INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (UNIRIO) INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Edital Nº 002, de 16 de janeiro de 2014 Publicado no DOU em 17 de janeiro de 2014

2 ANALISTA DE TECNOLOGIA INFORMAÇÃO Desenvolvimento 1. Conhecimentos em Sistemas Operacionais de Redes, Sistemas Operacionais das famílias Windows, Linux e UNIX. 2. Desenvolvimento e manutenção de scripts em shell script e power shell. 3. Lógica: 3.1. Lógica Proposicional; 3.2. Lógica de Predicados. 4. Algoritmos e estrutura de dados: 4.1. Complexidade de algoritmo; 4.2. Listas e Pilhas; 4.3. Vetores e matrizes; 4.4.Métodos de ordenação; 4.5. Pesquisa e hashing. 5. Programação estruturada: 5.1. Tipos de dados (vinculação; verificação de tipos; tipificação forte); 5.2. Estruturas de controle (comandos de decisão e repetição); 5.3. Modularização; Sub-rotinas e funções; 5.4. Passagem de parâmetros por referência e valor; 5.5. Escopo de Variáveis. 6. Programação orientada a objetos: 6.1. Conceitos de orientação por objetos; 6.2. Classes e objetos; 6.3. Herança e polimorfismo; 6.4. Encapsulamento. 7. Conceitos e implementações nas seguintes linguagens: 7.1. Python, Javascript, Jquery, HTML, PHP e Java. 8. Conceitos básicos de Banco de Dados: 8.1.Esquema, campos, registros, índices, relacionamentos, transação, triggers, stored, procedures, tipos de bancos de dados, modelo conceitual, modelo entidade x relacionamento, mapeamento do modelo entidade-relacionamento para o modelo objeto relacional. 9. Normalização de dados: 9.1. Conceitos, primeira, segunda e terceira formas normais DML: Linguagem de manipulação de Dados DDL: Linguagem de Definição de Dados. 10. Administração de Dados: Conceitos e técnicas. 11. Administração de Banco de Dados Relacionais Projeto e implantação de SGBDs relacionais Fundamentos, administração e configuração nos seguintes SGBDs: DB2, MySQL, PostgreSQL e SQL Server. 12. Conceitos em: Gerência e desenvolvimento de Requisitos; Integração do Produto; Verificação (Teste de Software e Revisão por Pares); Tipos de Testes (Unidade, Integração, Funcional, Aceitação, Carga, Desempenho, Vulnerabilidade, Usabilidade); Validação; Modelos de ciclo de vida; Manutenção; Integração Contínua. 13. Análise e projeto de sistemas: Análise e projeto estruturado de sistemas; Análise e projeto orientado a objetos com notação UML; 13.3.Processos de Software: Métodos ágeis (Ex.: Scrum, Kanban, extremme Programming (XP)). Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

3 ANALISTA DE TECNOLOGIA INFORMAÇÃO Rede de Computadores 1. Fundamentos de computação. 2. Conceitos básicos da Organização e Arquitetura de computadores. 3. Sistemas Operacionais de Redes, Sistemas Operacionais da família Windows, Linux e UNIX. 4. Gerenciamento de domínios de rede utilizando Active Directory. 5. Desenvolvimento e manutenção de scripts em shell script e power shell. 6. Vírus de computador. 7. Conceitos avançados da Internet, navegadores Web, aplicativos e serviços de , protocolos do correio eletrônico da Internet (POP3 e SMTP), aspectos de segurança da Internet. 8. Protocolos e serviços de rede utilizados na Internet. 9. Redes de comunicação de dados Meios físicos de transmissão Técnicas básicas de comunicação, multiplexação, comunicação síncrona e assíncrona, comunicação simplex, half-duplex e full-duplex. 10. Técnicas de comutação de circuitos e pacotes. 11. Topologias de redes de computadores Elementos de interconexão de redes de computadores (gateways, hubs, repetidores, bridges, switches, roteadores) Arquitetura e protocolos de redes de comunicação Arquitetura TCP/IP, Serviços e principais utilitários Nível de Rede do TCP/IP: Protocolo IP, Endereçamento IP, sub-endereçamento, CIDR, VLAN, link aggregation e ACL em switches e roteadores Nível de transporte do TCP/IP: Protocolos TCP e UDP, serviços oferecidos, estabelecimento e encerramento de conexões Instalação e Configuração dos serviços de rede TCP/IP nos sistemas das famílias Linux Cabeamento Estruturado. Rede Ethernet, Fast Ethernet, Gigabit Ethernet, , 802.1x e switches de fibra Conceitos e funcionamento dos principais serviços de rede - Servidores de , servidores Web, servidores Proxy, serviços de DNS, DHCP, SSL, NTP, SSH, FTP, HTTP e NAT Configuração destes serviços nos ambientes Linux. 12. Segurança da informação Segurança de redes de computadores Conceitos de DMZ Vulnerabilidades e ataques a sistemas computacionais Ferramentas de segurança e desempenho - Firewalls, proxies, Antivírus, IDS e IPS Fundamentos de Chave Pública e Privada, Assinatura Digital e Certificação digital. ICP Brasil. 13. Conceitos de Roteamento estático e dinâmico, protocolos de roteamento RIP, OSPF e BGP, controle de congestionamento e QoS. 14. Gerenciamento de Redes e os conceitos do protocolo SNMP, LDAP, SAMBA e RADIUS. 15. Conceitos de virtualização de servidores e redes e implementação utilizando VMware: vcenter, vsphere, switch virtual e switch distríbuido. 16. Conceitos de storage em EMC e linux: lun, storage group e fiber channel. Serviços convergentes: VoIP e vídeoconferência. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

4 ANALISTA DE TECNOLOGIA INFORMAÇÃO Segurança da Informação 1. Fundamentos de computação. 2. Conceitos básicos da Organização e Arquitetura de computadores. 3. Conhecimentos em Sistemas Operacionais de Redes, Sistemas Operacionais da família Windows, Linux e UNIX. 4. Gerenciamento de domínios de rede utilizando Active Directory. 5. Desenvolvimento e manutenção de scripts em shell script e power shell. 6. Vírus de computador. 7. Conceitos avançados da Internet, navegadores Web, aplicativos e serviços de , protocolos do correio eletrônico da Internet (POP3 e SMTP), aspectos de segurança da Internet. 8. Protocolos e serviços de rede utilizados na Internet. 9. Técnicas de comutação de circuitos e pacotes. 10. Topologias de redes de computadores. 11. Elementos de interconexão de redes de computadores (gateways, hubs, repetidores, bridges, switches, roteadores). 12. Arquitetura e protocolos de redes de comunicação Arquitetura TCP/IP, Serviços e principais utilitários Nível de Rede do TCP/IP: Protocolo IP, Endereçamento IP, sub-endereçamento, CIDR Nível de transporte do TCP/IP: Protocolos TCP e UDP, serviços oferecidos, estabelecimento e encerramento de conexões Instalação e Configuração dos serviços de rede TCP/IP nos sistemas das famílias Linux/Windows/Macintosh Rede Ethernet, Fast Ethernet, Gigabit Ethernet e Conceitos e funcionamento dos principais serviços de rede - Servidores de , servidores Web, servidores Proxy squid (standalone e hierárquico), serviços de DNS, DHCP, SSL, NTP, SSH, FTP, HTTP e NAT. Configuração destes serviços nos ambientes Linux/Windows e Macintosh. 14. Segurança da informação Segurança de redes de computadores Conceitos de DMZ Vulnerabilidades e ataques a sistemas computacionais Ferramentas de segurança e desempenho: Firewalls (iptables e cisco), proxies, Antivírus, IDS e IPS. 15. Fundamentos de Chave Pública e Privada, Assinatura Digital e Certificação digital. ICP Brasil. 16. Conhecimentos em gestão de segurança baseado em normais internacionais ISO 27001, ISO e ISO Gerenciamento de Redes e os conceitos do protocolo SNMP, LDAP, SAMBA e RADIUS. 18. Conceitos de virtualização de servidores e redes e implementação utilizando VMware: vcenter, vsphere, switch virtual e switch distríbuido. 19. Conceitos de storage em EMC e linux: lun, storage group e fiber channel. Serviços convergentes: VoIP e vídeoconferência. Gerência de logs centralizada (syslog) e ferramentas de análise. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de Lei n /90 e alterações.

5 ARQUITETO E URBANISTA 1. Topografia: Noções de topografia: Levantamento arquitetônico; 2. Legislação arquitetônica e urbanística: Normas de acessibilidade para portadores de deficiências físicas; 3. Projeto arquitetura: Sistemas construtivos: compatibilização de projetos complementares; Especificações de materiais e acabamentos; Noções de representação gráfica digital: AutoCAD; 4. Circulação viária: espaços livres, percursos de pedestres; 5. Projeto paisagístico: Paisagismo de jardins e grandes áreas; 6. Projeto de restauro e reforma: Projetos de reforma, revitalização e restauração de edifícios; 7. Implantação da obra; 8. Tecnologia: Sistemas prediais de redes: hidráulica, elétrica, incêndio; luminotécnica Tecnologia das construções: fundações e estruturas; 9. Prática profissional: Fiscalização e gerenciamento: supervisão e fiscalização de obras; Estimativas de custos: caderno de encargos, orçamentos, laudos e pareceres técnicos. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de 3.Conceitos relacionados à Internet 5. Correio eletrônico Lei n 8.112/90 e alterações

6 ARQUIVISTA 1. Fundamentos Arquivísticos; 2. Terminologias Arquivísticas; 3. Ciclo vital dos documentos; 4. Teoria das três idades; natureza, espécie, tipologia e suporte físico; 5. Arranjo e descrição de Documentos princípios e regras (ISAD-G, ISAAR-CPF, NOBRAD); 6. Instrumentos de Pesquisa, Política e Legislação de acesso e preservação de documentos; 7. Arquivos, Memória, Patrimônio e Sociedade; 8. Gestão de Documentos: Protocolo: recebimento; classificação; registro; tramitação e expedição de documentos; 9. Produção, utilização e destinação de documentos; 10. Códigos e Planos de classificação de documentos e Tabelas de temporalidade e destinação de documentos; 11. Sistemas e métodos de arquivamento; 12. Identificação e tratamento de arquivos em diferentes suportes; 13. Gerenciamento da informação arquivística; 14. Gerenciamento arquivístico de documentos; 15. Conservação, restauração, digitalização e microfilmagem; 16. Políticas, sistemas e redes de arquivo: Constituição Brasileira (artigos relativos ao direito à informação, à gestão e à preservação do patrimônio cultural); 17. Legislação Federal; 18. Resoluções do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ); 19. Diplomática. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

7 ASSISTENTE SOCIAL 1. Crise capitalista contemporânea e as transformações do Mundo do Trabalho; 2. As expressões atuais da questão social e o campo das políticas sociais no Brasil; 3. As relações entre Estado e sociedade civil no Brasil e a construção da democracia e da cidadania; 4. A política de educação brasileira face às mudanças no mundo do trabalho e da cultura; 5. A política de educação profissional; 6. O Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Jovens e adultos PROEJA; 7. Fundamentos históricos, teóricos e metodológicos do Serviço Social; 8. Ética, investigação e sistematização no trabalho do Serviço Social; 9. Instituições sociais e família nas políticas de educação e de atenção à criança e o adolescente; 10. Trabalho do Serviço Social na área da educação; 11.Sistema Integrado de Saúde Ocupacional do Servidor Público SISOSP; 12. Procedimentos operacionais sobre concessão de benefícios; 13. Legislações: Decreto nº 5.840/2006; Lei nº de 13/07/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente); Lei nº 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) de 07/06/1993; Lei nº (Lei de Regulamentação da Profissão); Código de Ética Profissional l993; Lei nº 8.527/97, Estatuto do Idoso. Lei nº /2003. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

8 BIBLIOTECÁRIO DOCUMENTALISTA: 1. Fundamentos da Biblioteconomia: 1.1. Conceitos básicos de arquivos, bibliotecas, museus e suas especialidades; 1.2. Universidade pública brasileira: conceito; 1.3. Biblioteca universitária: conceito, função e organização; 1.4. Informação: conceitos e tipologias; 1.5. Documentação: conceitos básicos e finalidades; 1.6. Organização e tratamento da informação e registros do conhecimento; 1.7. Noções de estatísticas aplicadas à biblioteconomia; 1.8. Ética profissional. 2. Serviços e Recursos de Informação: 2.1. Normas técnicas: tipologia, funções e aplicabilidade. Organismos nacionais e internacionais de normatização. Conjunto de Normas técnicas de documentação brasileira ABNT ; 2.2. Documentos técnico-científicos: planejamento, elaboração e normalização; 2.3. Atendimento ao usuário (Referencia); 2.4. Bibliotecário de referência: funções; 2.5. Fontes de informação: gerais e especializadas e seus formatos; Pesquisa e localização de informações eletrônicas, portais de informação especializada (comutação bibliográfica); educação e orientação de usuário, entrevista de referência; 2.6. Serviço de circulação de documentos, preservação e conservação de documentos; 2.7. Biblioteca Digital, DSI; ética e privacidade de dados; Marketing em bibliotecas universitárias. 3. Processamento da Informação: 3.1. Tratamento de coleções de periódicos em papel e eletrônicas; 3.2. Catálogo coletivo nacional de publicações Seriadas; 3.3. AACR2, MARC 21, Catalogação cooperativa, Redes de catalogação BIBLIODATA. Pesquisa de autoridades (nome pessoal, entidades e assuntos) em fontes nacionais e internacionais; 3.4. Classificação Decimal de Dewey (CDD). 4. Desenvolvimento do Acervo: 4.1. Formação, desenvolvimento e avaliação de coleções (Elaboração de políticas); 4.2. Aquisição de material informacional. Língua Portuguesa Leitura e analise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de 3. Conceitos relacionados a Internet. Lei n /90 e alteração.

9 BIÓLOGO / ZOOLOGIA 1. Higiene, organização e segurança em laboratório; conhecimentos de aparelhos, instrumentos e utensílios para análises; parâmetros físico-químicos e biológicos, gestão e manejo dos recursos do laboratório. 2. Microscopia óptica e eletrônica; 3. Coleções zoológicas: curadoria, preparação e conservação de material zoológico; criação em laboratório de invertebrados e vertebrados. 4. Morfologia e anatomia comparada de Protistas, Metazoários Diploblásticos, Acelomados, Blastocelomados, Moluscos, Anelídeos, Artrópodes, Equinodermos e Cordados. 5. Arquitetura, desenvolvimento e diversidade dos metazoários. 6. Sistemática e filogenia dos metazoários. 7. Classificação e regras de nomenclatura zoológica. 8. Legislação vigente sobre coleta, acesso e remessa de material biológico. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes e palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de Lei nº 8.112/90 e alterações

10 DESENHISTA INDUSTRIAL (Web Designer) 1. Conceitos básicos: web, software livre e Governo Eletrônico. 2. Conhecimentos em tecnologias utilizadas em projeto e desenvolvimento de websites. 3. Redação para Web. 4. Paleta de cores. 5. Cores mais adequadas para Web. Contraste e legibilidade. 6. Renderização das fontes pelos navegadores. 7.Família de fontes. 8.Tecnologias de apresentação. 9. Browsers. 10. HTML PHP. 12.Webstandards (XHTML, CSS). 13. Web Designer responsivo. 14. Usabilidade, Comunicabilidade e Acessibilidade. 15. Padrões W3C. CSS 3.0. Java script e bibliotecas (Jquery). 16. DOMs e Objetos nativos. 17. Dimensões de tela e resoluções. 18. Dimensionamento fixo e elástico. 19. Desenvolvimento de interfaces para dispositivos móveis (smartphones e tablets). 20. Etapas de desenvolvimento Web (Definição, Arquitetura, Design, Implementação). 21. Navegação e redirecionamento. 22. Manipulação de imagens. 23. Manipulação de formulários. 24. GIF, JPG e PNG. 25. Obtenção de imagens. 26. Otimização de JPEGs e GIFs. 27. Arte Final e impressão. 28. Arquivos PDF, DOC, DOCX e ODT. 29. Plataforma Adobe (Photoshop). 30. Plataforma Corel (Corel Draw). 31. GIMP. 32. Inkscape Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

11 DIRETOR DE PRODUÇÃO 1. Planejamento e execução de projetos audiovisuais. 2. Coordenação de recursos humanos. 3. Produção, técnica e elaboração de roteiros/scripts de audiovisuais. 4. Execução de projetos: iluminação, gravação e áudio. 5. Edição de programas televisivos (linear/não-linear). 6. Gêneros e formatos televisivos. 7. Autorização do uso de imagens e som. 8. Produção de reportagens para televisão. 9. O texto para televisão. 10. A pauta no telejornalismo Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

12 DIRETOR DE PROGRAMA 1. Especificidades expressionais do rádio e da televisão; 2. Gêneros e formatos radiofônicos e televisivos; 3. Tecnologia de transmissão de sinais de rádio e tv; 4. Elementos estéticos da sonoplastia nos dois veículos (rádio e tv); 5. Legislação do rádio e da televisão no Brasil; 6. Políticas editoriais das rádios e das emissoras de televisão; 7. Conceitos básicos de radiodifusão; 8. Produção e direção de programas radiofônicos e televisivos; 9. Terminologia técnica na área da direção de programas; 10. Videografismo, créditos e legendas; 11. Noções básicas de roteiros de gêneros diversificados; 12. Classificação dos programas quanto à produção: ao vivo, gravado, em estúdio ou em externa; 13. Noções de estrutura e funcionamento das emissoras de rádio e televisão; 14. Técnicas de avaliação de forma e conteúdo de programas; 15. Dramaturgia radiofônica e televisiva; 16. Rádio e tv digitais (padrões de transmissão); 17. Documentários e programas especiais. Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

13 ENGENHEIRO / CIVIL : 1. Supervisão, coordenação e orientação técnica: estudos, planejamentos, projetos e especificações em geral. Laudo técnico. 2. Parecer técnico. 3. Estudos de viabilidade técnico econômica: assistência e assessoria. 4. Orçamento: tipos. 5. Perícia técnica: exame, vistoria e avaliação (Código de Processo Civil). 6. Fiscalização de obras e serviços. 7. Preparação do terreno: topografia. 8. Projeto estrutural: especificação e detalhamento da armadura. 9. Resistência do concreto. 10. Instalações prediais de água fria esgoto sanitário. 11. Calhas, condutores verticais e condutores horizontais para esgotamento de águas pluviais. 12. Sistema preventivo contra incêndio. 13. Alvenaria. 14. Aberturas. 15. Piso. 16. Pintura. 17. Entrega da obra. 18. Mensuração da obra e serviço. 19. Controle de qualidade: dos materiais e dos serviços. 20. Elaboração de projetos: assessoria e supervisão Técnicas de projeto integrado. 21. Ambiente organizacional: operacionalização e funcionalidade de um escritório técnico. 22. Uso e manuseio dos recursos de informática voltados a levantamentos topográficos, projetos e apresentação de "lay out". 23. Normas técnicas. 24. Problemas patológicos em edificações. Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

14 ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO: 1. Legislação sobre a higiene e segurança do trabalho; 2. organização e administração; 3. Ergonomia; 4. Ventilação industrial; 5. Proteção contra incêndio; 6. Inspeção de segurança; 7. Primeiro socorros; 8. Arranjo físico; 9. Avaliação e controle dos riscos: proteção coletiva e individual; 10. Serviços especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho; 11. CIPA; 12. Riscos ambientais: agentes químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos; 13. Riscos em eletricidade; 14. Transportes e movimentação de materiais; 15. Segurança na construção civil; 16. Programas/Campanhas e Sipat's; 17. Acidentes do trabalho - causas, consequências, programas de prevenção, comunicação e análise de acidentes; 18. Normas regulamentares da portaria 3274/78; 19. Regulamento Previdência Social; 20. Decreto do Corpo de Bombeiros; 21. Noções de psicopatologia do trabalho; 22. Ética. Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de Lei n /90 e alterações.

15 MÉDICO / ORTOPEDISTA 1. Anatomia e radiologia em Ortopedia e Traumatologia. 2. Semiologia Ortopédica Exame musculo-articular. 3. Marcha Normal e Patológica. 4. Biomecânica localizada de membros e coluna. 5. Métodos diagnósticos em ortopedia. 6. Incidências radiográficas no aparelho locomotor. 7. Doenças ocupacionais: LER/DORT. 8. Doenças ósseas metabólicas. 9. Distúrbios congênitos da Osteogênese. 10. Deformidades congênitas. 11. Osteomielites e pioartrites. 12. Artrite Séptica Infecções ósseas específicas Tuberculose, Lues, micoses. 13. Paralisia Infantil. 14. Paralisia obstétrica. 15. Paralisia Cerebral. 16. Hérnia de disco cervical e lombar. 17. Lesões da cintura escapular. 18. Cervicobraquialgias, Ombro doloroso. 19. Capsulite adesiva. 20. Escoliose. 21. Espondilolise e espondilolistese. 22. Lombalgia, lombociatalgia e hérnia discal. 23. Osteocondrites. 24. Moléstia de Perthes. 25. Tratamento das Artroses dos membros inferiores. 26. Tumores ósseos. 27. Diagnostico e tratamento das fraturas. 28. Lesões ligamentares. 29. Lesões meniscais do joelho. 30. Tendinites, tenossinovites. 31. Lesões tendinosas da mão. 32. Talagias, Halúx Valgus, Matartasalgias. 33. Tenossinovite de De Quervain. 34. Síndrome do túnel do carpo; Síndrome do túnel do tarso. 35. Diagnóstico e tratamento de emergências e urgências em traumatologia. 36. Amputações Lesões Pé Torto Congênito, Pé Metatarso Varo, Pé Plano Valgo, Pé Cavo, Pé Talo Vertical, Osteocondrites, Pé Paralítico, Pé Reumatóide, Pé Diabético, Lesões Tendinosas do Pé. 37. Quadril Adulto Artrodeses; Pseudo-artroses; Osteoporose; Artroplastias; Artroscopias. Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de Lei n /90 e alterações.

16 MÉDICO / PSIQUIATRA 1. Psiquiatria Geral. 2. Conceito de Psiquiatria, seu objeto, campo e método de estudo. 3. A história da Psiquiatria e principais concorrentes. 4. A doença mental. Epidemiologia psiquiátrica. 5. A família, o meio e a doença mental. 6. O desenvolvimento da personalidade: 7. Infância, puberdade, vida adulta, velhice. 8. Conflitos. 9. Funções do Ego. 10. Mecanismos de defesa. 11. Crise vital. Reações à doença física e à hospitalização. 12. O stress. 13. O exame: a entrevista em Psiquiatria. 14. O exame do estado psíquico. 15. Os testes em Psiquiatria. 16. O eletroencefalograma. 17. A relação psiquiatra e paciente. 18. Psicopatologia das funções psíquicas. 19. Neuroses. 20. Personalidades psicopáticas. 21. Psicoses funcionais e orgânicas. 22. Alcoolismo e toxicomanias. 23. Distúrbios psicossomáticos. 24. Esquizofrenias. 25. Psicose Maníaco-depressiva. 26. Epilepsias. 27. Oligofrenias. 28. Demências. 29. Perturbações psicossexuais. 30. Distúrbios do ajustamento e do controle dos impulsos. 31. Psiquiatria geriátrica. 32. Psiquiatria infantil. 33. Distúrbios infecciosos, hormonais e suas manifestações psiquiátricas. 34. Transtornos alimentares, do sono e das disfunções sexuais. 35. O tratamento. Psicofarmacologia. 36. Terapêuticas biológicas. 37. Psicoterapias breves e focais, individuais e grupais. 38. Perícia psiquiátrica. 39. Emergências psiquiátricas. 40. Intervenção hospitalar. Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de Lei n /90 e alterações.

17 MUSICO / PIANISTA Prova Escrita Objetiva 1. O piano na música de câmara: performance, compositores e obras significativas. 2. O piano na canção de câmara: principais obras e compositores, questões técnicas e estilísticas. 3. Reduções para piano. Obras escritas originalmente para orquestra e adaptadas para o piano. 4. Habilidades do pianista acompanhador: leitura à primeira vista, transposição e realização de baixo cifrado. 5. Sonatas para instrumento (cordas e sopros) e piano - questões estilísticas, técnicas e pedagógicas. 6. Teoria e análise musical Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de Prova Prática - Somente para os APROVADOS na Prova Objetiva 1. O candidato deverá apresentar um recital de 20 a 25 minutos de duração de repertório exclusivamente de música de câmara; além deste, 5 a 10 minutos de explanação verbal sobre: a) escolha do repertório; b) características estilísticas das obras; c) relevância, na literatura camerística, das obras escolhidas para o recital. O programa do recital deve incluir: a) uma música com voz e outra com instrumento (cordas ou sopros), em formação de duo ou trio (contando o pianista); b) no mínimo dois estilos contrastantes. É responsabilidade do candidato trazer o (a) instrumentista e o (a) cantor(a). O candidato deverá entregar à Comissão Examinadora o programa do recital por escrito e cópias das partituras em 3 vias antes de iniciar o recital. 2. Prova de leitura à primeira vista constando de duas partes: a) leitura de trecho de redução orquestral para piano; b) leitura de peça de câmara ou acompanhamento, com um instrumentista ou cantor (providenciado pela instituição). 3. Peça de confronto para ser executada com instrumentista ou cantor (providenciado pela instituição e sem ensaio prévio), sendo a partitura fornecida para os candidatos com 48 horas de antecedência do horário da prova no endereço eletrônico

18 PSICÓLOGO / PSICODINÂMICA DO TRABALHO 1. Psicodinâmica e Clínica do Trabalho: A indissociabilidade da relação saúdesubjetividade-trabalho. Processo de saúde-adoecimento em diferentes grupos ocupacionais. Trabalho real e prescrito. Modos de ressignificação do sofrimento, mobilização subjetiva, defesas e as patologias do trabalho como: sobrecarga, violência, virilidade defensiva, assédio moral, suicídio, normopatia, e compulsões. Clínica do sofrimento no trabalho articulada à perspectiva de Dejours. Crítica social fundamental à compreensão da Psicodinâmica do Trabalho. Relações sujeito-organização e seus processos de subjetivação. O processo de saúde-adoecimento, as vivências de prazer e sofrimento e trabalho morto/vivo. Engajamento do sujeito na organização do trabalho pela sabedoria prática, reconhecimento e cooperação. Sofrimento patogênico, criativo e ético. Servidão voluntária e emancipação. As relações artetrabalho, saúde mental e trabalho. 2. Análise Institucional e Esquizoanálise: Multidisciplinaridade, Interdisciplinaridade e Transdisciplinaridade. O movimento institucionalista francês de Lourau e Lapassade. Os conceitos de Instituição, Instituído, Instituinte, demanda e encomenda. Ferramentas da Análise Institucional: assembleia, restituição e análise das implicações. A noção de dispositivo. Subjetividade enquanto produção. Subjetivação capitalística. Segregação, culpabilização e infantilização enquanto mecanismos de controle. Linhas molares, moleculares e de fuga. Grupos em sua concepção institucionalista. O paradigma ético-estético-político. Ações coletivas de mobilização e transformação. Subjetivação e resistência. 3. Biopoder: Teorias foucaultianas sobre o poder. Poder, força e controle. Poder produtivo. Crítica à noção de verdade. Anátomo-política e biopolítica. Tecnologia de poder disciplinar. Governamentalidade: racionalidade econômico-política, crítica ao neoliberalismo e às noções de Homo economicus e Capital Humano. Processos de criminalização. Processos de submissão e resistência. Língua Portuguesa Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

19 PROGRAMADOR VISUAL: 1. Design gráfico. Conceitos; principais correntes e escolas; atribuições profissionais. Interfaces com a arte e fotografia. 2. Comunicação visual. Semiótica. Funções da linguagem. Teoria das cores. Criação de Identidade visual. Sinalização. Sistemas gráficos. Imagem corporativa. Formas de apresentação de projetos gráficos. 3. Linguagem visual. Estética do objeto visual. Princípios de organização visual e arte. Tratamento de imagem. Noções de fotografia e enquadramento. 4. Desenvolvimento do Projeto Gráfico. Criação e execução de projetos gráficos para mídia impressa e digital. Diagramação, conhecimento de tipografias, montagem e finalização. Ilustração. Layout. Estruturas de anúncios. Elementos formais e informacionais de um projeto gráfico. 5. Princípios de editoração de textos (composição, paginação e desenvolvimento). Concepção de peças gráficas (capas, páginas de rosto, lâminas) e edição de imagens (esboços, montagem e arte-final). Editoração eletrônica (todas as suas fases). Formatação de publicações diversas (livros, jornais, periódicos), levando em conta a tecnologia e os recursos eletrônicos disponíveis. Conhecimento de informática e de programas pertinentes à área. 6. Elaboração textual (fluência, clareza, correção gramatical e ortográfica). 7. Processos de impressão (artesanais / industriais / digitais). Conhecimentos dos processos gráficos de pré-impressão, impressão e acompanhamento dos sistemas de produção gráfica (tipos de papéis, formatos e acabamentos), Conhecimento dos elementos que compõem planilha de custos da indústria gráfica. 8. Projetos de programação visual para sites. Construção de páginas de internet, manutenção e atualização. 9. Normas de editoração. Aspectos legais (direitos autorais e de publicação). Procedimentos de trabalhos: cronograma, materiais, segurança, qualidade, economia, preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. 10. Conhecimento sobre Animação Gráfica 2D. 11. Conhecimento e utilização dos softwares de mercado: InDesign - CS4, Corel Draw 14, PhotoShop CS4 e Flash CS4. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

20 RELAÇÕES PÚBLICAS 1. Teorias da Comunicação. 2. Comunicação e Política. 3. Comunicação Pública. 4. Comunicação e Mobilização Social. 5. Relações Públicas: evolução, conceitos, processos, planos e programas. 6. Legislação em relações públicas. 7. Planejamento estratégico. 8. Pesquisa em comunicação: diagnóstico institucional, pesquisa de público, pesquisa com grupos focais. 9. Eventos. 10. Protocolo e etiqueta. 11. Eventos em rede. 12. Comunicação de massa e Difusão de Ciência e tecnologia. 13. Linguagem dos meios de comunicação. 14. Difusão de Ciência e tecnologia. 15. Assessoria de Imprensa - conceito, finalidade. 16. Meios de divulgação - entrevista coletiva, entrevista exclusiva, release. 17. Relacionamento e atendimento à imprensa. 18. Estrutura e processos de produção jornalística em jornal, revista, televisão, agências, mídia eletrônica. 19. Ética e Direito à informação pública. 20. Opinião Pública. Leitura e análise de diferentes textos literários e não-literários: narrativos, descritivos e dissertativos. Resenhas e resumos. Aspectos de coesão textual. Aspectos da coerência textual. A norma padrão da língua e a adequação ao contexto. Valores sintático-semânticos das classes de palavras. Sintaxe do período simples e do composto. Sintaxe de Regência. Sintaxe de Concordância. Aspectos sintáticos e semânticos da colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântico: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. A linguagem conotativa e denotativa. Figuras de

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

PROGRAMAS CONCURSO PÚBLICO UFPR - LITORAL

PROGRAMAS CONCURSO PÚBLICO UFPR - LITORAL Para todos os cargos: Português: 1. Compreensão de textos informativos e argumentativos e de textos de ordem prática (ordens de serviço, instruções, cartas e ofícios). 2. Domínio da norma do português

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 514502 INTRODUÇÃO AO DESIGN Conceituação e história do desenvolvimento do Design e sua influência nas sociedades contemporâneas no

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS DENOMINAÇÃO DO CARGO: AUXILIAR DE BIBLIOTECA NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: C DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Organizar, manter e disponibilizar os acervos bibliográficos para docentes, técnicos e alunos;

Leia mais

EMENTÁRIO DE COMPONENTES CURRICULARES

EMENTÁRIO DE COMPONENTES CURRICULARES Disciplinas obrigatórias: ICIA39 Administração de Unidades de Básica EMENTA: Conceitos de informação e gestão de organizações. Qualidade e competitividade (noções). Estudo de serviços de informação em

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL 01/2014 A Cemig Telecomunicações S.A. - CEMIGTelecom, no uso de suas atribuições constitucionais, torna público as alterações abaixo especificadas relativas ao do Edital 01/2014

Leia mais

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades Subáreas Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos Design Área: Inovação Perfil Profissional: Instrutor/Consultor Competências Implantação de incubadoras de empresas; Processo de seleção de

Leia mais

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO CARGO/ESPECIALIDADES Art. 378. Ao Consultor Legislativo, Especialidade Assessoramento Legislativo. ÁREAS DE INTERESSE DO SENADO FEDERAL Agronomia;

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO; A-02 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DOS CAMPOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO- II

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DOS CAMPOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO- II PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DOS CAMPOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO- II O Prefeito do Município de São Gonçalo dos Campos, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais, retifica o Edital 001/2014

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

PROGRAMAS DAS PROVAS

PROGRAMAS DAS PROVAS ENGENHEIRO CIVIL (prova objetiva) PORTUGUÊS: PROGRAMAS DAS PROVAS 1. Compreensão de textos informativos e argumentativos e de textos de ordem prática (ordens de serviço, instruções, cartas e ofícios).

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 63/14, 2011 de 10 de dezembro de 2014. 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 INTRODUÇÃO AO CONHECIMENTO TECNOLÓGICO...

Leia mais

II- profissional tecnicamente capacitado, com conhecimentos cientificamente

II- profissional tecnicamente capacitado, com conhecimentos cientificamente MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 240, DE 2 DE JUNHO DE 2014 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO AMAPÁ- SEBRAE/AP PROCESSO SELETIVO N O 001/2008 RETIFICAÇÃO Nº. 01 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS 1. Qualificação Social 100 horas INCLUSÃO DIGITAL - 30 horas (15 h de prática) Ementa: Introdução à informática, hardware e software. Descrição

Leia mais

Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13

Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13 Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13 A Presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Para todos os ambientes organizacionais para todos os servidores, independentemente do ambiente organizacional: Administração pública Estado,

Leia mais

2624 :: Artistas visuais,desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais

2624 :: Artistas visuais,desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais 2624 :: Artistas visuais,desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais 2624-05 - Artista (artes visuais) Aquarelista, Artesão (artista visual), Artista plástico, Caricaturista,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

PROGRAMAS DAS PROVAS

PROGRAMAS DAS PROVAS PARA TODOS OS CARGOS: PORTUGUÊS: 1. Compreensão de textos informativos e argumentativos e de textos de ordem prática (ordens de serviço, instruções, cartas e ofícios). 2. Domínio da norma do português

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: MARKETING Políticas de supply chain management e logística reversa Planejamento estratégico de marketing Marketing de serviço Pesquisa de marketing Marketing

Leia mais

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA CH CÓDIGO TIPO DE AVALIAÇÃO LOCAL TEÓRICA PRÁTICA COMUNICAÇÃO COS - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA 2012.1 6ª NOVAS ARENAS E MÍDIAS DIGITAIS 140 20451 - X NATAL COMUNICAÇÃO

Leia mais

ANEXO II EDITAL 002/2015 - PROEX/IFMS DAS ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO

ANEXO II EDITAL 002/2015 - PROEX/IFMS DAS ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO ANEXO II EDITAL 002/2015 - PROEX/IFMS DAS ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO CÂMPUS AQUIDAUANA CURSO Informática Edificações ATRIBUIÇÕES - Prestar serviço de suporte na área de tecnologia da informação; - Prestar

Leia mais

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sua competência e em conformidade com o estabelecido no 1o- do art 10, da Lei no- 11.091, de 12 de janeiro de 2005, resolve:

Leia mais

RETIFICAÇÃO. acordo com os critérios definidos neste Edital. Somente serão avaliados os títulos dos candidatos classificados na primeira fase.

RETIFICAÇÃO. acordo com os critérios definidos neste Edital. Somente serão avaliados os títulos dos candidatos classificados na primeira fase. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA MINAS GERAIS GABINETE DO REITOR Avenida Professor Mário Werneck, nº 2.590, Bairro

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 51/2014 UNIFESSPA, DE 21 DE JULHO DE 2014 ANEXO I

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS CULTURA RELIGIOSA O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano, da cultura e da sociedade. As principais religiões universais: história

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE 2011 A Presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

ANEXO II Conteúdo Programático da Prova

ANEXO II Conteúdo Programático da Prova ANEXO II Conteúdo Programático da Prova CONHECIMENTOS GERAIS: ATUALIDADES Assuntos de interesse geral nas esferas: Municipal, Estadual e Nacional, Internacional, amplamente veiculados na imprensa escrita

Leia mais

CURSO PROFIJ NIVEL II TIPO 2 OPERADOR DE INFORMÁTICA

CURSO PROFIJ NIVEL II TIPO 2 OPERADOR DE INFORMÁTICA CURSO PROFIJ NIVEL II TIPO 2 OPERADOR DE INFORMÁTICA Código de Referencial de Formação - 481038 Componente de Formação Sócio-Cultural Área de Competências Línguas, Cultura e Comunicação Cidadania e Sociedade

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html Novos Cursos O SENAI criou 40 novos cursos a distância, sendo 10 cursos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 06/2014, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO IV RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Administração

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão SEBRAE/MA

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão SEBRAE/MA ANEXO I DEMONSTRATIVO DOS CARGOS, REQUISITOS, JORNADA DE TRABALHO, VENCIMENTOS E NÚMERO DE CADASTROS RESERVA 1. Analista Técnico I Nível 1 CÓD PÓLO / MUNICÍPIOS REQUISITOS JORNADA DE TRABALHO (semanal)

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais

Edital 02/2015 Projeto UNA-SUS. Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas

Edital 02/2015 Projeto UNA-SUS. Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas Edital 02/2015 Projeto UNA-SUS Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação torna público o presente Edital de chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas do

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ1134 EDITAL Nº 001/2014 1. Perfil: I - Consultoria para monitoramento e avaliação acerca de como se dá a apropriação de conteúdos, conceitos e novas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN Matriz Curricular do Curso de Design Fase Cód. Disciplina Créditos Carga Horária 01

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

ANEXO I DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES NÍVEL INTERMEDIÁRIO D DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO DE LABORATÓRIO /ÁREA

ANEXO I DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES NÍVEL INTERMEDIÁRIO D DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO DE LABORATÓRIO /ÁREA ANEXO I DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES NÍVEL INTERMEDIÁRIO D DENOMINAÇÃO DO CARGO: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO Dar suporte administrativo e técnico nas áreas de recursos humanos, administração, finanças

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR DENOMINAÇÃO DO CARGO: ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Desenvolver e implantar sistemas informatizados, dimensionando requisitos e funcionalidades do

Leia mais

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO Requisitos: graduação em qualquer curso da área de Tecnologia da Informação - Elaborar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS GABINETE DA REITORIA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO N. 33/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS GABINETE DA REITORIA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO N. 33/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS GABINETE DA REITORIA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO N. 33/2013 O Centro de Seleção da UFG estabelece e torna público as orientações gerais das atividades

Leia mais

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015/1 SELEÇÃO PARA CURSOS TECNICOS SUBSEQUENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA Aprovado

Leia mais

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA Objetivo do Curso

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA Objetivo do Curso I MÓDULO I TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA Objetivo do Curso Habilitar e qualificar profissionais para desenvolver atividades de projeto, especificação, instalação, montagem e manutenção de sistemas eletromecânicos

Leia mais

GESTÃO DE DOCUMENTOS: ASPECTOS LEGAIS E PRÁTICOS GESTÃO DE ARQUIVOS HOSPITALARES REPOSITÓRIOS DIGITAIS CONFIÁVEIS PARA DOCUMENTOS ARQUIVISTICOS

GESTÃO DE DOCUMENTOS: ASPECTOS LEGAIS E PRÁTICOS GESTÃO DE ARQUIVOS HOSPITALARES REPOSITÓRIOS DIGITAIS CONFIÁVEIS PARA DOCUMENTOS ARQUIVISTICOS GESTÃO DE DOCUMENTOS: ASPECTOS LEGAIS E PRÁTICOS GESTÃO DE ARQUIVOS HOSPITALARES INTRODUÇÃO AO MODELO DE REQUISITOS PARA SISTEMAS INFORMATIZADOS DE GESTÃO ARQUIVÍSTICA DE DOCUMENTOS E-ARQ BRASIL REPOSITÓRIOS

Leia mais

ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. Quartafeira

ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. Quartafeira ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. 11. DAS CONDIÇÕES PARA CONTRATAÇÃO Onde se lê : Total de horas semanais Terça-feira Segundafeira Quartafeira Quintafeira Sexta-feira da Salário

Leia mais

CURSO DE DESIGN DE MODA

CURSO DE DESIGN DE MODA 1 CURSO DE MATRIZ CURRICULAR 2016.1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 49/15, 2015 de 7 de outubro de 2015. SUMÁRIO 2 1ª FASE... 4 01 DESENHO DE MODA I... 4 02 HISTÓRIA: ARTE E INDUMENTÁRIA...

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Matemática

Leia mais

EDITAL PROGEP Nº 06, de 20 de janeiro de 2.014.

EDITAL PROGEP Nº 06, de 20 de janeiro de 2.014. EDITAL PROGEP Nº 06, de 20 de janeiro de 2.014. O PRÓ-REITOR DE GESTÃO DE PESSOAS E DO TRABALHO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, no uso de suas atribuições legais, e de acordo com

Leia mais

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO I PORTUGUÊS: Compreensão e interpretação de texto. Ortografia: divisão silábica, pontuação, hífen, sinônimo, acentuação gráfica, crase. Morfologia: classes de

Leia mais

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior - Superior completo ou cursando Tecnologia da Informação, Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou áreas correlatas. - Conhecimento das funções

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC de Nova Odessa Código: 234 Município: Nova Odessa Eixo Tecnológico: Segurança no Trabalho Habilitação Profissional: Técnico em Segurança do Trabalho Qualificação:

Leia mais

Agente Comunitário em Saúde

Agente Comunitário em Saúde Agente Comunitário em Saúde Introdução a Informática Ações de Promoção do ambiente saudável A sociedade em que vivemos Construção de Redes Comunitárias e Promoção à Saúde Introdução à Profissão de Agente

Leia mais

ANEXO I - DOS CARGOS, DA FORMAÇÃO E DA HABILITAÇÃO

ANEXO I - DOS CARGOS, DA FORMAÇÃO E DA HABILITAÇÃO ANEXO I - DOS CARGOS, DA FORMAÇÃO E DA HABILITAÇÃO Administração/Logística Psicologia das Relações Humanas; Liderança e Gestão de Equipes; Professor de Psicologia Doutorado em Psicologia Enfermagem Segurança

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: Bauru / SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória

Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória Erenilda Custódio dos Santos Amaral Salvador Objetivo; Motivação; Proposta; AGENDA O que se entende nesta proposta como Política de Gestão Documental;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE LÍNGUA PORTUGUESA: NOÇÕES DE INFORMÁTICA Conceitos básicos de operação de microcomputadores.

Leia mais

VAGAS NO CAMPUS MARCO ZERO, EM MACAPÁ-AP

VAGAS NO CAMPUS MARCO ZERO, EM MACAPÁ-AP UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ GABINETE DA REITORIA EDITAL Nº 12/2012 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR EFETIVO ANEXO I VAGAS POR ÁREA DE CONHECIMENTO VAGAS NO CAMPUS MARCO ZERO, EM MACAPÁ-AP 1) Área de Conhecimento:

Leia mais

Anexo II DESCRIÇÃO SUMARIA DOS CARGOS

Anexo II DESCRIÇÃO SUMARIA DOS CARGOS Anexo II DESCRIÇÃO SUMARIA DOS CARGOS Nível de Classificação E; Nível de Capacitação I; Padrão de Vencimento I Regime Jurídico Único Jornada de Trabalho = 40 horas/semanais (Lei 11.091/05) REMUNERAÇÃO:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO II DO EDITAL N. 002/GR/UNIR/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA ANEXO II DO EDITAL N. 002/GR/UNIR/2013 ANEXO II DO EDITAL N. 002/GR/UNIR/2013 DESCRIÇÃO SUMÁRIA DOS CARGOS/NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO E - SUPERIOR ADMINISTRADOR: Planejar, organizar, controlar e assessorar as organizações nas áreas de recursos

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO

EIXO TECNOLÓGICO: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO Cursos destinados a pessoas com escolaridade variável, que objetivam desenvolver competências necessárias

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

MILENE AMORIM DE MATOS

MILENE AMORIM DE MATOS Plano de Trabalho Docente 2010 ETEC DE SUZANO Ensino Técnico Código: 190 Município: SUZANO Área Profissional: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM SECRETARIADO Qualificação: RECEPCIONISTA

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

ORGANISMO INTERNACIONAL PROJETO BRA 97/024 SELECIONA PROFISSIONAL: Edital nº 18/2006-024

ORGANISMO INTERNACIONAL PROJETO BRA 97/024 SELECIONA PROFISSIONAL: Edital nº 18/2006-024 ORGANISMO INTERNACIONAL PROJETO BRA 97/024 SELECIONA PROFISSIONAL: Edital nº 18/2006-024 O Diretor de Programa/DIPE/SE/MS, torna pública a abertura do Edital nº 18/2006, do Projeto do Projeto BRA/97/024

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA EDITAL DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÕES EM COMPUTAÇÃO MACK COMPUTING CERTIFICATION MCC 2º SEMESTRE DE 2014 O Diretor da Faculdade de Computação e Informática (FCI), no uso de suas atribuições estatutárias

Leia mais

PORTFÓLIO: UMA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 4 28

PORTFÓLIO: UMA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 4 28 PORTFÓLIO: UMA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 4 28 ORIENTAÇÃO SOBRE PREPARAÇÃO DE ALIMENTOS 4 17 AS LINGUAGENS DA CRIANÇA E O SABER FAZER NA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONTRIBUIÇÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2011/1

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2011/1 1 1 INTRODUÇÃO AO DESIGN DE MODA Terminologias e conceitos da área. Contextualização e processo de moda. Mercado. Ciência e. 2 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO Leitura analítica e crítica. Gêneros textuais.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO, BACHARELADO CURRÍCULO 1620 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições

Leia mais

TECNICO EM INFORMATICA PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

TECNICO EM INFORMATICA PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 500446 - TECNICO EM INFORMATICA Nivel: Tecnico Area Profissional: 0042 - COMERCIO-TEC Area de Atuacao: 0440 - BANCO DADOS/COMERCIO-TEC

Leia mais

Áreas, sub-áreas e especialidades dos estudos da cognição

Áreas, sub-áreas e especialidades dos estudos da cognição 01. GRANDE ÁREA: CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E NATURAIS 2. Área - Probabilidade Probabilidade Aplicada (aspectos 3. Área - Estatística Fundamentos da Estatística (aspectos Modelagem Estatística Teoria da Amostragem

Leia mais

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DOS PROFISSIONAIS QUE DEVERÃO COMPOR AS EQUIPES TÉCNICAS PREVISTAS NESSA CONTRATAÇÃO PARA AMBOS OS LOTES. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA - PROVA COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO MÉDIO 1 Interpretação textual Metáfora, metonímia, ambigüidade, ironia, denotação e conotação, pontos

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet - TDS 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1671 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1671 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 25/07/2012-16:17:54 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1671 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR

Leia mais

ESPECIALISTAS - NÍVEL I Cod. Especialidade Quantidade

ESPECIALISTAS - NÍVEL I Cod. Especialidade Quantidade ESPECIALISTAS - NÍVEL I 001 Ciências da Natureza na Educação Infantil e em Anos Iniciais do Ensino 18 002 Didática e Educação Inclusiva 13 003 Estatística e Informática na Educação 8 004 Filosofia e Educação

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL (PCI) 4º Processo Seletivo do PCI/IBICT de 2014

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL (PCI) 4º Processo Seletivo do PCI/IBICT de 2014 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL (PCI) 4º Processo Seletivo do PCI/IBICT de 2014 O INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA (IBICT), Unidade de Pesquisa do Ministério da Ciência,

Leia mais

RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS

RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS Cursos de Pós-Graduação a Distância em Administração Pública - EAD Administração de Casas Legislativas Administração de RH no Setor Público Administração Patrimonial em Organizações

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000053 - ENGENHARIA DA COMPUTACAO Nivel: Superior Area Profissional: INFORMATICA Area de Atuacao: BANCO DE DADOS/INFORMATICA Planejar, administrar,

Leia mais

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS PROJETO

Leia mais

Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no

Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos diversos pólos, atividades

Leia mais

Manual Brasileiro NR: MA 7 Pág: 1/1 de Acreditação - ONA Data de Emissão: 01/12/2003. INFRA-ESTRUTURA Data desta Revisão: 06/03/2006

Manual Brasileiro NR: MA 7 Pág: 1/1 de Acreditação - ONA Data de Emissão: 01/12/2003. INFRA-ESTRUTURA Data desta Revisão: 06/03/2006 Manual Brasileiro NR: MA 7 Pág: 1/1 INFRA-ESTRUTURA Esta seção agrupa todos os componentes que se relacionam à gestão e à manutenção da infra-estrutura da organização. Subseções atuais: Gestão de Projetos

Leia mais