A PROPRIEDADE INTELECTUAL NO ÂMBITO DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A PROPRIEDADE INTELECTUAL NO ÂMBITO DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS"

Transcrição

1 A PROPRIEDADE INTELECTUAL NO ÂMBITO DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS Gustavo Piva de Andrade 07/04/2011

2 Propriedade Intelectual e eventos esportivos - Eventos como a Copa do Mundo FIFA e os Jogos Olímpicos são custeados pela venda de propriedades. - O pacote inclui direitos de transmissão, licenciamento de marcas e símbolos, merchandising, venda de espaços publicitários nos estádios e nos seus arredores, ações de marketing, etc. - Propriedade intelectual atua como verdadeira ferramenta viabilizadora de negócios e fomentadora de oportunidades. 2

3 Como participar da festa? - Patrocínio do evento: 3

4 Como participar da festa? - Patrocínio de equipes: 4

5 Como participar da festa? - Patrocínio de atletas: 5

6 Como participar da festa? - Cotas de publicidade na grade da empresa transmissora do evento: 6

7 Como participar da festa? - Marketing de associação: 7

8 Principais focos dos conflitos - Situações em que os interesses dos patrocinadores colidem com ações de empresas que pretendem de alguma forma se associar ao evento, à equipe ou ao atleta. - Situações em que o direito de propriedade adquirido por um particular colide com o direito de propriedade adquirido por outro. 8

9 Análise do ordenamento jurídico Lei de Propriedade Industrial (Lei 9.279/96): - elemento-chave, pois a maioria das infrações envolve a reprodução ou imitação de marcas e símbolos esportivos; - A FIFA e o COI possuem extensos portfólios marcários no Brasil; - A lei proíbe o registro como marca de nome prêmio ou símbolo de evento esportivo, bem como a imitação suscetível de causar confusão, salvo quando autorizadas pela entidade promotora do evento (art. 124, XIII); - A lei proíbe a reprodução da marca sem autorização do titular, bem como a imitação que possa induzir confusão (art. 189, I); - A lei proíbe a possibilidade de confusão e errônea associação. 9

10 Análise do ordenamento jurídico Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98): - Importante para proteger mascotes, pôsters, logos e a configuração original de troféus; - Também pode ser usada para proteger as imagens dos jogos, assim que elas forem fixadas em um suporte tangível; - Exercício de direitos independe de registro. 10

11 Análise do ordenamento jurídico Concorrência Desleal e Enriquecimento Sem Causa: - Poderosas ferramentas no combate ao marketing de associação; - Podem ser usadas independentemente da existência de infração algum direito de propriedade intelectual; - Comete concorrência desleal quem emprega meio fraudulento para desviar, em proveito próprio ou alheio, a clientela de outrem (art.195, III); - Constitui concorrência desleal todo ato de concorrência contrário aos usos honestos em matéria industrial ou comercial, suscetível de gerar confusão com o produto ou estabelecimento de um concorrente (CUP, art. 10). - Artigo 884 do Código Civil e interferência na relação contratual. 11

12 Lei Pelé (Lei 9.615/98): Análise do ordenamento jurídico - Confere às entidades de administração do desporto ou prática desportiva a propriedade exclusiva sobre suas denominações e símbolos, contando com proteção legal, válida para todo o território nacional, por tempo indeterminado, sem necessidade de registro. (art. 87) - O dispositivo pode perfeitamente ser usado pela FIFA, COI e CBF. 12

13 Análise do ordenamento jurídico Ato Olímpico (Lei /2009): - Contém disposições especificamente criadas para proteger os símbolos olímpicos e coibir o marketing de associação durante os Jogos de 2016; - Define os símbolos dos Jogos de 2016 de forma extremamente ampla e estabelece que qualquer uso não autorizado, para fins comerciais ou não, é proibido (arts. 6 e 7); - Dispõe que a vedação estende-se à utilização de termos e expressões que, apesar de não se enquadrarem no rol de símbolos oficiais, com estes possuam semelhança suficiente para causar associação indevida de produtos ou serviços com o Jogos de 2016 ou com o Movimento Olímpico (art. 10). Convenção de Nairobi (Decreto n 21/1984): - Confere proteção aos anéis olímpicos. 13

14 Análise do ordenamento jurídico Projeto de Lei n 395/2009: - Visa garantir à FIFA o mesmo tipo de proteção que foi conferida ao COI pelo Ato Olímpico. Atualmente, está na Comissão de Educação do Senado; - Estabelece que a FIFA é a proprietária exclusiva dos direitos relacionados à Copa do Mundo, incluindo todos os direitos de mídia, marketing, licenciamento e ingressos (art. 3); - Dispõe que, da promulgação da lei até 30 dias depois da Copa, a FIFA tem exclusividade sobre as expressões COPA, COPA DO MUNDO, COPA 2014, COPA DE 2014, BRASIL 2014, BRA 2014, dentre diversas outras (art. 3 1). - Confere à CBF exclusividade sobre seus símbolos e sobre expressões como SELEÇÃO, SELEÇÃO BRASILEIRA e SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL (art. 5). - Proíbe expressamente a associação de bens, serviços e marcas aos símbolos protegidos pela lei (art. 6). Exceções: i) uso sem fins lucrativos por pessoa física; ii) uso para fins de informação, crítica e opinião; iii) registro anterior à promulgação da lei sem associação ao evento. 14

15 Análise do ordenamento jurídico Direito de imagem (Constituição Federal e Código Civil): CF - Art. 5 (...) X são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente da sua violação. XXVIII são assegurados, nos termos da lei: a) A proteção às participações individuais em obras coletivas e à reprodução de imagem e voz humanas, inclusive nas atividades desportivas. CC - Art. 20 Salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais. 15

16 Casos Agravo de Instrumento n CBF v. CEF - Tribunal Regional Federal da 2ª Região - Des. Rel. Liliane Roriz 30/11/2010 Não é o caso de se avaliar ao menos por ora se as marcas colidem ou não, mas sim se está havendo um aparente aproveitamento indevido dos signos da autora, sem a necessária autorização para tal, consistente na aquisição da cota de patrocínio. Partindo dessa premissa, entendo que a campanha publicitária da ré, veiculada durante a Copa do Mundo, ao vestir com camisa da Seleção Brasileira (mesmo que não idêntica) os simpáticos bonecos chamados poupançudos e colocá-los dentro do campo de futebol, como se constituíssem a própria Seleção Brasileira, além de elaborar e distribuir uma tabela dos jogos do evento, conduz uma associação de sua imagem não só com o evento esportivo, mas também com a própria seleção e demais símbolos da CBF, podendo ter-lhe causado prejuízo. (...) a situação fática posta nos autos, parece se enquadrar no conceito de concorrência desleal trazido pela CUP (art. 10 bis). 16

17 Casos Agravo de Instrumento n CBF v. Cervejaria Petrópolis - Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro - Des. Rel. Paulo Sérgio dos Santos 14/10/2010 A utilização de símbolos praticamente idênticos com os da agravada pela agravante nas propagandas de suas cervejas, demonstra, a toda evidência, a ideia de associar a marca, imagem e símbolos da agravada com as suas cervejas, objetivando auferir lucro com a associação da sua marca à da agravada, justamente à época da Copa do Mundo de Futebol, principalmente, levando-se em conta que é fato público e notório que a agravada é patrocinada pela AMBEV, com a cerveja BRAHMA, concorrente da Agravante. 17

18 Casos Processo n CBF v. Globex 4ª Vara Empresarial da Comarca da Cidade do Rio de Janeiro Juiz Ricardo Lafayette Campos 24/06/2010 Vejo que o autor é titular do registro da marca CBF perante o INPI, nas formas nominativa e mista. Com estes registros, fica protegido pela Lei o próprio termo CBF e o escudo em sua forma, cor, disposição e demais elementos que o identificam. Assim, entendo que resta configurado o fumus do direito pleiteado. O pleito do autor tampouco pode esperar, sem prejuízo, o iter processual, eis que, estamos na época da Copa do Mundo, onde é notória a utilização maciça da marca, quer mista quer nominativa, por todos, objetivando lucrar com a imagem positiva que este evento privado possui nos consumidores. 18

19 Casos Apelação Cível n COB v. Guanabara 15ª Câmara do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Des. Rel. Celso Ferreira Filho 06/10/2009 A apelada utilizou-se de uma tocha que nada guarda de semelhança com a tocha oficial, não podendo sequer falar-se em tentativa de imitação, pois a tocha oficial ou mesmo aquela estilizada, não se confunde com a produção artística da tocha empregada pela apelada. (...) A empresa-ré utilizou-se de seu direito de livre iniciativa, adquiriu honestamente as figuras utilizadas em sua peça publicitária, não ferindo, em princípio, qualquer direito de propriedade imaterial alheio. É evidente que a Ré, aproveitando-se do acontecimento periódico, jogos olímpicos, resolveu fazer publicidade do seu empreendimento, utilizando-se do tema que, repisa-se, é um evento que não pertence a ninguém em particular, é um acontecimento que reúne a maioria das nações do planeta, instituído e consolidado pelo costume, de caráter eminentemente público, sem fins lucrativos em si mesmo. É sim, na sua essência, um evento considerado patrimônio da humanidade. Como este caso seria decidido à luz do Ato Olímpico? 19

20 Casos Jogos Olímpicos de Daiane dos Santos favorita à medalha de ouro no solo de ginástica artística 20

21 Casos Ação Ordinária no , 10ª Vara Cível do Rio de janeiro, decisão publicada no D.O. de 16 de julho de 2004 ( ) De fato, o COB e a CBG autorizaram a ré a utilizar a imagem coletiva da equipe olímpica de ginástica artística, divulgando sua marca. Ocorre que a segunda autora não assinou o instrumento e nem recebe remuneração pelo uso de sua imagem. Portanto, com base na teoria da relatividade dos contratos, não pode ser obrigada a tolerar o uso de sua imagem individual, afeto a seu direito de personalidade. Como corolário, a utilização da imagem da atleta fica condicionada a sua participação como integrante da Equipe de Ginástica Artística Feminina, afigurando-se absolutamente sem efeito a cessão da imagem individual dos atletas concedida pelas entidades na cláusula (fls. 215). ( ) A autorização para veiculação da imagem da autora como integrante da Equipe Olímpica deve ser interpretada literalmente, sem conotação de nítido destaque à campeã e muito menos a utilização de voz com fins promocionais para a ré. Nunca é demais lembrar que o direito de utilização da imagem individual da atleta pertence à Brasil Telecom, conforme já asseverado na decisão liminar. 21

22 Conclusões - Os megaeventos esportivos vão gerar enormes oportunidades; - O ordenamento jurídico brasileiro é adequado e possui diversos dispositivos que tratam da proteção dos direitos de propriedade intelectual no cenário esportivo, bem como do exercício desses direitos. - A jurisprudência tem se mostrado receptiva em coibir o marketing de associação, mas ainda é pouco desenvolvida. - Possíveis infrações tem de ser examinadas caso a caso. 22

23 Muito obrigado! 23

Circular Sinapro-SP Nº 03.2016

Circular Sinapro-SP Nº 03.2016 Circular Sinapro-SP Nº 03.2016 A/C: Deptos: Diretoria Financeira / RH Ref.: Publicidade com vinculação aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 São Paulo, 19 de janeiro de 2016. CIRCULAR SINAPRO-SP Nº

Leia mais

Ambush Marketing: Marco Legal. Valdir Rocha Valdir.rocha@veirano.com.br

Ambush Marketing: Marco Legal. Valdir Rocha Valdir.rocha@veirano.com.br Ambush Marketing: Marco Legal Valdir Rocha Valdir.rocha@veirano.com.br Marco Legal Tratado de Nairóbi Promulgado no Brasil pelo Decreto 90.129/1984 Art. 1º Qualquer Estado que seja parte do presente Tratado

Leia mais

DECRETO Nº 55.010, DE 9 DE ABRIL DE 2014

DECRETO Nº 55.010, DE 9 DE ABRIL DE 2014 Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.010, DE 9 DE ABRIL DE 2014 Dispõe sobre as Áreas de Restrição Comercial, previstas na Lei Geral da Copa, e as atribuições

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Instituto Nacional da Propriedade Industrial Diretoria de Marcas

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Instituto Nacional da Propriedade Industrial Diretoria de Marcas Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Instituto Nacional da Propriedade Industrial Diretoria de Marcas Nota Técnica INPI/CPAPD nº 002/2016 Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2016 Assunto:

Leia mais

Palestra de Proteção às Marcas. Morgana Andrade

Palestra de Proteção às Marcas. Morgana Andrade Palestra de Proteção às Marcas Morgana Andrade Rio de Janeiro 06 de novembro de 2015 Agenda 1. O Projeto Rio 2016 2. As marcas dos Jogos Rio 2016 3. Os Parceiros dos Jogos Rio 2016 4. Razões para proteger

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE DO SENADO FEDERAL. Proposta de alteração do Ato Olímpico Federal e Lei Pelé

AUDIÊNCIA PÚBLICA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE DO SENADO FEDERAL. Proposta de alteração do Ato Olímpico Federal e Lei Pelé AUDIÊNCIA PÚBLICA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE DO SENADO FEDERAL Proposta de alteração do Ato Olímpico Federal e Lei Pelé Brasília, 20 de abril de 2010 André Zonaro Giacchetta ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Registro de Marcas e Patentes

Registro de Marcas e Patentes Registro de Marcas e Patentes Propriedade Intelectual Propriedade Industrial (marcas, patentes e desenhos industriais) + Direito de Autor Sistema de Propriedade Intelectual - Direito autoral e patentes:

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 5 Registro: 2016.0000053604 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0000973-35.2012.8.26.0292, da Comarca de Jacareí, em que é apelante RUSTON ALIMENTOS LTDA, é apelado JOSAPAR

Leia mais

R E L A T Ó R I O. O Sr. Ministro RICARDO LEWANDOWSKI: Trata-se de. habeas corpus, com pedido de medida liminar, impetrado por

R E L A T Ó R I O. O Sr. Ministro RICARDO LEWANDOWSKI: Trata-se de. habeas corpus, com pedido de medida liminar, impetrado por HABEAS CORPUS 97.511 SÃO PAULO RELATOR : MIN. RICARDO LEWANDOWSKI PACTE.(S) : PAULO SALIM MALUF IMPTE.(S) : JOSÉ ROBERTO LEAL DE CARVALHO COATOR(A/S)(ES) : PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA R

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº. E CONSTRUTORA ROBERTO CARLOS, é apelado EDITORA MUSICAL AMIGOS LTDA.

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº. E CONSTRUTORA ROBERTO CARLOS, é apelado EDITORA MUSICAL AMIGOS LTDA. fls. 226 ACÓRDÃO Registro: 2015.0000930860 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1123211-62.2014.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante IMOBILIÁRIA E CONSTRUTORA ROBERTO

Leia mais

PARECER Nº, DE 2014. O projeto é composto por 7 (sete) artigos.

PARECER Nº, DE 2014. O projeto é composto por 7 (sete) artigos. PARECER Nº, DE 2014 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 421, de 2013, que estabelece regras para o patrocínio dos clubes participantes do Campeonato Brasileiro

Leia mais

Altamente profissionalizados e por dependerem dos recursos oriundos da comunicação de massa - especialmente a TV, os eventos esportivos modernos,

Altamente profissionalizados e por dependerem dos recursos oriundos da comunicação de massa - especialmente a TV, os eventos esportivos modernos, O esporte é um poderoso filão a ser explorado na criação publicitária - e também caminho certo para custosas dores de cabeça se for utilizado sem autorização de quem detém os direitos de uso de marcas

Leia mais

CONTEXTO OLÍMPICO LIMITAÇÕES ÀS ATIVIDADES DE MARKETING EM EVENTOS ESPORTIVOS

CONTEXTO OLÍMPICO LIMITAÇÕES ÀS ATIVIDADES DE MARKETING EM EVENTOS ESPORTIVOS CONTEXTO OLÍMPICO LIMITAÇÕES ÀS ATIVIDADES DE MARKETING EM EVENTOS ESPORTIVOS Lei Geral da Copa e Ato Olímpico 1. Introdução Com a proximidade dos eventos esportivos que serão realizados no Brasil, como

Leia mais

Responsabilidade na Internet

Responsabilidade na Internet Responsabilidade na Internet Papos em Rede 26/01/2012 Glaydson Lima Advogado e Analista de Sistema @glaydson glaydson.com http://delicious.com/glaydsonlima/paposemrede Responsabilidade por publicação direta

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº.,DE 2009

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº.,DE 2009 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº.,DE 2009 Dispõe sobre a utilização de espaços publicitários, denominações, bandeiras, lemas, hinos, marcas, logotipos e símbolos relativos à Copa do Mundo da Federação Internacional

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000233978 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2070413-53.2013.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é agravante BOTUCATU TEXTIL S/A

Leia mais

Guia de Proteção às Marcas

Guia de Proteção às Marcas Guia de Proteção às Marcas Setor de Turismo, Hotelaria e Lazer VERSÃO 2 Guia de Proteção às Marcas Setor de Turismo, Hotelaria e Lazer Guia de Proteção às Marcas Rio 2016 para o Setor de Turismo, Hotelaria

Leia mais

LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996

LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996 LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996 Regula Direitos e Obrigações Relativos à Propriedade Industrial. TÍTULO V DOS CRIMES CONTRA A PROPRIEDADE INDUSTRIAL CAPÍTULO I DOS CRIMES CONTRA AS PATENTES Art. 183.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 4 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000804803 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0026479-06.2012.8.26.0068, da Comarca de Barueri, em que é apelante STARBUCKS CORPORATION, é apelado FRAN

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR DIREITOS DA PERSONALIDADE

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR DIREITOS DA PERSONALIDADE CURSO INTENSIVO I DE TRABALHO Disciplina: Direito Civil Prof. André Barros Material 04 MATERIAL DE APOIO PROFESSOR DIREITOS DA PERSONALIDADE 1. CONCEITO 2. FUNDAMENTO DOS DIREITOS DA PERSONALIDADE Art.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2013.0000091762 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0020463-94.2008.8.26.0482, da Comarca de Presidente Prudente, em que é apelante REFRIGERANTES MARAJA S

Leia mais

Parte requerente: INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN (Advª. Sandra Mary Tenório Godoi) E ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Parte requerente: INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN (Advª. Sandra Mary Tenório Godoi) E ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Processo Judicial Eletrônico: 1 CAUTELAR INOMINADA Autos de nº 0800490-42.2014.4.05.8400 Parte requerente: INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN (Advª. Sandra Mary Tenório Godoi)

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Primeira Câmara Cível

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Primeira Câmara Cível M Poder Judiciário Apelação Cível nº. 0312090-42.2012.8.19.0001 Apelante: COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS CEDAE Advogado: Dr. Luiz Carlos Zveiter Apelado: ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.02.806723-9/001 Númeração 8067239- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Dídimo Inocêncio de Paula null null 12/04/2006 EMENTA: APELAÇÃO - AÇÃO COMINATÓRIA

Leia mais

LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. TÍTULO V DOS CRIMES CONTRA A PROPRIEDADE INDUSTRIAL CAPÍTULO I DOS CRIMES CONTRA AS PATENTES- Excludentes

Leia mais

1008012-70.2013.8.26.0053 - lauda 1

1008012-70.2013.8.26.0053 - lauda 1 fls. 388 SENTENÇA Processo Digital nº: 1008012-70.2013.8.26.0053 Classe - Assunto Requerente: Requerido: Ação Civil Pública - Violação aos Princípios Administrativos 'MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

Utilização dos Símbolos, Terminologia e Imagem Olímpica

Utilização dos Símbolos, Terminologia e Imagem Olímpica Utilização dos Símbolos, Terminologia e Imagem Olímpica Conteúdo 1. Propriedades Olímpicas 2. Parceiros Olímpicos 3. Protecção Legal 4. O poder da Opinião Pública 5. Utilização de bilhetes para os Jogos

Leia mais

Propriedade Intelectual - Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Setembro de 2012 ABPI

Propriedade Intelectual - Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Setembro de 2012 ABPI Propriedade Intelectual - Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 Setembro de 2012 ABPI Agenda 1 Lançamento das Marcas dos Jogos Rio 2016 2 O Impacto dos Jogos 3 Propriedade Intelectual dos Jogos 4 Fontes

Leia mais

Resumo Aula-tema 05: Legislação empresarial especial

Resumo Aula-tema 05: Legislação empresarial especial Resumo Aula-tema 05: Legislação empresarial especial Em termos gerais, as relações jurídicas empresariais estão regidas pelo Código Civil de 2002. No entanto, sobre matérias específicas, existem leis específicas

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 1ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 1ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO fls. 1 Registro: 2014.0000358062 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1064890-68.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que são apelantes SEBASTIÃO MIGUEL MAÇON e NILZA

Leia mais

LOCAÇÃO DE VEÍCULOS LIMITADA, em que se alega, em síntese, a

LOCAÇÃO DE VEÍCULOS LIMITADA, em que se alega, em síntese, a "RIBUNAL REGIONAL ELI.11 ORAL DO PARANÁ REPRESENTAÇÃO N 1649-59.2014.16.0000 Representante : COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL) Representados : CARLOS ALBERTO RICHA : MARIA APARECIDA BORGHETTI

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

Guia de Proteção às Marcas

Guia de Proteção às Marcas Guia de Proteção às Marcas Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paralímpicos Nacionais versão 3 Guia de Proteção às Marcas Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paralímpicos Nacionais Guia de Proteção

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA juridico@sinprors.org.br Eixos para Discussão - bases legislativas; - enquadramento profissional e a questão das tutorias; - a natureza do contrato de

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL MARCA SINAIS DISTINTIVOS. Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies 23/05/2016

PROPRIEDADE INTELECTUAL MARCA SINAIS DISTINTIVOS. Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies 23/05/2016 PROPRIEDADE INDUSTRIAL PROPRIEDADE INTELECTUAL PROPRIEDADE INTELECTUAL Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br Facebook: Armindo Castro Homepage: www.armindo.com.br Celular/WhatsApp:

Leia mais

São Paulo, 9 de abril de 2014

São Paulo, 9 de abril de 2014 São Paulo, 9 de abril de 2014 1.1 Marketing 1.2 Sponsoring/Sponsorship (patrocínio) (a) ferramenta de comunicação empresa/mercado (b) apoio financeiro e/ou material à pessoa, grupo de pessoas, ou organização

Leia mais

REGULAMENTO COMERCIAL DOS JOGOS ESCOLARES DA

REGULAMENTO COMERCIAL DOS JOGOS ESCOLARES DA ANEXO II REGULAMENTO COMERCIAL DOS JOGOS ESCOLARES DA JUVENTUDE 2015 1 INTRODUÇÃO Este Regulamento visa apresentar as condições comerciais que normatizam os JOGOS ESCOLARES DA JUVENTUDE 2015 assim entendido

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA '1\ 4 - * no\ ACÓRDÃO EMBARGOS DE DECLARAÇÃO N o 2004000829-0 2 a Vara da Fazenda Pública da Capital Relator : O Exmo Des José Rodrigues de Ataide Embargante : Mônica Vieira de Souza (Adv: Alexandre G

Leia mais

DA INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS.

DA INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. Fl. 1 Reclamante: Evandra Schau Marques Reclamado: Lojas Renner S.A. VISTOS, ETC. Evandra Schau Marques ajuíza ação trabalhista contra Lojas Renner S.A. em 11/11/2011. Após exposição fática e fundamentação

Leia mais

Ao Ilmo. Presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade-ICMBio Prezado Sr. Rômulo Mello

Ao Ilmo. Presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade-ICMBio Prezado Sr. Rômulo Mello Rio de Janeiro, 27 de junho de 2011. Ao Ilmo. Presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade-ICMBio Prezado Sr. Rômulo Mello Encaminhamos, em função da Consulta Pública, a minuta

Leia mais

AÇÃO RECREATIVA. Cápsula do Tempo Virtual Ethernize REGULAMENTO

AÇÃO RECREATIVA. Cápsula do Tempo Virtual Ethernize REGULAMENTO AÇÃO RECREATIVA Cápsula do Tempo Virtual Ethernize REGULAMENTO 1. Nome e Finalidade 1.1 A AÇÃO RECREATIVA CÁPSULA DO TEMPO VIRTUAL ETHERNIZE, doravante denominado simplesmente AÇÃO, promovida pela FS PRODUÇÕES

Leia mais

Regulamento do concurso

Regulamento do concurso MASCOTE do Campeonato Mundial Escolar de Voleibol 2014, da International School Sport Federation, organizado pela Direção Geral de Educação / Divisão do Desporto Escolar (DGE/DE) e pela Direção Geral dos

Leia mais

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa Código de Conduta Sumário Introdução 2 Observância às leis 3 Conflitos de interesses 5 Negociação justa (Fair Dealing) 7 Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa 10 Respeito à comunidade ArcelorMittal

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg na CARTA ROGATÓRIA Nº 3.198 - US (2008/0069036-9) RELATÓRIO MINISTRO HUMBERTO GOMES DE BARROS: Agravo interno contra exequatur concedido pelo eminente Ministro Marco Aurélio do STF. Em suma, a decisão

Leia mais

Concurso de Fotografia Festival Albatroz *

Concurso de Fotografia Festival Albatroz * Concurso de Fotografia Festival Albatroz * Período de inscrição De 20 de agosto até 30 de setembro Quem pode participar 1. O Concurso é aberto a qualquer pessoa, exceto os envolvidos na sua organização.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OITAVA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OITAVA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OITAVA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 0003191-75.2005.8.19.0001 APELANTES : NUMA - NÚCLEO DE CULTURA E MEIO AMBIENTE E MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO APELADOS

Leia mais

Termo de Compromisso para Publicidade

Termo de Compromisso para Publicidade Termo de Compromisso para Publicidade Eu,, responsável técnico da pessoa jurídica, (RAZÃO SOZIAL) CNPJ declaro que o nome a ser utilizado para publicidade será. (NOME FANTASIA) Declaro ainda, que tomei

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000965305 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000965305 ACÓRDÃO fls. 222 PODER JUDICIÁRIO ACÓRDÃO Registro: 2015.0000965305 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1128745-84.2014.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante KEYHOLDING PARTICIPAÇÕES

Leia mais

a adaptação de músicas conhecidas sem autorização do autor

a adaptação de músicas conhecidas sem autorização do autor Prezado Coordenador: Gostaria de saber se constitui crime a reprodução de músicas, sem autorização do autor, pelos candidatos ao Legislativo Municipal ou pelas empresas que realizam a reprodução. Aqui

Leia mais

AUTORIZAÇÃO DA DELEGAÇÃO BRASILEIRA PARA O CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE CANOAGEM VELOCIDADE NA ARGENTINA

AUTORIZAÇÃO DA DELEGAÇÃO BRASILEIRA PARA O CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE CANOAGEM VELOCIDADE NA ARGENTINA AUTORIZAÇÃO DA DELEGAÇÃO BRASILEIRA PARA O CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE CANOAGEM VELOCIDADE NA ARGENTINA Eu,, portador do RG e CPF, residente à, nº, na cidade de, Brasil, CEP, ora denominado(s) simplesmente

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO Conselho da Magistratura PROVIMENTO N 01/2007 (DOE 18/05/07)

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO Conselho da Magistratura PROVIMENTO N 01/2007 (DOE 18/05/07) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO Conselho da Magistratura PROVIMENTO N 01/2007 (DOE 18/05/07) EMENTA: Orienta os juízes sobre a competência do Juizado de Violência Doméstica

Leia mais

REGULAMENTO. Concurso Cultural: Cada janela, uma São Paulo. Realização: Brookfield Incorporações

REGULAMENTO. Concurso Cultural: Cada janela, uma São Paulo. Realização: Brookfield Incorporações 1) Do Concurso Cultural REGULAMENTO Concurso Cultural: Cada janela, uma São Paulo Realização: Brookfield Incorporações 1.1. O presente Concurso Cultural é denominado Cada janela, uma São Paulo ( Concurso

Leia mais

1. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS NATUREZA DAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS:... DIFERENCIAÇÃO ENTRE SEQUESTRO E ARRESTO:... 2. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS EM ESPÉCIE

1. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS NATUREZA DAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS:... DIFERENCIAÇÃO ENTRE SEQUESTRO E ARRESTO:... 2. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS EM ESPÉCIE 1 PROCESSO PENAL PONTO 1: Medidas Assecuratórias PONTO 2: Medidas Assecuratórias em Espécie PONTO 3: Sequestro PONTO 4: Arresto 1. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS NATUREZA DAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS:... DIFERENCIAÇÃO

Leia mais

NOTA TÉCNICA 01/2015/CC0

NOTA TÉCNICA 01/2015/CC0 Ofício n. 1042/2015/CCO Florianópolis, 17 de novembro de 2015. NOTA TÉCNICA 01/2015/CC0 Venda de bebida alcoólica em estádios durante eventos esportivos Impossibilidade - Norma insculpida no Estatuto do

Leia mais

Discussão sobre as fontes do direito, especialmente lei e Jurisprudência.

Discussão sobre as fontes do direito, especialmente lei e Jurisprudência. Questão n o 1 O tema proposto comporta diferentes enfoques. Resumidamente, o próprio conceito de direito pode se transformar no objeto da resposta. As sugestões aqui arroladas apresentam apenas parte dos

Leia mais

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE É sabido - e isso está a dispensar considerações complementares - que a pessoa jurídica tem vida distinta da dos seus sócios e administradores.

Leia mais

P.A. (MPF) n 1.16.000.000924/2006-94

P.A. (MPF) n 1.16.000.000924/2006-94 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA ª VARA DA JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL P.A. (MPF) n 1.16.000.000924/2006-94 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por intermédio da Procuradora

Leia mais

8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES

8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES 8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES 2015 Sumário Prefácio 5 FIFA Fédération Internationale de Football Association 6 CBF Confederação Brasileira de Futebol 9 Federações Estaduais

Leia mais

Regulamento do concurso. O mundo, o desporto, neste caso o voleibol, como meio de união entre os povos, a universalidade do desporto!

Regulamento do concurso. O mundo, o desporto, neste caso o voleibol, como meio de união entre os povos, a universalidade do desporto! SERIGRAFIA do Campeonato Mundial Escolar de Voleibol 2014, da International School Sport Federation, organizado pela Direção Geral de Educação/Desporto Escolar (DGE/DE) e pela Direção Geral dos Estabelecimentos

Leia mais

REGULAMENTO GARAGENS RENAULT CASA COR

REGULAMENTO GARAGENS RENAULT CASA COR REGULAMENTO GARAGENS RENAULT CASA COR A Renault Do Brasil Ltda., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 00.913.443/0001-73 com sede na Avenida Renault, 1300, Borda do Campo, São

Leia mais

Regulamento do Concurso Cultural Artilheiro do Futuro

Regulamento do Concurso Cultural Artilheiro do Futuro Regulamento do Concurso Cultural Artilheiro do Futuro 1- Do Concurso Cultural 1.1. A participação neste concurso é voluntária e gratuita, não estando condicionada, em hipótese alguma, à sorte, pagamento

Leia mais

Guia Grupo Amil de Comunicação Digital para Corretores

Guia Grupo Amil de Comunicação Digital para Corretores Guia Grupo Amil de Comunicação Digital para Corretores Índice O Objetivo O Corretor para o Grupo Amil As Marcas do Grupo Amil A Identificação Selos de Identificação Inserção em Canais Digitais - Perfis

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2013.0000251389 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0128060-36.2010.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante AGÊNCIA ESTADO LTDA, é apelado IGB ELETRÔNICA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 550.092 - SP (2003/0060774-2) RELATOR : MINISTRO FERNANDO GONÇALVES RECORRENTE : FÁBRICA DE ARTIGOS ESPORTIVOS PATENTE OLÍMPICA LTDA ADVOGADO : LUÍS HENRIQUE SILVA TRAMONTE E OUTROS

Leia mais

REGULAMENTO CAMPANHA SUA CIDADE EM UM CLIQUE

REGULAMENTO CAMPANHA SUA CIDADE EM UM CLIQUE 1. CAMPANHA. 1.1. A campanha será promovida pela Concessionária Auto Raposo Tavares S.A., inscrita no CNPJ/MF sob o nº 10.531.501/0001-58, com endereço na Av. Getúlio Vargas, nº 20-59, Jd. Europa, em Bauru/SP

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR DA RESTITUIÇÃO DAS COISAS APREENDIDAS. Jean Charles de Oliveira Batista¹

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR DA RESTITUIÇÃO DAS COISAS APREENDIDAS. Jean Charles de Oliveira Batista¹ DA RESTITUIÇÃO DAS COISAS APREENDIDAS Jean Charles de Oliveira Batista¹ ¹ Bacharel do Curso de Direito. Faculdade Guanambi FG. Guanambi BA. INTRODUÇÃO O Processo Penal tem por finalidade solucionar um

Leia mais

Cursos e Assessoria Online

Cursos e Assessoria Online Cursos e Assessoria Online TERMOS E CONDIÇÕES DE USO A GAF EVENTOS ESPORTIVOS LTDA-ME CNPJ 19.023.817/0001-03, disponibiliza a você, doravante Usuário, por meio do endereço http://www.gafeventos.com.br/

Leia mais

Processo Data: 01400227750 Decisão: 27/01/2014 Ano Geração: 2014

Processo Data: 01400227750 Decisão: 27/01/2014 Ano Geração: 2014 Processo Data: 01400227750 Decisão: 27/01/2014 Ano Geração: 2014 Autos nº: 201400227750 Ação Civil Pública Autor: Ministério Público do Estado de Goiás Requerido: Estado de Goiás Decisão: O Ministério

Leia mais

Considerando a importância da divulgação de imagens das unidades de conservação para sensibilização da sociedade sobre o tema;

Considerando a importância da divulgação de imagens das unidades de conservação para sensibilização da sociedade sobre o tema; PORTARIA Nº 19/2011 O PRESIDENTE DO INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE INSTITUTO CHICO MENDES, nomeado pela Portaria nº 532, de 30 de julho de 2008, da Ministra de Estado Chefe da

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

AÇÃO DE INDENIZAÇÃO VIOLAÇÃO DE MARCA E CONCORRÊNCIA DESLEAL. Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito da Comarca de... I - DO OBJETO DA AÇÃO

AÇÃO DE INDENIZAÇÃO VIOLAÇÃO DE MARCA E CONCORRÊNCIA DESLEAL. Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito da Comarca de... I - DO OBJETO DA AÇÃO AÇÃO DE INDENIZAÇÃO VIOLAÇÃO DE MARCA E CONCORRÊNCIA DESLEAL Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito da Comarca de... (nome da empresa, inscrita no CNPJ sob o n.º... com sede na cidade de... à rua..., por seus procuradores

Leia mais

Regulamento da Campanha on-line Desafio De onde vêm as coisas?

Regulamento da Campanha on-line Desafio De onde vêm as coisas? Regulamento da Campanha on-line Desafio De onde vêm as coisas? 1. Geral 1.1. A Campanha on-line Desafio De onde vêm as coisas? do Edukatu é uma iniciativa do Instituto Akatu, associação sem fins lucrativos,

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 7.018, DE 2013 Dispõe sobre o armazenamento de imagens em dispositivos de monitoramento e gravação eletrônica por meio de

Leia mais

White Paper - Impacto Econômico da Copa de 2014 no Brasil 1

White Paper - Impacto Econômico da Copa de 2014 no Brasil 1 White Paper - Impacto Econômico da Copa de 2014 no Brasil 1 A Casual Auditores Independentes, empresa de auditoria especializada em entidades desportivas estuda as informações financeiras dos clubes de

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO Bem-vindo ao website do O Não-Monstro/The Not-Monster. Este Site, o livro virtual O Não-Monstro/The Not-Monster e todo seu conteúdo (o Site ) são controlados e operados por CAROLINE

Leia mais

Fan Fest da FIFA. Perguntas frequentes

Fan Fest da FIFA. Perguntas frequentes Fan Fest da FIFA Perguntas frequentes Fan Fest da Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010 Perguntas frequentes 1. Como membros da imprensa, podemos ter acesso e fazer transmissões da Fan Fest da FIFA?

Leia mais

4. COMO PARTICIPAR - Mecânica da promoção

4. COMO PARTICIPAR - Mecânica da promoção REGULAMENTO PROMOÇÃO DECLARE SEU AMOR 1. REALIZAÇÃO 1.1. A promoção participe e ganhe Declare seu amor será realizada pela Associação Dos Lojistas Do Condomínio Criciúma Shopping Center, pessoa jurídica

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS Recurso Eleitoral 255-34.2012.6.13.0141 Procedência: Ituiutaba-MG (141ª ZE - Ituiutaba) Recorrente: Partido Socialismo e Liberdade - PSOL Recorridos: Paranaíba

Leia mais

ACÓRDÃO. VISTOS, relatados e discutidos estes autos acima. referenciados.

ACÓRDÃO. VISTOS, relatados e discutidos estes autos acima. referenciados. Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria das Graças Morais Guedes ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL NQ 200.2011.009.722-3/001 Relatora Desembargadora Maria das Graças Morais

Leia mais

PRINCÍPIO DA IGUALDADE DIREITOS INDIVIDUAIS PRINCÍPIO DA ISONOMIA. Estrangeiro Não residente. Princípio da Legalidade.

PRINCÍPIO DA IGUALDADE DIREITOS INDIVIDUAIS PRINCÍPIO DA ISONOMIA. Estrangeiro Não residente. Princípio da Legalidade. DIREITOS INDIVIDUAIS PRINCÍPIO DA IGUALDADE Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do

Leia mais

Marketing Legal Lei Geral da Copa

Marketing Legal Lei Geral da Copa Marketing Legal Lei Geral da Copa Temas que serão abordados: Lei Geral da Copa Host City Agreement Marcas registradas Área de restrição comercial Conflito de patrocinadores Marketing de emboscada Mercado

Leia mais

1º CONCURSO DE FOTOGRAFIAS DO SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DA UNIOESTE REGULAMENTO

1º CONCURSO DE FOTOGRAFIAS DO SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DA UNIOESTE REGULAMENTO 1º CONCURSO DE FOTOGRAFIAS DO SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DA REGULAMENTO Do Concurso: O 1º Concurso de Fotografias do Seminário de Extensão da Unioeste - SEU, tem o objetivo de integrar os extensionistas, estimular

Leia mais

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial.

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. G7 PRO UNIIDADE BRASIIL SSOLLUÇÕEESS EESSTTRRATTÉÉGI IICASS EEM SSEEGURRANÇA CÓDIGO DE ÉTICA Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. Este documento possui informações INTERNAS

Leia mais

Webinário. Tendências Marketing Legal Milena Grado

Webinário. Tendências Marketing Legal Milena Grado Webinário Tendências Marketing Legal Milena Grado Milena Mendes Grado Advogada formada pela Pontifícia Universidade Católica PUC/SP Especialização em Internet e Sociedade: Tecnologias e Políticas de Controle

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES. Compatibilidade com uso da linha na rede móvel. Recebimento de chamadas a cobrar Sim Não -

TERMOS E CONDIÇÕES. Compatibilidade com uso da linha na rede móvel. Recebimento de chamadas a cobrar Sim Não - TERMOS E CONDIÇÕES 1. Definições e compatibilidade 1.1 O serviço TU Go está disponível para clientes Vivo Móvel pessoa física e pessoa jurídica (com exceção de clientes que possuam o serviço Vivo Gestão).

Leia mais

Fotografia na Web. Professor: Edvaldo Nascimento Ferreira Junior 71 9908.9404 edvaldo@designconceito.com.br

Fotografia na Web. Professor: Edvaldo Nascimento Ferreira Junior 71 9908.9404 edvaldo@designconceito.com.br Fotografia na Web Professor: Edvaldo Nascimento Ferreira Junior 71 9908.9404 edvaldo@designconceito.com.br www.designconceito.com.br/unijorge (material de aula, trabalhos, bibliografia, links interessantes

Leia mais

Código Civil Disposições relevantes em matéria de Comunicação Social

Código Civil Disposições relevantes em matéria de Comunicação Social Código Civil Disposições relevantes em matéria de Comunicação Social Artigo 70. o (Tutela geral da personalidade) 1. A lei protege os indivíduos contra qualquer ofensa ilícita ou ameaça de ofensa à sua

Leia mais

A T A D E A U D I Ê N C I A

A T A D E A U D I Ê N C I A A T A D E A U D I Ê N C I A Aos 27 de julho de 2011, às 16:13 horas, na sala de audiências desta Vara, na presença da Juíza do Trabalho Substituta, ALESSANDRA JAPPONE ROCHA MAGALHÃES, foram apregoados

Leia mais

Atualização Sobre Legislação a Respeito de Testagem de Álcool e Outras Drogas

Atualização Sobre Legislação a Respeito de Testagem de Álcool e Outras Drogas Atualização Sobre Legislação a Respeito de Testagem de Álcool e Outras Drogas Marcos Legais LEI Nº 11.343, DE 23 DE AGOSTO DE 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas Art. 18.

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO 8 KM CIRCUITO CATARATAS JL SHOPPING

REGULAMENTO DESAFIO 8 KM CIRCUITO CATARATAS JL SHOPPING REGULAMENTO DESAFIO 8 KM CIRCUITO CATARATAS JL SHOPPING 1. A PROVA 1.1. O presente regulamento tem a finalidade de disciplinar a Prova Pedestre denominada DESAFIO 8 KM CIRCUITO CATARATAS JL SHOPPING, CONCURSO

Leia mais

Dispensado o relatório nos termos do art. 38 da Lei n. 9.099/95.

Dispensado o relatório nos termos do art. 38 da Lei n. 9.099/95. fls. 1 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE CAMPINAS FORO DE CAMPINAS 2ª VARA DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL R. FRANCISCO XAVIER DE ARRUDA CAMARGO, 300, Campinas- SP - CEP 13089-530 Horário

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MISS DO CENTENÁRIO. 1.Objeto e Prazo do concurso

REGULAMENTO CONCURSO MISS DO CENTENÁRIO. 1.Objeto e Prazo do concurso REGULAMENTO CONCURSO MISS DO CENTENÁRIO 1.Objeto e Prazo do concurso 1.1. O concurso MISS DO CENTÉNARIO, doravante denominado simplesmente de concurso, será realizado pela Sociedade Esportiva Palmeiras

Leia mais

Sugestões de Alteração aos Projetos de Lei n os. 4.605/09 e 4.953/09

Sugestões de Alteração aos Projetos de Lei n os. 4.605/09 e 4.953/09 Sugestões de Alteração aos Projetos de Lei n os. 4.605/09 e 4.953/09 A SITUAÇÂO ATUAL Art. 985-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por um único sócio, pessoa natural,

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 343/93 - Plenário - Ata 33/93 Processo nº TC 008.731/93-4 Interessado: Ministro Jutahy Magalhães Júnior Órgão: Ministérios do Bem-Estar Social. Relator:

Leia mais

Regulamento 1ª Corrida Cidade de Americana Corrida de 5 km e 10 km e caminhada de 5 km 28 de Fevereiro de 2016

Regulamento 1ª Corrida Cidade de Americana Corrida de 5 km e 10 km e caminhada de 5 km 28 de Fevereiro de 2016 Regulamento 1ª Corrida Cidade de Americana Corrida de 5 km e 10 km e caminhada de 5 km 28 de Fevereiro de 2016 O evento é uma realização da THF Propaganda e Marketing com o apoio da Prefeitura Municipal

Leia mais

Direito Administrativo Prof. Gustavo Mello Knoplock Fl. 1

Direito Administrativo Prof. Gustavo Mello Knoplock Fl. 1 Direito Administrativo Prof. Gustavo Mello Knoplock Fl. 1 PROVAS TRT-RJ - TÉCNICO JUDICIÁRIO 2013 FCC A respeito das entidades integrantes da Administração indireta, é correto afirmar que (A) se submetem,

Leia mais

10.207.232/0001-79, 1970 5 CEP: 04565-907, 1) PRÊMIO INSTITUTO CLARO

10.207.232/0001-79, 1970 5 CEP: 04565-907, 1) PRÊMIO INSTITUTO CLARO REGULAMENTO Realizadora: Instituto Claro, CNPJ: 10.207.232/0001-79, com sede na Rua Flórida, 1970 andar 5 CEP: 04565-907, Cidade Monções São Paulo/SP. 1) PRÊMIO INSTITUTO CLARO 1.1. O Prêmio Instituto

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO DA REPOM

CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO DA REPOM CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO DA REPOM CONDIÇÕES GERAIS: Considerando - (a) A Repom é empresa legalmente habilitada, nos termos da Resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres ( ANTT ) nº

Leia mais

1005895-57.2016.8.26.0100 - lauda 1

1005895-57.2016.8.26.0100 - lauda 1 fls. 372 SENTENÇA Processo Digital nº: 1005895-57.2016.8.26.0100 Classe - Assunto Procedimento Comum - Planos de Saúde Requerente: Requerido: UNIMED PAULISTANA SOCIEDADE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e NORMAS DE CONDUTA REVOLUTYON

CÓDIGO DE ÉTICA e NORMAS DE CONDUTA REVOLUTYON CÓDIGO DE ÉTICA e NORMAS DE CONDUTA REVOLUTYON A Revolutyon é uma Empresa regida por uma escala de valores, que se orgulha da qualidade e do caráter de todos os seus Membros. O presente Código de Ética

Leia mais