FIREDAC. Android. TValueListEditor. Editorial. Índice. Dicas The Club. Autor: Luciano Pimenta. Autor: Marcos C. Silva. Autor: João Marcos Sakalauska

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FIREDAC. Android. TValueListEditor. Editorial. Índice. Dicas The Club. Autor: Luciano Pimenta. Autor: Marcos C. Silva. Autor: João Marcos Sakalauska"

Transcrição

1

2

3 04 FIREDAC 05 Editorial Autor: Luciano Pimenta C# Desenvolva uma Aplicação Desktop em C# e MySQL Parte 2 Autor: João Marcos Sakalauska Android Gerenciadores de Banco de Dados SQLite Autor: Marcos C. Silva TValueListEditor Criando e Manipulando dados 20 Índice Autor: Lucas Vieira de Oliveira 28 Dicas The Club 03

4 Editorial Av. Profº Celso Ferreira da Silva, 190 Jd. Europa - Avaré - SP - CEP Informações e Suporte: (14) Olá amigos! Chegamos à sexta edição da revista The Club deste ano de, sempre com a finalidade de suprir todas as necessidades de nossos associados com dicas e artigos atualizados no mundo da programação. Graças aos senhores, ao longo destes últimos anos, conseguimos produzir uma revista com um conteúdo mais eclético podendo atingir desenvolvedores.net, Delphi e Android. Neste mês nosso colunista João Marcos Sakalauska dá continuidade ao artigo sobre aplicações Desktop em C# junto com o banco de dados MySQL,. Nesta segunda parte aborda o uso do driver de conexão MySQL Connector junto com o Microsoft Visual Studio. Já nosso consultor técnico Jéferson Silva de Lima nos preparou um artigo com um assunto abordado em nosso suporte técnico, o uso do componente TValueListEditor, servindo de base para todas as versões do Delphi. Neste artigo ele cria e manipula arquivos do tipo.ini com recursos deste componente. Luciano Pimenta nos apresenta em primeira mão a nova tecnologia de acesso a dados, o FireDAC, estando disponível para usuários do Delphi XE3 e XE4. Esta tecnologia veio para substituir o DBExpress, ressaltando que o mesmo ainda será suportado, apenas não será atualizado. Eu continuo trabalhando com o sistema Android, sendo que nesta publicação trago informações e tutoriais explicando o uso de aplicativos para gerenciadores de Banco de dados SQLite, um recurso para ser utilizado junto com o dispositivo móvel, auxiliando na manipulação e organização dos dados. Não deixem de ler nossa seção de Dicas, sempre com um conteúdo rápido e prático para ajudá-los. Um grande abraço e até o mês que vem! Internet Cadastro: Suporte: Informações: Skype Cadastro: theclub_cadastro Skype Suporte: theclub_linha1 theclub_linha2 theclub_linha3 Copyright The Club Diretor Técnico Marcos César Silva Diagramação Vitor M. Rodrigues Design Vitor M. Rodrigues Revisão Drielly Cristini Patrinhani Colunistas João Marcos Sakalauska José Antonio P. M. de Paula Lucas de Oliveira Luciano Pimenta Thiago Cavalheiro Montebugnoli Juninho Jeferson Silva de Lima Impressão e acabamento: GRIL - Gráfica e Editora Taquarituba-SP - Tel. (14) Thiago Montebugnoli - Editor Chefe Reprodução A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento em banco de dados, sob qualquer forma ou meio, de textos, fotos e outras criações intelectuais em cada publicação da revista The Club Megazine são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais. Delphi é marca registrada da Borland International, as demais marcas citadas são registradas pelos seus respectivos proprietários. 04

5 FireDAC A Embarcadero divulgou recente uma ótima noticia, a aquisição do AnyDAC, framework de acesso a dados. No Delphi, ele passou a ser FireDAC e esta disponível para usuários do XE3 e XE4 das versões Enterprise, Ultimate ou Architect. Para quem usa a versão Professional, pode adquirir um pacote add-on client/server. FireDAC possui uma engine otimizada para acesso a dados. Além disso, existem várias funções para abstrair o servidor de banco de dados usado, assim, sua aplicação pode facilmente ser multi-banco. O servidor de banco de dados fica a cargo de sua escolha ou do seu cliente. O dbexpress tinha também esse objetivo, criar aplicações multi-bancos, mas exemplos indicam que projetos que utilizam mais de um servidor de banco, usando dbexpress, não tem toda essa facilidade. FireDAC ainda tem a vantagem de acesso a banco de dados no ios. Access DB2 Firebird No XE4, temos acesso de banco de dados no ios para os seguintes bancos de dados: InterBase InterBase ToGo and IBLite SQLite Instalação O instalador é bastante simples, onde apenas temos que informar o que queremos instalar (ferramentas, exemplos, help etc), como podemos ver na Figura 1. Nota: O FireDAC veio para substituir o dbexpress, mas esse continuará a ser suportado, apenas não será mais atualizado. Se suas aplicações com dbexpress (ou até mesmo BDE, que existem hoje em dia), funcionam normalmente, não há motivos para a troca. Para novos projetos, comece a utilizar o FireDAC. Veja a seguir os principais bancos suportados: MySQL SQL Server Oracle InterBase PostgreSQL SQLite Sybase SQL Anywhere Figura 1. Instalação do FireDAC Assim como os exemplos de conexões que vamos utilizar, ou seja, os ser- 05

6 vidores de banco de dados que queremos conectar com o FireDAC (Figura 2). Além disso, temos acesso ao Monitor, um trace onde podemos ver como estão as conexões usadas pela aplicação (Figura 5), ficando fácil encontrar os gargalos de performance. Dica: é necessário codificar para habilitar o monitoramento do trace na aplicação. Figura 2. Escolhendo os servidores que iremos utilizar com o FireDAC Após a instalação, abra o Delphi e veja que foi adicionado um novo menu (Figura 3). Figura 5. Monitorando o trace da aplicação Na Tool Palette temos três novas abas com os controles que poderemos usar nas aplicações com acesso a dados (Figura 6). Figura 3. Menu no Delphi do FireDAC Através do menu, temos acesso a algumas configurações do FireDAC, como por exemplo o Explorer onde temos os arquivos de configuração de conexões aos banco de dados suportados. O Explorer é semelhante ao BDE Admin (Figura 4). Figura 6. Componentes do FireDAC Criando o primeiro exemplo Vamos então, criar o primeiro exemplo com o FireDAC. Adicione um ADConnection e um ADQuery da aba FireDAC. Dê um duplo clique no ADConnection para abrir o editor de configuração de conexão (Figura 7). Figura 4. Ferramenta Explorer do FireDAC 06

7 Agora, basta adicionar um DataSource, um DBGrid e fazer as conexões. Ativando o ADQuery podemos ver os dados em design-time. Executando a aplicação temos a mensagem de erro da Figura 9. Figura 9. Mensagem de erro ao executar a aplicação Figura 7. Editor de conexões do ADConnection No editor, escolhemos o driver que vamos usar e todas as configurações referente a conexão. Algo bem simples, para quem esta acostumado a usar BDE e dbexpress. No item Connection Definition Name escolhemos as conexões criadas na ferramenta Explorer. Essa mensagem ocorre, por que precisamos adicionar na aplicação a unit ou o componente referente ao driver utilizado (nesse caso o SQL Server). Isso ocorre por que o FireDAC não usa DLL, tudo esta no fonte da unidade, então precisamos adicionar um ADPhysMSSQLDriverLink ou colocar no uses uadphysmssql. Tente novamente executar e acredito que terá o erro da Figura 10. Após, basta alterar para true a propriedade Connected para testar a conexão com o banco. No ADQuery vamos fazer a consulta para o exemplo. Note que não precisamos indicar o Connection, a propriedade Connection é preenchida automaticamente ao adicionar o componente no formulário. Na propriedade SQL, digite o código da consulta ( select * from Customers ). Caso seja necessário fazer testes, verificar se estamos selecionando os dados corretos, basta dar um duplo clique no ADQuery que será aberto um editor onde podemos fazer consultas no banco, sabendo corretamente os campos retornados, parâmetros etc (Figura 8). Figura 10. Mensagem de erro Esse caso é igual, basta adicionar o ADGUIxWaitCursor ou no uses uad- GUIxFormsWait. Depois, basta executar a aplicação para visualizar o primeiro exemplo usando FireDAC (Figura 11). Figura 11. Primeiro exemplo com FireDAC Figura 8. Editor de consultas do ADQuery Nota: a unit da solução do erro da Figura 9 dependerá do banco utilizado. 07

8 Na parte referente a manipulação de dados (insert, update, delete), a utilização é praticamente igual a utilizada com BDE. Temos componente para transação (ADTransaction) que deve ser configurado nas propriedades Transaction e UpdateTransaction do ADConnection. Nota: Você pode usar o ADTable ou ADQuery para manipular os dados. Mas deixo a dica para usar o ADQuery, pois assim, podemos usar parâmetros, sem a necessidade de trazer todos os registros da tabela, pois vamos modificar apenas um. Outros componentes Vamos conhecer outros componentes interessantes do FireDAC. ADScript: componente que concentra na propriedade SQLScripts vários comandos SQLs para serem usados na aplicação (Figura 12), além de podermos usar arquivos de script, usando a propriedade SQLScriptFileName. Figura 12. SQLScripts armazenando comandos SQLs autenticação do banco de dados. Você deve configurar o componente na propriedade LoginDialog do ADConnection, lembrando também que a propriedade LoginPrompt deve estar configurada para true. ADGUIxErrorDailog: componente que mostra uma tela com o erro que a aplicação executou. Serve apenas para erros com banco de dados. Backup: a possibilidade de realizar backup do banco esta disponível apenas para alguns servidores (que disponibilizam APIs para isso). Podemos fazer backup de bancos Interbase/Firebird usando o ADIBBackup ou ADIBNBackup. Nesse caso ainda precisamos indicar o driver que usaremos (ADPhysIB- DriverLink). Para realizar o backup, basta configurar as propriedades BackupFiles (indicação do arquivo de backup), Database (arquivo FDB ou IB), Host, UserName e Password. Restore: semelhante ao backup, basta adicionar o ADIBRestore ou ADIB- NRestore, configurar o driver e as propriedades mencionadas anteriormente. Tanto o backup como restore, possui opções para as respectivas funcionalidades. dbexpress x FireDAC Vamos fazer um pequeno comparativo, bem simples, dbexpress x FireDAC. Um comparativo que indique a melhor performance, com certeza deve usar alguma ferramenta para isso. O que vou mostrar no um exemplo, é criar uma consulta e percorrer a mesma, para indicar o tempo que esse processo levará. O hardware usado, será o mesmo, então não teremos diferenças. Teremos o tempo gasto para o processamento da consulta para essa pequena comparação. A tela é bem simples, onde temos um Grid e um botão, assim como Labels para informações (Figura 14). Ainda temos um caixa de dialogo que mostra o que esta sendo feito na execução dos scripts (Figura 13), adicionando um ADGUIxScriptDialog e vinculando na propriedade ScriptDialog. Figura 14. Tela para comparação entre dbexpress e FireDAC Teremos uma tela para cada tecnologia (dbexpress e FireDAC), assim criamos uma conexão para o mesmo banco e mesma consulta para cada framework. Às informações na parte inferior da tela, indicam a quantidade de registros, inicio e fim do processo e o tempo gasto. A consulta será feita em uma tabela com 20 campos e mais ou menos 8 mil registros. Veja na Figura 15 o resultado. Figura 13. ADGUIxScriptDialog mostrando a execução dos scripts ADGUIxLoginDailog: componente que mostra uma tela de login para 08 Figura 15. Resultado da comparação

9 Se você olhou somente para o campo Tempo, ficou espantado e deu a vitória ao FireDAC. Engano seu, note o campo Qtde Registros. O FireDAC, diferente do dbexpress, não retorna todos os dados da consulta, ele retornou apenas 50. Para quem trabalhou com BDE, sabe no que me refiro, os dados são retornados aos poucos, de acordo com a necessidade do usuário (ao usar o scroll do grid, o restante dos dados é apresentado). Assim, aparentemente, os dados são mostrados instantaneamente em tela. Para retornar todos os dados, precisamos acessar a propriedade FetchOptions do ADQuery. Nessas opções, temos a propriedade RowsiteSize indicando a quantidade retornada. Caso deseje, que sempre seja retornado todos os dados mude Mode para fmall. Ao executar a aplicação, nossa comparação é rigorosamente igual (Figura 16). Figura 16. Resultado final da comparação Nota: veja que o cálculo de tempo, não leva em conta milésimos de segundos, assim, o cálculo simples do tempo inicial e final, apresenta diferente. Como comentei, uma comparação precisa deve ser feita com ferramentas indicadas para isso, quis apenas deixar uma dica para o leitor que sempre fará a pergunta: qual o melhor? Minha resposta: aquele que você mais gosta ou se adapta. Conclusões Vimos nesse artigo como usar o FireDAC a partir de agora em suas aplicações no Delphi. Compare com o BDE e dbexpress e tire suas próprias conclusões sobre facilidades, performance etc. Um grande abraço a todos e até a próxima! Sobre o autor Luciano Pimenta Luciano Pimenta (NOVO DOMINIO: é desenvolvedor Delphi/C# para aplicações Web com ASP.NET, Windows com Win32 e Windows Forms com.net. Palestrante da 4ª edição da Borland Conference (BorCon) e da 1ª Delphi Conference. É MVP Embarcadero, grupo de profissionais que ajudam a divulgar o Delphi no mundo. Atualmente é desenvolvedor da SoftDesign fábrica de softwares em Porto Alegre-RS. Autor de mais de 90 artigos e de mais de 600 vídeos aulas publicadas em revistas e sites especializados, além de treinamentos presenciais e multimídias. É consultor da FP2 Tecnologia (www.fp2.com.br) onde ministra cursos de programação e banco de dados. 09

10 Desenvolva uma Aplicação Desktop em C# e MySQL Parte 2 No artigo anterior, iniciamos a preparação da nossa aplicação abordando ferramentas voltadas à criação do nosso banco de dados (XAMPP e Heidi SQL) e também a criação do MER (Modelo Entidade Relacionamento) com sua respectiva estrutura de tabelas. Também foram mencionados alguns aspectos da nossa aplicação, que nesse artigo serão detalhados. Esse artigo será destinado aos seguintes tópicos: Logo abaixo da opção Select Platform você encontrará o botão para download, como mostra a imagem MySQL Connector 2. Visual Studio 2010 Para começar, vamos detalhar os tópicos desse artigo na ordem em que foram mencionados. Imagem 02: Botão de download do MySQL Connector. 1. MySQL Connector O MySQL Connector é um driver ADO.NET totalmente gerenciado para MySQL. Ao clicar no botão Download, você será redirecionado para uma página de Login como mostra a imagem 03. Para baixa-lo, acesse o link: net/ (na imagem 01 é apresentado a seção de download do MySQL Connector). Imagem 03: Continuação do Download, Tela de Login ou Registro de Novo Usuário. Imagem 01: Tela de download do MySQL Connector. Caso você não tenha conta cadastrada no site da Oracle, clique em Sign Up, preencha o formulário apresentado na imagem 04, confirme o cadastro no retornado pela Oracle e se necessário, acesse novamente o link de download do MySQL Connector. 10

11 Após fazer download do MySQL Connector, execute o instalador. A instalação em si não exige nenhuma configuração especial. Apenas na segunda tela você deverá escolher a opção Complete como mostra a imagem 07. Após isso, continue executando o famoso NNF (Next, Next, Finish). Imagem 04: Cadastro de novo Usuário no site da Oracle. Observação: O MySQL foi comprado pela Oracle, por isso, não estranhe o fato de você iniciar o acesso no site do MySQL e em seguida ser direcionado para o site da Oracle. Na verdade, essa etapa de criação da conta é muito importante para quem ainda não tem acesso, pois, a grande vantagem disso, está no fato de você poder ter acesso a recursos de drivers do Oracle, Java, etc. Caso você já possua cadastro no site da Oracle ou tenha finalizado o cadastro baseado nas instruções desse artigo, clique no link Login (imagem 03) para dar continuidade ao download, provavelmente você seja redirecionado para a tela apresentada na imagem 05. Imagem 07: Opção de instalação (escolher Complete ). Com o MySQL Connector instalado, passaremos para o protótipo e no momento oportuno voltaremos a falar sobre como utilizar o MySQL Connector na nossa aplicação. 2.Visual Studio 2010 Abra o Visual Studio 2010 e vá até a opção File -> New -> Project. Na tela New Project certifique-se deque alguns requisitos estarão sendo atendidos: 1. Em Recent Templates, a linguagem utilizada é C# -> Windows como mostra a imagem 08. Imagem 05: Tela de Login do site da Oracle. Após fazer o login, você será direcionado para outra tela onde finalmente você poderá fazer o download do MySQL Connector como mostra a imagem 06. Imagem 08: Visual C# -> Windows Imagem 06: Tela de download do MySQL Connector. 11

12 2. Que a opção escolhida é Windows Forms Application e a versão do.net Framework é 4.0 como mostra a imagem 09. Após isso, o MySQL Connector será adicionado e poderá ser visualizado na pasta References do Solution Explorer como mostra a imagem 13. Imagem 09: Windows Forms Application e.net Framework Que o nome e a pasta do projeto foram definidos como mostra a imagem 10. Imagem 10: Definição de nome e pasta do projeto Agora, com o Projeto iniciado no Visual Studio, podemos adicionar a referência do MySQL Connector ao nosso projeto como mostra a imagem 11. Imagem 13: Confirmação do MySQL Connector no Projeto. Imagem 11: Adicionando a referência do MySQL Connector ao projeto. Na tela Add Reference, selecione a aba.net e em seguida procure e selecione os componentes MySQL.Data, MySQL.Data.Entity e clique em OK como mostra a imagem 12. Agora que temos o ambiente preparado iniciaremos a parte prática. Tela de Login Começaremos essa etapa retirando o arquivo Form1.cs do Projeto. Para isso, vá até a Solution Explorer, clique com o botão direito do mouse no arquivo Form1.cs escolha a opção Delete como mostra a imagem 14. Lembrando que será solicitada a confirmação de exclusão, mas basta clicar em OK e o arquivo será deletado permanentemente. Imagem 12: Adicionando (MySQL.Data e MySQL.Data.Entity) ao projeto. Imagem 14: Exclusão do arquivo Form1.cs 12

13 Observação: No primeiro momento, pode parecer confuso a exclusão do arquivo e também não parece fazer muito sentido. Mas lembre-se de que algumas pessoas podem estar utilizando esse artigo como primeiro contato com.net, pensando nisso, estarei facilitando alguns pontos já que o intuito do artigo é que todos possam utilizá-lo, tantos os inexperientes quanto os mais experientes. Propriedade (Name) Text Start Position FormBorderStyle MaximizeBox Valor frmlogin Acesso ao Sistema CenterScreen FixedSingle False Continuando... Ainda na Solution Explorer, clique com o botão direito do mouse no projeto, vá até a opção Add -> New item como mostra a imagem 15. Após alterar as propriedades do Form vamos testar nossa aplicação.repare que nesse caso, o sistema enviará uma mensagem de erro no momento da tentativa de execução (tecla F5) como mostra a imagem 17 e 18. Imagem 17: Mensagem de erro no momento da compilação (tecla F5). Nesse caso, basta clicar no botão No e observar a aba Error List como mostra a imagem 18. Imagem 15: Add -> New Item. Na tela Add New Item, selecione a opção Windows Form e no campo Name: digite Login.cs como mostra a imagem 16. Imagem 18: Mensagem detalhada do erro ocorrido no momento da compilação. Repare que a mensagem retornada refere-se ao Form1 que foi excluído antes de colocarmos o Form de Login no projeto. Para corrigir esse problema, basta clicar duas vezes na mensagem da Error List para que o Visual Studio abra o código do local onde o erro ocorreu conforme imagem 19. Imagem 19: Aplicação referenciando objeto que não existe mais no Projeto. Imagem 16: Form de Login Login.cs No Form de Login altere as seguintes propriedades: Para corrigir esse problema, basta trocar o nome do Form de Form1 para frmlogin como mostra a imagem

14 Tela Principal Da mesma forma que fizemos com Form de Login, adicione um novo Form ao Projeto com nome de Principal.cs. No Form Principal altere as seguintes propriedades: Imagem 20: Acerto na aplicação. Feito isso, salve o projeto e pressione a tecla F5 para acessarmos nosso protótipo. Como resultado, veremos nosso formulário de Login vazio aparecendo no meio da tela conforme imagem 21. Propriedade (Name) Text Start Position ismdicontainer Valor frmprincipal Agenda de Contatos CenterScreen True Insira o controle MenuStrip e configure a propriedade (Name) conforme tabela a seguir. Propriedade (Name) MenuStrip Valor mstrpprincipal Após adicionar o menu (Menu Strip) ao Form Principal (que servirá como container dos demais Forms), adicione os itens de menu deixando conforme imagem 22. Imagem 21: Protótipo do Login. Agora que nos certificamos de que não há problemas no protótipo e que nossa tela possui as propriedades configuradas anteriormente, continuaremos o desenvolvimento da tela de Login. Observação: Insira os controles correspondentes e configure suas propriedades conforme achar melhor. Ao término da configuração das propriedades, a tela deverá parecer com a da imagem 22. Imagem 22: Itens do Menu. Tela Tipo de Contato Da mesma forma que fizemos com Form Principal, adicione um novo Form ao Projeto com nome de TipoContato.cs. Ao final das configurações, a tela de tipo de Contato deverá estar semelhante à imagem 23. Imagem 23: Tela de Tipo de Contato. Tela de Contato Imagem 22: Tela de Acesso. 14 Da mesma forma que fizemos com Form TipoContato, adicione um novo

15 Form ao Projeto com nome de Contato.cs. A tela de tipo de Contato deverá estar semelhante à imagem 24. Conclusão Na segunda parte, ainda foi necessário focar em alguns aspectos estruturais do protótipo, porém, no próximo artigo será possível ver questões práticas de código, implementação de funcionalidades de acesso e manipulação de dados utilizando Entity Framework. Referências Imagem 24: Tela de Tipo de Contato Tela de Usuário Da mesma forma que fizemos com Form TipoContato, adicione um novo Form ao Projeto com nome de Contato.cs.Ao final, a tela de tipo de Contato deverá estar semelhante à imagem 25. Sobre o autor João Marcos Sakalauska 31 anos, é Analista de Sistemas e atua a mais de 10 anos na área de TI. Atualmente é Líder Técnico e Analista de Sistemas na IN3 Software atuando em projetos que utilizam as tecnologias.net e Sql Server. Imagem 25: Tela de Contato. 15

16 Android Gerenciadores de Base de Dados SQLite Para quem não sabe, o sistema Android tem como banco de dados nativo o SQLite. Todo mundo conhece os denominados sistemas gerenciadores de Banco de Dados (SGBD), que nada mais é do que um conjunto de programas responsáveis pelo gerenciamento de uma base de dados. O foco principal destes softwares é gerenciar o acesso, manipulação e organização dos dados disponibilizando uma interface amigável e de fácil manuseio, permitindo realizar a criação e manutenção das bases de dados. Temos algumas características importantes, sendo: Linguagem de definição de dados ( Data Definition Language - DDL): linguagem responsável por especificar conteúdos, estruturação e elemento de dados; Linguagem de Manipulação de dados ( Data Manipulation Language - DML): utilizadas para recuperação, inclusão, remoção e modificação de informações em banco de dados. Temos basicamente dois tipos: As DMLs Procedurais, que exigem que o usuário especifique quais dados são necessários e como obtê-los. Já as Não-Procedurais exigem que o usuário especifique quais dados são necessários sem especificar como obtê-los. Dicionário de dados: definições de elementos de dados e características. A minha intenção neste artigo é de apresentar alguns aplicativos SGBD (gratuitos) existentes no mercado para a plataforma Android. Estes aplicativos são encontrados na própria loja do Google. Com o próprio dispositivo (celular ou tablet) entre no Google Play e pesquise pelo nome sqlite. Encontraremos diversos tipos de aplicativos, Ver Imagem 01. É importante ressaltar que a instalação destes aplicativos é simples e intuitiva, por isso não abordaremos detalhes. Dividiremos este artigo em três tópicos, sendo: SQLite Manager, asqlitemanager e DB Browser. 1-) SQLite Manager É considerado um poderoso SGBD, combinando uma interface fácil de usar e com inúmeros recursos. Podemos executar diversas operações como criar tabelas, visões, gatilhos e índices. A tela inicial é muito simples e intuitiva, possuindo um botão para localizar o Banco SQLite e uma lista dos bancos registrados na ferramenta. O SQLite Manager possui um Banco padrão chamado defaultdb.db, o qual poderá ser visto na Imagem 02. Imagem 02: Tela inicial do SQLite Manager. Ao clicar no banco desejado, teremos diversas tabelas e dois botões, sendo SQL e Info. Para fins de aprendizado focaremos apenas na tabela Product, possuindo os campos: Id, name, price, description. Ver Imagem 03. Imagem 01: Google Play. 16 Imagem 03: Tabelas.

17 Clicando no botão SQL teremos informações como: Caminho da base de dados e comandos pré-definidos como, por exemplo: instruções de SELECT, INSERT, UPDATE, DELETE, CREATE, entre outros. Conseguimos gerenciar praticamente tudo. Clicando no botão Run obteremos o result set do comando realizado. Já o botão Hide SQL, como o próprio nome diz, irá esconder as sugestões de instruções SQL e deixar a mostra apenas os resultados. Em History, temos um histórico. Ver Imagem 04. Run SQL: Tela responsável por executar instruções SQL de Select, Delete, Update e Create. 2-) asqlitemanager É também um gerenciador de banco de dados SQLite de código aberto, sendo que a versão 3.6 que estamos utilizando possui algumas características, como: Permitir mostrar arquivos por nome, tamanho, data ou ícone e classificá-los por nome, extensão, tamanho, data; Filtragem de arquivos; Ter uma lista de favoritos; Exportação no formato Csv ; Importação e Exportação das tabelas com triggers. Este aplicativo é bem intuitivo, no primeiro momento possuímos quatro botões, sendo: Imagem 04: Executando comandos SQL. Podemos também efetuar alterações diretamente nas tabelas, para isto clique sobre a Product e na região superior direita, no caso do android 4.0, temos três pontinhos, que são as opções habilitadas para esta tela. Temos um Menu com os itens: Insert Row, Reload, Page Size e Run SQL. Ver Figura 05. Abrir Banco de Dados: Localizar e abrir um banco de dados SQLite já existente; Novo Banco de Dados: Criar um banco de dados desde o início; Abertos recentemente: Lista de favoritos contendo todos os bancos de dados abertos recentemente; Sobre: Informações sobre o desenvolvedor desta ferramenta. Ver Imagem 07. Figura 05: Tabela Product. Insert Row: Responsável por inserir registros na tabela selecionada. Para fins didáticos inserimos alguns dados e em seguida clicaremos no botão ok para confirmar. Ver Imagem 06. Figura 07: Tela Inicial do asqlitemanager. Ao contrário do SQLiteManager citado anteriormente, este aplicativo não possui um Banco de dados padrão, sendo necessário criá-lo. Para isto clique no botão Novo banco de Dados e na próxima tela escolha um caminho e um nome para o mesmo clicando no botão Ok. Teremos os seguintes botões, sendo: Tabelas: Gerenciar as tabelas; Views: Gerenciar as visões; Indices: Gerenciar os índices; Query: Executar comandos SQL. Figura 06: Inserindo Registros. Reload: Recarregar/Atualizar os dados na tela. Page Size: Quantidade de registros que serão mostradas da tela. Clicando na região superior direita temos também outros itens de menus, como: Exportar Banco de Dados: Exportar o banco para uso posterior. Restaurar Banco de Dados: Restaurar banco já existente. 17

18 Abrir arquivo SQL: Abrir arquivo com instruções SQL pré-compiladas. Informações da Base: Informações gerais como versão, codificadores, tamanho da página, quantidade de paginação, etc. Nova Tabela: local onde iremos criar uma nova tabela se necessário. Ver Imagem 08 para maiores detalhes. Exportar Tabela: Exportar a tabela para uma futura consulta. Exportar para arquivos do tipo CSV: Exportar para arquivos do tipo CSV (arquivos que podem ser lidos no Excel, por exemplo). Importar arquivos do tipo CSV: Carregar arquivos do tipo CSV, permitindo uma melhor visualização. Definição da tabela: Contém informações (Instruções de CREATE) da tabela em questão. Ver Imagem 10. Figura 08: Gerenciamento das Tabelas, Visões, Índices e Instruções SQL. Vamos criar uma tabela de Produtos contendo o campo Id do tipo inteiro, único, auto-incremento e chave primária e a descrição do tipo texto. Clique em Nova Tabela escolhendo o nome da tabela e em seguida adicione os campos citados anteriormente. O interessante desta ferramenta é que temos uma interface muito amigável nos permitindo realizar tarefas desde inserir valores padrões para os campos até informar chaves estrangeiras e referenciá-las de acordo com sua utilização. Ver Imagem 09. Figura 10: Tabela Produtos. 3-) DB Browser Este aplicativo é exclusivamente para acessar as bases de dados SQLite, permitindo inserir, editar, apagar, atualizar os registros ali contidos. Permite a visualização de toda a estrutura da base de dados, como por exemplo: Visões, Índices, tabelas ou Gatilhos. Um recurso que achei interessante é a possibilidade de registrar diversas bases de dados. Outro recurso que também facilita a vida do desenvolvedor é a criação de um histórico de instruções SQL já executada. Em seguida irei descrever algumas de suas funcionalidades. Veremos na Imagem 11 os recursos iniciais. Figura 09: Criando os campos. Voltando na tela de gerenciamento (Figura 08), note que a tabela Produtos foi adicionada na seção Tabelas e a chave primária Id na seção Índices. Ao clicar sobre a tabela Produtos temos um controle total sobre a mesma, contando com os botões: Campos: Descrição completa dos campos incluindo ordem, nome, tipo, etc... Novo: Inclusão de novos dados na tabela. Dados: Listagem completa dos dados que estão contidos da tabela. Na região superior direita, outros recursos como: Primeiro: Irá navegar até o primeiro registro da tabela. Último: Irá navegar até o último registro da tabela. Filtro: Filtrar os dados de acordo com o que desejar. Figura 11: DB Browser, Recursos Iniciais. No primeiro impacto podemos conferir os principais recursos deste aplicativo. Na região central temos um histórico de tarefas realizadas e na região esquerda temos quatro botões, sendo: Query SQL Especificamente para executar instruções SQL. Ver Imagem

19 Search DB Permite localizar os arquivos de banco de dados em qualquer pasta, para posteriormente utilizá-los. Ver imagem 15. Figura 12: Query SQL Executando instruções SQL. Na região superior temos alguns botões: Hide SQL: Esconder a instrução SQL já executada. Clear SQL: Limpar a instrução SQL para poder criar outra em seguida. Clear Grid: Limpar os dados que estão na Grid. Execute: Executar a Instrução SQL. Explore DB: Aqui é onde iremos explorar todos os recursos da base de dados, como tabelas, visões, índices ou gatilhos. Com a facilidade do Touch Screen podemos visualizar tanto as propriedades como os dados. Imagem 13. Figura 15: Search DB. Conclusões Procurei neste artigo abordar um assunto ainda muito cru e de pouquíssimas documentações, o uso de gerenciadores de banco de dados SQLite diretamente de um dispositivo (celular ou tablet) usando o sistema Operacional Android. Ressalto ainda que foram realizados muitos testes em outros aplicativos gratuitos e os três que apresentaram melhores resultados no âmbito de gerenciamento de banco de dados foram estes. Logicamente que poderão existir outros tão bons e fáceis de utilizar, mas no momento desconheço. Fiquem a vontade para nos mandar s com sugestões de artigos ou dicas para que seja publicado na revista, faremos o possível e o impossível para ampará-los. Figura 13: Explore DB Explorando a Base de Dados. Um forte abraço e até o mês que vem! Connections Como o próprio nome já diz, é aqui que temos todas as conexões realizadas, todas as bases de dados registradas. Temos a possibilidade de ativar ou desativar uma conexão facilmente. Ver Imagem 14. Sobre o autor Thiago Cavalheiro Montebugnoli adora aprender novas tecnologias. Formado pela Faculdade de Tecnologia de Botucatu SP (FATEC), já desenvolveu softwares utilizando a plataforma.net, Delphi junto com Banco de Dados SQL Server e Firebird. Atualmente trabalha no Centro de Processamento de Dados da Prefeitura Municipal de Itaí-SP é colunista mensal da Revista The Club Megazine e é consultor Técnico do The Club. Possui as seguintes certificações: MCP - Microsoft Certified Professional, MCTS - Microsoft Certified Technology Specialist, MCAD - Microsoft Certified Application Developer e MCSD - Microsoft Certified Solution Developer. Figura 14: Conexões. 19

20 TValueListEditor Criando e Manipulando dados Neste artigo vamos falar sobre a criação e manipulação de arquivos.ini através do Delphi 7. Os aquivos.ini em geral são utilizados para armazenar informações de configuração. Neste exemplo será feito para auxiliar na conexão com o banco de dados. Para este exemplo vamos utilizar o componente TValueListEditor, que permite aos usuários editarem listas de cadeias. Este editor por padrão recebe a Key = Value, ou seja, os nomes aparecem em uma coluna Key, e os valores em uma coluna intitulada Value, porém você pode personalizar esses rótulos além de controlar através das propriedades do componente se os usuários podem selecionar, adicionar ou editar os dados. Para o desenvolvimento desta aplicação vamos precisar além do ValueListEditor de alguns componentes conforme listagem abaixo: - 7 Buttons; - 1 Edit podemos nomeá-lo de edtpesquisa; - 1 RadioGroup para definirmos o VendorLib da conexão. Adicione também os componentes conforme Imagem 2: - Timer para controlar a inatividade dos botões; - IdIPWatch para capturar o IP da máquina; - OpenDialog para localizarmos o banco de dados; - SQLConnection neste caso será apenas utilizado para testarmos a conexão. Imagem 2 - Componentes Vamos começar definindo o evento OnTimer do componente Timer, ele será responsável por definir a ativação e desativação dos botões. Nomeie os botões conforme imagem 3: Após adicionar cada componente o formulário deve ficar parecido com a imagem 1: Imagem 3 - Botões Imagem 1 - Formulário principal 20 - Caption:= Criar Arquivo / Name:= btncriar; - Caption:= Carregar / Name:= btncarregar; - Caption:= Salvar / Name:= btnsalvar; - Caption:= Database... / Name:= btnlocalizar; - Caption:= Nova Conexão / Name:= btnnovo; - Caption:= Excluir Linha / Name:= btnexcluir; - Caption:= Limpar / Name:= btnlimpar;

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox.

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. - Construção do Banco de Dados: Para podermos inserir algo em um banco precisaremos de um Banco de Dados, para isto iremos montar um utilizando o Programa Database

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase.

Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase. Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase. Nesta apostila vamos abordar o uso do banco de dados Interbase e o acesso nativo com os componentes da paleta InterBase do Delphi, eu

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI CRIANDO UMA AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIO UTILIZANDO O COMPONENTE QUERY A autenticação de usuários serve para

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS FORMULÁRIOS COM ABAS Trabalhar com abas (ou guias) é um recurso

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima Laboratório de Engenharia e Desenvolvimento de Sistemas LEDS/UFOP Universidade Federal de Ouro Preto UFOP GUIA DE INSTALAÇÃO Plataforma Windows Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI - UTILIZANDO OPENDIALOG PARA ARMAZENAR IMAGENS EM BANCO DE DADOS Criaremos uma solução simples para criar

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL Este tutorial tem como objetivo mostrar como instalar o banco de dados My SQL em ambiente Windows e é destinado aqueles que ainda não tiveram um contato com a ferramenta.

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.0 Versão 4.00-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco

Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco 1 Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco MARCELO JALOTO (marcelo@jaloto.net) é graduado no curso superior Projetos e Gestão de Redes de Computadores e formado no curso Técnico em Processamento

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Para efetuar com sucesso os exemplos que serão mostrados a seguir é necessário que exista no SQL Server uma pessoa que se conecte como Administrador,

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7 Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul Informação e Comunicação: Habilitação Técnica de Nível Médio Técnico em Informática Programação Android na IDE Eclipse PROGRAMANDO ANDROID

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Cadastro de Orçamento Utilizando Tablet Android

Cadastro de Orçamento Utilizando Tablet Android Cadastro de Orçamento Utilizando Tablet Android Instalação, configuração e manual 1 Conteúdo Instalação... 4 Requisitos mínimos... 4 Windows 8... 5 Instalação do IIS no Windows 8... 5 Configuração do IIS

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

Manual de Instalação do Facilite e Configuração do Banco de Dados

Manual de Instalação do Facilite e Configuração do Banco de Dados Pagina 1 Titulo do Manual [Parâmetros Gerais] Elaboração [Ricardo Francisco Mizael] Versão 1.1 Data Elaboração 01/08/2011 Paginas 33 Data Revisão 25/11/2011 Pagina 2 Conteúdo do Manual Apresentação...3

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Projeto Supermercado - Produtos

Projeto Supermercado - Produtos OBJETIVO: Este projeto possibilitará fazer a manutenção dos dados da tabela de Produtos. Didaticamente, ele permite ao programador iniciante ter os primeiros contatos com os objetos de visualização individual

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Criando uma aplicação Web em C# usando o NHibernate

Criando uma aplicação Web em C# usando o NHibernate Criando uma aplicação Web em C# usando o NHibernate Apresento neste artigo como criar uma aplicação web totalmente orientada a objetos usando o framework NHibernate e a linguagem C#. Nossa meta é construir

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Minicurso de C# por François Dantas Oliveira. Agosto de 2009

Minicurso de C# por François Dantas Oliveira. Agosto de 2009 Minicurso de C# por François Dantas Oliveira Agosto de 2009 Conteúdo SQL Server Express INSERT UPDATE DELETE SELECT Visual C# 2008 Express Edition Conhecendo a IDE O que é programação orientada a eventos

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

CAPÍTULO 8 Conexões de banco de dados para programadores ASP.NET

CAPÍTULO 8 Conexões de banco de dados para programadores ASP.NET CAPÍTULO 8 Conexões de banco de dados para programadores ASP.NET Para utilizar um banco de dados com um aplicativo ASP.NET, é necessário criar uma conexão de banco de dados no Macromedia Dreamweaver MX.

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 2 INTRODUÇÃO Esse documento contém as instruções básicas para a utilização do TabFisc Versão Mobile (que permite ao fiscal a realização do seu trabalho

Leia mais

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10 Sumário 1. Instalação GVcollege... 4 1.1. GVsetup... 4 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6 1.2. Configurações... 10 1.2.1. APS Licence Service... 11 1.2.2. APS Licence File... 11 1.2.3. DBXconfig...

Leia mais

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Requisitos mínimos de Hardware: Pentium 3 de 500 mhz ou Celeron de 700 mhz ou superior 128 MB de RAM 100 MB livres no disco rígido Requisitos de Software:

Leia mais

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi Índice Índice...1 Desenvolvendo Conduits...2 (Passo a Passo)...2 Criando um Arquivo.mdb... 2 Arquivos...6 Instalando os componentes... 7 Recompilando os Comonentes do Delphi...13 Configurando a Conexão

Leia mais

Trabalhando com banco de dados

Trabalhando com banco de dados Avançado Trabalhando com Aprenda a manipular dados no Excel com a ajuda de outros aplicativos da suíte Office Armazenar e organizar informações são tarefas executadas diariamente por todos nós. Desde o

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

MySQL Query Browser. Professor Victor Sotero SGD

MySQL Query Browser. Professor Victor Sotero SGD MySQL Query Browser Professor Victor Sotero SGD 1 DEFINIÇÃO O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico.

Leia mais

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 1 Levante e ande - Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Ano: 02/2011 Nesta Edição

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX.

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. 1/20 PgAdmin O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. Site para download. Caso queira a última versão - http://www.pgadmin.org/download/ É uma

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório

Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório Fortes Report Parte 1 1 Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório Amigos, fazer relatórios é o famoso mal necessário, que particularmente eu não me incomodo em desenvolver, até porque, geralmente

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Conteúdo O que é?... 4 Histórico... 4 Onde Baixar?... 4 Diferença entre Firebird e o Interbase... 4 Como instalar?... 4 Instalando o Ibexpert...

Conteúdo O que é?... 4 Histórico... 4 Onde Baixar?... 4 Diferença entre Firebird e o Interbase... 4 Como instalar?... 4 Instalando o Ibexpert... Apostila FIREBIRD 1 Firebird Equipe: BARBARA CAROLINE SOUZA DE OLIVEIRA Nº 04 GUILHERME ROBERTO PINTO DE SOUZA Nº 16 JOSÉ ROSA MARTINS NETO Nº 22 RAFAEL ALVES DE SOUSA Nº 36 WELLINGTON COSTA SANTOS OLIVEIRA

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Configurando o IIS no Server 2003

Configurando o IIS no Server 2003 2003 Ser ver Enterprise Objetivo Ao término, você será capaz de: 1. Instalar e configurar um site usando o IIS 6.0 Configurando o IIS no Server 2003 Instalando e configurando o IIS 6.0 O IIS 6 é o aplicativo

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

Alternate Technologies Fevereiro/2013. FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 (Fevereiro/2013)

Alternate Technologies Fevereiro/2013. FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 (Fevereiro/2013) FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 () 1 Sumário: PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO VERSÃO 5.8... 4 ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA VIA CD... 6 1º Passo Atualizações e Alterações da Versão 5.8...

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.2 Versão 4.20-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Memória Flash. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Memória Flash. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Memória Flash Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP Obrigado por utilizar os produtos Dimy s. Antes de operar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual para obter um desempenho adequado. Por favor,

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Elementos do IDE do Delphi

Elementos do IDE do Delphi Capítulo 2 Um Tour pelo Ambiente de Programação do Delphi Ao final deste capítulo, você estará apto a: Identificar os elementos do IDE do Delphi Identificar os elementos essenciais que formam uma aplicação

Leia mais

CRIAÇÃO DE RELATÓRIOS EM DELPHI

CRIAÇÃO DE RELATÓRIOS EM DELPHI PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO CRIAÇÃO DE RELATÓRIOS EM DELPHI Relatórios são tão importantes quanto as consultas, com a vantagem de poder imprimir os valores armazenados nos Bancos

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando nossas aulas sobre

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

jfisc al Versão 3.0 - Fevereiro/2015

jfisc al Versão 3.0 - Fevereiro/2015 jfiscal Versão 3.0 - Fevereiro/2015 Índice 1 INTRODUÇÃO E VISÃO GERAL... 1 2 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INICIAL DO JFISCAL... 2 2.1 Download... 3 2.2 Instalação do jfiscal... 3 3 ADQUIRIR UMA LICENÇA DO

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

Instalação, configuração e manual

Instalação, configuração e manual Cardápio Moura Instalação, configuração e manual Conteúdo Instalação... 4 Requisitos mínimos... 4 Windows 8... 5 Instalação do IIS no Windows 8... 5 Configuração do IIS no WINDOWS 8... 15 Windows 7...

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

Manual STCP Web Admin 27/07/2009, Riversoft Integração e Desenvolvimento

Manual STCP Web Admin 27/07/2009, Riversoft Integração e Desenvolvimento STCP OFTP Web Admin Versão 4.0.0 Riversoft Integração e Desenvolvimento de Software Ltda Av.Dr.Delfim Moreira, 537 Centro Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais CEP 37540 000 Tel/Fax: 35 3471 0282 E-mail:

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais