UTILIZAÇÃO DE WIKIS PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UTILIZAÇÃO DE WIKIS PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL"

Transcrição

1 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet 2011 UTILIZAÇÃO DE WIKIS PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL Patrícia Lima Quintão 1 e 2, Mehran Misaghi 3, Tacila Gonçalves Nascimento 1, Fabíola Bento Soares 4 e Luis Fernando Faina 4 1 Faculdade Metodista Granbery/, Juiz de Fora - MG - Brasil 2 Prefeitura de Juiz de Fora 3 Instituto Superior Tupy IST, Sociedade Educacional de Santa Catarina SOCIESC, Joinville - SC - Brasil 4 Faculdade de Computação FACOM, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia - MG - Brasil RESUMO Atualmente, aprender não se limita apenas ao ambiente educacional, o conhecimento tornou-se uma das peças principais para gerir inovação e vantagem competitiva no mercado para as organizações e empresas, uma vez que possibilita tomada de decisões mais precisas, inteligentes e criativas. A aprendizagem envolve um processo de colaboração, trazendo como consequência a construção de um conhecimento coletivo. Desse modo, a Web 2.0 pode auxiliar a construção e disseminação do conhecimento de forma colaborativa. Este artigo propõe-se a explorar uma das ferramentas da Web 2.0, o Wiki, que pode auxiliar a gestão do conhecimento dentro de um ambiente organizacional, possibilitando que, além de informações úteis, todo o conhecimento gerado dentro desse ambiente possa ser disseminado de maneira estruturada entre colaboradores, entre setores, quebrando barreiras de espaço e tempo, interagindo inclusive com fornecedores e clientes. PALAVRAS-CHAVE Wikis, Internet, Web 2.0, Gestão do Conhecimento. 1. INTRODUÇÃO O número de usuários da Web aumentou consideravelmente em virtude do surgimento de novas tecnologias e ferramentas que utilizam a Internet como ambiente de aplicação, as quais trouxeram consigo novas maneiras de interação, comunicação e troca de informações entre os usuários. Em particular, ferramentas da segunda geração da Web, Web 2.0, alavancam a disseminação e o compartilhamento de informações, além de serem utilizadas como base para que a aprendizagem colaborativa, bem como a gestão do conhecimento aconteçam de forma estruturada dentro dos ambientes organizacionais. Nesse contexto, esse artigo tem como objetivo destacar como os Wikis, uma das ferramentas da Web 2.0, poderão auxiliar o processo de aprendizagem colaborativa dentro de uma organização. Para isso está organizado da seguinte forma: na seção 2 são abordadas questões relacionadas com gestão de conhecimento organizacional; a seção 3 trata a utilização de wikis como bases de conhecimento para a aprendizagem colaborativa; na seção 4 são destacadas as principais características do estudo de caso; e a seção 5 apresenta as considerações finais. Por fim, têm-se as propostas de trabalhos futuros e referências utilizadas. 2. CONTRIBUIÇÃO DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL Na década de 90, houve a grande explosão da Internet, momento em que sua utilização sofreu transformações: antes utilizada apenas por institutos educacionais ou militares. A partir desse momento, a 123

2 ISBN: IADIS Internet torna-se uma ferramenta aliada aos processos comerciais, à comunicação, entretenimento, relacionamento, pesquisa, além de tornar-se um canal para compartilhamento de conhecimento e informações. Em consequência do crescimento exponencial da Internet, a Web torna-se para esse momento de transformações, principalmente tecnológicas, uma forma de viabilizar a comunicação interna e a gestão do conhecimento dentro das organizações. A Web, que em seu início teve o objetivo apenas de fornecer informação, em um segundo momento é caracterizada pela participação maciça dos usuários, que deixam de ser apenas expectadores e passam a atuar como criadores de conteúdo, trocando ideias, compartilhando arquivos e informações, gerindo conhecimento (COUTINHO e BOTTENTUIT JÚNIOR, 2007). A utilização da Web nas relações de uma organização faz com que os processos de relacionamento entre fornecedores, clientes e a própria empresa sejam estruturalmente modificados, alterando funções, modelos, práticas e hierarquias. A crescente necessidade das organizações em obter conhecimento e disseminá-lo de forma inovadora, ágil e eficaz, visando à competitividade no mercado, faz da Web uma tecnologia que, em consonância com os princípios da gestão do conhecimento, vai além das atividades comerciais. O surgimento da geração 2.0 da Web trouxe repercussões sociais importantes que enfatizam o trabalho colaborativo, a troca e circulação de informações, redes de relacionamento, construção social de conhecimento apoiados pela informática. Usufruir das ferramentas da Web 2.0 também auxilia nas relações de comunicação e a troca de informações e experiências entre colaboradores, um dos pressupostos para a gestão eficiente do conhecimento organizacional. Nesse contexto, blogs, Wikis (foco deste estudo), Podcasts, Chats, Fóruns de Discussão, Google Apps, são exemplos de ferramentas da Web 2.0 que contribuem para que o conhecimento e as informações de uma organização sejam disseminados de maneira fácil, ágil e confiável, podendo favorecer a aprendizagem para que ocorra de forma colaborativa. Um fator interessante para o emprego da Web 2.0 no ambiente organizacional é o fato de não demandar custos elevados, pois grande parte das ferramentas é gratuita. 3. UTILIZAÇÃO DE WIKIS COMO BASES DE CONHECIMENTO PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA O Wiki é uma tecnologia da Web 2.0 voltada para o apoio ao trabalho colaborativo. A palavra Wiki tem origem havaiana e significa rápido, o que justifica a simplicidade na edição de conteúdo das páginas desenvolvidas sob essa tecnologia (CONTE, 2007). Ao contrário das práticas de edição centralizada das páginas da Web, um Wiki permite a edição colaborativa em que vários usuários podem criar e editar seu conteúdo (textos, hiperlinks entre páginas) sem a necessidade de um programa de edição de páginas Web, sendo todo esse trabalho de edição realizado no próprio navegador (CONTE, 2007). Segundo Conte (2007), o Wiki utiliza uma sintaxe simplificada para marcar e destacar títulos e elementos, respectivamente, o que facilita a utilização dos Wikis por usuários não-técnicos não estando o sistema limitado apenas ao manuseio de profissionais ou especialistas em programação Web. O conceito de WikiWords também é empregado neste contexto, sendo definido como a junção de duas palavras iniciadas por letras maiúsculas que, quando escritas, automaticamente são transformadas em hiperlinks para uma página. 3.1 Wiki e Gestão do Conhecimento De acordo com Nonaka e Takeuchi (1997), a criação de novos conhecimentos dá-se a partir da interação entre os conhecimentos de cada indivíduo (tácito e explícito) e também entre os indivíduos. Ainda sob a visão dos autores, o principal processo para criação do conhecimento organizacional deve acontecer de forma coletiva, pois a discussão entre os membros da uma equipe expõem os conhecimentos tácitos ocultos. Nesse contexto, diante de inúmeras ferramentas de colaboração disponíveis principalmente na Web, os sistemas Wikis se destacam por permitirem o fluxo de conhecimento nos cenários intra ou interorganizacional promovendo interatividade entre todos os atores da cadeia produtiva. Um sistema Wiki tem como ideia principal a modificação de qualquer texto original, de modo que novos conhecimentos sejam adicionados aos já existentes, criando-se, dessa forma, uma base de conhecimentos. Podem-se classificar tais sistemas como 124

3 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet 2011 Wikis Abertos em que qualquer pessoa pode editar uma página ou como Wikis Fechados apresentam acesso restrito para edição de conteúdo, ou seja, somente usuários cadastrados ou com a permissão do administrador podem contribuir com novos conteúdos ou acrescentar um novo texto (SCHONS et al., 2007). Sejam em ambientes educativos ou organizacionais, os sistemas Wiki têm como principais potencialidades (COUTINHO e BOTTENTUIT JÚNIOR, 2007): interação e colaboração dinâmica na relação entre os usuários; abertura para troca de ideias, propostas de linhas de trabalho para determinados objetivos; criação ou reconstrução de uma base de conhecimentos, como glossários, dicionários, manuais, relatórios de acordo com o ambiente em que está sendo aplicado; trabalha com controle de versões, ou seja, como um histórico a partir do qual os usuários podem observar as alterações e evolução da criação do documento em questão; geração de uma estrutura de conhecimento compartilhado, permitindo a potencialização das comunidades de aprendizagem. Essas fortes características das ferramentas Wikis permitem alavancar o conhecimento colaborativo em redes sociais permitindo a construção de um ambiente voltado para a aprendizagem. 3.2 Wiki sob a Ótica do Conectivismo Conforme abordado, a aplicação do Wiki no espaço corporativo permite a criação de um ambiente interativo com o objetivo de promover a gestão do conhecimento de maneira ampla entre os colaboradores. Além de disseminar o conhecimento criado dentro da organização, a gestão do conhecimento pode propiciar uma via de acesso à aprendizagem colaborativa e à integração entre os funcionários de setores distintos e de diferentes níveis hierárquicos. Dessa forma, são criadas soluções simplificadas para problemas classificados como complexos por meio da construção hipertextual colaborativa. O Conectivismo, segundo Siemens (2004), é guiado pela noção de que as decisões são baseadas em fundamentos que mudam rapidamente. Desse modo, o objetivo dos Wikis remete essa mesma ideia de constantes transformações de conteúdo, ou seja, o conhecimento anteriormente criado em um espaço de aprendizagem contínuo é constantemente atualizado através da troca de informações entre os usuários. Assemelhando-se com os princípios de Conectivismo, os Wikis contribuem para a criação de um ambiente favorável à aprendizagem e à disseminação do conhecimento. Sua utilização em ambientes que concentram equipes de trabalho contribui para que o compartilhamento de informações possa acontecer interna ou externamente a uma organização, criando-se redes de comunicação entre áreas de interesse comuns. Além disso, possibilitam a construção colaborativa dentro do ambiente organizacional, bem como a discussão de um novo projeto ou ambiente de desenvolvimento rápido de aplicações (SCHONS et al., 2007). 3.3 Estrutura das Informações nos Sistemas Wiki Os sistemas Wiki apresentam uma estrutura hipertextual, utilizando palavras ou imagens chaves que levam o usuário para outras seções da mesma página ou para páginas e sites distintos, permitindo ao usuário traçar um percurso que melhor ajuste às suas necessidades de navegação (BLATTMANN e SILVA, 2007). De acordo com Blattmann e Silva (2007), nessa estrutura, os links obedecem de forma distribuída a uma categorização espontânea da informação, feita por meio da colaboração dos usuários, diferente dos métodos tradicionais de classificação facetada. Ainda sob a ótica dos autores, essa estrutura aberta de criação de novos termos que os Wikis apresentam baseia-se no conceito de Folksonomia, ou seja, uma forma relacional de classificação e categorização das informações disponíveis na Web, ora representadas por textos, ora por imagens, áudios, vídeos ou qualquer outro tipo de formato. 3.4 DokuWiki x MediaWiki: Características e Principais Recursos DokuWiki É um software que utiliza os recursos e objetivos da tecnologia Wiki. Voltado para o trabalho em equipe, grupo de trabalho e pequenas e médias empresas, tem uma sintaxe simplificada e de fácil aprendizado para o desenvolvedor, o que facilita a criação de textos estruturados. Os dados são armazenados em arquivos de 125

4 ISBN: IADIS texto puro, não sendo necessária a utilização de nenhum tipo de banco de dados (DOKUWIKI, 2010). Quanto à segurança, apresenta controle de acesso com sistema de autenticação de usuário, criação de perfis de usuário utilizando o sistema ACL (Access Control List) para permissões de publicação com e controle anti-spam. Para autenticação de usuários permite integração com softwares que contém recursos que permitem controlar o acesso dos usuários à rede como Textfile, LDAP, MySQL, ActiveDirectory, PostgreSQL. Permite bloqueio de máquinas através da verificação do IP liberando ou não a edição do conteúdo. Outros recursos também podem ser destacados para esse tipo de sistema Wiki, como: possibilidade de visualizar as alterações realizadas nos textos antes de salvá-lo para publicação definitiva; recursos de revisão e controle de versão; página com histórico de alterações; existência de uma página com com índice para todas as páginas disponíveis chamada de Página Index - página de índice MediaWiki O MediaWiki é o software usado pela Wikipédia, enciclopédia on-line com conteúdo construído com a colaboração dos usuários. O MediaWiki é utilizado por pequenos e grandes sistemas Web, além de poder administrar grandes quantidades de páginas por possuir suporte com vários servidores próprios (MEDIAWIKI, 2010). Quanto à segurança, apresenta controle de acesso, possui sistema de autenticação de usuários podendo-se utilizar fontes externas via ActiveDirectory e PAM, permite bloqueio de máquinas através da verificação do IP liberando ou não a edição do conteúdo e possui recursos anti-spam como Blacklists, CAPTCHA. Assim como o DokuWiki, outros recursos também podem ser evidenciados como características do MediaWiki, como: recursos de revisão e controle de versão, página com histórico de alterações; visualizar as alterações realizadas nos textos antes de salvá-lo para publicação definitiva; existência de Página Index. 4. ESTUDO DE CASO Com base nos conceitos apresentados, foi desenvolvido um estudo de caso baseado em uma empresa cujo nome não será mencionado por questão de sigilo, aplicando os recursos dos sistemas Wiki para construção de uma base de conhecimento dentro dessa instituição. A ferramenta utilizada para o desenvolvimento dessa base de conhecimento foi o sistema DokuWiki. 4.1 A Necessidade da Empresa A empresa utilizada para desenvolvimento desse caso de uso é especializada no desenvolvimento de sistemas Web além de prestar consultorias às empresas que necessitam informatizar seus sistemas de informação. Durante o processo de desenvolvimento dos sistemas, é criada toda a documentação das aplicações e em seguida é enviada ao cliente para aprovação da especificação. São criadas caracterizações de demanda (levantamento de requisitos), especificações de casos de uso, planos de testes, formulário e contratos de manutenção e implantação dos sistemas requisitados. Todo o conhecimento gerado tanto do cliente e suas necessidades a partir das conversas, reuniões e formalização de processos quanto dos sistemas que são implementados pela empresa não estão devidamente estruturados de modo a trazer benefícios a partir da sua criação. Algumas características que levaram à escolha da ferramenta DokiWiki para a construção da base de conhecimento da empresa: apresenta licença gratuita (custo zero) e sintaxe de fácil aprendizado e aplicabilidade; não necessita de recursos de Banco de Dados, sendo as páginas armazenadas em arquivos de texto, facilitando e agilizando os recursos de backup; permite a utilização de linguagem PHP e possui sistema de Lista de Controle de Acesso para autenticação de usuários; possui sistema de rastreabilidade, gravando todas as alterações que o usuário autenticado realizar no sistema; e permite a personalização de templates e de plugins. Possui uma grande quantidade de plugins já prontos que podem ser utilizados de acordo com a necessidade e perfil do Wiki criado. 126

5 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet Estruturando a Base de Conhecimento utilizando o DokuWiki Como descrito, a principal necessidade da empresa é estabelecer uma política de Gestão do Conhecimento, com isso o sistema Wiki implantado na empresa será utilizado para a criação e armazenamento dos Manuais, Casos de Uso e Dicionários de Dados dos sistemas e pequenos projetos solicitados à empresa. O DokuWiki foi instalado no servidor de aplicações da empresa sob plataforma Linux, o Servidor Web utilizado foi o Apache. Como o DokuWiki não utiliza recursos de Banco de Dados, não foi necessária a instalação de nenhum Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD). Os perfis de DokuWiki podem ser definidos como: Nenhum (usuário não possui permissão para acessar o conteúdo do Wiki); Ler (possui apenas permissão para leitura do conteúdo); Editar (possui permissão para a edição das páginas criadas); Criar (possui permissão para a criação de novo conteúdo); Enviar (possui permissão para enviar arquivos ao conteúdo das páginas); Excluir (possui permissão para exclusão de conteúdo; não se aplica à exclusão de páginas inteiras). As permissões superiores incluem as inferiores, sendo as permissões Criar, Enviar e Excluir aplicadas apenas para o conteúdo das páginas e não para a criação das mesmas. A edição e criação de conteúdo das páginas são permitidas apenas com a autenticação dos usuários, de acordo com o perfil estabelecido pela Segurança da Informação. Depois de autenticado, todas as ações de edição nas páginas realizadas pelo usuário são gravadas, sendo essas listadas na página de Alterações Recentes, como mostra a Figura 1. Essa página apresenta uma lista com todas as mudanças realizadas pelo usuário, exibindo seu nome, a data e hora da última alteração. Essa ação, chamada de Função de Rastreabilidade, auxilia na gestão do controle de conteúdo, pois já que todas as ações de edição dos usuários são gravadas, o grau de responsabilidade de quem edita o conteúdo aumenta diante da equipe e de toda a empresa, para as quais serão exibidas todas as informações registradas pelos colaboradores. Figura 1. Página de alterações recentes. Para usuários iniciantes ou para aqueles que não querem digitar o conteúdo por meio da sintaxe do DokuWiki, por não possuírem conhecimento básico da sintaxe, o sistema possui uma barra de ferramentas com alguns recursos principais de formatação, como negrito, itálico, sublinhado, marcadores, listas numeradas, nível de títulos, imagens, conforme exibido na Figura 2. Figura 2. Área para edição do conteúdo das páginas. 127

6 ISBN: IADIS Uma facilidade que a empresa encontrou para que toda documentação de Casos de Usos já digitalizados e alguns projetos iniciados sejam inseridos no sistema é a utilização de um recurso que permite a importação de textos já digitados, fazendo o próprio sistema a adaptação para a sintaxe do Wiki, como por exemplo, reconhecimento de textos em negrito, itálicos, marcadores, sublinhados agilizando e facilitando o trabalho de toda a equipe para padronização desses documentos já existentes e armazenados na empresa. A presença de links internos facilita a manutenção e navegação pelos conteúdos dos Casos de Uso ou outro conteúdo que seja extenso, como exibido na Figura 3. A partir desses links internos é possível direcionar-se para outra página ou realizar um mapeamento dentro do próprio documento. Figura 3. Link Interno Ao clicar no link (A1) será direcionado, na mesma página, para a seção Fluxos Alternativos. A Figura 4 exibe a organização e estruturação dos diretórios criados, o que enfatiza a facilidade de manutenção e realização de backup dessas páginas. Figura 4. Criação de Namespace. O Dokuwiki ainda permite que sejam realizadas pesquisas por todo o conteúdo do sistema criado, sendo essas buscas realizadas a partir de palavras-chaves ou pelo nome completo da página ou seção. Os resultados mostrados aparecem de duas maneiras: mostra as páginas com nomes coincidentes exibindo links para esses conteúdos e detalha onde essas palavras foram encontradas no código fonte, conforme a Figura 5. Figura 5. Recurso de pesquisa. 128

7 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet 2011 A aplicação da gestão do conhecimento utilizando como suporte a ferramenta Wiki na empresa trouxe retornos satisfatórios, como: redução de custos com desenvolvimento de páginas; padronização da documentação; a diminuição da quantidade de documentos publicados em papel, trazendo economia e liberando espaço em armário e gavetas; facilidade para encontrar documentos bem como navegar por ele, agilizando a realização de tarefas e implementação de sistemas; centralização da informação, com a informação gerada ficando armazenada em um único local; utilização de apenas um servidor de arquivos para armazenamento e publicação das páginas; controle de acesso centralizado (Segurança da Informação); aprovação total dos colaboradores mudando a perspectiva da empresa quanto à criação e disseminação de conhecimento; criação de um ambiente de aprendizado colaborativo além de favorecer o trabalho em equipe. 4.3 Conclusão Após a implantação do sistema Wiki na organização em que foi realizado o estudo de caso foi possível perceber que a empresa passou por algumas transformações quanto à maneira de organizar e estruturar toda a documentação dos sistemas desenvolvidos. Tal documentação, depois de organizada no sistema Wiki foi considerada base de conhecimento da área de TI (Tecnologia da Informação). Por ser uma empresa que lida com tecnologia, esse fator contribuiu para que os colaboradores aceitassem essa nova ferramenta e a maneira de gerir o conhecimento por meio desse sistema. A partir do questionário respondido pelos colaboradores da empresa pode-se notar que a implantação da nova ferramenta trouxe benefícios para o crescimento das equipes, ampliando o grau de comunicação e descentralizando as informações. A experiência da empresa permite concluir que se faz necessário o cuidado com o conhecimento gerado na organização e principalmente com seu modo de estruturação e organização a fim de que seja devidamente disseminado entre os colaboradores, setores e relações externas como clientes e fornecedores. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS De acordo com o resultado da pesquisa exploratória realizada, apesar de as empresas, no cenário atual, virem o conhecimento como umas das chaves para o seu desenvolvimento e crescimento frente ao mercado, ainda há muito que ser feito para que o potencial desse recurso seja efetivamente utilizado. A tecnologia surge como suporte para que sejam colocados em prática conceitos relacionados à disseminação do conhecimento e aprendizagem colaborativa, ou seja, a tecnologia surge como uma forma de obter conhecimentos externo e interno e difundi-lo por toda organização, pois de nada valerá os recursos investidos para tal fim se não forem amplamente utilizados pelos colaboradores da empresa. Tendo-se em vista as necessidades de estruturação do conhecimento criado no ambiente organizacional, os benefícios trazidos pela gestão do conhecimento quando aplicada dentro da empresa faz desse ambiente um espaço propício à aprendizagem. Nesse contexto, o Wiki se mostrou uma tecnologia satisfatória, oferecendo inúmeros recursos favoráveis ao trabalho em equipes, à criação de grupos de trabalho e ao compartilhamento de conhecimento, favorecendo a criação de um ambiente de aprendizado colaborativo dentro da organização. Diante dos conceitos e ferramentas apresentados no artigo, foi realizado um estudo de caso utilizando a ferramenta DokuWiki, um sistema de tecnologia Wiki que tem como objetivo principal a construção de conteúdos de maneira colaborativa, mostrando suas principais funcionalidades e vantagens quando aplicada em um ambiente organizacional. Como proposta de trabalhos futuros propõe-se um estudo mais aprofundado sobre a tecnologia Wiki, de modo que possa apresentar características da Web Semântica para a organização e estruturação da base de conhecimento fazendo com que toda essa informação (organizada) traga benefícios para a tomada de 129

8 ISBN: IADIS decisões ainda mais precisas. REFERÊNCIAS ANGELONI, Maria Terezinha. Organizações do Conhecimento: infra-estrutura organizacional, pessoas e tecnologia. São Paulo: Saraiva, BLATTMANN, Ursula; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. Colaboração e Interação Na Web 2.0 e Biblioteca Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina. Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo= >. Acesso em: mar CONTE, Ezequiel. Intranet na CERTI: Um modelo baseado em recursos de Enterprise 2.0. Florianópolis, Disponível em: <http://www.slideshare.net/ezequielc/intranet-na-certi-um-modelo-baseado-em-recursos-deenterprise-20 >. Acesso em: dez COUTINHO, Clara Pereira; BOTTENTUIT JUNIOR, João Batista. Comunicação Educacional: do modelo unidireccional para a comunicação multidireccional na sociedade do conhecimento. Braga, Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7770>. Acesso em: dez Blog e Wiki: Os Futuros Professores e as Ferramentas da Web 2.0. Braga, Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7358>. Acesso em: mar DOKUWIKI. DokuWiki. Disponível em: <http://www.dokuwiki.com.br>. Acesso em: dez MEDIAWIKI. MediaWiki. Disponível em: <http://www.mediawiki.com.br>. Acesso em: out NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, SCHONS, Cláudio Henrique; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da; MOLOSSI, Sinara. O uso de wikis na gestão do conhecimento em organizações. Lima, Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo= >. Acesso em: out SIEMENS, George. Connectivism: A Learning Theory for the Digital Age Disponível em: <http://www.elearnspace.org/articles/connectivism.htm>. Acesso em: dez WIKIMATRIX. WikiMatrix. Disponível em: <http://www.wikimatrix.org>. Acesso em: dez

FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM AMBIENTE ORGANIZACIONAL. Tacila Gonçalves Nascimento, Patrícia Lima Quintão

FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM AMBIENTE ORGANIZACIONAL. Tacila Gonçalves Nascimento, Patrícia Lima Quintão Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 10, JAN/JUN 2011 FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL MEDIAWIKI Manual Media Wiki Página 2 Sumário O que é MediaWiki... 4 Acesso ao sistema... 5 Criação do índice principal... 7 Criação de página... 14 Bloqueio/Proteção de página... 17 Manual Media

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL

WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL Graduanda: Juliana Camargo Souza Macedo Orientadora: Iris Abdallah Motivos para escolha do tema: A disciplina

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SACI LIVRE SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE CONTEÚDO INSTITUCIONAL

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Kayo Delgado Medeiros de Almeida¹, Elon Gomes Vieira 2, Carlos Vitor de Alencar Carvalho 3, Magno Fonseca Borges 4, José

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS 769 SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS Mateus Neves de Matos 1 ; João Carlos Nunes Bittencourt 2 ; DelmarBroglio Carvalho 3 1. Bolsista PIBIC FAPESB-UEFS, Graduando em Engenharia de

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Manual WordPress. Conteúdo Índice. Capítulo 1 Introdução. Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel. Capítulo 3 Gerenciamento de Posts ( Artigos)

Manual WordPress. Conteúdo Índice. Capítulo 1 Introdução. Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel. Capítulo 3 Gerenciamento de Posts ( Artigos) Manual WordPress Conteúdo Índice Capítulo 1 Introdução Sobre o WordPress Características principais Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Alterando Usuário e Senha Painel

Leia mais

Portais Corporativos como Ferramenta Estratégica na Gestão do Conhecimento Organizacional: um estudo exploratório

Portais Corporativos como Ferramenta Estratégica na Gestão do Conhecimento Organizacional: um estudo exploratório Portais Corporativos como Ferramenta Estratégica na Gestão do Conhecimento Organizacional: um estudo exploratório Queli Terezinha Schmitz (TUPER, UDESC, UTFPR) queli@sbs.udesc.br Hélio Gomes de Carvalho

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens Moodle Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens O que é? Alternativa às soluções comerciais de ensino on-line

Leia mais

WIKIPÉDIA: a enciclopédia aos moldes de uma rede social colaborativa

WIKIPÉDIA: a enciclopédia aos moldes de uma rede social colaborativa WIKIPÉDIA: a enciclopédia aos moldes de uma rede social colaborativa GT 4: Tecnologia e Comunicação da Informação Laiza Lima Silva 1 RESUMO: Apresenta o desenvolvimento das fontes de informação no contexto

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013 Hal Zucati Microsoft Corporation Publicado em: Setembro de 2012 Atualizado em: Novembro de 2012 Aplica-se a: SharePoint

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática. Msc. Márcio Alencar

Tópicos Especiais em Informática. Msc. Márcio Alencar Tópicos Especiais em Informática Msc. Márcio Alencar Recursos Certamente, um dos atrativos do chamado e- Learning (ou ensino á distância com uso de ferramentas computacionais/eletrônicas), são os novos

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

WIKI Documentado de forma ágil.

WIKI Documentado de forma ágil. WIKI Documentado de forma ágil. José Augusto (Guto) Carvalho gutocarvalho@gmail.com @gutocarvalho Agenda Entendendo Wiki Sintaxe Estrutura Administração Controles de Acesso 46 Slides - 60 a 80 Minutos

Leia mais

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG Moema Gomes Moraes 1 RESUMO: Este trabalho faz uma reflexão sobre os aspectos relacionados ao uso de Blogs no ensino de Matemática. Para isto, ele inicia fazendo uma reflexão

Leia mais

O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto Metodista Granbery: uma ferramenta de acompanhamento e relacionamento

O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto Metodista Granbery: uma ferramenta de acompanhamento e relacionamento Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 7, JUL/DEZ 2009 O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto

Leia mais

COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970.

COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970. Razões para usar Noosfero como plataforma de rede social da USP COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970.746/0001-77 Contato:

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR

NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno 1 MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno Acessando o sistema 1- Para acessar a Faculdade Interação Americana Virtual digite o seguinte endereço: http://ead.fia.edu.br/

Leia mais

www.fernando.parreiras.nom.br

www.fernando.parreiras.nom.br Análise comparativa de processos de desenvolvimento de software à luz da gestão do conhecimento: um estudo de caso de empresas mineiras Fernando Silva Parreiras Gilzirene Simone Oliveira Contexto A engenharia

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 Adriana Nascimento Flamino 1, Juliana de Souza Moraes 2 1 Mestre em Ciência

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

Documento de Visão do Projeto

Documento de Visão do Projeto Documento de Visão do Projeto 1. Objetivo O propósito deste documento é coletar, analisar e definir as necessidades de alto-nível e características do projeto de software do Módulo Editor de Estruturas

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno:

Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno: Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno: Giovanni Pietro Vallone Cocco Portais Corporativos

Leia mais

Sistemas Colaborativos Simulado

Sistemas Colaborativos Simulado Verdadeiro ou Falso Sistemas Colaborativos Simulado 1. Todos os tipos de organizações estão se unindo a empresas de tecnologia na implementação de uma ampla classe de usos de redes intranet. Algumas das

Leia mais

Instrução de Trabalho Base de Conhecimento

Instrução de Trabalho Base de Conhecimento Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Dono do processo 1. OBJETIVOS Esta instrução de trabalho tem como objetivo orientar os colaboradores da SINFO, de como a será mantida e acessada.

Leia mais

TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS

TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS Anissa CAVALCANTE 2 Jessica WERNZ 3 Márcio CARNEIRO 4, São Luís, MA PALAVRAS-CHAVE: CMS, webjornalismo, TV Vila Embratel, comunicação 1 CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

Quando o social business encontra o ECM

Quando o social business encontra o ECM Social Business & ECM Por Ana Lúcia Moura Fé Quando o social business encontra o ECM 22 INFORMATION MANAGEMENT SET / OUT 2012 www.informationmanagement.com.br O grande desafio do momento para a maioria

Leia mais

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino Escolher o Sponte Educacional é escolher inteligente Sistema web para gerenciamento de instituições

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

PORTFÓLIO www.imatec.com.br

PORTFÓLIO www.imatec.com.br História A IMATEC foi estabelecida em 1993 com o objetivo de atuar nos segmentos de microfilmagem, digitalização e guarda de documentos e informações, hoje conta com 300 colaboradores, têm em seu quadro,

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO Curso Superior de Graduação em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática Por AUGUSTO CARRICONDE

Leia mais

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS Provemos consultoria nas áreas de comunicação online, especializados em sites focados na gestão de conteúdo, sincronização de documentos, planilhas e contatos online, sempre integrados com

Leia mais

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle O Moodle dispõe de uma variedade de ferramentas que podem aumentar a eficácia de um curso online. É possível facilmente compartilhar materiais de estudo,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento 1 VANTAGEM ESTRATÉGICA Assunto: Administração do Conhecimento Objetivos do capítulo: 1. Explicar como os sistemas de administração do conhecimento podem ajudar na iniciativa de construir uma empresa geradora

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

6 Aplicações Ricas para Internet

6 Aplicações Ricas para Internet 6 Aplicações Ricas para Internet DESENVOLVIMENTO WEB II - 7136 6.1. Evolução das aplicações para web O crescente número de pessoas que usufruem da informatização das tarefas cotidianas, viabilizadas na

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

TIRE SEU PROJETO DA GAVETA. kinghost.com.br

TIRE SEU PROJETO DA GAVETA. kinghost.com.br TIRE SEU PROJETO DA GAVETA #1 Escolha a ferramenta ideal para impulsionar seu negócio. Existem diversas ferramentas no mercado que podem lhe auxiliar na hora de montar e administrar seu negócio. São plataformas

Leia mais

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE 1 Índice Dicas iniciais O que é o Plone? 3 Formulário de Solicitação 6 Acesso ao Plone 6 Configurações do Site 14 Inserindo Conteúdo Inserir Pastas

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Gestão do conhecimento Wikipédia, a enciclopédia livre

Gestão do conhecimento Wikipédia, a enciclopédia livre Página 1 de 5 Gestão do conhecimento Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. A Gestão do Conhecimento, do inglês KM - Knowledge Management, é uma disciplina que tem suscitado cada vez mais atenção nas

Leia mais

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar os princípios que se destacam como características da Web 2.0. INTRODUÇÃO

Leia mais

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS O CSF Designer Intuition TM da FIS ajuda organizações que lidam com o cliente a criar, de forma instantânea e interativa, documentos comerciais respeitando as regulações vigentes,

Leia mais

3 Estudo de Ferramentas

3 Estudo de Ferramentas 3 Estudo de Ferramentas Existem diferentes abordagens para automatizar um processo de desenvolvimento. Um conjunto de ferramentas pode ser utilizado para aperfeiçoar o trabalho, mantendo os desenvolvedores

Leia mais

A Empresa. Alguns Clientes que já utilizam nossa tecnologia.

A Empresa. Alguns Clientes que já utilizam nossa tecnologia. A Empresa A GDDoc é uma empresa especializada na gestão de documentos digitais e arquivos, auxilia as empresas a administrar através da tecnologia o uso de papel, para alcançar estes objetivos fazemos

Leia mais

PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA

PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA Daniel Gonzaga dos Santos 1 Faculdade Cidade de João Pinheiro Resumo: Este artigo aborda as etapas para

Leia mais

MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem;

MOODLE é o acrónimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Software livre, de apoio à aprendizagem; Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; A expressão designa ainda

Leia mais

Tecnologias Móveis e Ferramentas Web 2.0 no Ensino Superior: algumas possibilidades

Tecnologias Móveis e Ferramentas Web 2.0 no Ensino Superior: algumas possibilidades Tecnologias Móveis e Ferramentas Web 2.0 no Ensino Superior: algumas possibilidades João Batista Bottentuit Junior Universidade Federal do Maranhão UFMA jbbj@terra.com.br 29 de Outubro de 2013 Contexto

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Ministério do Desenvolvimento Agrário Capítulo 1 Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituição: Sítio: Caso: Responsável: Palavras- Chave: Ministério do Desenvolvimento Agrário www.mda.gov.br Plano de Migração para Software Livre Paulo

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Informatização de farmácias publicas utilizando software livre.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Informatização de farmácias publicas utilizando software livre. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Informatização de farmácias publicas utilizando software livre. MURILO NUNES ELIAS FLORIANÓPOLIS SC 2007/2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE

Leia mais

C.P.F. DOS ENVOLVIDOS: 105111179-06 085997089-29 093745209-23 KRIO. A integração entre a tecnologia e a comunicação para Jovens Aprendizes

C.P.F. DOS ENVOLVIDOS: 105111179-06 085997089-29 093745209-23 KRIO. A integração entre a tecnologia e a comunicação para Jovens Aprendizes C.P.F. DOS ENVOLVIDOS: 105111179-06 085997089-29 093745209-23 KRIO A integração entre a tecnologia e a comunicação para Jovens Aprendizes FLORIANÓPOLIS 2014 2 RESUMO: O projeto apresentado é resultado

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado)

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) SISTEMA INTERNO INTEGRADO PARA CONTROLE DE TAREFAS INTERNAS DE UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

INTRANETS. Disciplina: Comércio Eletrônico Prof.: Luis Alberto Gómez Alunos: Renato Jorge Prim Alessandra Teixeira Luciana Silvy

INTRANETS. Disciplina: Comércio Eletrônico Prof.: Luis Alberto Gómez Alunos: Renato Jorge Prim Alessandra Teixeira Luciana Silvy INTRANETS Disciplina: Comércio Eletrônico Prof.: Luis Alberto Gómez Alunos: Renato Jorge Prim Alessandra Teixeira Luciana Silvy I N T R A N E T S O que é Intranet? A intranet é um tipo de rede (LAN ou

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Guia do Usuário. versão 1.2. GiuSoft Tecnologia - www.giusoft.com.br

Guia do Usuário. versão 1.2. GiuSoft Tecnologia - www.giusoft.com.br Guia do Usuário versão 1.2 GiuSoft Tecnologia - www.giusoft.com.br Sumário Introdução 2 O que é o Alitem? 3 Portal de aplicativos na Internet 3 Site de relacionamentos 3 Infra-estrutura de desenvolvimento

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE Um estudo sobre os aspectos de desenvolvimento e distribuição do SIE Fernando Pires Barbosa¹, Equipe Técnica do SIE¹ ¹Centro de Processamento de Dados, Universidade Federal de Santa Maria fernando.barbosa@cpd.ufsm.br

Leia mais

O e-docs foi testado e homologado pela Microsoft via certificadora internacional Verisign.

O e-docs foi testado e homologado pela Microsoft via certificadora internacional Verisign. O e-docs Uma ferramenta com interface intuitiva, simples e dinâmica para você que necessita: Centralizar e estruturar o conhecimento corporativo. Manter a flexibilidade necessária para a colaboração. Permite

Leia mais

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações Comunidades de Prática Experiências e Contribuições da Tecnologia para a Educação Profissional Lane Primo Senac Ceará 2012 Sumário 1. Introdução 2. Conceitos 3. Metodologia 4. Resultados 5. Considerações

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Ciências da Computação e Estatística Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP André

Leia mais

MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SOFTWARE E COMUNIDADES DO PORTAL DO SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO. Em construção

MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SOFTWARE E COMUNIDADES DO PORTAL DO SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO. Em construção MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SOFTWARE E COMUNIDADES DO PORTAL DO SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Em construção Índice 1. Introdução 2. Cadastrar e Logar no Portal 3. Plataforma de redes Sociais Noosfero 3.1.

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 APRESENTANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Um ambiente virtual de aprendizagem é um sistema para gerenciar cursos a distância que utilizam a Internet, ou para complementar

Leia mais

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada GUIA DE USO SUMÁRIO 1. Utilizando o FrameWork Aplanar... 2 1.1 GRID... 2 1.1.1 Barra de menus:... 2 1.1.2 Barra de ferramentas:... 3 1.1.3 Barra de pesquisa:... 3 1.2 MENU ADMINISTRATIVO... 4 1.2.1 Usuário:...

Leia mais

Ferramentas de informações e comunicações e as interações possíveis Tecnologias populares para uma Educação à Distância mais Popular.

Ferramentas de informações e comunicações e as interações possíveis Tecnologias populares para uma Educação à Distância mais Popular. Trabalha de Conclusão do Curso Educação a Distância : Um Novo Olhar Para a Educação - Formação de Professores/Tutores em EaD pelo Portal Somática Educar Ferramentas de informações e comunicações e as interações

Leia mais

Conteúdo. Curso de Introdução ao Plone. O que é Plone. Parte I Conceitos básicos

Conteúdo. Curso de Introdução ao Plone. O que é Plone. Parte I Conceitos básicos Curso de Introdução ao Plone Conteúdo Parte I - Conceitos básicos Parte II - Interface do Plone Parte III - Gerenciamento de usuários Modulo A Instrutores Carlos Alberto Alves Meira Laurimar Gonçalves

Leia mais

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas.

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas. PALAVRA DO COORDENADOR Estimado, aluno(a): Seja muito bem-vindo aos Cursos Livres do UNIPAM. Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos

Leia mais

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA V SEMINÁRIO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE Patric da Silva Ribeiro patricribeiro@unipampa.edu.br Maicon Isoton maiconisoton@gmail.com Potencialidades Tecnológicas

Leia mais

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 -

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 - GUIA RÁPIDO - 1 - Sumário Introdução...3 Por que utilizar o Construtor de Sites?...3 Vantagens do Construtor de Sites...3 Conceitos básicos...3 Configuração básica do site...5 Definindo o layout/template

Leia mais

Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho.

Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho. Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho. Resumo Este artigo apresenta uma solução de webconferência

Leia mais

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação.

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação. ANEXO 11 O MATRIZ Para o desenvolvimento de sites, objeto deste edital, a empresa contratada obrigatoriamente utilizará o framework MATRIZ desenvolvido pela PROCERGS e disponibilizado no início do trabalho.

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

SENADO FEDERAL Secretaria Especial do Interlegis SINTER Subsecretaria de Tecnologia da Informação SSTIN. Produto I: ATU SAAP

SENADO FEDERAL Secretaria Especial do Interlegis SINTER Subsecretaria de Tecnologia da Informação SSTIN. Produto I: ATU SAAP Produto I: ATU SAAP Documento de projeto do novo sistema. Modelo de Dados, Casos de Usos e Interface Gráfica do Sistema Pablo Nogueira Oliveira Termo de Referência nº 129275 Contrato Número 2008/000988

Leia mais

Curso de Joomla na Prática

Curso de Joomla na Prática Curso de Joomla na Prática Joomla! (pronuncia-se djumla) é um CMS (Content Management System) desenvolvido a partir do Mambo. É escrito em PHP e roda no servidor web Apache ou IIS e banco de dados MySQL.

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

gladiador INTERNET CONTROLADA

gladiador INTERNET CONTROLADA gladiador INTERNET CONTROLADA funcionalidades do sistema gladiador sistema Gerenciamento de usuários, gerenciamento de discos, data e hora do sistema, backup gladiador. Estações de Trabalho Mapeamento

Leia mais

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Índice Introdução ao Serviço de E-mail O que é um servidor de E-mail 3 Porque estamos migrando nosso serviço de correio eletrônico? 3 Vantagens de utilização

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

ONE Service Desk. O Service Desk ONE fornece uma infraestrutura de serviços de suporte ITIL completa, contendo:

ONE Service Desk. O Service Desk ONE fornece uma infraestrutura de serviços de suporte ITIL completa, contendo: ONE Service Desk O Service Desk ONE fornece uma infraestrutura de serviços de suporte ITIL completa, contendo: Gerenciamento de Incidentes Gerenciamento de Problemas Gerenciamento de Mudanças BDGC (Banco

Leia mais

ANA LÚCIA DE OLIVEIRA BARRETO

ANA LÚCIA DE OLIVEIRA BARRETO COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO GUIA BÁSICO DE UTILIZAÇÃO DA REDE COLABORATIVA Construçãoo de Saberes no Ensino Médio ANA LÚCIA DE OLIVEIRA BARRETO CMRJ - 2010 2 LISTA DE FIGURAS Figura 01: Exemplo de

Leia mais

Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação

Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação O SoftExpert ECM Suite provê as tecnologias utilizadas para criar, capturar, gerenciar, armazenar, preservar e distribuir todos os

Leia mais

Biblioteca Virtual do NEAD/UFJF GOOGLE APPS EDUCATION: FERRAMENTA DE EDIÇÃO, COMUNICAÇÃO E PESQUISA

Biblioteca Virtual do NEAD/UFJF GOOGLE APPS EDUCATION: FERRAMENTA DE EDIÇÃO, COMUNICAÇÃO E PESQUISA GOOGLE APPS EDUCATION: FERRAMENTA DE EDIÇÃO, COMUNICAÇÃO E PESQUISA Módulo de Acolhimento UAB/UFJF 2008 PrezadoCursista, Baseado na perspectiva de que você terá que se familiarizar com alguns recursos

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 Sistema de Informação SI baseado em computadores Organização, administração e estratégia Professora: Cintia Caetano INTRODUÇÃO Sistemas de Informação são parte

Leia mais