LÍDER SEGURADORA E SINCOR/CE JUNTOS NA AÇÃO GLOBAL 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LÍDER SEGURADORA E SINCOR/CE JUNTOS NA AÇÃO GLOBAL 2015"

Transcrição

1 Nº MAIO DE 2015 A IMPORTÂNCIA DO SINCOR/CE NO DESENVOLVIMENTO DA CATEGORIA É ESTAR SEMPRE AO LADO DO CORRETOR DE SEGUROS E DOS SEGURADOS LÍDER SEGURADORA E SINCOR/CE JUNTOS NA AÇÃO GLOBAL 2015 Promovido em todo o Brasil pelo público foi de pessoas e foram social e o reconhecimento da conscientização para a redução de Serviço Social da Indústria (SESI) e realizados atendimentos. cidadania.mais uma vez trabalhando acidentes de trânsito e pela Rede Globo, com a cooperação de Ta m b é m c o n t a m o s c o m a juntos, a Líder Seguradora e o preservação da vida, disse Lísias dezenas de parceiros, o Ação Global participação de cerca de 40 SINCOR/CE ficaram responsáveis Barbosa, diretor do SINCOR/CE e trabalhou este ano o tema Qualidade instituições parceiras e mais de mil por retirar dúvidas sobre o Seguro c o o r d e n a d o r d a e q u i p e q u e de Vida e ofereceu ações nas áreas voluntários, acrescentou. O objetivo DPVAT, desde a documentação desenvolveu os trabalhos acerca de educação, saúde, qualidade de vida e geral do evento foi o de mobilizar os necessária até a gratuidade do serviço. Seguro DPVAT na Ação Global deste cidadania. Segundo o consultor da segmentos de toda a população, com Este ano também focamos na ano. gerência de Qualidade de Vida do acesso a bens e serviços sociais divulgação do Maio Amarelo, que é SESI/CE, Eugênio Monteiro, o básicos e o de promover a inclusão um movimento internacional de (Página 10) 1º ENCONTRO DE CORRETORES DE SEGUROS DA PARAÍBA O evento reuniu cerca de 300 investimento das seguradoras. Em pessoas no hotel Tropical Tambaú, 2014, ficamos em segundo lugar em onde foi discutido o Crescimento do termos de crescimento do setor, Mercado de Seguros no Estado da destacou. Paraíba e sua Importância para o O s d a d o s d o C N S e g Desenvolvimento Econômico do nosso confirmam as palavras de Vasconcelos Estado. Para o presidente do e a importância do encontro para os SINCOR/PB, Edvan Gomes de paraibanos. Segundo a Confederação, Vasconcelos, o evento teve grande o NE foi de fato a segunda região que importância por marcar os 25 anos da mais cresceu no Brasil, com índice de entidade, além da projeção que o setor vem ganhando com o passar dos anos. 9,4%. A receita total foi de R$ 15,78 O nordeste está crescendo bastante e a bilhões, contra R$ 14,43 bilhões em região está sendo muito procurada para (Página 03) Programa DNA, da MAPFRE Seguros, levará corretores para Nova York (Página 05) Armando Vergilio discursa durante Copaprose (Página 08) 26 ANOS DE FUNDAÇÃO DO SINCOR/CE - (PÁGINA 05)

2 2 Maio 2015 O MERCADO DE SEGUROS SACODE O NORDESTE TABELA DE PRÊMIOS E GARANTIAS DO SEGURO DPVAT VIGENTE NO MÊS DE MAIO DE 2015 NOS TERMOS DA RESOLUÇÃO CNSP Nº 274, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012 SINCOR/CE E O MAIO AMARELO Manoel Nésio Devido às três mil vidas perdidas por dia nas estradas, avenidas e ruas do mundo, a Assembleia Geral das Nações Unidas editou, em 2010, uma resolução que definiu o período como a Década de Ações para a Segurança no Trânsito. Passados 5 anos, hoje sabemos que, em termos absolutos, o Brasil é o 4º país do mundo com maior número de mortes no trânsito, ficando atrás somente da Índia, China e Nigéria. Dentre os países com maior índice de violência envolvendo veículos automotores, não desponta o nome de nenhum daqueles cujo capitalismo é evoluído e distributivo, alicerçado na educação de qualidade, na difusão da ética, no vigor da lei e do devido processo legal e proporcional. Idealizado no Brasil, o movimento Maio Amarelo vem ganhando maior capilaridade por todo o planeta e, neste ano de 2015, aproximadamente 500 entidades de 18 países aderiram ao chamamento e estão realizando diversas ações de conscientização no trânsito por todo o globo. O objetivo da campanha é promover uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. É importante que órgãos do governo, entidades de classe, empresas, associações e federações se mobilizem e tragam a sociedade para este necessário debate, que visa salvar o maior número possível de vidas. Simbolizada pro um laço amarelo, o Maio Amarelo pega carona em outras propostas de conscientização que foram bem sucedidas e que se consolidaram nacional e internacionalmente, como as ações de combate ao vírus HIV, câncer de mama e de próstata. Afinal, as mortes no trânsito transformaram-se em uma verdadeira epidemia e precisam ser tratadas como grave problema de saúde pública, cujo melhor tratamento continua sendo a informação e a prevenção. É extremamente danosa a maneira como as pessoas vêm tratando os acidentes de trânsito, assimilando-os ao cotidiano como se mortes acidentais que poderiam ser facilmente evitadas fizessem parte da vida. É preciso que reflitamos o impacto causado pelas mortes causadas por veículos automotores na vida de cada cidadão, nas famílias e na sociedade civil. São perdas irreparáveis e que resultam em terríveis danos ao bom desenvolvimento de qualquer agrupamento social. Para que consigamos reduzir a assombrosa mortalidade no trânsito, é preciso que atentemos para 6 fatores de risco: direção sob efeito de álcool, excesso de velocidade, não uso de capacete, do cinto de segurança, das cadeirinhas para crianças e uso de celular ao volante. Enquanto não tivermos leis que abranjam com rigor estes 6 fatores, continuaremos perdendo vidas para nossa falta de sensatez. O Maio Amarelo veio para mudar isso! Faça como o SINCOR/CE e engaje-se neste movimento pela vida! DIRETORIA EFETIVOS PRESIDENTE: MANOEL NÉSIO SOUSA TESOUREIRO: FRANCISCO PEREIRA DE SOUSA SECRETÁRIA: SILVIA HELENA PEREIRA DE SOUSA SUPLENTES LÍSIAS BARBOSA PEREIRA DE SOUSA ALEXANDRE AKSAKOF PEREIRA DE SOUSA FERNANDO MOREIRA DE CARVALHO CONSELHO FISCAL EFETIVOS CARLOS ALBERTO PONTES DE ARAÚJO SIRLANE ABREU DE ARAÚJO MARIA RAIMUNDA LOPES FERNANDES SEREMOS FORTES, SE FORMOS UNIDOS! SUPLENTES MARIA ALICE FERNANDES PIMENTEL DIEGO CARVALHO PEREIRA GERUSA BEZERRA DE SOUSA DELEGADOS REPRESENTANTES JUNTO À FENACOR EFETIVOS 1 DELEGADO - MANOEL NÉSIO SOUSA 2 DELEGADO - LÍSIAS BARBOSA PEREIRA DE SOUSA SUPLENTES 1ª SUPLENTE - SILVIA HELENA PEREIRA DE SOUSA 2 SUPLENTE - ALEXANDRE AKSAKOF PEREIRA DE SOUSA

3 Maio º ENCONTRO DE CORRETORES DE SEGUROS DA PARAÍBA Neste mês de maio, o mercado de seguros nordestino contou com uma grata solenidade. Entre os dias 14 e 15, o SINCOR/PB realizou o 1º encontro dos Corretores de Seguros da Paraíba, na cidade de João Pessoa. O evento reuniu cerca de 300 pessoas no hotel Tropical Tambaú, onde foi discutido o Crescimento do Mercado de Seguros no Estado da Paraíba e sua Importância para o Desenvolvimento Econômico do nosso Estado. Para o presidente do SINCOR/PB, Edvan Gomes de Vasconcelos, o evento teve grande importância por marcar os 25 anos da entidade, além da projeção que o setor vem ganhando com o passar dos anos. O nordeste está crescendo bastante e a região está sendo muito procurada para investimento das seguradoras. Em 2014, ficamos em segundo lugar em termos de crescimento do setor, destacou. O s d a d o s d o C N S e g confirmam as palavras de Vasconcelos e a importância do encontro para os paraibanos. Segundo a Confederação, o NE foi de fato a segunda região que mais cresceu no Brasil, com índice de 9,4%. A receita total foi de R$ 15,78 bilhões, contra R$ 14,43 bilhões em Na cerimônia de abertura, Armando Vergílio, presidente da FENACOR, destacou a importância da lei que permite a inclusão das c o r r e t o r a s d e s e g u r o s n o SuperSimples: "A redução da carga tributária para essas empresas pode ultrapassar a marca de R$ 1,4 bilhão, valor que poderá ser direcionado para a qualificação do nosso setor", enfatizou. O S i n d S e g B A / S E / TO também fez-se presente ao encontro a fim de prestigiar os corretores de seguros paraibanos. O presidente da entidade, João Giuseppe Esmeraldo, compôs a mesa de honra, como representante da CNseg, juntamente com outros grandes nomes, como o representante do Ibracor, Paulo dos Santos; o presidente da Fenacor, Armando Vergílio; o presidente do Sincor-PB, Edvan Gomes; o deputado federal, Lucas Vergílio e o presidente da Escola Nacional de Seguros, Robert Bittar. Em seu discurso, Giuseppe enfatizou o desenvolvimento do mercado paraibano, nos últimos tempos. O primeiro trimestre deste ano já é marcado pelo crescimento de 36% da atividade, ficando o estado como o terceiro do Nordeste, com o maior desempenho do período. Em 2014 foram mais de R$ 700 milhões em arrecadação e avanço de 67%, nos últimos cinco anos. Destaco aqui os melhores resultados nas carteiras de Automóvel, Prestamista, Acidentes Pessoais, Garantia Estendida e VGBL. A l é m d a s p r i n c i p a i s personalidades do mercado brasileiro de Seguros, grandes seguradoras, corretores de seguros de vários estados e dos presidentes de diversos Sincors, o evento também foi prestigiado pelo deputado Lucas Vergilio (SD-GO), defensor de muitas causas dos corretores no Congresso Nacional. C o m u m a o rg a n i z a ç ã o impecável e desempenho primoroso, o SINCOR/PB representado na pessoa de seu presidente, Edvan Gomes de Vasconcelos conseguiu representar todos os estados do N o r d e s t e c o m a d i g n i d a d e, hombridade e perseverança que permeiam o excelente trabalho que vem sendo desenvolvido pelos Sincors e corretores de seguros de nossa querida região. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a d o SINCOR/CE Fontes: Fenacor, SindSeg, CQCS

4 4 Maio 2015 DPVAT de 41,2% das motos não foi pago em 2014 S e m p a g a m e n t o d o s e g u ro consideradas para pagamento de licenciamento. obrigatório, motos circulam s e g u r o, I P V A, Em 2013, a porcentagem de i r r e g u l a r m e n t e. e t c. I N A D I M P L Ê N C I A D E motocicletas espalhadas pelo Brasil Inadimplência em carros chegou M O T O S N O sem o pagamento do seguro era de 24,6% no ano passado DPVAT201237,7%201339,7% ,7% e, em 2012, de 37,7%. Automóveis 1, 2 % F o n t e : S e g u r a d o r a Com uma frota circulante de cerca de Após queda na inadimplência em 23 milhões de motos, o Brasil teve LíderSegundo o Departamento 2013, quando havia passado de 24,6%, uma inadimplência de 41,2% do Nacional de Trânsito, o proprietário de em 2012, para 23,9%, os automóveis seguro DPVAT para este tipo de v e í c u l o " i r r e c u p e r á v e l o u voltaram ao patamar de 24,6% de de veículos. A data de vencimento é veículo em 2014, recorde histórico definitivamente desmontado" deverá DPVAT sem pagamento em junto com a do IPVA, e o pagamento é negativo. requerer a baixa do Registro Nacional O seguro de carros custava R$ 105,65 requisito para o motorista obter o Considerando a frota de motos no ano de Veículos Automotores (Renavam), em 2014 e o valor foi mantido neste licenciamento anual do veículo. passado, segundo dados da associação sendo vedada a remontagem do ano. das montadoras, a Abraciclo, esse veículo sobre o mesmo chassi, de A Seguradora Líder ainda não O pagamento para beneficiários de percentual representaria cerca de 9,5 forma a manter o registro anterior. divulgou a arrecadação em vítimas fatais é de R$ Nos milhões de motocicletas. Isso "A obrigação é da companhia Segundo balanço parcial, de janeiro a casos de invalidez permanente, o equivaleria a R$ 2,77 bilhões em seguradora ou do adquirente do junho indenizações do DPVAT pagamento pode chegar a R$ , arrecadação, já que o seguro veículo destinado à desmontagem, foram pagas no país, alta de 106%, de acordo com a gravidade das lesões. obrigatório para motos em 2014 era de q u a n d o e s t e s s u c e d e r e m a o quando comparado aos mesmo Já o reembolso hospitalar e médico R$ 292,01, valor que se repete em proprietário", diz o Denatran. período de Com isso, encerra-se a cobrança de O que é DPVAT p o d e c h e g a r a R $ Porém, um dos motivos do alto índice, O seguro DPVAT (Danos Pessoais débitos como DPVAT, IPVA e o Vítimas e seus herdeiros (no caso de causados por Veículos Automotores de de acordo com a Líder-DPVAT, que licenciamento anual. morte) têm um prazo de três anos após Via Terrestre) cobre casos de morte, administra o seguro, é que muitos o acidente para dar entrada no seguro. Infração gravíssima invalidez permanente ou despesas motociclistas deixam de "dar baixa" Circular com moto que não tem o Informações de como receber o c o m a s s i s t ê n c i a s m é d i c a e no registro de motos muito danificadas seguro obrigatório quitado é DPVAT podem ser obtidas pelo suplementares (DAMS) por lesões de ou que tiveram perda total nos órgãos considerado infração gravíssima, com telefone menor gravidade causadas por de trânsito, ou seja, não informam os multa de R$ 191,54 mais 7 pontos na acidentes de trânsito em todo o país. Detrans de que aquele veículo está fora carteira e apreensão do veículo. O recolhimento do seguro é anual e de circulação, e elas continuam sendo Ta m b é m f i c a b l o q u e a d o o obrigatório para todos os proprietários Fonte: G1, em São Paulo

5 Maio ANOS DE FUNDAÇÃO DO SINCOR/CE 5 No dia 22 de maio de 2015, em e Silva, 111, no Centro de Fortaleza. Manoel Nésio, quando investido na Pereira, da Mapfre Seguros; e o Sr. uma sexta-feira inesquecível, o A comissão organizadora para função de presidente eleito e Artur Benício, da Icatu Seguros. Sindicato dos Corretores de Seguros, a criação do sindicato, composta por empossado, pediu a união de todos e O Sincor/CE representado na Capitalização, Previdência Privada e de Manoel Nésio Sousa, Paulo Sérgio solicitou o esforço da diretoria no pessoa de seu presidente, Manoel Nésio Empresas Corretoras de Seguros no Pontes Ramos, Sávio Parente Azevedo sentido de organizar e fortalecer os Sousa, e de sua Diretoria agradece a Estado do Ceará comemorou seu e Otto dos Santos Menezes, indicou corretores. participação em todos esses anos da aniversário. Fundado como uma das para presidir a assembleia o corretor 26 anos após sua fundação, o Padrão de Vida Promotora de Crédito, primeiras entidades classistas a se Paulo Sérgio Pontes Ramos, que, ao SINCOR/CE realizou um almoço da Extramed, da Açaí Corretora de formar com a redemocratização aceitar a tarefa, convidou a corretora comemorativo com o mercado de Seguros e o apoio das seguintes brasileira, o Sincor/CE chegou aos seus Sílvia Helena de Sousa Almeida para seguros cearense. A festividade iniciou- companhias de seguros atuantes no 26 anos com a maturidade e dedicação secretariar a reunião. Feita a leitura do se às 12:00 h e foi embalada pelo calor Ceará: Bradesco Seguros; Chubb necessários para alavancar os anseios edital de convocação publicado no humano de todos aqueles que estiveram Seguros; GBOEX Previdência e de nossa importante categoria. jornal Tribuna do Ceará no dia 18 de presentes ao evento na Churrascaria Seguro de Pessoas; Mapfre Seguros; A tarde de quinta-feira do dia abril de 1989, e outras medidas de Dallas Grill, em Fortaleza, e Icatu Seguros. Também gostaríamos de 04 de maio de 1989 ficou marcada na praxe, passou-se à discussão dos pontos prestigiaram o valoroso aniversariante. estender o nosso muito obrigado história do Ceará como a da fundação da pauta, um a um, e todos foram Para abrilhantar a solene àqueles que são a razão e a força de do Sincor/CE. Às 16:00 h daquela dia, aprovados por unanimidade: criação do ocasião, honraram-nos com suas nosso sindicato: Os corretores de iniciou-se a Assembleia Geral de sindicato, aprovação dos seus estatutos presenças: O Sr. Paulo Rodney, a Sra. seguro do estado do Ceará. Fundação do Sindicato dos Corretores e eleição da diretoria. de Seguros, Capitalização, Previdência Raquel e o Sr. Vantieh Florêncio, da Que esta data se repita, cada Privada e de Empresas Corretoras de Foi um evento de muita Bradesco Seguros; O Sr. David Correia, vez mais esplendorosa, por muitos e Seguros no Estado do Ceará. O evento emoção e de natureza cívica. Um da Chubb Seguros; o Sr. Lencarte muitos anos! aconteceu no escritório do corretor instante de muita confraternização e de Lopes, da GBOEX Previdência e Manoel Nésio Sousa, sala 515, 5º andar, estímulo dos ânimos para uma nova Seguro de Pessoas; o Sr. Alexandre A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a do Edifício Alvorada, na Rua Perboyre época que estava prestes a começar. Alves de Albuquerque e o Sr. Venâncio SINCOR/CE Programa DNA, da MAPFRE Seguros, levará corretores para Nova York A edição de 2015 do Programa para reunir os melhores profissionais O Programa MAPFRE DNA é uma das um dos mais amplos portfólios de MAPFRE DNA, maior campanha de do setor, trocar conhecimentos e mais tradicionais campanhas do produtos do mercado, além de vendas da MAPFRE Seguros, empresa reconhecer a importância dessa mercado segurador e já levou mais de 3 unidades de negócios especializadas, do GRUPO SEGURADOR BANCO participação nos negócios da mil corretores para Orlando, em 2012, presença territorial abrangente e DO BRASIL E MAPFRE, levará seguradora", afirma Dirceu Tiegs, e as diversas atrações de Las Vegas, em distribuição multicanal. centenas de corretores para Nova diretor geral da Rede MAPFRE do 2014, nos Estados Unidos. Mais informações Iorque, nos Estados Unidos. Dinâmica Grupo BB E MAPFRE. Sobre o GRUPO SEGURADOR CDN Comunicação Corporativa e cosmopolita, a mais importante e Serão premiados os corretores que BANCO DO BRASIL E MAPFRE festejada cidade norte-americana será atingirem as metas mensais Resultado da união estratégica entre o Contatos com: o palco para o encontro anual da Eric Paraense , estabelecidas pelo programa. Para que Banco do Brasil e a MAPFRE seguradora com os parceiros de os profissionais de todo o país possam Seguros, o GRUPO SEGURADOR negócio de maior destaque do mercado Natália Dias , participar de forma igualitária, as BANCO DO BRASIL E MAPFRE é o segurador nacional. Patricia Polo , pontuações são estabelecidas de maior nos ramos em que atua, com "Uma parceria de sucesso é construída t _ p p o l b b m a p f r e. c o m. b r, acordo com cada região. A campanha mais de 6 mil colaboradores, mais de com muito trabalho e foco e é Harley Moreira , consolidada com a celebração de todo de vendas acontecerá até o dia 30 de 41 mil pontos de venda, incluindo esse esforço. Será uma oportunidade novembro de corretores e agências bancárias. Possui Fonte: Mapfre

6 6 Maio 2015

7 Maio

8 8 Maio 2015 SINCOR/CE., FUNENSEG E FENACOR promovem o 11º Ciclo de palestras para corretores Prezados(as) Senhores(as), O Sindicato dos Corretores de Seguros, Capitalização, Previdência Privada e de Empresas Corretoras de Seguros no Estado do Ceará Sincor-Ceará, com o apoio da Funenseg e Fenacor, irá promover durante o ano de 2015, 07(sete) palestras dentro do 11º Ciclo de Palestras para corretores de seguros, no período de abril a novembro do corrente ano. A exemplo das palestras realizadas no ano passado, o certame deverá, atrair a atenção dos interessados em torno de temas importantes para a categoria, todos previamente escolhidos, ouvindo a opinião dos corretores cearenses. Cada palestra, a cargo de autoridades do mercado e/ou professores do quadro da Funenseg, é destinada a 150 corretores devidamente inscritos, podendo também contar com a presença de dirigentes e funcionários de seguradoras parceiras atuantes no estado. Como no ano anterior, a presença de várias Companhias Seguradoras, reforçaram ainda mais a parceria existente entre corretores e seguradores, fortalecendo a nossa iniciativa de promover eventos em nível regional buscando sempre a melhoria da qualificação do corretor e a sua sintonia com o mercado e as instituições de seguros. Importante: 1. As palestras são realizadas sempre no SENAC da Av. Tristão Gonçalves, 1245 ou em um hotel de Fortaleza com auditório com total infraestrutura; 2. No evento haverá coffee-break; 3. (podendo haver alterações de data/palestrante/tema); 4. Informações: Tel: (85) Inscrições gratuitas. Temas: Armando Vergilio discursa durante Copaprose A falta de informação é uma das variáveis que determinam a fraca demanda de seguros no Brasil. Mas, existem outros fatores, como a baixa renda de muitos segmentos da população latina e as questões culturais, afirmou opresidente da Confederação Panamericana de Produtos de Seguros (Copaprose), Armando Vergílio, no XII Congresso Regional Copaprose, organizado pela Associação Nacional de Produtores de Seguros Assessores (Anacse), entre os dias 22 e 24 de abril, em Quito (Equador). Ele destacou a importância de ter uma proposta consensual para divulgação da educação financeira em toda a América Latina. O momento é agora, é um laço que nos conectará no futuro, sentenciou. O mercado de seguros é importante para o desenvolvimento dos países latinoamericanos, destacou. Segundo ele, muitos nichos do mercado de seguros ainda não se desenvolveram porque falta conscientização das pessoas para a importância do seguro e destacou o papel dos intermediários e dos corretores, que são o principal canal de distribuição de seguros. A sua boa conduta é essencial para promover a confiança do consumidor no setor, assinalou. Nesse quesito, Vergilio destacou que a Copaprose vê a autorregulação da atividade exercida por produtores e corretores como prática indispensável para a divulgação do seguro e da educação financeira, além de ferramenta de defesa do consumidor de seguros. É indispensável que o público tenha confiança no seguro. E o papel do intermediário é consolidar essa sensação de segurança no consumidor, afirmou. Para ele, a autorregulação é fundamental para reforçar o profissionalismo dos intermediários, incentivar a capacitação profissional e o desenvolvimento profissional contínuo. Fonte: CQCS/ Sueli dos Santos 10/Abril Palestrante: Adil Mohamed El Gilany Tema: Prevenção e Combate a Fraudes em Seguros. 08/Maio Palestrante: Affonso D'Anzicourt Tema: A tributação pelo Simples Nacional. 17/Junho Palestrante: Gustavo Mello Tema: Seguro Garantia: Conheça as Perspectivas do Segmento e as Mudanças com a nova Circular SUSEP. 07/Agosto Palestrante: Inaldo Bezerra Tema: Responsabilidade Civil dos Corretores de Seguros. 04/Setembro Palestrante: Kátia Manangão Tema: Posicionamento de Corretoras no Mercado de Seguros: Definindo Estratégia de Comunicação da Marca. 30/Outubro Palestrante: Mauricio Tadeu - Tema: Vendas de Seguros de Pessoas Planejamento e Atitudes Vencedoras. 06/Novembro - Palestrante: Rodrigo Maia - Relacionamento em Seguros. Lísias Barbosa Diretor 0**(85) **(85) E contem sempre com o SINCOR/CE. Tema: Marketing de

9 Maio 2015 Corretor é peça chave para manter o faturamento do setor, diz diretor da Porto Seguro e membro da FenSeg Como manter o faturamento do seguro novas. e traz mais clareza. Mas é apenas um automóvel em um momento de crise CQCS Acha que isso será suficiente instrumento que ajuda o segurado a econômica e de queda nas vendas de para manter o ritmo de crescimento do provocar o corretor para ajudá-lo. O carros zero quilômetro? Quem setor? trabalho final será feito pelo corretor. responde a essa equação nada simples Pomarole Criar um mercado que não CQCS E baixar o preço do seguro é Luiz Pomarole, diretor geral da Porto depende de carro novo é um bom não ajudaria também? Seguro e membro da membro da aliado neste momento de crise, uma Pomarole A tecnologia tem ajudado Federação Nacional de Seguros Gerais vez que hoje o carro novo é muito a minimizar o risco. Um (FenSeg). responsável por quase 90% das vendas exemplo é o uso de rastreadores. O Há uma grande quantidade de de seguro automóvel. Os outros 10% equipamento é uma das formas de veículos que precisa ainda de seguros e são veículos destinados a frotistas e reduzir o preço ao evitar o roubo e estamos buscando esses clientes. Ter a locadoras. Se não vende carro, não ajudar na localização e recuperação do aprovação da Susep para o seguro vende seguro. veiculo. Também temos investido popular, com preços mais acessíveis, CQCS Acredita que o mercado muito em cursos, como para os jovens, também está na agenda do setor. segurador cresce neste ano de utilizando uma metodologia avançada Porém sabemos que muitos produtos projeções de recuo do PIB e das para mostrar o limite do carro e do ser saem da lista de primeira necessidade vendas de veículos, sem considerar o humano. Esse método tende a do consumidor em momentos de crise. seguro popular de carro? A venda a u m e n t a r a c o n s c i ê n c i a e Ainda não sentimos isso e temos online pode ajudar? consequentemente reduzir acidentes. pesquisas que mostram que os Pomarole Se ficar igual ao ano CQCS Reduzir acidentes também é segurados entendem que se perderem passado já estamos contentes. Agora uma arma poderosa para reduzir Luiz Pomarole o carro ou a casa podem ficar numa temos outras coberturas para oferecer, custos. E quanto ao uso do celular na equipamentos que ligam e desligam o situação ainda pior, argumenta. como a de terceiros. O corretor é o direção, há estatísticas? celular sem que o motorista tire as Veja a seguir os principais trechos da grande incentivador das vendas novas, Pomarole Não temos estatísticas mãos do volante. entrevista concedida ao portal CQCS: levando produtos como o RC para efetivas sobre o volume de acidentes CQCS O desemprego tem crescido, CQCS Você citou o seguro popular livrar o cliente de demandas judiciais causados pelo celular. Sabemos que assim como endividamento. Essas como uma saída para manter as vendas futuras de terceiros prejudicados em cerca de 80% dos acidentes são variáveis já afetaram o faturamento de seguro de carro, que em 2014 um acidente. Também temos a causados pela distração das pessoas e das seguradoras? avançaram 9%, para R$ 32 bilhões. Já assistência de residência, um serviço não por defeitos ou falhas mecânicas. Pomarole O seguro é pago em até no primeiro bimestre do ano, o com demanda crescente, e que pode Os carros são muito seguros hoje e quatro vezes e por isso não sentimos crescimento ficou em 3,9%, para R$ ser ofertado aos clientes. Além desses usam tecnologia avançada. A bebida é ainda qualquer efeito do desemprego. 4,8 bilhões. O seguro popular sai neste dois produtos que tem grande um dos maiores causadores de ano? acidentes, seguido pela distração. O Não observamos ainda atrasos nas potencial de vendas, ainda contamos Pomarole Em maio entra em vigor a celular tem tirado o nível de parcelas ou desistência nas com a criatividade das seguradoras Lei Federal que regulamenta a para criar produtos para atingir um concentração, mas ainda não renovações.. Pode acontecer? Pode. Lei dos Desmanches. Um vez número maior de pessoas. Se só 30% conseguimos aferir isso. Não sabemos para onde vai a regulamentada, a lei dá à Susep da frota tem seguro, isso significa CQCS A seguradora pode negar economia. Sentimos mais no carro autorização para criar regras e assim dizer que o mercado tem uma grande indenização se conseguir provar que o zero. Se não vende, não tem seguro. permitir que as seguradoras lancem o margem para criar novos produtos. A segurado estava usando o celular no Geralmente as pessoas cortam do seguro popular, como mais uma opção Venda Online é um instrumento de momento do acidente? de proteção aos proprietários de orçamento o que não é item de divulgação, mas que depende da ação Pomarole Estamos muito longe veículos. Estamos empenhados para disso. A preferência das seguradoras primeira necessidade. Vamos ver o que do corretor de seguros. Nem sempre a lançar o produto e atender a uma tem sido pela linha da conscientização. as famílias vão cortar primeiro. Como cotação fria e resulta na melhor opção. grande demanda. A pessoa tem seguro para cobrir o seguro de carro está ligado a É preciso explicar o que esta por trás CQCS Será mais barato mesmo? do preço. As diferenças, muitas vezes acidentes. O problema que vemos é a proteção, acreditamos que as pessoas Pomarole Sim, é um seguro com grandes, estão ligadas a diferenças vida. Uma distração com o celular vão mantê-lo no orçamento. E o preço mais acessível por ter peças grandes de cobertura. E quem conhece pode tirar vidas e isso vai gerar um corretor é fundamental na orientação usadas com garantia e qualidade igual o cliente e as coberturas é o corretor. É grande problema social. Também de proteção ao cliente, principalmente as peças originais. Os peças usadas ele que pode traduzir a melhor oferta acreditamos que a tecnologia ajudará a aos riscos em momentos de crise. chegam a custar 70% menos do que as para o cliente. A cotação é informativa reduzir tais distrações, com Fonte: CQCS Denise Bueno INSCRIÇÕES PARA O SELO ENEF COMEÇARAM EM 12 DE MAIO niciativas alinhadas à Estratégia contribuir para o fortalecimento da presenciais, deverão ser gratuitas ao Mobiliários (CVM); Superintendência N a c i o n a l d e E d u c a ç ã o cidadania ao fornecer e apoiar ações que público-alvo e não poderão ter objetivo de Previdência Complementar IF i n a n c e i r a p o d e r ã o s e r ajudem a população a tomar decisões de promoção comercial de produtos ou (Previc); Superintendência de Seguros reconhecidas. Interessados podem se financeiras mais conscientes. serviços. A análise das iniciativas será Privados (Susep); Associação cadastrar até 12 de julho. realizada por uma comissão avaliadora Brasileira das Entidades dos Mercados As iniciativas de educação financeira Financeiro e de Capitais (Anbima); Iniciativas que contribuam para poderão ser apresentadas por órgãos ou que será constituída pelo CONEF. disseminar ações alinhadas à Estratégia BM&FBOVESPA S.A Bolsa de entidades, públicas ou privadas, de O Selo ENEF terá a validade de 4 anos e Nacional de Educação Financeira Valores, Mercadorias e Futuros; poderão agora ser reconhecidas e forma individual ou em conjunto. É o processo de concessão será realizado Confederação Nacional das Empresas receber o Selo ENEF. As inscrições importante ressaltar que uma iniciativa é a cada 2 anos. A iniciativa que receber o de Seguros Gerais, Previdência começaram em 12 de junho e o cadastro um conjunto de ações coordenadas e Selo ENEF será revisada a cada 2 anos. Privada e Vida, Saúde Suplementar e das propostas poderá ser feito até 12 de continuadas que contribuem para o Mais informações estão disponíveis no Capitalização (CNSeg); e Federação j u l h o p o r m e i o d o s i t e alcance dos objetivos da ENEF. O selo site Brasileira de Bancos (FEBRABAN). O selo será concedido à iniciativa e não às Sobre a ENEF A Estratégia Nacional Sobre a AEF-Brasil - A AEF-BRASIL é identificará as iniciativas que estão em de Educação Financeira (ENEF) é uma uma associação sem fins lucrativos, ferramentas educacionais de forma conformidade com os objetivos e as criada por quatro entidades do isolada. Os interessados poderão política pública lançada em 2010, com diretrizes da ENEF, bem como com os mercado financeiro, a Anbima critérios estabelecidos pelo Comitê inscrever iniciativas de educação a finalidade de promover a educação Associação Brasileira das Entidades Nacional de Educação Financeira financeira que tenham metodologia financeira e previdenciária da dos Mercados Financeiro e de Capitais, (CONEF). "Há muitas iniciativas de pedagógica de desenvolvimento população, bem como contribuir para o a BM&FBOVESPA, a Confederação educação financeira espalhadas pelo adequada ao público beneficiário e fortalecimento da cidadania, a Nacional de Seguros Privados País e o Selo é uma forma de dar maior também abordem conteúdos como: eficiência e solidez do sistema CNSEG e a FEBRABAN Federação visibilidade e reconhecimento àquelas cidadania, consumo responsável, financeiro nacional e a tomada de Brasileira de Bancos, com objetivo de que se destaquem pelo alinhamento à orçamento pessoal e familiar, poupança decisões conscientes por parte dos auxiliar o governo na implantação da ENEF e zelo técnico", afirma Silvia e investimento, crédito, autonomia, consumidores. Estratégia Nacional de Educação Morais, superintendente da AEF Brasil. Financeira - ENEF. Essas quatro prevenção, planejamento financeiro, O Comitê Nacional de Educação A Estratégia Nacional de Educação entidades financiam todas as despesas empreendedorismo, defesa do Financeira (CONEF) é formado por Financeira (ENEF) é uma mobilização administrativas da AEF-BRASIL, que consumidor/investidor, sistema r e p r e s e n t a n t e s d a s s e g u i n t e s multissetorial em torno de ações de tem convênio com o Comitê Nacional financeiro nacional, educação fiscal e instituições: Ministério da Fazenda; educação financeira no Brasil. A de Educação Financeira - CONEF para mudança da condição de vida. De Ministério da Educação; Ministério da Estratégia foi instituída pelo Decreto nº desenvolver os projetos e ações Previdência Social; Ministério da acordo com o regulamento, as previamente aprovados pelo órgão como política de Estado Justiça; Banco Central do Brasil iniciativas de educação financeira permanente e tem como objetivo (BCB); Comissão de Valores poderão envolver ações à distância ou Fonte: SUSEP 9

10 10 Maio 2015 LÍDER SEGURADORA E SINCOR/CE JUNTOS NA AÇÃO GLOBAL 2015 Evento aconteceu no dia 30 de maio emissão de documentos (RG, CPF, serviços sociais básicos e o de trazendo inestimáveis benefícios ao e prestou serviços nas áreas de educação, saúde, qualidade de vida Carteira de Trabalho, Passe Livre, promover a inclusão social e o povo cearense. Permaneceremos e cidadania para um público de Reservista), esclarecimentos sobre reconhecimento da cidadania. f i r m e s n a m i s s ã o d e u m a mais de 11 mil pessoas. o processo DPVAT, entre outros Mais uma vez trabalhando juntos, a c o n s c i ê n c i a v o l t a d a p a r a a benefícios. Líder Seguradora e o SINCOR/CE segurança no trânsito e de garantir o O município de São Gonçalo do Promovido em todo o Brasil pelo ficaram responsáveis por retirar recebimento do Seguro DPVAT por A m a r a n t e, n a R e g i ã o Serviço Social da Indústria (SESI) e dúvidas sobre o Seguro DPVAT, parte das vítimas ou de seus M e t r o p o l i t a n a d e F o r t a l e z a, Rede Globo, com a cooperação de desde a documentação necessária beneficiários, nos casos em que recebeu no dia 30 de maio (sábado) a dezenas de parceiros, o Ação Global até a gratuidade do serviço. Este ocorrerem acidentes com vítimas, 21ª edição do programa Ação trabalhou este ano o tema Qualidade ano também focamos na divulgação Global. O evento ofereceu, de 8h às destacou Manoel Nésio Sousa, de Vida e ofereceu ações nas áreas do Maio Amarelo, que é um 17h, na Escola Maria do Socorro presidente do SINCOR/CE. educação, saúde, qualidade de vida m o v i m e n t o i n t e r n a c i o n a l d e Em 2014, o Ação Global foi Gouveia, SN, bairro Palestina, e cidadania. Segundo o consultor da conscientização para a redução de promovido em Aquiraz, na região dezenas de serviços gratuitos para a população, dentre eles a realização gerência de Qualidade de Vida do acidentes de trânsito e pela metropolitana de Fortaleza, e d e 7 5 c a s a m e n t o s c i v i s, SESI/CE, Eugênio Monteiro, o preservação da vida, disse Lísias realizou atendimentos a a t e n d i m e n t o s m é d i c o s n a s público foi de pessoas e Barbosa, diretor do SINCOR/CE e pessoas. O evento teve como f o r a m r e a l i z a d o s especialidades de Clínica Médica, c o o r d e n a d o r d a e q u i p e q u e tema A importância da mulher na atendimentos. Também contamos P e d i a t r i a, D e r m a t o l o g i a, desenvolveu os trabalhos acerca de qualidade de vida da família e Cardiologia, Fonoaudiologia, G i n e c o l o g i a, O d o n t o l o g i a, com a participação de cerca de 40 instituições parceiras e mais de mil Seguro DPVAT na Ação Global deste ano. N u t r i c i o n i s t a, T e r a p i a voluntários, acrescentou. O Esta parceria entre a Líder O c u p a c i o n a l, P s i c o l o g i a, objetivo geral do evento foi o de Seguradora dos Consórcios DPVAT ofertou mais de 40 serviços gratuitos à população, dentre eles 63 casamentos civis. Fisioterapia, Vacinação, (Hepatite B, Tríplice Viral, Influenza, HPV), mobilizar os segmentos de toda a e o Sindicato dos Corretores de A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a d o população, com acesso a bens e Seguros do estado do Ceará vem SINCOR/CE

11 Maio Fortaleza/CE., 01 de maio de Seja sócio do Sincor-Ceará O Sindicato dos Corretores de Seguros, Capitalização, Previdência Privada e de Empresas Corretoras de Seguros no Estado do Ceará SINCOR/CE é a entidade representativa da categoria no Estado do Ceará. A nossa entidade completou, no mês de maio de 2015, 26 anos de fundação. O Sincor/Ce faz parte, juntamente com os demais sindicatos de todo o Brasil, da Fenacor Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados, de Capitalização, de Previdência Privada e das Empresas Corretoras de Seguros. O Sincor/Ce é o representante oficial dos Corretores de Seguros e das Empresas Corretoras de Seguros do Ceará, e a nível estadual, tem um papel importante no mercado de seguros. Aos corretores, empresas corretoras, seus dependentes/funcionários, a nossa entidade oferece uma série de serviços e benefícios oriundos de convênios e acordos com entidades de classe e empresas seguradoras. Para usufruir desses benefícios, o corretor deve filiar-se ao Sincor/Ce. Para nós que fazemos a diretoria do Sincor-Ce é uma honra recebê-lo como sócio do sindicato e assim podermos beneficiá-lo com toda a estrutura que a entidade dispõe e oferecer-lhe nosso esforço e solidariedade corporativista. Sendo sócio do Sindicato você estará fortalecendo a categoria e ajudando a diretoria a combater as irregularidades do mercado e a conquistar novos benefícios para a classe. Filiando-se ao sindicato, você ganha a legitimidade básica para pleitear, no futuro, funções executivas na sua diretoria, inclusive Presidente da entidade, no próximo pleito. Não perca tempo! Seja associado do Sindicato dos Corretores de Seguros, Capitalização, Previdência Privada e de Empresas Corretoras de Seguros do Estado do Ceará. Venha ao SINCOR/CE., solicitar sua Filiação Pessoa Física ou Jurídica. Maiores informações pelo número: (85) no horário de funcionamento 08:00h às 15:00h, ou pelo site Atenciosamente, Manoel Nésio Sousa Presidente do SINCOR/CE.

12 12 Maio 2015 JORNAL DO SINCORCE A sua voz é importante para o futuro de nossa categoria profissional. FEDERAÇÃO NACIONAL DOS CORRETORES DE SEGUROS PRIVADOS, DE CAPITALIZAÇÃO, DE PREVIDÊNCIA PRIVADA E DAS EMPRESAS CORRETORAS DE SEGUROS SINCOR - CE

WEBINAR SEGURO DPVAT O SEGURO DO TRÂNSITO. Palestrante Vera Cataldo

WEBINAR SEGURO DPVAT O SEGURO DO TRÂNSITO. Palestrante Vera Cataldo 1 WEBINAR SEGURO DPVAT O SEGURO DO TRÂNSITO Palestrante Vera Cataldo Seguro DPVAT Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre ou por sua carga, a pessoas transportadas

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a Entre nós www.marinhodespachantes.com Novas oportunidades! de todos nossos clientes, parceiros, amigos e colaboradores em 2012 e renovar nosso contrato de amizade para 2013 Elza Aguiar Presidente Todo

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 451, de 17 de outubro de 2012 ANEXO

CIRCULAR SUSEP N o 451, de 17 de outubro de 2012 ANEXO Fl. 2 da CIRCULAR SUSEP N o 451, de 17 de outubro de 2012. CIRCULAR SUSEP N o 451, de 17 de outubro de 2012 ANEXO INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES PARA A OPERAÇÃO DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE DANOS PESSOAIS CAUSADOS

Leia mais

Entrevista CADERNOS DE SEGURO

Entrevista CADERNOS DE SEGURO Entrevista 6 Marco Antonio Rossi Presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) POR Vera de Souza e Lauro Faria

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DO BRASIL. Murilo Portugal Presidente do Conselho Administrativo da AEF-Brasil

ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DO BRASIL. Murilo Portugal Presidente do Conselho Administrativo da AEF-Brasil ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DO BRASIL Murilo Portugal Presidente do Conselho Administrativo da AEF-Brasil ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DO BRASIL AAEF Brasil é uma organização sem fins lucrativos

Leia mais

Perfil do Investidor Brasileiro Experiências e Atuação Educacional da Bolsa

Perfil do Investidor Brasileiro Experiências e Atuação Educacional da Bolsa Perfil do Investidor Brasileiro Experiências e Atuação Educacional da Bolsa Daniel Pfannemüller Superintendente do Instituto Educacional BM&FBOVESPA Mar/2015 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno

Leia mais

SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP

SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP Circular nº 266 de 25.08.2004 Dispõe sobre instruções complementares para a operação do seguro obrigatório de danos pessoais causados por

Leia mais

Mapa da Educação Financeira no Brasil

Mapa da Educação Financeira no Brasil Mapa da Educação Financeira no Brasil Uma análise das iniciativas existentes e as oportunidades para disseminar o tema em todo o País Em 2010, quando a educação financeira adquire no Brasil status de política

Leia mais

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 Institui o Regimento Interno do Comitê Nacional de Educação Financeira. O COMITÊ

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2010 (do Sr. Raimundo Gomes de Matos)

PROJETO DE LEI Nº DE 2010 (do Sr. Raimundo Gomes de Matos) PROJETO DE LEI Nº DE 2010 (do Sr. Raimundo Gomes de Matos) O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera a Lei nº 6.194, de 19 de dezembro de 1974, para permitir o parcelamento do pagamento e a redução gradativa

Leia mais

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS Marco Antonio Rossi Presidente da Fenaprevi Presidente da Bradesco Seguros Agenda Mercado Segurador Nacional Os direitos dos Segurados e Participantes Legislação O Brasil

Leia mais

ESECS-PJ. Estudo Socioeconômico das

ESECS-PJ. Estudo Socioeconômico das ESECS-PJ Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros A G O S T O / 2 0 1 3 O Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros Pessoa Jurídica (ESECS-PJ) é fruto de um trabalho de

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 373, de 27 de agosto de 2008.

CIRCULAR SUSEP N o 373, de 27 de agosto de 2008. MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR SUSEP N o 373, de 27 de agosto de 2008. Altera e consolida as instruções complementares para a operação do Seguro Obrigatório de Danos

Leia mais

O QUE É DPVAT? VALORES DE INDENIZAÇÃO

O QUE É DPVAT? VALORES DE INDENIZAÇÃO DPVAT O QUE É DPVAT? Toda a facilidade para vítimas, beneficiários, corretores de seguro e hospitais no atendimento aos processos de indenização do Seguro Obrigatório. O Seguro DPVAT foi criado com o objetivo

Leia mais

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ.

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. Ano VII Nº 37 Outubro/Dezembro 2015 CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. LEIA TAMBÉM 2015: Ano de grandes realizações Pág. 02 Seguro Vida Individual: Tranquilidade para

Leia mais

São Paulo, 7 de maio de 2013.

São Paulo, 7 de maio de 2013. São Paulo, 7 de maio de 2013. Discurso do diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do Banco Central do Brasil, Luiz Edson Feltrim, no Fórum de Educação Financeira promovido por Visa e Financial

Leia mais

Fortaleza, 4 de novembro de 2013.

Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no V Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira Senhoras e senhores, boa tarde a todos.

Leia mais

Horário Atividades Descrição Informações Importantes Visitação dos participantes ao Complexo Portuário de SUAPE e Abertura Oficial do CONSEG

Horário Atividades Descrição Informações Importantes Visitação dos participantes ao Complexo Portuário de SUAPE e Abertura Oficial do CONSEG C o n g r e s s o d e S e g u r o s Horário Atividades Descrição Informações Importantes 13h às 22h Visitação dos participantes ao Complexo Portuário de SUAPE e Abertura Oficial do CONSEG Ônibus sairá

Leia mais

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor!

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor! CARTILHA DE TRÂNSITO Dicas para você viver mais e melhor! Este material foi concebido pela SBOT Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia com o intuito de ser um agente expressivo na prevenção

Leia mais

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Transferência condicionada de renda Características Objetivos focalizado condicionado de livre utilização Alívio imediato da pobreza (renda) Ruptura do ciclo intergeracional da

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 31, DE 2004. RELATÓRIO PRÉVIO (reformulado)

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 31, DE 2004. RELATÓRIO PRÉVIO (reformulado) PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 31, DE 2004. RELATÓRIO PRÉVIO (reformulado) Propõe que a Comissão de Finanças e Tributação realize ato de fiscalização e controle, por meio de órgão competente, acerca

Leia mais

RETROSPECTIVA CSP-MG presente e atuante

RETROSPECTIVA CSP-MG presente e atuante RETROSPECTIVA CSP-MG presente e atuante Eventos que o CSP-MG prestigiou em 2013: SINCOR-MG Dia Internacional da Mulher Fórum de debates Tauá SINDSEG MG/MO/MT/DF Posse nova Diretoria Palestras Evento de

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Relatório de Comunicação e Engajamento COE Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Declaração de Apoio Continuo do Presidente 21/08/2015 Para as partes interessadas: Tenho o prazer de confirmar

Leia mais

Apresentação. - Palestrante Quem é? - Sebrae O que é? - Atendimento à Indústria? - Carteira de Alimentos? Sorvetes?

Apresentação. - Palestrante Quem é? - Sebrae O que é? - Atendimento à Indústria? - Carteira de Alimentos? Sorvetes? Apresentação - Palestrante Quem é? - Sebrae O que é? - Atendimento à Indústria? - Carteira de Alimentos? Sorvetes? 2 Importância dos Pequenos Negócios 52% dos empregos formais 40% da massa salarial 62%

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012:

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012: Comércio + Sustentável APRESENTAÇÃO A Rio+20, como é chamada a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, vai ser realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012. Exatos vinte anos

Leia mais

MANUAL DE ASPECTOS JURÍDICOS DO PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

MANUAL DE ASPECTOS JURÍDICOS DO PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br MANUAL DE ASPECTOS JURÍDICOS

Leia mais

2 MANUAL A R R U M A N D O A C A S A

2 MANUAL A R R U M A N D O A C A S A Direitos reservados desta edição à FACIAP Federação das Associações Comerciais e Empresarias do Paraná R. Marechal Deodoro, 869 2º andar centro Tel (41)309-3000 CEP 80.060-010 Curitiba-PR www.faciap.org.br

Leia mais

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro 1 Em apoio às campanhas Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro A Universidade Federal de Santa Catarina e a Rede

Leia mais

Um seguro de responsabilidade civil contra danos pessoais obrigatório, criado há 37 anos por Lei Federal (Lei n o 6.194/74).

Um seguro de responsabilidade civil contra danos pessoais obrigatório, criado há 37 anos por Lei Federal (Lei n o 6.194/74). Setembro 2012 O que é Um seguro de responsabilidade civil contra danos pessoais obrigatório, criado há 37 anos por Lei Federal (Lei n o 6.194/74). Objetivo Cobrir Danos Pessoais causados por Veículos Automotores

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 O RISCO DOS DISTRATOS O impacto dos distratos no atual panorama do mercado imobiliário José Eduardo Rodrigues Varandas Júnior

Leia mais

COMO ENFRENTAR A INADIMPLÊNCIA NO SEGMENTO EDUCACIONAL SEGUNDO ESPECIALISTAS DA ACERPLAN

COMO ENFRENTAR A INADIMPLÊNCIA NO SEGMENTO EDUCACIONAL SEGUNDO ESPECIALISTAS DA ACERPLAN COMO ENFRENTAR A INADIMPLÊNCIA NO SEGMENTO EDUCACIONAL SEGUNDO ESPECIALISTAS DA ACERPLAN - Treinar e capacitar os profissionais que cobram e atendem inadimplentes nas escolas; - Cadastrar os inadimplentes

Leia mais

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I.

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I. PROPOSTA DE EDITAL O Instituto de Compromisso com o Desenvolvimento Humano, fundado aos 09 (nove) dias do mês de Maio de 2007, tendo como objetivo promover o desenvolvimento humano em diversos âmbitos,

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM Faça parte desse abraço A Fundação Solidariedade ponto focal do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento,braço social do Sistema Correio de Comunicação, é uma Associação

Leia mais

O Banco Central e a Educação Financeira

O Banco Central e a Educação Financeira O Banco Central e a Educação Financeira Fabio de Almeida Lopes Araujo Banco Central do Brasil Departamento de Educação Financeira 17 Junho 2015 Painel ABBC Sustentabilidade socioambiental no sistema financeiro

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Categoria Franqueador Senior

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Categoria Franqueador Senior PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Senior Dados da empresa Razão Social: Sorridents Franchising Ltda Nome Fantasia: Sorridents Clínicas Odontológicas

Leia mais

Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente

Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores Marco Antonio Rossi Presidente AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades

Leia mais

PRÊMIO BANDEIRANTE 2015. XVI Edição. Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é?

PRÊMIO BANDEIRANTE 2015. XVI Edição. Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é? PRÊMIO BANDEIRANTE 2015 XVI Edição Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é? Idealizado pelo Sindicato dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros, de Capitalização e de Previdência Privada

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. Nome Fantasia:

Leia mais

SELO SOCIAL VIRAVIDA. Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO

SELO SOCIAL VIRAVIDA. Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO SELO SOCIAL VIRAVIDA BOAS VINDAS! Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO 1. DO SELO 1. O Selo Social ViraVida é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria - SESI,

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Financiamento e apoio técnico BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Estão abertas inscrições online até 30 de novembro para o edital bianual da BrazilFoundation que selecionará

Leia mais

CAPÍTULO I DO ENVIO DE RELATÓRIOS TRIMESTRAIS

CAPÍTULO I DO ENVIO DE RELATÓRIOS TRIMESTRAIS Fls. 2 da CIRCULAR SUSEP N o 266, de 25 de agosto de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 266, de 25 de agosto de 2004 ANEXO INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES PARA A OPERAÇÃO DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE DANOS PESSOAIS CAUSADOS

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência 1 Brasil Entre as Maiores Economias do Mundo Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência O Mundo do Seguro e Previdência Desafios

Leia mais

Fachesf de FUNDAÇÃO CHESF DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE SOCIAL www.fachesf.com.br

Fachesf de FUNDAÇÃO CHESF DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE SOCIAL www.fachesf.com.br Fachesf de Você está em nossos planos Criada em 10 de abril de 1972, pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), sua patrocinadora, a Fundação Chesf de Assistência e Seguridade Social é uma

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA.

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Declaro para os devidos fins que autorizo à GENERALI DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS a debitar de minha indenização, as MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA existentes

Leia mais

DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIORJ DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA

DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIORJ DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIORJ DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA Lei 5764/71 de 16/12/1971 COOPERATIVA DE 3º GRAU CONFEDERAÇÃO COOPERATIVA DE 2º GRAU FEDERAÇÃO OU CENTRAL COOPERATIVA DE 1º GRAU

Leia mais

O lançamento aconteceu em 8 de março de 2004, Dia Internacional da Mulher.

O lançamento aconteceu em 8 de março de 2004, Dia Internacional da Mulher. Sinopse As últimas décadas marcaram o avanço do papel da mulher na economia. Cada vez mais mulheres são responsáveis pela administração de seus lares e é crescente sua participação no mercado de trabalho,

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL

GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL 4ª Edição QUANDO O BRASIL SE JUNTA, TODO MUNDO GANHA. Secretaria-Geral da Presidência da República Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) Movimento Nacional

Leia mais

O ponto de apoio ideal dos profissionais do volante! 26 a 28 de setembro RIOCENTRO Rio de Janeiro - RJ

O ponto de apoio ideal dos profissionais do volante! 26 a 28 de setembro RIOCENTRO Rio de Janeiro - RJ O ponto de apoio ideal dos profissionais do volante! 26 a 28 de setembro RIOCENTRO Rio de Janeiro - RJ A Expotáxi agora é nacional Atendendo ao grande apelo da imensa maioria dos expositores e ao sucesso

Leia mais

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE Prêmio Socioambiental CHICO MENDES PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE REGULAMENTO 1 DO PROMOTOR E OBJETIVOS 1.1 - A realização da

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor Movimento incentiva a escolha pelos pequenos negócios na hora da compra A iniciativa visa conscientizar o consumidor que comprar dos pequenos é um ato de cidadania que contribui para gerar mais empregos,

Leia mais

Educação Financeira e Inclusão Financeira.. Departamento de Educação Financeira Novembro de 2014

Educação Financeira e Inclusão Financeira.. Departamento de Educação Financeira Novembro de 2014 Educação Financeira e Inclusão Financeira. Departamento de Educação Financeira Novembro de 2014 Agenda Planejamento estratégico do BCB Inclusão Financeira & PNIF Educação Financeira & ENEF iniciativas

Leia mais

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com.

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com. Outubro 2012 NATAL www.unirn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 30 anos de história no RN www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE ANS - n.º 34531-8 Palavra

Leia mais

Fórum Banco Central de Inclusão Financeira. Painel MDS

Fórum Banco Central de Inclusão Financeira. Painel MDS Fórum Banco Central de Inclusão Financeira Painel MDS Brasília, 18/nov/2010 Sumário Breve descrição do PBF; Razões para inclusão financeira; Marco legal da inclusão financeira; Atual agenda de inclusão

Leia mais

Nas Ruas de BH. BIENAL ANTP de MARKETING 2.006 Categoria: Marketing Institucional. Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte - BHTRANS

Nas Ruas de BH. BIENAL ANTP de MARKETING 2.006 Categoria: Marketing Institucional. Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte - BHTRANS BIENAL ANTP de MARKETING 2.006 Categoria: Marketing Institucional Nas Ruas de BH Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte - BHTRANS Responsável pela Experiência: Rodrigo César Magalhães Silva

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EDITAL DE CONCURSO PREFEITO DEFENSOR DA VIDA NO TRÂNSITO A Diretoria Geral do Departamento Estadual

Leia mais

Tudo que você precisa saber no dia a dia com seu carro

Tudo que você precisa saber no dia a dia com seu carro Tudo que você precisa saber no dia a dia com seu carro FINANÇAS / ECONOMIA 01 - Como financiar um carro usado? 02 - Saiba tudo sobre IPVA, DPVAT e Licenciamento. 03 - Veja as melhores opções para financiamento

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL?

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? 8 REVISTA RI Setembro 2013 É o mercado de capitais brasileiro que precisa das pequenas e médias

Leia mais

A Década da Ação para Segurânça no Trânsito. Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil

A Década da Ação para Segurânça no Trânsito. Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil A Década da Ação para Segurânça no Trânsito Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil Por que uma Década da Ação? O problema está crescendo. Diagnóstico da Situação: Informe Mundial sobre a situação de Segurança

Leia mais

MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA CONSCIENTE!

MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA CONSCIENTE! SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS Audiência Pública Discutir a Epidemia de Acidentes Envolvendo Motociclistas no Brasil Brasília, 29 de maio de 2012. MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros

Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros Relatório 2014-2015 Itaú Seguros Perfil Desde 1921, a seguradora do Itaú atua no setor de seguros atendendo a empresas e pessoas físicas, disponibilizando

Leia mais

ESTATUTO GERAL DO GRUPO PET PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL MATERIAIS E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

ESTATUTO GERAL DO GRUPO PET PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL MATERIAIS E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI ESTATUTO GERAL DO GRUPO PET PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL MATERIAIS E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI O Programa de Educação Tutorial (PET) Materiais e Inovação Tecnológica,

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

Transcrição da Teleconferência de Resultados do 2T14 Q&A SULAMÉRICA

Transcrição da Teleconferência de Resultados do 2T14 Q&A SULAMÉRICA Transcrição da Teleconferência de Resultados do 2T14 Q&A SULAMÉRICA Vamos agora iniciar a sessão de perguntas e repostas. Nossa primeira pergunta vem do Senhor do Bradesco. Por favor, você pode ir em frente.,

Leia mais

RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROJETO PILOTO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NAS ESCOLAS*

RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROJETO PILOTO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NAS ESCOLAS* RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO DO PROJETO PILOTO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NAS ESCOLAS* * Release elaborado pela BM&FBOVESPA baseado nos dados informados pelo Banco Mundial para o 2º Workshop de Divulgação

Leia mais

Marcas do profissionalismo e eficiência

Marcas do profissionalismo e eficiência Marcas do profissionalismo e eficiência Advogados gaúchos possuem expertise em serviços prestados às seguradoras Escritório Müller & Moreira, que agora completa 20 O anos de fundação, iniciou suas atividades

Leia mais

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2009 Sumário 1) Situação Atual 2) Mercado Segurador em 2015?? (1ª Pesquisa Dezembro/2008) 3) Mercado Segurador

Leia mais

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria.

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. 1 Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. Quem somos: A Abrasa Associação Brasileiro-Afro-Brasileira para o Desenvolvimento da Dança, Cultura Educação e Arte, é uma Instituição

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ LUÍS MÁRIO LUCHETTA DIRETOR PRESIDENTE GESTÃO 2005/2008 HISTÓRICO

Leia mais

Aspectos relevantes do microseguro e do seguro popular. Por Carlos Eduardo Cavalcante Ramos

Aspectos relevantes do microseguro e do seguro popular. Por Carlos Eduardo Cavalcante Ramos 1 Aspectos relevantes do microseguro e do seguro popular Por Carlos Eduardo Cavalcante Ramos Definição e público alvo. Produtos e canais de distribuição. Regulamentação do microsseguro no Brasil. Tendências

Leia mais

FUNDAÇÃO NACIONAL PARA A DEMOCRACIA DIRETRIZES DA PROPOSTA DIRETRIZ ADICIONAL

FUNDAÇÃO NACIONAL PARA A DEMOCRACIA DIRETRIZES DA PROPOSTA DIRETRIZ ADICIONAL Utilize este documento como uma ajuda adicional para escrever um orçamento ou narrativa da proposta. Se tiver outras perguntas, queria enviar um email à equipe regional do NED apropriada ou para proposals@ned.org.

Leia mais

Cooperativismo - Forma ideal de organização

Cooperativismo - Forma ideal de organização Cooperativismo - Forma ideal de organização Cooperativismo é modelo socioeconômico capaz de unir desenvolvimento econômico e bem-estar social. Seus referenciais fundamentais são: participação democrática,

Leia mais

REGULAMENTO DOS SORTEIOS DO Clube Correio do Povo de Vantagens

REGULAMENTO DOS SORTEIOS DO Clube Correio do Povo de Vantagens Regulamento dos Sorteios Atualizado em 03/12/2013-1 REGULAMENTO DOS SORTEIOS DO Clube Correio do Povo de Vantagens Empresa Jornalística Caldas Júnior Ltda., pessoa jurídica, inscrita no CNPJ sob o n. 92.757.798/0001-39,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO SESI. Reconhecendo Parcerias, Transformando Vidas. REGULAMENTO

CONSELHO NACIONAL DO SESI. Reconhecendo Parcerias, Transformando Vidas. REGULAMENTO CONSELHO NACIONAL DO SESI Reconhecendo Parcerias, Transformando Vidas. Um Selo que surge para reconhecer o trabalho das pessoas e instituições que, em parceria com o SESI, constroem pontes para que adolescentes

Leia mais

PRÊMIO DE INOVAÇÃO ANTONIO CARLOS DE ALMEIDA BRAGA

PRÊMIO DE INOVAÇÃO ANTONIO CARLOS DE ALMEIDA BRAGA 2012 PRÊMIO DE INOVAÇÃO ANTONIO CARLOS DE ALMEIDA BRAGA CASE: Programa de Educação para a Sustentabilidade SulAmérica CATEGORIA: Comunicação FUNCIONÁRIO: Adriana Boscov Sumário INTRODUÇÃO... 3 ORIGEM DO

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física

TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física Coordenação Campanha Pequim+20 Localização: Prazo para candidatura: Tipo de contrato Nível do Posto Idioma(s) necessário: Data esperada de início: Data esperada de fim:

Leia mais

A Corretagem como Negócio

A Corretagem como Negócio A Corretagem como Negócio Robert Bittar, Presidente, FENACOR www.fenacor.com.br XVI Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros Florianópolis, Santa Catarina - Outubro/2009 Mudando o Conceito Corretor

Leia mais

Brasília, 9 de maio de 2012

Brasília, 9 de maio de 2012 Brasília, 9 de maio de 2012 Discurso do presidente Alexandre Tombini em evento no Sebrae para lançamento do Plano de Ação para Fortalecimento do Ambiente Institucional para a Adequada Inclusão Financeira

Leia mais

Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental

Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental O momento certo para incorporar as mudanças A resolução 4.327 do Banco Central dispõe que as instituições

Leia mais

Congresso Brasileiro. Regulação da Mineração

Congresso Brasileiro. Regulação da Mineração Congresso Brasileiro sobre a Regulação da Mineração O caminho para a maturação regulatória Avaliação das propostas governamentais e consequências para a cadeia produtiva Aplicabilidade Jurídica da Legislação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO DAS INICIATIVAS EDUCACIONAIS DA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL

TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO DAS INICIATIVAS EDUCACIONAIS DA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO DAS INICIATIVAS EDUCACIONAIS DA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL Projeto BRA 06/024 - PREMEF 1 I. INTRODUÇÃO A missão do Tesouro Nacional é

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Comunicação é um direito de todos No Brasil, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucas empresas familiares que têm a

Leia mais