Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural"

Transcrição

1 Perfil do Administrador Cultural Conhecimentos Básicos no Campo da Administração Cultural Planejamento Estratégico È a base e o início do trabalho do Administrador Cultural. O conhecimento dos objetivos, prioridades, suas avaliações, alternativas de ação, formulação de planos complementares, organização e execução de ações e consequentemente suas avaliações seguido da medição de resultados operacionais, financeiros, contábeis, legais darão o suporte a uma boa gestão. Contabilidade Administração Financeira Negociação Direito Para o Administrador Cultural, o conhecimento das Leis, Tratados, Incentivos e Acordos de parcerias é ferramenta básica para sua gestão. No Brasil a Cultura hoje é incentivada por Leis Federais, Estaduais e Municipais, que permitem parcerias para a realização de projetos em suas mais diversas áreas. Em âmbito internacional, o conhecimento de legislação pertinente possibilitará maior intercâmbio no campo da Cultura. Lei de Incentivos Fiscais Legislação Tributária Constituição Federal Legislação Trabalhista Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural Direito Autoral Seguros Pesquisa A pesquisa em Cultura, além de ser uma ferramenta de Marketing, tem papel vital em outros campos da Administração Cultural e por isso merece um destaque à parte. Tanto no campo da pesquisa em políticas culturais, passando por pesquisas de desenvolvimento de novas ferramentas de trabalho para o Administrador na prática da Administração da Cultura, ou no campo das Leis e de incentivos culturais e Planejamento Estratégico, a pesquisa é fundamental para uma análise sustentada cientificamente. Política Cultural

2 Desenvolvimento de ferramentas de Administração da Cultura Leis e Incentivos Planejamento Estratégico Marketing È ferramenta indispensável para o Administrador Cultural na disseminação de seus trabalhos, através de planejamento das ações, e o atendimento de seus clientes, passando por pesquisas de mercado, de opiniões, de finalidades, casando com as expectativas de resultado. Administração de eventos O evento é o cartão de visita da divulgação da Cultura. A responsabilidade do Administrador Cultural na gestão do evento é significativa para seus propósitos. Elencamos as atividades deste tópico nas diversas áreas: em relação ao artista para a produção para divulgação/mídia para produção em geral - captação e Administração do evento Obs.: É importante ressaltar que as atividades acima, se enquadram em qualquer formato de evento sendo patrocinados por verba de marketing e/ou incentivos fiscais. Veículos de Comunicação - Mídia em geral A base da Administração Cultural está voltada a comunicação de informações, eventos, matérias técnicas, razão pela qual o conhecimento e tratamento da comunicação através da mídia em todas as formas é basicamente importante. Recursos Humanos A arte de administrar nos dias de hoje é saber manter o grupo de trabalho interessado, motivado, e com seus objetivos definidos, falando a mesma linguagem, defendendo os mesmos interesses e tendo como objetivo final a excelência no dia a dia. Liderança Motivação Técnicas de Treinamento Gestão de Qualidade

3 Por ser um mercado globalizado e internacional, qualidade é indispensável, portanto conhecimento de formas e processos de qualidade ao seu desempenho é ferramenta básica para a gestão estando incluído neste processo o conhecimento de línguas estrangeiras. Línguas Informática Nos dias de hoje, o tratamento da organização, da informática e principalmente Internet, para organização de acervos, arquivos e divulgação dos mesmos através desta logística é indispensável ao conhecimento do Administrador Cultural. Organização / Métodos Sistemas Internet Ciência Política A Cultura há muito está globalizada. O processo de conhecimento, gestão de negócios e divulgação não pode se dar no pequeno universo em que se atua. O senso de empreendedorismo, no conhecimento de criar e gerir o seu negócio, conhecer seu mercado, especificar nichos de atuação, criar lideranças, estar atento a mudanças e seus paradigmas são indispensáveis à gestão do Administrador Cultural, como a Ética deve ser a base de sustentação de seu trabalho voltado aos princípios da transparência, divulgação de conhecimentos e desenvolvimento dos negócios. Globalização Empreendedorismo Ética Conhecimentos Complementares para a Administração Cultural O dia a dia do Administrador Cultural vai colocá-lo diante de interlocutores nas mais diversas áreas da Cultura. O conhecimento complementar vai embasá-lo de requisitos mais específicos para a área que estará se envolvendo. Buscamos identificar todos os campos que a Cultura atua, pois a gestão da Administração Cultural tem necessidade de conhecimentos nos seus mais diversos campos de atuação. Elencamos abaixo, uma sugestão de áreas que poderão fazer parte da formação do Administrador Cultural. História A história da Cultura e seu tratamento e disseminação através do conhecimento humano, seus interesses e suas formas de tratamento irão criar formas de interação de seus públicos internos e externos do Administrador Cultural.

4 Sociologia Psicologia Filosofia Folclore Conhecimentos sobre regionalismo, sociologia urbana e rural. Conhecimentos sobre mitologia, danças, música, festas, manifestações regionais e suas respectivas datas e regiões onde acontecem. Conhecimentos básicos sobre o resultante da fusão de influências exercidas pelas culturas trazidas pelas imigrações com a cultura local de cada região brasileira. Costumes e heranças indígenas e suas situações de permanência e extinção na cultura brasileira. Técnicas de lazer Criação Produção de arte Editoração Técnicas Gráficas Técnicas de Relações Públicas Geografia Física : Ecossistema Geografia Política o o Antropologia Etnologia Turismo Arqueologia Biblioteconomia Museologia Arquitetura Artes Plásticas Musica Popular Conhecimento geral sobre a música popular, sua história, sua origem.

5 Diferenças básicas sobre música popular brasileira e estrangeira. Música popular, regionalismo e suas relações com a influência da imigração estrangeira nas regiões brasileiras. Música para dançar e música para ouvir. Diferenças básicas sobre música popular para propaganda, filme, teatro, clip e documentário. Música Erudita Diferenças básicas sobre música erudita

Áreas do Conhecimento - Ciências Sociais Aplicadas

Áreas do Conhecimento - Ciências Sociais Aplicadas Áreas do Conhecimento - Ciências Sociais Aplicadas Ciências Sociais Aplicadas Direito Teoria do Direito Teoria Geral do Direito Teoria Geral do Processo Teoria do Estado História do Direito Filosofia do

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS PARQUE DA JUVENTUDE AVISO 159/01/2016 1- Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração

CATÁLOGO DE REQUISITOS PARQUE DA JUVENTUDE AVISO 159/01/2016 1- Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração 1- Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) ( Integrado ao Ensino Médio); (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Hoteleira

Leia mais

Tabela para classificação de ações de extensão

Tabela para classificação de ações de extensão Tabela para classificação de ações de extensão Linha de Extensão 1. Alfabetização, leitura e escrita Formas mais freqüentes de operacionalização Alfabetização e letramento de crianças, jovens e adultos;

Leia mais

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO Turno: MATUTINO Currículo nº 9 Currículo nº 10 Reconhecido pelo Decreto Estadual n. o 5.497, de 21.03.02, D.O.E. de 22.03.02. Para completar o currículo pleno do curso superior

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS CÉU JAÇANÃ AVISO 159/02/2016

CATÁLOGO DE REQUISITOS CÉU JAÇANÃ AVISO 159/02/2016 1-Gestão de Pessoas I (); (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Geral - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Agronegócios

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2011-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares instituição/curso objecto de concurso nacional

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2011-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares instituição/curso objecto de concurso nacional ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - 1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Designação da Localidade Fase (cont. geral) 110 Ensino Superior Público Universitário 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo

Leia mais

COMUNICADO II (Estudantes GS. Ext.)

COMUNICADO II (Estudantes GS. Ext.) COMUNICADO II (Estudantes GS. Ext.) Edital SECRI 004/2015 Seleção para Programa de Bolsas Erasmus Mundus Projeto Euro Brazilian Windows (EBW+) 2ª chamada A (SECRI) com relação ao Edital SECRI 004/2015

Leia mais

ANEXO I UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE

ANEXO I UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE ANEXO I UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE 1- Escola de Arquitetura e Urbanismo Departamento de Arquitetura Área de Conhecimento: TEORIA E HISTÓRIA DA ARQUITETURA (uma vaga).

Leia mais

Oferta Educativa 11 12. 2º Ciclo-Mestrados e Pós-graduações. FCSH Av. Berna, nº 26 C 1069-061 Lisboa Tel: 21 790 83 00 E-mail: gria@fcsh.unl.

Oferta Educativa 11 12. 2º Ciclo-Mestrados e Pós-graduações. FCSH Av. Berna, nº 26 C 1069-061 Lisboa Tel: 21 790 83 00 E-mail: gria@fcsh.unl. Oferta Educativa 11 12 2º Ciclo-Mestrados e Pós-graduações FCSH Av. Berna, nº 26 C 1069-061 Lisboa Tel: 21 790 83 00 E-mail: gria@fcsh.unl.pt Índice Índice Descubra as nossas vantagens 2 Eixos Científicos

Leia mais

Cód. Curso Área CNAEF Curso ESEC. Técnicas de Intervenção Social em Toxicodependências Técnico de Intervenção Social em Toxicodependência 1/7

Cód. Curso Área CNAEF Curso ESEC. Técnicas de Intervenção Social em Toxicodependências Técnico de Intervenção Social em Toxicodependência 1/7 7224 Acolhimento em Instituição 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa 7257 Acompanhamento de Crianças e Jovens 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 04/00 - CEPE

RESOLUÇÃO Nº 04/00 - CEPE RESOLUÇÃO Nº 04/00 - CEPE Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes.

Leia mais

ECONOMIA DA CULTURA. Paula Porta Assessora especial do Ministro da Cultura e Coordenadora do Prodec MINISTÉRIO DA CULTURA

ECONOMIA DA CULTURA. Paula Porta Assessora especial do Ministro da Cultura e Coordenadora do Prodec MINISTÉRIO DA CULTURA MINISTÉRIO DA CULTURA ECONOMIA DA CULTURA UM SETOR ESTRATÉGICO PARA O PAÍS Paula Porta Assessora especial do Ministro da Cultura e Coordenadora do Prodec A produção, a circulação e o consumo de bens e

Leia mais

EDITAL: EXAME DE PROFICIÊNCIA 2016.1 ANEXO 1. Página 1 de 13

EDITAL: EXAME DE PROFICIÊNCIA 2016.1 ANEXO 1. Página 1 de 13 TIPO DE AVALIAÇÃO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA CH CÓDIGO TEÓRICA PRÁTICA LOCAL COMUNICAÇÃO COMUN. SOCIAL - HABILIT. EM PUBLIC. E PROPAGANDA 2012.1 7ª MARKETING POLÍTICO E ESTRATÉGIAS ELEITORAIS

Leia mais

EMENTÁRIO Entrada: até 2009 1º ANO

EMENTÁRIO Entrada: até 2009 1º ANO EMENTÁRIO Entrada: até 2009 1º ANO TEORIA E TÉCNICAS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS EMENTA: Origem das Relações Públicas e sua evolução histórica e conceitual. O mercado de trabalho. Abordagens técnicas do profissional

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 264/02/2016

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 264/02/2016 CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 264/02/2016 1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) () (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação

Leia mais

Orientações sobre preenchimento de áreas e linhas de extensão no cadastro de atividades de extensão na UNIFAP

Orientações sobre preenchimento de áreas e linhas de extensão no cadastro de atividades de extensão na UNIFAP UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E AÇÕES COMUNITÁRIAS DEPARTAMENTO DE EXTENSAO Orientações sobre preenchimento de áreas e linhas de extensão no cadastro de atividades de extensão

Leia mais

ENADE 2015 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

ENADE 2015 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS ENADE 2015 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS 24/08/2015 O QUE É O ENADE? Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é um componente da avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1º Termo 2º Termo Comunicação e Expressão I 36 Comunicação e Expressão II 36 Direito

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S São Paulo ( ) / Minas Gerais ( ) 2011 1 P R O E R S 1. TÍTULO DO PROJETO (de acordo com a Linha de Extensão) : 2. ACADÊMICO:

Leia mais

PESOS E NOTAS MÍNIMAS (PONTO DE CORTE) ENEM 2015

PESOS E NOTAS MÍNIMAS (PONTO DE CORTE) ENEM 2015 PESOS E NOTAS MÍNIMAS (PONTO DE CORTE) ENEM 2015 CAMPUS RECIFE CURSO PROVA ENEM PESO ADMINISTRAÇÃO ARQUEOLOGIA ARQUITETURA E URBANISMO ARTES VISUAIS - LICENCIATURA BIBLIOTECONOMIA BIOMEDICINA CIÊNCIAS

Leia mais

Ações de extensão, áreas temáticas e linhas de extensão mais relacionadas com o Curso de Ciências Biológicas

Ações de extensão, áreas temáticas e linhas de extensão mais relacionadas com o Curso de Ciências Biológicas Ações de extensão, áreas temáticas e linhas de extensão mais relacionadas com o Curso de Ciências Biológicas 1. AÇÕES DE EXTENSÃO São consideradas ações de extensão os programas, projetos, cursos, eventos,

Leia mais

Edital 02/2015 Seleção de Projetos Comunitários 2016

Edital 02/2015 Seleção de Projetos Comunitários 2016 UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL LUTERANA DO BRASIL AELBRA. Reconhecida pela Portaria Ministerial n.º 681 de 07/12/89 D.O.U. de 11/12/89 Edital 02/2015 Seleção

Leia mais

O aluno que estiver com disciplina pendente no currículo antigo, poderá cursar a sua equivalente, que for oferecida no período, do currículo novo.

O aluno que estiver com disciplina pendente no currículo antigo, poderá cursar a sua equivalente, que for oferecida no período, do currículo novo. Equivalências das disciplinas obrigatórias do currículo antigo do curso de Social (cinema, jornalismo e publicidade) vinculadas ao Departamento de Estudos Culturais e Mídia. O aluno que estiver com disciplina

Leia mais

HUMANAS. Página na web: www.fea.ufjf.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Apresentação:

HUMANAS. Página na web: www.fea.ufjf.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Apresentação: HUMANAS ADMINISTRAÇÃO Os alunos de Administração da UFJF graduam-se na modalidade Bacharelado e podem escolher entre as opções de especialização: Administração de Empresas e Administração Pública. O curso

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL-PUBLICIDADE E PROPAGANDA (Currículo iniciado em 2009)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL-PUBLICIDADE E PROPAGANDA (Currículo iniciado em 2009) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL-PUBLICIDADE E PROPAGANDA (Currículo iniciado em 2009) ARTE E ESTÉTICA EM COMUNICAÇÃO/PP (1958) C/H 68 Investigação da natureza, história e estilos

Leia mais

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Em cumprimento ao disposto no art. 2o da Portaria Normativo MEC no 1, de 29 de janeiro de 2009, divulga-se abaixo a relação das áreas e cursos

Leia mais

VAGAS OCIOSAS 2015-1

VAGAS OCIOSAS 2015-1 Curso Pretendido na UFU Turno VAGAS OCIOSAS 2015-1 Tabela I Relação dos cursos, vagas, cursos afins e conteúdos da prova escrita. CAMPUS PONTAL Ituiutaba - MG Modalidade Reingresso ao Curso de Origem Interna

Leia mais

A Função Social da Coleção de Cartazes do Museu de Arte Contemporânea MAC USP

A Função Social da Coleção de Cartazes do Museu de Arte Contemporânea MAC USP Temática 2: Direito á informação, Acesso à informação e Inclusão Social A Função Social da Coleção de Cartazes do Museu de Arte Contemporânea MAC USP Lauci Reis Bortoluci guila@usp.br Universidade São

Leia mais

Com relação aos Compromissos Nacionais

Com relação aos Compromissos Nacionais Plano de Ação México Com relação aos Compromissos Nacionais 1. Nos último anos, o Ministério da Cultura do Brasil (MinC) vem debatendo com especial ênfase o impacto econômico propiciado pela música na

Leia mais

QUADRO DE AFINIDADES DE CURSOS

QUADRO DE AFINIDADES DE CURSOS ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS ECONÔMICAS COMUNICAÇÃO SOCIAL DIREITO RELAÇÕES INTERNACIONAIS QUADRO DE AFINIDADES DE CURSOS Proc. de Dados / Licenciatura em Informática / Bacharelado em Moda

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA Superintendência de Cultura e Sociedade Coordenadoria de Diversidade Cultural

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA Superintendência de Cultura e Sociedade Coordenadoria de Diversidade Cultural Chamada de seleção simplificada para participação na 1º Feira Favela Criativa REGULAMENTO Com os objetivos de: (1) fortalecer as ações culturais já existentes nas comunidades pacificadas e outros territórios

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015-2ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Classificações dos últimos colocados Código Instit.

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015-2ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Classificações dos últimos colocados Código Instit. Classificações dos últimos s Nome da Instituição Nome do Grau de 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 6 0 1 143,5 5 0110 8086 Universidade dos

Leia mais

PLANO NACIONAL DE DANÇA

PLANO NACIONAL DE DANÇA PLANO NACIONAL DE DANÇA I APRESENTAÇÃO II - DIRETRIZES E AÇÕES II HISTÓRICO DO SETOR NO PAÍS III DIAGNOSE DE POTENCIAL E PONTOS CRÍTICOS DO SETOR IV DADOS DO SETOR PARA O SISTEMA DE INFORMAÇÕES E INDICADORES

Leia mais

4312-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 131 9 de Julho de 2008

4312-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 131 9 de Julho de 2008 4312-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 131 9 de Julho de 2008 pre que necessário, para a realização de entrevista e ou avaliação funcional das suas capacidades. 4 A comissão pode, face à prova documental

Leia mais

Administração 345A01 Administração ENADE 2006

Administração 345A01 Administração ENADE 2006 ENADE 2006 Relação das ÁREAS que serão avaliadas pelo ENADE 2006, em 12 de novembro de 2006, por determinação da Portaria nº 603, de 07 de março de 2006, e os respectivos cursos/habilitações conforme classificação

Leia mais

Oferta Educativa no Ensino Secundário

Oferta Educativa no Ensino Secundário Oferta Educativa no Ensino Secundário G-Cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) A-Cursos Científico- Humanísticos B-Cursos Profissionais F-Ensino Recorrente Ensino Secundário C-Cursos Artísticos

Leia mais

1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO: 2009 Código Código

1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO: 2009 Código Código (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10) 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísm Ciências Farmacêuticas (Preparatórios PM 15 15 0 155,5 0 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra do Heroísm

Leia mais

Matriz Curricular - Unidade I. Disciplina de Formação Geral e Créditos C. H. Pré-requisitos

Matriz Curricular - Unidade I. Disciplina de Formação Geral e Créditos C. H. Pré-requisitos MATRIZ CURRICULAR ORGANIZADA POR UNIDADES CURRICULARES Matriz Curricular - Unidade I Disciplina de Formação Geral e Créditos C. H. Pré-requisitos Humanística Português Instrumental 3.1.0.0.0 60 Psicologia

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2013.1

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2013.1 UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2013.1 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Período

Leia mais

Escola Técnica Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira

Escola Técnica Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira Escola Técnica Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira - Diadema AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL

Leia mais

O ARTISTA EMPREENDEDOR COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL

O ARTISTA EMPREENDEDOR COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL O ARTISTA EMPREENDEDOR COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL APRESENTAÇÃO O curso O ARTISTA EMPREENDEDOR - COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL ministrado pelo ator, produtor e documentarista

Leia mais

MBA em Gestão do Entretenimento

MBA em Gestão do Entretenimento MBA em Gestão do Entertainment Business Management Público - alvo Indicado para profissionais e empreendedores que necessitam de habilidades e ferramentas para a atuação no setor de gestão, nas áreas do

Leia mais

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial;

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial; MARKETING ESPORTIVO E CULTURAL EAD MÓDULO XIX - RESUMO A evolução do ser humano no decorrer da história está associada diretamente ao conceito de cultura, que engloba os costumes e as experiências repassadas

Leia mais

MBA em Gestão do Entretenimento

MBA em Gestão do Entretenimento MBA em Gestão do Entretenimento Entertainment Business Management Início em 28 de abril de 2016 Aulas as terças e quintas, das 7h às 9h30 Valor do curso: R$ 23.760,00 À vista com desconto: R$ 21.859,00

Leia mais

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Em cumprimento ao disposto no art. 2 o da Portaria Normativo MEC n o 1, de 29 de janeiro de 2009, divulga-se abaixo a relação das áreas e cursos

Leia mais

Formação necessária por componente curricular

Formação necessária por componente curricular 1.Contabilidade Pública (Contabilidade) 2.Programação de Computadores I (Informática) Administração de Sistemas de Informação Análise de Sistemas / Sistemas de Informação Análise de Sistemas Administrativos

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (Currículo iniciado em 2015)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (Currículo iniciado em 2015) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (Currículo iniciado em 2015) ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO I 102 h/a 3107 Aspectos histórico/evolutivos. Planejamento estratégico/tático na indústria. Padronização.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA PERÍODO DISCIPLINAS Carga Horária Créditos 1º Psicologia da Educação I 40 20 3 Metodologia de Pesquisa em Educação I 20 20 2 Filosofia 40 0 2 Língua Portuguesa 60 0 3 História da Educação 60 0 3 Informática

Leia mais

EIXO I GESTÃO CULTURAL DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA

EIXO I GESTÃO CULTURAL DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA PLANO MUNICIPAL DE CULTURA DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ Comissão de Elaboração do Plano Municipal de Cultura: Anderson Beluzzo, Celso Peixoto, Dagma Castro, Elias Alcides Luciano, Guilhermina Stuker, João Alexandre

Leia mais

Oferta Escolar 2015/2016

Oferta Escolar 2015/2016 Oferta Escolar 2015/2016 Ana Carina Pereira Serviço de Psicologia e Orientação 9º ano e agora? Oferta Escolar de Ensino Secundário: Cursos Científico-Humanísticos Curso Profissional Curso Vocacional de

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL DO PIAUÍ

PLANO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL DO PIAUÍ PLANO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL DO PIAUÍ Carteira de Negócios Cultura Projetos propostos Teresina, PI novembro 2013 CARTEIRA SETORIAL DE NEGÓCIOS Conteúdo da Nota Técnica de Cultura SUMÁRIO

Leia mais

ESCOLAS. Ciências Agrárias e Veterinárias

ESCOLAS. Ciências Agrárias e Veterinárias ANEXO 2 ESCOLAS Ciências Agrárias e Veterinárias Arquitectura Paisagista Ciências de Engenharia - Engenharia Zootécnica Engenharia Agronómica Engenharia Florestal Enologia Medicina Veterinária Mestrado

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO

CURSO DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO CURSO DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO Eixo Tecnológico: Produção Cultural e Design Carga Horária: 2540 h/a Turno: Noturno Tempo de Duração: 6 semestres ( 3 anos) Regime: Seriado semestral Estágio: Opcional

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em SERVIÇOS PÚBLICOS Campus Nilo Peçanha - Pinheiral

Ementário do Curso Técnico em SERVIÇOS PÚBLICOS Campus Nilo Peçanha - Pinheiral Ementário do Curso Técnico em SERVIÇOS PÚBLICOS Campus Nilo Peçanha - Pinheiral Disciplina: Contratos e Convênios na Administração Pública Conceitos básicos de licitações, contrato e convênios; Obrigatoriedade

Leia mais

Sumário. Marketing Mix Tradicional 37 Marketing Mix Ambiental 38 Diferenças entre o Marketing Tradicional e o Marketing Ambiental 40

Sumário. Marketing Mix Tradicional 37 Marketing Mix Ambiental 38 Diferenças entre o Marketing Tradicional e o Marketing Ambiental 40 Sumário CAPITULO l - MARKETING AMBIENTAL 19 CONCEITUAÇÃO,, 19 CONTEXTUALIZAÇÃO DA SITUAÇÃO ATUAL 20 MARCOS AMBIENTAIS E DOCUMENTOS LEGAIS: UMA RETROSPECTIVA 21 GESTÃO AMBIENTAL E POSICIONAMENTO AMBIENTAL

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão, Pós-graduação e Cultura Assessoria de Extensão PROGRAMA DE EXTENSÃO

Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão, Pós-graduação e Cultura Assessoria de Extensão PROGRAMA DE EXTENSÃO Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão, Pós-graduação e Cultura Assessoria de Extensão PROGRAMA DE EXTENSÃO EDITAL 01/2010 O Pró-reitor de Pesquisa, Extensão,

Leia mais

Carga Horária Total: 80 horas

Carga Horária Total: 80 horas COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E PRODUÇÃO DE TEXTOS Norma linguística padrão: padrões de comunicação e níveis de linguagem. Comunicação organizacional como estratégica essencial no âmbito empresarial. Instrumentos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR. CURSO: Secretariado Executivo MODALIDADE: Semestral ANO DE IMPLANTAÇÃO: 2007 Implantação gradativa

MATRIZ CURRICULAR. CURSO: Secretariado Executivo MODALIDADE: Semestral ANO DE IMPLANTAÇÃO: 2007 Implantação gradativa MATRIZ CURRICULAR CURSO: Secretariado Executivo MODALIDADE: Semestral ANO DE IMPLANTAÇÃO: 2007 Implantação gradativa 1º. SEMESTRE Filosofia I 02 36 Informática I 04 72 Língua Espanhola I 02 36 Língua Inglesa

Leia mais

Atualização do Curso Técnico em Comércio, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio

Atualização do Curso Técnico em Comércio, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico em Comércio, eixo tecnológico Gestão e Negócios

Leia mais

Pelo estudo, cerca de 13 milhões de brasileiros estão envolvidos diretamente com alguma atividade empreendedora.

Pelo estudo, cerca de 13 milhões de brasileiros estão envolvidos diretamente com alguma atividade empreendedora. 1 Grande Expediente proferido pela Dep. Profª Raquel Teixeira Brasília, 20.03.2006 Uma recente pesquisa publicada pelo Global Entrepreneurship Monitor coloca o Brasil em 7º lugar entre as nações mais empreendedoras

Leia mais

1º período. Carga Horária. Nome da Disciplina. créditos. Ementa

1º período. Carga Horária. Nome da Disciplina. créditos. Ementa 1º período EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 60 4T Análise das tendências atuais da educação a distância contextualizando-as. Aspectos históricos da Educação a Distância (EAD) no Brasil. A operacionalização da EAD.

Leia mais

Unidade III. Mas a grande questão a ser levantada é o que é cultura? Para o dicionário Houaiss da língua portuguesa, cultura pode ser:

Unidade III. Mas a grande questão a ser levantada é o que é cultura? Para o dicionário Houaiss da língua portuguesa, cultura pode ser: MARKETING ESPORTIVO E CULTURAL Unidade III 11 DEFINIÇÃO Para definirmos marketing cultural temos, antes de qualquer coisa, de entender o conceito de marketing e saber o significado de cultura. As perguntas

Leia mais

OPÇÕES. 1.º Ciclo 2012-2013

OPÇÕES. 1.º Ciclo 2012-2013 OPÇÕES 1.º Ciclo 2012-2013 Coimbra, 12 de julho de 2012 DEFINIÇÕES GERAIS Disciplinas de opção curricular 1- São consideradas opções curriculares as disciplinas de opção contempladas nos planos de estudos

Leia mais

Cód. Curso Área CNAF Curso ESEC. Arte e Design. Produção Assistida por Computador - Indústrias de Mobiliário. Arte e Design.

Cód. Curso Área CNAF Curso ESEC. Arte e Design. Produção Assistida por Computador - Indústrias de Mobiliário. Arte e Design. 7224 Acolhimento em Instituição 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa 7257 Acompanhamento de Crianças e Jovens 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa

Leia mais

CALENDÁRIO - TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS Grupo 90 - Novembro/2011

CALENDÁRIO - TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS Grupo 90 - Novembro/2011 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de EAD para que possa entender o processo de avaliação, disciplinas, estrutura curricular e duração.

Leia mais

DE GEOGRAFIA PARA O PÓS-MEDIO

DE GEOGRAFIA PARA O PÓS-MEDIO DE GEOGRAFIA PARA O PÓS-MEDIO Sonia Morandi (*) RESUMO - A partir da experiência de formação continuada em geografia do turismo, desenvolvida no Centro Paula Souza/CEETEPS, o trabalho tem por objetivo

Leia mais

Atualização do Curso Técnico em Contabilidade, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio

Atualização do Curso Técnico em Contabilidade, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico em Contabilidade, eixo tecnológico Gestão e Negócios

Leia mais

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-ALVO: Os Cursos Técnicos são destinados a todos que estão cursando o 2º ano ou já completaram o Ensino Médio e que desejam aprender uma profissão, entrar no mercado de trabalho ou buscar uma melhor

Leia mais

Nota de Corte. CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2014 Nota de Corte Informe nº 11/2014-09/12/2013

Nota de Corte. CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2014 Nota de Corte Informe nº 11/2014-09/12/2013 CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2014 Nota de Corte Informe nº 11/2014-09/12/2013 Nota de Corte A FUVEST está divulgando o número mínimo de pontos, por carreira, necessário para o acesso à segunda fase do Concurso

Leia mais

ANEXO 01. CURSO/Universidade: Licenciatura em Turismo/UFRRJ

ANEXO 01. CURSO/Universidade: Licenciatura em Turismo/UFRRJ ANEXO 01 CURSO/Universidade: Licenciatura em /UFRRJ SELEÇÃO DE DOCENTES DISCIPLINAS / FUNÇÕES - PROGRAMAS / ATIVIDADES - PERFIS DOS CANDIDATOS - NÚMEROS DE VAGAS DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES PERFIL

Leia mais

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA 20 DE FEVEREIRO DE 2008

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA 20 DE FEVEREIRO DE 2008 ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA 20 DE FEVEREIRO DE 2008 Em cumprimento ao disposto no art. 2 o da Portaria Normativo MEC n o 1, de 29 de janeiro de 2009, divulga-se abaixo

Leia mais

Roteiro para elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado do Curso de Bacharelado em Administração da AJES

Roteiro para elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado do Curso de Bacharelado em Administração da AJES Roteiro para elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado do da AJES A - APRESENTAÇÃO 1. A empresa 1.1. Aspectos Gerais 1.1.1. História da empresa (da fundação a atualidade) 1.1.2. Visão, Missão e

Leia mais

a questão das leis de incentivo à cultura

a questão das leis de incentivo à cultura a questão das leis de incentivo à cultura 25/10/2004 Dia 25/10 - das 8h30 às 11h Tema: A questão das leis de incentivo à cultura Palestrante: Gilberto Gil Ministro da Cultura a questão das leis de incentivo

Leia mais

1ª ETAPA DO XIII CBC RELATÓRIO DO SEMINÁRIO ESTADUAL PREPARATÓRIO. Número de participantes:

1ª ETAPA DO XIII CBC RELATÓRIO DO SEMINÁRIO ESTADUAL PREPARATÓRIO. Número de participantes: 1ª ETAPA DO XIII CBC RELATÓRIO DO SEMINÁRIO ESTADUAL PREPARATÓRIO Organização Estadual: Sistema OCB/SESCOOP-RR Data de realização do seminário: 17 de Junho de 2010 Local: Auditório do Sistema FAERR/SENAR-RR

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Gestão de Pessoas A disciplina visa apresentar os conceitos de administração de Gestão de Pessoas e sua evolução nas organizações, bem como sistemas

Leia mais

OPÇÕES 2.º Ciclo 2013-2014

OPÇÕES 2.º Ciclo 2013-2014 OPÇÕES 2.º Ciclo 2013-2014 0 ALIMENTAÇÃO FONTES, CULTURA E SOCIEDADE Alimentos, Medicamentos e Venenos Religiões e Alimentação ARQUEOLOGIA E TERRITÓRIO (escolher apenas uma em cada semestre) Antropologia

Leia mais

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO CARGO/ESPECIALIDADE Art. 378. Ao Consultor Legislativo, Especialidade Assessoramento Legislativo. ÁREAS DE INTERESSE DO SENADO FEDERAL Agronomia;

Leia mais

Atualização do Curso Técnico em Vendas, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio

Atualização do Curso Técnico em Vendas, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico em Vendas, eixo tecnológico Gestão e Negócios

Leia mais

1. Gestão de Pessoas I e II (Administração Integrada ao Ensino Médio)

1. Gestão de Pessoas I e II (Administração Integrada ao Ensino Médio) 1. Gestão de Pessoas I e II (Administração Integrada ao Ensino Médio) Administração Administração (EII) Administração - Habilitação em Administração de Empresas Administração - Habilitação em Administração

Leia mais

CAMPUS: SÃO PAULO CURSO TURNO SEM. DISCIPLINA DATA HORÁRIO SALA PRÉDIO

CAMPUS: SÃO PAULO CURSO TURNO SEM. DISCIPLINA DATA HORÁRIO SALA PRÉDIO Prezados(as) alunos (as), Segue as orientações para realizção das provas: A prova é PRESENCIAL e SEM CONSULTA; ADMINISTRAÇÃO MATUTINO 6.M.A METODOLOGIA CIENTÍFICA 30/mai 08h às 9h ADMINISTRAÇÃO MATUTINO

Leia mais

Mapa de Pessoal - ano 2015

Mapa de Pessoal - ano 2015 Gabinete de Apoio à Presidência Artigo 5.º do Regulamento dos Superior Postos de trabalho ocupados: 1 Licenciado em Relações Internacionais, 1 Licenciado em Gestão do Património e 1 lugar por força do

Leia mais

PLANO ESTADUAL DA CULTURA. Matriz Situacional da Cultura

PLANO ESTADUAL DA CULTURA. Matriz Situacional da Cultura PLANO ESTADUAL DA CULTURA Matriz Situacional da Cultura Fórum de Planejamento Regional Cidade Sede: Aranranguá 29 e 30 de agosto de 2012 Priorização de Diretrizes e Ações Objetivo: Discussão da proposta

Leia mais

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada BRA-MEB001-100209-0 Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada São Paulo, 9 de março de 2010 0 BRA-MEB001-100209-1 O que o Brasil quer com uma Copa do Mundo FIFA Mobilizar

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ MATRIZ CURRICULAR MATUTINO Fase Código Ordem COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas Pré-requisito 01 Leitura e produção textual I 4 60 02 Introdução

Leia mais

CURSOS DE GRADUAÇÃO 17

CURSOS DE GRADUAÇÃO 17 CURSOS DE GRADUAÇÃO 17 CURSO SUPERIOR EM GESTÃO COMERCIAL TECNÓLOGO Prérequisitos Cr. C.H. 1 11 Fundamentos do Processo Administrativo 1 1135 Português 1 1135 Filosofia e Ética Empresarial 1 11353 Direito

Leia mais

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor.

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Histórico Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções realiza projetos em diversificados setores, atendendo principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Em 2010 abriu escritório

Leia mais

NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO NUPE/FAME AÇÕES DE EXTENSÃO

NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO NUPE/FAME AÇÕES DE EXTENSÃO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO NUPE/FAME AÇÕES DE EXTENSÃO Programa - Conjunto articulado de projetos e outras ações de extensão - cursos, eventos, prestação de serviços -, de caráter educativo, social,

Leia mais

UFS Notas de Corte Sisu 2014 Universidade Federal de Sergipe. Câmpus Curso Turno Disputa Janeiro 2014 Notas de Corte

UFS Notas de Corte Sisu 2014 Universidade Federal de Sergipe. Câmpus Curso Turno Disputa Janeiro 2014 Notas de Corte UFS Notas de Corte Sisu 2014 Universidade Federal de Sergipe Câmpus Curso Turno Disputa Janeiro 2014 Notas de Corte 625,32 Aracaju Fonoaudiologia Mat Esc. pública, 1,5 SM 632,9 Aracaju Fonoaudiologia Mat

Leia mais

HORÁRIOS DAS PROVAS PRESENCIAIS DA DP ONLINE

HORÁRIOS DAS PROVAS PRESENCIAIS DA DP ONLINE HORÁRIOS DAS PROVAS PRESENCIAIS DA DP ONLINE CURSO: DIREITO Obs.: Tragam sempre, por precaução, o Vade Mecum para consulta. A permissão quanto ao acesso à legislação seca dependerá do critério do Professor

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL Nome da disciplina: Introdução Ao Serviço Social Descrição: A prática profissional no Serviço Social na atualidade: o espaço sócioocupacional

Leia mais

II Encontro para Reflexões e Práticas de Responsabilidade Social

II Encontro para Reflexões e Práticas de Responsabilidade Social II Encontro para Reflexões e Práticas de Responsabilidade Social Nosso ponto de partida Responsabilidade Social: conceito em evolução e práticas em difusão, sendo incorporadas ao cotidiano dos empresários

Leia mais

EIXO I - IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE CULTURA

EIXO I - IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE CULTURA III CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA APRESENTAÇÃO DOS 04 (QUATRO) EIXOS A SEREM DISCUTIDOS NA CONFERÊNCIA EIXO I - IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE CULTURA Foco Nacional: Impactos da Emenda Constitucional

Leia mais

0202 Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente

0202 Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente 0110 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 8031 Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) 155,5 8085 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 128,8 8086 Medicina Veterinária (Preparatórios) 154,8 9022 Ciências

Leia mais

AÇÕES DO PLANO NACIONAL DE CULTURA. Número da ação

AÇÕES DO PLANO NACIONAL DE CULTURA. Número da ação Meta Número da ação 1.1.1; 1.1.2; 1.1.3; 1.1.4; 1.1.5; 1.1.7; 1.1.8; 1.1.9; 1.2.3; 1.3.1; 1.4.2; 1.5.1; 1.5.2; 1.6.5; 1.7.1; 1.7.2; 1.7.4; 1.10.1; 1.10.3; 5.1.1; 5.1.4; 5.4.1; 5.4.2; 5.4.3 e 5.4.4 1.1.1

Leia mais

Proposta de Otimização da Gestão e dos Recursos Financeiros do Turismo

Proposta de Otimização da Gestão e dos Recursos Financeiros do Turismo Proposta de Otimização da Gestão e dos Recursos Financeiros do Turismo A Administração Pública vem passando por processos de modernização em busca da otimização de recursos e melhoria do desempenho público.

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR EXTERNO NÍVEL SUPERIOR 1º SEM/2016 PROCEDIMENTOS

ESTÁGIO CURRICULAR EXTERNO NÍVEL SUPERIOR 1º SEM/2016 PROCEDIMENTOS ESTÁGIO CURRICULAR EXTERNO NÍVEL SUPERIOR 1º SEM/2016 PROCEDIMENTOS A Fundação de Apoio à Escola Técnica FAETEC órgão vinculado à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Pós-Graduação em Gestão de Negócios com ênfase em Empreendedorismo

Pós-Graduação em Gestão de Negócios com ênfase em Empreendedorismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios com ênfase em Empreendedorismo Turma Especial ESPM/ABF-Rio Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 15.698,00

Leia mais

Catálogo de Requisitos

Catálogo de Requisitos Catálogo de Requisitos 1. Artes (Base Nacional Comum) (Ensino Médio) Artes (LP) - qualquer linguagem Artes Cênicas (LP) Artes Plásticas (LP) Artes Plásticas e Desenho (LP) Artes Visuais (LP) Dança (LP)

Leia mais

Seja bem vindo à ECID!

Seja bem vindo à ECID! Seja bem vindo à ECID! Nesta apresentação falaremos um pouco sobre quem somos, nossos produtos e o mercado em qual atuamos. Leia atentamente esta apresentação para que você compreenda melhor quem é a ECID

Leia mais

REQUERIMENTO DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO

REQUERIMENTO DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO DIGEP D-01 P. 1/2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul 1. DADOS DO SERVIDOR Data de ingresso

Leia mais