ESPECIFICAÇÃO Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPECIFICAÇÃO. 01 100 Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito"

Transcrição

1 ANEXO II - A CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS ANO 2012 E ORDENADO ANO Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito Cota-Parte do ICMS Devida aos Municípios Cota-Parte do IPVA Devida aos Municípios Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Proteção ao Consumidor Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Proteção ao Consumidor Taxas Vinculadas ao Departamento Estadual de Trânsito Taxas Vinculadas ao Departamento Estadual de Trânsito - exerc Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios Recursos Vinculados ao Fundo de Manut e Desenv da Educação Básica e de Valoriz dos Profissionais da Educação Recursos Vinculados ao Fundo de Manut e Desenv da Educação Básica e de Valoriz dos Profissionais da Educação Cota-Parte do Salário Educação Cota-Parte do Salário Educação Indenizações pela Extr de Óleo Bruto, Xisto Betuminoso e Gás, Utiliz de Rec Hídricos e Explor de Rec Minerais Indenizações pela Extr de Óleo Bruto, Xisto Betuminoso e Gás, Utiliz de Recursos Hídricos e Explor de Rec Minerais Taxas e Multas Vinc à Agência Estadual de Regul de Serv Públicos de Energia, Transporte e Comunicação da Bahia Taxas e Multas Vinc à Agência Estadual de Regul de Serv Públicos de Energia, Transporte e Comunicação da Bahia Contribuições do Fundo Nacional de Assistência Social Contribuições do Fundo Nacional de Assistência Social Contribuições do Fundo Nacional de Atendimento à Criança e ao Adolescente Contribuições do Fundo Nacional de Atendimento à Criança e ao Adolescente

2 Recursos Diretamente Arrecadados por Órgãos da Administração Direta Recursos Diretamente Arrecadados por Órgãos da Administração Direta Recursos Diretamente Arrecadados - Prohabit Recursos Diretamente Arrecadados - Prohabit Recursos Vinculados à Educação Recursos Vinculados à Educação Rec do Programa de Consolid do Equilíbrio Fiscal para o Desenvolvimento do Estado da Bahia - Lei nº / Rec do Programa de Consolid do Equilíbrio Fiscal para o Desenvolvimento do Estado da Bahia - Lei nº / Taxas Vinculadas ao Fundo Especial de Aperfeiçoamento dos Serviços Policiais Taxas Vinculadas ao Fundo Especial de Aperfeiçoamento dos Serviços Policiais!" # $% & ' " "!" # $% & ' " " Contribuições de Intervenção do Domínio Econômico - Estado Contribuições de Intervenção do Domínio Econômico Estado Contribuições de Intervenção do Domínio Econômico - Município ( Taxas e Multas Vinculadas à Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia Taxas e Multas Vinculadas a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia Remuneração de Depósitos Bancários de Convênios com a União - Adm. Direta (inativa desde abril/2011) Remuneração de Depósitos Bancários de Convênios com a União - Adm. Direta (inativa desde abril/2011) Taxas Vinculadas ao Poder Judiciário ) Taxas Vinculadas ao Poder Judiciário ) Operações de Crédito Internas em Moeda Adm Direta Operações de Crédito Internas em Moeda Adm Direta Contribuições do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Contribuições do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Operações de Crédito Internas em Bens e/ou Serviços Adm Direta Operações de Crédito Internas em Bens e/ou Serviços Adm Direta Operações de Crédito Externas em Moeda BIRD Adm Direta Operações de Crédito Externas em Moeda - BIRD Adm Direta-

3 Operações de Crédito Externas em Moeda Adm Direta Operações de Crédito Externas em Moeda Adm Direta- exec Recursos de Alienação de Bens - Adm. Direta Recursos de Alienação de Bens - Adm. Direta Recursos Vinculados ao Fundo do Meio Ambiente da Bahia Recursos Vinculados ao Fundo do Meio Ambiente da Bahia exerc Recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza Recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza Recursos Destinados a Programa de Investimento Recursos Destinados a Programa de Investimento Recursos Vinculados às Ações e Serviços Públicos de Saúde * Recursos Vinculados às Ações e Serviços Públicos de Saúdeexerc Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Direta * ( Outras Transferências - Adm. Direta Outras Transferências - Adm. Direta Restituição de Recursos Oriundos de Operação de Crédito Restituição de Recursos Oriundos de Operação de Crédito Recursos Vinculados ao Fundo de Defesa Sanitária Vegetal Recursos Vinculados ao Fundo de Defesa Sanitária Vegetal Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais Adm. Direta +

4 Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais Adm. Direta Taxas e Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Saúde Taxas e Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Saúde exerc Recursos de Utilização Exclusiva na Reserva de Contingência Recursos Diretamente Arrecadados por Entidades da Administração Indireta Recursos Diretamente Arrecadados por Entidades da Administração Indireta Contribuição para o Plano de Previdência Social do Servidor Contribuição para o Plano de Previdência Social do Servidor Contribuições para o Plano de Saúde do Servidor Contribuições para o Plano de Saúde do Servidor Recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos da Bahia Recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos da Bahia Recursos Integralizados ao Fundo de Desenvolvimento Social e Econômico Recursos Integralizados ao Fundo de Desenvolvimento Social e Econômico Recursos pelo Fornecimento de Água Bruta de Reservatórios Recursos pelo Fornecimento de Água Bruta de Reservatórios Recursos Vinculados ao Desenvolvimento do Desporto - Lei nº 9.615/ Recursos Vinculados ao Desenvolvimento do Desporto - Lei nº 9.615/ Fundo Nacional de Saúde - Convênio, Fundo Nacional de Saúde Convênio, Fundo Nacional de Saúde - SUS - Receita de Prestação de Serviços de Saúde Fundo Nacional de Saúde - SUS - Receita de Prestação de Serviços de Saúde Transferências do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde Transferências do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde Recursos do Fundo de Cultura da Bahia - Estado Cota-Parte do Fundo de Cultura da Bahia Devida aos Municípios (

5 Recursos do Fundo de Cultura da Bahia - Estado Operações de Crédito Internas em Moeda-Adm Indireta Operações de Crédito Internas em Bens e/ou Serviços- Adm Indireta Operações de Crédito Externas em Bens e/ou Serviços-Adm Indireta Operações de Crédito Externas em Moeda-Adm Indireta Recursos de Alienação de Bens Adm. Indireta Recursos de Alienação de Bens Adm. Indireta Receitas de Capitalização para o Plano de Previdência Social do Servidor Receitas de Capitalização para o Plano de Previdência Social do Servidor Recursos do Fundo Previdenciário dos Servidores Públicos do Estado da Bahia Recursos do Fundo Previdenciário dos Servidores Públicos do Estado da Bahia Remuneração de Depósitos Bancários de Convênios com a União - Adm. Indireta (inativa desde abril/2011) Contribuições do Fundo de Investimento Econômico e Social da Bahia - Estado Cota-Parte do Fundo de Investimento Econômico e Social da Bahia Devida aos Municípios Contribuições do Fundo de Investimento Econômico e Social da Bahia - Estado Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Indireta ( Transferências de Entidades Privadas Nacionais - Adm. Indireta Transferências de Entidades Privadas Nacionais - Adm. Indireta Transferências de Entidades Privadas Internacionais - Adm. Indireta

6 Transferências de Entidades Privadas Internacionais - Adm. Indireta Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais - Adm. Indireta Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais- Adm. Indireta Outras Transferências - Adm. Indireta Outras Transferências - Adm. Indireta Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção Básica Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção Básica Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção de MAC Ambulatorial e Hospitalar Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção de MAC Ambulatorial e Hospitalar Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Vigilância em Saúde Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Vigilância em Saúde Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Assistência Farmacêutica Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Assistência Farmacêutica * *,, Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Gestão do SUS Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Gestão do SUS Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Investimentos na Rede de Serviços SUS Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Investimentos na Rede de Serviços SUS 119 Recursos Vinculados ao Fundo de Promoção do Trabalho Decente 319 Recursos Vinculados ao Fundo de Promoção do Trabalho Decente - Também chamado de Recursos Livres

7 ANEXO II - B CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS ANO 2012 E ORDENADO ANO Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito Cota-Parte do ICMS Devida aos Municípios Cota-Parte do IPVA Devida aos Municípios Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Proteção ao Consumidor Taxas Vinculadas ao Departamento Estadual de Trânsito Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios Recursos Vinculados ao Fundo de Manut e Desenv da Educação Básica e de Valoriz dos Profissionais da Educação Cota-Parte do Salário Educação Indenizações pela Extr de Óleo Bruto, Xisto Betuminoso e Gás, Utiliz de Rec Hídricos e Explor de Rec Minerais Taxas e Multas Vinc à Agência Estadual de Regul de Serv Públicos de Energia, Transporte e Comunicação da Bahia Contribuições do Fundo Nacional de Assistência Social Contribuições do Fundo Nacional de Atendimento à Criança e ao Adolescente Recursos Diretamente Arrecadados por Órgãos da Administração Direta Recursos Vinculados à Educação Rec do Programa de Consolid do Equilíbrio Fiscal para o Desenvolvimento do Estado da Bahia - Lei nº / Taxas Vinculadas ao Fundo Especial de Aperfeiçoamento dos Serviços Policiais!" # $% & ' " " Contribuições de Intervenção do Domínio Econômico - Estado Contribuições de Intervenção do Domínio Econômico - Município ( 119 Recursos Vinculados ao Fundo de Promoção do Trabalho Decente Taxas Vinculadas ao Poder Judiciário ) Operações de Crédito Internas em Moeda Adm Direta Contribuições do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Operações de Crédito Internas em Bens e/ou Serviços Adm Direta Operações de Crédito Externas em Moeda BIRD Adm Direta

8 Operações de Crédito Externas em Moeda Adm Direta Recursos de Alienação de Bens - Adm. Direta Recursos Vinculados ao Fundo do Meio Ambiente da Bahia Recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza Recursos Destinados a Programa de Investimento Recursos Vinculados às Ações e Serviços Públicos de Saúde * Remuneração de Depósitos Bancários de Convênios com a União - Adm. Direta (inativa desde abril/2011) Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Direta Outras Transferências - Adm. Direta Restituição de Recursos Oriundos de Operação de Crédito Recursos Vinculados ao Fundo de Defesa Sanitária Vegetal Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais Adm. Direta Taxas e Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Saúde Recursos de Utilização Exclusiva na Reserva de Contingência Recursos Diretamente Arrecadados - Prohabit Taxas e Multas Vinculadas à Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia Recursos do Fundo de Cultura da Bahia - Estado Cota-Parte do Fundo de Cultura da Bahia Devida aos Municípios ( Contribuições do Fundo de Investimento Econômico e Social da Bahia - Estado Cota-Parte do Fundo de Investimento Econômico e Social da Bahia Devida aos Municípios Recursos Diretamente Arrecadados por Entidades da Administração Indireta ( Recursos de Alienação de Bens Adm. Indireta Remuneração de Depósitos Bancários de Convênios com a União - Adm. Indireta (inativa desde abril/2011) Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Indireta

9 Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Indireta Outras Transferências - Adm. Indireta Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais - Adm. Indireta Contribuição para o Plano de Previdência Social do Servidor Contribuições para o Plano de Saúde do Servidor Recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos da Bahia Recursos Integralizados ao Fundo de Desenvolvimento Social e Econômico Recursos pelo Fornecimento de Água Bruta de Reservatórios Recursos Vinculados ao Desenvolvimento do Desporto - Lei nº 9.615/ Fundo Nacional de Saúde - Convênio, Fundo Nacional de Saúde - SUS - Receita de Prestação de Serviços de Saúde Transferências do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde Operações de Crédito Internas em Moeda-Adm Indireta Operações de Crédito Internas em Bens e/ou Serviços- Adm Indireta Operações de Crédito Externas em Bens e/ou Serviços-Adm Indireta Operações de Crédito Externas em Moeda-Adm Indireta Receitas de Capitalização para o Plano de Previdência Social do Servidor Recursos do Fundo Previdenciário dos Servidores Públicos do Estado da Bahia Transferências de Entidades Privadas Nacionais - Adm. Indireta Transferências de Entidades Privadas Internacionais - Adm. Indireta Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção Básica Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção de MAC Ambulatorial e Hospitalar Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Vigilância em Saúde Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Assistência Farmacêutica *, Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Gestão do SUS

10 Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Investimentos na Rede de Serviços SUS Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro Recursos Ordinários de Contrapartida de Convênios e Operações de Crédito Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Proteção ao Consumidor Taxas Vinculadas ao Departamento Estadual de Trânsito - exerc Recursos Vinculados ao Fundo de Manut e Desenv da Educação Básica e de Valoriz dos Profissionais da Educação Cota-Parte do Salário Educação Indenizações pela Extr de Óleo Bruto, Xisto Betuminoso e Gás, Utiliz de Recursos Hídricos e Explor de Rec Minerais Taxas e Multas Vinc à Agência Estadual de Regul de Serv Públicos de Energia, Transporte e Comunicação da Bahia Contribuições do Fundo Nacional de Assistência Social Contribuições do Fundo Nacional de Atendimento à Criança e ao Adolescente Recursos Diretamente Arrecadados por Órgãos da Administração Direta Recursos Vinculados à Educação Rec do Programa de Consolid do Equilíbrio Fiscal para o Desenvolvimento do Estado da Bahia - Lei nº / Taxas Vinculadas ao Fundo Especial de Aperfeiçoamento dos Serviços Policiais Contribuições de Intervenção do Domínio Econômico Estado 319 Recursos Vinculados ao Fundo de Promoção do Trabalho Decente -!" # $% & ' " " Taxas Vinculadas ao Poder Judiciário ) Operações de Crédito Internas em Moeda Adm Direta Contribuições do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Operações de Crédito Internas em Bens e/ou Serviços Adm Direta Operações de Crédito Externas em Moeda - BIRD Adm Diretaexerc Operações de Crédito Externas em Moeda Adm Direta- exec Recursos de Alienação de Bens - Adm. Direta Recursos Vinculados ao Fundo do Meio Ambiente da Bahia exerc

11 Recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza Recursos Destinados a Programa de Investimento Recursos Vinculados às Ações e Serviços Públicos de Saúdeexerc Remuneração de Depósitos Bancários de Convênios com a União - Adm. Direta (inativa desde abril/2011) Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Direta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Direta * ( Outras Transferências - Adm. Direta Restituição de Recursos Oriundos de Operação de Crédito Recursos Vinculados ao Fundo de Defesa Sanitária Vegetal Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais Adm. Direta Taxas e Multas Vinculadas ao Fundo Estadual de Saúde exerc Recursos Diretamente Arrecadados - Prohabit Taxas e Multas Vinculadas a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia Recursos do Fundo de Cultura da Bahia - Estado Contribuições do Fundo de Investimento Econômico e Social da Bahia - Estado Recursos Diretamente Arrecadados por Entidades da Administração Indireta Recursos de Alienação de Bens Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Federais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Estaduais - Adm. Indireta Transferências Voluntárias de Órgãos e Entidades Municipais - Adm. Indireta Outras Transferências - Adm. Indireta Transferências de Órgãos e Fundos Internacionais- Adm. Indireta +

12 Contribuição para o Plano de Previdência Social do Servidor Contribuições para o Plano de Saúde do Servidor Recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos da Bahia Recursos Integralizados ao Fundo de Desenvolvimento Social e Econômico Recursos pelo Fornecimento de Água Bruta de Reservatórios Recursos Vinculados ao Desenvolvimento do Desporto - Lei nº 9.615/ Fundo Nacional de Saúde Convênio, Fundo Nacional de Saúde - SUS - Receita de Prestação de Serviços de Saúde Transferências do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde Receitas de Capitalização para o Plano de Previdência Social do Servidor Recursos do Fundo Previdenciário dos Servidores Públicos do Estado da Bahia Transferências de Entidades Privadas Nacionais - Adm. Indireta Transferências de Entidades Privadas Internacionais - Adm. Indireta Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção Básica Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Atenção de MAC Ambulatorial e Hospitalar Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Vigilância em Saúde Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Assistência Farmacêutica Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Gestão do SUS Recursos Vinculados Transferências SUS Bl Investimentos na Rede de Serviços SUS *, Também chamado de Recursos Livres

306 Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios - exerc ant

306 Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios - exerc ant ANEXO II - A CLASSIFICAÇÃO DAS S DE RECURSOS (ordenada Siplan) 00 (1) 100 (1) Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 300 (1) Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro - exerc ant 01 (1) 100

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 039/2014

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 039/2014 Conteúdo 1. Objetivo...2 2. Procedimento...2 A. Abertura da Despesa Centralizadora x Executora(s): validação do orçamento registrado na unidade centralizadora e nas unidades executoras....2 I. Verificar

Leia mais

CONFERÊNCIA DE ABERTURAS DA RECEITA, DESPESA E PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA

CONFERÊNCIA DE ABERTURAS DA RECEITA, DESPESA E PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA 1. Objetivo Estabelecer procedimentos para conferência das aberturas da receita, despesa e programação financeira, por meio das respectivas funcionalidades Abertura da Receita ABR, Abertura da Despesa

Leia mais

A. ABERTURA DA DESPESA:...

A. ABERTURA DA DESPESA:... SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Procedimentos... 3 A. ABERTURA DA DESPESA:... 3 Centralizadora x Executora(s): validação do orçamento registrado na unidade centralizadora e nas unidades executoras (exclusivo

Leia mais

Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA

Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA Governo do Estado de Rondônia GOVERNADORIA DECTRETO N. 17.49 DE 17 DE JANEIRO DE 213. Estabelece o Desdobramento das Receitas Previstas para 213 em Metas Mensais e Bimestrais de Arrecadação e o Cronograma

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Sistema Integrado para Administração Financeira Demonstrativo da Natureza da Receita

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Sistema Integrado para Administração Financeira Demonstrativo da Natureza da Receita 10000000 - Receitas Correntes 2.522.649 11000000 - Receita Tributária 1.189.311 11100000 - Impostos 1.146.680 11120000 - Impostos sobre o Patrimônio e a Renda - IRPF e IRPJ 137.496 11120400 - Imposto sobre

Leia mais

A - Codificação e discriminação da aplicação e fonte de recursos

A - Codificação e discriminação da aplicação e fonte de recursos A - Codificação e discriminação da aplicação e fonte de recursos APLICAÇÕES DA RECEITA DESCRIÇÃO 01 Pessoal e Encargos Sociais 03 Outras Despesas Correntes 04 Despesas de Capital 08 Orçamento Participativo

Leia mais

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso

Pará Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 Receitas por fonte de recurso ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado Página : 001 1112.02.00.00.00 Imposto sobre a Propriedade Predial Territorial Urbana PMM 010100-Impostos 4.478.307,22 4.478.307,22 SDU 010100-Impostos 1.263,19

Leia mais

MANUAL DE ORÇAMENTO PÚBLICO _ MOP

MANUAL DE ORÇAMENTO PÚBLICO _ MOP Superintendência de Orçamento Público MANUAL DE ORÇAMENTO PÚBLICO _ MOP ANEXO VII _ CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS Versão 2011 1 ANEXO VII CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS CLASSIFICAÇÃO POR TIPO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - EDUCAÇÃO APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU 134.000,00 IRRF

Leia mais

PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 15 REPÚBLICA F Novembro EDERATIVA DO BRASIL PORTARIA Nº 492, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O SECRETÁRIO-ADJUNTO DO TESOURO NACIONAL, no uso das atribuições que lhe confere a Portaria nº 403, 2 zembro 2005, do

Leia mais

Anexo 10 - Lei 4320. Comparativo da Receita Orçada com a Arrecadada

Anexo 10 - Lei 4320. Comparativo da Receita Orçada com a Arrecadada Comparativo da Receita com a Página: 1 RECEITAS CORRENTES 674.366.087,90 666.554.556,93 7.811.530,97 RECEITA TRIBUTARIA 500.00 1.034.446,27 534.446,27 TAXAS 500.00 1.034.446,27 534.446,27 TAXA PELA PRESTAÇÃO

Leia mais

Comparativo da Receita Orçada com a Realizada

Comparativo da Receita Orçada com a Realizada RECURSOS ORDINÁRIOS 19.329.913.000,00 20.856.749.535,68 1.526.836.535,68 10000000 RECEITAS CORRENTES 18.324.050.000,00 20.113.598.589,39 1.789.548.589,39 11000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 11.910.090.000,00 13.360.706.017,65

Leia mais

Contabilidade Básica do Terceiro Setor. Benildo Rocha Costa

Contabilidade Básica do Terceiro Setor. Benildo Rocha Costa Contabilidade Básica do Terceiro Setor Benildo Rocha Costa O que é o terceiro setor? Terceiro Setor é um termo usado para fazer referência ao conjunto de sociedades privadas ou associações que atuam no

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015.

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. Torna público o Relatório Resumido da Execução Orçamentária da Administração Direta e Indireta, relativo aos meses de

Leia mais

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada Comparativo Receita Orçada / 1000000000 RECEITAS CORRENTES 2.559.915.741,00 2.315.164.067,05 244.751.673,95 1100000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 653.441.115,00 532.491.940,91 120.949.174,09 1110000000 IMPOSTOS

Leia mais

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A DEZEMBRO 2014/ BIMESTRE NOVEMBRODEZEMBRO RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Fundo Especiais Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Facilitador : Toribio Nogueira de Carvalho Contador, Pós-Graduado em Contabilidade Pública Fundos Especiais Organização e estrutura de mecanismo financeiro,

Leia mais

PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº

PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº PREFEITURA MUNIC DE URANIA AVENIDA BRASIL Nº 390 46611117/0001-02 Montante da Receita Prevista para o Exercício Desdobrada por Classificação Econômica Orçamento Programa Anexo X - Exercício de 2011 Código

Leia mais

NOTA CONASEMS Regras para utilização dos recursos transferidos fundo a fundo

NOTA CONASEMS Regras para utilização dos recursos transferidos fundo a fundo NOTA CONASEMS Regras para utilização dos recursos transferidos fundo a fundo O Financiamento da Saúde, de acordo com a Constituição Federal de 1988, é responsabilidade das três esferas de Governo, com

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ACARAPE Liberação de Recursos da União - Lei 9452/97 Período: (01/02/2015 a 28/02/2015)

PREFEITURA MUNICIPAL DE ACARAPE Liberação de Recursos da União - Lei 9452/97 Período: (01/02/2015 a 28/02/2015) SECRETARIA DE ADMINISTRACAO E FINANCAS 03020003 03/02/205 Or. 72.09.03.00.00 Cota-Parte do Simples Nacional - L.C. Nº 23/06 SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL - STN/MF 2,99 Débito SNA - SIMPLES NACIONAL 7378-9

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso Detalha da Receita com Destinação de Recurso 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 9.720.720.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 122.300.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

MUNICÍPIO DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 1.776.613,21 1.776.613,21 01031 Ação Legislativa 1.776.613,21 1.776.613,21 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO : PCP 06/00076210 UNIDADE : Município de BALNEÁRIO CAMBORIÚ RESPONSÁVEL : Sr. RUBENS SPERNAU - Prefeito

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº 261/2014 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Contadoria Geral do Estado

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Contadoria Geral do Estado 11120431 Imposto de Renda Retido nas Fontes sobre os Rendimentos do Trabalho 00 2.885.556.099,44 11120434 Imposto de Renda Retido nas Fontes sobre outros Rendimentos 00 205.497.947,46 11120501 Cota-Parte

Leia mais

Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002

Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002 Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002 Dispõe sobre a classificação orçamentária por natureza de receita para aplicação no âmbito da União. O SECRETÁRIO DE ORÇAMENTO FEDERAL, no uso das atribuições

Leia mais

EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS

EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS FISCAIS EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS Brasília 2006 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO,

Leia mais

PORTO ALEGRE DIÁRIO OFICIAL EXECUTIVO 2ª EDIÇÃO 2ª EDIÇÃO DE 29/12/06 LEIS E DECRETOS

PORTO ALEGRE DIÁRIO OFICIAL EXECUTIVO 2ª EDIÇÃO 2ª EDIÇÃO DE 29/12/06 LEIS E DECRETOS DIÁRIO OFICIAL DE PORTO ALEGRE Edição 2934 Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2006 2ª EDIÇÃO 1 DIÁRIO OFICIAL PORTO ALEGRE de divulgação Oficial do Município Ano XI Edição 2934 Sexta-feira, 29 de Dezembro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIOLANDIA Praca Antonio Levino, 470 45162864/0001-48 Montante da Receita Prevista para o Exercício Desdobrada por Classificação Econômica Orçamento Programa Anexo X - Exercício

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

LEI N. 6.565 /2015 (Reformula a Lei Municipal n. o 3.149/1994 e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA:

LEI N. 6.565 /2015 (Reformula a Lei Municipal n. o 3.149/1994 e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA: LEI N. 6.565 /2015 (Reformula a Lei Municipal n. o 3.149/1994 e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA: Art. 1º O Fundo Especial Municipal para o Corpo de Bombeiros Militar do

Leia mais

MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS - CONSOLIDADO GERAL. Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas para Projetos e Atividades

MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS - CONSOLIDADO GERAL. Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas para Projetos e Atividades Exercício de 01 LEGISLATIVA 4.6.00 29.444.00 33.600.00 01 031 AÇÃO LEGISLATIVA 4.6.00 29.444.00 33.600.00 01 031 05 Desenvolvimento Legislativo 4.6.00 29.444.00 33.600.00 ADMINISTRAÇÃO 7.698.00.0.50 1.7.50

Leia mais

CLASSIFICADOR DE RECEITA E DESPESA

CLASSIFICADOR DE RECEITA E DESPESA CLASSIFICADOR DE RECEITA E DESPESA Exercício 2015 Gerado em Agosto/2015 CLASSIFICAÇÃO QUANTO A NATUREZA DA RECEITA CLASSIFICAÇÕES DA RECEITA As Receitas Públicas são classificadas sob diversos aspectos

Leia mais

Financiamento da Saúde

Financiamento da Saúde Financiamento da Saúde Goiânia, 18 de junho de 2015. BASE LEGAL Constituição Federal Lei 8080 / 8142 Lei Complementar n. 141 (Regulamentação EC 29) EC 86 1 Linha do tempo do financiamento do SUS EC Nº

Leia mais

Da gestão, da aplicação, do controle e da fiscalização dos Fundos... 5

Da gestão, da aplicação, do controle e da fiscalização dos Fundos... 5 Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania Sedpac 2015 Apresentação Criado pela Lei nº 21.144, de 14 de janeiro de 2014, o Fundo Estadual dos Direitos do Idoso tem o objetivo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Macaíba

Prefeitura Municipal de Macaíba 1 RECEITAS CORRENTES 92.602.900 1.1 RECEITA TRIBUTÁRIA 6.727.548 1.1.1 IMPOSTOS 5.974.129 1.1.1.2 IMP. SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 3.224.960 1.1.1.2.02 IMP. S/PROP. TERR. PRED. URBANA - IPTU 1.079.975

Leia mais

PPA 2010 / 2013 Resumo por Função/Subfunção. 031 - Ação Legislativa 151.440

PPA 2010 / 2013 Resumo por Função/Subfunção. 031 - Ação Legislativa 151.440 Página:1/19 FUNÇÃO : 01 - Legislativa 151.440 031 - Ação Legislativa 151.440 Página:2/19 FUNÇÃO : 04 - Administração 1.204.940 122 - Administração Geral 1.117.758 126 - Tecnologia da Informação 58.263

Leia mais

ANEXO I NATUREZA DA RECEITA

ANEXO I NATUREZA DA RECEITA ANEXOS ANEXO I NATUREZA DA RECEITA 1000.00.00 RECEITAS CORRENTES 1100.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1110.00.00 IMPOSTOS 1112.00.00 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 1112.04.00 Imposto sobre a Renda e Proventos

Leia mais

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01 1 1.00.00.00.000000 10000 **** A T I V O **** 01 1 1.01.00.00.000000 10050 CIRCULANTE 01 1.01 1.01.01.00.000000 10100 DISPONIBILIDADES 01 1.01.01 1.01.01.01.000000 10150 CAIXA 01 1.01.01.01.00 1.01.01.02.000000

Leia mais

Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005

Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 Prefeitura Municipal de Coimbra Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/09/2005 a 30/09/2005 31/12/2005 16:20:56 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 437.605,02

Leia mais

CAPÍTULO I Da Receita

CAPÍTULO I Da Receita ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SALVADOR DO TOCANTINS SERIEDADE E TRABALHO Adm.: 2005/2008 Av. Afonso Pena, s/n Centro CEP. 77.368-000 Fone (63) 3396-1122 São Salvador do Tocantins TO.

Leia mais

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução.

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO FUnC RESOLUÇÃO 01/2010 FUnC Dispõe sobre o orçamento 2010 da FUnC. O Presidente da Fundação Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art.

Leia mais

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Prof. Cássio Marques da Silva 2015 TRIBUTOS Modalidades 1 MODALIDADES DE TRIBUTOS Como vimos tributo seria a receita do Estado, que pode estar ou não vinculada a uma contra-prestação. Entretanto existem

Leia mais

1. DEFINIÇÃO, COMPOSIÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VIGÊNCIA DO FUNDEB

1. DEFINIÇÃO, COMPOSIÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VIGÊNCIA DO FUNDEB 1. DEFINIÇÃO, COMPOSIÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VIGÊNCIA DO FUNDEB 1.1 O que é o Fundeb? 1.2 Quais os recursos que compõem o Fundeb? 1.3 O Fundeb é Federal, Estadual ou Municipal? 1.4 Qual a vigência do Fundeb?

Leia mais

FONTE ESPECIFICAÇÃO VALOR. 100 Recursos Ordinários do Tesouro Estadual 2.179.970.418,00

FONTE ESPECIFICAÇÃO VALOR. 100 Recursos Ordinários do Tesouro Estadual 2.179.970.418,00 RECURSOS DO TESOURO FISCAL + SEGURIDADE 100 Recursos Ordinários do Tesouro Estadual 2.179.970.418,00 101 Recursos de Incentivos Concedidos Relativos à Indústria, Comércio e Correlatos 41.888.253,00 103

Leia mais

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO.

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO. Diário Oficial Ano: 2 Edição: 231 Páginas: 40 Atos Oficiais Decreto - Nº 0532/2014 Portaria - Nº 0054/2014 Contas Públicas Balanço Orçamentário - BALANÇO Índice do diário Atos Oficiais Decreto Nº 0532/2014

Leia mais

Natureza Código Especificação Desdobramento Fonte Da Receita

Natureza Código Especificação Desdobramento Fonte Da Receita Estado do Paraná Receita Segundo as s Folha: 1 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 2.574.264,10 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 149.757,54 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 138.373,14 1.1.1.2.00.00.00.00

Leia mais

Tributos em espécie. Impostos, taxas, contribuições de melhoria, empréstimos compulsórios e contribuições especiais

Tributos em espécie. Impostos, taxas, contribuições de melhoria, empréstimos compulsórios e contribuições especiais Tributos em espécie Impostos, taxas, contribuições de melhoria, empréstimos compulsórios e contribuições especiais 1 Espécies tributárias Impostos Taxas De polícia De serviço Contribuição de melhoria Empréstimo

Leia mais

Prefácio à 21a edição, xxvii Prefácio à 20a edição, xxix Prefácio à 19a edição, xxxi Prefácio à 1a edição, xxxiii PARTE I - DIREITO FINANCEIRO, 1

Prefácio à 21a edição, xxvii Prefácio à 20a edição, xxix Prefácio à 19a edição, xxxi Prefácio à 1a edição, xxxiii PARTE I - DIREITO FINANCEIRO, 1 Prefácio à 21a edição, xxvii Prefácio à 20a edição, xxix Prefácio à 19a edição, xxxi Prefácio à 1a edição, xxxiii PARTE I - DIREITO FINANCEIRO, 1 1 INTRODUÇÃO, 3 1.1 Conceito de atividade financeira do

Leia mais

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte SEMINÁRIO NACIONAL DO ESPORTE EM CONSTRUÇÃO: SISTEMAS PÚBLICOS NACIONAIS E MODELOS ESPORTIVOS INTERNACIONAIS Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte Prof. Dr.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAQUAREMA RUA CORONEL MADUREIRA 77 - CNPJ:32147670/0001-21

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAQUAREMA RUA CORONEL MADUREIRA 77 - CNPJ:32147670/0001-21 Página 1 PODER 01 PODER LEGISLATIVO ORGÃO 01 CAMARA MUNICIPAL DE SAQUAREMA UNIDADE 01 CAMARA MUNICIPAL DE SAQUAREMA 01 Legislativa 6.436.730,49 01 031 Ação Legislativa 6.436.730,49 01 031 0079 GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

RESULTADOS DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA TRIBUTAÇÃO (SET)

RESULTADOS DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA TRIBUTAÇÃO (SET) RESULTADOS DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA TRIBUTAÇÃO (SET) Elaborado pelo Sindicato dos Auditores Fiscais do Tesouro do Estado do RN SINDIFERN O presente

Leia mais

Projeto FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento e Finanças do Estado da Bahia. Assunto PAGAMENTO DE RESTOS A PAGAR - 2013 - ETAPAS 3 e 4

Projeto FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento e Finanças do Estado da Bahia. Assunto PAGAMENTO DE RESTOS A PAGAR - 2013 - ETAPAS 3 e 4 FIPLAN-BA Conteúdo 1. Âmbito de Aplicação... 2 2. Objetivo... 2 3. Etapas... 2 4. Condições Necessárias para Etapa 3... 3 5. Resumo de ações de adequação dos saldos e pagamento dos RP a serem realizadas

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU DESTINAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA - APLICÁVEL PARA O EXERCÍCIO DE 2012 CODIFICAÇÃO UTILIZADA PARA CONTROLE DAS

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO PCP 08/00199278 UNIDADE Município de Joinville RESPONSÁVEL Sr. Marco Antonio Tebaldi - Prefeito Municipal

Leia mais

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família,

Leia mais

Prestação de Contas. Prefeitura Municipal. Monte Santo de Minas. com. Saúde Pública. Janeiro a Dezembro de 2012

Prestação de Contas. Prefeitura Municipal. Monte Santo de Minas. com. Saúde Pública. Janeiro a Dezembro de 2012 Prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Monte Santo de Minas com Saúde Pública... Janeiro a Dezembro de 2012 1 DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS ARRECADADAS VALORES GERAIS ACUMULADOS DEMONSTRATIVOS DAS

Leia mais

PDF created with FinePrint pdffactory trial version http://www.pdffactory.com

PDF created with FinePrint pdffactory trial version http://www.pdffactory.com 01 Legislativa 031 Ação Legislativa 0023 DIVULGAÇÃO OFICIAL 5.600.00 179.000.00 184.600.00 0025 EDIFICAÇÕES PÚBLICAS 2.000.00 2.000.00 0014 DEFESA DO INTERESSE PÚBLICO NO PROCESSO JUDICIÁRIO 6.000.00 5.000.00

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 2.678, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012 Estima a Receita e fixa a Despesa do Estado para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que a Assembleia

Leia mais

Mensagem nº 72/2014. Salvador, 30 de setembro de 2014. Senhor Presidente,

Mensagem nº 72/2014. Salvador, 30 de setembro de 2014. Senhor Presidente, Mensagem nº 72/2014. Salvador, 30 de setembro de 2014. Senhor Presidente, Tenho a honra de encaminhar a Vossa Excelência, para a apreciação dessa augusta Assembleia Legislativa, o anexo Projeto de Lei

Leia mais

Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos

Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos Programa de Modernização Administração Tributária e Gestão dos Setores Sociais Básicos Município: - UF RAC Número: / Período: / / a / / ÍNDICE I - IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO 4 II - GERENCIAMENTO DO PROJETO

Leia mais

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza ATIVO Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza 1.0.0.0.0.00.00.00 ATIVO 1.1.0.0.0.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1.0.0.00.00.00 1.1.1.1.0.00.00.00 1.1.1.1.1.00.00.00 1.1.1.1.1.01.00.00 CAIXA

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER TESOURO ANO DE APLICAÇÃO OUTRAS FONTES INVESTIMENTO DAS ESTATAIS TOTAL TOTAL 1. PODER EXECUTIVO 27.077.936.019 7.531.552.666 2.360.538.563 36.970.027.248 115.631.082.846 1.1. ORÇAMENTO FISCAL 19.037.128.944

Leia mais

Atividade Financeira do Estado

Atividade Financeira do Estado Atividade Financeira do Estado O Estado desenvolve atividades políticas, econômicas, sociais, administrativas, financeiras, educacionais, policiais, com a finalidade de regular a vida humana na sociedade,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000 PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO Rua Professora Maria Coeli Franco, 13 - CNPJ nº 18.602.037/0001-55 CEP: 38.800-000 LEI N 2.076, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. ESTABELECE PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA, ESTIMANDO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE GUABIRABA PE Palácio Municipal Dr. Franklin Farias Neves

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE GUABIRABA PE Palácio Municipal Dr. Franklin Farias Neves L E I N º 2 7 6 / 2 0 1 3..... ( L O A ) EMENTA: Dispõe sobre o Orçamento Fiscal do Município da Barra de Guabiraba, para o exercício financeiro de 2014 e da outras providencias. O PREFEITO CONSTITUCIONAL

Leia mais

4 GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FÍSICO FINANCEIRA

4 GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FÍSICO FINANCEIRA 4 GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FÍSICO FINANCEIRA O presente capítulo tem por objetivo mostrar panorama geral sobre os resultados da execução orçamentária e financeira da receita e da despesa dos Orçamentos Fiscal,

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO

TRIBUTAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO TRIBUTAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO VANTAGENS: SIMPLICIDADE HOMOGENEIDADE VINCULAÇÃO DA RECEITA À IMPLEMENTAÇÃO E MELHORIA DO PARQUE ELÉTRICO NÃO TINHA FINS ESTRITAMENTE ARRECADATÓRIOS DEPOIS DA CONSTITUIÇÃO

Leia mais

Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS

Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS Por Otoni Gonçalves Guimarães Natal- RN, 18 de junho de 2015 1 DESAFIO Equilíbrio Financeiro e Atuarial Pressuposto Básico Existência de recursos (ativos) suficientes

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências.

LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências. LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que

Leia mais

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 1.749-C DE 2011

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 1.749-C DE 2011 REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 1.749-C DE 2011 Autoriza o Poder Executivo a criar a empresa pública denominada Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares EBSERH; acrescenta dispositivos ao Decreto-Lei

Leia mais

DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996

DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996 DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996 Dispõe sobre a Instituição da Autarquia Estadual, Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas - IPAAM, aprova seu Regimento interno e dá outras providências. O

Leia mais

Prefeitura Municipal de Martinópole Liberação de Recursos da União - Lei 9452/97 Período: (01/04/2013 a 30/04/2013)

Prefeitura Municipal de Martinópole Liberação de Recursos da União - Lei 9452/97 Período: (01/04/2013 a 30/04/2013) 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINOPOLE 01040001 01/04/2013 Or. 1721.22.30.00.00 Cota-parte Royalties - Compensação Financeira pela Produção SECRETARIA de Petróleo DO TESOURO - Lei nº NACIONAL 7.990/89 1.015,77

Leia mais

Histórico Documento Sld.Inicial Vlr. Débito Vlr. Crédito. Sld. Final

Histórico Documento Sld.Inicial Vlr. Débito Vlr. Crédito. Sld. Final : 25/10/11 Hora: 16:14:39 BANCO DO BRASIL S/A 004272 5009-1 5009/PREF. MUNIC. DE CARIRE CEX SLD.INIC.01 139,89 0,00 0,00 139,89 SLD.INIC.01 139,89 0,00 0,00 139,89 SLD.INIC.01 139,89 0,00 0,00 139,89 SLD.INIC.01

Leia mais

AUD. Audiência Pública A situação nacional e os caminhos para melhorar a qualidade do ensino técnico profissionalizante

AUD. Audiência Pública A situação nacional e os caminhos para melhorar a qualidade do ensino técnico profissionalizante AUD Audiência Pública A situação nacional e os caminhos para melhorar a qualidade do ensino técnico profissionalizante SENAI Missão Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a

Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 2 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a Prefeitura Municipal de Santana de Cataguases Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Contabilidade Publica - Planejar Periodo: 01/03/2005 a 31/03/2005 31/12/2005 10:44:16 ORCAMENTARIAS 1 Receitas

Leia mais

Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA

Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA MESTRE 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 1100.00.00.00.00 Receita Tributária 1110.00.00.00.00

Leia mais

CAPÍTULO I Fusão ou Incorporação de Sociedades. SEÇÃO I CEDAG, ESAG e SANERJ

CAPÍTULO I Fusão ou Incorporação de Sociedades. SEÇÃO I CEDAG, ESAG e SANERJ DECRETO-LEI Nº 39, DE 24 DE MARÇO DE 1975. DISPÕE SOBRE ENTIDADES DA ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL INDIRETA E FUNDAÇÃO, NO ÂMBITO DA SECRETARIA DE ESTADO DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

O Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente

O Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA OS PROMOTORES DE JUSTIÇA PROGRAMA INFÂNCIA EM 1º LUGAR 2ª ETAPA O Fundo dos Direitos da Criança e do Gestão e Captação de Recursos Fernando Carlos Almeida Fernando Carlos Almeida

Leia mais

Orçamento Público Conceitos Básicos

Orçamento Público Conceitos Básicos Gestão Orçamentária e Financeira no SUAS Orçamento Público Conceitos Básicos Agosto de 2013 Ciclo Orçamentário Brasileiro Plano Plurianual Lei Orçamentária Anual Lei de Diretrizes Orçamentárias Plano Plurianual

Leia mais

LEI Nº1856, DE 19 DE JANEIRO DE 2015

LEI Nº1856, DE 19 DE JANEIRO DE 2015 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ LEI Nº1856, DE 19 DE JANEIRO DE 2015 Estima a Receita e fixa a Despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. do art. 107 da Constituição Estadual, sanciono a seguinte

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 06/2016. TÍTULO: Tratamento Contábil da Integralização da Complementação da União ao FUNDEB

NOTA TÉCNICA Nº 06/2016. TÍTULO: Tratamento Contábil da Integralização da Complementação da União ao FUNDEB NOTA TÉCNICA Nº 06/2016 Brasília, 22 de janeiro de 2016. ÁREAS: Contabilidade Pública e Educação TÍTULO: Tratamento Contábil da Integralização da Complementação da União ao FUNDEB REFERÊNCIA(S): Portaria

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Deputado MARCELO NILO Digníssimo Presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia Nesta

Excelentíssimo Senhor Deputado MARCELO NILO Digníssimo Presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia Nesta Mensagem nº 032/2015. Salvador, 29 de setembro de 2015. Senhor Presidente, Tenho a honra de encaminhar a Vossa Excelência, para a apreciação dessa augusta Assembleia Legislativa, o anexo Projeto de Lei

Leia mais

8 - FONTES DE FINANCIAMENTO DAS DESPESAS DO ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL

8 - FONTES DE FINANCIAMENTO DAS DESPESAS DO ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL 8 - FONTES DE FINANCIAMENTO DAS DESPESAS DO ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL Fontes de Financiamento das Despesas do Orçamento da Seguridade Social Receitas Vinculadas (A) 261.219.912.063 1.1.2.1.17.00

Leia mais

PNE: análise crítica das metas

PNE: análise crítica das metas PNE: análise crítica das metas Profa. Dra. Gilda Cardoso de Araujo Universidade Federal do Espírito Santo Ciclo de Palestras do Centro de Educação 2015 Metas do PNE Contexto Foram 1.288 dias de tramitação,

Leia mais

ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) ( 10 = 7-9 ) (11=4+5-6-7) (12)a

ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) ( 10 = 7-9 ) (11=4+5-6-7) (12)a MAPA DO CONTROLO ORÇAMENTAL DA RECEITA ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1 CLA SIFICAÇÃO ECONÓMICA PREVISÕES RECEITAS POR RECEITAS LIQUIDAÇÕES RECEITAS REEMBOLSOS/RESTITUIÇÕES

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana

Prefeitura Municipal de Santana Segunda 30 de janeiro de 2012 Prefeitura Municipal de Santana 6 Bimestre e 3 de 2011 http://www.tribunanet.com.br/?tipo=1&gs=2&cidade=20&anos=&imagefield.x=51&imagefield.y=17 Prefeitura Municipal de Santana

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 15.020.000 15.020.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 67.755.000 67.755.000 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.784.000 3.784.000

Leia mais

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603 Conta Descrição 0/06/0 //0 Ativo Total.0.76.05.68.0 Ativo Circulante 955.080 89.60.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 5.8 7.9.0.0.0 Bens Numerários.0.0.0 Depósitos Bancários.69 6..0.0.0 Aplicações Financeiras.9.5.0.0

Leia mais

Escola de Administração Fazendária

Escola de Administração Fazendária O Programa Nacional de Educação Fiscal para a Cidadania PNEF Escola de Administração Fazendária http://www.esaf.fazenda.gov.br PNEF: A EDUCAÇÃO FISCAL COMO EXERCÍCO DA CIDADANIA I CONTEXTUALIZAÇÃO 1 -

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06

RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06 RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06 Dispõe sobre a criação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O DO ESTADO DE GOIÁS, no uso de suas atribuições legais e constitucionais; Considerando que

Leia mais

O Congresso Nacional decreta:

O Congresso Nacional decreta: Dispõe sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente por Estados, Distrito Federal, Municípios e União em ações e serviços públicos de saúde, os critérios de rateio dos recursos de transferências

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - NEOENERGIA S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - NEOENERGIA S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 ITR Informações Trimestrais 30/06/2012 NEOENERGIA S.A Versão : 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial

Leia mais

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1047/2012 O Prefeito do Município de Pinhalão,. SÚMULA: Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013 e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu,

Leia mais

O Art. 320 do CTB e a aplicação dos recursos das multas de trânsito

O Art. 320 do CTB e a aplicação dos recursos das multas de trânsito O Art. 320 do CTB e a aplicação dos recursos das multas de trânsito Base legal - Código de Trânsito Brasileiro (CTB) Art. 320 - A receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada,

Leia mais

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015 CódigoDenominação 1001 1002 1003 1004 1005 1006 1007 1008 1009 1011 1012 Objetivo 1013 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO Promover o desenvolvimento pessoal e

Leia mais

Lei nº 542/09/2009. Do Orçamento do Município. Dos Orçamentos das Unidades Gestoras Prefeitura e Câmara Municipal

Lei nº 542/09/2009. Do Orçamento do Município. Dos Orçamentos das Unidades Gestoras Prefeitura e Câmara Municipal M U N I C Í P I O D E C H I A P E T A Lei nº 542/09/2009 Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de CHIAPETA para o Exercício de 2010.. OSMAR KUHN, Prefeito Municipal de CHIAPETA, faz saber a todos

Leia mais