REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 4 ABRIL 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 4 ABRIL 2014"

Transcrição

1 REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 4 ABRIL 2014 NOTA DE ABERTURA Caros Associados: Vasta e variada informação faz parte desta publicação que a APEQ vos proporciona mensalmente. Mantemos o objectivo de vos alertar e indicar o caminho para a obtenção da informação actualizada sobre todos os factos relacionados com a aplicação dos vários regulamentos a cargo da ECHA. Decisões da câmara de recurso, Autorizações de uso de substâncias, consultas públicas, revisões de actos já decididos, relatos dos contactos entre a ECHA e as várias entidades e empresas, possibilidades de formação, fazem este mês as notícias sobre o REACH, o CLP e os PIC. Não esqueçam a obrigação da classificação das misturas (CLP) em Junho 2015 e também o próximo Registo (REACH) Sobre estes temas a APEQ está sempre disponível para vos apoiar. Cumprimentos J. Gândara Marques Assesor APEQ Abril

2 CONTEÚDOS 1. Decisões de avaliação de substâncias 4 2. Forum de intercâmbio de informação 5 3. Decisão da Câmara de Recurso 4. Relatório de segurança Química Prazos REACH- Croácia 6. Definição sobre a partilha de dados 7 7. Revisões sobre Autorizações 8. Avaliações 9. Decisão da Câmara de Recurso 10. Identidade de Substâncias-ECHA Orientações para UJ 12. REACH IT Relatório ECHA-EASA 14. Autorizações para o DBP 15. Workshop sobre uso seguro de Químicos Workshop SDS 17. Consultas públicas Substituição de Produtos 19. Consulta pública alternativas seguras 20. Limite de utilização de Ftalatos Produtos Químicos na nossa vida 22. Couro isento de crómio 23. Conheça os seus produtos químicos e os dos seus clientes Caso de empreendorismo sustentável 25. Vidro Murano 26. Pensar sobre a Substituição 14 2

3 27. Produtos Químicos mais seguros 28. Compostos de Crómio em galvanoplastia 29. Helpdesk e a promoção da inovação ONG s e a Substituição 31. Empresas co problemas com o REACH IT 32. Segurança Química e o seu negócio Workshop sobre Nanomateriais 34. Forum Helsínquia Consulta pública sobre Agroquímicos 36. Relatório de Actividades ECHA PIC Contactos 19 3

4 1. DECISÕES DE AVALIAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS- PUBLICADAS A ECHA publicou as decisões de avaliação de 14 substâncias que foram revistas no âmbito do Plano de Acção Comunitário de rolamento (CoRAP). As primeiras decisões da ECHA sobre a avaliação das substâncias já estão disponíveis no site da ECHA. Estas são as decisões sobre 14 substâncias tomadas pela ECHA com base em avaliações realizadas pelos Estados-Membros. Os inscritos são convidados a apresentar mais informações sobre os riscos e / ou exposição. Substância Numero EC EM avaliador Isoheptane Latvia Bisphenol A, 4,4'- isopropylidenediphenol Germany Imidazole United Kingdom A mixture of: cistetrahydro-2- isobutyl-4-methylpyran-4-ol; transtetrahydro-2-isobutyl-4- methylpyran-4-ol Spain Oligomerisation and alkylation reaction products of 2- phenylpropene and phenol Denmark N,N'-bis(1,4-dimethylpentyl)-pphenylenediamine Belgium Carbon tetrachloride France 1,3-Diphenylguanidine France Hexyl salicylate The Netherlands 2,2'-Iminodiethanol Germany 4

5 2-Ethylhexanoic acid Spain Decahydronaphthalene Finland Alkanes, C14-17, chloro (MCCP, Medium chained chlorinated paraffins) United Kingdom 2-(4- tertbutylbenzyl)propionaldehyde 2. FÓRUM DE INTERCÂMBIO DE INFORMAÇÕES SOBRE A APLICAÇÃO O Forum lança piloto de autorização e apresenta resultados preliminares do projecto da terceira aplicação Na reunião do Fórum de Intercâmbio de Informações sobre Enforcement, foi decidido realizar um projecto-piloto sobre a autorização e foram discutidos os resultados preliminares do terceiro projecto de aplicação coordenada. Durante a reunião XVII em Helsínquia em Março de 2014, o Fórum elegeu o seu presidente e vice-presidentes para novo mandato. Ms Szilvia Deim (HU) presidirá ao Fórum para os próximos três anos e será apoiada por Ms Katja vom Hofe (DE) e Eugen Anwander (AT) como vice-presidentes. 3. DECISÃO DA CÂMARA DE RECURSO RELEVA OS DIVERSOS PAPÉIS NO PROCESSO DE REGISTO O caso A sobre os requisitos de identidade de substância registada após uma verificação de conformidade. A Câmara de Recurso destaca que é da responsabilidade do requerente decidir qual substância (s) que é necessário registar (sua estratégia de registo) e agir em conformidade (por exemplo, através da apresentação de registos compatíveis). A Agência é responsável no âmbito do procedimento de verificação de conformidade se as informações fornecidas pelo requerente atendem aos requisitos do regulamento REACH. As autoridades policiais dos Estados-Membros são responsáveis por tomar medidas, se considerarem que um fabricante ou importador não conseguiu registar uma substância em conformidade com o Regulamento REACH. 5

6 4. RELATÓRIO DE SEGURANÇA QUÍMICA / EXPOSIÇÃO DELINEADA PARA O segundo plano de implementação para o roteiro CSR / ES define as acções prioritárias para , as actividades previstas e organizações para atingir os objectivos do Roteiro. As principais actividades incluem a melhoria da qualidade da informação no topo da cadeia de abastecimento e apoio aos formuladores que têm obrigações imediatas no âmbito do REACH. O objetivo é melhorar a informação sobre a utilização segura das substâncias químicas, através do relatório de segurança química e da ficha de dados de segurança ampliada comunicada à cadeia de abastecimento. Primeiro relatório intercalar sobre CSR / ES Roteiro publicado O relatório de progresso resume os principais resultados sobre o roteiro de cenários no relatório de segurança química / exposição entre Julho de 2013 e Março de Incluem conclusões saídas do workshop, o progresso na análise de métodos que lidam com informações sobre misturas e mudanças na estrutura de gestão do projecto. Disponível no site: 2º Plano disponível no site: 5. PRIMEIRO PRAZO DE INSCRIÇÃO REACH PARA EMPRESAS CROATAS 01 DE JULHO DE 2014 As Empresas croatas que fabricam ou importam substâncias para a União Europeia que são produzidas em quantidades mais de 100 toneladas por ano, ou que são cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas para a reprodução (CMR das categorias 1A e 1B), devem proceder ao registo até 1 de Julho A fase de pré-registo terminou no dia 1 de Janeiro de 2014, tendo a ECHA recebido 221 pré- registos para 206 substâncias. Mais informação em: 6

7 6. COMISSÃO DA UE PARA DEFINIÇÃO DE REGRAS SOBRE A PARTILHA DE DADOS REACH A Comissão Europeia está a trabalhar numa proposta de um "acto de execução" na partilha de dados e os custos ao abrigo do REACH, de acordo com as decisões tomadas pelos representantes das autoridades competentes para o REACH e CLP (Caracal) na reunião em Bruxelas. A Comissão espera apresentar o projecto de proposta na próxima reunião Caracal, em de Julho. 7. REVISÃO DAS AUTORIZAÇÕES A Comissão Europeia informou as autoridades competentes para o REACH e CLP (Caracal), na semana passada, que pretende definir o início do período de revisão das autorizações a partir da data de caducidade da substância. As informações serão publicadas sobre questões da ECHA e respondidas na página de autorização, nos próximos dias. 8. AVALIAÇÃO Os registantes devem preparar comentários aos projectos de decisão de avaliação de substâncias Os projectos de decisão sobre os pedidos de mais informações sobre as substâncias avaliadas no âmbito do plano de acção evolutivo comunitário (CoRAP) em 2013 serão enviados aos registantes para comentários no final de Abril Mais informações no site: 9. DECISÃO DA CÂMARA DE RECURSO EXAMINA OS REQUISITOS DE IDENTIDADE PARA UMA SUBSTÂNCIA UVCB A Câmara de Recurso anuncia a sua decisão sobre o caso A Objecto da decisão tomada pela Agência Europeia dos Produtos Químicos nos termos do artigo 41º (3) do Regulamento REACH, de acordo com o procedimento previsto nos artigos 50º e 51º do REACH Notícia em pormenor disponível no site:http://echa.europa.eu/documents/10162/13575/a _boa_decision_en.pdf 7

8 10. A ECHA TEM COMO OBJECTIVO A IDENTIDADE DAS SUBSTÂNCIAS - Cartas enviadas a empresas com não conformidades nos seus registos Conforme comunicado em Dezembro de 2013, a Agência realizou a sua primeira informação baseada em elementos de informação necessários para a identidade da substância de todos os registos. Esta semana, 449 inscritos cujos processos foram apanhados pela triagem receberam uma carta da ECHA com o respectivo pedido de correcção. No total, cartas relativas a 309 substâncias foram enviadas. Os registantes são convidados a verificar a sua caixa de correio REACH -IT. Estas cartas listam algumas das inconsistências encontradas em cada dossier e incluem instruções sobre como soluciona-las. Os registantes devem actualizar os seus dossiers no prazo de três meses a contar da data fixada na carta. O objectivo dessas cartas é ajudar a indústria a melhorar proactivamente a qualidade dos seus processos antes da ECHA iniciar acções, tais como a verificação de conformidade. A ECHA recomenda que as empresas tirem proveito dos apoios disponíveis, incluindo a ferramenta Assistente Dossier Qualidade, o anexo técnico, e consultem a secção de web recentemente lançada sobre "Como melhorar o seu dossier. Um webinar como melhorar a informação de identidade da substância, será realizado em 30 de Abril. Este webinar será por convite apenas para os inscritos que receberam cartas. No entanto, as apresentações e gravação serão disponibilizadas ao público. Como melhorar o seu dossier, disponível em: ANEXO às informações sobre Substâncias Questões de identidade encontrados em seu dossier de registo Disponível em: 11. ORIENTAÇÃO PARA OS UTILIZADORES A JUSANTE ACTUALIZADA A ECHA publicou traduções em 22 línguas da UE da Orientação actualizada para os utilizadores a jusante. A orientação foi recentemente revista para incluir e implementar a experiência e melhores práticas desenvolvidas desde a versão original foi elaborada em Em particular, a actualização elimina a necessidade de prestar mais informação (i) ao verificar se o uso de um utilizador a jusante de uma substância é coberta pelo cenário de exposição do fornecedor, e (ii) a comunicação de informações sobre o uso seguro de misturas. A versão em Inglês da orientação actualizada já havia sido publicada 8

9 após a finalização do procedimento de consulta em Dezembro de As traduções da orientação completa actualizada em todas as línguas oficiais da UE estão disponíveis no site da ECHA: 12. REACH-IT A nova versão do REACH-IT esclarece comunicação entre a ECHA e empresas. A nova versão do REACH-IT (2,7), pronto para ser usado, introduz novos termos e condições que esclarecem como as empresas recebem decisões e outras comunicações da ECHA. Além disso, a actualização permite a apresentação de pedidos de autorização através do REACH-IT. Ao mesmo tempo, uma nova versão do IUCLID foi lançada. Acesso ao site: 13. UM NOVO RELATÓRIO ECHA-EASA DESTACA OS ASPECTOS-CHAVE DO PROCESSO DE AUTORIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA AERONÁUTICA A publicação esclarece as questões de interacção entre os requisitos de aeronavegabilidade e o processo de autorização REACH e fornece conselhos de boas práticas que podem também beneficiar outros sectores da indústria. Mais informação no site: 14. COMITÉS CIENTÍFICOS DA ECHA AUTORIZAM UM USO ESPECÍFICO DO DIBUTIL FTALATO (DBP) Os Comités científicos da ECHA para Avaliação de Risco e Análise Socioecónomica adoptaram opiniões sobre um pedido de autorização de Sasol-Huntsman GmbH & Co. Nesta aplicação em causa o de dibutil ftalato (DBP) é usado como solvente de absorção em um sistema fechado na fabricação de anidrido maleico. Os comitês propõem a revisão da autorização em 12 anos. A Comissão Europeia vai tomar a decisão final sobre o pedido, com base em pareceres da ECHA. Mais informação: 9

10 15. WORKSHOP SOBRE O USO SEGURO DE PRODUTOS QUÍMICOS PELAS PME 16 de Setembro, 2014, em Bruxelas O workshop tem como objectivo abordar os desafios enfrentados pelas empresas (em particular PME) para cumprir com as novas regras para classificação, rotulagem e embalagem de misturas introduzidas pelo Regulamento CLP, até Junho de As partes interessadas são convidados a participar e contribuir para as discussões: associações industriais, organizações de apoio às empresas, sindicatos, associações de consumidores, as autoridades competentes e os serviços de assistência CLP nacionais, assim como todas as outras organizações cujos membros precisam de informação sobre e / ou de acordo com o Regulamento CLP. Mais informações no site: 16. WORKSHOP TÉCNICO AP TOX: SDS 29 e 30 de Maio em Lisboa Organizado pela Associação Portuguesa de Toxicologia Data limite de inscrição e pagamento: 15 de Maio de 2014 As Fichas de Dados de Segurança (SDS Safety Data Sheets) são parte integrante dos Regulamentos (CE) 1907/2006 (REACH Registration, Evaluation, Authorisation and Restriction of Chemicals) e 1272/2008 (CLP Classification, Labelling and Packaging of Substances and Mixtures). A SDS fornece é um instrumento de transmissão apropriada de informação sobre segurança de substâncias e misturas quando estas são classificadas como perigosas de acordo com o CLP. Orga Informações e inscrições no site: 10

11 17. CONSULTAS PUBLICAS No âmbito do Regulamento REACH, a ECHA tem em curso processos de consulta pública sobre novas propostas de ensaios em animais vertebrados, para 40 substâncias. Os períodos de consulta pública terminarão a 19 e 30 de Maio próximos, conforme indicado na tabela existente no site que a seguir se indica. A ECHA incentiva os interessados a apresentarem comentários no website: onde, para algumas substâncias, poderá ser também consultada alguma informação adicional específica de cada proposta. 18. SUBSTITUIÇÃO - PRODUTOS QUÍMICOS MAIS SEGUROS, BENEFÍCIOS PARA O NEGÓCIO Um dos principais objectivos da legislação europeia de produtos químicos é proteger a saúde humana e o ambiente, para as gerações presentes e futuras. A Substituição de substâncias químicas nocivas por alternativas mais seguras desempenha um papel importante na consecução deste objetivo. Neste número a Newsletter centra-se na substituição e na inovação. Incluem-se histórias e colunas que mostram como as empresas, autoridades e organizações estão a trabalhar na obtenção de produtos químicos mais seguros e menos nocivos para o ambiente. Artigo disponível no site: 19. CONSULTA PÚBLICA: ALTERNATIVAS MAIS SEGURAS O leitor pode ter um papel essencial na substituição de substâncias de grande preocupação (SVHC) por alternativas mais seguras. É incentivado a enviar informações à ECHA durante a consulta pública, que tem lugar depois de um pedido de autorização para utilizar uma SVHC. Mais informação disponível no site: 11

12 20. A DINAMARCA ACONSELHA UM LIMITE PARA OS FTALATOS A orientação dinamarquesa tem como objetivo ajudar a indústria e os utilizadores para eliminar progressivamente os quatro ftalatos (DEHP, BBP, DBP e DIBP), que estão actualmente na lista de autorização REACH antes da proibição nacional que entra em vigor em Também fornece informações úteis para a eliminação gradual de outros ftalatos ainda não sujeitos a autorização. Mais informação no site: 21. PRODUTOS QUÍMICOS NA NOSSA VIDA - CONFIRA O SITE DA ECHA Para ajudar a aumentar a conscientização sobre o uso seguro de produtos químicos, a ECHA renovou artigos produtos químicos na nossa vida " nas páginas da web. As páginas informam os consumidores como os produtos químicos podem ser usados com segurança em casa e no local de trabalho. Há também dicas sobre como aprender mais sobre a segurança dos produtos de consumo e produtos químicos de interesse. Artigo disponível no site: 22. COURO ISENTO DE CRÓMIO A restrição de crómio VI em artigos de couro será aplicada a partir 1 de Maio de A partir dessa data, os bens ou artigos que contêm partes de couro que entram em contacto com a pele, não podem ser colocados no mercado da UE, se contêm cromo hexavalente em concentrações de 3 mg / kg de peso ou mais. A SME Incusa desenvolveu uma tecnologia alternativa para curtimento de couro, Sanotan, que substituiu compostos de crómio por titânio. Mais informação, no site: 12

13 23. CONHEÇA OS SEUS PRODUTOS QUÍMICOS E OS SEUS CLIENTES A área de negócio de revestimentos da AkzoNobel l tem 25 anos de experiência na busca de alternativas mais seguras aos produtos químicos potencialmente perigosos utilizados em tintas industriais. Exemplos onde substâncias de grande preocupação que foram substituídas são pigmentos de chumbo e ftalatos. Informação disponível no site: 24. THOMAS REGOUT - UM CASO DE EMPREENDEDORISMO SUSTENTÁVEL Para Thomas Regout International BV, um utilizador a jusante fabricante de lentes para telescópicos, é importante encontrar um equilíbrio entre o uso de materiais seguros e sustentáveis e a gestão de um negócio rentável. Kees Verspaandonk e Peter Stroucken da empresa dizem como o REACH e CLP podem ajudar o desenvolvimento sustentável. Informação disponível no site: 25. VIDRO DE MURANO Os vidreiros venezianos têm vindo a utilizar o trióxido de arsênio, desde o final de No entanto, foi classificado ao abrigo do Regulamento CLP como cancerígeno e tóxico e deve ser banido em 21 de Maio de 2015 para todos os usos, excepto aqueles que recebam uma autorização da Comissão Europeia. Quais são as consequências desta proibição e que soluções para a indústria vidreira de Murano, na Itália? Informação disponível no site: 13

14 26. PENSAR SOBRE A SUBSTITUIÇÃO Gemini Adhesives Ltd é uma pequena fábrica Inglesa de produtos para a construção civil. Recentemente tem sofrido reclamações de áreas coladas fracassadas tornando a acção de micróbios potencialmente perigosos, e que exigem grandes reparações. Foi descoberto que os ftalatos foram a causa e Gemini encontrou uma solução viável eliminar a utilização de ftalatos. Informação no site: 27. ENCONTRAR PRODUTOS QUÍMICOS MAIS SEGUROS - O MODO AMERICANO Um número crescente de empresas estão à procura de produtos químicos mais seguros para usar nos seus produtos. O Programa de Avaliação de Alternativas da Agência de Proteção Ambiental dos EUA ajuda as indústrias a identificar e avaliar os produtos químicos mais seguros, e oferece uma base para a tomada de decisão sobre como substituir produtos químicos de interesse. Notícia disponível no site: 28. COMPOSTOS DE CRÓMIO HEXAVALENTE EM GALVANOPLASTIA Em galvanoplastia, os compostos de crómio hexavalente, formam a base para vários processos. A indústria de galvanoplastia, indústria de processos químicos e institutos de pesquisa têm procurado alternativas há de 15 anos, para os métodos actuais usados em cromagem de cromo duro e brilhante. Informação no site: 14

15 29. HELPDESK- PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO NACIONAL O serviço de assistência luxemburguês REACH e CLP apoia as empresas não só na implementação da legislação sobre produtos químicos, mas também através de aconselhamento concreto e ferramentas para a indústria nacional, principalmente os utilizadores a jusante e as PME, enfrentando pressões legais para procurar produtos químicos mais seguros Artigo disponível no site: 30. ONG s E A SUBSTITUIÇÃO: OS UTILIZADORES A JUSANTE PODEM EXERCER PRESSÃO SOBRE OS SEUS FORNECEDORES As organizações públicas activas na área de produtos químicos desempenham um papel importante na sensibilização, na pressão sobre os decisores políticos que actuem no interesse da população e do ambiente e sobre a aplicação da legislação. O que essas organizações pensam de substituição e inovação no âmbito do REACH e CLP? Mais informação no site: EMPRESAS COM PROBLEMAS COM O REACH-IT Após a última actualização do REACH-IT em 16 de Abril, algumas empresas tiveram problemas para aceder a certos anexos enviados como mensagens internas através do sistema. A ECHA está ciente do problema e está trabalhando para solucioná-lo. Uma actualização adicional do sistema de endereçamento da avaria será publicada em breve. Os utilizadores serão notificados da actualização no site da ECHA e através do feed de notícias na página de boas-vindas do REACH-IT. Enquanto isso, as empresas que enfrentam problemas são aconselhados a contactar a ECHA Helpdesk. As desculpas Agência por qualquer inconveniente causado. Informações no site: 15

16 32. "SEGURANÇA QUÍMICA E O SEU NEGÓCIO Pesquisas recentes e testes efectuados pelos inspectores mostram que muitas pequenas empresas que utilizam produtos químicos ainda não estão conscientes do REACH e CLP ou pode pensar que a lei química da UE não se aplica ao seu negócio. O folheto "Segurança Química e o seu negócio" pode ajudar essas empresas a descobrir do que se trata e iniciar o cumprimento das obrigações resultantes. O folheto usa linguagem simples para introduzir os conceitos-chave do REACH e CLP e oferece links para mais informações. Pode ser obtido em cada uma das línguas oficiais da UE a partir da respectiva versão da página web PME ECHA. Mais informações no site: 33. WORKSHOP CIENTÍFICO SOBRE NANOMATERIAIS Outubro, Helsínquia O workshop científico sobre os desafios regulatórios da avaliação de risco de nanomateriais, está previsto para ser 23 e 24 de Outubro de Tem como objetivo reunir especialistas na área de avaliação de risco de nanomateriais para discutir e actualizar os princípios científicos e as directrizes para a avaliação de riscos ambientais e de saúde humana das substâncias químicas em nanoforma. O workshop também fornece uma plataforma para as universidades e reguladores para troca de pontos de vista sobre a pesquisa actual e futura em nanomateriais. A participação no workshop é apenas por convite. Se é um especialista na avaliação de riscos dos nanomateriais, manifeste o seu interesse em participar até 15 de Maio de Mais informações disponíveis em: 5a226baf-57e4-49c ff8f59d8bb6&dy=

17 34. HELSINKI CHEMICALS FORUM Maio de 2014, Helsínquia O Chemicals Forum Helsinki que inclui as autoridades internacionais, líderes da indústria, ONGs, acadêmicos, media e outras partes interessadas incentiva participação num debate aberto sobre temas de actualidade relacionados com a gestão dos produtos químicos e segurança. Temas incluem a promoção do comércio transatlântico, desreguladores endócrinos e economia emergente. Pela primeira vez desde a sua criação, o HCF vai incluir workshops no final de cada dia, para resumo e discussão dos temas apresentados durante a sessão plenária. Programa disponível no site: 35. NOVAS CONSULTAS CLH - DOIS AGROQUÍMICOS A ECHA marcou o período de 45 dias sobre propostas para a classificação e rotulagem harmonizadas (CLH) os pesticidas pencycuron e benzovindiflupyr. Ambas as substâncias ainda não têm uma classificação harmonizada. O Pencycuron é usado como fungicida em batatas no tratamento de semente, e o apresentador dossier, na Holanda, está a propor a classificação para os riscos ambientais. O Benzovindiflupyr é proposto para utilização como um fungicida na UE. O apresentador dossier, França, propõe a classificação de toxicidade aguda (via oral e inalatória) e riscos ambientais. Para ambas as substâncias os perigos físicos, os perigos para a saúde (exceto sensibilização respiratória) e os riscos ambientais serão abertos a comentários que serão analisados pela Comissão de Avaliação de Riscos. O prazo para envio de comentários é 13 de Junho de O Benzovindiflupyr tem também um processo de pedido de aprovação ao abrigo do Regulamento (CE) n º 1107/2009, relativa à colocação no mercado de produtos fitofarmacêuticos. A consulta pública sobre o será lançada em Maio de A ECHA incentiva os interessados a participar na consulta e fornecer comentários para 17

18 36. RELATÓRIO GERAL 2013 DAS ACTIVIDADES DA ECHA O resumo de Factos e Números do Relatório Geral 2013 já está disponível no site da ECHA: 37. PIC A alteração do anexo I do PIC aplica-se a partir der 1 de Maio A Comissão Europeia alterou a lista de produtos químicos sujeitos a uma notificação de exportação (Anexo I) ao abrigo do Regulamento PIC em 21 de Fevereiro de Documento disponível no JOUE, através do site: 18

19 CONTACTOS: Mestre Eng.º. Joaquim Gândara Marques Assessor da APEQ para o REACH APEQ Associação Portuguesa das Empresas Químicas Avenida D. Carlos I nº 45-3º Lisboa Telefones: Fax: Responsável pelo conteúdo: Joaquim Gândara Marques Assessor da Direcção da APEQ para o REACH ABRIL 2014 O texto está redigido de acordo com antigo acordo ortográfico 19

REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 5 MAIO 2014

REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 5 MAIO 2014 REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 5 MAIO 2014 NOTA DE ABERTURA Caros Associados: Mais um mês se passou e voltamos a informar as alterações e avanços dos Regulamentos RECAH e CLP, também incluímos as últimas

Leia mais

REACH A legislação mais ambiciosa do mundo em matéria de produtos químicos

REACH A legislação mais ambiciosa do mundo em matéria de produtos químicos Ref.: ECHA-09-L-14-PT Data: Outubro de 2009 Idioma: Português REACH A legislação mais ambiciosa do mundo em matéria de produtos químicos O ambicioso projecto de introduzir na Europa a gestão de substâncias

Leia mais

WORKSHOP REACH Data: 17 de Junho às 14h30m Local: CITEVE, Vila Nova de Famalicão

WORKSHOP REACH Data: 17 de Junho às 14h30m Local: CITEVE, Vila Nova de Famalicão WORKSHOP REACH Data: 17 de Junho às 14h30m Local: CITEVE, Vila Nova de Famalicão Programa 14h30:Recepção dos Participantes 14h45:Abertura da Sessão - ATP / CITEVE 14H55:Breve Enquadramento do REACHPrincipais

Leia mais

GUIA RESUMIDO. Partilha de dados

GUIA RESUMIDO. Partilha de dados GUIA RESUMIDO O documento tem por objetivo explicar em termos simples os principais princípios e obrigações relacionados com a partilha de dados e a apresentação conjunta de dossiês 2 Guia Resumido ADVERTÊNCIA

Leia mais

Criação e apresentação do dossiê

Criação e apresentação do dossiê Criação e apresentação do dossiê Mike RASENBERG Registo e Ferramentas de TI Webinar para Registantes Principais Regras de negócio 22 de Abril de 2010 Procedimentos Aspectos essenciais do registo I 1 O

Leia mais

WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE A NOVA LEGISLAÇÃO DA UNIÃO EUROPÉIA PARA PRODUTOS QUÍMICOS- REACH 07/04/2009 BRASÍLIA - DF

WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE A NOVA LEGISLAÇÃO DA UNIÃO EUROPÉIA PARA PRODUTOS QUÍMICOS- REACH 07/04/2009 BRASÍLIA - DF WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE A NOVA LEGISLAÇÃO DA UNIÃO EUROPÉIA PARA PRODUTOS QUÍMICOS- REACH 07/04/2009 BRASÍLIA - DF 1 REACH REGISTER EVALUATION AUTHORIZATION OF CHEMICALS RESTRICTION 2 O que é o REACH?

Leia mais

FAQ. Regulamento CLP

FAQ. Regulamento CLP FAQ Regulamento Questões mais frequentes no âmbito do Regulamento n.º 1272/2008 () Versão 2.1 novembro 2012 Índice Âmbito 3 O que é o? 3 Quem é afetado pelo? 3 O que acontece à anterior legislação sobre

Leia mais

RECTIFICAÇÕES. («Jornal Oficial da União Europeia» L 396 de 30 de Dezembro de 2006)

RECTIFICAÇÕES. («Jornal Oficial da União Europeia» L 396 de 30 de Dezembro de 2006) 29.5.2007 L 136/3 RECTIFICAÇÕES Rectificação ao Regulamento (CE) n. o 1907/2006 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 18 de Dezembro de 2006, relativo ao registo, avaliação, autorização e restrição de

Leia mais

Aplicação do Regulamento «Reconhecimento Mútuo» a suplementos alimentares

Aplicação do Regulamento «Reconhecimento Mútuo» a suplementos alimentares COMISSÃO EUROPEIA DIRECÇÃO-GERAL DAS EMPRESAS E DA INDÚSTRIA Bruxelas, 1.2.2010 - Documento de orientação 1 Aplicação do Regulamento «Reconhecimento Mútuo» a suplementos alimentares 1. INTRODUÇÃO O presente

Leia mais

Política da IFC sobre Divulgação de Informações Análise e Atualização Visão Geral do Processo de Consulta e Participação

Política da IFC sobre Divulgação de Informações Análise e Atualização Visão Geral do Processo de Consulta e Participação Política da IFC sobre Divulgação de Informações Análise e Atualização Visão Geral do Processo de Consulta e Participação Corporação Financeira Internacional 26 de agosto de 2009 SUMÁRIO PÁGINA Resumo executivo...

Leia mais

DIRETIVA DELEGADA../ /UE DA COMISSÃO. de 30.1.2015

DIRETIVA DELEGADA../ /UE DA COMISSÃO. de 30.1.2015 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30.1.2015 C(2015) 383 final DIRETIVA DELEGADA../ /UE DA COMISSÃO de 30.1.2015 que altera, para efeitos de adaptação ao progresso técnico, o anexo III da Diretiva 2011/65/UE

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Adoptada pelos Ministros da Saúde e Ministros do Ambiente na Segunda Conferência Interministerial sobre Saúde e

Leia mais

REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 6 BIOCIDAS INFORMAÇÕES JUNHO 2014

REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 6 BIOCIDAS INFORMAÇÕES JUNHO 2014 REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS Nº 6 BIOCIDAS INFORMAÇÕES Caros Associados: JUNHO 2014 NOTA DE ABERTURA Na sequência das duas épocas de registo REACH já efectuadas a ECHA vai verificando os dossiers e solicitando

Leia mais

ATENDIMENTO AO REACH PELA PETROBRAS. Diretrizes

ATENDIMENTO AO REACH PELA PETROBRAS. Diretrizes ATENDIMENTO AO REACH PELA PETROBRAS Diretrizes 2012 Conteúdo Cláusula Página 1. Origem da Legislação...2 2. Alinhamento da PETROBRAS ao REACH...2 3. O que está abrangido pelo REACH e CLP?...3 4. O que

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Projecto IMCHE/2/CP2 1 ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

Leia mais

A implementação do balcão único electrónico

A implementação do balcão único electrónico A implementação do balcão único electrónico Departamento de Portais, Serviços Integrados e Multicanal Ponte de Lima, 6 de Dezembro de 2011 A nossa agenda 1. A Directiva de Serviços 2. A iniciativa legislativa

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

DIRECTIVA 2003/94/CE DA COMISSÃO

DIRECTIVA 2003/94/CE DA COMISSÃO L 262/22 DIRECTIVA 2003/94/CE DA COMISSÃO de 8 de Outubro de 2003 que estabelece princípios e directrizes das boas práticas de fabrico de medicamentos para uso humano e de medicamentos experimentais para

Leia mais

Assunto: Nomeação de novos membros para os comités científicos

Assunto: Nomeação de novos membros para os comités científicos CONVITE À MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA O LUGAR DE MEMBRO DE UM COMITÉ CIENTÍFICO Assunto: Nomeação de novos membros para os comités científicos Com a Decisão 97/579/CE, de 23 de Julho de 1997 ( 1 ),

Leia mais

REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS 2013, Nº 9 NOVEMBRO 2013

REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS 2013, Nº 9 NOVEMBRO 2013 REACH E CLP NOTÍCIAS E ALERTAS 2013, Nº 9 NOVEMBRO 2013 NOTA DE ABERTURA Caros Associados: Entramos numa fase do REACH em começam a surgir variadas consultas públicas, notificações de intenções,contestações,pedidos

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 15.01.2001 COM(2001) 12 final 2001/0018 (COD) Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que altera pela vigésima quarta vez a Directiva do 76/769/CEE

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Serviços de apoio à promoção de talento Web na Europa através do incentivo à utilização

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio no âmbito do trabalho preparatório de medidas de conceção ecológica

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

CÓDIGO INTERNACIONAL ICC/ESOMAR PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL E DE MERCADO

CÓDIGO INTERNACIONAL ICC/ESOMAR PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL E DE MERCADO CÓDIGO INTERNACIONAL ICC/ESOMAR PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL E DE MERCADO INTRODUÇÃO O primeiro Código para a Prática de Investigação Social e de Mercado foi publicado pela ESOMAR em 1948. Depois deste foram

Leia mais

DIRECÇÃO-GERAL DAS EMPRESAS E INDÚSTRIA

DIRECÇÃO-GERAL DAS EMPRESAS E INDÚSTRIA COMISSÃO EUROPEIA DIRECÇÃO-GERAL DAS EMPRESAS E INDÚSTRIA Bens de consumo Produtos farmacêuticos Bruxelas, 14 de Fevereiro de 2008 EudraLex Normas que Regulam os Medicamentos na União Europeia Volume 4

Leia mais

ATENDIMENTO AO REACH PROCEDIMENTO PASSO A PASSO 2013

ATENDIMENTO AO REACH PROCEDIMENTO PASSO A PASSO 2013 ATENDIMENTO AO REACH PROCEDIMENTO PASSO A PASSO 2013 Objetivos do Procedimento I Para atender plenamente ao REACH, há uma série de passos a serem seguidos por quem está envolvido nas atividades de trading

Leia mais

Lisboa, 02 de Dezembro 2014

Lisboa, 02 de Dezembro 2014 JOSÉ BARARDO RIBEIRO Lisboa, 02 de Dezembro 2014 TODO O INDIVÍDUO TEM DIREITO À VIDA, À LIBERDADE E À SEGURANÇA PESSOAL (Artigo 3º, Declaração Universal dos Direitos Humanos, Nações Unidas, 10 de Dezembro

Leia mais

A experiência do setor têxtil e do vestuário na aplicação do Regulamento REACH

A experiência do setor têxtil e do vestuário na aplicação do Regulamento REACH A experiência do setor têxtil e do vestuário na aplicação do Regulamento REACH Caso prático Conferência de Lançamento da Campanha Apoio aos Técnicos de Segurança e Ambiente no Trabalho na implementação

Leia mais

AUTO-REGULAÇÃO - UMA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS COMUNS E NORMAS DE BOAS PRATICAS DE ACTUAÇÃO

AUTO-REGULAÇÃO - UMA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS COMUNS E NORMAS DE BOAS PRATICAS DE ACTUAÇÃO AUTO-REGULAÇÃO - UMA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS COMUNS E NORMAS DE BOAS PRATICAS DE ACTUAÇÃO 1. A auto-regulação da publicidade é a resposta da indústria publicitária ao desafio de lidar com as questões

Leia mais

REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria

REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria Parte 09 Pesquisa Avançada 2 Reach-IT: Manual de Utilização para a Indústria Versão: 2.0 Versão Alterações 2.0 Julho de 2012: Documento com nova configuração.

Leia mais

Avis juridique important 31991L0412

Avis juridique important 31991L0412 Avis juridique important 31991L0412 Directiva 91/412/CEE da Comissão, de 23 de Julho de 1991, que estabelece os princípios e directrizes das boas práticas de fabrico de medicamentos veterinários Jornal

Leia mais

Manual de Apresentação de Dados. Parte 21 - Como preparar e apresentar um relatório de utilizador a jusante através da IUCLID 5

Manual de Apresentação de Dados. Parte 21 - Como preparar e apresentar um relatório de utilizador a jusante através da IUCLID 5 Histórico do documento Versão Alterações 1.0 Primeira versão Referência: ECHA-11-B-02-PT Data de publicação: Abril de 2011 Idioma: Português Se tiver questões ou comentários relacionados com este documento,

Leia mais

REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria

REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria Parte 08 - Facturação REACH-IT Manual de Utilização para a Indústria Parte 08 - Facturação Versão: 2.1 Página 1 de 23 2 REACH-IT Manual de Utilização para

Leia mais

Revisão da Directiva Seveso II Principais alterações e avaliação de impacto

Revisão da Directiva Seveso II Principais alterações e avaliação de impacto Gabinete de Emergências e Riscos Ambientais 31 de Janeiro de 2011 Alterações principais propostas 1. Adaptação do Anexo I ao CLP 2. Outras alterações ao Anexo I 3. Derrogações e salvaguarda 4. Mecanismo

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO

DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO EPSU, UNI Europa, ETUCE, HOSPEEM, CEMR, EFEE, EuroCommerce,

Leia mais

CONTRATOS ITBASE. Ver. 2.0 2010-2011. Documento de suporte comercial

CONTRATOS ITBASE. Ver. 2.0 2010-2011. Documento de suporte comercial Documento de suporte comercial Ver. 2.0 CONTRATOS ITBASE 2010-2011 A presente tabela de preços anula todas as tabelas anteriores, entra em vigor a 1 de Outubro de 2010 até substituição por outra. Esta

Leia mais

Conteúdos. março2015 Newsletter http://www.ind-ecoefficiency.eu

Conteúdos. março2015 Newsletter http://www.ind-ecoefficiency.eu março2015 Newsletter http://www.ind-ecoefficiency.eu 6th Issue Caro leitor O projeto INDECO está em breve a chegar à sua conclusão bem-sucedida, termina em abril de 2015. Os parceiros do projeto estarão

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE)

PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE) PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE) 1. INTRODUÇÃO As actividades da União Europeia no domínio da

Leia mais

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que:

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que: C 297/6 Resolução do Conselho e dos Representantes Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, relativa à realização dos objectivos comuns em matéria de participação e informação dos jovens para

Leia mais

Como notificar substâncias para inclusão no Inventário de Classificação e Rotulagem Guia Prático 7

Como notificar substâncias para inclusão no Inventário de Classificação e Rotulagem Guia Prático 7 Annankatu 18, P.O. Box 400, FI-00121 Helsinki, Finland Tel. +358 9 686180 Fax +358 9 68618210 echa.europa.eu Como notificar substâncias para inclusão no Inventário de Classificação e Rotulagem Guia Prático

Leia mais

Introdução e Objetivos do Regulamento REACH

Introdução e Objetivos do Regulamento REACH Introdução e Objetivos do Regulamento REACH Dr JOSÉ V. TARAZONA Membro do Comitê de Avaliação de Riscos, ECHA Vice-presidente do Comitê Científico de Riscos Sanitários e Ambientais, UE REGULAMENTO REACH

Leia mais

L 68/44 Jornal Oficial da União Europeia 15.3.2005. (Actos adoptados em aplicação do título VI do Tratado da União Europeia)

L 68/44 Jornal Oficial da União Europeia 15.3.2005. (Actos adoptados em aplicação do título VI do Tratado da União Europeia) L 68/44 Jornal Oficial da União Europeia 15.3.2005 (Actos adoptados em aplicação do título VI do Tratado da União Europeia) DECISÃO 2005/211/JAI DO CONSELHO de 24 de Fevereiro de 2005 relativa à introdução

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Coimbra: 16 e 17 de Abril. Faro: 14 e 15 de Maio. Faro: 16 de Maio. Faro: 17 de Maio. Faro: 18 de Maio

Coimbra: 16 e 17 de Abril. Faro: 14 e 15 de Maio. Faro: 16 de Maio. Faro: 17 de Maio. Faro: 18 de Maio 27 de Fevereiro 19 e 20 de Março 16 e 17 de Abril 14 e 15 de Maio 18 e 19 de Junho 9 e 10 de Julho 28 de Fevereiro 21 de Março 18 de Abril 16 de Maio 20 de Junho 11 de Julho 1 de Março 22 de Março 19 de

Leia mais

Ministério do Comércio

Ministério do Comércio Ministério do Comércio DECRETO EXECUTIVO Nº / DE DE O Governo da República de Angola e a Assembleia Nacional aprovaram o quadro jurídico legal, que define um conjunto de iniciativas e acções de alcance

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 3.8.2005 COM(2005) 361 final 2005/0147 (COD) Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que revoga a Directiva 90/544/CEE do Conselho relativa

Leia mais

CEBE. Cooperativa de Ensino de Benfica, Crl REGULAMENTO INTERNO

CEBE. Cooperativa de Ensino de Benfica, Crl REGULAMENTO INTERNO CEBE Cooperativa de Ensino de Benfica, Crl REGULAMENTO INTERNO ÍNDICE Introdução 3 Pag 1 Regime de funcionamento 4 1.1 Horário 5 1.2 Acesso, circulação e saída da CEBE 6 2 Estrutura Pedagógica e Administrativa

Leia mais

NOTA CONCEPTUAL Rev.5

NOTA CONCEPTUAL Rev.5 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 517 700 Fax : 517844 website: www. africa-union.org SEGUNDO FÓRUM PAN-AFRICANO SOBRE A POSIÇÃO COMUM AFRICANA

Leia mais

Relatório da. Avaliação intercalar da execução do Plano de Acção da UE para as Florestas Contrato de Serviço N.º 30-CE-0227729/00-59.

Relatório da. Avaliação intercalar da execução do Plano de Acção da UE para as Florestas Contrato de Serviço N.º 30-CE-0227729/00-59. Relatório da Avaliação intercalar da execução do Plano de Acção da UE para as Florestas Contrato de Serviço N.º 30-CE-0227729/00-59 Resumo Novembro de 2009 Avaliação intercalar da execução do Plano de

Leia mais

(Comunicações) PARLAMENTO EUROPEU

(Comunicações) PARLAMENTO EUROPEU 4.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia C 229/1 II (Comunicações) COMUNICAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES, ÓRGÃOS E ORGANISMOS DA UNIÃO EUROPEIA PARLAMENTO EUROPEU Regulamento da Conferência dos Órgãos Especializados

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:405184-2014:text:pt:html Finlândia-Helsínquia: Prestação de serviços TI para aplicações TI da Agência Europeia dos Produtos

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas. Porto, 25 de Setembro de 2012

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas. Porto, 25 de Setembro de 2012 A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas Porto, 25 de Setembro de 2012 A aicep Portugal Global A aicep Portugal Global aicep Portugal Global missão é: é uma agência pública de natureza empresarial,

Leia mais

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas A aicep Portugal Global A aicep Portugal Global aicep Portugal Global missão é: é uma agência pública de natureza empresarial, cuja Atrair investimento

Leia mais

A parte restante do presente Memorando de Entendimento expõe em pormenor o modo de concretizar esta lista de propósitos.

A parte restante do presente Memorando de Entendimento expõe em pormenor o modo de concretizar esta lista de propósitos. Memorando de Entendimento da Plataforma de Diálogo entre Partes Interessadas da UE sobre o acesso a obras por parte das pessoas com incapacidade de leitura de material impresso Dan Pescod (em nome da União

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29.

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. 00065/2010/PT WP 174 Parecer 4/2010 sobre o código de conduta europeu da FEDMA relativo ao uso de dados pessoais no marketing directo Adoptado

Leia mais

Conclusões do Conselho sobre o critério de referência da mobilidade para a aprendizagem (2011/C 372/08)

Conclusões do Conselho sobre o critério de referência da mobilidade para a aprendizagem (2011/C 372/08) 20.12.2011 Jornal Oficial da União Europeia C 372/31 Conclusões do Conselho sobre o critério de referência da mobilidade para a aprendizagem (2011/C 372/08) O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, TENDO EM CONTA

Leia mais

mhtml:file://c:\users\pm760120\appdata\local\microsoft\windows\inetcache\con...

mhtml:file://c:\users\pm760120\appdata\local\microsoft\windows\inetcache\con... Página 1 de 5 Problemas na visualização deste email? Clique aqui #14 Junho 2015 Neste boletim Governo dos Açores disponibiliza sistema eletrónico de consulta de reclamações ou denúncias à IRAE Melhor treino

Leia mais

COMISSÃO. 1. Introdução

COMISSÃO. 1. Introdução COMISSÃO Convite à apresentação de candidaturas para a constituição de uma lista de peritos encarregados de avaliar as propostas recebidas no âmbito do programa eten, projectos de interesse comum no domínio

Leia mais

UK-Bramshill: Prestação de um serviço de linha de Internet alugada 2012/S 175-288060. Anúncio de concurso. Serviços

UK-Bramshill: Prestação de um serviço de linha de Internet alugada 2012/S 175-288060. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:288060-2012:text:pt:html UK-Bramshill: Prestação de um serviço de linha de Internet alugada 2012/S 175-288060 Anúncio

Leia mais

Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288

Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288 Assunto: Auxílio estatal N 360/2005 Portugal Alteração do regime de auxílios existente Auxílios estatais a favor do desenvolvimento regional dos Açores

Leia mais

Partilha de informação com as comunidades

Partilha de informação com as comunidades Briefing da CAFOD sobre : Nível 1 (Básico) com as comunidades Este Briefing apresenta um guia básico passo-a-passo para os parceiros da CAFOD sobre a partilha de informação com as comunidades que apoiam

Leia mais

Plano de Contingência para Serviços e Empresas

Plano de Contingência para Serviços e Empresas Plano de Contingência para Este documento contém: Lista de Verificação de Medidas e Procedimentos para O Plano de Contingência consiste num conjunto de medidas e acções que deverão ser aplicadas oportunamente,

Leia mais

http://www.pic.int Colóquio Tratados internacionais em matéria ambiental, boas práticas de implementação

http://www.pic.int Colóquio Tratados internacionais em matéria ambiental, boas práticas de implementação CONVENÇÃO DE ROTERDÃ SOBRE O PROCEDIMENTO DE CONSENTIMENTO PRÉVIO INFORMADO APLICADO A CERTOS AGROTÓXICOS E SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS PERIGOSAS OBJETO DE COMÉRCIO INTERNACIONAL - PIC http://www.pic.int Colóquio

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 8.12.2008 COM(2008) 819 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO Plano de acção no domínio da dádiva e transplantação de órgãos (2009-2015): Reforçar a cooperação entre

Leia mais

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental A Nestlé, na qualidade de Companhia líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, assume o seu objectivo

Leia mais

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o, 25.6.2003 L 156/17 DIRECTIVA 2003/35/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 26 de Maio de 2003 que estabelece a participação do público na elaboração de certos planos e programas relativos ao ambiente

Leia mais

Guia de Apoio à Realização de Inspecções Ambientais

Guia de Apoio à Realização de Inspecções Ambientais Guia de Apoio à Realização de Inspecções Ambientais 1-Introdução As inspecções ambientais são o garante da implementação e cumprimento da legislação ambiental por parte das empresas que exercem actividades

Leia mais

REACH na Indústria Cimenteira. Cláudia Neto Secil, S.A.

REACH na Indústria Cimenteira. Cláudia Neto Secil, S.A. REACH na Indústria Cimenteira Cláudia Neto Secil, S.A. Principais desafios para a indústria Identificar e Caracterizar as substâncias; Documentar o uso dessas substâncias (CSR-Relatório de Segurança dos

Leia mais

Guia Prático 7: Como Notificar Substâncias para Inclusão no Inventário de Classificação e Rotulagem

Guia Prático 7: Como Notificar Substâncias para Inclusão no Inventário de Classificação e Rotulagem Guia Prático 7: Como Notificar Substâncias para Inclusão no Inventário de Classificação e Rotulagem ADVERTÊNCIA JURÍDICA As informações contidas no presente guia prático não constituem aconselhamento jurídico

Leia mais

Plus500 Ltd. Política de privacidade

Plus500 Ltd. Política de privacidade Plus500 Ltd Política de privacidade Política de privacidade Declaração de privacidade da Plus500 Proteger a privacidade e salvaguardar os dados pessoais e financeiros dos nossos clientes e dos visitantes

Leia mais

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS As pequenas empresas são a espinha dorsal da economia europeia, constituindo uma fonte significativa de emprego e um terreno fértil para o surgimento de ideias empreendedoras.

Leia mais

Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático

Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático O acesso à informação, a participação do público no processo de tomada de decisão

Leia mais

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno*

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno* Website disponível em: http://formar.tecminho.uminho.pt/moodle/course/view.php?id=69 Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt Palavra-chave: *aluno* Associação Universidade Empresa para o Desenvolvimento Web

Leia mais

Garantir os mais altos níveis de protecção para as crianças. Comissão Europeia Empresas e Indústria

Garantir os mais altos níveis de protecção para as crianças. Comissão Europeia Empresas e Indústria SEGURANÇA DOS BRINQUEDOS Garantir os mais altos níveis de protecção para as crianças Comissão Europeia Empresas e Indústria Fotolia Orange Tuesday Existem cerca de 80 milhões de crianças menores de 14

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão do Mercado Interno e da Protecção dos Consumidores DOCUMENTO DE TRABALHO

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão do Mercado Interno e da Protecção dos Consumidores DOCUMENTO DE TRABALHO PARLAMENTO EUROPEU 2004 2009 Comissão do Mercado Interno e da Protecção dos Consumidores 11.2.2008 DOCUMENTO DE TRABALHO sobre a melhoria da educação financeira dos consumidores e da sua sensibilização

Leia mais

Bruxelas, 18 de Março de 2002

Bruxelas, 18 de Março de 2002 Bruxelas, 18 de Março de 2002 O tratado da UE institui uma política comercial comum cuja execução é da competência da Comissão Europeia : A política comercial comum assenta em princípios uniformes, designadamente

Leia mais

Estabelecendo Prioridades para Advocacia

Estabelecendo Prioridades para Advocacia Estabelecendo Prioridades para Advocacia Tomando em consideração os limites de tempo e recursos dos implementadores, as ferramentas da série Straight to the Point (Directo ao Ponto), da Pathfinder International,

Leia mais

Programa Enquadrador CARIT Comité dos Altos Responsáveis das Inspecções do Trabalho da União Europeia

Programa Enquadrador CARIT Comité dos Altos Responsáveis das Inspecções do Trabalho da União Europeia Programa Enquadrador CARIT Comité dos Altos Responsáveis das Inspecções do Trabalho da União Europeia Campanha Europeia de Informação e Inspecção sobre a Avaliação de Riscos na utilização de Substâncias

Leia mais

O que é a EPALE? É uma plataforma informática financiada pelacomissãoeuropeia; Disponívelem ec.europa.eu/epale/pt

O que é a EPALE? É uma plataforma informática financiada pelacomissãoeuropeia; Disponívelem ec.europa.eu/epale/pt EPALE ELECTRONIC PLATFORM FOR ADULT LEARNING IN EUROPE fevereiro e março de 2015 O que é a EPALE? É uma plataforma informática financiada pelacomissãoeuropeia; Disponívelem ec.europa.eu/epale/pt Qual a

Leia mais

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 COMISSÃO ADMINISTRATIVA PARA A COORDENAÇÃO DOS SISTEMAS DE SEGURANÇA SOCIAL Estatutos da Comissão Administrativa para a Coordenação dos Sistemas de Segurança

Leia mais

TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia

TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia istockphoto Conteúdo Caro leitor, Sobre o projecto... 2 Criando uma base de conhecimento para as regiões de convergência da Europa...

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 8.10.2007 SEC(2007)907 DOCUMENTO DE TRABALHO DOS SERVIÇOS DA COMISSÃO documento de acompanhamento da Comunicação da Comissão sobre um programa para ajudar as

Leia mais

directamente o estabelecimento e o funcionamento do mercado interno; Considerando que é pois necessário criar um certificado complementar de

directamente o estabelecimento e o funcionamento do mercado interno; Considerando que é pois necessário criar um certificado complementar de Regulamento (CEE) nº 1768/92 do Conselho, de 18 de Junho de 1992, relativo à criação de um certificado complementar de protecção para os medicamentos Jornal Oficial nº L 182 de 02/07/1992 p. 0001-0005

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

REGULAMENTO REGRESSO À CASA I. PREÂMBULO. Concurso para a selecção da REDACÇÃO e CONSELHO EDITORIAL do JORNAL ARQUITECTOS

REGULAMENTO REGRESSO À CASA I. PREÂMBULO. Concurso para a selecção da REDACÇÃO e CONSELHO EDITORIAL do JORNAL ARQUITECTOS REGRESSO À CASA Concurso para a selecção da REDACÇÃO e CONSELHO EDITORIAL do JORNAL ARQUITECTOS REGULAMENTO I. PREÂMBULO O Jornal Arquitectos (adiante designado por JA), é um projecto editorial que integra

Leia mais

Guia de Participação na MISSÃO PARA O CRESCIMENTO PORTUGAL

Guia de Participação na MISSÃO PARA O CRESCIMENTO PORTUGAL Guia de Participação na MISSÃO PARA O CRESCIMENTO PORTUGAL Encontro Internacional de Negócios Lisboa, 29 de Novembro de 2013 INTRODUÇÃO As PME portuguesas têm vindo a atravessar bastantes dificuldades

Leia mais

Comissão Social de Freguesia de São Julião do Tojal

Comissão Social de Freguesia de São Julião do Tojal Acta Constituinte Comissão Social de Freguesia de São Julião do Tojal ( Resolução do Conselho de Ministros, 197/97 de 17 de Novembro, com as alterações introduzidas pela Declaração de Rectificação nº10-0/98

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Recurso a informações públicas sobre sistemas de restrição de acesso 2013/S 138-239089. Anúncio de concurso.

Bélgica-Bruxelas: Recurso a informações públicas sobre sistemas de restrição de acesso 2013/S 138-239089. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:239089-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Recurso a informações públicas sobre sistemas de restrição de acesso 2013/S

Leia mais

Índice resumido do DVD Ferramentas para a Gestão Ambiental

Índice resumido do DVD Ferramentas para a Gestão Ambiental Conteúdos Complementares ao Manual 1 Gestão do Ciclo de Vida do Produto 1.1 A Perspectiva do Ciclo de Vida nas Organizações 1.2 Avaliação do Ciclo de Vida 1.2.1 Introdução 1.2.2 Avaliação Qualitativa 1.2.3

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS Artigo 1.º Criação A Universidade

Leia mais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 29 de setembro de 2014 Auditório da BMAG Apoio Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008 Associação de Pais e Encarregados de Educação Plano de Actividades 2007/2008 A nível interno 1. Promover o bom Funcionamento administrativo da Associação Objectivo: Continuar a melhorar a organização e

Leia mais

O e-gov em Portugal. Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008

O e-gov em Portugal. Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008 O e-gov em Portugal Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008 O Plano Tecnológico é uma estratégia de mudança da base competitiva através do conhecimento, tecnologia e inovação 2 Conhecimento

Leia mais

Direito de Empréstimo Público: a Directiva Comunitária e suas Transposições Helena Simões Patrício

Direito de Empréstimo Público: a Directiva Comunitária e suas Transposições Helena Simões Patrício Direito de Empréstimo Público: a Directiva Comunitária e suas Transposições Helena Simões Patrício Lisboa, 29 de Maio de 2007 1 Sumário: 1. Direito de comodato público 2. Harmonização comunitária 3. Acções

Leia mais

Regulamento Interno da PROMUNDO Associação de Educação, Solidariedade e Cooperação Internacional

Regulamento Interno da PROMUNDO Associação de Educação, Solidariedade e Cooperação Internacional Regulamento Interno da PROMUNDO Associação de Educação, Solidariedade e Cooperação Internacional Capítulo I Objecto e Âmbito do Regulamento Interno Artigo 1º O presente Regulamento tem como objecto a PROMUNDO

Leia mais

Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt

Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt Security, Health and Safety Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt O Regulamento (CE) 1272/2008 CLP (classificação, rotulagem e embalagem) harmoniza a legislação comunitária

Leia mais