Concordância Verbo-Nominal Conceito:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Concordância Verbo-Nominal Conceito:"

Transcrição

1 Um grande sonho requer a mesma dose de coragem Alguns nuca tentam. A maioria fica pelo caminho, alguns vencem. Heróis não morrem na cama, morrem com as botas calçadas. Autor desconhecido...parabéns por você já ter chegado até aqui. A vitória está dentro de você. Prof.Marcondes Júnior Concordância Verbo-Nominal Conceito: Concordância verbal é a flexão de gênero e número entre o verbo e o sujeito. Ex: Monet e Renoir são pintores impressionistas franceses. Regra 01-Sujeito Simples Ex: A alta dos preços dos produtos alimentícios irrita a população. Ex: A vida nas grandes cidades brasileiras virou um inferno! Se liga: Muitas vezes, após o sujeito, segue um adjunto no plural. Não importa, se o núcleo do sujeito estiver no singular, o verbo ficará no singular. Regra 02-Sujeito Composto: É aquele que tem mais de um núcleo. a) Sujeito antes do verbo Verbo no plural b) Sujeito depois do verbo Verbo no plural ou concorda com o núcleo mais próximo. Ex-a: Família e escola deveriam educar os alunos. Homem e mulher reconhecem suas fraquezas. Ex-b: Deveriam educar os alunos família e escola. Deveria educar os alunos família e escola. Atenção:Com o sujeito posposto ao verbo, abre-se uma nova possibilidade de concordância:o verbo pode deixar de concordar no plural com a totalidade do sujeito para estabelecer concordância com o núcleo do sujeito mais próximo. 2.1 Sujeito composto formado por: 1 a Pessoas Diferentes: Atenção: com sujeito composto formado por pessoas diferentes: a.1 - a 1ª prevalece sobre a 2ª e a 3ª. a.2 - a 2ª pode prevalecer ou não sobre a 3ª Ex: Eu, tu e ele resolvemos o exercício O professor, tu e eu saímos apressados. Tu e teu colega chegastes cedo. Tu e teu colega chegaram cedo. b núcleos sinônimas O verbo concorda com o núcleo mais próximo, podendo também ir para o plural. Ex: O amor e a paixão eleva / elevam o homem. A dor e o sofrimento sempre nos acompanha / acompanham. c núcleos em gradação O verbo concorda com o núcleo mais próximo, podendo também ir para o plural. Ex: Um sorriso, um gesto, um olhar mostrava / mostravam o amor. Um século, um ano, um mês não fará / farão diferença. d núcleos no infinitivo O verbo fica no singular. Ex: Trabalhar e estudar fazia dele um homem feliz Atenção: O verbo fica no plural, caso os infinitivos exprimam idéias opostas, ou sejam determinados. Ex:Após anos de convivência com o âmbito político, rir e chorar se alteram. O lutar e o continuar tornam o homem mais humano. 2.2 Sujeito composto a seguido de aposto resumidor ( tudo, nada, alguém, ninguém, isto...) o verbo concorda com o aposto. Ex: Chefes, políticos, técnicos, ninguém se entende. Vinho, dinheiro, mulheres, nada o alegrava mais. b núcleo ligado pela conjunção ou. b.1 havendo exclusão concorda com o núcleo mais próximo. Ex: Roma ou Viena será a sede das próximas Olimpíadas. b.2 não havendo exclusão vai para o plural Ex: Roma ou Viena são excelentes locais para as próximas Olimpíadas. b.3 havendo função retificativa concorda com o núcleo mais próximo. Ex:A torcida ou as torcidas agitaram o estádio.

2 As torcidas ou a torcida agitou o estádio. c núcleo ligado por com o verbo fica no singular ou no plural. Ex: A mãe com a filha saíram / saiu. Atenção: Se o núcleo preposicionado vier separado por vírgulas, o verbo concorda com o 1ºnúcleo. Ex: O técnico, com seus jogadores, fará um belo jogo. Regra 04-Expressões partitivas. / Sujeito Coletivo Quando o sujeito é formado por uma expressão partitiva ( parte de..., uma porção de..., metade de..., a maioria de..., a maior parte de..., grande numero de...,) Seguida de um substantivo ou pronome no plural, o verbo fica no singular ou plural. Ex: A maioria dos alunos participou/participaram da reunião. Ex: Metade dos candidatos à prefeitura não apresentou/apresentaram propostas convincentes. Atenção: Nesses casos, o uso da forma singular do verbo enfatiza a unidade do conjunto; já a forma plural destaca os elementos que o formam. Ex: O bando pousou no varal. O bando de pássaros pousou / pousaram no varal. Regra 05-Pronomes relativos QUE e QUEM. a) Pronome Relativo QUE: o verbo deve concordar com o antecedente do pronome relativo QUE. Ex: Sou eu que faço o concurso. Ex: Fui eu que ganhei a aposta. b)pronome relativo QUEM: o verbo deve concordar com o antecedente do pronome QUEM ou ficar na 3ºpessoa do singular. Ex: 25% do orçamento deve/devem destinar-se à educação. Ex: 1% dos alunos recusou-se/recusaram-se a colaborar. Atenção: A tendência na língua portuguesa atual do Brasil é concordar com o substantivo. Observação: Se a porcentagem vier determinada por artigo ou pronome, o verbo concordará apenas com o núcleo do sujeito (o percentual). Ex: Meus 10% do lucro sumiram. Ex: Os dois por cento do lucro sumiram. Regra 07- Sujeito + verbo SER + Adjetivo. a)se o sujeito apresenta determinante: o verbo ser e o adjetivo devem flexiona. b)se o sujeito não apresenta determinante: o verbo ser e o adjetivo não devem flexionar. Exemplos: Entrada é proibido. Entradas é proibido. A entrada é proibida. As entradas são proibidas. Cerveja gelada é gostoso. Cervejas geladas é gostoso Aquela cerveja gelada é gostosa. Aquelas cervejas geladas são gostosas. Regra 08-Uso do Infinitivo a) Infinitivo impessoal:considera-se apenas o processo verbal b) Infinitivo pessoal atribui-se a esse processo verbal um agente. Ex: É proibido fumar (Impessoal). Ex: É bom fazermos algo (pessoal, sujeito = nós) Ex Sou eu quem faço/faz o concurso. Ex: Fui eu quem ganhei/ganhou a aposta. Regra 06- Sujeito com Porcentagens Quando o sujeito for indicação de uma porcentagem seguida de substantivo o verbo concorda com o numeral ou com o substantivo.. Regra 09-Pronome de tratamento. Todo e qualquer pronome de tratamento pede o verbo e os demais pronomes da oração sempre na terceira pessoa do singular ou do plural. Exemplos: 2

3 Vossa Excelência deve estar preocupado, pois se interessa por assuntos econômicos. Você fica linda de vermelho e sentada ao meu lado. Atenção: Os pronomes de tratamento podem ser de: 2ºpessoa. Exemplo:Vossa Santidade, Vossa Senhoria, Vossa Alteza, Você, etc. 3ºpessoa. Exemplos:Sua Santidade, Sua Senhoria,Sua Alteza, etc. Regra 10- Nome pluralístico. nomes determinados por artigo no plural, verbo no plural. não havendo artigo, verbo no singular Ex: Os Estados Unidos não assinaram o Protocolo de Kioto. Ex:Os Andes se elevam aos céus Ex: Minas gerais produz muito queijo. Atenção: Com títulos de obras os escritores podem concordar com um termo implícito. Ex: Os sertões imortalizaram Euclides da Cunha. Os sertões (o romance) imortalizou Euclides da Cunha. Regra 11- Dar, Bater e Soar seguidos de hora. a Concorda com o termo relógio, se for sujeito. Ex: Deu três horas o relógio da torre. b Concorda com o número de horas, se o termo relógio não for sujeito, mas adjunto adverbial. Ex: Deram três horas no relógio da torre. Bateram duas horas no sino da catedral. Regra 12- Locuções Pronominais ( Qual de nós, Algum de vós) a pronome indefinido no singular = verbo no singular. b pronome indefinido no plural = verbo fica no plural ou concorda com o pronome mais próximo. Ex: Qual de nós ocupará aquele cargo. Algum de vós poderá ser chamado. Ex: Quais de nós ocuparão / ocuparemos aquele cargo. Alguns de vós poderão / podereis ser chamado. Regra 13- Verbo parecer seguido de infinitivoflexiona-se o verbo parecer ou o outro verbo, nunca os dois. Ex: Os estudantes parecem estar felizes. Os estudantes parece estarem felizes. Atenção: A expressão Haja vista Ex:Haja vista os problemas. Haja vista aos problemas. Hajam vista os problemas. Observe que o substantivo vista fica sempre no feminino, como nas expressões ponto de vista, tenham em vista. Questões Concordância Verbo-Nominal 1. (MPU - Tec Orç 2007) A concordância verbo-nominal está inteiramente correta na frase: (A) O prejuízo econômico decorrente de problemas ambientais causado por espécies invasoras ultrapassam cifras enormes, em vários países. (B) Os pinheiros, que veio da Austrália para o litoral, para servir de sombra e de quebra-vento, ocupou o espaço de espécies nativas da Mata Atlântica. (C) Espécies exóticas comportam-se como um hóspede que invade uma residência, alimenta-se do que encontra e acaba expulsando o próprio dono. (D) Entre as gramíneas trazidas da África para a formação de pasto para os rebanhos, estão o capimannoni, resistentes às geadas, e que inibem o crescimento de outras plantas. (E) A abelha-africana foi importada na década de 50 para melhoramento genético da apicultura, mas escapou algumas rainhas e se espalhou por todo o continente. 2. (MPU - Tec Adm 2007) A concordância verbal está plenamente respeitada na frase: (A) Nem a banana, nem a laranja, nem a batata, nenhum desses vegetais escolheria morrer, se lhes fosse dada uma escolha. (B) Não devem aliviar os vegetarianos a presunção de que eles não matam nada para comer. (C) Os fios de uma laboriosa e artística teia de aranha costuma enredar fatalmente um inseto desprevenido. (D) Atribuem-se às aranhas um comportamento cruel, como se elas pudessem escolher qualquer outro. E) Entre as leis que regulam a vida natural, competem nos obedecer, em primeiro lugar, à da própria sobrevivência. 3. (PM/BA Soldado PM 2007) As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadas na frase: (A) Todo aquele que se previne, quaisquer que sejam os problemas a enfrentar, têm mais aptidão para solucioná-los. (B) A reação a manifestações localizadas de extrema violência não implicam o emprego de uma violência proporcional e indiscriminada. (C) É preciso que se valorize na justa medida os laços de confiança que devem haver entre os policiais e a população. (D) Que aos nossos olhos não represente o outro uma permanente ameaça, mas um desejável aliado. 3

4 (E) Os resultados que se obtém com a prevenção são, comprovadamente, os mais eficazes. 4. (TJ/PE - Tec Adm 2007) A concordância verbo-nominal está correta na frase: (A) Na Revolução Industrial, com máquinas que trabalhavam mais rápido que o homem, tornaram-se bem mais velozes muitas atividades rotineiras. (B) Toda a tecnologia que se encontra ao nosso alcance internet, televisão, celulares nos levam a fazer coisas sempre mais e mais velozmente. (C) Os avanços tecnológicos que dão impulso ao mundo moderno está provocando uma onda de consumo, com trocas cada vez mais rápidas. (D) O uso abusivo dos recursos oferecidos pela internet podem até mesmo comprometer o equilíbrio necessário a uma vida saudável. (E) A velocidade com que é colocado à venda os novos produtos, cada um sempre mais rápido que o antecessor, alteraram os hábitos de consumo. 5. (TRE/PB - Tec Adm 2007) A concordância verbo-nominal está inteiramente correta na frase: (A) Segundo alguns cientistas, as mais brilhantes fórmulas da física ou da biologia é comparável ao que de melhor foi feito na literatura do século XX. (B) O princípio da economia aproxima a poesia, com seu inigualável poder de síntese, das equações matemáticas, que resumem grande quantidade de informações. (C) Nem sempre as informações que se encontra disponível para um cientista pode orientá-lo na busca de soluções para o problema que tentam resolver. (D) Cientistas, em toda a História, defende a idéia de que tanto a estética científica quanto a artística se caracteriza pela busca da ordem em seu mais alto grau. (E) A emoção é um dos ingredientes mais importantes da estética científica, embora se pensem que deve estar distantes dos objetivos dos pesquisadores. 6. (TRE/MS - Tec Adm 2007) A concordância verbo-nominal está inteiramente correta na frase: (A) Observa-se, na Amazônia, algumas clareiras de desmatamento, que parece surgir sem ligação com a presença humana, embora possam ser avistadas áreas de pastagens. (B) Imagens de satélites indica a existência de enormes áreas de pastagens em locais onde era antes apenas matas de transição, entre a floresta fechada e o cerrado. (C) Pequenos animais da floresta, assim como os pássaros, é vetor que disseminam sementes, indispensável para a permanência da mata principal. (D) Parques indígenas da Amazônia oferece vasta extensão de mata preservada, que se tornam de grande interesse para a conservação da biodiversidade. (E) Nas áreas desmatadas para a abertura de pastos e depois abandonadas, arbustos formam uma variada mata secundária, à medida que as invadem. 7. (TRF 4 - Tec Adm 2007) A concordância verbo-nominal está inteiramente correta na frase: (A) Em todas as épocas, ocorreram ataques de elefantes em várias regiões, porém a média de pessoas expostas a eles era quase insignificante. (B) O sentimento familiar entre manadas de elefantes são intensos, e muitas vezes os ataques de um animal constitui reação a uma iniciativa humana. (C) Elefantes que desenvolvem comportamento agressivo acaba abatidos a tiro para que se evite os ataques a pessoas e a propriedades. (D) Imagens do cérebro de elefantes apresentadas em estudo recente apontou a importância do convívio com animais mais velhos durante a infância. (E) Nos últimos anos, na Índia, foi morta mais de 500 pessoas, atacadas por elefantes em fúria, aparentemente explicáveis por stress pós-traumático. GABARITO 1 C 2 A 3 D 4 A 5 B 6 E 7 C Questões de Concordância 01. Assinale a alternativa que contem erro de concordância verbal: a) Passará o céu e a terra, mas minhas palavras não passarão. b) Tu e ele sereis convencidos de que andais em erro c) Esta foi uma das cidades que mais sofreu com as inundações. d) Educaram os alunos da escola municipal tu e os professores. e) Acontece coisas esquisitas nesse mundo: hoje vi uma delas. 02. Assinale a frase em que a concordância verbal não é aceita pelos padrões da norma culta: a) Minha família e eu gostaríamos de que as lojas de São Paulo acabassem com as incertezas da economia. b) Faltava apenas dois veículos para que a indústria automobilística aquecesse o mercado de vendas de carros modernos. c) Um mês, um ano, uma década não é suficiente para estabilizar os problemas deste país. d) Ocuparam-se para surpresa das Forças Armadas, todas as instalações militares da capital. e) Poderão existir combinações afinadíssimas entre imagens e sons nos arranjos desse compositor extraordinário. 4

5 03. Se V. Exª... partir, só me resta desejar-...que... feliz. a) pensais, vos, seja. b) pensa, lhe, seja. c) pensais, vos, sejais. d) pensa, vos, sejais. e) pensais, lhe, seja. 04. Em muito pouco tempo... vários erros, e... horas para corrigilos. a) foram cometidos, serão necessárias. b) foi cometido, será necessário. c) foram cometidos, será necessárias. d) foi cometido, será necessárias. e) foram cometidos, será necessária. 05. Assinale a alternativa em que a concordância do verbo haver ou do verbo existir não esteja de acordo com a norma culta. a) Os candidatos ainda não haviam decidido qual curso prestar. b) Se houvesse melhores condições de ensino, existiriam melhores resultados. c) Se existissem melhores condições de ensino, poderia haver melhores resultados. d) Se houvesse melhores condições, poderia existir melhores resultados. e) Se houvesse melhores condições, poderiam existir melhores resultados. 10. Um motorista insensível, porém atento às regras de concordância da linguagem culta, deveria dizer à criança que o abordou na esquina: a) Afasta, menina. Tu não vês que a sinaleira já abriu? b) Afaste-se, menina. Tu não vês que a sinaleira já abriu? c) Afasta, menina. Você não vê que a sinaleira já abriu? d) Afaste, menina. Tu não vê que a sinaleira já abriu? e) Se afasta, menina. Você não vê que a sinaleira já abriu? 11. Indique a alternativa que contenha erro de concordância. a) Os resultados pareciam depender da vontade do diretor. b) A medicina tem avançado pouco, hajam vistas as pesquisas sobre a AIDS. c) 1% dos participantes nunca haviam participado de um concurso. d) 10% do capital investido pertencem a mim e) No Estádio Serra Dourada, entradas é proibido. 12. Identifique a alternativa em que não há erro de concordância verbal. a) Sempre haverão vozes discordantes. b) Vão fazer três anos, a contar do momento em que comecei o projeto. c) Mulheres, cerveja, praia, sol quente, tudo são maravilhas. d) Chove confetes no salão na época do carnaval. e) Hão de existir pessoas confiáveis nesse mundo. 06. Assinale a frase incorreta. a) Assistiu-se à demonstração de força. b) Exigia-se experiências anteriores para a vaga. c) Precisa-se de professores de matemática. d) Construir-se-á o edifício neste local. e) Incluíram-se no processo todas as dividas existentes. 07. Indique a alternativa correta. a) Tratavam-se de questões fundamentais. b) Comprou-se terrenos no subúrbio. c) Precisam-se de datilografas. d) Jamais se confirmaram tais suspeitas. e) Obedeceram-se aos severos regulamentos. 08. Assinale a opção incorreta. a) Três meses irão fazer que ele chegou. b) Há de haver sempre ótimos candidatos. c) Haverão de frutificar os meus esforços. d) Hão de existir muitas vitórias. e) Fecharam-se os cursos que havia naquela escola. 09. Há um erro de concordância verbal em: a) Sou eu quem prendo aos céus a terra. b) Fui eu que imitei o ronco do bicho. c) Antigamente deviam haver ali belas matas. d) Na Igreja, ao lado, bateram devagar dez horas. e) Nas minhas terras, o rei sou eu. Gabarito 1- e 4-a 08-a 2 b 5 d 09-c 3-b 6-b 10-a 7 d 11-b 12-e Material para a sexta aula. PROVA (OFICIAL DE JUSTIÇA / TJ-SP) 01. Marque a alternativa verdadeira: A) o objeto direto e o indireto são considerados termos acessórios da oração; B) o objeto direto, quanto ao aspecto sintático, é complemento verbal não regido de preposição; C) o vocativo mantém ligação com um ou vários termos da oração, atuando dependentemente desses termos ou dessa oração; D) o objeto indireto deve completar substantivos, adjetivos e advérbios; E) os termos integrantes da oração são aqueles que vão acompanhar substantivos, pronomes ou verbos, informando alguma característica ou circunstância. 02. Em que oração o termo grifado não está analisado corretamente? A) É necessário que você tenha coragem. (objeto direto) B) "Nossos bosques têm mais vida." (predicado) 5

6 C) O poeta está melancólico. (predicativo do sujeito) D) Estou certo de sua lealdade (complemento nominal de um adjetivo) E) Após a notícia, ficara calado, sinal de sua preocupação. (aposto) 03. Encontre onde não há concordância verbal: A) Regressou Fernando e sua filha Clara. B) Regressaram Fernando e sua filha Clara. C) O navio ou o avião poderão levar a carga. D) Ernesto ou Luís casarão com Vera. E) Nem eu nem ele vamos ao espetáculo. 04. Ache onde o verbo foi erradamente escrito no singular: A) Irá fazer cinco anos. B) Faz dez anos todos esses fatos. C) Tudo é flores no presente. D) Dançar e cantar é a sua atividade. E) Qual de vós me acusará? 05. Marque onde o sinal da crase é facultativo: A) Ele escrevia contos à Rubem Braga. B) Carlos foi até à exposição de animais. C) Ficamos à espera de ajuda a noite toda. D) Eles chegaram à uma hora da madrugada. E) Ele certamente não se referiu àquilo que era segredo. 06. Marque a única frase onde a regência verbal está correta: A) Responda todas as perguntas. B) Eu lhe vi ontem, no cinema. C) Essa lei visa ao progresso da nação. D) Você deve obedecê-lo em tudo. E) Ele prefere sofrer do que denunciar um amigo. 07. Ache onde a frase não se completa corretamente com os pronomes (precedidos ou não de preposição) ao lado: A) Este é o filme lhe falei. (de que) B) Eis algumas pessoas não confio. (em quem) C) A causa batalhamos é justa. (por que) D) O jornal me referi foi à falência. (em que) E) Ele não aceitou as teses defendemos na reunião. (que) 08. Ache a frase que se completa corretamente com à: A) meu ver, o projeto não está correto. B) Não o vejo dias. C) Peça ela que desista do processo. D) Diga adeus carreira universitária. E) Quanto mim, não sei o que fazer. 09. Qual o período com pontuação correta? A) Pouco depois, quando chegaram, outras pessoas a reunião ficou mais animada. B) Pouco depois quando chegaram outras pessoas a reunião ficou mais animada. C) Pouco depois, quando chegaram outras pessoas, a reunião ficou mais animada. D) Pouco depois quando chegaram outras pessoas a reunião, ficou mais animada. E) Pouco depois quando chegaram outras pessoas a reunião ficou, mais animada. 10. Encontre a oração subordinada adverbial concessiva: A) Peço-lhe permissão para voltar ao trabalho. B) É possível que o rapaz tenha oportunidades. C) Se tudo correr bem, levar-te-ei à Europa. D) Mesmo que faça calor, não poderemos nadar. E) Ela era tão medrosa, que não saía de casa. Obs. O assunto que segue colocaçãoppronominal - não está explicitamente discriminado no seu Edital. Porém é pertinente que você tenha noções desse tópico. Um forte abraço do seu amigo e prof.marcondes Júnior Sucesso! Colocação Pronominal ou Sintaxe de colocação Conceito: É a parte da gramática que estuda a correta posição do pronome obliquo átono junto ao verbo. Colocação Pronominal Posição do Pronome Exemplo Próclise antes do verbo Hoje te amo muito Mesóclise Intercalado no Amar-te-ei muito verbo Ênclise depois do verbo Amo-te muito Regras Gerais: Regra 01-Nunca inicie a oração com o pronome. Ex. Te amo Me empresta o livro Te entregarei a prova amanhã. Importante: O pronome pode iniciar orações interferentes. As férias de dezembro, me informavam os superiores, foram autorizadas. Regra 02-O verbo no infinitivo impessoal sempre aceita ênclise, mesmo havendo caso de próclise obrigatória Ex.Espero não te magoar com minha opinião.(próclise) Espero não magoar te com minha opinião.(ênclise) Atenção concursando: Existem certas palavras chamadas fatores de próclise ou partículas atrativa de pronome que exercem influencia sobre os pronomes oblíquos, fazendo com que eles se posicionem obrigatoriamente antes do verbo. Regra 03 - Casos de Próclise obrigatória: 1 Palavra negativa (não, nunca, jamais) 2 Pronomes indefinidos(tudo, alguém, outros etc.).pronomes demonstrativos (este, esta, isto, esse, essa, isso, aquele, aquela, aquilo). Pronome interrogativo. 6

7 3 Pronome relativo( que, quem, qual, etc.) 4 Conjunção subordinativa 5º Advérbio(hoje, lá, talvez, agora, etc.) 6º Preposição em + verbo no gerúndio 7º Frases exclamativas, interrogativas e optativas. Exemplos: 1º Nunca me diga que irás embora. Jamais se lamentou do fato. 2ºAlguns a socorreram. Outros se fizeram de surdo. 2º Isso me deixa muito feliz! Aquilo me constrangeu a mudar de atitude! 2º Quem me convencerá desta necessidade? Diga-lhe que está tudo bem. Chamaram-me para ser sócio. Houver vírgula ou pausa antes do verbo: Se passar no vestibular em outra cidade, mudo-me no mesmo instante. Se não tiver outro jeito, alisto-me nas forças armadas. Com infinitivos precedidos pelas preposições a ou por Sabe ele se tornará a vê-los algum dia? Encontrei a madrasta a maltratá-la. Ansiava por encontrá-los em casa. Casos de próclise opcional: 1º Sujeito escrito. 2º Verbo no infinitivo não-flexionado. 3º Conjunção Coordenativa 3º As pessoas que se amam são mais felizes. Este é o local onde te encontraremos amanhã. 4ºEla disse que se sentia culpada. Quero que se arrependa antes do juízo final. 5ºAgora me apóiam Hoje te darei todo meu amor. 6ºEm se tratando de esporte prefiro vôlei. Em se comentando de provas, lembrei-me da lição. 7ºQuem nos procurou ontem?(interrogativa) Você se assustou!(exclamativa) Raios o partam. Deus te abençoe. aquela Muriçocas te perturbem. desejo ou a Deus te pague. emissor. Casos de Ênclise * Frase optativa é que expressa o vontade do A ênclise é empregada depois do verbo. A norma culta não aceita orações iniciadas com pronomes oblíquos átonos. A ênclise vai acontecer quando: Verbo estiver no imperativo afirmativo: Amem-se uns aos outros. Sigam-me e não terão derrotas. O verbo iniciar a oração: Exemplos: 1º O governo se envolveu em falcatruas.(próclise) O governo envolveu-se em falcatruas.(ênclise) 2ºEspero te fazer sempre feliz.(próclise) Espero fazer-te sempre feliz.(ênclise) 3º Ele se esforçou, mas se decepcionou.(próclise) Ele esforçou-se, mas decepcionou-se.(ênclise). Casos de Mesóclise: 1º Verbo no futuro do presente ou do pretérito iniciando oração. 2º Ausência da partícula atrativa de próclise. Ex. Contar-lhe-emos todas as verdades da vida. Amar-te-ei todos os dias de minha vida. Observação: Se o verbo, no futuro, não iniciar a oração, pode-se optar pela mesóclise ou pela próclise. Ex. Os amigos dar-lhe-iam apoio novamente. Os amigos lhe dariam apoio novamente. Colocação pronominal nos tempos compostos Nos tempos compostos ( ter/haver + particípio), os pronomes juntam-se ao verbo auxiliar e não ao particípio. Talvez o tivéssemos subestimado. Haviam-no declarado vencedor. Colocação dos pronomes nas locuções verbais 1º Caso:O particípio jamais aceita ênclise. 2º Caso:O infinitivo e o gerúndio sempre aceitam ênclise, mesmo com caso de próclise obrigatória para toda a locução verbal. 7

8 A estrutura geral de uma locução verbal pode ser assim representada: Verbo + Verbo Principal Auxiliar (infinitivo/ gerúndio/ particípio) Exemplos A economia se vai estabilizar. A economia se está estabilizando. A economia se havia estabilizado. A economia vai-se estabilizar A economia está-se estabilizando A economia havia-se estabilizado A economia vai estabilizar-se A economia está estabilizando-se Obs. A economia havia estabilizado. v.particípio (errado) Próclise. Pronome no meio da locução verbal. Ênclise. Observação: A Sintaxe Brasileira, isto é, a colocação do pronome oblíquo solto entre os verbos, mesmo havendo fatores de próclise, vem sendo consagrada por escritores e gramáticos de renome, mas ainda não foi definitivamente aceita pelos padrões clássicos da língua. Os estudantes, numa prova, devem optar pela colocação prevista nos padrões formais da língua. Apossínclise: É a figura de linguagem que consiste em intercalar, nos casos de próclise, palavra(s) entre o verbo e o pronome oblíquo. Ocorre, mais comumente, com o advérbio não. Ex. Em vez de É possível que o leitor não nos creia. É possível que o leitor nos não creia. (Machado de Assis) Ex. Em vez de O amor que eu lhe ofertei. O amor que lhe eu ofertei (Olavo Bilac) Em vez de Quem rosas colhe sem a mão lhe sangrar? Quem rosas colhe sem lhe a mão sangrar? (Antero de Quental) e) Nunca me diga o que fazer 03) Assinale a frase incorreta: a) Nunca mais encontrei o colega que me emprestou o livro b) Retiramo-nos do salão, deixando-os sós c) Faça boa viagem! Deus proteja-o d) Não quero magoar-te, porém não posso deixar de te dizer a verdade e) Sempre lhe desejei o melhor 04) O funcionário que se inscreve, fará prova amanhã: 1. Ocorre próclise em função do pronome relativo 2. Deveria ocorrer ênclise 3. A mesóclise é impraticável 4. Tanto a ênclise quanto a próclise são aceitáveis a) Correta apenas a 1ª afirmativa b) Apenas a 2ª é correta c) São corretas a 1ª e a 3ª d) A 4ª é a única correta e) Todas são incorretas 05) Assinale a colocação inaceitável: a) Maria Oliva convidou-o b) Se abre a porta da caleça por dentro c) Situar-se-ia Orfeu numa gafieira? d) D. Pedro II o convidou e) Dar-te-ei o copo com água, Márcia. 06) O pronome pessoal oblíquo átono está bem colocado em um só dos períodos. Qual? a) Isto me não diz respeito! Respondeu-me ele, afetadamente b) Segundo deliberou-se na sessão, espero que todos apresentem-se na hora conveniente c) Os conselhos que dão-nos os pais, levamo-los em conta mais tarde d) Amanhã contar-lhe-ei por que peripécias consegui não envolver-me e) Não dei-te o livro mesmo. 07) Estas conservas são para nós durante o inverno. Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna: a) alimentarmos- nos b) alimentar- mo- nos c) nos alimentarmos d) nos alimentarmo- nos 08) Caso lá,, para que não Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas: Exercícios de Colocação Pronominal 01) Assinale a frase com erro de colocação pronominal: a) Tudo se acaba com a morte, menos a saudade b) Com muito prazer, se soubesse, explicaria-lhe tudo c) João tem-se interessado por suas novas atividades d) Ele estava preparando-se para o vestibular de Direito e) Amar-te-ei por todo o sempre 02) Assinale a frase com erro de colocação pronominal: a) Tudo me era completamente indiferente b) Ela não me deixou concluir a frase c) Este casamento não deve realizar-se d) Ninguém havia lembrado-me de fazer as reservas a) se demoram - avisem-nos - nos preocupemos b) se demorem -avisem-nos - preocupemo-nos c) demorem-se - nos avisem - preocupemo-nos d) demorem-se - nos avisem - nos preocupemos 09) Do lugar onde, um belo panorama, em que o céu com a terra a) se encontrava - se divisava - ligava-se b) se encontravam - se divisava - ligava-se c) se encontravam - divisava-se - se ligava d) encontravam-se - divisava-se - se ligava 8

9 10) O pronome está mal colocado em apenas um dos períodos. Identifique-o: a) Finalmente entendemos que aquela não era a estante onde deveriam-se colocar cristais b) Ninguém nos falou, outrora, com tanta sinceridade c) Não se vá, custa-lhe ficar um pouco mais? d) A mão que te estendemos é amiga 01) B 02) D 03) C 04) C 05) B 06) A 07) C 08) A 09) C 10) A 9

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Professor Jailton CONCORDÂNCIA VERBAL

Professor Jailton CONCORDÂNCIA VERBAL Professor Jailton CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA VERBAL Regra geral O verbo e seu sujeito deverão concordar em número e pessoa: Eu Tu Ele Os alunos sujeito cheguei. chegaste. chegou. chegaram. verbo

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS Professora Renata Tosetto COMPREENSÃO TEXTUAL Atente-se sempre ao enunciado segundo o texto, conforme o texto, segundo o autor, de acordo com o autor (texto) nestes

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

A regra geral de concordância verbal é bastante simples: o verbo concorda com o núcleo (ou os núcleos) do sujeito. Desse modo, temos:

A regra geral de concordância verbal é bastante simples: o verbo concorda com o núcleo (ou os núcleos) do sujeito. Desse modo, temos: Concordância Na aula de hoje, estudaremos os principais tipos e ocorrências de itens relacionados à concordância verbal cobrados nos vestibulares do país. Nesse sentido, é válido lembrar que serão observadas

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é que o aluno NÃO DECORE NADA em Língua Portuguesa. Se

Leia mais

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as.

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as. CRASE TEORIA (Aluna do Curso de Secretariado Executivo Trilíngüe da Universidade Estácio de Sá) Crase é a fusão da preposição a com o artigo a ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos aquele, aquela,

Leia mais

COLOCAÇÃO PRONOMINAL

COLOCAÇÃO PRONOMINAL COLOCAÇÃO PRONOMINAL COLOCAÇÃO PRONOMINAL Na utilização prática da língua, a colocação dos pronomes oblíquos é determinada pela eufonia, isto é pela boa sonoridade da frase. Por isso, em certos casos,

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE GRAMÁTICA 2º ANO

ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE GRAMÁTICA 2º ANO ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE GRAMÁTICA 2º ANO 1. No lugar das lacunas, empregue adequadamente as palavras entre parênteses. a) Já é -dia e. (meio) b) Pareciam preocupadas com

Leia mais

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática O verbo O verbo O que é? Palavra variável em pessoa, número, tempo, modo e voz que exprime um processo, isto é, aquilo que se passa no tempo. Pode exprimir: Ação Estado Mudança de estado Fenômeno natural

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves EMPREGO DO VERBO Nesse tutorial veremos como deve ser empregado o verbo nos modos indicativo, subjuntivo e imperativo, bem como suas formas nominais. MODO INDICATIVO É o modo verbal que expressa um fato

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

CRASE. Entregue o documento à advogada.

CRASE. Entregue o documento à advogada. CRASE A crase é a fusão de duas vogais da mesma natureza. Sua representação se dá por meio do chamado acento grave sobre a letra a, tornando acentual esta vogal. Assim, o acento grave é o sinal que indica

Leia mais

Gramática Eletrônica. O mecanismo da concordância verbal consiste na adequação do verbo na frase. Muitas vezes, temos dúvidas como estas:

Gramática Eletrônica. O mecanismo da concordância verbal consiste na adequação do verbo na frase. Muitas vezes, temos dúvidas como estas: Lição 14 Concordância Verbal O mecanismo da concordância verbal consiste na adequação do verbo na frase. Muitas vezes, temos dúvidas como estas: Basta algumas palavras. Bastam algumas palavras? A concordância

Leia mais

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Concordância Nominal. 1. Regra Geral. 2. Regras Especiais. 3. Exercícios. 1. Regra Geral

Concordância Nominal. 1. Regra Geral. 2. Regras Especiais. 3. Exercícios. 1. Regra Geral Aula 15 GRAMÁTICA Concordância Nominal 1. Regra Geral. 2. Regras Especiais. 3. Exercícios. 1. Regra Geral Já estudamos um pouco de concordância verbal em nossas aulas sobre oração sem sujeito, em relação

Leia mais

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`).

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). CRASE CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). A crase pode ocorrer entre: 1) Preposição A e os artigos A, AS Há limites a+a tolerância humana

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

5 Sintaxe dos verbos haver e existir

5 Sintaxe dos verbos haver e existir 5 Sintaxe dos verbos haver e existir Há aspectos envolvidos em construções com haver e existir que são muito importantes, para encontrar as raízes das dificuldades que se apresentam no uso desses dois

Leia mais

Questões de Português da Cesgranrio: prepara-se para o BNDES

Questões de Português da Cesgranrio: prepara-se para o BNDES Questões de Português da Cesgranrio: prepara-se para o BNDES 1. Indique o período em que o sinal de dois-pontos está sendo usado com a mesma finalidade da que ocorre em: Ademilton praticou uma atividade

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 2

TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 2 TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ALUNO(A): PROFESSOR(A): OSG: Caro(a) aluno(a), Você está recebendo o TD DE RECUPERAÇÃO 2015, que deve ser feito em casa. O TD vale de zero a

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Responda às questões 1, 2 e 3, após a leitura de um fragmento do texto Homem no mar, de Rubem Braga. De minha varanda vejo,

Leia mais

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais.

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE PORTUGUÊS SERIE: 7 ANO TURMA: 3 BIMESTR DATA / /2010 PROFESSORA: CLAUDIA ALUNO (A): NOTA: Nº: Leia a tira com atenção. 1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de

Leia mais

CAPÍTULO 9: CONCORDÂNCIA DO VERBO SER

CAPÍTULO 9: CONCORDÂNCIA DO VERBO SER CAPÍTULO 9: CONCORDÂNCIA DO VERBO SER Vejamos os exemplos de concordância do verbo ser: 1. A cama eram (ou era) umas palhas. Isto são cavalos do ofício. A pátria não é ninguém: são todos. (Rui Barbosa).

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em "Saiu a francesa", "a francesa" é o sujeito da oração.

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em Saiu a francesa, a francesa é o sujeito da oração. OBS.: A locução prepositiva "à moda de" tem uma peculiaridade: nela se costuma observar a elisão do substantivo feminino "moda", mas, mesmo nos casos em que isso ocorre, mantém-se o acento de crase. Ex.:

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA. 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória. 3. Casos de crase facultativa

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA. 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória. 3. Casos de crase facultativa CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória 3. Casos de crase facultativa 4. Casos de crase proibida 5. Exercícios 1. O que é crase?

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS As orações subordinadas substantivas são as palavras

Leia mais

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES ASPECTOS TEÓRICOS. POR QUE /POR QUÊ / PORQUE / PORQUÊ a) POR QUE: Equivale a POR QUAL MOTIVO ou a pelo qual e variações; vem também depois de EIS e DAÍ. b) POR QUÊ: Equivale

Leia mais

DICAS DE PORTUGUÊS. Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação

DICAS DE PORTUGUÊS. Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação DICAS DE PORTUGUÊS Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação CONCORDÂNCIA NOMINAL Concordância nominal é o princípio de acordo com o qual toda palavra variável referente ao substantivo

Leia mais

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha.

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha. Em alguns casos, o objeto direto pode ser introduzido por preposição: é o chamado objeto direto preposicionado. Nesses casos, o verbo é sempre transitivo direto, e seu complemento é, obviamente, um objeto

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha:

Leia a letra da música Fico Assim Sem Você, de Claudinho e Buchecha: Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha: Avião sem asa, Fogueira sem brasa, Sou eu assim, sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola, Sou eu assim, sem você... Porque

Leia mais

Classes Gramaticais: Pronome

Classes Gramaticais: Pronome Classes Gramaticais: Pronome Conceito É a palavra que representa uma pessoa do discurso. Pode se referir a um substantivo ou simplesmente substituí-lo. Ex.: Maria, vi os teus lábios, mas não os beijei.

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

Meu pai disse-me, à porta do Ateneu, que eu ia encontrar ( que eu encontraria ) o mundo e que (eu) tivesse coragem para a luta.

Meu pai disse-me, à porta do Ateneu, que eu ia encontrar ( que eu encontraria ) o mundo e que (eu) tivesse coragem para a luta. Tipos de Discurso (exercícios para fixação de conteúdo, bem como material de consulta e estudo). 1. Transforme a fala abaixo em um discurso indireto. Para tal, imagine que há, na cena, um narrador que

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - PORTUGUÊS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== BRINCADEIRA Começou

Leia mais

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta.

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES E DO PERÍODO COMPOSTO PROF. AGNALDO MARTINO 1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. a) Sedosos eram seus cabelos. b)

Leia mais

Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto

Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto Termos integrantes da oração Certos verbos ou nomes presentes numa oração não possuem sentido completo em si mesmos. Sua significação só se completa

Leia mais

GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA

GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA Prof. Gina Maciel EXERCÍCIO II - O USO DA VÍRGULA 1. Marque a alternativa que corresponde ao uso correto da vírgula neste texto: "Marta queria comprar biscoitos mas não encontrou

Leia mais

Concordância Nominal

Concordância Nominal Concordância Nominal Concordância Nominal Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.: Os nossos dois brinquedos

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ÍNDICE Pronomes...2 Pronomes Pessoais...2 Pronomes de Tratamento...3 Pronomes Possessivos...3 Pronomes Demonstrativos...3 Pronomes Indefinidos...4 Pronomes Relativos...4 Pronomes

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte II Período

Leia mais

Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica

Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica Prova de auditor-fiscal da Sefaz/RJ -2011- FGV Texto para as questões 1 a 10 Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica 1. No Brasil, embora exista desde 1988 o 2. permissivo constitucional para responsabilização

Leia mais

03. Resposta: E. Página 552 02.

03. Resposta: E. Página 552 02. Orações coordenadas Página 550 a) O aquecimento excessivo do planeta é um fato incontestável [1], por isso muitos países já implantaram programas de redução de poluentes [2], mas / porém / no entanto o

Leia mais

Prazer em Conhecê-lo. APRENDA Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto

Prazer em Conhecê-lo. APRENDA Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto EU E VOCÊ Unidade 1 01 Prazer em Conhecê-lo Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto 02 Frases: Afirmativa, Negativa, Interrogativa Artigos: Definidos e Indefinidos Substantivos e Adjetivos

Leia mais

CASOS PARTICULARES S + S + A Obs:

CASOS PARTICULARES S + S + A Obs: 1) Regra geral Palavra que acompanha substantivo concorda com ele. Ex.: O aluno. Os alunos. A aluna. As alunas. Meu livro. Meus livros. Minha pasta. Minhas pastas. Garoto alto. Garotos altos. Garota alta.

Leia mais

ADJETIVO: palavra que se refere ao substantivo, indicando-lhe qualidade, estado, modo de

ADJETIVO: palavra que se refere ao substantivo, indicando-lhe qualidade, estado, modo de MATERIAL 1 Professor Deivid Xavier ANÁLISE GRAMATICAL ADJETIVO: palavra que se refere ao substantivo, indicando-lhe qualidade, estado, modo de ser. Ex: Há ideias ótimas entre alunos inteligentes. Locução

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA PRIMEIRA PARTE: CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Regra Geral II. Casos Particulares I) Regra Geral: Exemplo:

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque.

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. Ex. Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam. I) Proporcional: funciona como adjunto adverbial

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 1º TRIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 1º TRIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANO Colégio Santo André BATERIA DE EXERCÍCIOS 1º TRIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANO 1. Localize a conjunção (ou locução conjuntiva) adverbial e classifique as orações subordinadas adverbiais assinaladas: a)

Leia mais

Língua Portuguesa VERBO Parte I

Língua Portuguesa VERBO Parte I Língua Portuguesa VERBO Parte I Conceito geral: Verbo é a palavra que expressa ação, estado, mudança de estado ou indica fenômeno da natureza. Verbo Quando se pratica uma ação, a palavra que representa

Leia mais

Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso do DETRAN RS pela FUNDATEC Concurso ocorrido no dia 25 de agosto de 2013

Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso do DETRAN RS pela FUNDATEC Concurso ocorrido no dia 25 de agosto de 2013 Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso do DETRAN RS pela FUNDATEC Concurso ocorrido no dia 25 de agosto de 2013 QUESTÃO 1 Crase. No trecho... não existem referências

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. O MELHOR DE CALVIN /Bill Watterson MÃE, O

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

Uma chaminé esfumaçante em forma de arma apontada contra a cabeça só pode colocar a poluição como uma arma letal.

Uma chaminé esfumaçante em forma de arma apontada contra a cabeça só pode colocar a poluição como uma arma letal. 1. A legenda mais apropriada para a charge é: A poluição é uma arma que pode matar. Uma chaminé esfumaçante em forma de arma apontada contra a cabeça só pode colocar a poluição como uma arma letal. 02.

Leia mais

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas.

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. Língua Portuguesa O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. O rápido e grande avanço observado no ambiente da produção, por meio do surgimento

Leia mais

NOVO Curso Completo de Português Específico Saúde. www.romulopassos.com.br

NOVO Curso Completo de Português Específico Saúde. www.romulopassos.com.br Concordância Verbal Parte I NOVO Curso Completo de Português Específico Saúde www.romulopassos.com.br Os hospitais universitários representam uma nova oportunidade na área da saúde. Os brasileiros estão

Leia mais

Problemas Notacionais da Língua

Problemas Notacionais da Língua Problemas Notacionais da Língua Problemas Notacionais da Língua Neste encontro, analisaremos algumas particularidades que nossa língua apresenta e, muitas vezes, devem ter deixado você com dúvidas. É muito

Leia mais

MUNICÍPIO DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO DOS RECURSOS I DOS RECURSOS

MUNICÍPIO DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO DOS RECURSOS I DOS RECURSOS MUNICÍPIO DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS) I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infrarrelacionados concorrentes ao

Leia mais

Língua Portuguesa. Prof. Pablo Alex L. Gomes. Quem é você? Por que ninguém ligou? NÃO deve ser usado em perguntas INDIRETAS

Língua Portuguesa. Prof. Pablo Alex L. Gomes. Quem é você? Por que ninguém ligou? NÃO deve ser usado em perguntas INDIRETAS Língua Portuguesa Prof. Pablo Alex L. Gomes É utilizado na finalização de frases declarativas ou imperativas. Utilizado em abreviaturas: Sr. (senhor), Sra. (senhora), Srta. (senhorita), p. (página). Em

Leia mais

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data:

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: Listagem Conteúdos: 6º ano ensino fundamental Morfologia Fonética

Leia mais

1. (ITA-SP) O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é:

1. (ITA-SP) O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é: VERIFICAÇÃO TC DISCIPLINA GRAMÁTICA SÉRIE 1º REG. MANHÃ ENSINO EM ETAPA 2ª CHEFE DE DEPARTAMENTO: FRANCISCA BARROS PROFESSORES LUIZA MONTEIRO/BRUNO MAIA/SABRINA PROFESSOR ELABORADOR: LUIZA MONTEIRO ASSINATURA

Leia mais

FORTALECENDO SABERES LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal

FORTALECENDO SABERES LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Distinguir a relação que se estabelece

Leia mais

Leandro Guimarães Faria Corcete Dutra, 12/0 035 341 Thaís Fernanda, 10/0 124 739 Murilo Papa, 12/0 038 901 Waysman Venâncio da Silva, 12/0 023 903

Leandro Guimarães Faria Corcete Dutra, 12/0 035 341 Thaís Fernanda, 10/0 124 739 Murilo Papa, 12/0 038 901 Waysman Venâncio da Silva, 12/0 023 903 Leandro Guimarães Faria Corcete Dutra, 12/0 035 341 Thaís Fernanda, 10/0 124 739 Murilo Papa, 12/0 038 901 Waysman Venâncio da Silva, 12/0 023 903 Vade Mecum Brasília, DF 2012 4 10 Leandro Guimarães Faria

Leia mais

CONCORDÂNCIA NOMINAL

CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCORDÂNCIA NOMINAL Concordância nominal é a concordância de nomes entre si. A que vai nos interessar particularmente é a concordância do adjetivo com o substantivo. Primeiro caso: Preste atenção a este

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

GRAMÁTICA COMPLEMENTOS VERBAIS. DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/

GRAMÁTICA COMPLEMENTOS VERBAIS. DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/ GRAMÁTICA Profª. Gina Maciel COMPLEMENTOS VERBAIS DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/ 1. (UFMS 2010) Faça uma análise sintática da

Leia mais

PRONOME. Pronome- palavra que substitui ou acompanha um nome. Pronome adjetivo Quando acompanha um substantivo Minha mãe foi ao supermercado.

PRONOME. Pronome- palavra que substitui ou acompanha um nome. Pronome adjetivo Quando acompanha um substantivo Minha mãe foi ao supermercado. Pronome- palavra que substitui ou acompanha um nome Pronome substantivo Substitui um substantivo Ana nasceu. Alguém nasceu. Pronome adjetivo Quando acompanha um substantivo Minha mãe foi ao supermercado.

Leia mais

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa MATÉRIA: Língua Portuguesa PROFESSOR: Karla Gomes SÉRIE: 3º ano TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa QUESTÃO 01- (ITA SP) Leia com atenção a seguinte frase de um texto publicitário: Esta é a escola

Leia mais

Códigos e linguagens. Remissão textual e pronomes

Códigos e linguagens. Remissão textual e pronomes Códigos e linguagens Remissão textual e pronomes Remissão textual Outro dia, decidi entrar no Orkut mesmo sabendo que há tempos ele não passa de um grande deserto virtual. Ao visitar comunidades e ler

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade Orações subordinadas adverbiais 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade CAUSAL: causa, motivo. ** porque, visto que, já que Ex.: Viajaram ontem porque tinham tempo. COMPARATIVA: ideia de comparação. ** como,

Leia mais

TRE / RJ - AGENTE DE SEGURANÇA JUDICIÁRIA NOVEMBRO DE 1995 2º GRAU

TRE / RJ - AGENTE DE SEGURANÇA JUDICIÁRIA NOVEMBRO DE 1995 2º GRAU TRE / RJ - AGENTE DE SEGURANÇA JUDICIÁRIA NOVEMBRO DE 1995 2º GRAU Texto HISTÓRIA DO RIO DE JANEIRO (Fragmento) Stanislaw Ponte Preta A coisa começou no século XVI, pouco depois que Pedro Álvares Cabral,

Leia mais

Indica pausa prolongada; usado no final de frases declarativas e imperativas. Indica uma pergunta; usado no final de frase interrogativa direta.

Indica pausa prolongada; usado no final de frases declarativas e imperativas. Indica uma pergunta; usado no final de frase interrogativa direta. Objetivos: Empregar a pontuação adequadamente; Definir o uso correto da pontuação nas frases; Reconhecer os sinais de pontuação; Identificar as regras da pontuação em contextos diversos; Aplicar o conteúdo

Leia mais

Turma Regular Semanal Manhã

Turma Regular Semanal Manhã A) ARTIGOS CORRELATOS CONCORDÂNCIA NOMINAL Introdução Leia a frase abaixo e observe as inadequações: Aquele dois meninos estudioso leram livros antigo. Note que as inadequações referem-se aos desajustes

Leia mais

SINTAXE. ISJB - Colégio Salesiano Jardim Camburi. Profa. Me. Luana Lemos. llemos@salesiano.org.br

SINTAXE. ISJB - Colégio Salesiano Jardim Camburi. Profa. Me. Luana Lemos. llemos@salesiano.org.br SINTAXE ISJB - Colégio Salesiano Jardim Camburi Profa. Me. Luana Lemos 1 FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE unidade mínima de comunicação. Ex: Nós estudamos muito. Frase nominal exprime uma visão estática do

Leia mais