MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A."

Transcrição

1 MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. AGOE DE 28 DE ABRIL DE 2012.

2 SUMÁRIO Mensagem da Administração Data, hora e local e Esclarecimentos Preliminares Ordem do dia da Assembleia Geral Ordinária Ordem do dia da Assembleia Geral Extraordinária Orientação para Participação nas Assembleias Gerais Disponibilização de Documentos Proposta do Conselho de Administração Edital de Convocação Anexo I - Modelo de Procuração sem Orientação de Voto Anexo II - Modelo de Procuração cem Orientação de Voto... 20

3 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Prezados Acionistas, A Marfrig Alimentos S/A em conformidade com suas políticas de governança corporativa e respeitando a transparência para com seus investidores, com muita honra, convida os Senhores para participarem das Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, a serem realizadas no dia 28 de abril de 2012, às 9h, na sede da Companhia localizada na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, CEP Os assuntos a serem deliberados nestas Assembleias constam das próximas páginas deste Manual. Os documentos pertinentes a tais deliberações encontram-se à disposição dos Acionistas, na sede da Companhia, bem como no site de Relações com Investidores Esperamos que o presente Manual possa contribuir para a efetiva participação dos senhores acionistas nas referidas assembleias. Cordialmente, Marcos Antonio Molina dos Santos Presidente do Conselho de Administração

4 ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA Data, Hora e Local: As Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária foram convocada para realizar-se: Dia: 28 de abril de 2012 Horário: 09h00min. Solicitamos que os acionistas compareçam para as assembleias com antecedência de meia hora para os competentes procedimentos cadastrais. Local: Av. Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo. Editais de Convocação: Os Editais de Convocação das Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária serão publicados nas edições de 28/03/2012, 29/03/2012 e 30/03/2012 no Diário Oficial do Estado de São Paulo e no Jornal Valor Econômico. Esclarecimentos Preliminares: A Assembleia Geral Ordinária e a Assembleia Geral Extraordinária foram convocadas cumulativamente para a mesma data, hora e local, conforme faculta a Lei nº 6.404/76 ( Lei das S.A. ), visando a simplificar e facilitar a participação dos acionistas da Companhia. A participação dos Acionistas nas referidas Assembleias é de suma importância.

5 Informamos que, para a instalação da Assembleia Geral Ordinária, será necessária a presença de pelo menos 1/4 (um quarto) do capital social da Companhia, de acordo com o Artigo 125 da Lei das S.A. Caso esse quórum legal não seja atingido, a Companhia anunciará nova data para a realização da Assembleia Geral Ordinária em segunda convocação, podendo ser instalada com a presença de qualquer número de acionistas. Igualmente, informamos que para a instalação da Assembleia Geral Extraordinária, que irá deliberar a alteração do Estatuto Social da Companhia, nos termos do Artigo 135 da Lei das S.A., será necessária a presença de, pelo menos, 2/3 (dois terços) do capital social com direito de voto da Companhia. Caso esse quórum não seja atingido, a Companhia anunciará nova data para a realização da Assembleia Geral Extraordinária em segunda convocação, podendo ser instalada com a presença de qualquer número de acionistas. A participação nas Assembleias poderá ser pessoal ou por procurador devidamente constituído.

6 ORDEM DO DIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA Na Assembleia Geral Ordinária serão deliberadas as seguintes matérias constantes da ordem do dia: 1) Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31/12/2011. O Relatório da Administração e as Demonstrações Financeiras da Companhia preparadas pela administração da Companhia, acompanhadas do parecer dos auditores independentes, relativos ao exercício social findo em 31/12/2011, foram aprovados pelo Conselho de Administração em reunião realizada no dia 23/03/2012. O Conselho Fiscal participou da referida reunião do Conselho de Administração e emitiu parecer em que opinou que o relatório da administração e as demonstrações financeiras estavam em condições de serem submetidos à apreciação dos acionistas em Assembleia Geral Ordinária. As Demonstrações Financeiras expressam a situação econômico-financeira da Companhia, bem como as mutações patrimoniais ocorridas no exercício social findo, permitindo aos acionistas avaliar a situação patrimonial da Marfrig. A KPMG AUDITORES INDEPENDENTES examinou as citadas demonstrações financeiras e emitiu parecer concluindo que as mesmas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Marfrig e das suas controladas. Encontram-se à disposição dos acionistas na sede social da Companhia, em sua página de Relações com Investidores e nos sites da BM&FBOVESPA e da Comissão de Valores Mobiliários, os seguintes documentos relativos a esse item da ordem do dia: (a) Relatório da Administração; (b) Demonstrações Financeiras; (c) Parecer dos Auditores Independentes; d) Parecer do Conselho Fiscal; e) Relatório do Comitê de Auditoria; (f) Comentários dos diretores sobre a situação financeira da Companhia requeridos pelo item 10 do

7 Formulário de Referência, conforme Instrução nº 480, de 7 de dezembro de 2009, da Comissão de Valores Mobiliários ( ICVM 480 ); (e) Formulário de Demonstrações Financeiras Padronizadas DFP. 2) Eleger os membros do Conselho Fiscal da Companhia; O atual Conselho Fiscal da Marfrig Alimentos S.A. foi eleito na Assembleia Geral Ordinária realizada em 30 de abril de 2011, para mandato de 01 (um) ano, encerrando-se, portanto, nesta Assembleia Geral Ordinária. A Administração propôs aos acionistas da Companhia a eleição dos seguintes membros ao Conselho Fiscal da Companhia: Candidatos Efetivos a Membros do Conselho Fiscal: Srs. Peter Vaz da Fonseca, Marcílio José da Silva e Ângelo Guilherme da Silva. Candidatos Suplentes a Membros do Conselho Fiscal: Srs. Marcello Froldi Negro, Marcelo Silva e Carlos Alberto Loureiro Guimarães Junior. Os membros do Conselho Fiscal terão um mandato de 1 (um) ano, encerrando-se na Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no ano de Sobre esse item da ordem do dia, encontram-se à disposição dos acionistas as informações exigidas pelos itens 12.6 a do Formulário de Referência previsto pela ICVM ) Fixar a remuneração global dos membros do Conselho de Administração, Diretoria e Conselho Fiscal para o exercício de Em reunião realizada em 23/03/2012, às 18h, os membros do Conselho de Administração da Companhia, aprovaram a proposta de remuneração global dos Administradores a ser submetida à Assembleia Geral de Acionistas para o exercício de 2012, no valor de R$ ,00 (dezoito milhões de reais), para os

8 membros do Conselho de Administração, da Diretoria e do Conselho Fiscal, incluídos todos os benefícios e encargos. Deste total, cerca de R$ ,00 (doze milhões e duzentos mil reais) referem-se à remuneração dos Diretores, cerca de R$ ,00 (cinco milhões e duzentos mil reais) correspondem à remuneração do Conselho de Administração, e os demais R$ ,00 (seiscentos mil reais) referem-se à remuneração do Conselho Fiscal. Sobre este item da ordem do dia, encontram-se à disposição dos acionistas as informações exigidas pelo item 13 do Formulário de Referência previsto pela ICVM 480.

9 ORDEM DO DIA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 1) Proceder à reforma do Estatuto Social da Marfrig Alimentos S.A. para adaptá-lo às novas disposições do Regulamento do Novo Mercado da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros: A Marfrig Alimentos S.A. é uma companhia listada no segmento de negociação denominado Novo Mercado, cujo Regulamento passou por um processo de revisão de suas regras no ano de Diante disso, foram propostas alterações no Estatuto Social para adaptação às novas regras do citado Regulamento. Seguem abaixo as alterações propostas: (i) Inclusão dos parágrafos 2º e 3º ao artigo 3º do Estatuto para prever que a Companhia, seus acionistas, administradores e membros do Conselho Fiscal sujeitam-se às disposições do Regulamento do Novo Mercado; (ii) Alteração do artigo 7º do Estatuto para prever que a Companhia não poderá emitir ações preferenciais, conforme cláusulas mínimas previstas no Regulamento do Novo Mercado; (iii) Inclusão do parágrafo 4º ao artigo 13 do Estatuto para prever que os cargos de presidente do conselho de administração e de diretor presidente ou principal executivo da Companhia não poderão ser acumulados pela mesma pessoa. Tal regra somente será válida a partir de 10 de maio de 2014, conforme previsto no novo artigo 45 do estatuto social e no item 14.5 do Regulamento do Novo Mercado; (iv) Inclusão de novo inciso (inciso XXIII ) ao artigo 19 do Estatuto de forma a prever a necessidade de manifestação do Conselho de Administração a respeito de qualquer oferta pública de aquisição de ações que tenha por objeto as ações de emissão da Companhia, conforme cláusulas mínimas do Regulamento do Novo Mercado; (v) Inclusão de novo inciso (inciso XXIV ) ao artigo 19 do Estatuto para prever que o Conselho de Administração é responsável por definir lista tríplice de empresas especializadas em avaliação econômica

10 de empresas para a elaboração de laudo de avaliação das ações da Companhia, nos casos de OPA para cancelamento de registro de companhia aberta ou para saída do Novo Mercado, conforme exigido pelo Regulamento do Novo Mercado; (vi) Alteração no artigo 32 e seu inciso (inciso II ) do Estatuto, para prever a obrigação de o adquirente, em uma oferta pública de aquisição de ações realizada em razão de contrato particular de compra de ações celebrado com o Acionista Controlador, pagar a diferença entre o preço da oferta e o valor pago por ação adquirida em bolsa nos 6 meses anteriores, conforme exigência das cláusulas mínimas do Regulamento do Novo Mercado; (vii) Alteração do artigo 34 do Estatuto para prever que, no caso de saída da Companhia do Novo Mercado em decorrência de reorganização societária da qual a sociedade resultante não tenha seus valores mobiliários admitidos à negociação nesse segmento, o Acionista Controlador deverá efetivar oferta pública de aquisição de ações, caso tal admissão à negociação no Novo Mercado não ocorra no prazo de 120 dias contados da data da Assembleia Geral que aprovou a referida operação, conforme novas disposições do Regulamento do Novo Mercado; (viii) Inclusão de novo artigo 35 (nova numeração) e parágrafos 1º e 2º, para disciplinar a definição dos acionistas que serão responsáveis pela realização de oferta pública de aquisição de ações de emissão da Companhia, no caso de cancelamento de registro de companhia aberta ou de saída do Novo Mercado em uma companhia de capital pulverizado em que não há acionistas controladores definidos ou na hipótese de saída do Novo Mercado em razão de reorganização societária em que a companhia resultante não tenha seus valores mobiliários admitidos à negociação no Novo Mercado, conforme novas regras do Regulamento do Novo Mercado; (ix) Inclusão do novo artigo 36 e parágrafos 1º, 2º, 3º e 4º para disciplinar a obrigação, prevista na nova versão do Regulamento do Novo Mercado, de efetuar oferta pública de aquisição de ações, no caso de saída da Companhia do Novo Mercado em razão de descumprimento de obrigações constantes do referido Regulamento. A redação evidencia a responsabilidade do acionista controlador, se houver, de efetivar a oferta pública de aquisição de ações da Companhia nessa hipótese, sendo que, não havendo acionista controlador, tal responsabilidade caberá aos acionistas que tenham votado a favor da deliberação da

11 Assembleia Geral que tenha implicado o descumprimento do Regulamento do Novo Mercado. Se referido descumprimento for motivado por fato da administração, ainda na hipótese de não haver acionista controlador, os administradores da Companhia deverão convocar a Assembleia Geral para deliberar sobre as medidas necessárias para sanar o descumprimento ou, se for o caso, deliberar pela saída da Companhia do Novo Mercado, devendo, nessa última hipótese, definir o responsável ou responsáveis pela realização da referida oferta pública de aquisição de ações; (x) Alterações no artigo 12, inciso IX, no artigo 13, Parágrafo 2º, no artigo 27, Parágrafo 2º, no artigo 31, inciso II, no artigo 33, no artigo 37 (nova numeração), no artigo 38 (nova numeração), no artigo 40 (nova numeração), no artigo 41, e no artigo 42 (nova numeração) de forma a adequá-los às definições contidas no Regulamento do Novo Mercado, bem como para promover ajustes de redação. Estas alterações, tanto as adequações às definições contidas no Regulamento do Novo Mercado quanto os ajustes de redação, são de cunho formal, e são justificadas por ajustes promovidos no Regulamento do Novo Mercado e por conta da atual denominação social da bolsa, qual seja, BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros. 1.2) Outras Alterações no Estatuto Social: (i) Alteração na redação do caput do artigo 16 do Estatuto para excluir o termo acionistas uma vez que a qualidade de acionista deixou de ser requisito de investidura para a eleição de membros de Conselhos de Administração, conforme alteração promovida na Lei das S.A. pela Lei nº , de 24 de junho de Aprimoramento da redação do artigo 16 para incluir o termo destituíveis, conforme previsão do artigo 122 da Lei das S.A. (ii) Inclusão de Parágrafo 2º ao artigo 26 do Estatuto que trata da representação legal da sociedade para prever que o Diretor Presidente poderá autorizar, mediante instrumento de mandato, a prática de atos específicos que vinculem a Companhia por apenas um dos membros da Diretoria ou por um procurador por ele nomeado. A alteração visa a conferir maior agilidade à tomada de determinadas decisões pela Companhia, não havendo efeitos econômicos decorrentes da mesma.

12 (iii) Alteração na alínea b, 3º do artigo 28 do Estatuto para retificar a remissão feita ao artigo 33 para a correta remissão ao artigo 29 sobre o pagamento de dividendo obrigatório. (iv) Exclusão do artigo 43 que condicionava a eficácia de determinados dispositivos do Estatuto à distribuição pública inicial de ações da Companhia (IPO), fato ocorrido no ano de (v) Diversas outras alterações esparsas no Estatuto Social com objetivo de uniformização de referências, remissões e definições, conforme demonstradas no Anexo V da Proposta da Administração. 2) Aquisição da totalidade do capital da Seara Alimentos Ltda. pela Marfrig Alimentos S.A., nos termos do artigo 256 da Lei das S.A. Na Assembleia Geral Extraordinária também será avaliada a proposta da Administração de Ratificar, nos termos do Artigo 256 da Lei nº 6.404/76: a) a aquisição da totalidade do capital social da Seara Alimentos Ltda. (atual denominação da Seara Alimentos S.A.), sociedade limitada, inscrita no CNPJ/MF sob nº / , com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 2º andar, Sala 01, Vila Olímpia, CEP e celebração do respectivo Contrato de Compra e Venda de Ações e aditamentos entre a Marfrig Alimentos S.A. e a Cargil Incorporated; b) a nomeação da Apsis Consultoria Empresarial Ltda. para elaboração do laudo de avaliação, para fins dos artigos 256, 1º e 2º, e 8º da Lei nº 6.404/76 ( Laudo de Avaliação ); e c) do Laudo de Avaliação elaborado e disponibilizado aos acionistas na presente data. Todas as informações pertinentes ao elencado acima, constam da Proposta de Administração, disponível no site de Relações com Investidores da Marfrig Alimentos S.A. (www.marfrig.com.br/ri), bem como nos sites da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br) e da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br).

13 Orientação para Participação nas Assembleias Gerais Com o propósito de participar da Assembleia Geral, os acionistas deverão apresentar, preferencialmente com antecedência de até 02 (dois) dias úteis da data de realização da referida Assembleia, ou seja, até às 18h (dezoito horas) do dia 26 de abril de 2012, os documentos listados abaixo, que deverão ser entregues na Avenida Chedid Jafet, n 222, Bloco A, 1 Andar, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, CEP , aos cuidados do Departamento de Relações com Investidores da Companhia. Acionistas Pessoas Físicas Documento de identificação com foto; Extrato atualizado contendo a respectiva participação acionária, emitido pela instituição depositária ou pela entidade de custódia fungível das ações. Acionistas Pessoas Jurídicas Cópia autenticada do último estatuto ou contrato social consolidado e da documentação societária outorgando poderes de representação (i.e.: ata de eleição dos diretores); Documento de identificação do(s) representante(s) legal(is) com foto; Extrato atualizado contendo a respectiva participação acionária, emitido pela instituição depositária ou pela entidade de custódia fungível das ações. Acionistas Representados por Procuração Além dos documentos indicados acima, procuração válida com firma reconhecida, que deverá ter sido outorgada para um procurador que seja acionista, administrador da companhia ou advogado; Documento de identificação do procurador com foto.

14 Obs.: A documentação societária deverá comprovar os poderes do(s) representante(s) legal(is) que outorgam a procuração em nome da pessoa jurídica. Acionistas Estrangeiros Os acionistas estrangeiros deverão apresentar a mesma documentação que os acionistas brasileiros com a ressalva de que os documentos societários da pessoa jurídica e a procuração deverão ser notarizados e consularizados.

15 Disponibilização de Documentos Estão disponíveis, na sede da Companhia, localizada na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, CEP , no site de Relações com Investidores da Marfrig Alimentos S.A. (www.marfrig.com.br/ri), bem como nos sites da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br) e da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br) os seguintes documentos relativos às matérias a serem deliberadas nas referidas Assembleias: 1. O presente Manual, com a Proposta da Administração e seus anexos com o detalhamento da ordem do dia para as deliberações das Assembleias Gerais de Acionistas; 2. Edital de Convocação; 3. Demonstrações Financeiras e Parecer dos Auditores Independentes Disponíveis nos sites da CVM, BM&FBOVESPA e da Companhia; 4. Modelo de Procuração sem orientação de voto Anexo I; 5. Modelo de Procuração com orientação de voto Anexo II.

16 MARFRIG ALIMENTOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº / NIRE nº PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. PARA AS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA A SEREM REALIZADAS EM 28 DE ABRIL DE Senhores Acionistas, A Marfrig Alimentos S.A. vem, por meio deste, submeter às Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, a serem realizadas em 28 de abril de 2012, às 9h, a Proposta da Administração a seguir descrita: Em Assembleia Geral Ordinária: 1. Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as Demonstrações Financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31/12/2011. O Relatório da Administração e as Demonstrações Financeiras da Companhia preparadas pela administração da Companhia, acompanhadas do parecer dos auditores independentes, relativos ao exercício social findo em 31/12/2011, foram aprovados pelo Conselho de Administração em reunião realizada no dia 23/03/2012. O Conselho Fiscal participou da referida reunião do Conselho de Administração e emitiu parecer em que opinou que o relatório da administração e as demonstrações financeiras estavam em condições de serem submetidos à apreciação dos acionistas em Assembleia Geral Ordinária.

17 Os comentários dos diretores sobre a situação financeira da Companhia, exigidos pelo item 10 do Formulário de Referência, conforme a Instrução nº 480, de 7 de dezembro de 2009, da Comissão de Valores Mobiliários ( ICVM 480 ), constam do Anexo I à presente. 2. Eleição dos membros do Conselho Fiscal. O atual Conselho Fiscal da Marfrig Alimentos foi eleito na Assembleia Geral Ordinária de 30 de abril de 2011, para mandato de 1 (um) ano, encerrando-se nesta Assembleia Geral Ordinária. A Administração propõe aos acionistas da Companhia a eleição dos seguintes membros ao Conselho Fiscal da Companhia: Candidatos Efetivos a Membros do Conselho Fiscal: Srs. Peter Vaz da Fonseca, Marcílio José da Silva e Ângelo Guilherme da Silva. Candidatos Suplentes a Membros do Conselho Fiscal: Srs. Marcello Froldi Negro, Marcelo Silva e Carlos Alberto Loureiro Guimarães Junior. Os membros do Conselho Fiscal terão um mandato de 1 (um) ano, encerrando-se na Assembleia Geral Ordinária a ser realizada em As informações sobre os candidatos a membros do Conselho Fiscal, integrantes da chapa proposta pela Administração, exigidas pelos itens 12.6 a do Formulário de Referência previsto pela ICVM 480/09, constam do Anexo II à presente. 3. Proposta de Remuneração Global dos membros do Conselho de Administração, da Diretoria e do Conselho Fiscal para o exercício de Em reunião realizada em 23 de março de 2012, o Conselho de Administração da Companhia deliberou que a proposta de remuneração global anual a ser apresentada à Assembleia Geral Ordinária é de até R$ ,00 (dezoito milhões de reais) para os membros do Conselho de Administração, da Diretoria e do

18 Conselho Fiscal, incluídos todos os benefícios e encargos. Deste total, cerca de R$ ,00 (doze milhões e duzentos mil reais) referem-se à remuneração dos Diretores, cerca de R$ ,00 (cinco milhões e duzentos mil reais) correspondem à remuneração do Conselho de Administração, e os demais R$ ,00 (seiscentos mil reais) referem-se à remuneração do Conselho Fiscal. As informações sobre a remuneração dos administradores exigidas pelo item13 do Formulário de Referência previsto pela ICVM 480/09 constam do Anexo III à presente. EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: 1. Proceder à reforma do Estatuto Social da Marfrig Alimentos S.A Adaptação do Estatuto às novas disposições do Regulamento do Novo Mercado da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros: A Marfrig Alimentos S.A. é uma companhia listada no segmento de negociação denominado Novo Mercado, cujo Regulamento passou por um processo de revisão de suas regras no ano de Diante disso, a Administração propõe alterações no Estatuto Social, nos termos do quadro de alterações constante do Anexo IV à presente, para adaptação às novas regras do citado Regulamento. Seguem abaixo as principais alterações propostas, detalhando sua origem e justificativa, e analisando os seus respectivos efeitos jurídicos e econômicos, conforme exigido pelo artigo 11, inciso II, da ICVM 481/09: (i) Inclusão dos parágrafos 2º e 3º ao artigo 3º do Estatuto para prever que a Companhia, seus acionistas, administradores e membros do Conselho Fiscal sujeitam-se às disposições do Regulamento do Novo Mercado;

19 (ii) Alteração do artigo 7º do Estatuto para prever que a Companhia não poderá emitir ações preferenciais, conforme cláusulas mínimas previstas no Regulamento do Novo Mercado; (iii) Inclusão do parágrafo 4º ao artigo 13 do Estatuto para prever que os cargos de presidente do conselho de administração e de diretor presidente ou principal executivo da Companhia não poderão ser acumulados pela mesma pessoa. Tal regra somente será válida a partir de 10 de maio de 2014, conforme previsto no novo artigo 45 do estatuto social e no item 14.5 do Regulamento do Novo Mercado; (iv) Inclusão de novo inciso (inciso XXIII ) ao artigo 19 do Estatuto de forma a prever a necessidade de manifestação do Conselho de Administração a respeito de qualquer oferta pública de aquisição de ações que tenha por objeto as ações de emissão da Companhia, conforme cláusulas mínimas do Regulamento do Novo Mercado; (v) Inclusão de novo inciso (inciso XXIV ) ao artigo 19 do Estatuto para prever que o Conselho de Administração é responsável por definir lista tríplice de empresas especializadas em avaliação econômica de empresas para a elaboração de laudo de avaliação das ações da Companhia, nos casos de OPA para cancelamento de registro de companhia aberta ou para saída do Novo Mercado, conforme exigido pelo Regulamento do Novo Mercado; (vi) Alteração no artigo 32 e seu inciso (inciso II ) do Estatuto, para prever a obrigação de o adquirente, em uma oferta pública de aquisição de ações realizada em razão de contrato particular de compra de ações celebrado com o Acionista Controlador, pagar a diferença entre o preço da oferta e o valor pago por ação adquirida em bolsa nos 6 meses anteriores, conforme exigência das cláusulas mínimas do Regulamento do Novo Mercado; (vii) Alteração do artigo 34 do Estatuto para prever que, no caso de saída da Companhia do Novo Mercado em decorrência de reorganização societária da qual a sociedade resultante não tenha seus valores mobiliários admitidos à negociação nesse segmento, o Acionista Controlador deverá efetivar oferta pública

20 de aquisição de ações, caso tal admissão à negociação no Novo Mercado não ocorra no prazo de 120 dias contados da data da Assembleia Geral que aprovou a referida operação, conforme novas disposições do Regulamento do Novo Mercado; (viii) Inclusão de novo artigo 35 (nova numeração) e parágrafos 1º e 2º, para disciplinar a definição dos acionistas que serão responsáveis pela realização de oferta pública de aquisição de ações de emissão da Companhia, no caso de cancelamento de registro de companhia aberta ou de saída do Novo Mercado em uma companhia de capital pulverizado em que não há acionistas controladores definidos ou na hipótese de saída do Novo Mercado em razão de reorganização societária em que a companhia resultante não tenha seus valores mobiliários admitidos à negociação no Novo Mercado, conforme novas regras do Regulamento do Novo Mercado; (ix) Inclusão do novo artigo 36 e parágrafos 1º, 2º, 3º e 4º para disciplinar a obrigação, prevista na nova versão do Regulamento do Novo Mercado, de efetuar oferta pública de aquisição de ações, no caso de saída da Companhia do Novo Mercado em razão de descumprimento de obrigações constantes do referido Regulamento. A redação evidencia a responsabilidade do acionista controlador, se houver, de efetivar a oferta pública de aquisição de ações da Companhia nessa hipótese, sendo que, não havendo acionista controlador, tal responsabilidade caberá aos acionistas que tenham votado a favor da deliberação da Assembleia Geral que tenha implicado o descumprimento do Regulamento do Novo Mercado. Se referido descumprimento for motivado por fato da administração, ainda na hipótese de não haver acionista controlador, os administradores da Companhia deverão convocar a Assembleia Geral para deliberar sobre as medidas necessárias para sanar o descumprimento ou, se for o caso, deliberar pela saída da Companhia do Novo Mercado, devendo, nessa última hipótese, definir o responsável ou responsáveis pela realização da referida oferta pública de aquisição de ações; (x) Alterações no artigo 12, inciso IX, no artigo 13, Parágrafo 2º, no artigo 27, Parágrafo 2º, no artigo 31, inciso II, no artigo 33, no artigo 37 (nova numeração), no artigo 38 (nova numeração), no artigo 40 (nova numeração), no artigo 41 e no artigo 42 (nova numeração) de forma a adequá-los às definições contidas no Regulamento do Novo Mercado, bem como para promover ajustes de redação. Estas alterações, tanto as adequações às definições contidas no Regulamento do Novo Mercado quanto os ajustes de redação, são de cunho formal, e são justificadas por ajustes promovidos no Regulamento do Novo Mercado e por conta da atual denominação social da bolsa, qual seja, BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de

21 Valores, Mercadorias e Futuros; 1.2 Outras Alterações Propostas: (i) Alteração na redação do caput do artigo 16 do Estatuto para excluir o termo acionistas uma vez que a qualidade de acionista deixou de ser requisito de investidura para a eleição de membros de Conselhos de Administração, conforme alteração promovida na Lei das S.A. pela Lei nº , de 24 de junho de Aprimoramento da redação do artigo 16 para incluir o termo destituíveis, conforme previsão do artigo 122 da Lei das S.A. (ii) Inclusão de Parágrafo 2º ao artigo 26 do Estatuto que trata da representação legal da sociedade para prever que o Diretor Presidente poderá autorizar, mediante instrumento de mandato, a prática de atos específicos que vinculem a Companhia por apenas um dos membros da Diretoria ou por um procurador por ele nomeado. A alteração visa a conferir maior agilidade à tomada de determinadas decisões pela Companhia, não havendo efeitos econômicos decorrentes da mesma. (iii) Alteração na alínea b, 3º do artigo 28 do Estatuto para retificar a remissão feita ao artigo 33 para a correta remissão ao artigo 29 sobre o pagamento de dividendo obrigatório; (v) Exclusão do artigo 43 que condicionava a eficácia de determinados dispositivos do Estatuto à distribuição pública inicial de ações da Companhia (IPO), fato ocorrido no ano de (viii) Diversas outras alterações esparsas no Estatuto Social com objetivo de uniformização de referências, remissões e definições, conforme demonstradas no Anexo IV desta Proposta. 2. Proceder à Consolidação do Estatuto Social da Companhia, de acordo com a proposta de redação constante do Anexo V desta Proposta da Administração.

22 3. Aquisição da totalidade do capital da Seara Alimentos Ltda. pela Marfrig Alimentos S.A., nos termos do artigo 256 da Lei das S.A. A Administração propõe que seja ratificada, nos termos do art. 256 da Lei nº 6.404/76: a) a aquisição da totalidade do capital social da Seara Alimentos Ltda. (atual denominação da Seara Alimentos S.A.), sociedade limitada inscrita no CNPJ/MF sob nº / , com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 2º andar, Sala 01, Vila Olímpia, CEP e celebração do respectivo Contrato de Compra e Venda de Ações e aditamentos entre a Marfrig Alimentos S.A. e a Cargill Incorporated; b) a nomeação da Apsis Consultoria Empresarial Ltda. para elaboração do laudo de avaliação, para fins dos artigos 256, 1º e 2º, e 8º da Lei nº 6.404/76 ( Laudo de Avaliação ); e c) do Laudo de Avaliação elaborado e disponibilizado aos acionistas (Anexo VI). As informações sobre a ratificação de aquisição proposta exigidas pelo artigo 19 e o Anexo 19 da ICVM 481/09 constam do Anexo VII à presente. As informações acerca da empresa de avaliação mencionada exigidas pelo artigo 21 e o Anexo 21 da ICVM 481/09 constam do Anexo VIII à presente proposta. Encontram-se à disposição dos Senhores Acionistas, na sede da Companhia localizada na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo CEP.: e no site de Relações com Investidores da Companhia (www.marfrig.com.br/ri), bem como nos sites da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br) e da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br), os seguintes documentos: (i) o Relatório Anual da Administração; (ii) as Demonstrações Financeiras; (iii) o Parecer dos Auditores Independentes; (iv) o Parecer do Conselho Fiscal; (v) o relatório do Comitê de Auditoria; (vi) a Proposta de Destinação do Lucro Líquido relativo ao exercício social encerrado em 31/12/2011; (vii) a proposta de remuneração dos membros da Administração para o exercício de 2012; (viii) quadro comparativo das propostas de alteração do Estatuto Social e respectivas justificativas; (ix) versão consolidada do Estatuto Social; (x) o laudo de avaliação para a ratificação da aquisição da Seara

23 Alimentos Ltda., conforme artigo 256 da lei das S.A.; e (xi) Manual para Participação nas Assembleias, que contém todas as demais informações requeridas pelas Instruções CVM nºs. 480/09 e 481/09. São Paulo, 28 de março de A Administração Marfrig Alimentos S.A.

24 MARFRIG ALIMENTOS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF n.º / NIRE EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA Ficam os Senhores Acionistas da Marfrig Alimentos S.A. ( Companhia ) convocados a se reunirem em Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, a serem realizadas em 28 de abril de 2012, às 9h, na sede social da Companhia localizada na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo CEP: , para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: EM ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: 1. Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as Demonstrações Financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31/12/2011; 2. Eleger os membros do Conselho Fiscal da Companhia; e 3. Fixar a remuneração global dos membros do Conselho de Administração, Diretoria e Conselho Fiscal para o exercício de EM ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: 1 Proceder à reforma do Estatuto Social da Marfrig Alimentos S.A, conforme redação constante da Proposta da Administração, para: 1.1. Adaptar o Estatuto às novas disposições do Regulamento do Novo Mercado da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros: i. Inclusão dos parágrafos 2º e 3º ao artigo 3º do Estatuto para prever que a Companhia, seus acionistas,

25 administradores e membros do Conselho Fiscal sujeitam-se às disposições do Regulamento do Novo Mercado; ii. Alteração do artigo 7º do Estatuto para prever que a Companhia não poderá emitir ações preferenciais, conforme cláusulas mínimas previstas no Regulamento do Novo Mercado; iii. Inclusão do parágrafo 4º ao artigo 13 do Estatuto para prever que os cargos de presidente do conselho de administração e de diretor presidente ou principal executivo da Companhia não poderão ser acumulados pela mesma pessoa. Tal regra somente será válida a partir de 10 de maio de 2014, conforme previsto no novo artigo 45 do estatuto social e no item 14.5 do Regulamento do Novo Mercado; iv. Inclusão de novo inciso (inciso XXIII ) ao artigo 19 do Estatuto de forma a prever a necessidade de manifestação do Conselho de Administração a respeito de qualquer oferta pública de aquisição de ações que tenha por objeto as ações de emissão da Companhia, conforme cláusulas mínimas do Regulamento do Novo Mercado; v. Inclusão de nova alínea (alínea XXIV ) ao artigo 19 do Estatuto para prever que o Conselho de Administração é responsável por definir lista tríplice de empresas especializadas em avaliação econômica de empresas para a elaboração de laudo de avaliação das ações da Companhia, nos casos de OPA para cancelamento de registro de companhia aberta ou para saída do Novo Mercado, conforme exigido pelo Regulamento do Novo Mercado; vi. Alteração do artigo 32 e seu inciso (inciso II ), do Estatuto, para prever a obrigação de o adquirente, em uma oferta pública de aquisição de ações realizada em razão de contrato particular de compra de ações celebrado com o Acionista Controlador, pagar a diferença entre o preço da oferta e o valor pago por ação adquirida em bolsa nos 6 meses anteriores, conforme exigência das cláusulas mínimas do Regulamento do Novo Mercado;

26 vii. Alteração do artigo 34 do Estatuto para prever que, no caso de saída da Companhia do Novo Mercado em decorrência de reorganização societária da qual a sociedade resultante não tenha seus valores mobiliários admitidos à negociação nesse segmento, o Acionista Controlador deverá efetivar oferta pública de aquisição de ações, caso tal admissão à negociação no Novo Mercado não ocorra no prazo de 120 dias contados da data da Assembleia Geral que aprovou a referida operação, conforme novas disposições do Regulamento do Novo Mercado; viii. Inclusão de novo artigo 35 (nova numeração) e parágrafos 1º e 2º, para disciplinar a definição dos acionistas que serão responsáveis pela realização de oferta pública de aquisição de ações de emissão da Companhia, no caso de cancelamento de registro de companhia aberta ou de saída do Novo Mercado; ix. Inclusão do novo artigo 36 e parágrafos 1º, 2º, 3º e 4º para disciplinar a obrigação de efetuar oferta pública de aquisição de ações, no caso de saída da Companhia do Novo Mercado em razão de descumprimento de obrigações constantes no Regulamento do Novo Mercado; e x. Alterações no artigo 12, inciso IX, no artigo 13, Parágrafo 2º, no artigo 27, Parágrafo 2º, no artigo 31, inciso I, no artigo 33, no artigo 37 (nova numeração), no artigo 38 (nova numeração), no artigo 40, no artigo 41, e no artigo 42 (nova numeração) de forma a adequá-los às definições contidas no Regulamento do Novo Mercado, bem como para promover ajustes de redação. 1.2 Propor outras Alterações ao Estatuto: i. Alteração na redação do caput do artigo 16 do Estatuto para excluir o termo acionistas uma vez que a qualidade de acionista deixou de ser requisito de investidura para a eleição de membros de Conselhos de Administração, conforme alteração promovida na Lei das S.A. pela Lei nº , de 24 de junho de Aprimoramento da redação do artigo 16 para incluir o termo destituíveis, conforme previsão do artigo 122 da Lei das S.A; ii. Inclusão de Parágrafo 2º ao artigo 26 do Estatuto que trata da representação legal da sociedade para prever que o Diretor Presidente poderá autorizar, mediante instrumento de mandato, a prática de atos

27 específicos que vinculem a Companhia por apenas um dos membros da Diretoria ou por um procurador por ele nomeado; iii. Alteração na alínea b, 3º do artigo 28 do Estatuto para retificar a remissão feita ao artigo 33 sobre o pagamento de dividendo obrigatório para a correta remissão ao artigo 29; iv. Exclusão do artigo 43 que condicionava a eficácia de determinados dispositivos do Estatuto à distribuição pública inicial de ações da Companhia (IPO), fato ocorrido no ano de 2007; e v. Diversas outras alterações esparsas no Estatuto Social com objetivo de uniformização de referências, remissões e definições, conforme demonstradas na proposta da administração da Companhia divulgada na presente data. 2. Proceder à Consolidação do Estatuto Social, de acordo com as alterações propostas no item 1 da ordem do dia da Assembleia Geral Extraordinária e redação constante da Proposta da Administração apresentada. 3. Deliberar, nos termos do art. 256 da Lei nº 6.404/76, sobre a Ratificação: i. da aquisição da totalidade do capital social da Seara Alimentos Ltda. (atual denominação da Seara Alimentos S.A.), sociedade limitada inscrita no CNPJ/MF sob nº / , com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 2º andar, Sala 01, Vila Olímpia, CEP e celebração do respectivo Contrato de Compra e Venda de Ações e aditamentos entre a Marfrig Alimentos S.A. e a Cargil Incorporated; ii. da nomeação da Apsis Consultoria Empresarial Ltda. para elaboração do laudo de avaliação, para fins dos artigos 256, 1º e 2º, e 8º da Lei nº 6.404/76 ( Laudo de Avaliação ); iii. do Laudo de Avaliação elaborado e disponibilizado aos acionistas na presente data.

28 Encontram-se à disposição dos Senhores Acionistas, na sede da Companhia, no site de Relações com Investidores da Companhia (www.marfrig.com.br/ri), bem como nos sites da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br) e da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br), os seguintes documentos: (i) a Proposta da Administração; (ii) o Relatório Anual da Administração; (iii) as Demonstrações Financeiras; (iv) o Parecer dos Auditores Independentes; (v) o Parecer do Conselho Fiscal; (vi) o relatório do Comitê de Auditoria; (vii) a Proposta de Destinação do Lucro Líquido relativo ao exercício social encerrado em 31/12/2011; (viii) a proposta de remuneração dos membros da Administração para o exercício de 2012; (ix) quadro comparativo das propostas de alteração do Estatuto Social e respectivas justificativas; (x) versão consolidada do Estatuto Social; (xi) o laudo de avaliação para a ratificação da aquisição da Seara Alimentos Ltda, conforme artigo 256 da lei das S.A.; e (xii) Manual para Participação nas Assembleias, que contém todas as demais informações requeridas pelas Instruções CVM nºs. 480/09 e 481/09. Para participar da Assembleia, os Acionistas deverão exibir documento de identidade/documentos societários e comprovante de depósito das ações da Companhia emitido pela instituição depositária ou pela entidade de custódia fungível das ações. Aos Senhores Acionistas que se fizerem representar por procuração, observado o disposto no art. 126 da Lei nº 6.404/76, solicita-se a entrega dos mencionados documentos acompanhados do respectivo instrumento de mandato e dos documentos que comprovam os poderes do representante legal, preferencialmente, com a antecedência de 02 (dois) dias úteis da realização das Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária. Os documentos devem ser entregues, aos cuidados do Departamento de Relações com Investidores, no endereço da Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 1º andar, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo CEP.: São Paulo, 28 de março de Marcos Antonio Molina dos Santos Presidente do Conselho de Administração

29 ANEXO I MODELO DE PROCURAÇÃO SEM ORIENTAÇÃO DE VOTO Abaixo apresentamos Modelo de Procuração sem orientação de voto para participação nas Assembleias. PROCURAÇÃO [ACIONISTA], [QUALIFICAÇÃO] ( Outorgante ), nomeia e constitui como seu procurador o Sr. [NOME], [NACIONALIDADE], [ESTADO CIVIL], [PROFISSÃO], portador da Carteira de Identidade RG nº [ ], inscrito no CPF/MF sob o nº [ ], residente e domiciliado na Cidade de [ ], Estado de [ ], na Rua [ ], para representar a Outorgante, na qualidade de acionista da Marfrig Alimentos S/A, ( Companhia ), nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária da Companhia, a serem realizadas em 28 de abril de 2012, às 9 horas, Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo CEP.: , podendo examinar, discutir e votar em nome da Outorgante, as matérias constantes da Ordem do Dia das citadas Assembleias, enfim praticar todos os atos que se fizerem necessários para o fiel cumprimento deste mandato. O presente instrumento de mandato tem prazo de validade de 60 (sessenta) dias, a partir da presente data. [Cidade], [dia] de [mês] de [2012] Outorgante (assinatura com firma reconhecida)

30 ANEXO II MODELO DE PROCURAÇÃO COM ORIENTAÇÃO DE VOTO Abaixo apresentamos Modelo de Procuração com orientação de voto para participação nas Assembleias. PROCURAÇÃO [ACIONISTA], [QUALIFICAÇÃO] ( Outorgante ), nomeia e constitui como seu procurador o Sr. [NOME], [NACIONALIDADE], [ESTADO CIVIL], [PROFISSÃO], portador da Carteira de Identidade RG nº [ ], inscrito no CPF/MF sob o nº [ ], residente e domiciliado na Cidade de [ ], Estado de [ ], na Rua [ ], para representar a Outorgante, na qualidade de acionista da Marfrig Alimentos S/A, ( Companhia ), nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária da Companhia, a serem realizadas em 28 de abril de 2012, às 9 horas, na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco A, 5º andar, Sala 01, Vila Olímpia, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo CEP.: , podendo examinar, discutir e votar em nome da Outorgante, podendo examinar, discutir e votar em nome da Outorgante, em conformidade com as orientações estabelecidas abaixo, acerca das seguintes matérias constantes da Ordem do Dia. Ordem do Dia Em Assembleia Geral Ordinária: 1. Aprovar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as Demonstrações Financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31/12/2011; A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 2. Eleger os membros do Conselho Fiscal, conforme indicação da Administração da Companhia; A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 3. Aprovar a proposta de remuneração global dos membros do Conselho de Administração, Diretoria e Conselho Fiscal para o exercício de A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] Em Assembleia Geral Extraordinária:

31 1. Aprovar a reforma do Estatuto Social da Marfrig Alimentos S.A. para adaptá-lo às novas disposições do Regulamento do Novo Mercado da BM&FBOVESPA. A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 2. Aprovar alteração na redação do caput do artigo 16 do Estatuto para excluir o termo acionistas, bem como o aprimoramento da redação do artigo 16 para incluir o termo destituíveis. A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 3. Aprovar a inclusão de Parágrafo 2º ao artigo 26 do Estatuto que trata da representação legal da sociedade para prever que o Diretor Presidente poderá autorizar, mediante instrumento de mandato, a prática de atos específicos que vinculem a Companhia por apenas um dos membros da Diretoria ou por um procurador por ele nomeado. A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 4. Aprovar alteração na alínea b, 3º do artigo 28 do Estatuto para retificar a remissão feita ao artigo 33 para a correta remissão ao artigo 29 sobre o pagamento de dividendo obrigatório. A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 5. Aprovar exclusão do artigo 43 que condicionava a eficácia de determinados dispositivos do Estatuto à distribuição pública inicial de ações da Companhia (IPO), fato ocorrido no ano de A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 6. Aprovar diversas outras alterações esparsas no Estatuto Social com objetivo de uniformização de referências, remissões e definições, conforme demonstradas no Anexo V da proposta da administração da Companhia.

32 A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] 7. Ratificara aquisição da totalidade do capital da Seara Alimentos Ltda. pela Marfrig Alimentos S.A., nos termos do artigo 256 da Lei das S.A. e a celebração do respectivo Contrato de Compra e Venda de Ações e aditamentos entre a Marfrig Alimentos S.A. e a Cargil Incorporated, bem como a nomeação da Apsis Consultoria Empresarial Ltda. e o laudo de avaliação elaborado. A favor [ ] Contra [ ] Abstenção [ ] Para os fins da outorga deste mandato, o procurador terá poderes limitados ao comparecimento às Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, e ao lançamento de voto em conformidade com as orientações de voto acima manifestadas, não tendo direito nem obrigação de tomar quaisquer outras medidas que não sejam necessárias ao cumprimento deste mandato. O procurador fica autorizado a se abster em qualquer deliberação ou assunto para o qual não tenha recebido, a seu critério, orientações de voto suficientemente específicas. O presente instrumento de mandato tem prazo de validade de 60 (sessenta) dias, a partir da presente data. [Cidade], [dia] de [mês] de [2012] Outorgante (assinatura com firma reconhecida)

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA AGO DE 30 DE ABRIL DE 2010 1 ÍNDICE Mensagem da Administração 03 Local, data e hora da Assembléia Geral Órdinária 04 Disponibilização de documentos

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Prezados Acionistas, A Marfrig Global Foods S.A., em conformidade com suas políticas de governança corporativa e respeitando a transparência para com seus investidores, com muita

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A.

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 29.04.2014 Manual de Participação em Assembléias Gerais de Acionistas 1 Sumário Pag. Mensagem da Administração ( 3 ) Estatuto Social

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Aos 18

Leia mais

MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A

MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A Companhia Aberta - CVM nº 02014-1 CNPJ nº 82.641.325/0001-18 Rua Iguaçú, nº 291/363, Blumenau/SC Página 1 de 9 MENSAGEM

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE F A TO RELEV A N TE A Telefônica Brasil S.A. ("Companhia" ou Telefônica Brasil ), na forma e para os fins das Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, conforme alteradas e, em complementação aos Fatos Relevantes

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 3.0 - Julho/2014) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ÍNDICE. Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ÍNDICE. Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04 ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA JUNHO/2011 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04 Mensagem do Departamento

Leia mais

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012 Sumário I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Divulgação de Informação

Leia mais

Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta

Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta NET Serviços de Comunicação S.A. CNPJ/MF nº 00.108.786/0001-65 N.I.RE nº 35.300.177.240 Companhia Aberta AVISO

Leia mais

VALE FERTILIZANTES S.A. (Companhia Aberta) CNPJ/MF nº 19.443.985/0001-58 NIRE 31.300.035.476

VALE FERTILIZANTES S.A. (Companhia Aberta) CNPJ/MF nº 19.443.985/0001-58 NIRE 31.300.035.476 ATA DA 93ª ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 1. DATA, HORA E LOCAL: Aos 18 dias de janeiro de 2011, às 11:00 horas, na sede social da Companhia, localizada na Cidade de Uberaba, Estado de Minas Gerais, na

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 4.0 - Março/2015) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 2 I. Finalidade A presente Política de Divulgação de Informações e de Negociação de Ações tem como finalidade estabelecer as práticas de divulgação

Leia mais

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ABRIL/2013 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 03 Mensagem

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 9 de março de 2009 1. Data, Hora e Local. Realizada, em primeira

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015 MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015 ÍNDICE Mensagem da Administração... 3 Orientações para a Participação de Acionistas e Prazos...

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. CNPJ 02.328.280/0001-97 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.238.280/0001-97 Rua Ary Antenor de Souza, nº 321,

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MANUAL DOS ACIONISTAS

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MANUAL DOS ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MANUAL DOS ACIONISTAS 26 de junho de 2013 1 ÍNDICE 1. MENSAGEM DO DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES DA COMPANHIA...03 2. CONVITE...04 3. ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA...05

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS REALIZADA EM 04 DE MAIO DE 2012 I. Data, Hora e Local da Reunião: Aos 03 de maio,

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A.

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. Aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 27 de abril de 2012

Leia mais

BIOSEV S.A. CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta

BIOSEV S.A. CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA A SER REALIZADA EM 27 DE SETEMBRO DE 2012 O presente manual ( Manual

Leia mais

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão 1 ARTIGO Artigo 1º - NATUREZA, OBJETO E APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO Artigo 2º - COMPOSIÇÂO, CARGOS E MANDATOS Artigo 3º - DA PRESIDÊNCIA E SECRETARIADO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL - CINAL, sociedade por ações de capital fechado,

Leia mais

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE Em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, a Cyrela Commercial Properties

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE FINANÇAS E ORÇAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. Que celebram: ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A., companhia aberta, com sede na

Leia mais

PORTO SEGURO S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 NIRE 35.300.151.666 Companhia Aberta

PORTO SEGURO S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 NIRE 35.300.151.666 Companhia Aberta PORTO SEGURO S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 NIRE 35.300.151.666 Companhia Aberta ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 10 DE NOVEMBRO DE 2009 1. Data, hora e local:

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DEFINITIVOS DE INCORPORAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DEFINITIVOS DE INCORPORAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DEFINITIVOS DE INCORPORAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito: BANCO J. SAFRA S.A., instituição financeira, inscrita

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. E ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Pelo presente instrumento particular, as partes abaixo

Leia mais

Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária

Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária 09 de abril de 2013 ÍNDICE 1 - Mensagem da Administração 03 2 - Orientações para Participação nas Assembleias Gerais 2.1 Detentores de Ações 2.1.1.

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. FIBRIA CELULOSE S.A. (nova denominação social de Votorantim Celulose

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A.

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. I. FINALIDADE 1. O objetivo da Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. (a Companhia )

Leia mais

A. DEFINIÇÕES E ADESÃO

A. DEFINIÇÕES E ADESÃO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA CYRELA BRAZIL REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES APROVADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM REUNIÃO NO DIA 10 DE MAIO DE 2012 A. DEFINIÇÕES

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Março / 2014

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Março / 2014 Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Março / 2014 1. OBJETIVO O objetivo da Política de Voto (ou simplesmente Política ) é determinar as regras que deverão ser observadas pelos Fundos

Leia mais

HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. São Paulo, novembro de 2014

HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. São Paulo, novembro de 2014 HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS São Paulo, novembro de 2014 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO

Leia mais

VIVO PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.074/0001 73 NIRE 35.3.001.587 92 TELECOMUNICAÇÕES DE SÃO PAULO S.A. TELESP FATO RELEVANTE

VIVO PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.074/0001 73 NIRE 35.3.001.587 92 TELECOMUNICAÇÕES DE SÃO PAULO S.A. TELESP FATO RELEVANTE FATO RELEVANTE As administrações da Vivo Participações S.A. ( Vivo Part. ) e da Telecomunicações de São Paulo S.A. Telesp ("Telesp") (conjuntamente referidas como Companhias ), na forma e para os fins

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DE 2015 DO MAGAZINE LUIZA S.A. DATA: 27 DE

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TECNISA S.A., OU A ELES REFERENCIADOS, POR POTENCIAIS OU EFETIVOS DETENTORES DE INFORMAÇÃO

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração A administração da EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ( Companhia

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. Versão Maio/2013 1 CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de

Leia mais

INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto

INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO A administração da INTERNATIONAL

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 243, DE 1º DE MARÇO DE 1996. DAS ENTIDADES RESPONSÁVEIS PELO MERCADODE BALCÃO ORGANIZADO

INSTRUÇÃO CVM Nº 243, DE 1º DE MARÇO DE 1996. DAS ENTIDADES RESPONSÁVEIS PELO MERCADODE BALCÃO ORGANIZADO TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 243, DE 1 o DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM N o 250/96, 343/00, 440/06 E 461/07.. Disciplina o funcionamento do mercado de balcão

Leia mais

PARTICIPAÇÃO % NO CAPITAL TOTAL: 6,09

PARTICIPAÇÃO % NO CAPITAL TOTAL: 6,09 PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 4º TRIMESTRE 2011 Setor de Governança em Participações EMPRESA: INEPAR ENERGIA DATA DA REALIZAÇÃO: 03/11/2011 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: CRISTIANO

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Para a Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada em 16 de julho de 2015 às 11:00 horas. EXPOSIÇÃO AOS ACIONISTAS Aos Senhores Acionistas da Telefônica Brasil S.A. ( Companhia,

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO Pedido Público de Procuração A administração da ALL AMÉRICA LATINA

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto Setembro de 2012 Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 50 13º andar 04543-000 Itaim Bibi - São Paulo - SP Tel 55 11 3318-9400 - Fax 55 11 3318 9403 Esta Política estabelece

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.0015881-4

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.0015881-4 1. DATA, HORA e LOCAL: 11 de junho de 2013, às 11:00h, na sede social da Companhia, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Eng. Luiz Carlos Berrini, nº 1376, Bairro Cidade Monções. 2.

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. I - DEFINIÇÕES 1. As definições utilizadas na presente Política de Divulgação de

Leia mais

CALENDÁRIO DE EVENTOS CORPORATIVOS 2012

CALENDÁRIO DE EVENTOS CORPORATIVOS 2012 Denominação Social Endereço da Sede Endereço na Internet Diretor de Relações com Investidores Responsável pela Área de Relações com Investidores CALENDÁRIO DE S CORPORATIVOS 2012 Banco Santander (Brasil)

Leia mais

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A.

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE CYTOLAB LABORATÓRIO DE ANATOMIA PATOLÓGICA, CITOLOGIA DIAGNÓSTICA E ANÁLISES CLÍNICAS LTDA POR DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Pelo presente instrumento particular,

Leia mais

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Reunião: Política de Negociação de Valores Mobiliários (Portuguese only) MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Julho/2010 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA...3 3. PRINCÍPIOS GERAIS...3 4. MATÉRIAS RELEVANTES OBRIGATÓRIAS...3 5. DOS CASOS FACULTATIVOS...4

Leia mais

TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF 02.474.103/0001-19 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF 02.474.103/0001-19 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF 02.474.103/0001-19 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 1 ÍNDICE I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Definições... 4 IV. Divulgação de

Leia mais

PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 3º TRIMESTRE 2010 Setor de Governança em Participações

PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 3º TRIMESTRE 2010 Setor de Governança em Participações EMPRESA: PETRÓLEO BRASILEIROS.A. - PETROBRAS DATA DA REALIZAÇÃO: 12/08/2010 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: RENATO DE MELLO CARGO: GERENTE DE CONSULTORIA VOTANTE: 1,00 PREFERENCIALISTA: 1,53 TOTAL:

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO 1/8 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADOR REVISOR APROVADOR Ana Bezerra Diretora Corporativa Carolina Vilela Analista de Controles Internos e Compliance Luiz Eduardo Franco de Abreu Diretor-Presidente Antonio

Leia mais

TOTVS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

TOTVS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO TOTVS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A SER REALIZADA EM 10 DE JUNHO DE 2015 Senhores Acionistas: Em atenção

Leia mais

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo.

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo. MERCADO DE CAPITAIS 01/12/2015 CVM ALTERA INSTRUÇÃO QUE DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO, A ADMINISTRAÇÃO, O FUNCIONAMENTO, A OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO E A DIVULGAÇÃO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. 1 PROPÓSITO A presente Política de Negociação de Valores Mobiliários tem como propósito estabelecer regras para

Leia mais

ÇÕ Á Ç 13 ÇÕ Á 15 Ç ÇÕ Á 17 Ç BRASIL TELECOM S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 - NIRE 3330029520-8 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA realizada no dia 27 de fevereiro de 2012, às

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. Por este instrumento, OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A., companhia aberta

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. I - OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Art. 1 o. A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer as regras e procedimentos

Leia mais

Manual do Acionista para Participação nas. Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária. Modelo de Procuração. 19 de abril de 2011

Manual do Acionista para Participação nas. Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária. Modelo de Procuração. 19 de abril de 2011 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Manual do Acionista para Participação nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária e Modelo de Procuração 19 de abril de 2011 1 ÍNDICE: 1. Mensagem do Conselho de Administração...

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. Aplicação e Objeto

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. Aplicação e Objeto POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. Aplicação e Objeto 1.1. O objeto desta Política de Voto é estabelecer as regras a serem observadas pela INFRA

Leia mais

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 19 DE SETEMBRO DE

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 19 DE SETEMBRO DE 463925v5 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 19 DE SETEMBRO DE 2014 BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto Versão 1 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO...3 2. EXCLUSÕES... 3 3. PRINCÍPIOS GERAIS...3 4. POTENCIAIS SITUAÇÕES DE CONFLITO DE INTERESSE...3 5. DA POLÍTICA DE

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. APROVADA NA RCA DE 18/03/2009 SUMÁRIO I OBJETIVO... 3 II - ADMINISTRAÇÃO DA POLÍTICA... 3 II.1

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. SH RECIFE COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. por LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO PARA PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO FORMULADO PELO ACIONISTA GERAÇÃO FUTURO L PAR FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES

COMUNICADO AO MERCADO PARA PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO FORMULADO PELO ACIONISTA GERAÇÃO FUTURO L PAR FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES COMUNICADO AO MERCADO PARA PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO FORMULADO PELO ACIONISTA GERAÇÃO FUTURO L PAR FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CIA SIDERÚRGICA NACIONAL S/A - CSN CNPJ/MF n.º 33.042.730/0001-04 NIRE

Leia mais

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA.

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias ( Política

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto 1.1. Pelo presente documento, a INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. ( Gestora ), vem,

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015

INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015 INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre operações de fusão, cisão, incorporação e incorporação de ações envolvendo emissores de valores mobiliários registrados na categoria A. O PRESIDENTE

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. 1 CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em

Leia mais

DEFINIÇÕES. IV - Lote-padrão - a quantidade de ações-objeto a que se refere necessariamente cada opção.

DEFINIÇÕES. IV - Lote-padrão - a quantidade de ações-objeto a que se refere necessariamente cada opção. TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 14, DE 17 DE OUTUBRO DE 1980, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM N o 283/98 E 506/11. Define as operações em Bolsas de Valores com opções de compra

Leia mais

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ATA SUMÁRIA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Em 7 de fevereiro de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. Estabelece as informações contábeis e societárias a serem apresentadas pelas Concessionárias de Serviço Público de Infraestrutura Aeroportuária e pelos administradores dos

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. Pelo presente instrumento particular, (A) TOTVS S.A., sociedade por ações de capital aberto, com sede na Cidade de São

Leia mais

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96 Edital de Oferta Pública para aquisição de ações ordinárias para cancelamento de registro de Companhia Aberta de BANRISUL S/A ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS CNPJ/MF 92.692.979/0001-24 por conta e ordem do

Leia mais

PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA OU SUBSCRIÇÃO DE AÇÕES DA NATURA COSMÉTICOS S.A. ANO CALENDÁRIO DE 2010

PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA OU SUBSCRIÇÃO DE AÇÕES DA NATURA COSMÉTICOS S.A. ANO CALENDÁRIO DE 2010 INTRODUÇÃO O presente instrumento foi elaborado com o objetivo de formalizar o Plano, para o ano de 2010, de outorga de opção de compra ou subscrição de ações ordinárias da NATURA COSMÉTICOS S.A., doravante

Leia mais

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas,

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas, INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DO BANCO ABN AMRO REAL S.A. PELO BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. (NOVA DENOMINAÇÃO SOCIAL DO BANCO SANTANDER S.A., EM FASE DE HOMOLOGAÇÃO

Leia mais

TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas

TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas Devido à decisão adotada pelo Conselho de Administração da TELEFÓNICA, S.A., convoca-se os acionistas para Assembléia Geral Ordinária, a ser celebrada

Leia mais

IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta

IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO REALIZAÇÃO DE PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO Ideiasnet S.A. ( Companhia ), de acordo com o artigo 27

Leia mais

ÂMBITO E FINALIDADE SERVIÇO DE EMPRÉSTIMO DE VALORES MOBILIÁRIOS

ÂMBITO E FINALIDADE SERVIÇO DE EMPRÉSTIMO DE VALORES MOBILIÁRIOS Dispõe sobre empréstimo de valores mobiliários por entidades de compensação e liquidação de operações com valores mobiliários, altera as Instruções CVM nºs 40, de 7 de novembro de 1984 e 310, de 9 de julho

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO I Do Objetivo 1.1 Esta política tem por objetivo estabelecer os requisitos e os princípios que nortearão a Finacap Consultoria Financeira

Leia mais

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. (subsidiária integral do Banco do Brasil S.A.) ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 I. DATA, HORA E LOCAL: Em 31 de dezembro de 2012

Leia mais

INDÚSTRIAS ROMI S.A. CNPJ - 56.720.428/0001-63/NIRE - 35.300.036.751 COMPANHIA ABERTA. ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO n 02/09

INDÚSTRIAS ROMI S.A. CNPJ - 56.720.428/0001-63/NIRE - 35.300.036.751 COMPANHIA ABERTA. ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO n 02/09 INDÚSTRIAS ROMI S.A. CNPJ - 56.720.428/0001-63/NIRE - 35.300.036.751 COMPANHIA ABERTA ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO n 02/09 1. DATA E HORÁRIO: 17 de fevereiro de 2009, às 15h00. 2. LOCAL:

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BM&FBOVESPA SEGUNDA CONVOCAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BM&FBOVESPA SEGUNDA CONVOCAÇÃO , ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BM&FBOVESPA SEGUNDA CONVOCAÇÃO 13/4/2015 1 São Paulo, 30 de março de 2015 Prezados Acionistas, É com muita satisfação que os convido a participar da Assembleia Geral

Leia mais

BRASILAGRO COMPANHIA BRASILEIRA DE PROPRIEDADES AGRÍCOLAS Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 07.628.528/0001-59 NIRE 35.300.326.

BRASILAGRO COMPANHIA BRASILEIRA DE PROPRIEDADES AGRÍCOLAS Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 07.628.528/0001-59 NIRE 35.300.326. BRASILAGRO COMPANHIA BRASILEIRA DE PROPRIEDADES AGRÍCOLAS Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 07.628.528/0001-59 NIRE 35.300.326.237 ATA DA 89ª REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. 25 DE FEVEREIRO DE 2010 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA HFF

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS SUL AMÉRICA INVESTIMENTOS DTVM S.A. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Art. 1º. A presente política, em conformidade com o Código de Auto-Regulação

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS AMERICANAS S.A. REALIZADA EM 11 DE MARÇO DE 2014, ÀS 10:00 H. I.

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 1. OBJETIVO, ADESÃO E ADMINISTRAÇÃO 1.1 - A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

Aos Fundos exclusivos ou restritos, que prevejam em seu regulamento cláusula que não obriga a adoção, pela TRIAR, de Política de Voto;

Aos Fundos exclusivos ou restritos, que prevejam em seu regulamento cláusula que não obriga a adoção, pela TRIAR, de Política de Voto; Política de Exercício de Direito de Voto em assembleias gerais de fundos de investimento e companhias emissoras de valores mobiliários que integrem as carteiras dos fundos de investimento geridos pela

Leia mais

BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7

BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7 BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7 MATERIAL PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP, A

Leia mais

MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO

MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO CNPJ 88.610.191/0001-54 NIRE 35300342011 Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO A MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO ( Companhia ) em atendimento

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA Senhores Acionistas, Apresentamos, a seguir, a proposta da administração acerca das matérias constantes da ordem do

Leia mais