Carlos Baigorri Superintendente de Competição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carlos Baigorri Superintendente de Competição"

Transcrição

1 Carlos Baigorri Superintendente de Competição Brasília/DF Março/2015

2 Uma volta ao passado? Há quase uma década o setor de telecomunicações discute a convergência tecnológica. Essa discussão era focada na possibilidade de ofertas triple play e na necessidade de abertura do mercado de TV por assinatura. Dizia-se que Os limites e diferenças atualmente existentes entre as diversas indústrias tendem a desaparecer para permitir o surgimento de uma nova indústria totalmente convergente.

3 Uma volta ao passado?

4 Uma volta ao passado?

5 Uma volta ao passado? De fato, a convergência tecnológica aconteceu, mas em uma dimensão maior do que a esperada. Hoje vemos o surgimento de uma nova indústria totalmente convergente, mas essa não parece ser uma indústria de telecom 2.0, mas sim a indústria de aplicações OTT.

6 Evolução do valor No começo... Voz Voz Sons e imagens Dados

7 Evolução do valor Hoje... Voz Voz Sons e imagens Dados

8 Evolução do valor Futuro? Dados Dados OTT Dados Dados

9 Efeitos OTT VoIP irá gerar uma perda de receita para as empresas de telecom da ordem de US$ 479 bilhões entre 2012 e 2020 (Ovum) Previsões indicam que até 2016 os operadores vão ter perdido US$ 54 bilhões em receitas de SMS devido à crescente popularidade de OTT messaging, mais que o dobro dos US $ 23 bilhões que se espera ter perdido até o final de (Ovum)

10 Efeitos OTT Telecom

11 E a regulação? A regulação econômica se fundamenta na correção de falhas de mercado. A principal falha de mercado presente no setor de telecomunicações é a concorrência imperfeita, decorrente de barreiras à entrada. À medida que barreiras de entrada são reduzidas por fatores tecnológicos, é de se esperar que a necessidade de regulação ex ante diminua.

12 E a regulação? Antigamente, quando alguém queria mandar um SMS, era obrigatório o uso do serviço da operadora. Existia uma relação unívoca entre a rede e o serviço. Diante disso, faz sentido, por exemplo, a seguinte regulamentação: Art. 32. A oferta da facilidade de envio ou recebimento de mensagens deve: I - garantir que o Usuário possa enviar e/ou receber mensagens para/de qualquer outra prestadora de SMP; II - possibilitar a entrega da mensagem a Usuário, em até 60 (sessenta) segundos, considerando o estado da Estação Móvel do Usuário recebedor da mensagem; III - possibilitar que a mensagem, não entregue no prazo estabelecido no inciso II, seja reenviada continuamente, pelo período de 24 (vinte e quatro) horas, até ser recebida pelo Usuário; IV - garantir que, no caso de não entrega da mensagem após o prazo estabelecido no inciso III, o Usuário que enviou a mensagem não seja cobrado.

13 E a regulação? Com a popularização de aplicações de mensagem, a tendência é que esse tipo de obrigação deixe de ser relevante. Hoje em dia em um smartphone, ao tentar fazer uma ligação para um contato, são apresentadas diversas opções de aplicativos para realizar a ligação Assim, à medida que: (i) novas aplicações de voz e mensagem se popularizarem, (ii) a proporção de smartphones aumente, (iii) os consumidores migrem para redes 3G ou superiores, A regulação de serviços de voz e mensagens na telefonia móvel tende a ser cada vez menos relevante para o consumidor.

14 E a regulação? De forma análoga, à medida que: (i) novas aplicações de VOD e streaming de vídeo se popularizarem, (ii) a proporção de smarttvs aumente, (iii) a velocidade contratada de banda larga aumenta, A regulação de serviços de TV por assinatura e radiodifusão de sons e imagens tende a ser cada vez menos relevante para o consumidor.

15 Estamos longe disso?

16 E a regulação? Assim, cabe à Anatel monitorar as condições de competição no mercado para que, à medida que a concorrência aumente, sejam revistas as obrigações regulatórias. O objetivo da regulação econômica é garantir um level playing field e não escolher ganhadores e perdedores.

17 Brasília/DF Março/2015

Painel TELEBRASIL Virtualização de redes: implicações estratégicas e regulatórias

Painel TELEBRASIL Virtualização de redes: implicações estratégicas e regulatórias Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Competição Gerência de Monitoramento das Relações entre Prestadoras Painel TELEBRASIL Virtualização de redes: implicações estratégicas e regulatórias

Leia mais

Evolução da Regulamentação do Setor de Telecomunicações. Sub-Comissão de Marcos Regulatórios da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado 21/05/2007

Evolução da Regulamentação do Setor de Telecomunicações. Sub-Comissão de Marcos Regulatórios da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado 21/05/2007 Evolução da Regulamentação do Setor de Telecomunicações Sub-Comissão de Marcos Regulatórios da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado 21/05/2007 Razões para mudar a legislação Antes de mudar, definir

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Brasília/DF Maio/2013 15 anos de LGT Em 1997, na corrida pelo usuário, a

Leia mais

Defesa da Concorrência nas Telecomunicações: Tempos de Convergência Tecnológica

Defesa da Concorrência nas Telecomunicações: Tempos de Convergência Tecnológica Defesa da Concorrência nas Telecomunicações: Tempos de Convergência Tecnológica Caio Mário da Silva Pereira Neto Fundação Getulio Vargas - Março 2007 caio.pereira@fgv.br Estrutura da Apresentação Convergência

Leia mais

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL 51º. Painel Telebrasil Ricardo Knoepfelmacher Brasil Telecom Junho /2007 0 REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES Os limites e diferenças atualmente existentes

Leia mais

Plano de Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel

Plano de Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel Plano de Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel Agência Nacional de Telecomunicações Anatel Brasília/DF 08/2012 Reclamações ARU Anatel Diferença percentual entre a pior

Leia mais

4 Mercado setor de telecomunicações

4 Mercado setor de telecomunicações 4 Mercado setor de telecomunicações Nesta sessão é apresentada uma pequena visão geral do mercado de telecomunicações no Brasil, com dados históricos dos acontecimentos mais relevantes a este trabalho,

Leia mais

Convergência e direito do consumidor. Estela Waksberg Guerrini Idec

Convergência e direito do consumidor. Estela Waksberg Guerrini Idec 1 Convergência e direito do consumidor Estela Waksberg Guerrini Idec Como fica o consumidor no ambiente de convergência, quando a regulação não acompanha as mudanças na oferta de serviços? 2 3 Uma empresa

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

2. VoIP Meeting IP News. 20 de Julho de 2010 Hotel Atlante Plaza Recife - PE Fernando Schulhof (11) 3057-0307. 0307 fds01@terra.com.

2. VoIP Meeting IP News. 20 de Julho de 2010 Hotel Atlante Plaza Recife - PE Fernando Schulhof (11) 3057-0307. 0307 fds01@terra.com. 2. VoIP Meeting IP News 20 de Julho de 2010 Hotel Atlante Plaza Recife - PE Fernando Schulhof (11) 3057-0307 0307 fds01@terra.com.br VOIP Conceito: Voice Over IP (Voz sobre IP) Anatel: Não regulamenta

Leia mais

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Como adicionar valor à banda larga Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT

Leia mais

Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora

Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora ABAR, Agosto de 2013 Agenda Contexto do mercado de TV por Assinatura Panorama econômico

Leia mais

USO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA ACESSO A INTERNET

USO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA ACESSO A INTERNET AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES USO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA ACESSO A INTERNET er@ da informação impacto nos serviços Edmundo Antonio Matarazzo Superintendência de Universalização agosto

Leia mais

A Regulação dos Serviços de Telecomunicações Convergentes para a Inclusão Social

A Regulação dos Serviços de Telecomunicações Convergentes para a Inclusão Social A Regulação dos Serviços de Telecomunicações Convergentes para a Inclusão Social 50 0 PAINEL TELEBRASIL 2006 Angra dos Reis, RJ, 2 de junho de 2006 José Leite Pereira Filho Conselheiro Diretor Conselheiro

Leia mais

Legislação aplicada às comunicações

Legislação aplicada às comunicações Legislação aplicada às comunicações Discussão Neutralidade de Rede e Reflexões sobre Regulação da Mídia Carlos Baigorri Brasília, março de 2015 Definição A neutralidade da rede é o princípio de que todo

Leia mais

Legislação aplicada às comunicações

Legislação aplicada às comunicações Legislação aplicada às comunicações Fundamentos de competição Carlos Baigorri Brasília, março de 2015 Objetivo Conhecer os principais conceitos envolvidos na regulação econômica: Oferta e demanda Teoremas

Leia mais

VoIP (Voz sobre IP): Trajetória Tecnológica e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Tecnológica

VoIP (Voz sobre IP): Trajetória Tecnológica e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Tecnológica IV CONGRESSO ACORN-REDECOM POLÍTICAS PÚBLICAS: IMPACTO SOCIOECONÔMICO DAS TICs NAS AMÉRICAS VoIP (Voz sobre IP): Trajetória e Perspectivas para o Brasil no cenário de Convergência Michele Cristina Silva

Leia mais

PLC 116/10. Eduardo Levy

PLC 116/10. Eduardo Levy PLC 116/10 Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania Comissão de Assuntos Econômicos Comissão de Educação, Cultura

Leia mais

MARCELO BECHARA Março de 2013

MARCELO BECHARA Março de 2013 MARCELO BECHARA Março de 2013 Contexto Sociedade da Informação países desenvolvidos Venda de músicas online: >80% Venda de videos online: >50% TV Personalizada/Interatividade Publicidade: >50% Conteúdo:

Leia mais

Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Brasília, 13 de novembro de 2013

Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Brasília, 13 de novembro de 2013 Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Brasília, 13 de novembro de 2013 Os Regimes de Prestação dos Serviços de Telecomunicações A Lei Geral de Telecomunicações (Lei nº 9.472/1996) estabelece

Leia mais

Guia de Ofertas. Mobilidade Empresarial

Guia de Ofertas. Mobilidade Empresarial + Guia de Ofertas Mobilidade Empresarial Região SP e TM Junho/2013 Índice Novidades do Mês... 03 Aparelhos em Destaque... 04 Combos do Mês... 06 Planos de Voz... 07 Oi Empresa Especial Como vender? Oi

Leia mais

RELATÓRIO DA ENQUETE SOBRE INTERNET MÓVEL

RELATÓRIO DA ENQUETE SOBRE INTERNET MÓVEL RELATÓRIO DA ENQUETE SOBRE INTERNET MÓVEL Você tem plano de internet contratado para o seu celular? 27% 73% Sim 373 73% Não 141 27% Você sabe qual é a sua franquia de dados (MB ou GB)? 36,11 % 63,88% Sim

Leia mais

8º Fórum das Comunicações da CPLP. Estratégias Digitais & Desafios Regulatórios no Contexto da Convergência do Ecossistema Digital

8º Fórum das Comunicações da CPLP. Estratégias Digitais & Desafios Regulatórios no Contexto da Convergência do Ecossistema Digital 8º Fórum das Comunicações da CPLP Estratégias Digitais & Desafios Regulatórios no Contexto da Convergência do Ecossistema Digital Fevereiro/2017 Demanda Fonte: Smart Insights Demanda e Investimentos Fonte:

Leia mais

Análise Comparativa entre Provedores de Internet 3G, no Estado do Acre.

Análise Comparativa entre Provedores de Internet 3G, no Estado do Acre. Análise Comparativa entre Provedores de Internet 3G, no Estado do Acre. Luiz Felipe de Oliveira Pinheiro * RESUMO Vamos aqui fazer uma comparação entre planos de internet 3G, (oferta/demanda), e tentar

Leia mais

Investimentos em 4G, refarming. de frequência e telefonia rural

Investimentos em 4G, refarming. de frequência e telefonia rural Investimentos em 4G, refarming de frequência e telefonia rural Carlos Baigorri Superintendente Anatel Brasília/DF Fevereiro/2014 Nos últimos 12 anos pudemos ver no mercado as tecnologias passando por diferentes

Leia mais

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Banda Larga

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Banda Larga Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados Plano Nacional de Banda Larga Brasília, 30 de março de 2010 ABRAFIX Associaçã ção o Brasileira de Concessionárias

Leia mais

TELEFONIA AGECEF-SC. Condições e Descrições do plano de telefonia AGECEF-SC através da operadora VIVO

TELEFONIA AGECEF-SC. Condições e Descrições do plano de telefonia AGECEF-SC através da operadora VIVO Condições e Descrições do plano de telefonia AGECEF-SC através da operadora VIVO Tarifação de ligações locais(mesmo DDD dentro da área): 1. Valor do minuto(dentro do plano contratado) para qualquer operadora,

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT - Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações.

Leia mais

A situação do espectro no Brasil e na Região 2

A situação do espectro no Brasil e na Região 2 A situação do espectro no Brasil e na Região 2 Maximiliano Salvadori Martinhão Gerente Geral de Certificação e Engenharia do Espectro Agenda Espectro no Brasil Contextualização do tema Onde Estamos O que

Leia mais

Quanto. custa. não. fazer?

Quanto. custa. não. fazer? Quanto custa não fazer? Recrie o ambiente de trabalho através de ferramentas de colaboração Você conhece todas as possibilidades que a tecnologia pode trazer para o ambiente de trabalho na sua empresa?

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 04 DE NOVEMBRO DE 2014 crescimento do setor de telecomunicações

Leia mais

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA 4 de outubro de 2009 O brasileiro Carlos Kirjner, nomeado pelo presidente Barack Obama para o cargo de conselheiro do diretor-geral da Comissão Federal de Comunicações

Leia mais

TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO GRUPOS

TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO GRUPOS TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO GRUPOS 1. OBJETO: 1.1. O presente Instrumento tem por objeto regular a prestação do serviço VIVO Torpedo Grupos ao Cliente, em toda Área de Prestação da VIVO definida

Leia mais

Panorama do mercado de Comunicações Unificadas

Panorama do mercado de Comunicações Unificadas Panorama do mercado de Comunicações Unificadas Agenda Vídeo O IPNews O Mercado de Telecomunicações Conceito Novos Meios de Comunicação Cenário Por que adotar? Benefícios Noticiário 1º portal brasileiro

Leia mais

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito Banda Larga TV por Assinatura Telefonia Fixa Respeito APIMEC RIO Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2013 A GVT é uma empresa autorizada pela Anatel a prestar serviços em todo o país A GVT tem licença STFC

Leia mais

As necessidades dos utilizadores

As necessidades dos utilizadores As necessidades dos utilizadores Luis Salvador Pisco Comunicações Electrónicas enquanto Serviço Universal As comunicações enquanto SIEG: Integram os SIEG (serviços de interesse económico geral), prestados

Leia mais

UM PASSEIO PELA NAB 2011. Geraldo Cesar de Oliveira Star One

UM PASSEIO PELA NAB 2011. Geraldo Cesar de Oliveira Star One UM PASSEIO PELA NAB 2011 Geraldo Cesar de Oliveira Star One NAB 2011 em Números Mais de 1500 Expositores 151 países representados 92.708 visitantes cadastrados 25.601 visitantes internacionais Brasil uma

Leia mais

Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações. ões. Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil

Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações. ões. Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações ões Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil em homenagem a Sérgio S Motta (1940 1998) S. Paulo, 3 de junho de 2008 Juarez Quadros

Leia mais

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar?

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar? 1 Conheça o sistema de Voz sobre IP (ou VOIP) O que é Voz sobre IP / Voz sobre Internet Protocolo? R. Voz sobre IP permite que você faça ligações telefônicas utilizando uma rede de computadores, como a

Leia mais

Introdução do Jornalismo Móvel

Introdução do Jornalismo Móvel Introdução do Jornalismo Móvel Semana 1: Visão geral das plataformas móveis, tendências e futuro Instrutor Técnico Móvel: Will Sullivan Instrutora Brasileira: Lorena Tárcia http://visual.ly/reaching-50-million-users

Leia mais

A oferta OI À VONTADE VOZ + DADOS concede também 1.000 (mil) mensagens de texto mensais, para qualquer telefone móvel.

A oferta OI À VONTADE VOZ + DADOS concede também 1.000 (mil) mensagens de texto mensais, para qualquer telefone móvel. PROMOÇÃO OI À VONTADE VOZ + DADOS OFERTA VÁLIDA DE 14/09 /09/2009 /2009 a 17/01/2010. Certificamos a sua adesão à PROMOÇÃO OI À VONTADE VOZ + DADOS, que consiste na aquisição a preço promocional de um

Leia mais

:: Telefonia pela Internet

:: Telefonia pela Internet :: Telefonia pela Internet http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_telefonia_pela_internet.php José Mauricio Santos Pinheiro em 13/03/2005 O uso da internet para comunicações de voz vem crescendo

Leia mais

Seguros em um mundo conectado. As novas gerações e as novas formas de negócio

Seguros em um mundo conectado. As novas gerações e as novas formas de negócio Seguros em um mundo conectado As novas gerações e as novas formas de negócio A IBM realiza investimentos significativos em pesquisa e desenvolvimento para trazer pensamento inovador IBM Industry Models

Leia mais

Modelos de Licenciamento de Freqüências

Modelos de Licenciamento de Freqüências Modelos de Licenciamento de Freqüências Este tutorial apresenta um panorama dos modelos utilizados em vários países do mundo no licenciamento de frequências. Carlos Pingarilho Doutor em Eletrônica e Comunicações

Leia mais

REGULAMENTOS OFERTA DE PACOTE ADICIONAL DE INTERNET

REGULAMENTOS OFERTA DE PACOTE ADICIONAL DE INTERNET REGULAMENTOS OFERTA DE PACOTE ADICIONAL DE INTERNET 1) PLANOS PRÉ-PAGOS SERCOMTEL 1. Da Promoção: O pacote adicional de internet (dados) será ofertado aos clientes dos planos pré-pagos Sercomtel que tiverem

Leia mais

Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom

Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom 40º Encontro TELE.SÍNTESE Março de 2015 Panorama Telefonia Móvel 281,7 milhões de acessos ~155 milhões de acessos de banda larga móvel (54%)

Leia mais

Banda Larga rural e urbana

Banda Larga rural e urbana Banda Larga rural e urbana Edital de Licitação 004/2012/PVCP/SPV-Anatel (450 MHz e 2,5 GHz) Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados Anatel Brasília/DF Abril/2012 Premissas e objetivos

Leia mais

4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus

4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus 4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus EMBRATEL É PARTE DA AMÉRICA MÓVIL INSTITUCIONAL UM DOS MAIORES GRUPOS EMPRESARIAIS DO MUNDO E LÍDER NA OFERTA DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

Rodrigo Zerbone Conselheiro Relator. Brasília/DF Fevereiro/2014

Rodrigo Zerbone Conselheiro Relator. Brasília/DF Fevereiro/2014 Rodrigo Zerbone Conselheiro Relator Brasília/DF Fevereiro/2014 Estrutura do Regulamento Disposições Gerais Direitos e Deveres dos Consumidores Atendimento Oferta Cobrança Disposições Finais e Transitórias

Leia mais

Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. - Serviço de TV por Assinatura -

Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. - Serviço de TV por Assinatura - Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor - Serviço de TV por Assinatura - Ara Apkar Minassian Superintendente

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

Redes Sociais. Engajamento do Cliente Porque devo investir um tempo do meu dia em minhas redes sociais. Redes Sociais 2015.

Redes Sociais. Engajamento do Cliente Porque devo investir um tempo do meu dia em minhas redes sociais. Redes Sociais 2015. Redes Sociais Engajamento do Cliente Porque devo investir um tempo do meu dia em minhas redes sociais. Redes Sociais 2015. REDES SOCIAIS Criar uma presença online é um passo obrigatório para qualquer negócio

Leia mais

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga Lei 12.485/2011 SeAC Serviço de Acesso condicionado Lei da TV Paga Segundo a Anatel, o serviço de TV por assinatura atende aproximadamente 54,2 milhões de lares brasileiros e 27,9% das residências do país.

Leia mais

REGULAMENTO. Promoção Nextel 3G Controle 45R

REGULAMENTO. Promoção Nextel 3G Controle 45R REGULAMENTO Promoção Nextel 3G Controle 45R Esta promoção é comercializada pela NEXTEL TELECOMUNICAÇÕES Ltda., prestadora do Serviço Móvel Pessoal SMP, doravante denominada simplesmente NEXTEL, situada

Leia mais

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio,

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio, INTRODUÇÃO Para que o Guia Médico de seu Plano de Saúde esteja disponível em seu celular, antes de mais nada, sua OPERADORA DE SAÚDE terá de aderir ao projeto. Após a adesão, você será autorizado a instalar

Leia mais

ESTÁ EM VIGOR O NOVO REGULAMENTO DE ÁREAS LOCAIS DA TELEFONIA FIXA

ESTÁ EM VIGOR O NOVO REGULAMENTO DE ÁREAS LOCAIS DA TELEFONIA FIXA Brasília, 8 de junho de 2004 Agência Nacional de Telecomunicações - APC ESTÁ EM VIGOR O NOVO REGULAMENTO DE ÁREAS LOCAIS DA TELEFONIA FIXA O novo Regulamento de Áreas Locais do Serviço Telefônico Fixo

Leia mais

Outsourcing em Telecom. BI Telecom. Gestão em Telecomunicações. Tarifação e Administração de Ligações. SGTC Corporativo. Auditoria em Telecom

Outsourcing em Telecom. BI Telecom. Gestão em Telecomunicações. Tarifação e Administração de Ligações. SGTC Corporativo. Auditoria em Telecom Sobre a TeleGestão A TeleGestão, especialista em gestão de telecomunicações, dedica-se há mais de 20 anos ao desafio de adequar recursos de telefonia ao perfil corporativo de diversos setores. As soluções

Leia mais

DAVID MARCONY CATVBRASIL catvbrasil@gmail.com

DAVID MARCONY CATVBRASIL catvbrasil@gmail.com DAVID MARCONY CATVBRASIL catvbrasil@gmail.com Mini Currículo David Marcony CATVBRASIL Trabalho com Mikrotik desde 2005 Participei de vários treinamentos Mikrotik Criei um dos primeiro manual de Mikrotik

Leia mais

Preparando sua empresa para o forecasting:

Preparando sua empresa para o forecasting: Preparando sua empresa para o forecasting: Critérios para escolha de indicadores. Planejamento Performance Dashboard Plano de ação Relatórios Indicadores Embora o forecasting seja uma realidade, muitas

Leia mais

Operadora: Indicadores econômico-financeiros

Operadora: Indicadores econômico-financeiros Número 02 São Paulo, 13 de agosto de 2013 Operadora: Indicadores econômico-financeiros RESUMO A GVT tem apresentado variações positivas significativas na quantidade de acessos nos últimos três anos, e

Leia mais

clientes milhões relatórios mil linhas detalhados +de +de +de +de recuperados em negociações gerenciadas por mês por mês

clientes milhões relatórios mil linhas detalhados +de +de +de +de recuperados em negociações gerenciadas por mês por mês A TeleGestão, especialista em gestão de telecomunicações, dedica-se há mais de 20 anos ao desafio de adequar recursos de telefonia ao perfil corporativo de diversos setores. As soluções da TeleGestão,

Leia mais

1 O Problema 1.1 Introdução

1 O Problema 1.1 Introdução 1 O Problema 1.1 Introdução As teorias de adoção e de difusão de novos produtos em tecnologia sustentam que, no lançamento, os produtos ainda são acessíveis a apenas poucos consumidores que estão dispostos

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

SOLUÇÃO DE TELEFONIA MÓVEL- OI EMPRESA ESPECIAL

SOLUÇÃO DE TELEFONIA MÓVEL- OI EMPRESA ESPECIAL PROPOSTA COMERCIAL SOLUÇÃO DE TELEFONIA MÓVEL- OI EMPRESA ESPECIAL Palmas, 04 de Janeiro de 2012 Pagina 1 A/C: Sr Roberto, A Nacional Telecom - Agente Autorizado Oi Pra Negócios submete à apreciação de

Leia mais

Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro

Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro Miriam Wimmer Diretora do Departamento de Serviços e de Universalização de Telecomunicações Secretaria de Telecomunicações

Leia mais

Evolução na Comunicação de

Evolução na Comunicação de Evolução na Comunicação de Dados Invenção do telégrafo em 1838 Código Morse. 1º Telégrafo Código Morse Evolução na Comunicação de Dados A evolução da comunicação através de sinais elétricos deu origem

Leia mais

CONTEÚDO AUDIOVISUAL EM TEMPOS DE CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA.

CONTEÚDO AUDIOVISUAL EM TEMPOS DE CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA. CONTEÚDO AUDIOVISUAL EM TEMPOS DE CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA. DEFINIÇÃO SIMPLIFICADA: VARIOS TIPOS DE MÍDIA E SERVIÇOS ATRAVÉS DO MESMO MEIO OU APARELHO. -VOZ - VOZ SOBRE IP - TELECONFERENCIA - VIDEOCONFERENCIA

Leia mais

D R A F T. Irregularidades praticadas pela Telemar na comercialização do serviço de acesso a Internet denominado Velox.

D R A F T. Irregularidades praticadas pela Telemar na comercialização do serviço de acesso a Internet denominado Velox. D R A F T Irregularidades praticadas pela Telemar na comercialização do serviço de acesso a Internet denominado Velox. 1. O que é o serviço Velox da Telemar? O Velox é um serviço de acesso a Internet de

Leia mais

Esgotamento dos Endereços IPv4 Migração para o IPv6 FÓRUM BRASILEIRO DE IMPLEMENTADORES DE IPV6 SÃO PAULO, 26 DE NOVEMBRO DE 2014

Esgotamento dos Endereços IPv4 Migração para o IPv6 FÓRUM BRASILEIRO DE IMPLEMENTADORES DE IPV6 SÃO PAULO, 26 DE NOVEMBRO DE 2014 Esgotamento dos Endereços IPv4 Migração para o IPv6 FÓRUM BRASILEIRO DE IMPLEMENTADORES DE IPV6 SÃO PAULO, 26 DE NOVEMBRO DE 2014 Somos a PLATAFORMA sobre a qual MILHÕES de SERVIÇOS são PRESTADOS a todo

Leia mais

A Cartão1 desenvolve e comercializa soluções especiais de conectividade e acesso para os mercados de comunicação de dados e automação comercial

A Cartão1 desenvolve e comercializa soluções especiais de conectividade e acesso para os mercados de comunicação de dados e automação comercial A Empresa Cartão1 ( AlôSaldo ) A Cartão1 desenvolve e comercializa soluções especiais de conectividade e acesso para os mercados de comunicação de dados e automação comercial Fundada em 1998 com capital

Leia mais

PARECER N, DE 2010. RELATORA: Senadora FÁTIMA CLEIDE

PARECER N, DE 2010. RELATORA: Senadora FÁTIMA CLEIDE PARECER N, DE 2010 Da COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE, DEFESA DO CONSUMIDOR E FISCALIZAÇÃO E CONTROLE (CMA), em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 340, de 2008, do Senador VALDIR RAUPP,

Leia mais

REQUERIMENTO Nº, DE 2007. (Do Senhor Wellington Fagundes e outros)

REQUERIMENTO Nº, DE 2007. (Do Senhor Wellington Fagundes e outros) REQUERIMENTO Nº, DE 2007. (Do Senhor Wellington Fagundes e outros) Requer a instituição de Comissão Parlamentar de Inquérito com a finalidade de investigar os contratos celebrados entre a ANATEL Agência

Leia mais

Conheça as soluções que compõem os Combos Claro e os benefícios que elas oferecem para sua empresa.

Conheça as soluções que compõem os Combos Claro e os benefícios que elas oferecem para sua empresa. Soluções Conheça as soluções que compõem os Combos Claro e os benefícios que elas oferecem para sua empresa. Gestor Online Gestor Online Completa ferramenta para gerenciar o uso das linhas da sua empresa.

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações JARBAS JOSÉ VALENTE Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 4 de junho de 2013 Agenda Lei da Comunicação Audiovisual de Acesso Condicionado (Lei n. 12.485, de 11/09/2012);

Leia mais

Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática

Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Audiência Pública Valores dos Serviços de Telecomunicações Ministério das Comunicações Consultor Jurídico Marcelo Bechara

Leia mais

A Convergência do Ponto de Vista Regulatório

A Convergência do Ponto de Vista Regulatório A Convergência do Ponto de Vista Regulatório 48 0 Painel da Telebrasil Ilha de Comandatuba, 1 a 4 de julho de 2004 José Leite Pereira Filho Conselheiro 1 Conteúdo Conceituação da Convergência Questões

Leia mais

III Fórum Lusófono das Comunicações ARCTEL-CPLP

III Fórum Lusófono das Comunicações ARCTEL-CPLP III Fórum Lusófono das Comunicações ARCTEL-CPLP Tendências, Panorama e Desafios do Roaming Internacional II Painel Que Mercado na CPLP? Agenda Sobre a Oi Que Mercado na CPLP Panorama Roaming Internacional

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Condicionantes econômicas da universalização na era da internet em banda larga

Condicionantes econômicas da universalização na era da internet em banda larga Agência Nacional de Telecomunicações Condicionantes econômicas da universalização na era da internet em banda larga Abraão Balbino e Silva Brasília Junho/2015 Agenda Condicionantes Econômico-Financeiros

Leia mais

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Anatel Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Porto Alegre, 4 de junho de 2009. Eng. Mauricio Peroni Especialista

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

Audiência Pública sobre a Consulta Pública 31/2009. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal.

Audiência Pública sobre a Consulta Pública 31/2009. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. Audiência Pública sobre a Consulta Pública 31/2009. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. Brasília, 07 de abril de 2010. Espectro para telefonia móvel:

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

Espectro: Importância para as PMEs

Espectro: Importância para as PMEs Espectro: Importância para as PMEs Edmundo A. Matarazzo Microempresas Empresas de pequeno porte Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (2006) Regulamenta o disposto na Constituição Brasileira:

Leia mais

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD As disposições abaixo regulam a utilização do serviço Vivo Redes Sociais ( Serviço ), desenvolvido pela Myriad e ofertado pela TELEFÔNICA BRASIL S/A, doravante

Leia mais

Identificação da Prestadora Prestadora de Pequeno Porte? ( ) Sim ( ) Não

Identificação da Prestadora Prestadora de Pequeno Porte? ( ) Sim ( ) Não Identificação da Prestadora Razão Social Prestadora de Pequeno Porte? ( ) Sim ( ) Não Grupo Econômico Serviço(s) Explorado(s) pelo Grupo Econômico ( ) Concessionária do STFC ( ) Prestadora do SMP ( ) Outros.

Leia mais

Mercado de Automação Residencial Panorama Atual e Tendências

Mercado de Automação Residencial Panorama Atual e Tendências Mercado de Automação Residencial Panorama Atual e Tendências AURESIDE Panorama do mercado O mercado de automação residencial no mundo vem atravessando um momento de agitação caracterizado por: crescimento

Leia mais

INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB

INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB Moysés Faria das Chagas Graduado em Comunicação Social - Rádio e TV (Unesa) Pós-graduado em Arte-Educação (Universo) Mídia-Educação (UFF) MBA em TV Digital, Radiodifusão e Novas

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Código de Seleção de Prestadora (CSP) Este tutorial apresenta o Código de Seleção de Prestadora (CSP) utilizado no Brasil para chamadas de longa distância. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e

Leia mais

Convergência óptica de redes

Convergência óptica de redes Convergência óptica de redes Motivação: Em 1837 Samuel Morse inventou o telégrafo. No ano de 1844 transmitiu a primeira mensagem telegráfica pública e demonstrou como ele seria capaz de enviar sinais rapidamente

Leia mais

A disciplina jurídica da banda larga no Brasil à luz das experiências estadunidense e europeia.

A disciplina jurídica da banda larga no Brasil à luz das experiências estadunidense e europeia. A disciplina jurídica da banda larga no Brasil à luz das experiências estadunidense e europeia. Victor Epitácio Cravo Teixeira Mestrando em Direito Universidade de Brasília UnB Objetivo Analisar o tratamento

Leia mais

Neutralidade da Internet - uma incógnita para o consumidor?

Neutralidade da Internet - uma incógnita para o consumidor? Neutralidade da Internet - uma incógnita para o consumidor? Luis Salvador Pisco Evolução da Internet: 1969 4 computadores ligados em rede (versão Arpanet); 1984 1.000 computadores em rede; 1989 100.000

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Data Atualização: 17/04/2014

MANUAL DO USUÁRIO Data Atualização: 17/04/2014 MANUAL DO USUÁRIO Data Atualização: 17/04/2014 Rubricar SUMÁRIO 1. Missão, Visão e Valores... Missão... Visão... Valores... Quem Somos... 2. Manual do Usuário... 4 2.1 - Sobre a ferramenta... 4 2.2 - Como

Leia mais

Comunicado à Imprensa. S&P reafirma ratings da Tele Norte Leste Participações S.A.

Comunicado à Imprensa. S&P reafirma ratings da Tele Norte Leste Participações S.A. Comunicado à Imprensa S&P reafirma ratings da Tele Norte Leste Participações S.A. Analistas: Ana Claudia Nunes, São Paulo (55) 11-5501-8956; Reginaldo Takara, São Paulo (55) 11-5501- 8932; Milena Zaniboni,

Leia mais

Guia de Ofertas. Mobilidade Empresarial. SP. TM Setembro 2013

Guia de Ofertas. Mobilidade Empresarial. SP. TM Setembro 2013 + Guia de Ofertas Mobilidade Empresarial SP. TM Setembro 2013 ! Novidades do Mês Conheça as novidades! Prorrogação das ofertas de voz e dados até 30/09 Agora o Crédito Oi se chama Desconto Oi o Crédito

Leia mais