COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA)"

Transcrição

1 UNIESP FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES FIRP COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RIBEIRÃO PIRES DEZEMBRO DE 2014

2 2 COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO 2014 / 2 Coordenador: Prof. Fábio Marques de Araújo Representante Docente: Prof. Marco Bellan Ohmori Representante do pessoal Técnico Administrativo: Suzelen Braga de Santana Representante Discente: Regiane Aparecida Silva Rocha Representante da Comunidade Local: Andrei Courbelly

3 3 Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com um pão, e, ao se encontrarem, trocarem os pães, cada um vai embora com um. Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com uma ideia, e, ao se encontrarem, trocarem as ideias, cada um vai embora com duas. Proverbio chinês

4 4 Lista de Gráficos Gráfico 1: Assiduidade Gráfico 2: Pontualidade Gráfico 3: Desempenho em sala de aula Gráfico 4: Tempo de dedicação Gráfico 5: Comportamento em sala Gráfico 6: Comportamento da Turma Gráfico 7: Plano de ensino Gráfico 8: Domínio e Didática Gráfico 9: Relação Professor Aluno Gráfico 10: Assiduidade dos Professores Gráfico 11: Utilização dos instrumentos de avaliação Gráfico 12: Sexo Gráfico 13: Estado Civil Gráfico 14: Situação Profissional Gráfico 15: Carga Horária semana da Atividade Profissional Gráfico 16: Imóvel onde mora Gráfico 17: Quantidade de pessoas que moram na mesma casa Gráfico 18: Renda Gráfico 19: Idade Gráfico 20: Tempo de intervalo entre faculdade e ensino médio Gráfico 21: Onde Cursou o ensino médio Gráfico 22: Motivação da escolha do curso Gráfico 23: Motivação a escolha da instituição Gráfico 24: Influenciador na escolha do curso... 39

5 5 Lista de Tabelas Tabela 1: Amostragem 2014/ Tabela 2: Grau de satisfação Tabela 3: Questão Tabela 4: Questão Tabela 5: Questão Tabela 6: Questão Tabela 7: Questão Tabela 8: Questão Tabela 9: Questão Tabela 10: Questão Tabela 11: Questão Tabela 12: Questão Tabela 13: Questão Tabela 14: Questão Tabela 15: Questão Tabela 16: Questão Tabela 17: Questão Tabela 18: Questão Tabela 19: Questão Tabela 20: Questão Tabela 21: Questão Tabela 22: Questão Tabela 23: Questão Tabela 24: Questão Tabela 25: Questão Tabela 26: Questão Tabela 27: Questão Tabela 28: Questão Tabela 29: Questão Tabela 30: Questão Tabela 31: Questão

6 6 Tabela 32: Questão Tabela 33: Questão Tabela 34: Questão Tabela 35: Questão Tabela 36: Questão Tabela 37: Questão Tabela 38: Questão Tabela 39: Resultado de questão Tabela 40: Resultado questão Tabela 41: Resultado Questão Tabela 42: Resultado Questão Tabela 43: Resultado Questão Tabela 44: Resultado Questão Tabela 45: Resultado Questão Tabela 46: Resultado Questão Tabela 47: Resultado Questão Tabela 48: Resultado Questão Tabela 49: Resultado Questão Tabela 50: Resultado Questão Tabela 51: Resultado Questão Tabela 52: Resultado Questão Tabela 53: Resultado Questão Tabela 54: Resultado Questão Tabela 55: Resultado Questão Tabela 56: Resultado Questão Tabela 57: Resultado Questão Tabela 58: Resultado Questão Tabela 59: Resultados Questão Tabela 60: Resultado Questão Tabela 61: Resultado Questão Tabela 62: Resultado Questão Tabela 63: Resultados Questão Tabela 64: Resultados Questão Tabela 65: Resultado Questão

7 7 Tabela 66: Resultado Questão Tabela 67: Resultado da Questão Tabela 68: Resultado Questão Tabela 69: Resultado Questão Tabela 70: Resultado Questão Tabela 71: Resultados Questão Tabela 72: Resultados Questão Tabela 73: Resultado Questão Tabela 74: Resultado Questão

8 8 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO METODOLOGIA Amostragem Método e Questionários Questões por dimensão DESENVOLVIMENTO EIXO 1: Planejamento e Avaliação Institucional Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Eixo 2: Desenvolvimento Institucional Dimensão 1: Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição Eixo 3: Políticas Acadêmicas Dimensão 2: Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão Dimensão 4: Comunicação com a Sociedade Dimensão 9: Política de Atendimento aos Discentes Eixo 4: Políticas de Gestão Dimensão 5: Políticas de Pessoal Dimensão 6: Organização e Gestão da Instituição Dimensão 10: Sustentabilidade Financeira Eixo 5: Infraestrutura Física Dimensão 7: Infraestrutura Física Aspectos demográficos ANÁLISE DOS DADOS E INFORMAÇÕES EIXO 1: Planejamento e Avaliação Institucional Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Eixo 2: Desenvolvimento Institucional Dimensão 1: Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição... 42

9 9 4.3 Eixo 3: Políticas Acadêmicas Dimensão 2: Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão Dimensão 4: Comunicação com a Sociedade Dimensão 9: Política de Atendimento aos Discentes Eixo 4: Políticas de Gestão Dimensão 5: Políticas de Pessoal Dimensão 6: Organização e Gestão da Instituição Dimensão 10: Sustentabilidade Financeira Eixo 5: Infraestrutura Física Dimensão 7: Infraestrutura Física PLANOS DE AÇÃO CONSIDERAÇÕES FINAIS... 61

10 10 1. INTRODUÇÃO As Faculdades Integradas Ribeirão Pires (FIRP) localizada na Rua Coronel Oliveira Lima, 3345 Parque Aliança - Ribeirão Pires / SP, pertencente ao grupo Uniesp de São Paulo, apresenta o seu relatório parcial de avaliação institucional do segundo semestre de 2014, sob a coordenação do Prof. Fábio Marques de Araújo tendo como Diretor Institucional o Prof. Ms. Paulo Henrique Ansaldi. O presente documento tem como objetivo central o desenvolvimento de uma rotina de melhoria, baseada nos dados coletados entre os mais de mil questionários eletrônicos respondidos que devem culminar em um planejamento estratégico pontual e conciso, servindo como base para o desenvolvimento de vantagens competitivas duradouras. A partir desses objetivos a Comissão Própria de Avaliação se torna uma peça fundamental, tendo como função primordial ser um canal de comunicação entre instituição, alunos, professores e técnicos administrativos. Visando avaliar e integrar as necessidades e sugestões para assim montar um plano de melhorias que se adeque a realidade da instituição. O plano de melhorias proposto pela CPA tem como finalidade ser uma ferramenta para tomadas de decisões e firmar um compromisso com a qualidade proposta pelo Plano de Desenvolvimento Institucional PDI e prevista no Projeto Pedagógico Institucional, bem como os procedimentos de gestão da instituição. O Plano de autoavaliação da FIRP tem em seus referenciais a Lei de Diretrizes e bases da educação Nacional nº 9,394 de 20/12/96, as Diretrizes Curriculares de cada curso oferecido pela Instituição, a Portaria nº 2,051/2004 do MEC e a Lei /2004, que institui o sistema nacional de Avaliação da Educação Superior.

11 11 2. METODOLOGIA A avaliação institucional tem seu primeiro passo no planejamento e na organização da metodologia de coleta de dados, para tanto a equipe de coordenação responsável pela CPA se reúne periodicamente para planejar e organizar as ações vinculadas aos procedimentos de avaliação. A tabulação dos dados e criação do relatório é feita pontualmente no final de cada semestre, tendo como meta apresentar dos dados à instituição no começo do ano letivo do ano seguinte. 2.1 Amostragem Tendo em vista a abrangência e a procura em obter dados concretos no segundo semestre de 2014 foram realizadas ações de conscientização com respeito ao questionário, tendo um aumento expressivo de aderência no comparativo entre o mesmo período de Por parte dos discentes houve um crescimento de aproximadamente 113%, um aumento de 13% por parte dos docentes e o corpo técnico administrativo de 2,60% como pode ser visualizado na figura 1. Tabela 1: Amostragem 2014/2 Perfil Nº Total Total Respondido Percentual Respondido Aluno ,53% Professor ,69% Funcionário ,78%

12 12 Figura 1: Comparativo de amostragem 2.2 Método e Questionários A pesquisa apresentada a seguir parte dos objetivos traçados de avaliar as 10 dimensões propostas pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior na lei /04. Para essa avaliação um questionário eletrônico foi disponibilizado para os todos os discentes, docentes e o corpo técnico administrativo, vinculados à instituição. As 10 dimensões se dividem respectivamente em: Eixo 1: Planejamento e Avaliação Institucional Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Eixo 2: Desenvolvimento Institucional Dimensão 1: Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição

13 13 Eixo 3: Políticas Acadêmicas Dimensão 2: Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão Dimensão 4: Comunicação com a Sociedade Dimensão 9: Política de Atendimento aos Discentes Eixo 4: Políticas de Gestão Dimensão 5: Políticas de Pessoal Dimensão 6: Organização e Gestão da Instituição Dimensão 10: Sustentabilidade Financeira Eixo 5: Infraestrutura Física Dimensão 7: Infraestrutura Física Em cada dimensão foram formuladas perguntas que se relacionam entre si, tendo como objetivo central uma avaliação coesa e concisa, que se fundamente em dados concretos e fieis a realidade da instituição. A seguir cada uma das perguntas relacionadas a cada uma das dimensões. 2.3 Questões por dimensão As questões de múltipla escolha se delimitam nas avaliações vistas na tabela 2, tendo 6 possíveis Tabela 2: Grau de satisfação Excelente Muito Bom Suficiente Insuficiente Péssimo Sem Opinião Dimensão 1 - Missão Institucional Perguntas destinadas aos Docentes, Discentes e Técnicos Administrativos 1 Como você classifica o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição?

14 14 2 Como você classifica a formulação dos objetivos e finalidades do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição? 3 Como você classifica as ações praticadas pela Instituição no PDI em consonância com o proposto em sua missão institucional? 4 Como você classifica as ações praticadas pela Instituição na relação entre ensino, pesquisa e extensão? Dimensão 2 - A política para o ensino, pesquisa e extensão Perguntas destinadas aos Discentes e Docentes 5 Como pode ser avaliado o empenho do coordenador no desenvolvimento e na qualidade do curso no processo de pesquisa e extensão? 6 Como você considera as propostas de soluções do coordenador para os problemas surgidos no curso? 7 O Relacionamento do coordenador com os alunos e a disponibilidade para o atendimento podem ser avaliados de que forma? 8 Qual seu grau de satisfação quanto ao curso? 9 Como você avalia o curso em relação às atividades de aplicação prática dos conteúdos estudados? 10 Como você avalia o Projeto Pedagógico do Curso (PPC)? 11 Como você avalia os meios de divulgação das atividades. (Site, TV, Mural, etc.)? 12 Como você avalia a relação entre professores, orientadores e alunos interessados em desenvolver projetos de conclusão de curso (TCC)? Dimensão 3: Responsabilidade Social Perguntas destinadas aos Discentes e Docentes 13 Como você avalia o favorecimento das ações relativas à responsabilidade social e inclusão de estudantes em situação econômica desfavorecida na Faculdade (PROUNI, FIES, bolsas e escola da família, dentre outros)? 14 Como você avalia a política institucional em relação ao favorecimento de inclusão de pessoas com necessidades especiais? Dimensão 4: A comunicação com a sociedade Perguntas destinadas aos Discentes e Docentes

15 15 15 Como você avalia o acesso da comunidade externa às atividades desenvolvidas pela Instituição (Site, TV UNIESP, Mural, etc.)? 16 Como você classifica os sistemas de informação da Instituição (Site, TV UNIESP, Mural, etc.)? Dimensão 5: Políticas de Pessoal Perguntas destinadas aos Docentes e Técnicos Administrativos 17 Como você avalia as condições de trabalho oferecidas pela Faculdade? 18 Como você avalia o número de técnico-administrativos que atendem a Faculdade? 19 Como você avalia a possibilidade de crescimento profissional dos colaboradores na Faculdade? 20 Como você avalia os critérios para a Progressão Funcional? Dimensão 6: Organização e gestão institucional Perguntas destinadas aos Discentes, Docentes e Técnicos Administrativos 21 Como você avalia as ações (acadêmicas e administrativas) da direção da Faculdade? 22 Como você avalia a participação da direção na resolução de conflitos? Dimensão 7: Infraestrutura Perguntas destinadas aos Discentes, Docentes e Técnicos Administrativos 23 Como você avalia a adequação das condições de facilidade de acesso e segurança? 24 Como você avalia a manutenção e conservação das instalações físicas de sua Faculdade? 25 Como você avalia as instalações e serviços da cantina? 26 Como você avalia o ambiente para as aulas quanto à acústica, luminosidade, ventilação e conservação? 27 Como você avalia os equipamentos dos laboratórios de informática? 28 Como você avalia os recursos instrucionais (TV, vídeo, DVD, retroprojetor, multimídia)? 29 Como você avalia o serviço de biblioteca?

16 16 Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Perguntas destinadas aos Docentes 30 Como você avalia a divulgação dos processo de avaliação? 31 Como você avalia as informações para divulgação da CPA na sua Faculdade? Dimensão 9 : Atendimento ao estudante Perguntas destinadas aos Discentes 32 Como você avalia a divulgação das vagas de estágio? 33 Como você avalia o funcionamento da Secretaria? 34 Como você avalia o programa de Apoio Psicopedagógico? 35 Como você avalia o acesso aos programas de Nivelamento? Dimensão 10: Sustentabilidade Financeira Perguntas destinadas aos Docentes e Corpo técnico Administrativo 36 Como você avalia a sustentabilidade financeira da Faculdade? Tendo em vista uma melhor avaliação das necessidades dos discentes, foram colocadas perguntas direcionadas para gerar uma delimitação de perfil de cada discente por curso além de informações a respeito de qualidade, tendo assim uma melhor visibilidade e assim uma possível melhora de adequação no planejamento. Essas questões são divididas em três grupos sendo Desempenho Docente e Disciplinas do Curso que se enquadra na dimensão 2, Auto Avaliação e finalmente Aspectos demográficos. Auto Avaliação 1 Avalie sua assiduidade. 2 E sua pontualidade? 3 Avalie seu desempenho em sala de aula 4 Quanto tempo você dedica, por semana, aos estudos fora da Faculdade. 5 Como você avalia seu comportamento em sala de aula. 6 Como você avalia o comportamento de sua turma em sala de aula Desempenho Docente e Disciplinas do Curso

17 17 1 Como avalia a apresentação e aplicação do plano de ensino da disciplina? 2 Como você avalia os professores quanto ao domínio do conteúdo e a didática em sala de aula? 3 Como você avalia a relação professor-aluno? 4 Como você avalia a pontualidade e assiduidade dos professores? 5 Como você avalia a utilização dos instrumentos diversificados de avaliação, tais como provas, trabalhos, seminários e outros? Aspectos Demográficos 1 Sexo 2 Estado Civil 3 Situação Profissional 4 Qual a carga horária semanal de sua atividade profissional? 5 O imóvel onde você mora é 6 Quantas pessoas moram com você 7 Renda 8 Idade 9 Há quantos anos terminou o ensino médio? 10 Onde você cursou ensino médio? 11 O que motivou a escolha de seu curso 12 O que o motivou a escolher essa faculdade 13 Quem o influenciou na escolha do curso

18 18 3. DESENVOLVIMENTO 3.1 EIXO 1: Planejamento e Avaliação Institucional Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Como você avalia a divulgação dos processo de avaliação? Tabela 3: Questão 30 PROFESSORES 27,59% 48,28% 20,69% 0,00% 0,00% 3,44% ALUNOS TÉC ADM Como você avalia as informações para divulgação da CPA na sua Faculdade? Tabela 4: Questão 31 PROFESSORES 32,76% 51,72% 15,52% 0,00% 0,00% 0,00% ALUNOS TÉC ADM Eixo 2: Desenvolvimento Institucional Dimensão 1: Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional Como você classifica o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição? Tabela 5: Questão 1 PROFESSORES 25,86% 62,07% 8,62% 0,00% 0,00% 3,45% ALUNOS 7,45% 26,94% 42,72% 10,84% 3,83% 8,22% TÉC ADM 20,51% 28,21% 43,59% 0,00% 0,00% 7,69%

19 19 Como você classifica a formulação dos objetivos e finalidades do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição? Tabela 6: Questão 2 PROFESSORES 25,86% 56,90% 13,79% 0,00% 0,00% 3,45% ALUNOS 5,70% 26,83% 44,36% 11,28% 3,40% 8,43% TÉC ADM 17,95% 30,77% 43,59% 0,00% 0,00% 7,69% Como você classifica as ações praticadas pela Instituição no PDI em consonância com o proposto em sua missão institucional? Tabela 7: Questão 3 PROFESSORES 22,41% 60,34% 12,07% 1,72% 0,00% 3,46% ALUNOS 5,91% 26,73% 44,14% 11,28% 3,72% 8,22% TÉC ADM 17,95% 30,77% 30,77% 12,82% 0,00% 7,69% Como você classifica as ações praticadas pela Instituição na relação entre ensino, pesquisa e extensão? Tabela 8: Questão 4 PROFESSORES 17,24% 31,03% 32,76% 13,79% 3,45% 1,73% ALUNOS 7,45% 27,60% 39,65% 15,12% 5,26% 4,92% TÉC ADM 17,95% 35,90% 38,46% 5,13% 0,00% 2,56% Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição Como você avalia o favorecimento das ações relativas à responsabilidade social e inclusão de estudantes em situação econômica desfavorecida na Faculdade (PROUNI, FIES, bolsas e escola da família, dentre outros)?

20 20 Tabela 9: Questão 13 PROFESSORES 39,66% 37,93% 18,97% 0,00% 0,00% 3,44% ALUNOS 28,04% 34,39% 25,41% 5,91% 2,74% 3,51% TÉC ADM 43,59% 38,46% 17,95% 0,00% 0,00% 0,00% Como você avalia a política institucional em relação ao favorecimento de inclusão de pessoas com necessidades especiais? Tabela 10: Questão 14 PROFESSORES 25,86% 37,93% 29,31% 0,00% 0,00% 6,90% ALUNOS 20,15% 30,56% 32,64% 8,54% 4,05% 4,06% TÉC ADM 25,64% 28,21% 35,90% 7,69% 0,00% 2,56% 3.3 Eixo 3: Políticas Acadêmicas Dimensão 2: Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão Questão 5: Como pode ser avaliado o empenho do coordenador no desenvolvimento e na qualidade do curso no processo de pesquisa e extensão? Tabela 11: Questão 5 PROFESSORES 46,55% 31,03% 17,24% 1,72% 0,00% 3,46% ALUNOS 17,31% 35,60% 36,04% 7,56% 1,97% 1,52% TEC ADM Questão 6: Como você considera as propostas de soluções do coordenador para os problemas surgidos no curso?

21 21 Tabela 12: Questão 6 PROFESSORES 51,72% 37,93% 10,35% 0,00% 0,00% 0,00% ALUNOS 14,68% 34,06% 35,60% 11,06% 2,85% 1,75% TEC ADM Questão 7: O Relacionamento do coordenador com os alunos e a disponibilidade para o atendimento podem ser avaliados de que forma? Tabela 13: Questão 7 PROFESSORES 58,62% 32,76% 6,90% 0,00% 0,00% 1,72% ALUNOS 24,10% 35,38% 29,68% 7,67% 2,52% 0,65% TEC ADM Questão 8: Qual seu grau de satisfação quanto ao curso? Tabela 14: Questão 8 PROFESSORES ALUNOS 18,95% 36,14% 30,45% 10,19% 3,61% 0,66% TEC ADM Como você avalia o curso em relação às atividades de aplicação prática dos conteúdos estudados? Tabela 15: Questão 9 PROFESSORES ALUNOS 15,33% 34,39% 33,63% 11,50% 4,27% 0,88% TEC ADM Como você avalia o Projeto Pedagógico do Curso (PPC)?

22 22 Tabela 16: Questão 10 PROFESSORES ALUNOS 11,72% 33,08% 38,12% 9,42% 3,07% 4,59% TÉC ADM Como você avalia os meios de divulgação das atividades. (Site, TV, Mural, etc.)? Tabela 17: Questão 11 PROFESSORES 22,41% 39,66% 32,76% 3,45% 0,00% 1,72% ALUNOS TÉC ADM Como você avalia a relação entre professores, orientadores e alunos interessados em desenvolver projetos de conclusão de curso (TCC)? Tabela 18: Questão 12 PROFESSORES 29,31% 44,83% 18,97% 0,00% 1,72% 5,17% ALUNOS TÉC ADM Dimensão 4: Comunicação com a Sociedade Como você avalia o acesso da comunidade externa às atividades desenvolvidas pela Instituição (Site, TV UNIESP, Mural, etc.)?

23 23 Tabela 19: Questão 15 PROFESSORES 15,52% 34,48% 31,03% 12,07% 0,00% 6,90% ALUNOS 6,24% 22,78% 37,79% 19,28% 9,20% 4,71% TÉC ADM 23,08% 23,08% 38,46% 10,26% 2,56% 2,56% Como você classifica os sistemas de informação da Instituição (Site, TV UNIESP, Mural, etc.)? Tabela 20: Questão 16 PROFESSORES 15,52% 36,21% 34,48% 12,07% 0,00% 1,72% ALUNOS 5,81% 20,92% 38,77% 20,26% 10,84% 3,40% TÉC ADM 20,51% 30,77% 41,03% 5,13% 2,56% 0,00% Dimensão 9: Política de Atendimento aos Discentes Como você avalia a divulgação das vagas de estágio? Tabela 21: Questão 32 PROFESSORES ALUNOS 5,15% 17,63% 36,47% 25,85% 9,75% 5,15% TÉC ADM Como você avalia o funcionamento da Secretaria? Tabela 22: Questão 33 PROFESSORES ALUNOS 5,48% 20,70% 36,14% 23,22% 13,69% 0,77% TÉC ADM

24 24 Como você avalia o programa de Apoio Psicopedagógico? Tabela 23: Questão 34 PROFESSORES ALUNOS 6,79% 21,03% 36,80% 11,94% 5,15% 18,29% TÉC ADM Como você avalia o acesso aos programas de Nivelamento? Tabela 24: Questão 35 PROFESSORES ALUNOS 6,90% 22,89% 35,71% 12,27% 4,93% 17,30% TÉC ADM Eixo 4: Políticas de Gestão Dimensão 5: Políticas de Pessoal Como você avalia as condições de trabalho oferecidas pela Faculdade? Tabela 25: Questão 17 PROFESSORES 12,07% 39,66% 39,66% 8,62% 0,00% 0,00% ALUNOS TÉC ADM 10,26% 15,38% 41,03% 23,08% 2,56% 7,69% Como você avalia o número de técnico-administrativos que atendem a Faculdade?

25 25 Tabela 26: Questão 18 PROFESSORES 15,52% 32,76% 44,83% 6,90% 0,00% 0,00% ALUNOS TÉC ADM 15,38% 20,51% 15,38% 35,90% 10,26% 2,57% Como você avalia a possibilidade de crescimento profissional dos colaboradores na Faculdade? Tabela 27: Questão 19 PROFESSORES 12,07% 27,59% 37,93% 13,79% 0,00% 8,62% ALUNOS TÉC ADM 15,38% 17,95% 28,21% 12,82% 17,95% 7,69% Como você avalia os critérios para a Progressão Funcional? Tabela 28: Questão 20 PROFESSORES 10,34% 20,69% 46,55% 6,90% 0,00% 15,52% ALUNOS TÉC ADM 12,82% 10,26% 23,08% 23,08% 15,38% 15,38% Dimensão 6: Organização e Gestão da Instituição Como você avalia as ações (acadêmicas e administrativas) da direção da Faculdade?

26 26 Tabela 29: Questão 21 PROFESSORES 36,21% 44,83% 13,79% 1,72% 0,00% 3,45% ALUNOS 6,35% 21,91% 41,62% 17,52% 10,62% 1,98% TÉC ADM 20,51% 33,33% 33,33% 2,56% 2,56% 7,71% Como você avalia a participação da direção na resolução de conflitos? Tabela 30: Questão 22 PROFESSORES 43,10% 43,10% 8,62% 0,00% 0,00% 5,18% ALUNOS 4,60% 18,73% 39,32% 19,39% 12,81% 5,15% TÉC ADM 30,77% 23,08% 28,21% 5,13% 5,13% 7,68% Dimensão 10: Sustentabilidade Financeira Como você avalia a sustentabilidade financeira da Faculdade? Tabela 31: Questão 36 PROFESSORES 18,97% 37,93% 24,14% 1,72% 0,00% 17,24% ALUNOS TÉC ADM 20,51% 15,38% 41,03% 2,56% 0,00% 20,51% 3.5 Eixo 5: Infraestrutura Física Dimensão 7: Infraestrutura Física Como você avalia a adequação das condições de facilidade de acesso e segurança?

27 27 Tabela 32: Questão 23 PROFESSORES 6,90% 34,48% 36,21% 17,24% 5,17% 0,00% ALUNOS 2,74% 12,06% 29,82% 24,34% 29,39% 1,65% TÉC ADM 12,82% 12,82% 23,08% 23,08% 25,64% 2,56% Como você avalia a manutenção e conservação das instalações físicas de sua Faculdade? Tabela 33: Questão 24 PROFESSORES 6,90% 22,41% 53,45% 15,52% 1,72% 0,00% ALUNOS 2,52% 11,18% 32,57% 26,86% 26,10% 0,77% TÉC ADM 7,69% 20,51% 25,64% 38,46% 7,69% 0,01% Como você avalia as instalações e serviços da cantina? Tabela 34: Questão 25 PROFESSORES 8,62% 15,52% 53,45% 17,24% 1,72% 3,45% ALUNOS 4,28% 17,76% 40,02% 22,81% 12,83% 2,30% TÉC ADM 7,69% 15,38% 35,90% 17,95% 15,38% 7,70% Como você avalia o ambiente para as aulas quanto à acústica, luminosidade, ventilação e conservação? Tabela 35: Questão 26 PROFESSORES 8,62% 25,86% 41,38% 24,14% 0,00% 0,00% ALUNOS TÉC ADM Como você avalia os equipamentos dos laboratórios de informática?

28 28 Tabela 36: Questão 27 PROFESSORES 10,34% 24,14% 39,66% 18,97% 0,00% 6,89% ALUNOS 6,91% 25,00% 36,84% 17,98% 8,22% 5,05% TÉC ADM Como você avalia os recursos instrucionais (TV, vídeo, DVD, retroprojetor, multimídia)? Tabela 37: Questão 28 PROFESSORES 12,07% 13,79% 27,59% 34,48% 8,62% 3,45% ALUNOS 5,15% 17,21% 34,10% 24,01% 17,54% 1,99% TÉC ADM Como você avalia o serviço de biblioteca? Tabela 38: Questão 29 PROFESSORES 15,52% 44,83% 22,41% 15,52% 0,00% 1,72% ALUNOS 9,87% 27,74% 40,46% 13,93% 4,82% 3,18% TÉC ADM 3.6 Aspectos demográficos A seguir os dados que delimitam um perfil dos alunos da instituição, tendo em vista os aspectos mencionados anteriormente na página Auto avaliação

29 29 Gráfico 1: Assiduidade Gráfico 2: Pontualidade Gráfico 3: Desempenho em sala de aula

30 30 Gráfico 4: Tempo de dedicação Gráfico 5: Comportamento em sala Gráfico 6: Comportamento da Turma

31 Desempenho Docente e Disciplinas do Curso Gráfico 7: Plano de ensino Gráfico 8: Domínio e Didática

32 32 Gráfico 9: Relação Professor Aluno Gráfico 10: Assiduidade dos Professores

33 33 Gráfico 11: Utilização dos instrumentos de avaliação Aspectos Demográficos Gráfico 12: Sexo

34 34 Gráfico 13: Estado Civil Gráfico 14: Situação Profissional

35 35 Gráfico 15: Carga Horária semana da Atividade Profissional Gráfico 16: Imóvel onde mora

36 36 Gráfico 17: Quantidade de pessoas que moram na mesma casa Gráfico 18: Renda

37 37 Gráfico 19: Idade Gráfico 20: Tempo de intervalo entre faculdade e ensino médio

38 38 Gráfico 21: Onde Cursou o ensino médio Gráfico 22: Motivação da escolha do curso

39 39 Gráfico 23: Motivação a escolha da instituição Gráfico 24: Influenciador na escolha do curso

40 40 4. ANÁLISE DOS DADOS E INFORMAÇÕES As informações apresentadas anteriormente geram uma necessidade de análise mais aprofundada, tendo essa premissa foi criada uma delimitação entre Satisfatório e Insatisfatório. A divisão entre esses dois polos é feita a partir da soma das porcentagens dos resultados, tendo vista que uma avaliação para ser satisfatória deve comportar uma margem de mais de 70% das respostas entre Suficiente, Muito Bom e Excelente, abaixo desse valor a avaliação é considerada insatisfatória gerando uma necessidade de ações corretivas, que serão propostas no capítulo EIXO 1: Planejamento e Avaliação Institucional Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Questão 30: Como você avalia a divulgação dos processo de avaliação? Tabela 39: Resultado de questão 30 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 96,56% 0,00% 3,44% Fonte CPA A questão 30 apresentada acima os professores consideraram plenamente satisfatório a divulgação do processo de avaliação da IES. Questão 31: Como você avalia as informações para divulgação da CPA na sua Faculdade? Tabela 40: Resultado questão 31 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 100,00% 0,00% 0,00%

41 41 A questão 31 representa o melhor resultado dentre os avaliados, tendo em vista 100% de aprovação entre os professores. 4.2 Eixo 2: Desenvolvimento Institucional Dimensão 1: Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional Questão 1: Como você classifica o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição? Tabela 41: Resultado Questão 1 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 96,55% 0,00% 3,45% ALUNOS 77,11% 14,67% 8,22% TÉC ADM. 92,31% 0,00% 7,69% A questão 1 apresentada acima apresenta um resultado satisfatório entre os 3 públicos, representando um expressivo 96% de aprovação entre os professores. Questão 2: Como você classifica a formulação dos objetivos e finalidades do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição? Tabela 42: Resultado Questão 2 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 96,55% 0,00% 3,45% ALUNOS 76,89% 14,68% 8,43% TÉC ADM. 92,31% 0,00% 7,69% A questão 2 apresentada acima representa que os objetivos formulados no PDI são considerados satisfatórios nos 3 públicos, tendo uma margem entre professores e técnicos administrativos acima de 90%. Questão 3: Como você classifica as ações praticadas pela Instituição no PDI em consonância com o proposto em sua missão institucional?

42 42 Tabela 43: Resultado Questão 3 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 94,82% 1,72% 3,46% ALUNOS 76,78% 15,00% 8,22% TÉC ADM. 79,49% 12,82% 7,69% A questão 3 apresentada acima apresenta um resultado satisfatório no que diz respeito a missão institucional dentro dos 3 públicos. Questão 4: Como você classifica as ações praticadas pela Instituição na relação entre ensino, pesquisa e extensão? Tabela 44: Resultado Questão 4 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 81,03% 17,24% 1,73% ALUNOS 74,70% 20,38% 4,92% TÉC ADM. 92,31% 5,13% 2,56% A questão 4 apresentada acima representa uma avaliação satisfatória no que diz respeito a ações praticadas entre ensino, pesquisa e extensão. Tendo em vista as ações realizadas pelo NUPEX podemos ver um expressivo resultado no campo satisfatório Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição Questão 13: Como você avalia o favorecimento das ações relativas à responsabilidade social e inclusão de estudantes em situação econômica desfavorecida na Faculdade (PROUNI, FIES, bolsas e escola da família, dentre outros)?

43 43 Tabela 45: Resultado Questão 13 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 96,56% 0,00% 3,44% ALUNOS 87,84% 8,65% 3,51% TÉC ADM 100,00% 0,00% 0,00% Como mencionado no resultado da questão 13 acima, pode-se concluir que o resultado se vê satisfatório tendo um número expressivo entre o técnico administrativo com 100% de aprovação. Questão 14: Como você avalia a política institucional em relação ao favorecimento de inclusão de pessoas com necessidades especiais? Tabela 46: Resultado Questão 14 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 93,10% 0,00% 6,90% ALUNOS 83,35% 12,59% 4,06% TÉC ADM 89,75% 7,69% 2,56% No resultado apresentado na questão 14 podemos notar o resultado satisfatório entre os três públicos tendo aprovações entre professores, alunos e técnico administrativo. 4.3 Eixo 3: Políticas Acadêmicas Dimensão 2: Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão Questão 13: Como pode ser avaliado o empenho do coordenador no desenvolvimento e na qualidade do curso no processo de pesquisa e extensão?

44 44 Tabela 47: Resultado Questão 13 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 94,82% 1,72% 3,46% ALUNOS 88,95% 9,53% 1,52% Tendo em vista os resultados apresentados na questão 13 podemos notar a expressiva aprovação dos professores e alunos com relação ao empenho do coordenador. Questão 6: Como você considera as propostas de soluções do coordenador para os problemas surgidos no curso? Tabela 48: Resultado Questão 6 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 100,00% 0,00% 0,00% ALUNOS 84,34% 13,91% 1,75% Analisando o resultado apresentado na questão 6 podemos notar que a margem de aprovação aos coordenadores é de 100%, tendo em vista a perfeita correlação entre professores e alunos como proposto pela IES. Questão 7: O Relacionamento do coordenador com os alunos e a disponibilidade para o atendimento podem ser avaliados de que forma? Tabela 49: Resultado Questão 7 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 98,28% 0,00% 1,72% ALUNOS 89,16% 10,19% 0,65%

45 45 A partir dos resultados apresentados na questão acima pode-se concluir que os horários propostos pelos coordenadores para o atendimento aos professores e alunos atendem com excelência as necessidades propostas pela IES. Questão 8: Qual seu grau de satisfação quanto ao curso? Tabela 50: Resultado Questão 8 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO ALUNOS 85,54% 13,80% 0,66% Os números apresentados na questão 8 representam uma maioria expressiva de aprovação dos alunos quanto ao curso escolhido, mostrando assim que as medidas adotadas nos cursos refletem a satisfação dos discentes. Questão 9: Como você avalia o curso em relação às atividades de aplicação prática dos conteúdos estudados? Tabela 51: Resultado Questão 9 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO ALUNOS 83,35% 15,77% 0,88% Analisando o resultado da questão 9 pode-se notar a aprovação dos alunos quanto a satisfação dos métodos didáticos que promovem o cruzamento entre a prática e a teoria.

46 46 Questão 10: Como você avalia o Projeto Pedagógico do Curso (PPC)? Tabela 52: Resultado Questão 10 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO ALUNOS 82,92% 12,49% 4,59% Tendo em vista os números apresentados acima conclui se que a maioria dos alunos conhecem e compreendem o seu significado e a sua importância para o curso. Questão 11: Como você avalia os meios de divulgação das atividades. (Site, TV, Mural, etc.)? Tabela 53: Resultado Questão 11 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 94,83% 3,45% 1,72% Analisando os resultados acima notamos a ótima relação entre os professores e os meios de comunicação aplicados pela IES, tendo em vista uma relação de transparência e facilidade de acesso as informações. Questão 12: Como você avalia a relação entre professores, orientadores e alunos interessados em desenvolver projetos de conclusão de curso (TCC)? Tabela 54: Resultado Questão 12 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 93,11% 1,72% 5,17% Tendo em vista os dados apresentados na questão 12 podemos notar segundo os professores uma ótima relação entre alunos, professores e orientadores para o desenvolvimento dos TCCs.

47 Dimensão 4: Comunicação com a Sociedade Questão 15: Como você avalia o acesso da comunidade externa às atividades desenvolvidas pela Instituição (Site, TV UNIESP, Mural, etc.)? Tabela 55: Resultado Questão 15 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 81,03% 12,07% 6,90% ALUNOS 66,81% 28,48% 4,71% TÉC ADM 84,62% 12,82% 2,56% Analisando os dados acima notamos que o acesso da comunidade as atividades institucionais se provam satisfatória para professores e técnicos administrativos, porém os alunos não julgam plenamente satisfatória a comunicação entre a instituição e o ambiente externo, gerando assim a necessidade de uma ação corretiva. Questão 16: Como você classifica os sistemas de informação da Instituição (Site, TV UNIESP, Mural, etc.)? Tabela 56: Resultado Questão 16 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 86,21% 12,07% 1,72% ALUNOS 65,50% 31,10% 3,40% TÉC ADM 92,31% 7,69% 0,00% Na tabela 56 podemos notar a satisfação entre os professores e colaboradores, porém novamente notamos a ausência de resultados positivos no conceito comunicação Dimensão 9: Política de Atendimento aos Discentes

48 48 Como você avalia a divulgação das vagas de estágio? Tabela 57: Resultado Questão 32 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO ALUNOS 59,25% 35,60% 5,15% Tendo em vista o resultado insatisfatório da questão 32 nota-se alguns problemas no campo da comunicação e divulgação das vagas de estágio para os discentes, fator que representa uma necessidade de ação corretiva. Questão 33: Como você avalia o funcionamento da Secretaria? Tabela 58: Resultado Questão 33 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO ALUNOS 62,32% 36,91% 0,77% O resultado apresentado acima demostra um grau de insatisfação para com o funcionamento da secretaria, gerando assim a necessidade de um diagnóstico mais aprofundado e possivelmente ações que gerem uma melhoria nos processos. Questão 34: Como você avalia o programa de Apoio Psicopedagógico? Tabela 59: Resultados Questão 34 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO ALUNOS 64,62% 17,09% 18,29% Ao analisar o resultado do questionário da questão 34, julgada insatisfatória pelos alunos, porém o fato do apoio psicopedagógico ser uma ação ainda em implementação, julgamos necessário aguardar passar essa fase de lançamento, para assim ter um perfeito diagnóstico.

49 49 Questão 35: Como você avalia o acesso aos programas de Nivelamento? Tabela 60: Resultado Questão 35 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO ALUNOS 65,50% 17,20% 17,30% Tendo em vista os valores apresentados na tabela 60 considera-se que o acesso dos alunos ao programa de nivelamento se faz satisfatório, tendo em vista a quantidade de alunos beneficiados com essa ação no ano de Eixo 4: Políticas de Gestão Dimensão 5: Políticas de Pessoal Questão 17: Como você avalia as condições de trabalho oferecidas pela Faculdade? Tabela 61: Resultado Questão 17 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 91,38% 8,62% 0,00% TÉC ADM 66,67% 25,64% 7,69% A tabela 61 representa um resultado satisfatório para o corpo docente da instituição, porém para os colaboradores do técnico administrativo esse quesito foi considerado insatisfatório, gerando a necessidade de uma ação corretiva. Questão 18: Como você avalia o número de técnico-administrativos que atendem a Faculdade?

50 50 Tabela 62: Resultado Questão 18 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 93,10% 6,90% 0,00% TÉC ADM 51,27% 46,16% 2,57% O resultado da questão acima representa novamente um conceito satisfatório para com o corpo docente, porém existe uma preocupação para com os colaboradores técnicos administrativos que aproximadamente 50% julgaram insatisfatório, necessitando assim de ações corretivas Questão 19: Como você avalia a possibilidade de crescimento profissional dos colaboradores na Faculdade? Tabela 63: Resultados Questão 19 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 77,59% 13,79% 8,62% TÉC ADM 61,54% 30,77% 7,69% A questão 19 apresenta um resultado satisfatório para com o corpo docente, porém para com os técnicos administrativos o quesito foi julgado insatisfatório, necessitando assim de uma ação corretiva. Questão 20: Como você avalia os critérios para a Progressão Funcional? Tabela 64: Resultados Questão 20 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 77,58% 6,90% 15,52% TÉC ADM 46,16% 38,46% 15,38%

51 51 Analisando a questão 20 pode se notar que o conceito foi classificado como insatisfatório para com os técnicos administrativos e satisfatórios para com o corpo docente Dimensão 6: Organização e Gestão da Instituição Questão 21: Como você avalia as ações (acadêmicas e administrativas) da direção da Faculdade? Tabela 65: Resultado Questão 21 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 94,83% 1,72% 3,45% ALUNOS 69,88% 28,14% 1,98% TÉC ADM 87,17% 5,12% 7,71% A questão acima relacionada as ações do Diretor dentro da instituição foi julgada satisfatória para com professores e técnicos, porém foi julgada insatisfatória para com os alunos, necessitando assim da criação de uma ação corretiva. Questão 22: Como você avalia a participação da direção na resolução de conflitos? Tabela 66: Resultado Questão 22 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 94,82% 0,00% 5,18% ALUNOS 62,65% 32,20% 5,15% TÉC ADM 82,06% 10,26% 7,68% A resolução dos conflitos pela direção foi julgado plenamente satisfatório para com o corpo docente e insatisfatório para com os discentes, gerando assim uma necessidade de ações corretivas.

52 Dimensão 10: Sustentabilidade Financeira Questão 36: Como você avalia a sustentabilidade financeira da Faculdade? Tabela 67: Resultado da Questão 36 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 81,04% 1,72% 17,24% TÉC ADM 76,92% 2,56% 20,51% Dentro do quesito sustentabilidade financeira foi julgado satisfatória dentro dos dois públicos avaliados. 4.5 Eixo 5: Infraestrutura Física Dimensão 7: Infraestrutura Física Questão 23: Como você avalia a adequação das condições de facilidade de acesso e segurança? Tabela 68: Resultado Questão 23 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 77,59% 22,41% 0,00% ALUNOS 44,62% 53,73% 1,65% TÉC ADM 48,72% 48,72% 2,56% A avaliação das condições de acesso e segurança da instituição foi considerada insatisfatória em dois dos três públicos pesquisados, representando assim uma necessidade de melhorias com rigor. Questão 24: Como você avalia a manutenção e conservação das instalações físicas de sua Faculdade?

53 53 Tabela 69: Resultado Questão 24 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 82,76% 17,24% 0,00% ALUNOS 46,27% 52,96% 0,77% TÉC ADM 53,84% 46,15% 0,01% Novamente dois dos públicos pesquisados julgaram insatisfatórias as condições de infraestrutura da instituição, que na pergunta 24 se remete a manutenção e conservação das instalações físicas. Questão 25: Como você avalia as instalações e serviços da cantina? Tabela 70: Resultado Questão 25 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 77,59% 18,96% 3,45% ALUNOS 62,06% 35,64% 2,30% TÉC ADM 58,97% 33,33% 7,70% Tendo em vista os resultados apresentados acima, grande parte das pessoas pesquisadas julgaram os serviços da cantina insatisfatória. Questão 26: Como você avalia o ambiente para as aulas quanto à acústica, luminosidade, ventilação e conservação? Tabela 71: Resultados Questão 26 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 75,86% 24,14% 0,00% Analisando os resultados obtidos na questão 26 nota-se um resultado satisfatório dentro da metodologia de análise empregado, porém o resultado próximo de insatisfatório representa uma possível necessidade de melhorias.

54 54 Questão 27: Como você avalia os equipamentos dos laboratórios de informática? Tabela 72: Resultados Questão 27 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 74,14% 18,97% 6,89% ALUNOS 68,75% 26,20% 5,05% A questão acima apresenta um resultado satisfatório para com os professores e insatisfatório para com os alunos, gerando assim a necessidade de uma ação corretiva. Questão 28: Como você avalia os recursos instrucionais (TV, vídeo, DVD, retroprojetor, multimídia)? Tabela 73: Resultado Questão 28 SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO SEM OPINIÃO PROFESSORES 53,45% 43,10% 3,45% ALUNOS 56,46% 41,55% 1,99% O resultado da questão 28 representa uma necessidade de mudança dentro dos recursos instrucionais, que apresenta dois resultados insatisfatórios nos dois públicos avaliados. Questão 29: Como você avalia o serviço de biblioteca?

55 55 Tabela 74: Resultado Questão 29 SEM SATISFATÓRIO INSATISFATÓRIO OPINIÃO PROFESSORES 82,76% 15,52% 1,72% ALUNOS 78,07% 18,75% 3,18% O resultado apresentado acima foi julgado satisfatório para com os dois públicos avaliados.

56 56 5. PLANOS DE AÇÃO Tendo em vista o importante papel do caráter avaliativo deste relatório da CPA após a análise e identificação dos pontos a serem melhorados, uma gama de ações corretivas e projetos serão sugeridos ao longo deste capitulo, porém antes de promover as melhorias uma breve análise situacional das ações realizadas no ano de 2014 se faz necessária, visando sempre a correta abordagem dentro do plano de melhorias atual aos planos anteriores, elencando as dimensões que foram consideradas insatisfatórias nessa pesquisa. Analisando as ações realizadas dentro do eixo 3 na dimensão 4 devemos lembrar que os apontamentos do último relatório foram parcialmente implementados, tendo sido realizados investimentos no site institucional e no sistema acadêmico, melhoria na divulgação das ações acadêmicas no site da instituição. Visando uma melhoria na comunicação do discente com a IES foram instaladas 2 televisores de 32 polegadas em locais de grande circulação passando informações da instituição. Ainda no meio eixo porém na dimensão 9 foi realizada uma reestruturação de todos os espaços físicos de acesso dos discentes aos departamentos, como por exemplo a melhoria expressiva do espaço de interação da biblioteca que hoje conta com um amplo ambiente para estudos e pesquisas. No eixo 4 e na dimensão 5 foram realizadas mudanças departamentais na adequação funcional dos colaboradores visando a melhoria das atividades, melhoria na comunicação entre direção e técnicos, a partir de reuniões regulares visando a melhoria de transparência pontuada no relatório anterior. Dimensão 6 aumento das reuniões regulares entre coordenação e chefes de departamentos melhorando assim a transparência e controle para com as ações propostas pelo PDI. Melhoria na linha de atendimento aos docentes e discentes. Dentro do eixo 5 na dimensão 7 que trata da infraestrutura as ações propostas no último relatório foram parcialmente implementadas, tendo em vista visíveis melhorias na manutenção de algumas salas de aula, pintura do ambiente externa, troca da placa de identificação da IES, implementação das cancelas de estacionamento que controlam a entrada de veículos na instituição. Aumento do

57 57 número de salas de aula, instalação de baias nos setores administrativos gerando melhor conforto e comodidade. A tabela abaixo representa de uma forma dinâmica a dimensão avaliada juntamente com diagnósticos, fragilidades e ações corretivas, lembrando que caso a dimensão tenha sido classificada como satisfatória não se entende a necessidade de ações corretivas. DIMENSÃO PLANO DE AÇÕES DIAGNÓSTICO FRAGILIDADES AÇÕES CORRETIVAS EIXO 1- PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DIMENSÃO 8 SATISFATÓRIO -.- EIXO 2 DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DIMENSÃO 1 SATISFATÓRIO - - DIMENSÃO 3 SATISFATÓRIO - - EIXO 3 POLÍTICAS ACADÊMICAS DIMENSÃO 2 SATISFATÓRIO - - DIMENSÃO 4 Questão 15: Insatisfatório para alunos Questão 16: Insatisfatório para alunos Acesso da comunidade externa Sistemas de informação - Criação de página nas redes sociais para divulgação de eventos acadêmicos - Manutenção e atualização dos murais e site institucional - Parceria com meios de comunicação externos regionais

58 58 DIMENSÃO 9 Questão 32: Insatisfatório para alunos Questão 33: Insatisfatório para alunos Divulgação de vagas de estágio Funcionamento da Secretaria EIXO 4 POLÍTICAS DE GESTÃO - Criação de página nas redes sociais para divulgação das vagas de estágio - Cursos de capacitação regulares - Trabalhos motivacionais - Palestras e treinamentos funcionais - Trabalho de mapeamento de cultura organizacional Questão 17: Insatisfatórios para Técnicos administrativos Condições de trabalho - Reuniões regulares de apontamento de melhorias e - Reuniões de gestores e equipe técnica DIMENSÃO 5 Questão 18: Insatisfatórios para Técnicos administrativos Questão 19: Insatisfatórios para Técnicos administrativos Número de efetivos na área Crescimento Profissional - Contratação e disponibilização de funcionários aos setores - Revisão da divisão de processos e procedimentos que resultem em um manual e melhor adequação das funções - Criação de mapa de fluxo de processos - Divulgação ou melhorias no plano de carreira - Criação de processos de cursos de capacitação profissional - Visitas regulares ao apoio psicológico Questão 20: Insatisfatórios para Técnicos administrativos Progressão Funcional - Revezamento e rotatividade de funções DIMENSÃO 6 Questão 21: Insatisfatório para alunos Questão 22: Insatisfatório para alunos Ações acadêmicas e administrativas da direção Resolução de conflitos pela direção - Melhoria na comunicação através do programa Fale com o diretor - Visitas as salas de aulas - Abertura e finalização dos eventos acadêmicos e institucionais - Melhoria na resolução de conflitos entre discentes e direção através do programa Fale com o diretor

59 59 DIMENSÃO 10 SATISFATÓRIO - - DIMENSÃO 7 Questão 23 Insatisfatórios para Alunos e Técnicos Questão 24: Insatisfatórios para Alunos e Técnicos EIXO 5 INFRAESTRUTURA FÍSICA Condições de acesso e segurança Manutenção e conservação das instalações - Melhorias na Iluminação no pátio externo - Instalação de câmeras - Aumento das rondas realizadas pelos colaboradores - Instalação de catracas - Bloqueio de pessoas não autorizadas dentro das dependências - Criação de calçadas - Melhorias na pavimentação de rotas de acesso para pessoas com deficiência - Troca, manutenção e higienização dos bebedouros - Reforma dos banheiros - Pinturas dos corredores e salas - Manutenção das instalações elétricas dos corredores e salas de aula - Melhoria nas carteiras e cadeiras Questão 25: Insatisfatórios para Alunos e Técnicos Instalações e serviços de cantina - Abertura de concorrência - Cobertura do espaço de acesso à cantina ou mudança na localização Questão 27: Insatisfatórios para Alunos Laboratórios de informáticas - Aumento de utilização - Maior disponibilização para alunos e professores - Aquisição do pacote Office

60 60 Questão 28: Insatisfatórios para Professor e Alunos Recursos Instrucionais - Aquisição de mais recursos audiovisuais

61 61 CONSIDERAÇÕES FINAIS Os resultados obtidos nesse relatório se remetem unicamente as Faculdades Integradas Ribeirão Pires (FIRP), os resultados apresentados aqui são de uso exclusivo da instituição, não sendo permitido a sua utilização por outrem sem previa autorização da CPA. Tendo em vista o caráter avaliativo do relatório entende-se a necessidade de um acompanhamento no desenvolvimento das ações previstas anteriormente como ações corretivas. Diversos pontos fortes podem ser vistos com os resultados obtidos, notamos que o quadro docente está quase que plenamente satisfeito, tendo poucas fragilidades a serem corrigidas. Ao falar dos técnicos administrativos notamos a presença de algumas fragilidades que podem ser facilmente superadas seguindo as ações corretivas. Os alunos tem o maior número de fragilidades, tendo em sua grande parte insatisfações relacionadas a infraestrutura da faculdade, ponto que sem dúvida não é resolvido facilmente, demandando um alto investimento que será feito com um planejamento detalhado posteriormente. Nota-se a grande necessidade de melhorar a comunicação entre os três públicos, sendo essa a premissa que esse relatório se fundamentou, tendo o objetivo primordial do diagnostico e a discussão a respeito do que pode ser melhorado na instituição, para tanto a formulação do quadro de ações corretivas foi discutido entre os membros representantes dos 3 públicos. Lembrando que esse relatório serve como ferramenta orientadora para as ações posteriores, que podem ser alteradas de acordo com as possibilidades de investimento. Como mencionado na introdução do relatório o Plano de autoavaliação da FIRP apresentou em seus referenciais de acordo com a Lei de Diretrizes e bases da educação Nacional nº 9,394 de 20/12/96, as Diretrizes Curriculares de cada curso oferecido pela Instituição, a Portaria nº 2,051/2004 do MEC e a Lei /2004, que institui o sistema nacional de Avaliação da Educação Superior.

UNIESP CPA - COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RESULTADO GERAL DO QUESTIONÁRIO ALUNOS 2013_2/2014_02

UNIESP CPA - COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RESULTADO GERAL DO QUESTIONÁRIO ALUNOS 2013_2/2014_02 UNIESP CPA - COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RESULTADO GERAL DO QUESTIONÁRIO ALUNOS 2013_2/2014_02 1 SP/GUARATINGUETÁ DIMENSÃO 1 - MISSÃO INSTITUCIONAL 1. Como você classifica o Plano de Desenvolvimento

Leia mais

Autoavaliação Institucional

Autoavaliação Institucional Autoavaliação Institucional Relatório da Comissão Própria de Ano de 2014 1 SUMÁRIO I - DADOS DA INSTITUIÇÃO 3 II- COMPOSIÇÃO DA CPA 3 III CONSIDERAÇÕES INICIAIS 3 IV -DESENVOLVIMENTO 4 V. AÇÕES PLANEJADAS

Leia mais

FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA FGU / UNIESP RELATÓRIO FINAL 2012/2013

FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA FGU / UNIESP RELATÓRIO FINAL 2012/2013 FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA FGU / UNIESP RELATÓRIO FINAL 2012/2013 UMUARAMA, DEZEMBRO, 2012 RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO I DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome/

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015

RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 1 RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E PEDAGOGIA da Autoavaliação Institucional Instrumentos (questionários): Discente Docente Técnico Administrativo Monte Alto 2015 2

Leia mais

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 2014 Dados da Instituição FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM Código: 508 Faculdade privada sem fins lucrativos Estado: Minas Gerais

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação - CPA

Comissão Própria de Avaliação - CPA AVALIAÇÃO DO CEFET-RJ PELOS DISCENTES -2010/2 A avaliação das Instituições de Educação Superior tem caráter formativo e visa o aperfeiçoamento dos agentes da comunidade acadêmica e da Instituição como

Leia mais

1.2 - Como você avalia a divulgação dos resultados da autoavaliação institucional para a comunidade universitária da sua unidade/subunidade?

1.2 - Como você avalia a divulgação dos resultados da autoavaliação institucional para a comunidade universitária da sua unidade/subunidade? Informações do Questionário Programa Autoavaliação Institucional - UFSM - 2014 Questionário Questões Gerais Descrição do Programa A aplicação do instrumento de autoavaliação é fundamental para toda instituição

Leia mais

Resultado na ótica discente. Comissão Própria de Avaliação Dezembro/2014

Resultado na ótica discente. Comissão Própria de Avaliação Dezembro/2014 Resultado na ótica discente Comissão Própria de Avaliação Dezembro/2014 Metodologia PÚBLICO-ALVO: Discentes dos cursos de graduação da FAESA. METODOLOGIA DA PESQUISA: A metodologia utilizada por meio de

Leia mais

Planejamento CPA Metropolitana 2013

Planejamento CPA Metropolitana 2013 Planejamento CPA Metropolitana 2013 1 Planejamento CPA Metropolitana Ano 2013 Denominada Comissão Própria de Avaliação, a CPA foi criada pela Legislação de Ensino Superior do MEC pela Lei 10.861 de 10

Leia mais

FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010

FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010 FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010 1. APRESENTAÇÃO O relatório que segue apresenta a Avaliação Institucional da Faculdade Modelo

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE BIRIGUI Ano base 2013

RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE BIRIGUI Ano base 2013 RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE BIRIGUI Ano base 2013 I - DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome da IES: FACULDADE BIRIGUI (FABI) Mantenedora: INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO - IESP

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Faculdades Integradas Dom Pedro II São José do Rio Preto - SP

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Faculdades Integradas Dom Pedro II São José do Rio Preto - SP RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DAS FACULDADES INTEGRADAS DOM PEDRO II SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS As, ao apresentar o Relatório do sistema de autoavaliação (CPA), consideram

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico geral

Leia mais

INSTITUTO CENECISTA FAYAL DE ENSINO SUPERIOR - CNEC. Avaliação Institucional 2015-2 GESTÃO PORTUARIA

INSTITUTO CENECISTA FAYAL DE ENSINO SUPERIOR - CNEC. Avaliação Institucional 2015-2 GESTÃO PORTUARIA INSTITUTO CENECISTA FAYAL DE ENSINO SUPERIOR - CNEC Avaliação Institucional 2015-2 GESTÃO PORTUARIA Autoavaliação Institucional CPA IFES - 2015/2 - Gestão Portuaria GERAL Você conhece o Plano de Desenvolvimento

Leia mais

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2SEM2013 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2SEM2013 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2SEM2013 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Constituída em atendimento à Lei nº 10.861/2004, regulamentada pela Portaria

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão da

Leia mais

Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Abril de 2012 Página 1 de 11 Sumário Introdução 3 Justificativa 5 Objetivos 6 Metodologia 7 Dimensões de

Leia mais

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL - CPA Mantenedora: Fundação Presidente Antônio Carlos Mantida: Faculdade Presidente Antônio Carlos de Araguari

Leia mais

Você avaliou a FACI melhorou!

Você avaliou a FACI melhorou! RESULTADOS DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Pontos Fracos apontados pelo Corpo Docente e Discente. 1. Estrutura física da Biblioteca; 2. Grau de qualidade da comunicação interna da Instituição; 3.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1 -

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO INTEGRAL CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE DIREITO - CAMPUS VN PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor 1 - O professor comparece com regularidade

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1

Leia mais

Relatório da Avaliação pela CPA

Relatório da Avaliação pela CPA 1 Relatório da Avaliação pela CPA 10 de outubro 2011 Visando atender a abrangência necessária no que tange à Avaliação Institucional da AJES, conforme Sistema elaborado pela CPA, este Relatório busca aliar

Leia mais

Relatório de Avaliação Ensino Aprendizagem Curso Administração Ano de 2011/02 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA

Relatório de Avaliação Ensino Aprendizagem Curso Administração Ano de 2011/02 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DA AMAZÔNIA REUNIDA FESAR Relatório de Avaliação Ensino Aprendizagem Curso Administração Ano de 2011/02 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Redenção PA 2011 1 SUMÁRIO I APRESENTAÇÃO

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise dos resultados

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise dos resultados

Leia mais

FACULDADE DE RIBEIRÃO PRETO AFARP RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO CPA

FACULDADE DE RIBEIRÃO PRETO AFARP RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO CPA FACULDADE DE RIBEIRÃO PRETO AFARP RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO CPA RIBEIRÃO PRETO 2012 Nome da Instituição Faculdade de Ribeirão Preto Código da IES: 1465 Caracterização de IES Instituição privada - com

Leia mais

SOCIEDADE ROLIMOURENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA S/C FACULDADE DE ROLIM DE MOURA FAROL. Relatório de auto-avaliação da Faculdade de Rolim de Moura

SOCIEDADE ROLIMOURENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA S/C FACULDADE DE ROLIM DE MOURA FAROL. Relatório de auto-avaliação da Faculdade de Rolim de Moura 1 SOCIEDADE ROLIMOURENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA S/C FACULDADE DE ROLIM DE MOURA FAROL Relatório de auto-avaliação da Faculdade de Rolim de Moura Rolim de Moura, 2010 2 RESUMO O relatório, ora apresentado,

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006.

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES O MINISTRO

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

RESULTADO DE ENQUETE APLICADA PELO PORTAL

RESULTADO DE ENQUETE APLICADA PELO PORTAL 01/11/2012 10:31:12 1 Código Nome da Enquete D. Inicio D. Fim 597 Outras Dimensões - 4º ano A 08/10/12 31/10/12 1-1. 1ª Dimensão Planejamento Institucional: Você acessa as normas institucionais (Regimento,

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTOAVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2014/01 a 2014/02 APRESENTAÇÃO O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NA PERSPECTIVA DO ALUNO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NA PERSPECTIVA DO ALUNO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NA PERSPECTIVA DO ALUNO PERÍODO: 7 A 16 DE JULHO DE 2010 (DURANTE A MATRÍCULA) LOCAL: LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE DE ILHÉUS HORÁRIO: 8

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6/2014 TÍTULO I: DOS OBJETIVOS

RESOLUÇÃO Nº 6/2014 TÍTULO I: DOS OBJETIVOS RESOLUÇÃO Nº 6/2014 O Diretor da Faculdade de Direito no uso de suas atribuições, altera a resolução 13/2005 que passará a ter a seguinte redação: TÍTULO I: DOS OBJETIVOS Art. 1º. A avaliação institucional

Leia mais

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 METAS AÇÕES PRAZOS Expansão do número de vagas do curso de Engenharia de Produção. SITUAÇÃO MARÇO DE 2015 AVALIAÇÃO PROCEDIDA EM 12.03.2015 CPA E DIRETORIA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA

PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação * Gerais 1.1; 1.2; Divulgação dos resultados

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS FEAMIG PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS FEAMIG PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS FEAMIG PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS Fevereiro 2011 PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS DA FEAMIG Introdução Desde o final do ano de 2007 e o início de 2008, a FEAMIG

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO

FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2013 DE ACORDO COM O MODELO DO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - COMISSÃO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CONAES/INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS

Leia mais

Avaliação Institucional 2005-2. Faculdade de Jussara. Pós-Graduação

Avaliação Institucional 2005-2. Faculdade de Jussara. Pós-Graduação Graduação ITEM: As carteiras das salas de aula são adequadas. 88,2% Graduação ITEM: As instalações do laboratório de informática são adequadas. Graduação ITEM: As instalações da biblioteca são adequadas.

Leia mais

Profa. Elisa Antonia Ribeiro

Profa. Elisa Antonia Ribeiro REALIZAÇÃO - UNI-BH DESAFIOS, RESISTÊNCIAS E MUDANÇAS NA CONSTRUÇÃO DA CULTURA DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: A EXPERIÊNCIA DO UNIARAXÁ Profa. Elisa Antonia Ribeiro PAC- PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Associação Brasileira de Educação Familiar e Social UF: BA ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade Social da Bahia

Leia mais

Instrumento: Docentes

Instrumento: Docentes COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CAMPUS PRESIDENTE EPITÁCIO CURSO: TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Resultado da Autoavaliação Institucional Instrumento: Docentes Presidente Epitácio -

Leia mais

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização 2.1 - GRADUAÇÃO 2.1.1. Descrição do Ensino de Graduação na UESC Cursos: 26 cursos regulares

Leia mais

RELATÓRIO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Referência: Ano letivo de 2012 MANTENEDORA: Sociedade Educacional UNIFAS MANTIDA: Faculdade de Sinop FASIP CÓDIGO DA MANTIDA: 1934 SINOP-MT/2013 RELATÓRIO AUTOAVALIAÇÃO

Leia mais

FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CORPO DOCENTE - 2014.1

FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CORPO DOCENTE - 2014.1 FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CORPO DOCENTE - 2014.1 A Comissão Própria de Avaliação (CPA) é o órgão responsável por coordenar,

Leia mais

FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA

FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA PLANO DE AÇÃO Apresentação do Plano de Ação da CPA Os dados trabalhados são baseados na Avaliação Institucional realizada em Maio/2013 CPA- (comissão permanente

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Comissão de Avaliação do CCSH

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Comissão de Avaliação do CCSH RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DO CCSH ANO 2010 I- Dados de Identificação 1. Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS - CCSH 2. Cursos Abrangidos na Unidade CURSO NºTOTAL DE ALUNOS % Nº

Leia mais

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO Atualmente a FIBRA encontra-se em novas instalações contando com 33 salas de aula climatizadas, com instalações de equipamentos de multimídia, auditório climatizado com

Leia mais

POLICIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL

POLICIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL 1 PROJETO CPA POLICIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL 2 DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Com o propósito de integrar alunos, professores e a administração, cada turma elege um

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Instrumentos de avaliação para credenciamento

Leia mais

Avaliação Institucional 2005-2. Faculdade de Jussara. Administração de Empresas

Avaliação Institucional 2005-2. Faculdade de Jussara. Administração de Empresas CURSO:ADMINISTRAÇÃO EMPRESAS ITEM: As carteiras das salas de aula são adequadas. CURSO:ADMINISTRAÇÃO EMPRESAS ITEM: A infra-estrutura do prédio da Faculdade é adequada. CURSO:ADMINISTRAÇÃO EMPRESAS ITEM:

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ RELATÓRIO DO QUESTIONÁRIO APLICADO AO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO II SEMESTRE/2014 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA)

Leia mais

Ofício Circular n.º 12/2009 - DET/SEED Curitiba, 15 de Abril de 2009. Referência: Informações e-tec Brasil

Ofício Circular n.º 12/2009 - DET/SEED Curitiba, 15 de Abril de 2009. Referência: Informações e-tec Brasil SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Ofício Circular n.º 12/2009 - DET/SEED Curitiba, 15 de Abril de 2009. Referência: Informações e-tec Brasil

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

Data 2008 BLOCO I INFORMAÇÕES GERAIS

Data 2008 BLOCO I INFORMAÇÕES GERAIS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA/FACESA INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS SEGMENTO: ALUNOS Data 2008 CURSO: Enfermagem / TURNO: Matutino SEMESTRE: Primeiro BLOCO I INFORMAÇÕES GERAIS P1. Sexo A) ( ) Feminino

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico geral

Leia mais

Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância

Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto-avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA FACINTER - EAD 2º SEMESTRE - 2011 FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA FACINTER COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO 1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO PERÍODO: 7 A 16 DE JULHO DE 2010 (DURANTE A MATRÍCULA) LOCAL: LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE

Leia mais

PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (CPA) FARO

PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (CPA) FARO PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (CPA) FARO PORTO VELHO 2009 PROJETO DA RECOMPOSIÇÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CPA INTRODUÇÃO A avaliação

Leia mais

IFSP CAMPUS: SUZANO RELATÓRIO ANALÍTICO

IFSP CAMPUS: SUZANO RELATÓRIO ANALÍTICO IFSP CAMPUS: SUZANO RELATÓRIO ANALÍTICO Comissão Própria de Avaliação Institucional: Representante Docente: Fábio Nazareno Machado-da-Silva Representante Técnico-administrativo: Diego Martins Braga Representante

Leia mais

Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS A temática tecnologia da informação esta em todas as áreas: áreas da saúde, empresarial, governamental. A humanidade está entrando

Leia mais

FACULDADE CIDADE DE COROMANDEL

FACULDADE CIDADE DE COROMANDEL Avaliação: DIMENSÃO 1: A MISSÃO E PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2015 Unidade: (1) - FACULDADE CIDADE DE COROMANDEL (GRADUAÇÃO) Curso: (32) - ANÁLISE E DES. DE SISTEMAS Indicadores:

Leia mais

Síntese do plano de atuação da CPA- ciclo avaliativo 2008/2010

Síntese do plano de atuação da CPA- ciclo avaliativo 2008/2010 Síntese do plano de atuação da CPA- ciclo avaliativo 2008/2010 O trabalho da CPA/PUCSP de avaliação institucional está regulamentado pela Lei federal nº 10.861/04 (que institui o SINAES), artigo 11 e pelo

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

PROJETO DA CPA 1 DADOS DA INSTITUIÇÃO. Nome: Faculdade São Salvador Código: 2581 Caracterização: Instituição privada com fins lucrativos

PROJETO DA CPA 1 DADOS DA INSTITUIÇÃO. Nome: Faculdade São Salvador Código: 2581 Caracterização: Instituição privada com fins lucrativos PROJETO DA CPA Em atendimento ao que dispõe a Lei 10.861, de 14 de abril de 2004 que institui a obrigatoriedade da Avaliação Institucional e por entender a importância do SINAES para o desenvolvimento

Leia mais

ANÁLISE DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015

ANÁLISE DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 ANÁLISE DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 1 INTRODUÇÃO A Avaliação Institucional das Faculdades Integradas de Itararé (FAFIT), planejada, discutida e aplicada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) em

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

PLANO DE AÇÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

PLANO DE AÇÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO 2014 APRESENTAÇÃO O Plano de Ação ora apresentado planeja o processo da Autoavaliação Institucional, que vem se consolidando na Faculdade Norte Capixaba de São

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DA FACULDADE DE ROLIM DE MOURA (FAROL)

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DA FACULDADE DE ROLIM DE MOURA (FAROL) 1 RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DA FACULDADE DE ROLIM DE MOURA (FAROL) Rolim de Moura 2014 2 RESUMO O relatório apresentado é o resultado do processo auto avaliativo desta Instituição, realizado pela Comissão

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010 FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010 1 Fragilidade resultado inferior a 50% Ponto a ser melhorado 50% e 59,9% Potencialidade igual ou

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM FACULDADE SENAC PORTO ALEGRE FSPOA AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM CPA 2013/2 PARTICIPAÇÃO

Leia mais

Etec de São Sebastião 188

Etec de São Sebastião 188 2012 ETEC de São Sebastião - SÃO SEBASTIÃO Observatório Escolar Análise do Resultado Bloco I - Gestão Pedagógica 2009: 43,94% 2010: 59,3% 2011: 78,57% Os resultados obtidos demonstram que o trabalho desenvolvido

Leia mais

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III SIC 38/10* Belo Horizonte, 3 de dezembro de 2010. MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III O MEC publicou a Portaria nº 1326, de 18/11/2010 (ver íntegra do texto abaixo). É preciso ser mágico

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/10. Curso tecnológico em Redes de Computadores

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/10. Curso tecnológico em Redes de Computadores CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/10 Curso tecnológico em Redes de Computadores CATEGORIAS & DIMENSÕES AVALIADAS:

Leia mais

PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ANEXO 2

PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ANEXO 2 PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ANEXO 2 Referência à 5.1 1.2 EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação * Previsão da

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação CPA - FACTO

Comissão Própria de Avaliação CPA - FACTO Comissão Própria de Avaliação CPA - FACTO CPA - SINAES ISTEMA NSINO ACIONAL DE UPERIOR SINAES VALIAÇÃO DO CPA Composição (em transição) CPA ATRIBUIÇÕES Conduzir os processos de avaliação interna e externa

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

A Função da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em uma Instituição de Ensino Superior. Prof. Marcílio A. F. Feitosa

A Função da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em uma Instituição de Ensino Superior. Prof. Marcílio A. F. Feitosa A Função da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em uma Instituição de Ensino Superior Prof. Marcílio A. F. Feitosa Avaliação das Instituições de Educação Superior A Avaliação Institucional é um dos componentes

Leia mais

PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SAINT PASTOUS. Comissão Própria de Avaliação

PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SAINT PASTOUS. Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SAINT PASTOUS Comissão Própria de Avaliação Porto Alegre, março de 2005. 1 Diretora Vera Lucia Dias Duarte Coordenador do Curso Dr. Dakir Lourenço Duarte

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação -CPA. Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012

Comissão Própria de Avaliação -CPA. Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012 Comissão Própria de Avaliação -CPA Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012 Comissão Própria de Avaliação - CPA A auto-avaliação objetiva sempre a melhoria da qualidade dos serviços educacionais

Leia mais

[1] O conhecimento adquirido no Curso/Instituição para sua formação profissional 0% 0% 26% 48% 25%

[1] O conhecimento adquirido no Curso/Instituição para sua formação profissional 0% 0% 26% 48% 25% PEDAGOGIA Save as PDF Dimensão 2.1 - AVALIAÇÃO DO ENSINO [1] O conhecimento adquirido no Curso/Instituição para sua formação profissional 0% 0% 26% 48% 25% [2] O sistema de avaliação da aprendizagem utilizado

Leia mais

[1] O conhecimento adquirido no Curso/Instituição para sua formação profissional 0% 2% 35% 29% 32%

[1] O conhecimento adquirido no Curso/Instituição para sua formação profissional 0% 2% 35% 29% 32% MARKETING Save as PDF Dimensão 2.1 - AVALIAÇÃO DO ENSINO [1] O conhecimento adquirido no Curso/Instituição para sua formação profissional 0% 2% 35% 29% 32% [2] O sistema de avaliação da aprendizagem utilizado

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE SONDAGEM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

QUESTIONÁRIO DE SONDAGEM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA ADJUNTA DE ENSINO SECRETARIA ADJUNTA DE PROJETOS ESPECIAIS QUESTIONÁRIO DE SONDAGEM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO URE: ESCOLA:

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais