Rotogravura. Sistemas e processos de impressão: André Villas-Boas. Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rotogravura. Sistemas e processos de impressão: André Villas-Boas. Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura"

Transcrição

1 Sistemas e processos de impressão: Rotogravura VILLAS-BOAS, André. Produção gráfica para designers. Rio de Janeiro: 2AB, André Villas-Boas 1

2 Sistemas de impressão matriz em baixo-relevo rotograv ura Relevografia matriz em alto-relevo, matriz plana, (atualmente, não mais espelhada no ) matriz permeável ( furada ) 2

3 Utilizando justamente o mecanismo inverso ao da relevografia, baseia-se numa matriz em baixo-relevo. Os elementos que serão impressos são formados por áreas em baixo-relevo na matriz, que armazenam a tinta que será transferida para o papel ou outro suporte mediante pressão. É o caso da. baixo relev o (sulcos, ou alvéolos) 3

4 Algumas aplicações 4

5 Impressoras Processo de água-forte, em gravura do século 17 Impressora Pris ma, de fabricação brasileira, com impressão de até 3,5m por minuto 5

6 Impressoras Uma das impressoras da Editora Abril 6

7 Diagrama de uma impressora para laminados plásticos (filmes) Note que, neste diagrama, rolo de borracha se refere ao cilindro de contra-pressão. Não confundir com a borracha da, que é a própria matriz daquele processo de impressão. 7

8 Mecanismo de impressão 8

9 Os alvéolos (sulcos) que formam a retícula, necessária para a impressão rotativa em alto relevo 9

10 Na, TUDO é reticulado inclusive os caracteres das massas de texto. Não há traço. 10

11 Reconhecimento do processo pelo exame da definição dos caracteres das massas de texto Offset Rotogravura Flexografia Serigrafia Caracteres geralmente a traço, com bordas levemente irregulares Caracteres sempre reti culados, com bordas com pelos Caracteres geralmente a traço, com squash e bordas irregulares Caracteres a traço, com bordas serrilhadas 11

12 O cilindro (matriz da ) 12

13 Galvanoplastia (preparação industrial do cilindro virgem) 13

14 Fluxograma da gravação do cilindro por fotogravura e sem uso de camisa (5) Aplicação de emulsão fotossensível ao UV (raios de luz ultra-violeta). (6) As áreas de grafismos do fotolito são gravadas no cilindro por exposição ao UV. (7) Após a sensibilização, é realizada uma gravação química por ácido, que reage com a superfície de cobre do cilindro, formando os alvéolos. (8) O cilindro é cromado, ficando pronto para a impressão. 14

15 Cilindros com gravação a laser e com uso de camisa 15

16 Provas Execução de provas de pré-impressão (eletrônicas), antes da gravação do cilindro Execução de provas do cilindro 16

Prof. Wanderlei Paré PROCESSOS DE IMPRESSÃO

Prof. Wanderlei Paré PROCESSOS DE IMPRESSÃO CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DIRETA QUANDO A MATRIZ IMPRIME DIRETAMENTE SOBRE O PAPEL. INDIRETA QUANDO A MATRIZ IMPRIME SOBRE UMA SUPERFÍCIE E DESTA PARA O PAPEL. PLANA QUANDO TODA A SUPERFÍCIE DA MATRIZ TOMA

Leia mais

Flexografia. Sistemas e processos de impressão: Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura. Planografia litografia offset

Flexografia. Sistemas e processos de impressão: Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura. Planografia litografia offset Sistemas e processos de impressão: Flexografia VILLAS-BOAS, André. Produção gráfica para designers. Rio de Janeiro: 2AB, 2008. 1 Sistemas de impressão Relevografia Matri z em alto-relevo Matriz em baixo-relevo

Leia mais

A origem da rotogravura

A origem da rotogravura A origem da rotogravura Início Iniciada pelos artistas da renascença italiano nos anos 1300 A primeira impressão foi feita a partir de uma chapa metálica em 1446 na Alemanha As chapas metálicas eram entalhadas

Leia mais

A Impressão Offset origina-se da evolução do sistema de impressão litográfica, que foi inventada por Alois Senefelder no ano de 1798, na cidade de

A Impressão Offset origina-se da evolução do sistema de impressão litográfica, que foi inventada por Alois Senefelder no ano de 1798, na cidade de A Impressão Offset origina-se da evolução do sistema de impressão litográfica, que foi inventada por Alois Senefelder no ano de 1798, na cidade de Munique na Alemanha. O termo Litografia origina-se do

Leia mais

Impressão I. Offset e Flexografia

Impressão I. Offset e Flexografia Impressão I Offset e Flexografia Traço, Meio-Tons e Retícula Traço: não há meio-tom; cor formada por uma única tinta; única cor física Meios-tons: variações de tons; pequenos pontos que misturam-se na

Leia mais

P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e

P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e eventual correção anteriormente à impressão final. Existem vários tipos de prova de impressão e cada tipo recebe um nome

Leia mais

Princípios da Impressão

Princípios da Impressão Princípios da Impressão Pré-Impressão Etapa de preparação da impressão com a produção de originais e matrizes É seguida pela etapa da Impressão e Pós- Impressão (mais conhecida como Acabamentos) Compreende

Leia mais

Conteúdo 5 - Serigrafia e Sublimação. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 5 - Serigrafia e Sublimação. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 5 - Serigrafia e Sublimação professor Rafael Hoffmann No processo coloca-se o suporte por baixo da matriz (tela), coloca-se a tinta por cima e com a ajuda de uma espátula faz-se pressão na tinta

Leia mais

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Qual é o papel usado na impressão de revistas? Cada revista utiliza um tipo de papel diferente. Na gráfica são utilizados papéis do tipo LWC, SC, Couchê, Jornal

Leia mais

Introdução à Produção Gráfica

Introdução à Produção Gráfica Introdução à Produção Gráfica Flávio Gomes 1 - Sistemas de Cores Atualmente boa parte dos layouts desenvolvidos para impressão são elaborados em softwares gráficos, esses softwares utilizam um processo

Leia mais

Processo de Confecção de Placas de Circuito Impresso

Processo de Confecção de Placas de Circuito Impresso 1 CEFET Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco UNED Pesqueira Curso Técnico pós médio em Eletroeletrônica Disciplina: Eletrônica Analógica Processo de Confecção de Placas de Circuito Impresso

Leia mais

C.B.O. - Classificação Brasileira. de Ocupação do Ministério do. Trabalho e Emprego. Grande Grupo 7

C.B.O. - Classificação Brasileira. de Ocupação do Ministério do. Trabalho e Emprego. Grande Grupo 7 C.B.O. - Classificação Brasileira de Ocupação do Ministério do Trabalho e Emprego Grande Grupo 7 CÓDIGO 7661 - TRABALHADORES DA PRÉ-IMPRESSÃO GRÁFICA TÍTULO 7661-05 Copiador de chapa 7661-15 Gravador

Leia mais

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica professor Rafael Hoffmann Cor Modelos cromáticos - Síntese aditiva/cor-luz Isaac Newton foi o responsável pelo desenvolvimento da teoria das cores. Em

Leia mais

A influência das. lâmpadas na gravação

A influência das. lâmpadas na gravação A influência das lâmpadas na gravação Uma boa gravação garante a qualidade da impressão e a durabilidade da matriz. Veja como as lâmpadas influenciam esse processo Por Márcio Moraes dos Santos, da Vision-Cure

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Letras

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Letras CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42226 CÓD. DISC. 092.2734.2 PROFESSOR PLANO DE ENSINO UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO Letras Produção Editorial Gráfica Marcos Nepomuceno ETAPA 7 CH 04 T 04 P 00 ANO

Leia mais

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K GCR Photoshop CS3 Cores Digitais Primeiramente, vamos entender como é possível substituir o CMY por preto apenas nas áreas cinzas e escuras sem influenciar nas outras cores da foto. Quando um scanner captura

Leia mais

Cálculos de matérias-primas: Exercícios para estudo Última atualização: 20 de março de 2014

Cálculos de matérias-primas: Exercícios para estudo Última atualização: 20 de março de 2014 Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Comunicação Departamento de Expressão e Linguagem Prof. André Villas-Boas ECA351 Cálculo de custos e matérias-primas Cálculos de matérias-primas: Exercícios

Leia mais

NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) NELA Benchmark (somente dobramento ou perfuração/dobramento) Alimentação automática de chapas.

NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) NELA Benchmark (somente dobramento ou perfuração/dobramento) Alimentação automática de chapas. Dobradoras NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) A NELA HAO é uma solução integrada econômica para clientes que estejam procurando por maior produtividade com chapas. As operações de perfuração

Leia mais

1ª Decomposição das cores contínuas em padrões de distribuição de pontos de cor sólidos através de um scanner

1ª Decomposição das cores contínuas em padrões de distribuição de pontos de cor sólidos através de um scanner 1 2 Qualidade na reprodução Originais Qualidade do original Separação de cores Fotolitos Chapas Tinta Papel Esse itens são fundamentais para que as cores não sejam modificadas na reprodução. 1- opacos

Leia mais

Origem. A Tipografia se originou da Xilogravura. Foi invertada em 1440 por Gutenberg. Tinta. Gordurosa e pastosa. Forma

Origem. A Tipografia se originou da Xilogravura. Foi invertada em 1440 por Gutenberg. Tinta. Gordurosa e pastosa. Forma Tipografia TIPOGRAFIA Sistema de impressão direta. A Tipografia foi o primeiro e por muito tempo o principal sistema de impressão. Aos poucos está sendo substituído por sistemas mais modernos de impressão.

Leia mais

Nome dos(as) alunos(as): Antes de montar o trabalho, leia atentamente o arquivo EG-ImpressosInstr.pdf.

Nome dos(as) alunos(as): Antes de montar o trabalho, leia atentamente o arquivo EG-ImpressosInstr.pdf. Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Comunicação Departamento de Expressão e Linguagem Prof. André Villas-Boas ECL472 Edição gráfica Trabalho de reconhecimento de impressos - 2 Última atualização:

Leia mais

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TÉCNICAS DE PRODUÇÃO GRÁFICA PROFESSOR: EDmilson Apolinario

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TÉCNICAS DE PRODUÇÃO GRÁFICA PROFESSOR: EDmilson Apolinario FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TÉCNICAS DE PRODUÇÃO GRÁFICA PROFESSOR: EDmilson Apolinario Conceitos: Produção Gráfica é a tarefa de dar forma física às peças

Leia mais

PRODUÇÃO GRÁFICA. Processos de Impressão: Offset

PRODUÇÃO GRÁFICA. Processos de Impressão: Offset PRODUÇÃO GRÁFICA Processos de Impressão: Offset PROCESSO DE IMPRESSÃO OFFSET O nome off-set (fora do lugar) vem do fato da impressão ser indireta, ou seja, a tinta passa por um cilindro intermediário,

Leia mais

Máquinas, equipamentos e materiais para a produção gráfica

Máquinas, equipamentos e materiais para a produção gráfica DOSSIÊ TÉCNICO Máquinas, equipamentos e materiais para a produção gráfica Gabrielle Chaiben Consentino Franco de Souza Instituto de Tecnologia do Paraná - TECPAR Março/2012 Máquinas, equipamentos e materiais

Leia mais

Curso de Tecnologia 1º semestre Introdução à Informática Professor: Gale. Thiago R. França: 06030860 Denis Brolesi: : 06030711

Curso de Tecnologia 1º semestre Introdução à Informática Professor: Gale. Thiago R. França: 06030860 Denis Brolesi: : 06030711 Curso de Tecnologia 1º semestre Introdução à Informática Professor: Gale Thiago R. França: 06030860 Denis Brolesi: : 06030711 Introdução: Há 4 tipos básicos de impressoras utilizados normalmente em escritórios,

Leia mais

PARECER SINDICAL de Atividade Econômica Preponderante.

PARECER SINDICAL de Atividade Econômica Preponderante. Reconhecida pelo Ministério do Trabalho - Base Territorial: Estado de São Paulo CATEGORIA DIFERENCIADA REPRESENTADA PELOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS GRÁFICAS DA GRAVURA - IMPRESSÃO - PRÉ-IMPRESSÃO E

Leia mais

IMACOAT VERNIZ UV. IMAGRAF Indústria de Tintas Gráficas Ltda. Página 1 de 8. : Rua D Oro, 201 Jd. Cruzeiro Distrito Industrial

IMACOAT VERNIZ UV. IMAGRAF Indústria de Tintas Gráficas Ltda. Página 1 de 8. : Rua D Oro, 201 Jd. Cruzeiro Distrito Industrial Página 1 de 8 IMACOAT VERNIZ UV IMAGRAF Indústria de Tintas Gráficas Ltda Vendas : Rua D Oro, 201 Jd. Cruzeiro Distrito Industrial Mairinque SP Brasil CEP 18120-000 Telefone : (55+11) 4718 1745 Fax : (55+11)

Leia mais

EGR 7137. Turma 04454A. Segundas - 13:30/15:10 Sala 133 Quartas - 13:30/15:10 Sala 133

EGR 7137. Turma 04454A. Segundas - 13:30/15:10 Sala 133 Quartas - 13:30/15:10 Sala 133 EGR 7137 Turma 04454A Segundas - 13:30/15:10 Sala 133 Quartas - 13:30/15:10 Sala 133 Docente Carlos Antonio Ramirez Righi Designer (produto), FUMA, 1976 Mestrado Eng. de Produção, UFSC, 1991 Doutorado

Leia mais

TÉCNICO INDUSTRIAL / PRÉ-IMPRESSÃO

TÉCNICO INDUSTRIAL / PRÉ-IMPRESSÃO 14 DEZEMBRO / 2009 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões objetivas, sem repetição ou falha, com a seguinte

Leia mais

Conteúdo 3 - Processos de impressão. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 3 - Processos de impressão. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 3 - Processos de impressão professor Rafael Hoffmann Escolha do processo - As vantagens e desvantagens de cada processo e sua adequação às necessidades do projeto. - A tiragem. - O custo médio

Leia mais

Dentre os cilindros gravados este é o PRODUTO PRINCIPAL DA EMPRESA, é o coração da impressão flexográfica, estando disponível em três versões :

Dentre os cilindros gravados este é o PRODUTO PRINCIPAL DA EMPRESA, é o coração da impressão flexográfica, estando disponível em três versões : 4 - CILINDRO NICRONILOX Dentre os cilindros gravados este é o PRODUTO PRINCIPL D EMPRES, é o coração da impressão flexográfica, estando disponível em três versões : - cilindro NICRONILOX cerâmico gravado

Leia mais

Palavras-Chave: classificação; escolha; sistema de impressão e

Palavras-Chave: classificação; escolha; sistema de impressão e Leonardo A. Costa Buggy; Me.: Universidade Federal de Pernambuco buggy@tiposdoacaso.com.br Lia Alcântara Rodrigues; Mestranda: Universidade Federal de Pernambuco liaalcantara@yahoo.com Resumo Dividido

Leia mais

Gerenciamento de Cores e Provas na Indústria de Embalagens

Gerenciamento de Cores e Provas na Indústria de Embalagens Gerenciamento de Cores e Provas na Indústria de Embalagens Desafios da Indústria de Embalagens Grande pressão de tempo e custos Exigências de Produção { O ciclo de vida dos produtos de bens de consumo

Leia mais

Xilogravura. Gravura em Metal

Xilogravura. Gravura em Metal As Artes Gráficas http://commons.wikimedia.org/wiki/file:formschneider.jpg Xilogravura de Jost Amman mostrando um gravador do século 16 em sua mesa de trabalho, 1568. Arte Gráfica é o processo de reprodução

Leia mais

Produção de impressos em offset.

Produção de impressos em offset. Buggy Produção de impressos em offset. Guia básico para designers. PRIMEIRA EDIÇÃO Edição do autor Recife 2009 2009 Tipos do acaso Av. Fagundes Varela, 102 102 CEP 53140-080 Olinda Brasil contatos@tiposdoacaso.com.br

Leia mais

Quadricromia. e as Retículas AM e FM

Quadricromia. e as Retículas AM e FM Quadricromia e as Retículas AM e FM A retícula A retícula tradicional ou convencional AM (Amplitude Modulada) é composta de pontos eqüidistantes e com dimensões variáveis. A retícula A retícula tradicional

Leia mais

THE SWEDISH DOCTOR BLADE

THE SWEDISH DOCTOR BLADE THE SWEDISH DOCTOR BLADE SOBRE A PRIMEBLADE A PrimeBlade Sweden AB é uma empresa fabricante e fornecedora global de lâminas doctorblade para impressoras flexográfica, rotogravura e offset. Juntamente com

Leia mais

Litografia e Offset. Planografia: Sistemas e processos de impressão. André Villas-Boas. Planografia. Litografia

Litografia e Offset. Planografia: Sistemas e processos de impressão. André Villas-Boas. Planografia. Litografia digital Sistemas e processos de impressão Planografia: e VILLAS-BOAS, André. Produção gráfica para designers. Rio de Janeiro: 2AB, 2008. André Villas-Boas 1 Sistemas de impressão digital Encavografia Matriz

Leia mais

Prevenção da Poluição na Indústria Gráfica

Prevenção da Poluição na Indústria Gráfica Prevenção da Poluição na Indústria Gráfica Redução das emissões de COV na indústria gráfica Apresentação original de Eng. Matt Rothgeb, NASA Adaptado por Eng. Cláudia Casinhas, ISQ Caracterização do Sector

Leia mais

Tipos de papéis e substratos

Tipos de papéis e substratos Tipos de papéis e substratos O tipo de papel e de substrato influencia diretamente no resultado final do trabalho. Suas características podem acentuar ou desvalorizar uma informação e prejudicar acabamentos.

Leia mais

Película Scotchcal MR Série D

Película Scotchcal MR Série D Película Scotchcal MR Série D Dados Técnicos Novembro/2005 Substitui: Julho/2005 Revisão 01 Barras pretas nas margens indicam as alterações Descrição Descrição e usos As Películas Scotchcal MR Série D

Leia mais

Película Scotchcal MR Série D

Película Scotchcal MR Série D Película Scotchcal MR Série D Dados Técnicos Abril/2008 Substitui: Julho/2006 Revisão 03 Barras pretas nas margens indicam as alterações Descrição Descrição e usos As Películas Scotchcal MR Série D são

Leia mais

Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, graduado em Administração e pós-graduado em Administração. Atualmente é gestor e consultor de empresas do

Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, graduado em Administração e pós-graduado em Administração. Atualmente é gestor e consultor de empresas do Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, graduado em Administração e pós-graduado em Administração. Atualmente é gestor e consultor de empresas do segmento gráfico de conversão e ministra cursos e palestras

Leia mais

Informações Gerais. O que é Water Transfer Printing?

Informações Gerais. O que é Water Transfer Printing? Informações Gerais Provedora de soluções para o processo de Water Transfer Printing a PROJFIX está no mercado com o objetivo de trazer qualidade para o segmento no Brasil, comercializando produtos de alto

Leia mais

GRAVURA. www.galeriadegravura.com.br. Compartilhe:

GRAVURA. www.galeriadegravura.com.br. Compartilhe: GRAVURA ÍNDICE 1 - Sobre Gravura 2 Xilogravura 3 Gravura em metal 4 Litogravura 5 Serigrafia 6 Fine Art / Giclée 7-8 Tiragem da gravura 9 História do Papel 10 Papéis de Gravura 11 Estúdio de Gravura GRAVURA

Leia mais

Autocopiativos CFB CFB CFB CFB. Primeira via. Vias intermediárias. Vias intermediárias. Vias intermediárias. Vias intermediárias.

Autocopiativos CFB CFB CFB CFB. Primeira via. Vias intermediárias. Vias intermediárias. Vias intermediárias. Vias intermediárias. Autocopiativos Primeira via B B B B Última via Indicado para formulários contínuos de até 6 vias. *Garantia de imagem: desde que o papel seja armazenado à temperatura máxima de 38ºC, 65% de UR, sem exposição

Leia mais

Desenvolvida para aplicações industriais a BLUEMARK LED tem uma aparência amigável, limpa e silenciosa para o uso em escritórios.

Desenvolvida para aplicações industriais a BLUEMARK LED tem uma aparência amigável, limpa e silenciosa para o uso em escritórios. INDUSTRIAL CONNECTION TECHNOLOGY FAQ 1. O que é a BLUEMARK LED? É uma impressora com tecnologia Ultra-Violeta (UV) desenvolvida pela Phoenix Contact que realizam gravações em cartelas plásticas para a

Leia mais

Estudo comparativo de tintas e vernizes na flexografia: curável por raios ultravioletas e à base de solventes

Estudo comparativo de tintas e vernizes na flexografia: curável por raios ultravioletas e à base de solventes Estudo comparativo de tintas e vernizes na flexografia: curável por raios ultravioletas e à base de solventes Ana Paula Alves da Silva 1, a, Aline Resmini Melo 1,b, Carolina Resmini Melo 1,c. 1 Engenharia

Leia mais

Serviços de. Impressão

Serviços de. Impressão Serviços de Impressão Serviços de Impressão Dispomos de uma unidade própria, equipada e especializada em todas as técnicas de personalização estamparia, serigrafia, tampografia, laser... cerca de 70% dos

Leia mais

Inovar é fundamental.

Inovar é fundamental. Inovar é fundamental. 2013/2014 EMULSÕES FOTOGRÁFICAS UNIFILM SRX: Emulsão pré-sensibilizada resistente a solventes n Exposição rápida. Para impressão com tintas a base de solventes e plastisóis. n Ótima

Leia mais

Fábrica no Pólo Industrial de Manaus, 6.000m² de área construída, certificada pela norma NBR ISO 9001:2000

Fábrica no Pólo Industrial de Manaus, 6.000m² de área construída, certificada pela norma NBR ISO 9001:2000 FÁBRICA MANAUS/AM Fábrica no Pólo Industrial de Manaus, 6.000m² de área construída, certificada pela norma SALA DE LIMPEZA Entrada Funcionário recebe (1 minuto) jato de ar comprimido para eliminar poeira

Leia mais

Tipografia. Sistemas e processos de impressão: Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura. Planografia litografia offset

Tipografia. Sistemas e processos de impressão: Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura. Planografia litografia offset Sistemas e processos de impressão: Tipografia VILLAS-BOAS, André. Produção gráfica para designers. Rio de Janeiro: 2AB, 2008. 1 Sistemas de impressão Relevografia Matri z em alto-relevo Matriz em baixo-relevo

Leia mais

Conteúdo 6 - Flexografia e demais processos. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 6 - Flexografia e demais processos. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 6 - Flexografia e demais processos professor Rafael Hoffmann Subtítulo Pode ser considerado um avanço do sistema de impressão tipográfico, ou podemos dizer que a impressão flexográfica se inspirou

Leia mais

sobre clichês e pré- impressão para papelão ondulado Ana Carina Marcussi Gerente Comercial - Clicherlux

sobre clichês e pré- impressão para papelão ondulado Ana Carina Marcussi Gerente Comercial - Clicherlux Treinamento Técnico T sobre clichês e pré- impressão para papelão ondulado Ana Carina Marcussi Gerente Comercial - Clicherlux Histórico da Flexografia Década de 1930 nos Estados Unidos, em 1952 foi dado

Leia mais

Outro componente no portfólio de produtos da KBA-MePrint AG

Outro componente no portfólio de produtos da KBA-MePrint AG Varius LX-TX Impressora Offset modular e sem água para uma diversidade de aplicações ilimitada Impressão de etiquetas e laminada com uma qualidade imbatível Varius LX-TX Outro componente no portfólio de

Leia mais

DESIGN DE MOEDAS ENTREVISTA COM JOÃO DE SOUZA LEITE

DESIGN DE MOEDAS ENTREVISTA COM JOÃO DE SOUZA LEITE DESIGN DE MOEDAS ENTREVISTA COM JOÃO DE SOUZA LEITE Por Sérgio Cohn Sergio Cohn: Como foram as suas experiências na criação de cédulas ao lado do Aloísio Magalhães? João de Souza Leite: Eu tive duas experiências

Leia mais

Abrangência da Atividade Gráfica

Abrangência da Atividade Gráfica Parecer Técnico da ABTG de Tecnologia Abrangência da Atividade Cliente: Sindigraf SP de Tecnologia R. Bresser, 2315 Mooca Cep 03162-030 São Paulo SP Site: www.abtg.org.br Fone/Fax: 011 6693-9535 Assunto

Leia mais

custos Ana Carina Marcussi Atuando no mercado desde 2000

custos Ana Carina Marcussi Atuando no mercado desde 2000 Treinamento Técnico T sobre a importância de clichês e pré-impressão na redução de custos Ana Carina Marcussi Formação em Administração de empresas Atuando no mercado desde 2000 Gerente Comercial Clicherlux

Leia mais

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

A cor é a música dos olhos. Goethe

A cor é a música dos olhos. Goethe LUZ - COR - TINTA A cor é a música dos olhos. Goethe ONDAS ELETROMAGNÉTICAS RAIO X CALOR RÁDIO 1/1000000 nm 1/1000 nm 1 nm 400 nm 700 1/1000 mm 1 mm 1 m 1 km 1000 km RAIOS GAMA E ALFA LUZ TELEVISÃO CORRENTE

Leia mais

ENQUADRAMENTO SINDICAL DO RAMO DE ATIVIDADES DE INDÚSTRIAS GRÁFICAS - JORNAIS E REVISTAS

ENQUADRAMENTO SINDICAL DO RAMO DE ATIVIDADES DE INDÚSTRIAS GRÁFICAS - JORNAIS E REVISTAS ENQUADRAMENTO SINDICAL DO RAMO DE ATIVIDADES DE INDÚSTRIAS GRÁFICAS - JORNAIS E REVISTAS Relação dos segmentos e produtos gráficos CNAE - IBGE. Pelo presente estamos apresentando a Relação Atividas Gráficas

Leia mais

Filial Lisboa. 2635-224 Rio de Mouro - Portugal Tel. +351 219176223 Fax. +351 219176224 E-mail : lusorol.lx@lusorol.pt

Filial Lisboa. 2635-224 Rio de Mouro - Portugal Tel. +351 219176223 Fax. +351 219176224 E-mail : lusorol.lx@lusorol.pt Apresentação Constituída em 04-03-1992, a LUSOROL afirma-se hoje como a mais moderna fábrica portuguesa no fabrico e revestimento de rolos em borracha, para diversos sectores de actividade como os têxtil,

Leia mais

FOLHETOS COLORIDOS COUCHÊ BRILHO. Qtde. 4 x 0 4 x 4. 4 x 4 5.000 10.000 175,00 225,00 360,00 235,00 20.000 330,00 505,00 5.000 10.

FOLHETOS COLORIDOS COUCHÊ BRILHO. Qtde. 4 x 0 4 x 4. 4 x 4 5.000 10.000 175,00 225,00 360,00 235,00 20.000 330,00 505,00 5.000 10. Tabela de Preços 115 grs Qtde. COUCHÊ BRILHO.500.500.500.500.500.500.500 10 x 15 160,00 05,00 300,00 10 x 1 180,00 50,00 400,00 15 x 1 50,00 375,00 610,00 15 x 0 PROMOÇÃO SOMENTE NO 4 X 4 0 x 1 335,00

Leia mais

Figura 74: No Inkscape é muito simples obter um conjunto base de objetos para compôr o rótulo

Figura 74: No Inkscape é muito simples obter um conjunto base de objetos para compôr o rótulo 94 5.3.4 Rótulos Rótulos podem ser classificados como etiquetas que são transferidas para os mais diversos tipos de produtos, como garrafas, latas, frascos, dentre uma infinidade de aplicações diferentes.

Leia mais

Impressão Fundida no Adesivo

Impressão Fundida no Adesivo Selo Verificação Inicial Impressão Fundida no Adesivo Filme transparente em polímero sintético frontal de alta resistência. Impressão offset dos fundos de segurança e aplicação de holografia fundida no

Leia mais

Fluxo do Produto Gráfico Evolução Os métodos artísticos-atesanais se transformaram em processos mecânicos no século XIX com a Revolução Industrial.

Fluxo do Produto Gráfico Evolução Os métodos artísticos-atesanais se transformaram em processos mecânicos no século XIX com a Revolução Industrial. Fluxo do Produto Gráfico Evolução Os métodos artísticos-atesanais se transformaram em processos mecânicos no século XIX com a Revolução Industrial. Dados: Brasil aproximadamente 13,6 mil empresas gráficas

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas Objetivas, sem

Leia mais

USO E APLICAÇÕES. Módulo 4 Conhecendo o Vidro

USO E APLICAÇÕES. Módulo 4 Conhecendo o Vidro USO E APLICAÇÕES Módulo 4 Conhecendo o Vidro SEGMENTAÇÃO DO MERCADO ESQUADRIAS FACHADAS BOX ESPELHOS DIVISÓRIAS MÓVEIS COBERTURA GUARDA CORPOS REVESTIMENTOS MOLDURAS DECORAÇÃO OUTROS... COMO ESCOLHER O

Leia mais

Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX. Tudo. é possível

Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX. Tudo. é possível Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX Tudo é possível Várias opções de aplicações Ampliando as fronteiras da impressão flexográfica, o Sistema Kodak Flexcel NX permite que você Faça mais com flexo em

Leia mais

Special Effects for Print. Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic

Special Effects for Print. Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic Special Effects for Print Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic Process Metallic Color System O sistema Process Metallic Color System (Sistema de Cores Metálicas

Leia mais

A figura acima mostra as denominações das três partes mais comuns do cilindro: CORPO PONTEIRAS BORDA DO CORPO

A figura acima mostra as denominações das três partes mais comuns do cilindro: CORPO PONTEIRAS BORDA DO CORPO 1 - CILINDROS OU ROLOS São peças de geometria cilíndrica, que normalmente possuem duas áreas distintas : uma ÁREA DE TRABALHO denominada CORPO e outra área, de fixação, apoio e transmissão denominada PONTEIRA.

Leia mais

27 Sistemas de vedação II

27 Sistemas de vedação II A U A UL LA Sistemas de vedação II Ao examinar uma válvula de retenção, um mecânico de manutenção percebeu que ela apresentava vazamento. Qual a causa desse vazamento? Ao verificar um selo mecânico de

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE ACABAMENTOS ESPECIAIS: LAMINAÇÃO E VERNIZ UV PARA CORGRAF

GUIA PRÁTICO DE ACABAMENTOS ESPECIAIS: LAMINAÇÃO E VERNIZ UV PARA CORGRAF UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE CURITIBA SEDE CENTRAL DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE DESENHO INDUSTRIAL CURSO DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO THAIS RAMOS PINTO (971723) GUIA PRÁTICO DE

Leia mais

TECNOLOGIA DA DEFORMAÇÃO PLÁSTICA. VOL II APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (Enunciados de Exercícios Complementares)

TECNOLOGIA DA DEFORMAÇÃO PLÁSTICA. VOL II APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (Enunciados de Exercícios Complementares) TECNOLOGIA DA DEFORMAÇÃO PLÁSTICA VOL II APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (Enunciados de Exercícios Complementares) Nota Introdutória Este documento é um anexo ao livro Tecnologia Mecânica Tecnologia da Deformação

Leia mais

WORKING TOGETHER PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO?

WORKING TOGETHER PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO? PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO? ENTÃO NÃO PROCURE MAIS. COM OS SERVIÇOS DE PROCUREMENT DA POLIVALOR ENCONTROU A SOLUÇÃO. Reduzir custos, seleccionar o fornecedor que garante

Leia mais

Capitulo II - Máquinas e equipamentos

Capitulo II - Máquinas e equipamentos Invenções, desenhos, ideias e projectos por Mário Loureiro Capitulo II - Máquinas e equipamentos 1988 - Mesa de corte de madeira Para fabricar colunas de som é necessário cortar as placas de contraplacado

Leia mais

Treinamento Window Film Módulo I: Parte Teórica

Treinamento Window Film Módulo I: Parte Teórica Treinamento Window Film Módulo I: Parte Teórica Sumário Vidros Planos e Vidros Low-E Entendendo o Espectro Solar Formas de Propagação de Calor Conceitos Teóricos Luz Visível (Transmitida, Refletida Interior

Leia mais

Estação Total GeoMax Série Zoom20

Estação Total GeoMax Série Zoom20 Estação Total GeoMax Série Zoom20 GeoMax Sobre nós Na GeoMax, nós fornecemos uma abrangente pasta de soluções integradas através do desenvolvimento, da fabricação e da distribuição de instrumentos e software

Leia mais

PROCESSOS P R O F E S S O R V I N I C I U S S I L V A

PROCESSOS P R O F E S S O R V I N I C I U S S I L V A PROCESSOS A F A B R I C A Ç Ã O D E U M P R O D U T O E N V O L V E A T I V I D A D E S D I V E R S I F I C A D A S, S I M U L T Â N E A S O U N Ã O, C O M D I F E R E N T E S N Í V E I S D E C O M P L

Leia mais

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Autor: Sérgio Medeiros Graúna Química E-mail: Site: www.graunagroup.com

Leia mais

Usando os Softwares Corretos. Tudo bem explicadinho

Usando os Softwares Corretos. Tudo bem explicadinho Cartilha da Pré-Impressão A JACUÍ apresenta sua Cartilha da Pré-Impressão, elaborada especialmente como ferramenta de auxílio aos nossos clientes/agências. Facilitar o desenvolvimento de seus impressos

Leia mais

Espectro Eletromagnético. Espectro Eletromagnético. Onda Curta - Radio. Vermelho. Laranja Amarelo. Luz Visível. Luz Visível. Verde. Azul.

Espectro Eletromagnético. Espectro Eletromagnético. Onda Curta - Radio. Vermelho. Laranja Amarelo. Luz Visível. Luz Visível. Verde. Azul. Aplliicações Ulltraviiolleta p. 1/12 Utiilliizando Tecnollogiia de Ponta UV na Indústtrri I ia Grráffi ica e Moveleirra Sumárri io 1. INTRODUÇÃO Nesta Palestra: - O que são raios ultravioleta e infravermelho

Leia mais

Vidro comun ou vidro Float

Vidro comun ou vidro Float Vidros Vidro comun ou vidro Float O vidro comum é a composição básica do vidro, antes de receber qualquer tipo de tratamento. Ele é feito a partir da mistura de sílica (areia), potássio, alumina, sódio

Leia mais

Comunicação Visual. Cap. 08 Signos e Pictograma. macedo4design.wordpress.com

Comunicação Visual. Cap. 08 Signos e Pictograma. macedo4design.wordpress.com Comunicação Visual Cap. 08 Signos e Pictograma ícone elemento de semelhança ou propriedade mensagem relacionada símbolo elemento representativo mensagem codificada índice elemento de imagem vivenciada

Leia mais

INSTRUÇÕES. O tempo disponível para a realização das duas provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 5 (cinco) horas no total.

INSTRUÇÕES. O tempo disponível para a realização das duas provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 5 (cinco) horas no total. INSTRUÇÕES Para a realização desta prova, você recebeu este Caderno de Questões. 1. Caderno de Questões Verifique se este Caderno de Questões contém a prova de Conhecimentos Específicos referente ao cargo

Leia mais

Dicas para seu Cartão de Visita

Dicas para seu Cartão de Visita O Cartão de Visita O cartão de visita é um pequeno cartão contendo os dados de contato de uma pessoa ou corporação. Para muitos, ele é a primeira ferramenta de marketing. Após um contato profissional,

Leia mais

INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I

INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I Unidade II O usuário se comunica com o núcleo do computador (composto por CPU e memória principal) através de dispositivos de entrada

Leia mais

Prof. Célio Conrado 1

Prof. Célio Conrado 1 O usuário se comunica com o núcleo do computador (composto por CPU e memória principal) através de dispositivos de entrada e saída (dispositivos de E/S). Todo objeto que faz parte do sistema e tem por

Leia mais

Kingston Technology Programa de Personalização DataTraveler

Kingston Technology Programa de Personalização DataTraveler Kingston Technology Programa de Personalização DataTraveler KINGSTON.COM/BR/USB/CUSTOMIZATION Envie um fax ou e-mail com o formulário preenchido para o seu Representante de Vendas. Lado A: Logo Kingston

Leia mais

2 Editoração Eletrônica

2 Editoração Eletrônica 8 2 Editoração Eletrônica A década de 80 foi um marco na história da computação. Foi quando a maioria dos esforços dos desenvolvedores, tanto de equipamentos, quanto de programas, foram direcionados para

Leia mais

Gravação de redes holográficas de difracção

Gravação de redes holográficas de difracção Gravação de redes holográficas de difracção Introdução teórica Princípio da holografia A holografia consiste na utilização do fenómeno interferência como mecanismo para codificar e guardar informação.

Leia mais

Seminário Regional da OACI MRTDs, Biometria e Controle de Fronteiras. Rio de Janeiro, Brasil 17 a 19 de Abril de 2012

Seminário Regional da OACI MRTDs, Biometria e Controle de Fronteiras. Rio de Janeiro, Brasil 17 a 19 de Abril de 2012 Seminário Regional da OACI MRTDs, Biometria e Controle de Fronteiras Rio de Janeiro, Brasil 17 a 19 de Abril de 2012 Passaporte Eletrônico Brasileiro: Produção, Personalização e Aspectos de Segurança Carlos

Leia mais

Vidros Vidro Acidado Submetido à solução ácida que age no vidro, de maneira controlada, criando texturas, desenhos e letras e promovendo um aspecto de translucidez. Pode ser fabricado artesanal ou industrialmente

Leia mais

SAMSUNG ML-3750 (MLT-D305L)

SAMSUNG ML-3750 (MLT-D305L) INSTRUÇÕES DE REMANUFATURA DO CARTUCHO DE TONER SAMSUNG ML-3750 (MLT-D305L) CARTUCHO SAMSUNG MLT-D305L TONER REMANUFATURANDO CARTUCHOS DE TONER SAMSUNG ML-3750 (MLT-D305L) Por Javier González e a equipe

Leia mais

BP 13.1.0.0 EU ESTOU AQUI

BP 13.1.0.0 EU ESTOU AQUI W W W. Q I P C. C O M BP 13.1.0.0 EU ESTOU AQUI Visão A Q.I. Press Controls desenvolve e fornece sistemas de medição ótica Como estar aí significa ter as pessoas certas, nosso Departamento e controle para

Leia mais

Porque as. cores mudam?

Porque as. cores mudam? Porque as cores mudam? O que são cores? As cores não existem materialmente. Não possuem corpo, peso e etc. As cores correspondem à interpretação que nosso cérebro dá a certo tipo de radiação eletro-magnética

Leia mais

Especificação Técnica BEREP

Especificação Técnica BEREP Especificação Técnica BEREP 1 1 Objetivo Os produtos da linha BEREP são produtos especificos para controle de ponto de funcionários. Foram concebidos dentro das especificações técnicas estabelecidas pelas

Leia mais

CONFECÇÃO DO VESTUÁRIO SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

CONFECÇÃO DO VESTUÁRIO SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL CONFECÇÃO DO VESTUÁRIO SENAI, SUA CONQUISTA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos COSTUREIRO DE PRODUÇÃO INDUSTRIAL 1. TÍTULO 7632-15 Preparar profissionais para operar máquinas de costura

Leia mais

Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão

Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão Com Chromedot você tem provas com pontos idênticos aos do CTP, fotocompositora ou clichê com lineatura de até

Leia mais

Aula 3: Forjamento e Estampagem Conceitos de Forjamento Conceitos de Estampagem

Aula 3: Forjamento e Estampagem Conceitos de Forjamento Conceitos de Estampagem Aula 3: Forjamento e Estampagem Conceitos de Forjamento Conceitos de Estampagem Este processo é empregado para produzir peças de diferentes tamanhos e formas, constituído de materiais variados (ferrosos

Leia mais