II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação"

Transcrição

1 II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação 25 de maio de 2016

2 EIXO 1: PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 03 Fragilidades; 04 Sugestões de Superação de Fragilidade; 03 Potencialidades. A CPA identificou 24 ações administrativas e acadêmicas realizadas, ao longo de 2015.

3 Fragilidade: Aperfeiçoar o mecanismo de divulgação dos dados e das ações executadas 1. Incentivo para reestruturação do site da CPA; 2. Incentivo para criação do I Fórum da CPA; 3. Disponibilização do canal in door para CPA e Gestor do PDI; 4. Incentivo para Criação de Vídeos do PDI; 5. Incentivo aos alunos para assistir os Vídeos do PDI; 6. Evolução na divulgação dos eventos e notícias com implantação do Departamento de eventos.

4 Fragilidade: Apresentar, de forma específica, a articulação entre o PPC, o PDI e PPI 7. Abordagem desse tema no Fórum da CPA; 8. Orientação aos coordenadores de como abordar esse tema nos PPC; 9. Disponibilização da Procuradora Institucional e Assessoria Pedagógica para orientação sobre aspectos referente à legislação educacional e esclarecimento de dúvidas.

5 Fragilidade: Apesar de participarem das reuniões e processos avaliativos da CPA, os membros discentes e representantes da sociedade civil se envolvem parcialmente na divulgação dos dado 10. Pronunciamentos Públicos da Reitoria sobre a importância dos processos avaliativos da CPA, em Aulas Magnas e demais eventos.

6 Sugestão de Superação das Fragilidades: Ampliar os dispositivos de divulgação dos resultados e das ações que foram tomadas com base nos relatórios da CPA 11. Autorização da Reitoria para utilização do Web Acadêmico, Site, Call Center, canal in door, plataforma Moodle para divulgação dos resultados e das ações.

7 Sugestão de Superação das Fragilidades: Destinar um tópico no PPC com a finalidade de descrever a articulação entre CPA, PPC, PDI e PPI 12. Orientações da Pró-Reitoria Acadêmica para inserção dessa temática nos PPC aos NDEs dos cursos de Graduação e Pós-Graduação presencial e a distância; 13. Disponibilização da Procuradora Institucional e Assessoria Pedagógica aos NDEs.

8 Sugestão de Superação das Fragilidades: Como os dados da CPA são levantados levando em consideração as tomadas de decisões dos gestores do UNIFEG, sugere-se aprimorar o mecanismo de feedback dos trabalhos realizados pela CPA. 14. Maior disponibilidade da Agenda da Reitoria para atendimento da CPA; 15. Disponibilização, por parte da Reitoria, das Atas da Reitoria e do Conselho Acadêmico Superior - CAS para conhecimento das tomadas de decisão; 16. Contratação de estagiários do curso de Engenharia de Produção para auxilio no processo avaliativo.

9 Sugestão de Superação das Fragilidades: Realização de Fórum da CPA como processo de participação orgânica e sensibilização do PAI 16. Inclusão do Fórum da CPA no Calendário Acadêmico do UNIFEG; 17. Incentivo da Reitoria para realização de no mínimo dois Fóruns Anuais, um em cada semestre.

10 Potencialidade: Os relatórios da CPA reúnem informações que são consideradas pelos gestores do UNIFEG 18. As solicitações da Reitoria ao longo de 2015 para solicitar opinião da CPA; 19. Cuidados da Reitoria em aprender com erros do UNIFEG e repassar as demais unidades da Fundação Educacional Guaxupé FUNDEG.

11 Potencialidade: O UNIFEG promove ações que visam o cumprimento de sua missão, do PDI e do PPI 21. Destinação de um professor em tempo integral para ser o Gestor do PDI e PPI; 22. Cronograma de integralização do PDI para o ano corrente; 23. Apoio às ações para elaboração do Acompanhamento da Evolução Institucional e Relato Institucional.

12 Potencialidade: Por considerar os dados coletados de processos de avaliação (tanto interno quanto externo) o UNIFEG está sempre revendo ações de diversas áreas com intuito de sanar suas fragilidades contribuindo ativamente para oferecer prestação de serviço e ensino de qualidade 24. Há reuniões para debater temas que visam adequar os documentos institucionais em virtude de superação de fragilidade e/ou legislação.

13 EIXO 2: DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 04 Fragilidades; 02 Sugestões de Superação de Fragilidade; 04 Potencialidades. A CPA identificou 17 ações administrativas e acadêmicas realizadas, ao longo de 2015.

14 Fragilidade: Aperfeiçoar o mecanismo de divulgação do PDI 1. Criação dos vídeos do PDI; 2. Disponibilização dos serviços de TI para divulgação dos vídeos via web acadêmico alunos e docente; 3. Disponibilização dos serviços do RH para divulgação dos vídeos via web acadêmico, entre os técnicos administrativos.

15 Fragilidade: Diversificar a forma de divulgação da Missão do UNIFEG 4. Divulgação da Missão em todo o campus do UNIFEG por placas e no canal in door; 5. Divulgação da Missão do UNIFEG em todas as plataformas tecnológicas;

16 Fragilidade: Morosidade por parte do MEC na finalização dos processos cadastrados no e-mec e que já tiveram visita in loco e/ou já tiveram publicação de portaria de reconhecimento 6. Atuação direta em Brasília do Representante legal e da Procuradora Institucional junto ao MEC; 7. Incentivo da Reitoria para a Procuradora Institucional participar de eventos organizados pelo MEC (Brasília e demais capitais) para acompanhamento das mudanças na legislação e nas plataformas do sistema e-mec, CenSup e ENADE.

17 Fragilidade: Melhorar os mecanismos de divulgação das ações previstas e realizadas pelo UNIFEG com relação a múltiplas Responsabilidades Sociais 8. Autorização da Reitoria para utilização do Web Acadêmico, Site, Call Center, canal in door, plataforma Moodle para divulgação dos resultados e das ações referente a Responsabilidade Social.

18 Sugestão de Superação da Fragilidade: Ampliar a divulgação do PDI e da missão do UNIFEG por meio de mecanismos mais dinâmicos do que os atuais 9. A Gravação dos vídeos do PDI e a retomada do EaD permitiu a elaboração de projetos que maior interatividade no Moodle.

19 Sugestão de Superação da Fragilidade: Obrigatoriedade de todos os segmentos da comunidade acadêmica na capacitação do conteúdo do PDI, sendo considerada também uma atividade complementar aos alunos 10. Disponibilização de atividade complementar para todos os alunos que assistirem os Vídeos do PDI; 11. Capacitação do PDI junto com o Fórum da CPA; 12. Dispensa dos Técnicos administrativos, professores e alunos para participar do Fórum da CPA.

20 Potencialidade: Cumprimento do artigo 16 Decreto 5.773/06, de 09 de maio de 2006 para estruturação do PDI; 13. Atuação direta do Gestor do PDI e da Procuradora Institucional para integralização do Decreto.

21 Potencialidade: Abrangência das políticas e ações que atendam aos requisitos legais dos instrumentos de Avaliação do INEP 14. Aprovação de ações mais extensivas para esses requisitos contando com a colaboração do NAPI e CPA.

22 Potencialidade: Busca constante de aprimoramento da qualidade nos serviços e no ensino oferecido 15. Debater sobre os dados alcançados e participação coletiva com o setor para elucidação de problemas; 16. Apoio às ações para elaboração do Acompanhamento da Evolução Institucional e Relato Institucional.

23 Potencialidade: Por considerar os dados coletados de processos de avaliação (tanto interno quanto externo) o UNIFEG está sempre revendo ações de diversas áreas com intuito de sanar suas fragilidades contribuindo ativamente para oferecer prestação de serviço e ensino de qualidade 17. Reuniões para debater o tema e adequar os documentos institucionais em virtude de superação de fragilidade e/ou legislação.

24 EIXO 3: POLÍTICAS ACADÊMICAS 04 Fragilidades; 03 Sugestões de Superação de Fragilidade; 05 Potencialidades. A CPA identificou 23 ações administrativas e acadêmicas realizadas, ao longo de 2015.

25 Fragilidade: Baixa participação nos programas de estímulo à produção acadêmica 1. Incentivo para participação de Congresso; 2. Realização do III Congresso; 3. Realização do Programa de Iniciação Científica PIC, com a publicação da Revista PIC; 4. Continuidade nos incentivos de produção docente com a publicação da Revista Expressão;

26 Fragilidade: Baixa participação nos programas de estímulo à produção acadêmica 5. Continuidade nos incentivos de produção docente com a Revista on line Revista Eletrônica de Estudos Jurídicos e da Sociedade UNIFEG; 6. Incentivo em participação do PIBID; 7. Incentivo a formação de novos pesquisadores (programas Stcrito Sensu).

27 Fragilidade: A comunicação e divulgação de informação e/ou ações do UNIFEG é um problema recorrente nas dimensões analisadas 8. Investimento na capacitação dos funcionários do departamento de comunicação; 9. Ampliação do quadro de funcionário para cobertura de eventos e divulgação de informação; 10. Revisão dos procedimentos para melhor articulação entre departamento comunicação e TI.

28 Fragilidade: Muitos projetos previstos no PDI ainda não foram implementados 11. Revisão desse contexto junto ao Gestor de PDI e Reitoria para elaboração de proposta a ser aprovadas pelo CAS.

29 Fragilidade: Execução das atividades da Ouvidoria 12. Reestruturação da Ouvidoria para trabalho em conjunto com o Call Center;

30 Sugestão de Superação das Fragilidades: Não obstante o estímulo, a promoção e elevação da produção acadêmica ainda é baixa a adesão a esse programa, sugere-se rever estratégia para estimular a produção acadêmica 13. Atuação da Pro Reitoria Acadêmica para melhor compreender junto a representantes docentes, coordenadores e NDE em ações para estimular a produção acadêmica.

31 Sugestão de Superação das Fragilidades: Continuar incentivando a capacitação dos profissionais relacionados ao ensino, propiciando possibilidades efetivas para realização de cursos, entre outros 14. Criação de Cursos internos para capacitação profissional; 15. Estimulo aos profissionais para buscar treinamentos, palestras, entre outros fora da IES.

32 Sugestão de Superação das Fragilidades: Criar mecanismos que auxilie o NAPI a desenvolver os projetos e ações definidos no PDI 16. Expansão do horário de atendimento realizado pelo NAPI e ampliação da equipe.

33 Potencialidade: Iniciativa de mudança no segmento de Comunicação com base nos dados relatados anteriormente 17. Criação do Marketing Digital no Departamento de Comunicação.

34 Potencialidade: Auxílio financeiro para a participação de docentes em eventos científicos e para a formação de docentes e de pesquisadores 18. Continuidade em 2015 do programa de auxílio financeiro para Mestrado e Doutorado.

35 Potencialidade: Estímulos às produções acadêmicas e sua difusão 19. A manutenção das políticas em vigência para estimulo a produção acadêmica.

36 Potencialidade: Incentivo realizado no UNIFEG pelo programa de concessão de bolsas de iniciação científica (PIC) 20. Manutenção do Programa; 21. Campanha de divulgação do PIC; 22. Preenchimento de todas as vagas e alta procura.

37 Potencialidade: Melhora no atendimento individual de caráter psicopedagógico do UNIFEG 23. Ampliação do atendimento do NAPI no período noturno.

38 EIXO 4: POLÍTICAS DE GESTÃO 03 Fragilidades; 03 Sugestões de Superação de Fragilidade; 03 Potencialidades. A CPA identificou 14 ações administrativas e acadêmicas realizadas, ao longo de 2015.

39 Fragilidade: Ampliar a pesquisa da CPA junto ao corpo técnico administrativo 1. Autorização da Reitoria para realizar os procedimentos de entrevista junto ao corpo técnico administrativo, reforçando os procedimentos já adotados.

40 Fragilidade: Falta de iniciativa por parte do corpo discente em realizar representação estudantil 2. Explicação da Reitoria aos discentes sobre a importância da representação estudantil nas Aulas Magda.

41 Fragilidade: O UNIFEG mantém-se totalmente com recursos próprios, obtidos por meio da cobrança de mensalidades e demais contribuições pagas pelos discentes ao longo de sua permanência na instituição 3. Abertura de processo para credenciamento de graduação EaD; 4. Continuação do processo para recredenciamento de pos-graduação EaD; 5. Abertura de processo psicologia bacharelado.

42 Sugestão de Superação das Fragilidades: Implementação de software de gestão para avaliação e cumprimento de metas referente ao desempenho acadêmico. 6. Melhoria no Web Acadêmico controle e cumprimento de metas referente ao desempenho acadêmico.

43 Sugestão de Superação das Fragilidades: Continuar com as ações de orçamento participativo a ser implementada em Implantação do Orçamento participativo; 8. Curso e orientação para Implantação do Orçamento Participativo.

44 Sugestão de Superação das Fragilidades: Continuar e fortalecer as ações para implementação do EaD e Pronatec visando a ampliação de recursos 9. Assinatura do termo de Adesão Pronatec 2015; 10. Ações para preparação física e documental para iniciar as atividades EaD, após autorização MEC.

45 Potencialidade: Corpo Docente e Técnico Administrativo altamente qualificado 11. Continuação do incentivo a qualificação do Corpo Docente e Técnico Administrativo.

46 Potencialidade: Representatividade e Participação de todos os segmentos 12. Cuidado por parte da direção para garantir a Representatividade e Participação de todos os segmentos; 13. Inclusão da representatividade do EaD nos colegiados, NDE e órgão superiores.

47 Potencialidade: A remuneração dos colaboradores corpo técnico-administrativo e corpo docente realizadas regularmente 14. Garantia da direção em 2015 para realizar a remuneração dos colaboradores, sem atraso.

48 EIXO 5: INFRAESTRUTURA FÍSICA 01 Fragilidades; 01 Sugestões de Superação de Fragilidade; 03 Potencialidades. A CPA identificou 23 ações administrativas e acadêmicas realizadas, ao longo de 2015.

49 Fragilidade: Necessidade ampliação para comportar um número maior de salas 1. Reestruturação predial possibilitou que o UNIFEG ampliasse as salas de aula.

50 Sugestão de Superação das Fragilidades: Continuação das obras de modificações no campus do UNIFEG 2. Apesar de muito ter sido realizado em 2015 o campus continua em obras, a exemplo podemos citar a academia de ginástica do UNIFEG;

51 Potencialidade: No final do ano de 2014 foi iniciada uma ampla reforma 3. Ampliação da cabine de estudo da Biblioteca; 4. Reformulação para atendimento de financeiro e acadêmico; 5. Novas instalações para departamento administrativo; 6. Nova sala para CPA 7. Criação de uma ala especifica com os setores para o EaD UNIFEG;

52 Potencialidade: No final do ano de 2014 foi iniciada uma ampla reforma 8. Aumento no numero de sala de reuniões; 9. Criação de 03 Copas salas para alimentação do técnico-administrativo devidamente equipadas; 10. Novas instalações de núcleo de assistência jurídica comunitária e CREA com entradas exclusiva para atendimento ao publico; 11. Novas instalações da Brinquedoteca; 12. Portaria com catracas biométricas e sistema de identificação para acesso ao campus;

53 Potencialidade: No final do ano de 2014 foi iniciada uma ampla reforma 13. Finalização das obras do complexo Esportivo do UNIFEG; 14. Novo auditório; 15. Novas salas dos professores devidamente equipadas; 16. Maior investimento em compra de moveis; 17. Ampliação da infraestrutura tecnológica.

54 Potencialidade: Aumento da segurança no campus 18. Alto investimento em segurança em 2015; 19. Reformulação das Portarias de acesso ao campus; 20. Instalação de sistema de catracas biométricas; 21. Aumento no numero de câmeras de segurança dentro e fora do campus; 22. Contratação de seguranças para o campus.

55 Potencialidade: Início da instalação de data shows em todas as salas do UNIFEG 23. Finalização da instalação de data shows em todas as salas do UNIFEG.

CRONOGRAMA DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 - ACOMPANHAMENTO DAS METAS DO PDI 2015 - EIXOS 1, 2 e 5

CRONOGRAMA DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 - ACOMPANHAMENTO DAS METAS DO PDI 2015 - EIXOS 1, 2 e 5 CRONOGRAMA DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 - ACOMPANHAMENTO DAS METAS DO PDI 2015 - EIXOS 1, 2 e 5 OBJETIVO 1.1. - ASSEGURAR O CRESCIMENTO E PERENIDADE DAS FACULDADES OPET Meta 1.1.1. OBTER RECONHECIMENTO

Leia mais

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES 1 PPA-UFCG PROGRAMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES (MAPAS VIVOS DA UFCG) 2 DIMENSÃO MISSÃO E PDI MAPAS VIVOS DE

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Atualização do Regimento de 2012 Porto Alegre, março de 2015 Faculdade de Tecnologia de Porto Alegre Av. Julio de Castilhos,

Leia mais

Estrutura do PDI 2014-2018

Estrutura do PDI 2014-2018 APRESENTAÇÃO O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) além de constituir um requisito legal, tal como previsto no Artigo

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Casa de Nossa Senhora da Paz Ação Social Franciscana UF: SP ASSUNTO: Credenciamento da Universidade São Francisco,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 12/8/2013, Seção 1, Pág. 11. Portaria n 733, publicada no D.O.U. de 12/8/2013, Seção 1, Pág. 10. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

PROTOCOLO DE COMPROMISSO

PROTOCOLO DE COMPROMISSO PROTOCOLO DE COMPROMISSO PROTOCOLO DE COMPROMISSO QUE A FACULDADE CASA DO ESTUDANTE - FACE, MANTIDA PELA SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE ARACRUZ LTDA E REPRESENTADA PELO DIRETOR ANTÔNIO EUGÊNIO CUNHA APRESENTA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO GESTÃO 2016 2020 APRESENTAÇÃO

PLANO DE AÇÃO GESTÃO 2016 2020 APRESENTAÇÃO Eu queria uma escola que lhes ensinasse a pensar, a raciocinar, a procurar soluções (...) Eu também queria uma escola que ensinasse a conviver, cooperar, a respeitar, a esperar, saber viver em comunidade,

Leia mais

Coordenação-Geral de Avaliação dos Cursos de Graduação e Instituições de Ensino Superior

Coordenação-Geral de Avaliação dos Cursos de Graduação e Instituições de Ensino Superior CAPA 1 República Federativa do Brasil Ministério da Educação Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Avaliação

Leia mais

PROPOSTA DE METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI DO IFB (2014-2018)

PROPOSTA DE METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI DO IFB (2014-2018) PROPOSTA DE METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI DO IFB (2014-2018) 1. Introdução O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) busca nortear

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Arujá - SP 2011 2 SUMÁRIO Dados da Instituição... 3 Considerações iniciais... 4 Desenvolvimento da Avaliação... 4 Dimensões da Autoavaliação...

Leia mais

U N I V E R S I D A D E P A R A N A E N S E U N I P A R Mantenedora Associação Paranaense de Ensino e Cultura - APEC

U N I V E R S I D A D E P A R A N A E N S E U N I P A R Mantenedora Associação Paranaense de Ensino e Cultura - APEC PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2011/2015 Relatório do Plano de Trabalho 2014 I - ENSINO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL E A DISTÂNCIA: a) Promover a revisão dos projetos pedagógicos dos cursos com CPC

Leia mais

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação

Leia mais

PROCESSO DE AUTO AVALIAÇÃO FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS - QUADRO RESUMO

PROCESSO DE AUTO AVALIAÇÃO FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS - QUADRO RESUMO AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO INSTITUCIONAL 3.1 Objetivos e Metas Específicos para Avaliação e Acompanhamento do Desempenho Institucional O Programa de Avaliação Institucional resulta de um

Leia mais

RESULTADOS ALCANÇADOS

RESULTADOS ALCANÇADOS Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão 2.1. Coerência das políticas de ensino, pesquisa e extensão com os documentos oficiais. Objetivos Ações Realizadas RESULTADOS ALCANÇADOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ Teresina-PI, 22 de maio de 2014 O QUE É O PDI? Segundo o MEC (2007): documento em que se definem a missão da instituição

Leia mais

ANEXO I INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO

ANEXO I INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO ANEXO I INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO Este instrumento deverá ser utilizado para a elaboração de processos para reconhecimento ou de renovação de reconhecimento de curso de graduação da UDESC (com avaliação

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: MEC\Universidade Federal de Juiz de Fora UF: MG ASSUNTO: Recredenciamento da Universidade Federal de Juiz de Fora

Leia mais

Unis - MG Centro Universitário do Sul de Minas Comissão Própria de Avaliação - CPA. Varginha - 2013 1

Unis - MG Centro Universitário do Sul de Minas Comissão Própria de Avaliação - CPA. Varginha - 2013 1 Varginha - 201 1 CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Relatório Avaliação Institucional - 2012 Varginha - 201 2 Sumário 1 DADOS DA INSTITUIÇÃO... 7 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 7 DESENVOLVIMENTO... 9.1 AVALIAÇÃO

Leia mais

O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO COLETIVA DO FUTURO DA UNIVERSIDADE

O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO COLETIVA DO FUTURO DA UNIVERSIDADE Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Faculdade Metropolitana Recanto das Emas Ltda. UF: DF ASSUNTO: Credenciamento da Faculdade Metropolitana Recanto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 17/4/2013, Seção 1, Pág. 16. Portaria n 318, publicada no D.O.U. de 17/4/2013, Seção 1, Pág. 15. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROJETO DE RESOLUÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROJETO DE RESOLUÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROJETO DE RESOLUÇÃO Estabelece Diretrizese Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursosde Educação Superior na

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 1º/10/2014, Seção 1, pág. 9. Portaria n 841, publicada no D.O.U. de 1º/10/2014, Seção 1, pág. 9. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 METAS AÇÕES PRAZOS Expansão do número de vagas do curso de Engenharia de Produção. SITUAÇÃO MARÇO DE 2015 AVALIAÇÃO PROCEDIDA EM 12.03.2015 CPA E DIRETORIA

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Associação Educacional de Araras UF: SP ASSUNTO: Credenciamento do Centro Universitário de Araras Dr. Edmundo Ulson,

Leia mais

FACULDADE DE FORTALEZA FAFOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA RELATÓRIO ANUAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA

FACULDADE DE FORTALEZA FAFOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA RELATÓRIO ANUAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA FACULDADE DE FORTALEZA FAFOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA RELATÓRIO ANUAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA 2014 1 1 APRESENTAÇÃO Este relatório descreve as atividades e resultados obtidos com as ações

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 31/8/2011, Seção 1, Pág.24. Portaria n 1168, publicada no D.O.U. de 31/8/2011, Seção 1, Pág.24. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Centro Educacional João Ramalho S/C Ltda. UF: SP ASSUNTO: Recredenciamento das Faculdades Integradas de Santo André

Leia mais

Anexo I - Formulários Padronizados para envio dos Relatórios dos Setores Institucionais a CPA

Anexo I - Formulários Padronizados para envio dos Relatórios dos Setores Institucionais a CPA Anexos Anexo I - Formulários Padronizados para envio dos Relatórios dos Setores Institucionais a CPA SISTEMATIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO COM VISTAS À AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PUC-CAMPINAS

Leia mais

PROJETO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACIPLAC

PROJETO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACIPLAC PROJETO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACIPLAC GAMA/DF - 2015 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3. 2. OBJETIVOS... 4. 2.1. Geral... 4. 2.2.Específicos... 4. 3. EIOS AVALIATIVOS... 5. 3.1. Eixos de Avaliação Institucional

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE PEDAGOGIA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 29/11/2011, Seção 1, Pág. 14. Portaria n 1656, publicada no D.O.U. de 29/11/2011, Seção 1, Pág. 12. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO O CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO ESTÁCIO UNIRADIAL é uma Instituição Privada de Ensino Superior com fins lucrativos, situada no Município de São Paulo, Estado

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro UFRRJ UF: RJ ASSUNTO: Recredenciamento da Universidade Federal Rural

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO DE AÇÃO 2014

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO DE AÇÃO 2014 Situação Real/Reclamações Professores O índice de insatisfação diminuiu em relação ao apresentado desde 2011. - Permanece sendo realizado o processo de seleção: edital; aulas testes; acompanhamento didático;

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. INTERESSADO: Ministério da Educação/ Universidade Federal de Santa UF: RS

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. INTERESSADO: Ministério da Educação/ Universidade Federal de Santa UF: RS AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério da Educação/ Universidade Federal de Santa UF: RS Maria ASSUNTO: Recredenciamento da Universidade Federal

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE BIOMEDICINA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Associação Brasileira de Educação Familiar e Social UF: BA ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade Social da Bahia

Leia mais

FACULDADE FAISA RELATO INSTITUCIONAL

FACULDADE FAISA RELATO INSTITUCIONAL FACULDADE FAISA RELATO INSTITUCIONAL 1 BREVE HISTÓRICO: Na intenção de oferecer à região de Ilha Solteira cursos de ensino superior e capacitar futuros profissionais para o exigente mercado de trabalho

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 10/8/2015, Seção 1, Pág. 19. Portaria n 799, publicada no D.O.U. de 10/8/2015, Seção 1, Pág. 18. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 0 2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT Portaria Nº 004/2015 Dispõe sobre Relatório Apresentado pela Comissão Própria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Parecer Homologado (*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 03/06/2005. Portaria MEC n 1.872, publicada no Diário Oficial da União de 03/06/2005. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO DIREITO

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO DIREITO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO DIREITO 1. APRESENTAÇÃO O Curso de Direito completa 30 anos em 2015. Nestas três décadas, o Curso tem passado por constantes modificações, todas na busca do aperfeiçoamento

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Coordenadoria Geral de Estágios

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Coordenadoria Geral de Estágios DIRETRIZES E NORMAS PARA A ATIVIDADE DE ESTÁGIO NA PUC-SP Aprovadas pelo CEPE, em 11 de fevereiro de 2009 I INTRODUÇÃO A LDB trouxe à discussão a flexibilização curricular, a valorização da experiência

Leia mais

Planejamento da Gerência de Avaliação Institucional / Comissão Própria de Avaliação - CPA/UEG

Planejamento da Gerência de Avaliação Institucional / Comissão Própria de Avaliação - CPA/UEG Planejamento da de Avaliação / Comissão Própria de Avaliação - CPA/UEG O Planejamento Estratégico da de Avaliação foi elaborado com base no Plano de Governo do Estado de Goiás 2012-2015, Plano de Trabalho

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA. Relatório da Auto Avaliação Institucional 2014

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA. Relatório da Auto Avaliação Institucional 2014 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA Relatório da Auto Avaliação Institucional 2014 1 FACULDADE SENAI CETIQT COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO O SENAI CETIQT, atento ao seu compromisso com a excelência de ensino,

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura S.A UF: PE ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade dos Guararapes, com

Leia mais

Plano de Trabalho. Avaliação Institucional 2013 a 2014. Mossoró, Novembro de 2013 aai@uern.br

Plano de Trabalho. Avaliação Institucional 2013 a 2014. Mossoró, Novembro de 2013 aai@uern.br Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado da Educação e da Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN Assessoria de Avaliação Institucional - AAI Rua Almino Afonso,

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL CAMPUS PL PERÍODO 2013 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO... 02 1.1. Caracterização da Construção Coletiva do PDI... 03

1. APRESENTAÇÃO... 02 1.1. Caracterização da Construção Coletiva do PDI... 03 1 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 02 1.1. Caracterização da Construção Coletiva do... 03 2. PERFIL INSTITUCIONAL... 03 2.1. Histórico da IES... 03 2.2. Missão, Visão e Valores... 05 2.3. Metas Crucialmente

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DA FACULDADE DE ROLIM DE MOURA (FAROL)

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DA FACULDADE DE ROLIM DE MOURA (FAROL) 1 RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO DA FACULDADE DE ROLIM DE MOURA (FAROL) Rolim de Moura 2015 2 RESUMO O relatório apresentado é o resultado do processo auto avaliativo desta Instituição, realizado pela Comissão

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - UF: PR Departamento Regional do Paraná ASSUNTO: Credenciamento

Leia mais

Propostas da Administração Superior para atualização de Plano de Prevenção e Proteção de Pessoas e do Patrimônio Público

Propostas da Administração Superior para atualização de Plano de Prevenção e Proteção de Pessoas e do Patrimônio Público 1 Propostas da Administração Superior para atualização de Plano de Prevenção e Proteção de Pessoas e do Patrimônio Público São Carlos Dezembro, 2014 1 Contexto O tema da segurança das pessoas e do patrimônio

Leia mais

Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional

Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional Faculdade Promove de Sete Lagoas 1.º-213 Sete Lagoas (MG) Membros da CPA Nome Segmento que representa Ludimila Tavares Rocha Silva Antônio Marcos de Oliveira

Leia mais

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura Página 1 de 9 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20100109 Código MEC: 37883 Código da Avaliação: 89802 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 10/10/2011, Seção 1, Pág. 16. Portaria n 149, publicada no D.O.U. de 10/10/2011, Seção 1, Pág.11. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Levantamento de informações para o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI da UNESP

Levantamento de informações para o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI da UNESP Levantamento de informações para o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI da UNESP A formulação de um PDI deve partir de metas definidas pela parceria entre a comunidade e a administração central da

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 25/7/2011, Seção 1, Pág.13. Portaria n 1021, publicada no D.O.U. de 25/7/2011, Seção 1, Pág.13. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação

Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação 2013 Fevereiro / Limeira SP Sumário 1. Identificação da Instituição... 4 2.

Leia mais

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA - UNISANTA RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA - UNISANTA RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA - UNISANTA RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NAI É preciso avaliar para aprimorar CONSIDERAÇÕES INICIAIS A UNISANTA desenvolveu,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 10/10/2011, Seção 1, Pág. 17. Portaria n 1469, publicada no D.O.U. de 10/10/2011, Seção 1, Pág.1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/1/2012, Seção 1, Pág. 11. Portaria n 41, publicada no D.O.U. de 16/1/2012, Seção 1, Pág. 11. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 9//01, Seção 1, Pág. 1. Portaria n 1, publicada no D.O.U. de 9//01, Seção 1, Pág. 0. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 14/5/2011, Seção 1, Pág.147. Portaria n 546, publicada no D.O.U. de 14/5/2012, Seção 1, Pág.147. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de /5/011, Seção 1, Pág.11. Portaria n 500, publicada no D.O.U. de /5/011, Seção 1, Pág.9. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 29/5/2011, Seção 1, Pág. 49. Portaria n 692, publicada no D.O.U. de 29/5/2012, Seção 1, Pág. 48. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA

PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação * Gerais 1.1; 1.2; Divulgação dos resultados

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 10/6/2011, Seção 1, Pág.24. Portaria n 758, publicada no D.O.U. de 10/6/2011, Seção 1, Pág.24. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE

Leia mais

DIRETRIZES DIRETRIZES

DIRETRIZES DIRETRIZES A grande entrada de novos Doutores pelo REUni nas IFES, bem como a capacitação proposta nos âmbitos pré e pós PAPG, deve gerar um aumento significativo na demanda para financiamento de Projetos de Pesquisa.

Leia mais

Demonstrativo de Programas Temáticos Conferência Por Orgão - PPA 2016-2019. 2017 2018 2019 Total. Rio Grande do Norte 5 5 5 5 20

Demonstrativo de Programas Temáticos Conferência Por Orgão - PPA 2016-2019. 2017 2018 2019 Total. Rio Grande do Norte 5 5 5 5 20 Orgão Programa 0008 - EDUCAÇÃO SUPERIOR E TECNOLÓGICA Objetivo 0307 - Fortalecer a política de ensino superior de graduação e pós-graduação, por meio da sua interiorização, do desenvolvimento da pesquisa,

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Instituto Educacional da Bahia Ltda. (IEB) UF: BA ASSUNTO: Credenciamento da Faculdade de Tecnologia de Valença,

Leia mais

Planejamento CPA Metropolitana 2013

Planejamento CPA Metropolitana 2013 Planejamento CPA Metropolitana 2013 1 Planejamento CPA Metropolitana Ano 2013 Denominada Comissão Própria de Avaliação, a CPA foi criada pela Legislação de Ensino Superior do MEC pela Lei 10.861 de 10

Leia mais

Jornada UNIPAMPA em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação

Jornada UNIPAMPA em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação Jornada UNIPAMPA em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação 1 - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Maio/2011 Título: Jornada UNIPAMPA em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação. Corresponsáveis:

Leia mais

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA DE REALENGO FACULDADES SÃO JOSÉ

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA DE REALENGO FACULDADES SÃO JOSÉ SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA DE REALENGO FACULDADES SÃO JOSÉ PROGRAMA NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA RIO DE JANEIRO 2010 Rua Marechal Soares de Andréa, 90 Realengo Rio de Janeiro/RJ CEP:

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07 BACABAL-MA 2012 PLANO DE APOIO PEDAGÓGICO AO DOCENTE APRESENTAÇÃO O estímulo à produção intelectual do corpo docente é uma ação constante da Faculdade de Educação de Bacabal e para tanto procura proporcionar

Leia mais

12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos

12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos 12. POLÍTICA DE EaD 12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem,

Leia mais

ALTERADA PELAS RESOLUÇÕES CS 14/2014 E CS 25/2015 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 38/2013, DE 1º DE OUTUBRO DE 2013

ALTERADA PELAS RESOLUÇÕES CS 14/2014 E CS 25/2015 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 38/2013, DE 1º DE OUTUBRO DE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 ALTERADA PELAS RESOLUÇÕES CS 14/2014

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL MARÇO/2011 APRESENTAÇÃO Á Comunidade Acadêmica, Órgãos Colegiados Superiores e Unidade Acadêmicas

Leia mais

RESUMO 1 INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Comissão Própria de Avaliação, autoavaliação, SINAES, Ensino Superior

RESUMO 1 INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Comissão Própria de Avaliação, autoavaliação, SINAES, Ensino Superior RESUMO O relatório, ora apresentado, é resultado do processo de autoavaliação institucional, realizado pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) nos moldes previstos na Lei 10.861 do SINAES - Sistema Nacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 29/11/2011, Seção 1, Pág. 14. Portaria n 1662, publicada no D.O.U. de 29/11/2011, Seção 1, Pág. 12. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Fanor - Faculdade Nordeste

Fanor - Faculdade Nordeste Norma 025: Projeto de Avaliação Institucional Capítulo I Disposições Gerais A avaliação institucional preocupa-se, fundamentalmente, com o julgamento dos aspectos que envolvem a realidade interna e externa

Leia mais

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 1SEM2015 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 1SEM2015 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 1SEM2015 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Constituída em atendimento à Lei nº 10.861/2004, regulamentada pela Portaria

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Instituto de Gestão Educacional Signorelli Ltda. UF: RJ ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade Internacional Signorelli,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 18/5/2012, Seção 1, Pág. 24. Portaria n 62, publicada no D.O.U. de 18/5/2012, Seção 1, Pág. 2. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Conselheiro Lafaiete

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Conselheiro Lafaiete REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO E SOCIAL DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE CONSELHEIRO LAFAIETE Regulamenta o funcionamento do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico e Social

Leia mais

Instrumento de Avaliação Institucional pré teste de Curso. ( aplicado em dezembro de 2015 para o Docente. )

Instrumento de Avaliação Institucional pré teste de Curso. ( aplicado em dezembro de 2015 para o Docente. ) Instrumento de Avaliação Institucional pré teste de Curso ( aplicado em dezembro de 2015 para o Docente. ) 2015 DOCENTES_AVALIACAO_INSTITUCIONAL 2015_E_DE_CURSO (PRE-TESTE) AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FEAD. ANO BASE: 2013 CPA Comissão Própria de Avaliação

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FEAD. ANO BASE: 2013 CPA Comissão Própria de Avaliação RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FEAD ANO BASE: 2013 CPA Comissão Própria de Avaliação Belo Horizonte 2013 1. Apresentação da FEAD 1.1 Introdução A FEAD integra a Faculdade de Estudos Administrativos

Leia mais

MUITO AQUÉM do que expressa o referencial mínimo de qualidade. 2 Quando os indicadores da dimensão avaliada configuram um quadro

MUITO AQUÉM do que expressa o referencial mínimo de qualidade. 2 Quando os indicadores da dimensão avaliada configuram um quadro 1 O INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO, aprovado pelo INEP em 2008 e utilizado no processo de avaliação dos Cursos, presenciais e EaD, instituiu o Referencial Mínimo de Qualidade para cada

Leia mais

Conselheiro José Carlos Novelli Presidente do TCE-MT

Conselheiro José Carlos Novelli Presidente do TCE-MT Conselheiro José Carlos Novelli Presidente do TCE-MT Conceito Segundo Jorge Ulisses Jacoby Fernandes: [...] desenvolvimento institucional compreende o crescimento e o progresso de qualquer coisa em que

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES. ENADE contínuo. Direito 1,88 2 2,5987 2,52 3 Comunicação Social - Jornalismo

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES. ENADE contínuo. Direito 1,88 2 2,5987 2,52 3 Comunicação Social - Jornalismo PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 21/5/2012, Seção 1, Pág. 13. Portaria n 644, publicada no D.O.U. de 21/5/2012, Seção 1, Pág. 13. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

A VIRTUALIZAÇÃO DO ENSINO DA ENGENHARIA PROF. DR. WANDERSON GOMES DE SOUZA UNIS VARGINHA - MG

A VIRTUALIZAÇÃO DO ENSINO DA ENGENHARIA PROF. DR. WANDERSON GOMES DE SOUZA UNIS VARGINHA - MG A VIRTUALIZAÇÃO DO ENSINO DA ENGENHARIA PROF. DR. WANDERSON GOMES DE SOUZA UNIS VARGINHA - MG ESTAR PRESENTE E ESTAR DISTANTE É UMA QUESTÃO DE ESPÍRITO O QUE VEREMOS? Um pouco de história da EAD Ead no

Leia mais

Caros Servidores Docentes, Técnicos Administrativos e queridos Discentes.

Caros Servidores Docentes, Técnicos Administrativos e queridos Discentes. Caros Servidores Docentes, Técnicos Administrativos e queridos Discentes. Neste momento, vivemos mais uma vez um processo democrático de escolha de dirigentes em nossa Instituição. Devemos valorizar a

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Mosteiro de São Bento da Bahia UF: BA ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade São Bento da Bahia, com sede no Município

Leia mais

Relatório da Comissão de Avaliação Período 2013

Relatório da Comissão de Avaliação Período 2013 FACULDADE IBGEN Relatório da Comissão de Avaliação Período 2013 Porto Alegre, 26 de março de 2014. 2 SUMÁRIO I DADOS DA INSTITUIÇÃO... 3 IDENTIFICAÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE... 3

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

RELATÓRIO FINAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RELATÓRIO FINAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA 2014 158 ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR Elmiro Santos Resende Reitor Eduardo Nunes Guimarães Vice-Reitor Dalva Maria de Oliveira

Leia mais

EDITAL PROGRAD 06/2014 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS ESTRUTURANTES DE LABORATÓRIOS PARA O ENSINO DE GRADUAÇÃO 2015 / 2017.

EDITAL PROGRAD 06/2014 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS ESTRUTURANTES DE LABORATÓRIOS PARA O ENSINO DE GRADUAÇÃO 2015 / 2017. EDITAL PROGRAD 06/2014 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS ESTRUTURANTES DE LABORATÓRIOS PARA O ENSINO DE GRADUAÇÃO 2015 / 2017. I - OBJETIVO DO PROGRAMA 1. O Programa objetiva apoiar a estruturação dos laboratórios

Leia mais

Definir a estrutura e o conteúdo pertinente ao Relato Institucional (RI); Apresentar as especificidades do Relato Institucional;

Definir a estrutura e o conteúdo pertinente ao Relato Institucional (RI); Apresentar as especificidades do Relato Institucional; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA INEP COMISSÃO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CONAES DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais