Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores"

Transcrição

1 Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores INF1005 Programação I Prof. Hélio Lopes sala 408 RDC 1 introdução a C tópicos ciclo de desenvolvimento sistemas numéricos tipos de dados variáveis e constantes operadores pré-processamento referência Capítulo 2 da apostila 2 1

2 algumas linguagens de programação FORTRAN I 1957 ALGOL C Visual Basic 1991 LISP 1959 Pascal 1970 Lua 1993 COBOL Java Ruby PHP 1995 Javascript Perl C Smalltalk Prolog 2000 C# 3 linguagem C Criada por Dennis Ritchie (co-criador do UNIX) entre 1969 e 1973 no AT&T Bell Labs (Dennis Ritchie ) (K&R 1972) 4 2

3 ciclo de desenvolvimento 5 ciclo de desenvolvimento simplificado desenvolvimento editor de texto correção em caso de erros de exeçucão programa em C (código fonte: arq1.c) programa em C (código fonte: arq2.c) correção em caso de erros de compilação compilação compilador entrada saída testes entrada programa executável (arq.exe) saída entrada saída 6 3

4 exemplo de programa em C #include <stdio.h> int main (void) { float cels; float fahr; printf("digite a temperatura em Celsius: "); scanf("%f", &cels); fahr = 1.8 * cels + 32; printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 03_01_conversao_temp.c 7 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 03_01_conversao_temp.c 8 4

5 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ comentários são marcados entre / * e */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 9 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ função main indica início do programa /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 10 5

6 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); cada bloco de instruções é marcado entre { e /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 11 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); variáveis são declaradas com seu tipo (número inteiro, real, etc.) /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 12 6

7 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); printf é função que exibe algo na tela /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 13 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; scanf é função que lê valores do teclado e os atribui a variáveis (nesse caso apenas um valor real, atribuído à variável cels) 14 7

8 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; comando de atribuição (variável fahr recebe valor à direita do = ) 15 exemplo de programa em C /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui biblioteca padrão */ int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; retorno da main indica término do programa; por convenção, 0 indica que não houve erro 16 8

9 exemplo de programa em C - execução /* Converte temperatura de Celsius em Fahrenheit */ #include <stdio.h> /* inclui Digite biblioteca a temperatura padrão */ em Celsius: 0 Temperatura em Fahrenheit: int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ /* exibe instrução para usuário */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); /* lê do teclado temperatura em Celsius */ scanf("%f", &cels); /* calcula a conversão */ fahr = 1.8 * cels + 32; /* exibe na tela o resultado */ printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; 03_01_conversao_temp.c 17 estrutura de um programa em C #include <stdio.h> diretivas de pré-processamento /* Retorna o valor equivalente em Fahrenheit à temperatura c (em Celsius) */ float converte (float c) { return 1.8F * c + 32; comentários (em todo o código) funções auxiliares (Cap. 3 da apostila) int main (void) { float cels; /* temperatura em Celsius */ float fahr; /* temperatura em Fahrenheit */ printf("digite a temperatura em Celsius: "); scanf("%f", &cels); fahr = converte(cels); printf("temperatura em Fahrenheit: %f", fahr); return 0; função principal (main): início da execução do programa comentários (em todo o código) 03_01_conversao_temp.c 18 9

10 a importância de escrever programas legíveis legíveis (para você e outros programadores): comentários /* ignorados pelo compilador */ endentação escolha dos nomes das variáveis que os usuários consigam utilizar: instruções para os usuários Leia o código abaixo. Você gostaria de trabalhar assim? Seria eficiente? #include <stdio.h> int main (void) { float x, y; scanf("%f", &x); y = 1.8 * x + 32; printf ("%f", y); return 0; 19 sistemas numéricos 20 10

11 bits vs. algarismos decimais bit 0 1 algarismo decimal sistemas numéricos decimal (base 10) = binário (base 2) = =

12 sistemas numéricos EX. 01 Os governantes do planeta Kroyz querem declarar guerra ao planeta Bript, alegando que eles foram enganados na conta de um restaurante da Federação de Planetas Matmatix. Considerando que os Kroyzen possuem oito dedos em cada mão, e os Briptus possuem quatro dedos em cada mão, verifique se as contas abaixo estão corretas, se são equivalentes, e quais os valores equivalentes no sistema decimal. Kroyzen 2E A Briptus bits & bytes bit 0 1 byte bits 24 12

13 Como obter a representação binária de um número decimal? = = = tipos de dados 26 13

14 Quanto cabe num byte? 03_03_tipos_de_dados.c 2 8 valores 256 valores unsigned char valores inteiros não negativos: 0 a = 255 (0xFF) char valores inteiros: -128 a 127 último bit utilizado como sinal = 127 (0x7F) = -128 (0x80) = -127 (0x81) = -126 (0x82) = -1 (0xFF) = 127 (0x7F) 27 tipos de dados char unsigned char: 0 a 255 char 128 a byte letra C = 67 short int short int: a unsigned short int: 0 a bytes long int long int: a unsigned long int: 0 a bytes

15 tipos de dados (cont.) tipo bytes valores char a 127 short int a números inteiros long int 4 long long a a int (em geral = long int) números reais float 4 ~10-38 a double 8 ~ a variáveis 30 15

16 O que é uma variável? O nome que se dá a um espaço reservado na memória, onde será possível armazenar um valor de um determinado tipo. número de ponto flutuante de nome media número de ponto flutuante de nome b número de ponto flutuante de nome a número inteiro de nome contador 0x24A57B95 0x24A57B91 0x24A57B8D 0x24A57B89 memória (esquema meramente ilustrativo) todo espaço de memória tem um endereço único Antes de ser utilizada, uma variável deve ser declarada, indicando seu tipo e, opcionalmente, seu valor inicial: int contador = 0; float a, b; float media = 0.0F; 31 Como declarar uma variável? declaração de variáveis float tempc; float tempf; inicialização de valor (atribuição após a declaração) int a, b; a = 5; b = 10; declaração de variáveis de um mesmo tipo (em uma só instrução) float tempc, tempf; int a, b; declaração com inicialização int a = 5, b = 10; Toda variável deve ser inicializada antes de ser utilizada (ex.: exibida, incluída em uma expressão) 32 16

17 constantes valores constantes int a = 5; int b; b = a + 12; exemplos inteiros 13 4 double e- 2 float 12.45F char 'a' 'A' string (cadeia de char) "Rio de Janeiro" "RJ" "a" "A" 33 Qual é o valor de a? EX. 02 exemplo 1 int a; a = 4; exemplo 2 int a; a = 4.9F; a=? a=? exemplo 3 int a, b = 5; a=? exemplo 4 int a, b, c=3; a = b+c;! a=? 03_05_variavel_a.c 34 17

18 conversão de tipo implícita (automática, na avaliação de uma expressão) float a = 3; /* conversão para 3.0F */ explícita, através de cast int x; float y = 3.5F; x = (int) y; /* descarta parte fracionária de y */ 03_07_conv_tipo.c 35 exercício EX. 03 Suponha que: a = 3; b = a / 2; c = b + 3.1F; Como as variáveis a, b e c devem ser declaradas (int, float etc.) para obter cada um dos seguintes resultados? c = 4.6 float a, b, c; c = 4.1 int a, b; float c; c = 4 int a, b, c; 03_09_explora_tipo.c 36 18

19 caracteres (char: 1 byte) tabela ASCII American Standard Code for Information Interchange 37 caracteres: declaração e inicialização char a = 98; char b = A ; int c = b; char d; d = c + 32; Qual é o caractere armazenado em a? Qual é o valor de c? Qual é o caractere armazenado em d? b 65 a 03_10_char.c 38 19

20 EX. 04 Dado que, na tabela ASCII, A=65, Z=90, a=97 e z=122, como converter uma letra maiúscula em letra minúscula? 39 operadores 40 20

21 operadores aritméticos + * / % (módulo) atribuição = incremento e decremento ++ relacionais > < <= >= ==!= lógicos && (and) (or)! (not) 41 operadores aritméticos + * / % (módulo) 7 / 2 3 (a parte fracionária é descartada) 7 / / / / (converte operandos para a maior precisão) 03_13_op_arit.c 42 21

22 operadores aritméticos módulo % Resto da divisão inteira (operandos devem ser inteiros) 0 % 3 resulta em 0 1 % 3 resulta em 1 2 % 3 resulta em 2 3 % 3 resulta em 0 4 % 3 resulta em 1 5 % 3 resulta em 2 5 % 0 resulta em? Útil para identificar números pares ou ímpares se x % 2 é 0, o número x é par se x % 2 é 1, o número x é impar Em que outras situações o % é útil? 03_13_op_arit.c 43 operadores de atribuição = a = 5; y = x = 5; operadores de atribuição compostos i += 2 equivale a i = i + 2 i *= 2 equivale a i = i * 2 i /= 2 equivale a i = i / 2... var op= expr; equivale a var = var op (expr); x *= y+1; equivale ao quê? x = x * (y+1); 44 22

23 operadores de incremento e decremento após a variável: utiliza o valor original, depois incrementa x = 3; a = x++; antes da variável primeiro incrementa, depois utiliza o valor resultante x = 3; a = ++x; a = x; x = x + 1; x = x + 1; a = x; a=3; x=3+1; x=3+1;a=4; 45 operadores de incremento e decremento EX. 05 n x int n = 4, x = 1; n = 5; x = n++; x = ++n; x = ++n * 2; x = n++ * 3; 03_11_op_inc_dec.c 46 23

24 operadores de incremento e decremento EX. 05 int n = 4, x = 1; n = 5; /* n 5 */ x = n++; /* x 5; n incrementa para 6 */ x = ++n; /* n incrementa para 7; x 7 */ x = ++n * 2; /* n incrementa para 8; x 16 */ x = n++ * 3; /* x 24; n incrementa para 9 */ 03_11_op_inc_dec.c 47 dúvidas? 48 24

25 operador sizeof número de bytes ocupados por um tipo int a = sizeof(long); /* 4 */ a = sizeof(char); /* 1 */ a = sizeof(short); /* 2 */ a = sizeof(float); /* 4 */ a = sizeof(double); /* 8 */ 49 número de bytes ocupados por um ponteiro (endereço de memória) máquina de 32 bits sizeof(void*): 4 máquina de 64 bits sizeof(void*):

26 precedência de operadores tipo de operador operador associatividade primários () []. - > expr++ expr- - esquerda para direita unários * & + -! ~ ++expr expr (typecast) sizeof direita para esquerda binários * / % esquerda para direita + - >> << < > <= >= ==!= & ^ && ternário? : direita para esquerda atribuição = += - = *= /= %= >>= <<= &= ^= = direita para esquerda 51 relembrando: ciclo de desenvolvimento desenvolvimento editor de texto correção em caso de erros de exeçucão programa em C (código fonte: arq.c) correção em caso de erros de compilação compilação pré-processamento compilador entrada saída testes entrada programa executável (arq.exe) saída entrada saída 52 26

27 préprocessador 53 diretivas de pré-processamento: #include #include <stdio.h> /* definições de printf, scanf,... */ int main (void) { float raio; /* raio da esfera */ float vol; /* volume calculado */ printf("entre com o raio da esfera: "); scanf("%f", &raio); vol = (4.0 / 3.0) * F * raio * raio * raio; printf("volume da esfera : %f", vol); return 0; 54 27

28 diretiva #include arquivo ou #include <arquivo> o pré-processador substitui o #include pelo corpo do arquivo especificado arquivo fc.h no subdiretório aux void testa_fatorial(int n); void testa_etc(); arquivo prog.c #include "aux/fc.h" int main(void) { testa_fatorial(1); return 0; pré-proc. void testa_fatorial(int n); void testa_etc(); int main(void) { testa_fatorial(1); return 0; 55 diretivas de pré-processamento: #include #include <stdio.h> /* definições de printf, scanf,... */ int main (void) { float raio; /* raio da esfera */ float vol; /* volume calculado */ printf("entre com o raio da esfera: "); scanf("%f", &raio); vol = (4.0 / 3.0) * F * raio * raio * raio; printf("volume da esfera : %f", vol); return 0; 56 28

29 diretivas de pré-processamento: #define #include <stdio.h> /* definições de printf, scanf,... */ #define PI F /* símbolo a ser substituído no código */ int main (void) { float raio; /* raio da esfera */ float vol; /* volume calculado */ printf("entre com o raio da esfera: "); scanf("%f", &raio); vol = (4.0 / 3.0) * PI * raio * raio * raio; printf("volume da esfera : %f", vol); return 0; 57 diretiva #define constante valor o pré-processador substitui toda ocorrência da constante pelo valor especificado #define PI F float area (float r) { float a = PI * r * r; return a; pré-proc. float area (float r) { float a = F * r * r; return a; 58 29

30 diretivas de pré-processamento: #include e #define #include <stdio.h> /* definições de printf, scanf,... */ #include <math.h> /* definições de pow(base, expoente),...*/ #define PI F /* símbolo a ser substituído no código */ int main (void) { float raio; /* raio da esfera */ float vol; /* volume calculado */ printf("entre com o raio da esfera: "); scanf("%f", &raio); vol = (4.0 / 3.0) * PI * pow(raio, 3); printf("volume da esfera : %f", vol); return 0; 59 diretiva #define nome macro definição com parâmetros #define MULT(a,b) ((a)*(b))... v = 4.5; c = MULT(v, -3.0); v = 4.5; c = ((v)*(-3.0));

31 diretiva #define: cuidados macro e seus parâmetros entre parênteses exemplo #define MULT(a,b) a*b int x = MULT (3+2, 4) /* 3+2*4 = 3+8 = 11, ERRADO */ #define MULT(a,b) ((a)*(b)) int x = MULT (3+2, 4) /* ((3+2)*(4)) = (5*4) = 20, CERTO */ 61 exercício EX. 06 Escreva um programa de caixa eletrônico que que lê um valor e retorna o menor número de notas de R$50, R$20 e R$10 que devem ser entregues ao correntista para somar aquele valor. Indique ainda o total entregue e o resto que não poderá ser entregue. exemplo de saída: Digite a quantia desejada: R$ 215 Notas de R$ 50: 4 Notas de R$ 20: 0 Notas de R$ 10: 1 Total entregue: R$ 210 Resto: R$ 5 03_19_caixa.c 62 31

32 dúvidas? Prof. Hélio Lopes sala 408 RDC 63 32

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Construções Básicas Programa em C #include int main ( ) { Palavras Reservadas } float celsius ; float farenheit ; celsius = 30; farenheit = 9.0/5

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis Variáveis Variáveis são locais onde armazenamos valores na memória. Toda variável é caracterizada por um nome, que a identifica em um programa,

Leia mais

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme Agenda Introdução a linguagem C Compiladores Variáveis IDEs Exemplos Exercícios Introdução A Linguagem C

Leia mais

Italo Valcy <italo@dcc.ufba.br>

Italo Valcy <italo@dcc.ufba.br> Programação C Módulo 01 Introdução à linguagem C Italo Valcy www.ieee.org/ufba Italo Valcy Programação em C Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente,

Leia mais

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C Linguagem de uso geral (qualquer tipo de aplicação) Uma das linguagens mais utilizadas Foi utilizada

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Waldemar Celes e Roberto Ierusalimschy 29 de Fevereiro de 2012 1 Ciclo de desenvolvimento O modelo hipotético de computador utilizado no capítulo anterior, embora muito

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação A Linguagem C Prof. Renato Pimentel 1 Programação Quando queremos criar ou desenvolver um software para realizar determinado tipo de processamento

Leia mais

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões INF1005: Programação 1 Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 1 Tópicos Principais Programando em C Funções Variáveis Define Operadores e Expressões Entrada e Saída

Leia mais

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões Programação de Computadores I Aula 05 Programação: Tipos, Variáveis e Expressões José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/56 Valores Valor é uma entidade

Leia mais

LP II Estrutura de Dados. Introdução e Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br

LP II Estrutura de Dados. Introdução e Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br LP II Estrutura de Dados Introdução e Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Considerações Gerais Introdução a Linguagem C Variáveis e C Tipos de

Leia mais

Conceitos de Linguagens de Programação

Conceitos de Linguagens de Programação Conceitos de Linguagens de Programação Aula 07 Nomes, Vinculações, Escopos e Tipos de Dados Edirlei Soares de Lima Introdução Linguagens de programação imperativas são abstrações

Leia mais

Conceitos Básicos de C

Conceitos Básicos de C Conceitos Básicos de C Bibliografia Problem Solving & Program design in C, Jeri R. Hanly e Elliot B. Kpffman, 3 a edição Data Structures and Algorithm Analysis in C, Mark Allen Weiss, 2 a edição, Addison-Wesley,

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais

O COMPUTADOR. Introdução à Computação

O COMPUTADOR. Introdução à Computação O COMPUTADOR Introdução à Computação Sumário O Hardware O Software Linguagens de Programação Histórico da Linguagem C Componentes Básicos do Computador O HARDWARE: O equipamento propriamente dito. Inclui:

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/2. Introdução à Programação de Computadores. Aula - Tópico 1

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/2. Introdução à Programação de Computadores. Aula - Tópico 1 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/2 Introdução à Programação de Computadores Aula - Tópico 1 1 Por que usar um computador? Como conversar com um computador? 0101001001010100101011 0010100110101011111010

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 02 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Lógica de Programação Lógica de Programação é a técnica de criar sequências lógicas de ações para

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Programas simples em C

Programas simples em C Programas simples em C Problema 1. Escreve um programa em C que dados dois inteiros indique se são iguais ou qual o maior. Utilizar a construção em 5 etapas... quais? 1. Perceber o problema 2. Ideia da

Leia mais

Algoritmos e Programação Estruturada

Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos e Programação Estruturada Virgínia M. Cardoso Linguagem C Criada por Dennis M. Ritchie e Ken Thompson no Laboratório Bell em 1972. A Linguagem C foi baseada na Linguagem B criada por Thompson.

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

Variáveis e Comandos de Atribuição

Variáveis e Comandos de Atribuição BCC 201 - Introdução à Programação Variáveis e Comandos de Atribuição Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/47 Estrutura Básica de um programa C I < d i r e t i v a s do pré p r o c e s s a d o r > < d e c l

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Prof. Yandre Maldonado - 1 Prof. Yandre Maldonado e Gomes da Costa Prof. Yandre Maldonado - 2 Linguagem C: Desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios da AT&T Bell (EUA) no início dos anos 70; Algol

Leia mais

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO Tópicos Estrutura Básica B de Programas C e C++ Tipos de Dados Variáveis Strings Entrada e Saída de Dados no C e C++ INTRODUÇÃO O C++ aceita

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Apostila de Estruturas de Dados

Apostila de Estruturas de Dados Apostila de Estruturas de Dados Profs. Waldemar Celes e José Lucas Rangel PUC-RIO - Curso de Engenharia - 2002 Apresentação A disciplina de Estruturas de Dados (ED) está sendo ministrada em sua nova versão

Leia mais

Linguagens de programação

Linguagens de programação Prof. André Backes Linguagens de programação Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve ser descrito em termos de 1 s ou 0 s

Leia mais

13 Números Reais - Tipo float

13 Números Reais - Tipo float 13 Números Reais - Tipo float Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Até omomentonoslimitamosaouso do tipo inteiro para variáveis e expressões aritméticas. Vamos introduzir agora o tipo real. Ao final

Leia mais

Programação em C++: Introdução

Programação em C++: Introdução Programação em C++: Introdução J. Barbosa J. Tavares Visualização Científica Conceitos básicos de programação Algoritmo Conjunto finito de regras sobre as quais se pode dar execução a um dado processo

Leia mais

Curso de C: uma breve introdução

Curso de C: uma breve introdução V Semana de Engenharia Elétrica - UFBA Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente, ser utilizado sobre os termos da: Creative Commons License:

Leia mais

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Cap. 02 Fundamentos de Linguagens Sumário : Linguagem, alfabeto e gramática

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream>

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream> Aula 1 C é uma linguagem de programação estruturada desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios Bell entre 1969 e 1972; Algumas características: É case-sensitive, ou seja, o compilador difere letras

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 INF1007: Programação 2 0 Revisão 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores e Expressões Entrada e Saída Tomada de Decisão Construção com laços

Leia mais

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática Folha 1-1 Introdução à Linguagem de Programação JAVA 1 Usando o editor do ambiente de desenvolvimento JBUILDER pretende-se construir e executar o programa abaixo. class Primeiro { public static void main(string[]

Leia mais

Tipos de Dados Simples

Tipos de Dados Simples Programação 11543: Engenharia Informática 6638: Tecnologias e Sistemas de Informação Cap. 3 Tipos de Dados Simples Tipos de Dados Simples Objectivos: Hierarquia de tipos de dados Tipos de dados simples

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Cap. 2 Expressões na linguagem C

Cap. 2 Expressões na linguagem C Programação de Computadores II Cap. 2 Expressões na linguagem C Livro: Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel. Introdução a Estruturas de Dados, Editora Campus (24) Slides adaptados dos originais

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Laboratório de Programação. Prof. Oscar Luiz Monteiro de Farias fariasol@gmail.com

Laboratório de Programação. Prof. Oscar Luiz Monteiro de Farias fariasol@gmail.com Laboratório de Programação Prof. Oscar Luiz Monteiro de Farias fariasol@gmail.com Ementa: Equivalente ao sumário do livro: The C Programming Language, Second edition. Autores: Brian W. Kernighan, Dennis

Leia mais

Conceitos básicos de programação

Conceitos básicos de programação Constantes class Exemplo { static void Main() { float fahr, celsius; int lower, upper, step; lower = 0; /* limite inferior da tabela de temperaturas */ upper = 300; /* limite superior */ step = 20; /*

Leia mais

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar Introdução à Java Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Código Exemplo da Aula Criar a classe Aula.java com o seguinte código: public class Aula { public static void

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Linguagem de Programação em C

Linguagem de Programação em C Linguagem de Programação em C Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@recife.ifpe.edu.br http://alsm.cc O que fazer com essa apresentação 2 Introdução Por que programar? Quando o homem necessita do auxilio

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 APROG Algoritmia e Programação Linguagem JAVA Básico Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 Linguagem Java Estrutura de um Programa Geral Básica Estruturas de Dados Variáveis Constantes Tipos de Dados

Leia mais

INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Nome:

INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Nome: INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Considere uma disciplina que adota o seguinte critério de aprovação: os alunos fazem duas provas (P1 e P2) iniciais; se a média nessas duas provas for maior ou igual a 5.0,

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa.

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Operadores básicos Toda linguagem de programação, existem

Leia mais

Curso de Linguagem C

Curso de Linguagem C Curso de Linguagem C 1 Aula 1 - INTRODUÇÃO...4 AULA 2 - Primeiros Passos...5 O C é "Case Sensitive"...5 Dois Primeiros Programas...6 Introdução às Funções...7 Introdução Básica às Entradas e Saídas...

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de

Algoritmos e Técnicas de INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Algoritmos e Técnicas de Programação Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@ifrn.edu.br

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 12 Cadeia de Caracteres (Strings) Edirlei Soares de Lima Caracteres Até o momento nós somente utilizamos variáveis que armazenam números (int, float ou

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

20 Caracteres - Tipo char

20 Caracteres - Tipo char 0 Caracteres - Tipo char Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Até agora vimos como o computador pode ser utilizado para processar informação que pode ser quantificada de forma numérica. No entanto,

Leia mais

Linguagens de Programação I

Linguagens de Programação I Linguagens de Programação I Tema # 4 Operadores em C Susana M Iglesias FUNÇÕES ENTRADA-SAÍDA I/O printf(), utilizada para enviar dados ao dispositivo de saída padrão (stdout), scanf(), utilizada para ler

Leia mais

Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência

Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência 1. Introdução Universidade Federal do ABC Disciplina: Processamento da Informação (BC-0505) Assunto: Dados, variáveis, operadores e precedência Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência Nesta

Leia mais

Linguagem de Programação I

Linguagem de Programação I Linguagem de Programação I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2016 Linguagem de Programação C 2 1 Linguagem de Programação C Os programas em C consistem em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA Responda 1) Quem desenvolveu a linguagem C? Quando? 2) Existe alguma norma sobre a sintaxe da linguagem C? 3) Quais são os tipos básicos de dados disponíveis na linguagem C? 4) Quais são as principais

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

APOSTILA DO CURSO LINGUAGEM C. Prof. Erico Fagundes Anicet Lisboa, M. Sc. erico@ericolisboa.eng.br

APOSTILA DO CURSO LINGUAGEM C. Prof. Erico Fagundes Anicet Lisboa, M. Sc. erico@ericolisboa.eng.br APOSTILA DO CURSO LINGUAGEM C Prof. Erico Fagundes Anicet Lisboa, M. Sc. erico@ericolisboa.eng.br Versão digital disponível na internet http://www.ericolisboa.eng.br RIO DE JANEIRO, RJ - BRASIL NOVEMBRO

Leia mais

Laboratório de Programação 02

Laboratório de Programação 02 Laboratório de Programação 02 Ambiente de Desenvolvimento e Revisão da Linguagem C Prof. Carlos Eduardo de Barros Paes Prof. Julio Arakaki Departamento de Computação PUC-SP Code::Blocks Ambiente integrado

Leia mais

Estrutura de Dados. Prof. Gustavo Willam Pereira. Créditos: Profa. Juliana Pinheiro Campos

Estrutura de Dados. Prof. Gustavo Willam Pereira. Créditos: Profa. Juliana Pinheiro Campos Estrutura de Dados Prof. Gustavo Willam Pereira Créditos: Profa. Juliana Pinheiro Campos ESTRUTURAS DE DADOS Ementa Introdução à Linguagem C. Recursividade. Alocação dinâmica de memória. Conceito de tipos

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

Programação. Folha Prática 3. Lab. 3. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal 2015. Copyright 2010 All rights reserved.

Programação. Folha Prática 3. Lab. 3. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal 2015. Copyright 2010 All rights reserved. Programação Folha Prática 3 Lab. 3 Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal 2015 Copyright 2010 All rights reserved. LAB. 3 3ª semana EXPRESSÕES E INSTRUÇÕES 1. Revisão de conceitos

Leia mais

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Linguagem de Programação Para que o computador consiga ler um programa e entender o que fazer, este programa deve ser escrito

Leia mais

Apresentação. Rio de Janeiro, 19 de fevereiro de 2002 Waldemar Celes

Apresentação. Rio de Janeiro, 19 de fevereiro de 2002 Waldemar Celes Apresentação A disciplina de Estruturas de Dados (ED) está sendo ministrada em sua nova versão desde o segundo semestre de 1998. Trata-se da segunda disciplina de informática oferecida no curso de Engenharia

Leia mais

Programação Básica em C

Programação Básica em C Linguagem C - Notas de Aula Prof ā. Carmem Hara e Prof. Wagner Zola Revisão: Prof. Armando Luiz N. Delgado Maio 2008 Parte I Programação Básica em C Estas notas de aula apresentam os conceitos básicos

Leia mais

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C onvertendo Algoritmos para a Linguagem Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan O objetivo deste texto é mostrar alguns programas em, dando uma breve descrição de seu funcionamento

Leia mais

Linguagem C. TGSI Lógica de Programação / Linguagem C Prof. Marcos Roberto

Linguagem C. TGSI Lógica de Programação / Linguagem C Prof. Marcos Roberto Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional UNIX. O C é derivado de uma outra linguagem: o B,

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

número 32.767: 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Por exemplo, tendo o seguinte binário com sinal (em vermelho indica positivo): 0 0 0 0 0 0 1 1 = 3

número 32.767: 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Por exemplo, tendo o seguinte binário com sinal (em vermelho indica positivo): 0 0 0 0 0 0 1 1 = 3 Os cinco tipos básicos de dados e seus modificadores Em C temos os tipos de dados básicos char (caractere), int (inteiro), float (ponto flutuante), double (ponto flutuante de dupla precisão) e void (sem

Leia mais

2. Constantes e Variáveis

2. Constantes e Variáveis 2. Constantes e Variáveis Neste capitulo veremos como os dados constantes e variáveis são manipulados pela linguagem C. O que são constantes inteiras, reais, caracteres e strings. Quais são as regras de

Leia mais

Introdução. introdução. tópicos. referência. INF1005 Programação I Prof. Hélio Lopes 8/7/12

Introdução. introdução. tópicos. referência. INF1005 Programação I Prof. Hélio Lopes 8/7/12 Introdução INF005 Programação I Prof. Hélio Lopes lopes@inf.puc-rio.br sala 408 RDC introdução tópicos modelo de computador o que é um programa um programa na memória decifrando um código referência Capítulo

Leia mais

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES Linguagem C - Introdução Linguagens de Máquina Representação numérica Difícil utilização e compreensão Específica para cada máquina Linguagens Simbólicas(Assembly)

Leia mais

Introdução à Computação MAC0110

Introdução à Computação MAC0110 Introdução à Computação MAC0110 Prof. Dr. Paulo Miranda IME-USP Aula 2 Variáveis e Atribuições Memória Principal: Introdução Vimos que a CPU usa a memória principal para guardar as informações que estão

Leia mais

Linguagem C: Elementos fundamentais

Linguagem C: Elementos fundamentais Instituto de C Linguagem C: Elementos fundamentais Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo COMPILADORES Toda linguagem de programação

Leia mais

Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução. (procedimentos e funções)

Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução. (procedimentos e funções) Aulas anteriores... Formulação adequada do problema Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução Definição do algoritmo Método de decomposição hierárquica utilizando

Leia mais

Introdução a lógica de programação. Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express

Introdução a lógica de programação. Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Introdução a lógica de programação Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Roteiro da aula Linguagem de Programação Visual C#: Introdução a C# através de comandos de entrada

Leia mais

Representação de Dados (inteiros não negativos)

Representação de Dados (inteiros não negativos) Representação de Dados (inteiros não negativos) 1 Memória Armazena instruções e dados durante a execução de um programa A memória principal pode ser vista como um array de bytes, cada um com seu endereço

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o funcionamento do computador Apresentar a função da memória e dos dispositivos

Leia mais

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Variáveis e Operadores Prof. Leonardo Barreto Campos Sumário Variáveis: Tipos de variáveis; Nome da variável; Palavras reservadas; A função printf(); A função scanf(); Variáveis locais; Variáveis

Leia mais

APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO I PARA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO I PARA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO I PARA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Prof. ANDRÉ CARLOS SILVA FASAR Versão 1.1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO C++...11 1.1. Aspectos gerais da linguagem C++...11 1.1.1. Comentários...12 1.1.2.

Leia mais

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01 IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://manoelcampos.com mcampos at ifto.edu.br Versão

Leia mais

Curso: Técnico de Informática Disciplina: Redes de Computadores. 1- Apresentação Binária

Curso: Técnico de Informática Disciplina: Redes de Computadores. 1- Apresentação Binária 1- Apresentação Binária Os computadores funcionam e armazenam dados mediante a utilização de chaves eletrônicas que são LIGADAS ou DESLIGADAS. Os computadores só entendem e utilizam dados existentes neste

Leia mais

Olimpíadas de Informática

Olimpíadas de Informática Olimpíadas de Informática Aulas preparatórias Introdução a Programação em C++. Prof. Gemilson George gemilson_geo gemilson@colegiogeo.com.br (83)8792-7419 informaticageo.wordpress.com (Grupo): GEO.OBI

Leia mais

Algoritmo e Técnica de Programação - Linguagem C

Algoritmo e Técnica de Programação - Linguagem C Algoritmo e Técnica de Programação Linguagem C Gilbran Silva de Andrade 5 de junho de 2008 Introdução A liguagem C foi inventada e implementada por Dennis Ritchie em um DEC PDP-11 que utilizava o sistema

Leia mais

Capítulo 2. Numéricos e Códigos. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados.

Capítulo 2. Numéricos e Códigos. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Capítulo 2 Sistemas Numéricos e Códigos slide 1 Os temas apresentados nesse capítulo são: Conversão entre sistemas numéricos. Decimal, binário, hexadecimal. Contagem hexadecimal. Representação de números

Leia mais

K&R: Capitulo 2 IAED, 2012/2013

K&R: Capitulo 2 IAED, 2012/2013 Elementos da Linguagem C K&R: Capitulo 2 Elementos da Linguagem C Identificadores Tipos Constantes Declarações Operadores aritméticos, lógicos e relacionais Conversões de tipos Operadores de incremento

Leia mais

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Organização de programas em Java Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Vamos programar em Java! Mas... } Como um programa é organizado? } Quais são os tipos de dados disponíveis? } Como variáveis podem

Leia mais

Linguagem C Tipos de Dados. void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador

Linguagem C Tipos de Dados. void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador Linguagem C Tipos de Dados void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador Funções void void pode ser usado em lugar de um tipo, para indicar a ausência de valor

Leia mais

Estrutura da linguagem de programação C Prof. Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org

Estrutura da linguagem de programação C Prof. Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org Estrutura da linguagem de programação C Prof. Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org Breve Histórico A linguagem de programação C foi criada na década de 70, por Dennis Ritchie, que a implementou,

Leia mais

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C #include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C ANTES DO C ERA A LINGUAGEM B B foi essencialmente uma simplificação da linguagem BCPL. B só tinha um tipo de dado, que

Leia mais

Conceitos básicos da linguagem C

Conceitos básicos da linguagem C Conceitos básicos da linguagem C 2 Em 1969 Ken Thompson cria o Unix. O C nasceu logo depois, na década de 70. Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando o sistema operacional UNIX criado por

Leia mais

10/02/2015. Introdução. Podemos classificar os tipos de dados a serem processados em dados e instruções Dados: Algoritmos e Lógica de Programação

10/02/2015. Introdução. Podemos classificar os tipos de dados a serem processados em dados e instruções Dados: Algoritmos e Lógica de Programação Introdução Algoritmos e Lógica de Programação Tipos de dados Podemos classificar os tipos de dados a serem processados em dados e instruções Dados: Informações a serem processadas pelo computador. Consideremos

Leia mais