A Importância da Meteorologia na Agricultura de Regadio

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Importância da Meteorologia na Agricultura de Regadio"

Transcrição

1 A Importância da Meteorologia na Agricultura de Regadio Jornadas Técnicas: A rede temática FITORREGA Marta Costa Santos

2 METEOROLOGIA NA AGRICULTURA DE REGADIO Proporciona informação em tempo real, que permite: Melhorar o uso e gestão da água de rega; Aumentar a disponibilidade de água; Aumentar a produtividade da água; Diminuir o potencial impacte ambiental negativo associado à rega. 2

3 ENQUADRAMENTO PNUEA Medidas para a adequação dos volumes de Rega Estratégia Nacional para programas operacionais sustentáveis de organizações de produtores de frutas e produtos hortícolas. Ação 7.1 Poupança de água através da reconversão ou modernização de sistemas de rega Programa Operacional Potencial Humano (POPH) do eixo n.º 3, «Gestão e aperfeiçoamento profissional» n.º 3.1.1, «Programa de formação -ação para PME», vertente uso da água Portaria 259/2012 referente ao programa de ação para as zonas vulneráveis de Portugal Continental. Artigo 13º Gestão da Rega. Decreto-Lei n.º 256/2009 estabelece os princípios e orientações para a prática da proteção integrada e produção integrada, bem como o regime das normas técnicas aplicáveis à proteção integrada, produção integrada e modo de produção biológico. Plano de Ação Regional Alentejo

4 PNUEA

5 PNUEA SETOR AGRÍCOLA Objetivos estratégicos: Redução das perdas de água nos sistemas de condução de água para rega e das dotações brutas de rega; Articulação gradual das receitas associadas aos tarifários e o custo real da água, com os volumes utilizados. 5

6 Situação hídrica normal PNUEA MEDIDAS PARA A ADEQUAÇÃO DOS VOLUMES DE REGA MEDIDAS Designação da Medida Descrição Adequação dos volumes brutos de rega às necessidades hídricas das culturas condução da rega Adequação dos volumes brutos de rega às necessidades hídricas das culturas condução da rega Utilização de sistema tarifário adequado Redução dos volumes brutos de rega Escassez hídrica (seca) Medição de variáveis meteorológicas determinantes Aplicação de técnicas para determinação de oportunidades de rega com base em indicadores de clima, solo ou plantas Introdução de tarifação por volume e escalões Utilização de menor volume de água na rega por adequação da dotação de rega MEDIDAS Designação da Medida Descrição Utilização de sistema tarifário adequado Redução dos volumes brutos de rega Introdução de tarifação por volume e escalões Utilização de menor volume de água na rega por adequação da dotação de rega 6

7 PROGRAMAS OPERACIONAIS SUSTENTÁVEIS DE ORGANIZAÇÕES DE PRODUTORES -OP S DE FRUTAS E PRODUTOS HORTÍCOLAS Pretende-se que as OP s demonstrem uma poupança efetiva da água Redução de um mínimo de 25% no consumo de água quando reconvertam ou modernizem sistemas de rega existentes noutros sistemas mais eficientes Redução de pelo menos 10% no consumo de água em OP s em que já apresentem eficiências elevadas no uso da água, que comprovadamente proporcionem novos benefícios ambientais (ex., redução de aplicação de fertilizantes ou redução da erosão do solo) São elegíveis sistemas de avisos de rega 7

8 PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO - PROGRAMA DE FORMAÇÃO - AÇÃO PARA PME - VERTENTE USO DA ÁGUA Objetivos: Sensibilizar e capacitar as PME s com conhecimentos que permitam uma melhor utilização da água, promovendo a adoção de práticas de rega eficientes, implementando tecnologias e práticas mais sustentáveis 8

9 PROGRAMA DE AÇÃO PARA AS ZONAS VULNERÁVEIS DE PORTUGAL CONTINENTAL 9

10 PRINCIPIOS E ORIENTAÇÕES PARA A PRÁTICA DA PRODUÇÃO INTEGRADA 10

11 PLANO DE AÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO

12 Avisos de Rega - Metodologia 12

13 PLATAFORMA REDE FITORREGA 13

14 PLATAFORMA REDE FITORREGA BOLETIM AGROMETEOROLÓGICO DO ALENTEJO 14

15 PLATAFORMA REDE FITORREGA BOLETIM DE NECESSIDADES EM ÁGUA DOS CITRINOS 15

16 PLATAFORMA REDE FITORREGA BOLETIM DE NECESSIDADES EM ÁGUA DA VINHA 16

17 PLATAFORMA REDE FITORREGA BOLETIM DE NECESSIDADES EM ÁGUA DAS PRUNÓIDEAS E ABACATE 17

18 AVISOS DE REGA DO MILHO RICPROM - Rede de Informação para a Competitividade dos Produtores de Milho 18

19 PLATAFORMA FITORREGA 19 METODOLOGIA METODOLOGIA COLABORAÇÃO ENTRE ENTIDADES LEGISLAÇÃO LEGISLA ÃO UNIFORMIZA DAS DAS REDES REDES UNIFORMIZAÇÃO ÃO

20 O GRANDE DESAFIO É CHEGAR A MAIS AGRICULTURES E DAR A CONTINUIDADE AO SERVIÇO DE AVISOS DE REGA 20

Plano de ação nacional para o uso sustentável de produtos fitofarmacêuticos e sua execução para 2014

Plano de ação nacional para o uso sustentável de produtos fitofarmacêuticos e sua execução para 2014 Plano de ação nacional para o uso sustentável de produtos fitofarmacêuticos e sua execução para 2014 Bárbara Oliveira & Miriam Cavaco Direção de Serviços de Meios de Defesa Sanitária Divisão de Gestão

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2007 - COTR - CRIAR CONHECIMENTOS E CAPACIDADES

PLANO DE FORMAÇÃO 2007 - COTR - CRIAR CONHECIMENTOS E CAPACIDADES PLANO DE FORMAÇÃO 2007 - COTR - CRIAR CONHECIMENTOS E CAPACIDADES O que é COTR? O Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio COTR - é uma Associação de direito privado sem fins lucrativos, criada no dia

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR. R$ 54 bilhões VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS

PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR. R$ 54 bilhões VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS Os dados mostram uma estrutura agrária ainda concentrada no país: os estabelecimentos não familiares, apesar de representarem 15,6% do total dos estabelecimentos, ocupavam 75,7% da área ocupada. A área

Leia mais

Sessão de Divulgação PDR2020. NERA Loulé 2 de Julho de 2015. Júlio Cabrita - DRAPAlg

Sessão de Divulgação PDR2020. NERA Loulé 2 de Julho de 2015. Júlio Cabrita - DRAPAlg Sessão de Divulgação PDR2020 NERA Loulé 2 de Julho de 2015 Júlio Cabrita - DRAPAlg (Continuação) 25,0% PRODER - TOTAL (Região Algarve) Investimento total por concelho (%), em 2015-03-23 22,5% 20,0% 17,3%

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE AVISOS DE REGA NOS PERÍMETROS DE REGA DO ALENTEJO

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE AVISOS DE REGA NOS PERÍMETROS DE REGA DO ALENTEJO Projecto AGRO nº 5 IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE AVISOS DE REGA NOS PERÍMETROS DE REGA DO ALENTEJO Boletim Informativo nº1 Beja, Agosto de 2002 Nesta Edição 1- Introdução 1- INTRODUÇÃO 2- Objectivos 3-

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS

SISTEMA DE INCENTIVOS Organismo Intermédio Formação Ação SISTEMA DE INCENTIVOS PROJETOS CONJUNTOS FORMAÇÃO-AÇÃO FSE DATA DE INÍCIO: 14-12-2015 DATA DE ENCERRAMENTO: 12-02-2016 O objetivo específico deste aviso consiste em conceder

Leia mais

Índice de Sustentabilidade Hídrica A marca do uso eficiente da água na agricultura portuguesa

Índice de Sustentabilidade Hídrica A marca do uso eficiente da água na agricultura portuguesa AcquaLiveExpo 2015 A água na Economia circular Lisboa, 5 de Março de 2015 Índice de Sustentabilidade Hídrica A marca do uso eficiente da água na agricultura portuguesa José Nuncio Estrutura da apresentação

Leia mais

A Importância da Meteorologia na Agricultura

A Importância da Meteorologia na Agricultura Jornadas Técnicas A Importância da Meteorologia na Agricultura Beja, 28 de Março de 2008 A importância da meteorologia no uso eficiente da água na agricultura 1 - Introdução Jorge Maia 1 Marta Santos 2

Leia mais

Portugal 2020 Oportunidades de financiamento para a Inovação Tecnológica na AP Francisco Nunes

Portugal 2020 Oportunidades de financiamento para a Inovação Tecnológica na AP Francisco Nunes Portugal 2020 Oportunidades de financiamento para a Inovação Tecnológica na AP Francisco Nunes Gestor de Eixo Pavilhão do Conhecimento 5 de maio de 2015 Inovação na AP INOVAÇÃO exploração com sucesso de

Leia mais

Workshop Abertura de candidaturas SAMA2020 Francisco Nunes

Workshop Abertura de candidaturas SAMA2020 Francisco Nunes Workshop Abertura de candidaturas SAMA2020 Francisco Nunes Gestor de Eixo Lisboa 1 de julho de 2015 DOMÍNIOS TRASNVERSAIS DOMÍNIOS TEMÁTICOS Portugal 2020 COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO INCLUSÃO

Leia mais

Programa Operacional de Potencial Humano EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

Programa Operacional de Potencial Humano EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Programa Operacional de Potencial Humano EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-AÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

A Gestão de Riscos e o Sistema de Seguros Agrícolas. IFAP - DAI/UPRF Seminário Hortofruticultura 2020 12 outubro 2012

A Gestão de Riscos e o Sistema de Seguros Agrícolas. IFAP - DAI/UPRF Seminário Hortofruticultura 2020 12 outubro 2012 A Gestão de Riscos e o Sistema de Seguros Agrícolas IFAP - DAI/UPRF Seminário Hortofruticultura 2020 12 outubro 2012 SIPAC - Enquadramento lega SIPAC -Sistema Integrado de Proteção Contra as Aleatoriedades

Leia mais

PAINEL A importância do regadio enquanto factor de competitividade da agricultura portuguesa

PAINEL A importância do regadio enquanto factor de competitividade da agricultura portuguesa PAINEL A importância do regadio enquanto factor de competitividade da agricultura portuguesa Regadio: necessidade, competitividade e sustentabilidade Francisco Gomes da Silva ISA/AGROGES 1. Competitividade

Leia mais

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de julho de 2014 Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 Informações gerais O Acordo de Parceria abrange cinco fundos: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 07 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO Nos termos do Regulamento do SI Qualificação

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO MADEIRA 14-20

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO MADEIRA 14-20 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL DA 2014-2020 (MADEIRA 14-20) EIXO PRIORITÁRIO 3 Reforçar a Competitividade das Empresas PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI) 3.b Desenvolvimento

Leia mais

PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS. Colóquio - Debate. Pedro Ribeiro

PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS. Colóquio - Debate. Pedro Ribeiro PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS Colóquio - Debate Pedro Ribeiro 1 ENQUADRAMENTO Importância crescente da gestão de risco, no âmbito da atividade agrícola, face ao contexto de

Leia mais

A FRUTICULTURA NO PRODER. Alguns Indicadores

A FRUTICULTURA NO PRODER. Alguns Indicadores A FRUTICULTURA NO PRODER Alguns Indicadores NOTA DE ABERTURA Este documento tem como objetivo a divulgação de um conjunto de indicadores relativos ao setor da fruticultura no âmbito do Programa de Desenvolvimento

Leia mais

FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGRÁRIA. Direção Regional do Desenvolvimento Agrário 2009/2011

FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGRÁRIA. Direção Regional do Desenvolvimento Agrário 2009/2011 FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGRÁRIA. Direção Regional do Desenvolvimento Agrário 2009/2011 FPA. DRDA 2009/2011 junho 2012 FPA. DRDA 2009/2011 OPRORURAL. no Eixo 1- AUMENTO DA COMPETITIVIDADE DOS SECTORES AGRÍCOLA

Leia mais

Substituir este slide pelo slide de título escolhido

Substituir este slide pelo slide de título escolhido Substituir este slide pelo slide de título escolhido AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E A AGRICULTURA PORTUGUESA Ana Paiva Brandão Coimbra, 7 de Abril de 2011 1 ÍNDICE 1. Alterações climáticas 2. Alterações climáticas

Leia mais

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 micro-empresas e actividade económica TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégia com o objectivo único de contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e

Leia mais

Alterações Climá/cas baixo carbono e adaptação

Alterações Climá/cas baixo carbono e adaptação Portugal e Alterações Climá/cas baixo carbono e adaptação Outubro de 2011 Comissão para as Alterações Climá/cas Comité Execu3vo Em 200 anos, emitimos a quantidade de carbono que havia sido emitida nos

Leia mais

Investimentos de Pequena Dimensão Acção 112

Investimentos de Pequena Dimensão Acção 112 Incentivos PRODER Investimentos de Pequena Dimensão Acção 112 Investimentos de Pequena Dimensão Acção 112 Abertura: A partir de 22 de Maio Objectivos: Melhorar condições vida, trabalho e produção dos agricultores

Leia mais

2.c.1 Melhorar os níveis de disponibilidade de serviços públicos on-line

2.c.1 Melhorar os níveis de disponibilidade de serviços públicos on-line AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 2 Melhorar o Acesso às Tecnologias de Informação e da Comunicação, bem como a sua Utilização

Leia mais

A Política Agrícola Comum pós 2013

A Política Agrícola Comum pós 2013 A Política Agrícola Comum pós 2013 Análise das Propostas Legislativas Francisco Cordovil Director do GPP Auditório da CAP 10 Novembro 2011 Propostas de Reforma da PAC I. Enquadramento e principais elementos

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL DA 2014-2020 (MADEIRA 14-20) EIXO PRIORITÁRIO 3 Reforçar a Competitividade das Empresas PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI) 3.a Promoção do espírito

Leia mais

CONTRIBUTO. Fiscalidade Verde

CONTRIBUTO. Fiscalidade Verde CONTRIBUTO Fiscalidade Verde Sobre o Draft da proposta de Lei - PL 429/2014-16.10.2014 A FENAREG Federação Nacional de Regantes de Portugal congratula-se por terem sido atendidas, em parte, as preocupações

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 2 CONHECIMENTO Ação 2.1 CAPACITAÇÃO E DIVULGAÇÃO Enquadramento Regulamentar Regulamento (UE) n.º 1305/2013, do Conselho e do Parlamento

Leia mais

O Novo Quadro Comunitário de Apoio. Rita Lufinha Borges

O Novo Quadro Comunitário de Apoio. Rita Lufinha Borges O Novo Quadro Comunitário de Apoio Rita Lufinha Borges Índice O que é o? Os Novos Instrumentos de Financiamento - Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) Eixos Estratégicos Enquadramento Jurídico

Leia mais

PEGADA HÍDRICA EM PORTUGAL

PEGADA HÍDRICA EM PORTUGAL Resumo do relatório Water Footprint in Portugal WWF Mediterrâneo, 2010 O Problema: uma pegada demasiado elevada O Relatório Planeta Vivo 2008 da WWF demonstra que o uso insustentável da água é um problema

Leia mais

Solidariedade. Inovação. Oportunidade. Cultura. A s s o c i a ç õ e s F u n d a ç õ e s. E m p r e s a s C o o p e rativa s. Inclusão Social e Emprego

Solidariedade. Inovação. Oportunidade. Cultura. A s s o c i a ç õ e s F u n d a ç õ e s. E m p r e s a s C o o p e rativa s. Inclusão Social e Emprego Solidariedade A s s o c i a ç õ e s F u n d a ç õ e s P a r c e r i a Oportunidade Cultura E m p r e s a s C o o p e rativa s Empreendedorismo PORTUGAL Inclusão Social e Emprego Inovação A c o r d o I

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS OPÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS SÍNTESE DAS OPÇÕES n.º 2013-01, maio de 2013

AVALIAÇÃO DAS OPÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS SÍNTESE DAS OPÇÕES n.º 2013-01, maio de 2013 AVALIAÇÃO DAS OPÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS SÍNTESE DAS OPÇÕES n.º 2013-01, maio de 2013 A gestão sustentável dos recursos naturais centrada na água e na agricultura A água constitui um recurso natural

Leia mais

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 O desafio Horizonte 2020 Compromissos Nacionais Metas UE-27 20%

Leia mais

TAGUS, 19 de Janeiro de 2015

TAGUS, 19 de Janeiro de 2015 TAGUS, 19 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégiacom o objectivoúnicode contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e abandono da activiade agro- Combater o exodo

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 12.12.2014

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 12.12.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.2.204 C(204) 9788 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 2.2.204 que aprova determinados elementos do programa operacional "Capital Humano" do apoio do Fundo Social Europeu

Leia mais

Parcerias para a investigação e inovação no âmbito da Programação para o Desenvolvimento Rural 2014-2020

Parcerias para a investigação e inovação no âmbito da Programação para o Desenvolvimento Rural 2014-2020 Parcerias para a investigação e inovação no âmbito da Programação para o Desenvolvimento Rural 2014-2020 PDR 2014-2020 do Continente Cláudia Costa Diretora Adjunta do Gabinete de Planeamento e Políticas

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 PO AÇORES 2020 UM CAMINHO LONGO, DIVERSAS ETAPAS A definição das grandes linhas de

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Inclusão Social e Emprego

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Inclusão Social e Emprego Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Inclusão Social e Emprego Eixo 5 - Emprego e Valorização Económica dos Recursos Endógenos Objectivo Temático 8 - Promoção da sustentabilidade e qualidade

Leia mais

Metas Curriculares Ensino Básico Geografia

Metas Curriculares Ensino Básico Geografia Metas Curriculares Ensino Básico Geografia 9.º ano Versão para discussão pública Novembro de 2013 Autores Adelaide Nunes António Campar de Almeida Cristina Nolasco Geografia 9.º ano CONTRASTES DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015 14 de Janeiro de 2015 O que é o Portugal 2020? O Portugal 2020 é um Acordo de Parceria assinado entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a atuação dos 5 fundos estruturais e de investimento europeus

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DOMÍNIO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PORTUGAL 2020

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DOMÍNIO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PORTUGAL 2020 DOMÍNIO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PORTUGAL 2020 CRITÉRIOS DE SELEÇÃO SISTEMAS DE INCENTIVOS MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA AÇÕES COLETIVAS

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL DA 2014-2020 (MADEIRA 14-20) EIXO PRIORITÁRIO 3 Reforçar a Competitividade das Empresas PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI) 3.b Desenvolvimento

Leia mais

PORTUGAL. Produtos Agrícolas e Agro-industriais. Caracterização território do ponto de vista agrícola. Principal oferta produtos agrícolas hoje

PORTUGAL. Produtos Agrícolas e Agro-industriais. Caracterização território do ponto de vista agrícola. Principal oferta produtos agrícolas hoje PORTUGAL Produtos Agrícolas e Agro-industriais Caracterização território do ponto de vista agrícola Principal oferta produtos agrícolas hoje Oportunidades na oferta hoje produtos agrícolas Grande oferta

Leia mais

REGIÃO HIDROGRÁFICA DO GUADIANA (RH7)

REGIÃO HIDROGRÁFICA DO GUADIANA (RH7) REGIÃO HIDROGRÁFICA DO GUADIANA (RH7) Junho 2015 Índice Anexo III Fichas de massa de água subterrânea... 5 Código: PTA0x1RH7_C2... 1 Código: PTA0z1RH7_C2... 7 Código: PTA5... 13 Código: PTA9... 23 Código:

Leia mais

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA)

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 1 / SAMA/ 2009 SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) PROJECTOS-PILOTO SUSTENTADOS EM REDES DE NOVA GERAÇÃO OPERAÇÕES INDIVIDUAIS E OPERAÇÕES

Leia mais

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva Victor Francisco CTCV Responsável Unidade Gestão

Leia mais

Políticas e programas de apoio à investigação e inovação no setor agrícola e agroalimentar em Portugal

Políticas e programas de apoio à investigação e inovação no setor agrícola e agroalimentar em Portugal Políticas e programas de apoio à investigação e inovação no setor agrícola e agroalimentar em Portugal O apoio Inovação na Programação do Desenvolvimento Rural Eduardo Diniz Diretor do GPP Seminário Investigação,

Leia mais

M. Ângelo Rodrigues/J. Eduardo Cabanas Centro de Investigação de Montanha Escola Superior Agrária de Bragança

M. Ângelo Rodrigues/J. Eduardo Cabanas Centro de Investigação de Montanha Escola Superior Agrária de Bragança M. Ângelo Rodrigues/J. Eduardo Cabanas Centro de Investigação de Montanha Escola Superior Agrária de Bragança MANUTENÇÃO DO SOLO EM OLIVAIS DE SEQUEIRO Há dez anos a esta parte, iniciamos estudos de investigação

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL DE REGA E DRENAGEM. Programa de Desenvolvimento Rural no Regadio

CONGRESSO NACIONAL DE REGA E DRENAGEM. Programa de Desenvolvimento Rural no Regadio CONGRESSO NACIONAL DE REGA E DRENAGEM Programa de Desenvolvimento Rural no Regadio 26 junho 2014 Elvas Auditório da Escola Superior Agrária de Elvas A importância do regadio em Portugal O futuro do regadio

Leia mais

AGENDA PARA A COMPETITIVIDADE DO COMÉRCIO, SERVIÇOS E RESTAURAÇÃO 2014-2020

AGENDA PARA A COMPETITIVIDADE DO COMÉRCIO, SERVIÇOS E RESTAURAÇÃO 2014-2020 AGENDA PARA A COMPETITIVIDADE DO COMÉRCIO, SERVIÇOS E RESTAURAÇÃO 2014-2020 18 dezembro 2014 Colocar os setores do Comércio, Serviços e Restauração virado para o exterior e a liderar a retoma económica

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 desafios e oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 desafios e oportunidades Alentejo no horizonte 2020 desafios e oportunidades Projeto VIVER Atratividade Urbana Programa de Atração de Pessoas Líder: Câmara Municipal de Elvas 1 O Projeto Atratividade Urbana encontra-se estruturado

Leia mais

Comissão Ministerial de Coordenação do Programa Operacional Fatores de Competitividade

Comissão Ministerial de Coordenação do Programa Operacional Fatores de Competitividade Comissão Ministerial de Coordenação do Programa Operacional Fatores de Competitividade Alteração ao regulamento específico do Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC) Deliberação aprovada por consulta

Leia mais

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO Desenvolvimento Rural, Agricultura, Florestas e Sustentabilidade 17 de outubro de 2014 / GPP Eduardo

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 3 - VALORIZAÇÃO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA Ação 3.2 - INVESTIMENTO NA EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA Enquadramento Regulamentar Artigos do Regulamento

Leia mais

ESTRATÉGIA PARA O REGADIO PÚBLICO 2014-2020

ESTRATÉGIA PARA O REGADIO PÚBLICO 2014-2020 Homologado por sua Excelência a Ministra da Agricultura e do Mar em 30 de setembro de 2014 DIREÇÃO GERAL DE AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL ESTRATÉGIA PARA O REGADIO PÚBLICO 2014-2020 setembro de 2014

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO MADEIRA 14-20

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO MADEIRA 14-20 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 9 Investimento em competências, educação e aprendizagem ao longo da vida PRIORIDADE DE INVESTIMENTO

Leia mais

Política agrícola e protecção e gestão eficiente da água

Política agrícola e protecção e gestão eficiente da água Política agrícola e protecção e gestão eficiente da água Francisco Cordovil Director do GPP Conselho Nacional da Água Ponto 4 da ordem de trabalhos Lisboa 3 de Dezembro de 2010 Política agrícola e protecção

Leia mais

Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza

Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza AVISO/CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 8 Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI)

Leia mais

Investigação e Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia

Investigação e Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia Investigação e Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia Universidade de Évora Paulo Quaresma 28/07/2015 1 Objectivo Análise e discussão das medidas existentes de apoio às actividades de

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural

Programa de Desenvolvimento Rural Programa de Desenvolvimento Rural PDR 2014-2020 do Continente Eduardo Diniz Diretor do Gabinete de Planeamento e Políticas Seminário PDR 2014-2020 INIAV / Oeiras 30 Outubro 2013 PDR 2014-2020 do Continente

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-ACÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

Compromisso para o Crescimento Verde e Perspetivas do Alentejo 2020

Compromisso para o Crescimento Verde e Perspetivas do Alentejo 2020 Compromisso para o Crescimento Verde e Perspetivas do Alentejo 2020 Financiamentos Comunitários na Área do Ambiente e da Eficiência Energética Auditório António Chainho Santiago do Cacém 22/07/2015 Programa

Leia mais

Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral

Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral AVISO/CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 7 Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI)

Leia mais

Promover a Reabilitação Urbana Regenerar as Cidades. Dinamizar o País

Promover a Reabilitação Urbana Regenerar as Cidades. Dinamizar o País Promover a Regenerar as Cidades. Dinamizar o País Paulo Alexandre de Sousa Direcção de Financiamento Imobiliário 19 Outubro 2011 Centro de Congressos EXPONOR Portugal Indicadores de confiança e de clima

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-ACÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020. Medida 9 MANUTENÇÃO DA ATIVIDADE AGRÍCOLA EM ZONAS DESFAVORECIDAS

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020. Medida 9 MANUTENÇÃO DA ATIVIDADE AGRÍCOLA EM ZONAS DESFAVORECIDAS Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 9 MANUTENÇÃO DA ATIVIDADE AGRÍCOLA EM ZONAS DESFAVORECIDAS Enquadramento Regulamentar Artigos do Regulamento (UE) n.º 1305/2013, do

Leia mais

Futura Política Agrícola Comum Resultados negociação em Conselho Ministros 24-25 Junho de 2013 e Acordo político GPP 27 de Junho de 2013 1 1 Ponto situação da Reforma da PAC Resultados para Portugal* *

Leia mais

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013 SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas CCDRC, 14 fevereiro 2013 PROGRAMA VALORIZAR RCM n.º 7/2013, de 9/01 Valorização do território do interior e de baixa densidade demográfica e

Leia mais

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS AUTENTICAÇÃO ELETRÓNICA

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS AUTENTICAÇÃO ELETRÓNICA AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS AUTENTICAÇÃO ELETRÓNICA 1 DE JULHO DE 2015 OPERAÇÕES TEMÁTICAS OPERAÇÃO TEMÁTICA M/C DOTAÇÃO ORÇAMENTAL CAPACITAÇÃO PARA AVALIAÇÕES

Leia mais

Economia Azul Plataformas Offshore e Oportunidades Oportunidades de Negócio e Investimento 26 Nov. 2012

Economia Azul Plataformas Offshore e Oportunidades Oportunidades de Negócio e Investimento 26 Nov. 2012 Seminário Anual WavEC Economia Azul Plataformas Offshore e Oportunidades Oportunidades de Negócio e Investimento 26 Nov. 2012 Direção-Geral de Energia e Geologia Pedro Cabral Potencial renovável marinho

Leia mais

Eco.AP e o financiamento no âmbito do Portugal 2020

Eco.AP e o financiamento no âmbito do Portugal 2020 Eco.AP e o financiamento no âmbito do Portugal 2020 IV Congresso ATEPH Energia e Ambiente no Edifícios Hospitalar 4 de junho de 2015 Dinis Rodrigues Porto, 4 de junho de 2015 AGENDA Tema 1 Enquadramento

Leia mais

ANEXO I RETIFICADO PROJETOS TÉCNICO PROPICIE 6 1. UNIVERSIDADE NACIONAL DE VILA MARIA ARGENTINA

ANEXO I RETIFICADO PROJETOS TÉCNICO PROPICIE 6 1. UNIVERSIDADE NACIONAL DE VILA MARIA ARGENTINA ANEXO I RETIFICADO PROJETOS TÉCNICO PROPICIE 6 1. UNIVERSIDADE NACIONAL DE VILA MARIA ARGENTINA Title: Objectives: Requirements: Supervisor: PROJECT 01 Biofilm forming ability of Staphylococcus aureus

Leia mais

PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO

PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 03 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO Nos termos do

Leia mais

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras Teresa Rafael 11 de março de 2014 Pontos chave: O que é o SNIMar? Quais são os objetivos? Organização e gestão do projeto

Leia mais

I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1. Incentivos ao EMPREENDEDORISMO

I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1. Incentivos ao EMPREENDEDORISMO I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1 Incentivos ao EMPREENDEDORISMO Abril 2015 I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Pag. 2 ÍNDICE 1. Enquadramento... 3 2. Criação

Leia mais

E M A N Á L I S E. Programa Operacional Inclusão social e emprego : POISE

E M A N Á L I S E. Programa Operacional Inclusão social e emprego : POISE E M A N Á L I S E N º 2 6 a b r i l 2 0 1 5 - Programa Operacional Inclusão social e emprego : POISE O Programa Operacional Inclusão Social e Emprego POISE foi apresentado a 14 de novembro de 2014 e visa

Leia mais

CALENDÁRIO E PROGRAMA DE TRABALHOS PARA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE GESTÃO DE BACIA HIDROGRÁFICA 2016-2021. Documento de apoio à participação pública

CALENDÁRIO E PROGRAMA DE TRABALHOS PARA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE GESTÃO DE BACIA HIDROGRÁFICA 2016-2021. Documento de apoio à participação pública CALENDÁRIO E PROGRAMA DE TRABALHOS PARA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE GESTÃO DE BACIA HIDROGRÁFICA 2016-2021 Documento de apoio à participação pública 22 de dezembro 2012 Atualização maio 2013 Departamento

Leia mais

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa?

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? QUAL O MONTANTE DE APOIOS COMUNITÁRIOS ATRIBUÍDOS A PORTUGAL? 25 Mil Milhões de Euros. Outros Programas* Este é o montante que Portugal vai receber em fundos

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO PRODERAM 2020

PLANO DE COMUNICAÇÃO PRODERAM 2020 PLANO DE COMUNICAÇÃO DO PRODERAM 2020 Aprovado na 1.ª Reunião do Comité de Acompanhamento do PRODERAM 2020, de 3 de dezembro de 2015 ÍNDICE I. II. III. IV. V. VI. VII. INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVOS... 5 GRUPOS-ALVO...

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 1 INOVAÇÃO Ação 1.1 GRUPOS OPERACIONAIS Enquadramento Regulamentar Artigos do Regulamento (UE) n.º 1305/2013, do Conselho e do Parlamento

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) PROGRAMA ESTRATÉGICO +E+I VALE PROJETO SIMPLIFICADO

Leia mais

A Política Agrícola Comum pós 2013

A Política Agrícola Comum pós 2013 A Política Agrícola Comum pós 2013 Que Agricultura para Portugal no Séc. XXI? Desafios e Oportunidades Francisco Cordovil Director do GPP Universidade Évora 16 Dezembro 2011 A Política Agrícola Comum Pós-2013

Leia mais

Portugal 2020. CCILC, Junho 2014

Portugal 2020. CCILC, Junho 2014 Portugal 2020 CCILC, Junho 2014 Internacionalização: Quando? Para Quem? PME Organizações Onde? Regiões Como valorizar? + RH +Inovação O Quê? Que Investimentos? Quais? Temas Prioridades Objetivos Internacionalização:

Leia mais

Portugal 2020. 03-11-2014 Areagest Serviços de Gestão S.A.

Portugal 2020. 03-11-2014 Areagest Serviços de Gestão S.A. Portugal 2020 Os Nossos Serviços Onde pode contar connosco? Lisboa Leiria Braga Madrid As Nossas Parcerias Institucionais Alguns dos Nossos Clientes de Referência Bem Vindos à Areagest Índice O QREN;

Leia mais

Problemas na Utilização da Água (poluição )

Problemas na Utilização da Água (poluição ) Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa Problemas na Utilização da Água (poluição ) Disciplina: Geografia (módulo 3) Docente: Sandra Mendes Discente: Mariana Alfaiate 2007 2008 Índice Introdução

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 02/SI/2016

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 02/SI/2016 CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 02/SI/2016 SISTEMA DE INCENTIVOS EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO E CRIATIVO 15 DE JANEIRO DE 2016 Página 1 de 17 Índice Preâmbulo... 3 1. Objetivos e prioridades

Leia mais

Apoio à Internacionalização

Apoio à Internacionalização Apoio à Internacionalização Incentivos QREN Castelo Branco, 4 de outubro 2012 YUNIT Corporate: João Esmeraldo QREN - Sistema Incentivos Empresas I&DT - Investigação e Desenvolvimento Qualificação - Investimentos

Leia mais

1. Promover a melhoria das condições de vida das população das áreas susceptíveis

1. Promover a melhoria das condições de vida das população das áreas susceptíveis CNCCD -PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO NACIONAL DE COMBATE À DESERTIFICAÇÃO 2011 / 2020 1. Promover a melhoria das condições de vida das população das áreas susceptíveis 1- Promover a melhoria das condições

Leia mais

Fundo de Catástrofe do Seguro Rural

Fundo de Catástrofe do Seguro Rural Fundo de Catástrofe do Seguro Rural O Presidente da República submete hoje à apreciação do Congresso Nacional Projeto de Lei Complementar autorizando a constituição do Fundo de Catástrofe do Seguro Rural.

Leia mais

Principais diferenças entre 2007-2013 / 2014-2020

Principais diferenças entre 2007-2013 / 2014-2020 Principais diferenças entre 2007-2013 / 2014-2020 Fundos 2 Objetivos 2 Etapas formais de programação 2 Abordagem estratégica 2 Âmbito Geográfico 3 Concentração Temática 4 Condicionalidades Ex ante 5 Adicionalidade

Leia mais

Sector Agrícola. Cátia Rosas catia.rosas@confagri.pt www.confagri.pt/ambiente

Sector Agrícola. Cátia Rosas catia.rosas@confagri.pt www.confagri.pt/ambiente OS DESAFIOS NO PORTUGAL RURAL Sector Agrícola Cátia Rosas catia.rosas@confagri.pt www.confagri.pt/ambiente ÍNDICE O que esperamos da Agricultura Espaço rural e agricultura Escalas de decisão e participação

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020. Medida 4 - VALORIZAÇÃO dos RECURSOS FLORESTAIS

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020. Medida 4 - VALORIZAÇÃO dos RECURSOS FLORESTAIS Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 4 - VALORIZAÇÃO dos RECURSOS FLORESTAIS Enquadramento Regulamentar Artigos do Regulamento (UE) n.º 1305/2013 do Conselho e do Parlamento

Leia mais

Agricultura Presente, um Projecto com Futuro

Agricultura Presente, um Projecto com Futuro Direcção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo Agricultura Presente, Agricultura Presente, um Projecto com Futuro um Projecto com Futuro (LVT) 4.878 projetos aprovados Investimento

Leia mais

PROJECTOS DE CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS 8º Ano 3º Período

PROJECTOS DE CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS 8º Ano 3º Período PROJECTOS DE CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS 8º Ano 3º Período Tema: Gestão Sustentável dos Recursos A Água > PROJECTOS DE CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS > ORIENTAÇÕES PARA OS PROJECTOS DE CFN > CRITÉRIOS DE

Leia mais

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski SEAF Evolução, Perspectivas e Desafios J.C. Zukowski Coordenador Geral do SEAF SEGUROS AGRÍCOLAS NO BRASIL Emergência ou Básico Agricultura Familiar Agricultura Comercial Garantia-Safra Subsídio ao Prêmio

Leia mais