Algoritmos e Técnicas de

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Algoritmos e Técnicas de"

Transcrição

1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Algoritmos e Técnicas de Programação Docente: Éberton da Silva Marinho Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet 09/07/2013

2 SUMÁRIO Breve histórico do C++ Características Introdução a Linguagem de Programação C++

3 Introdução à C++ e aos conceitos iniciais de programação

4 HISTÓRICO A Linguagem C++ foi desenvolvida inicialmente por Bjarne Stroustrup na AT&T, de 1979 a 1983, à partir da linguagem C, tendo como idéia principal a de agregar o conceito de classes, de orientação à objetos, àquela linguagem. g Razão porque iniciamente chamava-se de C com classes.

5 CARACTERÍSTICAS Derivada da linguagem de programação C Suporta abstrações de dados Suporta Programação Orientada a Objetos Suporta programação genérica STL (Standard Library) é uma parte do padrão C++, e consiste em uma biblioteca de funções e estruturas t de dados d que todo compilador C++ deve oferecer Provê as implementações mais comuns em um programa, e pode-se utilizá-la com diferentes tipos de dados.

6 PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA Programação estruturada orienta os programadores para a criação de estruturas simples em seus programas, usando subrotinas e as funções. Funções ou subrotinas são conjuntos de instruções com um propósito específico, que permite o acesso ao mesmo através de uma interface bem definida Apesar de ter sido sucedida pela programação orientada por objetos, pode-se dizer que a programação estruturada ainda é muito influente, uma vez que grande parte das pessoas ainda aprendem programação através dela.

7 PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA Para a resolução de problemas relativamente mais simples e diretos a programação estruturada t é muito eficiente. Linguagens ainda extremamente relevantes nos dias de hoje, como Cobol, PHP e Perl ainda utilizam o paradigma estruturado (muito embora possuam suporte para a orientação à objetos).

8 CONSTRUÇÃO DE UM PROGRAMA EM C++

9 ESTRUTURA TÍPICA DE UM PROGRAMA EM C++

10 PRIMEIRO PROGRAMA EM C++ // Um primeiro i programa em C++ #include <iostream> // Inclui bibliotecas int main() // Função principal chamada pelo sistema { // Início do bloco de comandos // Escreve na saída padrão o texto entre aspas std::cout << "Bem Vindos a Linguagem C++!\n ; // Termina a execução do programa sem erros return 0; } // Fim do bloco de comandos

11 COMENTÁRIOS Utilizamos comentários para documentar um programa e ajudar outras pessoas a entender o código Comentários são ignorados pelo compilador e não tem qualquer efeito sobre o programa // - Indica que o resto do código da linha é um comentário /* texto */ - Indica que o texto entre /* e */ é um comentário. Com esta representação, o texto, e consequentemente o comentário pode ocupar várias linhas 11

12 CABEÇALHO o Pode incluir diretivas de processamento como include, using, define, etc. o #include cude nome e_biblioteca: b indica quais bibliotecas serão utilizadas no programa o #include <iostream>: permite que o programa possa utilizar as funções de entrada e saída de dados (input e output stream)

13 PRIMEIRO PROGRAMA EM C++ Todo programa que se deseja executar deve ter a declaração da função main(). É a partir da função main() que o programa começa sua execução Abre e fecha chave ({ }) indicam o bloco de execução da função main. Determinam quando começa e quando termina a função main

14 PRIMEIRO PROGRAMA EM C++ O comando std::cout envia as informações passada pelo operador << a saída padrão. No caso de nosso primeiro programa, o conjunto de caracteres "Bem Vindos a Linguagem C++!\n" será exibido na tela Cada comando é terminado com um ponto e vírgula ( ; )

15 PRIMEIRO PROGRAMA EM C++ Para o comando std::cout << "Bem Vindos a Linguagem C++!\n"; O conjunto de caracteres é delimitado por aspas ( ) A sequência \n é um caractere de escape que funciona como uma quebra de linha para o programa Todas as instruções são separadas por ; O código return 0; dentro do main encerra o programa sem erros

16 COMPILAR UM CÓDIGO EM C++ No prompt de comando (shell) digite g++ -g -Wall -o nome_arquivo_exe nome_arquivo_cpp Onde -Wall: ativa todas as mensagens de advertência (warnings) - o: indica ao compilador qual o nome do programa final Exemplo g++ -g -Wall -o prog01 prog01.cpp

17 PRIMEIRO PROGRAMA EM C++ Nosso programa gerará no prompt de comando do Linux (shell) a saída: Bem Vindos a Linguagem C++!

18 COMPILAR UM CÓDIGO EM C++

19 TIPOS DE DADOS EM C++

20 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS Declaração simples <tipo_dado> <nome_variavel>; Exemplo: int a; Declaração múltipla l <tipo_dado> <nome_variavel1>, <nome_variavel2>,..., <nome_variaveln>; Exemplo: double a, b, c; Declação com inicialização <tipo_dado> <nome_variavel> = <valor>; Exemplo: char c = A ;

21 CONVENÇÕES PARA DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS Deve iniciar com uma letra seguida de letras, números e sublinhado C++ diferencia i maiúscula de minúscula

22 CONVENÇÕES PARA DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS Exemplo int valor; int valor1, valor2,..., valorn; int valor = 2; int n123_343; 343;

23 PALAVRAS RESERVADAS

24 TIPO INTEIRO (INT) Exemplos int valor; int valor1, valor2; int valor1 = 10, valor2 = 9;

25 TIPO PONTO FLUTUANTE (DOUBLE) Exemplos float f; f = 5.65; double h = 0;

26 TIPO CARACTERE (CHAR) Qualquer elemento de um conjunto de caracteres predefinidos no alfabeto Internamente t o caractere é armazenado como um número Exemplos char ch; char ch1, ch2,..., chn; char ch = A ; char ch = a ;

27 TIPO BOOLEANO (BOOL) Variáveis deste tipo assumem os valores verdadeiro (true) ou falso (false) Exemplos bool b; bool b1, b2,..., bn; bool b = true; bool b = false;

28 CONSTANTES Constantes podem ser declaradas utilizando a palavra reservada const Declaração const <tipo_dado> d <nome_variavel> = <valor>; Tipos de Constantes t Constantes inteiras Constantes caracteres Constantes de ponto flutuante Constantes de cadeia

29 EXEMPLOS DE CONSTANTES Constante inteira Constante ponto flutuante e E7 61.e+4

30 EXEMPLOS DE CONSTANTES Constantes Caracteres a b C

31 EXEMPLOS DE CONSTANTES Constante de cadeia ABC America ABcdEf\nGHiJ\n

32 ENTRADA DE DADOS Para pegar informações do usuário utiliza-se o std::cin juntamente com o operador >> Exemplo std::cin >> variavel; std::cin >> variavel1 >> variavel2;

33 PROGRAMA EM C++ // Um primeiro i programa em C++ #include <iostream> // Inclui bibliotecas int main() // Função principal chamada pelo sistema { int numero; // Escreve na saída padrão o texto entre aspas std::cout << Digite um valor\n ; // Pega a informação digitada it d pelo usuário e atribui i a variável número std::cin >> numero; // Escreve na saída padrão o número digitado std::cout << O número digitado foi: << numero << \n ; // Termina a execução do programa sem erros return 0; // indica o fim do programa }

34 EXPRESSÕES

35 OPERADORES Operadores Unitários & * Operadores binários i + - * / Operadores ternários ( condição? comando1 : comando2 )

36 OPERADORES

37 OPERADOR DE ATRIBUIÇÃO

38 OPERADORES DE INCREMENTO E DECREMENTO

39 OPERADORES ARITMÉTICOS

40 EXERCÍCIO Qual é o resultado das expressões abaixo? * 3 4 / 2 5 * / * 10 5 % 3 * 4 + 9

41 OPERADORES RELACIONAIS

42 OPERADORES LÓGICOS

43 OPERADORES LÓGICOS

44 EXERCÍCIOS

45 OPERADOR SIZEOF Retorna o tamanho em bytes de um tido de dado ou variável Exemplo sizeof char

46 CONVERSÕES DE TIPOS C++ converte um valor de um tipo em outro quando: Se atribui um valor de um tipo aritmético a uma variável de outro tipo aritmético Se comina tipos misturados em expressões Se passam argumentos a funções

47 CONVERSÕES DE TIPOS Conversões implícitas Exemplo int n = 3; pi = n;

48 CONVERSÕES DE TIPOS Conversões explícitas Exemplo Exemplo

49 DÚVIDAS Endereço eletrônico da disciplina: 49

Programando em C++ Histórico da Linguagem C

Programando em C++ Histórico da Linguagem C Programando em C++ Joaquim Quinteiro Uchôa joukim@comp.ufla.br DCC-UFLA, 2002 Programando em C++ p.1/38 Histórico da Linguagem C Linguagem C: 1972 - Laboratório Bells, por Dennis Ritchie, a partir da linguagem

Leia mais

Linguagem de Programação I

Linguagem de Programação I Linguagem de Programação I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2016 Linguagem de Programação C 2 1 Linguagem de Programação C Os programas em C consistem em

Leia mais

Conceitos básicos da linguagem C

Conceitos básicos da linguagem C Conceitos básicos da linguagem C 2 Em 1969 Ken Thompson cria o Unix. O C nasceu logo depois, na década de 70. Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando o sistema operacional UNIX criado por

Leia mais

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C Linguagem de uso geral (qualquer tipo de aplicação) Uma das linguagens mais utilizadas Foi utilizada

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

ITENS FUNDAMENTAIS. Profª Angélica da Silva Nunes

ITENS FUNDAMENTAIS. Profª Angélica da Silva Nunes ITENS FUNDAMENTAIS Profª Angélica da Silva Nunes CONCEITOS BÁSICOS Hardware - é a parte física do computador, tais como: teclado, monitor de vídeo, etc. Software - são os programas e aplicativos que permitem

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

5 Apresentando a linguagem C

5 Apresentando a linguagem C 5 Apresentando a linguagem C O criador da linguagem de programação C foi Dennis Ritchie que, na década de 70, programou-a por meio de um computador DEC PDP-11 rodando sistema operacional Unix. Entretanto,

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ 1 - VARIÁVEIS Variáveis espaço de memória reservado para armazenar tipos de dados, com um nome para referenciar seu conteúdo. Observações importantes Todas as variáveis devem

Leia mais

Linguagem C. TGSI Lógica de Programação / Linguagem C Prof. Marcos Roberto

Linguagem C. TGSI Lógica de Programação / Linguagem C Prof. Marcos Roberto Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional UNIX. O C é derivado de uma outra linguagem: o B,

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Introdução a Linguagem C Princípios de Programação em C Gil Eduardo de Andrade Conceitos Iniciais: Linguagem C Introdução É uma linguagem estruturada; Foi desenvolvida na década

Leia mais

Algoritmos e Programação Estruturada

Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos e Programação Estruturada Virgínia M. Cardoso Linguagem C Criada por Dennis M. Ritchie e Ken Thompson no Laboratório Bell em 1972. A Linguagem C foi baseada na Linguagem B criada por Thompson.

Leia mais

Estrutura de Dados Básica

Estrutura de Dados Básica Estrutura de Dados Básica Professor: Osvaldo Kotaro Takai. Aula 4: Tipos de Dados O objetivo desta aula é apresentar os tipos de dados manipulados pela linguagem C, tais como vetores e matrizes, bem como

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 02 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Lógica de Programação Lógica de Programação é a técnica de criar sequências lógicas de ações para

Leia mais

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO Tópicos Estrutura Básica B de Programas C e C++ Tipos de Dados Variáveis Strings Entrada e Saída de Dados no C e C++ INTRODUÇÃO O C++ aceita

Leia mais

Linguagem C Tipos de Dados. void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador

Linguagem C Tipos de Dados. void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador Linguagem C Tipos de Dados void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador Funções void void pode ser usado em lugar de um tipo, para indicar a ausência de valor

Leia mais

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C onvertendo Algoritmos para a Linguagem Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan O objetivo deste texto é mostrar alguns programas em, dando uma breve descrição de seu funcionamento

Leia mais

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream>

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream> Aula 1 C é uma linguagem de programação estruturada desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios Bell entre 1969 e 1972; Algumas características: É case-sensitive, ou seja, o compilador difere letras

Leia mais

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme Agenda Introdução a linguagem C Compiladores Variáveis IDEs Exemplos Exercícios Introdução A Linguagem C

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Entender o mecanismo de um programa em C/C++ Apresentar e estrutura da Linguagem C/C++

Leia mais

Variáveis e Comandos de Atribuição

Variáveis e Comandos de Atribuição BCC 201 - Introdução à Programação Variáveis e Comandos de Atribuição Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/47 Estrutura Básica de um programa C I < d i r e t i v a s do pré p r o c e s s a d o r > < d e c l

Leia mais

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Cap. 02 Fundamentos de Linguagens Sumário : Linguagem, alfabeto e gramática

Leia mais

10/02/2015. Introdução. Podemos classificar os tipos de dados a serem processados em dados e instruções Dados: Algoritmos e Lógica de Programação

10/02/2015. Introdução. Podemos classificar os tipos de dados a serem processados em dados e instruções Dados: Algoritmos e Lógica de Programação Introdução Algoritmos e Lógica de Programação Tipos de dados Podemos classificar os tipos de dados a serem processados em dados e instruções Dados: Informações a serem processadas pelo computador. Consideremos

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Objetivos Compreender os conceitos de lógica de programação e de algoritmos. Conhecer

Leia mais

Algoritmo e Técnica de Programação - Linguagem C

Algoritmo e Técnica de Programação - Linguagem C Algoritmo e Técnica de Programação Linguagem C Gilbran Silva de Andrade 5 de junho de 2008 Introdução A liguagem C foi inventada e implementada por Dennis Ritchie em um DEC PDP-11 que utilizava o sistema

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

LINGUAGEM C. Estrutura básica de um programa

LINGUAGEM C. Estrutura básica de um programa LINGUAGEM C Estrutura básica de um programa Um programa em linguagem C é constituído por uma sequência de funções (módulos) que em conjunto irão permitir resolver o problema proposto. Estas funções contêm

Leia mais

- Aulas 57, 58, 59 e 60 - Técnicas de programação. Funções

- Aulas 57, 58, 59 e 60 - Técnicas de programação. Funções 1 - Aulas 57, 58, 59 e 60 - Técnicas de programação. Funções Um programa pode possuir determinados processos realizados repetidas vezes ao longo da execução do programa. Estes processos podem se agrupar

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Olimpíadas de Informática

Olimpíadas de Informática Olimpíadas de Informática Aulas preparatórias Introdução a Programação em C++. Prof. Gemilson George gemilson_geo gemilson@colegiogeo.com.br (83)8792-7419 informaticageo.wordpress.com (Grupo): GEO.OBI

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Definição de Programas de Computadores e Linguagem de Programação de Comutadores

Definição de Programas de Computadores e Linguagem de Programação de Comutadores Definição de Programas de Computadores e Linguagem de Programação de Comutadores O computador é um equipamento eletrônico composto por circuitos eletrônicos, que trabalham com o estado ligado(1) e desligado(0),

Leia mais

15 a Aula Subprogramação /Subalgoritmos Função e Procedimento

15 a Aula Subprogramação /Subalgoritmos Função e Procedimento FISP 1/6 15 a Aula Subprogramação /Subalgoritmos Função e Procedimento Objetivo: Simplificação e racionalização na elaboração de algoritmos mais complexos Recursos: Estruturação de algoritmos e modularização

Leia mais

O COMPUTADOR. Introdução à Computação

O COMPUTADOR. Introdução à Computação O COMPUTADOR Introdução à Computação Sumário O Hardware O Software Linguagens de Programação Histórico da Linguagem C Componentes Básicos do Computador O HARDWARE: O equipamento propriamente dito. Inclui:

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Laboratório de AEDS 1 Aula 01 Linguagens de Programação Cada linguagem de programação obedece

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01 IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://manoelcampos.com mcampos at ifto.edu.br Versão

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Construções Básicas Programa em C #include int main ( ) { Palavras Reservadas } float celsius ; float farenheit ; celsius = 30; farenheit = 9.0/5

Leia mais

Programação científica C++

Programação científica C++ Programação científica C++ NIELSEN CASTELO DAMASCENO Slide 1 Linguagens de Programação Uma linguagem de programação é um método padronizado para expressar instruções para um computador. É um conjunto

Leia mais

LP II Estrutura de Dados. Introdução e Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br

LP II Estrutura de Dados. Introdução e Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br LP II Estrutura de Dados Introdução e Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Considerações Gerais Introdução a Linguagem C Variáveis e C Tipos de

Leia mais

Linguagens de Programação

Linguagens de Programação 68 Linguagens de Programação Uma linguagem de programação é um vocabulário e um conjunto de regras gramaticais usadas para escrever programas de computador. Esses programas instruem o computador a realizar

Leia mais

Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores

Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores INF1005 Programação I Prof. Hélio Lopes lopes@inf.puc-rio.br sala 408 RDC 1 introdução a C tópicos ciclo de desenvolvimento sistemas numéricos tipos de

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo COMPILADORES Toda linguagem de programação

Leia mais

Computação II Orientação a Objetos

Computação II Orientação a Objetos Computação II Orientação a Objetos Fabio Mascarenhas - 2014.1 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/java Introdução Esse não é um curso de Java! O objetivo é aprender os conceitos da programação orientada a objetos,

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

INTERFACE PARA ECF SWEDA

INTERFACE PARA ECF SWEDA 1. SERSWEDA.SYS E S2070.SYS O device driver SERSWEDA.SYS e S2070.sys foram desenvolvidos para ser a interface de acesso a impressora fiscal SWEDA para aplicativos desenvolvidos em COBOL, CLIPPER,C, DELPHI,

Leia mais

Introdução a Linguagem C

Introdução a Linguagem C Rafael Silva Guimarães =p://=p.ci.ifes.edu.br/informacca/rafael_guimaraes Introdução a Linguagem C Técnicas de Programação Histórico O C é derivado de uma outra linguagem: o B, criado por Ken Thompson.

Leia mais

VIII. VARIÁVEIS. Tabela I ARQUITETURA DA MEMÓRIA. 0x0000 0x34 0x0001 0xB0 0x0002 0x23. 0xFFFF 0x00

VIII. VARIÁVEIS. Tabela I ARQUITETURA DA MEMÓRIA. 0x0000 0x34 0x0001 0xB0 0x0002 0x23. 0xFFFF 0x00 Fundamentos da Programação 32 A. Conceito Variáveis contém dados: VIII. VARIÁVEIS de entrada que o computador precisa manipular; de saída que o computador precisa imprimir; e temporários, utilizados de

Leia mais

Algoritmos Estruturas Seqüenciais. José Gustavo de Souza Paiva

Algoritmos Estruturas Seqüenciais. José Gustavo de Souza Paiva Algoritmos Estruturas Seqüenciais José Gustavo de Souza Paiva 1 Introdução Objetivo básico da computação auxiliar os seres humanos em trabalhos repetitivos e braçais, diminuindo i i d esforços e economizando

Leia mais

ALGORITMOS MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

ALGORITMOS MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ALGORITMOS MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO Memória Variáveis e constantes Tipos primitivos de dados Operadores Comandos

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Introdução à Lógica de Programação Sistemas Numéricos As informações inseridas em um computador são traduzidos em dados, ou seja, em sinais que podem ser manipulados pelo computador. O computador trabalha

Leia mais

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar Introdução à Java Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Código Exemplo da Aula Criar a classe Aula.java com o seguinte código: public class Aula { public static void

Leia mais

Introdução a Programação. Ponteiros e Strings, Alocação Dinâmica

Introdução a Programação. Ponteiros e Strings, Alocação Dinâmica Introdução a Programação Ponteiros e Strings, Alocação Dinâmica Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a relação entre ponteiros e strings Ponteiros para strings X Vetores de Caracteres Vetores de ponteiros

Leia mais

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões Programação de Computadores I Aula 05 Programação: Tipos, Variáveis e Expressões José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/56 Valores Valor é uma entidade

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013 Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Problema 1 Suponha que soma (+) e subtração (-) são as únicas operações disponíveis em

Leia mais

Estruturas de Dados. Alguns dados não costumam ser tão simples assim... Podem ser compostos por vários dados distintos

Estruturas de Dados. Alguns dados não costumam ser tão simples assim... Podem ser compostos por vários dados distintos Estruturas de Dados Alguns dados não costumam ser tão simples assim... Podem ser compostos por vários dados distintos Estruturas de Dados Programação de Computadores 1 de 26 Tipos Estruturados de Dados

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação Primeiro Programa em Java public class OlaPessoal

Leia mais

Estrutura switch if-else switch switch switch if-else-if switch switch case default break switch switch break Observações: case

Estrutura switch if-else switch switch switch if-else-if switch switch case default break switch switch break Observações: case Estrutura switch. O comando if-else e o comando switch são os dois comandos de tomada de decisão. Sem dúvida alguma o mais importante dos dois é o if, mas o comando switch tem aplicações valiosas. Sua

Leia mais

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br Java - Introdução Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda O que é Java? Sun / Oracle. IDE - NetBeans. Linguagem Java; Maquina Virtual; Atividade Prática. Identificando Elementos

Leia mais

JSP - ORIENTADO A OBJETOS

JSP - ORIENTADO A OBJETOS JSP Orientação a Objetos... 2 CLASSE:... 2 MÉTODOS:... 2 Método de Retorno... 2 Método de Execução... 2 Tipos de Dados... 3 Boolean... 3 Float... 3 Integer... 4 String... 4 Array... 4 Primeira:... 4 Segunda:...

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA Responda 1) Quem desenvolveu a linguagem C? Quando? 2) Existe alguma norma sobre a sintaxe da linguagem C? 3) Quais são os tipos básicos de dados disponíveis na linguagem C? 4) Quais são as principais

Leia mais

3/19/2014. Compilador DEV C++ ENGENHARIAS LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Henry Lubanco/ Joelio Piraciaba

3/19/2014. Compilador DEV C++ ENGENHARIAS LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Henry Lubanco/ Joelio Piraciaba Compilador DEV C++ 101 Compilador DEV C++ 102 1 Compilador DEV C++ Compilar (Ctrl+F9) Executar (Ctrl+F10) Compilar e executar (F9) 103 Compilador DEV C++ Escolher a pasta Escolher o nome e o tipo de arquivo

Leia mais

Programação. MEAer. Bertinho Andrade da Costa. Instituto Superior Técnico. Introdução ao Pré-Processador. 2011/2012 1º Semestre

Programação. MEAer. Bertinho Andrade da Costa. Instituto Superior Técnico. Introdução ao Pré-Processador. 2011/2012 1º Semestre Programação MEAer Bertinho Andrade da Costa 2011/2012 1º Semestre Instituto Superior Técnico Introdução ao Pré-Processador Programação 2011/2012 DEEC-IST Introdução ao Pré-Processador 1 Sumário Introdução

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA. Algoritmos. Parte 3. Ricardo José Cabeça de Souza

CURSO DE INFORMÁTICA. Algoritmos. Parte 3. Ricardo José Cabeça de Souza CURSO DE INFORMÁTICA Algoritmos Ricardo José Cabeça de Souza Parte 3 Sumário UNIDADE I - ALGORITMOS 1.6 Pseudo-Linguagem (Pseudocódigo) 1.6.1 Pseudo-Linguagem 1.6.2 Identificadores 1.6.2.1 Nomeação de

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Tipos de Dados Simples

Tipos de Dados Simples Programação 11543: Engenharia Informática 6638: Tecnologias e Sistemas de Informação Cap. 3 Tipos de Dados Simples Tipos de Dados Simples Objectivos: Hierarquia de tipos de dados Tipos de dados simples

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho O que é um Programa? Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br Ano: 2015 1 HTML & PHP em Ambiente Web PARTE II Sumário I Decisão... 4 Operadores de Comparação... 6 II IF ELSEIF ELSE... 7

Leia mais

ILP - Introdução à Linguagem de Programação. Plano de estudo: - Constantes e variáveis. - Atribuindo valores às variáveis.

ILP - Introdução à Linguagem de Programação. Plano de estudo: - Constantes e variáveis. - Atribuindo valores às variáveis. Plano de estudo: -. - Atribuindo valores às variáveis. - Expressões Na maioria das vezes, precisamos armazenar dados para manipulá-los. Por exemplo, em um escritório de contabilidade, armazenamos os dados

Leia mais

JavaScript (ou JScript)

JavaScript (ou JScript) 1. Introdução JavaScript (ou JScript) Uma linguagem como o JavaScript permite criar interfaces interativas na web (permite a interação do usuário). Para desenvolver web sites interativos precisamos de

Leia mais

Programação: Estruturas de seleção

Programação: Estruturas de seleção Programação de Computadores I Aula 07 Programação: Estruturas de seleção José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/53 Valores booleanos Os valores booleanos

Leia mais

Algoritmos e Programação de Computadores

Algoritmos e Programação de Computadores Algoritmos e Programação de Computadores Algoritmos Estrutura Sequencial Parte 1 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda Etapas de ação do computador; TDP Tipos de Dados Primitivos; Variáveis; Constantes;

Leia mais

Programação científica C++

Programação científica C++ Programação científica C++ NIELSEN CASTELO DAMASCENO Slide 4 Aluno que não sabe programar int main() { cout

Leia mais

Aula de JavaScript 05/03/10

Aula de JavaScript 05/03/10 Objetos Sabe-se que variável são contêiners que podem armazenar um número, uma string de texto ou outro valor. O JavaScript também suporta objetos. Objetos são contêiners que podem armazenar dados e inclusive

Leia mais

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis Variáveis Variáveis são locais onde armazenamos valores na memória. Toda variável é caracterizada por um nome, que a identifica em um programa,

Leia mais

Organização de programas em Python. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br

Organização de programas em Python. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Organização de programas em Python Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Vamos programar em Python! Mas... } Como um programa é organizado? } Quais são os tipos de dados disponíveis? } Como variáveis podem

Leia mais

Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos

Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos Lógica Aula 2 Técnicas de Programação Criando algoritmos Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos Criando

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Vitor Valerio de Souza Campos

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Vitor Valerio de Souza Campos LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Vitor Valerio de Souza Campos Exemplos de algoritmos Faça um algoritmo para mostrar o resultado da multiplicação de dois números. Algoritmo em descrição narrativa Passo 1 Receber

Leia mais

Algoritmos e Programação. Curso de Engenharia de Produção Prof. Ms. Rogério Cardoso rogerio.cardoso@aedu.com professor@rogeriocardoso.com.

Algoritmos e Programação. Curso de Engenharia de Produção Prof. Ms. Rogério Cardoso rogerio.cardoso@aedu.com professor@rogeriocardoso.com. Algoritmos e Programação Curso de Engenharia de Produção Prof. Ms. Rogério Cardoso rogerio.cardoso@aedu.com professor@rogeriocardoso.com.br 2012 Conteúdo e Objetivos da Aula Introdução a Linguagem C Revisão

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Tipos de dados, variáveis e constantes. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa.

Linguagem e Técnicas de Programação I Tipos de dados, variáveis e constantes. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Linguagem e Técnicas de Programação I Tipos de dados, variáveis e constantes Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Tipos de dados Os programas manipulam dados, armazenando-os

Leia mais

ÇÃO COM OBJECTOS PROGRAMAÇÃ. Programação com Objectos. Programação com Objectos TUDO É UM OBJECTO TUDO É UM OBJECTO ÍNDICE.

ÇÃO COM OBJECTOS PROGRAMAÇÃ. Programação com Objectos. Programação com Objectos TUDO É UM OBJECTO TUDO É UM OBJECTO ÍNDICE. PROGRAMAÇÃ ÇÃO COM OBJECTOS TUDO É UM OBJECTO Programação com Objectos ÍNDICE Introdução aos objectos Polimorfismo TUDO É UM OBJECTO Interface e classes internas Instruções de controlo Guardar os objectos

Leia mais

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1 1 Apresentação O Curso Java Starter foi projetado com o objetivo de ajudar àquelas pessoas que têm uma base de lógica de programação e desejam entrar no mercado de trabalho sabendo Java, A estrutura do

Leia mais

Noções sobre Objetos e Classes

Noções sobre Objetos e Classes Noções sobre Objetos e Classes Prof. Marcelo Cohen 1. Elementos de programação Revisão de programação variáveis, tipos de dados expressões e operadores cadeias de caracteres escopo de variáveis Revisão

Leia mais

Trabalho de Formatura: Curso de Linguagem C. Autor: Jair Gustavo de Mello Torres Orientador: Carlos Antônio Alves

Trabalho de Formatura: Curso de Linguagem C. Autor: Jair Gustavo de Mello Torres Orientador: Carlos Antônio Alves Trabalho de Formatura: Curso de Linguagem C Autor: Jair Gustavo de Mello Torres Orientador: Carlos Antônio Alves Ilha Solteira - Junho de 2006 Sumário Módulo 1 Apresentação do Histórico e das Características

Leia mais

5 - Vetores e Matrizes Linguagem C CAPÍTULO 5 VETORES E MATRIZES

5 - Vetores e Matrizes Linguagem C CAPÍTULO 5 VETORES E MATRIZES CAPÍTULO 5 5 VETORES E MATRIZES 5.1 Vetores Um vetor armazena uma determinada quantidade de dados de mesmo tipo. Vamos supor o problema de encontrar a média de idade de 4 pessoas. O programa poderia ser:

Leia mais

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ #include { Este trecho é reservado para o corpo da função, com a declaração de suas variáveis locais, seus comandos e funções

Leia mais

Curso de Linguagem C

Curso de Linguagem C Curso de Linguagem C 1 Aula 1 - INTRODUÇÃO...4 AULA 2 - Primeiros Passos...5 O C é "Case Sensitive"...5 Dois Primeiros Programas...6 Introdução às Funções...7 Introdução Básica às Entradas e Saídas...

Leia mais

Programação de Computadores I. Linguagem C Arquivos

Programação de Computadores I. Linguagem C Arquivos Linguagem C Arquivos Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2011 Unidade 12 Arquivos 1 Trabalhando com Arquivos Um arquivo em Linguagem C pode representar diversas coisas, como: arquivos em disco, uma impressora,

Leia mais

String em C++ Verificando o tamanho da string

String em C++ Verificando o tamanho da string String em C++ Uma das formas de se manipular cadeias de caracteres, também chamadas de strings em C+ + é armazená-las como vetores de char. Esta é a forma tradicional utilizada pela linguagem C. Então,

Leia mais

Programação de Computadores Primeiros Passos Práticos em C++

Programação de Computadores Primeiros Passos Práticos em C++ Programação de Computadores Primeiros Passos Práticos em C++ Alan de Freitas! Marco Antonio Carvalho Compilação de Programas O compilador é o responsável por transformar nosso código em um programa propriamente

Leia mais

Programação de Jogos com C++ e DirectX. André Santee

Programação de Jogos com C++ e DirectX. André Santee Programação de Jogos com C++ e DirectX André Santee 21 Capítulo 1 Introdução à linguagem C++ O primeiro capítulo apresentará a linguagem C++ e indicará as diferenças entre C e C++. Aprenderemos como utilizar

Leia mais