EDUARDO BERNIS É O NOVO SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDUARDO BERNIS É O NOVO SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL"

Transcrição

1 INFORMATIVO Abril de 2014 Número 64 Wellington Pedro/ Imprensa MG EDUARDO BERNIS É O NOVO SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL O governador Alberto Pinto Coelho deu posse no último dia 7, no Palácio Tiradentes, ao novo secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Eduardo Prates Octaviani Bernis. Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais, Eduardo Bernis era diretor do Instituto de Geoinformação e Tecnologia (IGTEC) e já ocupou importantes cargos no Estado, como a presidência da Associação Comercial de Minas Gerais e a vice-presidência do Centro de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cetec). O novo secretário foi também diretor do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon) e membro do Conselho do Sindicato da Indústria da Construção de Minas Gerais (Sicepot). Foi ainda vice-presidente da Federaminas e membro do Conselho Consultivo da Sucesu/MG, no biênio 2005/2006. Participou do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), como convidado especial, nas discussões da Reforma Tributária. Foi ainda membro do Conselho Político de Ação Empresarial; do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado de Minas Gerais, do Conselho Consultivo da Corte Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial, da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), além de Conselho Estadual de Comércio Exterior (Concex) e do Conselho Administrativo do Servas, entre outros. Eduardo Bernis participou de várias missões oficiais dos governos federal, estadual e empresariais, como a Feira de Hannover (Alemanha) e a de Washington, para contatos com os bancos Mundial (Bird) e Interamericano de Desenvolvimento (BID). O novo secretário já foi agraciado com importantes comendas, como o Grande Colar do Mérito Legislativo Municipal (2003); Medalha de Honra da Inconfidência Mineira (2003); Medalha do Mérito de Defesa Civil (2003); Grande Medalha Juscelino Kubitschek (2005); Comenda do Dia de Minas (2006); a Insígnia Tiradentes, comenda da Câmara Municipal de Pouso Alegre; bem como o Título de Cidadão Honorário de Pouso Alegre e o Título de Cidadão Honorário de Montes Claros.

2 EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS Divulgação Sedese O programa Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (Uaitec), desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), tornou-se ferramenta fundamental para a ampliação dos cursos de capacitação de educação em Direitos Humanos, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese). Na tarde desta sexta-feira (11), o secretário da Sectes, Narcio Rodrigues, recebeu o secretário da Sedese, Eduardo Bernis, e sua equipe, para firmar o Acordo de Cooperação Técnica, que proporcionará esta realidade em um curto prazo de tempo. Para Narcio Rodrigues, a rede Uaitec é um instrumento muito útil para semear a cidadania e esta parceria a fortalece ainda mais. Costumo dizer que a rede é um corpo e ela precisa de espírito. E são iniciativas como esta que proporcionam este espírito, afirma Narcio, agradecendo a todos por escolher a maior e melhor rede de educação a distância do país como ferramenta de multiplicação. Durante a reunião, a equipe da Sedese apresentou a proposta de construção da Escola a Distância de Educação em Direitos Humanos (EADDH), com cursos da Rede Mineira de Formação em Direitos Humanos a serem oferecidos por meio do Uaitec. No encontro, a subsecretária de Estado de Direitos Humanos, Maria Juanita Pimenta, explicou que as temáticas apresentadas atenderão segmentos de criança e adolescente, pessoa idosa, mulher, pessoa com deficiência, igualdade racial e diversidade sexual, em consonância com as universidades do Estado de Minas Gerais (Uemg), Estadual de Montes Claros (Unimontes) e Federal de Minas Gerais (UFMG). Segundo o secretário da Sedese, Eduardo Bernis, é com satisfação que ele concretiza a parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Mesmo com a dificuldade de viabilizar recursos para multiplicar resultados, hoje assinamos um acordo que reforça a importância da extensão de ações como esta, que, por meio de um instrumento de multiplicação, vamos estreitar relações e multiplicar conhecimento. Uaitec e sua atuação O Uaitec é um programa gratuito, do Governo de Minas, que está sendo implantado em todas as regiões do Estado. Atualmente estão sendo oferecidos para a população cursos de idiomas (inglês, francês, português e espanhol), Tecnologia da Informação (vocepontocom, profissionalemtipontocom e professorpontocom); os MOOCs - Cursos abertos online e o inédito MBA em Engenharia e Inovação. O programa deve chegar aos quatro cantos do estado com 100 polos de educação a distância até o final de 2014.

3 EM VISITA A BRASÍLIA, EDUARDO BERNIS BUSCA AMPLIAR PARCERIAS Liberação de recursos Mariana Leal O secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), Eduardo Bernis, esteve em Brasília acompanhado do subsecretário de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo e da subsecretária de Direitos Humanos, Maria Juanita Godinho Pimenta, para participar de reuniões de trabalho com o objetivo de estreitar relacionamentos e ampliar parcerias com órgãos do governo federal. Fui a Brasília realizar uma visita institucional para propor o desenvolvimento de políticas públicas em conjunto e buscar a ampliação e otimização de recursos para a área social e do trabalho em Minas, explica Eduardo Bernis, enfatizando que os encontros, em vários órgãos do governo federal, foram muito importantes para a troca de informações e negociações que irão permitir a ampliação de resultados positivos nos programas desenvolvidos pela Sedese. É importante haver um alinhamento entre os governos federal, estadual e municipal, para que possamos prestar um melhor atendimento à população. Na oportunidade, o secretário visitou os Ministérios do Trabalho e Emprego (MTE) e de Direitos Humanos, momento em que se reuniu com o secretário de Políticas Públicas de Emprego, Silvani Alves Pereira, com a secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Angélica Goulart e com a ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. O saldo de nossa ida a Brasília foi positivo. Fomos muito bem recebidos e todos se comprometeram a nos apoiar nas demandas que apresentamos, afirmou Eduardo Bernis, salientando que a visita institucional contribuiu para estreitar os canais de comunicação entre Minas e o governo federal. Na visita ao secretário de Políticas Públicas de Emprego do MTE, Silvani Alves Pereira, Eduardo Bernis e Hélio Rabelo pleitearam a agilidade, por parte do Ministério, da liberação da terceira parcela do convênio do Sistema Nacional de Emprego (Sine) com o Estado de Minas Gerais, no valor de R$ 12 milhões, para a operacionalização dos 129 postos do Sine no Estado. Essa terceira parcela de recursos será utilizada para a estruturação das unidades, compra de equipamentos, ampliação de serviços ao cidadão e implantação de uma unidade modelo de atendimento ainda neste ano. Também foi acertada a liberação de mais R$ 550 mil, recurso de emenda parlamentar, que serão utilizados em ações específicas da Economia Solidária, como a qualificação de empreendedores, compra de equipamentos para fomentar a produção qualificada de modo a potencializar a geração de renda dos empreendimentos, além da realização da 3ª Conferência Estadual de Economia Solidária, no período de 6 a 8 de junho, em Minas Gerais. O governo estadual participa desse convênio com uma contrapartida de R$ 55 mil, já depositada. Direitos Humanos Divulgação Na visita que o secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Eduardo Bernis, e a subsecretária Maria Juanita Godinho Pimenta (Direitos Humanos) fizeram à ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, foi levantada a possibilidade de que Minas seja contemplada com mais uma Central de Interpretação de Libras (CIL), ainda em 2014.

4 Nós sentimos que há uma limitação muito grande em relação a recursos, mas conseguimos sinalizações muito positivas. Há algumas limitações de natureza legal que, em alguns casos, até impossibilitam o atendimento (das demandas), mas tenho a expectativa de que a ministra nos atenda com mais uma CIL ainda neste ano, enfatizou Bernis. No mês de maio, mais uma Central de Interpretação de Libras (CIL) será inaugurada no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Hoje, o Estado conta com duas unidades, uma na Casa de Direitos Humanos (CDH), no centro de Belo Horizonte, e outra no município de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. As Centrais contam com intérpretes da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), que facilitam o acesso de pessoas surdas a serviços em hospitais, tribunais, delegacias e outros locais de atendimento público, possibilitando o esclarecimento e a defesa dos seus direitos e contribuindo para a inclusão social e o desenvolvimento da cidadania. Coordenadas pela Caade, as centrais são resultado de uma parceria de Minas com o governo federal. Sipia Maria Juanita informou que na visita à secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Angélica Goulart, a Sedese conseguiu garantir a ampliação da capacitação para conselheiros tutelares no Sipia (Sistema de Informações para Infância e Adolescência) que, a partir de agora, vai beneficiar os 20 municípios onde a Sedese possui Diretorias Regionais. Antes, somente cinco cidades, acima de 300 mil habitantes, seriam atendidas com a qualificação. O Sipia é uma ferramenta eletrônica, de alcance nacional, utilizada para fortalecer os processos de gestão de monitoramento de políticas públicas destinadas à garantia de direitos da infância e adolescência brasileira. MINAS É PIONEIRA NA CRIAÇÃO DE ALAS EXCLUSIVAS EM PRESÍDIOS PARA A POPULAÇÃO LGBT Divulgação Minas Gerais foi o primeiro Estado do país a criar alas exclusivas para a população LGBT nos presídios, com o objetivo de prevenir abusos e violência. A exemplo do Estado de Minas Gerais, foi publicado na edição de 17 de abril de 2014, no Diário Oficial da União (DOU), a Resolução Conjunta n 01, de 15 de abril de 2014, do Conselho Nacional de Política Criminal Penitenciária e do Conselho Nacional de Combate à discriminação, que estabelece parâmetros de acolhimento da população LGBT em privação de liberdade no país. Mesmo sob forte crítica, em 2009, Minas tornouse pioneiro no país com a criação de espaços específicos para a preservação da integridade física, moral e saúde da população LGBT cerceada de liberdade. A resolução publicada no DOU estende aos demais Estados da Federação a orientação de critérios para criação de espaços que possibilitem o tratamento igualitário a todos os cidadãos LGBT nas unidades prisionais. A coordenadora Especial de Políticas de Diversidade Sexual, Walkíria La Roche, reafirma o pioneirismo de Minas na garantia de ala separada para gays, lésbicas e travestis dentro dos presídios. Minas Gerais conta com uma rotina diferenciada para detentos homossexuais. Hoje, são mais de 80 presidiários em alas LGBT, com oportunidade de estudo, trabalho e manutenção da identidade de gênero, informa. A primeira ala gay foi construída em 2009, no Presídio de São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana. Depois, a ala foi transferida para a Penitenciária Jason Soares Albergaria, na mesma cidade. Em 2013, um pavilhão do Presídio de Vespasiano passou a receber exclusivamente homossexuais em regime provisório. A transferência para essas unidades acontece apenas mediante vontade do próprio detento e compromisso do mesmo com as atividades diárias de trabalho e/ou estudo.

5 MINAS INICIA CAPACITAÇÃO PARA GESTORES E TÉCNICOS DO SUAS pluralidade na construção do saber, por meio da modalidade de capacitação continuada com temas atualizados sobre o Sistema Único de Assistência Social (Suas). Além da tecnologia, os alunos são envolvidos em oficinas, com dinâmicas de grupo e discussões de casos. Parceria Divulgação A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) iniciou nessa sexta-feira, (25), o Curso Telepresencial para profissionais da área de assistência social em Minas. Neste ano, a capacitação acontece em 66 polos regionais, distribuídos em todas as regiões e alcançando os 853 municípios mineiros. A Sedese também ampliou o número de vagas para As inscrições ainda podem ser feitas pelo site As aulas são realizadas a cada quinze dias, por meio de transmissão on-line, via satélite. A carga horária total é de 60 horas, sendo dois encontros mensais, sempre às sextas-feiras, com encerramento na segunda quinzena de dezembro. A metodologia utilizada no curso privilegia a interatividade e a O curso é realizado em parceria com as diretorias regionais da Sedese, com associações microrregionais de municípios e com prefeituras, por meio da criação dos polos regionais, local de encontro dos trabalhadores do Suas para assistirem a capacitação via satélite. Neste ano, ampliamos a oferta de vagas e os polos presenciais. Além dessa ampliação, a Sedese desenvolveu uma metodologia de educação semipresencial e de forma regionalizada que garante o acesso aos conteúdos do Suas em todos os municípios mineiros, explicou o secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Eduardo Bernis. O secretário ressaltou a disponibilidade e a presença da equipe da Sedese nos cursos. Teremos a presença de diretores e superintendentes, oferecendo as devidas orientações. Portanto, é muito importante que os participantes façam questionamentos, no intuito de esclarecer todas as dúvidas, para que possamos continuar a desempenhar um trabalho qualificado aos cidadãos, afirmou. DISQUE DIREITOS HUMANOS REGISTRA AUMENTO NO NÚMERO DE DENÚNCIAS CONTRA VIOLAÇÃO DE DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES As denúncias de violação dos direitos de crianças e adolescentes registraram uma expansão de 14,63% no primeiro trimestre deste ano, em relação a igual período do ano passado. Segundo dados do Disque Direitos Humanos (DDH), da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), os números saltaram de 531 de janeiro a março de 2013 para 622 nos três primeiros meses deste ano. O serviço é disponibilizado à população pelo telefone De janeiro a março de 2014, entre os principais registros no DDH em relação às crianças e adolescentes estão à violência física intrafamiliar (241), negligência/abandono (242) e abuso sexual (37). Em relação à violência contra idosos, foram 364 denúncias feitas nos três primeiros meses do ano, com a liderança de maus- tratos familiares (238), abandono (43) e lesão financeira (35). Ainda segundo os dados do DDH, foram registradas 34 denúncias de violência contra as mulheres no primeiro trimestre deste ano, a maioria (31) por agressão e maus-tratos. Os registros no DDH em relação à pessoa com deficiência chegaram a 52, de janeiro a março deste ano. Segundo a subsecretária de Estado

6 de Direitos Humanos, Maria Juanita Godinho Pimenta, o aumento nos números ocorreu porque a população percebeu que o serviço é confiável. Se a população não percebesse que há resultados e que a rede de acolhimento e de encaminhamento está melhorando, não continuaria denunciando por meio do serviço, afirmou. Não podemos conviver e permitir a violência. Achar que usá-la contra uma criança é normal e educativa é criar um futuro que contribuirá para que a violência e o desrespeito continuem vigorando no planeta, opina a presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Miriam dos Santos. O Disque Direitos Humanos é um serviço de assistência direta e imediata da Subsecretaria de Direitos Humanos da Sedese, que tem a função de Ouvidoria de Direitos Humanos, da criança e do adolescente, da pessoa com deficiencia, da pessoa idosa, da mulher, de LGBT, de discriminação racial e outros grupos sociais mais vulneráveis. O DDH funciona na Casa de Direitos Humanos (CDH), no centro de Belo Horizonte, local que também reúne todos os Conselhos de Direitos, além da Delegacia da Mulher, Ministério Público e Centro Risoleta Neves de Atendimento à Mulher (Cerna). Até o último dia 21 de fevereiro data de seu primeiro aniversário o órgão realizou atendimentos relativos aos 22 serviços ofertados na Casa. Os destaques são as ações voltadas para a preservação do direito e da defesa da mulher, com mais de 15 mil acolhimentos neste período. Para o secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Eduardo Bernis, o número de atendimentos e as orientações mostram evolução das políticas públicas voltadas para os cidadãos mineiros e os diversos segmentos. São ações, campanhas e programas estruturadores desenvolvidos de forma integrada e participativa, visando combater violações de direitos, além de dar respostas e encaminhamentos às diversas demandas, declarou. PROTEÇÃO INTEGRAL ÀS CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA COPA DO MUNDO Geraldo Ribeiro/ Sedese Policiais civis, militares, guardas municipais, equipes de abordagem social e representantes de Conselhos Tutelares de 42 municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e indutores do turismo em Minas Gerais foram capacitados pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) para garantir proteção integral aos direitos das crianças e adolescentes durante os seis jogos da Copa do Mundo que serão disputados na capital mineira. Com esse último módulo da qualificação, mais 400 profissionais estão preparados para atuarem diretamente nesses municípios que sentirão os reflexos do Mundial. Para o secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Eduardo Bernis, trata-se de uma evolução e aperfeiçoamento de todo o trabalho desenvolvido na Copa das Confederações. Essa capacitação é de fundamental importância para o desenvolvimento de ações preventivas e de conscientização da própria sociedade para a importância da proteção de crianças e adolescentes em Minas durante o evento esportivo. Esse é um momento de alinharmos as ações, organizarmos os fluxos de atendimento e garantirmos um trabalho em rede de qualidade, que permita a promoção e proteção dos direitos das crianças e adolescentes no nosso Estado, enfatizou. E X P E D I E N T E Orgão oficial da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social ASSCOM - Assessoria de Comunicação - (31)

INFORMATIVO SEDESE AMPLIA ATUAÇÃO COM NOVA ESTRUTURA

INFORMATIVO SEDESE AMPLIA ATUAÇÃO COM NOVA ESTRUTURA INFORMATIVO SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Janeiro de 2014 Número 61 SEDESE AMPLIA ATUAÇÃO COM NOVA ESTRUTURA Com a Reforma Administrativa feita pelo Governo de Minas na virada

Leia mais

PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS REALIZA AÇÃO PREVENTIVA EM DESFILE DE BLOCO EM BH

PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS REALIZA AÇÃO PREVENTIVA EM DESFILE DE BLOCO EM BH INFORMATIVO Fevereiro de 2014 Número 62 PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS REALIZA AÇÃO PREVENTIVA EM DESFILE DE BLOCO EM BH A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) participou, no último

Leia mais

SEDESE INAUGURA EM OUTUBRO A PRIMEIRA CENTRAL DE LIBRAS DO ESTADO

SEDESE INAUGURA EM OUTUBRO A PRIMEIRA CENTRAL DE LIBRAS DO ESTADO V Setembro de 2013 - Número 57 SEDESE INAUGURA EM OUTUBRO A PRIMEIRA CENTRAL DE LIBRAS DO ESTADO Peterson Moreira / Sedese A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) inaugura, no próximo

Leia mais

14/Mar/2013 :: Edição 31 ::

14/Mar/2013 :: Edição 31 :: 14/Mar/2013 :: Edição 31 :: Cadernos do Poder Executivo Poder Geraldo Julio de Mello Filho Executivo DECRETO Nº 26.993 DE 13 DE MARÇO DE 2013 EMENTA: Descreve as competências e atribuições dos cargos comissionados

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00147/2013 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB) e Laércio Benko (PHS)

PROJETO DE LEI 01-00147/2013 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB) e Laércio Benko (PHS) PROJETO DE LEI 01-00147/2013 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB) e Laércio Benko (PHS) Estabelece diretrizes para a Política Municipal de Promoção da Cidadania LGBT e Enfrentamento da Homofobia, e dá

Leia mais

A SECRETARIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES AS AÇÕES SÃO DESENVOLVIDAS POR QUATRO ÁREAS ESTRATÉGICAS:

A SECRETARIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES AS AÇÕES SÃO DESENVOLVIDAS POR QUATRO ÁREAS ESTRATÉGICAS: O QUE É QUE FAZ A SECRETARIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES A Prefeitura de São Paulo, em maio de 2013, seguindo a política implementada nacionalmente e atendendo uma reivindicação histórica do movimento

Leia mais

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Mostrando que a proteção de nossas crianças e adolescentes também está em fase de crescimento Subsecretaria de Promoção

Leia mais

FORTALECIMENTO DO SISTEMA DE GARANTIA DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EQUIPAGEM ORIENTAÇÕES AOS GESTORES LOCAIS

FORTALECIMENTO DO SISTEMA DE GARANTIA DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EQUIPAGEM ORIENTAÇÕES AOS GESTORES LOCAIS FORTALECIMENTO DO SISTEMA DE GARANTIA DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Conselho Tutelar EQUIPAGEM DE CONSELHOS TUTELARES O trabalho da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República

Leia mais

3801 - SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

3801 - SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3801 - SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 17.108, de 27 de julho de 2005. DESCRIÇÃO DO PROGRAMA DE TRABALHO PROGRAMAS ESPECÍFICOS VOLTADOS PARA

Leia mais

Governo planeja ações com base em dados e tenta aprimorar combate à exploração incentivando envolvimento da sociedade civil em fóruns e conselhos

Governo planeja ações com base em dados e tenta aprimorar combate à exploração incentivando envolvimento da sociedade civil em fóruns e conselhos / / Fique ligado Notícias / Especiais Promenino Fundação Telefônica 10/12/2012 Os desafios da fiscalização do trabalho infantil Governo planeja ações com base em dados e tenta aprimorar combate à exploração

Leia mais

ENTREVISTA COM O SECRETÁRIO DE ESTADO AGOSTINHO PATRUS FILHO

ENTREVISTA COM O SECRETÁRIO DE ESTADO AGOSTINHO PATRUS FILHO ENTREVISTA COM O SECRETÁRIO DE ESTADO AGOSTINHO PATRUS FILHO Entrevista realizada em junho/2009 O atual Secretário de Estado do Desenvolvimento Social (SEDESE), Agostinho Patrus Filho, natural de Belo

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA 1. Criar o Fórum Metropolitano de Segurança Pública Reunir periodicamente os prefeitos dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo para discutir, propor,

Leia mais

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS 8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS DOCUMENTO FINAL EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ações de mobilização: 1. Ampla mobilização, por

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente

ANEXO I CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente ANEXO I CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO I ÁREAS DE INTERESSE Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente a) Capacitação para implantação dos planos estaduais

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio aos Fóruns, Comitês, Associações

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência;

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência; 1 Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação das diretrizes e metas na garantia de direitos às pessoas com deficiência

Leia mais

Boletim Informativo. Prezad@s ibepsian@s,

Boletim Informativo. Prezad@s ibepsian@s, Boletim Informativo Boletim Informativo Especial Ano IV / Nº 05 (Dezembro - 2014) Carta ao leitor(a) Prezad@s ibepsian@s, Para começar citamos uma frase de uma música de Chico Sciense & Nação Zumbi intitulada

Leia mais

PROGRAMA. Brasil, Gênero e Raça. Orientações Gerais

PROGRAMA. Brasil, Gênero e Raça. Orientações Gerais PROGRAMA Brasil, Gênero e Raça Orientações Gerais Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Luiz Marinho Secretário-Executivo Marco Antonio de Oliveira Secretário

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 101 DE 17 DE MARÇO DE 2005 (*)

RESOLUÇÃO Nº 101 DE 17 DE MARÇO DE 2005 (*) RESOLUÇÃO Nº 101 DE 17 DE MARÇO DE 2005 (*) Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente Dispõe sobre os Procedimentos e critérios para a aprovação de projetos a serem financiados com recursos

Leia mais

Conferência da igualdade racial reúne cerca de 400 gestores

Conferência da igualdade racial reúne cerca de 400 gestores V Agosto de 2013 - Número 56 Conferência da igualdade racial reúne cerca de 400 gestores Peterson Moreira / Sedese Cerca de 400 gestores, de 73 municípios mineiros, participaram, no último dia 28, no Hotel

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Estabelece a forma de organização e regulamenta o funcionamento das unidades administrativas da Secretaria de Trabalho e Geração

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE

PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE APRESENTAÇÃO: A violência sexual contra a criança e o adolescente tem sido um problema de difícil enfrentamento por

Leia mais

Princípios Gerais. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra 15/10/2012

Princípios Gerais. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra 15/10/2012 Princípios Gerais Política Nacional de Saúde Integral da População Negra PORTARIA Nº 992, DE 13 DE MAIO DE 2009 Profª Carla Pintas A Constituição de 1988 assumiu o caráter de Constituição Cidadã, em virtude

Leia mais

ANEXO V CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO / IMPLEMENTAÇÃO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS

ANEXO V CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO / IMPLEMENTAÇÃO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS ANEXO V CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO / IMPLEMENTAÇÃO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS I ÁREAS DE INTERESSE A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República,

Leia mais

O Desafio da Implementação das Políticas Transversais

O Desafio da Implementação das Políticas Transversais O Desafio da Implementação das Políticas Transversais Professora: Juliana Petrocelli Período: Novembro de 2013 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS SECRETARIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DOS

Leia mais

> Números da Childhood Brasil. 13 anos 6 programas próprios. 94 projetos apoiados. parceria com 54 organizações. R$ 34 milhões investidos na causa

> Números da Childhood Brasil. 13 anos 6 programas próprios. 94 projetos apoiados. parceria com 54 organizações. R$ 34 milhões investidos na causa > Números da Childhood Brasil 13 anos 6 programas próprios 94 projetos apoiados parceria com 54 organizações R$ 34 milhões investidos na causa 25 > Nossos programas Programa COMUNICAÇÃO e Mobilização:

Leia mais

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados Frente Parlamentar em Defesa dos Conselheiros Tutelares é reinstalada na Câmara dos Deputados Com o objetivo de discutir e acompanhar as demandas dos Conselhos Tutelares na Câmara dos Deputados, foi reinstalada

Leia mais

Evento acontece na cidade de Caxambu e começa nesta sexta (18)

Evento acontece na cidade de Caxambu e começa nesta sexta (18) https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/178 3-educacao-amplia-interlocucao-com-representantes- do-movimento-sindical Notícia veicula no site Portal da Educação em 17/02/11 Secretária Ana Lúcia

Leia mais

Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte

Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte Elizabeth Leitão Secretária Municipal Adjunta de Assistência Social Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Março de 2012 Conceito

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E PROTEÇÃO DO TRABALHADOR ADOLESCENTE NO CEARÁ - 2007 / 2010

PLANO ESTADUAL DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E PROTEÇÃO DO TRABALHADOR ADOLESCENTE NO CEARÁ - 2007 / 2010 PROTEÇÃO DO TRABALHADOR ADOLESCENTE NO CEARÁ - 2007 / Eixo Programático nº 01: INTEGRAÇÃO E SISTEMATIZAÇÃO DOS DADOS Eixo Programático 01: Integração e Sistematização dos Dados Objetivo específico: Identificar

Leia mais

QUERIDO(A) ALUNO(A),

QUERIDO(A) ALUNO(A), LANÇADA EM 15 MAIO DE 2008, A CAMPANHA PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS É UMA DAS MAIORES MOBILIZAÇÕES PERMANENTES JÁ REALIZADAS NO PAÍS, COM FOCO NO COMBATE À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS

Leia mais

BALANÇO SEMESTRAL DO DISQUE DIREITOS HUMANOS DISQUE 100 PESSOA IDOSA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

BALANÇO SEMESTRAL DO DISQUE DIREITOS HUMANOS DISQUE 100 PESSOA IDOSA PESSOA COM DEFICIÊNCIA BALANÇO SEMESTRAL DO DISQUE DIREITOS HUMANOS DISQUE 100 PESSOA IDOSA LGBT PESSOA COM DEFICIÊNCIA CRIANÇA E ADOLESCENTE POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA PESSOAS EM RESTRIÇÃO DE LIBERDADE BALANÇO SEMESTRAL

Leia mais

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Defesa Social SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Defesa Social SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Defesa Social SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS A Política Estadual sobre Drogas em Minas Gerais Conferencista: Dr. Cloves Eduardo Benevides

Leia mais

Rede de Defesa e Segurança

Rede de Defesa e Segurança Rede de Defesa e Segurança 1 PROGRAMA ALIANÇA PELA VIDA Objetivo: Estruturar ações integradas de prevenção, acolhimento e tratamento dos usuários e dependentes de álcool e outras drogas e seus familiares,

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 Palestras informativas Promover ações educativas para a promoção do voluntariado transformador. Mobilizar voluntários. Toda a comunidade de Curitiba e Região Metropolitana

Leia mais

PASSOS RECEBE RECURSOS PARA AS ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E SAÚDE

PASSOS RECEBE RECURSOS PARA AS ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E SAÚDE Novembro de 2013 - Número 59 PASSOS RECEBE RECURSOS PARA AS ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E SAÚDE Nádia Bícego Em visita a Passos, no Sul de Minas, na sexta-feira (29), o governador Antonio Anastasia

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PAIR

PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PAIR Presidência da República Secretaria de Direitos Humanos Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO POR UM CEARÁ MELHOR PRA TODOS A COLIGAÇÃO POR UM CEARA MELHOR PRA TODOS, com o objetivo de atender à Legislação Eleitoral e de expressar os compromissos

Leia mais

VIII CONFERENCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE UBERABA

VIII CONFERENCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE UBERABA VIII CONFERENCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE UBERABA 27 DE MARÇO DE 2015 CENTRO ADMINISTRATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERABA TEMA: POLÍTICA E O PLANO DECENAL DE DIREITOS

Leia mais

DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014

DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014 CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE MINAS GERAIS DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014 A Diretoria Executiva do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA CONCEPÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS: UM UNIVERSO AINDA DESCONHECIDO

EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA CONCEPÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS: UM UNIVERSO AINDA DESCONHECIDO EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA CONCEPÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS: UM UNIVERSO AINDA DESCONHECIDO Resumo SANTA CLARA, Cristiane Aparecida Woytichoski de- UEPG-PR cristianesclara@yahoo.com.br PAULA, Ercília Maria

Leia mais

Briefing para Produção de Material - Assessoria de Comunicação SEDESE - ASSCOM

Briefing para Produção de Material - Assessoria de Comunicação SEDESE - ASSCOM SECRETARIA DE TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Subsecretaria de Assistência Social Diretoria de Proteção Especial Briefing para Produção de Material - Assessoria de Comunicação SEDESE - ASSCOM 1. Descrição:

Leia mais

MATO GROSSO: MUITO ALÉM DO DEVER FUNCIONAL

MATO GROSSO: MUITO ALÉM DO DEVER FUNCIONAL MATO GROSSO: MUITO ALÉM DO DEVER FUNCIONAL Cuiabá-MT teve a primeira Promotoria de Justiça a aplicar a Lei Maria da Penha no Brasil, iniciando seus trabalhos no dia 22/09/2006, dia em que a Lei Maria da

Leia mais

CARTA DA BAHIA. Tema: ENFRENTAMENTO AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

CARTA DA BAHIA. Tema: ENFRENTAMENTO AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES CARTA DA BAHIA O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente- CONANDA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Federal no 8.242, de 12 de outubro de 1991, e pelo seu Regimento

Leia mais

Participação Social no Governo Federal

Participação Social no Governo Federal PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL Participação Social no Governo Federal Gerson Luiz de Almeida Silva Secretário Nacional de Articulação Social 1. Visões

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

Nossas conquistas 2013

Nossas conquistas 2013 Nossas conquistas 2013 O ano de 2013 foi especial para a Fundação e para as comunidades onde desenvolvemos ações sociais. Alcançamos o marco de 25 anos de atuação social e de 7 milhões de beneficiários,

Leia mais

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE Carta Aberta aos candidatos e candidatas às Prefeituras e Câmaras Municipais: Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos,

Leia mais

CONFERÊNCIA ESTADUAL BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA São Luís - 18 a 20 de Agosto de 2008

CONFERÊNCIA ESTADUAL BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA São Luís - 18 a 20 de Agosto de 2008 CONFERÊNCIA ESTADUAL BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA São Luís - 18 a 20 de Agosto de 2008 Relatório do Painel PANORAMA LEGAL 1. A DEFENSORIA PÚBLICA ESTADUAL NA PREVENÇÃO E NO COMBATE À VIOLÊNCIA Carência de

Leia mais

MONTES CLAROS GANHA DUAS UNIDADES INTERLIGADAS DE REGISTRO CIVIL DE NASCIMENTO

MONTES CLAROS GANHA DUAS UNIDADES INTERLIGADAS DE REGISTRO CIVIL DE NASCIMENTO Maio de 2014 Número 65 MONTES CLAROS GANHA DUAS UNIDADES INTERLIGADAS DE REGISTRO CIVIL DE NASCIMENTO O município de Montes Claros, no Norte de Minas, ganhou duas Unidades Interligadas de Registro Civil

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01/2011 - SMDS O Município de Canoas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, torna público o presente e convida os interessados e as interessadas a apresentar

Leia mais

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo Princípios e diretrizes de Segurança Pública Eixo 1 1. Fortalecimento do pacto federativo; 2. Municipalização da Segurança Pública; 3. Estabelecer

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação :: LINHAS DE AÇÃO Apoio aos Municípios Tecnologia e Informação em Resíduos Capacitação Promoção e Mobilização Social :: PRESSUPOSTOS DA COLETA SELETIVA Gestão participativa Projeto de Governo Projeto da

Leia mais

CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE CONSELHOS MUNICIPAIS DE JUVENTUDE

CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE CONSELHOS MUNICIPAIS DE JUVENTUDE CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE CONSELHOS MUNICIPAIS DE JUVENTUDE Belo Horizonte Fevereiro 2012 ANTÔNIO AUGUSTO JUNHO ANASTASIA Governador do Estado de Minas Gerais ALBERTO PINTO COELHO JÚNIOR Vice Governador

Leia mais

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento;

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Objetivo geral Promover a igualdade no mundo do trabalho e a autonomia

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA FACULDADE DE PSICOLOGIA/UFAM Nº 03/2013 SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA ATUAÇÃO POR CURTO PRAZO

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA FACULDADE DE PSICOLOGIA/UFAM Nº 03/2013 SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA ATUAÇÃO POR CURTO PRAZO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE PSICOLOGIA Núcleo de Formação Continuada de Conselheiros dos Direitos e Conselheiros Tutelares do Estado do Amazonas Escola de Conselhos do Amazonas CHAMADA

Leia mais

Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes

Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes 1. Introdução Fenômeno dos mais graves de nosso tempo, a exploração sexual-comercial de crianças e adolescentes não deve ser

Leia mais

REGIÃO SUL. Grupo 1 EXPLORAÇÃO SEXUAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Segurança pública. Sistema de justiça. Turismo.

REGIÃO SUL. Grupo 1 EXPLORAÇÃO SEXUAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Segurança pública. Sistema de justiça. Turismo. REGIÃO SUL Eixos de Atuação 1. Informação e Mobilização Planejamento das Ações Intersetoriais 1.1 Realizar campanhas articuladas entre as políticas para prevenção do turismo sexual (agentes de saúde, professores

Leia mais

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 Institui o Sistema Municipal de Assistência Social do Município de Santo Antônio da Patrulha e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL de Santo Antônio da Patrulha,

Leia mais

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZ DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL TÍTULO PRODUTO TIPO DE META 2013 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados ORÇAMENTÁRIA 95% 0001 GESTÃO

Leia mais

PROJETO DE CIDADANIA

PROJETO DE CIDADANIA PROJETO DE CIDADANIA PROJETO DE CIDADANIA A Anamatra A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho Anamatra congrega cerca de 3.500 magistrados do trabalho de todo o país em torno de interesses

Leia mais

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO Maria Salete da Silva Josiane dos Santos O Programa Assistência Sócio-Jurídica, extensão do Departamento de Serviço Social, funciona no Núcleo

Leia mais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais patamar de um trilhão Em ano atípico, o PIB do Estado de São apresentou redução real em 2009, mas ampliou sua participação no PIB brasileiro. Em 2009, o PIB, calculado pela Fundação Seade em parceria com

Leia mais

Município: JOÃO PESSOA / PB

Município: JOÃO PESSOA / PB O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS Participação Social no Governo Federal Conferências Nacionais 2009/2010 Conferências Nacionais

Leia mais

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010.

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010. 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados Percentual 95% 0001 GESTÃO LEGISLATIVA E CIDADANIA 2002 Processamento Legislativo Ações Realizadas Percentual 95% 2003 Modernização Administrativa Gestão

Leia mais

TERMO PÚBLICO, ABERTO À ADESÃO, DE COMPROMISSO PELO EMPREGO E TRABALHO DECENTE NA COPA DO MUNDO FIFA DE 2014 E NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016.

TERMO PÚBLICO, ABERTO À ADESÃO, DE COMPROMISSO PELO EMPREGO E TRABALHO DECENTE NA COPA DO MUNDO FIFA DE 2014 E NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. TERMO PÚBLICO, ABERTO À ADESÃO, DE COMPROMISSO PELO EMPREGO E TRABALHO DECENTE NA COPA DO MUNDO FIFA DE 2014 E NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. O Ministério do Trabalho e Emprego, o Tribunal Regional do Trabalho,

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Dispõe sobre a Política Municipal de Turismo, institui o Fundo Municipal de Turismo - Fumtur - e dá outras providências.

Dispõe sobre a Política Municipal de Turismo, institui o Fundo Municipal de Turismo - Fumtur - e dá outras providências. Terça-feira, 30 de Junho de 2015 Ano:XXI - Edição N.: 4832 Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo LEI Nº 10.823, DE 29 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre a Política Municipal de Turismo, institui o

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome PETI. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome PETI. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome PETI Programa de Erradicação do Trabalho Infantil Brasil livre do trabalho infantil, todos juntos nesse desafio! O Governo Federal e a sociedade brasileira

Leia mais

Agendas Transversais

Agendas Transversais Reunião do Conselho Nacional de Direitos da Mulher - CNDM Agendas Transversais Maria do Rosário Cardoso Andrea Ricciardi 02/10/2013 Ministério do Planejamento 1 AGENDAS TRANSVERSAIS Igualdade Racial, Comunidades

Leia mais

ANEXO II: QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CARGO/ QUANT.

ANEXO II: QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CARGO/ QUANT. ANEXO II: QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA UNIDADE CARGO/ FUNÇÃO/ QUANT. DENOMINAÇÃO/ CARGO/FUNÇÃO NE/ DAS GABINETE 2 Assessor 102.4

Leia mais

Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015

Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015 Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015 Bogotá, junho de 2013 Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o Plano Mais Brasil PPA 2012-2015 Dimensão Estratégica do Desenvolvimento

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

18 de Maio. Denuncie. Faça sua parte! Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18 de Maio. Denuncie. Faça sua parte! Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes 18 de Maio Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. Denuncie. Faça sua parte! Ficha Técnica União Norte Brasileira

Leia mais

A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO

A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO A Assistência Social como política de proteção social configura uma nova situação para o Brasil: garantir proteção a todos, que

Leia mais

Fundação SEADE. www.seade.gov.br

Fundação SEADE. www.seade.gov.br Outubro de 0 N o Monitoramento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODMs Consulte A Fundação Seade disponibilizará, anualmente, as séries históricas do conjunto de indicadores dos ODMs

Leia mais

Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas Plano Nacional de Enfrentamento ao Plano Nacional de Enfrentamento ao Secretaria Nacional de Justiça Ministério da Justiça Ministério da Justiça MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Presidente da República Luiz Inácio

Leia mais

Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional

Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional Objetivos Objetivo Geral: Ampliar capacidade da força de trabalho se inserir no processo de desenvolvimento econômico da RMBH, com

Leia mais

Secretaria de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres 1º Fórum de Violência contra a Mulher: Múltiplos olhares

Secretaria de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres 1º Fórum de Violência contra a Mulher: Múltiplos olhares Secretaria de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres 1º Fórum de Violência contra a Mulher: Múltiplos olhares Campinas, Abril de 2014 Violência contra as Mulheres: dados Internacional: 1 de cada

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS LINHAS DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS LINHAS DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS CAPTAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 1. SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - SENASP Gestão do Conhecimento e de Informações criminais; Formação e Valorização Profissional; Implantação

Leia mais

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis PARÂMETROS PARA A CONSTITUIÇÃO DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO NACIONAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

Leia mais

CARTA DE BRASÍLIA I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE Brasília 6 e 7 dezembro de 2012

CARTA DE BRASÍLIA I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE Brasília 6 e 7 dezembro de 2012 CARTA DE BRASÍLIA I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE Brasília 6 e 7 dezembro de 2012 Os participantes do I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE, representantes de Conselhos da Comunidade

Leia mais

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII 01 Legislativa 3.000.000 52.200.000 55.200.000 01031 Ação Legislativa 7.834.000 7.834.000 010310028 ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 7.834.000 7.834.000 01122 Administração Geral 3.000.000 38.140.000

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BRASÍLIA

DECLARAÇÃO DE BRASÍLIA DECLARAÇÃO DE BRASÍLIA Os Governadores e Governadoras, Intendentas e Intendentes, Prefeitas e Prefeitos do MERCOSUL reunidos no dia 16 de julho de 2015, na cidade de Brasília DF, por meio do Foro Consultivo

Leia mais

A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO. Diversos problemas levaram à situação atual

A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO. Diversos problemas levaram à situação atual A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO Diversos problemas levaram à situação atual O problema sempre foi tratado com uma série de OUs Natureza ou policial ou social Responsabilidade ou

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

REDE NACIONAL DE OPERADORES DE SEGURANÇA LGBT S. I Advento: Manifesto e Objetivos

REDE NACIONAL DE OPERADORES DE SEGURANÇA LGBT S. I Advento: Manifesto e Objetivos REDE NACIONAL DE OPERADORES DE SEGURANÇA LGBT S. Proposta por Mário de Carvalho Leony Delegado de Polícia Civil do Estado de Sergipe Membro do GT LGBT - SENASP I Advento: Manifesto e Objetivos A Rede Nacional

Leia mais

Governança colaborativa entre municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte REDE 10

Governança colaborativa entre municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte REDE 10 GOVERNANÇA METROPOLITANA São Paulo - SP / Junho 2012 Governança colaborativa entre municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte REDE 10 Carlos Augusto de Almeida Dias Secretaria Municipal Adjunta

Leia mais

Políticas de Desenvolvimento para as Mulheres Rurais a partir de uma perspectiva de Raça a e Gênero. Andrea Butto

Políticas de Desenvolvimento para as Mulheres Rurais a partir de uma perspectiva de Raça a e Gênero. Andrea Butto Políticas de Desenvolvimento para as Mulheres Rurais a partir de uma perspectiva de Raça a e Gênero Andrea Butto Ministério do Desenvolvimento Agrário Temas abordados Estados assumiram compromissos que

Leia mais

Mercocidades/ UTDEL/ ES/ Ata Nº 01/ 2010

Mercocidades/ UTDEL/ ES/ Ata Nº 01/ 2010 Mercocidades/ UTDEL/ ES/ Ata Nº 01/ 2010 Reunião da Unidade Temática de Desenvolvimento Econômico Local (UTDEL) Belo Horizonte, 01 de dezembro de 2010. No dia 01 de dezembro de 2010, foi realizada a Reunião

Leia mais

Objetivo 1. Reduzir a Criminalidade Proposta Responsável/Sugestões Indicador

Objetivo 1. Reduzir a Criminalidade Proposta Responsável/Sugestões Indicador Coordenador: SEGURANÇA Visão: Que Santa Maria tenha os melhores indicadores de Segurança Pública, entre os municípios do Rio Grande do Sul com mais de 100 mil habitantes, garantindo a prevenção e o controle

Leia mais