PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006"

Transcrição

1 15 REPÚBLICA F Novembro EDERATIVA DO BRASIL PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O SECRETÁRIO-ADJUNTO DO TESOURO NACIONAL, no uso das atribuições que lhe confere a Portaria nº 403, 2 zembro 2005, do MF, e Consirando o disposto no art. 51 da Lei Complementar nº 101, 4 maio 2000; Consirando o disposto no inciso I do art. 4º do Decreto nº 3.589, 6 setembro 2000, que confere à Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda, a condição órgão central do Sistema Contabilida Feral; Consirando as competências do órgão central do Sistema Contabilida Feral, estabelecidas no art. 5º do Decreto nº 3.589, 6 setembro 2000, complementadas pelo disposto no inciso XVI do art. 9º do Anexo I do Decreto nº 5.510, 12 agosto 2005, resolve: Art. 1º Divulgar a consolidação, nacional e por esfera governo, das contas dos entes da Feração relativas ao exercício encerrado em 31 zembro Art. 2º A consolidação ora divulgada representa as contas dos 26 Estados da Feração, do Distrito Feral e 67,60% dos Municípios. 1º As contas do Distrito Feral estão incluídas na coluna "Estados". Art. 3º As contas foram consolidadas mediante compatibilização dos saldos, compilados junto às origens, nos termos do Convênio celebrado em 23 fevereiro 2001 entre esta Secretaria e a Caixa Econômica Feral, e acordo com a Portaria nº 109, 8 março 2002, da STN, alterada pela Portaria nº 190, 10 fevereiro 2006, da STN. Art. 4º A presente consolidação encontra-se disponível para consulta via Internet na página da Secretaria do Tesouro Nacional ( Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data sua publicação. LÍSCIO FÁBIO DE BRASIL CAMARGO Esplanada dos Ministérios, Bloco P, 2º andar Brasília - DF -

2 15 Novembro BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO MUNICÍPIOS ESTADOS UNIÃO CONSOLIDADO ATIVO FINANCEIRO , , , ,44 DISPONÍVEL , , , ,44 Caixa , , ,63 Bancos Conta Movimento , , , ,19 Em Moeda Estrangeira , ,30 Aplicações Financeiras , , ,32 CRÉDITOS EM CIRCULAÇÃO , , , ,10 Créditos a Receber , , , ,91 Créditos para Pagamento Despesas Terceiros Limite Saque BACEN , ,97 Recursos da União , ,04 Depósitos Realizáveis a Curto Prazo , , , ,86 Depósitos Especiais do FAT , ,87 Outros Valores Realizáveis , , , ,45 VALORES PENDENTES A CURTO PRAZO , , ,16 Valores Penntes a Curto Prazo , , ,16 Despesas Antecipadas Financeiras ATIVO FINANCEIRO A LONGO PRAZO , , , ,74 Ativo Financeiro a Longo Prazo , , ,32 Créditos da União, Estados e Municípios , ,30 Depósitos a Longo Prazo , ,05 Créditos a Receber Longo Prazo , ,07 ATIVO NÃO FINANCEIRO , , , ,37 REALIZÁVEL A CURTO PRAZO , , , ,42 Créditos em Circulação , , , ,47 Fornecimentos a Receber , , , ,78 (-) Provisão para Devedores Duvidosos - ( ,42) ( ,91) ( ,33) Créditos Parcelados , , , ,89 Créditos Administrativos , ,27 Diversos Responsáveis , , , ,77 Empréstimos e Financiamentos , , , ,63 Adiantamentos Concedidos , , , ,81 Recursos Vinculados , , , ,87 Outros Créditos em Circulação , , , ,92 (-) Provisão para Perdas Prováveis Curto Prazo - - ( ,50) ( ,50) (-) Provisão para Devedores Duvidosos ( ,42) ( ,54) ( ,68) ( ,64) Bens e Valores em Circulação , , , ,95 Estoques , , , ,78 Títulos e Valores , , , ,72 Materiais em Trânsito , ,98 Outros Bens e Valores em Circulação , , ,60 (-) Provisão para Perdas Prováveis ( ,13) - - ( ,13) VALORES PENDENTES A CURTO PRAZO , , , ,03 Despesas Antecipadas , , , ,03 Valores Diferidos , , ,80 Outros Valores Penntes a Curto Prazo ,77 ( ,81) , ,20 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO , , , ,61 Depósitos Realizáveis a Longo Prazo , , , ,38 Depósitos Compulsórios , , , ,61 Recursos Vinculados , , , ,77 Créditos Realizáveis a Longo Prazo , , , ,23 Dívida Ativa , , , ,65 (-) Provisão para Perdas Dívida Ativa ( ,76) ( ,81) - ( ,57) Devedores - Entidas e Agentes , , , ,71 Empréstimos e Financiamentos , , , ,45 Créditos a Receber , , , ,65 (-) Provisão para Perdas Prováveis ( ,08) ( ,46) ( ,64) ( ,18) (-) Provisão para Devedores Duvidosos LP - - ( ,45) ( ,45) Outros Créditos , ,97 PERMANENTE , , , ,31 Investimentos , , , ,64 Participação Societária , , , ,71 Participação Societária em Empresas Depenntes , , ,85 Participações em Fundos e Condomínios Outros Investimentos , , , ,47 (-) Provisão para Perdas Prováveis ( ,85) ( ,81) ( ,73) ( ,39) Imobilizado , , , ,70 Bens Móveis e Imóveis , , , ,77 Títulos, Valores e Bens Intangíveis , , , ,38 (-) Depreciação, Amortização e Exaustão Acumuladas ( ,16) ( ,43) ( ,86) ( ,45) Diferido , , , ,97 Diferido , ,28 Despesas Diferidas , , ,30 (-) Amortização Acumulada (7.146,71) ( ,90) - ( ,61) ATIVO REAL , , , ,81 ATIVO COMPENSADO , , , ,82 TOTAL , , , ,63 FONTE: SIAFI - STN/CCONT/GEINC e COREM Continua (1/2) 2

3 15 Novembro BALANÇO PATRIMONIAL Continuação PASSIVO MUNICÍPIOS ESTADOS UNIÃO CONSOLIDADO PASSIVO FINANCEIRO , , , ,91 DEPÓSITOS , , , ,53 Consignações , , , ,83 Recursos do Tesouro Nacional , ,92 Depósitos Diversas Origens , , , ,56 Depósitos Compulsórios , ,22 OBRIGAÇÕES EM CIRCULAÇÃO , , , ,41 Restos a Pagar Processados , , , ,26 Fornecedores - Do Exercício , , , ,76 Fornecedores - De Exercícios Anteriores , , , ,08 Convênios a Pagar , , , ,07 Contrato Programa Repasse a Pagar , ,14 Obrigações Vinculadas a Projetos Especiais , ,96 Precatórios OCK a Pagar , ,94 Pessoal a Pagar - Do Exercício , , , ,40 Pessoal a Pagar - De Exercício Anteriores , , , ,40 Precatórios , , , ,67 Encargos Sociais a Recolher , , , ,41 Provisões Diversas , , , ,94 Obrigações Tributárias , , , ,69 Benefícios Diversos a Pagar , ,24 Débitos Diversos a Pagar , , , ,56 Termos Parceria a Pagar , ,00 Restos a Pagar Não Processados , , , ,14 A Liquidar , , , ,14 Credores Diversos , , , ,93 Adiantamentos Recebidos , , ,34 Valores em Trânsito Exigíveis , ,46 Recursos Especiais a Liberar p/ Transferência , ,31 Recursos a Liberar p/ Vinculação Pagamento , ,77 Recursos Vinculados - Entidas TCT , ,22 Outras Obrigações a Pagar , , , ,56 Receitas Realizáveis no Exercício Seguinte , ,53 Receitas Penntes Realização , ,64 Receitas Correntes Penntes Classificação , ,25 VALORES PENDENTES A CURTO PRAZO , , , ,66 Valores Penntes a Curto Prazo , , ,63 Restituições e Compensações , ,76 Outros Valores Penntes ,27 520,27 PASSIVO FINANCEIRO A LONGO PRAZO , , , ,31 Passivo Financeiro a Longo Prazo , , ,25 Depósitos Exigíveis a Longo Prazo , ,06 PASSIVO NÃO FINANCEIRO , , , ,41 OBRIGAÇÕES EM CIRCULAÇÃO , , , ,43 Diferido , , ,44 Provisões , , , ,06 Operações Crédito em Liquidação Operações Crédito - Internas , , , ,66 Operações Crédito - Externas , , , ,96 Adiantamentos Diversos Recebidos , , , ,97 Outros Débitos a Pagar , , , ,63 Precatórios a Pagar (anteriores a 05/05/2000) , , , ,60 Precatórios a Pagar (a partir 05/05/2000) , , , ,11 OPERAÇÕES ESPECIAIS , ,87 VALORES PENDENTES A CURTO PRAZO , , ,20 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO , , , ,54 Depósitos Exigíveis a Longo Prazo , , , ,22 Obrigações Exigíveis a Longo Prazo , , , ,32 Operações Crédito - Internas , , , ,38 Operações Crédito - Externas , , , ,66 Obrigações Legais e Tributárias , , , ,02 Obrigações a Pagar , , , ,50 Efeitos Inflacionários sobre Operações Especiais , ,85 Outras Exigibilidas , , , ,91 RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS , , , ,37 PASSIVO REAL , , , ,32 PATRIMÔNIO LÍQUIDO ,03 ( ,94) , ,49 Patrimônio/Capital ,97 ( ,34) ( ,56) ( ,93) Reservas , , , ,12 Resultado Acumulado ,24 ( ,48) , ,30 PASSIVO COMPENSADO , , , ,82 TOTAL , , , ,63 FONTE: SIAFI - STN/CCONT/GEINC e COREM (2/2) 3

4 15 Novembro DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS REALIZADAS RECEITA MUNICÍPIOS ESTADOS UNIÃO CONSOLIDADO RECEITAS CORRENTES , , , ,17 RECEITA TRIBUTÁRIA , , , ,56 Impostos , , , ,73 Impostos sobre o Comércio Exterior , ,79 Imposto sobre a Importação - II , ,07 Imposto sobre a Exportação - IE , ,72 Impostos sobre o Patrimônio e a Renda , , , ,05 Imposto sobre a Proprieda Territorial Rural - ITR , ,62 Imposto sobre a Proprieda Predial e Territorial Urbana - IPTU , ,38 Imposto sobre a Renda e Proventos Qualquer Natureza - IR , , , ,09 Imposto sobre a Proprieda Veículos Automotores - IPVA , ,85 Imposto sobre Transmissão "Causa Mortis" e Doação - ITCD , ,06 Imposto sobre Transmissão "Inter Vivos"- ITBI , ,05 Impostos sobre a Produção e a Circulação , , , ,12 Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI , ,65 Imposto sobre Circulação Mercadorias e Serviços - ICMS , ,10 Dedução da Receita ICMS para Formação do FUNDEF - ( ,57) - ( ,57) Imposto sobre Operação Crédito, Câmbio, Seguros ou Títulos - IOF , ,79 Imposto sobre Serviços Qualquer Natureza - ISSQN , ,15 Outros Impostos , ,77 Taxas , , , ,59 Taxas pelo Exercício do Por Polícia , , , ,43 Taxas pela Prestação Serviços , , , ,16 Contribuições Melhoria , , ,24 RECEITA DE CONTRIBUIÇÕES , , , ,95 Contribuições Sociais , , , ,70 Contribuições Econômicas , , , ,25 RECEITA PATRIMONIAL , , , ,14 Receitas Imobiliárias , , , ,32 Receitas Valores Mobiliários , , , ,88 Receita Concessões e Permissões , , , ,83 Outras Receitas Patrimoniais , , , ,11 RECEITA AGROPECUÁRIA , , , ,81 RECEITA INDUSTRIAL , , , ,93 RECEITA DE SERVIÇOS , , , ,05 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES , , , ,73 Transferências Intergovernamentais , , , ,46 Transferências da União , , ,87 Participação na Receita da União , , ,36 Cota-Parte do Fundo Participação dos Estados e do DF - FPE , ,99 Dedução Receita para Formação do FUNDEF - FPE - ( ,60) - ( ,60) Cota-Parte do Fundo Participação dos Municípios - FPM , , ,14 Dedução Receita para Formação do FUNDEF - FPM ( ,60) ( ,16) - ( ,76) Cota-Parte do Imposto sobre a Proprieda Territorial Rural - ITR , , ,84 Cota-Parte do IPI - Exportação , ,55 Dedução Receita para Formação do FUNDEF - IPI Exportação - ( ,10) - ( ,10) Cota-Parte da Contr Intervenção no Domínio Econômico - CIDE , ,95 Cota-Parte do IOF - Ouro , , ,35 Outras Transferências da União , , ,91 Transferência Financeira do ICMS - Desoneração - LC nº 87/ , , ,19 Dedução Receita para Formação do FUNDEF - LC nº 87/96 ( ,41) ( ,00) - ( ,41) Demais Transferências da União , , ,13 Transferência da Compensação Financeira , , ,40 Cota-Parte da Compensação Financeira Recursos Hídricos , ,82 Cota-Parte da Compensação Financeira Recursos Minerais , ,68 Cota-Parte Royalties Comp Fin Produção Petróleo - Lei nº 7.990/ , ,78 Cota-Parte Royalties Excente Produção Petróleo - Lei nº 9.478/ , , ,94 Cota-Parte Royalties pela Participação Especial - Lei nº 9.478/ , , ,25 Compensação Financeira Extração Mineral - CFEM Cota-Parte do Fundo Especial do Petróleo - FEP , , ,41 Outras Transferências Decorrentes Compensação Financeira , , ,52 Transferência Recursos do Sistema Único Saú - SUS , , ,66 Transferências Recursos do Fundo Nacional Ass. Social - FNAS , , ,67 Transferências Recursos do Fundo Nacional Des. Educação - FNDE , , ,87 Transferências dos Estados , , ,16 Participação na Receita dos Estados , , ,35 Cota-Parte do ICMS , ,89 Dedução Receita para Formação do FUNDEF - ICMS ( ,52) - - ( ,52) Cota-Parte do IPVA , ,27 Cota-Parte do IPI - Exportação , ,34 Dedução Receita para Formação do FUNDEF - IPI Exportação ( ,50) - - ( ,50) Cota-Parte da Contr Intervenção no Domínio Econômico - CIDE , ,60 Transferência Recursos do Sistema Único Saú - SUS , ,30 Outras Participações na Receita dos Estados , ,97 Transferência da Cota-Parte da Compensação Financeira (25%) , ,57 Cota-Parte da Compensação Financeira Recursos Hídricos , ,34 4

5 15 Novembro Cota-Parte da Compensação Financeira Recursos Minerais , ,17 Cota-Parte Royalties Comp Fin Produção Petróleo - Lei nº 7990/ , ,08 Outras Transferências Decorrentes Compensação Financeira , ,98 Transferência Recursos do Estado para Programas Saú - Repasse , ,22 Outras Transferências dos Estados , , ,02 Transferências dos Municípios , , , ,74 Transferência Recursos do Sistema Único Saú - SUS , , ,70 Outras Transferências dos Municípios , , , ,04 Transferências Multigovernamentais , , ,69 Transferências Recursos do FUNDEF , , ,51 Transferências Recursos da Complementação do FUNDEF , , ,63 Outras Transferências Multigovernamentais , ,55 Transferências Instituições Privadas , , , ,62 Transferências do Exterior , , , ,35 Transferências Pessoas , , , ,95 Transferências Convênios , , , ,84 Transferência Convênios da União e suas Entidas , , , ,21 Transferência Convênios dos Estados, DF e suas Entidas , , , ,18 Transferência Convênios dos Municípios e suas Entidas , , , ,81 Transferência Convênios Instituições Privadas , , , ,64 Transferências para o Combate à Fome , , ,51 OUTRAS RECEITAS CORRENTES , , , ,00 Multas e Juros Mora , , , ,37 Innizações e Restituições , , , ,33 Receita da Dívida Ativa , , , ,76 Receitas Correntes Diversas , , , ,54 RECEITAS DE CAPITAL , , , ,54 OPERAÇÕES DE CRÉDITO , , , ,30 Operações Crédito Internas , , , ,84 Operações Crédito Externas , , , ,46 ALIENAÇÃO DE BENS , , , ,98 Alienação Bens Móveis , , , ,97 Alienação Bens Imóveis , , , ,01 AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS , , , ,33 TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL , , , ,47 Transferências Intergovernamentais , , , ,24 Transferências da União , , ,53 Transferências dos Estados , , ,82 Transferências dos Municípios , , ,89 Transferências Instituições Privadas , , ,58 Transferências do Exterior , , ,78 Transferências Pessoas , , , ,00 Transferência Outras Instituições Públicas , ,00 Transferências Convênios , , , ,44 Transferência Convênios da União e suas Entidas , , , ,61 Transferência Convênios dos Estados, DF e suas Entidas , , , ,56 Transferência Convênios dos Municípios e suas Entidas , , , ,76 Transferência Convênios Instituições Privadas , , , ,51 Transferências para o Combate à Fome 108, ,43 OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL , , , ,46 Resultado do Banco Central do Brasil Remuneração das Disponibilidas do Tesouro Nacional , ,06 Demais Receitas Capital , , , ,40 TOTAL , , , ,71 FONTE: SIAFI - STN/CCONT/GEINC e COREM Continua (1/2) 5

6 15 Novembro DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS REALIZADAS Continuação DESPESA MUNICÍPIOS ESTADOS UNIÃO CONSOLIDADO DESPESAS CORRENTES , , , ,10 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS , , , ,99 Transferências a Estados e Distrito Feral , , , ,60 Transferências ao Exterior , ,79 Aplicações Diretas , , , ,60 Aposentadorias e Reformas , , , ,96 Pensões , , , ,88 Contratação por Tempo Determinado , , , ,99 Pessoal Civil , , , ,85 Pessoal Militar , , , ,38 Obrigações Patronais , , , ,64 Contratos Terceirização , , , ,96 Sentenças Judiciais , , , ,31 Despesas Exercícios Anteriores , , , ,38 Outras Despesas Pessoal¹ , , , ,25 JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA , , , ,26 Aplicações Diretas , , , ,26 Juros sobre a Dívida por Contrato , , , ,67 Outros Encargos sobre a Dívida por Contrato , , , ,63 Juros, Deságios e Descontos da Dívida Mobiliária , , , ,47 Outros Encargos sobre a Dívida Mobiliária , , , ,51 Encargos sobre Operações Crédito por Antecipação da Receita , ,33 Sentença Judiciais , ,29 Despesas Exercícios Anteriores , ,54 646, ,28 Innizações e Restituições , , ,08 OUTRAS DESPESAS CORRENTES , , , ,85 Transferências à União , , ,37 Transferências a Estados e Distrito Feral , , , ,44 Transferências a Municípios , , , ,71 Transferências a Instituições sem Fins Lucrativos , , , ,25 Transferências a Instituições com Fins Lucrativos , , , ,30 Transferências a Instituições Multigovernamentais Nacionais , , , ,30 Transferências ao Exterior , , , ,08 Aplicações Diretas , , , ,40 Aposentadorias e Reformas , , , ,92 Pensões , , , ,01 Benefícios Previnciários² , , , ,59 Material Consumo , , , ,14 Outros Serviços Terceiros - Pessoa Física , , , ,54 Outros Serviços Terceiros - Pessoa Jurídica , , , ,54 Innizações e Restituições , , , ,33 Demais Despesas³ , , , ,33 DESPESAS DE CAPITAL , , , ,76 INVESTIMENTOS , , , ,11 Transferências à União , , ,65 Transferências a Estados e Distrito Feral , , ,66 Transferências a Municípios , , , ,62 Transferências a Instituições sem Fins Lucrativos , , , ,69 Transferências a Instituições com Fins Lucrativos , , ,64 Transferências a Instituições Multigovernamentais Nacionais , , ,24 Transferências ao Exterior , , , ,51 Aplicações Diretas , , , ,10 Material Consumo , , , ,51 Obras e Instalações , , , ,95 Equipamentos e Material Permanente , , , ,39 Outros Investimentos , , , ,25 INVERSÕES FINANCEIRAS , , , ,55 Transferências a Estados e Distrito Feral , , ,91 Transferências a Municípios , , ,30 Transferências a Instituições sem Fins Lucrativos , , ,93 Transferências ao Exterior Aplicações Diretas , , , ,41 Constituição ou Aumento Capital Empresas , , , ,29 Concessão Empréstimos e Financiamentos , , , ,23 Outras Inversões Financeiras , , , ,89 AMORTIZAÇÃO/REFINANCIAMENTO DA DÍVIDA , , , ,10 Aplicações Diretas , , , ,10 Amortização , , , ,88 Refinanciamento , , , ,22 TOTAL , , , ,86 SUPERÁVIT/DÉFICIT , , , ,85 FONTE: SIAFI - STN/CCONT/GEINC e COREM (2/2) ¹ Compõem "Outras Despesas Pessoal": Contribuição a Entidas Fechadas Previdência, Outros Benefícios Assistenciais, Salário-Família, Depósitos Compulsórios, Innizações Trabalhistas, e Ressarcimento Despesas Pessoal Requisitado. ² Compõem "Benefícios Previnciários": Outros Benefícios Previnciários, Benefício Mensal ao Deficiente e ao Idoso, Outros Benefícios Assistenciais, Salário-Família, e Outros Benefícios Natureza Social. 6

7 15 Novembro ³ Compõem "Demais Despesas": Contratação por Tempo Determinado, Diárias-Civil, Diárias-Militar, Auxílio Financeiro a Estudantes, Auxílio-Fardamento, Auxílio Financeiro a Pesquisadores, Honra Avais, Remuneração Cotas Fundos Autárquicos, Premiações Cult. Art. Cient. Desp. e Outras, Material Distribuição Gratuita, Passagens e Despesas com Locomoção, Serviços Consultoria, Locação Mão--Obra, Arrendamento Mercantil, Equalização Preços e Taxas, Auxílio-Alimentação, Obrigações Tributárias e Contributivas, Outros Auxílios Financeiros a Pessoa Física, Auxílio-Transporte, Depósitos Compulsórios, Sentenças Judiciais, Despesas Exercícios Anteriores, e Innização pela Execução Trabalhos Campo. 4 Compõem "Outros Investimentos": Contratação por Tempo Determinado, Diárias-Civil, Diárias-Militar, Outras Despesas Variáveis-Militar, Auxílio Financeiro a Pesquisadores, Passagens e Despesas com Locomoção, Serviços Consultoria, Outros Serviços Terceiros-P. Física, Outros Serviços Terceiros-P. Jurídica, Obrigações Tributárias e Contributivas, Locação Mão-Obra, Aquisição Imóveis, Sentenças Judiciais, Despesas Exercícios Anteriores, Innizações e Restituições. 5 Compõem "Outras Inversões Financeiras": Aquisição Imóveis, Aquisição Bens para Revenda, Sentenças Judiciais, e Innizações e Restituições. Notas: a) O título ste monstrativo foi alterado por não se aquar rigorosamente ao conceito Balanço Orçamentário. b) Este monstrativo equivale ao Balanço Orçamentário das Consolidações das Contas Públicas exercícios anteriores. 7

8 15 Novembro DEMONSTRATIVO DA DESPESA POR FUNÇÃO FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO MUNICÍPIOS ESTADOS UNIÃO CONSOLIDADO LEGISLATIVA , , , ,72 Ação Legislativa , , , ,19 Controle Externo , , , ,35 Demais Subfunções , , , ,18 JUDICIÁRIA , , , ,62 Ação Judiciária , , , ,38 Defesa do Interesse Público no Processo Judiciário , , , ,18 Demais Subfunções , , , ,06 ESSENCIAL À JUSTIÇA , , , ,71 Defesa da Orm Jurídica , , , ,02 Representação Judicial e Extrajudicial , , , ,61 Demais Subfunções , , , ,08 ADMINISTRAÇÃO , , , ,56 Planejamento e Orçamento , , , ,16 Administração Geral , , , ,25 Administração Financeira , , , ,65 Controle Interno , , , ,18 Normatização e Fiscalização , , , ,16 Tecnologia da Informação , , , ,18 Ornamento Territorial , , , ,78 Formação Recursos Humanos , , , ,67 Administração Receitas , , , ,10 Administração Concessões , , ,97 Comunicação Social , , , ,69 Demais Subfunções , , , ,77 DEFESA NACIONAL , , , ,43 Defesa Aérea , , , ,56 Defesa Naval , , , ,74 Defesa Terrestre , , , ,75 Demais Subfunções , , , ,38 SEGURANÇA PÚBLICA , , , ,88 Policiamento , , , ,52 Defesa Civil , , , ,61 Informação e Inteligência , , , ,67 Demais Subfunções , , , ,08 RELAÇÕES EXTERIORES , , , ,27 Relações Diplomáticas ,50 476, , ,27 Cooperação Internacional , , , ,50 Demais Subfunções , , , ,50 ASSISTÊNCIA SOCIAL , , , ,25 Assistência ao Idoso , , , ,20 Assistência ao Portador Deficiência , , , ,29 Assistência à Criança e ao Adolescente , , , ,71 Assistência Comunitária , , , ,45 Demais Subfunções , , , ,60 PREVIDÊNCIA SOCIAL , , , ,05 Previdência Básica , , , ,80 Previdência do Regime Estatutário , , , ,08 Previdência Complementar , , , ,41 Previdência Especial , , , ,12 Demais Subfunções , , , ,64 SAÚDE , , , ,44 Atenção Básica , , , ,87 Assistência Hospitalar e Ambulatorial , , , ,43 Suporte Profilático e Terapêutico , , , ,30 Vigilância Sanitária , , , ,14 Vigilância Epimiológica , , , ,69 Alimentação e Nutrição , , , ,67 Demais Subfunções , , , ,34 TRABALHO , , , ,27 Proteção e Benefícios ao Trabalhador , , , ,02 Relações Trabalho , , , ,44 Empregabilida , , , ,44 Fomento ao Trabalho , , , ,46 Demais Subfunções , , , ,91 EDUCAÇÃO , , , ,03 Ensino Fundamental , , , ,57 Ensino Médio , , , ,11 Ensino Profissional , , , ,49 Ensino Superior , , , ,45 Educação Infantil , , , ,67 Educação Jovens e Adultos , , , ,33 Educação Especial , , , ,88 Demais Subfunções , , , ,53 CULTURA , , , ,21 Patrimônio Histórico, Artístico e Arqueológico , , , ,73 Difusão Cultural , , , ,47 Demais Subfunções , , , ,01 DIREITOS DA CIDADANIA , , , ,68 Custódia e Reintegração Social , , , ,48 Direitos Individuais, Coletivos e Difusos , , , ,33 Assistência aos Povos Indígenas , , , ,80 Demais Subfunções , , , ,07 URBANISMO , , , ,66 Infra-Estrutura Urbana , , , ,93 8

9 15 Novembro Serviços Urbanos , , , ,03 Transportes Coletivos Urbanos , , , ,12 Demais Subfunções , , , ,58 HABITAÇÃO , , , ,25 Habitação Rural , , ,75 Habitação Urbana , , , ,54 Demais Subfunções , , , ,96 SANEAMENTO , , , ,70 Saneamento Básico Rural , , ,97 Saneamento Básico Urbano , , , ,57 Demais Subfunções , , ,16 GESTÃO AMBIENTAL , , , ,51 Preservação e Conservação Ambiental , , , ,77 Controle Ambiental , , , ,37 Recuperação Áreas Degradadas , , , ,65 Recursos Hídricos , , , ,63 Meteorologia , , ,45 Demais Subfunções , , , ,64 CIÊNCIA E TECNOLOGIA , , , ,26 Desenvolvimento Científico , , , ,03 Desenvolvimento Tecnológico e Engenharia , , , ,80 Difusão do Conhecimento Científico e Tecnológico , , , ,98 Demais Subfunções , , , ,45 AGRICULTURA , , , ,48 Promoção da Produção Vegetal , , , ,80 Promoção da Produção Animal , , , ,54 Defesa Sanitária Vegetal , , , ,21 Defesa Sanitária Animal , , , ,32 Abastecimento , , , ,06 Extensão Rural , , , ,60 Irrigação , , , ,33 Demais Subfunções , , , ,62 ORGANIZAÇÃO AGRÁRIA , , , ,18 Reforma Agrária , , , ,02 Colonização , , ,38 Demais Subfunções , , , ,78 INDÚSTRIA , , , ,27 Promoção Industrial , , , ,39 Produção Industrial , , , ,66 Mineração , , , ,67 Proprieda Industrial , , ,68 Normalização e Qualida , , , ,18 Demais Subfunções , , , ,69 COMÉRCIO E SERVIÇOS , , , ,09 Promoção Comercial , , , ,40 Comercialização , , ,63 Comércio Exterior , , ,17 Serviços Financeiros , , ,45 Turismo , , , ,55 Demais Subfunções , , , ,89 COMUNICAÇÕES , , , ,44 Comunicações Postais , ,66 Telecomunicações , , , ,61 Demais Subfunções , , , ,17 ENERGIA , , , ,68 Conservação Energia , ,70 Energia Elétrica , , , ,67 Petróleo , , , ,52 Álcool Demais Subfunções , , , ,79 TRANSPORTE , , , ,77 Transporte Aéreo , , ,57 Transporte Rodoviário , , , ,54 Transporte Ferroviário , , , ,68 Transporte Hidroviário , , , ,57 Transportes Especiais , , ,08 Demais Subfunções , , , ,33 DESPORTO E LAZER , , , ,11 Desporto Rendimento , , , ,66 Desporto Comunitário , , , ,89 Lazer , , ,81 Demais Subfunções , , , ,75 ENCARGOS ESPECIAIS , , , ,34 Refinanciamento da Dívida Interna , , , ,31 Refinanciamento da Dívida Externa , , , ,04 Serviço da Dívida Interna , , , ,08 Serviço da Dívida Externa , , , ,66 Transferências , , , ,13 Outros Encargos Especiais , , , ,42 Demais Subfunções , , , ,70 TOTAL , , , ,86 FONTE: SIAFI - STN/CCONT/GEINC e COREM Nota: As Funções estão talhadas por suas Subfunções típicas e Demais Subfunções, que corresponm às Subfunções atípicas. 9

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso Detalha da Receita com Destinação de Recurso 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 9.720.720.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 122.300.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e

Leia mais

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO.

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO. Diário Oficial Ano: 2 Edição: 231 Páginas: 40 Atos Oficiais Decreto - Nº 0532/2014 Portaria - Nº 0054/2014 Contas Públicas Balanço Orçamentário - BALANÇO Índice do diário Atos Oficiais Decreto Nº 0532/2014

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO : PCP 06/00076210 UNIDADE : Município de BALNEÁRIO CAMBORIÚ RESPONSÁVEL : Sr. RUBENS SPERNAU - Prefeito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015.

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. Torna público o Relatório Resumido da Execução Orçamentária da Administração Direta e Indireta, relativo aos meses de

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO PCP 08/00199278 UNIDADE Município de Joinville RESPONSÁVEL Sr. Marco Antonio Tebaldi - Prefeito Municipal

Leia mais

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro:

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro: Anexo I - Regras de Validação DCA 2014 O presente anexo possui o objetivo de apresentar a estrutura das mensagens de erros emitidas quando o sistema encontra alguma inconsistência na validação das fórmulas

Leia mais

Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA

Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA DECTRETO N. 17.49 DE 17 DE JANEIRO DE 213. Estabelece o Desdobramento das Receitas Previstas para 213 em Metas Mensais e Bimestrais de Arrecadação e o Cronograma

Leia mais

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A DEZEMBRO 2014/ BIMESTRE NOVEMBRODEZEMBRO RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

CAPÍTULO I Da Receita

CAPÍTULO I Da Receita ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SALVADOR DO TOCANTINS SERIEDADE E TRABALHO Adm.: 2005/2008 Av. Afonso Pena, s/n Centro CEP. 77.368-000 Fone (63) 3396-1122 São Salvador do Tocantins TO.

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO: MÊS DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c = (a-b)

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005 31/12/2005 10:44:16 ORCAMENTARIAS 1 Receitas

Leia mais

PPA 2010 / 2013 Resumo por Função/Subfunção. 031 - Ação Legislativa 151.440

PPA 2010 / 2013 Resumo por Função/Subfunção. 031 - Ação Legislativa 151.440 Página:1/19 FUNÇÃO : 01 - Legislativa 151.440 031 - Ação Legislativa 151.440 Página:2/19 FUNÇÃO : 04 - Administração 1.204.940 122 - Administração Geral 1.117.758 126 - Tecnologia da Informação 58.263

Leia mais

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DO GOVERNO FEDERAL E OUTROS DEMONSTRATIVOS

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DO GOVERNO FEDERAL E OUTROS DEMONSTRATIVOS RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DO GOVERNO FEDERAL E OUTROS DEMONSTRATIVOS Brasília Março 2014 PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Rousseff MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000 PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000 LEI N 2.076, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. ESTABELECE PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA, ESTIMANDO

Leia mais

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES TESOURO OUTRAS FONTES T O T A L ----------------------------------------------------------------------------------------------------- CÓDIGO E S P E C I F I C A Ç Ã O RECURSOS OUTROS TOTAL RECURSOS OUTROS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA Praca Antonio Levino, 470 45162864/0001-48 Montante da Receita Prevista para o Exercício Desdobrada por Classificação Econômica Orçamento Programa Anexo X - Exercício

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Sistema Integrado para Administração Financeira Demonstrativo da Natureza da Receita

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Sistema Integrado para Administração Financeira Demonstrativo da Natureza da Receita 10000000 - Receitas Correntes 2.522.649 11000000 - Receita Tributária 1.189.311 11100000 - Impostos 1.146.680 11120000 - Impostos sobre o Patrimônio e a Renda - IRPF e IRPJ 137.496 11120400 - Imposto sobre

Leia mais

É comum o recuo do pagamento à vista das compras em fevereiro; as famílias já não têm mais a renda de férias e décimo terceiro salário

É comum o recuo do pagamento à vista das compras em fevereiro; as famílias já não têm mais a renda de férias e décimo terceiro salário QUINTAFEIRA, 27 MARÇO 2014 à OPERAÇÕES FINANCEIRAS Uso do rotativo cartão crédito cresce 6,4% em fevereiro É um o recuo do pagamento à vista s pras em fevereiro; as famílias já não têm mais a ren férias

Leia mais

Prefeitura Municipal de Rio Preto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005

Prefeitura Municipal de Rio Preto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 Prefeitura Municipal de Rio Preto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 31/12/2005 16:45:38 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 384.742,29

Leia mais

PORTO ALEGRE DIÁRIO OFICIAL EXECUTIVO 2ª EDIÇÃO 2ª EDIÇÃO DE 29/12/06 LEIS E DECRETOS

PORTO ALEGRE DIÁRIO OFICIAL EXECUTIVO 2ª EDIÇÃO 2ª EDIÇÃO DE 29/12/06 LEIS E DECRETOS DIÁRIO OFICIAL DE PORTO ALEGRE Edição 2934 Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2006 2ª EDIÇÃO 1 DIÁRIO OFICIAL PORTO ALEGRE de divulgação Oficial do Município Ano XI Edição 2934 Sexta-feira, 29 de Dezembro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165.638/0001-39 ANEXO II - RESUMO GERAL DA RECEITA BALANÇO - EXERCÍCIO DE 2007

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165.638/0001-39 ANEXO II - RESUMO GERAL DA RECEITA BALANÇO - EXERCÍCIO DE 2007 410000000000 RECEITAS CORRENTES 43.842.239,37 411000000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 3.735.656,71 411100000000 IMPOSTOS 2.210.207,53 411120000000 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 1.019.173,13 411120200000

Leia mais

Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005

Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 31/12/2005 16:20:56 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 437.605,02

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As orientações constantes deste manual devem ser observadas pelas Unidades Gestoras para encerramento do exercício,

Leia mais

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Fundo Especiais Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Facilitador : Toribio Nogueira de Carvalho Contador, Pós-Graduado em Contabilidade Pública Fundos Especiais Organização e estrutura de mecanismo financeiro,

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS - CONSOLIDADO GERAL. Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas para Projetos e Atividades

MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS - CONSOLIDADO GERAL. Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas para Projetos e Atividades Exercício de 01 LEGISLATIVA 4.6.00 29.444.00 33.600.00 01 031 AÇÃO LEGISLATIVA 4.6.00 29.444.00 33.600.00 01 031 05 Desenvolvimento Legislativo 4.6.00 29.444.00 33.600.00 ADMINISTRAÇÃO 7.698.00.0.50 1.7.50

Leia mais

Prefeitura Municipal de Macaíba

Prefeitura Municipal de Macaíba 1 RECEITAS CORRENTES 92.602.900 1.1 RECEITA TRIBUTÁRIA 6.727.548 1.1.1 IMPOSTOS 5.974.129 1.1.1.2 IMP. SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 3.224.960 1.1.1.2.02 IMP. S/PROP. TERR. PRED. URBANA - IPTU 1.079.975

Leia mais

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 1112.02.00.00.00 Imposto sobre a Propriedade Predial Territorial Urbana PMM 010100-Impostos 4.478.307,22 4.478.307,22 SDU 010100-Impostos 1.263,19

Leia mais

PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº

PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº 390 46611117/0001-02 Montante da Receita Prevista para o Exercício Desdobrada por Classificação Econômica Orçamento Programa Anexo X - Exercício de 2011 Código

Leia mais

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada Comparativo Receita Orçada / 1000000000 RECEITAS CORRENTES 2.559.915.741,00 2.315.164.067,05 244.751.673,95 1100000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 653.441.115,00 532.491.940,91 120.949.174,09 1110000000 IMPOSTOS

Leia mais

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI OBS: utilizar apenas a parte numérica dos códigos, desprezando

Leia mais

BALANCETE ORÇAMENTÁRIO AGOSTO/2012 SALDO ATUALIZADA REALIZADAS DOTAÇÃO. (a) (b) (c )=(a-b) (d) ( e ) (f) (g) (h)=(d-e)

BALANCETE ORÇAMENTÁRIO AGOSTO/2012 SALDO ATUALIZADA REALIZADAS DOTAÇÃO. (a) (b) (c )=(a-b) (d) ( e ) (f) (g) (h)=(d-e) RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS PREVISÃO INICIAL BALANCETE ORÇAMENTÁRIO AGOSTO/2012 Diretoria da Área Orçamentária e Financeira SALDO PREVISÃO RECEITAS DOTAÇÃO DESPESAS DESPESAS DESPESAS SALDO ATUALIZADA REALIZADAS

Leia mais

Classificação por Categoria Econômica

Classificação por Categoria Econômica Classificação por Categoria Econômica 1. Classificação A classificação por categoria econômica é importante para o conhecimento do impacto das ações de governo na conjuntura econômica do país. Ela possibilita

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: 28/02/2012 Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público

Leia mais

Q.D.D. 2013 Quadro de Detalhamento da Despesa

Q.D.D. 2013 Quadro de Detalhamento da Despesa Q.D.D. 2013 Quadro de Detalhamento da Despesa FRANCISCO BELLO GALINDO FILHO Prefeito Municipal JULIANA MARTINS DA ROCHA Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças Diretoria de Planejamento e Orçamento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE P P A PLANO PLURIANUAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE P P A PLANO PLURIANUAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR SEVERIANO P P A PLANO PLURIANUAL QUADRIÊNIO 2014 a 2017 ADMINISTRAÇÃO: Carlos Alberto Jacome de Aquino Prefeito Municipal Prefeitura Municipal

Leia mais

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99)

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) Atualiza a discriminação da despesa por funções de que tratam o inciso I do 1 o do art. 2 o e 2 o do art. 8 o,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana do Deserto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/05/2005 a

Prefeitura Municipal de Santana do Deserto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/05/2005 a Prefeitura Municipal de Santana do Deserto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/05/2005 a 31/05/2005 31/12/2005 11:10:54 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes

Leia mais

Prefeitura Municipal de Laranjal Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005

Prefeitura Municipal de Laranjal Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005 Prefeitura Municipal de Laranjal Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005 31/12/2005 16:56:41 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 398.650,84

Leia mais

Orçamento Público Conceitos Básicos

Orçamento Público Conceitos Básicos Gestão Orçamentária e Financeira no SUAS Orçamento Público Conceitos Básicos Agosto de 2013 Ciclo Orçamentário Brasileiro Plano Plurianual Lei Orçamentária Anual Lei de Diretrizes Orçamentárias Plano Plurianual

Leia mais

Atos Financeiros. PREFEITURA DE OUROLÂNDIA/BA www.sitiosoficiais.org/ba/prefeitura/ourolandia. PREFEITURA MUNICIPAL DE OUROLÂNDIA Orçamento 2013

Atos Financeiros. PREFEITURA DE OUROLÂNDIA/BA www.sitiosoficiais.org/ba/prefeitura/ourolandia. PREFEITURA MUNICIPAL DE OUROLÂNDIA Orçamento 2013 4 03 DE SETEMBRO DE 2013 Atos Financeiros Anexo III - Demonstrativo da Receita Segundo sua Natureza e Fonte de Recursos (Anexo 02, Lei Nº 4.320/64) CÓDIGO ESPECIFICAÇÃO FNT OPTATIVO SUBALÍNEA ALÍNEA RUBRICA

Leia mais

Prestação de Contas. Prefeitura Municipal. Monte Santo de Minas. com. Saúde Pública. Janeiro a Dezembro de 2012

Prestação de Contas. Prefeitura Municipal. Monte Santo de Minas. com. Saúde Pública. Janeiro a Dezembro de 2012 Prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Monte Santo de Minas com Saúde Pública... Janeiro a Dezembro de 2012 1 DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS ARRECADADAS VALORES GERAIS ACUMULADOS DEMONSTRATIVOS DAS

Leia mais

C N C. Indice 11 - CÓDIGO DE CONTAS CLASSE 1 - DISPONIBILIDADES 11 - CÓDIGO DE CONTAS... 1

C N C. Indice 11 - CÓDIGO DE CONTAS CLASSE 1 - DISPONIBILIDADES 11 - CÓDIGO DE CONTAS... 1 Indice 11 - CÓDIGO DE CONTAS... 1 CLASSE 1 - DISPONIBILIDADES... 1 CLASSE 2 - TERCEIROS*... 2 CLASSE 3 - EXISTÊNCIAS*... 4 CLASSE 4 - IMOBILIZAÇÕES*... 5 CLASSE 5 - CAPITAL, RESERVAS E RESULTADOS TRANSITADOS...

Leia mais

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza ATIVO Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza 1.0.0.0.0.00.00.00 ATIVO 1.1.0.0.0.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1.0.0.00.00.00 1.1.1.1.0.00.00.00 1.1.1.1.1.00.00.00 1.1.1.1.1.01.00.00 CAIXA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Divinésia Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/05/2008 a 31/05/2008 16/03/2009 10:06:54

Prefeitura Municipal de Divinésia Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/05/2008 a 31/05/2008 16/03/2009 10:06:54 Prefeitura Municipal de Divinésia Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 588.534,39 2.898.882,62 11 Receita Tributária 7.837,79 33.154,82 111 Impostos 7.837,79 30.983,62

Leia mais

Betha Sistemas. Exercício de 2008. Diferenças Para Menos. Títulos Orçada Arrecadada Para mais

Betha Sistemas. Exercício de 2008. Diferenças Para Menos. Títulos Orçada Arrecadada Para mais RECEITAS 7.755.352,00 9.068.424,29 1.699.148,82 386.076,53 RECEITAS CORRENTES 7.046.205,00 7.954.527,74 1.088.160,33 179.837,59 RECEITA TRIBUTARIA 439.958,00 838.479,87 410.757,10 12.235,23 IMPOSTOS 367.368,00

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 15/2015 ARRECADAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA E DO IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS E VALORES PARTILHADOS COM ESTADOS, DISTRITO FEDERAL E MUNICÍPIOS. Maria Emília Miranda Pureza Núcleo

Leia mais

Contabilidade Básica do Terceiro Setor. Benildo Rocha Costa

Contabilidade Básica do Terceiro Setor. Benildo Rocha Costa Contabilidade Básica do Terceiro Setor Benildo Rocha Costa O que é o terceiro setor? Terceiro Setor é um termo usado para fazer referência ao conjunto de sociedades privadas ou associações que atuam no

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana

Prefeitura Municipal de Santana Segunda 30 de janeiro de 2012 Prefeitura Municipal de Santana 6 Bimestre e 3 de 2011 http://www.tribunanet.com.br/?tipo=1&gs=2&cidade=20&anos=&imagefield.x=51&imagefield.y=17 Prefeitura Municipal de Santana

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES 1.0.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo 32.660.958,34-6.363.147,12 47.004.771,41 6.231.871,07 44.351.853,94 32.792.234,39-1.1.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo Circulante 9.721.402,71-6.363.147,12 45.984.575,48 6.231.871,07

Leia mais

Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS

Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS Por Otoni Gonçalves Guimarães Natal- RN, 18 de junho de 2015 1 DESAFIO Equilíbrio Financeiro e Atuarial Pressuposto Básico Existência de recursos (ativos) suficientes

Leia mais

Nº 38, sexta-feira, 25 de fevereiro de 2005 1 33 ISSN 1677-7042

Nº 38, sexta-feira, 25 de fevereiro de 2005 1 33 ISSN 1677-7042 33 ISSN 677-7042 34 ISSN 677-7042 ISSN 677-7042 35 36 ISSN 677-7042 37 ISSN 677-7042 38 ISSN 677-7042 ISSN 677-7042 39 40 ISSN 677-7042 ISSN 677-7042 4 42 ISSN 677-7042 ISSN 677-7042 43 ATO

Leia mais

Estado de Mato Grosso do Sul

Estado de Mato Grosso do Sul 24/05/13 1 1000.00.00 RECEITAS CORRENTES 21.194.95 1.529.041,57 5.634.996,55 15.559.953,45 1100.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 620.00 25.976,03 122.642,49 497.357,51 1110.00.00 IMPOSTOS 590.00 25.976,03 113.194,62

Leia mais

COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP

COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP Porto Velho, Março 2007. COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP Com o objetivo de manter a uniformização do Plano de Contas dos órgãos e entidades municipais, o qual é parte integrante do Sistema

Leia mais

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1047/2012 O Prefeito do Município de Pinhalão,. SÚMULA: Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013 e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu,

Leia mais

Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015. Tribunal Superior Eleitoral

Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015. Tribunal Superior Eleitoral Página 1 Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Tribunal Superior Eleitoral Ministro José Antonio Dias Toffoli Presidente Ministro Gilmar Ferreira

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

MUNICÍPIO DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 1.776.613,21 1.776.613,21 01031 Ação Legislativa 1.776.613,21 1.776.613,21 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Detalhamento da Receita

Detalhamento da Receita Detalha da Receita 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 7.987.325.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 425.500.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e a Renda 1.1.1.2.02.00 Imposto

Leia mais

Elenco de Contas Prof. Me. Laércio Juarez Melz 1

Elenco de Contas Prof. Me. Laércio Juarez Melz 1 Elenco de Contas Prof. Me. Laércio Juarez Melz 1 Classificação CONTA 1. ATIVO 1. 1. ATIVO CIRCULANTE 1. 1. 1. DISPONIBILIDADES 1. 1. 1. 01. CAIXA GERAL 1. 1. 1. 01. 1001 Caixa 1. 1. 1. 02. BANCOS CONTA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES 1.0.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo 31.860.792,47-9.144.432,41 40.641.624,29 8.344.266,54 38.119.982,87 32.660.958,34-1.1.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo Circulante 9.306.135,84-8.759.533,41 39.621.428,36 8.344.266,54

Leia mais

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - EDUCAÇÃO APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU 134.000,00 IRRF

Leia mais

Ano 2015, Número 018 Brasília, terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Página 1

Ano 2015, Número 018 Brasília, terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Página 1 Ano 2015, Número 018 Brasília, terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Página 1 Ano 2015, Número 018 Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Tribunal

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº 261/2014 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

Financiamento da Saúde

Financiamento da Saúde Financiamento da Saúde Goiânia, 18 de junho de 2015. BASE LEGAL Constituição Federal Lei 8080 / 8142 Lei Complementar n. 141 (Regulamentação EC 29) EC 86 1 Linha do tempo do financiamento do SUS EC Nº

Leia mais

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO CIRCULANTE Notas 6.637.617 7.393.842 Disponibilidades 1.048.777 742.707 Créditos a receber de clientes 4.1 1.832.535 2.646.556 Créditos a receber - outros

Leia mais

ANEXO X - DEMONSTRATIVO II RECEITA E DESPESA DO PODER LEGISLATIVO MUNICÍPIO DE PETRÓPOLIS ORÇAMENTO 2011 CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS

ANEXO X - DEMONSTRATIVO II RECEITA E DESPESA DO PODER LEGISLATIVO MUNICÍPIO DE PETRÓPOLIS ORÇAMENTO 2011 CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS ANEXO X - DEMONSTRATIVO II RECEITA E DESPESA DO PODER LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS 1000.00.00.00 RECEITAS CORRENTES... 0,00 Despesa Corrente 13.758.004,00 Pessoal e Encargos... 8.830.977,00

Leia mais

IR e Contribuições Federais

IR e Contribuições Federais IR e Contribuições Ferais Denomin ação IRPF - quotas da claração IRPF - carnê-leão Multa e juros - carnê-leão recolhido com atraso sem a inclusão stes encargos Imposto sobre ganhos líquidos em operações

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Lagoa de Dentro DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA DESPESA. Fundamentação Legal: Lei nº 4320/64, art. 15

CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA DESPESA. Fundamentação Legal: Lei nº 4320/64, art. 15 CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA Fundamentação Legal: Lei nº 4320/64, art. 15 DA DESPESA Portaria STN/SOF nº 163/2001 Portaria STN nº 448/2002 Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público Faço desse jeito

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE PÚBLICA EXERCÍCIO DE 2014

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE PÚBLICA EXERCÍCIO DE 2014 NOTAS EXPLICATIVAS 1. DIVULGAÇÃO DE POLÍTICAS CONTÁBEIS Políticas contábeis são os princípios, bases, convenções, regras e procedimentos específicos aplicados pela entidade na elaboração e na apresentação

Leia mais

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 1.474.008,93D 717.680,43 804.036,65 1.387.652,71D 1.1 - ATIVO

Leia mais

LEI Nº 008/2003, DE 01 DE JULHO DE 2003. A CÂMARA MUNICIPAL DE RESERVA, Estado do Paraná, aprovou, e eu Prefeito Municipal, sanciono a seguinte LEI:

LEI Nº 008/2003, DE 01 DE JULHO DE 2003. A CÂMARA MUNICIPAL DE RESERVA, Estado do Paraná, aprovou, e eu Prefeito Municipal, sanciono a seguinte LEI: LEI Nº 008/2003, DE 01 DE JULHO DE 2003. Súmula: Dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o ano 2.004 e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE RESERVA, Estado do Paraná, aprovou, e eu Prefeito

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Pacajá DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA NO BIMESTRE

Leia mais

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01 1 1.00.00.00.000000 10000 **** A T I V O **** 01 1 1.01.00.00.000000 10050 CIRCULANTE 01 1.01 1.01.01.00.000000 10100 DISPONIBILIDADES 01 1.01.01 1.01.01.01.000000 10150 CAIXA 01 1.01.01.01.00 1.01.01.02.000000

Leia mais

Anexo 10 - Lei 4320. Comparativo da Receita Orçada com a Arrecadada

Anexo 10 - Lei 4320. Comparativo da Receita Orçada com a Arrecadada Comparativo da Receita com a Página: 1 RECEITAS CORRENTES 674.366.087,90 666.554.556,93 7.811.530,97 RECEITA TRIBUTARIA 500.00 1.034.446,27 534.446,27 TAXAS 500.00 1.034.446,27 534.446,27 TAXA PELA PRESTAÇÃO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO. 01 100 Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito

ESPECIFICAÇÃO. 01 100 Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito ANEXO II - A CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS ANO 2012 E 2013-2014 ORDENADO ANO 2012 00 100 Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 00 300 Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 01 100

Leia mais

Natureza Código Especificação Desdobramento Fonte Da Receita

Natureza Código Especificação Desdobramento Fonte Da Receita Estado do Paraná Receita Segundo as s Folha: 1 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 2.574.264,10 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 149.757,54 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 138.373,14 1.1.1.2.00.00.00.00

Leia mais

Adendo III - Portaria S0F nº 008 - Anexo 2 - Receita - Lei 4.320/64 - Orçamento - Programa (Consolidado) Pág. 1

Adendo III - Portaria S0F nº 008 - Anexo 2 - Receita - Lei 4.320/64 - Orçamento - Programa (Consolidado) Pág. 1 Pág. 1 1 Receitas Correntes 9. 072. 858, 00 1.1 Receita Tributária 80. 891, 00 1.1.1 Impostos 76. 203, 00 1.1.1.2 Impostos s/ Patrimônio e Renda 70. 722, 00 1.1.1.2.02 I.P.T.U. 8. 279, 00 1.1.1.2.02.00

Leia mais

PLANO DE CONTAS ATIVO - CONTAS DEVEDORAS PASSIVO - CONTAS CREDORAS DESPESAS - CONTAS DEVEDORAS RECEITAS - CONTAS CREDORAS APURAÇÃO DE RESULTADO

PLANO DE CONTAS ATIVO - CONTAS DEVEDORAS PASSIVO - CONTAS CREDORAS DESPESAS - CONTAS DEVEDORAS RECEITAS - CONTAS CREDORAS APURAÇÃO DE RESULTADO PLANO DE CONTAS O plano de Contas normalmente é composto de cinco grupos. ATIVO - CONTAS DEVEDORAS PASSIVO - CONTAS CREDORAS DESPESAS - CONTAS DEVEDORAS RECEITAS - CONTAS CREDORAS APURAÇÃO DE RESULTADO

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002

Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002 Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002 Dispõe sobre a classificação orçamentária por natureza de receita para aplicação no âmbito da União. O SECRETÁRIO DE ORÇAMENTO FEDERAL, no uso das atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.409/12. Aprova a ITG 2002 Entidade sem Finalidade de Lucros.

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.409/12. Aprova a ITG 2002 Entidade sem Finalidade de Lucros. RESOLUÇÃO CFC N.º 1.409/12 Aprova a ITG 2002 Entidade sem Finalidade de Lucros. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais e com fundamento no disposto na

Leia mais

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603 Conta Descrição 0/06/0 //0 Ativo Total.0.76.05.68.0 Ativo Circulante 955.080 89.60.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 5.8 7.9.0.0.0 Bens Numerários.0.0.0 Depósitos Bancários.69 6..0.0.0 Aplicações Financeiras.9.5.0.0

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL N o 163, DE 4 DE MAIO DE 2001 (ATUALIZADA)(*) (Publicada no D.O.U. n o 87-E, de 07.05.2001, Seção 1, páginas 15 a 20)

PORTARIA INTERMINISTERIAL N o 163, DE 4 DE MAIO DE 2001 (ATUALIZADA)(*) (Publicada no D.O.U. n o 87-E, de 07.05.2001, Seção 1, páginas 15 a 20) PORTARIA INTERMINISTERIAL N o 163, DE 4 DE MAIO DE 2001 (ATUALIZADA)(*) (Publicada no D.O.U. n o 87-E, de 07.05.2001, Seção 1, páginas 15 a 20) Dispõe sobre normas gerais de consolidação das Contas Públicas

Leia mais

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 614.264,79D 336.216,98 106.634,21 843.847,56D 1.1 - ATIVO

Leia mais

EXERCÍCIO. Elaboração dos Demonstrativos Contábeis

EXERCÍCIO. Elaboração dos Demonstrativos Contábeis EXERCÍCIO Elaboração dos Demonstrativos Contábeis Considerando a Lei Orçamentária Aprovada para a Prefeitura de Belo Jardim para o exercício de X1, e os fatos contábeis ocorridos, lance os valores nos

Leia mais

Documento gerado em 27/04/2015 15:46:27 Página 1 de 42

Documento gerado em 27/04/2015 15:46:27 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 90.603.291,75 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 39.564.561,26 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

Agosto/2006 a Agosto/2006 ANEXO 2, DA LEI 4.320/64 RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS - EXERCÍCIO DE 2006

Agosto/2006 a Agosto/2006 ANEXO 2, DA LEI 4.320/64 RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS - EXERCÍCIO DE 2006 Página 1 de 6 RECEITA SEGUNDO AS S S - EXERCÍCIO DE 2006 1.0.0.0.00.00.00.00.00 CORRENTES 1.1.0.0.00.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 1.1.1.0.00.00.00.00.00 IMPOSTOS 1.1.1.2.00.00.00.00.00 IMPOSTOS SOBRE

Leia mais

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência 1 Professor João Eudes Bezerra Filho ATIVO FINANCEIRO 305.000,00 PASSIVO FINANCEIRO 115.000,00 ATIVO FINANCEIRO

Leia mais

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde.

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde. Assunto: Composição dos indicadores estaduais calculados automaticamente pelo SIOPS, após a declaração de dados contábeis, pelos Estados e pelo DF, a partir do SIOPS 2007 semestral. Área Técnica: Equipe

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público 1. Ativo 2. Passivo 1.1. Ativo Circulante 2.1. Passivo Circulante Bancos/Caixa (F) Obrigações em circulação pessoal a pagar (F) Créditos a receber (P) Dívida Ativa Provisões a curto prazo 13º salário (P)

Leia mais

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 38.921.000,00 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 3.226.000,00 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 1.1.1.2.00.00.00.00 Impostos sobre o Patrimonio e a Renda 1.1.1.2.02.00.00.00

Leia mais

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Secretaria Municipal de Infra-Estrutura Contabilidade Geral do Município Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Exercício 2008 JÂNIO WASHINGTON BARBOSA DA CUNHA SECRETÁRIO DE INFRA-ESTRUTURA

Leia mais

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Ao Morro do Chapéu Golfe Clube Belo Horizonte, 28 de fevereiro de 2014. Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Anexamos às seguintes demonstrações: 1. Balanço Patrimonial: apresenta a situação patrimonial

Leia mais

Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA

Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA MESTRE 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 1100.00.00.00.00 Receita Tributária 1110.00.00.00.00

Leia mais

Manual Técnico de Orçamento(MTO): instrução para execução orçamentária. Palmas(TO): Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, 2013.

Manual Técnico de Orçamento(MTO): instrução para execução orçamentária. Palmas(TO): Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, 2013. MTO 2 0 1 4 Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão 602 Sul Avenida Teotônio Segurado Conj. 01 Lote 20 CEP.: 77.022-002, Palmas-TO Tel. (63) 2111-2228 / 2111-2229 www.palmas.to.gov.br P171m Palmas(Tocantins).

Leia mais

Módulo: Orçamento Público Elaboração, Controle e Monitoramento

Módulo: Orçamento Público Elaboração, Controle e Monitoramento Módulo: Orçamento Público Elaboração, Controle e Monitoramento Agosto de 2007 1. O que é orçamento? O orçamento é uma forma de planejar e executar despesas que tanto os indivíduos quanto as instituições

Leia mais