APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo"

Transcrição

1 RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - EDUCAÇÃO APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU ,00 IRRF ,00 ITBI ,00 ISS ,00 Dívida Ativa de Impostos ,00 Juros, Multa e Atualização Monetária de Impostos e DAT ,00 Cota-Parte do FPM ,00 Cota-Parte do ITR ,00 Transferência da LC 87/ ,00 Cota-Parte do ICMS ,00 Cota-Parte do IPVA ,00 Cota-Parte do IPI-Exportação ,00 TOTAL DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS ,00 VALOR A APLICAR (25%) ,25 COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEF ,00 Despesas consideradas como Aplicação em Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (+) DESPESA FIXADA COM EDUCAÇÃO (FUNÇÃO 12) ,00 (-) Ensino Médio (Sub-Função 362) ,00 (-) Ensino Profissional (Sub-Função 363) ,00 (-) Ensino Superior (Sub-Função 364) ,00 (-) Outras Sub-Funções 0,00 (-) Despesas a realizar com Recursos de Transferências Voluntárias e outros vinculados ,00 (-) Despesas a realizar com Complementação do FUNDEB ,00 (=) Valor a Aplicar ,00 Percentual a Aplicar 26,49 Superávit ,75 EDUCAÇÃO - Cálculo para apuração da aplicação com recursos de Transferências Voluntárias e outros recursos vinculados Receitas de Transferências Voluntárias e Outros Recursos Vinculados à Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Remuneração de Depósitos Bancários - FUNDEB ,00 Remuneração de Depósitos Bancários - MDE ,00 Remuneração de Depósitos Vinculados - Convênios ,00 Transferências de Recursos do FNDE ,00 Transferências do Estado (transporte escolar Ensino Médio) ,00 Doações para a Educação 0,00 Transferências de Convênio ,00 (-) Transferências destinadas ao ensino médio (Estado e PNATE) ,00 TOTAL DE RECURSOS VINCULADOS ,00

2 RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - FUNDEB APLICAÇÃO DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO BÁSICO E DE VALORIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO RECEITAS FPM ,80 ITR 4.272,00 LC 87/ ,20 ICMS ,40 IPVA ,00 IPI ,00 COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEB ,00 RENDIMENTO DE APLICAÇÃO ,00 TOTAL A APLICAR MÍNIMO DE 60% MÁXIMO DE 40% , , ,16 DESPESAS FIXADAS REMUNERAÇÃO \E ENCARGOS DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO ,00 TOTAL DAS DESPESAS COM PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO ,00 PERCENTUAL DE APLICAÇÃO FIXADO 69,42 MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO BÁSICO ,40 TOTAL DAS DESPESAS COM MANUT. E DESENV. ENS. BÁSICO ,40 PERCENTUAL DE APLICAÇÃO FIXADO 30,58

3 RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - SAÚDE APLICAÇÃO NAS AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 29 Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU ,00 IRRF ,00 ITBI ,00 ISS ,00 Dívida Ativa de Impostos ,00 Juros, Multa e Atualização Monetária de Impostos e DAT ,00 Cota-Parte do FPM ,00 Cota-Parte do ITR ,00 Transferência da LC 87/ ,00 Cota-Parte do ICMS ,00 Cota-Parte do IPVA ,00 Cota-Parte do IPI-Exportação ,00 TOTAL DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS ,00 VALOR A APLICAR (15%) ,95 Despesas consideradas como Aplicação em Ações e Serviços Públicos de Saúde (+) DESPESA FIXADA COM SAÚDE (FUNÇÃO 10) ,60 (-) Inativos e Pensionistas 0,00 (-) Serviços de Limpeza e Tratamento de Residuos Sólidos 0,00 (-) Assistência Médica e Odontológica a Servidores 0,00 (-) Saneamento Básico (exceto para controle de vetores) 0,00 (-) Despesas realizadas com Recursos de Transferências Voluntárias ,00 (-) Despesas realizadas com recursos de Operações de Crédito 0,00 (=) Valor a Aplicar ,60 Percentual a Aplicar 25,70 Superávit ,65 SAÚDE - Cálculo para apuração da aplicação com recursos de Transferências Voluntárias e outros recursos vinculados Receitas de Transferências Voluntárias e Outros Recursos Vinculados as Ações e Serviços Públicos de Saúde Remuneração de Depósitos Bancários - Fundo de Saúde ,00 Remuneração de Depósitos Bancários - Ações e Serv. Púb. Saúde 0,00 Remuneração de Depósitos Vinculados - Convênios 5.000,00 Transferências de Recursos do SUS ,00 Transferências de Convênio 0,00 Outras transferências para a Saúde ,00 TOTAL DE RECURSOS VINCULADOS ,00

4 RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - PESSOAL DISCRIMINAÇÃO DESPESA BRUTA DE PESSOAL ,30 Inativos ,70 Pensionistas ,00 Contratação por Tempo Determinado ,60 Salário Família 0,00 Outros Benefícios Previdenciários ,00 Vencimentos e Vantagens Fixas ,00 Obrigações Patronais ,00 Transf. A Consórcio Público ,00 Indenizações Trabalhistas ,00 Despesas de Exercícios Anteriores ,00 Sentenças Judiciais ,00 Despesas com Pessoal Requisitado ,00 DEDUÇÕES ,70 Inativos pagos com recursos do RPPS ,70 Pensionistas pagos com recursos do RPPS ,00 Indenizações Trabalhistas ,00 Despesas de Exercícios Anteriores ,00 Sentenças Judiciais ,00 DESPESA LÍQUIDA DE PESSOAL ,60 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA ,56 LIMITE DA DESPESA COM PESSOAL (54%) ,74 LIMITE PRUDENCIAL (51,3%) ,91 PERCENTUAL DA DESPESA LÍQUIDA COM PESSOAL FIXADA 54,00 Superávit / Déficit 2.051,14

5 Especificação Valor Corrente (R$) Valor Constante (R$) % PIB (a/pib)x100 Receita Total , ,76 Receitas Primárias (I) , ,79 Despesa Total , ,76 Despesas Primárias (II) , ,17 Resultado Primário (I-II) , ,38-0,0058 Variáveis 2014 PIB (rescimento % anual) 3,50 IPCA (% anual) 5,50 Projeção PIB - R$ milhares Fonte: Dados do Banco Central do Brasil - IBGE - IPECE Obs.: O resultado primário poderá sofrer redução, observado o limite estipulado na LDO, em face do parcelamento com o INSS.

Adendo III - Portaria S0F nº 008 - Anexo 2 - Receita - Lei 4.320/64 - Orçamento - Programa (Consolidado) Pág. 1

Adendo III - Portaria S0F nº 008 - Anexo 2 - Receita - Lei 4.320/64 - Orçamento - Programa (Consolidado) Pág. 1 Pág. 1 1 Receitas Correntes 9. 072. 858, 00 1.1 Receita Tributária 80. 891, 00 1.1.1 Impostos 76. 203, 00 1.1.1.2 Impostos s/ Patrimônio e Renda 70. 722, 00 1.1.1.2.02 I.P.T.U. 8. 279, 00 1.1.1.2.02.00

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Lagoa de Dentro DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO : PCP 06/00076210 UNIDADE : Município de BALNEÁRIO CAMBORIÚ RESPONSÁVEL : Sr. RUBENS SPERNAU - Prefeito

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Pacajá DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA NO BIMESTRE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana

Prefeitura Municipal de Santana Segunda 30 de janeiro de 2012 Prefeitura Municipal de Santana 6 Bimestre e 3 de 2011 http://www.tribunanet.com.br/?tipo=1&gs=2&cidade=20&anos=&imagefield.x=51&imagefield.y=17 Prefeitura Municipal de Santana

Leia mais

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A DEZEMBRO 2014/ BIMESTRE NOVEMBRODEZEMBRO RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Riacho da Cruz - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo

Leia mais

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada Comparativo Receita Orçada / 1000000000 RECEITAS CORRENTES 2.559.915.741,00 2.315.164.067,05 244.751.673,95 1100000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 653.441.115,00 532.491.940,91 120.949.174,09 1110000000 IMPOSTOS

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Ruy Barbosa - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo das

Leia mais

Prefeitura Municipal de Macaíba

Prefeitura Municipal de Macaíba 1 RECEITAS CORRENTES 92.602.900 1.1 RECEITA TRIBUTÁRIA 6.727.548 1.1.1 IMPOSTOS 5.974.129 1.1.1.2 IMP. SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 3.224.960 1.1.1.2.02 IMP. S/PROP. TERR. PRED. URBANA - IPTU 1.079.975

Leia mais

Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005

Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 31/12/2005 16:20:56 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 437.605,02

Leia mais

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 1112.02.00.00.00 Imposto sobre a Propriedade Predial Territorial Urbana PMM 010100-Impostos 4.478.307,22 4.478.307,22 SDU 010100-Impostos 1.263,19

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso Detalha da Receita com Destinação de Recurso 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 9.720.720.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 122.300.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO PCP 08/00199278 UNIDADE Município de Joinville RESPONSÁVEL Sr. Marco Antonio Tebaldi - Prefeito Municipal

Leia mais

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) RECEITAS DO ENSINO 1 - RECEITA DE IMPOSTOS 666.027,96 666.027,96 543.552,01 81,61 1.1- Receitas Resultante Imposto s/ Propriedade Predial

Leia mais

FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL

FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS: Repartição das responsabilidades entre União, Estados e Municípios; Vinculação de impostos; Definição de Manutenção e Desenvolvimento do

Leia mais

Estado de Mato Grosso do Sul

Estado de Mato Grosso do Sul 24/05/13 1 1000.00.00 RECEITAS CORRENTES 21.194.95 1.529.041,57 5.634.996,55 15.559.953,45 1100.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 620.00 25.976,03 122.642,49 497.357,51 1110.00.00 IMPOSTOS 590.00 25.976,03 113.194,62

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005 31/12/2005 10:44:16 ORCAMENTARIAS 1 Receitas

Leia mais

PORTO ALEGRE DIÁRIO OFICIAL EXECUTIVO 2ª EDIÇÃO 2ª EDIÇÃO DE 29/12/06 LEIS E DECRETOS

PORTO ALEGRE DIÁRIO OFICIAL EXECUTIVO 2ª EDIÇÃO 2ª EDIÇÃO DE 29/12/06 LEIS E DECRETOS DIÁRIO OFICIAL DE PORTO ALEGRE Edição 2934 Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2006 2ª EDIÇÃO 1 DIÁRIO OFICIAL PORTO ALEGRE de divulgação Oficial do Município Ano XI Edição 2934 Sexta-feira, 29 de Dezembro

Leia mais

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Fundo Especiais Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Facilitador : Toribio Nogueira de Carvalho Contador, Pós-Graduado em Contabilidade Pública Fundos Especiais Organização e estrutura de mecanismo financeiro,

Leia mais

PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº

PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº 390 46611117/0001-02 Montante da Receita Prevista para o Exercício Desdobrada por Classificação Econômica Orçamento Programa Anexo X - Exercício de 2011 Código

Leia mais

Prefeitura Municipal de Rio Preto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005

Prefeitura Municipal de Rio Preto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 Prefeitura Municipal de Rio Preto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 31/12/2005 16:45:38 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 384.742,29

Leia mais

Prefeitura Municipal de Divinésia Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/05/2008 a 31/05/2008 16/03/2009 10:06:54

Prefeitura Municipal de Divinésia Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/05/2008 a 31/05/2008 16/03/2009 10:06:54 Prefeitura Municipal de Divinésia Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 588.534,39 2.898.882,62 11 Receita Tributária 7.837,79 33.154,82 111 Impostos 7.837,79 30.983,62

Leia mais

Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA

Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA DECTRETO N. 17.49 DE 17 DE JANEIRO DE 213. Estabelece o Desdobramento das Receitas Previstas para 213 em Metas Mensais e Bimestrais de Arrecadação e o Cronograma

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE BAIA DA TRAIÇÃO

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE BAIA DA TRAIÇÃO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da CF) RECEITAS DO ENSINO Continua (1/5) 1 - RECEITAS DE IMPOSTOS 360.720,00 360.720,00 202.602,88 56,17 1.1 - Receita Resultante do Imposto sobre a Propriedade

Leia mais

SITUAÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO DE PEDRO LEOPOLDO 20/05/2016

SITUAÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO DE PEDRO LEOPOLDO 20/05/2016 SITUAÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO DE PEDRO LEOPOLDO 20/05/2016 1 ARRECADAÇÃO DA RECEITA EM RELAÇÃO À INFLAÇÃO EXERCÍCIO ANTERIOR EVOLUÇÃO DA RECEITA CORRENTE 30 EVOLUÇÃO DA RECEITA CORRENTE ANO VARIAÇÃO

Leia mais

Financiamento da Saúde

Financiamento da Saúde Financiamento da Saúde Goiânia, 18 de junho de 2015. BASE LEGAL Constituição Federal Lei 8080 / 8142 Lei Complementar n. 141 (Regulamentação EC 29) EC 86 1 Linha do tempo do financiamento do SUS EC Nº

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana do Deserto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/05/2005 a

Prefeitura Municipal de Santana do Deserto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/05/2005 a Prefeitura Municipal de Santana do Deserto Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/05/2005 a 31/05/2005 31/12/2005 11:10:54 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes

Leia mais

Anexo 10 - Lei 4320. Comparativo da Receita Orçada com a Arrecadada

Anexo 10 - Lei 4320. Comparativo da Receita Orçada com a Arrecadada Comparativo da Receita com a Página: 1 RECEITAS CORRENTES 674.366.087,90 666.554.556,93 7.811.530,97 RECEITA TRIBUTARIA 500.00 1.034.446,27 534.446,27 TAXAS 500.00 1.034.446,27 534.446,27 TAXA PELA PRESTAÇÃO

Leia mais

CAPÍTULO I Da Receita

CAPÍTULO I Da Receita ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SALVADOR DO TOCANTINS SERIEDADE E TRABALHO Adm.: 2005/2008 Av. Afonso Pena, s/n Centro CEP. 77.368-000 Fone (63) 3396-1122 São Salvador do Tocantins TO.

Leia mais

A - Codificação e discriminação da aplicação e fonte de recursos

A - Codificação e discriminação da aplicação e fonte de recursos A - Codificação e discriminação da aplicação e fonte de recursos APLICAÇÕES DA RECEITA DESCRIÇÃO 01 Pessoal e Encargos Sociais 03 Outras Despesas Correntes 04 Despesas de Capital 08 Orçamento Participativo

Leia mais

Atos Financeiros. PREFEITURA DE OUROLÂNDIA/BA www.sitiosoficiais.org/ba/prefeitura/ourolandia. PREFEITURA MUNICIPAL DE OUROLÂNDIA Orçamento 2013

Atos Financeiros. PREFEITURA DE OUROLÂNDIA/BA www.sitiosoficiais.org/ba/prefeitura/ourolandia. PREFEITURA MUNICIPAL DE OUROLÂNDIA Orçamento 2013 4 03 DE SETEMBRO DE 2013 Atos Financeiros Anexo III - Demonstrativo da Receita Segundo sua Natureza e Fonte de Recursos (Anexo 02, Lei Nº 4.320/64) CÓDIGO ESPECIFICAÇÃO FNT OPTATIVO SUBALÍNEA ALÍNEA RUBRICA

Leia mais

ANEXO X - DEMONSTRATIVO II RECEITA E DESPESA DO PODER LEGISLATIVO MUNICÍPIO DE PETRÓPOLIS ORÇAMENTO 2011 CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS

ANEXO X - DEMONSTRATIVO II RECEITA E DESPESA DO PODER LEGISLATIVO MUNICÍPIO DE PETRÓPOLIS ORÇAMENTO 2011 CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS ANEXO X - DEMONSTRATIVO II RECEITA E DESPESA DO PODER LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS 1000.00.00.00 RECEITAS CORRENTES... 0,00 Despesa Corrente 13.758.004,00 Pessoal e Encargos... 8.830.977,00

Leia mais

Agosto/2006 a Agosto/2006 ANEXO 2, DA LEI 4.320/64 RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS - EXERCÍCIO DE 2006

Agosto/2006 a Agosto/2006 ANEXO 2, DA LEI 4.320/64 RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS - EXERCÍCIO DE 2006 Página 1 de 6 RECEITA SEGUNDO AS S S - EXERCÍCIO DE 2006 1.0.0.0.00.00.00.00.00 CORRENTES 1.1.0.0.00.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 1.1.1.0.00.00.00.00.00 IMPOSTOS 1.1.1.2.00.00.00.00.00 IMPOSTOS SOBRE

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) INICIAL (a) No Bimestre 1. RECEITA DE IMPOSTOS 508.511.839,00 508.511.839,00 99.498.308,43 191.352.419,40 37,63 1.1-

Leia mais

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Valores até Setembro/2015 GOVERNADOR DO ESTADO João Raimundo Colombo SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA Antonio Marcos

Leia mais

ITIRAPINA PERÍODO: 2º TRIMESTRE EXERCÍCIO: 2013

ITIRAPINA PERÍODO: 2º TRIMESTRE EXERCÍCIO: 2013 RECEITAS E DESPESAS DO ENSINO - PUBLICAÇÃO (ARTIGO 256 DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL) MUNICÍPIO: ITIRAPINA PERÍODO: 2º TRIMESTRE EXERCÍCIO: 2013 RECEITAS ARRECADADAS Acumulado DESPESAS DO ENSINO Aplicação Acumulado

Leia mais

Betha Sistemas. Exercício de 2008. Diferenças Para Menos. Títulos Orçada Arrecadada Para mais

Betha Sistemas. Exercício de 2008. Diferenças Para Menos. Títulos Orçada Arrecadada Para mais RECEITAS 7.755.352,00 9.068.424,29 1.699.148,82 386.076,53 RECEITAS CORRENTES 7.046.205,00 7.954.527,74 1.088.160,33 179.837,59 RECEITA TRIBUTARIA 439.958,00 838.479,87 410.757,10 12.235,23 IMPOSTOS 367.368,00

Leia mais

BASE DE CÁLCULO E APLICAÇÃO MÍNIMA PELOS ENTES FEDERADOS EM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE

BASE DE CÁLCULO E APLICAÇÃO MÍNIMA PELOS ENTES FEDERADOS EM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE PELOS ENTES FEDERADOS EM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE A Constituição Federal de 1988 determina em seu art. 198 que: 1º. O sistema único de saúde será financiado, nos termos do art. 195, com recursos

Leia mais

6,37 0,01 6,36 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000 OUTROS BANCOS CONTA MOVIMENTO

6,37 0,01 6,36 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000 OUTROS BANCOS CONTA MOVIMENTO 111110100000 CAIXA 6,37 0,01 6,36 111120200000 BANCO DO BRASIL S/A 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 111120300000 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000

Leia mais

Total: 26.598.997,96 Total: 26.598.997,96 (15.777.815,11) RESERVA DE CONTINGÊNCIA SUPERÁVIT 9.026.271,83

Total: 26.598.997,96 Total: 26.598.997,96 (15.777.815,11) RESERVA DE CONTINGÊNCIA SUPERÁVIT 9.026.271,83 Receita PREFEITURA MUNICIPAL DE SAO MATEUS ANEXO I - DEMONSTRATIVO DA RECEITA E DESPESA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS Valor Total Despesa Valor Total RECEITAS CORRENTES 249.048.714,98 DESPESAS CORRENTES

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS DO SUL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS DO SUL 4.0.0.0.0.00.00.00.00.00 RECEITAS 1.124.474,93 1.124.474,93 4.1.0.0.0.00.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 752.473,49 752.473,49 4.1.1.0.0.00.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 12.068,76 12.068,76 4.1.1.1.0.00.00.00.00.00

Leia mais

SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL VARGEM BONITA

SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL VARGEM BONITA Demonstrativo da Receita e Despesa segundo as Categorias Econômicas - Anexo 1 Administração Direta Títulos Receitas Despesas Valor Títulos Valor RECEITAS CORRENTES 12.766.235,51 RECEITA TRIBUTARIA 987.525,18

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES 1.0.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo 32.660.958,34-6.363.147,12 47.004.771,41 6.231.871,07 44.351.853,94 32.792.234,39-1.1.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo Circulante 9.721.402,71-6.363.147,12 45.984.575,48 6.231.871,07

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165.638/0001-39 ANEXO II - RESUMO GERAL DA RECEITA BALANÇO - EXERCÍCIO DE 2007

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165.638/0001-39 ANEXO II - RESUMO GERAL DA RECEITA BALANÇO - EXERCÍCIO DE 2007 410000000000 RECEITAS CORRENTES 43.842.239,37 411000000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 3.735.656,71 411100000000 IMPOSTOS 2.210.207,53 411120000000 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 1.019.173,13 411120200000

Leia mais

Taxas de Inflação e PIB. Fonte: www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/

Taxas de Inflação e PIB. Fonte: www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/ PARÂMETROS PARA PROJEÇÕES Preencher com as expectativas de aumentos percentuais das receitas ou despesas DISCRIMINAÇÃO 2014 2015 2016 2017 1. INFLAÇÃO MÉDIA ANUAL (I P C A) 5,61% 5,25% 5,12% 5,07% 2. CRESCIMENTO

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 15/2015 ARRECADAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA E DO IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS E VALORES PARTILHADOS COM ESTADOS, DISTRITO FEDERAL E MUNICÍPIOS. Maria Emília Miranda Pureza Núcleo

Leia mais

Recursos do FUNDEB: suficientes para melhorar a educação nacional?

Recursos do FUNDEB: suficientes para melhorar a educação nacional? Recursos do FUNDEB: suficientes para melhorar a educação nacional? PAULO SENA Consultor Legislativo da Área XV Educação, Cultura e Desporto JUNHO/01 Paulo Sena SUMÁRIO Recursos do Fundeb: regras... 3 Fundeb:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES 1.0.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo 31.860.792,47-9.144.432,41 40.641.624,29 8.344.266,54 38.119.982,87 32.660.958,34-1.1.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo Circulante 9.306.135,84-8.759.533,41 39.621.428,36 8.344.266,54

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CHARRUA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CHARRUA 1.0.0.0.00.00000000 RECEITAS CORRENTES 5.452.740,36 1.1.0.0.00.00000000 RECEITA TRIBUTARIA 120.432,47 1.1.1.0.00.00000000 IMPOSTOS 101.662,59 1.1.1.2.00.00000000 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMONIO E A RENDA 84.039,87

Leia mais

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES TESOURO OUTRAS FONTES T O T A L ----------------------------------------------------------------------------------------------------- CÓDIGO E S P E C I F I C A Ç Ã O RECURSOS OUTROS TOTAL RECURSOS OUTROS

Leia mais

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 38.921.000,00 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 3.226.000,00 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 1.1.1.2.00.00.00.00 Impostos sobre o Patrimonio e a Renda 1.1.1.2.02.00.00.00

Leia mais

Estado de Pernambuco Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Salgueiro Exercicio de 2011 - Anexo 2, da Lei 4.

Estado de Pernambuco Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Salgueiro Exercicio de 2011 - Anexo 2, da Lei 4. Estado de Pernambuco Receita Segundo as s Economicas Folha: 1 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 65.766.322,65 1100.00.00.00.00 Receita Tributaria 15.455.558,48 1110.00.00.00.00 Impostos 14.920.440,00

Leia mais

Execucao dos Orcamentos (Art.2o, Inciso XII) - Receitas Realizadas. Codigo Descricao Bimestre Bimestre

Execucao dos Orcamentos (Art.2o, Inciso XII) - Receitas Realizadas. Codigo Descricao Bimestre Bimestre 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 1.142.667,56 6.041.042,82 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 65.007,91 368.480,79 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 40.647,97 303.303,40 1.1.1.2.00.00.00.00 IMPOSTOS

Leia mais

RELATÓRIO DO ÓRGÃO CENTRAL DE CONTROLE INTERNO

RELATÓRIO DO ÓRGÃO CENTRAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DO ÓRGÃO CENTRAL DE CONTROLE INTERNO Senhor Prefeito, Senhores Vereadores, Senhores Contribuintes, A Prefeitura do Município de Jardim, Estado do Ceará, está sujeita ao regime de fiscalização

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 17/2013 CÂMARA DOS DEPUTADOS OBRIGATORIEDADE DE APLICAÇÃO DO EXCESSO DE ARRECADAÇÃO DOS RECURSOS QUE COMPÕEM O FUNDEB E DAQUELES DESTINADOS À MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA Praca Antonio Levino, 470 45162864/0001-48 Montante da Receita Prevista para o Exercício Desdobrada por Classificação Econômica Orçamento Programa Anexo X - Exercício

Leia mais

Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda. Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014

Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda. Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014 Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014 FUNDAMENTO LEGAL O artigo 9º, parágrafo 4 da Lei Complementar nº 101 de 04/05/2000 (Lei de Responsabilidade

Leia mais

ESTADO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AUGUSTO

ESTADO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AUGUSTO 4.0.0.0.0.00.00.00.00.00 RECEITAS 3.380.285,06 3.380.285,06 4.1.0.0.0.00.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 3.190.078,34 3.190.078,34 4.1.1.0.0.00.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 140.785,84 140.785,84 4.1.1.1.0.00.00.00.00.00

Leia mais

1.1.0.0.00.00 RECEITAS TRIBUTARIAS 14.621.601,00 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 13.429.341,00 1.1.1.2.00.00 IMPOSTOS SOBRE A PATRIMONIO E RENDA 2.240.

1.1.0.0.00.00 RECEITAS TRIBUTARIAS 14.621.601,00 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 13.429.341,00 1.1.1.2.00.00 IMPOSTOS SOBRE A PATRIMONIO E RENDA 2.240. PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PAGINA : 1 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 103.959.246,00 1.1.0.0.00.00 RECEITAS TRIBUTARIAS 14.621.601,00 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 13.429.341,00 1.1.1.2.00.00 IMPOSTOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACEQUI Estado do Rio Grande do Sul METODOLOGIA UTILIZADA PARA CÁLCULO DA RECEITA PARA PPA 2014-2017

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACEQUI Estado do Rio Grande do Sul METODOLOGIA UTILIZADA PARA CÁLCULO DA RECEITA PARA PPA 2014-2017 1 METODOLOGIA UTILIZADA PARA CÁLCULO DA RECEITA PARA PPA 2014-2017 IPTU 2014 => Valor corrigido de 2010 somado com o corrigido de 2011 somado com o corrigido 2012 e somado com IPTU 2015 => Valor corrigido

Leia mais

1. DEFINIÇÃO, COMPOSIÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VIGÊNCIA DO FUNDEB

1. DEFINIÇÃO, COMPOSIÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VIGÊNCIA DO FUNDEB 1. DEFINIÇÃO, COMPOSIÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VIGÊNCIA DO FUNDEB 1.1 O que é o Fundeb? 1.2 Quais os recursos que compõem o Fundeb? 1.3 O Fundeb é Federal, Estadual ou Municipal? 1.4 Qual a vigência do Fundeb?

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015 Folha Nº 015 LEI Nº. 1.058/2014 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO PARA O EXERCÍCIO DE 2015 O Prefeito do Município: Faço saber que a Câmara Municipal de Vargem Bonita aprovou e eu sanciono

Leia mais

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde.

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde. Assunto: Composição dos indicadores estaduais calculados automaticamente pelo SIOPS, após a declaração de dados contábeis, pelos Estados e pelo DF, a partir do SIOPS 2007 semestral. Área Técnica: Equipe

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000 PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000 LEI N 2.076, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. ESTABELECE PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA, ESTIMANDO

Leia mais

Balancete Financeiro - RECEITA

Balancete Financeiro - RECEITA Balancete Financeiro Pagina 1/6 RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 5.554.843,81 55.865.864,51 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 596.903,38 5.277.172,60 1.1.1.0.00.00.00.00

Leia mais

Poder Executivo. Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00

Poder Executivo. Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00 Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00 Poder Executivo DECRETO Nº 1.647, DE 30 DE MAIO DE 2012 MODIFICA o item 42 do Anexo Único do Decreto nº 0593, de 12 de julho de

Leia mais

Balancete de Despesa a

Balancete de Despesa a Págin 1 de 7 3001 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SERV.PÚBLICOS BOM 3001.04 ADMINISTRAÇÃO 3001.04122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 3001.041220094 MANUT. REVITALIZAÇÃO DO BOMPREVI 3001.0412200941.059 REEQUIPAMENTO DA UNIDADE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO BR 174 KM 107 C.N.P.J. : 04.628.681/000198 RECEITA VALORES ARRECADADOS RECEITA TRIBUTÁRIA (1) 978.588,57 9.148.299,29 IMPOSTOS 973.260,89 9.044.199,14 IPTU Imp. s/ a Prop. Territ. Urbana 39.094,96 369.781,82

Leia mais

VINCULAÇÃO RECEITA PLANO DE CONTAS CODIGO RECEITA PLANO DE CONTAS %

VINCULAÇÃO RECEITA PLANO DE CONTAS CODIGO RECEITA PLANO DE CONTAS % VINCULAÇÃO RECEITA PLANO DE CONTAS CODIGO RECEITA PLANO DE CONTAS % 1.1.1.2.02.00.00 Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana 4.1.1.1.2.02.00.01 - IPTU - PROPRIO 60 4.1.1.1.2.02.00.02 -

Leia mais

TOTAL DA RECEITA 15.584.747,69 16.454.110,58 21.194.672,38 21.322.200,00 CÓDIGO DESCRIÇÃO 2012 2013 2014 2015

TOTAL DA RECEITA 15.584.747,69 16.454.110,58 21.194.672,38 21.322.200,00 CÓDIGO DESCRIÇÃO 2012 2013 2014 2015 CÓDIGO DESCRIÇÃO 2012 2013 2014 2015 Arrecadado Arrecadado Arrecadado Reestimado 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 17.205.072,84 17.394.971,22 19.064.900,71 23.820.05 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PRETO DA EVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PRETO DA EVA Orçamentária 1.0.0.0.00.00.00.00 Receitas Correntes 40.562.400,00 3.803.739,20 18.795.3,86 0,00 21.767.296,14 1.1.0.0.00.00.00.00 Receita Tributaria 1.897.000,00 40.411,53 394.202,91 0,00 1.502.797,09

Leia mais

PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 15 REPÚBLICA F Novembro EDERATIVA DO BRASIL PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O SECRETÁRIO-ADJUNTO DO TESOURO NACIONAL, no uso das atribuições que lhe confere a Portaria nº 403, 2 zembro 2005, do

Leia mais

Natureza Código Especificação Desdobramento Fonte Da Receita

Natureza Código Especificação Desdobramento Fonte Da Receita Estado do Paraná Receita Segundo as s Folha: 1 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 2.574.264,10 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 149.757,54 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 138.373,14 1.1.1.2.00.00.00.00

Leia mais

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Módulo 10 - Resultado Primário e Resultado Nominal

Leia mais

Prestação de Contas. Prefeitura Municipal. Monte Santo de Minas. com. Saúde Pública. Janeiro a Dezembro de 2012

Prestação de Contas. Prefeitura Municipal. Monte Santo de Minas. com. Saúde Pública. Janeiro a Dezembro de 2012 Prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Monte Santo de Minas com Saúde Pública... Janeiro a Dezembro de 2012 1 DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS ARRECADADAS VALORES GERAIS ACUMULADOS DEMONSTRATIVOS DAS

Leia mais

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Governo Municipal de Parelhas Página : 0001 1000.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 1100.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1112.02.00.00.00 IMPOSTO SOBRE A PROPR IEDADE PREDIAL TERRIT 115.500,00 18.754,18 0,00

Leia mais

A fiscalização pelos Tribunais de

A fiscalização pelos Tribunais de DOI 10.5216/ia.v35i2.12676 A fiscalização pelos Tribunais de Contas de Goiás das receitas e despesas vinculadas à educação* Nicholas Davies, da Universidade Federal Fluminense Resumo: O artigo examinou,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO. 01 100 Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito

ESPECIFICAÇÃO. 01 100 Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito ANEXO II - A CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS ANO 2012 E 2013-2014 ORDENADO ANO 2012 00 100 Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 00 300 Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 01 100

Leia mais

de campos

de campos Quinta-feira, 23 de novembro de 2017 Ano III Edição nº 517 Página 1 de 6 SUMÁRIO PODER EXECUTIVO DE AMÉRICO DE CAMPOS 2 Contas Públicas e Instrumentos de Gestão Fiscal 2 Relatório Resumido da Execução

Leia mais

Prefeitura Municipal de Assis Exercicio de 2014 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Categoria Codigo Especificacao Desdobramento

Prefeitura Municipal de Assis Exercicio de 2014 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Categoria Codigo Especificacao Desdobramento 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 231.952.000,00 1100.00.00.00.00 Receita Tributaria 40.032.042,00 1110.00.00.00.00 Impostos 38.751.000,00 1112.00.00.00.00 Impostos sobre o Patrimonio e a Renda 24.911.000,00

Leia mais

4 GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FÍSICO FINANCEIRA

4 GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FÍSICO FINANCEIRA 4 GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FÍSICO FINANCEIRA O presente capítulo tem por objetivo mostrar panorama geral sobre os resultados da execução orçamentária e financeira da receita e da despesa dos Orçamentos Fiscal,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GANDU

PREFEITURA MUNICIPAL DE GANDU Anexo 1 da Lei 4.320/64 RECEITA E DESPESA - CATEGORIA ECONÔMICA # EXERCICIO DE 2013 RECEITA Valor Valor DESPESA Valor Valor 1-RECEITA CORRENTE 11-RECEITA TRIBUTÁRIA 13-RECEITA PATRIMONIAL 45,658,602.81

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE RECEITA BRUTA DE IMPOSTOS RECEITAS DO ENSINO 1. RECEITA DE IMPOSTOS 439.793.725,00 519.368.647,37 97.300.419,80 449.039.568,59 86,46 1.1- Receita Resultante do ICMS 352.668.725,00 407.786.079,26 80.105.839,11

Leia mais

RELATÓRIO À COMISSÃO MISTA DE QUE TRATA O ART. 166, 1 o, DA CONSTITUIÇÃO, PREVISTO NO ART. 77 DA LEI N o 11.439, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 LDO-2007

RELATÓRIO À COMISSÃO MISTA DE QUE TRATA O ART. 166, 1 o, DA CONSTITUIÇÃO, PREVISTO NO ART. 77 DA LEI N o 11.439, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 LDO-2007 RELATÓRIO À COMISSÃO MISTA DE QUE TRATA O ART. 166, 1 o, DA CONSTITUIÇÃO, PREVISTO NO ART. 77 DA LEI N o 11.439, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 LDO-2007 Julho/2007 SUMÁRIO 1. AVALIAÇÃO DAS RECEITAS E DESPESAS

Leia mais

Página: 1 de 8 23/01/2015 14:47

Página: 1 de 8 23/01/2015 14:47 Página: 1 de 8 1-RECEITAS DE IMPOSTOS RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) PREVISÃO PREVISÃO 4.563.250,00 4.563.250,00 1.072.219,54 5.951.109,36 130,41 1.1-Receita Resultante

Leia mais

MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF

MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF MODELO / SUGESTÃO PARA O RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS METAS DO TERCEIRO

Leia mais

PARECER DA UNIDADE DE CONTROLE INTERNO SOBRE AS CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCICIO 2012

PARECER DA UNIDADE DE CONTROLE INTERNO SOBRE AS CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCICIO 2012 PARECER DA UNIDADE DE CONTROLE INTERNO SOBRE AS CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCICIO 2012 ÓRGÃO : PREFEITURA MUNICIPAL PORTO ALEGRE DO NORTE/ MT CNPJ : 03.238.672/0001-28 ASSUNTO : CONTAS ANUAIS DE GESTÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO ABRIL 2015/ BIMESTRE MARÇOABRIL RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00 RECEITAS PREVISÃO

Leia mais

Estado do Parana Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Piraquara Meses 1-9 de 2013 - Anexo 2, da Lei 4.

Estado do Parana Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Piraquara Meses 1-9 de 2013 - Anexo 2, da Lei 4. Estado do Parana Receita Segundo as s Economicas Folha: 1 1000.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 111.573.836,21 1100.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 15.173.474,18 1110.00.00.00.00 IMPOSTOS 10.446.624,69 1112.00.00.00.00

Leia mais

Despesa Total do Município de Juiz de Fora (Lei Complementar Nº. 131/2009) Fevereiro/2015

Despesa Total do Município de Juiz de Fora (Lei Complementar Nº. 131/2009) Fevereiro/2015 ABONO FAMÍLIA RPPS 235,80 471,60 ABONO FAMÍLIA TESOURO 1.194,98 3.764,22 ABONO FAMÍLIA TESOURO/SAÚDE 602,60 1.100,40 APOSENTADORIAS RPPS 6.137.503,82 12.205.831,12 AUXÍLIO FARDAMENTO TESOURO 658,08 658,08

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/08/2011 a 31/08/2011 18/10/2011 10:03:48

Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/08/2011 a 31/08/2011 18/10/2011 10:03:48 Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 871.896,14 7.105.194,18 11 Receita Tributária 15.190,79 116.474,16 111 Impostos 14.948,39

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE P P A PLANO PLURIANUAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE P P A PLANO PLURIANUAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR SEVERIANO P P A PLANO PLURIANUAL QUADRIÊNIO 2014 a 2017 ADMINISTRAÇÃO: Carlos Alberto Jacome de Aquino Prefeito Municipal Prefeitura Municipal

Leia mais

CLASSIFICADOR DE RECEITA E DESPESA

CLASSIFICADOR DE RECEITA E DESPESA CLASSIFICADOR DE RECEITA E DESPESA Exercício 2015 Gerado em Agosto/2015 CLASSIFICAÇÃO QUANTO A NATUREZA DA RECEITA CLASSIFICAÇÕES DA RECEITA As Receitas Públicas são classificadas sob diversos aspectos

Leia mais

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO.

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO. Diário Oficial Ano: 2 Edição: 231 Páginas: 40 Atos Oficiais Decreto - Nº 0532/2014 Portaria - Nº 0054/2014 Contas Públicas Balanço Orçamentário - BALANÇO Índice do diário Atos Oficiais Decreto Nº 0532/2014

Leia mais

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015 Edição N 385

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015 Edição N 385 CONSÓRCIO JACUÍPE CNPJ: 16.749.050/0001-06 Rua Manoel Gonçalves, 45, Centro 44.610-000 Pintadas Bahia cdsjacuipe@yahoo.com.br AVISO DE LICITAÇÃO CONSÓRCIO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO BACIA

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DE CONTAGEM - MG

DIÁRIO OFICIAL DE CONTAGEM - MG Diário Oficial de Contagem-Ano 25 Edição 3795 Contagem, 1 de fevereiro de 2016 Página 1 de 122 Atos do Executivo DECRETO nº 637, de 28 de janeiro de 2016. Regulamenta a Lei nº 3.506, de 10 de janeiro de

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Vitória

Prefeitura Municipal de Santa Vitória Estado de Minas Gerais 000 - CONSOLIDADO Período: 01-02-2015 a 28-02-2015 01021 25-03-2015 10:43:32 1.0.0.0.00.00.00 Receitas Correntes 104.781.529,32 7.967.161,22 17.057.545,28 1.1.0.0.00.00.00 Receita

Leia mais

COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP

COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP Porto Velho, Março 2007. COMUNICADO MODIFICAÇÕES NO PLANO DE CONTAS SIGAP Com o objetivo de manter a uniformização do Plano de Contas dos órgãos e entidades municipais, o qual é parte integrante do Sistema

Leia mais