Edição Especial. Boletim Informativo do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo. Sindicato dos. Nutricionistas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Edição Especial. Boletim Informativo do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo. Sindicato dos. Nutricionistas"

Transcrição

1 Edição Especial EDIÇÃO Nº 66 Maio 2011 nnotícias Boletim Informativo do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo NOTÍCIAS: Desfiliação da FNN Sindicato x Prefeituras Convênios e parcerias Cursos sinesp 2011 Nutricionista na Indústria de Alimentos Dia mundial da água Participações do sinesp Ações da diretoria Como avaliar e escolher um bom fornecedor Sindicato dos Nutricionistas de portas abertas para você!

2 CONTEÚDO boletim INFORMATIVO 3 Editorial SINESP DESFILIA-SE DA FNN 4 SINESP X PREFEITURAS 5 CONVÊNIOS E PARCERIAS 6 CURSOS SINESP Nutricionista na Área da Indústria de Alimentos 8 NOTÍCIAS 9 DIA MUNDIAL DA ÁGUA PARTICIPAÇÕES DO SINESP 10 AÇÕES DA DIRETORIA 11 COMO AVALIAR E ESCOLHER UM BOM FORNECEDOR O nnotícias é o Boletim Informativo do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo. Tiragem: exemplares. Diagramação: A.F.S.E. Sindicato: Rua 24 de Maio, nº 104-8º andar - Bairro Centro - Cidade de São Paulo - SP Cep: Aberto de 2ª a 6ªf das 9:00 às 17:00 horas. Tel: (11) ou Fax: (11) Site: Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo Conheça o seu Sindicato DIRETORIA SINESP 2010 / 2015: Presidente: Ernane Silveira Rosas Vice-Presidente: Izilda G. C. Rossi 1ª Secretária: Maria Isabel C. Martins Boniolo 2ª Secretária Geral: Sheyla Cristina de O. Daltro 1ª Tesoureira: Rosana Oliva Camps 2ª Tesoureira: Madalena Vallinoti Moyá. Diretora Social de Eventos: Cleo Bernardo Antunes 2

3 Editorial Ernane Silveira Rosas Presidente do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de SP Muitos profissionais recém formados em um curso superior acreditam que estão capacitados para fazer tudo em nossa profissão. Ledo engano. Hoje nossas faculdades não conseguem passar todos os conhecimentos necessários, porque o volume de informações que precisamos aprender aumenta com muita velocidade. As pessoas não tem tempo, porém o tempo que possuímos está ficando cada vez mais reduzido. As necessidades aumentam e os conhecimentos transmitidos nas salas de aula ficam menores. Por isso precisamos depois de nos formar, buscarmos freqüentemente a nossa requalificação, para permanecermos prontos e atualizados para atuar nesse mercado de trabalho tão exigente. Por isso todos pensam em fazer uma especialização, um mestrado, um doutorado. Você nutricionista, que decidiu se atualizar, deve-se fazer as seguintes perguntas: - Este curso de pós-graduação vai me ajudar a atingir qual objetivo? - Ele vai ajudar a melhorar a minha comunicação no meu local de trabalho? - O conhecimento adquirido irá me ajudar a crescer profissionalmente? - Este curso vai ajudar no crescimento da minha equipe? - Existe outro curso no mercado que complemente o curso que estou fazendo? - Com quem preciso trocar informações sobre o conteúdo deste curso? Colega nutricionista, o SINESP está de portas abertas para ajudá-lo(la) a tomar a decisão de qual curso fazer. Crescendo profissionalmente em conhecimentos as oportunidades aparecerão e todos nós cresceremos com você. Atualize-se! Valorize-se! Toda a nossa diretoria quer agradecer-lhe por tomar essa atitude (crescer profissionalmente) e colocamonos ao seu inteiro dispor para lhe ajudar no que for preciso. SINESP DESFILIA-SE DA FNN O nosso sindicato promoveu uma Assembléia Geral Extraordinária no dia 01 de abril p.p. e os nutricionistas presentes aprovaram a desfiliação do SINESP para com a Federação Nacional dos Nutricionistas, com sede em Porto Alegre-RS. Todas as consequências com a desfiliação foram analisadas e a conclusão que chegamos foi que o SINESP tem mais a ganhar do que perder com este ato. Os motivos foram amplamente discutidos em reunião de diretoria realizada em 19 de março de 2011, quando foi abordado os problemas que estavam sendo causados pela FNN. Dentre os vários problemas citados, o que mais incomodou nossa diretoria foi: (1) definir a desfiliação da confederação CNPL por motivos muito graves e (2) mobilizar todos os sindicatos para criarmos um nova confederação CNTU que iria ter objetivos de ser mais democrática, mais participativa na ajuda aos sindicatos e federações e (3) solicitar a todos os sindicatos de nutricionistas que se desfiliassem da CNTU por motivos não muito claros causando prejuízos financeiros bastante significativos por estar sendo feita numa época de arrecadação do Imposto Sindical. Em função desta falta de clareza e erro nas informações prestadas, a diretoria do SINESP optou pela desfiliação, com a apresentação dessa proposta em Assembléia para a categoria decidir em votação pela desfiliação ou não, o que foi aprovado por unanimidade a desfiliação. Esta votação cumpriu todas as determinações legais solicitados pelo nosso Departamento Jurídico, e agora podemos nos apresentar como uma entidade independente da FNN. 3

4 SINESP x PREFEITURAS SINESP SOLICITA UMA REUNIÃO COM PREFEITURAS DE NOSSO ESTADO PREFEITURAS QUE OFERECEM BAIXOS SALÁRIOS PARA NUTRICIONISTA A Diretoria do SINESP enviou carta às Prefeituras de nosso Estado e já fomos convidados para comparecer na Prefeitura Municipal de Leme, de Embu-Guaçu, Jacareí, Arapeí, Jundiaí e Campinas. Solicitamos as audiências para poder informar aos Prefeitos, aos Secretários de Saúde e de Educação a importância do nosso trabalho, com as nossas atribuições e competências. Passamos para eles como o nosso trabalho pode influenciar no aumento da freqüência escolar, com melhoria no aprendizado e na saúde dos seus munícipes e escolares. Citamos a importância que os pais dão ao atendimento nutricional correto oferecido nas escolas para seus filhos. Também apresentamos o trabalho que podemos desenvolver nos Postos de Saúde, nos Programas de Saúde da Família (PSF) e nos tratamentos hospitalares e ambulatoriais oferecidos. Enfim, o objetivo é criar nas administrações municipais a necessidade da contratação de colegas nutricionistas, com abertura de mais vagas de trabalho. Estamos criando uma cartilha de atividades desempenhadas por nós, para entrega aos administradores municipais no momento das audiências. A Prefeitura de Guaratinguetá abriu inscrição para concurso para NUTRICIONISTA com salário de R$ 545,00 um salário mínimo. Recebemos inúmeras ligações e s de colegas revoltados com esta oferta descabida, porém queremos informar a todos que enviamos carta para o Prefeito de Guaratinguetá, porém obtivemos resposta que a prefeitura não tem nenhum nutricionista contratado. Solicitamos inclusive uma audiência com o Secretário de Saúde, porém até o fechamento deste informativo nenhum retorno a essa solicitação nos foi enviado. Se formos convidados, nossa Diretoria irá até Guaratinguetá para explicarmos a nossa formação e nossas atribuições, as responsabilidades e as atividades privativas que executamos. Todas as prefeituras precisam ter nutricionista para se habilitarem para receber os repasses do FNDE / Ministério da Educação e da Secretaria Estadual de Educação. O SINESP está convidando a nova Diretoria do CRN-3 para fazermos juntos um trabalho de averiguação se existem prefeituras em nosso estado que colocam nomes de nutricionistas em documentos oficiais, como RT de seus municípios, sem o conhecimento e autorização desse profissional. O SINESP DENUNCIA O SINESP tem recebido inúmeras e graves denúncias de nutricionistas que trabalham na SP Alimentação, de excesso de trabalho, uso do próprio carro para transporte de mercadorias, assédio moral, humilhações e ameaças; em vista disto, pedimos a todos que não aceitem trabalhar nesta empresa, que desrespeita a categoria. Informamos ainda que o fato foi denunciado pelo SINESP no Ministério Público do Trabalho que está investigando a empresa. 4

5 Convênios e Parcerias Nutricionista, o SINESP precisa de sua ajuda para realizar em sua cidade, parcerias e convênios com óticas, escolas de idiomas, farmácias, profissionais da saúde, universidades, lojas, restaurantes, etc. Mandenos um com o nome do profissional ou estabelecimento, site, ou telefone. Iremos atrás dessas dicas para conseguir melhores benefícios em sua cidade. Academia Curves p/ Mulheres Rua Libero Badaró 613-3º andar - Centro SP fone: 11/ ou Descontos de 10% na mensalidade para planos anuais, semestrais e mensais. Confira desconto na taxa de matrícula para planos anuais e semestrais. RV Fisioterapia Avaliação Cinesiofuncional / Pilates / Tratamento de Coluna (RCV) R Itapura 300 sala 1503/ Tatuapé Descontos de 10% à 30% Yes Inglês e Espanhol Descontos de 30% nas mensalidades e 15% na aquisição de livros R. Barão de Teffé, 1050 Centro Jundiaí SP 11/ Eco Spa Urbano Descontos até 15% - Limpeza de pele, massagem relaxante clássica, drenagem linfática, peeling de cristal, manicura, pedicure, etc. R. Brigadeiro Gavião Peixoto, Alto da Lapa Se a parceria entre SINESP e sua indicação se firmar, você ganhará um presente. CCAA Escola de Idiomas - Descontos de 40% nos planos semestral e anual em Inglês e Espanhol. - leandro_ (Guarulhos) Peraltas Acampamento de Brotas - (pacotes diversos) - fone: Jd Paulistano - - descontos de 5% a 10% Kimberly Estética Emagrecimento, rejuvenescimento facial, redução de medidas, RPG, depilação a laser 10% de desconto R. Manuel de Freitas 169 Tatuapé SP Emagrecentro - Centro Especializado em Emagrecimento e Estética Descontos de 10% à 15% em Speed Performance, Intradermoterapia s/ agulha, Oligo Modelagem, Cellu Power e Lipo Carbox R Apotribú, 139-7º andar Saúde Roma Pneus 11/ Descontos de 50% em alinhamento de direção e balanceamento de rodas. 40% de desconto em peças de suspensão e freios. Rodízio de pneus grátis. Pneus com 3% de desconto. Lojas: Brás, Aricanduva, Santana do Parnaíba, Santana, Lapa, Vl Mariana, Moema, Arujá, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Butantã e outras. Luricon Comércio de Equipamentos em Telecomunicações Modens para Internet Descontos especiais para 250mb / 500mb / 2gb / 4gb. R. Cubatão 436 cj 32 Paraíso SP

6 CURSOS SINEP 2011 ANO 2011 Informações: SINESP fone (11) ou Curso de aprimoramento em UPRs (Unidades Produtoras de Refeições) Objetivo: Desenvolver competências necessárias para gestão de Unidades Produtoras de Refeições, aprimorando os profissionais para esse mercado de trabalho Programa Rumo Certo: Estrada 1-08hs - 09/04/11: Caracterização dos Serviços de Alimentação - Márcia Lima Soares (já realizado) Estrada 2-16hs - 07 e 28/05/11: Padrões de Cardápios - Felisbela Pino / Márcia Lima Soares (já realizado) Estrada 3-32hs - 11/06; 30/07; 13/08; 27/08: Desenvolvimento Humano e Organizacional - Andre Oliveira / Elaine Pfaff / Felisbela Pino/ Ismael Domingues Estrada 4-16hs 10/09 e 24/09: Gestão Financeira - Alice Kimura / Felisbela Pino /Moacir Cardoso Pinto Estrada 5-16hs - 15 e 29/10: Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar - Filomena Filipe Estrada 6-08hs - 05/11: Marketing - Felisbela Pino/Marcia Lima Soares Estrada 7-08hs - 19/11: Uso da Tecnologia na Administração de UPRs - Marli Brasioli JULHO DATA: 02/07/2011 9h às 13h30min LOCAL: SINESP De 9 de abril à 19 de novembro de 2011 Horário: 8h30 às 17h30 hs Local: SINESP Rua 24 de maio, 104 8º andar SP Garanta já a sua participação! Vagas Limitadas Informações: Tel: (11) ou Capacitação em Nutrição Esportiva ATUAÇÃO DO NUTRICIONISTA NO ESPORTE Palestrante: Dra Tânia Rodrigues Conteúdo programático: - Introdução à Nutrição Esportiva - Saberes do Profissional da área - Relação interdisciplinar - quem e por que? - Locais de Trabalho - Metodologia de trabalho em academias - Metodologia de trabalho em clubes - Metodologia de trabalho em Atendimento Individual - Metodologia de trabalho em equipes com trabalhos pontuais - Discussão de casos INVESTIMENTOS: Sócios R$ 50,00 / Não-Sócios R$ 120,00 / Estudantes R$ 80,00 SETEMBRO SUPLEMENTAÇÃO NO ESPORTE Palestrante: Dra Tânia Rodrigues DATA: 03/09/2011 8h30min às 17h30min LOCAL: SINESP 6 Conteúdo programático: - Introdução a Nutrição Esportiva - Metabolismo e Produção de Energia no Esforço - Classificação dos Suplementos Nutricionais - Legislação e critérios de uso dos Suplementos Nutricionais - Composição e aplicação das Bebidas Isotônicas - Composição e aplicação dos Suplementos Energéticos - Composição e aplicação dos suplementos para substituição parcial de refeições - Aplicação e critérios de uso de Creatinina e Cafeína - Estudos e critérios de uso de outros aminoácidos - Discussão de casos INVESTIMENTOS: Sócios R$ 70,00 / Não-Sócios R$ 150,00 / Estudantes R$ 100,00

7 Nutricionista na Área da Indústria de Alimentos Atribuições do Nutricionista na Área da Indústria de Alimentos Nas últimas décadas, verificou-se um intenso processo de expansão no número de Cursos de Graduação em Nutrição e de nutricionistas no país, propiciando a ampliação e diversificação do mercado de trabalho. Segundo a Resolução CFN n 380/2005, o nutricionista encontra espaço para exercer suas atividades em basicamente sete áreas: Alimentação Coletiva ou Institucional; Nutrição Clínica; Nutrição Coletiva; Docência; Nutrição Esportiva; Indústria de Alimentos e Nutrição e Marketing. Destacando-se como área de expansão atualmente, a atuação na indústria de alimentos. Trata-se de uma área relativamente recente, na qual compete ao nutricionista: elaborar informes técnico-científicos; gerenciar projetos de desenvolvimento de produtos alimentícios; prestar assistência e treinamento especializado em alimentação e nutrição; controlar a qualidade de gêneros e produtos alimentícios; atuar em marketing e desenvolver estudos e trabalhos experimentais em alimentação e nutrição; proceder análises relativas ao processamento de produtos alimentícios industrializados. Tais atividades contribuem direta ou indiretamente com a saúde pública e com a redução do risco de doenças crônicas não transmissíveis, uma vez que as empresas se baseiam em critérios de qualificação e políticas internas ou governamentais para promover a melhoria nutricional dos produtos alimentícios, bem como programas de educação nutricional. São quatro áreas básicas de atuação do nutricionista na indústria de alimentos: Relações com o Mercado / Políticas e Regulamentações / Comunicação Nutricional / Desenvolvimento de Novos Produtos. Relações com o Mercado englobam atividades de relacionamento com públicos externos, entre eles o merchandising culinário. - uma série de demonstrações ao consumidor da aplicação de produtos culinários, através de atividades como: cursos de culinária, demonstrações em programas de TV e preparações com degustação no ponto de venda. Esta área inclui, ainda, relacionamento com o consumidor através do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), e ações de fidelização (que vão do simples envio de materiais informativos e receituários a atividades mais complexas como concursos). Para dar apoio a tais ações, a cozinha experimental desempenha um papel chave no desenvolvimento e teste de receitas, na realização de estudos culinários e até mesmo na produção de alimentos para fotos e filmes publicitários. Além de consumidores, outros públicos (como os profissionais de culinária e gastronomia) podem receber treinamentos no uso de produtos para aplicação em cursos de culinária. Através dos programas de visitação médica para nutricionistas(visitas técnicas, fornecimento de informação técnico-científica), os profissionais da área de saúde podem contar com suporte técnico e atualização constante para tomar conhecimento de potenciais ferramentas para a prática clínica. A organização da participação em eventos (feiras, congressos e cursos) para estes públicos é também responsabilidade desta área. Políticas e Regulamentações inclui atividades relacionadas ao suporte científico de alegações de propriedade de saúde e nutrição na rotulagem, em campanhas publicitárias e materiais impressos, bem como suporte regulatório (apresentação de dossiê técnico-científico e acompanhamento de registro de produtos funcionais junto ao Ministério da Saúde) atividades principalmente baseadas na legislação do país. Inclui, ainda atividades baseadas em políticas internas de nutrição, como programas para a melhoria nutricional dos produtos e compromisso com o combate à obesidade. O nutricionista deste setor freqüentemente participa em associações de indústrias e em ONGs, monitorando tendências de saúde, nutrição e legislação. Entre as atribuições da área de comunicação nutricional também chamada Marketing Nutricional, fazemos o suporte ao lançamento e manutenção dos produtos no mercado (através da garantia de uma comunicação com embasamento técnico adequado, do treinamento da equipe de vendas às campanhas publicitárias), e de programas de relações públicas visando a divulgação de informação de nutrição em TV, rádio, jornal e Internet, normalmente através de uma assessoria de imprensa. O apoio à comunicação corporativa (Website e mídias impressas e digitais da empresa) e os Programas de Educação Nutricional que são realizados através de materiais educativos e de campanhas promocionais. No desenvolvimento de novos produtos o nutricionista atuará em atividades como suporte à área de marketing na geração de mensagens de comunicação que sejam compreendidas pelo consumidor e, ao mesmo tempo, verdadeiras do ponto de vista técnicocientífico. Esse setor também irá orientar aos profissionais que desenvolvem os produtos (normalmente engenheiros de alimentos) indicando qual o perfil nutricional é o mais adequado (quantidades máximas aceitáveis de açúcar, sódio e gorduras) alinhando com os guidelines de nutrição e saúde pública internacionais e do nosso país, apontando, por exemplo, os nutrientes mais adequados para a fortificação. A realização de estudos clínicos (por meio do centro de pesquisa da empresa ou de parcerias com entidades científicas externas) pode ser uma das atribuições da área visando comprovar os benefícios do produto desenvolvido. Renata Cassar Nutricionista CRN-3:

8 Notas Vem aí em agosto de 2011, o III Painel Nutrinews com o tema: Brasil: O PAÍS DO PRESENTE! Alguns dos temas que serão abordados: - Hospitalidade em grandes eventos como a Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas/RJ 2016 como Alavanca de Mercado de Trabalho. - Tecnologia da Cozinha Contemporânea. - Indústria de Alimentos e as Tendências para o Foodservice. Não perca essa oportunidade. Informações: 11/ ou / curso de UPR s, Unidades Produtoras de Refeições O SINESP está realizando o Curso de Aprimoramento em UPRs (Unidades Produtoras de Refeições). Este curso se estenderá até novembro de Este curso é ministrado por módulos que podem ser realizados separadamente ou adquirido todo o Curso pelo(a) aluno(a). Seu objetivo é desenvolver competências necessárias para a gestão de UPRs, capacitando os profissionais para esse mercado de trabalho e conseguindo conquistar salários maiores e melhores condições de trabalho. Confira algumas fotos dos módulos já ministrados. Veja detalhes sobre o Curso de UPR s na página 6.

9 COMEMORAÇÕES Dia Mundial da Água A mensagem da Iniciativa Água na Jarra Dia 22 de março é declarado pela ONU o Dia Mundial da Água. Em 2011 esta data tem um significado muito especial para nós da Iniciativa Água na Jarra. É que, além da importância desse dia, também completamos um ano do lançamento oficial do nosso website. Por isso aproveitamos a data para falar um pouco sobre o acesso à água de boa qualidade, que de tão importante foi declarado pela ONU um direito essencial do homem. O tema escolhido pela campanha da ONU neste ano foi Água e Urbanização. O foco é gerar atenção sobre as questões ligadas à água urbana e saneamento e o desafio de se manter e melhorar os serviços públicos de abastecimento de água nas cidades. Este é um tema importantíssimo. Todos nós que abrirmos as torneiras recebemos em nossa casa água potável para o consumo, somos muito privilegiados. Estima-se que quase um bilhão de pessoas no mundo hoje não tenha acesso à água de boa qualidade. Para que possamos receber a água tratada em nossas residências as empresas concessionárias do abastecimento público realizam um trabalho de grande importância e que muitas vezes não é conhecido e nem valorizado. Além disso, os mananciais que abastecem as cidades devem ser considerados um patrimônio de todos, e como tanto, merecem atenção e proteção. A legislação brasileira determina que a água tratada pelas concessionárias deve ser potável, o que significa estar dentro de todos os parâmetros de qualidade reconhecidos internacionalmente para o consumo humano. Ter acesso a água potável é um direito de todos nós. Mas também temos nossos deveres de cidadão para ajudar a preservar esse recurso, como dar destino adequado ao lixo e não destruir áreas de proteção dos mananciais. Dar preferência ao consumo da água tratada/ filtrada ajuda a valorizar essa água que chega até nós graças aos serviços prestados pelas concessionárias do abastecimento público de água, além de não causar diversos impactos ambientais negativos relacionados ao consumo da água mineral envasada em garrafa plástica descartável. Essa é a nossa proposta. Pense nisso. Participações SINESP NO CEAE SINESP É O NOVO REPRESENTANTE DA SOCIEDADE CIVIL NO CEAE-CONSELHO ESTADUAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR DE SÃO PAULO. A partir de 10 de março de 2011, por um Decreto do Governador do Estado, o SINESP passou a ser o novo representante da sociedade civil no CEAE-SP, que tem por finalidade acompanhar a aplicação dos recursos federais transferidos para a conta do Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE, além de acompanhar a aplicação dos recursos estaduais da Quota Estadual do Salário Educação-QESE que foram aprovados no orçamento anual do Estado de São Paulo, além de zelar pela qualidade dos produtos servidos na Alimentação Escolar em todos os níveis (desde a aquisição até a distribuição), observando sempre as boas práticas higiênicas e sanitárias nas escolas estaduais. Esta representação consolida as Ações Continuadas do SINESP, voltadas aos Princípios da Responsabilidade Social e ao compromisso com uma Ação Cidadã. EVENTO COMEMORATIVO DOS 30 ANOS DO GEA No dia 18 de maio de 2011 o SINESP participou do Evento Comemorativo dos 30 Anos de Fundação do GEA, que é um Grupo de Estudos de Nutricionistas e Técnicos de Nutrição. Ele foi criado no ABC e teve entre seus fundadores a Nutricionista Marys Leia Rodrigues Marques, a Sra Adelia Gambaro Chaves (Nutrinews) e o Sr Ernane Silveira Rosas (SINESP), dentre outros. ENTREGA DO PRÊMIO DA PROMOÇÃO 2011 No dia 04 de abril de 2011 foi entregue o prêmio da Promoção 2011, um computador NOTEBOOK LG de última geração, entregue para a nutricionista sorteada Raquel Aiub Calixto Casaro, que sempre nos prestigiou. Sua presença para retirar o prêmio nos deixou muito felizes. 9

10 AÇÕES DA DIRETORIA DO SINESP Diretoria em ação Diretora do SINESP conclui curso de formação de conselheiro A Diretora Renata Vignali concluiu no dia 16/03/11 o Curso EXERCENDO O CONTROLE SOCIAL NO SUS, promovido pelo Conselho Estadual de Saúde de São Paulo do qual ela é Conselheira. O curso orientou quanto a representação do segmento social; como fazer a fiscalização do cumprimento do direito à saúde; participação da formulação,deliberação e avaliação de políticas públicas de saúde e da aplicação dos recursos públicos nas diversas ações executadas pelo SUS. Os eixos temáticos foram: - Identidade no Conselho de Saúde - Processo de trabalho no Conselho de Saúde SINESP REPRESENTANDO OS NUTRICIONISTAS DE SÃO PAULO 1. O SINESP esteve presente a posse da nova diretoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados, no dia 23 de março de 2011, ocorrida no Memorial JK, em Brasília. 2. O SINESP compareceu no dia 13 de abril de 2011, à sede da APAN, em São Paulo, para prestigiar a posse da nova Diretoria. Estavam presentes, convidados, nutricionistas, a presidente da SBGAN, dra Maria Lúcia Tafuri Garcia e a presidente do CRN 3, Dra Beatriz Tenuta. 3. No dia 29 de abril de 2011 foi empossada a nova diretoria do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho na Câmara Municipal de São Paulo. Nosso presidente Dr Ernane Silveira Rosas foi convidado a participar da solenidade de posse, sentando-se à Mesa Diretora dos tabalhos junto com as demais autoridades presentes. EMPRESAS QUE FORAM CONVOCADAS A COMPARECER EM NOSSA SEDE - A empresa JLA, estabelecida em Santo André, compareceu em nossa sede no mês de março de 2011 para ser informada das irregularidades que constatamos nos pagamentos dos salários dos nutricionistas contratados para trabalhar em suas unidades. Também foram corrigidos a falta de direitos trabalhistas que conquistamos em nossas Convenções Coletivas e que estavam sendo negadas aos nutricionistas que lá trabalham. Enfim, a empresa comprometeu-se a corrigir todos os erros pagando as diferenças salariais retroativas em folha de pagamento (holerits). - O Hospital e Maternidade São Miguel foi convidado a comparecer em nossa sede para resolver problemas da nutricionista que trabalhava no local. Porém eles não compareceram e fomos obrigados a pedir fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, que constatou a exploração da nutricionista através da Cooperativa COOPERPLUS TATUAPÉ. A fiscalização obrigou o hospital a contratar a colega, através do registro na carteira de trabalho, com salário acima do nosso piso, concluindo com o encerramento do contrato do hospital com a cooperativa. - Conforme informado no Boletim Nnotícias nº 65, o SINESP conquistou para nutricionistas que trabalham na UNIMED-UNIVIDAS de Araraquara-SP as seguintes vantagens trabalhistas: Foi negociado uma indenização pela rescisão do contrato de PJ que elas eram obrigadas a cumprir, com valores expressivos e calculados de acordo com o tempo de trabalho e salários recebidos Foi fechada uma estabilidade de 12 meses a partir da assinatura do contrato de trabalho CLT Todas as nutricionistas contratadas como PJ (pessoa jurídica) foram contratadas com empregados, garantindo os direitos trabalhistas previstos na CLT como férias de 30 dias, 13º salário, FGTS, insalubridade, recolhimento do INSS, dentre outros. SINESP nas Faculdades SINESP CRIA GRUPO PARA APRESENTAÇÃO DAS ATIVIDADES EXERCIDAS PELA DIRETORIA O SINESP iniciou a capacitação de um grupo de diretores para irmos às Faculdades de Nutrição para falar das nossas atividades, nossos objetivos e nossas atribuições. Este grupo poderá comparecer em várias faculdades num mesmo dia, explicando aos alunos do terceiro e quarto ano a diferença das responsabilidades e atribuições do SINESP com as outras entidades. Os alunos e profissionais recém formados ainda confundem bastante quem tem que fiscalizar o exercício da nossa profissão e quem tem que brigar por melhorias nas nossas condições de trabalho. 10

11 A responsabilidade no processo de preparo de refeições, com relação à Segurança Alimentar, Rendimento Final e Resultado de Aceitabilidade, não se restringe ao processo de preparo, mas começa na aquisição dos itens que irão gerar o cardápio previsto para ser preparado. SPECIAL EVENT COMO AVALIAR E ESCOLHER UM BOM FORNECEDOR Questões Formais: O estabelecimento fornecedor deve apresentar: - Licença de Funcionamento emitida pela Vigilância Sanitária; - Documento que comprova a Razão Social e o seu Endereço; - Registro no CNPJ e na IE (Ministério da Fazenda e Secretaria da Fazenda) - Registro no SIF, ou SISP quando aplicável; - Referências de clientes mínimo de 3 com endereço completo e telefone Conhecer e auditar a cadeia de fornecedores é fundamental para trabalharmos com segurança. O preço a ser pago é um fator importante na compra, mas a qualidade sempre deverá ser o elemento decisivo na escolha de um produto. Portanto estabelecer um padrão de qualidade e mantê-la assegurada pelo fornecedor é o principal desafio. A Auditoria de Qualificação de Fornecedores deve ser feita de maneira profissional e criteriosa e não se resume a uma visita às suas instalações. É importante criar um sistema de avaliação da qualidade dos fornecedores, ajustados a necessidade de sua empresa. A escolha do fornecedor é uma das atividades mais importantes na aquisição dos gêneros, que servirão de insumo à produção e, um Programa de Aquisição não terá sucesso se não criarmos uma ótima relação de parceria e cooperação entre o fornecedor e nós clientes, com critérios bastante claros e fáceis de serem entendidos e mantidos. Para tanto, uma avaliação de fornecedor deve ser efetuada periodicamente, através dos parâmetros previamente estabelecidos. Além das questões formais que constituem e regulamentam uma empresa, faz-se necessário conhecer as legislações pertinentes às instalações e aos produtos que serão analisados. O check-list é uma ótima ferramenta que ajuda na auditoria, porém ele deve ser específico a cada atividade. De um modo geral, observa-se que as empresas produtoras tendem a ter mais conhecimento de todas as legislações e uma maior conscientização do controle dos seus processos produtivos, bem como criar uma equipe especializada para acompanhamento dos mesmos. Isso gera maior confiança para todos, porém não as exime da responsabilidade de acompanhamento de todo o processo. Pela Lei Federal do Código de Defesa do Consumidor, as responsabilidades são sempre compartilhadas, ou seja, hoje não se pode dizer que o problema está naquele produto entregue. Hoje o problema é sempre NOSSO e não DELE. Itens que deverão ser observados na aquisição de Produtos Estocáveis e Perecíveis, de origem alimentar: - Dados de rotulagem (geral e nutricional); - Condições das embalagens e do transporte utilizado na entrega; - Características próprias de cada produto; - Registro do estabelecimento produtor, emitido pelo órgão fiscalizador competente: carnes em geral e derivados, aves e derivados, pescados e derivados, mel, manteiga e ovos; Itens que o comprador e o recebedor devem se responsabilizar: - Fazer o monitoramento de cada recebimento de produto ou serviço; - Manter o registro dos monitoramentos arquivados por um determinado período; - Interpretar os registros, fazendo as suas avaliações; - Monitorar a utilização de cada produto ou serviço, fazendo a sua avaliação; - Registrar as não-conformidades e comunicá-las ao fornecedor responsável; - Excluir ou suspender temporariamente o fornecedor que tenha não-conformidades recorrentes, ou que tenha uma não-conformidade que tenha causado algum dano aos serviços executados. Conhecer o processo produtivo e ter a garantia da qualidade dos produtos/serviços executados ainda não é a Garantia Total da Qualidade dos produtos fornecidos. Devemos ficar atentos à distribuição dos produtos fabricados no seu estabelecimento e nisso implica o transporte utilizado, a pontualidade na entrega e o acompanhamento da aceitabilidade dos nossos produtos. Todos esses itens sempre farão parte da Análise de Qualificação dos Fornecedores. E mais alguns itens que são particulares a cada serviço. Felisbela Pino CRN

12 Com profissionais altamente qualificados, tecnologia de ponta, confiabilidade e cumprimento de prazos pré-estabelecidos e principalmente a experiência e a qualidade de uma empresa com mais de 20 anos no mercado de cozinhas profissionais. Banco Santander SESC Belenzinho 2O anos Projetos para cozinhas profissionais r.tabapuã 220, cj 13, Itaim, São Paulo - SP fone/fax:

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO Profª Omara Machado Araujo de Oliveira Nutricionista (UFF) Mestre em Saúde Coletiva (UFF) Pós-Graduada em Nutrição Clínica ( UFF) ATRIBUIÇÕES LEGAIS E ESPECÍFICAS DO

Leia mais

Tendências no mercado da nutrição

Tendências no mercado da nutrição Parceiros Tendências no mercado da nutrição Apresentação: Nut. Juliana Tolêdo de Faria Graduada em Nutrição FANUT/UFG Esp. Nutrição em Saúde Pública FANUT/UFG Esp. Atividade Física e suas Bases Nutricionais

Leia mais

Federação Nacional dos Nutricionistas. Federação Nacional dos Nutricionistas firma convênio com o Instituto Racine

Federação Nacional dos Nutricionistas. Federação Nacional dos Nutricionistas firma convênio com o Instituto Racine firma convênio com o Instituto Racine A FNN inicia o mês de março trazendo mais um benefício aos profissionais de nutrição de todo o Brasil. O convênio firmado com o Instituto Racine trará a todos os nutricionistas

Leia mais

PORTARIA CRN-3 N. 262/2012

PORTARIA CRN-3 N. 262/2012 PORTARIA CRN-3 N. 262/2012 Dispõe sobre critérios a serem analisados e fixados, para que o TÉCNICO EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA assuma RESPONSABILIDADE TÉCNICA e dá outras providências; A Presidente do Conselho

Leia mais

1.1. Nutricionista Entrevistado(a) CRN- Estatutário [ ] Celetista [ ] Contratado [ ] Concursado Celetista [ ] Outro [ ] CRN- RT / QT

1.1. Nutricionista Entrevistado(a) CRN- Estatutário [ ] Celetista [ ] Contratado [ ] Concursado Celetista [ ] Outro [ ] CRN- RT / QT CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - ª REGIÃO UF ROTEIRO DE VISITA TÉCNICA DATA DA VISITA ALIMENTAÇÃO COLETIVA REFEIÇÃO CONVENIO / CESTA DE ALIMENTOS REFEIÇÃO CONVENIO

Leia mais

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL Por Profa.Dra. Cyllene de M.OC de Souza Dra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFRRJ), Mestre em Vigilância Sanitária (INCQS-FIOCRUZ) Supervisora

Leia mais

PARA GESTORES PÚBLICOS

PARA GESTORES PÚBLICOS UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PARA GESTORES PÚBLICOS 1 2014 - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Minas Gerais - Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É

Leia mais

Nutri Notícias. Programa 2016. Filiação. Palestras. Categoria Unida, Sindicato Forte Faculdades

Nutri Notícias. Programa 2016. Filiação. Palestras. Categoria Unida, Sindicato Forte Faculdades Sindicato Cursos Categoria Unida, Sindicato Forte Faculdades 1 Filiação A segurança para o profissional na defesa dos seus interesses trabalhistas Programa 2016 Investimento na capacitação profissional,

Leia mais

O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas.

O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas. O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas. Quando o campo se expande, mais profissionais chegam ao mercado, mais áreas de atuação se formam e a categoria conquista mais visibilidade.

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PREFEITO

AGRICULTURA FAMILIAR UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PREFEITO AGRICULTURA FAMILIAR UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PREFEITO Copyright 2014. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. A reprodução não

Leia mais

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER 1.1-Reunião com a diretoria 1.1.1 03/02 ( sexta feira ) 17h 1.1.1.1 Convocar membros da diretoria

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR A DIRETORA ACADÊMICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMÍNIO

Leia mais

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com.

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com. - SECRETARIA DE SAÚDE - SÃO TIAGO MINAS GERAIS PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 04 A 19 ANOS 1 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE

Leia mais

Lei n 11.947/2009 PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Lei n 11.947/2009 PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. Lei n 11.947/2009 PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. Art. 1 o Para os efeitos desta Lei, entende-se por alimentação escolar todo alimento oferecido no ambiente escolar, independentemente de

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA UTILIZAÇÃO DOS CRITÉRIOS E INDICADORES DO PROJETO ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SAUDÁVEL

GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA UTILIZAÇÃO DOS CRITÉRIOS E INDICADORES DO PROJETO ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SAUDÁVEL GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA UTILIZAÇÃO DOS CRITÉRIOS E INDICADORES DO PROJETO ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SAUDÁVEL Introdução O aumento da obesidade e inadequados hábitos alimentares durante a infância e a juventude

Leia mais

Programação e Controle de Qualidade

Programação e Controle de Qualidade MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE DIRETORIA DE AÇÕES EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE SBS Q.2 Bloco F Edifício Áurea

Leia mais

CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015. Processo Seletivo para BOLSISTA PARA ARTICULAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PODER PÚBLICO - PIAUÍ

CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015. Processo Seletivo para BOLSISTA PARA ARTICULAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PODER PÚBLICO - PIAUÍ 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015 Processo Seletivo para BOLSISTA PARA ARTICULAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PODER PÚBLICO - PIAUÍ

Leia mais

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social Missão: Contribuir para a melhoria da educação por meio de ações educativas de alimentação e nutrição

Leia mais

O que faz um Responsável Técnico em Restaurantes comerciais

O que faz um Responsável Técnico em Restaurantes comerciais O que faz um Responsável Técnico em Restaurantes comerciais O Impacto de se alimentar fora do lar Alimentação fora do lar Investimento do consumidor no ultimo ano 17% para 30% Hábito de almoçar fora do

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROGRAMA DE MUNICIPALIZAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR É com satisfação que a Fundação Procon/SP apresenta o novo Programa de Municipalização que tem como objetivo fortalecer o Sistema Estadual

Leia mais

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR Com a aprovação da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, e da Resolução FNDE nº 38, de 16 de julho de 2009, as escolas

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO 03/2009

BOLETIM INFORMATIVO 03/2009 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado do Rio Grande do Sul SISERGS Unindo você a todos os Secretários do RS! SISERGS BOLETIM INFORMATIVO 03/2009 Oi colegas! A terceira edição do Boletim SISERGS

Leia mais

www.prefeitosonline.com.br

www.prefeitosonline.com.br www.prefeitosonline.com.br A REVISTA P&G BRASIL A revista Prefeitos & Gestões Brasil chega aos 11.130 gestores (prefeitos + vices) eleitos nos 5.570 municípios do Brasil, fornecendo a este público alvo

Leia mais

Produto da Divisão Marketing

Produto da Divisão Marketing Marketing para o Terceiro Setor Produto da Divisão Marketing OBJETIVO Dispor ao mercado de entidades relacionadas ao Terceiro Setor, um leque de atividades relacionados ao marketing e comunicação voltados

Leia mais

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA VAREJO Julho - 2012 O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA Fonte imagem: Disponível em:< http://4.bp.blogspot.com/_caqa6tpillu/tjevn_ah_ei/ AAAAAAAAAAM/3dTp5VPhJ9E/s1600/69589_Papel-de-Parede-Todos-juntos_1280x800.

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL DE SELEÇÃO 2º. SEMESTRE DE 2014

PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL DE SELEÇÃO 2º. SEMESTRE DE 2014 O Centro Universitário IBMR, com sede no Rio de Janeiro, nos termos de seu Regimento Geral, torna públicas as regras de funcionamento da Monitoria em Cursos de Graduação, cria vagas para o seu o programa

Leia mais

Regulamento de Compras e Contratação de Serviço.

Regulamento de Compras e Contratação de Serviço. Regulamento de Compras e Contratação de Serviço. INTRODUÇÃO Art. 1º - O presente regulamento aplica-se às compras e contratação de serviços pela OSCIP Instituto Rumo Náutico, denominada a seguir IRN. Parágrafo

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-0378/2009 dos Vereadores Claudio Fonseca (PPS) e Jose Police Neto (PSD) Consolida a legislação municipal sobre alimentação escolar,

PROJETO DE LEI 01-0378/2009 dos Vereadores Claudio Fonseca (PPS) e Jose Police Neto (PSD) Consolida a legislação municipal sobre alimentação escolar, PROJETO DE LEI 01-0378/2009 dos Vereadores Claudio Fonseca (PPS) e Jose Police Neto (PSD) Consolida a legislação municipal sobre alimentação escolar, no Município de São Paulo, como um direito constitucional

Leia mais

PROJETO BÁSICO AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

PROJETO BÁSICO AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA PROJETO BÁSICO AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Projeto Básico da Contratação de Serviços: Constitui objeto do presente Projeto Básico a contratação de empresa especializada em serviços de comunicação

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL DE SELEÇÃO 1º. SEMESTRE DE 2015

PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL DE SELEÇÃO 1º. SEMESTRE DE 2015 O Centro Universitário IBMR, com sede no Rio de Janeiro, nos termos de seu Regimento Geral, torna públicas as regras de funcionamento da Monitoria em Cursos de Graduação, cria vagas para o seu o programa

Leia mais

PROJETO BÁSICO AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

PROJETO BÁSICO AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA PROJETO BÁSICO AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Projeto Básico da Contratação de Serviços: Constitui objeto do presente Projeto Básico a contratação de empresa especializada em serviços de comunicação

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS. RESOLUÇÃO No- 465, DE 23 DE AGOSTO DE 2010

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS. RESOLUÇÃO No- 465, DE 23 DE AGOSTO DE 2010 CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS RESOLUÇÃO No- 465, DE 23 DE AGOSTO DE 2010 Dispõe sobre as atribuições do Nutricionista, estabelece parâmetros numéricos mínimos de referência no âmbito do Programa de

Leia mais

CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 24/ 2015. Processo Seletivo para BOLSISTA PARA APOIO A FORMAÇÃO EM SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - MARANHÃO

CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 24/ 2015. Processo Seletivo para BOLSISTA PARA APOIO A FORMAÇÃO EM SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - MARANHÃO 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 24/ 2015 Processo Seletivo para BOLSISTA PARA APOIO A FORMAÇÃO EM SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO MERENDA ESCOLAR. MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

QUESTIONÁRIO DO MERENDA ESCOLAR. MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Este questionário tem por objetivo orientar a participação do cidadão na gestão pública a partir do controle das despesas públicas efetuadas e da oferta de sugestões aos órgãos do governo, para que estes

Leia mais

Conselho de Alimentação Escolar

Conselho de Alimentação Escolar Conselho de Alimentação Escolar Controle Social no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Ana Luiza Scarparo Nutricionista Agente do PNAE Porto Alegre, 30 de setembro de 2014 Centros Colaboradores

Leia mais

G.C.P - GUIA DE CREDENCIAMENTO PROFISSIONAL

G.C.P - GUIA DE CREDENCIAMENTO PROFISSIONAL G.C.P - GUIA DE CREDENCIAMENTO PROFISSIONAL I - Adquira o Kit de Trabalho e Tenha sua Franquia Individual em sua Cidade. II Conheça nosso Marketing de Rede. Fácil de fazer, fácil de divulgar. III Na última

Leia mais

6) o que determinam os itens II e III do 7º do art. 3 e os artigos 6º, 7º e 8º da Medida Provisória nº. 2.178-38, de 24 de agosto de 2001;

6) o que determinam os itens II e III do 7º do art. 3 e os artigos 6º, 7º e 8º da Medida Provisória nº. 2.178-38, de 24 de agosto de 2001; 1 RESOLUÇÃO CFN Nº 358/2005 Dispõe sobre as atribuições do Nutricionista no âmbito do Programa de Alimentação Escolar (PAE) e dá outras providências. O Conselho Federal de Nutricionistas, no uso das atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 12 DE 22 DE OUTUBRO DE 2009

RESOLUÇÃO nº 12 DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 Resolução nº 12/2009 fls. 1 RESOLUÇÃO nº 12 DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 Altera a Resolução 06/2007 que trata do Regimento do Restaurante Escola da UFPel. O Presidente do Conselho Coordenador do Ensino, da

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE NUTRIÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE NUTRIÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE NUTRIÇÃO - Estágio Supervisionado em Coletividade Sadia - Estágio Supervisionado em Nutrição Clínica - Estágio Supervisionado em Saúde Pública Rua Dom Bosco, 1308

Leia mais

PARECER CRN-3 PRESCRIÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS

PARECER CRN-3 PRESCRIÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS PARECER CRN-3 PRESCRIÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS INTRODUÇÃO O Conselho Regional de Nutricionistas da 3º Região, no cumprimento de suas atribuições de orientar e disciplinar a prática profissional dos

Leia mais

Agricultura familiar: Reunião em São Miguel do Tapuio trata da Lei sobre merenda escolar que abre mercado para empreendedor familiar rural.

Agricultura familiar: Reunião em São Miguel do Tapuio trata da Lei sobre merenda escolar que abre mercado para empreendedor familiar rural. Agricultura familiar: Reunião em São Miguel do Tapuio trata da Lei sobre merenda escolar que abre mercado para empreendedor familiar rural. Através da Secretaria Estadual de Educação e Cultura,a Comissão

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar:

Programa Nacional de Alimentação Escolar: Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa Nacional de Alimentação Escolar: instrumentos e mecanismos de controle Recife Março/2012 Gil Pinto Loja Neto Auditor- Chefe FNDE FNDE A partir de

Leia mais

e3 comunicação do bem nutrição. esporte. bem-estar

e3 comunicação do bem nutrição. esporte. bem-estar >Sobre a e3>> Agência de comunicação integrada que nasceu segmentada nas áreas de nutrição, bem-estar e esporte que visa promover uma comunicação saudável e promover produtos e serviços que tragam bem-estar

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR A DIRETORA ACADÊMICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMÍNIO

Leia mais

Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria

Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria Descrição do curso Período do curso De 18/02/2013 a 29/01/2014 Carga horária Total de horas = 476 horas 292 h de aulas teóricas, 120 h de prática

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA O QUADRO DE CORPO DOCENTE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO DA SILVEIRA - IBMR A DIRETORA ACADÊMICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMÍNIO

Leia mais

Catálogo de serviços

Catálogo de serviços Catálogo de serviços O Escritório Brasília, a nova sede da sua empresa, é um centro comercial completo e modernizado às novas técnicas de gestão. Aliando rateio de custos a apoio efetivo sua empresa potencializa

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 05/2009

RECOMENDAÇÃO Nº 05/2009 Procedimento Administrativo Tutela Coletiva nº 1.34.030.000124/2009-41 RECOMENDAÇÃO Nº 05/2009 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelo Procurador da República signatário, no uso de suas atribuições constitucionais

Leia mais

Empresa terceirizada, contratada para a produção e distribuição de refeições aos usuários da Universidade Federal do Amapá. Nº NOME TELEFONE E-MAIL

Empresa terceirizada, contratada para a produção e distribuição de refeições aos usuários da Universidade Federal do Amapá. Nº NOME TELEFONE E-MAIL PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO - POP Nº 1.1.3.4 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E AÇÕES COMUNITÁRIAS DEPARTAMENTO DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO CHEFE

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS 2015 Juntos somos mais fortes - SINDICALIZE-SE

CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS 2015 Juntos somos mais fortes - SINDICALIZE-SE CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS 2015 Juntos somos mais fortes - SINDICALIZE-SE Sindicato de muitas conquistas Juntos, nós, servidores públicos municipais (estatutários e celetistas) de Caxias do Sul, integramos

Leia mais

Regulação de Alimentos GARANTIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL. CamPo E Na CidAde 5ª Conferência Nacional de. Segurança Alimentar e Nutricional

Regulação de Alimentos GARANTIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL. CamPo E Na CidAde 5ª Conferência Nacional de. Segurança Alimentar e Nutricional Regulação de Alimentos GARANTIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL ComIda de VerDadE no CamPo E Na CidAde 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Texto elaborado pelo Grupo de Trabalho

Leia mais

LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais,

LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais, LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DO BEM ESTAR SOCIAL E CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL A ELE VINCULADO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MÁRCIO CASSIANO DA

Leia mais

Campanha #TND em Foco REGULAMENTO DO I CONCURSO DE FOTOGRAFIA A ARTE DA NUTRIÇÃO

Campanha #TND em Foco REGULAMENTO DO I CONCURSO DE FOTOGRAFIA A ARTE DA NUTRIÇÃO Campanha #TND em Foco REGULAMENTO DO I CONCURSO DE FOTOGRAFIA A ARTE DA NUTRIÇÃO 1.Disposições Gerais 1.1 O I Concurso de Fotografias A Arte da Nutrição, comemorativo ao Dia do Técnico em Nutrição e Dietética

Leia mais

ANEXO I CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL GRADUAÇÃO PRESENCIAL- FTC SALVADOR

ANEXO I CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL GRADUAÇÃO PRESENCIAL- FTC SALVADOR ANEXO I DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL GRADUAÇÃO PRESENCIAL- FTC SALVADOR VALORES DOS Administração 8 semestres R$ 395,00 10% R$ 355,50 Biomedicina 8 semestres R$ 630,00 20% R$ 504,00 Ciências Aeronáuticas 6

Leia mais

Ficha Técnica. Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP

Ficha Técnica. Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP Referência Ficha Técnica Plano de comunicação Resolução n 1.025, de 30 de outubro de 29 Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP Elaboração Projeto ART e Acervo Técnico - Equipe

Leia mais

LEI Nº 740, DE 03 DE NOVEMBRO DE 2009.

LEI Nº 740, DE 03 DE NOVEMBRO DE 2009. LEI Nº 740, DE 03 DE NOVEMBRO DE 2009. Consolida a Legislação Municipal sobre Alimentação Escolar, no Município de Chapadão do Sul-MS, como um direito Constitucional dos Escolares e Dever do Estado, e

Leia mais

CONDOMÍNIO - DIREITOS E DEVERES DOS EMPREGADOS E DO SÍNDICO

CONDOMÍNIO - DIREITOS E DEVERES DOS EMPREGADOS E DO SÍNDICO CONDOMÍNIO - DIREITOS E DEVERES DOS EMPREGADOS E DO SÍNDICO Objetivo: Mostrar os direitos e os deveres de cada um: atribuições, responsabilidades, o que é permitido e o que é vedado, bem como expor aspectos

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

Passo a passo. para venda e aquisição dos produtos da agricultura familiar para atendimento da alimentação escolar.

Passo a passo. para venda e aquisição dos produtos da agricultura familiar para atendimento da alimentação escolar. Passo a passo para venda e aquisição dos produtos da agricultura familiar para atendimento da alimentação escolar 16 Revista CoopAlimento PNAE O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é o maior

Leia mais

SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES DE JOINVILLE/SC E REGIÃO

SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES DE JOINVILLE/SC E REGIÃO ATA ASSEMBLEIA GERAL 24 DE SETEMBRO DE 2015 15H ÀS 16H30 Local: Angélico s Restaurante. Rua Otto Benack, 101 Bom Retiro - Joinville/SC Participantes: Sr. Raulino João Schmitz, Sr. Angélico de Souza, Sr.

Leia mais

Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE

Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE Art. 14. da Art. 14. Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo trinta por cento deverá ser utilizado na aquisição de gêneros

Leia mais

Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012

Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012 Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012 Salvador, 14 de setembro de 2012 A editora da UFBA, EDUFBA lançou vários livros ontem na Biblioteca Central da UFBA. O evento teve uma boa aceitação

Leia mais

Projeto Tempero de Mãe

Projeto Tempero de Mãe Projeto Tempero de Mãe Secretaria Municipal de Educação 1 Introdução A nutrição da população brasileira está cada vez mais afetada de más influências que vão da ignorância de uns até a superstição de outros,

Leia mais

Institucional ESPAÇO 40 ANOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIJUÍ

Institucional ESPAÇO 40 ANOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIJUÍ Institucional ESPAÇO 40 ANOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIJUÍ Durante o período das comemorações alusivas aos 40 anos do Curso de Administração, este espaço será destinado a notícias e comunicados de

Leia mais

GUARAPUAVA ESPORTE CLUBE

GUARAPUAVA ESPORTE CLUBE GUARAPUAVA ESPORTE CLUBE EDITAL DE LICITAÇÃO PELA MODALIDADECONCORRÊNCIA Nº 01/2014 CONCESSÃO DE USO DE ESPAÇO FÍSICO PARA EXPLORAÇÃO DE BAR, LANCHONETE E RESTAURANTE DE SUAS PISCINAS ABERTAS. GUARAPUAVA

Leia mais

Data: 23 e 24 de maio de 2013 Horário: 08h00-17h00 Centro de Convenções Rebouças. Av. Rebouças, 600 (estacionamento) Av. Dr.

Data: 23 e 24 de maio de 2013 Horário: 08h00-17h00 Centro de Convenções Rebouças. Av. Rebouças, 600 (estacionamento) Av. Dr. Data: 23 e 24 de maio de 2013 Horário: 08h00-17h00 Centro de Convenções Rebouças. Av. Rebouças, 600 (estacionamento) Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 23 (portaria 1) Cerqueira Cesar São Paulo - SP Todos

Leia mais

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento Declaração de ciência do regulamento Declaramos, para os devidos fins, que: i) Estamos cientes e de acordo com as condições do Regulamento do Prêmio de Mérito Ambiental. ii) A empresa está cumprindo as

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 2.255/2007 Dá nova redação a Lei nº 1.453/200 que cria o Conselho de Alimentação Escolar e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE MOSSORÓ,

Leia mais

2. DO OBJETIVO Constitui objeto deste EDITAL, seleção de projetos para a realização dos Eventos Juninos nas áreas rurais e distritos de Canindé.

2. DO OBJETIVO Constitui objeto deste EDITAL, seleção de projetos para a realização dos Eventos Juninos nas áreas rurais e distritos de Canindé. PREFEITURA MUNICIPAL DE CANINDÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA E ESPORTE DE CANINDÉ EDITAL Nº: 002/2013 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS CONCORRENTES PARA A REALIZAÇÃO (APOIO A FESTEJOS JUNINOS)

Leia mais

Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica

Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional nos municípios ENCONTRO NACIONAL III Seminário Nacional de Vigilância

Leia mais

O surgimento de associações de agricultores ocorre em função de três movimentos sociais importante:

O surgimento de associações de agricultores ocorre em função de três movimentos sociais importante: 1. ASSOCIATIVISMO 1.1. Introdução As formas associativas de trabalho no campo já eram encontradas há muito tempo atrás entre os primitivos povos indígenas da América. As grandes culturas précolombianas

Leia mais

SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA REGIONAL DE TUBARÃO

SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA REGIONAL DE TUBARÃO Ata da Reunião da Diretoria Regional de Tubarão Aos 18 dias do mês de fevereiro de dois mil e quatorze, no Restaurante Cabana Grill, sito a Rua Nereu Ramos, n 977 Centro Braço do Norte/SC, as 20:00 horas,

Leia mais

NUTRIÇÃO. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC

NUTRIÇÃO. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC NUTRIÇÃO Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: NUTRIÇÃO Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo Base legal da Mantenedora

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

SANTA CATARINA. 1. Preâmbulo

SANTA CATARINA. 1. Preâmbulo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR DE SANTA CATARINA EDITAL 004/2013 PROCESSO SELETIVO PARA COMPOSIÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CENTRO COLABORADOR

Leia mais

Apresentação O PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E A PROMOÇÃO DA SAÚDE

Apresentação O PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E A PROMOÇÃO DA SAÚDE Apresentação O presente livreto é um material educativo destinado aos profissionais de educação de unidades escolares municipais do Rio de Janeiro, cujo objetivo é subsidiar ações para promover o consumo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IACANGA ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IACANGA ESTADO DE SÃO PAULO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2015 EDITAL DE RETIFICAÇÃO E DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES O Município de Iacanga, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, através da Empresa Astral Assessoria em

Leia mais

O Controle da Qualidade da Alimentação Escolar e a Capacitação dos Conselheiros

O Controle da Qualidade da Alimentação Escolar e a Capacitação dos Conselheiros O Controle da Qualidade da Alimentação Escolar e a Capacitação dos Conselheiros I Encontro Estadual da Educação do Ministério Público/BA Maio/2012 O que é o CECANE? Centro Colaborador em Alimentação e

Leia mais

REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos!

REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos! REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos! 2013 é um ano significativo para o Instituto Embraer: estamos comemorando 10 anos do Programa Parceria Social! Ao longo desses anos o Instituto Embraer pôde,

Leia mais

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO ESTUDANTIL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESTUDANTIL Capítulo I Âmbito de Aplicação,

Leia mais

Ofício CRN-8 nº 165 /2014 Diretoria Curitiba, 22 de outubro de 2014. Vossa Excelência a Senhora Secretária Municipal da Educação de Curitiba

Ofício CRN-8 nº 165 /2014 Diretoria Curitiba, 22 de outubro de 2014. Vossa Excelência a Senhora Secretária Municipal da Educação de Curitiba Ofício CRN-8 nº 165 /2014 Diretoria Curitiba, 22 de outubro de 2014. Vossa Excelência a Senhora Secretária Municipal da Educação de Curitiba Roberlayne de Oliveira Borges Roballo Assunto: Quadro Técnico

Leia mais

Art. 2º Ao Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA-SC - compete:

Art. 2º Ao Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA-SC - compete: LEI Nº 12.911, de 22 de janeiro de 2004 Dispõe sobre a criação do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA-SC - e do Fundo Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - FUNSEA-SC

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO 1 GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR INSTRUMENTO DE CHAMADA PÚBLICA Nº 01 /2015 GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR Chamada Pública

Leia mais

LEI Nº 2.422, DE 08 DE ABRIL DE 2008 CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia- / /

LEI Nº 2.422, DE 08 DE ABRIL DE 2008 CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia- / / LEI Nº 2.422, DE 08 DE ABRIL DE 2008 CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia- / / JANE APARECIDA FERREIRA =Responsável pelo placard= Dispõe sobre a composição,

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO S/A CNPJ: 62.002.886/0001-60 NIRE: 353.00015967

SÃO PAULO TURISMO S/A CNPJ: 62.002.886/0001-60 NIRE: 353.00015967 SÃO PAULO TURISMO S/A CNPJ: 62.002.886/0001-60 NIRE: 353.00015967 Tendo em vista a convocação da Assembleia Geral Extraordinária para o dia 19/06/2015, às 11h30 min, a São Paulo Turismo S/A, por meio do

Leia mais

Sem licitação, Alesp contrata Fipe e dois ex-secretários de SP por R$ 779 mil

Sem licitação, Alesp contrata Fipe e dois ex-secretários de SP por R$ 779 mil Sem licitação, Alesp contrata Fipe e dois ex-secretários de SP por R$ 779 mil Antonio Biondi Jornalista Daniel Garcia Nova sede da Fipe, na Avenida Corifeu de Azevedo Marques 74 Abril 2007 O secretário-geral

Leia mais

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO Profª Omara Machado Araujo de Oliveira Nutricionista (UFF) Mestre em Saúde Coletiva (UFF) Pós-Graduada em Nutrição Clínica ( UFF) Surgimento da Nutrição O campo da Nutrição

Leia mais

II Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade 2009

II Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade 2009 II Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade 2009 Introdução Com os objetivos de: Promover, conhecer e prestar reconhecimento aos empregados e terceiros residentes que realizam trabalhos voluntários

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Manual de Conduta Escritórios Brasília

Manual de Conduta Escritórios Brasília Manual de Conduta Escritórios Brasília 1 Prezado parceiro, você acaba de ingressar em um novo modelo de gestão de negócios. Seja bem-vindo. 2 Com o único objetivo de aprimorar o seu negócio vamos apresentar

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS 3. CURSO DE NUTRIÇÃO Área de atuação De acordo com a RESOLUÇÃO

Leia mais

Estudo comparado de duas experiências municipais de ASCOMs releitura à luz dos Planos Municipais de Saúde 2010-2013

Estudo comparado de duas experiências municipais de ASCOMs releitura à luz dos Planos Municipais de Saúde 2010-2013 Estudo comparado de duas experiências municipais de ASCOMs releitura à luz dos Planos Municipais de Saúde 2010-2013 Aurea Maria da Rocha Pitta aureapitta@fiocruz.br Grupo de Pesquisa Governos e Sociedade

Leia mais

LEI Nº 2.699, DE 8 DE SETEMBRO DE 2014.

LEI Nº 2.699, DE 8 DE SETEMBRO DE 2014. LEI Nº 2.699, DE 8 DE SETEMBRO DE 2014. Dispõe sobre adequação da Lei nº 1.253, de 12 de abril de 1996 que instituiu o Conselho de Alimentação Escolar do Município de Ananindeua, e dá outras providências.

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1- O QUE É UMA LIGA ACADÊMICA? As Ligas Acadêmicas são entidades sem fins lucrativos. As Ligas Acadêmicas

Leia mais

Chegar à metade do ano pode ser sinônimo de alívio ou

Chegar à metade do ano pode ser sinônimo de alívio ou Nunca é tarde para revolucionar sua carreira! Chegar à metade do ano pode ser sinônimo de alívio ou estresse. Esteja você feliz e realizado com os planos bem-sucedidos ou frustrado e sem perspectivas devido

Leia mais

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 1 Índice Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 A Empresa Informações sobre a empresa, farmacêuticas responsáveis, instalações, diferenciais

Leia mais