O impacto da Lei de Acesso à Informação (LAI) no ambiente SISP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O impacto da Lei de Acesso à Informação (LAI) no ambiente SISP"

Transcrição

1 6ª Governança Aplicada ISACA Capítulo Brasília O impacto da Lei de Acesso à Informação (LAI) no ambiente SISP João Batista Ferri de Oliveira Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Brasília, 14 de Junho de 2012

2 AGENDA Sistema de Administração de Recursos de Informação e Informática SISP Central de Serviços e Suporte do SISP - C3S Introdução das TIC à Lei /11 Serviço de Informação ao Cidadão - SIC Modernização da Gestão Acessibilidade para Todos Integração de Protocolos Plano Nacional de Desmaterialização de Processos (PNDProc) Participação Popular Dados Abertos Ouvidoria e-serviços

3 Sistema de Administração de Recursos de Informação e Informática SISP

4 SISP Instituído em 1990 com o objetivo de organizar a operação, controle, supervisão e coordenação dos recursos de informação e informática da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo Federal. RECURSOS DE INFORMAÇÃO são tanto os acervos de informações quanto os conjuntos ordenados de procedimentos automatizados de coleta, tratamento e recuperação destas informações. RECURSOS DE INFORMÁTICA são os equipamentos, materiais e programas de computador que constituem a infra-estrutura tecnológica de suporte automatizado ao ciclo da informação, que envolve as atividades de produção, coleta, tratamento, armazenamento e disseminação de informações.

5 SISP O Ministério do Planejamento é o órgão central deste sistema e atua, por meio da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI, na normatização, gestão e coordenação das ações do SISP. As áreas de Tecnologia da Informação dos diversos Ministérios e dos órgãos equivalentes às demais entidades do SISP, atuam como órgãos setoriais na implantação direta das ações e colaboram com a coordenação e desenvolvimento das políticas, normas e diretrizes do sistema. As fundações e autarquias são classificadas como órgãos seccionais (vinculados aos Ministérios) pertencentes ao SISP e contribuem, no âmbito de sua atuação, na coordenação e no desenvolvimento programático, normativo e diretivo das ações de TI.

6 Central de Serviços e Suporte do SISP C3S

7 Central de Serviços e Suporte do SISP (C3S) Unidade de contato da Secretária de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) para esclarecimento de dúvidas e solicitação de serviços. Para otimizar o processo de atendimento da Central de Serviços e Suporte do SISP aos órgãos do Sistema, foi criado o Catálogo de Serviços Especializados. O Catálogo de Serviços Especializados conta com 63 serviços de consultoria cadastrados.

8 Central de Serviços e Suporte do SISP (C3S) Os seguintes assuntos são tratados pelos grupos consultores do SISP: Gratificação Temporária do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação GSISP; Interoperabilidade (e-ping); Acessibilidade (e-mag); Aderência aos Padrões Web em Governo Eletrônico e-pwg; Padronização Tecnológica; Agenda Brasil Digital;

9 Central de Serviços e Suporte do SISP (C3S) Instrução Normativa - IN SLTI 04/2010; Planejamento de Contratações; Gestão de Contratos; Estratégia Geral de TI EGTI; Autodiagnóstico; Plano de Metas; Gestão de Projetos; Governança de TI;

10 Central de Serviços e Suporte do SISP (C3S) Plano Diretor de TI PDTI; Software Público Brasileiro; Melhoria de Processos de TI; Acesso à Infovia; e Segurança da Informação.

11 Central de Serviços e Suporte do SISP (C3S) Novo Serviço de Consultoria do SISP para a aderência a LAI: O grupo de consultores do Departamento de Governo Eletrônico está preparando o serviço de consultoria em aderência a Lei de Acesso à Informação (LAI) conforme o guia para criação da seção de acesso à informação nos sítios eletrônicos dos órgãos e entidades federais disponibilizado pela Controladoria Geral da União (CGU).

12 Introdução das TIC à Lei /11

13 Introdução das TIC à Lei /11 A Lei de Acesso à Informação estabelece que as informações de interesse coletivo ou geral deverão ser divulgadas de ofício pelos órgãos públicos, espontânea e proativamente, independentemente de solicitações. Oart.8 da Lei prevê um rol mínimo de informações que os órgãos e entidades públicas devem obrigatoriamente divulgar na internet. No âmbito das TIC a Lei de Acesso à Informação deve seguir os seguintes padrões: Padrões Web em Governo Eletrônico (e-pwg); Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico (e-mag) nos termos do art. 17 da Lei no , de 19 de dezembro de 2000; e Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-ping), conforme Portaria normativa n 5, de 14 de julho de 2005.

14 Introdução das TIC à Lei /11 Oart.3 da Lei, cita que para assegurar o direito fundamental de acesso à informação, algumas diretrizes devem ser seguidas. Dentre elas o inciso III cita a: utilização de meios de comunicação viabilizados pela tecnologia da informação. Outro ponto importante é o parágrafo 2 do art. 10, oqualcitaque: Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet..

15

16

17

18 Serviço de Informação ao Cidadão - SIC

19 Serviço de Informação ao Cidadão - SIC Oart.9 da Lei cita: O acesso a informações públicas será assegurado mediante: I - criação de serviço de informações ao cidadão, nos órgãos e entidades do poder público, em local com condições apropriadas para: a) atender e orientar o público quanto ao acesso a informações; b) informar sobre a tramitação de documentos nas suas respectivas unidades; c) protocolizar documentos e requerimentos de acesso a informações;.

20 Serviço de Informação ao Cidadão - SIC Caberá ao Serviço de Informações ao Cidadão: protocolizar documentos e requerimentos de acesso à informação; e orientar sobre os procedimentos de acesso, indicando data, local e modo como que será feita a consulta; e informar sobre a tramitação de documentos.

21

22

23 Modernização da Gestão

24 Modernização da Gestão A divulgação espontânea do maior número possível de informações, além de facilitar o acesso à informação, é vantajosa para os próprios órgãos e entidades públicas, pois tende a reduzir a demanda, minimizando significativamente o trabalhoeoscustosdeprocessamento e gerenciamento dos pedidos de acesso. OArt.6 da Lei cita que: cabe aos órgãos e entidades do poder público, observadas as normas e procedimentos específicos aplicáveis, assegurar a: I - gestão transparente da informação, propiciando amplo acesso a ela e sua divulgação; Os órgãos da Administração Pública Federal devem investir na reestruturação dos processos e respectivas estruturas internas, de modo a alcançar um novo modelo de gestão que permita a efetiva prestação das informações à sociedade.

25 Modernização da Gestão O conceito de Governo Eletrônico O termo Governo Eletrônico está relacionado como uso das tecnologias da informação e comunicação por parte do Governo aplicado a um amplo conjunto das suas atividades. De forma particular, a Internet e as tecnologias afins que possuem o potencial de transformar as estruturas e operações do Governo. Atendimento ao Cidadão e a Sociedade; Gestão Interna; e Desenvolvimento e Fortalecimento da Democracia. O grande desafio dos programas de E-Government não está no desenvolvimento de transações baseadas na Internet para permitir a interação entre Governo e Cidadão (G2C e C2G); mas, em reorganizar e reestruturar os arranjos institucionais onde as transações ou operações serão conduzidas e executadas.

26 Acessibilidade para Todos

27 Acessibilidade para Todos O Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (e-mag), consiste em um conjunto de recomendações a ser considerado para que o processo de acessibilidade dos sítios e portais do governo brasileiro seja conduzido de forma padronizada e de fácil implementação. Aderente as necessidades brasileiras, o e-mag também se encontra em conformidade com os padrões internacionais; Formulado para orientar profissionais que tenham contato com publicação de informações ou serviços na Internet a desenvolver, alterar e/ou adequar páginas, sítios e portais, tornando-os acessíveis ao maior número possível de pessoas;

28

29 Integração de Protocolos

30 Integração de Protocolos O projeto Protocolo Integrado tem por objetivo consolidar uma base integrada de protocolo com informações sobre processos e documentos oriundos dos órgãos e entidades da Administração Pública Federal que aderirem ao projeto. O Governo Federal promoverá efetivamente a melhoria na prestação de informações e serviços à sociedade. Oferecer à sociedade mais um canal de consultas sobre processos e documentos protocolados; Envio de informações sobre andamento de processos e documentos via e/ou SMS (para celular);

31 Plano Nacional de Desmaterialização de Processos PNDProc

32 Plano Nacional de Desmaterialização de Processos (PNDProc) O Plano Nacional de Desmaterialização de Processos (PNDProc) prevê a utilização da documentação eletrônica em todos os trâmites de processos.

33 Participação Popular

34 Participação Popular Atualmente a interação do cidadão com o governo está dispersa e a sociedade tem dificuldades na obtenção de informações sobre onde, quando e como participar das ações governamentais. Ambiente Integrado de Participação Popular: Ambientes de consulta pública; Blogs governamentais; Enquetes; Perguntas e Respostas; Fale com o Governo; Integração com Ouvidorias; e Integração com Redes Sociais.

35 Participação Popular Outro ponto que reforça este projeto em atendimento à Lei de Acesso à Informação é o art. 3, inciso V: desenvolvimento do controle social da administração pública E também o art. 9 : O acesso a informações públicas será assegurado mediante: II - realização de audiências ou consultas públicas, incentivo à participação popular ou a outras formas de divulgação.

36 Dados Abertos

37 Dados Abertos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO A lei cita em seu art. 8, parágrafo 3 : II possibilitar a gravação de relatórios em diversos formatos eletrônicos, inclusive abertos e não proprietários, tais como planilhas e texto, de modo a facilitar a análise das informações; III possibilitar o acesso automatizado por sistemas externos em formatos abertos, estruturados e legíveis por máquina;

38

39 Ouvidorias

40 Ouvidoria MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Software de Ouvidoria disponibilizado no Portal de Software Público. Disponível em: ou

41 e-serviços

42 e-serviços MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO O decreto cidadão 6.932/09 dispõe sobre a simplificação do atendimento público prestado ao cidadão, além de instituir a Carta de Serviços ao Cidadão.

43

44 Não é possível exibir esta imagem no momento. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação João Batista Ferri de Oliveira Ministério do Planejamento Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico

Governo Eletrônico no Brasil. Rogério Santanna dos Santos Brasília, 08 de Abril de 2009

Governo Eletrônico no Brasil. Rogério Santanna dos Santos Brasília, 08 de Abril de 2009 Governo Eletrônico no Brasil Rogério Santanna dos Santos Brasília, 08 de Abril de 2009 ALAGOAS DIGITAL 2009 Estrutura da apresentação Histórico Estruturas organizacionais Diretrizes Principais áreas de

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 20/05/2016 17:15:31 Endereço IP: 201.76.165.227

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 27/05/2016 11:27:56 Endereço IP: 200.139.21.10 Designação

Leia mais

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012 Plano Diretor Tecnologia da Informação 2012-2013 146 Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral Tecnologia da Informação Objetivos Objetivo 1 - Aprimorar a Gestão Pessoas TI (Cobit

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 24/05/2016 12:51:35 Endereço IP: 187.4.152.90 Designação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 13 de abril de 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 13 de abril de 2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 13 de abril de 2012 Institui a Infraestrutura Nacional de Dados Abertos INDA. O SECRETÁRIO DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO,

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 18/05/2016 16:38:00 Endereço IP: 200.198.193.162

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0 PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Versão 0 1.0 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Presidente Luiz Otávio Pimentel Vice-Presidente Mauro Sodré

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2016

Questionário de Governança de TI 2016 Questionário de Governança de TI 2016 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 8700.00063/201-1 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

Lei de Acesso à Informação e a Governança de TI: visão geral

Lei de Acesso à Informação e a Governança de TI: visão geral Lei de Acesso à Informação e a Governança de TI: visão geral Cláudio Silva da Cruz, MSc, CGEIT Auditor Federal de Controle Externo, SEFTI/TCU Tesoureiro da ISACA Capítulo Brasília 6º Encontro de Governança

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI PDTI 2 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática Decreto nº 1.048, de 21 de janeiro

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 3/1/212 17:2 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? Agência Nacional de Saúde Suplementar 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário? Órgão

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 11/06/2014 13:47:32 Endereço IP: 200.253.113.2 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

port 617-2007 - ANVISA - ATENDIMENTO AO PÚBLICO - POLÍTICA - REGRAS

port 617-2007 - ANVISA - ATENDIMENTO AO PÚBLICO - POLÍTICA - REGRAS port 617-2007 - ANVISA - ATENDIMENTO AO PÚBLICO - POLÍTICA - REGRAS PORTARIA ANVISA Nº 617, DE 30 DE AGOSTO DE 2007 DOU 03.09.2007 Dispõe sobre a Política de Atendimento ao Público da Agência Nacional

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 16/07/2014 11:10:14 Endereço IP: 200.139.16.10 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI Órgão: UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIA E SAÚDE DE PORTO ALEGRE - UFCSPA Objeto:

Leia mais

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação O que é um comitê de TI? Porque devemos ter? O comitê do MinC Atribuições Composição Agenda Ratificação

Leia mais

Assegurar a estrita observância das normas legais e regulamentares relativas aos direitos do consumidor.

Assegurar a estrita observância das normas legais e regulamentares relativas aos direitos do consumidor. MANUAL DE CONTROLES INTERNOS Página 1 / 9 Nome do Documento FINALIDADE SAC Atendimento ao Cliente Estabelecer em procedimento o atendimento ao cliente da Gradual Corretora; Assegurar meio de comunicação

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Planejamento de TI. Joyce Belga - SLTI/MP

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Planejamento de TI. Joyce Belga - SLTI/MP Planejamento de TI Joyce Belga - SLTI/MP Reunião com a Empresa Brasil de Comunicação - EBC 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI no SISP 2 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI no SISP 3 SISP Decreto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 054, DE 5 DE JULHO DE 2011. Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação e Comunicações da Universidade Federal de Lavras. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

Boas práticas, vedações e orientações para contratação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software (Fábrica de Software)

Boas práticas, vedações e orientações para contratação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software (Fábrica de Software) MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Tecnologia da Informação Departamento de Infraestrutura e Serviços de Tecnologia da Informação Departamento de Governança e Sistemas de Informação

Leia mais

Guia. 3ª versão GUIA DE PUBLICAÇÃO ATIVA NOS SÍTIOS ELETRÔNICOS DOS ÓRGÃOS E ENTIDADES DO PODER EXECUTIVO FEDERAL

Guia. 3ª versão GUIA DE PUBLICAÇÃO ATIVA NOS SÍTIOS ELETRÔNICOS DOS ÓRGÃOS E ENTIDADES DO PODER EXECUTIVO FEDERAL Guia 3ª versão GUIA DE PUBLICAÇÃO ATIVA NOS SÍTIOS ELETRÔNICOS DOS ÓRGÃOS E ENTIDADES DO PODER EXECUTIVO FEDERAL Sumário A. Introdução... 3 B. Orientações para a publicação ativa de informações nos sítios

Leia mais

Governo Eletrônico no Brasil

Governo Eletrônico no Brasil Governo Eletrônico no Brasil João Batista Ferri de Oliveira Natal, 18 de Setembro de 2009 II Simpósio de Ciência e Tecnologia de Natal Estrutura da apresentação Estrutura organizacional Diretrizes Principais

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

IDENTIFICAÇÃO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO QUESTIONÁRIO 1 DE COLETA DE DADOS GRAU DE MATURIDADE do serviço prestado eletronicamente Aplicação direcionada aos portais institucionais oferecidos pelas prefeituras das capitais brasileiras Nome da capital/estado:

Leia mais

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA Artigo 25.1: Definições Para efeito deste Capítulo: medida regulatória coberta significa a medida regulatória determinada por cada Parte a ser objeto deste Capítulo nos

Leia mais

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011.

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. 1 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Economia Solidária e o Fundo Municipal de Fomento à Economia Solidária e dá outras providências. O Prefeito Municipal

Leia mais

Governança de TI na APF e Projetos em Destaque

Governança de TI na APF e Projetos em Destaque Governança de TI na APF e Governança de TI Aplicada ao SISP Pilares de Atuação da TI na APF Governança de TI Aplicada ao SISP Pilares de Atuação da TI na APF Governança de TI Aplicada ao SISP SLTI e SISP

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Atualizações das Leis Municipais Encontro Estadual dos Gestores e Técnicos da Assistência Social da Bahia

Atualizações das Leis Municipais Encontro Estadual dos Gestores e Técnicos da Assistência Social da Bahia Atualizações das Leis Municipais Encontro Estadual dos Gestores e Técnicos da Assistência Social da Bahia DIREITO Normativas Política Pública # direito LOAS atualizada Elaboração Âncoras Nacional Universalidade

Leia mais

Integração de protocolos do Governo Federal facilitando o acesso a informações

Integração de protocolos do Governo Federal facilitando o acesso a informações Integração de protocolos do Governo Federal facilitando o acesso a informações Departamento de Governo Eletrônico - SLTI/MP Brasília, junho 2012 Competência DGE/SLTI/MP Objetivo Benefícios Instrumentos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº Impresso por: ANGELO LUIS MEDEIROS MORAIS Data da impressão: 21/11/2013-18:05:16 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal Secretaria Executiva do CONCEA

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal Secretaria Executiva do CONCEA MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal Secretaria Executiva do CONCEA Brasília, 22 de outubro de 2013. Assunto: Base Legal - Regulamentação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro

Leia mais

PORTARIA Nº 234, DE 30 DE JULHO DE 2015.

PORTARIA Nº 234, DE 30 DE JULHO DE 2015. PORTARIA Nº 234, DE 30 DE JULHO DE 2015. Define a Política de Segurança da Informação do Instituto de Previdência Social do Município de Betim. O Diretor-Executivo do Instituto de Previdência Social do

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Versão 2015.2 Editada em julho de 2015 SUMÁRIO 1. Objetivo da Política...3 2. Abrangência...3 3. Princípios...3 4. Das Diretrizes Estratégicas...4 5. Da Estrutura

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR TERMO DE ABERTURA Preparado por: Cláudio França de Araújo Gestor do Programa CD Aprovado por: Ricardo Antônio de Arruda Veiga Representante

Leia mais

A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software

A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software Igor de Mesquita Barbosa Yuri Morais Bezerra Assessoria de TI CGU/SFC/DC sfcdcati@cgu.gov.br 1 Agenda 1. Projeto de Avaliação de Contratos de

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 135/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 135/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 135/2013/TCE-RO Institui a Política de Comunicação Social e Marketing do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Planejamento Estratégico Depex

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Planejamento Estratégico Depex MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Planejamento Estratégico Depex Financeira Processos internos Clientes MP/SE/Departamento MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO de Órgãos Extintos Mapa Estratégico Contribuir com propostas

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2013/2018

PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2013/2018 1 PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2013/2018 1. Introdução A Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação (STI) foi criada a partir da Resolução do Conselho Diretor n.º 44, de

Leia mais

OUVIDORIA GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO OPERAÇÃO EM REDE

OUVIDORIA GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO OPERAÇÃO EM REDE OUVIDORIA GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO OPERAÇÃO EM REDE OUVIDORIA PÚBLICA Canal de escuta que tem como foco a aproximação do cidadão com o poder público visando a garantia de direitos e promoção da cidadania.

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. SEGPLAN DISPONIBILIZA SERVIÇOS ELETRÔNICOS VIA WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. SEGPLAN DISPONIBILIZA SERVIÇOS ELETRÔNICOS VIA WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. SEGPLAN DISPONIBILIZA SERVIÇOS ELETRÔNICOS VIA WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS Perfil A Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL)

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL) REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL) TÍTULO 1 Da Instituição e seus Fins Art. 1 0 O Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL), criado em 2004, para integrar uma

Leia mais

MINUTA REGULAMENTAÇÃO DA ATIVIDADE DO SERVIDOR EM CARGOS TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO IFFLUMINENSE APRESENTAÇÃO

MINUTA REGULAMENTAÇÃO DA ATIVIDADE DO SERVIDOR EM CARGOS TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO IFFLUMINENSE APRESENTAÇÃO MINUTA REGULAMENTAÇÃO DA ATIVIDADE DO SERVIDOR EM CARGOS TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO IFFLUMINENSE APRESENTAÇÃO O Servidor em Cargos Técnico-Administrativos em Educação possui peculiaridades

Leia mais

Orientações para Implantação das alternativas de e-sic. CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria de Transparência e Prevenção da Corrupção jan/2015

Orientações para Implantação das alternativas de e-sic. CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria de Transparência e Prevenção da Corrupção jan/2015 Orientações para Implantação das alternativas de e-sic CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria de Transparência e Prevenção da Corrupção jan/2015 Apoiar Estados e Municípios na implementação da Lei de

Leia mais

Identificação da Prestadora Prestadora de Pequeno Porte? ( ) Sim ( ) Não

Identificação da Prestadora Prestadora de Pequeno Porte? ( ) Sim ( ) Não Identificação da Prestadora Razão Social Prestadora de Pequeno Porte? ( ) Sim ( ) Não Grupo Econômico Serviço(s) Explorado(s) pelo Grupo Econômico ( ) Concessionária do STFC ( ) Prestadora do SMP ( ) Outros.

Leia mais

PADRÃO DE GOVERNANÇA PADRÃO DE SÍTIOS

PADRÃO DE GOVERNANÇA PADRÃO DE SÍTIOS PADRÃO DE GOVERNANÇA PADRÃO DE SÍTIOS PGOV 02/2016 DATA DA PUBLICAÇÃO 18/04/2016 DATA DA VIGÊNCIA indeterminado VERSÃO 1.0 VERSÕES ANTERIORES Não há ÓRGÃO COORDENADOR SECOM NOME DO COORDENADOR Orestes

Leia mais

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO DO SISP 2014

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO DO SISP 2014 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GOVERNANÇA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI GESTÃO

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DE PORTO ALEGRE JOAQUIM JOSÉ FELIZARDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DE PORTO ALEGRE JOAQUIM JOSÉ FELIZARDO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DE PORTO ALEGRE JOAQUIM JOSÉ FELIZARDO TÍTULO I DA NATUREZA E MISSÃO Art. 1º. O Museu de Porto Alegre Joaquim

Leia mais

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EXECUTIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EXECUTIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EECUTIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EERCÍCIO DE 2014 Brasília - DF / 2015 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EECUTIVA PRESTAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO RIO GRANDE DO NORTE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO RIO GRANDE DO NORTE ATO NORMATIVO Nº 01, DE 28 DE MARÇO DE 2012. Institui o Normativo de Pessoal EMPREGO DE LIVRE PROVIMENTO E DEMISSÃO DE NÍVEL SUPERIOR, EMPREGOS TEMPORÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR E EMPREGOS TEMPORÁRIOS DE NÍVEL

Leia mais

POLÍTICA DE SENSORIAMENTO REMOTO DE DEFESA

POLÍTICA DE SENSORIAMENTO REMOTO DE DEFESA MINISTÉRIO DA DEFESA MD32-P-02 POLÍTICA DE SENSORIAMENTO REMOTO DE DEFESA 2006 MINISTÉRIO DA DEFESA ESTADO-MAIOR DE DEFESA POLÍTICA DE SENSORIAMENTO REMOTO DE DEFESA 1 a Edição 2006 MINISTÉRIO DA DEFESA

Leia mais

PROGRAMA PORTAL ÚNICO DE COMÉRCIO EXTERIOR. Coordenação

PROGRAMA PORTAL ÚNICO DE COMÉRCIO EXTERIOR. Coordenação PROGRAMA PORTAL ÚNICO DE COMÉRCIO EXTERIOR Coordenação 1 Instituído pelo Decreto nº 660, de 25 de setembro de 1992: O SISCOMEX é o instrumento administrativo que integra as atividades de registro, acompanhamento

Leia mais

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0 Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i

Leia mais

Concurso "V Prata da Casa" Edição 2015 Cadastro da Boa Prática

Concurso V Prata da Casa Edição 2015 Cadastro da Boa Prática Concurso "V Prata da Casa" 3º Edição 2015 Cadastro da Boa Prática Nome do Participante Jefferson Luiz Tesseroli Silvério Cargo Assessor Jurídico - DAS4 Cidade CURITIBA - PARANÁ Título da Boa Prática IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Cronograma -------------------------------------------------------------------------------------------- 2

Cronograma -------------------------------------------------------------------------------------------- 2 Índice Cronograma -------------------------------------------------------------------------------------------- 2 Prefácio --------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados 1. Introdução O governo é um dos maiores detentores de recursos da informação. Consequentemente, tem sido o responsável por assegurar que tais recursos estejam agregando valor para os cidadãos, as empresas,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO - CGE

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO - CGE GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ CONTROLADORIA E OUVIDORIA GERAL DO ESTADO - CGE Termo de Referência para Contratação de Serviço de Consultoria (Pessoa Jurídica) para Reestruturação do Portal da Transparência

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Presidência Controladoria Interna PLANO DIRETOR CONTROLE INTERNO 2013-2014

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Presidência Controladoria Interna PLANO DIRETOR CONTROLE INTERNO 2013-2014 PLANO DIRETOR DE CONTROLE INTERNO 2013-2014 SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 02 2. SISTEMA DE CONTROLE INTERNO 02 2.1 Conceituação 02 2.2. Marco legal 04 3. O CONTROLE INTERNO NO ÂMBITO DO TCEMG 4. CONTROLADORIA

Leia mais

Governança de TI com foco no PDTI Caso UFSC

Governança de TI com foco no PDTI Caso UFSC 2015 1 Governança de TI com foco no PDTI Caso UFSC Edison Tadeu Lopes Melo edison.melo@ufsc.br UFSC Agenda 2 A UFSC em números PDTI 2013/2015 O que é o PDTI Referencial Estratégico e Diretrizes Diagnóstico

Leia mais

PLANO PLURIANUAL 2016-2018

PLANO PLURIANUAL 2016-2018 FUNÇÃO - Ser órgão de excelência, com reconhecimento social, que valoriza as profissões de enfermagem. Programa 01 - Implementar o Projeto Estratégico Setorial do Departamento de Fiscalização DEFIS. Área

Leia mais

PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO PARA O COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CTI)

PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO PARA O COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CTI) PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO PARA O COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CTI) Abril/2013 CAPÍTULO I DA NATUREZA E COMPETÊNCIA Art. 1º. O Comitê de Tecnologia da Informação CTI do Instituto Federal

Leia mais

REGULAMENTO DO CADASTRO NACIONAL DE EMPRESAS COMPROMETIDAS COM A ÉTICA E A INTEGRIDADE - CADASTRO PRÓ-ÉTICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO CADASTRO NACIONAL DE EMPRESAS COMPROMETIDAS COM A ÉTICA E A INTEGRIDADE - CADASTRO PRÓ-ÉTICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO CADASTRO NACIONAL DE EMPRESAS COMPROMETIDAS COM A ÉTICA E A INTEGRIDADE - CADASTRO PRÓ-ÉTICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Cadastro Nacional de Empresas Comprometidas

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê Gestor do Portal da Câmara dos Deputados COMITÊ GESTOR DO PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS RELATÓRIO 2009

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê Gestor do Portal da Câmara dos Deputados COMITÊ GESTOR DO PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS RELATÓRIO 2009 CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê Gestor do Portal da Câmara dos Deputados COMITÊ GESTOR DO PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS RELATÓRIO 2009 Dezembro/2009 Introdução O Portal da Câmara cada vez mais se consolida

Leia mais

O SUAS e rede privada na oferta de serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais

O SUAS e rede privada na oferta de serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais O SUAS e rede privada na oferta de serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais Departamento da Rede Socioassistencial Privada do SUAS. Secretaria Nacional de Assistencia Social. DADOS

Leia mais

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAO PESSOA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO EXERCÍCIO: 2010 ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ÓRGÃO: ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL PROMOVER A ALFABETIZAÇÃO

Leia mais

Estudos para Reorganização do Setor Elétrico

Estudos para Reorganização do Setor Elétrico Programa 0276 Gestão da Política de Energia Objetivo Apoiar o planejamento, avaliação e controle dos programas na área de energia. Público Alvo Governo Ações Orçamentárias Indicador(es) Órgão(s) 32 - Ministério

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1125 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1125 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 06/02/2012-12:16:19 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1125 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

Segurança da informação e comunicação (SIC) ações e desafios da SLTI

Segurança da informação e comunicação (SIC) ações e desafios da SLTI Segurança da informação e comunicação (SIC) ações e desafios da SLTI Cristiano Rocha Heckert Brasília, 24 de setembro de 2015 Câmara dos Deputados Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Logística

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DO IFSUL

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DO IFSUL POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DO IFSUL 1 OBJETIVO A Política de Segurança da Informação do Instituto Federal Sul-rio-grandense estabelece as diretrizes para a segurança da informação, visando preservar

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 25820.002810/20-81 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há restrição

Leia mais

Publicado Edital de Processo Seletivo para cargo comissionado na Anvisa

Publicado Edital de Processo Seletivo para cargo comissionado na Anvisa Publicado Edital de Processo Seletivo para cargo comissionado na Anvisa A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulga Edital do Processo Seletivo destinado ao preenchimento do cargo em comissão

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2015 2016 I Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Política de Eficiência Energética

Política de Eficiência Energética Política de Eficiência Energética março 2010 Política de Eficiência Energética Política de Eficiência Energética 5 I. O público-alvo O Público-alvo ao qual se destina esta Política de Eficiência Energética

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2013-IPPLAN ANEXO 2 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2013-IPPLAN ANEXO 2 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS PREFEITURA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2013-IPPLAN ANEXO 2 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Cargo de Nível Médio Agente Administrativo Contribuir com o correto fluxo de atividades, informações e materiais

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.682, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013

CIRCULAR Nº 3.682, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 CIRCULAR Nº 3.682, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 Aprova o regulamento que disciplina a prestação de serviço de pagamento no âmbito dos arranjos de pagamentos integrantes do Sistema de Pagamentos Brasileiro

Leia mais

PLANO DE TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 90 DE 2009 DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA

PLANO DE TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 90 DE 2009 DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PLANO DE TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 90 DE 2009 DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Estrutura: 1. Método de elaboração deste Plano de Trabalho e do respectivo Cronograma. 2. Cronograma. 3. Detalhamento das atividades

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 5 CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 7 CAPACITAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Metodologia de Gerenciamento de Projetos do SISP (MGP-SISP) Ricardo Miotto Lovatel Jaguarão, 2012. Estrada para o Futuro Tópicos Apresentação do SISP e da MGP-SISP; Objetivo da MGP-SISP Alinhamento Estratégico;

Leia mais

3. Perfil: Consultor Sênior em Desenvolvimento de Sistemas Informatizados

3. Perfil: Consultor Sênior em Desenvolvimento de Sistemas Informatizados TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Boletim de Proteção do Consumidor/Investidor CVM/Senacon

Boletim de Proteção do Consumidor/Investidor CVM/Senacon 7A Ouvidoria no Mercado de Capitais Boletim de Proteção do Consumidor/Investidor CVM/Senacon Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor Secretaria Nacional do Consumidor Ministério da Justiça Introdução

Leia mais

Por que criar Ouvidorias nos Tribunais de Contas?

Por que criar Ouvidorias nos Tribunais de Contas? Por que criar Ouvidorias nos Tribunais de Contas? Autora: Edna Delmondes: Mestre em Adminstração de Empresas, pela Universidade Federal da Bahia. Auditora do Tribunal de Contas do Estado da Bahia. Para

Leia mais

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte,

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte, INSTRUÇÃO Nº 011/2015 Orienta os órgãos e entidades da Pública do Poder Executivo Estadual sobre os procedimentos referentes às contratações de serviços da Companhia de Processamento de Dados do Estado

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Estrutura do PDI 2014-2018

Estrutura do PDI 2014-2018 APRESENTAÇÃO O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) além de constituir um requisito legal, tal como previsto no Artigo

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. Aprova as Diretrizes Gerais do Sistema Brasileiro de Tecnologia - SIBRATEC.

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

O que é uma administração transparente?

O que é uma administração transparente? O que é uma administração transparente? Uma prefeitura transparente É quela que respeita o cidadão Expõe as suas contas para toda a população Uma prefeitura transparente É aquela que publica seus atos

Leia mais