MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A"

Transcrição

1 MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A Companhia Aberta - CVM nº CNPJ nº / Rua Iguaçú, nº 291/363, Blumenau/SC Página 1 de 9

2 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Prezado Acionista, Este Manual foi elaborado pela Administração da Cremer S.A. ( Companhia ) com o objetivo prestar esclarecimentos e orientações aos Senhores Acionistas, para que participem da Assembléia Geral Extraordinária ( Assembléia ), que ocorrerá no dia 13 de agosto de 2009, às 11h, em sua sede, localizada na cidade de Blumenau, Estado de Santa Catarina, na Rua Iguaçu, nº 291/363. Nessa ocasião serão submetidas à sua apreciação, de acordo com as determinações legais e estatutárias, as Propostas da Administração, nos termos do respectivo Edital de Convocação. Contamos assim com a participação ativa e a colaboração de V.S.ª, no melhor interesse da Companhia. Blumenau, 8 de julho de ADMINISTRAÇÃO Luiz Serafim Spinola Santos José Eduardo Bandeira de Mello Anderson Lemos Birman José Alexandre Carneiro Borges Luiz Alves Paes de Barros Mário Fleck Pedro de Andrade Faria Sérgio Lisa de Figueiredo Página 2 de 9

3 COMO PARTICIPAR DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Seu voto é importante para a Companhia! Para participar da Assembléia, nos termos do art. 10, 5º, do Estatuto Social da Cremer S.A., V.S.ª deverá apresentar, com no mínimo setenta e duas horas de antecedência, além do documento de identidade e atos societários pertinentes que comprovem a representação legal, conforme o caso: (i) comprovante expedido pela instituição escrituradora, no máximo, 5 (cinco) dias antes da data da realização da Assembléia Geral; (ii) instrumento de mandato com reconhecimento da firma do outorgante; e/ou (iii) relativamente aos acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente. Se o acionista for pessoa jurídica, encaminhem-se os documentos societários que comprovem sua representação legal (contrato social ou estatuto social, eleição da administração e o instrumento de mandato do procurador). Para documentos estrangeiros, requer-se o reconhecimento da firma no país de origem e a notarização pelo consulado brasileiro competente. Com exceção dos documentos em língua inglesa, será requerida a tradução juramentada de todo o conteúdo do documento. A exigência de todas essas formalidades deve-se à preocupação da Companhia com a segurança jurídica que merecem as deliberações das Assembléias. V.S.ª poderá optar por participar da Assembléia por meio de procuração outorgada aos Srs. Tarcísio Oecksler e Arnaldo Ladaga Leomil, ambos advogados internos da Cremer S.A.. Esses advogados terão poderes limitados ao comparecimento à Assembléia para unicamente lançar o voto em conformidade com a sua expressa orientação, não tendo direito nem obrigação de tomar quaisquer outras medidas que ultrapassem sua determinação. A Companhia oferece no Anexo 1 deste Manual e no site de Relações com Investidores ( um modelo dessa procuração. Em cumprimento do art. 10, 5º, do Estatuto Social da Cremer S.A., ressaltamos que os documentos acima listados deverão ser recebidos com, no mínimo, setenta e duas horas de antecedência da data designada para a realização das Assembléias, para que possam ser processados e validados a tempo, de modo que V.S.ª possa participar da Assembléia. A Companhia recomenda que V.S.ª envie o quanto antes esses documentos, ao seguinte endereço: Rua Iguaçu 291/363 Bairro Itoupava Seca Blumenau SC - Brasil CEP A/C Gerência Jurídica Para obter outros esclarecimentos sobre documentos necessários à participação, fica à disposição nosso e- mail e telefone 55 (47) ou 55 (47) Página 3 de 9

4 EDITAL DE CONVOCAÇÃO CREMER S.A. CNPJ nº / CVM COMPANHIA ABERTA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Assembléia Geral Extraordinária Ficam convocados os Senhores Acionistas para a Assembléia Geral Extraordinária, que ocorrerá no dia 13 de agosto de 2009, às 11hs, na sede social da Cremer S.A., na Rua Iguaçú, nº 291/363, em Blumenau, Estado de Santa Catarina, para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: 1 - Aumento de capital, mediante a integralização de parte das reservas de capital, sem emissão de novas ações, e restituição aos acionistas do excesso de capital, no mesmo valor dessas reservas integralizadas, sem resgate nem cancelamento de ações, com preservação do valor original do capital social; 2 - Alteração do art. 28 do Estatuto Social para que a Cremer S.A. possa ser representada por procurador isoladamente nomeado por dois diretores; Informações Gerais: Os acionistas deverão apresentar, com no mínimo setenta e duas horas de antecedência, além do documento de identidade e/ou atos societários pertinentes que comprovem a representação legal, conforme o caso: comprovante expedido pela instituição escrituradora, no máximo, cinco dias antes da data da realização das Assembléias Gerais; instrumento de mandato com reconhecimento da firma do outorgante; e/ou relativamente aos acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente. Para facilitar a participação dos acionistas nas Assembléias Gerais, a Companhia oferece no site bem como na sua sede social na Diretoria de Relações com Investidores, o Manual da Assembléia contendo informações necessárias para compreensão das matérias em pauta e um modelo de procuração para voto. Blumenau, 8 de julho de 2009 LUIZ SERAFIM SPINOLA SANTOS Presidente do Conselho de Administração Página 4 de 9

5 PROPOSTAS DA ADMINISTRAÇÃO Na Assembléia Geral Extraordinária V.S.ª poderá votar sobre as seguintes matérias, que constam da ordem do dia do Edital de Convocação: 1 - Aumento de capital, mediante a integralização de parte das reservas de capital, sem emissão de novas ações, e restituição aos acionistas do excesso de capital, no mesmo valor dessas reservas integralizadas, sem resgate nem cancelamento de ações, sem alteração do valor original do capital social; Esclarecimentos: A Cremer S.A. possui, como demonstram seus balanços de 31 de março de 2009, reservas de capital da ordem de R$175 milhões de reais, refletidas numa forte posição de caixa. Tais recursos advieram dos próprios acionistas, quando da abertura de capital da Companhia em abril de 2007 (o IPO). Conforme o art. 200, IV da Lei 6.404/76, os acionistas podem utilizar as reservas de capital, dentre outras finalidades, para incorporação ao capital social. Com esse aumento, entretanto, o montante de capital superará o necessário para condução dos negócios sociais, criando uma situação de capital excessivo, que permite a sua restituição ao acionista, nos termos art. 173 da mesma lei. Proposta da Administração: A Administração propõe um aumento de capital, mediante a integralização de R$ ,00 (cento e vinte milhões de reais) provenientes da reserva de capital, nos termos do art. 200, IV da Lei 6.404/76, sem emissão de novas ações, bem como a restituição aos acionistas do excesso de capital, proporcionalmente à respectiva participação societária, nesse mesmo valor de R$ ,00 (cento e vinte milhões de reais), sem resgate nem cancelamento de ações, e SEM alteração do montante original do capital social, para os efeitos do 1º do art. 174 da Lei 6404/76. Assim que registrada essa operação na Junta Comercial de Santa Catarina, a Diretoria de Relações com Investidores da Companhia deverá divulgar Fato Relevante, nos termos da Instrução CVM nº 358/02, para informar a data do pagamento da restituição e o início da comercialização ex-restituição das ações de emissão da Companhia. O pagamento da restituição deverá ocorrer em até 10 dias após o registro na Junta Comercial. 2 - Alteração do art. 28 do Estatuto Social para que a Cremer S.A. possa ser representada por procurador isoladamente nomeado por dois diretores; Esclarecimentos: A atual redação do art. 28 do Estatuto Social da Companhia tem suscitado dúvidas a respeito da sua representação formal por meio de procuradores. Para resolver essa dúvida, propõe-se uma nova redação para o art. 28, sem alteração dos seus parágrafos. Conforme essa proposta, as procurações continuarão a ser outorgadas sempre por dois diretores, necessariamente com poderes expressos e limitados, ou seja, preserva-se a limitação que impede a existência de procuradores com plenos poderes. Página 5 de 9

6 Proposta da Administração: Aprovar a nova redação do caput do artigo 28 do Estatuto Social, conforme redação abaixo: Redação atual Artigo 28. A Companhia será sempre representada, em todos os atos, (i) pela assinatura conjunta de dois Diretores, (ii) pela assinatura conjunta de um Diretor e um procurador, e (iii) pela assinatura isolada de um Diretor, desde que expressamente e especificamente autorizado pelo Conselho de Administração para assinatura de determinados documentos, nos termos de ata de Reunião do Conselho de Administração lavrada no livro próprio. 1º. Todas as procurações serão outorgadas pelos dois Diretores em conjunto, mediante mandato com poderes específicos e prazo determinado, exceto nos casos de procurações ad judicia, caso em que o mandato pode ser por prazo indeterminado, por meio de instrumento público ou particular. Qualquer dos Diretores ou procurador, isoladamente, poderá representar, ativa ou passivamente, a Companhia em juízo. 2º. É vedado aos Diretores obrigar a Companhia em negócios estranhos ao objeto social e ao interesse da Companhia; obrigar a Companhia em financiamentos, fianças, avais ou garantias de favor ou não relacionadas com os negócios da Companhia; bem como receber de terceiros qualquer vantagem pessoal, direta ou indireta, em razão do exercício de seu cargo. Proposta (alteração destacada em negrito) Artigo 28. A Companhia será sempre representada, em todos os atos, (i) pela assinatura conjunta de dois Diretores, (ii) pela assinatura conjunta de um Diretor e um procurador, (iii) pela assinatura isolada de um Diretor, desde que expressamente e especificamente autorizado pelo Conselho de Administração para assinatura de determinados documentos, nos termos de ata de Reunião do Conselho de Administração lavrada no livro próprio, (iv) pela assinatura isolada de um procurador, e (v) pela assinatura conjunta de dois ou mais procuradores. 1º. Todas as procurações serão outorgadas pelos dois Diretores em conjunto, mediante mandato com poderes específicos e prazo determinado, exceto nos casos de procurações ad judicia, caso em que o mandato pode ser por prazo indeterminado, por meio de instrumento público ou particular. Qualquer dos Diretores ou procurador, isoladamente, poderá representar, ativa ou passivamente, a Companhia em juízo. 2º. É vedado aos Diretores obrigar a Companhia em negócios estranhos ao objeto social e ao interesse da Companhia; obrigar a Companhia em financiamentos, fianças, avais ou garantias de favor ou não relacionadas com os negócios da Companhia; bem como receber de terceiros qualquer vantagem pessoal, direta ou indireta, em razão do exercício de seu cargo. Parecer do Conselho Fiscal: O Conselho Fiscal da Companhia, em cumprimento de suas obrigações legais e estatutárias, assim manifestou-se a respeito das matérias submetidas a presente Assembléia: Os membros efetivos do Conselho Fiscal da Cremer S.A. examinaram a Proposta do Conselho de Administração, relativa a: 1) Aumento de capital, mediante a integralização de parte das reservas de capital, sem emissão de novas ações, e restituição aos acionistas do excesso de capital, no mesmo valor dessas reservas integralizadas, sem resgate nem cancelamento de ações, com preservação do valor original do capital social; 2) Alteração do art. 28 do Estatuto Social para que a Cremer S.A. possa ser representada por procurador isoladamente nomeado por dois diretores. Por entender plenamente justificadas, o Conselho Fiscal opina Página 6 de 9

7 favoravelmente a que seja submetida à apreciação da Assembléia Geral. São Paulo, 08 de julho de 2009." Rafael Alves Rodrigues Eduardo Cysneiros de Morais Sebastião de Paula Nogueira Encerramento: A Administração da Companhia reitera seu compromisso com as melhores práticas de governança para a nossa Companhia. Agradecemos desde já a participação ativa e colaboração de V.S.ª, no melhor interesse da Companhia. Blumenau, 8 de julho de 2009 ADMINISTRAÇÃO Página 7 de 9

8 ANEXO 1 - MODELO DE PROCURAÇÃO [ACIONISTA], [QUALIFICAÇÃO] ( Outorgante ), nomeia e constitui como seus procuradores, os Srs. ARNALDO LADAGA LEOMIL, portador da cédula de identidade RG nº SSP/PR, inscrito no CPF/MF nº , e TARCÍSIO OECKSLER, portador da cédula de identidade RG nº /SSP- SC, inscrito no CPF/MF nº , ambos brasileiros, casados, advogados da Cremer S.A. ( Companhia ), com endereço na sede social da Companhia localizada na Rua Iguaçu, n.º 291/363, em Blumenau, Estado de Santa Catarina, para, agindo isoladamente, observada a ordem de nomeação, representar o Outorgante, na qualidade de acionista da Companhia, na Assembléia Geral Extraordinária a ser realizada em primeira convocação no dia 13 de agosto de 2009, às 11 horas, e, se necessário, também na sua segunda convocação, podendo examinar, discutir e votar em nome do Outorgante, em conformidade com as orientações estabelecidas abaixo. ORIENTAÇÃO DE VOTO: Pauta de deliberações da Assembléia Geral Extraordinária 1 - Aumento de capital, mediante a integralização de parte das reservas de capital, sem emissão de novas ações, e restituição aos acionistas do excesso de capital, no mesmo valor dessas reservas integralizadas, sem resgate nem cancelamento de ações, sem alteração do valor original do capital social; Voto nas Propostas da Administração (O Acionista deve marcar ao lado o voto escolhido.) Favor Contra Abstenção 2 - Alteração do art. 28 do Estatuto Social para que a Cremer S.A. possa ser representada por procurador isoladamente nomeado por dois diretores; Favor Contra Abstenção Os procuradores detêm poderes limitados ao comparecimento às Assembléias e ao lançamento de voto em conformidade com a orientação de voto acima, não tendo direito nem obrigação de tomar quaisquer outras medidas que não sejam necessárias ao exato cumprimento das orientações de voto indicadas abaixo. Os procuradores ficam autorizados a se abster em qualquer deliberação ou assunto para o qual não tenham recebido orientações de voto específicas. O presente instrumento de mandato tem prazo de validade de 3 (três) meses, a partir da presente data. [Cidade,] [ ] de [ ] de [ACIONISTA] Página 8 de 9

9 Instruções sobre o preenchimento da procuração: (1) V.Sa. deverá preencher a procuração incluindo vossa qualificação completa e, conforme o caso, de vosso representante legal que assinar a procuração, bem como a qualificação completa do procurador a ser nomeado. (2) V.Sa. deverá enviar à sede da Companhia, em atenção à Gerência Jurídica, os seguintes documentos: (a) via original ou cópia autenticada da procuração; e (b) (i) comprovante expedido pela instituição escrituradora nos 5 (cinco) dias que antecederem a Assembléia; (ii) o instrumento de mandato com reconhecimento da firma do outorgante; e/ou (iii) relativamente aos acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente. (3) A Companhia examinará a procuração e os documentos comprobatórios de representação e, se não puder validar a representação com base nos documentos recebidos, não entregará a procuração para o procurador designado acima. (4) Os documentos assinados no exterior deverão ser notarizados perante o consulado brasileiro competente. (5) Juntamente com a procuração, cada acionista que não for pessoa natural ou que não estiver assinando a procuração em seu próprio nome deverá enviar documentos comprobatórios dos poderes do signatário para representá-lo. (6) Os documentos listados nos itens 2 e 5 acima deverão ser recebidos com, no mínimo, 72 (setenta e duas) horas de antecedência da data designada para a realização da Assembléia, para que possam ser processados e validados a tempo de V.Sa. ser representado na Assembléia. O endereço para o qual estes documentos devem ser enviados é: CREMER S.A Rua Iguaçu 291/363 Bairro Itoupava Seca Blumenau SC - Brasil CEP A/C Gerência Jurídica (7) A Companhia recomenda que V.Sa. antecipe o envio de cópia da procuração e dos documentos de comprovação da qualidade de acionista e de representação, remetendo tais documentos via fac-símile para o número , em atenção à Gerência Jurídica, ou por para: *-*-* Página 9 de 9

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A.

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 29.04.2014 Manual de Participação em Assembléias Gerais de Acionistas 1 Sumário Pag. Mensagem da Administração ( 3 ) Estatuto Social

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ÍNDICE. Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ÍNDICE. Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04 ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA JUNHO/2011 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04 Mensagem do Departamento

Leia mais

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ABRIL/2013 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 03 Mensagem

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA AGO DE 30 DE ABRIL DE 2010 1 ÍNDICE Mensagem da Administração 03 Local, data e hora da Assembléia Geral Órdinária 04 Disponibilização de documentos

Leia mais

BIOSEV S.A. CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta

BIOSEV S.A. CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA A SER REALIZADA EM 27 DE SETEMBRO DE 2012 O presente manual ( Manual

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015 MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015 ÍNDICE Mensagem da Administração... 3 Orientações para a Participação de Acionistas e Prazos...

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração A administração da EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ( Companhia

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. Por este instrumento, OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A., companhia aberta

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO Pedido Público de Procuração A administração da ALL AMÉRICA LATINA

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração A administração da EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ( Companhia

Leia mais

TOTVS S.A. CNPJ/MF Nº 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ANEXO I À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2015

TOTVS S.A. CNPJ/MF Nº 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ANEXO I À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2015 TOTVS S.A. CNPJ/MF Nº 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ANEXO I À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2015 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES E

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. SH RECIFE COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. por LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE MERCADO SDM

SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE MERCADO SDM São Paulo, 12 de dezembro de 2014. À COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS CVM Rua Sete de Setembro, nº 111 Rio de Janeiro, RJ SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE MERCADO SDM At.: Ilma. Sra. Flavia Mouta

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO 1 PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO O presente protocolo firmado entre: - COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO, sociedade com sede na Capital do Estado de São Paulo, na Av. Brigadeiro Luiz Antonio

Leia mais

INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto

INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO A administração da INTERNATIONAL

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 1. OBJETIVO, ADESÃO E ADMINISTRAÇÃO 1.1 - A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1.º - O Conselho Fiscal do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor- FAPS, criado

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A.

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. AGOE DE 28 DE ABRIL DE 2012. SUMÁRIO Mensagem da Administração... 03 Data, hora e local

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. Estabelece as informações contábeis e societárias a serem apresentadas pelas Concessionárias de Serviço Público de Infraestrutura Aeroportuária e pelos administradores dos

Leia mais

TOTVS S.A. CNPJ/MF 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 28 DE OUTUBRO DE 2014

TOTVS S.A. CNPJ/MF 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 28 DE OUTUBRO DE 2014 TOTVS S.A. CNPJ/MF 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 28 DE OUTUBRO DE 2014 1. - DATA, HORA E LOCAL DA REUNIÃO: Realizada no dia 28 de outubro

Leia mais

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS ABERTURA Pessoa da cooperativa que não fará parte da mesa verifica o número de associados presentes certificando o quorum

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Aos 18

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos Artigo 1º - O Comitê de Pessoas ( Comitê ) de Lojas Renner S.A. ( Companhia ), órgão estatutário, de caráter consultivo

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta

BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta Companhia Aberta ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 12 DE MAIO DE 2011 1. Data, Hora e Local: Às 10:00 horas do dia 12 de maio de 2011, na sede social da Companhia, na Cidade e Estado

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. APROVADA NA RCA DE 18/03/2009 SUMÁRIO I OBJETIVO... 3 II - ADMINISTRAÇÃO DA POLÍTICA... 3 II.1

Leia mais

MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658. Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010

MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658. Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010 MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658 Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010 DATA, LOCAL E HORÁRIO DA ASSEMBLÉIA: Realizada em 15 de janeiro

Leia mais

MODELOS DE DOCUMENTOS CONDOMINIAIS

MODELOS DE DOCUMENTOS CONDOMINIAIS MODELOS DE DOCUMENTOS CONDOMINIAIS ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMÍNIO EDIFÍCIO. Aos dias do mês de de, reuniram-se em Assembléia Geral (Ordinária ou Extraordinária) os Senhores Condôminos

Leia mais

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL DO FUNDO DE INVESTIMENTO

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL DO FUNDO DE INVESTIMENTO Rio de Janeiro, 18 de agosto de 2014. CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL DO FUNDO DE INVESTIMENTO Prezados Senhores, BB GESTÃO DE RECURSOS - DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A., na qualidade

Leia mais

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012 Sumário I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Divulgação de Informação

Leia mais

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA.

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias ( Política

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. CNPJ 02.328.280/0001-97 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.238.280/0001-97 Rua Ary Antenor de Souza, nº 321,

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. E ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Pelo presente instrumento particular, as partes abaixo

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política

Leia mais

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE Em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, a Cyrela Commercial Properties

Leia mais

PORTO SEGURO S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 NIRE 35.300.151.666 Companhia Aberta

PORTO SEGURO S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 NIRE 35.300.151.666 Companhia Aberta PORTO SEGURO S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 NIRE 35.300.151.666 Companhia Aberta ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 10 DE NOVEMBRO DE 2009 1. Data, hora e local:

Leia mais

5. Deliberações: os conselheiros deliberaram, por unanimidade de votos, e sem quaisquer restrições, aprovar a submissão à AGE:

5. Deliberações: os conselheiros deliberaram, por unanimidade de votos, e sem quaisquer restrições, aprovar a submissão à AGE: RAÍZEN ENERGIA S.A. CNPJ/MF 08.070.508/0001-78 NIRE 35.300.339.16-9 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 15 DE SETEMBRO DE 2014 1. Data, Horário e Local: a reunião do Conselho de Administração

Leia mais

INSTRUÇÕES NORMATIVAS - DNRC

INSTRUÇÕES NORMATIVAS - DNRC INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 88, DE 02 DE AGOSTO DE 2001 Dispõe sobre o arquivamento dos atos de transformação, incorporação, fusão e cisão de sociedades mercantis. O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE REGISTRO

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 9 de março de 2009 1. Data, Hora e Local. Realizada, em primeira

Leia mais

LPS BRASIL - CONSULTORIA DE IMÓVEIS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF 08.078.847/0001-09 NIRE 35.300.331.494

LPS BRASIL - CONSULTORIA DE IMÓVEIS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF 08.078.847/0001-09 NIRE 35.300.331.494 LPS BRASIL - CONSULTORIA DE IMÓVEIS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF 08.078.847/0001-09 NIRE 35.300.331.494 ATA DE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 01 DE MARÇO DE 2013. Data,

Leia mais

ETF. Exchange Traded Fund. Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA

ETF. Exchange Traded Fund. Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA ETF Exchange Traded Fund ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA 2 Procedimentos para Registro

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. I - DEFINIÇÕES 1. As definições utilizadas na presente Política de Divulgação de

Leia mais

MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO

MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO Artigo 1º. Para registro do Certificado de Depósito de Valores Mobiliários - BDR Nível I Não Patrocinado

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO I Do Objetivo 1.1 Esta política tem por objetivo estabelecer os requisitos e os princípios que nortearão a Finacap Consultoria Financeira

Leia mais

AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2010.

AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2010. AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2010. Rio de janeiro, 29 de Abril, 2011. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 2 I. Finalidade A presente Política de Divulgação de Informações e de Negociação de Ações tem como finalidade estabelecer as práticas de divulgação

Leia mais

MINASMÁQUINAS S/A CNPJ/MF: 17.161.241/0001-15 NIRE:31300041727 Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO

MINASMÁQUINAS S/A CNPJ/MF: 17.161.241/0001-15 NIRE:31300041727 Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO MINASMÁQUINAS S/A CNPJ/MF: 17.161.241/0001-15 NIRE:31300041727 Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO Art. 1º - Sob a denominação de MINASMÁQUINAS S/A,

Leia mais

HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. São Paulo, novembro de 2014

HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. São Paulo, novembro de 2014 HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS São Paulo, novembro de 2014 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REDITUS - SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S.A.

REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REDITUS - SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S.A. REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REDITUS - SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S.A. ARTIGO 1.º (Âmbito e Aplicabilidade) 1. O presente regulamento estabelece as regras

Leia mais

EDITAL DE COMPOSIÇÃO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS

EDITAL DE COMPOSIÇÃO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS EDITAL DE COMPOSIÇÃO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS A Secretaria Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente convida os Órgãos Públicos

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. 1 CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto Setembro de 2012 Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 50 13º andar 04543-000 Itaim Bibi - São Paulo - SP Tel 55 11 3318-9400 - Fax 55 11 3318 9403 Esta Política estabelece

Leia mais

Lista de documentos mínimos necessários para o início do processo de solicitação de autorização de funcionamento por Modalidade

Lista de documentos mínimos necessários para o início do processo de solicitação de autorização de funcionamento por Modalidade Lista de documentos mínimos necessários para o início do processo de solicitação de autorização de funcionamento por Modalidade Administradora de Benefícios Documento Requerimento formal solicitando a

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Para a Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada em 16 de julho de 2015 às 11:00 horas. EXPOSIÇÃO AOS ACIONISTAS Aos Senhores Acionistas da Telefônica Brasil S.A. ( Companhia,

Leia mais

OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL LTDA. CNPJ/MF nº 02.919.555/0001-67 NIRE 35.215.439.553 34ª ALTERAÇÃO CONTRATUAL PARA TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE

OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL LTDA. CNPJ/MF nº 02.919.555/0001-67 NIRE 35.215.439.553 34ª ALTERAÇÃO CONTRATUAL PARA TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL LTDA. CNPJ/MF nº 02.919.555/0001-67 NIRE 35.215.439.553 34ª ALTERAÇÃO CONTRATUAL PARA TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE OHL CONCESIONES S.L., UNIPERSONAL, sociedade devidamente constituída

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 AVISO AOS ACIONISTAS

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 AVISO AOS ACIONISTAS EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 AVISO AOS ACIONISTAS A EDP - ENERGIAS DO BRASIL S.A. ( Energias do Brasil ) comunica aos Senhores Acionistas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL PRESIDENTE VARGAS. Capítulo I Da denominação e sede

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL PRESIDENTE VARGAS. Capítulo I Da denominação e sede REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL PRESIDENTE VARGAS Capítulo I Da denominação e sede Art. 1º A Associação dos Amigos do Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas,

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO 1/8 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADOR REVISOR APROVADOR Ana Bezerra Diretora Corporativa Carolina Vilela Analista de Controles Internos e Compliance Luiz Eduardo Franco de Abreu Diretor-Presidente Antonio

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES 1 ANEXO VII A DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATO IMPEDITIVO (local, data) Ref.: CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº /2009 Declaração de Inexistência de Fato Impeditivo Prezados Senhores,

Leia mais

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e,

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e, DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013 Cria a Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro S/A RIOSAÚDE e aprova seu Estatuto. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A.

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. Aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 27 de abril de 2012

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL RESOLUÇÃO Nº. 073/12-COGEP de 07/12/12 Curitiba

Leia mais

BRASILAGRO COMPANHIA BRASILEIRA DE PROPRIEDADES AGRÍCOLAS Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 07.628.528/0001-59 NIRE 35.300.326.

BRASILAGRO COMPANHIA BRASILEIRA DE PROPRIEDADES AGRÍCOLAS Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 07.628.528/0001-59 NIRE 35.300.326. BRASILAGRO COMPANHIA BRASILEIRA DE PROPRIEDADES AGRÍCOLAS Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 07.628.528/0001-59 NIRE 35.300.326.237 ATA DA 89ª REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA

Leia mais

NOVABASE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.

NOVABASE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. NOVABASE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. D. João II, lote 1.03.2.3., Parque das Nações, Lisboa Capital Social: 15.700.697 Euros Número de matrícula na Conservatória

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE ATOS OU FATOS RELEVANTES

MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE ATOS OU FATOS RELEVANTES MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE ATOS OU FATOS RELEVANTES 1. CARACTERIZAÇÃO O presente documento destina-se a estabelecer a Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante da Companhia Aberta Companhia

Leia mais

RESOLVEU: I - probidade na condução das atividades no melhor interesse de seus clientes e na integridade do mercado;

RESOLVEU: I - probidade na condução das atividades no melhor interesse de seus clientes e na integridade do mercado; Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações em bolsas de valores e dá outras providências. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS torna público que o Colegiado, em sessão

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE F A TO RELEV A N TE A Telefônica Brasil S.A. ("Companhia" ou Telefônica Brasil ), na forma e para os fins das Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, conforme alteradas e, em complementação aos Fatos Relevantes

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A.

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE CYTOLAB LABORATÓRIO DE ANATOMIA PATOLÓGICA, CITOLOGIA DIAGNÓSTICA E ANÁLISES CLÍNICAS LTDA POR DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Pelo presente instrumento particular,

Leia mais

MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO

MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Art.1 o - A (o) também designada (o) pela sigla, (se usar sigla), fundada (o) em de de é uma associação, sem

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO "NOVO LEBLON"

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO NOVO LEBLON ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO "NOVO LEBLON" I - Denominação e Objetivo ARTIGO 1º - O Clube de Investimento Novo Leblon, doravante designado Clube é constituído por número limitado de membros

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES PROGRESSO. no montante total de até

FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES PROGRESSO. no montante total de até UBS PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM comunica o início da distribuição, de até 240 (duzentas e quarenta) cotas, escriturais, com valor inicial de R$1.000.000,00 (um milhão de reais), de emissão do

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. Versão Maio/2013 1 CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. Que celebram: ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A., companhia aberta, com sede na

Leia mais

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. (subsidiária integral do Banco do Brasil S.A.) ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 I. DATA, HORA E LOCAL: Em 31 de dezembro de 2012

Leia mais

MEMORANDO AOS CLIENTES MERCADO DE CAPITAIS INSTRUÇÃO CVM 535/13

MEMORANDO AOS CLIENTES MERCADO DE CAPITAIS INSTRUÇÃO CVM 535/13 MEMORANDO AOS CLIENTES MERCADO DE CAPITAIS Fundos de Investimento em Participações Julho de 2013 INSTRUÇÃO CVM 535/13 A Comissão de Valores Mobiliários ( CVM ) publicou, em 28 de junho de 2013, a Instrução

Leia mais

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Reunião: Política de Negociação de Valores Mobiliários (Portuguese only) MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

EDITAL Nº 068/2014 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL Nº 068/2014 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL Nº 068/2014 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A Diretoria de Pós-graduação e Extensão do Centro Universitário Senac, no uso de suas atribuições, torna pública

Leia mais

PORTARIA MPS N 170/2012 DE 25 DE ABRIL DE 2012 IMPLEMENTAÇÃO DE COMITÊ DE INVESTIMENTOS E OUTROS CONTROLES

PORTARIA MPS N 170/2012 DE 25 DE ABRIL DE 2012 IMPLEMENTAÇÃO DE COMITÊ DE INVESTIMENTOS E OUTROS CONTROLES NOTA TÉCNICA N.º 008/2012 PORTARIA MPS N 170/2012 DE 25 DE ABRIL DE 2012 IMPLEMENTAÇÃO DE COMITÊ DE INVESTIMENTOS E OUTROS CONTROLES O assunto tratado na presente Nota Jurídica é de fundamental importância

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte, nos

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS AMERICANAS S.A. REALIZADA EM 11 DE MARÇO DE 2014, ÀS 10:00 H. I.

Leia mais

Aos Fundos exclusivos ou restritos, que prevejam em seu regulamento cláusula que não obriga a adoção, pela TRIAR, de Política de Voto;

Aos Fundos exclusivos ou restritos, que prevejam em seu regulamento cláusula que não obriga a adoção, pela TRIAR, de Política de Voto; Política de Exercício de Direito de Voto em assembleias gerais de fundos de investimento e companhias emissoras de valores mobiliários que integrem as carteiras dos fundos de investimento geridos pela

Leia mais

Manual da Assembleia Geral Ordinária. Hotel Hilton São Paulo Morumbi

Manual da Assembleia Geral Ordinária. Hotel Hilton São Paulo Morumbi Manual da Assembleia Geral Ordinária 26 de março de 2015 às 10h00 Hotel Hilton São Paulo Morumbi Atualizado em 24.02.2015 CNPJ: 01.082.331/0001-80 Legenda da Barra Inferior Voltar ao Slide Inicial Voltar

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES 1 ANEXO VII A DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATO IMPEDITIVO (local, data) Ref.: CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº xxxxxxxxxxxxxx Declaração de Inexistência de Fato Impeditivo Prezados

Leia mais

PARTICIPAÇÃO % NO CAPITAL TOTAL: 6,09

PARTICIPAÇÃO % NO CAPITAL TOTAL: 6,09 PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 4º TRIMESTRE 2011 Setor de Governança em Participações EMPRESA: INEPAR ENERGIA DATA DA REALIZAÇÃO: 03/11/2011 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: CRISTIANO

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão 1. As definições utilizadas no presente instrumento têm os significados que lhes são atribuídos

Leia mais

IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta

IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO REALIZAÇÃO DE PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO Ideiasnet S.A. ( Companhia ), de acordo com o artigo 27

Leia mais

SAN.A.IN.NA 35. Controle de Acesso aos Serviços Disponíveis ao Fornecedor no Portal da Sanasa na INTERNET 1. FINALIDADE

SAN.A.IN.NA 35. Controle de Acesso aos Serviços Disponíveis ao Fornecedor no Portal da Sanasa na INTERNET 1. FINALIDADE ISO 91 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. SENHA DE CONTROLE DE ACESSO 5. ASSINATURA ELETRÔNICA 6. NORMAS QUE DEVERÃO SER CONSULTADAS ANTES DE GERAR O REQUERIMENTO

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS SUL AMÉRICA INVESTIMENTOS DTVM S.A. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Art. 1º. A presente política, em conformidade com o Código de Auto-Regulação

Leia mais

Deveres e Responsabilidades dos Membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal. Os Deveres dos Conselheiros na Instrução CVM nº 358/02

Deveres e Responsabilidades dos Membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal. Os Deveres dos Conselheiros na Instrução CVM nº 358/02 1 Deveres e Responsabilidades dos Membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal Os Deveres dos Conselheiros na Instrução CVM nº 358/02 Elizabeth Lopez Rios Machado SUPERINTENDÊNCIA DE RELAÇÕES

Leia mais

REGISTRO DE CONTRADOS / ES

REGISTRO DE CONTRADOS / ES REGISTRO DE CONTRADOS / ES O presente trabalho tem como objetivo padronizar procedimentos para implantação do sistema de registro de contratos de financiamentos de veículos com cláusula de alienação fiduciária,

Leia mais

ABIMEX IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2012

ABIMEX IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2012 ABIMEX IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2012 Rio de Janeiro, 30 de Abril, 2013. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais