ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM SISTEMA MUSCULAR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM SISTEMA MUSCULAR"

Transcrição

1 ATIVIDADE DE APRENDIZAGEM SISTEMA MUSCULAR 1- Sobre o músculo localizado no braço, anteriormente e superficialmente, e que é classificado morfologicamente como bíceps (por ter duas inserções ou origens proximais, mas apenas uma inserção distal), faça a seguinte atividade de colorir com lápis de cor: Pinte de vermelho apenas o VENTRE do músculo bíceps braquial; Pinte de azul apenas o TENDÃO (proximal e distal) do m. bíceps braquial. CMF-1 Professores de Morfo-1: Andreza, Clarissa, Fábio, Lillian, Lucinda e Ricardo Página 1

2 Sugestões dos professores de morfo-1/ unic para aprendizagem sobre os músculos do corpo humano: 1º) Leituras dos textos disponíveis nos LIVROS DE ANATOMIA HUMANA dos autores citados em aula (Dangelo e Fattini, Alexander Spence, Gerard Tortora e Bryan Derrickson, Keith Moore, Gardner Gray, Snell, Eros Abrantes Ehart, Grant); 2º) Verificar o formato do músculo, a direção das fibras musculares e a localização anatômica através dos LIVROS ATLAS DE ANATOMIA HUMANA (Yokochi, Wolf, Netter, Sobotta, McMin); verbalizar em voz alta, escrever o nome dos músculos, repetindo várias vezes a leitura e a escrita, visualizando o formato do músculo; 3º) Realizar atividades de LIVROS SOBRE ANATOMIA PARA COLORIR, R, nos quais você pode aprender colorindo os musculos do corpo humano: 4º) Estudar os aspectos microscópicos, através de um Livro de Histologia, como o citado em aula do autor Junqueira e Carneiro e Verificar cortes microscópicos: Corte longitudinal da fibra muscular: Corte transversal da fibra muscular: estrias e núcleo periférico (seta) (400x). núcleos periféricos (seta) (400x). Figura HISTOLOGIA 1 Figura HISTOLOGIA 2 As fibras musculares são longas e cilíndricas, como é possível verificar na imagem ao lado. Logo, se o corte for ao longo da fibra muscular, será chamado de CORTE LONGITUDINAL (veja acima a imagem da Figura de HISTOLOGIA 1); Quando observarmos a fibra muscular através do CORTE TRANSVERSAL, a imagem que visualizaremos através do microscópio é a que apresentamos na Figura de HISTOLOGIA 2. Verificar nos dois cortes o NÚCLEO NA PERIFERIA DA FIBRA MUSCULAR! Página 2

3 Consulte o Livro dos Professores Madeira & Rizzolo (fonte da figura dos MUSCULOS DA FACE) e faça a atividade: colorir cada musculo E escrever legenda com o nome de cada um observando o sentido das fibras musculares: 1 - M. 2 - M. 3 - M. 4 - M. 5 - M. 6 - M. 7 - M. 8 - M. 9 - M M M M M. 14- M. 15- M. 16- M. 17- M.. Anatomia Facial Com Fundamentos de Anatomia Sistêmica Geral Autor: Madeira, Miguel Carlos ; Rizzolo, Roelf J. Cruz Editora: SARVIER EDITORA DE LIVROS MEDICOS LTDA 18 - M.

4 Exercício: PINTAR na figura com a mesma cor que PINTAR na legenda que indica o nome do músculo e escrever o nome dele de forma correta, para não ser a 1ª vez na hora da prova! Observe a figura abaixo e faça a atividade, pintando com cores diferentes cada músculo citado na legenda, e não esqueça de colorir o quadrado correspondente: Pinte Escreva o nome do músculo para treinar grafia correta MÚSCULO DELTÓIDE M. TRÍCEPS BRAQUIAL M. TRAPÉZIO M. SERRÁTIL ANTERIOR M. OBLÍQUO EXTERNO DO ABDOME APONEUROSE TORACO-LOMBAR M. GLÚTEO MÁXIMO M. TENSOR DA FÁSCIA LATA TENDÃO CALCÂNEO M. LATÍSSIMO DO DORSO (GRANDE DORSAL) M. GASTROCNÊMIO: M. BÍCEPS DA COXA, CABEÇA LONGA Responda as seguintes questões relacionadas ao principal músculo da respiração: Qual é o nome do músculo que apresenta um tendão central (centro tendíneo), além de três aberturas (hiato esofágico, hiato aórtico e forame da veia cava inferior), e o ventre muscular inserido no osso esterno, nas costelas e nas vértebras? Descreva sobre sua LOCALIZAÇÃO ANATÔMICA: Resposta: Nome do músculo Localização No espaço ao lado, cole uma imagem do músculo em questão, indicando o local do seu ventre e do seu tendão, e indique os três orifícios: 1- HIATO AÓRTICO 2- HIATO ESOFÁGICO 3- FORAME DA VEIA CAVA

5 Qual o NOME dos 4 MÚSCULOS DA MASTIGAÇÃO indicados nas figuras abaixo? Cole nos espaços abaixo, imagens dos músculos das seguintes regiões: Vista anterior da coxa e da perna Vista posterior da coxa e da perna Vista anterior do tórax e do abdome Vista posterior do tórax e do abdome

6 ORIENTAÇÕES COMO ROTEIRO DE AULA PRÁTICA COM OS CADÁVERES: OBRIGATÓRIO O USO DE LUVAS E MÁSCARA PARA MANUSEAR PEÇAS ANATÔMICAS 1. IDENTICAR NAS BANCADAS OS 3 TIPOS DE MÚSCULOS: Músculo liso Músculo cardíaco Músculo estriado esquelético (M.E.E.) 2. No M.E.E., IDENTIFICAR AS 2 PARTES DO MÚSCULO: Ventre Tendão 3. NO CADÁVER EM DECÚBITO VENTRAL, IDENTIFICAR: Fáscia ou epimísio Aponeurose tóraco-lombar 4. NAS PEÇAS ANATÔMICAS DE CABEÇA E PESCOÇO, IDENTIFICAR: M. occipitofrontal, ventre frontal M. orbicular do olho M. corrugador do supercílio M. zigomático maior M. masseter M. temporal M. bucinador M. depressor do ângulo da boca M. esternocleidomastóide 5. NAS PEÇAS ANATÔMICAS DE TÓRAX E ABDOME, identificar na vista anterior: M. peitoral maior M. serrátil anterior M. oblíquo externo do abdome M. oblíquo interno do abdome M. transverso do abdome M. reto do abdome 6. NAS PEÇAS ANATÔMICAS DE MEMBRO SUPERIOR, IDENTIFICAR: M. trapézio M. latíssimo do dorso M. tríceps braquial M. bíceps braquial M. deltóide (fibras anteriores, fibras médias, fibras posteriores) M. peitoral maior 7. NAS PEÇAS ANATÔMICAS DE MEMBRO INFERIOR, IDENTIFICAR: M. quadríceps, vasto medial M. quadríceps, vasto intermédio M. quadríceps, vasto lateral M. quadríceps, reto femoral M. sartório M.m.adutores M. grácil M. tibial anterior M. tensor da fáscia lata Tracto ílio-tibial 8. NAS PEÇAS ANATÔMICAS DE MEMBRO INFERIOR, IDENTIFICAR posteriormente: M. glúteo máximo M. bíceps da coxa, cabeça curta M. bíceps da coxa, cabeça longa M. semitendinosa M. semimembranoso M. gastrocnêmio, cabeça lateral M. gastrocnêmio, cabeça medial M. sóleo M. TRÍCEPS DA PERNA Tendão calcâneo (antigamente era chamado de tendão de Aquiles) (ou m. tríceps sural)

Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Muscular - Professor Raphael Varial. Sistema Muscular

Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Muscular - Professor Raphael Varial. Sistema Muscular Introdução Sistema Muscular Os músculos representam cerca de 50 a 60% do peso do corpo, quando eles se contraem afetam o movimento de todo o corpo, do sangue, do alimento e da respiração por exemplo. Existem

Leia mais

Ciências Morfofuncionais- I Sistema Muscular

Ciências Morfofuncionais- I Sistema Muscular Ciências Morfofuncionais- I Sistema Muscular HISTOLOGIA EMBRIOLOGIA ANATOMIA FISIOLOGIA Professores: Andreza, Clarissa, Lillian, Lucinda e Ricardo Organização estrutural do Sistema Muscular Célula célula

Leia mais

ANATOMIA TEMA DA AULA: O SISTEMA MUSCULAR

ANATOMIA TEMA DA AULA: O SISTEMA MUSCULAR ANATOMIA TEMA DA AULA: O SISTEMA MUSCULAR Objetivos Mediar os conhecimentos científicos dos conteúdos propostos para que o aluno seja capaz de: Entender a morfologia dos músculos estriados esqueléticos;

Leia mais

Ossos - órgãos passivos do movimento. Músculos - órgãos ativos do movimento. Introdução

Ossos - órgãos passivos do movimento. Músculos - órgãos ativos do movimento. Introdução Ossos - órgãos passivos do movimento Músculos - órgãos ativos do movimento Introdução Organização dos músculos esqueléticos Sistema muscular: anatomia microscópica Porção ativa ventre muscular Porções

Leia mais

DEPENDÊNCIA DE ANATOMIA dos SISTEMAS Curso de Educação Física - 2015

DEPENDÊNCIA DE ANATOMIA dos SISTEMAS Curso de Educação Física - 2015 1 DEPENDÊNCIA DE ANATOMIA dos SISTEMAS Curso de Educação Física - 2015 Profa. Dra. Thelma Parada 1 2 Recomendações e Bibliografia Serão 3 encontros a serem realizados: No 1º encontro, haverá uma prova

Leia mais

SISTEMA MUSCULAR. Profª Fabíola Alves dos Reis 2014

SISTEMA MUSCULAR. Profª Fabíola Alves dos Reis 2014 SISTEMA MUSCULAR Profª Fabíola Alves dos Reis 2014 OBJETIVOS Diferenciar os tipos de músculos. Conhecer as estruturas micro e macroscópicas dos músculos. Conceituar: estados de contração e de relaxamento,

Leia mais

18/03/2014 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA. Toca da Raposa - MG. Prof.Msc.Moisés Mendes da Silva FORMAÇÃO: Graduado em Educação Física-UFPI;

18/03/2014 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA. Toca da Raposa - MG. Prof.Msc.Moisés Mendes da Silva FORMAÇÃO: Graduado em Educação Física-UFPI; INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA Prof.Msc.Moisés Mendes da Silva FORMAÇÃO: Graduado em Educação Física-UFPI; Pós-Graduado em Educação Física Escolar-UFPI Mestre em Ciências e Saúde -UFPI EXPERIÊNCIA PROFISSICIONAL

Leia mais

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 01. Ossos da coluna vertebral A coluna vertebral é formada por um número de 33 ossos chamados vértebras. Estas se diferenciam pela sua forma e função. Vértebras semelhantes se agrupam em regiões

Leia mais

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO 1. Quais as funções do esqueleto? 2. Explique que tipo de tecido forma os ossos e como eles são ao mesmo tempo rígidos e flexíveis. 3. Quais são as células ósseas e como

Leia mais

SISTEMA LOCOMOTOR OSSOS E MÚSCULOS. Profa. Cristiane Rangel Ciências 8º ano

SISTEMA LOCOMOTOR OSSOS E MÚSCULOS. Profa. Cristiane Rangel Ciências 8º ano SISTEMA LOCOMOTOR OSSOS E MÚSCULOS Profa. Cristiane Rangel Ciências 8º ano O esqueleto FOTOS: ROGER HARRIS / SCIENCE PHOTO LIBRARY / LATINSTOCK Como saber se um esqueleto é de homem ou de mulher? Que funções

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Educação Física. Prof. Me. Fabio Milioni. Introdução à anatomia Principais formas de estudar a anatomia

ANATOMIA HUMANA I. Educação Física. Prof. Me. Fabio Milioni. Introdução à anatomia Principais formas de estudar a anatomia ANATOMIA HUMANA I Educação Física Prof. Me. Fabio Milioni Introdução à anatomia Principais formas de estudar a anatomia Anatomia Sistêmica Estudo macroscópico dos sistemas do organismo Anatomia Topográfica

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto No seu conceito mais amplo, a Anatomia é a ciência que estuda, macro e microscopicamente, a constituição

Leia mais

Adutores da Coxa. Provas de função muscular MMII. Adutor Longo. Adutor Curto. Graduação de força muscular

Adutores da Coxa. Provas de função muscular MMII. Adutor Longo. Adutor Curto. Graduação de força muscular Provas de função muscular MMII Graduação de força muscular Grau 0:Consiste me palpar o músculo avaliado e encontrar como resposta ausência de contração muscular. Grau 1:Ao palpar o músculo a ser avaliado

Leia mais

Movimentos da articulação do joelho. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Movimentos da articulação do joelho. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Movimentos da articulação do joelho Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Introdução Uma das mais complexas articulações do corpo humano. É composta por 3 articulações: 1. entre os côndilos mediais

Leia mais

CAVIDADE BUCAL. Anatomia Aplicada à Odontologia. Prof. Peter Reher, CD, CD, MSc, MSc, PhD PhD

CAVIDADE BUCAL. Anatomia Aplicada à Odontologia. Prof. Peter Reher, CD, CD, MSc, MSc, PhD PhD CAVIDADE BUCAL Anatomia Aplicada à Odontologia CAVIDADE BUCAL Dr. Peter Reher, CD, CD, MSc, PhD PhD Especialista e Mestre em Cirurgia Bucomaxilofacial - UFPel-RS Doutor (PhD) em Cirurgia Maxilofacial -

Leia mais

Estrutura e Função dos Nervos Periféricos

Estrutura e Função dos Nervos Periféricos FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Estrutura e Função dos Nervos Periféricos Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos

Leia mais

CIRCO DE RUA 1. Palavras-chave: músculos, anatomia do movimento, circo

CIRCO DE RUA 1. Palavras-chave: músculos, anatomia do movimento, circo CIRCO DE RUA 1 LIMA, Amanda Fonseca de 1 ; CUNHA, Maycon Vasconcelos 2 ; CRUZ, Mauricio Antonio da 3 ; MELO, Victória Souza 4 ; Reis, Luciana Machado Vieira 5 ; BATISTA, Ana Carla Ribeiro 6 ; CARDOSO,

Leia mais

Um breve estudo sobre o Nado Borboleta.

Um breve estudo sobre o Nado Borboleta. Um breve estudo sobre o Nado Borboleta. Fábio Rodrigues de Souza Frederico Engel de Oliveira Minkos Guilherme Estevam Dantas João Marcello Paes Zanco Paulo Sérgio Santos de Souza 1 Bárbara Pereira de Souza

Leia mais

Profa. Dra. Iêda Guedes Depto Histologia e Embriologia - CCB Universidade Federal do Pará

Profa. Dra. Iêda Guedes Depto Histologia e Embriologia - CCB Universidade Federal do Pará Módulo: Morfológicas I Disciplina: Histologia Curso: Odontologia Profa. Dra. Iêda Guedes Depto Histologia e Embriologia - CCB Universidade Federal do Pará Vista de embrião com 22 dias Primeiro Arco

Leia mais

DISSECAÇÃO ANATÔMICA DE VASOS SUPERFICIAIS DA PERNA E SUA IMPORTÂNCIA NA ELUCIDAÇÃO DA TROMBOFLEBITE SUPERFICIAL 1

DISSECAÇÃO ANATÔMICA DE VASOS SUPERFICIAIS DA PERNA E SUA IMPORTÂNCIA NA ELUCIDAÇÃO DA TROMBOFLEBITE SUPERFICIAL 1 DISSECAÇÃO ANATÔMICA DE VASOS SUPERFICIAIS DA PERNA E SUA IMPORTÂNCIA NA ELUCIDAÇÃO DA TROMBOFLEBITE SUPERFICIAL 1 PEREIRA, Thatiany Castro Lobo 1 ; SANTOS, Danillo Luiz dos 2 ; LUIZ, Carlos Rosemberg

Leia mais

Semiologia Ortopédica Pericial

Semiologia Ortopédica Pericial Semiologia Ortopédica Pericial Prof. Dr. José Heitor Machado Fernandes 2ª V E R S Ã O DO H I P E R T E X T O Para acessar os módulos do hipertexto Para acessar cada módulo do hipertexto clique no link

Leia mais

Teórica: Aula expositiva dialogada com projeção de imagens e manipulação do esqueleto de resina, articulado.

Teórica: Aula expositiva dialogada com projeção de imagens e manipulação do esqueleto de resina, articulado. Aulas 2 e 3 Tema: Sistema esquelético Objetivos Mediar os conhecimentos científicos dos conteúdos propostos para que o aluno seja capaz de: Identificar a estrutura geral do Esqueleto Humano; Identificar

Leia mais

CATIRA OU CATERETÊ- DANÇA DO FOLCLORE BRASILEIRO 1

CATIRA OU CATERETÊ- DANÇA DO FOLCLORE BRASILEIRO 1 CATIRA OU CATERETÊ- DANÇA DO FOLCLORE BRASILEIRO 1 CAMPIOLI, Carlos Gustavo Mendes 1 ; FERREIRA, Iuri Armstrong de Freitas 2 ; VALADÃO, Francielly Costa 3 ; OLIVEIRA, Luan Tavares de 4 ; GOMES, Bianca

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL PLANO ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL PLANO ENSINO PLANO ENSINO 01. IDENTIFICAÇÃO Módulo/atividade: Desenvolvimento Humano I Aspectos Biológicos. (Módulo 4) Código módulo/atividade: FISI004 Turma: Fisio2010/ 2º semestre Sub-turma: 10; 11; 12; 13 Professores

Leia mais

Anatomia comparada de vertebrados

Anatomia comparada de vertebrados Biologia Eletiva Ficha 11 2º ano Tatiana ago/13 Nome: Nº: Turma: Anatomia comparada de vertebrados 1- Introdução: Anatomia (do grego anatomé = incisão, dissecção) é a ciência que trata da forma e da estrutura

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Quadril Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação do Quadril: É uma articulação

Leia mais

21/08/2013 *INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS *OSTEOLOGIA. Conceito. Tipos de Anatomia. Tipos de Anatomia

21/08/2013 *INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS *OSTEOLOGIA. Conceito. Tipos de Anatomia. Tipos de Anatomia *INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS *OSTEOLOGIA Valdirene Zabot valdirene@unochapeco.edu.br Conceito Anatomia é o ramo da ciência que trata da forma e estrutura dos organismos. Etmologicamente,

Leia mais

CURSO: MEDICINA. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I. Carga Horária Prática 55

CURSO: MEDICINA. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I. Carga Horária Prática 55 Turno: INTEGRAL Currículo 2009 CURSO: MEDICINA INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I Departamento CCO Período 1 Teórica 125 Carga Horária Prática 55 Total 180 Código

Leia mais

Esqueleto. Axial. Prof. Adj. Dr. Yuri Karaccas de Carvalho Anatomia Descritiva Animal I. Objetivos da Aula. Conhecer a constituição do Esqueleto Axial

Esqueleto. Axial. Prof. Adj. Dr. Yuri Karaccas de Carvalho Anatomia Descritiva Animal I. Objetivos da Aula. Conhecer a constituição do Esqueleto Axial Universidade Federal do Acre Curso de Medicina Veterinária Esqueleto Axial Prof. Adj. Dr. Yuri Karaccas de Carvalho Anatomia Descritiva Animal I Objetivos da Aula Definir Esqueleto Axial Conhecer a constituição

Leia mais

Plano de Ensino. Ementa

Plano de Ensino. Ementa UNIVERSIDADE DO - UDESC Curso: BAC - Bacharelado em Educação Física Departamento: DEF - Educação Física Disciplina: Anatomia Código: 1ANAT Carga horária: 72 Período letivo: 2013/2 Professor: Silvia Rosane

Leia mais

ESTUDO DO MOVIMENTO OSTEOLOGIA COLUNA VERTEBRAL E TÓRAX 1 TERMOS DIRECCIONAIS ORIENTAÇÃO DO TIPOS DE OSSOS MOVIMENTOS ARTICULARES

ESTUDO DO MOVIMENTO OSTEOLOGIA COLUNA VERTEBRAL E TÓRAX 1 TERMOS DIRECCIONAIS ORIENTAÇÃO DO TIPOS DE OSSOS MOVIMENTOS ARTICULARES TERMOS DIRECCIONAIS EB 23S DE CAMINHA CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO GESTÃO DESPORTIVA ESTUDO DO MOVIMENTO TÓRAX POSIÇÃO DESCRITIVA ANATÓMICA PLANOS DESCRITIVOS PLANO SAGITAL PLANO HORIZONTAL INFERIOR ANTERIOR

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. MORFOLOGIA

1. INTRODUÇÃO 2. MORFOLOGIA 1. INTRODUÇÃO O diafragma é o principal músculo da respiração. Muito já foi estudado sobre sua forma e ação na mecânica respiratória. O objetivo deste trabalho é realizar uma breve revisão destes aspectos,

Leia mais

ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE

ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE Sínfise púbica Classificação: sínfise Movimentos permitidos: mobilidade bidimensional e rotação de uns poucos milímetros em conjunto com a deformação da pelve quando na sustentação

Leia mais

EXAME CERVICAL FUNCIONAL

EXAME CERVICAL FUNCIONAL EXAME CERVICAL FUNCIONAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MORFOLOGIA DESORDENS DA A.T.M. E MÚSCULOS DA MASTIGAÇÃO DEPARTAMENTO DE ANATOMIA DESCRITIVA UNIFESP Módulo de maio de 2002 Prof. Dr. Ricardo L. Smith

Leia mais

PLANO DE CURSO. MÓDULO: Organização Morfo-Funcional II CARGA HORÁRIA: 420 horas/aula TOTAL DE CRÉDITOS: 21 2º PERÍODO - SEMESTRE: 2015.

PLANO DE CURSO. MÓDULO: Organização Morfo-Funcional II CARGA HORÁRIA: 420 horas/aula TOTAL DE CRÉDITOS: 21 2º PERÍODO - SEMESTRE: 2015. 1 FACULDADE DE MEDICINA NOVA ESPERANÇA Reconhecida pelo MEC: Portaria nº 1.084, de 28 de dezembro 2007, publicada no DOU de 31 de dezembro de 2007, página 36, seção 1. PLANO DE CURSO MÓDULO: Organização

Leia mais

2) Funções Movimentos: flexão, extensão e rotação. Proteção: medula espinhal no canal vertebral.

2) Funções Movimentos: flexão, extensão e rotação. Proteção: medula espinhal no canal vertebral. Osteologia da Coluna Vertebral Anatomia dosanimais Domésticos I Prof. Paulo Junior 1/8 OSTEOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL 1) Formação Vértebras desde o crânio até a ponta da cauda. 2) Funções Movimentos: flexão,

Leia mais

ANATOMIA DA PATELA DE ESQUELETOS HUMANOS

ANATOMIA DA PATELA DE ESQUELETOS HUMANOS 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ANATOMIA DA PATELA DE ESQUELETOS HUMANOS Karina Almeida Calderon 1, Priscila Almeida Inhoti 2, Sonia Maria Marques Gomes Bertolini 3 RESUMO: A disfunção

Leia mais

Músculos da Cabeça e Pescoço

Músculos da Cabeça e Pescoço UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Biomédicas Departamento de Anatomia Músculos da Cabeça e Pescoço Profa. Elen H. Miyabara elenm@usp.br Músculos da Cabeça e do Pescoço - Movimentam a cabeça

Leia mais

AVALIAÇÃO DO QUADRIL

AVALIAÇÃO DO QUADRIL AVALIAÇÃO DO QUADRIL 1. Anatomia Aplicada Articulação do Quadril: É uma articulação sinovial esferóidea com 3 graus de liberdade; Posição de repouso: 30 de flexão, 30 de abdução, ligeira rotação lateral;

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA SUBCUTÂNEA BASEADA NA OBSERVAÇÃO DE PEÇAS ANATÔMICAS DISSECADAS 1

DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA SUBCUTÂNEA BASEADA NA OBSERVAÇÃO DE PEÇAS ANATÔMICAS DISSECADAS 1 DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA SUBCUTÂNEA BASEADA NA OBSERVAÇÃO DE PEÇAS ANATÔMICAS DISSECADAS 1 CAMPOS, Adriana 1 ; SANTOS, Danillo Luiz 2 ; ARAÚJO, Patrick Correia de Souza 3 ; LUIZ, Carlos Rosemberg 4 ; BENETTI,

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS FIT

FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS FIT FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS FIT Disciplina: ANATOMIA HUMANA Prof. Ms. Alexandre Oliveira SANTARÉM 2010 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1 Introdução ao estudo da anatomia 2 Sistema Esquelético 3 Sistema Articular

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Os seres mais basais possuem capacidade de reação a estímulos ambientais; Células procariontes, metazoários contraem

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Tornozelo e Pé Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica do Tornozelo e Pé Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica do Tornozelo e Pé Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Retropé: Articulação Tibiofibular

Leia mais

ANÁLISE ANATÔMICA DA DANÇA CARIMBÓ 1. PALAVRAS CHAVES: Carimbó, dança, anatomia do movimento.

ANÁLISE ANATÔMICA DA DANÇA CARIMBÓ 1. PALAVRAS CHAVES: Carimbó, dança, anatomia do movimento. ANÁLISE ANATÔMICA DA DANÇA CARIMBÓ 1 MARTINS, Gabriela de Oliveira 1 ; ALVES, Marcus Vinícius Sena 2 ; CINTRA, Évelyn Salatiel 3 ; KAGUEYAMA,Cristina Do Espírito Santo 4 ; LIMA, Kisleu Dias Maciel de Almeida

Leia mais

Anatomia óssea do pé. http://www.imagingonline.com.br/

Anatomia óssea do pé. http://www.imagingonline.com.br/ 2010 Anatomia óssea do pé http://www.imagingonline.com.br/ A estrutura óssea do pé é composta de diversos ossos e articulações, facilitando sua adaptação aos diferentes tipos de terrenos. Sua construção

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE 2016 ANEXO IV CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA I PERÍODO

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE 2016 ANEXO IV CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA I PERÍODO PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE 2016 ANEXO IV CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA I PERÍODO BIOLOGIA CELULAR 1. Núcleo, divisão e diferenciação celulares:

Leia mais

Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária

Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária Unic - Universidade de Cuiabá Faculdade de medicina veterinária - 1 - Disciplina de Ciências Morfofuncionais Aplicadas a Medicina Veterinária I Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária SUMÁRIO - 2 -

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Educação para Saúde SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR: ANATOMIA

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANATOMOFISIOLOGIA I Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANATOMOFISIOLOGIA I Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ANATOMOFISIOLOGIA I Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista

Assessoria ao Cirurgião Dentista Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição V setembro de 2014 Escrito por: Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

Estudo dirigido sobre premolares

Estudo dirigido sobre premolares Estudo dirigido sobre premolares 1 Miguel Carlos Madeira e Roelf Cruz Rizzolo http://www.anatomiafacial.com Material para ser impresso, com a autorização dos autores, exclusivamente para os alunos do primeiro

Leia mais

Nome do grupo ou Companhia: E-mail: Telefones para contato: Endereço completo atualizado: Bairro: Cidade: Cep: Responsável pelo grupo: Nome da Peça:

Nome do grupo ou Companhia: E-mail: Telefones para contato: Endereço completo atualizado: Bairro: Cidade: Cep: Responsável pelo grupo: Nome da Peça: Anexo 1: FICHA DE INSCRIÇÃO Nome do grupo ou Companhia: E-mail: Telefones para contato: Endereço completo atualizado: Bairro: Cidade: Cep: Responsável pelo grupo: Nome da Peça: Duração: Autor: Contra-regra:

Leia mais

Princípios Gerais de Anatomia Veterinária

Princípios Gerais de Anatomia Veterinária Princípios Gerais de Anatomia Veterinária Profa Juliana Normando Pinheiro Morfofuncional I juliana.pinheiro@kroton.com.br DEFINIÇÃO A anatomia é a ciência que estuda o corpo animal no que se refere á sua

Leia mais

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar.

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar. Figura 11a - Posição inicial: 1ª posição paralela. Figura 11b - demi-plié: 1ª posição paralela. Figura 12a - Posição inicial: 2ª posição paralela. Figura 12b- Demi-plié: 2ª posição paralela. 35 Figura

Leia mais

24/02/2016 EXPELIDA DO ORGANISMO RIM. Armazenam e conduzem a urina dos rins para o meio externo. Produzem Urina URETER BEXIGA URETRA

24/02/2016 EXPELIDA DO ORGANISMO RIM. Armazenam e conduzem a urina dos rins para o meio externo. Produzem Urina URETER BEXIGA URETRA Marcelo Marques Soares Prof. Didi ARMAZENAM URINA (BEXIGA) 1 2 3 5 6 7 8 PRODUZEM URINA (RINS) São órgãos pares, com cerca de 11,25cm de comprimento por 5 a 7,5cm de largura e 2,5cm de espessura 9 10 11

Leia mais

POSICIONAMENTO RADIOGRÁFICO E ANATOMIA RADIOGRÁFICA EM PEQUENOS ANIMAIS

POSICIONAMENTO RADIOGRÁFICO E ANATOMIA RADIOGRÁFICA EM PEQUENOS ANIMAIS POSICIONAMENTO RADIOGRÁFICO E ANATOMIA RADIOGRÁFICA EM PEQUENOS ANIMAIS Nomenclatura para os posicionamentos Ao posicionarmos o paciente com o propósito de efetuar radiografias, deve-se dar nome a este

Leia mais

ANÁLISIS DE CLASIFICACIÓN ANATÓMICA ADOPTADO EN LIBROS CIENCIA Y LA BIOLOGÍA

ANÁLISIS DE CLASIFICACIÓN ANATÓMICA ADOPTADO EN LIBROS CIENCIA Y LA BIOLOGÍA RESUMO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Vitor Caiaffo Brito 1 Ardilles Juan Carlos Alves dos Santos 2 Belisa Duarte Ribeiro de Oliveira 3 Avaliou-se a nomenclatura anatômica adotada nos livros de ciências

Leia mais

Categorias de Músculos

Categorias de Músculos URI Curso de Psicologia Prof. Claudio Alfredo Konrat Aparelho Locomotor: ossos, junturas e músculos Os músculos constituem os elementos ativos do movimento Os ossos constituem os elementos passivos do

Leia mais

Generalidades sobre os Músculos Estriados Esqueléticos

Generalidades sobre os Músculos Estriados Esqueléticos UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Biomédicas Departamento de Anatomia Generalidades sobre os Músculos Estriados Esqueléticos Profa. Elen H. Miyabara elenm@usp.br 1 Tipos de músculo Liso Tipos

Leia mais

ANATOMIA e SEMIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL. Prof. Dr. GABRIEL PAULO SKROCH

ANATOMIA e SEMIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL. Prof. Dr. GABRIEL PAULO SKROCH ANATOMIA e SEMIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL Prof. Dr. GABRIEL PAULO SKROCH - COMPOSIÇÃO: 24 Corpos Vertebrais 5 Fusionadas Sacro 4 Cóccix 23 Discos Intervertebrais - FUNÇÕES 1. Postura 2. Movimento e Locomoção

Leia mais

TECIDO MUSCULAR. Nesse aumento observa-se fibras musculares lisas em corte longitudinal e em corte transversal.

TECIDO MUSCULAR. Nesse aumento observa-se fibras musculares lisas em corte longitudinal e em corte transversal. TECIDO MUSCULAR 1. Tecido Muscular Liso Material: Bexiga Técnica: HE Observação com aumento total de 100x: Na bexiga encontramos a mucosa com epitélio de transição ou polimorfo e tecido conjuntivo. Abaixo

Leia mais

Anatomia Geral. http://d-nb.info/1058614592. 1 Filogênese e Ontogênese Humanas. 5 Músculos. 6 Vasos. 2 Visão Geral do Corpo Humano

Anatomia Geral. http://d-nb.info/1058614592. 1 Filogênese e Ontogênese Humanas. 5 Músculos. 6 Vasos. 2 Visão Geral do Corpo Humano Anatomia Geral 1 Filogênese e Ontogênese Humanas 1.1 Filogênese Humana 2 1.2 Ontogênese Humana: Visão Geral, Fecundação e Estágios Iniciais do Desenvolvimento 4 1.3 Gastrulação, Neurulação e Formação dos

Leia mais

ESTUDO DESCRITIVO COMPARATIVO DA ANATOMIA DO MÚSCULO TENSOR DA FÁSCIA LATA EM MACACO PREGO (Sapajus apella) E CANÍDEOS NEOTROPICAIS

ESTUDO DESCRITIVO COMPARATIVO DA ANATOMIA DO MÚSCULO TENSOR DA FÁSCIA LATA EM MACACO PREGO (Sapajus apella) E CANÍDEOS NEOTROPICAIS Original Article 1846 ESTUDO DESCRITIVO COMPARATIVO DA ANATOMIA DO MÚSCULO TENSOR DA FÁSCIA LATA EM MACACO PREGO (Sapajus apella) E CANÍDEOS NEOTROPICAIS COMPARATIVE ANATOMY OF THE FASCIA LATA TENSOR MUSCLE

Leia mais

Constituição do Esqueleto

Constituição do Esqueleto O ESQUELETO HUMANO Funções do Esqueleto O esqueleto humano constitui a estrutura que dá apoio ao corpo, protege os órgãos internos e assegura a realização dos movimentos, juntamente com o sistema muscular.

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Biomédico Curso de Psicologia. Reflexos Medulares. Elio waichert

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Biomédico Curso de Psicologia. Reflexos Medulares. Elio waichert Universidade Federal do Espírito Santo Centro Biomédico Curso de Psicologia Reflexos Medulares Elio waichert # Objetivos Apresentar as características da medula espinhal; Classificar os receptores sensoriais

Leia mais

Sistema Circulatório

Sistema Circulatório Sistema Circulatório O coração Localização: O coração está situado na cavidade torácica, entre a 2ª e 5ª costelas, entre os pulmões, com 2/3 para a esquerda, ápice para baixo e para esquerda e base para

Leia mais

Esqueleto apendicular

Esqueleto apendicular 2010 Esqueleto apendicular http://www.imagingonline.com.br/ Esse capítulo enfoca os ossos que formam os esqueletos apendiculares superiores, inferiores e seus respectivos cíngulos.. No final do capítulo,

Leia mais

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga JOELHO Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga Introdução Articulação muito frágil do ponto de vista mecânico e está propensa

Leia mais

UNIC - UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA. DISCIPLINA DE CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS A MEDICINA VETERINÁRIA IV e V

UNIC - UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA. DISCIPLINA DE CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS A MEDICINA VETERINÁRIA IV e V UNIC UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS A MEDICINA VETERINÁRIA IV e V Roteiro de aula prática de Anatomia Veterinária Prof a. Juliana

Leia mais

MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX. 1 Peitoral Maior. 1 Peitoral Maior. Região Ântero- Lateral

MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX MÚSCULOS DO TÓRAX. 1 Peitoral Maior. 1 Peitoral Maior. Região Ântero- Lateral Nervo Peitoral Lateral e Medial (C5 a T1) Marcelo Marques Soares Prof. Didi Rotação medial, adução, flexão e flexão horizontal do braço Região Ântero- Lateral 2 Peitoral Menor Subclávio Serrátil Anterior

Leia mais

Miologia. 39 mímicos), mas são muito desenvolvidos nos animais.

Miologia. 39 mímicos), mas são muito desenvolvidos nos animais. Miologia E existe uma enorme variedades de músculos, dos mais variados tamanhos e formato, onde cada um tem a sua disposição conforme o seu local de origem e de inserção. Temos aproximadamente 212 músculos,

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Cotovelo Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação ulnoumeral ou troclear:

Leia mais

Anatomia de superfície e palpatória do quadril e da região glútea http://www.imagingonline.com.br/

Anatomia de superfície e palpatória do quadril e da região glútea http://www.imagingonline.com.br/ 2010 Anatomia de superfície e palpatória do quadril e da região glútea http://www.imagingonline.com.br/ Esse capítulo descreve a anatomia de superfície e procedimentos palpatórios simples para o quadril

Leia mais

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil),

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil), 1 1) PANTURRILHAS 1.1 GERAL De pé, tronco ereto, abdômen contraído, de frente para o espaldar, a uma distância de um passo. Pés na largura dos quadris, levar uma das pernas à frente inclinando o tronco

Leia mais

Desenhando perspectiva isométrica

Desenhando perspectiva isométrica Desenhando perspectiva isométrica A UU L AL A Quando olhamos para um objeto, temos a sensação de profundidade e relevo. As partes que estão mais próximas de nós parecem maiores e as partes mais distantes

Leia mais

Compreendendo o espaço

Compreendendo o espaço Módulo 1 Unidade 2 Compreendendo o espaço Para início de conversa... A forma como você se locomove na cidade para ir de um lugar a outro tem a ver com as direções que você toma e com o sentido para o qual

Leia mais

TREINAMENTO DE FORÇA RELACIONADO A SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA

TREINAMENTO DE FORÇA RELACIONADO A SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA TREINAMENTO DE RELACIONADO A SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA Como regra geral, um músculo aumenta de força quando treinado próximo da sua atual capacidade de gerar força. Existem métodos de exercícios que são

Leia mais

Músculos da Perna. Músculos da Perna. Músculos. Membros Inferiores. Músculos da Perna. Regiões. Perna e Pé. Tibial Anterior. Divisão.

Músculos da Perna. Músculos da Perna. Músculos. Membros Inferiores. Músculos da Perna. Regiões. Perna e Pé. Tibial Anterior. Divisão. Regiões Músculos dos Membros Inferiores Perna e Pé Marcelo Marques Soares Prof. Didi Região Anterior Região Lateral Região Posterior Superficial Região Posterior Profunda Músculos da Perna Região Anterior

Leia mais

Adequação dos estímulos; Especificação operacional; Estrutura flexível; Ordenação.

Adequação dos estímulos; Especificação operacional; Estrutura flexível; Ordenação. O plano de aula é caracterizado pela descrição específica de tudo que o professor realizará em classe durante as aulas de um período específico. Na sua elaboração alguns pontos são muito importantes como:

Leia mais

ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS. André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012

ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS. André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012 AVALIAÇÃO POSTURAL ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012 POSTURA CONCEITOS: Postura é uma composição de todas

Leia mais

OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

OSSOS DO MEMBRO INFERIOR OSSOS DO MEMBRO INFERIOR ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR Articulação SacroiIíaca: Ligamento sacrotuberal Lig. sacroespinal Lig. Sacroilíacos post. e ant. Lig. Sacroilíacos interósseos Articulação

Leia mais

Miologia anatomia e fisiologia dos músculos

Miologia anatomia e fisiologia dos músculos ANATOMIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS Miologia anatomia e fisiologia dos músculos Valdirene Zabot valdirene@unochapeco.edu.br Tipos de tecido O tecido muscular e, consequentemente, os músculos, são classificados,

Leia mais

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica COORDENAÇÃO MOTORA ATIVIDADES PRÁTICAS RELAXAMENTO

Leia mais

VASOS E NERVOS DO MEMBRO INFERIOR

VASOS E NERVOS DO MEMBRO INFERIOR UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Biomédicas Departamento de Anatomia VASOS E NERVOS DO MEMBRO INFERIOR Profa. Elen H. Miyabara elenm@usp.br Medula Espinal Componentes dos nervos espinais

Leia mais

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol A locomoção depende da ação conjunta e integrada dos ossos e dos músculos; Os seres humanos tem coluna vertebral, que é o eixo do nosso esqueleto interno; O esqueleto

Leia mais

Odirlei J. Titon e André Luis David

Odirlei J. Titon e André Luis David Odirlei J. Titon e André Luis David Manobras prova prática de Ortopedia Coluna Cervical - Roger Bikelas semelhante ao Lasegué de membro inferior, dor irradiada para membros. Cervicobraquialgia. - Nafziger

Leia mais

O CONHECIMENTO DE ALUNOS DO 1º AO 4º PERÍODOS EM RELAÇÃO À ANATOMIA SISTÊMICA E LOCOMOTORA NO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE, CABO FRIO, RJ.

O CONHECIMENTO DE ALUNOS DO 1º AO 4º PERÍODOS EM RELAÇÃO À ANATOMIA SISTÊMICA E LOCOMOTORA NO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE, CABO FRIO, RJ. O CONHECIMENTO DE ALUNOS DO 1º AO 4º PERÍODOS EM RELAÇÃO À ANATOMIA SISTÊMICA E LOCOMOTORA NO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE, CABO FRIO, RJ. LENINE DAVID DA CRUZ CARVALHO JAUNILSON FRANCISCO DA CRUZ INSTITUTO

Leia mais

ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR

ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Biomédicas Departamento de Anatomia ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR Profa. Elen H. Miyabara elenm@usp.br OSSOS DO MEMBRO INFERIOR OSSOS DO QUADRIL FÊMUR

Leia mais

Podemos didaticamente dividir a musculatura dos membros superiores em grupos principais: Músculo Origem Inserção Ação Psoas maior proc.

Podemos didaticamente dividir a musculatura dos membros superiores em grupos principais: Músculo Origem Inserção Ação Psoas maior proc. MIOLOGIA DO ESQUELETO APENDICULAR MIOLOGIA DO MEMBRO INFERIOR Podemos didaticamente dividir a musculatura dos membros superiores em grupos principais: Iliopsoas MÚSCULOS QUE ACIONAM A COXA Psoas maior

Leia mais

Proteger a medula espinal e os nervos espinais. Fornece um eixo parcialmente rígido e flexível para o corpo e um pivô para a cabeça

Proteger a medula espinal e os nervos espinais. Fornece um eixo parcialmente rígido e flexível para o corpo e um pivô para a cabeça Cinthya Natel Baer Cristiane Schwarz Gelain Isabella Mauad Patruni Laila Djensa S. Santos Laiza Tabisz Mariana Escani Guerra Paula Moreira Yegros Veronica Dalmas Padilha Ana Paula Trotta Aline Sudoski

Leia mais

MIOLOGIA. Prof.: Gustavo M. Pires

MIOLOGIA. Prof.: Gustavo M. Pires MIOLOGIA Prof.: Gustavo M. Pires INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Os músculos são estruturas que movem os segmentos do corpo por encurtamento da distância que existe entre suas extremidades fixadas, ou seja, por

Leia mais

ODONTOLOGIA ANATOMIA HUMANA GERAL 1º Período / Carga Horária: 90 horas

ODONTOLOGIA ANATOMIA HUMANA GERAL 1º Período / Carga Horária: 90 horas ODONTOLOGIA ANATOMIA HUMANA GERAL 1º Período / Carga Horária: 90 horas 1. PRÉ-REQUISITO: Não há Pré-Requisitos 2. EMENTA: Conceito de Anatomia com as diversas formas de seu estudo. Conceito de normal,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Biomedicina (17) Ano: 2013 Semestre: 2 Período: 2 Disciplina: Anatomia Humana (Human Anatomy) Carga Horária Total: 90 Teórica: 60 Atividade Prática: 30 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl. Tutorial:

Leia mais

Testes para o Joelho

Testes para o Joelho Testes para o Joelho Teste de compressão de Apley Pcte em dec. ventral, fletir a perna a 90º. Segurar o tornozelo, aplicar pressão para baixo e girar a perna lateral//e emedial//e. Teste de compressão

Leia mais

OPEN ACCESS ATLAS OF OTOLARYNGOLOGY, HEAD & NECK OPERATIVE SURGERY

OPEN ACCESS ATLAS OF OTOLARYNGOLOGY, HEAD & NECK OPERATIVE SURGERY OPEN ACCESS ATLAS OF OTOLARYNGOLOGY, HEAD & NECK OPERATIVE SURGERY SIALADENECTOMIA SUBMANDIBULAR A exérese da glândula salivar submandibular (GSM) pode ser indicada por sialadenite crónica, sialectasia,

Leia mais

CERTIFICAÇÃO EM TREINAMENTO FUNCIONAL (CORE) Educador Silvio Pecoraro

CERTIFICAÇÃO EM TREINAMENTO FUNCIONAL (CORE) Educador Silvio Pecoraro CERTIFICAÇÃO EM TREINAMENTO FUNCIONAL (CORE) Educador Silvio Pecoraro Quais as características do Treinamento Funcional? Desenvolver e melhorar as capacidades físicas através de estímulos que proporcionam

Leia mais

MUSCULAÇÃO. Execução correta e ajustes dos principais exercícios livres e em máquinas 21/06/2013 ESCOLHA DOS EXERCÍCIOS

MUSCULAÇÃO. Execução correta e ajustes dos principais exercícios livres e em máquinas 21/06/2013 ESCOLHA DOS EXERCÍCIOS MUSCULAÇÃO Execução correta e ajustes dos principais exercícios livres e em máquinas Cibele Calvi Anic Ribeiro ESCOLHA DOS EXERCÍCIOS objetivo do aluno liberação para o exercício (quadro clínico) prioridades

Leia mais

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega.

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Prezado Editor, Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Gostaria de compartilhar com os demais leitores desta revista, minha experiência como mãe, vivenciando

Leia mais