Prefeitura Municipal de Santana

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prefeitura Municipal de Santana"

Transcrição

1 Segunda 30 de janeiro de 2012 Prefeitura Municipal de Santana 6 Bimestre e 3 de

2 Prefeitura Municipal de Santana

3 Prefeitura Municipal de Santana

4

5

6 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL JANEIRO A DEZEMBRO 2011/BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO LRF, art 53, inciso III - Anexo VI (Portaria STN N 575) R$ Milhares SALDO ESPECIFICAÇÃO Em 31 Dez 2010 Em 31 Out 2011 Em 31 Dez 2011 (a) (b) (c) DIVIDA CONSOLIDADA (I) , , ,38 DEDUÇÕES (II) , , ,38 Ativo Disponível , , ,77 Haveres Financeiros , , ,29 (-) Restos à Pagar Processados , , ,68 DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA (III) = (I - II) , , ,00 RECEITA DE PRIVATIZAÇÕES (IV) PASSIVOS RECONHECIDOS (V) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA (III + IV - V) , , ,00 PERÍODO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO No Bimestre (c-b) (c-a) RESULTADO NOMINAL , ,11 DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO P/O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA VALOR REGIME PREVIDENCIÁRIO SALDO Em 31 Agosto DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA Em 31 Dez 2010 Em 31 Dez (a) (b) (c) DIVIDA CONSOLIDADA PREVIDENCIÁRIA (VII) Passivo Atuarial Demais Dívidas DEDUÇÕES (VIII) Disponibilidade de Caixa Bruta Investimentos Haveres Financeiros (-) Restos à Pagar Processados DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (IX) = (IX) = (VII - VIII) PASSIVOS RECONHECIDOS (X) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA PREVIDÊNCIARIA (XI) = (IX - X)

7 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO - DEZEMBRO DE 2011 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO RREO - Anexo VII (LRF, art 53, inciso III ) RECEITAS FISCAIS R$ 1,00 PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS ATUALIZADA No Bimestre Ano Anterior RECEITAS FISCAIS CORRENTES (I) , , ,62 Receita Tributária , , ,76 IPTU , , ,66 ISS , , ,47 ITBI , , ,48 IRRF , , ,77 Outras Receitas Tributárias , , ,38 Receita de Contribuição , , ,40 Receita Previdenciária Outras receitas de Contribuições , , ,40 Receita Patrimonial Líquida Receita Patrimonial , , ,49 (-) Aplicações Financeiras , , ,49 Transferências Correntes , , ,11 FPM , , ,04 ICMS , , ,65 Convenios , , Outras Transferencias Correntes , , ,42 Demais Receitas Correntes , , ,35 Dívida Ativa , , ,98 Diversas Receitas Correntes , , ,37 RECEITAS DE CAPITAL (II) , , ,14 Operações de Crédito (III) ,00 Amortização de Empréstimos (IV) Alienação de Bens (V) Transferências de Capital , , ,14 Convênios , , ,14 Outras Transferências de Capital Outras Receitas de Capital RECEITAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (VI)=(II-III-IV-V) , , ,14 RECEITA PRIMÁRIA TOTAL (VII)=(I+VI) , , ,76 DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS DESPESAS FISCAIS ATUALIZADA No Bimestre Anterior DESPESAS CORRENTES (VIII) , , , ,70 Pessoal e Encargos Sociais , , , ,93 Juros e Encargos da Dívida (IX) ,83 Outras Despesas Correntes , , , ,94 DESPESAS PRIMÁRIAS CORRENTES (X)=(VIII-IX) , , , ,87 DESPESAS DE CAPITAL (XI) , , , ,48 Investimentos , , , ,36 Inversões Financeiras Concessão de Empréstimos (XII) Aquisição de Título de Capital já Integralizado(XIII) Demais Inversões Financeiras Amortização da Dívida (XIV) , , , ,12 DESPESAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (XV)=(XI-XII-XIII- XIV) , , , ,36 RESERVA DE CONTINGÊNCIA (XVI) RESERVA DO RPPS (XVII) DESPESA PRIMÁRIA TOTAL (XVIII)=(X+XV+XVI+XVII) , , , ,23 RESULTADO PRIMÁRIO (XIX)=(VII-XVIII) , , , ,53 SALDOS DOS EXERCÍCIOS ANTERIORES ,72 - FONTE: DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL META DE RESULTADO PRIMÁRIO FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO P/O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA VALOR DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR POR PODER E ÓRGÃO JANEIRO A DEZEMBRO 2011 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO LRF,Art. 53, Inciso V - Anexo IX (Portaria STN Nº 462) R$ 1,00 RESTOS A PAGAR PROCESSADOS RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS PODER / ORGÃO Inscritos Cancelados Pagos A Pagar Em Exercícios Em 31 de Anteriores dezembro de 2010 Inscritos em 31 de Cancelados dezembro de 2010 Pagos A Pagar RESTOS A PAGAR (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIOS) (I) , , , , EXECUTIVO , , , , , , , , FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTANA 2.164, , , , LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE SANTANA RESTOS A PAGAR (INTRA-ORÇAMENTÁRIOS) (II) TOTAL (III) = (I+II) , , , ,

8 DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE JANEIRO A DEZEMBRO 2011/BIMESTRE NOVEMBRO-DEZEMBRO RREO - ANEXO X (Lei nº9.394/1996, art. 72) 1,00 RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (a) (b) (c) = (b/a)x RECEITAS DE IMPOSTOS , ,96 123, Receita Resultante do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana IPTU , ,84 184, Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana IPTU , ,31 174, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do IPTU Dívida Ativa do IPTU , ,53 215, Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do IPTU (...) Deduções da Receita 1.2- Receita Resultante do Imposto sobre Transmissão Inter Vivos ITBI , ,91 170, Imposto sobre Transmissão Inter Vivos ITBI , ,91 170, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do ITBI Dívida Ativa do ITBI Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do ITBI (-) Deduções da Receita do ITBI 1.3- Receita Resultante do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza ISS , ,79 97, Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza ISS , ,79 97, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do ISS Dívida Ativa do ISS Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do ISS (-) Deduções da Receita do ISS 1.4- Receita Resultante do Imposto de Renda Retido na Fonte IRRF , ,42 173, Imposto de Renda Retido na Fonte IRRF , ,42 173, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do IRRF Dívida Ativa do IRRF Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do IRRF (-) Deduções da Receita do IRRF Receita Resultante do Imposto Territorio Rural - ITR (CF, art 153 4º, inciso III ITR Multa, Juros de Mora e Outro Encargos do ITR Divida Ativa do ITR Multas, Juros de Mora, Atualização Monitaria e Outros Encargos da Divida Ativa do ITR (-) Dedução da Receita do ITR 2- RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS , ,10 111, Cota-Parte FPM , ,99 113, Parcela Referente à CF, art,159, I, aineba b Parcela Referente à CF, art,159, I, aineba b 2.2- Cota-Parte ICMS , ,02 100, ICMS-Desoneração L.C. nº87/ , ,32 84, Cota-Parte IPI-Exportação , ,67 94, Cota-Parte ITR , , Cota-Parte IPVA , ,08 119, Cota-Parte IOF-Ouro 3- TOTAL DA RECEITA BRUTA DE IMPOSTOS (1 + 2) , ,06 112,03 PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (a) (b) (c) = (b/a)x RECEITA DA APLICAÇÃO FINANCEIRA DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO 5-RECEITA DE TRANSFERÊNCIAS DO FNDE , ,87 79, Transferências do Salário-Educação , ,03 138, Outras Transferências do FNDE , ,84 56, Aplicaçao Financeira dos Recursos do FNDE 6- RECEITA DE TRANSFERENCIAIS DE CONVENIOS , Transferencias de convenios , Aplicação Financeira dos Recursos de Convenio 7- RECEITA DE OPERAÇÃO DE CRÉDITO 8- OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO 9- TOTAL DAS RECEITAS ADICIONADAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO ( ) , ,07 146,17 FUNDEB PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS RECEITAS DO FUNDEB INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (a) (b) (c) = (b/a)x RECEITAS DESTINADAS AO FUNDEB , ,24 107, Cota-Parte FPM Destinada ao FUNDEB (20% de 2.1.1) , ,34 109, Cota-Parte ICMS Destinada ao FUNDEB (20% de 2.2) , ,64 100, ICMS-Desoneração Destinada ao FUNDEB (20% de 2.3) , ,64 84, Cota-Parte IPI-Exportação Destinada ao FUNDEB (20% de 2.4) Cota-Parte ITR ou ITR Arrecadados Destinados ao FUNDEB - 20% de ( ) , ,25 116, Cota-Parte IPVA Destinada ao FUNDEB (20% de 2.6) , ,37 119, RECEITAS RECEBIDAS DO FUNDEB , ,13 113, Transferências de Recursos do FUNDEB , ,05 107, Complementação da União ao FUNDEB , ,15 131, Receita de Aplicação Financeira dos Recursos do FUNDEB , RESULTADO LÍQUIDO DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB (10.1 9) , ,81 108,69 [SE RESULTADO LÍQUIDO DA TRANSFERÊNCIA (12) > 0] = ACRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB [SE RESULTADO LÍQUIDO DA TRANSFERÊNCIA (12) < 0] = DECRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS DESPESAS DO FUNDEB INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (d) (e) (f) = (e/d)x PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO , , , Com Educação Infantil Com Ensino Fundamental , , , OUTRAS DESPESAS , , , Com Educação Infantil Com Ensino Fundamental , , , TOTAL DAS DESPESAS DO FUNDEB ( ) , , ,93 10 DEDUÇÕES PARA FINS DE LIMITE DO FUNDEB PARA PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTERIO VALOR 16- RESTOS A PAGA INSCRITOS NO EXECICIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DO FUNDEB 17- DESPESAS CUSTEADAS COM O SUPERÁVIT FINANCEIRO, DO EXERCICIO ANTERIOR,DO FUNDEB 18- TOTAL DAS DEDUÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE DO FUNDEB (16+17) 19- MÍNIMO DE 60% DO FUNDEB NA REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO COM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL ((13-18)/(11x100)% 64,03 CONTROLE DA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS NO EXECICIO SUBSEQUENTE VALOR 20 - RECURSOS RECEBIDOS DO FUNDEB EM 2010 QUE NÃO FORAM UTILIZADO 21 - DESPESA CUSTEADOS COM O SALDO DO ITEM 20 ATÉ O 1º TRIMESTRE DE 2011

9 9 MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - CUSTEADAS COM A RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS E RECURSOS DO FUNDEB PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS RECEITAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (a) (b) (c) = (b/a)x IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS DESTINADAS À MDE (25% de 3) , , , ,77 112,03 DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (a) (b) (b/a) x EDUCAÇÃO INFANTIL , , Despesas Custeadas com Recursos do FUNDEB Despesas Custeadas com Outros Recursos de Impostos , , ENSINO FUNDAMENTAL , , , , Despesas Custeadas com Recursos do FUNDEB , , , Despesas Custeadas com Outros Recursos de Impostos , , , , ENSINO MÉDIO ENSINO SUPERIOR 27- ENSINO PROFISSIONAL NÃO INTEGRADO AO ENSINO REGULAR 28- OUTRAS TOTAL DAS DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ( ) , , , ,87 10 DEDUÇÕES / ADIÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL 30- RESULTADO LÍQUIDO DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB = (12) 31- DESPESAS CUSTEADAS COM A COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO 32- RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECUSOS DO FUNDEB ATE O BIMESTRE = (50h) 33- DESPESAS CUSTEADAS COM O SUPRAVIT FINANCEIRO, DO EXECICIO ANTERIOR, DO FUNDEB 34-DESPESAS CUSTEADAS COM O SUPERAVIT FINANCEIRO, DO EXECICIO ANTERIOR, DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS 35- RESTOS A PAGA INSCRITOS NO EXECICIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECUSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO 36- CANCELAMENTO, NO EXECICIO, DE RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADO AO ENSINO = (46g) 37- TOTAL DAS DEDUÇÕES CONSIDERANDOS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL( ) , TOTAL DAS DESPESAS PARA FINS DE LIMITE (( )-(37)) , MINIMO DE 25% DAS RECEITAS RESULTANTES DE IMPOSTOS EM MDE ((38)/(3)x100)% 29,77 OUTRAS INFORMAÇÕES PARA CONTROLE DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS OUTRAS DESPESA CUSTEADAS COM RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCEAMENTO DO ENSINO INICIAL ATUALIZADA No Bimestre % (d) (e) (f) = (e/d)x DESPESA CUSTEADA COM A APLICAÇÃO FINANCEIRA DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTO VINCULADO S 41- DESPESA CUSTEADAS COM A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DO SALARIO-EDUCAÇÃO , , , DESPESA CUSTEADAS COM OUTRAS COM OPERAÇÕES DE CREDITO 43- DESPESAS CUSTEADAS COM OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO , , , TOTAL DAS OUTRAS DESPESAS CUSTEADAS COM RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO( ) , , , TOTAL GERAL DAS DESPESAS COM MDE ( ) , , , ,59 10 OUTRAS INFORMAÇÕES PARA CONTROLE FINANCEIRO RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO SALDO ATÉ O BIMESTRE VALOR CANCELADO EM , , , RESTOS A PAGAR DE DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FLUXO FINANCEIRO DOS RECURSOS DO FUNDEB 47- SALDO FINANCEIRO DO FUNDEB EM 31 DE DEZEMBRO DE (+) INGRESSO DE RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE (-) PAGAMENTOS EFETUADOS ATÉ O BIMESTRE (+) RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE 48- (=) SALDO FINANCEIRO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ATUAL VALOR FUNDEB (H) 9.407, , , , ,49 VALOR FUNDEF DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO E DESPESAS DE CAPITAL JANEIRO A DEZEMBRO 2011 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO RREO - ANEXO XI (LRF, art. 53,) R$ 1,00 RECEITAS RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO (I) PREVISÃO ATUALIZADA (a) RECEITAS REALIZADAS (b) SALDO A REALIZAR (c) = (a-b) ,00 ( ,00) DESPESAS EXECUTADAS SALDO A DOTAÇÃO INSCRITOS EM EXECUTAR DESPESAS ATUALIZADA LIQUIDADAS RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (d) (e) (f) (g)=(d)-(e+f) DESPESAS DE CAPITAL , , ,20 (-) Incentivos Fiscais a Contribuinte (-) Incentivos Fiscais a Contribuinte por Instituições Financeiras DESPESA DE CAPITAL LÍQUIDA (II) , , ,20 RESULTADO PARA APURAÇÃO DA REGRA DE OURO (III) = (I-II) (a-d) (b)-(e+f) (c-g) ( ,34) ( ,14) ( ,20) FONTE: <Operações de Crédito descritos na CF, art. 167, inciso III> Nota: Durante o exercício, somente as despesas liquidadas são consideradas executadas. No encerramento do exercício, as despesas não liquidadas inscritas em restos a pagar não processados são também consideradas executadas. Dessa forma, para maior transparência, as despesas executadas estão segregadas em: a) Despesas liquidadas, consideradas aquelas em que houve a entrega do material ou serviço, nos termos do art. 63 da Lei 4.320/64; b) Despesas empenhadas mas não liquidadas, inscritas em Restos a Pagar não processados, consideradas liquidadas no encerramento do exercício, por força do art.35, inciso II da Lei 4.320/64.

10 10 Prefeitura Municipal de Santana DEMONSTRATIVO DA PROJEÇÃO ATUARIAL DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS 2011 A 2084 RREO - ANEXO XIII (LRF, art. 53, Inciso II) R$ 1,00 EXERCÍCIO RECEITAS DESPESAS RESULTADO PREVIDENCIÁRIAS PREVIDENCIÁRIAS PREVIDENCIÁRIO (a) (b) (c) = (a-b) SALDO FINANCEIRO DO EXERCÍCIO (d) = ("d" exercício anterior) + (c)

11 11 DEMONSTRATIVO DA PROJEÇÃO ATUARIAL DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS 2011 A 2084 RREO - ANEXO XIII (LRF, art. 53, Inciso II) R$ 1,00 RECEITAS DESPESAS RESULTADO SALDO FINANCEIRO EXERCÍCIO PREVIDENCIÁRIAS PREVIDENCIÁRIAS PREVIDENCIÁRIO DO EXERCÍCIO (a) (b) (c) = (a-b) (d) = ("d" exercício anterior) + (c) FONTE: DEMONSTRATIVO DA RECEITA DE ALIENAÇÃO DE ATIVOS E APLICAÇÃO DOS RECURSOS JANEIRO A DEZEMBRO 2011 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO RREO - ANEXO XIV (LRF, art. 53, Inciso III) R$ 1,00 RECEITAS PREVISÃO ATUALIZADA (a) RECEITAS REALIZADAS (b) SALDO A REALIZAR (c) = (a-b) RECEITAS DE CAPITAL ALIENAÇÃO DE ATIVOS (I) Alienação de Bens Móveis Alienação de Bens Imóveis TOTAL TOTAL DESPESAS (APLICAÇÃO DOS RECURSOS DA ALIENAÇÃO DE ATIVOS) DOTAÇÃO ATUALIZADA (d) DESPESAS EXECUTADAS LIQUIDADAS (e) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (f) SALDO A EXECUTAR (g)=(d)-(e+f) APLICAÇÃO DOS RECURSOS DA ALIENAÇÃO DE ATIVOS (II) 0,00 DESPESAS DE CAPITAL Investimentos Inversões Financeiras Amortização da Dívida DESPESAS CORRENTES DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA Regime Geral da Previdência Social Regime Próprio de Previdência dos Servidores SALDO FINANCEIRO A APLICAR SALDO ATUAL (h) (i) = (b)-(e+f) (j) = (h+i) VALOR (III) FONTE: Nota: Durante o exercício, somente as despesas liquidas são consid eradas executadas. No encerramento do exercício, as despesas não l iquidadas inscritas em restos a pagar não processados são também considerada s executadas. Dessa forma para maior transparência, as despesas executadas estão segregadas em: a) Despesas Liquidadas, consideradas aquelas em que houve a entrega do material ou serviço, nos termos do art. 63 da Lei 4.320/64; b) Despesas empenhadas, mas não liquidadas, inscritos em restos a pagar não processados, consideradas liquidadas no enceramento do exercício, por força do art. 35 inciso II da Lei 4.320/ 64

12 12 Prefeitura Municipal de Santana DEMONSTRATIVO DA RECEITA DE IMPOSTOS E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE JANEIRO A DEZEMBRO 2011 / SEMESTRE JULHO - DEZEMBRO ADCT, Art Anexo XVI (Portaria STN N 441) R$ Milhares PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS RECEITAS INICIAL (a) ATUALIZADA Até o semestre % (b/a) RECEITAS DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS CONSTIT. E LEGAIS ( I ) ,06 112,03 Impostos ,43 121,26 Multas e Juros de Mora Dívida Ativa Tributária ,53 Receitas de Transferências Constitucionais Legais ,10 111,33 Transferências da União ,33 113,82 Transferências dos Estados ,77 101,53 TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE-SUS ( II ) ,76 118,70 RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO VINCULADAS À SAÚDE ( III ) OUTRAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS ,31 104,75 (-) DEDUÇÕES PARA O FUNDEB ,24 107,14 TOTAL ,89 108,94 DESPESAS COM SAÚDE DOTAÇÃO DOTAÇÃO DESPESAS LIQUIDADAS (Por Grupo de Natureza de Despesa) INICIAL ATUALIZADA ( C ) Até o semestre %(d/c) DESPESAS CORRENTES , , ,88 99,98 Pessoal e Encargos Sociais , ,19 10 Juros e Encargos da Dívida Outras Despesas Correntes , , ,69 99,97 DESPESAS DE CAPITAL , , ,41 10 Investimentos , , ,41 10 Inversões Financeiras Amortização da Dívida TOTAL ( IV ) , , ,29 99,98 DESPESAS PROPRIAS COM SAÚDE AÇÕES E SERVIÇOS DOTAÇÃO DOTAÇÃO PÚBLICOS DE SAÚDE INICIAL ATUALIZADA DESPESAS COM SAÚDE , , ,29 10 (-) DESPESAS COM INATIVOS E PENSIONISTAS (-) DESPESAS CUSTEADAS COM OUTROS RECURSOS DESTINADOS A SAÚDE , ,70 10 Recursos de Transferência do Sistema ùnico de Saúde - SUS , ,70 10 Recursos de Operação de Crédito Outros Recuros (-) RP INSCRITOS NO EXERCICIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA VINCULADA A RECURSOS PRÓPRIOS TOTAL DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE ( VI ) , ,59 DESPESAS LIQUIDADAS Até o semestre ,59 %(e)/desp. saúde 50,47 CONTROLE DE RESTOS A PAGAR VINCULADOS À SAUDE INSCRITOS EM EXERCÍCIOS ANTERIORES RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS PRÓPRIOS VINCULADOS Inscritos em Exercícios Anteriores Cancelados em 2010 RP DE DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE CONPENSAÇÃO DE RESTOS A PAGAR CANCELADOS EM 2005 (VII) ,75 - PARTICIPAÇÃO DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE NA RECEITA DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS - LIMITE CONSTITUCIONAL 15% [( VI - VII/I )/I] 18,33 DESPESAS COM SAÚDE DOTAÇÃO DOTAÇÃO (Por Subfunção) INICIAL ATUALIZADA DESPESAS LIQUIDADAS Até o semestre %(i/total i) ATENÇÃO BÁSICA , , ,14 ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E AMBULATORIAL , , ,15 SUPORTE PROFILATICO E TERAPÊUTICO VIGILÂNCIA SANITÁRIA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA TOTAL , , ,29

13 13 DEMONSTRATIVO DAS PARCERIAS PUBLICO - PRIVADAS JANEIRO A DEZEMBRO DE 2011 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO RREO - ANEXO XVII (Lei n , de , arts. 22, 25 e 28) R$ 1,00 SALDO TOTAL EM REGISTROS EFETUADOS EM ESPECIFICAÇÃO 31 DE DEZEMBRO 2011 SALDO TOTAL DO EXERCICIO ANTERIOR (c) = (a-b) (a) No bimestre Até o bimestre (b) TOTAL DE ATIVOS Direitos Futuros Ativos Contabilizados na SPE Contrapartida para Provisões de PPP TOTAL DE PASSIVOS (1) Obrigações Não Relacionadas a Serviços Contrapartida para Ativos da SPE Provisões de PPP GARANTIAS DE PPP (II) SALDO LÍQUIDO DE PASSIVOS DE PPP (III) = (I - II)) PASSIVOS CONTINGENTES Contraprestações Futuras Riscos Não Provisionados Outras Ativos Contingentes ATIVOS CONTINGENTES Serviços Futuros Outros Ativos Contigentes DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO JANEIRO A DEZEMBRO DE 2011 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO LRF, Art Anexo XVIII R$ 1,00 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO No Bimestre RECEITAS Previsão Inicial Previsão Atualizada Receitas Realizadas , ,61 Déficit Orçamentário Saldos de Exercícios Anteriores (Utilizados para Créditos Adicionais) DESPESAS Dotação Inicial , Créditos Adicionais , ,18 Dotação Atualizada Despesas Empenhadas , ,98 Despesas Liquidadas , ,98 Superávit Orçamentário ,63 DESPESAS POR FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO No Bimestre Despesas Empenhadas ,66 Despesas Liquidadas ,86 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL Receita Corrente Líquida ,37 RECEITAS E DESPESAS DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA No Bimestre Regime Geral de Previdência Social Receitas Previdenciárias Realizadas(I) Despesas Previdenciárias Liquidadas (II) Resultado Previdenciário (III) = (I û II) Regime Próprio de Previdência dos Servidores Receitas Previdenciárias Realizadas (IV) Despesas Previdenciárias Liquidadas (V) Resultado Previdenciário (VI) = (IV û V) RESULTADO NOMINAL E PRIMARIO Meta Fixada no Resultado Apurado AMF da LDO (a) (b) Resultado Nominal (306.10) ( ,1 Resultado Primário ,78 RESTOS A PAGAR POR PODER E MINISTÉRIO PÚBLICO Inscrição Cacelamento , ,98 % em Relação à Meta Pagamento RESTOS A PAGAR PROCESSADOS , ,75 Poder Executivo , ,75 Poder Legislativo Poder Judiciário Ministério Público RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS Poder Executivo (b/a) 4.270,93 8,12 Saldo a Pagar , ,83

14 14 Prefeitura Municipal de Santana Poder Executivo Poder Legislativo Poder Judiciário Ministério Público TOTAL , , ,83 DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE Valor Apurado Limites Constitucionais Anuais % Mínima a % Aplicado Aplicar no Exercício Mínimo Anual de <18% / 25%> das Receitas de Impostos em MDE ,89 25,00 29,77 Mínimo Anual de 60% do FUNDEB na Remuneração do Magistério com Educação Infantil e Ensino Fundamental , ,03 RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO E DESPESA DE CAPITAL Valor Apurado Saldo Receitas de Operações de Crédito Despesa de Capital Líquida , ,20 PROJEÇÃO ATUAL DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA Exercício 10 Exercício 20 Exercício 35 Exercício Regime Geral de Previdência Social Receitas Previdenciárias (I) Despesas Previdenciárias (II) Resultado Previdenciário (I e II) Regime Próprio de Previdência dos Servidores Receitas Previdenciárias (IV) Despesas Previdenciárias (V) Resultado Previdenciário (IV e V) RECEITA DA ALIENAÇÃO DE ATIVOS E APLICAÇÃO DOS RECURSOS Valor Apurado Saldo a Realizar Receita de Capital Resultante da Alienação de Ativos Aplicação dos Recursos da Alienação de Ativos Valor Apurado Limites Constitucionais Anuais DESPESAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SÁUDE % Mínima a % Aplicado Aplicar no Exercício Despesas Próprias com Ações e Serviþos Públicos de Saúde ,59 15,00 18,33 DESPESAS DE CARÁTER CONTINUADO DERIVADAS DE PP Valor Apurado no Exercício Corrente Total das Despesas/RCL (%) Fonte Marco Aurélio dos Santos Cardoso Diene Fernandes da Silva Reis Geicel Atiene Frota Rosa Prefeito Tesoureiro Contador CRC/BA:036003/O-9 REFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DEMONSTRATIVO DE SENTENÇAS JUDICIAIS DEZEMBRO DE 2011 Artigos 19, 4º e 30º, 7º da L.C. 101/00 (Portaria TCM/BA N 633) R$ 1,00 BENEFICIÁRIO DETERMINAÇÃO Nº NE de Origem PAGAMENTO Data Valor Data Valor Nº do PP JUSTIÇA FEDERAL 1/4/ , /4/ , JUSTIÇA FEDERAL 28/11/ , /11/ , TOTAL 845,11 845,11

15 15 - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL 3º QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO LRF, art. 55, inciso I, alínea "a" - Anexo I (Portaria STN Nº 574) R$ 1,00 DESPESAS COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS (ÚLTIMOS 12 MESES) LIQUIDADAS (a) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (b) DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) ,38 Pessoal Ativo ,40 Pessoal Inativo e Pensionistas Outras Desp. De Pessoal Decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF) ,98 DESPESAS NÃO COMPUTADAS ( 1º do art. 19 da LRF) (II) ,33 (-) Indenização por Demissão e Incentivos à Demissão Voluntária (-) Decorrentes de Decisão Judicial (-) Despesas de Exercícios Anteriores ,33 (-) Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados DESPESA LÍQUIDA COM PESSOAL (III) = (I-II) ,05 DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP (IV) = (III a + III b) ,05 APURAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO LIMITE LEGAL VALOR RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (V) ,37 % do TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL - DTP sobre a RCL (VI) = (IV / V)*100 53,16 LIMITE MÁXIMO (incisos I, II e III, art.20 da LRF) - 54,00% ,68 LIMITE PRUDENCIAL, ( único, art. 22 da LRF) - 51,30% ,25 FONTE: NOTA:

16 16 Prefeitura Municipal de Santana - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA 3º QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO LRF, art. 55, inciso I, alínea "b" - Anexo II (Portaria STN N 574) ESPECIFICAÇÃO SALDO EXERCÍCIO ANTERIOR Até o 1º SALDO DO EXERCÍCIO DE 2011 Até o 2º R$ 1,00 Até o 3º DÍVIDA CONSOLIDADA - DC (I) , , , ,38 Dívida Mobiliária Dívida Contratual , , Precatórios Posteriores à 05/05/2000 (inclusive) Operações de Crédito Inferiores à 12 meses ,25 - Parcelamento de Dívidas , , , ,38 De Tributos De Contribuições Sociais , , , ,38 Previdenciárias (INSS) , , , ,38 Demais Contribuições Sociais , , ,26 - Do FGTS Outras Dívidas DEDUÇÕES (II) , , , ,38 Ativo Disponível , , , ,77 Haveres Financeiros , , , ,29 (-) Restos a Pagar Processados , , , ,68 OBRIGAÇÕES NÃO INTEGRANTES DA DC Precatórios anteriores à 05/05/ Insuficiência Financeira Outras Obrigações DÍV. CONSOLID. LÍQUIDA (DCL) III= (I - II) , , , ,00 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL , , , ,37 % da DC sobre a RCL (I/RCL) 37,55 34,50 34,23 30,22 % da DCL sobre a RCL (III/RCL) 35,80 28,56 29,70 26,39 LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL: 12% , , , ,84 DETALHAMENTO DA DÍVIDA CONTRATUAL SALDO EXERCÍCIO ANTERIOR Até o 1º SALDO DO EXERCÍCIO DE 2011 Até o 2º Até o 3º DÍVIDA CONSOLIDADA PREVIDENCIÁRIA (IV) , , , ,38 Passivo Atuarial Demais Dívidas , , , ,38 DEDUÇÕES (V)¹ , , , ,38 Ativo Disponível , , , ,77 Investimentos Haveres Financeiros , , , ,29 (-) RESTOS A PAGAR PROCESSADOS , , , ,68 OBRIGAÇÕES NÃO INTEGRANTES DA DC DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (VI)=(IV - V) FONTE: NOTA: , , , ,00

17 17 RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DAS GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS DE VALORES 3o. QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO RGF ANEXO III (LRF, art. 55, inciso I, alínea "c" e art. 40, 1º) GARANTIAS CONCEDIDAS EXTERNAS (I) Aval ou Fiança em Operações de Crédito Outras Garantias nos Termos da LRF¹ INTERNAS (II) Aval ou Fiança em Operações de Crédito Outras Garantias nos Termos da LRF¹ TOTAL GARANTIAS CONCEDIDAS (III) = (I + II) RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (IV) % do TOTAL DAS GARANTIAS sobre a RCL LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL - <%> SALDO DO EXERCÍCIO ANTERIOR , ,66 SALDOS DO EXERCÍCIO DE Até o 1º Até o 2º R$ 1,00 Até o 3º , , , , , ,72 CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS SALDO DO EXERCÍCIO ANTERIOR SALDOS DO EXERCÍCIO DE Até o 1º Até o 2º Até o 3º EXTERNAS (V) Aval ou Fiança em Operações de Crédito Outras Garantias nos Termos da LRF¹ INTERNAS (VI) Aval ou Fiança em Operações de Crédito Outras Garantias nos Termos da LRF¹ TOTAL CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS (VII) = (V + VI) FONTE: Nota: ¹ Inclui garantias concedidas por meio de Fundos. Marco Aurélio dos Santos Cardoso Prefeito Diene Fernandes da Silva Reis Tesoureiro Geicel Atiene Frota Rosa Contador CRC/BA:036003/O-9

18 18 Prefeitura Municipal de Santana - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO 3o. QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO RGF - ANEXO IV (LRF, art. 55, inciso I, alínea "d" e inciso III alíena "c") OPERAÇÕES DE CRÉDITO No de Referência VALOR R$ 1,00 Até o de Referência (a) SUJEITAS AO LIMITE PARA FINS DE CONTRATA ÇÃO (I) Mobiliária Interna Externa Contratual Interna Abertura de Crédito Aquisição Financiada de Bens e Arrendamento Mercantil Financeiro Derivadas de PPP Demais A quisições Financiadas Anteci pação de Receita Pela Venda a Termo de Bens e Servi ços Demais Anteci pações de Receita Assun ção, Reconhecimento e Confissão de Dívidas (LRF, art. 29, incíso 1º ) Outras O perações de Crédito ,00 Externa NÃO SUJEITAS AO LIMITE PARA FINS DE CONTRATA ÇÃO (II) Parcelamento de Dívidas De Tributos De Contribições Sociais Previdenciárias Demais Contribui çãoes Sociais Do FGTS Melhoria da Adminstração de Receitas e da Gestão Fiscal, Financeira e Patrimonial Programa de Iluminação Pública - RELUZ APURAÇÃO DO CUMPRIMENTO DOS LIMITES VALOR % SOBRE A RCL RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL ,37 - TOTAL CONSIDERADO PARA FINS DA APURAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO LIMITE = (Ia) LIMITE GERAL DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL PARA AS OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS ,97 16,00 E EXTERNAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO POR ANTECIPAÇÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA LIMITE DEFINIDO POR RESOLUÇÃO DO SENADO FEDERAL PARA AS OPERAÇÕES DE CRÉDITO POR ,86 7,00 ANTECIPAÇÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA TOTAL CONSIDERADO PARA CONTRATAÇÃO DE NOVAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO (III) = (Ia + IIa) FONTE: Notas: Marco Aurélio dos Santos Cardoso Prefeito Diene Fernandes da Silva Reis Tesoureiro Geicel Atiene Frota Rosa Contador CRC/BA:036003/O-9

19 19 - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DISPONIBILIDADE DE CAIXA 3º QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO LRF, Art. 55, inciso III, alinea"a" - Anexo V (Portaria STN N 440) ATIVO DISPONÍVEL ATIVO VALOR PASSIVO VALOR OBRIGAÇÕES FINANCEIRAS R$ Milhares Disponibilidade Financeira ,77 Depósitos de Diversas Origens ,06 Caixa - Restos a Pagar Processados ,68 Bancos ,22 Do Exercício ,85 Conta Movimento ,18 De Exercícios Anteriores ,83 Contas Vinculadas ,64 Outras Obrigações Financeiras ,46 Aplicações Financeiras 882,40 Outras Disponibilidades Financeiras ,55 Bancos c/ Fundos Especiais - Camara - Fundo Municipal de Saúde ,55 SUBTOTAL ,77 SUBTOTAL ,20 INSUFICIÊNCIA ANTES DA INSCRIÇÃO EM R. P. NÃO PROCESSADOS (I) SUFICIÊNCIA ANTES DA INSCRIÇÃO EM R. P. NÃO PROCESSADOS (II) ( ,43) TOTAL ,77 TOTAL ,20 INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (III) SUFICIÊNCIA APÓS A INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (IV) = (II - III) - ATIVO VALOR PASSIVO VALOR ATIVO DISPONÍVEL Regime Previdênciário OBRIGAÇÕES FINANCEIRAS - Regime Previdenciário - INSUFICIÊNCIA ANTES DA INSCRIÇÃO EM R. P. NÃO PROCESSADOS (V) SUFICIÊNCIA ANTES DA - INSCRIÇÃO EM R. P. NÃO - PROCESSADOS (VI) TOTAL - TOTAL - INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS DO REGIME PREVIDENCIÁRIO (III) - DÉFICIT - SUPERÁVIT - FONTE: NOTA:

20 20 Prefeitura Municipal de Santana - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR 3º QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO LRF, art. 55, inciso III, alinea "b" - Anexo VI (Portaria STN N 632) R$ 1,00 ÓRGÃO ADMINISTRAÇÃO DIRETA Inscritos Processados Exercícios Do Exercício Anteriores RESTOS A PAGAR Não Processados Do Exercício Suficiência antes da Inscrição em Restos a Pagar Não Processados Não Inscritos por Insuficiência Financeira EXECUTIVO , ,85 TOTAL , ,85 DESTINAÇÃO DE RECURSOS Inscritos Processados Exercícios Do Exercício Anteriores RESTOS A PAGAR Não Processados Do Exercício Suficiência antes da Inscrição em Restos a Pagar Não Processados Não Inscritos por Insuficiência Financeira TOTAL FONTE: NOTA: - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DOS LIMITES 3º QUADRIMESTRE 2011 / QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO LRF, Art Anexo VII (Portaria STN N 462) R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL VALOR % SOBRE A RCL Total da Despesa Liquida com Pessoal nos 12 Últimos Meses ,05 53,16 Limite Legal (incisos I, II e III, art. 20 da LRF) ,68 54,00 Limite Prudencial ( único, art. 22 da LRF) ,25 51,30 DÍVIDA VALOR % SOBRE A RCL Divida Consolidada Líquida ,00 26,39 Limite Definido por Resolução do Senado Federal ,84 12 GARANTIA DE VALORES VALOR % SOBRE A RCL Total das Garantias Limite Definido por Resolução do Senado Federal ,72 22,00 OPERAÇÕES DE CRÉDITO VALOR % SOBRE A RCL Operações de Crédito Internas e Externas Operações de Crédito por Antecipação da Receita Limite Definido p/ Senado Federal para Op. de Crédito Internas e Externas ,97 16,00 Limite Definido p/ Senado Federal para Op. de Crédito por Antec. da Receita ,86 7,00 RESTOS A PAGAR INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS SUFICIÊNCIA ANTES DA INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS Valor Apurado nos Demonstrativos Respectivos Fonte: Nota: PREFEITO MUNICIPAL CONTROLE INTERNO CONTADOR (A)

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A DEZEMBRO 2014/ BIMESTRE NOVEMBRODEZEMBRO RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS (a) (Últimos 12 Meses) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS

Leia mais

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015 Edição N 385

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015 Edição N 385 CONSÓRCIO JACUÍPE CNPJ: 16.749.050/0001-06 Rua Manoel Gonçalves, 45, Centro 44.610-000 Pintadas Bahia cdsjacuipe@yahoo.com.br AVISO DE LICITAÇÃO CONSÓRCIO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO BACIA

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Riacho da Cruz - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Ruy Barbosa - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo das

Leia mais

GARANTIAS DE VALORES VALOR % SOBRE A RCL Total das Garantias 0,00 0,00% Limite Definido por Resolução do Senado Federal 20.474.

GARANTIAS DE VALORES VALOR % SOBRE A RCL Total das Garantias 0,00 0,00% Limite Definido por Resolução do Senado Federal 20.474. - PODER EXECUTIVO DEMONSTRATIVO DOS LIMITES LRF, art. 48 - Anexo VII R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL VALOR % SOBRE A RCL Despesa Total com Pessoal - TDP 54.176.826,47 58,21% Limite Máximo (incisos I, II e

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Lagoa de Dentro DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA

Leia mais

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF)

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF) DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL Período de referência: SETEMBRO DE 2008 A AGOSTO DE 2009 RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, Inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS LIQUIDADAS

Leia mais

JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Secretário de Estado de Fazenda CPF: 799.453.091-53

JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Secretário de Estado de Fazenda CPF: 799.453.091-53 CONSOLIDADO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA COM PESSOAL INSCRITAS EM LIQUIDADAS RESTOS A PAGAR

Leia mais

CAMARA MUNICIPAL DE SOBRADINHO - Poder Legislativo RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL

CAMARA MUNICIPAL DE SOBRADINHO - Poder Legislativo RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL RGF - ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea 'a') CAMARA MUNICIPAL DE SOBRADINHO - Poder Legislativo DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL PERÍODO DE REFERÊNCIA: Janeiro/2014 a Dezembro/2014 DESPESA COM

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Pacajá DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA NO BIMESTRE

Leia mais

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL JANEIRO/2014 A DEZEMBRO/2014 RGF ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) DESPESAS COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

Pessoal Inativo e Pensionistas 159.580.361,44 - 9.915.970,42 DESPESA TOTAL COM PESSOAL (IV) = (III a + III b)

Pessoal Inativo e Pensionistas 159.580.361,44 - 9.915.970,42 DESPESA TOTAL COM PESSOAL (IV) = (III a + III b) Prefeitura de São Luís (MA) Relatório de Gestão Fiscal Demonstrativo da Despesa de Pessoal Poder Executivo Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social Publicação: Diário Oficial do Município nº 21 Referência:

Leia mais

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) R$ 1,00 DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS (a) DESPESAS EXECUTADAS (Último 1 MMoMo) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS

Leia mais

DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS

DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS - CONSOLIDADO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL MAIO/2014 A ABRIL/2015-1º QUADRIMESTRE/2015 (JANEIRO A ABRIL) RGF - ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS JANEIRO A

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO ABRIL 2015/ BIMESTRE MARÇOABRIL RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00 RECEITAS PREVISÃO

Leia mais

DESPESA COM PESSOAL SETEMBRO DE 2011 A AGOSTO DE 2012

DESPESA COM PESSOAL SETEMBRO DE 2011 A AGOSTO DE 2012 1 RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a" ) DESPESA COM PESSOAL - PODER EXECUTIVO DEMONSTRATIVO DA DESPESA DE PESSOAL SETEMBRO DE 2011 A AGOSTO DE 2012 PODER EXECUTIVO DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF)

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF) DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, Inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS LIQUIDADAS (a) (Últimos 12 meses) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL PERÍODO DE REFERÊNCIA: JANEIRO A AGOSTO DE 2015 EXERCÍCIO DE 2015

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL PERÍODO DE REFERÊNCIA: JANEIRO A AGOSTO DE 2015 EXERCÍCIO DE 2015 PERÍODO DE REFERÊNCIA: JANEIRO A AGOSTO DE 2015 Elaborado conforme instruções contidas na Portaria STN nº 553, de 22 de setembro de 2014. EXERCÍCIO DE 2015 PORTARIA Nº 153/15 - SEPLAN DE 29 DE SETEMBRO

Leia mais

MUNICIPIO DE ARAPOTI - PODER EXECUTIVO

MUNICIPIO DE ARAPOTI - PODER EXECUTIVO RGF - ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") MUNICIPIO DE ARAPOTI - PODER EXECUTIVO Prefeitura Municipal de Arapoti DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL JANEIRO/2015 A DEZEMBRO/2015 DESPESA COM PESSOAL

Leia mais

Santana do Maranhão - MA, 30 de julho de 2013.

Santana do Maranhão - MA, 30 de julho de 2013. Estado do Maranhão Prefeitura Municipal de Santana do Maranhão CNPJ: 01.612.830/000132 Av. Governadora Roseana Sarney, 1000 EDITAL DE PUBLICAÇÃO DE RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DO 12 SEMESTRE DE 2013 A Prefeita

Leia mais

Documento gerado em 25/05/2015 15:12:26 Página 1 de 13

Documento gerado em 25/05/2015 15:12:26 Página 1 de 13 RGF-Anexo 01 Tabela 1.0 - Demonstrativo da Despesa com Pessoal Padrao Despesa Executada com Pessoal Despesa com Pessoal Despesas Executadas - Últimos 12 Meses DESPESAS LIQUIDADAS (a) DESPESAS INSCRITAS

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL. Esse município. temautonomia. Índice do diário. Publicações de Atos Oficiais. Câmara Municipal de Cruz das Almas

DIÁRIO OFICIAL. Esse município. temautonomia. Índice do diário. Publicações de Atos Oficiais. Câmara Municipal de Cruz das Almas OFICIAL Câmara Municipal de Cruz das Almas 201 Páginas: 06 Terça-Feira Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório de Gestão Fiscal - 1º QUADRIMESTRE Esse município temautonomia Diário Oficial Publicações

Leia mais

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF)

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização ( 1º do art. 18 da LRF) DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL Período de referência: SETEMBRO DE 2009 A AGOSTO DE 2010 RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, Inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS LIQUIDADAS

Leia mais

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Módulo 10 - Resultado Primário e Resultado Nominal

Leia mais

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) RECEITAS DO ENSINO 1 - RECEITA DE IMPOSTOS 666.027,96 666.027,96 543.552,01 81,61 1.1- Receitas Resultante Imposto s/ Propriedade Predial

Leia mais

Prefeitura Municipal de Capela do Alto Alegre-BA

Prefeitura Municipal de Capela do Alto Alegre-BA ANO. 2015 Prefeitura Municipal de Capela do Alto AlegreBA DO MUNICÍPIO DE CAPELA DO ALTO ALEGRE BAHIA ANO. V EDIÇÃO Nº 00652 A Prefeitura Municipal de Capela do Alto Alegre, Estado Da Bahia Visando a Transparência

Leia mais

Poder Executivo. Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00

Poder Executivo. Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00 Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00 Poder Executivo DECRETO Nº 1.647, DE 30 DE MAIO DE 2012 MODIFICA o item 42 do Anexo Único do Decreto nº 0593, de 12 de julho de

Leia mais

DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP (IV) = (lila + 111b) 26.013.142,93

DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP (IV) = (lila + 111b) 26.013.142,93 PREFEITURA MUNICIPAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Maio/2013 a Abril/2014 - Consolidado RGF - Anexo I (LRF, art. 55, inciso I alinea

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015.

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. Torna público o Relatório Resumido da Execução Orçamentária da Administração Direta e Indireta, relativo aos meses de

Leia mais

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - EDUCAÇÃO APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU 134.000,00 IRRF

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) INICIAL (a) No Bimestre 1. RECEITA DE IMPOSTOS 508.511.839,00 508.511.839,00 99.498.308,43 191.352.419,40 37,63 1.1-

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Art. 54 e 55 Lei Complementar nº. 101 de 04/05/00

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Art. 54 e 55 Lei Complementar nº. 101 de 04/05/00 Publicado no Órgão Oficial do Estado jornal Minas Gerais Diário do Executivo em 28/05/2015, páginas 03 a 05. Art. 54 e 55 Lei Complementar nº. 101 de 04/05/00 Em cumprimento ao que dispõem os artigos 54

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL DA TRANSPARÊNCIA DA GESTÃO FISCAL Art. 48. São instrumentos

Leia mais

RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA COM PESSOAL RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS

RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA COM PESSOAL RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL JANERO/2010 a DEZEMBRO/2010 RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO : PCP 06/00076210 UNIDADE : Município de BALNEÁRIO CAMBORIÚ RESPONSÁVEL : Sr. RUBENS SPERNAU - Prefeito

Leia mais

Diário Oficial. Prefeitura Municipal de Ichú Ba. Ano VI - Edição Ordinária n º. 480 26 de março de 2015- Pg1/23 PREFEITURA MUNICIPAL ICHU - BAHIA

Diário Oficial. Prefeitura Municipal de Ichú Ba. Ano VI - Edição Ordinária n º. 480 26 de março de 2015- Pg1/23 PREFEITURA MUNICIPAL ICHU - BAHIA Diário Oficial Prefeitura Municipal de Ichú Ba Ano VI - Edição Ordinária n º. 480 26 de março de 2015- Pg1/23 GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 021/2015 DE 26 DE MARÇO DE 2015. Reajusta os vencimentos dos cargos

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO PCP 08/00199278 UNIDADE Município de Joinville RESPONSÁVEL Sr. Marco Antonio Tebaldi - Prefeito Municipal

Leia mais

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral 1 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO FRENTE À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL NO EXERCÍCIO DE 2012 Este relatório tem por objetivo abordar, de forma resumida, alguns aspectos

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA CAPITULO III CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO DIRETA 31 3 CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3.1 DOS BALANÇOS 3.1.1 - Resultado Financeiro do Exercício Considerando que a receita arrecadada

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro RELAÇÃO DE DOCUMENTOS INTEGRANTES DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (CONTAS DE GOVERNO) EXERCÍCIO DE 2013 CONFORME OFÍCIO-CIRCULAR Nº 14/2014 PRS/GAP RESPONSABILIZAÇÃO CADASTROS do Prefeito

Leia mais

Prefeitura Municipal de Iaçu-BA

Prefeitura Municipal de Iaçu-BA ANO. 2015 Prefeitura Municipal de IaçuBA DO MUNICÍPIO DE IAÇU BAHIA ANO.V EDIÇÃO Nº 00450 A Prefeitura Municipal de Iaçu, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. 1 Este documento

Leia mais

REPUBLICADO POR INCORREÇÃO RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO. RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre / 2014

REPUBLICADO POR INCORREÇÃO RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO. RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre / 2014 UMUARAMA, QUARTAFEIRA, 22 de JULHO DE 2015 www.ilustrado.com.br C1 Prefeitura Municipal de Alto Paraíso LEI Nº 361/2015 SÚMULA: Autoriza abertura de Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação,

Leia mais

Porto Seguro. Demonstrativo da Despesa com Pessoal

Porto Seguro. Demonstrativo da Despesa com Pessoal Demonstrativo da Despesa com Pessoal PREEFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL AGOSTO

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO SEMANÁRIO OFICIAL João Pessoa, 27 de julho de 212 * n 1332 ESPECIAL * Pág. 11/66 SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO Pág. 12/66 * n 1332 ESPECIAL * João Pessoa, 27 de julho de 212 SEMANÁRIO OFICIAL

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS Gabinete da Presidência

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS Gabinete da Presidência Gabinete da Presidência PORTARIA N o 035, DE 26 DE JANEIRO DE 2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 131, incisos I e X, da Lei

Leia mais

ESTADO DE MINAS GERAIS PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTO FISCAL MAIO DE 2005 A ABRIL DE 2006

ESTADO DE MINAS GERAIS PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTO FISCAL MAIO DE 2005 A ABRIL DE 2006 Publicado no Órgão Oficial do Estado jornal Minas Gerais Diário do Executivo em 30/05/2006, págs 04 a 05. ESTADO DE MINAS GERAIS PODER EXECUTIVO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL MAIO DE 2005 A ABRIL

Leia mais

TOT.DESP.LÍQ.COM PES.PARA FINS DE APUR.DO LIM.-TDP(IV)=(I-II+III) 2.991.480,25 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (V)

TOT.DESP.LÍQ.COM PES.PARA FINS DE APUR.DO LIM.-TDP(IV)=(I-II+III) 2.991.480,25 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (V) Município de SALTO VELOSO - PODER EXECUTIVO CONSOLIDADO Demonstrativo da Despesa Com Pessoal SETEMBRO/2008 A AGOSTO/2009 LRF, art.55, inciso I, alínea 'a' - Anexo I Despesa com Pessoal DESPESAS LIQUIDADAS

Leia mais

SERRA NEGRA Imprensa Oficial da Estância Hidromineral de Serra Negra

SERRA NEGRA Imprensa Oficial da Estância Hidromineral de Serra Negra Imprensa Oficial da Estância Hidromineral de Serra Negra DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Sexta-feira, 8 de março de 2013 - Ano VI - n.º 327 SENAI conta com vagas em cursos O Centro de Treinamento do Senai Serra

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 17/2013 CÂMARA DOS DEPUTADOS OBRIGATORIEDADE DE APLICAÇÃO DO EXCESSO DE ARRECADAÇÃO DOS RECURSOS QUE COMPÕEM O FUNDEB E DAQUELES DESTINADOS À MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO.

Leia mais

EDITAL DE PUBLICAÇÃO. Paço da Prefeitura Municipal de Graça-CE., 29 de Julho de 2015. MARIA IRALDICE DE ALCÂNTARA Prefeita Municipal

EDITAL DE PUBLICAÇÃO. Paço da Prefeitura Municipal de Graça-CE., 29 de Julho de 2015. MARIA IRALDICE DE ALCÂNTARA Prefeita Municipal Estado do Ceará GOVERNO MUNICIPAL DE GRAÇA GABINETE DA PREFEITA raçax nove moffiunkifmj.. «s O FUTURO COMEÇA AGORA. EDITAL DE PUBLICAÇÃO A Prefeita Municipal de Graça, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARATINGA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARATINGA RREO - ANEXO 1 (LRF, Art 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) RECEITAS RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE CANTAGALO Secretaria Municipal de Governo e Planejamento

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE CANTAGALO Secretaria Municipal de Governo e Planejamento 1 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL GUIA PRÁTICO PARA O CIDADÃO O que é a LRF? A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), ou Lei Complementar nº 101, é o principal instrumento regulador das contas públicas no

Leia mais

DEMONSTRATIVOS FISCAIS DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS

DEMONSTRATIVOS FISCAIS DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação - CCONF Gerência de Normas e Procedimentos de Gestão Fiscal - GENOP DEMONSTRATIVOS FISCAIS DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS Apresentação das alterações

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE BAIA DA TRAIÇÃO

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE BAIA DA TRAIÇÃO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da CF) RECEITAS DO ENSINO Continua (1/5) 1 - RECEITAS DE IMPOSTOS 360.720,00 360.720,00 202.602,88 56,17 1.1 - Receita Resultante do Imposto sobre a Propriedade

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL SECRETARIAS DE ESTADO ESTADO DA PARAÍBA. Preço: R$ 2,00. Nº 15.942 João Pessoa - Domingo, 27 de Setembro de 2015. Secretaria de Estado

DIÁRIO OFICIAL SECRETARIAS DE ESTADO ESTADO DA PARAÍBA. Preço: R$ 2,00. Nº 15.942 João Pessoa - Domingo, 27 de Setembro de 2015. Secretaria de Estado DIÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA Nº 15.942 João Pessoa Domingo, 27 de Setembro de 215 Preço: R$ 2, SECRETARIAS DE ESTADO Secretaria de Estado da Administração Penitenciária Portaria nº 546/GS/SEAP/15 Em

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA...para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2012

AUDIÊNCIA PÚBLICA...para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2012 AUDIÊNCIA PÚBLICA...para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2012 PREFEITURA DE SÃO JOSÉ SECRETARIA DE FINANÇAS EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Leia mais

TOTAL DA RECEITA 15.584.747,69 16.454.110,58 21.194.672,38 21.322.200,00 CÓDIGO DESCRIÇÃO 2012 2013 2014 2015

TOTAL DA RECEITA 15.584.747,69 16.454.110,58 21.194.672,38 21.322.200,00 CÓDIGO DESCRIÇÃO 2012 2013 2014 2015 CÓDIGO DESCRIÇÃO 2012 2013 2014 2015 Arrecadado Arrecadado Arrecadado Reestimado 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 17.205.072,84 17.394.971,22 19.064.900,71 23.820.05 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA

Leia mais

RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL

RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA IA GERAL DO MUNICÍPIO RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL II QUADRIMESTRE DE 2004 AGOSTO DE 2004 SECRETÁRIO MUNICIPAL DA

Leia mais

ANEXO DE RISCOS FISCAIS TABELA 1 - DEMONSTRATIVO DE RISCOS FISCAIS E PROVIDÊNCIAS 2013 ARF (LRF, art. 4º, 3º) PASSIVOS CONTINGENTES PROVIDÊNCIAS Descrição Valor Descrição Valor Abertura de créditos adicionais

Leia mais

É comum o recuo do pagamento à vista das compras em fevereiro; as famílias já não têm mais a renda de férias e décimo terceiro salário

É comum o recuo do pagamento à vista das compras em fevereiro; as famílias já não têm mais a renda de férias e décimo terceiro salário QUINTAFEIRA, 27 MARÇO 2014 à OPERAÇÕES FINANCEIRAS Uso do rotativo cartão crédito cresce 6,4% em fevereiro É um o recuo do pagamento à vista s pras em fevereiro; as famílias já não têm mais a ren férias

Leia mais

Tabela 1 - Balanço Orçamentário

Tabela 1 - Balanço Orçamentário Tabela 1 Balanço Orçamentário PREFEITURA MUNICIPAL DE VITORIA DA CONQUISTA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO SETEMBRO/OUTUBRODE 2012 RREO Anexo I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00

Leia mais

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto.

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto. DECRETO N.º 961/08 De 01 de julho de 2008. APROVA O REGIMENTO INTERNO DA CENTRAL DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL DE VALE DO SOL, no uso de suas atribuições

Leia mais

MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF

MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF MODELO / SUGESTÃO PARA O RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS METAS DO TERCEIRO

Leia mais

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011.

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o São estabelecidas, em cumprimento

Leia mais

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Valores até Setembro/2015 GOVERNADOR DO ESTADO João Raimundo Colombo SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA Antonio Marcos

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL PERÍODO DE MAIO DE 2013 A ABRIL DE 2014

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL PERÍODO DE MAIO DE 2013 A ABRIL DE 2014 RUBIATABA 001 COM PESSOAL DOS ULTIMOS 12 MESES BRUTA COM PESSOAL (I) 20.095.881,57 Pessoal Ativo 17.599.680,21 Pessoal Inativo e Pensionistas 1.888.849,50 Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Tercerização

Leia mais

Prefeitura do Município de Três Pontas - MG TERRA DO PADRE VICTOR

Prefeitura do Município de Três Pontas - MG TERRA DO PADRE VICTOR Prefeitura do Município de Três Pontas - MG TERRA DO PADRE VICTOR LEI Nº 3.409, DE 19 DE JULHO DE 2013 Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2014 e dá outras providências.

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL JANEIRO A DEZEMBRO/2004

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL JANEIRO A DEZEMBRO/2004 O Tribunal de Contas do Estado de Roraima, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal elaborou o Relatório de Gestão Fiscal - RGF relativo ao 3.º quadrimestre do exercício de 2004, nos termos

Leia mais

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 1112.02.00.00.00 Imposto sobre a Propriedade Predial Territorial Urbana PMM 010100-Impostos 4.478.307,22 4.478.307,22 SDU 010100-Impostos 1.263,19

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO GOIÂNIA / MAIO / 2011

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO GOIÂNIA / MAIO / 2011 GOIÂNIA / MAIO / 2011 MARCONI FERREIRA PERILLO JÚNIOR Governador do Estado JOSÉ CARLOS SIQUEIRA Secretário de Estado-Chefe da Controladoria Geral SIMÃO CIRINEU DIAS Secretário de Estado da Fazenda ANDRÉ

Leia mais

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Fundo Especiais Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Facilitador : Toribio Nogueira de Carvalho Contador, Pós-Graduado em Contabilidade Pública Fundos Especiais Organização e estrutura de mecanismo financeiro,

Leia mais

PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 15 REPÚBLICA F Novembro EDERATIVA DO BRASIL PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O SECRETÁRIO-ADJUNTO DO TESOURO NACIONAL, no uso das atribuições que lhe confere a Portaria nº 403, 2 zembro 2005, do

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal

Relatório de Gestão Fiscal Relatório de Gestão Fiscal 3º Quadrimestre/2014 Boa Vista-RR RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Janeiro/2014 a Dezembro/2014 Atendendo, em particular, aos ditames consignados nos artigos 54 e 55 da Lei Complementar

Leia mais

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Valores até Outubro/2011 GOVERNADOR DO ESTADO João Raimundo Colombo SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA Nelson Antônio

Leia mais

OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM 2 = NÃO)

OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM 2 = NÃO) OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM = NÃO) UNIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO/006

Leia mais

PPP. Registro de passivos e Limites

PPP. Registro de passivos e Limites PPP Registro de passivos e Limites ATENÇÃO: Os exemplos desta apresentação são válidos como regra geral. É possível que peculiaridades de cada contrato impliquem em mudança na necessidade de classificação

Leia mais

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal ba/canavieiras

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal  ba/canavieiras Páginas: 24 Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório Resumido da Execução Orçamentária 1 BIMESTRE Página 1 Documento assinado digitalmente conforme MP n. 2.2002/2001 de 24/08/2001, que institui

Leia mais

EDITAL DE PUBLICAÇÃO

EDITAL DE PUBLICAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ACARAÚ EDITAL DE PUBLICAÇÃO o prefeito Municipal de Acaraú, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica Municipal, e de conformidade com a determinação contida

Leia mais

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada Comparativo Receita Orçada / 1000000000 RECEITAS CORRENTES 2.559.915.741,00 2.315.164.067,05 244.751.673,95 1100000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 653.441.115,00 532.491.940,91 120.949.174,09 1110000000 IMPOSTOS

Leia mais

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal ba/canavieiras

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal  ba/canavieiras Páginas: 24 Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório Resumido da Execução Orçamentária 3 BIMESTRE Página 1 Documento assinado digitalmente conforme MP n. 2.2002/2001 de 24/08/2001, que institui

Leia mais

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA MANUAL DE ELABORAÇÃO REVISÃO 2006 SÍNTESE DAS ALTERAÇÕES

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA MANUAL DE ELABORAÇÃO REVISÃO 2006 SÍNTESE DAS ALTERAÇÕES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA MANUAL DE ELABORAÇÃO REVISÃO 2006 SÍNTESE DAS ALTERAÇÕES PORTARIA Nº 633, DE 30 DE AGOSTO DE 2006 A Portaria nº 633, 30 agosto 2006, foi publicada no Diário

Leia mais

Fontes. Executivo 2.707.918 406.554 3.114.472 87,92. Legislativo 119.200 100 119.300 3,37. Judiciário 236.004 8.900 244.904 6,91

Fontes. Executivo 2.707.918 406.554 3.114.472 87,92. Legislativo 119.200 100 119.300 3,37. Judiciário 236.004 8.900 244.904 6,91 RELATÓRIO O Balanço Geral do Estado do exercício de 2004 traz em primeiro plano as demonstrações consolidadas composta pela Administração Direta, representada pelos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário

Leia mais

172337 Transferências a Consórcios Públicos A - - -

172337 Transferências a Consórcios Públicos A - - - 17 Umuarama Ilustrado LEI Nº. 212/2011 SÚMUL: Dispõe sobre as Diretrizes para a Elaboração da Lei Orçamentária do Município de lto Paraíso para o exercício de e dá outras providências. CÂMR MUNICIPL DE

Leia mais

Não Possui Prestadora de Serviços de Informática Nome: DELTA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA LTDA CNPJ: 03703992000101 Telefone: (51)32354200

Não Possui Prestadora de Serviços de Informática Nome: DELTA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA LTDA CNPJ: 03703992000101 Telefone: (51)32354200 Neste RVE estão incluídos: Sim Não Modelos da LRF do Legislativo 1. Informações da Entidade 1.1 Dados Cadastrais da Administração Atual CNPJ: 04526121000122 Período: 01/01/2015 a 31/12/2015-6º Bimestre

Leia mais

Diário Oficial ÓRGÃO OFICIAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA FRIBURGO

Diário Oficial ÓRGÃO OFICIAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA FRIBURGO Diário Oficial R$ 0,50 ÓRGÃO OFICIAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA FRIBURGO PUBLICAÇÃO DA SUBSECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ANO IV - EDIÇÃO N. 116-2 de abril de 2014 www.pmnf.rj.gov.br Saúde Bucal

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA RREO - ANEXO I (LRF, Art.52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º R$ 1,00 RECEITAS BALANÇO ORÇAMENTÁRIO JANEIRO A DEZEMBRO 2008 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO INICIAL SALDO A REALIZAR No Bimestre

Leia mais

Novas Portarias da STN: Alterações nos Demonstrativos Fiscais da LRF

Novas Portarias da STN: Alterações nos Demonstrativos Fiscais da LRF Novas Portarias da STN: Alterações nos Demonstrativos Fiscais da LRF Edson Ronaldo Nascimento (edson.nascimento@fazenda.gov.br) José Carlos Gerardo (jose.gerardo@fazenda.gov.br) Este texto expressa as

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso Detalha da Receita com Destinação de Recurso 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 9.720.720.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 122.300.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e

Leia mais

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO.

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO. Diário Oficial Ano: 2 Edição: 231 Páginas: 40 Atos Oficiais Decreto - Nº 0532/2014 Portaria - Nº 0054/2014 Contas Públicas Balanço Orçamentário - BALANÇO Índice do diário Atos Oficiais Decreto Nº 0532/2014

Leia mais

CAPÍTULO I Da Receita

CAPÍTULO I Da Receita ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SALVADOR DO TOCANTINS SERIEDADE E TRABALHO Adm.: 2005/2008 Av. Afonso Pena, s/n Centro CEP. 77.368-000 Fone (63) 3396-1122 São Salvador do Tocantins TO.

Leia mais

PARECER DA UNIDADE DE CONTROLE INTERNO SOBRE AS CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCICIO 2012

PARECER DA UNIDADE DE CONTROLE INTERNO SOBRE AS CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCICIO 2012 PARECER DA UNIDADE DE CONTROLE INTERNO SOBRE AS CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCICIO 2012 ÓRGÃO : PREFEITURA MUNICIPAL PORTO ALEGRE DO NORTE/ MT CNPJ : 03.238.672/0001-28 ASSUNTO : CONTAS ANUAIS DE GESTÃO

Leia mais

Este documento foi assinado digitalmente por AC SERASA SRF ICP-BRASIL.

Este documento foi assinado digitalmente por AC SERASA SRF ICP-BRASIL. Anexo I - Balanço Orçamentário Page 1 of 1 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A OUTUBRO 2010 / BIMESTRE SETEMBRO-OUTUBRO RREO - Anexo I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1047/2012 O Prefeito do Município de Pinhalão,. SÚMULA: Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013 e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005 31/12/2005 10:44:16 ORCAMENTARIAS 1 Receitas

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal

Relatório de Gestão Fiscal Relatório de Gestão Fiscal 1º Quadrimestre/2014 Boa Vista-RR RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Maio/2013 a Abril/2014 Atendendo, em particular, aos ditames consignados nos artigos 54 e 55 da Lei Complementar

Leia mais

COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP

COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP Porto Velho, Março 2007. COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP Com o objetivo de manter a uniformização do Plano de Contas dos órgãos e entidades municipais, o qual é parte integrante do Sistema

Leia mais

Noções Administração Financeira e Orçamentária. Prof. Fernando Aprato

Noções Administração Financeira e Orçamentária. Prof. Fernando Aprato Noções Administração Financeira e Orçamentária Prof. Fernando Aprato Lei de Responsabilidade Fiscal LC 101/2000 A lei de Responsabilidade Fiscal, Lei Complementar 101, de 4 de maio de 2000, estabelece

Leia mais

ANEXOS Resolução TCE Nº 1.604/07 (Administração Estadual)

ANEXOS Resolução TCE Nº 1.604/07 (Administração Estadual) ANEXO I DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DOS RECURSOS RECEBIDOS Código Receita Ingressos 00 RECURSOS DO TESOURO (PESSOAL) 00 RECURSOS DO TESOURO (CUSTEIO E INVESTIMENTOS) 10 RECURSOS

Leia mais