MELHORES Práticas. Coletânea dos cases vencedores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Edição Correalização: Realização:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MELHORES Práticas. Coletânea dos cases vencedores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Edição 2013. Correalização: Realização:"

Transcrição

1 MELHORES Práticas de Turismo Sustentável Coletânea dos cases vencedores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Edição 2013 Correalização: Realização:

2 Sumário Palavra do reitor Senac Prefácio do Senac Apresentação Palavra da Assessora Socioambiental BRAZTOA Sobre a BRAZTOA Programa BRAZTOA de Sustentabilidade Cases vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade Ganhadores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade Categoria Parceiros Institucionais Categoria Top Sustentabilidade Roteiros de Charme Garupa Empetur Categoria Associadas Braztoa Agaxtur CVC New Age Categoria Agências de Viagem Andarilho da Luz Rota da Iguana Livre Mundi Categoria Meios de Hospedagem Accor Eko Residence Hotel Blumenberg Categoria Parceiros do Trade Aoka Recanto Ecológico Rio do Prata Raízes Empresas que apoiam o desenvolvimento do turismo sustentável Expediente BRAZTOA Expediente SENAC São Paulo Agradecimentos

3 Práticas sustentáveis, Centro Universitário Senac e Braztoa O Centro Universitário Senac parabeniza os vencedores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Para nós, que há décadas acompanhamos a evolução do segmento turístico-hoteleiro no país e valorizamos as iniciativas voltadas ao bem-estar coletivo, é uma honra apresentar esta publicação e as notáveis experiências de empresas comprometidas com os princípios de sustentabilidade em seus negócios. Além dos cursos que promovemos na área de meio ambiente, a noção de sustentabilidade está presente na trajetória acadêmica dos nossos alunos, como um valor que permeia as atividades de ensino, pesquisa e extensão em diversos campos do conhecimento. Formar profissionais conscientes da sua responsabilidade socioambiental é um dos nossos maiores desafios e, ao mesmo tempo, uma das maiores contribuições que podemos oferecer ao setor hoteleiro. Na Proposta Pedagógica do Centro Universitário Senac, as parcerias com empresas do setor privado são fundamentais. Os alunos têm a oportunidade de vivenciar situações reais que contribuem para uma formação profissional atualizada e consistente. O diálogo entre a escola e as empresas possibilita a troca de experiências e a descoberta de novos caminhos que aprimoram a qualidade dos serviços que prestamos à sociedade. É por isso que valorizamos tanto a parceria entre o Centro Universitário Senac e a BRAZTOA. Parabéns a todos pela participação e pelos resultados obtidos. Sidney Zaganin Latorre Reitor do Centro Universitário Senac Prefácio do Senac O 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade foi prestigiado com iniciativas inovadoras e eficazes no desenvolvimento e aplicação da sustentabilidade no mercado de turismo e viagens. A categoria Top Sustentabilidade premiou o case Código de Ética e de Conduta Ambiental da Associação de Hotéis Roteiros de Charme, cujo trabalho constitui o principal instrumento operacional da Política de Responsabilidade Social e Ambiental. Os associados da Roteiros desenvolvem práticas de sustentabilidade preconizadas no Código da Associação, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do turismo. Na categoria Parceiros Institucionais, as empresas vencedoras apresentaram grande variedade de iniciativas que enfatizam as três dimensões da sustentabilidade: ambiental, sociocultural e econômica. Quanto às práticas sustentáveis de turismo adotadas pelas empresas classificadas na Categoria Agência de Viagem, podemos mencionar destaques como o Turismo de Vilarejo em Capivari, que possibilita a participação no desenvolvimento turístico local, favorecendo a inclusão das famílias no processo produtivo, gerando trabalho e renda, e, ao mesmo tempo, estimulando a preservação dos patrimônios, desenvolvidas pela Andarilho da Luz Expedições Ecológicas Terapêuticas Ltda. Também destacamos a empresa Marcio Turcato Agência de Viagens, que desenvolveu um roteiro denominado Rota da Iguana no Estado do Tocantins com atividades eco turísticas, respeitando os critérios socioambientais e proporcionando o bem-estar da comunidade local e a satisfação do turista. Soma-se a empresa Livre Mundi Turismo, que realiza 4 5

4 o turismo sustentável por meio de gestão de práticas socioculturais, disponibilizando roteiros acessíveis e promovendo a inclusão social para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. Na Categoria Meios de Hospedagem, são destacados três cases, sendo: a) o Projeto Plant for the Planet é um dos projetos que fazem parte do Programa Global de Desenvolvimento Sustentável da empresa Hotelaria Accor Brasil S/A, que orienta o crescimento de forma sustentável, permitindo a redução dos impactos ao meio ambiente e às comunidades onde atuam, aumentando a conscientização das pessoas com relação à sustentabilidade; b) a iniciativa Eko Residence Hotel da Antoniolli Hotéis e Turismo S/A aplica conceitos de sustentabilidade em suas práticas, visando influenciar e conscientizar os milhares de clientes sobre a importância das práticas de sustentabilidade, além de gerar menor impacto ao meio ambiente; c) o processo implantado na Pousada Blumenberg é normatizado pela NBR /2006 para definir um sistema de gestão específico para meios de hospedagem, considerando aspectos econômicos, socioculturais, de proteção ambiental, de qualificação e satisfação dos clientes num ciclo permanente de aperfeiçoamento e inovação (PDCA). Na categoria Parceiros do Trade, as iniciativas apresentadas enfocam nas práticas sustentáveis no turismo, incentivando a conservação da natureza, valorizando as culturas tradicionais e gerando renda para comunidades locais. A Aoka Operadora de Turismo Ltda. oferece pacotes de viagens sustentáveis e jornadas de imersão e aprofundamento de aspectos e impactos ambientais relevantes. A Recanto Ecológico Rio da Prata, por sua vez, desenvolve o ecoturismo baseado no tripé da sustentabilidade associado ao desenvolvimento da comunidade e da educação ambiental. E a Raízes Desenvolvimento Sustentável, com ênfase no turismo do Vale do Jequitinhonha MG. A inovação está presente também nas ações das empresas vencedoras do Prêmio na Categoria Associadas Braztoa: Agaxtur Turismo Ltda., CVC Operadora e Agência de Viagens S.A. e New Age Tour Operator, que demonstraram brilhantemente os benefícios de incorporar a Sustentabilidade à gestão de suas empresas, enfatizando os três pilares: ambiental, sociocultural e econômico. Prof. Dra. Emilia Satoshi Miyamaru Seo Líder do Grupo de Pesquisa em Sustentabilidade do Centro Universitário Senac Dra. Luciana Mara Ribeiro Marino Coordenadora Institucional de Pesquisa Aplicada do Centro Universitário Senac Apresentação A sustentabilidade no turismo vai muito além da conservação do ambiente. Inclui também ações que estimulem uma economia mais justa, responsabilidade social e preservação de valores e culturas. Por isso, temos que disseminar boas iniciativas sustentáveis, e isso mostra que estamos trilhando um caminho certo e de grande ascensão, com a Coletânea dos Cases Vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade que chega, com muito orgulho, à sua segunda edição. O turismo deve respeitar o patrimônio histórico e cultural das regiões e localidades receptoras, assim como contribuir para o fortalecimento das economias locais, geração de trabalho, emprego e qualidade de vida das populações envolvidas. Apesar de muito recente, o tema sustentabilidade no turismo é mais do que uma tendência, é uma necessidade que precisa ser difundida com prioridade para todos que fazem parte do setor. Operadoras, agências, órgãos governamentais, destinos, companhias aéreas e todos os fornecedores dessa cadeia possuem papel essencial neste cenário e é a partir deles que será possível chegar com mais força ao consumidor final. Essa união de esforços caminha para o dia em que o viajante priorizará destinos e empresas que cuidam do desenvolvimento social, econômico e ambiental. Existirá um momento em que aqueles que se preocupam com as populações locais, adotam práticas de mínimo impacto sobre o meio ambiente e fornecem informações claras sobre suas políticas de sustentabilidade estarão no topo dos mais pedidos. A palavra que define esse momento é: crescimento. A evolução do Programa Braztoa de Sustentabilidade está cada vez mais nítida e sólida. O Guia de Diretrizes de Sustentabilidade produzido em 2013 despertou o interesse da imprensa, de operadores e de agências de viagem, que poderão fazer parte desse time do bem, organizando, priorizando e colocando a mão na massa para ações que poderão ser premiadas em O 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade foi marcado pela a ampliação da cartela de possibilidades de inscritos. Os operadores, os destinos, os órgãos não governamentais, os meios de hospedagem, as companhias aéreas, todos puderam participar e, com isso, o prêmio foi divulgado em toda cadeia turística, ganhando importância entre os meios de comunicação e proporcionando mais visibilidade ao projeto. Estamos trabalhando com força para disseminar práticas sustentáveis e fomentar novos interessados em entrar para esse grupo. O Programa Braztoa de Sustentabilidade, que foi criado em 2005, passou por vários momentos para chegar nessa etapa de caminhar lado a lado com seus adeptos, auxiliando e mostrando para as empresas que está na hora de reconhecer e implementar gestões sustentáveis entre seus colaboradores e influenciar seus fornecedores. É preciso criar a consciência de que a sustentabilidade bem aplicada traz grandes frutos na economia, na qualidade de vida, na capacitação da equipe e no ambiente, resultando em muitos benefícios para o empreendimento e para a sociedade. Parabéns aos ganhadores do prêmio deste ano. Aguardamos vocês no próximo e convidamos a todos que não estavam conosco nesta edição para participar desta viagem sem volta, pensando sempre em um futuro melhor para todos nós. Marco Ferraz Presidente da Braztoa Andrea Leone Bastos Assessora Socioambiental da BRAZTOA 6 7

5 Sobre a BRAZTOA Completando 25 anos em 2014, consolidou-se como uma das mais importantes e representativas entidades do turismo brasileiro, com abrangência nacional, com 95 associadas, sendo 10 colaboradoras e empresas de representação de produtos e destinos e 85 operadoras de turismo doméstico, emissivo e receptivo internacional. Somadas, respondem por estimados 90% das viagens de lazer comercializadas no país. Visão Ser reconhecida pelas operadoras de turismo, parceiros e setor turístico, nacional e internacional, como referência de competência e vanguarda na promoção de ações e parcerias para o setor empresarial. Missão Promover ações e parcerias que valorizem as atividades empresariais dos associados, apoiando o desenvolvimento do mercado turístico de forma sustentável. Entre os objetivos da entidade, está o de valorizar a atuação de seus associados em regime de mercado organizado, liberdade de iniciativa e lealdade de concorrência. Dessa forma, atua desenvolvendo ações institucionais, de fomento, de promoção e apoio à comercialização. A BRAZTOA possui em seu quadro social operadoras de turismo de diferentes perfis, que oferecem viagens para todos os continentes, com produtos segmentados, conforme foco de atuação ou o público atendido. Em 2013, os associados BRAZTOA apresentaram um faturamento de R$ 11,3 bilhões, o que representa um crescimento de 4% em relação a Programa Braztoa de Sustentabilidade A BRAZTOA é pioneira na disseminação da cultura de sustentabilidade junto às operadoras e à cadeia produtiva do turismo de lazer e, desde 2005, desenvolve as suas atividades institucionais e apoia os seus associados a atuarem de forma sustentável. Em 2011, foi criado o PROGRAMA BRAZTOA DE SUSTENTABILIDADE (PBS), cuja proposta é demonstrar os benefícios de incorporar a sustentabilidade à gestão das empresas, dando ênfase aos pilares sociocultural, ambiental e, sobretudo, econômico. Aplica o conceito nas suas atividades e projetos, realiza capacitações, oficinas e publicações de referência, demonstrando às empresas quais são os benefícios e como podem incorporar a sustentabilidade à sua gestão e, por meio do maior prêmio de turismo sustentável do país, reconhece e dá visibilidade às melhores iniciativas de todo o setor. Em 3 anos de atividades, o PBS tem desenvolvido uma importante rede de relacionamentos, destacando as parcerias internacionais com a Travelife, que resultou na tradução e customização de requisitos europeus de sustentabilidade para a realidade brasileira, e com a Aliança Global para o Turismo Sustentável iniciativa da ONU Organização das Nações Unidas. Em 2013, mais 3 parcerias que já haviam aderido ao Programa em 2012, juntaram-se aos 20 associados: Valores Buscar a responsabilidade econômica, social e ambiental; a flexibilidade; a inovação e a criatividade; a melhoria contínua; a ética e o profissionalismo; a valorização das relações humanas; e o comprometimento com o desenvolvimento do setor turístico. 8 9

6 Através da consultoria Sextante, estas empresas participaram de oficinas de trabalho em grupo e tiveram visitas em loco, que possibilitaram o desenvolvimento de uma política de Sustentabilidade com plano de ação, objetivos, metas e indicadores definidos. Atualmente, 80 dos 143 requisitos do programa Travelife estão sendo trabalhados.outra ação de grande destaque no Programa é o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, que teve sua 2 a edição em novembro de 2013 para reconhecer as melhores práticas do mercado, contribuindo para a promoção do desenvolvimento sustentável do turismo brasileiro. 100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Atendimento aos Requisitos do Programa Travelife Partner Level Gestão da Sustentabilidade Política Social e Direitos Humanos Meio Ambiente e Relação com a Comunidade Fornecedores e Destinos Proteção e Comunicação com Consumidor Cases vencedores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade A BRAZTOA acredita que a essência da sustentabilidade está em compartilhar sonhos, ideias e ações. Apresentamos os grandes vencedores de 2013 para que inspirem e sirvam de referência para novas iniciativas. As empresas finalistas do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade passaram por um criterioso processo de avaliação e por uma comissão julgadora, que contou com representantes da Aliança Global para Turismo Sustentável (UNEP/ONU), Rainforest Alliance, Travelport, Ifaseg/QBE, SOS Mata Atlântica, PNUMA, Travelife, Centro de Turismo Alemão DZT, Eccaplan, Rádio Estadão, Viagem e Turismo, Planeta Sustentável, Panrotas, Mercado & Eventos e Travel

7 Ganhadores do 2 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade TOP Sustentabilidade: Roteiros de Charme Associadas BRAZTOA: 1 o 2 o 3 o Agaxtur CVC New Age parceiros institucionais 1 o lugar roteiros de charme 2 o lugar garupa 3 o lugar empetur Agências de Viagem: Andarilho da Luz Rota da Iguana Livre Mundi 1 o 2 o 3 o Meios de Hospedagem: 1 o Accor 2 o Eko Residence 3 o Parceiros do Trade: Recanto 1 o Aoka 2 o Ecológico 3 o Rio da Prata Hotel Blumenberg Raízes top sustentabilidade roteiros de charme Parceiros Institucionais: Roteiros de Charme 1 o 2 o 3 o Garupa Empetur 12 13

8 top sustentabilidade 1ºlugar parceiros institucionais roteiros de charme Título da iniciativa Resultados da Prática com o Código de Ética e Conduta Ambiental Amostra e Indicadores EMPRESA Associação de Hotéis Roteiros de Charme APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA O Código de Ética e de Conduta Ambiental da Associação de Hotéis Roteiros de Charme constitui o principal instrumento operacional da Política de Responsabilidade Social e Ambiental por esta preconizada. O conjunto de diretrizes e orientações contido no Código define, objetivamente, um completo Sistema de Gestão Ambiental adaptado ao tipo e porte dos estabelecimentos hoteleiros que integram a Associação. O sistema de gestão subentendido no Código possui dois objetivos: I) Minimizar os impactos potenciais dos Hotéis sobre o meio ambiente; e, II) Incentivar a adoção de posturas proativas na busca da sustentabilidade do turismo na região. Ao longo de 21 anos de existência da Associação, os associados têm implementado as práticas de sustentabilidade preconizadas no Código da Associação, com variado grau de formalização dentro das respectivas estruturas administrativas. De maneira geral, constatou-se a necessidade de um instrumento capaz de demonstrar de forma objetiva, de fácil entendimento, os resultados concretos obtidos com a implementação das práticas de sustentabilidade buscadas com o Código Ambiental. Esta demonstração faz-se necessária por um lado, para que as administrações dos hotéis associados se apropriem de toda a potencialidade do Código, enquanto ferramenta de trabalho, para a busca da sustentabilidade de seus empreendimentos e respectivos destinos turísticos. Ao mesmo tempo, também é demandada como forma de comunicação do conjunto de práticas aos vários públicos-alvo envolvidos, a saber: funcionários, hóspedes, fornecedores, prestadores de serviço e a comunidade local. Em face desta demanda, a diretoria da Associação buscou desenvolver um conjunto de indicadores que, a partir de 2008, passou a testar junto aos associados. O conjunto completo incluiu 15 indicadores cobrindo todos os pontos-chave do Código. Posteriormente, o trabalho concentrou-se em 7 indicadores que integram o denominado Conjunto Núcleo e que espelham os temas mais estratégicos sob a ótica da operacionalização do Código. CONTEXTO DA INICIATIVA A Associação Roteiros de Charme foi fundada em junho de 1992, no Rio de Janeiro, à luz dos princípios debatidos na Conferência Eco 92 para o desenvolvimento sustentável. A Iniciativa aqui submetida constitui-se na demonstração das práticas de sustentabilidade adotadas em uma amostra de 15 dos atuais 60 associados da Roteiros, utilizando para tanto o conjunto-núcleo de Indicadores desenvolvidos pela Associação Roteiros de Charme. A forma adotada para permanecer fiel aos princípios que nortearam a fundação da Associação Roteiros de Charme foi mantê-la como uma entidade privada, totalmente independente e sem fins lucrativos, condicionando seu crescimento à capacidade de acompanhamento por sua Diretoria da qualidade dos serviços, instalações e responsabilidade socioambiental dos associados. Durante os primeiros anos, procurou-se difundir entre os associados às chamadas boas práticas ambientais, ações isoladas de resultado comprovado, mas que dependiam, de certa forma, do nível de comprometimento de cada hotel associado com relação à preservação do meio ambiente. Posteriormente verificou-se a necessidade de ordenar as práticas ambientais por meio da adoção e implementação de seu Código de Ética e de Conduta Ambiental, deliberado pelos associados na Assembleia Geral de A partir de então, a diretoria acompanha as práticas adotadas nos hotéis associados através de um programa de monitoramento desenvolvido por consultores independentes. Os Indicadores apresentados para 15 hotéis associados são parte da estratégia de monitoramento das práticas de sustentabilidade em vigor. Os hotéis da amostra estão situados nos seguintes destinos turísticos no país: Novo Airão próximo ao Parque Nacional Anavilhanas (Amazonas); Lençóis Chapada Diamantina, Salvador e Ilha de Boipepa, BA; Itu e Serra de Paranapiacaba, no interior de SP; Campos do Jordão-Serra da Mantiqueira, SP; Ilhabela, litoral SP; Teresópolis e Itaipava, na Serra Verde Imperial, RJ; Búzios, RJ; Praia do Rosa e Ilha do Papagaio, no Litoral Sul, SC; Gramado e São Francisco de Paula, Serra Gaúcha, RS. É razoável assumir que cada hotel influencia diretamente no aumento da responsabilidade socioambiental, seus colaboradores diretos, seus fornecedores locais de alimentos, e um certo número de empreendedores locais com os quais os hotéis estabelecem laços de parceria. Como estimativa, podese estabelecer a relação de 1,5 colaborador direto para cada UH, e um mínimo de 10 empreendedores locais para cada hotel instalado. Dados indicam que os hotéis da amostra possuem um total de 283 UHs (variando de 6 a 44 UHs/hotel), estima-se o total de 425 trabalhadores do setor de hospedagem e suas famílias, e 150 empreendedores locais influenciados positivamente nos destinos acima. DESCRIÇÃO DA AÇÃO Dadas as características da maioria dos hotéis da Roteiros, estabelecimentos de pequeno a médio porte, muitos gerenciados pelos próprios proprietários, e sujeitos às flutuações de ocupação enfrentadas pelo mercado ao longo do ano, há dificuldade em contratar individualmente serviços especializados de profissional da área de gestão ambiental ou consultoria para os assuntos de responsabilidade socioambiental. Diante desta realidade, a diretoria da Roteiros procura suprir esta lacuna nos associados por meio de um programa de monitoramento das práticas de sustentabilidade a cargo de consultores independentes (das áreas de engenharia ambiental/florestal, biologia, geografia e turismo). Ao visitar os hotéis, os profissionais realizam a verificação das práticas adotadas e orientam quanto ao aprimoramento possível das mesmas, além da adoção de outras, tendo por base o acervo de práticas construído pelo corpo de associados. Os Indicadores aqui apresentados para uma amostra de 15 hotéis da Associação refletem o esforço da diretoria para Associação para operacionalizar um instrumento adicional ao Código Ambiental, capaz de promover a um só tempo a visão sintética e uniformizada de todo o conjunto de práticas adotadas em cada associado, além de se constituir em instrumento de divulgação das mesmas, tanto para a administração dos hotéis, quanto para os públicos-alvo envolvidos. São utilizados dois tipos de indicadores: I) Indicadores quantitativos usuais (Consumo mensal de energia elétrica no hotel em KWh/diária; Percentual de lixo reciclado ou reutilizado no hotel); e, II) Indicadores numéricos associados a listas descritivas de um determinado conjunto de práticas, procedimentos ou medidas específicas. Estes indicadores são denominados Indicadores descritivos. A partir de 2004, a Associação passou a contar com um profissional de gestão ambiental integrando de forma permanente os quadros da diretoria. A Associação. A avaliação dos resultados obtidos com a amostra de 15 hotéis subsidiou a reorientação do programa de monitoramento independente, de forma a proporcionar a uniformização entre os produtos do monitoramento em cada hotel e a apresentação das práticas em andamento, por meio dos Indicadores em tela. A variedade de meios de comunicação e divulgação utilizada pelos associados está retratada no envolvimento dos 4 públicos-alvo, sendo: Funcionários, Hóspedes, Fornecedores/prestadores de serviço e Comunidade Local. Os meios convencionais de treinamento top sustentabilidade e 1 o lugar parceiros institucionais 14 15

9 roteiros de charme de equipes são em geral utilizados por quase todos os hotéis no envolvimento dos funcionários (Palestras, Reuniões, Oficinas, Visitas setoriais, Comunicação visual). A comunicação com os hóspedes é realizada por meio de uma espécie de cardápio de informação sobre as práticas de sustentabilidade em curso, repassado ao hóspede de forma gradativa durante sua estadia (Informações no website do hotel, Folhetos, Quadro de informação, Informativos nos apartamentos, Fala dos funcionários, etc.). De forma similar, um cardápio de informação é utilizado para o envolvimento de Fornecedores/prestadores de serviços. A comunicação com a Comunidade, por sua vez, ocorre integradamente com as formas de envolvimento praticadas (Participação em associações, conselhos comunitários, em iniciativas e projetos/ parcerias com o poder público, empreendedores locais e outros). RESULTADOS OBTIDOS - IMPACTOS AMBIENTAL, SOCIOCULTURAL E ECONÔMICA O núcleo básico do cardápio econômico de medidas de racionalização do consumo de energia, preconizadas no Código da Roteiros, é adotado pela maioria dos hotéis da amostra. Dentre outras medidas, cita-se o uso de iluminação natural, isolamento térmico das edificações, aquecimento de água por coletor solar, uso de dispositivo chave-cartão para desligamento geral da energia nas UHs, uso de dispositivos de controle como temporizadores e sensores de movimento, uso de lenha para aquecimento de ambiente e sauna, procedimentos para a manutenção e a limpeza de equipamentos. Todos os hotéis da amostra praticam a coleta seletiva e a reciclagem de resíduos. O percentual de lixo reciclado ou reutilizado, em relação ao total de lixo gerado nos hotéis, varia na faixa de 60 a 90%. A maioria dos hotéis rurais realiza ou apoia ações de preservação ambiental local como a recuperação/preservação das matas existentes dentro das propriedades e o apoio à proteção nos arredores. Todos os hotéis apresentam inúmeras inciativas de envolvimento com suas comunidades de entorno, configurando a tendência dos associados se converterem em ativos protagonistas do turismo sustentável em seus destinos. O número de iniciativas de envolvimento contabilizado chega a mais de duas dezenas em alguns hotéis. É unânime a preferência de contratação de mão de obra local no preenchimento da maior parte das ocupações profissionais dos hotéis (cozinha, salão, limpeza, gerência, manutenção, construção). Em muitos locais, há escassez de mão de obra qualificada, o que faz com que os associados convertam-se em formadores de mão de obra em suas localidades. A participação em iniciativas e projetos comunitários se dá tanto por meio de patrocínio direto (doações, afiliações e contribuições mensais), por meio de variadas formas de apoio indireto (cessão de funcionários para trabalho comunitário, doação de equipamento eletrônico substituído, cessão de hospedagem e espaços sociais do hotel, alimentação e outros). Inúmeras iniciativas apoiam o desenvolvimento da cadeia de pequenas empresas locais, produtores da agricultura familiar, empresários, artesãos e artistas locais, mediante parcerias e arranjos variados que estabelecem circuitos de fornecimento de alimentos, materiais, serviços e artesanato por parte de agricultores, empreendedores e artesãos da região. - EDUCAÇÃO SUSTENTÁVEL NO TURISMO Todos os hotéis associados da Roteiros exibem nos banheiros das UHs a plaqueta que pede a colaboração quanto à prática de reuso das toalhas de banho a critério dos hóspedes, atentando para a consequente diminuição do consumo de água e produtos químicos lançados no meio ambiente. Outras informações didáticas pedem a colaboração para as práticas de diminuição de desperdícios no uso da energia elétrica, consumo consciente de água quente e fria e redução/ reciclagem do lixo. Vários hotéis proporcionam uma atividade recreativa/educativa, por meio de visitas à horta orgânica, onde o hóspede pode aprender sobre o ciclo do lixo orgânico (coleta seletiva e compostagem no próprio hotel, que transforma lixo orgânico em adubo). Os hotéis mais avançados na escala do envolvimento incentivam seus colaboradores para uma maior inserção na história de suas regiões e na vida de suas comunidades. Alguns disponibilizam a seus colaboradores material didático produzido por órgãos públicos, ONGs, ou de própria autoria, visando a maior interação com o ambiente onde estão inseridos, com à história, a culinária, a flora e a fauna de suas regiões. - INOVAÇÃO Os membros associados comprometem-se, em estatuto, (I) com a manutenção de um padrão de qualidade de instalações e serviços adequados à proposta de cada estabelecimento; e (II) com a preservação do meio ambiente em conformidade com o Código de Ética e de Conduta Ambiental da Roteiros. O Código da Associação representa uma iniciativa pioneira do setor privado no Brasil. Foi desenvolvido pela Associação em parceria e com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), ONU, que estabelece a ponte com as empresas para iniciativas voltadas à busca da sustentabilidade do desenvolvimento. A aplicação do Código da Roteiros e Indicadores das práticas de sustentabilidade, por seus associados ou por qualquer empresa do setor de hospedagem, não requer o uso de tecnologia sofisticada, mas tão somente a firme decisão gerencial de adotar os princípios e práticas para a sustentabilidade. O Código foi pensado para a realidade das PMEs do setor de hospedagem no país. - PARCERIAS A materialização da visão de hotelaria da Roteiros, na qual Qualidade e Sustentabilidade andam juntas e de forma indissociável, é apoiada por uma estratégia de construção de parcerias inovadoras com empresas privadas e organismos internacionais que em muito amplificam a sustentabilidade institucional e econômica da Associação. A parceria da Roteiros com o Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas-PNUMA, proporciona há 15 anos um canal aberto de apoio técnico e cooperação em prol da disseminação dos princípios para a sustentabilidade da atividade turística. Igualmente importante são as parcerias com empresas privadas que compartilham a visão de hotelaria apregoada pela Roteiros. CONSIDERAÇÕES FINAIS É intenção deliberada da Roteiros a propagação de sua Política de responsabilidade social e ambiental com os seus associados, no âmbito dos destinos turísticos onde estão estabelecidos. Os hotéis associados promovem a divulgação desta Política e do Código de Conduta Ambiental da Roteiros com o envolvimento permanente de seus públicos-alvo (funcionários, fornecedores, prestadores de serviço, hóspedes e comunidade no entorno), cujas práticas de sustentabilidade são desenvolvidas tanto no âmbito interno de seus estabelecimentos, quanto no âmbito externo. A Roteiros entende que o potencial de difusão de sua iniciativa, para outras organizações atuantes nos destinos, é diretamente favorecido pela continuidade e persistência de seus associados na implementação da metodologia adotada. Com o passar dos anos e a persistência do caminho trilhado, temos assistido ao aumento do reconhecimento da influência positiva dos hotéis associados da Roteiros em seus destinos. O programa permanente de avaliação e monitoramento independente das práticas de sustentabilidade em todos os hotéis associados é viabilizado mediante o suporte de empresas parceiras da Roteiros. A continuidade e a ampliação das atividades do programa são garantidas por meio de planejamento da alocação de recursos captados da estratégia de parcerias da Associação, trabalhando-se com recursos assegurados por, no mínimo, 2 anos à frente. Desta forma, a Associação tem conseguido manter o programa sempre em expansão, apesar dos custos que envolvem a contratação de uma equipe (atualmente de 5 profissionais nas áreas de engenheira, biologia e geografia) para o monitoramento independente do programa ambiental em cada um dos 60 hotéis associados, distantes em média km da sede da Associação, com todos os custos de viagem e estadia decorrentes. top sustentabilidade e 1 o lugar parceiros institucionais 16 17

10 2ºlugar parceiros institucionais garupa Título da iniciativa garupa EMPRESA Associação Garupa APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA Garupa é a 1 a plataforma de crowdfunding do Brasil para o turismo sustentável. Desde 2 de setembro de 2013, em Garupa veicula projetos de turismo sustentável espalhados pelo Brasil, propostos por microempreendedores, ONGs e receptivos turísticos locais em busca da captação de recursos. No site, qualquer pessoa pode conhecer os projetos, divulgá-los nas redes sociais e doar qualquer quantia. Porém, deve-se adotar as seguintes regras básicas: 1) Para receber recurso financeiro, o projeto deve atingir 100% da meta de arrecadação no tempo da campanha 30, 45 ou 60 dias. Se não atingir a meta, todas as doações voltam para os doadores ou ficam na plataforma como crédito para doações futuras. 2) Cada faixa de valor doado (R$ 30,00, R$ 50,00, R$ 100,00, etc.) corresponde a uma recompensa, algo simbólico ou material que sele a conexão entre apoiador e causa/destino apoiado podem ser desde uma receita culinária tradicional enviada por até a viagem em si. 3) Para ser aceito na plataforma, o projeto deve passar pela curadoria da equipe Garupa, baseada em três macrocritérios: sustentabilidade da operação, qualidade da experiência turística e potencial de impacto na comunidade/localidade onde atua. 4) Garupa não cobra nada do doador ou do proponente; entretanto, do valor arrecadado, são descontados somente 5% das taxas financeiras (Moip). Acreditamos disseminar a sustentabilidade no turismo ao selecionarmos empreendimentos que privilegiam o uso de mão de obra e fornecedores locais, façam uso consciente dos recursos naturais, promovam e preservem o que há de autêntico nos lugares. Com 38 dias de plataforma no ar, saímos em mais de 50 veículos de mídia, chegamos a mais de fãs no Facebook, arrecadamos quase R$ 800,00 por dia (total de R$ ,00) de 203 doadores para 4 projetos de turismo sustentável. CONTEXTO DA INICIATIVA Garupa é a primeira iniciativa da Associação Garupa, ONG focada em promover a distribuição de renda e a preservação de riquezas naturais e culturais do Brasil por meio do turismo sustentável. Os indicadores da Associação Garupa permitem agregar o interesse e o engajamento das pessoas que visitaram a plataforma e que efetivamente apoiaram algum projeto. Tivemos visualizações de página em visitas. Foram visitantes únicos % das visitas têm origem brasileira. As UFs com maior número de visitantes são: SP (58.2%), RJ (12.5%) e MG (10.1%). Recebemos, em 38 dias pelo site, 17 propostas de projeto de turismo sustentável para captação na Garupa. Entre os projetos no ar e os que já foram selecionados para ser veiculados na Garupa até março de 2014, teremos 10 destinos captando recursos para projetos sustentáveis: Vale do Jequitinhonha (MG), Silva Jardim (RJ), Iguape (SP), Boa Vista do Acará (PA), Reserva de Desenvolvimento Sustentável Rio Negro (AM), Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (AM), Serra Grande (BA), Península de Maraú (BA), Chapada dos Veadeiros (GO), Agronômica (SC). Acreditamos que colaborar com um projeto financiado coletivamente na Garupa é mais do que somente doar dinheiro. É dar apoio moral àquela iniciativa, e sinalizar que é aquele o tipo turismo que se quer vivenciar e ver florescer no Brasil. DESCRIÇÃO DA AÇÃO A Associação Garupa foi fundada em dezembro de 2012, após percebermos a vontade de empresas do setor de turismo de apoiar alguma iniciativa de responsabilidade social e de sustentabilidade. Nos inspiramos em uma iniciativa venezuelana chamada Eposak, tocada pela Fundación Esteban Torbar (eposak.org). Trata-se de uma premiada plataforma de financiamento coletivo focada em turismo de base comunitária, na Venezuela. A Assembleia da Associação (composta por Demian Takahashi, Claudia Carmello, Rui dos Santos Alves, Arnaldo Franken, Guilherme Bueno) traçou e aprovou o planejamento para o ano de Definimos como objetivos para o ano estruturar a iniciativa, lançar a plataforma e prospectar e formatar dez projetos de turismo sustentável para captação por crowdfunding. Temos o compromisso de monitorar os impactos positivos das iniciativas financiadas na Garupa. Por isso, só entram na Garupa projetos com objetivo claro, plano de ação e um fim determinado. Um produto final palpável é a prestação de contas do empreendedor à comunidade Garupa. Além dos impactos positivos das iniciativas, estamos também monitorando outros indicadores (número de acessos, valores arrecadados, quantidade de doadores, visualizações de vídeo, número de inscritos em nossa newsletter) para estabelecer metas para o planejamento de Garupa divulga informações sobre o que é Turismo Sustentável e quais os seus benefícios para destinos, viajantes, comunidades locais e trade turístico de quatro maneiras principais: Facebook: mantemos fanpage com atualização diária, fãs, 3 mil interações no primeiro mês e alcance orgânico de um post único de até pessoas. Assessoria de Imprensa em 38 dias no ar, fomos mencionados em mais de 50 veículos (veja anexo 4), tais como Folha de S. Paulo, Valor Econômico, Panrotas, Brasilturis, revistas Superinteressante, Info, National Geographic e Página 22, sites Catraca Livre, Greenpeace, Blog do Sakamoto, Viaje na Viagem, O Eco, Envolverde, etc. Site Garupa.juntos.com.vc e site institucional Garupa. org.br: pelos sites, divulgamos ainda detalhes de nosso funcionamento, nosso Guia do Empreendedor e todos os números de arrecadação e os nomes dos patrocinadores da plataforma. Proferimos palestras de apresentação da Garupa e mobilização de funcionários de nossas empresas patrocinadoras hoje são sete empresas do trade turístico. RESULTADOS OBTIDOS - IMPACTOS AMBIENTAL, SOCIOCULTURAL E ECONÔMICO Garupa viabiliza iniciativas de turismo sustentável em todo o Brasil, por financiamento coletivo. Nosso impacto se exemplifica pelos dados de três iniciativas que buscam apoio em nossa plataforma: 1. De bike pela Amazônia, garupa.juntos.com.vc/ projetos/gabiraba/: propõe melhorias no daytrip pela comunidade de Boa Vista do Acará (PA), vendido pela Estação Gabiraba. As 30 famílias da comunidade envolvidas na operação participaram da criação do roteiro, precificando e escolhendo as atividades mais interessantes e representativas de sua região. Todo o roteiro é operado por eles, com a exceção do transporte terrestre em Belém. Além de comprar bicicletas para que os turistas possam fazer uma trilha na mata fechada, aprendendo sobre árvores amazônicas e sua conservação, o projeto deve capacitar a equipe do programa de turismo da Associação de Produtores Orgânicos de Boa Vista do Acará com cursos de primeiros socorros, culinária e artesanato. 2 o lugar parceiros institucionais 18 19

11 garupa 2. O mico-leão-dourado de perto e a salvo garupa. juntos.com.vc/projetos/mico-leao-dourado/: propõe a criação de uma exposição educativa na sede da Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD), organização que, em 20 anos de atuação na conservação da espécie e seu habitat, conseguiu reverter o caminho deste mico endêmico da Mata Atlântica do norte fluminense rumo à extinção. Melhorar a experiência turística de quem vai ver o mico de perto é chave para a estratégia da AMLD de disseminar informação sobre a conservação do mico-leão-dourado e de seu habitat. 3. Fazendo arte com o barro do Jequitinhonha garupa. juntos.com.vc/projetos/raízes: propõe a reformulação e a divulgação de roteiro turístico pelo Vale do Jequitinhonha focado em arte regional. O roteiro reúne diversas associações de mulheres em diferentes comunidades do Vale, que conduzem oficinas de cerâmica com os visitantes e os hospedam em suas casas. O turismo é um vetor de geração de renda fundamental na região, onde os homens passam o ano em canaviais na BA e SP e as mulheres ficam com a renda da agricultura familiar e do artesanato. - EDUCAÇÃO SUSTENTÁVEL NO TURISMO No primeiro ano de funcionamento, nossa equipe selecionou 10 projetos em 8 estados do Brasil, e deu consultoria sobre operação sustentável de turismo para os seus idealizadores. Já estivemos em 7 destes destinos, apresentando a Garupa e os impactos do turismo sustentável para as comunidades locais e os últimos 3 serão visitados até janeiro de Todos os 17 novos projetos inscritos pelo site já estão no processo de seleção da Garupa. Produzimos vídeos sobre os projetos da Garupa (www.youtube.com/garupeiros/), sempre focados em encantar com experiências turísticas de impacto positivo nas comunidades, natureza e economias locais. Nossos releases e postagens de Facebook divulgam mais os projetos da plataforma do que a Garupa em si - uma forma de esclarecer o que é, concretamente, o turismo sustentável. As palestras nas empresas patrocinadoras, todas do trade, esclarecem o conceito e a prática do turismo sustentável junto a esse público. - INOVAÇÃO A Garupa é o primeiro site de crowdfunding no Brasil focado exclusivamente em Turismo Sustentável. Acreditamos que o crowdfunding pode conectar de forma inovadora os viajantes às iniciativas de Turismo Sustentável. O limite de tempo para a campanha e a regra do tudo ou nada (o projeto só recebe os recursos se 100% da meta for atingida) criam engajamento da comunidade em torno da iniciativa, como num jogo. E as recompensas dadas em contrapartida às doações materializam a ligação entre os apoiadores e o projeto/destino. Nossa metodologia para a seleção dos projetos traz outra inovação: além de contemplar pré-requisitos da sustentabilidade e de impacto socioeconômico nos destinos, avaliamos a qualidade da experiência proporcionada. Promover vantagem competitiva de um serviço turístico sustentável pela melhoria de sua capacidade de encantar visitantes (e não só pela sua capacidade de fazer um turismo do bem ) tem se mostrado a principal dificuldade dos proponentes de projetos. Este tem sido um foco importante da consultoria da Garupa para a melhoria do escopo dos projetos. - PARCERIAS Ao invés de estruturar nossa própria plataforma tecnológica, nos associamos a um site de crowdfunding já existente, que tem seu foco em projetos de impacto positivo, a juntos.com.vc. Trata-se de uma plataforma que já financiou 30 projetos com mais de R$ 300 mil. Dessa forma, compartilhamos os custos de manutenção da plataforma, os acordos com financeiras e, principalmente, trocamos expertise em financiamento coletivo para projetos de impacto positivo. A Garupa tem conseguido conectar de forma inovadora grandes empresas do setor (os cotistas da iniciativa, as associações de classe) a pequenos empreendedores e receptivos locais (os proponentes dos projetos na Garupa). A nossa iniciativa une pontas muitas vezes distantes da cadeia do setor rumo a uma rede brasileira de turismo sustentável. CONSIDERAÇÕES FINAIS A Associação Garupa tem como objeto social promover ações que contribuam para o avanço do turismo sustentável no Brasil, a melhoria da infraestrutura e da qualificação no setor, de modo a usar o turismo como ferramenta de transformação social e distribuição de renda. O site de crowdfunding garupa.juntos.com.vc é a primeira iniciativa da Associação. Sua perenidade e relevância dependem da participação e do apoio do maior número de empresas. Até o momento, a Garupa tem o apoio financeiro dos seguintes patrocinadores, todos do setor do turismo: Gapnet, MMT Gapnet, AD Turismo, Travel Ace, Casa do Agente, Globalis e ArgoIT. Estamos articulando apoio de comunicação com as seguintes associações de classe do setor: BRAZTOA, ABAV e Abracorp. Dois diretores de empresas apoiadoras da Garupa, Rui dos Santos Alves e Arnaldo Franken, participam ativamente das reuniões deliberativas da Associação Garupa. Um dos objetivos da Garupa é ser um agregador de empreendedores e viajantes interessados em transformar o turismo em uma poderosa ferramenta de distribuição de renda e de preservação de destinos. Qualquer associação comunitária, negócio social ou ONG podem ter acesso à nossa metodologia para avaliar, criar ou melhorar iniciativas que buscam sustentabilidade da operação, qualidade de experiência turística e impacto social local. Estes projetos podem ser veiculados de graça em nossa plataforma, e, com isso, contam também com a consultoria da nossa equipe para melhoria de seu escopo, comunicação e campanha de arrecadação. Organizações que queiram replicar plataformas como a Garupa podem contar com o nosso material institucional como benchmark: Questionário para Avaliação de Projetos de Turismo Sustentável, Guia de Uso Garupa para Empreendedores do Turismo Sustentável e Formulário de Projetos Garupa. A Garupa não cobra nada do empreendedor para veicular o projeto no site, e também não cobra comissão sobre os valores doados. A sustentabilidade da iniciativa se dá por cotas de patrocínio de empresas que querem apoiar o turismo sustentável no Brasil. 2 o lugar parceiros institucionais 20 21

12 3ºlugar parceiros institucionais empetur Título da iniciativa Projeto Praia Sem Barreiras EMPRESA Secretaria de Turismo de Pernambuco TÍTULO DA INICIATIVA Projeto Praia Sem Barreiras APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA O Projeto Praia Sem Barreiras tem por finalidade oferecer condições, no sentido de garantir um dos direitos constitucionais, o de ir e vir dos cidadãos, logo, proporcionando autonomia e segurança, seja para os pernambucanos, para os visitantes ou para os turistas com algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida, que desejam visitar ou conhecer as praias do litoral pernambucano e usufruir de momentos de lazer inclusivo, a partir de um saudável banho de mar assistido, entendendo, assim, sua indispensável implantação. De forma geral, o Projeto contou com as seguintes intervenções nas praias contempladas: Criação de rotas acessíveis, instaladas no percurso da parada de ônibus mais próxima à área do projeto; Vagas de estacionamento reservadas e sinalizadas para pessoas com deficiência e idosas nas vias de acesso à praia, as mesmas implantadas de acordo com os critérios do órgão de trânsito vigente com a jurisdição sobre a via; Transportes públicos coletivos adaptados que atuam com destino às praias; Semáforos sonoros nos sinais de trânsito existentes nos entornos das praias; Pisos táteis direcionais e de alerta em locais ainda não contemplados; Telefone público para deficientes auditivos; Rebaixamento de telefones de uso público já existentes; Cardápios em Braille nos quiosques, bares e restaurantes do entorno; Esteira especial de expansão do calçadão à faixa de areia próxima ao mar; Sanitários adaptados; Cadeiras de rodas anfíbias para o banho assistido, com a ajuda de profissionais qualificados. CONTEXTO DA INICIATIVA A Secretaria de Turismo de Pernambuco SETUR-PE, é responsável por promover e divulgar o turismo de Pernambuco, trabalhando com a gestão integrada e articulada junto às demais esferas do Governo e com o setor privado das políticas de desenvolvimento do turismo. Incentivando a atividade em todo o Estado, a Secretaria também gerencia pesquisas, programas, obras e serviços voltados para o fortalecimento do turismo estadual. A SETUR-PE possui, como órgão subordinado, a Empresa de Turismo de Pernambuco (EMPETUR) que objetiva promover o desenvolvimento do turismo em estreita consonância com a política de desenvolvimento econômico e social do Estado, a qual, em 2011, criou a Unidade de Projetos Especiais que atua com vários projetos direcionados à sustentabilidade no âmbito social, sendo um deles o Projeto Praia Sem Barreiras. O Projeto Praia Sem Barreiras vem progressivamente recebendo mais visitantes nos espaços destinados ao banho de mar assistido, atendendo às pessoas deficientes com as mais diversas especificidades e faixa etária. Segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, do ano de 2010, o Brasil possui 24,6 milhões de pessoas com deficiência, o que representa 14,5% de sua população. Em sua maioria, as pessoas com deficiência no Brasil pouco usufruem de atividades de turismo e lazer devido às barreiras físicas e de atitude presentes, seja no Turismo ou nas diversas esferas do cotidiano, impossibilitando muitas vezes o direito de ir e vir do cidadão, caso ele possua determinada especificidade. Para cada praia integrante do Projeto, foi evidenciado número de visitantes/mês, sendo: - Praia do Sueste (Ilha de Fernando de Noronha-PE): a média é de 10 visitantes/mês; - Praia da Boa Viagem (Recife-PE): a média é de 600 visitantes/mês; - Praia de Porto de Galinhas (Ipojuca-PE): a média é de 250 visitantes/mês; - Praia do Bairro Novo (Olinda-PE): a média é de 170 visitantes/mês. DESCRIÇÃO DA AÇÃO As atribuições da SETUR-PE com o Praia Sem Barreiras são as seguintes: - Criação do Projeto; - Aquisição das esteiras de acesso ao mar e cadeiras de rodas anfíbias; - Qualificação para os atores envolvidos no Projeto (monitores, salva-vidas, barraqueiros e profissionais dos bares, restaurantes e hotéis do entorno); - Disponibilização de cardápios em Braille para os barraqueiros qualificados com o Projeto; e, - Acompanhamento e monitoramento da execução das atividades diárias do Projeto. Os resultados desta iniciativa estão sendo monitorados, com aplicação de um questionário avaliativo aos monitores juntos aos visitantes. As ações superaram a expectativa inicial e vem aumentando gradativamente o número de visitantes e interessados no Projeto Praia Sem Barreiras. Estipulamos um roteiro de visitas aos profissionais envolvidos, demais profissionais do trade e aos conselhos cabíveis, palestras de qualificação em acessibilidade e apresentação do Projeto Praia Sem Barreiras. As divulgações foram realizadas nas Instituições de ensino, empresas do trade, ONGs, Conselhos e pontos específicos da cidade por meio de materiais institucionais como panfletos e apresentações, convidando a toda pessoa ou visitante com determinada especificidade ou mobilidade reduzida a usufruir deste momento de lazer, no âmbito naturalmente democrático. RESULTADOS OBTIDOS - IMPACTOS AMBIENTAL, SOCIOCULTURAL E ECONÔMICO O Estado de Pernambuco detém 187 quilômetros de costa litorânea e ainda o Distrito Estadual de Fernando de Noronha. No entanto, são destinos turísticos que apresentavam algumas limitações com relação ao quesito acessibilidade, fato esse que impossibilita as pessoas com algum tipo de deficiência, especialmente física e motora, tenham acesso ao mar, além de outras situações de recreação e descontração tão fundamentais. 3 o lugar parceiros institucionais Tal situação apresenta-se como respaldo para a criação e formatação de um projeto com propósito de contemplar direcionamentos essenciais, na perspectiva de atender às necessidades do público de modo geral

13 empetur Destaca-se que, os benefícios com a implantação desse projeto são de ordem multiplicadora, pois as oportunidades são imensuráveis, levando-se em consideração as diversas frentes de geração de postos de trabalho. No entanto, outro aspecto, não menos importante, é o de cunho social, uma vez que o bemestar, a preservação da autoestima e o sentimento de pertencimento enquanto cidadão estão sendo, finalmente, resgatados e fortalecidos. - EDUCAÇÃO SUSTENTÁVEL NO TURISMO Para a implantação do projeto, foi previamente elaborado um mapeamento das necessidades de um espaço adequado e de recursos humanos qualificados para atender à necessidade dos visitantes. Desta forma, foi realizada uma capacitação com estudantes dos cursos de Turismo, Enfermagem e Fisioterapia, assim como as associações locais que desenvolvem trabalhos voltados à pessoa com deficiência, a fim de qualificá-los para melhor receber o turista ou visitante. Cada praia foi gerida por uma empresa, instituição ou associação local visando trabalhar o turismo socialmente sustentável. - INOVAÇÃO O aspecto inovador desta iniciativa mostra que a Secretaria de Turismo de Pernambuco criou o Projeto Praia Sem Barreiras, para que turistas e cidadãos deficientes com as mais diversas especificidades e faixa etária tenham acesso ao lazer mais democrático do planeta: o banho de mar. O referido projeto já está presente em quatro praias do Estado e, além de proporcionar o banho de mar assistido com profissionais qualificados para atender à necessidade de cada visitante, tem em seu grande diferencial uma rota acessível, desde a parada de ônibus, transformando o que há de mais universal em uma cidade a calçada, retirando a barreira e construindo uma ponte para o Turismo Inclusivo. - PARCERIAS Por meio de um convênio, foi estabelecido que, para o melhor funcionamento do Projeto, as Prefeituras dos municípios são responsáveis pela construção e manutenção de rota acessível, pela guarda e conservação dos materiais utilizados no Projeto. O Instituto Educacional e associação são responsáveis pela equipe de monitores que atuam no banho assistido, além das atividades lúdicas realizadas. O Instituto Oceanário é responsável pela avaliação da dinâmica costeira e suas interferências para o banho de mar mais seguro, enquanto critério para definição do local propício ao banho de mar. O Grande Recife Consórcio de Transporte contribui com a disponibilização de linhas de transporte público adaptado e adequação de acessibilidade nos abrigos de ônibus. A Oi Telefonia com a instalação de telefones de uso público, com altura rebaixada e telefone para pessoas com deficiência auditiva. E o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco é responsável pelo acompanhamento diário do banho de mar, garantindo assim segurança em qualquer tipo de eventualidade. CONSIDERAÇÕES FINAIS A iniciativa pode ser adotada pelas mais diversas esferas, seja completamente pela viabilidade da execução ou parcialmente, como por ex., as atividades implementadas nas praias que receberam o projeto, de acordo com os atrativos de cada destino turístico, conforme descrito a seguir: na Praia do Sueste: banho de mar assistido por profissionais qualificados; trilhas acessíveis; passeio de barco; mergulho de cilindro adaptado. Na Praia da Boa Viagem: banho de mar assistido por profissionais qualificados; Arena da Acessibilidade com os seguintes itens: quadra para vôlei sentado; piscinas infantis; tenda de fisioterapia e recreação. Na Praia de Porto de Galinhas: banho de mar assistido por profissionais qualificados; passeio de jangada adaptada; mergulho de cilindro adaptado; passeio de buggy. Na Praia do Bairro Novo: banho de mar assistido por profissionais qualificados; piscinas infantis. Na fase do projeto, até 2014, estão previstos os lançamentos nos seguintes destinos turísticos: Rio São Francisco (Petrolândia-PE); Rio São Francisco (Belém de São Francisco-PE); Rio São Francisco (Petrolina-PE); Praia de Tamandaré (Tamandaré-PE); Praia do Janga (Paulista-PE); Praia de Suape (Cabo de Santo Agostinho-PE). associadas braztoa 1 o lugar agaxtur 2 o lugar cvc 3 o lugar new age A viabilidade financeira foi avaliada e distribuída entre os envolvidos para atender premissas de manutenção e adequação do equipamento durante os dois anos iniciais do Projeto, podendo ser renovada e ampliada

14 1ºlugar associadas braztoa agaxtur Título da iniciativa 12 a Convenção Agaxtur Tecnologia, Sustentabilidade e 60 anos EMPRESA AGAXTUR TURISMO LTDA APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA A Convenção anual da Agaxtur é um evento que visa reunir, integrar e capacitar todos os colaboradores da empresa matriz e suas filiais. Em 2013, a Convenção abordou 3 diferentes temas, sendo eles: 60 anos de Agaxtur, Tecnologia e Sustentabilidade. O tema Sustentabilidade deu destaque à criação do Comitê de Sustentabilidade, composto por colaboradores de diferentes departamentos interessados no tema. Dentre as ações deste Comitê, tivemos a implementação de uma política sustentável, a criação do Minuto de Sustentabilidade, que consiste na divulgação das ações de forma verbal e programada em diferentes departamentos, e o lançamento de uma Olimpíadas, que será detalhada posteriormente. O objetivo de abordarmos este tema foi uma maior conscientização e de um maior envolvimento dos colaboradores nas ações da empresa, incentivando-os a, inclusive, contribuir com sugestões para a ampliação das ações. Como resultado, tivemos colaboradores mais ativos e um maior compartilhamento de conhecimento dentro da empresa, com reflexos inclusive no relacionamento com fornecedores e familiares. CONTEXTO DA INICIATIVA A Convenção, inicialmente, atingiu cerca de 200 pessoas, colaboradores e gestores da Agaxtur de São Paulo, Santos, Campinas, Rio de Janeiro, São José dos Campos. Também consideramos como envolvidos desta iniciativa, as pessoas que participam/participaram das 17 ações sustentáveis criadas na atividade, pois a realização das ações foi feita em hospitais, escolas, universidades, instituições carentes, com os familiares dos colaboradores, etc. O que aumenta o envolvimento de pessoas na iniciativa é a divulgação deste projeto em redes sociais e blog, o que permite o envolvimento de qualquer pessoa que tenha interesse em ajudar e, também, o fato de buscarmos apoios com fornecedores, outras instituições ou prestadores de serviços, o que acaba gerando uma grande rede sustentável. Dentre os pilares da Sustentabilidade, temos o sociocultural, o econômico e o ambiental. Para início das ações divulgadas no Minuto de Sustentabilidade, optamos por iniciar com a divulgação de ações sociais como Campanha do Agasalho, arrecadação de brinquedos para o Dia das Crianças e Campanha antifumo. A partir do engajamento no social, fizemos uma palestra que destacou a importância da sustentabilidade para uma empresa se manter no mercado, evidenciado as ações que a empresa já vem desenvolvendo. Exibimos também um vídeo sobre qualidade de vida, que se faz necessária nos dias de hoje. Como ação principal, tivemos a Olimpíada Sustentável, onde os colaboradores divididos em equipes tinham como meta desenvolver e executar uma ação sustentável com os seguintes temas: Economia de Recursos, Desenvolvimento de Pessoas (treinamentos, capacitação), Melhoria na qualidade de vida dos colaboradores e seus familiares, Projetos de cunho social e Projetos de cunho ambiental. Para melhor distribuição, os temas citados foram sorteados. Também consideramos como envolvidos nesta iniciativa, as pessoas que participaram das 17 ações sustentáveis realizadas em hospitais, escolas, universidades e instituições carentes, assim como familiares dos colaboradores e nossa rede de fornecedores. O que aumenta o envolvimento de pessoas na iniciativa é a divulgação deste projeto em redes sociais e blog, permitindo o envolvimento de qualquer pessoa que tenha interesse em ajudar e, gerando uma grande rede sustentável. DESCRIÇÃO DA AÇÃO No planejamento detalhado, definimos passo a passo da execução e todos os recursos necessários em cada atividade, estipulando desde o material como papel e caneta, tempo gasto e quais recursos audiovisuais utilizaremos. Em cada convenção, fazemos atividades diferentes e, a deste ano, escolhemos desenvolver a Olimpíada Sustentável, onde criamos o regulamento para que os colaboradores fossem orientados a seguir as regras necessárias e desenvolvemos as fichas de inscrição para cada equipe preencher informando o tipo de ação, o plano de desenvolvimento, quem seriam os responsáveis por cada ação e qual era o objetivo do projeto. Após o preenchimento da ficha, cada líder apresentou a ideia aos demais e, posteriormente, as ideias foram aprovadas pelo nosso Comitê de Sustentabilidade. Analisamos os recursos necessários e o que verificamos é que para a Olimpíada precisaríamos, basicamente, de capital humano para executá-la, internet para divulgá-la e alguns recursos materiais como papel e caneta para preenchê-la. Os resultados obtidos estão em nosso Blog Agaxtur Sustentável, onde acompanhamos semanalmente a evolução de cada projeto. As ideias de cada grupo nos surpreenderam pela criatividade e comprometimento pois, mesmo sem saberem qual seria o prêmio final, todos participaram e se envolveram com o projeto que abordou diversos temas, aspectos e diversidades. Com isso, a 12 a Convenção obteve mais de 90% de aprovação dos participantes, o que superou as nossas expectativas. O principal meio de comunicação é o marketing. Meses antes, enviamos o save the date para os colaboradores se planejarem. Depois, enviamos teasers informando horário, local, tema, dicas, horários dos ônibus e se haverá festa (para quem estiver dirigindo não beber). Durante o evento, temos divulgação em mídias como Panrotas e Mercado & Eventos. Após a convenção, enviamos aos colaboradores agradecendo a presença e disponibilizando as fotos. Este ano, devido a Olimpíada Sustentável, criamos o Blog Agaxtur Sustentável (http://agaxtursustentavel.blogspot.com.br) para que as equipes divulguem o desenvolvimento de suas ações, data dos eventos, fotos da ação e outras informações como vídeos e dicas. A divulgação do blog foi feita em nossa rede social, está no site e nas assinaturas dos s. O objetivo é que clientes, agentes de viagem, fornecedores, prestadores de serviços possam acessá-lo e acompanhar o que cada equipe tem feito, tornando o blog uma fonte de ideias e inspiração para mais pessoas agregarem nosso time sustentável, aumentando o número de participantes em nossas ações ou servindo de exemplo para outras empresas. 1 o lugar associadas braztoa 26 27

15 agaxtur RESULTADOS OBTIDOS - IMPACTOS AMBIENTAL, SOCIOCULTURAL E ECONÔMICO A convenção anual e suas atividades obtiveram grande impacto nos três pilares da sustentabilidade. Nas áreas ambiental e econômica, mostramos as reduções que tivemos em consumo de papel e a importância de reduzirmos o número de impressões. Também demonstramos qual o impacto destas impressões no meio ambiente (quantas árvores cortadas, quantos litros de água, etc.), o que gerou uma ação de redução de impressões, sugerida por uma equipe na Olimpíada Sustentável. Também utilizamos uma camiseta feita de PET e, após a convenção, estas camisetas foram doadas a uma ONG na África. Na área sociocultural, além de conscientizarmos mais de 200 pessoas sobre a importância e os conceitos da sustentabilidade dentro da empresa, os colaboradores puderam compartilhar estes conceitos com seus familiares e aplicar o que foi aprendido em suas próprias casas. Também oferecemos uma palestra sobre a Qualidade no Atendimento ao Cliente, que ofereceu diversas dicas em como atender bem. Além destes impactos pontuais, com a atividade da Olimpíada Sustentável, foram geradas 17 ações que também impactam nos pilares da sustentabilidade e na sociedade: 10 ações socioculturais que abordam treinamentos e capacitação, doações, visitas em hospitais, instituições carentes, escolas, universidades e melhoria na qualidade de vida do colaborador com exercícios (pedalada, caminhada também envolvendo os agentes de viagem). As outras 7 ações abordam os temas ambiental e econômica com redução de recursos materiais e eliminação do desperdício que iniciam na empresa, mas podem ser aplicadas também em casa. Impacto maior desta ação foi na atitude dos colaboradores, pois, hoje, todos estão conscientes sobre a importância da sustentabilidade e, inclusive, pedem dicas sustentáveis nos destinos para os fornecedores que vêm dar treinamento na empresa. - EDUCAÇÃO SUSTENTÁVEL NO TURISMO A palestra que foi proferida sobre Sustentabilidade mostrou o porquê ser sustentável vale a pena e como podemos aplicá-la na empresa, em nossas casas e em ações cotidianas. A vice-presidente também explicou os pilares da Sustentabilidade, conceito e importância, o que a Agaxtur já desenvolveu, os 3 R s e mostrou que ações simples como treinamentos e preocupar-se com o bem-estar do próximo também são ações sustentáveis. A palestra atingiu colaboradores da matriz e todas as filiais. Já o blog, ferramenta que demonstra as ações feitas da Olimpíada Sustentável e contém diversas matérias sobre sustentabilidade, é de acesso a qualquer pessoa que tenha internet e, com sua divulgação, podemos atingir todos os públicos: fornecedores, agentes de viagens, clientes, familiares dos colaboradores, etc. O conteúdo das apresentações e vídeos mostrados na Convenção foram disponibilizados em nosso blog, onde qualquer pessoa pode acessar e obter mais informações. A Olimpíada Sustentável também proporcionou mais conhecimento aos colaboradores e todos os envolvidos nas ações, pois permitiu compartilhar conhecimento e pôr na prática tudo que aprenderam. - INOVAÇÃO Um evento que reúna todos os colaboradores pode não parecer inovador, porém se utilizamos este evento de forma criativa, desenvolvedora, atual, objetiva, e envolvendo os colaboradores em novos projetos, com certeza, é uma prática de grandes e atualizadas empresas. Afinal, valorizar o capital humano e reter talentos são os grandes desafios de qualquer organização. E como atividade da convenção, lançamos nossa Olimpíada Sustentável, que acreditamos não haver ação como esta no mercado do turismo. Estamos oferecendo uma oportunidade inovadora e fácil para que nossos colaboradores e familiares, fornecedores, clientes e agentes de viagem se envolvam em ações sustentáveis que nossos próprios colaboradores estão desenvolvendo e obtenham fácil acesso às informações sobre sustentabilidade, ações sustentáveis, vídeos, dicas, etc., em nosso blog. As atividades são divulgadas online, o acesso às informações é fácil e a tecnologia utilizada é a internet (para postar as ações no blog e divulgarmos orientações via marketing). - PARCERIAS Nas convenções anteriores, buscamos patrocínios e apoiadores para o evento. Porém, este ano, contamos apenas com os prestadores de serviços que já são parceiros da Agaxtur. No entanto, para a atividade da convenção, os grupos fizeram parcerias com escolas, empresas privadas, hospitais e instituições sociais de acordo com o objetivo de sua ação. CONSIDERAÇÕES FINAIS A Convenção Agaxtur é um evento realizado há mais de 10 anos, que começou com poucos colaboradores e, hoje, envolve cerca de 200 funcionários. Desde o início foi um evento focado no desenvolvimento do colaborador, promovendo conhecimento, desenvolvimento e integração entre eles. Por meio deste evento, podemos desenvolver diversas atividades, receber sugestões, apresentar metas e estratégias da organização, ou seja, adotar qualquer tema. Apesar de o projeto parecer complexo, a execução é simples, basta ter organização, criatividade e foco no resultado a ser atingido. Além disso, desenvolver atividades em que os colaboradores participem, promove maior concentração do colaborador e envolvimento do mesmo em fazer o projeto acontecer. Com isso o comprometimento da empresa está em oferecer apoio e orientações aos colaboradores. Embora a convenção seja um evento anual, a deste ano pertenceu ao Programa de Sustentabilidade da Agaxtur, tendo a Olimpíada Sustentável como continuidade, já que o prazo de execução foi de Setembro até Novembro/2013 e possuem ações que permanecerão ativas, como grupos de caminhada, a criação de uma biblioteca e área de descanso para os colaboradores, projetos de economia de papéis, de impressões, etc. Nas avaliações de satisfação do evento, obtivemos o resultado de 90,25% de aprovação, comprovando o envolvimento de todos. Além disso, nossa presidência está ativamente envolvida com o projeto e com o comitê de sustentabilidade dando apoio e orientação nas ações. A convenção agregou mais projetos sustentáveis para a Agaxtur que já possui em sua cultura, valores e estratégias o comprometimento em ser uma marca sólida e que gere negócios rentáveis e sustentáveis. Como já informado anteriormente, a Convenção é um evento fixo que possui cronograma e orçamento estipulado e aprovado anualmente, sendo uma programação contínua no calendário de eventos da empresa. Já os recursos financeiros utilizados nas ações de sustentabilidade da convenção foram arrecadados de forma sustentável, por meio de doações e recolhimento e venda de material reciclável, o que nos permite dar continuidade à Olimpíada Sustentável. 1 o lugar associadas braztoa 28 29

16 2ºlugar associadas braztoa cvc Título da iniciativa CONSCIENTIZAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE: COMEÇANDO PELO COMEÇO EMPRESA CVC OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A. APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA Com a troca da Presidência em 2013, a Gestão de Comunicação Corporativa sugeriu a manutenção da meta de sustentabilidade. No entanto a diretriz foi implantar ações sem custo adicional à CVC. A meta foi inserida e atrelada à remuneração de Participação de Lucros e Resultados (PLR) da área. A partir daí, o Plano de Ações definido em 2012 foi retomado e apresentado pelo Gestor de Comunicação aos Gestores de Compras, RH e MKT, e adaptado de acordo com ações possíveis de serem implantadas conforme metas já previamente definidas O objetivo de ampliar a percepção de funcionários, fornecedores e clientes sobre a atuação da CVC na área de RSC (Responsabilidade Social Corporativa) já que, como líder do setor, quer ser reconhecida pela Qualidade de seus Serviços (meta 2013 da companhia) já foram implantadas 4 práticas: 1) Redefinição de Fornecedores Gráficos para Impressão de Folhetos em Grande Quantidade (acima de 35 mil impressões). Foi criado processo de concorrência entre gráficas, concluído pela área de Compras no 1 o sem/13, que incluiu pela 1ª vez o quesito classificatório de Certificação Sustentável e aprovou as gráficas Abril, Posigraf e Plural. Os principais resultados foram as impressões que agora têm processos sustentáveis e geraram à CVC redução de custo de 45% em relação ao processo anterior, devido à negociação em grande volume. O quesito Certificação Sustentável foi ainda incluído para Gráficas de Pequenos Volumes (até 35 mil) e na Minuta-Padrão de Compras para Fornecedores Não Operacionais. 2) Gestão de Impressão: para evitar desperdício e criar indicador, foi implementado um controle. Os funcionários da Matriz agora inserem senha para liberar impressão, o que já reduziu 26,28% o volume de impressões: de mil folhas em Ago/13 para em Set/13. As metas iniciais de 1) e 2) eram reduzir 15%. 3) Coleta Seletiva: foram feitas parcerias com cooperativas e agora são recolhidos, sem custo, com descarte correto e geração de renda a comunidades: Sucatas de TI (281 kg de sucata doados desde abril), Descontaminação de Lâmpadas Fluorescentes (930 lâmpadas) e Reciclagem de Papéis, Papelão e Jornais (2.100 kg doados, o que gerou R$ 525 em renda). 4) Campanhas Sociais: Comunicação criou e comanda Comitê de Voluntários das áreas de Compras, RH e MKT, para criar ações com engajamento de parceiros e funcionários, como Campanha do Agasalho, que em 15 dias arrecadou 400 peças, com participação ainda de agentes de viagens de SP e ABC. CONTEXTO DA INICIATIVA Após a troca da Presidência em Mar/13, foi necessário sensibilizar a Presidência para manter a Sustentabilidade como Meta da Comunicação Corporativa, que passou a criar ações de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) em A Meta de Sustentabilidade foi mantida e atrelada à remuneração PLR do gestor e equipe, e consiste em Dar continuidade à participação da CVC no Programa Braztoa de Sustentabilidade, com a métrica de implantar 3 práticas sustentáveis até Dez/2013, sem custo para a CVC. As práticas descritas envolvem o universo de Funcionários da CVC (100% da equipe de funcionários, localizados na Matriz e em 34 lojas próprias, na região do ABC Paulista e cidade de SP), as principais Bases de Atendimento CVC aos Agentes Multimarcas no Brasil (Por meio das filiais 900 e 1.400, que, juntas, atendem agências de viagens multimarcas credenciadas à CVC no ABC e cidade de SP, principal mercado da CVC), Cooperativas do Entorno, com 5 parcerias, sendo: DQR Aparas, Ativa Reciclagem, Sucata Net, ONG Apoio e Instituição Dr. Klaide. As duas últimas são ligadas à Prefeitura Municipal de Santo André (onde se localiza a CVC) e universo de mais de 200 Fornecedores Não Operacionais da companhia. Algumas ações, tal como a participação da CVC no Programa Braztoa de Sustentabilidade, foram ainda comunicadas para Formadores de Opinião e Clientes, por meio de ações de assessoria de imprensa em mídias pontuais (Programa Brasil Melhor, na Rádio Alpha FM, apresentado por Sergio Waib, e revista Go Where), que tiveram o Presidente do Conselho e Fundador da CVC, Guilherme Paulus, como entrevistado, sendo este o principal incentivador e mentor da companhia para o tema. DESCRIÇÃO DA AÇÃO A experiência obtida nas oficinas do Programa Braztoa de Sustentabilidade em 2012 e 2013 foi utilizada pela Gerência de Comunicação Corporativa para elaborar um Plano de Ações inicial em Responsabilidade Social Corporativa. A meta foi inserida e atrelada à remuneração de PLR da área. A partir daí, o Plano de Ações definido em 2012 foi retomado e apresentado pelo Gestor de Comunicação aos Gestores de Compras, RH e MKT, e adaptado de acordo com ações possíveis de serem implantadas de acordo com metas já previamente definidas para esses departamentos, tais como a redução média inicial de 15% no consumo de papel e impressos promocionais. O Plano de Ações 2013 traz quais são os requisitos BRAZTOA trabalhados e a divi- são de tarefas entre áreas. As ações de 1) adotar fornecedores gráficos certificados e 2) implantar gestão de impressão, sugeridas pelo Gestor de Comunicação Corporativa ao Gestor de Compras, e veio ao encontro do que já estava sendo planejado por Compras, através de demanda da Vice-Presidência Financeira para a redução de despesas operacionais, executadas por Compras, que planejou os recursos tecnológicos com TI e Finanças. Já a Coleta Seletiva CVC teve início com a indicação da cooperativa DQR Aparas, após pesquisa feita por Comunicação, que recebeu indicação do Diário do Grande ABC, que já fazia reciclagem com tal cooperativa. Contatada, a DQR sinalizou interesse na parceria, intermediada e executada por Compras. Os resultados são monitorados semanalmente e têm emissão de certificados a cada retirada de material pelas cooperativas. Já as Campanhas Sociais são alinhadas com o Presidente (pela Comunicação, como a ação AlfaSol e sua extensão à BRAZTOA) ou com a VP Financeira, cujas áreas de Compras e RH se reportam. As práticas não têm custo ou são mínimos, para confecção de banners, e/ou são feitas pelas equipes já existentes. Embora não exista histórico para comparar, sendo ações novas, os resultados superaram as expectativas iniciais. A redução nos custos de materiais gráficos e consumo de papel/impressões proporcionou redução financeira de 45% e 26,28%, respectivamente, sendo que a meta inicial era reduzir, em média, 15%. Na Comunicação Interna, as novas práticas foram comunicadas aos funcionários em suas fases de 1) lançamento, 2) implantação e 3) resultados, com o disparo de s marketing e, em alguns casos, como o das Campanhas Sociais e Coleta Seletiva, com exposição de banners e cartazes informativos nas áreas de grande fluxo de funcionários na Matriz, com matérias na Intranet CVC e na mídia interna Em Cartaz, publicada nos 42 toiletes da Matriz. Adicionalmente, no que se refere à inclusão do quesito de Sustentabilidade para contratação de Fornecedores Não Operacionais, a área de Compras fez comunicação dirigida aos fornecedores sobre inclusão da cláusula de Sustentabilidade na Minuta-Padrão que é utilizada para contratação de serviços não operacionais. Algumas ações também foram comunicadas para Clientes e Formadores de Opinião, por meio de estratégia de assessoria de imprensa em mídias pontuais (Programa Brasil Melhor, na Rádio Alpha FM, apresentado por Sergio Waib, e revista Go Where), que tiveram o Presidente do Conselho e Fundador da CVC, Guilherme Paulus, como entrevistado, também replicadas posteriormente para Funcionários, Franqueados e Agentes de Viagens. 2 o lugar associadas braztoa 30 31

17 cvc RESULTADOS OBTIDOS - IMPACTOS AMBIENTAL, SOCIOCULTURAL E ECONÔMICO Por ano, a CVC costumava imprimir mais de 150 mil exemplares de brochuras de produtos, que eram distribuídos às suas 742 lojas exclusivas e 8 mil agências de viagens credenciadas no Brasil. Esses materiais eram criados e impressos sem critérios, sendo que de 2010 para 2013 a quantidade de títulos foi reduzida de 40 para 20 títulos, agora dedicados apenas aos produtos carros-chefes, sendo que os demais produtos passaram a ter folhetos simples, com poucas páginas. Além da redução no consumo de papéis e impressões, o que favorece a natureza, a CVC conseguiu uma redução financeira de 45% nos custos de impressão, e passou a contribuir direta e indiretamente com os seus novos fornecedores gráficos, que têm processos sustentáveis e colaboram com o reflorestamento. Ao inserir a sustentabilidade como quesito classificatório para a contratação de Fornecedores Gráficos e na Minuta-Padrão para Fornecedores Não Operacionais, ao incentivar o voluntariado entre funcionários e agentes de viagens em ações sociais, a CVC começa a construir a sua cultura de sustentabilidade, dentro de um processo que poderá ser estendido gradativamente aos Franqueados e Fornecedores Operacionais de turismo. Ao contratar Fornecedores Não Operacionais com serviços que favorecem a sustentabilidade, a CVC também incentiva e diferencia as empresas que estão mais avançadas neste quesito, e influencia outros fornecedores a buscarem suas certificações. A Sustentabilidade foi inserida pela área de Compras como uma das formas de oferecer ganhos de caixa e redução de custos operacionais à CVC. Além de introduzir processos mais sustentáveis, as práticas implantadas comprovam à Área Financeira economia superior a 20% (consumo de impressões), chegando até 45% de redução (folhetos), o que também elimina o estereótipo de que os processos sustentáveis são mais custosos que os tradicionais. Como líder de mercado que sempre procurou ditar tendências em 41 anos de atuação, a CVC abre caminho de oportunidades futuras no desenvolvimento deste tema, ao começar de forma pontual, mas já envolvendo os mais de 200 Fornecedores Não Operacionais, ao comprovar internamente, em redução de despesas, que é um caminho possível, mais sustentável, racional e econômico. - EDUCAÇÃO SUSTENTÁVEL NO TURISMO As práticas implantadas são sustentáveis em sua essência. A inclusão da sustentabilidade para contratação de fornecedores não operacionais pode servir de experiência para extensão a fornecedores operacionais. Outra Campanha Social exemplifica o esforço da CVC na educação para o desenvolvimento sustentável do setor, com o Curso de Iniciação Profissional em Turismo para Jovens Carentes de São Paulo, da AlfaSol Alfabetização Solidária, reconhecida pela UNESCO. Com recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, a CVC patrocina a realização deste curso para 200 jovens, durante 2 o sem/13 e, para que o campo de trabalho se abra a esses jovens e a educação para o desenvolvimento sustentável seja perceptível ao setor, já que mão de obra em turismo é uma das dificuldades de hoje, a CVC convidou a BRAZTOA, que aceitou a apoiar a iniciativa e a estender, às operadoras associadas, a possibilidade de participarem da ação sem qualquer custo, em programas de extensão ou contratação dos jovens, pós-conclusão do curso em A CVC ainda dará acesso gratuito à Universidade Corporativa CVC, e os que concluírem o treinamento estarão aptos a participar de processo seletivo na CVC. - INOVAÇÃO Para a implantação da Gestão de Impressão, foram 3 meses de desenvolvimento. A equipe de TI instalou o software Paper Cut e a equipe de Compras precisou trocar as 33 impressoras existentes, pelos modelos LaserJet 4345 e M475, que permite a inserção de senhas na própria impressora. Devido às ilhas de impressão serem distantes dos funcionários, existia grande desperdício de impressões esquecidas no decorrer do dia. Dessa forma, o funcionário precisa se locomover até a impressora, garantindo que retire os seus trabalhos. Se em até 4 horas não houver a digitação da senha, os trabalhos arquivados em histórico no painel da impressora são eliminados. Já no que se refere à implantação da Coleta Seletiva CVC, o projeto levou cerca de 3 meses para ser estruturado e implantado, com a instalação de gaiolas, nos depósitos CVC, para armazenagem dos materiais a serem retirados pela cooperativa. A equipe de limpeza, formada por 12 funcionários, recebeu treinamento prático para fazer o recolhimento e a separação dos resíduos de forma adequada. Antes da Coleta, sulfites eram descartadas com o lixo comum, em 140 sacos de 100 litros diariamente, sendo que, com a coleta, o lixo comum reduziu para 100 sacos diários. - PARCERIAS A CVC fechou parceria em 2013 com 6 cooperativas para sua coleta seletiva, que ficam no ABC (na cidade de Santo André, onde fica a Matriz CVC) e proximidades: DQR Aparas (de SP, na divisa com Santo André, dedicada ao recolhimento e reciclagem de papéis, papelão, jornais e revistas), ONG Apoio (beneficiária da campanha de agasalho para assistência a moradores de rua, e ligada à Prefeitura de Santo André), Instituição Dr. Klaide (apadrinhada pela CVC há 10 anos, que atende 550 famílias da região e tem projetos educacionais para crianças, jovens e idosos em vulnerabilidade social, sendo conveniada à Prefeitura de Santo André), a Ativa (de SP, na retirada e descontaminação de lâmpadas fluorescentes, descartadas no escritório), a Sucata Net (de Osasco, que retira sucatas eletrônicas e baterias de notebook) e a Eco-Cel (reciclagem de celulares e pilhas). Outra parceria é com a Alfasol Alfabetização Solidária, reconhecida pela UNESCO, a qual a CVC estendeu à BRAZTOA, por meio de um convênio em que as operadoras associadas poderão participar do Curso de Iniciação Profissional em Turismo, sem custo, na aprendizagem ou contratação de 200 jovens carentes, estudantes do curso. CONSIDERAÇÕES FINAIS As práticas são permanentes e estão alinhadas com as Metas de Comunicação Corporativa (manter o tema sustentabilidade em prática), de Compras (reduzir gastos) e da Companhia (ampliar a percepção da Qualidade de seus Serviços). As metas estão atreladas ao PLR Participação de Lucros e Resultados, dos gestores e equipes. A Gerência de Comunicação Corporativa tem reporte à Presidência Executiva e o apoio da Presidência do Conselho de Administração (fundador da empresa) no incentivo às ações que propiciem semear o aculturamento sobre a importância da sustentabilidade. Já a Gerência de Compras tem reporte à Vice-Presidência Administrativa e Financeira. As práticas descritas também seguem as diretrizes da Política de Responsabilidade Social Corporativa, em fase de validação pela área de Controles Internos, e cujas diretrizes sugerem a realização e apoio de iniciativas que preservem bens naturais, valorizem a cultura e as tradições locais de destinos turísticos e incentivem o turismo como atividade de lazer ambientalmente responsável, socialmente justa e economicamente viável. As iniciativas podem ser facilmente adotadas por outras organizações e abranger outros públicos, dentro ou fora da CVC. Na CVC, a Gestão de Impressão pode ser ampliada à emissão dos vouchers que são entregues aos seus 3 milhões de passageiros embarcados por ano (dependendo do pacote adquirido, um único voucher pode ter 5 páginas), o que proporcionaria redução de custo também às lojas franqueadas CVC. Já na Coleta Seletiva CVC, as lonas e banners não mais utilizados nas vitrines das lojas, e que são trocados quase que semanalmente por conta da dinâmica do varejo e lançamento de novas promoções, poderiam ser reciclados e virarem bolsas customizadas aos clientes, por exemplo, ou doados para geração de renda a comunidades ou substituídos por vitrines eletrônicas. Pelo fato de as iniciativas serem sustentáveis em sua essência, ou seja, não representam custos extras, mas propõem a própria redução de custos, já é o maior incentivo para a continuidade de suas práticas. Apenas a ação da AlfaSol Alfabetização Solidária, que teve investimento de R$ 100 mil por meio da Lei de Incentivo FUMCAD Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, (ou seja, o que seria pago em impostos foi revertido para este projeto social), já tem a verba de 2014 da CVC garantida para a continuidade do curso em turismo para jovens carentes de SP, cujo aporte financeiro já foi aprovado pela Presidência e acontecerá até Dezembro de 2013, podendo ser mais uma vez estendida às demais operadoras associadas à BRAZTOA, em prol do setor e do acesso social à carreira em turismo. 2 o lugar associadas braztoa 32 33

18 3ºlugar associadas braztoa new age Título da iniciativa Projetos: Tarifário online personalizado e Distribuição sustentável de material impresso EMPRESA New Age Tour Operator APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA Dentre as várias iniciativas implementadas e monitoradas pelo Programa, destacaremos dois projetos: 1 - Tarifário online personalizado; e 2 - Distribuição sustentável de material impresso, ambos parte integrante do Programa Expresso para o futuro e alinhados com os seus objetivos. Em 2008, a New Age Tour Operator, atenta às possibilidades do mundo online, iniciou o Projeto Tarifário Online Personalizado, consolidado e lançado no mercado em Com o objetivo de atualização de conteúdo com rapidez e segurança, compartilhamento de informações e diminuição no volume de tarifários distribuídos semestralmente pela New Age, o Projeto Tarifário Online disponibiliza para as agências, dentro do site de cada uma, conteúdo atualizado, com todos os produtos New Age, personalizado com o logotipo de cada agência. A primeira parte do projeto contemplou uma reformulação no site da New Age, transformando-o em uma vitrine dinâmica e atualizada de produtos, para consultas detalhadas e completas. Numa segunda fase, a New Age disponibilizou para todas as agências o conteúdo do seu site, por meio de um link gratuito e personalizado. A modernização no site da New Age atualiza automaticamente o conteúdo de todas as agências. Depois disso, vieram outras inovações, como o Reservaqui, que permite montagem de roteiro personalizado e reservas online, constituindo-se num sistema completo, com todos os serviços integrados numa só ferramenta. Em 2012, teve início o Projeto de distribuição sustentável de material impresso. A New Age identificou ao longo de sua participação em feiras de turismo que havia um grande desperdício de material impresso, especialmente dos tarifários de circuitos europeus, distribuídos pelas operadoras. Realizou duas pesquisas: a primeira em 2012 e a segunda em 2013 (em andamento), com agências e agentes de viagem, para mapear os hábitos e atitudes dos agentes com relação à utilização de material impresso x consultas online, bem como avaliar o potencial de mudança de atitudes com base em valores ligados à sustentabilidade, visando com isso ações educativas para a diminuição de tarifários impressos. CONTEXTO DA INICIATIVA Em 2011, a New Age lançou o Programa Expresso para o futuro que refletia os anseios da diretoria em contribuir para um mundo melhor, mais justo, mais sustentável. O programa tem por objetivo principal abrigar, organizar e monitorar projetos que promovam ações sustentáveis. Dentre as várias iniciativas implementadas e monitoradas pelo programa, destacaremos os projetos Tarifário Online Personalizado e Distribuição Sustentável de Material Impresso, ambos parte integrante do Expresso para o futuro e alinhados em seus objetivos. A New Age foi a primeira empresa no mercado de turismo a desenvolver um sistema com as funcionalidades do Tarifário Online. No Tarifário Online: atualmente agências possuem e utilizam o conteúdo New Age nas suas operações. Essas agências têm disponíveis mais de 300 programas atualizados em tempo real com as melhores ofertas da New Age em seus próprios sites. No Projeto Distribuição Sustentável de Material Impresso, na primeira pesquisa, a abrangência foi de 400 agências em todo o Brasil. Na segunda pesquisa, foi mantido um grupo controle de 400 agências e, na próxima etapa, será enviado o questionário da pesquisa para agentes de viagem. Nas feiras, a New Age distribuiu material explicativo/ educativo para mais de agências de viagem. Além disso, clientes (agências), agentes de viagem, fornecedores, colaboradores (executivos de conta envolvidos com a aplicação da pesquisa, comitê de sustentabilidade), foram impactados pelas ações educativas e possíveis mudanças de hábitos com base em ações sustentáveis. DESCRIÇÃO DA AÇÃO A gestão da New Age está cada vez mais comprometida com a sustentabilidade. Este fato permite planejamento e gerenciamento voltados para o crescimento sustentável, apoiados em iniciativas que cada vez mais permeiam e consolidam a sustentabilidade no dia a dia empresarial. Para a realização do Tarifário Online, foi contratada uma empresa de TI para desenvolvimento do software e atualmente o departamento de TI atualiza e monitora a utilização do sistema pelas empresas. O projeto de distribuição sustentável de material impresso foi uma iniciativa planejada a partir da observação dos colaboradores sobre o desperdício dos materiais impressos que ocorre em feiras de turismo. O tema foi levado ao comitê de sustentabilidade e teve o aval da diretoria para as ações que se seguiram. Traçou-se um plano de ação que incluiu pesquisa quali/ quantitativa anual para tomada de decisões. Foram envolvidos alguns colaboradores neste processo. A primeira pesquisa (2012) foi feita com uma base de 400 clientes (agências). Um dos resultados apontou que 67% das agências utilizavam consultas online e 42% das que utilizavam material impresso, estariam dispostas a migrar para consultas online. As ações New Age foram: envio dos resultados da pesquisa aos fornecedores, realinhamento na quantidade de tarifários enviados, revisão das informações online para consulta, distribuição de material explicativo/educativo para os clientes em feiras de turismo. Atualmente, nova pesquisa está em andamento para diminuirmos ainda mais o número de tarifários. Mantivemos uma base-controle de 400 respondentes (agências) do ano anterior e, após essa primeira etapa, ampliaremos para uma base de respondentes (agentes de viagem). Os resultados da pesquisa atual ajudarão na tomada de decisões das próximas ações. Até o momento, o resultado parcial aponta que 80% das agências fazem consultas online, sendo que 29% trabalham desta forma por investirem em valores de sustentabilidade; 31% das que trabalham com tarifários estão dispostas a migrar para a consulta online. Os resultados de ambas iniciativas têm superado as expectativas, no que tange ao número de agências que solicitou e utilizou o tarifário online, bem como número de agências que está migrando para as consultas online. Desde o início do Projeto Tarifário Online, foram feitos mais de 100 treinamentos, atingindo por volta de agentes de viagem. Além disso, o projeto foi disponibilizado para o mercado por meio de entrevistas, em veículos do trade, como o Panrotas, além de vídeo na internet: 3 o lugar associadas braztoa 34 35

19 new age No Projeto de distribuição sustentável de material impresso, durante o Encontro Comercial Braztoa/WTM, foram distribuídos folhetos explicativos (em papel reciclado) aos clientes, sobre a importância de minimizar o desperdício e o impacto gerados pela grande quantidade de tarifários distribuídos nas feiras. Internamente foi feito um treinamento para os colaboradores diretamente envolvidos no processo da pesquisa (gestores e executivos de conta). Foi enviado, junto com a pesquisa, material explicativo para todos os respondentes. Os resultados do projeto são divulgados via intranet, bem como no site, por meio do documento Relatório de Sustentabilidade feito em edições anuais. Os resultados do projeto completo serão publicados no relatório anual de RESULTADOS OBTIDOS - IMPACTOS AMBIENTAL, SOCIOCULTURAL E ECONÔMICO Estes projetos envolvem a participação direta de alguns stakeholders (clientes = agências, fornecedores de circuitos europeus) com impactos em diversos campos: Na dimensão ambiental, destacamos: - Redução de 100% na impressão de tarifários New Age ( cadernos/ano com aproximadamente 40 páginas cada um, totalizando páginas); - Diminuição de 30% do volume de tarifários enviados pelos fornecedores e distribuídos às agências pela New Age, o que representa tarifários/ ano, num total de páginas (150 páginas por tarifário); - Diminuição da emissão de CO 2, evitando o deslocamento dos profissionais da empresa para o local de armazenamento dos tarifários; diminuição no envio de material por transportadora. Na dimensão sociocultural, podemos citar: - Promoção de um espaço de diálogo sobre questões sustentáveis, aproximação no relacionamento da empresa com os seus fornecedores e clientes; - Maior autonomia para o agente de viagens para consultas e vendas; - Melhora da qualidade do relacionamento entre o agente de viagens e o cliente: maior agilidade no atendimento, produtividade e confiabilidade nas informações (online), satisfação do cliente; - Empatia dos clientes e fornecedores; - Fortalecimento da cadeia produtiva com bons resultados para todos. Por fim, na dimensão econômica: - Economia de 90% na criação, edição e impressão de tarifários New Age; - Economia de 30% no custo da logística para distribuição dos tarifários de fornecedores de circuitos europeus aos clientes: armazenagem, transporte, envio por correio e/ou transportadora; - Aumento do número de vendas em 28% desde o lançamento do sistema. Esperamos, com essas ações, inspirar, motivar e transformar aos poucos os hábitos e atitudes de clientes e fornecedores, modificando a dinâmica do setor no que tange à forma de trabalho, à distribuição de conteúdo turístico e à apresentação de programas e destinos turísticos, tanto para as agências como para os clientes finais. - EDUCAÇÃO SUSTENTÁVEL NO TURISMO O sucesso dos projetos em questão envolve mudanças culturais e de valores, que impactam tanto na forma de olhar as questões técnicas do dia a dia como nas questões conceituais. Por isso, é preciso investir em comunicação e treinamento. A divulgação do tarifário online foi feita em palestras, releases, divulgação em feiras e treinamento para as agências. Para os fornecedores de circuitos europeus, foi feita uma ação educativa onde, além de apresentarmos os resultados da pesquisa, procurou-se mostrar que o produto deles continuará em evidência na empresa mesmo sem a distribuição massiva do material impresso. Nas feiras de turismo, foi distribuído material explicativo/educativo para mais de agências. Para promover a participação consciente de todos e também respeitar as diferentes demandas, os tarifários continuaram a ser distribuídos para os que preferiram continuar trabalhando com eles; internamente foi feito um treinamento para os colaboradores diretamente envolvidos no processo; foi enviado material explicativo, junto com a pesquisa, para todos os respondentes. - INOVAÇÃO A possibilidade das agências poderem operar com conteúdo atualizado por meio de um link gratuito e personalizado, além de enviarem todos os roteiros do site para seus clientes em poucos cliques e de forma personalizada, com o logotipo da agência, marcou uma era de mudanças na relação com o cliente final, que passou a usufruir de um atendimento muito mais ágil e completo. Além disso, a New Age foi a primeira empresa que procurou envolver os fornecedores de circuitos europeus na diminuição de circulação de material impresso. Estes fornecedores têm na distribuição de material impresso uma importante forma de vender os seus produtos. A New Age está quebrando paradigmas. O engajamento dos stakeholders tem sido fundamental para que todos possam sair ganhando: as empresas, os clientes e o meio ambiente. - PARCERIAS A visão da New Age é que cada elo desta cadeia é muito importante para o resultado final. Se cada empresa fizer a sua parte, a soma das partes representará muito mais que a somatória individual dos parceiros. Todas as empresas, independentemente do tamanho, podem disseminar conhecimentos e boas práticas. Desta forma, procuramos engajar os stakeholders neste processo. Apesar de sabermos que quanto mais empresas aderirem, mais efetiva será a iniciativa, não temos formalizados parcerias ou convênios. Trata-se de um processo que envolve mudança de cultura e visão das empresas na reinvenção da forma de operar, tendo como guia a sustentabilidade. Sabemos que a mudança de cultura se dá a partir de uma construção de valores; buscamos mobilizar os parceiros do trade com pequenas ações, como pesquisas, folders informativos, e não necessariamente com a efetivação de convênios. CONSIDERAÇÕES FINAIS O Programa Expresso para o futuro engloba várias ações, algumas pontuais e outras contínuas, dentro de uma visão sustentável, alinhada aos Valores e Missão da empresa: Ser agente facilitador na criação, planejamento e organização de viagens pelo mundo, concretizando sonhos e atendendo às expectativas dos clientes, com eficiência e qualidade. O projeto ajudou a empresa a alcançar eficiência e qualidade. Entendemos que a visão de sustentabilidade deve ser contínua: começa com um processo de educação e mudança das pessoas para ser transformada em ações. Começamos com ações internas e, hoje, queremos inspirar práticas sustentáveis na cadeia produtiva. O ano de 2013 tem marcado a nossa aproximação com o trade no sentido de promover e envolver parceiros em práticas sustentáveis. Todas as ações bem como o seu planejamento passam pelo comitê de sustentabilidade e precisam da aprovação da diretoria para a sua realização. Uma das diretoras da empresa participa do comitê. Os dois projetos em questão fazem parte de um programa contínuo e foram incorporados pelo Programa Expresso para o Futuro. A visão da New Age é que todas as empresas podem se constituir em agentes propagadores de conhecimento e boas práticas. A mudança é possível se cada um se conscientizar que é parte de um todo e deve cumprir com a sua parte neste processo. O projeto de distribuição sustentável de material ajudou a identificar fornecedores que já adotam práticas inovadoras de sustentabilidade em seus negócios e também promoveu a aproximação entre a New Age, seus clientes e fornecedores. Uma iniciativa como esta pode ser replicada. Alocando tempo de profissionais da própria empresa, é possível estreitar o relacionamento com fornecedores e clientes. Esta ação tem também um grande impacto econômico para as agências, pois aprendem a fazer o uso mais sustentável de material impresso, e, por consequência, também acabam imprimindo menos material em suas empresas. Sobre o Tarifário Online, este projeto exige investimento contínuo em tecnologia e isso é possível dependendo do momento de cada empresa. A New Age considera este investimento prioritário face à atual demanda. O Projeto de Distribuição Sustentável de Material Impresso é uma iniciativa de baixo investimento financeiro, portanto, viável em sua continuidade. Está alinhada com a política de sustentabilidade da empresa e pretende abranger não somente tarifários, mas também todo o tipo de materiais impressos utilizados. A abrangência da pesquisa foi ampliada do ano passado para este ano. O Tarifário Online também terá continuidade uma vez que o sistema já está pronto e o maior desafio neste momento é continuar com a sua divulgação e implantação nas agências interessadas. 3 o lugar associadas braztoa 36 37

20 agências de viagem 1 o lugar andarilho da luz 2 o lugar rota da iguana 3 o lugar livre mundi 1ºlugar agência de viagem andarilho da luz Título da iniciativa Turismo de Base Comunitária em Capivari Minas Gerais EMPRESA Andarilho da Luz Expedições Ecológicas Terapêuticas Ltda. APRESENTAÇÃO DA INICIATIVA No alto dos campos rupestres da Serra do Espinhaço, o vilarejo Capivari desponta ao Pico do Itambé. Com 2.002m de altitude, o marco referencial do sertão mineiro irrompe pradarias recortadas por trilhas abertas para a prática do ecoturismo na região. A construção modesta, isolada do casario que remonta ao séc. XVIII, é a porta de entrada de Capivari, povoado que pertence ao distrito de São Gonçalo do Rio das Pedras, município do Serro. No arraial, 2 ruas cruzam-se entre travessas ajardinadas e é pioneiro no desenvolvimento do Turismo de Base Comunitária (TBC) em MG. Em 1999, sentimos a necessidade de realizar um trabalho de base comunitária, planejando ações direcionadas à melhoria da qualidade de vida dos moradores e implantando, ao mesmo tempo, uma atividade turística sustentável e condizente com a realidade local. Ao mobilizar um vilarejo para receber turistas, trabalhamos diretamente com as famílias que são as principais fornecedoras de produtos e serviços do local. Incentivamos a produção associada ao turismo, como forma de incrementar os rendimentos e valorizar mais os produtos locais: queijos, doces, ovos, cachaça, mel, artesanatos e outros. Para que o trabalho começasse, foi necessária a intervenção junto às famílias da comunidade de Capivari, promovendo a capacitação e profissionalização das mesmas e a valorização dos produtos, bens e serviços, bem como a conservação dos recursos naturais da região. Neste processo, foram capacitados os primeiros empreendedores para o receptivo turístico e preparados para transformar as potencialidades turísticas das regiões em produtos comercializáveis, primando sempre pelo empreendedorismo consciente e sustentável. Entendemos que, para funcionar, precisaríamos da divulgação e realização de vários pacotes ecoturísticos que acontecem desde Os resultados imediatos foram: geração de novas oportunidades de trabalho e renda, disseminação da cultura empreendedora; aumento da autoestima da população local; conscientização da necessidade e da importância da preservação do meio ambiente; apropriação das ideias e do sentido do turismo sustentável pela comunidade; resgate e valorização das manifestações populares e culturais; aumento da mobilização comunitária para discutir e agir em prol dos interesses em comum; maior representatividade diante dos órgãos municipais do governo; noção e exemplos de ações geradoras do turismo predatório. 1 o lugar agências de viagem 38 39

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

VIAJAR PODE FAZER MAIS. POR VOCÊ. PELOS LUGARES. GUIA DE USO PARA EMPREENDEDORES DO TURISMO SUSTENTÁVEL

VIAJAR PODE FAZER MAIS. POR VOCÊ. PELOS LUGARES. GUIA DE USO PARA EMPREENDEDORES DO TURISMO SUSTENTÁVEL VIAJAR PODE FAZER MAIS. POR VOCÊ. PELOS LUGARES. GUIA DE USO PARA EMPREENDEDORES DO TURISMO SUSTENTÁVEL Bem-vindo! Preparamos este guia rápido para você, empreendedor local, que tem uma bela ideia para

Leia mais

Guia de Uso para Empreendedores do Turismo Sustentável

Guia de Uso para Empreendedores do Turismo Sustentável Guia de Uso para Empreendedores do Turismo Sustentável 1 garupa.org.br facebook.com/garupeiros Bem-vindo! Preparamos este guia rápido para você, empreendedor local, que tem uma bela ideia para concretizar

Leia mais

Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor

Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor para as pessoas Promover o autodesenvolvimento viverem melhor é a missão do Instituto Walmart www.iwm.org.br O Instituto Walmart é uma organização

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM Imagens para explicar que às vezes o turista quer um lugar simples, no meio da natureza para descansar, basta estar limpo, asseado e arejado, nem todos querem luxo, existe vários perfis de clientes.(grifo

Leia mais

DO PROGRAMA. www.ecolmeia.org.br

DO PROGRAMA. www.ecolmeia.org.br PROGRAMA DO PROGRAMA O Programa ECO RECICLA é uma iniciativa da OSCIP Ecolmeia em parceria com Cooperativas de Reciclagem, seus cooperados, o Primeiro e o Segundo Setor da Sociedade. Tem como objetivo

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

DO PROGRAMA. Tem como objetivo gerenciar a coleta seletiva e valorizar a atividade do Catador (a) como agente de transformação ambiental.

DO PROGRAMA. Tem como objetivo gerenciar a coleta seletiva e valorizar a atividade do Catador (a) como agente de transformação ambiental. PROGRAMA DO PROGRAMA O Programa ECO RECICLA é uma iniciativa da OSCIP Ecolmeia em parceria com Cooperativas de Reciclagem, seus cooperados e Setores da Sociedade. Tem como objetivo gerenciar a coleta seletiva

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA. Zig Koch

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA. Zig Koch DOCUMENTO DE REFERÊNCIA Zig Koch O Programa E-CONS, Empreendedores da Conservação, é uma iniciativa idealizada pela SPVS - Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental e implementada em

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO MTUR/DEAOT/CGQT Campinas, 20 de março de 2010 ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO POLÍTICAS DE INCENTIVO AO TURISMO NORMATIZAÇÃO DE CAMPINGS COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS REGISTRO

Leia mais

5 º FESTIVAL FICA FESTIVAL DE INVERNO DEINVERNO CANTAREIRA

5 º FESTIVAL FICA FESTIVAL DE INVERNO DEINVERNO CANTAREIRA FESTIVAL FICA DA DEINVERNO CANTAREIRA FESTIVAL DE INVERNO O MAIOR FESTIVAL ECOLÓGICO DO MUNDO! 2013 5ª Edição FICA FESTIVAL REALIZADO NA SERRA CANTAREIRA, PONTO DE GRANDE INTERESSE POLÍTICO E GEOLÓGICO

Leia mais

INICIATIVA PRIVADA AHCF - Associação de Hotéis de Cabo Frio ACIRB - Associação da Rua dos Biquínis AHB - Associação de Hotéis de Búzios

INICIATIVA PRIVADA AHCF - Associação de Hotéis de Cabo Frio ACIRB - Associação da Rua dos Biquínis AHB - Associação de Hotéis de Búzios INICIATIVA INICIATIVA Um projeto da INICIATIVA PRIVADA (Grupo ABC do Sol) que une as cidades de Arraial do Cabo, Armação dos Búzios e Cabo Frio, representado por: AHCF - Associação de Hotéis de Cabo Frio

Leia mais

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades:

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades: Finalidade A conservação da biodiversidade e de demais atributos da Mata Atlântica depende de um conjunto articulado de estratégias, incluindo a criação e a implantação de Unidades de Conservação, Mosaicos

Leia mais

Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global

Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global (texto extraído da publicação IRVING, M.A.; BOTELHO, E.S.; SANCHO, A.; MORAES, E &

Leia mais

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVOS ESPECÍFICOS APRESENTAÇÃO Um evento de dar água na boca. Diferente de tudo, com os cenários raros da Amazônia Atlântica. A terceira edição do Comidinha de Praia, ocorrerá na Praça da Igreja Matriz no Município de Salinópolis/PA,

Leia mais

1. Nome do Projeto de Responsabilidade Social Ponto Solidário Arte Sócio-Cultural

1. Nome do Projeto de Responsabilidade Social Ponto Solidário Arte Sócio-Cultural Nome da empresa: Yázigi Internexus Data de fundação: 1950 Número de funcionários: 100 colaboradores Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede: Av. 9 de Julho, 3166 Jd. Paulista

Leia mais

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO SOBRE A FÉRIAS VIVAS A Associação Férias Vivas é a primeira ONG de âmbito nacional voltada para a segurança no turismo e no lazer. A organização foi criada em 2002 a partir da iniciativa de um grupo de

Leia mais

O EVENTO A Maior Feira para Hotelaria e Gastronomia do interior do RJ

O EVENTO A Maior Feira para Hotelaria e Gastronomia do interior do RJ O EVENTO A Maior Feira para Hotelaria e Gastronomia do interior do RJ De 12 a 14 de Agosto de 2014 das 16h às 22h Local: Geribá Tennis Park em Búzios/RJ Tema: O novo perfil do turista: Tendências e Oportunidades

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO Seus Dados Nome empresa Yázigi Braz Leme (Id On Time Language Center & Ltda) Data de fundação 01/1991 Número de funcionários 38 Localização

Leia mais

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO TÉCNICA DESCENTRALIZADA SUL-SUL RETIFICADO

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO TÉCNICA DESCENTRALIZADA SUL-SUL RETIFICADO PROGRAMA DE COOPERAÇÃO TÉCNICA DESCENTRALIZADA SUL-SUL I. CONTEXTO RETIFICADO Nos anos 90 e início dos 2000, diversas cidades brasileiras e latino-americanas lançaram-se em ações internacionais, prática

Leia mais

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5 2 Para acessar cada item do Sumário, clique nele. Para retornar ao sumário, clique na logo do ecolega em qualquer página. Sumário 1. Visão Geral do EcoLega 3 2. Alinhamento Estratégico 3 3. Orientações

Leia mais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais CARAVANA ESPORTIVA Seleção Pública P de Projetos Esportivos Educacionais Programa Petrobras Esporte & Cidadania Fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro; Democratizar o acesso ao esporte

Leia mais

www.idestur.org.br - info@idestur.org.br

www.idestur.org.br - info@idestur.org.br ROTEIROS PAULISTAS DE TURISMO EQUESTRE O Turismo Eqüestre que tem nos eqüídeos o principal atrativo ou, pelo menos, uma das principais motivações, já é reconhecido em diferentes países como um importante

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

PROGRAMA BENCHMARKING EM TURISMO 2010

PROGRAMA BENCHMARKING EM TURISMO 2010 PROGRAMA BENCHMARKING EM TURISMO 2010 PROGRAMA BENCHMARKING EM TURISMO Iniciativa: SEBRAE, Ministério do Turismo e EMBRATUR Parceira Executora: ABAV PROGRAMA BENCHMARKING EM TURISMO O Programa tem como

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro 1 Em apoio às campanhas Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro A Universidade Federal de Santa Catarina e a Rede

Leia mais

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 2015 Um grupo de pessoas conscientes e engajadas pode mudar o mundo Quem Somos Engenheiro Pós Graduado, foi Consultor Socioambiental

Leia mais

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO 1.1. TÍTULO: Viagens de Estudos e Visitas Técnicas Internacionais

Leia mais

Categoria Franqueador Sênior

Categoria Franqueador Sênior PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Sênior Dados da empresa Razão Social Cebrac - Consultoria e Franquia Ltda. Nome fantasia CEBRAC Data de fundação

Leia mais

O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE

O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE 1 O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE GUILHERME ALVES DE SANTANA, MICHELLY ELAINE DE OLIVEIRA CONCEIÇÃO & EVERTON MEDEIROS BEZERRA Introdução Devido

Leia mais

Câmara Municipal de. Projeto de Lei nº /2008, que institui a Política Municipal de Educação Ambiental

Câmara Municipal de. Projeto de Lei nº /2008, que institui a Política Municipal de Educação Ambiental Câmara Municipal de Projeto de Lei nº /2008, que institui a Política Municipal de Educação Ambiental PROJETO DE LEI Nº /2008 Dispõe sobre a Política Municipal de Educação Ambiental e dá outras providências.

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

Observatório do Turismo

Observatório do Turismo USUS 2012 Observatório do Turismo Cidade de São Paulo Brasil Turismo no Mundo 9,0% Representatividade no PIB Mundial em 2011 US$ 6,3 TRILHÕES Movimentação Financeira em 2011 980 MILHÕES Viagens no Mundo,

Leia mais

12º CONCURSO BANCO REAL UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA

12º CONCURSO BANCO REAL UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA 12º CONCURSO BANCO REAL UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA :: INTRODUÇÃO :: O Grupo Santander Brasil acredita que a educação é a principal ferramenta para construir um mundo sustentável e melhor. Por isso, investe

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 013/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA GESTÃO COMERCIAL E VENDAS Contatos Luiz Augusto Gonçalves

Leia mais

OI NOVOS BRASIS SELECIONADOS 2012

OI NOVOS BRASIS SELECIONADOS 2012 OI NOVOS BRASIS SELECIONADOS 2012 ACRE Organização: Associação SOS Amazônia Projeto: Extrativismo e Cultivo de fibras para gerar renda e conservar o meio ambiente Objetivo: Capacitar as famílias das comunidades

Leia mais

Proporcionar aos idosos, aposentados e pensionistas oportunidade de viajar e de usufruir os benefícios

Proporcionar aos idosos, aposentados e pensionistas oportunidade de viajar e de usufruir os benefícios Objetivos do Projeto Geral Proporcionar aos idosos, aposentados e pensionistas oportunidade de viajar e de usufruir os benefícios da atividade turística, como forma de fortalecimento do setor de turismo

Leia mais

ONDAS. Projeto Ondas que te quero mar Educação Ambiental para comunidades ambientais

ONDAS. Projeto Ondas que te quero mar Educação Ambiental para comunidades ambientais ONDAS Projeto Ondas que te quero mar Educação Ambiental para comunidades ambientais O primeiro Projeto do NEMA foi o Mentalidade Marítima (1987), atual Projeto Ondas que te quero mar: educação ambiental

Leia mais

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 1ª FEIRA DO SUL DO BRASIL COM SOLUÇÕES COMPLETAS DE GESTÃO, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA A SUA EMPRESA Na EXPEN 2014, você encontrará tecnologia,

Leia mais

Pesquisa de Gestão e Capacitação Organizacional no 3º Setor principais conclusões. novembro 2012. apoio

Pesquisa de Gestão e Capacitação Organizacional no 3º Setor principais conclusões. novembro 2012. apoio Pesquisa de Gestão e Capacitação Organizacional no 3º Setor principais conclusões novembro 2012 apoio 2 do CEO Carta do CEO A pesquisa levanta questões interessantes relativas à sustentabilidade e à boa

Leia mais

Anexo II. Formulário do Programa de Apoio a Projetos - 2012/2

Anexo II. Formulário do Programa de Apoio a Projetos - 2012/2 Anexo II Formulário do Programa de Apoio a Projetos - 2012/2 DADOS DA ORGANIZAÇÃO Nome da Organização: CNPJ: 08394529/0001-49 Instituto Ilhas do Brasil Endereço: Rua Abelardo Otacílio Gomes Nº: 193 Complemento:

Leia mais

Um Mundo para Todos. Declaração da Cimeira Mundial Destinos para Todos. Montréal - Outubro 2014

Um Mundo para Todos. Declaração da Cimeira Mundial Destinos para Todos. Montréal - Outubro 2014 Um Mundo para Todos Declaração da Cimeira Mundial Destinos para Todos Montréal - Outubro 2014 (Tradução livre do Turismo de Portugal) Um Mundo para Todos - Declaração da Cimeira Mundial Destinos para Todos

Leia mais

Título: Um novo conceito de RSE nas empresas juniores RESUMO

Título: Um novo conceito de RSE nas empresas juniores RESUMO Título: Um novo conceito de RSE nas empresas juniores RESUMO Em um cenário em que a Responsabilidade Social Empresarial é mais do que ações sociais isoladas, mas uma fonte agregadora de diferencial competitivo,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012:

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012: Comércio + Sustentável APRESENTAÇÃO A Rio+20, como é chamada a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, vai ser realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012. Exatos vinte anos

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 072-MA

FICHA PROJETO - nº 072-MA FICHA PROJETO - nº 072-MA Mata Atlântica Grande Projeto TÍTULO: Vereda do Desenvolvimento Sustentável da Comunidade de Canoas: um Projeto Demonstrativo da Conservação da Mata Atlântica. 2) MUNICÍPIOS DE

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL CANDIDATOS A PREFEITOS E PREFEITAS MUNICIPAIS Pleito Eleitoral 2012 PROPOSTAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A PROMOÇÃO

Leia mais

Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura. instituto Cultural e Educacional do Paraguaçú

Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura. instituto Cultural e Educacional do Paraguaçú Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura Histórico: Localizada a apenas 4 km do Palácio do Planalto, encontramos a Vila Planalto, lugar de rica história que hoje possui 14 mil habitantes e características

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

Construindo a interação entre universidade e empresas: O que os atores pensam sobre isso?

Construindo a interação entre universidade e empresas: O que os atores pensam sobre isso? i n o v a ç ã o 8 Construindo a interação entre universidade e empresas: O que os atores pensam sobre isso? Carla Conti de Freitas Yara Fonseca de Oliveira e Silva Julia Paranhos Lia Hasenclever Renata

Leia mais

Formação para Gestores de Associações Comerciais e Empresariais. - Desenvolvimento Local -

Formação para Gestores de Associações Comerciais e Empresariais. - Desenvolvimento Local - Formação para Gestores de Associações Comerciais e Empresariais - Desenvolvimento Local - CURITIBA, MARÇO DE 2010 Capacitação para gestores de Associações Comerciais e Empresariais 1 A ASSOCIAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Declaração da Cimeira Mundial dos Destinos para Todos Montreal, 2014

Declaração da Cimeira Mundial dos Destinos para Todos Montreal, 2014 Um Mundo para Todos Declaração da Cimeira Mundial dos Destinos para Todos Montreal, 2014 Tendo- nos reunido em Montreal, Canadá na Cimeira Mundial dos Destinos para Todos, de 19-22 Outubro de 2014, nós,

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com. PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social Franquipar Franqueadora e Licenciadora de Marcas Ltda. Nome fantasia Parmê

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica

Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional nos municípios ENCONTRO NACIONAL III Seminário Nacional de Vigilância

Leia mais

Associação de Hotéis Roteiros de Charme PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES INFORMAÇÕES PARA JORNALISTAS E ESTUDANTES

Associação de Hotéis Roteiros de Charme PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES INFORMAÇÕES PARA JORNALISTAS E ESTUDANTES Associação de Hotéis Roteiros de Charme PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES INFORMAÇÕES PARA JORNALISTAS E ESTUDANTES 2016 1) Como surgiu a idéia de criar a Associação de Hotéis Roteiros do Charme? A idéia de fazer

Leia mais

7 a 10 de Abril de 2011 Centro de Convenções Sulamérica Rio de Janeiro RJ BRIEFING DO EVENTO

7 a 10 de Abril de 2011 Centro de Convenções Sulamérica Rio de Janeiro RJ BRIEFING DO EVENTO 7 a 10 de Abril de 2011 Centro de Convenções Sulamérica Rio de Janeiro RJ BRIEFING DO EVENTO SUSTENTABILIDADE UM BOM NEGÓCIO Pesquisa do IPC Marketing Editora indica que o consumo dos brasileiros deve

Leia mais

ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável

ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável 1 ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável 2 Desafios para o desenvolvimento sustentável O mundo esta ficando cada vez mais urbano Mais da metade da população

Leia mais

Relatório de Estatística Descritiva Bourbon Festival Paraty

Relatório de Estatística Descritiva Bourbon Festival Paraty Relatório de Estatística Descritiva Bourbon Festival Paraty Pesquisa de satisfação 2014 S E C R E T A R I A D E T U R I S M O DE P A R A T Y PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Durante os dias 24 e 25 de junho

Leia mais

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. GREEN PROJECT AWARDS BRASIL Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. CANDIDATURAS 201 INSCRIÇÕES NO PRIMEIRO ANO INSCRIÇÕES FEITAS

Leia mais

GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future

GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future "Desenvolver a indústria da construção sustentável no país, utilizando as forças Visão de mercado do GBC para conduzir Brasil a adoção (Sonho

Leia mais

Glossário do Investimento Social*

Glossário do Investimento Social* Glossário do Investimento Social* O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como missão promover e estruturar o investimento

Leia mais

RESENHAS. Marketing Turístico e de Hospitalidade: Fonte de Empregabilidade e Desenvolvimento para o Brasil

RESENHAS. Marketing Turístico e de Hospitalidade: Fonte de Empregabilidade e Desenvolvimento para o Brasil RESENHAS Marketing Turístico e de Hospitalidade: Fonte de Empregabilidade e Desenvolvimento para o Brasil Erika Helena Bautto Completa, abrangente e extremamente didática, Marketing Turístico e de Hospitalidade:

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável Balanço Sustentável ÍNDICE SUSTENTABILIDADE PARA A SONDA IT...03 PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS...05 CONHEÇA AS AÇÕES SUSTENTÁVEIS DA SEDE DA SONDA IT...06 DATA CENTER PRÓPRIO...13 ASPECTOS AMBIENTAIS...15 Sustentabilidade

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

Categoria Franqueador Pleno

Categoria Franqueador Pleno PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2013 Dados da empresa FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Razão Social: Astra Rio Saneamento Básico Ltda Nome fantasia: Astral Saúde Ambiental

Leia mais

Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial

Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial O Turismo é a atividade mais promissora para a promoção do desenvolvimento sustentável Entretanto...o modelo adotado de Turismo no litoral brasileiro tem

Leia mais

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis A Brindes Caiçara junto com os seus idealizadores criarão o Espaço de Praticas Sustentáveis. Objetivo deste espaço é nos unirmos com empresas que tenha visão socioambientais

Leia mais

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas o Docente universitária na disciplina Fundamentos de marketing o 12 anos de experiência em comunicação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS OS BENEFÍCIOS DA APLICAÇÃO DAS DIRETRIZES DA GESTÃO DE PROJETOS REUNIDAS NO PMBOK NO PLANEJAMENTO TURÍSTICO DE DESTINOS ALUNA: HELENA PERES

Leia mais

FUNDAÇÃO CARGILL. OBJETO Seleção de projetos como foco em alimentação segura, saudável, sustentável e acessível

FUNDAÇÃO CARGILL. OBJETO Seleção de projetos como foco em alimentação segura, saudável, sustentável e acessível FUNDAÇÃO CARGILL EDITAL n 01/2013 OBJETO Seleção de projetos como foco em alimentação segura, saudável, sustentável e acessível PERÍODO DE RECEBIMENTO DE PROPOSTAS 16/10/2013 a 04/11/2013 ENVIO DE PROPOSTAS

Leia mais

Identificação das práticas sustentáveis dos associados da BLTA

Identificação das práticas sustentáveis dos associados da BLTA Identificação das práticas sustentáveis dos associados da BLTA Relatório Técnico Rua da Assembleia, 10 / 1817 - Rio de Janeiro - RJ (1) 5091577 / Rua Deputado Lacerda Franco, 00 / 16 São Paulo - SP (11)

Leia mais

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ (A) Teresina; (B) Cajueiro da Praia; (C) Luis Correia; (D) Parnaíba; (E) Ilha Grande Rota das Emoções: Jericoacoara (CE) - Delta (PI) - Lençóis Maranhenses (MA) Figura

Leia mais

ONG Banco de Alimentos. Marketing Relacionado a Causa

ONG Banco de Alimentos. Marketing Relacionado a Causa Marketing Relacionado a Causa Marketing Relacionado a Causas é definido como uma parceria comercial entre empresas e organizações da sociedade civil que utiliza o poder das suas marcas em benefício mútuo.

Leia mais

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural No período compreendido entre os dias 16 e 19 do mês de setembro de 2004, realizou-se a Primeira Feira Nacional do Turismo Rural - 1º FEIRATUR,

Leia mais

RESOLUÇÃO CUNI Nº XXXX

RESOLUÇÃO CUNI Nº XXXX RESOLUÇÃO CUNI Nº XXXX Aprova o Projeto Acadêmico CECANE/UFOP. O Conselho Universitário da Universidade Federal de Ouro Preto, em sua xxxx reunião ordinária, realizada em xxx de xxx de 2011, no uso de

Leia mais

A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora

A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora * Resumo Promover o progresso e o desenvolvimento auto-sustentável por meio da geração de emprego e renda e da melhoria do meio ambiente

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

6.2.2 RISCO SOCIOAMBIENTAL NA CONCESSÃO DE CRÉDITO 6.3 RELACIONAMENTO COM FUNCIONÁRIOS E COLABORADORES

6.2.2 RISCO SOCIOAMBIENTAL NA CONCESSÃO DE CRÉDITO 6.3 RELACIONAMENTO COM FUNCIONÁRIOS E COLABORADORES Índice 1. INTRODUÇÃO 2. PARTES INTERESSADAS. NORMATIVOS. ESTRUTURA DE GOVERNANÇA. PRINCÍPIOS 6. DIRETRIZES 6.1 NORMATIZAÇÃO 6.2 GERENCIAMENTO DO RISCO SOCIOAMBIENTAL 6.2.1 RISCO SOCIOAMBIENTAL DA INSTITUIÇÃO

Leia mais

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento Declaração de ciência do regulamento Declaramos, para os devidos fins, que: i) Estamos cientes e de acordo com as condições do Regulamento do Prêmio de Mérito Ambiental. ii) A empresa está cumprindo as

Leia mais

OFICINA DE CONHECIMENTO GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR

OFICINA DE CONHECIMENTO GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR O Prêmio Criança É um programa da Fundação Abrinq Save the Children que identifica e reconhece boas práticas voltadas à primeira infância (0 a 6 anos), gestantes

Leia mais

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL Considerações Gerais Para comemorar os cinco anos do Programa de Regionalização

Leia mais

GRUPO 6 - TRANSPORTE e MORADIA

GRUPO 6 - TRANSPORTE e MORADIA GRUPO 6 - TRANSPORTE e MORADIA Nº PROPOSTA 01 02 Inclusão do segmento dos surdos na isenção dos impostos, assim como as demais pessoas com deficiência, quando da aquisição de veículo de transporte de passeio;

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar PRÊMIO 2012 Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar Data ou Período de Aplicação da Experiência: 2011 e 2012 Categoria

Leia mais

Atenciosamente, Andrea Asti Severo Marilu Mourão Pereira Roque Bakof Coordenação de Pesquisa Diretora Técnica Presidente

Atenciosamente, Andrea Asti Severo Marilu Mourão Pereira Roque Bakof Coordenação de Pesquisa Diretora Técnica Presidente Mapeamento da realidade municipal e regional sobre acessibilidade e inclusão CARTA DE APRESENTAÇÃO Excelentíssimo Senhor Prefeito A FADERS Acessibilidade e Inclusão, órgão gestor e articulador da política

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais