CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS"

Transcrição

1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. Qual das opções abaixo relacionadas constitui as Leis Orgânicas da Saúde do Brasil: a) Lei Federal nº 8.689/93 e Lei Federal nº 8.080/90; b) Lei Federal nº 8.112/90 e Lei Federal nº 8.032/90; c) Lei Federal nº 8.078/90 e Lei Federal nº 8.080/90; d) Lei Federal nº 8.080/90 e Lei Federal nº 8.142/ De acordo com a Lei Orgânica da Saúde, qual das opções abaixo está CORRETA? a) A participação popular não é um princípio do SUS, mas, sim, uma obrigação e dever da comunidade; b) O princípio da universalidade no SUS significa, somente, que todas as pessoas de baixa renda tem direito a saúde; c) A Descentralização da saúde, um dos princípios do SUS. Significa: a (União), o governo federal vai administrar os eventos da saúde nos estados e municípios; d) A preservação das autonomias das pessoas na defesa da sua integridade física e moral. 03. Qual a percentagem exigida pela Lei nº 8.142/90, para garantir a paridade das representatividades no Conselho de Saúde. a) 50% de Usuários e 50% de trabalhadores da saúde, Governo e Prestador de Serviço; b) 50% de Usuários, 25% de trabalhadores da Saúde, 25% de Governo e 25% de prestador de Serviços; c) 50% de Usuários, 30% governo e 20% de prestador de serviços; d) 50% de Usuários, 25% de trabalhadores e 25% de governo e prestador de serviços. 04. Identifique a opção incorreta. a) Os Conselhos Municipais de Saúde são subordinados ao Conselho Nacional de Saúde; b) O Conselho Municipal de Saúde, encontrando irregularidade, pode reprovar as prestações de contas financeiras da saúde da Secretaria da Saúde do seu município; c) A Lei nº 8.080/90 foi regulamentada pelo Decreto nº /11. d) O Conselho Estadual de Saúde é Subordinado ao Conselho Nacional de Saúde. 05. Complete com uma das alternativas abaixo, referente a um dos princípios do SUS: A da assistência à saúde, sem preconceitos ou privilégios de qualquer espécie : a) Universalidade; b) Igualdade; c) Capacidade; d) Preservação. 06. Referindo-se a Lei Orgânica da Saúde, observe as seguintes redações: I) O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário às ações e aos serviços para sua promoção, proteção e recuperação; II) O dever do Estado não exclui os das pessoas, da família, das empresas e da sociedade. III) O dever do estado exclui os das pessoas, da família, das empresas e da sociedade. a) As três citações estão corretas; b) Somente a segunda está correta; c) As duas primeiras estão corretas; d) Somente a primeira está correta. 07. A Lei nº 8.142/90 que dispõe sobre a participação da comunidade no Sistema Único de Saúde. Estabelece que os Conselhos de Saúde possuem caráter: 1

2 a) Deliberativo e permanente; b) Não possui caráter deliberativo; c) Não possui Caráter deliberativo e nem permanente; d) Só possui caráter permanente. 08. Uma das atribuições do Agente de Combate as Endemias nas realizações das visitas domiciliares é: a) Reclamar, com veemência, as famílias sobre a falta de higiene que por ventura venha encontrar em suas residências; b) Os Agentes de Combate às endemias são profissionais altamente informados, e geralmente as pessoas dos domicílios não ligam para a saúde da família e de sua comunidade. Cabe ao agente exigir dos moradores uma explicação sobre suas atitudes; c) Os Agentes de combate às endemias devem orientar as famílias e a comunidade, sobre as formas de se prevenir a proliferação de endemias; d) Para um bom relacionamento com as famílias o Agente de Combate as Endemias deve dialogar sobre outros problemas, que não sejam relacionados com o seu trabalho com essa população. 09. É um dever do Servidor Público: Ser leal às instituições a que servir. Essa afirmação refere-se: a) Ao Código de Ética dos Servidores Públicos Civil do Poder Executivo; b) Encontra-se na Lei nº 8.142/90; c) Encontra-se na Lei nº 8.080/90; d) Não se refere a nenhum código de ética, mas, é importante o servidor cumprir esse princípio. 10. O agente etiológico da doença conhecida como Dengue, é um tipo de: a) Mosquito, o Aedes aegypti; b) Mosquito o Cúlex; c) Vírus; d) Protozoário. 11. Observando esses dois tipos de enfermidades; I- Leishmanioses e II - Filariose, na ordem em que estão escritas, pode afirmar que elas são causadas por: a) Verme e Protozoário; b) Vírus e Bactéria; c) Protozoário e protozoário; d) Protozoário e verme. 12. Qual das opções abaixo, expressa doenças que transmitem ou contaminam a população por transportes mecânicos (através de mosquitos). a) Dengue e Tracoma; b) Hepatite e Tracoma; c) Tracoma e Hepatite C ; d) Aids e Dengue. 13. Sobre a transmissão da Leishmaniose Tegumentar marque a afirmativa verdadeira: a) Os cachorros, são os únicos que servem de reservatório do parasito que provoca a Leishmaniose Tegumentar; b) Os cães, os masurpiais, as preguiças, os tamanduás, os roedores, os equinos, as mulas e o homem, todos esses animais servem de reservatório do parasito que causa a Leishmaniose Tegumentar; c) O homem não pode ser reservatório do agente etiológico que causa a Leishmaniose Tegumentar; d) Somente, os roedores, os cães, os musurpiais, os tamanduás, os equinos, as mulas, e as preguiças são reservatórios do parasito da Leishmaniose Tegumentar. 14. Das doenças abaixo descritas, qual delas o homem é o único reservatório e fonte da infecção? a) Febre amarela; b) Esquistossomose; c) Sarampo; d) Leptospirose. 15. A poliomielite, conhecida como paralisia infantil é uma patologia grave. O modo de transmissão se dá: 2

3 a) Através da urina de gato. Quando esse está contaminado. O gato ao deitar em sofás, camas e etc., deixa restos de urinas contaminadas, crianças ao sentar ou deitar nesses locais adquire o parasito e adoece; b) Principalmente por contato direto de pessoa a pessoa, pelas vias fecal-oral (principal) ou oral-oral. Essa ultima através de gotículas do muco da orofaringe; c) Tomando banho no rio em águas contaminadas pelo parasito; d) Comendo alimentos estragados, principalmente, os enlatadas de forma industrializadas. Os vários produtos químicos usados como conservantes produz uma bactéria causadora dessa doença. 16. Uma doença provocada por bactéria: a) Herpes; b) Hepatite B ; c) Tracoma; d) Malária. 17. A Taenia solium, é um cestódeo causador da doença intestinal (teníase), mais conhecido como, solitária. É certo afirmar que: a) O homem é o único hospedeiro definitivo da forma adulta da Taenia solium, o suíno, é hospedeiro intermediário por apresentar a forma larvária nos seus tecidos; b) O porco é o hospedeiro definitivo da forma adulta da tênia; c) Ao comer carne de porco contaminada pela tênia, (carne com coroço), o homem adquire a cisticercose; d) Ao se alimentar da carne de porco com caroço o homem adquire Ancilostomíase a mais conhecida como lombriga. 18. As enfermidades possuem nomes científicos, mas geralmente são conhecidas popularmente por outros nomes é o caso de algumas endemias. Portanto quando alguém está com maleita, sezão tremedeira ou batedeira, sabemos que ela está com: a) Escabiose; b) Meningite; c) Malária; d) Febre tifoide. 19. Marque a opção CORRETA: a) Os procedimentos de ética e cidadania devem ser aplicados pelo servidor público em seu horário de trabalho. Fora do seu expediente o servidor está livre para agir da forma que lhe convier; b) Os procedimentos de ética e cidadania devem ser aplicados pelo servidor, somente, no horário de trabalho e em seu domicílio; c) Ética e cidadania são procedimentos altamente filosóficos, sua prática e compreensão são para homens letrados, a responsabilidade foge dos homens comuns; d) Os procedimentos de ética e cidadania devem ser aplicados pelo servidor público dentro e fora de seu horário de trabalho. 20. Analisar as características organolépticas da água, refere-se: a) A cor, cheiro e sabor da água; b) A quantidade das águas fluviais; c) A quantidade de água dos lençóis freáticos; d) Ao processo de congelamento e aquecimento para destruir os micros organismos da água. 21. O Chorume também conhecido como líquido percolado encontrado em aterros sanitários e em lixões, pode-se afirmar que: a) Essa substância nunca chegará a atingir o lençol freático; b) Essa substância é capaz de contaminar o lençol freático; c) O chorume é uma substância produzida pelo acúmulo de lixo, no entanto, em contato com água, não provoca nenhuma contaminação; d) Esse material não tem nenhum tipo de odor. 22. Com relação ao Meio Ambiente, Assinale a afirmação incorreta: a) A decomposição é um estado em que a matéria se desintegra gradualmente, e isso faz com que ela perca a sua funcionalidade; 3

4 b) Tanto a matéria orgânica ou bruta está vulnerável a decomposição; c) A reciclagem do papel é de suma importância para o meio ambiente; d) A poluição sonora provoca, somente, problemas emocionais ao homem e não prejudica a natureza. 23. Analise as proposições que se refere à Área de Risco. I) Área de Risco são aquelas impróprias ao assentamento humano por estarem sujeitas a riscos naturais. II) É uma área incompatível ao assentamento de pessoas por estarem sujeitas a riscos decorrentes da ação humana. III) São Regiões onde não é recomendada a não construção de casas ou instalações, pois são expostas a desastres naturais. Assinale a alternativa CORRETA: a) As respostas I e II estão corretas; b) As Respostas I e III estão corretas; c) Todas as respostas estão corretas; d) Somente a III está correta. 24. Qual das opções abaixo é composta por qualidades importantes para o exercício da profissão do servidor público. a) Presteza, competência, honestidade e sigilo; b) Respeito, sinceridade, servilismo e maturidade; c) Presteza, competência, nobreza e subserviência; d) Destreza, subserviência, sinceridade e nobreza. 25. Observe as proposições: I- A tuberculose é considerada uma doença infecciosa que estava sob controle, mas se tornou uma doença resistente às drogas antimicrobianas comuns; II- A tuberculose é uma doença considerada reemergente pelos epidemiologistas; III- A tuberculose é uma doença contagiosa, mas, felizmente tem cura. a) I e II estão corretas; b) Somente a III está correta; c) Somente a II está correta; d) Todas as questões estão corretas. 26. Em epidemiologia, vetores são seres vivos que veiculam o agente desde o reservatório até o hospedeiro potencial. Com base nessa afirmação, assinale a opção CORRETA: a) O homem não é reservatório do trypanosoma cruzi; b) O protozoário trypanosoma cruzi não é o agente etiológico da doença de chagas; c) O inseto hematófago o triatoma infestans é um dos tipos de vetor da doença de chagas; d) O cão não é hospedeiro do trypanosoma cruzi. 27. Assinale a afirmação CORRETA: a) A Dengue Clássica é considerada uma epidemia em todos os municípios do Ceará; b) Devido ao avanço da medicina, a Dengue hemorrágica, na atualidade, não é considerada uma doença grave; c) A Dengue hemorrágica é considerada uma doença endêmica no Brasil; d) Tanto a Dengue clássica tanto quanto a Dengue hemorrágica são também, transmitidas pela picada do mosquito culex fatigans que, felizmente, não existe aqui no Brasil. 28. Considerados materiais recicláveis e não recicláveis no Brasil. Assinale a opção INCORRETA: a) Papel e garrafa de plástico são recicláveis; b) Copos de vidros e espelho são recicláveis; c) Latas e arames são recicláveis; d) Metal e arames são recicláveis. 29. Doença transmissível por veiculação hídrica: I) Aids; II) Hepatite E; III) Doença de Chagas; IV) Hepatite A. 4

5 a) As resposta I e II estão corretas; b) Somente a resposta II está correta; c) Somente a resposta III está correta; d) As respostas II e IV estão corretas. 30. Efeito estufa é proveniente de: a) Aumento da concentração de alguns gases que resultam das atividades humanas, mais calor vem sendo retido na superfície da Terra, provocando um aquecimento global do planeta; b) Diminuição da concentração de gases que resultam das atividades humana menos calor vem sendo disseminado na superfície da Terra, provocando um arrefecimento do global do planeta; c) O Sol ao se posicionar paralelamente na linha do equador provoca o efeito estufa; d) Aumento da temperatura provocada pela ausência de chuvas é a principal causa do efeito estufa. 5

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. A Dengue é um problema sério de saúde pública, a sua eliminação depende muito da participação popular. Mas a população precisa ter conhecimento das ações de controle, realizadas

Leia mais

02. Assinale a alternativa que contém, respectivamente, uma palavra trissílaba, dissílaba e polissílaba:

02. Assinale a alternativa que contém, respectivamente, uma palavra trissílaba, dissílaba e polissílaba: QUESTÕES OBJETIVAS AGENTE DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA 01. Nos vocábulos máquina e parede temos, respectivamente: a) Paroxítona e proparoxítona b) Paroxítona e paroxítona c) Proparoxítona e proparoxítona d)

Leia mais

Prova do Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias. SEMSA - Ponte Nova MG

Prova do Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias. SEMSA - Ponte Nova MG Prova do Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias. SEMSA - Ponte Nova MG Nome: Nota: INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA (LEIA ATENTAMENTE!) 1. A prova é individual

Leia mais

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus.

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. SAÚDE AMBIENTAL DOENÇAS CAUSADAS PELA FALTA DE SANEAMENTO BÁSICO HEPATITE A Doença causada por vírus. Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. Falta de higiene,

Leia mais

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA. Conceito: Forma tradicional de utilização da Epidemiologia nos serviços de saúde.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA. Conceito: Forma tradicional de utilização da Epidemiologia nos serviços de saúde. VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Conceito: Forma tradicional de utilização da Epidemiologia nos serviços de saúde. Vigilância: (1) Observação de pessoas (2) Observação de doenças ou danos à saúde - VE Com vistas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE INDAIAL SC - SECRETARIA DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 006 2016 CADERNO DE PROVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE INDAIAL SC - SECRETARIA DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 006 2016 CADERNO DE PROVA 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE INDAIAL SC - SECRETARIA DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 006 2016 CADERNO DE PROVA 14 DE MAIO Das 14 às 17: 30 horas 3 horas e 30 minutos de duração 30 QUESTÕES AGENTES COMUNITÁRIOS

Leia mais

Agente de Combate a Endemias

Agente de Combate a Endemias Leia atentamente o texto a seguir para responder às questões de 01 a 08. TEXTO: Agente de Combate a Endemias 5 10 15 20 Vistoria de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais

Leia mais

a. Limpeza b. Descontaminação c. Degermação d. Anti-sepsia e. Desinfecção

a. Limpeza b. Descontaminação c. Degermação d. Anti-sepsia e. Desinfecção 21. Sobre a participação do setor privado no Sistema Único de, SUS, é incorreto afirmar que: a. As entidades filantrópicas e sem fins lucrativos também recebem remuneração do SUS pelos serviços prestados

Leia mais

ENCICLOPÉDIA DE PRAGAS

ENCICLOPÉDIA DE PRAGAS - Folha 1 Barbeiro - Triatoma infestans O nome cientifico do inseto barbeiro é Triatoma infestans, mas no Brasil sao conhecidas mais de 30 especies que transmitem a doença de Chagas. O genero como o proprio

Leia mais

Caso tenha dúvidas entre em contato conosco através do e-mail Biologia.sem.duvidas@gmail.com ou

Caso tenha dúvidas entre em contato conosco através do e-mail Biologia.sem.duvidas@gmail.com ou Professor Fernanda & Suellen Disciplina Biologia Lista nº 2 Assuntos Biomédicas Lista ENEM complemento do projeto UERJ Caso tenha dúvidas entre em contato conosco através do e-mail Biologia.sem.duvidas@gmail.com

Leia mais

PROVA FORMAÇÃO DE AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS Prefeitura Municipal de Ouro Preto 1- Assinale a alternativa que define o que é epidemiologia.

PROVA FORMAÇÃO DE AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS Prefeitura Municipal de Ouro Preto 1- Assinale a alternativa que define o que é epidemiologia. 1- Assinale a alternativa que define o que é epidemiologia. a) Estudo de saúde da população humana e o inter relacionamento com a saúde animal; b) Estudo de saúde em grupos de pacientes hospitalizados;

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 28 REINO PROTISTA

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 28 REINO PROTISTA BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 28 REINO PROTISTA Corpúsculo basal Membrana ondulante Citoplasma núcleo flagelo Reprodução assexuada em flagelados Parasita Leishmania brasiliensis Transmissor homem Phlebotomus

Leia mais

Prova Formação de Agente Comunitário de Saúde Prefeitura Municipal de Ouro Preto

Prova Formação de Agente Comunitário de Saúde Prefeitura Municipal de Ouro Preto Prova Formação de Agente Comunitário de Saúde Prefeitura Municipal de Ouro Preto Questão 1 Leia as afirmativas a seguir: I - O Sistema Único de Saúde (SUS) foi criado pela Constituição Federal de 1988

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Identificar algumas

Leia mais

LAUDO 015/2013 - SMS LAUDO FISIOTERAPEUTA EM UNIDADES DE SAÚDE LAUDO PERICIAL DE INSALUBRIDADE E/OU PERICULOSIDADE N.º 015/2013 1

LAUDO 015/2013 - SMS LAUDO FISIOTERAPEUTA EM UNIDADES DE SAÚDE LAUDO PERICIAL DE INSALUBRIDADE E/OU PERICULOSIDADE N.º 015/2013 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE - SMS GERÊNCIA DE SAÚDE DO SERVIDOR MUNICIPAL - GSSM EQUIPE DE PERÍCIA TÉCNICA - EPT LAUDO 015/2013 - SMS LAUDO FISIOTERAPEUTA EM UNIDADES

Leia mais

Índice dos Boletins Epidemiológicos de Porto Alegre de 2014 a 1996

Índice dos Boletins Epidemiológicos de Porto Alegre de 2014 a 1996 Índice dos Boletins Epidemiológicos de Porto Alegre de 2014 a 1996 XV 55 Novembro de 2014 Especial Vigilância Ambiental da Dengue em Porto Alegre XV 54 Fevereiro de 2014 Atual Cenário Epidemiológica da

Leia mais

PROFESSOR: Leonardo Mariscal

PROFESSOR: Leonardo Mariscal PROFESSOR: Leonardo Mariscal BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== Doenças 01- (UFRS 2011)

Leia mais

UFPI - CT - DRHGA SANEAMENTO SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA. Definição

UFPI - CT - DRHGA SANEAMENTO SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA. Definição UFPI CT DRHGA DISCIPLINA: Saneamento II Carga horária: horas 6 créditos Horário: Seguas, quartas e sextas 6: 8: horas Local: Sala 55 Professores: Carlos Ernao da Silva email: carlosernao@gmail.com 88 Página:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE EXTREMOZ CONCURSO PÚBLICO PROVA PARA CARGO DE: AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE EXTREMOZ CONCURSO PÚBLICO PROVA PARA CARGO DE: AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE EXTREMOZ CONCURSO PÚBLICO PROVA PARA CARGO DE: AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS * ATENÇÃO - CONFIRA SE ESTA PROVA CORRESPONDE AO CARGO QUE VOCÊ CONCORRE

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Identificação e Análise de Riscos MÄdulo 1 NoÇÉes de Higiene Ocupacional

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Identificação e Análise de Riscos MÄdulo 1 NoÇÉes de Higiene Ocupacional Curso Técnico Segurança do Trabalho Identificação e Análise de Riscos MÄdulo 1 NoÇÉes de Higiene Ocupacional Noções de Higiene do Ocupacional Higiene Ocupacional é um conjunto de medidas preventivas multidisciplinares

Leia mais

MicroBingo TABELA GERAL

MicroBingo TABELA GERAL MicroBingo TABELA GERAL DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS Poliomielite (paralisia infantil) pelo Poliovírus. que causa esta doença é oral (boca) ou fecal (fezes) e pode contaminar quem não tomou as Gotinhas do

Leia mais

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX DST/HIV Conhecer para prevenir Bom pra cabeça PASSATEMPOS l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX l código secreto E MUITO MAIS! 2 coquetel Uma das grandes preocupações do Ministério da Saúde é a prevenção

Leia mais

Atividade 3 os anos Marcos/Juliano ago/09

Atividade 3 os anos Marcos/Juliano ago/09 Biologia Atividade 3 os anos Marcos/Juliano ago/09 Nome: Nº: Turma: Caríssimas e caríssimos! Dando continuidade ao nosso trabalho, mantida a distância corporal entre nós (prevenção), mas preservada a lembrança

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br TEXTO PARA AS QUESTÕES 01 A 05 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 O VERDE Estranha é a cabeça das pessoas. Uma vez, em São Paulo, morei numa rua que era

Leia mais

Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde. Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde

Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde. Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde 1 FLUXO DA VIGILÂNCIA SISTEMAS SETORIAIS RELACIONADOS COM SAÚDE E AMBIENTE (Saúde, Educação, Des. Urbano,

Leia mais

REINO ANIMAL OS INVERTEBRADOS PROFESSORA PRISCILA

REINO ANIMAL OS INVERTEBRADOS PROFESSORA PRISCILA REINO ANIMAL OS INVERTEBRADOS PROFESSORA PRISCILA PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS VERMINOSES - DOENÇAS CAUSADAS POR VERMES: PLATELMINTOS: NEMATELMINTOS: TENÍASE (Taenia solium ou Taenia saginata) NEUROCISTICERCOSE

Leia mais

Multicausalidade das doenças Conceitos básicos

Multicausalidade das doenças Conceitos básicos Biologia 1ª série Multicausalidade das doenças Conceitos básicos Profª Reisila Mendes Saúde é o estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença. Homeostase Equilíbrio

Leia mais

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno Os Invertebrados Prof. Luis Bruno Os Poríferos Animais simples que habitam o planeta; Não apresentam órgãos; Sésseis; Maioria de ambiente marinho, mas existem poucas espécies de água doce; São animais

Leia mais

QUESTÕES OBJETIVAS AGENTE DE SAÚDE

QUESTÕES OBJETIVAS AGENTE DE SAÚDE QUESTÕES OBJETIVAS AGENTE DE SAÚDE 1) Assinale o uso da crase em uma das frases: a) O Secretário da Educação viajará a Itajaí. b) O governador Raimundo Colombo retornou a Florianópolis. c) Nós viajaremos

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. Quanto ao indicador mortalidade, constase que nos países mais desenvolvidos ou com menor grau de desigualdade social e melhor qualidade da atenção a saúde, os níveis de mortalidade

Leia mais

HIGIENE OCUPACIONAL 10/03/2011 CONHECENDO A HIGIENE OCUPACIONAL CONHECENDO A HIGIENE OCUPACIONAL HISTÓRIA DA HIGIENE OCUPACIONAL

HIGIENE OCUPACIONAL 10/03/2011 CONHECENDO A HIGIENE OCUPACIONAL CONHECENDO A HIGIENE OCUPACIONAL HISTÓRIA DA HIGIENE OCUPACIONAL CONHECENDO A HIGIENE OCUPACIONAL CONHECENDO A HIGIENE OCUPACIONAL A Higiene do Trabalho é uma das ciências que atuam no campo da Saúde Ocupacional. Aplica os princípios e recursos da Engenharia, da Medicina,

Leia mais

Saneamento Básico COMPLEXO ARAUCÁRIA

Saneamento Básico COMPLEXO ARAUCÁRIA Saneamento Básico COMPLEXO ARAUCÁRIA Olá, caros Alunos, Na aula de hoje, vamos aprender mais sobre o Saneamento Básico, Um novo projeto desenvolvido aqui em nosso Município, chamado COMPLEXO ARAUCÁRIA

Leia mais

Aula IV Protozoários Zoopatogênicos

Aula IV Protozoários Zoopatogênicos ZOOLOGIA E PARASITOLOGIA Aula IV Protozoários Zoopatogênicos Professora: Luciana Alves de Sousa Doenças causadas por Protozoários Doença de Chagas Leishmaniose Malária Giardíase Amebíase Toxoplasmose Doença

Leia mais

DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIAS

DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIAS DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIAS DEFINIÇÃO São doenças cuja gravidade, magnitude, transcendência, capacidade de disseminação do agente causador e potencial de causar surtos e epidemias exigem medidas

Leia mais

NOTA TECNICA SAÚDE-N. 26-2015. Título: CNM alerta municípios em áreas de risco do mosquito Aedes aegypti

NOTA TECNICA SAÚDE-N. 26-2015. Título: CNM alerta municípios em áreas de risco do mosquito Aedes aegypti NOTA TECNICA SAÚDE-N. 26-2015 Brasília, 01 de dezembro de 2015. Área: Área Técnica em Saúde Título: CNM alerta municípios em áreas de risco do mosquito Aedes aegypti Fonte: Dab/MS/SAS/CNS 1. Em comunicado

Leia mais

CONDIÇÕES AMBIENTAIS COMO FATOR DE RISCO NA PREVALÊNCIA DA DENGUE

CONDIÇÕES AMBIENTAIS COMO FATOR DE RISCO NA PREVALÊNCIA DA DENGUE CONDIÇÕES AMBIENTAIS COMO FATOR DE RISCO NA PREVALÊNCIA DA DENGUE Tássio Henrique Cavalcanti da Silva CUNHA 1, Graziela Brito Neves Zboralski HAMAD 2. 1 Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental,

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A Ensino Médio Ciências Natureza II Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Identificar a função dos órgãos do corpo humano. H30 2 Mecanismos de integração do corpo humano

Leia mais

2º Simpósio Brasileiro de Saúde & Ambiente (2ºSIBSA) 19 a 22 de outubro de 2014 MINASCENTRO Belo Horizonte - MG

2º Simpósio Brasileiro de Saúde & Ambiente (2ºSIBSA) 19 a 22 de outubro de 2014 MINASCENTRO Belo Horizonte - MG 2º Simpósio Brasileiro de Saúde & Ambiente (2ºSIBSA) 19 a 22 de outubro de 2014 MINASCENTRO Belo Horizonte - MG Nome do Painel: Manejo Ambiental no Combate à Dengue Eixo 3. Direitos justiça ambiental e

Leia mais

Cód. 01 Agente de Controle de Zoonoses

Cód. 01 Agente de Controle de Zoonoses PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2007 Cód. 01 Agente de Controle de Zoonoses 1. O Sistema Único de Saúde (SUS): ( ) oferece consultas e internações em hospitais públicos

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR DEBORA SOUZA DISCIPLINA CIÊNCIAS SIMULADO: P3 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 701 Questão 1

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Aluno: Nº: Turma:

ENSINO FUNDAMENTAL. Aluno: Nº: Turma: Ensino Fundamental 9º Ano Biologia / /2013 Aluno: Nº: Turma: 01. (UNESP-SP) Os vírus são organismos obrigatoriamente parasitas, uma vez que só se reproduzem quando no interior de seus hospedeiros. Sobre

Leia mais

AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS PREFEITURA DE SERRA TALHADA CONCURSO PÚBLICO MANHÃ DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO Não deixe de preencher as informações a seguir: Prédio Sala Nome Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição

Leia mais

Amebíase ou Disenteria Amebiana

Amebíase ou Disenteria Amebiana Amebíase ou Disenteria Amebiana Agente causador: Entamoeba histolytica, que vive no interior do intestino grosso, fagocitando partículas de alimento digerido e também atacando a própria mucosa intestinal.

Leia mais

36 mil pessoas já tenham morrido em decorrência da Aids, numa média de 20 mortes diárias (ver Saúde em Brasil).

36 mil pessoas já tenham morrido em decorrência da Aids, numa média de 20 mortes diárias (ver Saúde em Brasil). VÍRUS A raiva é uma doença contagiosa, causada por vírus. Essa doença ataca os mamíferos: cães, gatos, morcegos, macacos etc. O mamífero mais atacado pela raiva é o cão. Um animal com vírus da raiva pode

Leia mais

DENGUE e DENGUE HEMORRÁGICO

DENGUE e DENGUE HEMORRÁGICO DENGUE e DENGUE HEMORRÁGICO Prof. Dr. Rivaldo Venâncio da Cunha Dourados, 08 de fevereiro de 2007 O que é o dengue? O dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus; Este vírus pode ser de quatro

Leia mais

AGENTE COMUNITARIO DE SAUDE, AGENTE CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO (AL) - CARGO:

AGENTE COMUNITARIO DE SAUDE, AGENTE CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO (AL) - CARGO: PORTUGUÊS Para responder a questão 01, considere os textos 01 e 02. Texto 01 02 Com base no texto 02, são verdadeiros os itens: I. A nova estrutura do Enem foi bem aceita no âmbito da educação, pois, assumindo

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

CNC contra a Dengue, Zica e Chikungunya

CNC contra a Dengue, Zica e Chikungunya COLÉGIO NOVA CACHOEIRINHA Projeto Interdisciplinar: CNC contra a Dengue, Zica e Chikungunya Profº Júlio César (Coordenador) São Paulo 09/03/16 Introdução Embora a Organização Mundial da Saúde (OMS) tenha

Leia mais

[421] 12. AÇÕES DE EMERGÊNCIAS E CONTINGÊNCIAS

[421] 12. AÇÕES DE EMERGÊNCIAS E CONTINGÊNCIAS [421] 12. AÇÕES DE EMERGÊNCIAS E CONTINGÊNCIAS [422] 12.1. Introdução Conforme a Resolução 001/86 do CONAMA, considera-se impacto ambiental qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas

Leia mais

BIOLOGIA. Questões de 27 a 34. 27. Os esquemas abaixo mostram separações cromossômicas que ocorrem em anáfases de divisões celulares.

BIOLOGIA. Questões de 27 a 34. 27. Os esquemas abaixo mostram separações cromossômicas que ocorrem em anáfases de divisões celulares. BIO. 12 BIOLOGIA Questões de 27 a 34 27. Os esquemas abaixo mostram separações cromossômicas que ocorrem em anáfases de divisões celulares. A B Sobre essas separações cromossômicas, pode-se afirmar: A)

Leia mais

7º ANO Ensino Fundamental

7º ANO Ensino Fundamental E n s in o F o r t e e d e R e s u l t a do s Estudante: Centro Educacio nal Juscelino K ub itschek G u a r á Exercícios Rec. Semestral 2º Bimestre C I Ê N C I A S 7º ANO Ensino Fundamental Data: / / Turno:

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE EQUADOR - RN

CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE EQUADOR - RN CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE EQUADOR - RN 17/01/2016 AGENTE COMUNITÁRIO de SAÚDE. CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE EQUADOR - RN 17 Janeiro de 2016 Nível Fundamental AGENTE COMUNITÁRIO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSORA: ALMERINDA DOS SANTOS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSORA: ALMERINDA DOS SANTOS PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSORA: ALMERINDA DOS SANTOS PLANO DE ENSINO FUNÇÃO: Educação para a Saúde SUBFUNÇÃO: Saúde Ambiental II

Leia mais

LIGA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR DE DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS: CAMPANHA CONTRA A DENGUE EM SÃO LUIS DOS MONTES BELOS

LIGA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR DE DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS: CAMPANHA CONTRA A DENGUE EM SÃO LUIS DOS MONTES BELOS LIGA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR DE DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS: CAMPANHA CONTRA A DENGUE EM SÃO LUIS DOS MONTES BELOS CORREA, Wilsterman de Freitas 1 ; PELEJA, Marina Berquó 2 ; ALVES, Guilherme

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA?... Epidemiologia Descritiva. Objetivo EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA DESCRITIVA DOIS TIPOS DE EPIDEMIOLOGIA

EPIDEMIOLOGIA?... Epidemiologia Descritiva. Objetivo EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA DESCRITIVA DOIS TIPOS DE EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA DOIS TIPOS DE EPIDEMIOLOGIA Profa. Ms Rejane Gonçalves EPIDEMIOLOGIA?... Epidemiologia Descritiva Pressupostos - a doença não ocorre por acaso, apresenta fatores causais que podem ser prevenidos.

Leia mais

MATÉRIA. Juliana. Fósseis / Falta de alimento / Mutações / Seleção natural / Darwin / Evolução

MATÉRIA. Juliana. Fósseis / Falta de alimento / Mutações / Seleção natural / Darwin / Evolução Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Ciências PROFESSOR(A) Juliana ANO SEMESTRE DATA 7º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Relacione as palavras do quadro abaixo com

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ==============================================================================================

BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== PROFESSOR: Equipe BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== 01- Uma mulher consulta o médico para

Leia mais

Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6

Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Bateria de Exercícios Data: 11/03/2016 Turma: 2º Ano Área II Matemática 1) Determine o sinal das expressões: a)

Leia mais

[175] a. CONSIDERAÇÕES GERAIS DE AVALIAÇÃO. Parte III P R O T O C O L O S D E D O E N Ç A S I N F E C C I O S A S

[175] a. CONSIDERAÇÕES GERAIS DE AVALIAÇÃO. Parte III P R O T O C O L O S D E D O E N Ç A S I N F E C C I O S A S [175] Geralmente ocorre leucocitose com neutrofilia. A urina contém bile, proteína hemácias e cilindros. Ocorre elevação de CK que não é comum em pacientes com hepatite. Oligúria é comum e pode ocorrer

Leia mais

Platelmintos e Nematelmintos

Platelmintos e Nematelmintos Simuladão 2º ano Platelmintos e Nematelmintos 01 - No início do século, o Jeca Tatu, personagem criado por Monteiro Lobato, representava o brasileiro de zona rural, descalço, mal vestido e espoliado por

Leia mais

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos Atividade de Aprendizagem 10 Dengue: aqui não! Eixo(s) temático(s) Ser humano e saúde / vida e ambiente Tema Água e vida / reprodução e ocupação de novos ambientes / saúde individual e coletiva Conteúdos

Leia mais

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento :::

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: Virus adsense1 Vírus adsense2 Ser vivo microscópico e acelular (não é composto por células) formado por uma molécula de ácido nucléico (DNA ou RNA), envolta por uma cápsula protéica. Apresenta-se sob diferentes

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A

C A D E R N O D E P R O V A C A D E R N O D E P R O V A Município de Bombinhas Concurso Público Edital 002/2015 http://bombinhas.fepese.org.br F14 Agente de Combate às Endemias Instruções Confira o número que você obteve no ato da

Leia mais

PROFESSOR: Leonardo Mariscal

PROFESSOR: Leonardo Mariscal PROFESSOR: Leonardo Mariscal BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== (Doenças) - ENEM - UFF 01-

Leia mais

ANEXO I. Lista de Notificação Compulsória

ANEXO I. Lista de Notificação Compulsória 1. Acidentes por animais peçonhentos; 2. Atendimento antirrábico; 3. Botulismo; 4. Carbúnculo ou Antraz; 5. Cólera; 6. Coqueluche; 7. Dengue; 8. Difteria; 9. Doença de Creutzfeldt-Jakob; ANEXO I Lista

Leia mais

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN 2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS 1. Um tipo de característica que pode ser levada em conta quando vamos trabalhar com Biologia Comparada são as características observadas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANGUEIRINHA CONCURSO PÚBLICO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANGUEIRINHA CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE MANGUEIRINHA CONCURSO PÚBLICO CADERNO DE PROVA: CARGO AGENTE DE ENDEMIAS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: Princípios e Diretrizes do SUS Sistema Único de Saúde e a Lei Orgânica da Saúde.

Leia mais

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov.

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov. Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Vigilância em Saúde - COVISA 08 de abril de 05 Orientações à população para uso da Água Diante da atual situação de desabastecimento

Leia mais

O LIXO NOSSO DE CADA DIA

O LIXO NOSSO DE CADA DIA 1 O LIXO NOSSO DE CADA DIA Natasha Logsdon Mestre em Ensino Ciências da Saúde e Meio Ambiente DADOS DE IDENTIFICAÇÃO O Projeto O LIXO NOSSO DE CADA DIA apresenta proposta de ação educativa em saúde e meio

Leia mais

Exercícios de Ciências

Exercícios de Ciências nome: n o : 7 o urma Ivana Fundamental a no: t : e nsino: data: p rofessor(a): b imestre: nota: Exercícios de Ciências 1) (1,0) Começamos nosso estudo do reino animal pelo grupo dos Poríferos, os invertebrados

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA PARA PREENCHIMENTO DOS CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMBAÚBA. Vila dos Confins.

SELEÇÃO PÚBLICA PARA PREENCHIMENTO DOS CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMBAÚBA. Vila dos Confins. CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA Vila dos Confins. O carro chapa-branca parou em frente à grande escadaria do edifício da Secretaria dos Negócios do Interior. Galões dourados na farda azul-marinho, o

Leia mais

SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO

SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO Biologia Aula: 09 e 10 Prof. Oromar UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS

Leia mais

CHEGAM A 21 CASOS CONFIRMADOS DE GRIPE NO BRASIL; CRECHE É INTERDITADA EM CAMPINAS (SP)

CHEGAM A 21 CASOS CONFIRMADOS DE GRIPE NO BRASIL; CRECHE É INTERDITADA EM CAMPINAS (SP) Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2015 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Leia a tirinha abaixo e responda às questões 1 e

Leia mais

BIOLOGIA. Prof. Victor Rosalém

BIOLOGIA. Prof. Victor Rosalém BIOLOGIA Prof. Victor Rosalém 1. Pesquisadores de Pernambuco notificaram um surto de esquistossomose aguda na praia de Porto de Galinhas (PE) em 2000, quando 662 pessoas tiveram diagnóstico positivo. A

Leia mais

VIRUS O QUE SÃO VIRUS São as menores entidades biológicas: têm DNA e proteínas. Medem entre 15 e 300 nm. São seres acelulares: São parasitas intracelulares obrigatórios: Só se reproduzem dentro de células.

Leia mais

Sumário Modulo 15 1. Modulo 16 3. Modulo 17 SUA SAÚDE E O AMBIENTE URBANO 5. Modulo 15

Sumário Modulo 15 1. Modulo 16 3. Modulo 17 SUA SAÚDE E O AMBIENTE URBANO 5. Modulo 15 Respostas das apostila 2 e 3 Unidades Módulo 15 Reciclar, reduzir, reutilizar e outros Rs Módulo 16 Lixo, poluição e saúde pública Módulo 17 Sua saúde e o ambiente urbano Sumário Modulo 15 1 Atividade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 02/2010 SUPERVISOR DE CAMPO

PROCESSO SELETIVO Nº 02/2010 SUPERVISOR DE CAMPO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO DE SELEÇÃO E INGRESSO PROCESSO SELETIVO Nº 02/2010 SUPERVISOR DE CAMPO PROVA DE CONHECIMENTOS INSTRUÇÕES GERAIS 1

Leia mais

Plano de Ação do Agente Comunitário de Saúde para combate ao Aedes aegypti

Plano de Ação do Agente Comunitário de Saúde para combate ao Aedes aegypti SECRETÁRIA ESTADUAL DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Plano de Ação do Agente Comunitário de Saúde para combate ao Aedes aegypti Porto Alegre - RS 2016 SECRETÁRIA

Leia mais

UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA

UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Enfermagem Disciplina: Saúde Coletiva II Carga Horária: 90 h Teórica: 60 h Prática: 30 h Semestre: 2013.1 Professores: Maria Campos, Marta Guimarães,

Leia mais

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari Editorial Índice - Editorial - Doença Leishmaniose - Gráfico de Notificações - Doença Malária Este é o segundo número do ano de, com veiculação semestral, referente aos meses de janeiro a junho, contendo

Leia mais

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE SAÚDE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ACS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE SAÚDE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ACS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE SAÚDE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ACS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO Não deixe de preencher as informações a seguir: NOME Nº DE IDENTIDADE

Leia mais

SMSA divulga resultado do LIRAa de Outubro de 2015

SMSA divulga resultado do LIRAa de Outubro de 2015 SMSA divulga resultado do LIRAa de Outubro de 2015 O Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti LIRAa, de outubro de 2015, demonstra que 0,6% dos imóveis pesquisados em Belo Horizonte conta com a presença

Leia mais

T.I na Notificação - A importância do SCAM no controle de notificações de agravos

T.I na Notificação - A importância do SCAM no controle de notificações de agravos SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 T.I na Notificação - A importância do SCAM no controle de notificações de agravos Joseleno faria Associação Educacional Dom Bosco joselenofaria@bol.com.br

Leia mais

Margarida Cosme Médica de Saúde Pública Comemorações Dia Mundial da Saúde

Margarida Cosme Médica de Saúde Pública Comemorações Dia Mundial da Saúde Alterações Climáticas Impactos na saúde Margarida Cosme Médica de Saúde Pública Comemorações Dia Mundial da Saúde A actividade humana está a afectar o clima, com repercussão na saúde das populações! As

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre

Revisão de Ciências 3 Trimestre PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre Prof. José Roberto. Água e cidadania. Os diferentes usos da água Tudo em nossa vida depende da água, seja de forma direta, como na manutenção da vida: beber,

Leia mais

CURSO BIOLOGIA PROTOZOOSES. Professor: STUART TURMAS: TODAS DATA: 23 / 04 / 2016

CURSO BIOLOGIA PROTOZOOSES. Professor: STUART TURMAS: TODAS DATA: 23 / 04 / 2016 CURSO TURMAS: TODAS Professor: STUART DATA: 23 / 04 / 2016 PROTOZOOSES 01 - (ACAFE SC/2015) Avanço no combate à doença de Chagas. Uma vacina capaz de impedir o avanço da doença de Chagas e atenuar danos

Leia mais

Verdades e mentiras sobre a Toxoplasmose

Verdades e mentiras sobre a Toxoplasmose Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Verdades e mentiras sobre a Toxoplasmose Muito se tem falado sobre a Toxoplasmose e seus perigos,

Leia mais

Gabarito Caderno de atividades Biologia - Diversidade da Vida Volume 1-2013

Gabarito Caderno de atividades Biologia - Diversidade da Vida Volume 1-2013 Gabarito Caderno de atividades Biologia - Diversidade da Vida Volume 1-2013 1. A origem da vida na Terra 1) A 2) B 3) E 4) E 5) C 6) C 7) C 8) C 9) D 10) C 11) A 12) C 13) C 14) B 15) D 2. A evolução biológica

Leia mais

16/4/2010 ETMOLOGICAMENTE: EPI=SOBRE DEMOS= POPULAÇÃO LOGOS = TRATADO

16/4/2010 ETMOLOGICAMENTE: EPI=SOBRE DEMOS= POPULAÇÃO LOGOS = TRATADO EPIDEMIOLOGIA Parte 01 PROFa. MSc. MARISE RAMOS DE SOUZA EPIDEMIOLOGIA ETMOLOGICAMENTE: EPI=SOBRE DEMOS= POPULAÇÃO LOGOS = TRATADO Epidemiologia é portanto, o estudo de alguma coisa que aflige (afeta)

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor 1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor Biodiversidade é o conjunto de diferentes formas de vida no planeta. De todos os seres vivos que constituem atualmente a biosfera, já foram identificadas cerca

Leia mais

Patrícia de Lima Martins

Patrícia de Lima Martins Patrícia de Lima Martins 1. INTRODUÇÃO Relevância da problemática ambiental 1.1. PROBLEMÁTICA AMBIENTAL Muitos dos problemas ambientais são provocados pela ação antrópica. Estes problemas afetam a: Fauna

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II PROGRAMAS DE SAÚDE PÁGINA 1 DE 35

COLÉGIO PEDRO II PROGRAMAS DE SAÚDE PÁGINA 1 DE 35 COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD.: PROFª. CRISTIANA LIMONGI 1º & 2º TURNOS 3ª SÉRIE / ENSINO MÉDIO REGULAR & INTEGRADO ANO LETIVO 2015 PROFESSORES: FRED & PEDRO

Leia mais

Saneamento- - ResíduosSólidos_FCS,2000 11

Saneamento- - ResíduosSólidos_FCS,2000 11 SANEAMENTO SANEAMENTO SANEAMENTO BÁSICO Resíduos Resíduos Sólidos Sólidos - ResíduosSólidos_FCS,2000 11 SANEAMENTO BÁSICO Resíduos Sólidos Módulo de Saneamento Disciplina de Enfermagem em Saúde Comunitária

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE DEPARTAMENTO NACIONAL DE ENDEMIAS RURAIS

MINISTÉRIO DA SAÚDE DEPARTAMENTO NACIONAL DE ENDEMIAS RURAIS MINISTÉRIO DA SAÚDE DEPARTAMENTO NACIONAL DE ENDEMIAS RURAIS Publicado sob os auspícios do Ministério da Saúde sendo ministro o prof. MAURÍCIO DE MEDEIROS e Diretor-Geral do D.N.E.Ru. o Dr. MÁRIO PINOTTI.

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS EM UM PROGRAMA DE SAÚDE PENITENCIÁRIO BAIANO.

DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS EM UM PROGRAMA DE SAÚDE PENITENCIÁRIO BAIANO. DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS EM UM PROGRAMA DE SAÚDE PENITENCIÁRIO BAIANO. Vanderleia Nascimento Silva¹; Andréia Beatriz Silva dos Santos 2 1. Bolsista da FAPESB/UEFS, Graduanda em Medicina,

Leia mais

COMPOSIÇÃO DE MAPA DE ENDEMIAS COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EM POLÍTICA PÚBLICA EM SAÚDE E VIGILÂNCIA EM MEIO AMBIENTE: O CASO MUNICÍPIO DE PARACAMBI/RJ

COMPOSIÇÃO DE MAPA DE ENDEMIAS COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EM POLÍTICA PÚBLICA EM SAÚDE E VIGILÂNCIA EM MEIO AMBIENTE: O CASO MUNICÍPIO DE PARACAMBI/RJ COMPOSIÇÃO DE MAPA DE ENDEMIAS COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EM POLÍTICA PÚBLICA EM SAÚDE E VIGILÂNCIA EM MEIO AMBIENTE: O CASO MUNICÍPIO DE PARACAMBI/RJ Duarte, Maria Aparecidade (*), Domiciano, Giselli

Leia mais

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov.

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov. Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Vigilância em Saúde - COVISA 08 de abril de 05 Orientações à população para uso da Água Diante da atual situação de desabastecimento

Leia mais