Estratégia de VoIP das Operadoras de TV a Cabo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estratégia de VoIP das Operadoras de TV a Cabo"

Transcrição

1 Estratégia de VoIP das Operadoras de TV a Cabo Este tutorial apresenta as vantagens e desafios na implantação de serviços de VoIP por parte das operadoras de TV a cabo, implantando uma estratégia de triple play (video, banda larga e VoIP). Antonio João Filho Vice-Presidente de Operações da VIVAX, empresa de TV a Cabo e Banda Larga que opera 31 sistemas no interior dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e em Manaus. Engenheiro Eletricista com especialização em economia e administração, atuou de 76 a 92 na área de implantação, operação e distribuição de sinais na TV Globo e sua afiliada EPTV. De 93 a 99, implantou e dirigiu as operações do grupo Unicabo, com bandeira NET no interior de São Paulo. Sócio fundador da Tele Design, foi seu diretor de telecom de 99 a Institucionalmente atua como Vice-Presidente de Tecnologia da ABTA - Associação Brasileira de Televisão por Assinatura e como Diretor de TV por Assinatura da SET - Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. Rodrigo Modesto Duclós Engenheiro eletrecista formado na UFRGS, fez mestrado em marketing e estratégia no PPGA/UFRGS. Tem 10 anos de experiência na indústria de telecomunicações trabalhou na Claro, Promon IP, LogicaCMG e na NET. Esteve envolvido na concepção e implantação de diversos produtos inovadores tais como: TV a Cabo, Vírtua (Banda Larga), Celular Pré-pago, SMS- Short Message Services, WAP - Internet Móvel, MMS - Multimídia Message Services, Portais de Voz, Televisão Digital entre outros. Categorias: TV e Rádio, VoIP Nível: Introdutório Enfoque: Técnico Duração: 20 minutos Publicado em: 04/10/2004 1

2 VoIP: Introdução A tão celebrada convergência parece que finalmente está chegando. Em breve (menos de um ano) os clientes das operadoras de TV a cabo, que já contratam internet banda larga, estarão utilizando serviços de voz digital. Será uma revolução de usos e costumes tão ou mais importante do que aquela que sucedeu o advento da telefonia celular. Só para ilustrar uma característica, o conceito da portabilidade, até então exclusivo da telefonia celular, será expandido às linhas até então ditas fixas. O que se conhece hoje como serviço de voz, será apenas uma pequena parte do que será colocado à disposição do assinante em termos de facilidades. A identificação de quem está chamando poderá ser vista na tela da tv enquanto o usuário assiste ao futebol ou na tela do PC, se ele estiver na navegando na internet e desviadas automaticamente para qualquer ponto da casa ou do planeta para ser atendida, com o mesmo custo de uma chamada local. E tudo isso poderá ser feito com o uso de um telefone mais inteligente, ou da combinação com o computador, ou mesmo da continuidade do velho aparelho telefônico. Mas como tudo isso é possível? Somente após o amadurecimento da internet e de seus protocolos de comunicação é que as aplicações de voz deixaram de ser uma curiosidade com qualidade sofrível, para se transformarem numa grande oportunidade de novos negócios. Se por um lado a nova tecnologia possibilita a entrada de novas empresas no trilionário business de telefonia, ameaça os lucros das empresas, algumas com mais de cem anos, e que até hoje vendem o serviço telefônico que é cobrado pelos fatores tempo de uso e distância percorrida. VoIP (em inglês Voice over IP - voz transmitida sobre Protocolo de Internet), é a nova sigla com a qual as pessoas passarão a conviver daqui para frente. Ela significa o envio de sinais de voz em pacotes digitais, ao invés da transmissão baseada em circuitos que caracteriza as redes de telefonia convencionais. Esta transmissão de sinais de voz é feita sobre a mesma rede utilizada para transmissão de dados em empresas e na Internet. As vantagens de VoIP se manifestam de diversas formas, muitas delas devido ao fato de consolidar a transmissão de voz e dados sobre uma mesma infraestrutura e de distribuir a inteligência do sistema em diversos elementos, em vez de concentrá-la em custosas Centrais Telefônicas. O resultado é não só uma dramática redução de custos, como também a possibilidade de introduzir serviços inovadores e de grande conveniência para os usuários. Com a introdução da tecnologia VoIP o usuário poderá escolher como seu código DDD aquele que mais lhe convier, independente do local onde resida. E sempre que conectar seu aparelho num acesso de banda larga, em qualquer lugar do mundo estará recebendo suas chamadas locais sem pagar interurbanos nacionais ou internacionais. Além disso, poderá gerenciar via web toda sua conta, ouvir as mensagens de sua secretária eletrônica, programar a aceitação e desvios de chamada. Estas são algumas características dos serviços que empresas como Vonage, Calladvantage e uma dezena de outras estão oferecendo no mercado americano. O desenvolvimento da tecnologia de VoIP está ocorrendo em várias frentes. Vários avanços já foram incorporados pelas empresas tradicionais de telefonia, principalmente na interligação entre centrais, mas muito pouco disso é sentido pelo cliente final. Há aquelas empresas, que mirando no mercado corporativo, desenvolvem soluções para aplicações específicas e que se valem das redes corporativas de seus clientes para conectar não só os computadores, mas principalmente os telefones, em qualquer lugar do mundo, e que falam entre si sem pagar um centavo de impulso. 2

3 Mas foi somente com o avanço da internet banda larga no nível residencial é que foi possível a estruturação de novos negócios baseados em voz sobre internet. Como os serviços residenciais de banda larga contemplam acessos com velocidade iguais ou superiores a 128 kbps, aquela capacidade antes restrita às redes corporativas, agora chega ao usuário doméstico. Neste aspecto ficam evidentes a enorme vantagem competitiva e a importância estratégica das operações de TV a Cabo. Com sua capacidade de banda quase inesgotável e enorme capilaridade, atingido 10 milhões de residências no Brasil, e já com quase 300 mil assinantes de banda larga, as operações de TV a Cabo tem um grande potencial e uma oportunidade única de emergir com uma posição de destaque no novo cenário de telefonia proporcionado pela Voz sobre IP. Hoje já existem nos Estados Unidos mais de 2,5 milhões de usuários de telefonia IP, que geralmente pagam uma tarifa única para chamadas a qualquer lugar no país e por qualquer período de conversação. O número parece pequeno se comparado com os 160 milhões de assinantes de telefonia convencional, mas deve-se considerar que esse número era zero há dois anos atrás. Só uma das novas operadoras recebe mais de 70 mil clientes por mês. As empresas que oferecem serviço de banda larga para o mercado doméstico, mas estão fora do negócio de voz, vêem uma oportunidade de abocanhar uma fatia considerável de clientes das telefônicas tradicionais. E muitos clientes, que hoje são assediados por essas empresas, mudam de provedor pela sedução dos novos serviços e também por não agüentarem mais a arrogância do monopólio. Já as empresas incumbentes de telefonia, que também oferecem banda larga, estão numa encruzilhada. Ou mantém as ofertas atuais de serviços de voz, e correm o risco de ver seus clientes irem para a concorrência, ou terão que mudar radicalmente o modelo de negócio, que poderá fazer com que as margens de lucro auferidas pela conjugação dos fatores tempo e distância caiam vertiginosamente. De toda forma estamos na véspera de uma era onde todos os usuários de telefonia serão beneficiados pela oferta de novos serviços e também pela queda de preços de suas contas mensais. Este tutorial apresenta as vantagens e desafios na implantação de serviços de VoIP por parte das operadoras de TV a cabo, implantando uma estratégia de triple play, (video, banda larga e VoIP). 3

4 VoIP: Estratégia As operadoras de TV a cabo estão adotando a estratégia de se tornarem triple play prestando serviços de video, banda larga e telefonia. A figura a seguir apresenta a evolução das plataformas de TV a Cabo em direção ao triple play. As operadoras de TV a Cabo iniciaram as suas operações com serviços de video, passaram a oferecer banda larga e agora estão oferecendo serviços de telefonia utilizando Voz sobre IP. As operadoras de telefonia fixa estão fazendo o caminho inverso utilizando a rede metálica (pares de fios de cobre) para acesso ao assinante. Prestavam serviços de telefonia, passaram a oferecer acesso banda larga (ADSL) e agora pretendem oferecer Video sobre IP. A tecnologia VoIP está desenvolvida e sendo utilizada por operadoras de TV a cabo nos Estados Unidos. Já a tecnologia de Vídeo IP ainda está em evolução. A utilização de VoIP pelo usuário final nas teles, representa um perigo de canibalização da sua principal receita. No Brasil as operadoras de TV a cabo já oferecem serviços de banda larga. O passo a ser dado agora é a implantação de serviços de VoIP. A evolução das redes de TV a cabo permite que os operadores ofereçam produtos que não concorram entre si. Já no caso das redes de telefonia, a oferta de serviços avançados de voz (VoIP) sobre ADSL estariam canibalizando o produto principal que é voz convencional. De toda forma os operadores de telefonia esperam evoluir sua infra para oferta de produtos de vídeo. Os motivadores para as Operadoras de TV por Assinatura adotarem esta estratégia são: Propriedade da rede de acesso; Investimento relativamente baixo de entrada; Demanda de consumo para produtos competitivos; Posicionamento único para oferecer serviços combinados - vídeo, dados e voz; Novas receitas sem "canibalização" ; Ferramenta de fidelização (redução de churn); Riqueza de opções, serviços diferenciados. 4

5 A VoIP oferece às operadoras de TV por assinatura novas Oportunidades de Negócios: Tarifa plana (flat rate) para chamadas na área local; Números de telefone para "On area" ou "Off area" ; Númeração virtual; Serviços de comunicação pessoal (web); Serviços Centrex/PBX (empresas & comunidades); Serviços de Call Center; Apesar das empresas de TV a cabo não terem recursos financeiros em abundância suficiente para oferecer uma solução vertical de serviço de VoIP, não faltam operadoras de telefonia interessadas em aproveitar todo o investimento já realizado em rede de acesso em banda larga, para estarem concorrendo com a incumbente. Com a proliferação de sistemas proprietários de baixo custo, principalmente de PABX IP, qualquer empresa que tenha duas unidades conectadas à internet pode investir nesse equipamentos e experimentar reduções expressivas de custos de telefonia, mesmo que haja queda de qualidade. Proposição de valor Este novo serviço apresenta as seguintes vantagens: Consumidores: Gerencia da conta, comunicação simplificadas, mídia múltipla, portabilidade do número, serviços avançados e redução da conta. Empresas: Independência geográfica e mobilidade, colaboração de equipes, serviços corporativos avançados e redução da conta. Os serviços de VoIP free (tipo Skype) apesar de parecerem um brinquedo, já começam a educar os consumidores, de forma que qualquer oferta de serviços de voz avançados deve partir do patamar desses sistemas gratuitos. 5

6 VoIP: Formas Os serviços que utilizam o protocolo IP para transmissão de voz podem ser classificados em três categorias: Peer-to-peer & Instant Messaging Internet Telephony Cable Telephony O quadro a seguir apresenta uma comparação entre estas três forma de VoIP que são detalhadas nas seções a seguir. Existem ofertas de sistemas de VoIP e aqueles que são VoIN (Voice over Internet). O quadro mostra as diferenças de qualidade, protocolos, terminais e padrões, bem como quem fornece soluções para cada modalidade de serviço. SIP: Session Initiation Protocol 6

7 VoIP: Peer-to-peer & Instant Messaging Os primeiros programas de mensagens instantâneas surgiram em 1996 (ICQ) e a interação era via TEXTO on-line. Estes programas evoluiram para incorporar Áudio, Vídeo, SMS, Radio, Celular... Surgiram depois os programas Peer-to-peer (P2P) como o: Napster, Kazaa, Morpheus, imesh, edonkey, Overnet, Grokster, Gnutella, LimeWire, G2... O programa mais utilizado atualmente nesta categoria é o SKYPE. Aqui temos um exemplo de uso do Skype, numa conferência no ambiente de uma empresa, com o chamador falando de Campinas e os outros dois interlocutores em Santo André e Americana, respectivamente. Além da alta qualidade da voz foi utilizado o recurso de instant message entre dois interlocutores. É impressionante constatar que neste momento haviam mais de usuários "logados" ao sistema. Exemplo: Skype 7

8 Chamadas Grátis (PC-PC); 8

9 SkypeOut Caixa Postal; Originação & Recebimento de Chamadas para a rede pública; Pre-pago. Soluções peer-to-peer são muito populares, principalmente entre os jovens e para aquelas micro empresas que precisam fazer contatos de voz nacionais / internacionais, com parceiros já conhecidos, de grande duração. Esses sistemas que começaram com qualidade discutível, vem melhorando de forma constante e cada vez percebidos como de maior valor. 9

10 VoIP: Internet Telephony O diagrama mostra uma configuração de arquitetura SIP onde 3 operadores de TV a Cabo estão interligados numa rede IP gerenciada e que ao mesmo tempo dá acesso para outros clientes via internet. A idéia aqui é mostrar a versatilidade que o negócio pode ter, se houver cooperação entre os operadores. Tecnologia Este exemplo é o da Vonage, operadora no mercado americano, que não tem um metro de rede física e é "parasita" dos operadores e banda larga residencial, sejam DSL ou Cable Modem. Os (grandes) benefícios econômicos auferidos pelos seus clientes compensam eventuais perdas de qualidade no tráfego de voz. Oferta de Segunda Linha: Tudo; menos: Qualidade durante download Disponibilidade 99.94% 8-12h de bateria 911 Sem Vínculo Geográfico; 10

11 Mantendo o mesmo Número (nos EUA). Serviço de Voz; DTMF - Discagem de Tom; Suporte para FAX e Dados; Serviço de chamada interurbana; Auxilio à informação Publica; Serviço de acesso à Lista. Primeiro a Vonage agora AT&T Exemplos de empresas de VoIN (voice over internet) Vonage 8x8 Packet8 iconnec There Terminais Exemplo de terminais: ATA (Analog Telephone Adapter) ou MTA (Media Terminal Adapter): VT 1000 da Motorola, usado pela Vonage. Softphone: usado no desk top. Empresas que estão oferecendo soluções: Cisco, Net2Phone, AudioCodes, Ebrax, PhoneWay etc. 11

12 12

13 VoIP: Cable Telephony Apresenta-se a seguir as características principais de Cable Telephhony (Packet Cable). Tecnologia Arquitetura NGN específica para redes HFC; PacketCable (CableLabs). Elementos Chave CMTS; SoftSwitch; Trunk GW; MTA. Exemplo de arquitetura com soft switch, onde todas as regras de sinalização nível 7 são atendidas. emta Exemplo de cable modem com baterias, WiFi e MTA embarcados. Embeded Multimedia Terminal Adapter Duas Linhas Telefônicas; Capacidade p/ extensão; 2 Baterias (16 hours); DOCSIS 2.0; Wi-Fi opcional. 13

14 Quem Empresas que já fazem VoIP. Cabo Telefonia TDM: 2,5 milhões de assinantes; Estágio Atual: Serviço de VoIP está sendo introduzido comercialmente agora nos EUA Pilotos em Q2 2003; Aprox. 25k (2003); Menos de 200k. (Q2 2004) Pioneiros: Time Warner & Cablevision; Seguidores: Cox, Comcast, Charter, Advanced Cable Communications, Armstrong Cable. America Latina: Liberty Cablevision of Puerto Rico, VTR (Chile), Megacable (Mexico); ROTW: Multikabel (Holanda), Bosch e SDTelecom (Alemanha), Cabovisão (Portugal), HOT (Israel), StarHub - Singapore. 14

15 VoIP: Considerações Finais As operadoras de TV a cabo estão definindo a sua estratégia de implantação de serviços de VoIP. Neste quadro deverão escolher a forma de VoIP que será adotada em sua plataforma. Uma das escolhas a ser feita envolve o protocolo SIP X PACKET CABLE/SOFT SWITCH (SS). Maioria das aplicações diferenciadas são baseadas em SIP; SIP permite rápido time-to-market; SIP facilita a introdução de serviços inovadores; SIP é mais barato; Interconexão Carrier grade PSTN é baseada em SS; SS é necessário para atender todas as regras de STFC da Anatel; Quando necessário, SS pode ser adquirido ou terceirizado. Aqui está a grande discussão: O protocolo SIP reúne todas as características de inovação, mas não garante qualidade. Já o Packet Cable obedece a todos os requisitos de qualidade e regulamentação de STFC, mas é muito mais caro e não contempla as características atrativas do VoIP. O que se vê agora é o Cable Labs (www.cablelabs.org) liderando o desenvolvimento do novo protocolo Packet Cable Multimedia, que reúne todas as vantagens do SIP e do Packet Cable original, com vantagens de custo e qualidade. Essa decisão do Cable Labs está animando muitos a investirem hoje no SIP e depois evoluírem para Packet Cable Multimedia. 15

16 VoIP: Teste seu Entendimento 1. A estratégia de triple play das TVs a cabo envolve: TV a cabo, MMDS e DTH Vídeo, Banda Larga e VoIP Peer-to-peer & Instant Messaging, Internet Telephony e Cable Telephony TV, Telefonia fixa e Celular 2. O skype é VoIP do tipo: Peer-to-peer & Instant Messaging Internet Telephony Cable Telephony 3. Para implementar VoIP as operadoras de TV a Cabo estão escolhendo o protocolo: H323 SIP Cable/Soft Switch SIP ou Cable/Soft Switch 16

:: Telefonia pela Internet

:: Telefonia pela Internet :: Telefonia pela Internet http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_telefonia_pela_internet.php José Mauricio Santos Pinheiro em 13/03/2005 O uso da internet para comunicações de voz vem crescendo

Leia mais

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA Introdução Saiba como muitas empresas em todo mundo estão conseguindo economizar nas tarifas de ligações interurbanas e internacionais. A História do telefone Banda Larga

Leia mais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 3: VoIP INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 As telecomunicações vêm passando por uma grande revolução, resultante do

Leia mais

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar?

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar? 1 Conheça o sistema de Voz sobre IP (ou VOIP) O que é Voz sobre IP / Voz sobre Internet Protocolo? R. Voz sobre IP permite que você faça ligações telefônicas utilizando uma rede de computadores, como a

Leia mais

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia A EMPRESA A ROTA BRASIL atua no mercado de Tecnologia nos setores de TI e Telecom, buscando sempre proporcionar às melhores e mais adequadas soluções aos seus Clientes. A nossa missão é ser a melhor aliada

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Rede de Telefonia Fixa Telefonia pode ser considerada a área do conhecimento que trata da transmissão de voz através de uma rede de telecomunicações.

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 5 VoIP Tecnologias Atuais de Redes - VoIP 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Estrutura Softswitch Funcionamento Cenários Simplificados de Comunicação em VoIP Telefonia

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD 1 de 9 Desde o nascimento do telemóvel e o seu primeiro modelo vários se seguiram e as transformações tecnológicas que estes sofreram ditaram o nascimento de várias gerações. O Motorola DynaTac 8000X é

Leia mais

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio VoIP Peering Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio Histórico 2005 2004 2004 2003 2002 2001 2000 1999 1998 1996 1995 1993 Plataformas de Suporte ao Cliente Final Suporte ao protocolo SIP POP em Miami

Leia mais

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações.

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações. O que esperar dos Serviços VoIP Este tutorial tem por objetivo apresentar os principais conceitos dos serviços VoIP e o que se pode obter desses serviços considerando principalmente as características

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Você conectado ao mundo com liberdade APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL > ÍNDICE Sobre a TESA 3 Telefonia IP com a TESA 5 Portfólio de produtos/serviços 6 Outsourcing 6 Telefonia 7 Web

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

Revisão de Literatura

Revisão de Literatura Revisão de Literatura VoIP é um conjunto de tecnologias que usa a Internet ou as redes IP privadas para a comunicação de Voz, substituindo ou complementando os sistemas de telefonia convencionais. A telefonia

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES As telecomunicações referem -se à transmissão eletrônica de sinais para as comunicações, incluindo meios como telefone, rádio e televisão. As telecomunicações

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway LGW4000 é um Media Gateway desenvolvido pela Labcom Sistemas que permite a integração entre

Leia mais

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR fevereiro/2011 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 QUEM SOMOS?... 4 3 PRODUTOS... 5 3.1 SMS... 6 3.2 VOZ... 8 3.3 INFRAESTRUTURA... 12 3.4 CONSULTORIA... 14 4 SUPORTE... 14

Leia mais

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é VOIP Se você nunca ouviu falar do VoIP, prepare-se para mudar sua maneira de pensar sobre ligações de longa distância. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é um método para pegar sinais de áudio analógico,

Leia mais

VoIP. Voice Over IP. lmedeiros@othos.com.br

VoIP. Voice Over IP. lmedeiros@othos.com.br VoIP Voice Over IP lmedeiros@othos.com.br Índice O que Significa? Como funciona? Porque utilizar? Equipamentos VoIP Desvantagens Provedores VoIP Conclusão O que significa? VoIP é uma tecnologia que usa

Leia mais

Entendendo o Sistema

Entendendo o Sistema Entendendo o Sistema Passos para Venda: 1. O profissional escolhido efetua o cadastro na JG, se tornando um parceiro e vendedor. 2. O Parceiro visita empresas potenciais 3. O parceiro fecha um plano com

Leia mais

Seja bem-vindo. Um abraço, Bruno Raposo Diretor de Relacionamento com Clientes. *Serviços gratuitos até junho de 2009.

Seja bem-vindo. Um abraço, Bruno Raposo Diretor de Relacionamento com Clientes. *Serviços gratuitos até junho de 2009. Seja bem-vindo. AGORA VOCÊ FARÁ SUAS LIGAÇÕES COM MUITO MAIS ECONOMIA. A partir de agora, você tem acesso a todos os benefícios do telefone via cabo, que reuniu as tecnologias da Embratel e da NET o NET

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o Trimestre/2006 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga,

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

Telefones Fixos RJ-SP R$ 0,14 Telefones Fixos Brasil R$ 0,19 Telefones Celulares BR R$ 0,69

Telefones Fixos RJ-SP R$ 0,14 Telefones Fixos Brasil R$ 0,19 Telefones Celulares BR R$ 0,69 A é uma operadora VoIP, que tem como objetivo oferecer o melhor serviço de Voip com os menores custos possíveis para o cliente. O VoIP (Voice over Internet Protocol), conhecida também por Voz sobre IP,

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO Por Leonardo Mussi da Silva Evolução do sistema telefônico como tudo começou 1875 Alexander Graham Bell e Thomas Watson, em projeto dedicado a telegrafia, se depararam com

Leia mais

1 Introduc ao 1.1 Hist orico

1 Introduc ao 1.1 Hist orico 1 Introdução 1.1 Histórico Nos últimos 100 anos, o setor de telecomunicações vem passando por diversas transformações. Até os anos 80, cada novo serviço demandava a instalação de uma nova rede. Foi assim

Leia mais

Serviço fone@rnp: descrição geral

Serviço fone@rnp: descrição geral Serviço fone@rnp: descrição geral Este documento descreve o serviço de Voz sobre IP da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. RNP/REF/0347 Versão Final Sumário 1. Apresentação... 3 2. Definições... 3 3. Benefícios

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Profª. Kelly Hannel Novas tecnologias de informação 2 HDTV WiMAX Wi-Fi GPS 3G VoIP Bluetooth 1 HDTV 3 High-definition television (também conhecido por sua abreviação HDTV):

Leia mais

4 Mercado setor de telecomunicações

4 Mercado setor de telecomunicações 4 Mercado setor de telecomunicações Nesta sessão é apresentada uma pequena visão geral do mercado de telecomunicações no Brasil, com dados históricos dos acontecimentos mais relevantes a este trabalho,

Leia mais

NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil

NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil Empresas investem na integração das suas redes e lançam a mais completa oferta convergente de serviços

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Solução Completa 7 Linha Vectura - Controle 12 Linha Vectura - Acesso 14 Linha Vectura - Serviços 19

Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Solução Completa 7 Linha Vectura - Controle 12 Linha Vectura - Acesso 14 Linha Vectura - Serviços 19 Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Modelo Open Packet Telephony 4 Camada de Controle 4 Camada de Transporte 5 Camada de Serviços 5 Vectura na Arquitetura OPT 6 Solução Completa 7 Longa Distância

Leia mais

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa.

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. PABX Digital PABX Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. O ACTIVE IP é PABX inovador que possibilita a utilização da telefonia IP e convencional garantindo eficiência

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado Barômetro Cisco da Banda Larga Índice Introdução Introdução...2 Metodologia...3 Barômetro Cisco da Banda Larga...3 Definições...4 Banda Larga no Mundo...4

Leia mais

IP Communications Platform

IP Communications Platform IP Communications Platform A Promessa de Convergência, Cumprida As comunicações são essenciais para os negócios mas, em última análise, estas são conduzidas a nível pessoal no ambiente de trabalho e por

Leia mais

Argumentário frente à concorrência. Inteligência Competitiva e Segmentos Residencial

Argumentário frente à concorrência. Inteligência Competitiva e Segmentos Residencial Argumentário frente à concorrência Inteligência Competitiva e Segmentos Residencial Como descobrir quem é a Concorrência: sondando o cliente... Faça as perguntas abaixo para conhecer melhor o cliente e

Leia mais

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz Sua voz é essencial As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz A voz confiável e de alta qualidade é essencial para a empresa As conversas envolvem interação em tempo real em

Leia mais

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes.

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. A revolução na comunicação da sua empresa. mobilidade mobilidade Voz Voz vídeo vídeo

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Pioneirismo tecnológico e FLEXIBILIDADE na migração O é uma plataforma de comunicação convergente, aderente às principais necessidades das

Leia mais

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS TÓPICOS - INTRODUÇÃO - HISTÓRICO - INTERNET PONTO A PONTO - INTERNET PONTO MULTIPONTO - TECNOLOGIA WI-MESH - REDE MULTISERVIÇOS IP - CASOS PRÁTICOS

Leia mais

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução Formalmente, o IP Multimedia Subsystem (IMS) é definido como:... um novo 'domínio' principal da rede (ou

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto

Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto Benefícios da Adoção de VoIP pelas empresas Luciano Matsumoto Apresentação Luciano Matsumoto Luciano Matsumoto lmatsumoto@tmais.com.br Engenheiro Elétrico c/ ênfase em Telecomunicações pela Escola Politécnica

Leia mais

Casa do Futuro Convergência Digital. Porto Alegre, 11 de Setembro de 2007

Casa do Futuro Convergência Digital. Porto Alegre, 11 de Setembro de 2007 Casa do Futuro Convergência Digital Porto Alegre, 11 de Setembro de 2007 O Ponto de Partida A Casa nos Anos 80 TV Aberta Analógica: Do ponto de vista das emissoras, o usuário final não era gerador direto

Leia mais

O conceito de colaboração

O conceito de colaboração O conceito de colaboração O conceito de colaboração está ligado às técnicas que possibilitam que pessoas dispersas geograficamente possam trabalhar de maneira integrada, como se estivessem fisicamente

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Sumário 1. Quem somos 2. Nossa missão 3. O que fazemos 3.1. Nossos Serviços 3.2. Nossos Produtos 4. Solução de PABX IP - NetPBX 4.1. Solução de PABX IP 4.2. Solução de Billing 5.

Leia mais

Guia de Ofertas. Mobilidade Empresarial

Guia de Ofertas. Mobilidade Empresarial + Guia de Ofertas Mobilidade Empresarial Região SP e TM Junho/2013 Índice Novidades do Mês... 03 Aparelhos em Destaque... 04 Combos do Mês... 06 Planos de Voz... 07 Oi Empresa Especial Como vender? Oi

Leia mais

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Fernando Canuto fcanuto@falevoice.com.br Diretor de Operações e Tecnologia Especialista em redes NGN www.falevoice.com Conteúdo da Palestra Evoluçao das

Leia mais

Unified Communications & IP Tl Telephony. IDC, 2 e 3 Abril de 2008

Unified Communications & IP Tl Telephony. IDC, 2 e 3 Abril de 2008 Unified Communications & IP Tl Telephony IDC, 2 e 3 Abril de 2008 Abril de 2008 Sumário Enquadrar sucintamente o ambiente que se vive na indústria em torno desta nova (r)evolução tecnológica. Constatar

Leia mais

Tecnologias de Banda Larga

Tecnologias de Banda Larga Banda Larga Banda larga é uma comunicação de dados em alta velocidade. Possui diversas tecnologia associadas a ela. Entre essas tecnologias as mais conhecidas são a ADSL, ISDN, e o Cable Modem. Essas tecnologias

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 26/11/2002).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 26/11/2002). Acesso à Internet Este tutorial apresenta as formas de acesso a Internet disponíveis para o usuário brasileiro, e apresenta os números atuais da Internet no Brasil. (Versão revista e atualizada do tutorial

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

The Battle for the Home. Jesper Rhode Andersen Ericsson - Brasil

The Battle for the Home. Jesper Rhode Andersen Ericsson - Brasil The Battle for the Home Jesper Rhode Andersen Ericsson - Brasil 1 The Interconnected World Telecom Industry Broadband Services Wi-Fi (Home, Public, Enterprise) Wireless Internet The Interconnected World

Leia mais

Office. Telefone com central telefónica. Telefone Internet Televisão

Office. Telefone com central telefónica. Telefone Internet Televisão Office Telefone com central telefónica Telefone Internet Televisão A solução de voz mais completa para o escritório com utilização em grupo, que acompanha o crescimento do seu negócio Telefone Telefone

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

Como explorar os recursos do Asterisk Epaminondas Lage

Como explorar os recursos do Asterisk Epaminondas Lage Como explorar os recursos do Asterisk Epaminondas Lage Apresentação Epaminondas de Souza Lage Epaminondas de Souza Lage popo@planetarium.com.br Formado em Engenharia Elétrica com ênfase em Sistemas Industriais

Leia mais

Serviço de Telefonia IP - VoIP

Serviço de Telefonia IP - VoIP Superintendência de Governança Eletrônica e de Tecnologia da Informação e Comunicação (SeTIC/UFSC) Departamento de Tecnologia da Informação e Redes Serviço de Telefonia IP - VoIP 1 Serviço de Telefonia

Leia mais

F n u d n a d ment n os o Vo V I o P Introdução

F n u d n a d ment n os o Vo V I o P Introdução Tecnologia em Redes de Computadores Fundamentos de VoIP Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Introdução VoIP (Voice over Internet Protocol) A tecnologia VoIP vem sendo largamente utilizada

Leia mais

A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações

A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações TERMINAL OPEN TRADE A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações Soluções Completas e Diferenciadas O assistente perfeito para ambientes de negociações O Open Trade é

Leia mais

VoIP (Voz sobre IP): Trajetória Tecnológica e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Tecnológica

VoIP (Voz sobre IP): Trajetória Tecnológica e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Tecnológica IV CONGRESSO ACORN-REDECOM POLÍTICAS PÚBLICAS: IMPACTO SOCIOECONÔMICO DAS TICs NAS AMÉRICAS VoIP (Voz sobre IP): Trajetória e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Michele Cristina Silva

Leia mais

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT - Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações.

Leia mais

II Semana de Engenharia de Telecomunicações - SETEL - 2013

II Semana de Engenharia de Telecomunicações - SETEL - 2013 II Semana de Engenharia de Telecomunicações - SETEL - 2013 Lívio Peixoto do Nascimento Gerente Anatel/RN UFRN Natal - RN Outubro/2013 Agenda Convergência Tecnológica Evolução dos Marcos Regulatórios Avaliação

Leia mais

O Panorama da TV Digital no Brasil. Leandro Miller Leonardo Jardim

O Panorama da TV Digital no Brasil. Leandro Miller Leonardo Jardim O Panorama da TV Digital no Brasil Leandro Miller Leonardo Jardim Tópicos Abordados TV Aberta no Brasil Vantagens da TV Digital Padrões de TV Digital Sistema Brasileiro de TV Digital Oportunidades na TV

Leia mais

Fidelize sua operadora e tenha reduções imediatas

Fidelize sua operadora e tenha reduções imediatas Gateway E1-SIP µtech Gateway E1-SIP: a evolução ao seu alcance O conhecido dispositivo para interconexão de redes IP com a rede de telefonia comutada evoluiu. Além de proporcionar a integração de redes

Leia mais

GlobalPhone - CallShop

GlobalPhone - CallShop CallShop Convidamos sua empresa a conhecer essa ótima oportunidade de ganho de lucros, onde oferecemos uma plataforma para controle de ligações telefônicas, que utilizam o sistema de telefonia VoIP, tornando

Leia mais

Argumentos de Vendas. Versão 20150206.01. Nossa melhor ligação é com você

Argumentos de Vendas. Versão 20150206.01. Nossa melhor ligação é com você Argumentos de Vendas Versão 20150206.01 Nossa melhor ligação é com você Algumas perguntas que podem ser feitas Você está satisfeito com sua operadora atual? Você é bem atendido quando liga na central de

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Junho de 2013 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Larga Brasil 2005-2010

Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Junho de 2010 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2010 IDC. Reproduction

Leia mais

PORQUE A VOLTA DA TELEBRÁS É UMA BOA NOTÍCIA

PORQUE A VOLTA DA TELEBRÁS É UMA BOA NOTÍCIA ESTUDO PORQUE A VOLTA DA TELEBRÁS É UMA BOA NOTÍCIA Vilson Vedana Consultor Legislativo da Área XIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações, Sistema Postal, Ciência e Tecnologia ESTUDO DEZEMBRO/2007

Leia mais

A Regulação dos Serviços de Telecomunicações Convergentes para a Inclusão Social

A Regulação dos Serviços de Telecomunicações Convergentes para a Inclusão Social A Regulação dos Serviços de Telecomunicações Convergentes para a Inclusão Social 50 0 PAINEL TELEBRASIL 2006 Angra dos Reis, RJ, 2 de junho de 2006 José Leite Pereira Filho Conselheiro Diretor Conselheiro

Leia mais

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos Terceirização de Processos Empresariais da Capgemini Um componente da área de Serviços Públicos da Capgemini As concessionárias de serviços

Leia mais

Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP. Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva

Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP. Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva 1 Participantes * Cláudio Rodrigues Muniz da Silva DCO / UFRN; * Fabiano André de Sousa Mendonça DPUB / UFRN; * Lívio Peixoto do Nascimento

Leia mais

A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia. para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções

A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia. para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções C O M U N I C A Ç Ã O D I G I T A L A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções para o trafego de

Leia mais

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA 1 Banda Estreita A conexão de banda estreita ou conhecida como linha discada disponibiliza ao usuário acesso a internet a baixas velocidades,

Leia mais

TARIFAÇÃO DE CHAMADAS DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL E INTERNACIONAL - A INFORMAÇÃO DA TARIFA NO INÍCIO DA LIGAÇÃO. Claudio Nazareno Consultor Legislativo da Área XIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações,

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

CAPÍTULO 13. Conectividade Linhas Privativas Comercias LINHAS PRIVATIVAS COMERCIAIS

CAPÍTULO 13. Conectividade Linhas Privativas Comercias LINHAS PRIVATIVAS COMERCIAIS CAPÍTULO 13 LINHAS PRIVATIVAS COMERCIAIS Todos os serviços de conectividade e comunicação de dados oferecidos por qualquer operadora de telecomunicações, devem terminar nos pontos finais de utilização

Leia mais

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA CORPORATE TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA De empresa regional para empresa nacional De 24 cidades em 9 estados para 95 cidades em 17 estados De 800 funcionários em 2000 para 8 mil atualmente Oferta completa de

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA 111 DÍGITRO o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com as configurações

Leia mais

Panorama do mercado de Comunicações Unificadas

Panorama do mercado de Comunicações Unificadas Panorama do mercado de Comunicações Unificadas Agenda Vídeo O IPNews O Mercado de Telecomunicações Conceito Novos Meios de Comunicação Cenário Por que adotar? Benefícios Noticiário 1º portal brasileiro

Leia mais

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações 24 de Março de 2011 As exigências de infraestrutura de TIC para a Copa do Mundo e Olimpíada no Brasil Desafios e Oportunidades na construção do IBC. A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

Leia mais

D R A F T. Irregularidades praticadas pela Telemar na comercialização do serviço de acesso a Internet denominado Velox.

D R A F T. Irregularidades praticadas pela Telemar na comercialização do serviço de acesso a Internet denominado Velox. D R A F T Irregularidades praticadas pela Telemar na comercialização do serviço de acesso a Internet denominado Velox. 1. O que é o serviço Velox da Telemar? O Velox é um serviço de acesso a Internet de

Leia mais

SCM Conceitos, Conflitos e sua Aplicação para VoIP

SCM Conceitos, Conflitos e sua Aplicação para VoIP SCM Conceitos, Conflitos e sua Aplicação para VoIP Este tutorial apresenta o conceito da licença de Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), os conflitos com outros serviços de telecomunicações e sua aplicabilidade

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FÓRUM TÉCNICO CONSULTIVO TELEFONIA IP Carlos José Rosa Coletti AI Reitoria Lazaro Geraldo Calestini Rio Claro Tatiana Pinheiro de Brito IA São Paulo Valmir Dotta FCLAr - CSTI Walter Matheos Junior IFT

Leia mais

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010 Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010 Resultados de Junho 2009 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2009 IDC. Reproduction

Leia mais

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX Índice Guia do Usuário EMBRATEL IP VPBX 3 Tipos de Ramais 4 Analógicos 4 IP 4 FACILIDADES DO SERVIÇO 5 Chamadas 5 Mensagens 5 Bloqueio de chamadas 5 Correio de Voz 5 Transferência 6 Consulta e Pêndulo

Leia mais

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Como adicionar valor à banda larga Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT

Leia mais

7 Modelos de Négocio para o PLC

7 Modelos de Négocio para o PLC 87 7 Modelos de Négocio para o PLC Há basicamente três modelos de negócio que podem ser usados para o PLC baseados no valor de investimento e nível de risco que as empresas de energia se dispõem em aceitar

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Redes Wireless / Wi-Fi / IEEE 802.11 Em uma rede wireless, os adaptadores de rede em cada computador convertem os dados digitais para sinais de rádio,

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Setembro/2007 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 10 milhões de conexões Mauro Peres, Research Director IDC Brasil Copyright

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA AUDIO CODES MP20X Configurando o computador para acessar o ATA Acessando Configurando 1. Configurando o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA DRAYTEK VIGOR 2910 SERIES Configurando o computador para acessar o ATA Acessando Configurando 1. Configurando o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário

Leia mais

Este tutorial apresenta conceitos e recomendações para o planejamento de uma rede multi-serviço.

Este tutorial apresenta conceitos e recomendações para o planejamento de uma rede multi-serviço. O que se deve considerar no planejamento de uma rede multi-serviço? Este tutorial apresenta conceitos e recomendações para o planejamento de uma rede multi-serviço. Jorge Moreira de Souza Doutor em Informática

Leia mais