UTILIZAÇÃO DE WIKIS PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UTILIZAÇÃO DE WIKIS PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL"

Transcrição

1 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet 2011 UTILIZAÇÃO DE WIKIS PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL Patrícia Lima Quintão 1 e 2, Mehran Misaghi 3, Tacila Gonçalves Nascimento 1, Fabíola Bento Soares 4 e Luis Fernando Faina 4 1 Faculdade Metodista Granbery/, Juiz de Fora - MG - Brasil 2 Prefeitura de Juiz de Fora 3 Instituto Superior Tupy IST, Sociedade Educacional de Santa Catarina SOCIESC, Joinville - SC - Brasil 4 Faculdade de Computação FACOM, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia - MG - Brasil RESUMO Atualmente, aprender não se limita apenas ao ambiente educacional, o conhecimento tornou-se uma das peças principais para gerir inovação e vantagem competitiva no mercado para as organizações e empresas, uma vez que possibilita tomada de decisões mais precisas, inteligentes e criativas. A aprendizagem envolve um processo de colaboração, trazendo como consequência a construção de um conhecimento coletivo. Desse modo, a Web 2.0 pode auxiliar a construção e disseminação do conhecimento de forma colaborativa. Este artigo propõe-se a explorar uma das ferramentas da Web 2.0, o Wiki, que pode auxiliar a gestão do conhecimento dentro de um ambiente organizacional, possibilitando que, além de informações úteis, todo o conhecimento gerado dentro desse ambiente possa ser disseminado de maneira estruturada entre colaboradores, entre setores, quebrando barreiras de espaço e tempo, interagindo inclusive com fornecedores e clientes. PALAVRAS-CHAVE Wikis, Internet, Web 2.0, Gestão do Conhecimento. 1. INTRODUÇÃO O número de usuários da Web aumentou consideravelmente em virtude do surgimento de novas tecnologias e ferramentas que utilizam a Internet como ambiente de aplicação, as quais trouxeram consigo novas maneiras de interação, comunicação e troca de informações entre os usuários. Em particular, ferramentas da segunda geração da Web, Web 2.0, alavancam a disseminação e o compartilhamento de informações, além de serem utilizadas como base para que a aprendizagem colaborativa, bem como a gestão do conhecimento aconteçam de forma estruturada dentro dos ambientes organizacionais. Nesse contexto, esse artigo tem como objetivo destacar como os Wikis, uma das ferramentas da Web 2.0, poderão auxiliar o processo de aprendizagem colaborativa dentro de uma organização. Para isso está organizado da seguinte forma: na seção 2 são abordadas questões relacionadas com gestão de conhecimento organizacional; a seção 3 trata a utilização de wikis como bases de conhecimento para a aprendizagem colaborativa; na seção 4 são destacadas as principais características do estudo de caso; e a seção 5 apresenta as considerações finais. Por fim, têm-se as propostas de trabalhos futuros e referências utilizadas. 2. CONTRIBUIÇÃO DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL Na década de 90, houve a grande explosão da Internet, momento em que sua utilização sofreu transformações: antes utilizada apenas por institutos educacionais ou militares. A partir desse momento, a 123

2 ISBN: IADIS Internet torna-se uma ferramenta aliada aos processos comerciais, à comunicação, entretenimento, relacionamento, pesquisa, além de tornar-se um canal para compartilhamento de conhecimento e informações. Em consequência do crescimento exponencial da Internet, a Web torna-se para esse momento de transformações, principalmente tecnológicas, uma forma de viabilizar a comunicação interna e a gestão do conhecimento dentro das organizações. A Web, que em seu início teve o objetivo apenas de fornecer informação, em um segundo momento é caracterizada pela participação maciça dos usuários, que deixam de ser apenas expectadores e passam a atuar como criadores de conteúdo, trocando ideias, compartilhando arquivos e informações, gerindo conhecimento (COUTINHO e BOTTENTUIT JÚNIOR, 2007). A utilização da Web nas relações de uma organização faz com que os processos de relacionamento entre fornecedores, clientes e a própria empresa sejam estruturalmente modificados, alterando funções, modelos, práticas e hierarquias. A crescente necessidade das organizações em obter conhecimento e disseminá-lo de forma inovadora, ágil e eficaz, visando à competitividade no mercado, faz da Web uma tecnologia que, em consonância com os princípios da gestão do conhecimento, vai além das atividades comerciais. O surgimento da geração 2.0 da Web trouxe repercussões sociais importantes que enfatizam o trabalho colaborativo, a troca e circulação de informações, redes de relacionamento, construção social de conhecimento apoiados pela informática. Usufruir das ferramentas da Web 2.0 também auxilia nas relações de comunicação e a troca de informações e experiências entre colaboradores, um dos pressupostos para a gestão eficiente do conhecimento organizacional. Nesse contexto, blogs, Wikis (foco deste estudo), Podcasts, Chats, Fóruns de Discussão, Google Apps, são exemplos de ferramentas da Web 2.0 que contribuem para que o conhecimento e as informações de uma organização sejam disseminados de maneira fácil, ágil e confiável, podendo favorecer a aprendizagem para que ocorra de forma colaborativa. Um fator interessante para o emprego da Web 2.0 no ambiente organizacional é o fato de não demandar custos elevados, pois grande parte das ferramentas é gratuita. 3. UTILIZAÇÃO DE WIKIS COMO BASES DE CONHECIMENTO PARA A APRENDIZAGEM COLABORATIVA O Wiki é uma tecnologia da Web 2.0 voltada para o apoio ao trabalho colaborativo. A palavra Wiki tem origem havaiana e significa rápido, o que justifica a simplicidade na edição de conteúdo das páginas desenvolvidas sob essa tecnologia (CONTE, 2007). Ao contrário das práticas de edição centralizada das páginas da Web, um Wiki permite a edição colaborativa em que vários usuários podem criar e editar seu conteúdo (textos, hiperlinks entre páginas) sem a necessidade de um programa de edição de páginas Web, sendo todo esse trabalho de edição realizado no próprio navegador (CONTE, 2007). Segundo Conte (2007), o Wiki utiliza uma sintaxe simplificada para marcar e destacar títulos e elementos, respectivamente, o que facilita a utilização dos Wikis por usuários não-técnicos não estando o sistema limitado apenas ao manuseio de profissionais ou especialistas em programação Web. O conceito de WikiWords também é empregado neste contexto, sendo definido como a junção de duas palavras iniciadas por letras maiúsculas que, quando escritas, automaticamente são transformadas em hiperlinks para uma página. 3.1 Wiki e Gestão do Conhecimento De acordo com Nonaka e Takeuchi (1997), a criação de novos conhecimentos dá-se a partir da interação entre os conhecimentos de cada indivíduo (tácito e explícito) e também entre os indivíduos. Ainda sob a visão dos autores, o principal processo para criação do conhecimento organizacional deve acontecer de forma coletiva, pois a discussão entre os membros da uma equipe expõem os conhecimentos tácitos ocultos. Nesse contexto, diante de inúmeras ferramentas de colaboração disponíveis principalmente na Web, os sistemas Wikis se destacam por permitirem o fluxo de conhecimento nos cenários intra ou interorganizacional promovendo interatividade entre todos os atores da cadeia produtiva. Um sistema Wiki tem como ideia principal a modificação de qualquer texto original, de modo que novos conhecimentos sejam adicionados aos já existentes, criando-se, dessa forma, uma base de conhecimentos. Podem-se classificar tais sistemas como 124

3 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet 2011 Wikis Abertos em que qualquer pessoa pode editar uma página ou como Wikis Fechados apresentam acesso restrito para edição de conteúdo, ou seja, somente usuários cadastrados ou com a permissão do administrador podem contribuir com novos conteúdos ou acrescentar um novo texto (SCHONS et al., 2007). Sejam em ambientes educativos ou organizacionais, os sistemas Wiki têm como principais potencialidades (COUTINHO e BOTTENTUIT JÚNIOR, 2007): interação e colaboração dinâmica na relação entre os usuários; abertura para troca de ideias, propostas de linhas de trabalho para determinados objetivos; criação ou reconstrução de uma base de conhecimentos, como glossários, dicionários, manuais, relatórios de acordo com o ambiente em que está sendo aplicado; trabalha com controle de versões, ou seja, como um histórico a partir do qual os usuários podem observar as alterações e evolução da criação do documento em questão; geração de uma estrutura de conhecimento compartilhado, permitindo a potencialização das comunidades de aprendizagem. Essas fortes características das ferramentas Wikis permitem alavancar o conhecimento colaborativo em redes sociais permitindo a construção de um ambiente voltado para a aprendizagem. 3.2 Wiki sob a Ótica do Conectivismo Conforme abordado, a aplicação do Wiki no espaço corporativo permite a criação de um ambiente interativo com o objetivo de promover a gestão do conhecimento de maneira ampla entre os colaboradores. Além de disseminar o conhecimento criado dentro da organização, a gestão do conhecimento pode propiciar uma via de acesso à aprendizagem colaborativa e à integração entre os funcionários de setores distintos e de diferentes níveis hierárquicos. Dessa forma, são criadas soluções simplificadas para problemas classificados como complexos por meio da construção hipertextual colaborativa. O Conectivismo, segundo Siemens (2004), é guiado pela noção de que as decisões são baseadas em fundamentos que mudam rapidamente. Desse modo, o objetivo dos Wikis remete essa mesma ideia de constantes transformações de conteúdo, ou seja, o conhecimento anteriormente criado em um espaço de aprendizagem contínuo é constantemente atualizado através da troca de informações entre os usuários. Assemelhando-se com os princípios de Conectivismo, os Wikis contribuem para a criação de um ambiente favorável à aprendizagem e à disseminação do conhecimento. Sua utilização em ambientes que concentram equipes de trabalho contribui para que o compartilhamento de informações possa acontecer interna ou externamente a uma organização, criando-se redes de comunicação entre áreas de interesse comuns. Além disso, possibilitam a construção colaborativa dentro do ambiente organizacional, bem como a discussão de um novo projeto ou ambiente de desenvolvimento rápido de aplicações (SCHONS et al., 2007). 3.3 Estrutura das Informações nos Sistemas Wiki Os sistemas Wiki apresentam uma estrutura hipertextual, utilizando palavras ou imagens chaves que levam o usuário para outras seções da mesma página ou para páginas e sites distintos, permitindo ao usuário traçar um percurso que melhor ajuste às suas necessidades de navegação (BLATTMANN e SILVA, 2007). De acordo com Blattmann e Silva (2007), nessa estrutura, os links obedecem de forma distribuída a uma categorização espontânea da informação, feita por meio da colaboração dos usuários, diferente dos métodos tradicionais de classificação facetada. Ainda sob a ótica dos autores, essa estrutura aberta de criação de novos termos que os Wikis apresentam baseia-se no conceito de Folksonomia, ou seja, uma forma relacional de classificação e categorização das informações disponíveis na Web, ora representadas por textos, ora por imagens, áudios, vídeos ou qualquer outro tipo de formato. 3.4 DokuWiki x MediaWiki: Características e Principais Recursos DokuWiki É um software que utiliza os recursos e objetivos da tecnologia Wiki. Voltado para o trabalho em equipe, grupo de trabalho e pequenas e médias empresas, tem uma sintaxe simplificada e de fácil aprendizado para o desenvolvedor, o que facilita a criação de textos estruturados. Os dados são armazenados em arquivos de 125

4 ISBN: IADIS texto puro, não sendo necessária a utilização de nenhum tipo de banco de dados (DOKUWIKI, 2010). Quanto à segurança, apresenta controle de acesso com sistema de autenticação de usuário, criação de perfis de usuário utilizando o sistema ACL (Access Control List) para permissões de publicação com e controle anti-spam. Para autenticação de usuários permite integração com softwares que contém recursos que permitem controlar o acesso dos usuários à rede como Textfile, LDAP, MySQL, ActiveDirectory, PostgreSQL. Permite bloqueio de máquinas através da verificação do IP liberando ou não a edição do conteúdo. Outros recursos também podem ser destacados para esse tipo de sistema Wiki, como: possibilidade de visualizar as alterações realizadas nos textos antes de salvá-lo para publicação definitiva; recursos de revisão e controle de versão; página com histórico de alterações; existência de uma página com com índice para todas as páginas disponíveis chamada de Página Index - página de índice MediaWiki O MediaWiki é o software usado pela Wikipédia, enciclopédia on-line com conteúdo construído com a colaboração dos usuários. O MediaWiki é utilizado por pequenos e grandes sistemas Web, além de poder administrar grandes quantidades de páginas por possuir suporte com vários servidores próprios (MEDIAWIKI, 2010). Quanto à segurança, apresenta controle de acesso, possui sistema de autenticação de usuários podendo-se utilizar fontes externas via ActiveDirectory e PAM, permite bloqueio de máquinas através da verificação do IP liberando ou não a edição do conteúdo e possui recursos anti-spam como Blacklists, CAPTCHA. Assim como o DokuWiki, outros recursos também podem ser evidenciados como características do MediaWiki, como: recursos de revisão e controle de versão, página com histórico de alterações; visualizar as alterações realizadas nos textos antes de salvá-lo para publicação definitiva; existência de Página Index. 4. ESTUDO DE CASO Com base nos conceitos apresentados, foi desenvolvido um estudo de caso baseado em uma empresa cujo nome não será mencionado por questão de sigilo, aplicando os recursos dos sistemas Wiki para construção de uma base de conhecimento dentro dessa instituição. A ferramenta utilizada para o desenvolvimento dessa base de conhecimento foi o sistema DokuWiki. 4.1 A Necessidade da Empresa A empresa utilizada para desenvolvimento desse caso de uso é especializada no desenvolvimento de sistemas Web além de prestar consultorias às empresas que necessitam informatizar seus sistemas de informação. Durante o processo de desenvolvimento dos sistemas, é criada toda a documentação das aplicações e em seguida é enviada ao cliente para aprovação da especificação. São criadas caracterizações de demanda (levantamento de requisitos), especificações de casos de uso, planos de testes, formulário e contratos de manutenção e implantação dos sistemas requisitados. Todo o conhecimento gerado tanto do cliente e suas necessidades a partir das conversas, reuniões e formalização de processos quanto dos sistemas que são implementados pela empresa não estão devidamente estruturados de modo a trazer benefícios a partir da sua criação. Algumas características que levaram à escolha da ferramenta DokiWiki para a construção da base de conhecimento da empresa: apresenta licença gratuita (custo zero) e sintaxe de fácil aprendizado e aplicabilidade; não necessita de recursos de Banco de Dados, sendo as páginas armazenadas em arquivos de texto, facilitando e agilizando os recursos de backup; permite a utilização de linguagem PHP e possui sistema de Lista de Controle de Acesso para autenticação de usuários; possui sistema de rastreabilidade, gravando todas as alterações que o usuário autenticado realizar no sistema; e permite a personalização de templates e de plugins. Possui uma grande quantidade de plugins já prontos que podem ser utilizados de acordo com a necessidade e perfil do Wiki criado. 126

5 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet Estruturando a Base de Conhecimento utilizando o DokuWiki Como descrito, a principal necessidade da empresa é estabelecer uma política de Gestão do Conhecimento, com isso o sistema Wiki implantado na empresa será utilizado para a criação e armazenamento dos Manuais, Casos de Uso e Dicionários de Dados dos sistemas e pequenos projetos solicitados à empresa. O DokuWiki foi instalado no servidor de aplicações da empresa sob plataforma Linux, o Servidor Web utilizado foi o Apache. Como o DokuWiki não utiliza recursos de Banco de Dados, não foi necessária a instalação de nenhum Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD). Os perfis de DokuWiki podem ser definidos como: Nenhum (usuário não possui permissão para acessar o conteúdo do Wiki); Ler (possui apenas permissão para leitura do conteúdo); Editar (possui permissão para a edição das páginas criadas); Criar (possui permissão para a criação de novo conteúdo); Enviar (possui permissão para enviar arquivos ao conteúdo das páginas); Excluir (possui permissão para exclusão de conteúdo; não se aplica à exclusão de páginas inteiras). As permissões superiores incluem as inferiores, sendo as permissões Criar, Enviar e Excluir aplicadas apenas para o conteúdo das páginas e não para a criação das mesmas. A edição e criação de conteúdo das páginas são permitidas apenas com a autenticação dos usuários, de acordo com o perfil estabelecido pela Segurança da Informação. Depois de autenticado, todas as ações de edição nas páginas realizadas pelo usuário são gravadas, sendo essas listadas na página de Alterações Recentes, como mostra a Figura 1. Essa página apresenta uma lista com todas as mudanças realizadas pelo usuário, exibindo seu nome, a data e hora da última alteração. Essa ação, chamada de Função de Rastreabilidade, auxilia na gestão do controle de conteúdo, pois já que todas as ações de edição dos usuários são gravadas, o grau de responsabilidade de quem edita o conteúdo aumenta diante da equipe e de toda a empresa, para as quais serão exibidas todas as informações registradas pelos colaboradores. Figura 1. Página de alterações recentes. Para usuários iniciantes ou para aqueles que não querem digitar o conteúdo por meio da sintaxe do DokuWiki, por não possuírem conhecimento básico da sintaxe, o sistema possui uma barra de ferramentas com alguns recursos principais de formatação, como negrito, itálico, sublinhado, marcadores, listas numeradas, nível de títulos, imagens, conforme exibido na Figura 2. Figura 2. Área para edição do conteúdo das páginas. 127

6 ISBN: IADIS Uma facilidade que a empresa encontrou para que toda documentação de Casos de Usos já digitalizados e alguns projetos iniciados sejam inseridos no sistema é a utilização de um recurso que permite a importação de textos já digitados, fazendo o próprio sistema a adaptação para a sintaxe do Wiki, como por exemplo, reconhecimento de textos em negrito, itálicos, marcadores, sublinhados agilizando e facilitando o trabalho de toda a equipe para padronização desses documentos já existentes e armazenados na empresa. A presença de links internos facilita a manutenção e navegação pelos conteúdos dos Casos de Uso ou outro conteúdo que seja extenso, como exibido na Figura 3. A partir desses links internos é possível direcionar-se para outra página ou realizar um mapeamento dentro do próprio documento. Figura 3. Link Interno Ao clicar no link (A1) será direcionado, na mesma página, para a seção Fluxos Alternativos. A Figura 4 exibe a organização e estruturação dos diretórios criados, o que enfatiza a facilidade de manutenção e realização de backup dessas páginas. Figura 4. Criação de Namespace. O Dokuwiki ainda permite que sejam realizadas pesquisas por todo o conteúdo do sistema criado, sendo essas buscas realizadas a partir de palavras-chaves ou pelo nome completo da página ou seção. Os resultados mostrados aparecem de duas maneiras: mostra as páginas com nomes coincidentes exibindo links para esses conteúdos e detalha onde essas palavras foram encontradas no código fonte, conforme a Figura 5. Figura 5. Recurso de pesquisa. 128

7 Conferência IADIS Ibero-Americana WWW/Internet 2011 A aplicação da gestão do conhecimento utilizando como suporte a ferramenta Wiki na empresa trouxe retornos satisfatórios, como: redução de custos com desenvolvimento de páginas; padronização da documentação; a diminuição da quantidade de documentos publicados em papel, trazendo economia e liberando espaço em armário e gavetas; facilidade para encontrar documentos bem como navegar por ele, agilizando a realização de tarefas e implementação de sistemas; centralização da informação, com a informação gerada ficando armazenada em um único local; utilização de apenas um servidor de arquivos para armazenamento e publicação das páginas; controle de acesso centralizado (Segurança da Informação); aprovação total dos colaboradores mudando a perspectiva da empresa quanto à criação e disseminação de conhecimento; criação de um ambiente de aprendizado colaborativo além de favorecer o trabalho em equipe. 4.3 Conclusão Após a implantação do sistema Wiki na organização em que foi realizado o estudo de caso foi possível perceber que a empresa passou por algumas transformações quanto à maneira de organizar e estruturar toda a documentação dos sistemas desenvolvidos. Tal documentação, depois de organizada no sistema Wiki foi considerada base de conhecimento da área de TI (Tecnologia da Informação). Por ser uma empresa que lida com tecnologia, esse fator contribuiu para que os colaboradores aceitassem essa nova ferramenta e a maneira de gerir o conhecimento por meio desse sistema. A partir do questionário respondido pelos colaboradores da empresa pode-se notar que a implantação da nova ferramenta trouxe benefícios para o crescimento das equipes, ampliando o grau de comunicação e descentralizando as informações. A experiência da empresa permite concluir que se faz necessário o cuidado com o conhecimento gerado na organização e principalmente com seu modo de estruturação e organização a fim de que seja devidamente disseminado entre os colaboradores, setores e relações externas como clientes e fornecedores. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS De acordo com o resultado da pesquisa exploratória realizada, apesar de as empresas, no cenário atual, virem o conhecimento como umas das chaves para o seu desenvolvimento e crescimento frente ao mercado, ainda há muito que ser feito para que o potencial desse recurso seja efetivamente utilizado. A tecnologia surge como suporte para que sejam colocados em prática conceitos relacionados à disseminação do conhecimento e aprendizagem colaborativa, ou seja, a tecnologia surge como uma forma de obter conhecimentos externo e interno e difundi-lo por toda organização, pois de nada valerá os recursos investidos para tal fim se não forem amplamente utilizados pelos colaboradores da empresa. Tendo-se em vista as necessidades de estruturação do conhecimento criado no ambiente organizacional, os benefícios trazidos pela gestão do conhecimento quando aplicada dentro da empresa faz desse ambiente um espaço propício à aprendizagem. Nesse contexto, o Wiki se mostrou uma tecnologia satisfatória, oferecendo inúmeros recursos favoráveis ao trabalho em equipes, à criação de grupos de trabalho e ao compartilhamento de conhecimento, favorecendo a criação de um ambiente de aprendizado colaborativo dentro da organização. Diante dos conceitos e ferramentas apresentados no artigo, foi realizado um estudo de caso utilizando a ferramenta DokuWiki, um sistema de tecnologia Wiki que tem como objetivo principal a construção de conteúdos de maneira colaborativa, mostrando suas principais funcionalidades e vantagens quando aplicada em um ambiente organizacional. Como proposta de trabalhos futuros propõe-se um estudo mais aprofundado sobre a tecnologia Wiki, de modo que possa apresentar características da Web Semântica para a organização e estruturação da base de conhecimento fazendo com que toda essa informação (organizada) traga benefícios para a tomada de 129

8 ISBN: IADIS decisões ainda mais precisas. REFERÊNCIAS ANGELONI, Maria Terezinha. Organizações do Conhecimento: infra-estrutura organizacional, pessoas e tecnologia. São Paulo: Saraiva, BLATTMANN, Ursula; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. Colaboração e Interação Na Web 2.0 e Biblioteca Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina. Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo= >. Acesso em: mar CONTE, Ezequiel. Intranet na CERTI: Um modelo baseado em recursos de Enterprise 2.0. Florianópolis, Disponível em: <http://www.slideshare.net/ezequielc/intranet-na-certi-um-modelo-baseado-em-recursos-deenterprise-20 >. Acesso em: dez COUTINHO, Clara Pereira; BOTTENTUIT JUNIOR, João Batista. Comunicação Educacional: do modelo unidireccional para a comunicação multidireccional na sociedade do conhecimento. Braga, Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7770>. Acesso em: dez Blog e Wiki: Os Futuros Professores e as Ferramentas da Web 2.0. Braga, Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7358>. Acesso em: mar DOKUWIKI. DokuWiki. Disponível em: <http://www.dokuwiki.com.br>. Acesso em: dez MEDIAWIKI. MediaWiki. Disponível em: <http://www.mediawiki.com.br>. Acesso em: out NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, SCHONS, Cláudio Henrique; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da; MOLOSSI, Sinara. O uso de wikis na gestão do conhecimento em organizações. Lima, Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo= >. Acesso em: out SIEMENS, George. Connectivism: A Learning Theory for the Digital Age Disponível em: <http://www.elearnspace.org/articles/connectivism.htm>. Acesso em: dez WIKIMATRIX. WikiMatrix. Disponível em: <http://www.wikimatrix.org>. Acesso em: dez

FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM AMBIENTE ORGANIZACIONAL. Tacila Gonçalves Nascimento, Patrícia Lima Quintão

FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM AMBIENTE ORGANIZACIONAL. Tacila Gonçalves Nascimento, Patrícia Lima Quintão Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 10, JAN/JUN 2011 FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO

Leia mais

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS 769 SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS Mateus Neves de Matos 1 ; João Carlos Nunes Bittencourt 2 ; DelmarBroglio Carvalho 3 1. Bolsista PIBIC FAPESB-UEFS, Graduando em Engenharia de

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL

WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL Graduanda: Juliana Camargo Souza Macedo Orientadora: Iris Abdallah Motivos para escolha do tema: A disciplina

Leia mais

WIKI Documentado de forma ágil.

WIKI Documentado de forma ágil. WIKI Documentado de forma ágil. José Augusto (Guto) Carvalho gutocarvalho@gmail.com @gutocarvalho Agenda Entendendo Wiki Sintaxe Estrutura Administração Controles de Acesso 46 Slides - 60 a 80 Minutos

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SACI LIVRE SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE CONTEÚDO INSTITUCIONAL

Leia mais

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações Comunidades de Prática Experiências e Contribuições da Tecnologia para a Educação Profissional Lane Primo Senac Ceará 2012 Sumário 1. Introdução 2. Conceitos 3. Metodologia 4. Resultados 5. Considerações

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 Adriana Nascimento Flamino 1, Juliana de Souza Moraes 2 1 Mestre em Ciência

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR

NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970.

COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970. Razões para usar Noosfero como plataforma de rede social da USP COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970.746/0001-77 Contato:

Leia mais

6 Aplicações Ricas para Internet

6 Aplicações Ricas para Internet 6 Aplicações Ricas para Internet DESENVOLVIMENTO WEB II - 7136 6.1. Evolução das aplicações para web O crescente número de pessoas que usufruem da informatização das tarefas cotidianas, viabilizadas na

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino Escolher o Sponte Educacional é escolher inteligente Sistema web para gerenciamento de instituições

Leia mais

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Kayo Delgado Medeiros de Almeida¹, Elon Gomes Vieira 2, Carlos Vitor de Alencar Carvalho 3, Magno Fonseca Borges 4, José

Leia mais

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG Moema Gomes Moraes 1 RESUMO: Este trabalho faz uma reflexão sobre os aspectos relacionados ao uso de Blogs no ensino de Matemática. Para isto, ele inicia fazendo uma reflexão

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL MEDIAWIKI Manual Media Wiki Página 2 Sumário O que é MediaWiki... 4 Acesso ao sistema... 5 Criação do índice principal... 7 Criação de página... 14 Bloqueio/Proteção de página... 17 Manual Media

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

TIRE SEU PROJETO DA GAVETA. kinghost.com.br

TIRE SEU PROJETO DA GAVETA. kinghost.com.br TIRE SEU PROJETO DA GAVETA #1 Escolha a ferramenta ideal para impulsionar seu negócio. Existem diversas ferramentas no mercado que podem lhe auxiliar na hora de montar e administrar seu negócio. São plataformas

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar os princípios que se destacam como características da Web 2.0. INTRODUÇÃO

Leia mais

TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS

TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS Anissa CAVALCANTE 2 Jessica WERNZ 3 Márcio CARNEIRO 4, São Luís, MA PALAVRAS-CHAVE: CMS, webjornalismo, TV Vila Embratel, comunicação 1 CONSIDERAÇÕES

Leia mais

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento 1 VANTAGEM ESTRATÉGICA Assunto: Administração do Conhecimento Objetivos do capítulo: 1. Explicar como os sistemas de administração do conhecimento podem ajudar na iniciativa de construir uma empresa geradora

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE Um estudo sobre os aspectos de desenvolvimento e distribuição do SIE Fernando Pires Barbosa¹, Equipe Técnica do SIE¹ ¹Centro de Processamento de Dados, Universidade Federal de Santa Maria fernando.barbosa@cpd.ufsm.br

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno 1 MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno Acessando o sistema 1- Para acessar a Faculdade Interação Americana Virtual digite o seguinte endereço: http://ead.fia.edu.br/

Leia mais

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Visão Geral e Navegação Tutorial Atualizado com a versão 3.9 Copyright 2009 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS O CSF Designer Intuition TM da FIS ajuda organizações que lidam com o cliente a criar, de forma instantânea e interativa, documentos comerciais respeitando as regulações vigentes,

Leia mais

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens Moodle Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens O que é? Alternativa às soluções comerciais de ensino on-line

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS Provemos consultoria nas áreas de comunicação online, especializados em sites focados na gestão de conteúdo, sincronização de documentos, planilhas e contatos online, sempre integrados com

Leia mais

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2 ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 Definição de uma tecnologia de implementação e do repositório de dados para a criação da ferramenta

Leia mais

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL PERFIL Em 1925, surgiu a primeira fábrica de óleos essenciais do Brasil, em Jaraguá do Sul - SC. A autenticidade, a qualidade de seus

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II. Primeiro Trabalho

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II. Primeiro Trabalho UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II Primeiro Trabalho Descrição do trabalho: Escrever um Documento de Visão. Projeto: Automatização do sistema que

Leia mais

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 3.4 1º de julho de 2013 Novell Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Consultoria sobre Joomla!

Consultoria sobre Joomla! Consultoria sobre Joomla! Joomla! (pronuncia-se djumla) é um CMS (Content Management System) desenvolvido a partir do Mambo. É escrito em PHP e roda no servidor web Apache ou IIS e banco de dados MySQL.

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Objetivo O objetivo do projeto é especificar o desenvolvimento de um software livre com a finalidade de automatizar a criação de WEBSITES através do armazenamento

Leia mais

Instrução de Trabalho Base de Conhecimento

Instrução de Trabalho Base de Conhecimento Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Dono do processo 1. OBJETIVOS Esta instrução de trabalho tem como objetivo orientar os colaboradores da SINFO, de como a será mantida e acessada.

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

Sistemas Colaborativos Simulado

Sistemas Colaborativos Simulado Verdadeiro ou Falso Sistemas Colaborativos Simulado 1. Todos os tipos de organizações estão se unindo a empresas de tecnologia na implementação de uma ampla classe de usos de redes intranet. Algumas das

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013.

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013. Curso de atualização Educação Integral e Integrada Tutorial Moodle Belo Horizonte, 2013. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ACESSANDO O AMBIENTE... 4 3. CONHECENDO O AMBIENTE... 5 3.1. CAIXAS DE UTILIDADES... 5 4.

Leia mais

Curso Wikis Corporativos: ambientes estratégicos de colaboração e comunicação para empresas 2.0

Curso Wikis Corporativos: ambientes estratégicos de colaboração e comunicação para empresas 2.0 Curso Wikis Corporativos: ambientes estratégicos de colaboração e comunicação para empresas 2.0 Esta cada vez mais comum na web ambientes wikis. É um dos fatores principais no que vem sendo denominado

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

Módulo de Gestores. Utilizaremos telas do Módulo de Gestores (Homologação): http://siops-homologa2.datasus.gov.br

Módulo de Gestores. Utilizaremos telas do Módulo de Gestores (Homologação): http://siops-homologa2.datasus.gov.br Módulo de Gestores Módulo de Gestores Utilizaremos telas do Módulo de Gestores (Homologação): http://siops-homologa2.datasus.gov.br Módulo de Gestores As telas oficiais do Módulo de Gestores estão disponíveis

Leia mais

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a.

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a. Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a. Lillian Alvares Tecnologia e Gestão O principal papel da Tecnologia

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013 Hal Zucati Microsoft Corporation Publicado em: Setembro de 2012 Atualizado em: Novembro de 2012 Aplica-se a: SharePoint

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ISSN - 0103-2569 MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP André Pimenta Freire Renata Pontin de M. Fortes N 0 213 RELATÓRIOS TÉCNICOS

Leia mais

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle O Moodle dispõe de uma variedade de ferramentas que podem aumentar a eficácia de um curso online. É possível facilmente compartilhar materiais de estudo,

Leia mais

Documento de Requisitos Sistema WEB GEDAI

Documento de Requisitos Sistema WEB GEDAI Universidade Federal de São Carlos Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia Departamento de Computação GEDAI-Grupo de Estudo e Desenvolvimento em Automação Industrial Documento de Requisitos Sistema WEB

Leia mais

Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno:

Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno: Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno: Giovanni Pietro Vallone Cocco Portais Corporativos

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning.

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. Autor(a): Gliner Dias Alencar Coautor(es): Joaquim Nogueira Ferraz Filho, Marcelo Ferreira de Lima, Lucas Correia de Andrade, Alessandra

Leia mais

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Escritório de Gestão de Projetos em EAD Unisinos http://www.unisinos.br/ead 2 A partir de agora,

Leia mais

Universo Online S.A 1

Universo Online S.A 1 Universo Online S.A 1 1. Sobre o UOL HOST O UOL HOST é uma empresa de hospedagem e serviços web do Grupo UOL e conta com a experiência de mais de 15 anos da marca sinônimo de internet no Brasil. Criado

Leia mais

Relato da Iniciativa

Relato da Iniciativa 1 Relato da Iniciativa 5.1 Nome da iniciativa ou projeto Novo portal institucional da Prefeitura de Vitória (www.vitoria.es.gov.br) 5.2 Caracterização da situação anterior A Prefeitura de Vitória está

Leia mais

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Ricardo Fidelis Dantas Universidade Estadual da Paraíba richarges@gmail.com Francisco Eudes Almeida da

Leia mais

Guia do Usuário. versão 1.2. GiuSoft Tecnologia - www.giusoft.com.br

Guia do Usuário. versão 1.2. GiuSoft Tecnologia - www.giusoft.com.br Guia do Usuário versão 1.2 GiuSoft Tecnologia - www.giusoft.com.br Sumário Introdução 2 O que é o Alitem? 3 Portal de aplicativos na Internet 3 Site de relacionamentos 3 Infra-estrutura de desenvolvimento

Leia mais

CENTRAL DE SERVIÇOS APOIADA EM SOFTWARE LIVRE

CENTRAL DE SERVIÇOS APOIADA EM SOFTWARE LIVRE CENTRAL DE SERVIÇOS APOIADA EM SOFTWARE LIVRE Juliano Flores Prof. Wagner Walter Lehmann Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Gestão de Tecnologia da Informação (GTI0034) Prática do Módulo

Leia mais

O e-docs foi testado e homologado pela Microsoft via certificadora internacional Verisign.

O e-docs foi testado e homologado pela Microsoft via certificadora internacional Verisign. O e-docs Uma ferramenta com interface intuitiva, simples e dinâmica para você que necessita: Centralizar e estruturar o conhecimento corporativo. Manter a flexibilidade necessária para a colaboração. Permite

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

COLABORE. Um mundo novo de possibilidades

COLABORE. Um mundo novo de possibilidades COLABORE Um mundo novo de possibilidades LUIZ HENRIQUE PROHMANN 24 de Março de 2009 Quem somos nós O Grupo HSBC no mundo A maior empresa do planeta / revista Forbes 2008 A marca mais valiosa do setor bancário

Leia mais

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos Novell Teaming 2.0 29 de julho de 2009 Novell Início Rápido Quando você começa a usar o Novell Teaming, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares

Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Tecnologia e Gestão O principal papel da Tecnologia da Informação na Gestão do Conhecimento consiste em: Ampliar o alcance

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Perfil Guarulhos é um dos 39 municípios da Grande São Paulo, região economicamente

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática. Msc. Márcio Alencar

Tópicos Especiais em Informática. Msc. Márcio Alencar Tópicos Especiais em Informática Msc. Márcio Alencar Recursos Certamente, um dos atrativos do chamado e- Learning (ou ensino á distância com uso de ferramentas computacionais/eletrônicas), são os novos

Leia mais

Backsite Serviços On-line

Backsite Serviços On-line Apresentação Quem Somos O Backsite Com mais de 15 anos de mercado, o Backsite Serviços On-line vem desenvolvendo soluções inteligentes que acompanham o avanço das tecnologias e do mundo. Com o passar do

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Access 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterar o tamanho da tela ou fechar

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO Robson L. Nascimento 1, Késsia R. C. Marchi¹ 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil robsonluisn@yahoo.com.br,

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Coordenação de Documentação e Informação INOVAÇÃO E GERENCIAMENTO DE PROCESSOS: UMA ANÁLISE BASEADA NA GESTÃO DO CONHECIMENTO

TRABALHOS TÉCNICOS Coordenação de Documentação e Informação INOVAÇÃO E GERENCIAMENTO DE PROCESSOS: UMA ANÁLISE BASEADA NA GESTÃO DO CONHECIMENTO TRABALHOS TÉCNICOS Coordenação de Documentação e Informação INOVAÇÃO E GERENCIAMENTO DE PROCESSOS: UMA ANÁLISE BASEADA NA GESTÃO DO CONHECIMENTO INTRODUÇÃO Os processos empresariais são fluxos de valor

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução 1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução Este tutorial tem a finalidade de guiar o aluno, dando orientações necessárias para o acesso, navegação e utilização das ferramentas principais. Um ambiente

Leia mais

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

Manual de Utilização do GLPI

Manual de Utilização do GLPI Manual de Utilização do GLPI Perfil Usuário Versão 1.0 NTI Campus Muzambinho 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração

Leia mais

PORTFÓLIO www.imatec.com.br

PORTFÓLIO www.imatec.com.br História A IMATEC foi estabelecida em 1993 com o objetivo de atuar nos segmentos de microfilmagem, digitalização e guarda de documentos e informações, hoje conta com 300 colaboradores, têm em seu quadro,

Leia mais