A Importância da Gestão do Pronatec como Estratégia de Inclusão Social e Produtiva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Importância da Gestão do Pronatec como Estratégia de Inclusão Social e Produtiva"

Transcrição

1 A Importância da Gestão do Pronatec como Estratégia de Inclusão Social e Produtiva Belo Horizonte, outubro de 2015

2 Estratégias do Plano Mapa da Pobreza Aumento das capacidades e oportunidades Garantia de Renda Inclusão Produtiva Urbana e Rural Acesso a Serviços Públicos Elevação da renda Aumento das condições de bem-estar

3 Plano Brasil Sem Miséria: macro resultados Medida monetária Fim da miséria no universo do Bolsa Família Medidas multidimensionais 2,8% de pobreza multidimensional em 2013 de acordo com metodologia do PNUD 1,1% de pobreza crônica e 0,5% de pobreza severa em 2013 de acordo com metodologia do Banco Mundial Redução de desigualdades Extrema pobreza caiu em todas as regiões, idades e raças Queda foi maior entre os que eram mais afetados Norte e Nordeste, crianças e adolescentes, negros, o que reduziu desigualdades

4 O Brasil sem Miséria cumpriu todas as metas, superando muitas delas Ação Meta Resultados Busca Ativa 800 mil famílias* 1,44 milhão de famílias (ago/2015) Bolsa Família Pronatec Brasil sem Miséria Inclusão no campo: Ater, sementes, Fomento Água para Todos Superação da extrema pobreza para todos os beneficiários 1 milhão de alunos matriculados** Assistência técnica e Fomento para 253 mil famílias Entrega de 750 mil cisternas de 1ª água e 76 mil de segunda água 13,7milhões de famílias atendidas 22 milhões de pessoas superaram a extrema pobreza 1,75 milhão de alunos matriculados (abr/2015) Assistência técnica para 358 mil famílias e Fomento pago a 183,9 mil famílias (jun/2015) Entrega de 867,8 mil cisternas de 1ª água e 123 mil cisternas de 2ª água (ago/2015) Bolsa Verde 73 mil famílias atendidas 73,7 mil famílias atendidas (jul/2015) Creches 350 mil crianças do Bolsa Família matriculadas *** 707,7 mil crianças do Bolsa Família matriculadas (ago/2015) *Meta posteriormente revisada para 1,5 milhão **Meta posteriormente revisada para 1,3 milhão ***Meta posteriormente revisada para 504 mil

5 Inclusão Produtiva Urbana: fluxograma

6 Pronatec: estratégia de articulação da inclusão produtiva Pronatec estimulou a formatação do papel da Assistência Social junto à promoção do acesso das populações pobres ao mundo do trabalho (Acessuas Trabalho): Sensibilização e Mobilização do público com perfil CAD/PBF Encaminhamento dos interessados para as unidades ofertantes Acompanhamento dos matriculados durante o curso (para estimular o aproveitamento das oportunidades e reduzir riscos de evasão)

7 Pronatec: estratégia de articulação da inclusão produtiva Pronatec fomentou equilíbrio de papéis entre Governos Estaduais e Prefeituras Municipais. Principais atribuições dos Governos Estaduais: Interlocução junto ao MDS no âmbito da Unidade Federativa Apoio os municípios no processo de identificação da vocação econômica Apoiar os municípios na interlocução com as Unidades Ofertantes Monitoramento da execução do Pronatec/BSM, atuando junto aos municípios

8 Pronatec: estratégia de articulação da inclusão produtiva Pronatec fomentou equilíbrio de papéis entre Governos Estaduais e Prefeituras Municipais: Principais atribuições das Prefeituras Municipais: Negociação da oferta de cursos de qualificação junto aos ofertantes Elaboração e execução de estratégias de mobilização e encaminhamento do público Acompanhamento da trajetória dos beneficiários durante os cursos Articulação de políticas complementares para os beneficiários dos cursos (trabalho e emprego, saúde oral, elevação da escolaridade)

9 Resultados: Acesso das populações pobres à qualificação profissional / / / / /12 geral bsm

10 Resultados: Acesso das populações pobres à qualificação profissional (Bolsa Formação) 33% Não CAD 37% Apenas CAD 30% PBF

11 Novembro/2011 a junho/2014. Caderno de Estudos 24, página 134 Resultados: 72% dos municípios com oferta de qualificação profissional

12 Novembro/2011 a junho/2014. Caderno de Estudos 24, página 133 Resultados: Oportunidades para grupos com inserção laboral precária 60% mulheres 64% Jovens com até 29 anos de idade 83% já haviam completado o ensino fundamental (41,8% com ensino médio completo) 53% são negros

13 Balanço Municípios Adesão Municípios com Vagas Matrículas Municípios com Vagas 2015 Vagas 2015 Brasil % % % 1,7 Milhões % 288 Mil Minas Gerais % % % 175 Mil % 37 Mil

14 Resultados: Taxa de APROVAÇÃO dos participantes PBF em linha com a média do Pronatec 87,1% 88,3% Média Geral Novembro/2011 a junho/2014. Caderno de Estudos 24, página 154 PBF

15 Novembro/2011 a junho/2014. Caderno de Estudos 24, página 149 Resultados: Alta adesão entre cursos ofertados e mercado de trabalho Distribuição do índice de similaridade e cobertura relativa do Pronatec por município Brasil

16 Novembro/2011 a junho/2014. Caderno de Estudos 24, página 173 Resultados: Pronatec potencializa a inserção no mercado de trabalho formal Todos indivíduos matriculados Beneficiários PBF Início do curso Fim do período

17 Desafios para o quadriênio : Ampliar a oferta de oportunidades de inclusão produtiva 1. Ampliação da qualificação profissional Pronatec Bolsa Formação Trabalhador (cursos FIC) Pronatec Bolsa Formação Estudante (cursos de nível técnico) 2. Integração intermediação e qualificação profissional Utilização da autointermediação via Sistema Mais Emprego para ampliar o acesso dos usuários e beneficiários da assistência social à política de intermediação de mão-de-obra 3. Melhoria da transição escola-trabalho Apoiada na ampliação da aprendizagem profissional, em particular a contratação de jovens em situação de vulnerabilidade como aprendizes Pronatec/Aprendiz 4. Apoio ao empreendedorismo Curso FIC Gestor de Microempreendimentos Individuais Assistência Técnico-Gerencial customizada para empreendedores do CadÚnico e PBF Programa Nacional do Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO)

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Mesa: Cadastro Único, Bolsa Família e Brasil sem Miséria. Cadastro Único É um mapa representativo

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome O Brasil assume o desafio de acabar com a miséria O Brasil assume o desafio de acabar com a

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. INCLUSÃO PRODUTIVA URBANA Brasília, setembro de 2014

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. INCLUSÃO PRODUTIVA URBANA Brasília, setembro de 2014 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME INCLUSÃO PRODUTIVA URBANA Brasília, setembro de 2014 Eixos de atuação Mapa da Pobreza Aumento das capacidades e oportunidades Garantia de Renda Inclusão

Leia mais

- PRONATEC Seguro Desemprego (Ministério do Trabalho e Emprego);

- PRONATEC Seguro Desemprego (Ministério do Trabalho e Emprego); Orientações de pacutação Prefeitura/MDS PRONATEC O que é o PRONATEC? Informamos que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC)

Leia mais

Avaliação como Processo de aprendizagem organizacional e inovação no desenho e gestão de programas sociais: a experiência da SAGI/MDS

Avaliação como Processo de aprendizagem organizacional e inovação no desenho e gestão de programas sociais: a experiência da SAGI/MDS Avaliação como Processo de aprendizagem organizacional e inovação no desenho e gestão de programas sociais: a experiência da SAGI/MDS Paulo Jannuzzi Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO

ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO 1) Apresentação da estratégia da inclusão produtiva urbana. 2) Detalhamento operacional de cada programa: descrição, resultados, restrições e providências. 3) Parcerias: ABRAS,

Leia mais

Dicas para a Transição no seu Município

Dicas para a Transição no seu Município Dicas para a Transição no seu Município 1. Cartilha Brasil Sem Miséria Para auxiliar a gestão municipal na superação da extrema pobreza, o MDS construiu a cartilha Brasil Sem Miséria no seu Município.

Leia mais

Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação Bahia, 16 de maio de 2013. www.brasilsemmiseria.gov.br

Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação Bahia, 16 de maio de 2013. www.brasilsemmiseria.gov.br Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação Bahia, 16 de maio de 2013 www.brasilsemmiseria.gov.br IMPACTOS NOS INDICADORES DE EDUCAÇÃO Taxas de rendimento escolar na rede pública Ensino Fundamental

Leia mais

IV Seminário Nacional do Programa Nacional de Crédito Fundiário Crédito Fundiário no Combate a Pobreza Rural Sustentabilidade e Qualidade de Vida

IV Seminário Nacional do Programa Nacional de Crédito Fundiário Crédito Fundiário no Combate a Pobreza Rural Sustentabilidade e Qualidade de Vida IV Seminário Nacional do Programa Nacional de Crédito Fundiário Crédito Fundiário no Combate a Pobreza Rural Sustentabilidade e Qualidade de Vida 30 DE NOVEMBRO DE 2011 CONTEXTO Durante os últimos anos,

Leia mais

Políticas de Educação de Jovens e

Políticas de Educação de Jovens e Ministério da Educação Políticas de Educação de Jovens e Adultos Junho de 2011 Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Documentos de Referência Legislação Constituição

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO NÚCLEO DE ESTUDOS AGRÁRIOS E DESENVOLVIMENTO RURAL PCT FAO UTF/BRA/083/BRA

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO NÚCLEO DE ESTUDOS AGRÁRIOS E DESENVOLVIMENTO RURAL PCT FAO UTF/BRA/083/BRA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS TR Nº MODALIDADE PROCESSO SELETIVO CONS NEAD 024/2013 Consultoria por produto FUNDAMENTO LEGAL Decreto nº 5.151/2004; Portaria MRE Nº 717/2006 e Portaria MDA

Leia mais

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009 Campinas, 29 de fevereiro de 2012 AVANÇOS NO BRASIL Redução significativa da população em situação de pobreza e extrema pobreza, resultado do desenvolvimento econômico e das decisões políticas adotadas.

Leia mais

Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)

Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Iniciativa: Plano Brasil Sem Miséria Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Responsável: Tiago Falcão Silva, Secretário

Leia mais

Município: JOÃO PESSOA / PB

Município: JOÃO PESSOA / PB O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

A inscrição dos Beneficiários do BPC no Cadastro Único como condição para concessão e revisão do benefício

A inscrição dos Beneficiários do BPC no Cadastro Único como condição para concessão e revisão do benefício A inscrição dos Beneficiários do BPC no Cadastro Único como condição para concessão e revisão do benefício CONGEMAS MAR/2016 Importância da inclusão no Cadastro Único O QUE É O CADASTRO ÚNICO Instrumento

Leia mais

Projeto de Disseminação da Informação para ME e EPP no Brasil Ação conjunta Secretaria Técnica e Comitê Informação

Projeto de Disseminação da Informação para ME e EPP no Brasil Ação conjunta Secretaria Técnica e Comitê Informação Projeto de Disseminação da Informação Ação conjunta Secretaria Técnica e Comitê Informação Introdução Detalhamento da Proposta do Projeto Estratégia e desenvolvimento tático Atividades e ações Resultados

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Inclusão, Diversidades e EJA

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Inclusão, Diversidades e EJA Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Inclusão, Diversidades e EJA Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário

Leia mais

Plano Brasil sem Miséria e a Educação para redução da pobreza e das desigualdades UNDIME 15/06/2015

Plano Brasil sem Miséria e a Educação para redução da pobreza e das desigualdades UNDIME 15/06/2015 Plano Brasil sem Miséria e a Educação para redução da pobreza e das desigualdades UNDIME 15/06/2015 Terceira maior redução do número de pessoas subalimentadas no mundo 2002/2014 BRASIL - POPULAÇÃO EM SUBALIMENTAÇÃO

Leia mais

Caderno de Resultados População Negra 2011 abril/2015

Caderno de Resultados População Negra 2011 abril/2015 Caderno de Resultados População Negra 2011 abril/2015 Superação da pobreza da população negra junho/2011 a abril/2015 maio de 2015 NOTA As informações desta publicação são provenientes do Ministério do

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Palestra 2: Monitoramento do Programa Bolsa Família) Professor: Marcelo Cabral Milanello

Leia mais

O BRASIL SEM MISÉRIA NO SEU MUNICÍPIO Município: VITÓRIA DA CONQUISTA / BA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público

Leia mais

Redução da Fome, da Pobreza e da Desigualdade. Taquara/RS 16/10/2015

Redução da Fome, da Pobreza e da Desigualdade. Taquara/RS 16/10/2015 Redução da Fome, da Pobreza e da Desigualdade Taquara/RS 16/10/2015 Terceira maior redução do número de pessoas subalimentadas no mundo 2002/2014 % População BRASIL - POPULAÇÃO EM SUBALIMENTAÇÃO (%) 15,0

Leia mais

PERFIL DAS PESSOAS E FAMÍLIAS NO CADASTRO ÚNICO EM CAMPINAS

PERFIL DAS PESSOAS E FAMÍLIAS NO CADASTRO ÚNICO EM CAMPINAS PERFIL DAS PESSOAS E FAMÍLIAS NO CADASTRO ÚNICO EM CAMPINAS VIGILÂNCIA SOCIOASSISTENCIAL Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência e Inclusão Social Julho de 2015 Introdução O presente estudo visa

Leia mais

O SUAS e o Plano Brasil Sem Miséria 1

O SUAS e o Plano Brasil Sem Miséria 1 PLANO ESTADUAL DE CAPACITAÇÃO CONTINUADA DE RECURSOS HUMANOS PARA A ÁREA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL O SUAS e o Plano Brasil Sem Miséria 1 Estrutura do SUAS no Plano Brasil Sem Miséria Secretarias Estaduais

Leia mais

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS Plano Nacional de Educação COORDENAÇÃO GERAL DE INTEGRAÇÃO E ANÁLISE DE INFORMAÇÕES Departamento de Condicionalidades x Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e

Leia mais

acompanhar a situação das famílias vulneráveis planejar suas ações no território ofertar benefícios de forma transparente e republicana

acompanhar a situação das famílias vulneráveis planejar suas ações no território ofertar benefícios de forma transparente e republicana Proteção e Promoção Social no Brasil A proteção social básica e a promoção de oportunidades para as famílias em situação de pobreza têm hoje, como instrumento principal de gestão, o Cadastro Único. Mais

Leia mais

Sistema de Proteção Social e estratégia de desenvolvimento no Brasil. Abril 2014

Sistema de Proteção Social e estratégia de desenvolvimento no Brasil. Abril 2014 Sistema de Proteção Social e estratégia de desenvolvimento no Brasil Abril 2014 Estratégia de desenvolvimento brasileiro Crescimento econômico com inclusão social e desenvolvimento regional Fortalecimento

Leia mais

O BRASIL SEM MISÉRIA APRESENTAÇÃO

O BRASIL SEM MISÉRIA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O BRASIL SEM MISÉRIA O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome decidiu organizar este livro por vários motivos. Um deles é evitar que o histórico da construção do Plano Brasil

Leia mais

Indicador(es) Órgão(s) 26 - Ministério da Educação

Indicador(es) Órgão(s) 26 - Ministério da Educação Programa úmero de Ações 13 1060 Brasil Alfabetizado e Educação de Jovens e Adultos Objetivo Indicador(es) Garantir acesso e permanência de jovens e adultos a programas educacionais que visam atender as

Leia mais

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 MINAS GERAIS Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 O TERRITÓRIO A fisionomia territorial de Minas Gerais é elemento decisivo para se compreender seus traços atuais que resultam de sua

Leia mais

Histórico da transferência de renda com condicionalidades no Brasil

Histórico da transferência de renda com condicionalidades no Brasil Brasil População: 184 milhões habitantes Área: 8.514.215,3 km² República Federativa com 3 esferas de governo: Governo Federal, 26 estados, 1 Distrito Federal e 5.565 municípios População pobre: 11 milhões

Leia mais

Seminário. Combate à pobreza, crescimento inclusivo e a nova agenda social

Seminário. Combate à pobreza, crescimento inclusivo e a nova agenda social Seminário Combate à pobreza, crescimento inclusivo e a nova agenda social MDS 27 de novembro de 2015 Renda cresce para todas as faixas. Renda dos 10% mais pobres cresce quase 3x mais do que os 10% mais

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS PROGRAMA BPC TRABALHO PASSO A PASSO O QUE É O Programa de Promoção

Leia mais

O PRONATEC como política estruturante da Educação Profissional Brasileira

O PRONATEC como política estruturante da Educação Profissional Brasileira PRONATEC Programa MINISTÉRIO Nacional de Acesso DA EDUCAÇÃO ao Ensino Técnico e Emprego O PRONATEC como política estruturante da Educação Profissional Brasileira Maio de 2012 FINALIDADE ampliar a oferta

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento no Brasil e o Programa Bolsa Família. Junho 2014

Estratégia de Desenvolvimento no Brasil e o Programa Bolsa Família. Junho 2014 Estratégia de Desenvolvimento no Brasil e o Programa Bolsa Família Junho 2014 Estratégia de Desenvolvimento no Brasil Estratégia de desenvolvimento no Brasil Crescimento econômico com inclusão social e

Leia mais

Audiência Pública. Questões socioeconômicas e territorialidade. Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal Seminário

Audiência Pública. Questões socioeconômicas e territorialidade. Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal Seminário Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal Seminário Diversidade nas escolas: preconceito e inclusão Audiência Pública Questões socioeconômicas e territorialidade Timothy D. Ireland UNESCO

Leia mais

ANEXO II INDICADORES PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DAS METAS DO PDME

ANEXO II INDICADORES PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DAS METAS DO PDME ANEXO II INDICADORES PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DAS METAS DO PDME No presente documento, estão listados os indicadores básicos que serão utilizados para monitoramento e avaliação das metas

Leia mais

O Programa Bolsa Família: 12 anos de inclusão e cidadania no Brasil Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos

O Programa Bolsa Família: 12 anos de inclusão e cidadania no Brasil Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos O Programa Bolsa Família: 12 anos de inclusão e cidadania no Brasil Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos Brasília, 10 de maio de 2016 O que é? A quem se destina? Qual sua dimensão?

Leia mais

PRONATEC. Fomenta as redes estaduais de EPT por intermédio do Brasil Profissionalizado;

PRONATEC. Fomenta as redes estaduais de EPT por intermédio do Brasil Profissionalizado; PRONATEC Criado em 26 de Outubro de 2011 com a sanção da Lei nº 12.513/2011, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) será executado pela União com a finalidade de ampliar a

Leia mais

V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Marcelo Neri SAE/PR

V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Marcelo Neri SAE/PR V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Marcelo Neri SAE/PR Objetivos do Milênio 1. Acabar com a fome e a miséria ODM 1 META A Global: Até 2015, reduzir a pobreza

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Infantil

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Infantil Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Educação Infantil Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário também

Leia mais

Experiências de cadastramento e atendimento da população em situação de rua. Brasília, 31 de julho de 2015

Experiências de cadastramento e atendimento da população em situação de rua. Brasília, 31 de julho de 2015 Experiências de cadastramento e atendimento da população em situação de rua Brasília, 31 de julho de 2015 Cadastro Único em Números 27.506.689 23.504.382 13.827.097 Total de famílias no Cadastro Único

Leia mais

SUAS: vantagens e desafios de um sistema único de assistência social

SUAS: vantagens e desafios de um sistema único de assistência social SUAS: vantagens e desafios de um sistema único de assistência social I. Como o Brasil chegou ao modelo de Sistema Único adotado na política de Assistência Social? II. O que é e como funciona o SUAS? III.

Leia mais

O SUAS no Plano Brasil Sem Miséria

O SUAS no Plano Brasil Sem Miséria O SUAS no Plano Brasil Sem Miséria Cartilha.indd 1 19/07/12 15:18 O SUAS NO PLANO BRASIL SEM MISÉRIA Os signifi cativos avanços sociais realizados pelo País ao longo da última década refl etem a determinação

Leia mais

Superação da pobreza rural. junho/2011 a outubro/2014. dezembro de 2014

Superação da pobreza rural. junho/2011 a outubro/2014. dezembro de 2014 Superação da pobreza rural junho/2011 a outubro/2014 dezembro de 2014 Segundo o Censo 2010, a distribuição da extrema pobreza entre os meios rural e urbano apresentava valores próximos: 47% no rural e

Leia mais

X Conferência Nacional de Assistência Social INFORME CNAS Nº 01/2015. Conteúdos da X Conferência Nacional de Assistência Social

X Conferência Nacional de Assistência Social INFORME CNAS Nº 01/2015. Conteúdos da X Conferência Nacional de Assistência Social X Conferência Nacional de Assistência Social INFORME CNAS Nº 01/2015 Conteúdos da X Conferência Nacional de Assistência Social 1 X CONFERÊNCIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Tema: Consolidar o SUAS de

Leia mais

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO SECRETARIA NACIONAL DE RELAÇÕES POLÍTICO-SOCIAIS SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA APRESENTAÇÃO Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Superior

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Superior Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Educação Superior Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário também

Leia mais

Coordenação. A pobreza é um fenômeno mul1dimensional

Coordenação. A pobreza é um fenômeno mul1dimensional Coordenação A pobreza é um fenômeno mul1dimensional Por isso, o Plano Brasil Sem Miséria inclui cerca de 100 ações executadas por 22 ministérios (desafio de coordenação) O Plano é coordenado por um ministério

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Pronatec Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Julho de 2011 I. Definição O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) é um conjunto de

Leia mais

Direito à Educação. Parceria. Iniciativa. Coordenação Técnica. Apoio

Direito à Educação. Parceria. Iniciativa. Coordenação Técnica. Apoio Direito à Educação Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa Objetivos Refletir sobre: O que é Direito à Educação e como chegamos até aqui Garantia do direito à educação no Brasil Papel atual do Gestor

Leia mais

Pronatec Brasil Sem Miséria. Mulheres Mil

Pronatec Brasil Sem Miséria. Mulheres Mil Pronatec Brasil Sem Miséria Mulheres Mil 2014 Apresentação Os múltiplos saberes das mulheres, suas histórias, seu aprendizado e sua vivência motivaram a criação do Programa Mulheres Mil, cujo pilar se

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PORTARIA Nº 693, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PORTARIA Nº 693, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PORTARIA Nº 693, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Estabelece regras e critérios de execução e monitoramento do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico

Leia mais

Trabalho Infantil no Brasil

Trabalho Infantil no Brasil Trabalho Infantil no Brasil ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1) Evolução do trabalho Infantil de 1992 a 2011. 2) Fatores que contribuíram para a queda. 3) Causas e as consequências do trabalho infantil. 4) Análise

Leia mais

Políticas para a Primeira Infância e os Planos Municipais de Educação

Políticas para a Primeira Infância e os Planos Municipais de Educação Encontro COPEDUC Políticas para a Primeira Infância e os Planos Municipais de Educação Porto Alegre/RS 18 de março de 2015 Planejando a Próxima Década EMENDA CONSTITUCIONAL 59/2009 Artigo 214 Plano Nacional

Leia mais

O Cadastro Único para Programas Sociais como ferramenta para qualificar a oferta de serviços e benefícios

O Cadastro Único para Programas Sociais como ferramenta para qualificar a oferta de serviços e benefícios O Cadastro Único para Programas Sociais como ferramenta para qualificar a oferta de serviços e benefícios CONGEMAS NORTE MARÇO/2016 O que é o Cadastro Único? Políticas Universais Saúde Políticas Contributivas

Leia mais

COORDENADORIA DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA

COORDENADORIA DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA COORDENADORIA DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA Nome do Projeto: Cadastro Único (Cadúnico) Bolsa familia Coordenador: Elenara Muneron CRESS 5027 Metas do Cadúnico: atender todas as famílias com renda percapita

Leia mais

TEXTO 4. 2. Realizar o planejamento das ações do Programa, definir as ações a serem executadas e as

TEXTO 4. 2. Realizar o planejamento das ações do Programa, definir as ações a serem executadas e as TEXTO 4 PROGRAMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DO ACESSO AO MUNDO DO TRABALHO - ACESSUAS TRABALHO GESTÃO. No texto anterior vimos o fluxo do ACESSUAS TRABALHO a partir se seus três eixos de ação: articulação, mobilização

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate á Fome Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Programa Bolsa Família

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate á Fome Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate á Fome Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Programa Bolsa Família ENAP, 1 de abril de 2005 Criação do Bolsa Família Medida Provisória nº 132 de 20 de

Leia mais

O PAPEL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL NA AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO EM CRECHE ÀS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS

O PAPEL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL NA AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO EM CRECHE ÀS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS O PAPEL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL NA AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO EM CRECHE ÀS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS Débora Brondani da Rocha Bacharel em Direito e Auditora Pública Externa do TCERS Hilário Royer-

Leia mais

Universalizar a educação primária

Universalizar a educação primária Universalizar a educação primária META 2 terminem um ciclo completo de ensino. Garantir que, até 2015, todas as crianças, de ambos os sexos, Escolaridade no Estado de São Paulo O aumento sistemático das

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 20/05/2015

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 20/05/2015 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 20/05/2015 Perfil da Extrema Pobreza Núcleo duro da pobreza 71% de negros e negras 60% na região Nordeste 40% de crianças e adolescentes (0 a 14 anos) Eixos do Plano

Leia mais

Pronatec Resultados e Perspectivas. Marco Antonio de Oliveira Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Brasília, 04 de dezembro de 2012

Pronatec Resultados e Perspectivas. Marco Antonio de Oliveira Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Brasília, 04 de dezembro de 2012 Pronatec Resultados e Perspectivas Marco Antonio de Oliveira Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Brasília, 04 de dezembro de 2012 Resultados 2011-2012 Iniciativas CURSOS TÉCNICOS Vagas Previstas

Leia mais

Orientações para Secretarias de Educação

Orientações para Secretarias de Educação Orientações para Secretarias de Educação SEGUNDO SEMESTRE 2009 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Plano. Brasil Sem Miséria. Caderno de Resultados. 3 anos

Plano. Brasil Sem Miséria. Caderno de Resultados. 3 anos Plano Brasil Sem Miséria Caderno de Resultados 3 anos Plano Brasil Sem Miséria junho/2011 a junho/2014 junho de 2014 NOTA As informações desta publicação são provenientes do Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

Programa Mais Educação Avaliação de Impacto e Estudo Qualitativo

Programa Mais Educação Avaliação de Impacto e Estudo Qualitativo Programa Mais Educação Avaliação de Impacto e Estudo Qualitativo *** Esta apresentação propõe-se a trazer um breve panorama do trabalho realizado e, para isso, omite diversos pontos metodológicos e de

Leia mais

Programa Nacional de Promoção. do Acesso ao Mundo do Trabalho ACESSUAS-TRABALHO

Programa Nacional de Promoção. do Acesso ao Mundo do Trabalho ACESSUAS-TRABALHO Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do ACESSUAS-TRABALHO MARCOS NORMATIVOS RESOLUÇÃO CNAS Nº 33/2011: Promoção da Integração ao Mercado de no campo da assistência social. RESOLUÇÃO CIT nº

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto Nº do Termo de Referência no Plano de Aquisições: 2.B.44 Acordo

Leia mais

Experiência de São Paulo

Experiência de São Paulo Experiência de São Paulo Rede Nossa São Paulo Brasilia, 29 de maio de 2013 Rede Nossa São Paulo Missão Construção de uma força política, social e econômica para comprometer a sociedade e sucessivos governos

Leia mais

EDITAL 010/2016-PROEX DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA, PELOS CAMPI, PARA O PROGRAMA MULHERES MIL-IFRN 2016

EDITAL 010/2016-PROEX DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA, PELOS CAMPI, PARA O PROGRAMA MULHERES MIL-IFRN 2016 1 EDITAL 010/2016-PROEX DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA, PELOS CAMPI, PARA O PROGRAMA MULHERES MIL-IFRN 2016 Este documento de Referência apresenta as diretrizes para apresentação

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento,

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Projetos e Capacitação Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Pobreza multidimensional: questões conceituais e metodológicas para seu dimensionamento. SAGI/MDS Agosto de 2015

Pobreza multidimensional: questões conceituais e metodológicas para seu dimensionamento. SAGI/MDS Agosto de 2015 Pobreza multidimensional: questões conceituais e metodológicas para seu dimensionamento SAGI/MDS Agosto de 2015 www.mds.gov.br/sagi Referências Para que servem os Indicadores? Para produção de factóides...

Leia mais

A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada

A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada Tópicos de abordagem Conceito brasileiro de Segurança Alimentar e Nutricional Organização de um Sistema Nacional de Segurança Alimentar

Leia mais

Comitê MDS de Políticas para as Mulheres e Gênero: Políticas, Ações e Perspectivas

Comitê MDS de Políticas para as Mulheres e Gênero: Políticas, Ações e Perspectivas Comitê MDS de Políticas para as Mulheres e Gênero: Políticas, Ações e Perspectivas Teresa Sacchet Seminário de Capacitação dos Mecanismos de Gênero no Governo Federal MDS Criado em Janeiro de 2004. Inclui:

Leia mais

Transferência de Renda no Brasil: Prestação Continuada. Tatiana Britto Senado Federal

Transferência de Renda no Brasil: Prestação Continuada. Tatiana Britto Senado Federal Transferência de Renda no Brasil: o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada Tatiana Britto Senado Federal Do que estamos tratando? Benefício de Prestação Continuada (BPC) Início: 1995 Público-alvo:

Leia mais

Resultados preliminares e análise do Indicador Multidimensional de Pobreza (MPI-OPHI) e IDH-M 2010 (PNUD)

Resultados preliminares e análise do Indicador Multidimensional de Pobreza (MPI-OPHI) e IDH-M 2010 (PNUD) Resultados preliminares e análise do Indicador Multidimensional de Pobreza (MPI-OPHI) e IDH-M 2010 (PNUD) Departamento de Monitoramento (DM) Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (SAGI) Ministério

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO -

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO - 1. Número e Título do Projeto: BRA 09/004 - Aprimoramento

Leia mais

Brasília DF Abril, 2014

Brasília DF Abril, 2014 Avaliação do processo de implementação dos Centros-dia de Referência para a Pessoa com Deficiência e suas Famílias, no âmbito do Plano Viver Sem Limite, na Região Nordeste Projeto de pesquisa apresentado

Leia mais

Plano Nacional de Educação 201? 202?: Desafios e Perspectivas. Fernando Mariano fmariano@senado.leg.br Consultoria Legislativa

Plano Nacional de Educação 201? 202?: Desafios e Perspectivas. Fernando Mariano fmariano@senado.leg.br Consultoria Legislativa Plano Nacional de Educação 201? 202?: Desafios e Perspectivas Fernando Mariano fmariano@senado.leg.br Consultoria Legislativa Panorama População com idade até 24 anos: 63 milhões Taxa de alfabetização:

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

META NACIONAL 12: elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por

META NACIONAL 12: elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por META NACIONAL 12: elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por cento) da população de 18 (dezoito) a 24 (vinte e quatro)

Leia mais

EJES PARA LA SISTEMATIZACIÓN E INTERCAMBIO DE INFORMACIÓN SOBRE EXPERIENCIAS EN POLÍTICAS SOCIALES

EJES PARA LA SISTEMATIZACIÓN E INTERCAMBIO DE INFORMACIÓN SOBRE EXPERIENCIAS EN POLÍTICAS SOCIALES EJES PARA LA SISTEMATIZACIÓN E INTERCAMBIO DE INFORMACIÓN SOBRE EXPERIENCIAS EN POLÍTICAS SOCIALES 1. Nombre de la Estratégia Fome Zero. 2. Organismo Ejecutor A coordenação da estratégia está a cargo do

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Areado, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 282,6 km² IDHM 2010 0,727 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 13731 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

Caderno de Resultados 2011 2014

Caderno de Resultados 2011 2014 Caderno de Resultados 2011 2014 junho/2011 a dezembro/2014 janeiro de 2015 Em 2 de junho de 2011 o Governo Federal lançava o Plano Brasil Sem Miséria (BSM), com o objetivo ambicioso de superar a extrema

Leia mais

Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer! ; - O Plano Nacional da Pessoa com Deficiência: Viver sem Limite.

Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer! ; - O Plano Nacional da Pessoa com Deficiência: Viver sem Limite. O SUAS E AS AGENDAS ESTRATÉGICAS DE GOVERNO: O FORTALECIMENTO DO COMBATE À POBREZA, AOS RISCOS E ÀS VULNERABILIDADES SOCIAIS: Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer!

Leia mais

Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE. Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014

Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE. Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014 Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014 Meta 1 Educação Infantil Universalizar, até 2016, o atendimento escolar da população de 4 e

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO FIC

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO FIC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS- CÂMPUS RIO POMBA PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO- PRONATEC PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO FIC CUIDADOR

Leia mais

Redução da Pobreza e Desigualdades e Inclusão Produtiva na América Latina: novas abordagens

Redução da Pobreza e Desigualdades e Inclusão Produtiva na América Latina: novas abordagens Redução da Pobreza e Desigualdades e Inclusão Produtiva na América Latina: novas abordagens Washington, DC 13 de março de 2006 Senhoras e Senhores É com imensa satisfação que me dirijo aos Senhores para

Leia mais

Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade

Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade Regiões Metropolitanas (RMs) e Regiões Integradas de Desenvolvimento (RIDEs) 11% dos municípios 47% da população Nome Quantidade de População Municípios Total* RM

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Alto Boa Vista, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2248,35 km² IDHM 2010 0,651 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5247 hab. Densidade

Leia mais

Mapa de Oportunidades e de Serviços Públicos para Plano Brasil Sem Miséria: Proposta de construção em rede colaborativa de instituições brasileiras

Mapa de Oportunidades e de Serviços Públicos para Plano Brasil Sem Miséria: Proposta de construção em rede colaborativa de instituições brasileiras Mapa de Oportunidades e de Serviços Públicos para Plano Brasil Sem Miséria: Proposta de construção em rede colaborativa de instituições brasileiras O que é o Mapa de Oportunidades e de Serviços Públicos?

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Botelhos, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 335,24 km² IDHM 2010 0,702 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14920 hab. Densidade

Leia mais

COMISSÃO TÉCNICA INTERINSTITUCIONAL 2 CTI 2

COMISSÃO TÉCNICA INTERINSTITUCIONAL 2 CTI 2 COMISSÃO TÉCNICA INTERINSTITUCIONAL 2 CTI 2 Tema: Educação e Cultura Propostas para aproveitamento do potencial da política de educação e cultura no combate ao empobrecimento e na redução das desigualdades

Leia mais

Avaliação de Políticas Públicas Agenda de avaliação

Avaliação de Políticas Públicas Agenda de avaliação Avaliação de Políticas Públicas Agenda de avaliação Brasília, 21 de agosto de 2014 Departamento de Avaliação 1. Entendendo a avaliação 2. Diferença entre avaliação e monitoramento 3. Ciclo de Avaliação

Leia mais

ACESSO À EDUCAÇÃO E COMBATE À DESIGUALDADE: O PAPEL DA EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DO PLANO BRASIL SEM MISÉRIA

ACESSO À EDUCAÇÃO E COMBATE À DESIGUALDADE: O PAPEL DA EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DO PLANO BRASIL SEM MISÉRIA PARTE II ACESSO À EDUCAÇÃO E COMBATE À DESIGUALDADE: O PAPEL DA EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DO PLANO BRASIL SEM MISÉRIA José Henrique Paim Fernandes A literatura recente em políticas públicas aborda com bastante

Leia mais

DIAGNÓSTICO SOCIOASSISTENCIAL. ACESSUAS Trabalho. Gerência de Monitoramento e Avaliação GMA Vigilância Socioassistencial

DIAGNÓSTICO SOCIOASSISTENCIAL. ACESSUAS Trabalho. Gerência de Monitoramento e Avaliação GMA Vigilância Socioassistencial 2014 DIAGNÓSTICO SOCIOASSISTENCIAL ACESSUAS Trabalho Gerência de Monitoramento e Avaliação GMA Vigilância Socioassistencial Sumário 1. Programa de promoção do acesso das pessoas com deficiência beneficiárias

Leia mais

Educação, crescimento, equidade Não temos espaço para errar

Educação, crescimento, equidade Não temos espaço para errar Educação, crescimento, equidade Não temos espaço para errar Desafios da Educação O PNE Quantidade Qualidade Equidade Diversidade Inovação Quantidade www.observatoriodopne.org.br 1 - Educação Infantil Universalizar,

Leia mais

PNE: análise crítica das metas

PNE: análise crítica das metas PNE: análise crítica das metas Profa. Dra. Gilda Cardoso de Araujo Universidade Federal do Espírito Santo Ciclo de Palestras do Centro de Educação 2015 Metas do PNE Contexto Foram 1.288 dias de tramitação,

Leia mais