Serviços de Educação e Juventude. Conselho Municipal de Juventude (C.M.J.) Ata n.

Divisão de Desenvolvimento Económico e Social Serviços de Educação e Juventude. Conselho Municipal de Juventude (C.M.J.) Ata n. Divisão de Desenvolvimento Económico e Social Serviços de Educação e Juventude Conselho Municipal de Juventude (C.M.J.) Ata n.º1 / 2014 Aos sete dias, do mês de março, do ano dois mil e catorze, no salão

Leia mais

Polícia e o Natal das Crianças

Polícia e o Natal das Crianças Nº 4 - Março 2010 Assinatura de Protocolo - SES da PN e SS da PSP Polícia e o Natal das Crianças A o longo de muitos anos, o Serviço Social vem programando, conjuntamente com as unidades policiais e serviços,

Leia mais

Artesãos de Sorocaba resistem à época em que as imagens davam significado ao silêncio

Artesãos de Sorocaba resistem à época em que as imagens davam significado ao silêncio Artesãos de Sorocaba resistem à época em que as imagens davam significado ao silêncio Daniela Jacinto Fotos: Bruno Cecim A Wikipedia define bem o tema desta reportagem: arte tumular ou arte funerária é

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Luís Miguel Pereira Araújo da Rocha Rua do Teixeira, nº43, 1º 1200-390 Lisboa Telefone 96 252 74 53 Fax 21 342 97 82 Correio electrónico luisrocha.fotografia@gmail.com

Leia mais

Acta n.º 13/2010 de 19/05/2010

Acta n.º 13/2010 de 19/05/2010 ------------------------------------- ACTA N.º 13/2010 -------------------------------------- -------- Aos 19 dias do mês de Maio de 2010, pelas 10 horas, no Salão Nobre dos Paços do Município de Celorico

Leia mais

CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS. Artigo 1.º

CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS. Artigo 1.º - - CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo 1.º A Fundação P.e Félix, criada por iniciativa da Comunidade Católica de São Bernardo em 1989, na comemoração dos vinte e cinco anos da actividade pastoral

Leia mais

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL SEXTA-FEIRA, 01/04/2011 DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul www.aquies.com.br»» @folhadocaparao»» facebook.com/grupofolhadocaparao QUARTA-FEIRA, 15/02/2012 DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO ATA N.º 22/2013 DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO DIA DOZE DE SETEMBRO DE DOIS MIL E TREZE (Contém 7 folhas) MEMBROS PRESENTES: PRESIDENTE Sofia Machado do Couto Gonçalves

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS 2002

RELATÓRIO E CONTAS 2002 RELATÓRIO E CONTAS 2002 INTRODUÇÃO O facto mais marcante da nossa actividade, do ano que aqui nos reportamos, por muito estranho que pareça, não foi uma iniciativa da nossa colectividade, mas sim, da Junta

Leia mais

MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA

MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA ACTA N.º 22/2008 DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL REALIZADA NO DIA 20 DE OUTUBRO DE 2008 (Contém 07 páginas) ESTIVERAM PRESENTES OS SEGUINTES MEMBROS: PRESIDENTE:

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. -------------------------

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. ------------------------- REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ATA Nº 9/2013 - ABRIL --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LAJES DO PICO. Acta Assembleia Geral

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LAJES DO PICO. Acta Assembleia Geral SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LAJES DO PICO Acta Assembleia Geral ---- Aos vinte e um dias do mês de Novembro do ano dois mil e doze, reuniu no Auditório Municipal, a Assembleia Geral da Santa Casa das

Leia mais

III ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA CPLP (AP CPLP) PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE. Díli, Timor-leste. 20 a 23 de Setembro de 2011

III ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA CPLP (AP CPLP) PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE. Díli, Timor-leste. 20 a 23 de Setembro de 2011 III ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA CPLP (AP CPLP) PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE Díli, Timor-leste 20 a 23 de Setembro de 2011 1 Enquadramento Teve lugar, em Díli (República Democrática de Timor - Leste),

Leia mais

CAMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA INFORMAÇÃO À ASSEMBLEIA MUNICIPAL SESSÃO DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011

CAMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA INFORMAÇÃO À ASSEMBLEIA MUNICIPAL SESSÃO DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Alpiarça CAMARA MUNICIPAL DE ALPIARÇA INFORMAÇÃO À ASSEMBLEIA MUNICIPAL SESSÃO DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 Relativamente ao assunto supra referido

Leia mais

PORTUGAL PROGRAMA I Co-financiamento Co-financiamento www.rdtours.com

PORTUGAL PROGRAMA I Co-financiamento Co-financiamento www.rdtours.com Co-financiamento DIA 1 - LISBOA Chegada ao Aeroporto de Lisboa e translado para o hotel. Tempo livre para os primeiros contatos com esta maravilhosa Capital Europeia, conhecida pela sua luminosidade única

Leia mais

EDITAL ANTÓNIO MAGALHÃES, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUIMARÃES, FAZ SABER,

EDITAL ANTÓNIO MAGALHÃES, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUIMARÃES, FAZ SABER, Fls. 1 EDITAL ANTÓNIO MAGALHÃES, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUIMARÃES, FAZ SABER, em cumprimento do disposto no art. 91º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, alterada e republicada pela Lei nº 5-A/2002,

Leia mais

05/05/14 RC RJ MÉIER RC DE COPACABANA NOTICIAS DOS CLUBES - 05/05/2014 A 30/05/2014. Apresentação: Companheira Mariângela Mello da Silva Cardoso

05/05/14 RC RJ MÉIER RC DE COPACABANA NOTICIAS DOS CLUBES - 05/05/2014 A 30/05/2014. Apresentação: Companheira Mariângela Mello da Silva Cardoso NOTICIAS DOS CLUBES - 05/05/2014 A 30/05/2014 05/05/14 RC RJ MÉIER A Presidente do Rotary Club Rio de Janeiro MÉIER Companheira MARIÂNGELA MELLO DA SILVA CARDOSO, tem a satisfação de convidar os companheiros

Leia mais